COMPUTADOR. Adão de Melo Neto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPUTADOR. Adão de Melo Neto"

Transcrição

1 COMPUTADOR Adão de Melo Neto 1

2 PROGRAMA É um conjunto de instruções LINGUAGEM BINÁRIA INTRODUÇÃO Os caracteres inteligíveis não são A, B, +, 0, etc., mas apenas zero(0) e um (1). É uma linguagem de comunicação dos computadores. É denominada linguagem de máquina É de difícil manipulação EVOLUÇÃO DOS COMPUTADORES (segundo elementos de sua organização) válvulas, transistores, circuito integrado, pastilhas (chips) de alta e muito alta integração. 2

3 Modelo de Von Newman INTRODUZIU O CONCEITO DE MEMÓRIA: É um dispositivo de armazenamento temporário onde programas (e dados) podem ser carregados a partir de uma unidade de entrada, para serem executados pela unidade aritmética e lógica, com os resultados sendo transferidos da memória para uma unidade de saída, tudo isso sob a coordenação de uma unidade de controle. Ela garantiu a flexibilidade (o computador tem seu funcionamento alterado de acordo com programa e dado carregado) 3

4 Modelo de Von Newman Propôs a NUMERAÇÃO BINÁRIA Economiza tempo nas operações Garante a simplicidade dos circuitos Propôs o conceito RELÓGIO DO COMPUTADOR Dispositivo que produz um sinal elétrico periódico para cadenciar todas as operações do computador. 4

5 Modelo Barramento de Sistema É uma evolução do Modelo de Von Newman Processador = UCP = unidade de controle + unidade lógica aritmética Memória; Barramento (novo elemento): barramento de dados, barramento de endereço e barramento de controle 5

6 Modelo Barramento de Sistema Barramento de Endereços Transporta os sinais de endereço até a memória. Determinam qual a posição de memória que irá ser lida ou escrita. Observação: A informação dessa posição de memória, que está sendo lida ou escrita transita pelo barramento de dados, que é bidirecional. bidirecional unidirecional 6

7 Modelo Barramento de Sistema Barramento de Controle Indica qual a operação que vai ser realizada: leitura ou escrita, na maior parte dos casos Possui também sinais para A arbitragem do barramento a ser utilizado e Para determinar quem vai utilizar o barramento naquele momento, que pode ser tanto a UCP como a unidade de entrada/saída. 7

8 Modelo Barramento de Sistema

9 CONCEITOS BIT É a menor unidade de informação armazenáveis em um computador. É a contração das palavras inglesas Binary Digit. O bit pode ter, então, somente dois valores: 0 e 1. CARACTERE É o menor grupo de bits representando uma informação útil e inteligível para o ser humano. Letra v ==> BYTE É o grupo de 8 bits 1KB representa 2 10 = bytes 1MB representa * = 2 10 *2 10 = bytes Quantos bytes existem em 5 MB? 9

10 MEMÓRIA 10

11 Hierarquia de Memória 11

12 Memória (conceitos) MEMÓRIA VOLÁTIL É aquela que perde a informação armazenada quando a energia elétrica desaparece MEMÓRIA DE SEMICONDUTORES Fabricados com circuitos eletrônicos e baseados em semicondutores.. Note que estas memórias são construídas com Flip-flops (que por sua vez são construídas com portas lógicas, que por sua vez são implementadas com que componentes eletrônicos semicondutores como o diodo e o transistor). Ver também a aula sobre circuito integrado. São rápidas e relativamente caras, se comparadas com outros tipos. Registradores e memória principal são exemplos Volátil MEMÓRIA DE MEIO MAGNÉTICO Disquetes, discos rígidos e fitas magnéticas Armazenam informações sob a forma de campos magnéticos. Não volátil TEMPO DE ACESSO (inverso da velocidade) É o período de tempo gasto desde o instante em que foi iniciada a operação de acesso até que a informação requerida (instrução ou dado) tenha sido 12 efetivamente transferida.

13 Memória (conceitos) Podemos classificar as memórias de semicondutores conforme abaixo discriminado. Como vermos as memórias ROM são também memórias de acesso aleatório. O mercado incorreu em um erro ao denominar as de memórias RAM somente as R/W. Memória de Acesso aleatório: memória cujas posições de memória podem ser acessadas aleatoriamente 13

14 Hierarquia de Memória REGISTRADOR São dispositivos de armazenamento temporário, localizados na CPU, extremamente rápidos, com capacidade para apenas um dado (uma palavra). Memória de semicondutores MEMÓRIA CACHE Pequena porção de memória cache, localizada entre a CPU e a MP, e que funciona como um espelho de parte da MP. Objetiva aumentar a velocidade de acesso aos dados da MP por parte da UCP. Mais rápida que a memória principal, mas mais cara Memória de semicondutores MEMÓRIA PRINCIPAL Onde os programas e dados devem estar armazenados para execução pelo processador Voláteis Memória de semicondutores MEMÓRIA SECUNDÁRIA Resolve o problema do armazenamento em grandes quantidades Não voláteis Memória de meio magnético 14

15 Caminho percorrido pelo dados até o processador A memória cache visa aumentar a velocidade de acesso as dados 15

16 RAM ROM Memória tipo RAM e ROM RAM - Random Access Memory Memória de acesso aleatório Voláteis (perde os dados se perdem com a falta de energia) Todo sistema computacional utiliza uma parte do endereçamento da memória principal com memórias do tipo ROM. Os microcomputadores do tipo PC, vêm de fábrica com um conjunto de rotinas básicas do SO armazenadas em ROM, denominadas de BIOS (Basic Input Output System) Read Only Memory Memória de acesso aleatório de somente para leitura (questão de segurança, os VÍRUS não podem ser gravados nesta memória) Não voláteis. ROMs reutilizáveis EPROM EEPROM MEMÓRIA FLASH 16

17 Memórias tipo ROM ROMs reutilizáveis São memórias úteis em programas de sistemas (controle de vídeo, modens, dispositivos de E/S) pois eventualmente o fabricante necessita criar uma nova versão. EPROM Erasable Programmable Read Only Memory ou memória apenas de leitura, programável (escrita de bits) e apagável (com máquinas adequadas, à base de raios ultra-violeta). EEPROM (ou EAROM) Electrically Erasable Programmable Read Only Memory ou memória apenas de leitura, programável e eletronicamente apagável.. A programação (escrita de bits), o apagamento da memória a reprogramação são feitas sobre o controle da UCP, isto é por software. FLASH Processo de funcionamento bastante semelhante a da EEPROM, embora o processo de apagamento não poder ser realizado a nível de bytes como na EEPROM. 17

18 É a área de trabalho da UCP, seu grande rascunho, onde seus programas ( e seus dados) se sucedem em execução, uns após os outros. Para que programas sejam executados é necessário que suas instruções e os dados por elas manipulados estejam armazenados, mesmo que temporariamente na MP. Eles estão normalmente armazenados na MS (memória secundária), seja, um HD ou um CD- ROM. São constítuídas por mémórias do tipo RAM e ROM 18

19 A capacidade de memória refere-se à quantidade de informações que nela podem ser armazenadas, cuja unidade básica é o bit. Exemplo: 512 bits, bits e bits É possível simplificar através do emprego de unidades com K (kilo), M (mega), G(giga) e T (tera). Expressões para capacidade de uma memória 19

20 Vamos supor que tenhamos em uma MP com N células contendo M bits Os endereços vão de 0 a (N-1) Seja x o número de bits para representar os endereços das N células. Logo, N = 2 x x = log 2 N. A capacidade da memória é de M.N EXEMPLO MP com N=1024 (1K) endereços x= log =10 Portanto são necessários x= 10 bits para representar os N endereços. Supondo M=8, a memória tem uma capacidade de 1K.8=8 K bits = bits 20

21 MP com mesma quantidade de células (256), porém com largura de célula diferente Qual é o valor de x neste caso? X = log x=8 bits (log = log /0,301) log 2 x =y 2 x = y Qual a capacidade da memória em cada caso? MP1 = 256 x 12 = 3072 bits MP2 = 256 x 16 = 4096 bits MP3 = 256 x 8 = 2048 bits 21

22 MP com mesma largura de célula, porém com quantidade de células diferentes Qual é o valor de x em cada caso? MP1 = 16 bits MP2 = 24 bits MP3 = 32 bits Qual é a capacidade da memória em cada caso? MP1 = 2 16 x 8 bits MP2 = 2 24 x8 bits MP3 = 2 32 x 8 bits 22

23 N = 2K = 2 x 2 10 M = 16 bits N Total de bits da MP (capacidade ) = N x M = 16 x 2 K = 32 K Tamanho de cada endereço X = log 2 N = 11 bits 23

24 OPERAÇÕES COM A MEMÓRIA PRINCIPAL LEITURA: armazena informações na memória ESCRITA: recupera uma informação armazenada na memória] Elementos que compõem a estrutura MP/UCP e que são utilizadas nestas operações REM (registrador de endereço de memória) RDM (registrador de dados de memória) 24

25 N = 2K = 2 x 2 10 M = 16 bits Tamanho do REM X = log 2 N = 11 bits Tamanho do RDM M = 16 bits Qual o maior endereço dessa MP = = Total de bits que pode ser armazenada na MP = N x M = 16 x 2 K = 32 K 25

26 OPERAÇÃO DE LEITURA Unidade de controle (UC) da UCP: transfere o endereço 1324, de um de seus registradores específicos para o REM (registrador de endereço de memória) Unidade de controle (UCP) da CPU: coloca o sinal de leitura (READ) no barramento de controle para indicar aos circuitos de controle da MP o que fazer em seguida. MP: decodifica o endereço recebido (1024, pelo barramento de endereços) e transfere seu conteúdo para o RDM (através do barramento de dados).do RDM, então, a informação é transferida para o elemento da UCP, destinatário final. 26

27 OPERAÇÃO DE ESCRITA Unidade de controle (UC) da UCP: coloca o endereço 21C8 no REM (registrador de endereço de memória) e o dado a ser copiado no RDM (F7). Unidade de controle (UCP) da CPU: coloca o sinal de escrita (WRITE) no barramento de controle para indicar aos circuitos de controle da MP o que fazer em seguida. MP: como resultado da decodificação do endereço pelo dispositivo de controle da memória, o valor F7 é copiado na célula desejada, de endereço 21C8 27

28 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR Vamos supor que temos uma memória com N=1024 endereços de células, com M=8 bits cada uma. Nesta caso teríamos uma REM como 10 bits pois x=log 2 (1024). A saída do decodificador são 1024 linhas, uma para cada célula da memória M=8 N= bits 28

29 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR Tomemos por exemplo o endereço ou , armazenado no REM. Isto acarretaria uma saída 1 na 13ª linha do decodificador, correspondente ao endereço 12 ( 13ª linha, porque o primeiro endereço é 0). As demais linhas do decodificador seriam iguais a 0 13 a LINHA 29

30 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR Iremos mostrar um exemplo de uma memória principal com 12 bits de capacidade distribuídos em N=4 células com M=3 bits cada uma (12 = 4x3) M =3 E = 2 pois E = log 2 4 = 2 N =4 30

31 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR CÉLULA BÁSICA DE MEMÓRIA COM 01 BIT (escrevendo valor 1) Seleção (S) = 1 ENTRADA = Habilita a Escrita (W) do valor de entrada = SET 31

32 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR CÉLULA BÁSICA DE MEMÓRIA COM 01 BIT (escrevendo valor 0) Seleção (S) = 1 ENTRADA = Habilita a Escrita (W) do valor de entrada = RESET 32

33 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR CÉLULA BÁSICA DE MEMÓRIA COM 01 BIT (manter o valor atual) SELEÇÃO = Habilita a Escrita = VALOR MANTIDO 33

34 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR (4 células com 03 bits cada) REM constituído de dois flip-flops para selecionar até 4 células ENTRADA DE DADOS Habilitação da escrita Habilitação da leitura Dos valores armazenados na saída Dos flip-flops 34

35 MEMÓRIA DO TIPO SELEÇÃO LINEAR Visão Expandida do Decodificador 35

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL MEMÓRIA Componente de um sistema de computação cuja função é armazenar informações que são manipuladas pelo sistema para que possam ser recuperadas

Leia mais

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A U E S C Memória DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A Hierarquia de Memória Em um Sistema de computação existem vários tipos de memória que interligam-se de forma bem estrutura

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4 Cristina Boeres Memória! É um dos componentes de um sistema de computação! Sua função é armazenar informações que são ou serão manipuladas

Leia mais

http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal Organização Operações de leitura e escrita Capacidade 2 Componente de um sistema

Leia mais

Organização de Computadores. 1. Calcule a corrente elétrica e a tensão em cada resistor no circuito abaixo

Organização de Computadores. 1. Calcule a corrente elétrica e a tensão em cada resistor no circuito abaixo Organização de Computadores NOME: 1. Calcule a corrente elétrica e a tensão em cada resistor no circuito abaixo 2. Identifique os componentes eletrônicos abaixo e suas funções 2. O que é um circuito Integrado?

Leia mais

Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado

Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado Arquitetura de computador Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado Arquitetura de Von Neuman A arquitetura de computador proposta por Von Neumann é composta basicamente por: Computadores

Leia mais

Memórias. Memórias: Utilização:

Memórias. Memórias: Utilização: 1 : São dispositivos que armazenam informações codificadas digitalmente que podem representar números, letras, caracteres quaisquer, comandos de operações, endereços ou ainda qualquer outro tipo de dado.

Leia mais

Níveis de memória. Diferentes velocidades de acesso. Memória Cache. Memórias Auxiliar e Auxiliar-Backup

Níveis de memória. Diferentes velocidades de acesso. Memória Cache. Memórias Auxiliar e Auxiliar-Backup Memória Níveis de memória Diferentes velocidades de acesso Pequeno Alto(a) Cache RAM Auxiliar Auxiliar-Backup Memória Cache altíssima velocidade de acesso acelerar o processo de busca de informações na

Leia mais

Adriano J. Holanda FAFRAM. 4 e 11 de maio de 2012

Adriano J. Holanda FAFRAM. 4 e 11 de maio de 2012 Memória Adriano J. Holanda FAFRAM 4 e 11 de maio de 2012 Trilha Introdução Hierarquia da memória Memórias RAM Memória ROM Introdução Arquitetura de Von Neumann Memória Aritmética Controle E/S Unidade central

Leia mais

Computador (arquitetura básica): b

Computador (arquitetura básica): b Hardware É a parte física f de um sistema de computação, ou seja, todos os elementos materiais que o constituí (circuitos eletrônicos, dispositivos mecânicos, elétricos e magnéticos). Componentes Básicos

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Microcontroladores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Componentes CPU Memórias Dispositivos de Entrada/Saída (E/S) Input/Output (I/O) 2 CPU A CPU busca informações

Leia mais

MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS

MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS Em um sistema computacional subentende-se memória como qualquer dispositivo capaz de armazenar dados, mesmo temporariamente. Atualmente, os métodos de armazenamento de informação

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores AULA 4 Organização de Sistemas de Computadores s Bits Sumário de Ordem de Bytes Conceitos Básicos Secundária Códigos de Correção de Erros Prof. Edilberto M. Silva Edilberto

Leia mais

COMPUTADOR 2. Professor Adão de Melo Neto

COMPUTADOR 2. Professor Adão de Melo Neto COMPUTADOR 2 Professor Adão de Melo Neto Modelo Barramento de Sistema É uma evolução do Modelo de Von Newman. Os dispositivos (processador, memória e dispositivos de E/S) são interligados por barramentos.

Leia mais

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP , Campinas, SP, Brasil.

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP , Campinas, SP, Brasil. Circuitos Lógicos Profa. Grace S. Deaecto Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP 13083-860, Campinas, SP, Brasil. grace@fem.unicamp.br Segundo Semestre de 2013 Profa. Grace S. Deaecto ES572 DMC / FEM

Leia mais

Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos

Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos Introdução à Informática Sistemas de Computação Hardware Sistema Central Periféricos 2 Hardware Parte física do sistema de computação Geralmente não é reconfigurável Software Parte lógica do sistema de

Leia mais

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013 Aula 05 Memórias Memórias Em um computador, as memórias desempenham um papel tão importante quanto o da CPU. Uma CPU veloz só terá eficiência se a memória for também veloz e relativamente grande. Assim,

Leia mais

Roteiro. Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos

Roteiro. Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos Roteiro Sistemas de Computação Hardware Sistema Central Periféricos 1 Sistemas de Computação Hardware Parte física do sistema de computação Geralmente não é reconfigurável Software Parte lógica do sistema

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores Componentes básicos de um computador Memória Processador Periféricos Barramento O processador (ou microprocessador) é responsável pelo tratamento de informações armazenadas

Leia mais

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 2 2 Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 3 Conjunto de dispositivos elétricos/eletrônicos que englobam a CPU, a memória e os dispositivos de entrada/saída de um sistema de computador

Leia mais

Memórias Parte 1. SEL-0415 Introdução à Organização de Computadores. Aula 4. Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira

Memórias Parte 1. SEL-0415 Introdução à Organização de Computadores. Aula 4. Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira Departamento de Engenharia Elétrica - EESC-USP SEL-0415 Introdução à Organização de Computadores Memórias Parte 1 Aula 4 Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira Memória Semicondutora Elemento Básico

Leia mais

Sistema de Memórias COMPUTADOR CONTROLE ENTRADA VIA DE DADOS SAÍDA PROCESSADOR MEMÓRIA S E TO R R EC RE CEI TA S T EM S E TO R C A RNE S

Sistema de Memórias COMPUTADOR CONTROLE ENTRADA VIA DE DADOS SAÍDA PROCESSADOR MEMÓRIA S E TO R R EC RE CEI TA S T EM S E TO R C A RNE S Sistema de Memórias COMPUTADOR S E TO R R EC EIT AS 0 16 32 RE CEI TA S 4 8 12 20 24 28 36 40 44 CONTROLE S E TO R T EM PER OS VIA DE DADOS ENTRADA 0 48 52 64 68 80 84 1 56 72 88 2 3 60 76 92 4 S E TO

Leia mais

Conceitos e Gerenciamento de Memória

Conceitos e Gerenciamento de Memória Conceitos e Gerenciamento de Memória Introdução Num sistema computacional, temos diferentes tipos de memórias, para diferentes finalidades, que se interligam de forma estruturada e que formam o subsistema

Leia mais

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo Prof. Benito Piropo Da-Rin memória é o local onde se armazenam dados Será???? Memória é um local ou dispositivo onde podem se armazenar dados e que permite que sejam recuperados quando deles se precisar

Leia mais

Capítulo 5 Organização Interna de um Computador

Capítulo 5 Organização Interna de um Computador Capítulo 5 Organização Interna de um Computador 5.2 MEMÓRIA: 5.2.1 Tecnologia de fabricação: Ao longo do tempo, diversas tecnologias vêm sendo desenvolvidas para a fabricação de memória. Atualmente algumas

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Organização de Computadores ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Curso: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação Ano: 2011 Definição São dispositivos que permitem armazenamento de dados, seja temporários

Leia mais

COMPUTADOR. Adão de Melo Neto

COMPUTADOR. Adão de Melo Neto COMPUTADOR Adão de Melo Neto 1 Modelo Barramento de Sistema É uma evolução do Modelo de Von Newman Processador = UCP = unidade de controle + unidade lógica aritmética Memória; Barramento (novo elemento):

Leia mais

Memórias. SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores. Parte 1. Aula 4. Profa. Luiza Maria Romeiro Codá

Memórias. SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores. Parte 1. Aula 4. Profa. Luiza Maria Romeiro Codá Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação EESC-USP SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores Aula 4 Memórias Parte 1 Profa. Luiza Maria Romeiro Codá Autores: Prof. Dr. Marcelo Andrade

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores de 1ª geração. 2. O que diferencia os computadores

Leia mais

Introdução a Tecnologia da Informação

Introdução a Tecnologia da Informação Introdução a Tecnologia da Informação Arquitetura de Computadores Hardware e Software Prof. Jeime Nunes p Tipos de memória n RAM (random access memory) - memória de acesso aleatório, é volátil e permite

Leia mais

Circuitos Lógicos Aula 26

Circuitos Lógicos Aula 26 Circuitos Lógicos Aula 26 Aula passada Mais adição Circuito com maior largura Subtração Mais ULA Aula de hoje Memória Funcionamento e arquitetura ROM, RAM e variações Processador Intel Memória Memória:

Leia mais

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização Hardware: Componentes Básicos Arquitetura dos Computadores Dispositivos de Entrada Processamento Dispositivos de Saída Armazenamento Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistema de

Leia mais

ELETRÔNICA DIGITAL II

ELETRÔNICA DIGITAL II ELETRÔNICA DIGITAL II Parte 7 Armazenamento e Memória Digital Professor Dr. Michael Klug 1 Definição Dispositivo capaz de armazenar informação Capacitor (transistor+capacitor), flip-flop, registradores

Leia mais

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Componentes principais de um computador Introdução*à*Informática 15 Hardware Conceitos Básicos CPU (Unidade Central de

Leia mais

7) Qual a importância da Unidade de Controle?

7) Qual a importância da Unidade de Controle? 2) 3) 4) 5) 6) 7) Qual a importância da Unidade de Controle? Vamos considerar cada um dos componentes da arquitetura genérica dos computadores com maiores detalhes: Dispositivos de Entrada e Saída Caixa

Leia mais

INFORMÁTICA. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha Site:

INFORMÁTICA. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha Site: INFORMÁTICA Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha Site: www.veniciopaulo.com Graduado em Análises e Desenvolvimento de Sistemas Analista de Sistemas (Seplag) Instrutor(Egp-Ce) Professor(CEPEP) CONCEITOS

Leia mais

Introdução a Tecnologia da Informação

Introdução a Tecnologia da Informação Introdução a Tecnologia da Informação Arquitetura de Computadores Aula 03 Prof. Msc Ubirajara Junior biraifba@gmail.com www.ucljunior.com.br Características do computador sistema eletrônico é rápido e

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO. Cristina Boeres

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO. Cristina Boeres FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO Cristina Boeres Sistema de Computação! Conjunto de componentes integrados com o objetivo de manipular dados e gerar informações úteis.

Leia mais

Memórias RAM e ROM. Adriano J. Holanda 9/5/2017. [Introdução à Organização de Computadores]

Memórias RAM e ROM. Adriano J. Holanda 9/5/2017. [Introdução à Organização de Computadores] Memórias RAM e ROM [Introdução à Organização de Computadores] Adriano J Holanda 9/5/2017 Memória de acesso aleatório RAM Random Access Memory Armazenamento temporário de programas em execução e dados;

Leia mais

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues SEL 433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Prof. Evandro L. L. Rodrigues Tópicos do curso Conceitos básicos - Aplicações e utilizações dos microcontroladores

Leia mais

ULA (ALU) - UNIDADE DE ARITMÉTICA E LÓGICA

ULA (ALU) - UNIDADE DE ARITMÉTICA E LÓGICA FATEC SP - Análise e Desenvolv. De Sistemas - Ambiente Operacional PÁG. 1 II) ELEMENTOS DE HARDWARE: DIAGRAMA DE BLOCOS DE UM COMPUTADOR 1) CPU - UNIDADE CENTRAL DE PROCESSAMENTO RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO

Leia mais

Eletrônica Digital. Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br

Eletrônica Digital. Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Eletrônica Digital Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Memórias Semicondutoras Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Memórias Digitais Magnética Fitas K7, discos 3½, etc

Leia mais

Capítulo 2 Organização Interna de um Computador

Capítulo 2 Organização Interna de um Computador Capítulo 2 Organização Interna de um Computador Vimos que um sistema de computador é um conjunto de componentes que são integrados para funcionar como um único elemento e tem por objetivo realizar manipulações

Leia mais

Hardware. Computador. Computador. Computador. Evolução dos Computadores. Laboratório de Utilização de Microcomputadores (DCA0302) Aula 01

Hardware. Computador. Computador. Computador. Evolução dos Computadores. Laboratório de Utilização de Microcomputadores (DCA0302) Aula 01 Laboratório de Utilização de Microcomputadores (DCA0302) Diogo Pedrosa Hardware Aula 01 Computador Combinação de diversos dispositivos e circuitos digitais que podem executar uma seqüência de operações

Leia mais

1. Conceitos Básicos de Computação

1. Conceitos Básicos de Computação Introdução à Computação I IBM1006 1. Conceitos Básicos de Computação Prof. Renato Tinós Local: Depto. de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 1.Conceitos Básicos de Computação 1.1.

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito o acesso à

Leia mais

Hardware. Informática

Hardware. Informática Hardware Informática l Sistema Informatizado Chama-se sistema informatizado a integração que acontece de três componentes básicos: a) Os computadores = hardware b) Os programas = software c) Os seres humanos

Leia mais

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos:

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos: Informática A informática engloba toda atividade relacionada ao uso dos computadores, permitindo aprimorar e automatizar tarefas em qualquer área de atuação da sociedade. Informática é a "Ciência do tratamento

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA HARDWARE: COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO.

INFORMÁTICA BÁSICA HARDWARE: COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. INFORMÁTICA BÁSICA HARDWARE: COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO isabeladamke@hotmail.com Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 22-2 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito

Leia mais

MICROCOMPUTADORES. Professor Adão de Melo Neto

MICROCOMPUTADORES. Professor Adão de Melo Neto MICROCOMPUTADORES Professor Adão de Melo Neto Sumário Organização Básica I (base) Organização Básica II (refinamento) Organização Básica III (Microcontrolador 8051) ORGANIZAÇÃO BÁSICA I Composição Unidade

Leia mais

Aula 03. Componentes Básicos de um Computador, Dispositivos de Entrada e Saída, Dispositivos de Armazenamento de Dados, Periféricos.

Aula 03. Componentes Básicos de um Computador, Dispositivos de Entrada e Saída, Dispositivos de Armazenamento de Dados, Periféricos. Aula 03 Componentes Básicos de um Computador, Dispositivos de Entrada e Saída, Dispositivos de Armazenamento de Dados, Periféricos. Máquina de Von Neuman Memória Entrada Unidade Central de Processamento

Leia mais

Usadas para manter os dados e programas a serem acessados diretamente pelo microprocessador.

Usadas para manter os dados e programas a serem acessados diretamente pelo microprocessador. 1 Usadas para manter os dados e programas a serem acessados diretamente pelo microprocessador. Os bits são armazenados em células de memória implementadas em pastilha semicondutora. A identificação das

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware Arquitetura de Computadores Infraestrutura de TI: Hardware Computação Informação + Automação Tratamento dos dados em informação por meios automáticos Dispositivos eletrônicos Aplicados em Computadores,

Leia mais

Visão geral do sistema de memória de computadores

Visão geral do sistema de memória de computadores Visão geral do sistema de memória de computadores 1 Capacidade da memória Humana Pesquisas concluem que o armazenamento de informações na memória humana se dá a uma taxa de aproximadamente 2 bits por segundo

Leia mais

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa 4. Memórias de Dados e de Programa Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP 4.1 Memórias Semicondutoras Algumas definições Célula: Dispositivo de armazenamento de 1 bit. Palavra:

Leia mais

O Interior do Micro. Observe os computadores: Fonte:

O Interior do Micro. Observe os computadores: Fonte: O Interior do Micro Observe os computadores: Fonte: http://www.laercio.com.br 1 Interior do Micro O Interior do PC Componentes 1 2 3 4 - Placa mãe - Placa de vídeo - Processador Memória 5 Disco Rígido

Leia mais

Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos)

Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos) Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos) Sistema Computacional Peopleware (usuário) Software (programas) Hardware (máquina) Hardware Corresponde à parte material, aos componentes

Leia mais

Introdução. Num micro-processador a informação é guardada em registos. Para isso precisamos de muitos registos, isto é memória em massa

Introdução. Num micro-processador a informação é guardada em registos. Para isso precisamos de muitos registos, isto é memória em massa 10 Memória v02 Introdução Num micro-processador a informação é guardada em registos Estes são definidos com grupos de FFs tipo D Além da informação precisamos de guardar também as instruções do próprio

Leia mais

Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento.

Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento. Memórias Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento. O computador, além da memória principal, necessita

Leia mais

Eletrônica Digital. Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN

Eletrônica Digital. Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN Eletrônica Digital Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN Memórias Semicondutoras Os circuitos de memória estão presentes em sistemas computacionais como element de armazenamento

Leia mais

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática O Computador Eng. Jorge Munguambe O que é um computador? É uma unidade Funcional programável, composta por uma ou mais unidades de processamento associadas e por equipamentos periférico, que é controlado

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA Informática Aplicada 2009.2 Campus Angicos LISTA DE EXERCÍCIOS 01 Professor: Araken de Medeiros Santos INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores

Leia mais

MEMÓRIA. Prof. Elton Profa. Joice

MEMÓRIA. Prof. Elton Profa. Joice MEMÓRIA Prof. Elton Profa. Joice Mémória A memória contém tanto as variáveis (dados) como as instruções (programas) utilizadas para o acesso rápido dos dados, que são armazenados em um circuito integrado.

Leia mais

Capítulo 9 M E M Ó R I A

Capítulo 9 M E M Ó R I A Capítulo 9 M E M Ó R I A ROM Read Only Memory (Memória Apenas de Leitura) É uma memória que não permite a alteração ou remoção dos dados nela gravados, os quais são impressos em uma única ocasião. Um DVD

Leia mais

Programador/a de Informática

Programador/a de Informática 481040 - Programador/a de Informática UFCD - 0770 Dispositivos e periféricos Sessão 4 SUMÁRIO Memórias Primárias RAM ROM Cache Comunicam diretamente com o processador; Armazenam pequenas quantidades de

Leia mais

Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE. Msc. Eliezio Soares

Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE. Msc. Eliezio Soares Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Sistema de Computação Um sistema é definido como um conjunto de partes coordenadas

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Memórias

Arquitetura de Computadores. Memórias Arquitetura de Computadores Memórias Relembrando Arquitetura de Von Neuman Memória Acesso por palavra Programas são armazenados aqui Controlador de memoria Dispositivos de entrada Dispositivos de saída

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO 6: PROCESSADORES. Prof. Juliana Santiago Teixeira

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO 6: PROCESSADORES. Prof. Juliana Santiago Teixeira ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO 6: PROCESSADORES Prof. Juliana Santiago Teixeira julianasteixeira@hotmail.com INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O processador é o componente vital do sistema de computação, responsável

Leia mais

Sistemas Operacionais I

Sistemas Operacionais I Sistemas Operacionais I Revisão de conceitos Sistemas Operacionais I Dionisio Gava Junior Componentes básicos Componentes Básicos da Tecnologia da Informação Hardware CPU, Memória e Periféricos de E/S.

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação.

Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Organização e Arquitetura de I Organização e Arquitetura Básicas B de (Parte II)

Leia mais

Hardware Parte III Memória e Disco Rígido. Prof. Bruno Crestani Calegaro

Hardware Parte III Memória e Disco Rígido. Prof. Bruno Crestani Calegaro Hardware Parte III Memória e Disco Rígido Prof. Bruno Crestani Calegaro Roteiro Memória Tipos Memória Principal RAM e ROM Memória Secundária Disco Rígido (HD) e Flash Memória Todo computador precisa de

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA. Prof. Dr. Daniel Caetano ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA Prof. Dr. Daniel Caetano 2-2 Visão Geral 2 3 4 5 5 5 O que é a Memória Hierarquia de Memória Tipos de Memória Acesso à Memória

Leia mais

COMPUTADORES PC 20/9/2010 CRONOGRAMA INFORMÁTICA PREF. MUNICIPAL DE JAGUARÃO - RS O COMPUTADOR, INDEPENDENTE DO TIPO: MAINFRAME NOTEBOOK PALMTOP

COMPUTADORES PC 20/9/2010 CRONOGRAMA INFORMÁTICA PREF. MUNICIPAL DE JAGUARÃO - RS O COMPUTADOR, INDEPENDENTE DO TIPO: MAINFRAME NOTEBOOK PALMTOP INFORMÁTICA PREF. MUNICIPAL DE JAGUARÃO - RS Prof.: MARCIO HOLLWEG Email: mhollweg@terra.com.br MSN: marciohollweg@hotmail.com Twitter: @mhollweg SMS: (041) 8854-3722 Site: www.marciohollweg.com.br CRONOGRAMA

Leia mais

Sistemas Digitais II DISPOSITIVOS DE MEMÓRIA. Prof. Marlon Henrique Teixeira julho/2014

Sistemas Digitais II DISPOSITIVOS DE MEMÓRIA. Prof. Marlon Henrique Teixeira julho/2014 Sistemas Digitais II DISPOSITIVOS DE MEMÓRIA Prof. Marlon Henrique Teixeira julho/2014 Memórias Conteúdo Terminologia de memórias Princípios de operação Conexões CPU-Memória Memórias apenas de leitura

Leia mais

Montagem e Manutenção de Computadores

Montagem e Manutenção de Computadores Montagem e Manutenção de Computadores Organização dos Computadores Aula de 04/03/2016 Professor Alessandro Carneiro Introdução Um computador consiste de vários dispositivos referidos como hardware: o teclado,

Leia mais

Placa Mãe (Principal)

Placa Mãe (Principal) 11011001 10010001 10101110 11101110 10000001 01010101 Olá, tudo bem?! Olá, tudo bem?! Placa Mãe (Principal) HD (Hard Disk Disco Rígido) HD - Aberto CPU Central Processing Unit CPU Central Processing Unit

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Campus Ibirama

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Campus Ibirama INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Campus Ibirama Arquitetura de Hardware Professor Eduardo Stahnke Arquiteturas Grande diversidade das arquiteturas de computadores Componentes básicos do computador Os Principais

Leia mais

Memória. Introdução. Unidades de medida de capacidade Tipos:

Memória. Introdução. Unidades de medida de capacidade Tipos: Memória Memória Introdução Motivação para ser um Sub-sistema Operações Representação da informação Princípios da organização da memória Hierarquia da memória Critérios de comparação entre memórias Unidades

Leia mais

Memórias. Alberto Felipe Friderichs Barros

Memórias. Alberto Felipe Friderichs Barros Memórias Alberto Felipe Friderichs Barros Memória Todo computador é dotado de uma quantidade de memória, que pode variar de máquina para máquina, a qual se constitui de um conjunto de circuitos capazes

Leia mais

Informática Aplicada. Introdução

Informática Aplicada. Introdução Informática Aplicada Introdução Breve histórico da computação moderna Principais eventos 1000ac - Ábaco 1614 - Logaritmos (John Napier) 1623 - Sistema Binário (Francis Bacon) 1642 - Máquina de Turing 1946

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores

Introdução à Arquitetura de Computadores Introdução à Arquitetura de Computadores Professor Carlos Gouvêa SENAIPR - Pinhais O Computador Tipos analógico => grandezas contínuas ex: termômetro digital => pulsações elétricas (0V, +5V) ex: calculadora

Leia mais

O Sistema de Computação

O Sistema de Computação O Sistema de Computação Arquitetura de Computadores Prof. Vilson Heck Junior O Sistema de Computação INTRODUÇÃO Introdução Sistemas Computacionais podem ser divididos em camadas: Aplicativos Sistema Operacional

Leia mais

3/14/2012. Programação de Computadores O Computador. Memória Principal representação binária

3/14/2012. Programação de Computadores O Computador. Memória Principal representação binária Programação de Computadores O Computador Memória Principal representação binária Prof. Helton Fábio de Matos hfmatos@dcc.ufmg.br Agenda Memória principal. Memória secundária. O que são bytes e bits. Tecnologias

Leia mais

Introdução ao Hardware Informática Básica e Aplicada PROFESSOR: DANIEL BRANDÃO

Introdução ao Hardware Informática Básica e Aplicada PROFESSOR: DANIEL BRANDÃO Introdução ao Hardware Informática Básica e Aplicada PROFESSOR: DANIEL BRANDÃO 1 Quem sou eu? Daniel Brandão Graduado em Sistemas para Internet Especialista em Tecnologia Para Aplicações Web Desenvolvedor

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição. Capítulo 5 Memória interna

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição. Capítulo 5 Memória interna William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 5 Memória interna Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Tipos de memória de semicondutor slide

Leia mais

2 Arquitetura de Computadores

2 Arquitetura de Computadores 2 Arquitetura de Computadores Definição 1. Um computador é uma máquina composta de um conjunto de partes eletrônicas e eletromecânicas, com capacidade de coletar, armazenar e manipular dados, além de fornecer

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores

Organização e Arquitetura de Computadores Organização e Arquitetura de Computadores Hierarquia de Memória: Introdução Alexandre Amory Edson Moreno Nas Aulas Anteriores Computação Organização interna de CPU Parte operativa: Lógica combinacional

Leia mais

Prof. Gerson 02/10/2009

Prof. Gerson 02/10/2009 Prof. Gerson Definições Definição segundo a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) É um equipamento eletrônico digital com hardware e software compatíveis com aplicações industriais. Definição

Leia mais

Conceitos sobre Computadores

Conceitos sobre Computadores Conceitos sobre Computadores Prof. UNESP - São José do Rio Preto Linguagem Computacional Neste tópico veremos: Os Componentes físicos dos computadores O hardware: principais partes dos computadores atuais.

Leia mais

SRAM Static RAM. E/L Escrita Leitura. FPM DRAM Fast Page Mode EDO DRAM Extended Data Output SDRAM Synchronous DDR SDRAM Double Data Rate RDRAM Rambus

SRAM Static RAM. E/L Escrita Leitura. FPM DRAM Fast Page Mode EDO DRAM Extended Data Output SDRAM Synchronous DDR SDRAM Double Data Rate RDRAM Rambus TIPOS DE MEMÓRIA RAM Random Access Memory E/L Escrita Leitura SRAM Static RAM DRAM Dynamic RAM FPM DRAM Fast Page Mode EDO DRAM Extended Data Output SDRAM Synchronous DDR SDRAM Double Data Rate RDRAM Rambus

Leia mais

Unidade Central de Processamento UCP (CPU)

Unidade Central de Processamento UCP (CPU) Unidade Central de Processamento UCP (CPU)! Arquitetura Convencional (Von Neumann) UCP BARRAMENTO MEMÓRIA PRINCIPAL ENTRADA E SAÍDA ! Visão geral da CPU UC - UNIDADE DE CONTROLE REGISTRADORES A B C D ALU

Leia mais

Noções básicas de Informática: Hardware

Noções básicas de Informática: Hardware Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Noções básicas de Informática: Hardware DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros 1 Sobre

Leia mais

Disciplina: Arquitetura de Computadores

Disciplina: Arquitetura de Computadores Disciplina: Arquitetura de Computadores Estrutura e Funcionamento da CPU Prof a. Carla Katarina de Monteiro Marques UERN Introdução Responsável por: Processamento e execução de programas armazenados na

Leia mais

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira LIC Organização e Estrutura Básica Computacional Prof. Marcelo Costa Oliveira licufal@gmail.com História 1946 Inventado o 1º computador eletrônico de grande porte ENIAC Universidade da Pensilvania: 18.000

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa Organização e Arquitetura de Computadores Leslier S. Corrêa O nome refere-se ao matemático John Von Neumann, que foi considerado o criador dos computadores da forma como são projetados até hoje. Entretanto,

Leia mais

ROM

ROM Capítulo 3 Sumário 3.1 Memórias... 38 3.2 Estrutura geral e organização de uma memória... 38 3.3 Tipos Básicos - ROM (Read Only Memory)... 39 3.3.1 Ampliação da capacidade da ROM... 41 3.3.2 ROMs Programáveis...

Leia mais

Sistemas Operacionais. Adão de Melo Neto

Sistemas Operacionais. Adão de Melo Neto Sistemas Operacionais Adão de Melo Neto 1 Computador Digital (Hardware) 2 Computador Digital Constituído por um conjunto de componentes interligados (hardware): processadores, memórias, registradores,

Leia mais

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador Karina Girardi Roggia karina.roggia@udesc.br Departamento de Ciência da Computação Centro de Ciências Tecnológicas Universidade do Estado de Santa Catarina 2016

Leia mais

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação AULA 2 Prof.: Jadiel Mestre. Componentes de um Sistema de Informação Os componentes de um sistema de informação são divididos em três partes 2 1 Componentes físicos do computador Dispositivos de Entrada/Saída

Leia mais