DOS CRIMES CONTRA A PESSOA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DOS CRIMES CONTRA A PESSOA"

Transcrição

1 DOS CRIMES CONTRA A PESSOA Homicídio simples art. 205 Minoração facultativa da pena 1º. Homicídio qualificado 2º A Lei 9299/96, alterou dispositivos do CPM, operando verdadeiro deslocamento de competência nos casos de crimes dolosos contra a vida (homicídio; induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio), praticados por militares contra civis, cujos processos passaram para a competência da justiça comum, de acordo com a referida lei, que acrescentou um parágrafo único ao art. 9º do Código castrense. Homicídio culposo art 206 Provocação direta ou auxílio a suicídio art 207 A legislação moderna não incrimina o suicídio, mas a conduta de quem instiga, induz ou auxilia alguém a suicidar-se. Ação física- instigar ( é animar, ação secundária, o agente revigora um propósito existente ); induzir ( é o ato de quem é o primeiro a propor, suscitar, alguma idéia ); auxiliar- ( é assistência física ) Genocídio art. 208 Lesão leve art. 209 Lesão grave 1º Lesão Gravíssima 2º Lesões qualificadas pelo resultado 3º Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 1

2 Minoração facultativa da pena 4º 5º Lesão levíssima 6º Todo e qualquer dano ocasionado à normalidade funcional do corpo humano, quer do ponto de vista anatômico, fisiológico ou mental. Lesão corporal leve- é o dano ao corpo ou à saúde que não chegou a ser lesão grave ou gravíssima ; Lesões corporais graves- incapacidade para ocupações habituais, por mais de 30 dias ( explicar: perigo de vida; debilidade permanente de membro, sentido ou função; sentido); o 2 refere-se a trabalho, o que é diferente de ocupações habituais ( este a lei civil chama de gravíssima ). Lesão culposa art. 210 Abandono de pessoa art.212 Maus-tratos art. 213 Dos Crimes Contra a Honra Bem imaterial: A honra é um conjunto de predicados ou condições da pessoa que lhe conferem consideração social e estima própria. Honra objetiva é a reputação que gozamos no meio social. Honra subjetiva é o apreço próprio, juízo que cada um tem de si mesmo. Calúnia art. 214 Exceção da verdade 2º Deve-se facultar que se demonstre a verdade sem que se devasse a vida do ofendido. Difamação art. 215 Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 2

3 Imputar a alguém fato não criminoso, porém ofensivo à sua reputação. Honra objetiva e exige comunicação a terceiro. Diferenças entre calúnia e difamação: Calúnia o fato é um crime; difamação qualquer fato ofensivo; Calúnia imputação falsa; difamação pode ser verdadeira. Injúria art. 216 Honra subjetiva, atinge a estima própria, isto é, o juízo que se faz de si mesmo. É crime que se caracteriza pela ofensa à honra subjetiva da pessoa, que constitui o sentimento próprio a respeito dos atributos físicos, morais e intelectuais de cada um. Pode-se injuriar por palavras, escritos ou gestos. Constrangimento ilegal art. 222 Ameaça art. 223 Seqüestro ou cárcere privado art.225 No delito do seqüestro, embora a vítima seja submetida à privação da faculdade de locomoção, tem maior liberdade de ir e vir, ao passo que no cárcere privado, a vítima vê-se submetida à privação da liberdade em recinto fechado, ou seja, é enclausurada. A privação da liberdade é feita contra a vontade explícita ou implícita da vítima. Violação de domicílio art. 226 Violação de correspondência art. 227 Estupro art. 232 Do latim stuprum, desonra, crime sexual, consiste na conjunção carnal, imposta pelo homem à mulher, mediante violência ou grave ameaça. Não importa para a tipificação do delito, seja a mulher virgem ou não e até a prostituta. A violência não se limita ao desforço físico, mas também a outros Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 3

4 meios que reduzam ou anulem a resistência da vítima: narcóticos, etc. Para configuração do estupro, há necessidade de introdução, total ou parcial, do membro viril do homem no órgão sexual feminino, ocorrendo ou não ejaculação. Atentado violento ao pudor art. 233 Pederastia ou outro ato de libidinagem art. 235 Presunção de violência art.236 Aumento de pena art.237 DOS CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO Furto simples art. 240 Furto atenuado 1 2º Energia de valor econômico 3º Furto qualificado 4º 5º. 6º Furto de uso art. 241 Roubo simples ( art.242 ) Roubo qualificado 2º Latrocínio 3º Do latim latrocinium, ataque a mão armada. Embora atingindo diretamente a integridade da vítima, é crime contra o patrimônio, pois que a violência é meio para alcançar o fim de se apropriar de coisa alheia móvel. Extorsão simples art. 243 Extorsão mediante seqüestro art. 244 Chantagem art. 245 Apropriação indébita simples art.248 O delito de apropriação indébita ocorre quando o sujeito tem a posse ou a detenção do objeto material e, em dado momento faz mudar o título de posse ou da detenção, comportando-se como se dono fosse. Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 4

5 Estelionato art.251 Do latim stellio, onis, stellionatus, fraude, engano. É um crime contra o patrimônio que tem como característica a astúcia, o engodo, a picardia do delinqüente. Exige 4 momentos: fraude ( artifício, ardil ou qualquer outro meio ); engano; erro; resultado. Terá que ocorrer a vantagem econômica e ocorrer prejuízo alheio. Receptação (artigos 254 a 256) Receptação culposa art.255 Dano art modalidade culposa Usura pecuniária art. 267 DOS CRIMES CONTRA A INCOLUMIDADE PÚBLICA Incêndio art. 268 Embriaguez no volante art.279 Fuga após acidente de trânsito art.281 Tráfico, posse ou uso de entorpecente ou substância de efeito similar art. 290 DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR Desacato a superior art.298 O desacato consiste na falta de acatamento, no menosprezo, no ultraje, no insulto, na ofensa moral, praticados contra funcionários públicos, civil ou militar, no exercício da função ou em razão dela. Peculato artigos 303 e 304 Peculato culposo 3º 4º No 3º temos o peculato culposo, em que o militar ou funcionário, por imprudência, imperícia ou negligência, Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 5

6 concorre para a prática do crime de outrem, seja também funcionário ou simplesmente civil. Concussão art.305 Excesso de exação art.306 Existe a presunção de que o agente pretende recolher aos cofres públicos o que arrecadou indevidamente, o que não acontece com os outros tipos penais onde a vantagem indevida destina-se em proveito do próprio agente ou de terceiro. Desvio art. 307 Corrupção passiva art.308 A corrupção difere da concussão porque nesta o agente exige para si ou para outrem, ou mesmo para recolher aos cofres públicos, o que não é devido, ao passo que a corrupção o autor do delito solicita ou recebe para si ou para outrem vantagem indevida, ou pelo menos promessa dessa vantagem. Corrupção ativa art.309 O sujeito ativo pode ser qualquer pessoa que, dá, oferece ou promete dinheiro ou vantagem indevida. Falsidade de Documento art. 311 Falsidade Ideológica art. 312 Prevaricação art. 319 O tipo penal requer um elemento subjetivo, caracterizado pela expressão para satisfazer interesse pessoal, sem o que o crime não se aperfeiçoa. Violação do Dever Funcional art320 Falso Testemunha ou Falsa Perícia art. 346 Prof. Audálio Ferreira Sobrinho 6

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO PENAL III Código da Disciplina: JUR 219 Curso: Direito Semestre de oferta da disciplina: 5º Faculdade responsável: Direito Programa em vigência a partir de: 2015

Leia mais

CURSO DE DIREITO 1 PLANO DE ENSINO. Disciplina Carga Horária Semestre Ano Direito Penal I 80 4º 2015

CURSO DE DIREITO 1 PLANO DE ENSINO. Disciplina Carga Horária Semestre Ano Direito Penal I 80 4º 2015 PLANO DE ENSINO CURSO DE DIREITO 1 Disciplina Carga Horária Semestre Ano Direito Penal I 80 4º 2015 Objetivos Específicos da Disciplina Inicialmente, concluir-se-á a matéria da parte geral. Em seguida,

Leia mais

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. DOS CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO

Leia mais

DOS CRIMES EM ESPÉCIE...1 TÍTULO I DOS CRIMES CONTRA A PESSOA...1 Capítulo 1 Dos Crimes Contra a Vida...3

DOS CRIMES EM ESPÉCIE...1 TÍTULO I DOS CRIMES CONTRA A PESSOA...1 Capítulo 1 Dos Crimes Contra a Vida...3 S u m á r i o DOS CRIMES EM ESPÉCIE...1 TÍTULO I DOS CRIMES CONTRA A PESSOA...1 Capítulo 1 Dos Crimes Contra a Vida...3 1.1. Homicídio Art. 121 do Código Penal...3 1.2. Induzimento, Instigação ou Auxílio

Leia mais

PLANO DE CURSO : CRIMES EM ESPÉCIE I (CÓD. ENEX 60121) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS:

PLANO DE CURSO : CRIMES EM ESPÉCIE I (CÓD. ENEX 60121) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: PLANO DE CURSO DISCIPLINA: CRIMES EM ESPÉCIE I (CÓD. ENEX 60121) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR (arts. 299 a 318)

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR (arts. 299 a 318) DIREITO PENAL MILITAR CFSD superior CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR (arts. 299 a 318) Prof. Rogério DESACATO A MILITAR Art. 299. Desacatar militar no exercício de função de natureza militar ou em

Leia mais

Elementos de. Direito PENAL MILITAR PARTE ESPECIAL *** ~. ~n ED,ITORA. \t3j.i. METODO

Elementos de. Direito PENAL MILITAR PARTE ESPECIAL *** ~. ~n ED,ITORA. \t3j.i. METODO - Elementos de Direito PENAL MILITAR PARTE ESPECIAL 36882 - *** ~. ~n ED,ITORA \t3j.i. METODO SUMÁRIO Introdução..................... 1 - Algumas considerações acerca de segurança nacional, segurança interna,

Leia mais

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos... 5 Guia de leitura da Coleção... 7

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos... 5 Guia de leitura da Coleção... 7 Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 5 Guia de leitura da Coleção... 7 Capítulo 1 DOS CRIMES CONTRA A PESSOA... 31 1. DOS CRIMES CONTRA A VIDA... 34 1.1 HOMICÍDIO... 34 1. Bem jurídico... 36 2. Sujeitos...

Leia mais

TEMA: Aumento das Penas e Crime Hediondo para Corrupção de Altos Valores (arts. 5º, 3º e 7º do PL) MEDIDA 3 (Versão 05/11/16 às 10:40)

TEMA: Aumento das Penas e Crime Hediondo para Corrupção de Altos Valores (arts. 5º, 3º e 7º do PL) MEDIDA 3 (Versão 05/11/16 às 10:40) CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSULTORIA LEGISLATIVA ÁREA XXII - DIREITO PENAL, PROCESSUAL PENAL E PROCEDIMENTOS INVESTIGATÓRIOS PARLAMENTARES COMISSÃO ESPECIAL PL 4.850/16 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO MEDIDA

Leia mais

5. ELEMENTO SUBJETIVO 5.1 Crime doloso Conceito Elementos do dolo

5. ELEMENTO SUBJETIVO 5.1 Crime doloso Conceito Elementos do dolo SUMÁRIO Parte Geral 1. PRINCÍPIOS E CARACTERÍSTICAS DO DIREITO PENAL 1.1 Princípios constitucionais do Direito Penal 1.1.1 Princípio da reserva legal e da anterioridade da lei penal 1.1.2 Princípios da

Leia mais

Classificação das Infrações Penais.

Classificação das Infrações Penais. Classificação das Infrações Penais Cynthiasuassuna@gmail.com Classificação das Infrações Penais Tripartida As infrações penais classificam-se, de acordo com sua gravidade em: CRIMES, DELITOS E CONTRAVENÇÕES

Leia mais

3- Qual das seguintes condutas não constitui crime impossível?

3- Qual das seguintes condutas não constitui crime impossível? 1- Maria de Souza devia R$ 500,00 (quinhentos reais) a José da Silva e vinha se recusando a fazer o pagamento havia meses. Cansado de cobrar a dívida de Maria pelos meios amistosos, José decide obter a

Leia mais

Telefone: (31) Decreto-Lei CPM

Telefone: (31) Decreto-Lei CPM TÍTULO IV DOS CRIMES CONTRA A PESSOA CAPÍTULO I DO HOMICÍDIO Homicídio simples Art. 205. Matar alguém: Pena - reclusão, de seis a vinte anos. Minoração facultativa da pena 1º Se o agente comete o crime

Leia mais

DIREITO PENAL IV TÍTULO VI - CAPÍTULO II DOS CRIMES SEXUAIS CONTRA O VULNERÁVEL. Prof. Hélio Ramos

DIREITO PENAL IV TÍTULO VI - CAPÍTULO II DOS CRIMES SEXUAIS CONTRA O VULNERÁVEL. Prof. Hélio Ramos DIREITO PENAL IV TÍTULO VI - CAPÍTULO II DOS CRIMES SEXUAIS CONTRA O VULNERÁVEL Prof. Hélio Ramos DOS CRIMES SEXUAIS CONTRA VULNERÁVEL Sedução - Art. 217: REVOGADO lei 11.106/2005. Estupro de vulnerável

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO PENAL IV PROFESSOR: ISRAEL DOMINGOS JORIO TURMA: 6 CN PLANO DE CURSO 2009/02 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. UNIDADES CONTEÚDOS

Leia mais

23/09/2012 DIREITO PENAL IV. Direito penal IV

23/09/2012 DIREITO PENAL IV. Direito penal IV DIREITO PENAL IV LEGISLAÇÃO ESPECIAL 15ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Direito penal IV 2 1 ESTELIONATO E OUTRAS FRAUDES Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2014/1 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO PENAL III PROFESSOR: FELIPE TEIXEIRA SCHWAN TURMA: 5º AM UNIDADE DE

Leia mais

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade TEORIA GERAL DO CRIME FATO TÍPICO Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Resultado Nexo de causalidade Tipicidade RESULTADO Não basta existir uma conduta. Para que se configure o crime é necessário

Leia mais

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios Sumário 1 A REDAÇÃO JURÍDICA 1.1 A nova redação jurídica 1.2 Síntese, clareza e objetividade 1.3 Orações intercaladas 1.4 Introdução, desenvolvimento e conclusão 1.5 Redação impessoal 1.6 Copiar e colar

Leia mais

EXERCÍCIOS. I - anistia, graça e indulto; II - fiança.

EXERCÍCIOS. I - anistia, graça e indulto; II - fiança. Legislação Especial Wallace França EXERCÍCIOS Lei dos Crimes hediondos Art. 1 o São considerados hediondos os seguintes crimes, todos tipificados no Decreto-Lei n o 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código

Leia mais

NATUREZAS DIVERSAS (ordem alfabética) Observação: sublinhado está o grupo principal, após, se houver, o grupo secundário.

NATUREZAS DIVERSAS (ordem alfabética) Observação: sublinhado está o grupo principal, após, se houver, o grupo secundário. NATUREZAS DIVERSAS (ordem alfabética) Observação: sublinhado está o grupo principal, após, se houver, o grupo secundário. Abandono de intelectual [crimes contra a família]; Abandono de incapazes [ocorrências

Leia mais

Questões relevantes Parte Especial CP

Questões relevantes Parte Especial CP Direito Penal 1ª Fase OAB/FGV Aula 5 Professor Sandro Caldeira Questões relevantes Parte Especial CP Crimes contra a honra Crimes contra o patrimônio; Crimes contra a dignidade sexual; Crimes praticados

Leia mais

CÓDIGO PENAL MILITAR EAP Cap Rogério CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR

CÓDIGO PENAL MILITAR EAP Cap Rogério CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR CÓDIGO PENAL MILITAR EAP - 2016 Cap Rogério CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR DESACATO A MILITAR Art. 299. Desacatar militar no exercício de função de natureza militar ou em razão dela IMPROPRIAMENTE

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Aspectos penais em tópicos sintéticos: QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO?

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Aspectos penais em tópicos sintéticos: QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO? Do que trata? * Crimes contra a administração pública, cometidos por funcionário público. QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO? Considera-se funcionário público, para os efeitos penais (Conforme

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 2.848/1940 CÓDIGO PENAL

DECRETO-LEI Nº 2.848/1940 CÓDIGO PENAL ALTERAÇÕES DO CURSO DE ACORDO COM EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 144/2016 MP/RS Secretário de Diligências LEGISLAÇÃO: Processo Civil: - Desconsiderar os artigos 70 ao 138 e 188 ao 235 do Código de Processo Civil.

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado 2142129 2143822 4285951 1 100% 0 0% 1 100% Total 4285951 / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / Quantidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º. II Ementário

PLANO DE ENSINO. I Identificação. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º. II Ementário I Identificação Disciplina Direito Penal IV Código EST0075 Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º II Ementário PLANO DE ENSINO Como estudar crimes em espécie. Dos crimes contra a pessoa.

Leia mais

(D) extinguem a punibilidade. (E) excluem a tipicidade.

(D) extinguem a punibilidade. (E) excluem a tipicidade. Maratona Fiscal ISS Direito penal 1. A regra que veda a interpretação extensiva das normas penais incriminadoras decorre do princípio constitucional da (A) culpabilidade. (B) igualdade. (C) legalidade.

Leia mais

Primeira e principal fonte Constituição. Segunda fonte Previsão da lei, que irá estabelecer penas e os crimes.

Primeira e principal fonte Constituição. Segunda fonte Previsão da lei, que irá estabelecer penas e os crimes. DIREITO PENAL Conceito Magalhães Noronha Direito Penal é o conjunto de normas jurídicas que regulam o poder punitivo do Estado, visando a natureza criminal e as medidas aplicáveis a quem os pratica. Fontes

Leia mais

PREPARATÓRIO PARA OAB DISCIPLINA: DIREITO PENAL

PREPARATÓRIO PARA OAB DISCIPLINA: DIREITO PENAL PREPARATÓRIO PARA OAB DISCIPLINA: DIREITO PENAL Capítulo 11 - Aula 2 CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Professor: Dr. Ivan Francisco Pereira Agostinho Coordenação: Dr. Ivan Francisco Pereira Agostinho

Leia mais

Lição 5. Crimes contra a administração pública

Lição 5. Crimes contra a administração pública Lição 5. Crimes contra a administração pública 5.1. CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PECULATO Artigo 312 - Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel,

Leia mais

CRIMES DE INFORMÁTICA. Introdução. O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável.

CRIMES DE INFORMÁTICA. Introdução. O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável. CRIMES DE INFORMÁTICA Introdução O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável Introdução O QUE É CRIME - Tipicidade: perfeito enquadramento da conduta ao

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o autor... Abreviaturas... Título VI DOS CRIMES CONTRA A LIBERDADE SEXUAL

ÍNDICE. Sobre o autor... Abreviaturas... Título VI DOS CRIMES CONTRA A LIBERDADE SEXUAL ÍNDICE Sobre o autor.................... Abreviaturas................................... 5 7 Título VI DOS CRIMES CONTRA A DIGNIDADE SEXUAL DOS CRIMES CONTRA A LIBERDADE SEXUAL Art. 213 - Estupro............

Leia mais

DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL

DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL PRINCÍPIOS Legalidade: Somente a lei, elaborada na forma que a Constituição permite, pode determinar o que é crime e indicar a pena cabível. Taxatividade: As leis que definem

Leia mais

Doutrina - Omissão de Notificação da Doença

Doutrina - Omissão de Notificação da Doença Doutrina - Omissão de Notificação da Doença Omissão de Notificação da Doença DIREITO PENAL - Omissão de Notificação de Doença CP. Art. 269. Deixar o médico de denunciar à autoridade pública doença cuja

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 475, DE 2009

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 475, DE 2009 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 475, DE 2009 Altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, para indicar hipóteses de ação penal pública incondicionada à representação. O CONGRESSO

Leia mais

Comentários sobre a Prova de Direito Penal do MPU para o cargo de Analista Administrativo Autor: Dicler Forestieri Ferreira

Comentários sobre a Prova de Direito Penal do MPU para o cargo de Analista Administrativo Autor: Dicler Forestieri Ferreira Olá, amigos concurseiros. Com o objetivo de colaborar com os seus estudos, segue a resolução da prova de Direito Penal para o cargo Analista Administrativo do MPU, que foi aplicada pela Fundação Carlos

Leia mais

1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Crimes Contra a Administração Pública 1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Crimes contra a Administração Pública impedem a progressão de regime sem a reparação do dano. A reparação

Leia mais

Peculato Eletrônico Peculato Pirataria - Inserção de dados Falsos: 313 A. O peculato culposo está descrito no art. 312, 2.º, do Código Penal.

Peculato Eletrônico Peculato Pirataria - Inserção de dados Falsos: 313 A. O peculato culposo está descrito no art. 312, 2.º, do Código Penal. 2. PECULATO 2.1. Peculato Doloso Peculato-apropriação: art. 312, caput, primeira parte. Peculato-desvio: art. 312, caput, segunda parte. Peculato-furto: art. 312, 1.º. Peculato mediante erro de outrem:

Leia mais

1. CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO.

1. CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO. 1. CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO. Patrimônio - Conceito: Complexo de relações jurídicas pertencentes a alguém e com valor econômico. Para o direito penal também se considera os bens que não tenham valor econômico,

Leia mais

1/6. Principais ocorrências - Vít. por idade G. Niterói Fonte: Instituto de Segurança Pública (ISP) Gestão dos Dados: NECVU

1/6. Principais ocorrências - Vít. por idade G. Niterói Fonte: Instituto de Segurança Pública (ISP) Gestão dos Dados: NECVU 1/6 Totais 71a. DP 72a. DP 73a. DP 74a. DP 75a. DP 76a. DP 77a. DP 78a. DP 79a. DP Itaboraí São Gonçalo Neves Alcântara Rio do Ouro Niterói - Centro Icaraí Fonseca Jurujuba CRIMES CONTRA A PESSOA Homicídio

Leia mais

DIREITO PENAL IV PROF. DANIELA MARQUES

DIREITO PENAL IV PROF. DANIELA MARQUES DIREITO PENAL IV PROF. DANIELA MARQUES 07-03-2012 LEITURA OBRIGATÓRIA Giovanni Boccaccio Decamerão TÓPICOS 1. Razão e sentimento. Recordação e memória; 2. A construção dos crimes em espécie. Direito Penal

Leia mais

Legislação Penal Especial Lei de Tortura Liana Ximenes

Legislação Penal Especial Lei de Tortura Liana Ximenes Lei de Tortura Liana Ximenes 2014 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Lei de Tortura -A Lei não define o que é Tortura, mas explicita o que constitui tortura. -Equiparação

Leia mais

PROVA TIPO 01 BRANCA. Tabela de Correspondência de Questões: TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO

PROVA TIPO 01 BRANCA. Tabela de Correspondência de Questões: TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO Tabela de Correspondência de Questões: TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO 4 59 63 62 61 60 61 63 62 62 60 60 59 63 64 61 60 64 62 59 64 PROVA TIPO 01 BRANCA Questão 59 Guilherme, funcionário público de determinada

Leia mais

LEI Nº , DE 7 DE AGOSTO DE 2009

LEI Nº , DE 7 DE AGOSTO DE 2009 LEI Nº 12.015, DE 7 DE AGOSTO DE 2009 Altera o Título VI da Parte Especial do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal, e o art. 1º da Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, que dispõe

Leia mais

2.4. Ilicitude e causas de exclusão

2.4. Ilicitude e causas de exclusão 2.4. Ilicitude e causas de exclusão Conceito de Ilicitude ou antijuridicidade: Contrariedade entre a conduta e o ordenamento jurídico como um todo. 2.4. Ilicitude e causas de exclusão Elementos da Legítima

Leia mais

ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO

ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO Conceito de Ato Administrativo Ato administrativo é todo ato praticado no exercício da função administrativa.

Leia mais

Capítulo 1 Dos Crimes contra a Incolumidade Pública...1. Capítulo 2 Incêndio...3

Capítulo 1 Dos Crimes contra a Incolumidade Pública...1. Capítulo 2 Incêndio...3 S u m á r i o Capítulo 1 Dos Crimes contra a Incolumidade Pública...1 Capítulo 2 Incêndio...3 1. Introdução... 3 2. Classificação doutrinária... 4 3. Sujeito ativo e sujeito passivo... 5 4. Objeto material

Leia mais

II. Violência contra a mulher: dados 2015

II. Violência contra a mulher: dados 2015 Dossiê Mulher 2016 7 II. Violência contra a mulher: dados 2015 No estado Rio de Janeiro, as mulheres representam cerca de 52,0% da população total. Em 2015, o percentual de mulheres vítimas de algum delito

Leia mais

Tribunal,. de Justiça do Estado de São Paulo Página 1 de 5 ~ r

Tribunal,. de Justiça do Estado de São Paulo Página 1 de 5 ~ r Tribunal,. de Justiça do Estado de São Paulo Página 1 de 5 ~ r PORTAL 00,_ Tribunal de Justiça do Estado de SAO PAULO TJ Notícias I Institucional I Links Jurídicos I TJ Responde I Mapa PROVIMENTO CG N.o

Leia mais

Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo.

Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo. Assunto: Infrações Penais Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo. Sumário: 1. Introdução 2. Desenvolvimento

Leia mais

DIREITO PENAL. 1. Roubo art. 157, CP:

DIREITO PENAL. 1. Roubo art. 157, CP: 1 PONTO 1: Roubo PONTO 2: Extorsão PONTO 3: Apropriação Indébita Previdenciária 1. Roubo art. 157, CP: Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência

Leia mais

Índice Geral. Índice Sistemático do Código Penal. Tábua de Abreviaturas. Código Penal Decreto-lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940

Índice Geral. Índice Sistemático do Código Penal. Tábua de Abreviaturas. Código Penal Decreto-lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940 Índice Geral Índice Sistemático do Código Penal Tábua de Abreviaturas Código Penal Decreto-lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940 Referências Bibliográficas Apêndice Índice Alfabético-Remissivo Obras do Autor

Leia mais

CORREGEDORIA EM AÇÃO NA TRANSPARÊNCIA PÚBLICA

CORREGEDORIA EM AÇÃO NA TRANSPARÊNCIA PÚBLICA CORREGEDORIA EM AÇÃO NA TRANSPARÊNCIA PÚBLICA APRESENTAÇÃO CORREGEDORIA NA TRANSPARÊNCIA PROMOVER A ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FUNÇÃO DA CORREGEDORIA PREVENÇÃO X PUNIÇÃO VISITAS AOS ÓRGÃOS FISCALIZAR

Leia mais

Crimes em espécie. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Peculato Apropriação

Crimes em espécie. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Peculato Apropriação CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Peculato Apropriação Art. 312, caput, primeira parte - até a palavra cargo PECULATO APROPRIAÇÃO Art. 312. Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou

Leia mais

Direito Penal III. Aula 16 30/05/2012

Direito Penal III. Aula 16 30/05/2012 Aula 16 30/05/2012 2.7.19 Estelionato art.171 Núcleos do tipo Obter (ganhar, alcançar, conseguir, atingir). Meios de execução induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer

Leia mais

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS DIREITO PENAL MILITAR Prof. Rogério PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS PENAS PRINCIPAIS (art. 55) QUADRO ESQUEMÁTICO PENAS ACESSÓRIAS (art. 98) Morte Perda do posto e da patente Multa PENAS PREVISTAS CPM NÃO

Leia mais

Aulão Polícia Civil Direito Penal Questões Emerson Castelo Branco

Aulão Polícia Civil Direito Penal Questões Emerson Castelo Branco Aulão Polícia Civil Direito Penal Questões Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 1-Fundação Pública Federal contrata o técnico de informática

Leia mais

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador ALVARO DIAS I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador ALVARO DIAS I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 204, de 2011, que adiciona o inciso VIII no art. 1º na Lei nº 8.072 de

Leia mais

Complemento de Direito Penal Concurso do TJ-PE Prof. Edvanilson

Complemento de Direito Penal Concurso do TJ-PE Prof. Edvanilson Complemento de Direito Penal Concurso do TJ-PE Prof. Edvanilson 1. CAUSAS DE EXCLUSÃO Causas de exclusão da ilicitude Causas de exclusão da culpabilidade Legítima defesa Inimputabilidade do agente (incapacidade

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS EDUCADORES E SERVIDORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO GOIÂNIA-GOIÁS

ORIENTAÇÕES AOS EDUCADORES E SERVIDORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO GOIÂNIA-GOIÁS 1 ORIENTAÇÕES AOS EDUCADORES E SERVIDORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO GOIÂNIA-GOIÁS Para facilitar o entendimento acerca de questões relevantes na rede de ensino, importa esclarecer alguns pontos específicos,

Leia mais

Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual

Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual 645. (CESPE / Promotor de Justiça - MPE - ES / 2010) No ordenamento jurídico brasileiro, apenas o homem pode ser autor do delito de estupro; a mulher pode

Leia mais

DIREITO PENAL ÍNDICE. CAPÍTULO 03... 34 Concurso de Crimes... 34 Concurso Material...34 Concurso Formal...34 Crime Continuado...35

DIREITO PENAL ÍNDICE. CAPÍTULO 03... 34 Concurso de Crimes... 34 Concurso Material...34 Concurso Formal...34 Crime Continuado...35 DIREITO PENAL ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Introdução ao Direito Penal e Aplicação da Lei Penal... 7 Introdução ao Estudo do Direito Penal...7 Teoria do Crime...8 Princípio da Legalidade (Anterioridade - Reserva

Leia mais

Crime Circunstância Órgão competente Fundamento

Crime Circunstância Órgão competente Fundamento Crime Circunstância Órgão competente Fundamento Doloso contra a vida (Júri) Abuso de autoridade Crimes "Internacionais" Descaminho Militares Autor militar federal e vítima militar Justiça Militar art.

Leia mais

Coordenador WANDER GARCIA. Um dos maiores especialistas em Exames da OAB do País COMO. passar na ENCARTE DE ATUALIZAÇÃO

Coordenador WANDER GARCIA. Um dos maiores especialistas em Exames da OAB do País COMO. passar na ENCARTE DE ATUALIZAÇÃO Coordenador WANDER GARCIA Um dos maiores especialistas em Exames da OAB do País COMO passar na OAB! ENCARTE DE ATUALIZAÇÃO ALTERAÇÕES LEGISLATIVAS PENAL E PROCESSO PENAL www.focojuridico.com.br 3 Encarte

Leia mais

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL ii

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL ii I 16ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 ii Acessem!!!!!! www.rubenscorreiajr.blogspot.com 2 1 CRIME CONTRA A HONRA. MENOR POTENCIAL OFENSIVO. COMPETENCIA. JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL. Conflito de

Leia mais

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL DIRETORIA DE POLÍTICAS PENITENCIÁRIAS SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES PENITENCIÁRIAS ESTÁTÍSTICA SUSEPE - SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS

Leia mais

Direito Penal. Furto art. 155/156 do CP. Furto art. 155/156 do CP. Professor Rafael Machado

Direito Penal. Furto art. 155/156 do CP. Furto art. 155/156 do CP. Professor Rafael Machado Direito Penal Professor Rafael Machado A Furto art. 155/156 do CP. Conceito: Subtração de coisa alheia móvel para si ou para outrem sem a prática de violência ou grave ameaça ou qualquer espécie de constragimento

Leia mais

A) CARÁTER DETERMINANTE DA FALTA

A) CARÁTER DETERMINANTE DA FALTA A JUSTA CAUSA A) CARÁTER DETERMINANTE DA FALTA - deve haver uma relação de causa e efeito (nexo causal) entre a falta e a aplicação da pena - A aplicação da pena deve ser diretamente relacionado com a

Leia mais

07/09/2012 DIREITO PENAL IV. Direito penal IV

07/09/2012 DIREITO PENAL IV. Direito penal IV DIREITO PENAL IV LEGISLAÇÃO ESPECIAL 10ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Direito penal IV 2 1 EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO Art. 159 - Seqüestrar pessoa com o fim de obter, para si ou para outrem,

Leia mais

SUMÁRIO. RGDP_00.indd 11 02/04/ :45:49

SUMÁRIO. RGDP_00.indd 11 02/04/ :45:49 SUMÁRIO CONTENTS INCÊNDIO (ART. 250 DO CP) Introdução...2 Classificação doutrinária...2 Sujeito...3 Objeto material...3 Bem juridicamente protegido...3 Consumação e tentativa...3 Elemento subjetivo...3

Leia mais

Crime público desde Lei 7/2000 de Denúncia para além dos seis meses Lei aplicável: vigente no momento prática do último ato Tribunal

Crime público desde Lei 7/2000 de Denúncia para além dos seis meses Lei aplicável: vigente no momento prática do último ato Tribunal 1 Quem, de modo reiterado ou não, infligir maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais: a) Ao cônjuge ou ex-cônjuge; b) A pessoa de outro ou

Leia mais

DGRSP. SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013

DGRSP. SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013 DGRSP SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013 DSEP abril 2013 SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março 2013 Índice 1. Jovens internados

Leia mais

Art. 130. Perigo de contágio venéreo. Pena detenção, de três meses a um ano, ou multa. 2º. Representação.

Art. 130. Perigo de contágio venéreo. Pena detenção, de três meses a um ano, ou multa. 2º. Representação. Art. 129, caput. Lesão Corporal de Natureza Leve Pena detenção, de três meses a um ano. 4º deste mesmo artigo motivo de relevante valor social ou moral/domínio de violenta emoção, logo após injusta provocação

Leia mais

SUMÁRIO. Parte 1. Capítulo 3 Prisão em flagrante... 21

SUMÁRIO. Parte 1. Capítulo 3 Prisão em flagrante... 21 SUMÁRIO Parte 1 Aspectos gerais da atividade policial Capítulo 1 Distinção entre a Polícia Militar, a Polícia Civil, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e a Guarda Municipal...3 Capítulo 2

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vara de Execuções Penais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vara de Execuções Penais Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vara de Execuções Penais Divisão de Penas e Medidas Alternativas Serviço de Psicologia RELATÓRIO DE PESQUISA LEVANTAMENTO DE DADOS Perfil Evolutivo dos Beneficiários

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. Injúria racial. Gilbran Queiroz de Vasconcelos. 1. Considerações iniciais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. Injúria racial. Gilbran Queiroz de Vasconcelos. 1. Considerações iniciais BuscaLegis.ccj.ufsc.br Injúria racial Gilbran Queiroz de Vasconcelos 1. Considerações iniciais O crime de Injúria Racial está alocado no artigo 140, 3º, no Título I, capítulo V, da Parte Especial do Código

Leia mais

ATIVIDADE POLICIAL: ASPECTOS PENAIS, PROCESSUAIS PENAIS, ADMINISTRATIVOS E CONSTITUCIONAIS 5ª EDIÇÃO

ATIVIDADE POLICIAL: ASPECTOS PENAIS, PROCESSUAIS PENAIS, ADMINISTRATIVOS E CONSTITUCIONAIS 5ª EDIÇÃO ATIVIDADE POLICIAL: ASPECTOS PENAIS, PROCESSUAIS PENAIS, ADMINISTRATIVOS E CONSTITUCIONAIS 5ª EDIÇÃO SUMÁRIO Parte 1 ASPECTOS GERAIS DA ATIVIDADE POLICIAL Capítulo 1 Distinção entre a Política Militar,

Leia mais

BEM JURÍDICO TUTELADO (DIREITO PROTEGIDO)

BEM JURÍDICO TUTELADO (DIREITO PROTEGIDO) CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BEM JURÍDICO TUTELADO (DIREITO PROTEGIDO) O direito protegido é o funcionamento da administração pública, ou seja, a normalidade, prestígio da administração em geral.

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007)

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007) COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007) (Apensos os Projetos de Lei nºs. 6132, de 2002; 3716, de 2004;

Leia mais

www.ispcv.org.br Relatório 1º Semestre 2011 Relatório 1º Semestre

www.ispcv.org.br Relatório 1º Semestre 2011 Relatório 1º Semestre Relatório 1º Semestre 2011 Total de Denúncias Comparativo Estado de São Paulo 2010 Total 65.768 2011 Total 80.030 22.900 35% 26.806 41% 27.678 35% 33.482 41% 16.062 24% São Paulo Região Metropolitana sem

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Atualização e Capacitação Sobre Formulação e Gestão de Políticas Públicas Módulo III Políticas Públicas e Direitos Humanos Aula 7 Gestão em Segurança

Leia mais

Metodologia de Reagregação de Códigos para Publicação em DOERJ

Metodologia de Reagregação de Códigos para Publicação em DOERJ Metodologia de Reagregação de Códigos para Publicação em DOERJ Em atendimento à determinação do Exmo. Sr. Secretário de Segurança, foi elaborado um modelo de adequação do sistema de agregação dos títulos

Leia mais