MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS"

Transcrição

1 MEMÓRIAS SEMICONDUTORAS Em um sistema computacional subentende-se memória como qualquer dispositivo capaz de armazenar dados, mesmo temporariamente. Atualmente, os métodos de armazenamento de informação digital (armazenamento de bits) mais utilizados são as memórias semicondutoras, memórias de núcleos magnéticos (disquetes, HD s de computadores, fitas magnéticas,...) e óticos (CD s). As memórias modernas são compostas por circuitos semicondutores (eletrônicos), apresentando a vantagem de não envolver dispositivos eletromecânicos e sensores presentes em outros tipos de mídias, permitindo maior velocidade de acesso. Novas tecnologias são criadas atualmente permitindo maior capacidade de armazenamento, maior velocidade e maior eficiência das memórias. Abaixo encontra-se um quadro com uma estimativa entre as velocidades de acesso entre um dispositivo eletromecânico e um eletrônico: dispositivo Velocidade RAM 30 ns. (30x10-9 s.) HD 3 ms. (3x10-3 s.) Apesar das memórias semicondutoras apresentarem maior rapidez, a capacidade de armazenamento em massa (grande quantidade de informação) é relativamente pequena em relação a outros tipos de dispositivos de armazenamento, devido ao alto custo na fabricação. O armazenamento dos valores dos bits em uma memória semicondutora pode ser realizada por flip-flops, como na SRAM Static RAM (RAM estática), ou por um circuito de armazenamento de cargas elétricas, como na DRAM Dynamic RAM (RAM dinâmica). Quanto à escrita e leitura dos dados, as memórias podem ser classificadas em: - memória apenas de leitura (ROM Read Only Memory): programada em fábrica; - memória de leitura programável (PROM Programable ROM): programável apenas uma vez, como os CD s graváveis; - memória de leitura programável e apagável (EPROM Eletrical PROM): é possível programar e reprogramar. As memórias que possuem armazenamento volátil são as que perdem os dados sem alimentação elétrica. Geralmente as RAMs são voláteis e as ROMs são não-voláteis, mas o advento de novas tecnologias, como a Flash RAM, permitem a escrita, leitura, e a retenção dos dados por um grande intervalo de tempo. A unidade básica de armazenamento em uma memória, ou a menor quantidade de informação que uma memória pode armazenar é denominada célula de memória. Uma memória semicondutora consiste em uma matriz retangular Cefet/PR Cornélio Procópio 1

2 destas células, fabricada na forma de circuito integrado, sendo que cada célula pode armazenar um bit ou mais. A maioria dos computadores utiliza células de memória de oito bits. Computador Tamanho da célula IBM PC célula de 8 bits DEC PDP-8 célula de 12 bits IBM 1130 célula de 16 bits CDC Cyber célula de 60 bits ENDEREÇAMENTO É o processo de seleção de uma célula de memória para a escrita ou leitura. Então uma célula de memória é a menor unidade de armazenamento de dados endereçável, sendo dispostas em linhas e colunas (na forma de matriz) para formar uma memória. Para o acesso ao conteúdo armazenado é necessário um circuito de controle para ativar a linha e coluna em que se localiza a respectiva célula, sendo necessário uma identificação ou endereço. Esta identificação é definida como endereço da célula de memória. "n" colunas "n" 1 célula de endereço 13 2 célula de endereço 22 "m" linhas 3 célula de endereço 30 "m" Cefet/PR Cornélio Procópio 2

3 Exemplos de circuitos de controle para acesso à memória são o mux e o demux, em que o valor do endereço a ser ativado é dado pelas variáveis de seleção. DEMUX endereço DEMUX endereço HIERARQUIA DE MEMÓRIA EM UM COMPUTADOR Em função de características como tempo de acesso, capacidade de armazenamento, custo, etc., é possível estabelecer uma hierarquia de dispositivos de armazenamento em computadores. Tipo Capacidade Velocidade Custo Localização Volatilidade Registradores Bytes muito alta Muito alto UCP Volátil Cache Kbytes alta Alto UCP/placa Volátil Principal Mbytes média Médio Placa Volátil Auxiliar Gbytes baixa Baixo Externa Não Volátil A UCP vê nesta ordem e acessa primeiro a que está mais próxima. Subindo na hierarquia, quanto mais próximo da UCP: maior velocidade, maior custo, porém Cefet/PR Cornélio Procópio 3

4 menor capacidade de armazenamento. Em um microcomputador, como o IBM PC, a memória principal é denominada memória RAM e a memória auxiliar consiste nos outros dispositivos de armazenamento não voláteis como o HD, disquetes e CD s. Os registradores e a memória cache estão incluídos no chip da UCP, mas atualmente existe a possibilidade de expansão da cache fora do chip da UCP. REGISTRADORES Registradores são dispositivos de armazenamento temporário, localizados na UCP, extremamente rápidos, com pequena capacidade (menos de 128 bits cada). Devido a sua tecnologia de construção e por estar localizado como parte da própria pastilha ("chip") da UCP, é muito caro. A utilização de registradores surgiu da necessidade da UCP de armazenar temporariamente dados intermediários durante um processamento. Por exemplo, um resultado de alguma operação precisa ser armazenado até que o resultado de uma busca da memória esteja disponível para realizar uma nova operação. Máquinas RISC são geralmente construídas com um grande conjunto de registradores, de forma a trazer os dados para o mais próximo possível da UCP, de forma que o programa opere sempre sobre dados que estão em registradores. MEMÓRIA CACHE Com o desenvolvimento dos circuitos computacionais da UCP e das memórias semicondutoras surgiu um problema: os circuitos das UCPs tornaram-se mais rápidos que os circuitos de acesso às memórias semicondutoras, porque os fabricantes concentraram-se mais no desenvolvimento da capacidade de armazenamento das memórias do que na sua velocidade de acesso. Assim, os tempos de acesso às memórias tornaram-se defasados em relação às UCPs. Uma UCP, ao buscar um dado na memória necessitava gastar um tempo de muitos ciclos do clock na espera ("wait state") até a memória terminar esta busca e retornar o dado desejado, o que configura o chamado gargalo (ou "bottleneck") no desempenho do sistema. Por esse motivo, desenvolveram-se outras arquiteturas de memória privilegiando a velocidade de acesso. A arquitetura da memória cache é muito diferente da arquitetura da memória principal e o acesso a ela é muitas vezes mais rápido (p.ex: 5 ns contra 70 ns). No entanto, o custo de fabricação da memória cache é muito maior que o da memória principal. Desta forma, não é econômico construir um computador somente com tecnologia de memória cache. Criou-se então um artifício, incorporando-se ao computador uma pequena porção de memória cache, localizada entre a UCP e a memória principal, e que funciona como um espelho de parte da memória principal. Desenvolveram-se ainda algoritmos que fazem com que, a cada momento, a memória cache armazene a porção de código ou dados (por exemplo, uma subrotina) que estão sendo usados pelas UCP. Esta transferência (memória principal <- Cefet/PR Cornélio Procópio 4

5 -> Cache) é feita pelo hardware: ela independe do software, que ignora se existe ou não memória cache, portanto ignora essa transferência A memória cache opera em função de um princípio estatístico comprovado: em geral, os programas tendem a referenciar várias vezes pequenos trechos de programas, como loops, sub-rotinas, funções e só tem sentido porque programas executados linearmente, seqüencialmente, são raros. Desta forma, algoritmos (chamados algoritmos de cache) podem controlar qual parte do código ficará copiado na cache, a cada momento. Quando a memória principal busca um determinado trecho de código e o encontra na cache, ocorre o denominado "cache hit", enquanto se o dado não estiver presente na cache será necessário requisitar o mesmo à memória principal, acarretando atraso no processamento e ocorre o "cache miss" ou "cache fault". O índice de cache hit ou taxa de acerto da cache é geralmente acima de 90%. MEMÓRIAS AUXILIARES s auxiliares resolvem problemas de armazenamento de grandes quantidades de informações. A capacidade da memória principal é limitada pelo seu alto custo, enquanto as memórias auxiliares tem maior capacidade e menor custo; portanto, o custo por bit armazenado é muito menor. Outra vantagem importante é que as memórias auxiliares não são voláteis, isto é, não dependem de estar energizadas para manter gravado seu conteúdo. Os principais dispositivos de memória auxiliar são: discos rígidos (ou HD), drives de disquete, unidades de fita, CD-ROM, DVD, unidades ótico-magnéticas, etc. OBS.: A chamada cache de disco não é a mesma tecnologia da memória cache. Trata-se do emprego do mesmo conceito da memória cache, para acelerar a transferência de dados entre disco, memória principal e UCP, mas utilizando um software (por ex.: SmartDrive) para manter um espelho do conteúdo de parte do disco (a mais provável de ser requisitada a seguir pela UCP) gravado em uma parte da memória principal. Recentemente, as unidades de disco passaram a incorporar em sua interface chips de memória para acelerar a transferência de dados, utilizando um algoritmo de cache. Cefet/PR Cornélio Procópio 5

Conceitos e Gerenciamento de Memória

Conceitos e Gerenciamento de Memória Conceitos e Gerenciamento de Memória Introdução Num sistema computacional, temos diferentes tipos de memórias, para diferentes finalidades, que se interligam de forma estruturada e que formam o subsistema

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL MEMÓRIA Componente de um sistema de computação cuja função é armazenar informações que são manipuladas pelo sistema para que possam ser recuperadas

Leia mais

http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal Organização Operações de leitura e escrita Capacidade 2 Componente de um sistema

Leia mais

Memória (conceitos) MEMÓRIA VOLÁTIL

Memória (conceitos) MEMÓRIA VOLÁTIL MEMÓRIA 1 MEMÓRIA VOLÁTIL Memória (conceitos) É aquela que perde a informação armazenada quando a energia elétrica desaparece MEMÓRIA DE SEMICONDUTORES Construídas com FLIP-FLOPS (que são construídas com

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4 Cristina Boeres Memória! É um dos componentes de um sistema de computação! Sua função é armazenar informações que são ou serão manipuladas

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES I AULA 10: MEMÓRIA E HIERARQUIA DE MEMÓRIAS

ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES I AULA 10: MEMÓRIA E HIERARQUIA DE MEMÓRIAS ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES I AULA 10: MEMÓRIA E HIERARQUIA DE MEMÓRIAS Prof. Max Santana Rolemberg Farias max.santana@univasf.edu.br Colegiado de Engenharia de Computação MEMÓRIA SÃO TODOS

Leia mais

Memória Principal. Tiago Alves de Oliveira

Memória Principal. Tiago Alves de Oliveira Memória Principal Tiago Alves de Oliveira tiago@div.cefetmg.br Memória Principal Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal Organização Operações de leitura e

Leia mais

Sistema de Memórias COMPUTADOR CONTROLE ENTRADA VIA DE DADOS SAÍDA PROCESSADOR MEMÓRIA S E TO R R EC RE CEI TA S T EM S E TO R C A RNE S

Sistema de Memórias COMPUTADOR CONTROLE ENTRADA VIA DE DADOS SAÍDA PROCESSADOR MEMÓRIA S E TO R R EC RE CEI TA S T EM S E TO R C A RNE S Sistema de Memórias COMPUTADOR S E TO R R EC EIT AS 0 16 32 RE CEI TA S 4 8 12 20 24 28 36 40 44 CONTROLE S E TO R T EM PER OS VIA DE DADOS ENTRADA 0 48 52 64 68 80 84 1 56 72 88 2 3 60 76 92 4 S E TO

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores AULA 4 Organização de Sistemas de Computadores s Bits Sumário de Ordem de Bytes Conceitos Básicos Secundária Códigos de Correção de Erros Prof. Edilberto M. Silva Edilberto

Leia mais

Níveis de memória. Diferentes velocidades de acesso. Memória Cache. Memórias Auxiliar e Auxiliar-Backup

Níveis de memória. Diferentes velocidades de acesso. Memória Cache. Memórias Auxiliar e Auxiliar-Backup Memória Níveis de memória Diferentes velocidades de acesso Pequeno Alto(a) Cache RAM Auxiliar Auxiliar-Backup Memória Cache altíssima velocidade de acesso acelerar o processo de busca de informações na

Leia mais

SSC0112 Organização de Computadores Digitais I

SSC0112 Organização de Computadores Digitais I SSC0112 Organização de Computadores Digitais I 17ª Aula Hierarquia de memória Profa. Sarita Mazzini Bruschi sarita@icmc.usp.br 1 Memória Memória Todo componente capaz de armazenar bits de informação Características

Leia mais

COMPUTADOR. Adão de Melo Neto

COMPUTADOR. Adão de Melo Neto COMPUTADOR Adão de Melo Neto 1 PROGRAMA É um conjunto de instruções LINGUAGEM BINÁRIA INTRODUÇÃO Os caracteres inteligíveis não são A, B, +, 0, etc., mas apenas zero(0) e um (1). É uma linguagem de comunicação

Leia mais

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013 Aula 05 Memórias Memórias Em um computador, as memórias desempenham um papel tão importante quanto o da CPU. Uma CPU veloz só terá eficiência se a memória for também veloz e relativamente grande. Assim,

Leia mais

ELETRÔNICA DIGITAL II

ELETRÔNICA DIGITAL II ELETRÔNICA DIGITAL II Parte 7 Armazenamento e Memória Digital Professor Dr. Michael Klug 1 Definição Dispositivo capaz de armazenar informação Capacitor (transistor+capacitor), flip-flop, registradores

Leia mais

Adriano J. Holanda FAFRAM. 4 e 11 de maio de 2012

Adriano J. Holanda FAFRAM. 4 e 11 de maio de 2012 Memória Adriano J. Holanda FAFRAM 4 e 11 de maio de 2012 Trilha Introdução Hierarquia da memória Memórias RAM Memória ROM Introdução Arquitetura de Von Neumann Memória Aritmética Controle E/S Unidade central

Leia mais

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A U E S C Memória DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A Hierarquia de Memória Em um Sistema de computação existem vários tipos de memória que interligam-se de forma bem estrutura

Leia mais

Memórias RAM e ROM. Adriano J. Holanda 9/5/2017. [Introdução à Organização de Computadores]

Memórias RAM e ROM. Adriano J. Holanda 9/5/2017. [Introdução à Organização de Computadores] Memórias RAM e ROM [Introdução à Organização de Computadores] Adriano J Holanda 9/5/2017 Memória de acesso aleatório RAM Random Access Memory Armazenamento temporário de programas em execução e dados;

Leia mais

Memórias. Memórias: Utilização:

Memórias. Memórias: Utilização: 1 : São dispositivos que armazenam informações codificadas digitalmente que podem representar números, letras, caracteres quaisquer, comandos de operações, endereços ou ainda qualquer outro tipo de dado.

Leia mais

Capítulo 5 Organização Interna de um Computador

Capítulo 5 Organização Interna de um Computador Capítulo 5 Organização Interna de um Computador 5.2 MEMÓRIA: 5.2.1 Tecnologia de fabricação: Ao longo do tempo, diversas tecnologias vêm sendo desenvolvidas para a fabricação de memória. Atualmente algumas

Leia mais

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP , Campinas, SP, Brasil.

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP , Campinas, SP, Brasil. Circuitos Lógicos Profa. Grace S. Deaecto Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP 13083-860, Campinas, SP, Brasil. grace@fem.unicamp.br Segundo Semestre de 2013 Profa. Grace S. Deaecto ES572 DMC / FEM

Leia mais

Componentes dos Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Componentes dos Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Componentes dos Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Componentes dos computadores CPU; Memórias; Dispositivos de Entrada e Saída (E/S)

Leia mais

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo Prof. Benito Piropo Da-Rin memória é o local onde se armazenam dados Será???? Memória é um local ou dispositivo onde podem se armazenar dados e que permite que sejam recuperados quando deles se precisar

Leia mais

SUBSISTEMA DE MEMÓRIA FELIPE G. TORRES

SUBSISTEMA DE MEMÓRIA FELIPE G. TORRES Tecnologia da informação e comunicação SUBSISTEMA DE MEMÓRIA FELIPE G. TORRES MEMÓRIA INTERNA OU PRINCIPAL Nos primeiros computadores, a forma mais comum de armazenamento de acesso aleatório para a memória

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores I

Organização e Arquitetura de Computadores I Organização e Arquitetura de Computadores I Memória Interna Slide 1 Memória Em informática, memória são todos os dispositivos que permitem a um computador guardar dados, temporariamente ou permanentemente.

Leia mais

Memórias. Alberto Felipe Friderichs Barros

Memórias. Alberto Felipe Friderichs Barros Memórias Alberto Felipe Friderichs Barros Memória Todo computador é dotado de uma quantidade de memória, que pode variar de máquina para máquina, a qual se constitui de um conjunto de circuitos capazes

Leia mais

Circuitos Lógicos Aula 26

Circuitos Lógicos Aula 26 Circuitos Lógicos Aula 26 Aula passada Mais adição Circuito com maior largura Subtração Mais ULA Aula de hoje Memória Funcionamento e arquitetura ROM, RAM e variações Processador Intel Memória Memória:

Leia mais

Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial MICROCONTROLADORES PROFESSOR FLÁVIO MURILO

Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial MICROCONTROLADORES PROFESSOR FLÁVIO MURILO Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial 1 Componentes dos computadores CPU; Memórias; Dispositivos de Entrada e Saída (E/S) - Input/Output

Leia mais

INFORMÁTICA MEMÓRIAS. Prof. MSc. Glécio Rodrigues de Albuquerque

INFORMÁTICA MEMÓRIAS. Prof. MSc. Glécio Rodrigues de Albuquerque INFORMÁTICA MEMÓRIAS de Albuquerque Ementa Conceitos de Hardware e Software Dispositivos de Entrada e Saída Processadores e Memórias Componentes das janelas Paint e WordPad Arquivos e pastas Teclas de

Leia mais

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa 4. Memórias de Dados e de Programa Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP 4.1 Memórias Semicondutoras Algumas definições Célula: Dispositivo de armazenamento de 1 bit. Palavra:

Leia mais

Algoritmos e Lógica de Programação Componentes e Arquitetura

Algoritmos e Lógica de Programação Componentes e Arquitetura Algoritmos e Lógica de Programação Componentes e Arquitetura Agostinho Brito Departamento de Engenharia da Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte 21 de fevereiro de 2017 Noções

Leia mais

Eletrônica Digital. Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN

Eletrônica Digital. Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN Eletrônica Digital Memórias Semicondutoras PROF. EDUARDO G. BERTOGNA UTFPR / DAELN Memórias Semicondutoras Os circuitos de memória estão presentes em sistemas computacionais como element de armazenamento

Leia mais

for Information Interchange. 6 Memória:

for Information Interchange. 6 Memória: 6 Memória: 6.1 Representação de Memória: Toda a informação com a qual um sistema computacional trabalha está, em algum nível, armazenada em um sistema de memória, guardando os dados em caráter temporário

Leia mais

Eletrônica Digital II (Memórias) Prof. Eng. Antonio Carlos Lemos Júnior

Eletrônica Digital II (Memórias) Prof. Eng. Antonio Carlos Lemos Júnior Eletrônica Digital II (Memórias) Prof. Eng. Antonio Carlos Lemos Júnior Termos Básicos Célula de memória dispositivo ou circuito capaz de armazenar um bit. Ex.: um flip-flop, um capacitor, etc. Palavra

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito o acesso à

Leia mais

Principais componentes de hardware de um computador. Processador; Entrada; Saída; Barramento; Memória.

Principais componentes de hardware de um computador. Processador; Entrada; Saída; Barramento; Memória. Aula 02 Principais componentes de hardware de um computador Processador; Entrada; Saída; Barramento; Memória. Hierarquia Memória Memória RAM Do inglês Random Access Memory (Memória de acesso aleatório

Leia mais

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Componentes principais de um computador Introdução*à*Informática 15 Hardware Conceitos Básicos CPU (Unidade Central de

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 22-2 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA. Prof. Dr. Daniel Caetano ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA E BARRAMENTOS DE SISTEMA Prof. Dr. Daniel Caetano 2-2 Visão Geral 2 3 4 5 5 5 O que é a Memória Hierarquia de Memória Tipos de Memória Acesso à Memória

Leia mais

HARDWARE Componentes do Computador

HARDWARE Componentes do Computador 2009 HARDWARE 1 HARDWARE Componentes do Computador Breve descrição dos componentes físicos do computador Maria João Bastos 07-09-2009 HARDWARE 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO-HARDUARE... 3 2. MOTHERBOARDS ou PLACA

Leia mais

Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos

Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos Introdução à Informática Sistemas de Computação Hardware Sistema Central Periféricos 2 Hardware Parte física do sistema de computação Geralmente não é reconfigurável Software Parte lógica do sistema de

Leia mais

Geradores de Clock e Memórias

Geradores de Clock e Memórias Geradores de Clock e Memórias Prof. Ohara Kerusauskas Rayel Disciplina de Eletrônica Digital - ET75C Curitiba, PR 18 de junho de 2015 1 / 23 Geradores de Clock Multivibradores biestáveis: possuem 2 estados

Leia mais

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos:

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos: Informática A informática engloba toda atividade relacionada ao uso dos computadores, permitindo aprimorar e automatizar tarefas em qualquer área de atuação da sociedade. Informática é a "Ciência do tratamento

Leia mais

Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado

Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado Arquitetura de computador Modelo de Von Neumann: conceito do programa armazenado Arquitetura de Von Neuman A arquitetura de computador proposta por Von Neumann é composta basicamente por: Computadores

Leia mais

Roteiro. Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos

Roteiro. Sistemas de Computação Hardware. Sistema Central Periféricos Roteiro Sistemas de Computação Hardware Sistema Central Periféricos 1 Sistemas de Computação Hardware Parte física do sistema de computação Geralmente não é reconfigurável Software Parte lógica do sistema

Leia mais

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues SEL 433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Prof. Evandro L. L. Rodrigues Tópicos do curso Conceitos básicos - Aplicações e utilizações dos microcontroladores

Leia mais

MEMÓRIA PRINCIPAL QUESTÕES DISCURSIVAS. QUESTÃO 01. O que significa memória RAM? QUESTÃO 02. O que é memória volátil?

MEMÓRIA PRINCIPAL QUESTÕES DISCURSIVAS. QUESTÃO 01. O que significa memória RAM? QUESTÃO 02. O que é memória volátil? MEMÓRIA PRINCIPAL QUESTÕES DISCURSIVAS QUESTÃO 01. O que significa memória RAM? QUESTÃO 02. O que é memória volátil? QUESTÃO 03. Diferencie memória de armazenagem. QUESTÃO 04. Porque a memória RAM é denominada

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores de 1ª geração. 2. O que diferencia os computadores

Leia mais

Prof. Eliezer Soares Flores 1 / 22

Prof. Eliezer Soares Flores   1 / 22 Memórias Prof. Eliezer Soares Flores e-mail: eliezerflores@unipampa.edu.br 1 / 22 Sistemas computacionais Hardware: parte física de um sistema computacional; Software: parte lógica de um sistema computacional.

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição. Capítulo 5 Memória interna

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição. Capítulo 5 Memória interna William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 5 Memória interna Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Tipos de memória de semicondutor slide

Leia mais

Aula 06 SISTEMAS DE MEMÓRIAS

Aula 06 SISTEMAS DE MEMÓRIAS Aula 06 SISTEMAS DE MEMÓRIAS Sistemas de memórias Uma memória é um dispositivo que permite um computador armazenar dados temporariamente ou permanentemente. Sabemos que todos os computadores possuem memória.

Leia mais

Memórias. SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores. Parte 1. Aula 4. Profa. Luiza Maria Romeiro Codá

Memórias. SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores. Parte 1. Aula 4. Profa. Luiza Maria Romeiro Codá Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação EESC-USP SEL-415 Introdução à Organização dos Computadores Aula 4 Memórias Parte 1 Profa. Luiza Maria Romeiro Codá Autores: Prof. Dr. Marcelo Andrade

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: lsousa@id.uff.br site: http://www.ic.uff.br/~lsousa

Leia mais

1. Conceitos Básicos de Computação

1. Conceitos Básicos de Computação Introdução à Computação I IBM1006 1. Conceitos Básicos de Computação Prof. Renato Tinós Local: Depto. de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 1.Conceitos Básicos de Computação 1.1.

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Memórias

Arquitetura de Computadores. Memórias Arquitetura de Computadores Memórias Relembrando Arquitetura de Von Neuman Memória Acesso por palavra Programas são armazenados aqui Controlador de memoria Dispositivos de entrada Dispositivos de saída

Leia mais

SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I

SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL 433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Apresentação do curso Critério de avaliação Média final = 0.8 * MP + 0.2 * ME onde MP = (P1 + P2) / 2 e ME = Notas

Leia mais

7) Qual a importância da Unidade de Controle?

7) Qual a importância da Unidade de Controle? 2) 3) 4) 5) 6) 7) Qual a importância da Unidade de Controle? Vamos considerar cada um dos componentes da arquitetura genérica dos computadores com maiores detalhes: Dispositivos de Entrada e Saída Caixa

Leia mais

Computador (arquitetura básica): b

Computador (arquitetura básica): b Hardware É a parte física f de um sistema de computação, ou seja, todos os elementos materiais que o constituí (circuitos eletrônicos, dispositivos mecânicos, elétricos e magnéticos). Componentes Básicos

Leia mais

Ivinhema-MS. Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens.

Ivinhema-MS. Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens. 1 Ivinhema-MS Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens www.carlosrobertodasvirgens.wikispaces.com NOÇOES BÁSICAS DE PERIFÉRICOS E ARQUITETURA DOS COMPUTADORES. Um sistema de informações é um conjunto de componentes

Leia mais

Eletrônica Digital. Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br

Eletrônica Digital. Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Eletrônica Digital Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Memórias Semicondutoras Prof. Gilson Yukio Sato sato[at]utfpr[dot]edu[dot]br Memórias Digitais Magnética Fitas K7, discos 3½, etc

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Microcontroladores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Componentes CPU Memórias Dispositivos de Entrada/Saída (E/S) Input/Output (I/O) 2 CPU A CPU busca informações

Leia mais

Aula 11: Memória Principal: Conceitos Básicos e Organização

Aula 11: Memória Principal: Conceitos Básicos e Organização Aula 11: Memória Principal: Conceitos Básicos e Organização Diego Passos Universidade Federal Fluminense Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Diego Passos (UFF) Memória Principal: Conceitos Básicos

Leia mais

Sistemas Operacionais I

Sistemas Operacionais I Sistemas Operacionais I Revisão de conceitos Sistemas Operacionais I Dionisio Gava Junior Componentes básicos Componentes Básicos da Tecnologia da Informação Hardware CPU, Memória e Periféricos de E/S.

Leia mais

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização Hardware: Componentes Básicos Arquitetura dos Computadores Dispositivos de Entrada Processamento Dispositivos de Saída Armazenamento Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistema de

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores Componentes básicos de um computador Memória Processador Periféricos Barramento O processador (ou microprocessador) é responsável pelo tratamento de informações armazenadas

Leia mais

Principais Componentes do Gabinete. Componentes Básicos de um Computador. CPU ou UCP (Processador) 17/02/2017

Principais Componentes do Gabinete. Componentes Básicos de um Computador. CPU ou UCP (Processador) 17/02/2017 Professora: Janaide Nogueira E-mail: nogueirajanaide@gmail.com Materiais: https://janaide.wordpress.com Componentes Básicos de um Computador Principais Componentes do Gabinete 3 4 CPU ou UCP (Processador)

Leia mais

Capítulo 9 M E M Ó R I A

Capítulo 9 M E M Ó R I A Capítulo 9 M E M Ó R I A ROM Read Only Memory (Memória Apenas de Leitura) É uma memória que não permite a alteração ou remoção dos dados nela gravados, os quais são impressos em uma única ocasião. Um DVD

Leia mais

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo

Prof. Benito Piropo Da-Rin. Arquitetura, Organização e Hardware de Computadores - Prof. B. Piropo Prof. Benito Piropo Da-Rin Usadas predominantemente na MP devido às suas características: Permitem acesso apenas através do endereço. Ocupam pouco espaço. Grande quantidade de bits podem ser armazenados

Leia mais

Elementos Físicos do SC e a Classificação de Arquiteturas

Elementos Físicos do SC e a Classificação de Arquiteturas Elementos Físicos do SC e a Classificação de Arquiteturas IFBA Instituto Federal de Educ. Ciencia e Tec Bahia Curso de Analise e Desenvolvimento de Sistemas Arquitetura de Computadores 9 e 10/40 Prof.

Leia mais

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 2 2 Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 3 Conjunto de dispositivos elétricos/eletrônicos que englobam a CPU, a memória e os dispositivos de entrada/saída de um sistema de computador

Leia mais

Organização e Arquitetura de computadores. Memórias

Organização e Arquitetura de computadores. Memórias Organização e Arquitetura de computadores Memórias Introdução Funcionamento básico de um sistema microprocessado (Figura 1.10, Gabriel Torres) Programas são armazenados aqui Controlador de memoria Dispositivos

Leia mais

Introdução a Tecnologia da Informação

Introdução a Tecnologia da Informação Introdução a Tecnologia da Informação Arquitetura de Computadores Hardware e Software Prof. Jeime Nunes p Tipos de memória n RAM (random access memory) - memória de acesso aleatório, é volátil e permite

Leia mais

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática

Sistemas de Computação. O Computador. Eng. Jorge Munguambe. Lic. em Engenharia Informática O Computador Eng. Jorge Munguambe O que é um computador? É uma unidade Funcional programável, composta por uma ou mais unidades de processamento associadas e por equipamentos periférico, que é controlado

Leia mais

Memória é um dispositivo capaz de armazenar informação. Logo, podemos dividir dos dispositivos que podem armazenar dados em Quatro tipos:

Memória é um dispositivo capaz de armazenar informação. Logo, podemos dividir dos dispositivos que podem armazenar dados em Quatro tipos: Memória Memória é um dispositivo capaz de armazenar informação Logo, podemos dividir dos dispositivos que podem armazenar dados em Quatro tipos: Memória Principal ROM RAM Memória Secundária Disco rígidos,

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores

Organização e Arquitetura de Computadores Organização e Arquitetura de Computadores Hierarquia de Memória: Introdução Alexandre Amory Edson Moreno Nas Aulas Anteriores Computação Organização interna de CPU Parte operativa: Lógica combinacional

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Organização de Computadores ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Curso: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação Ano: 2011 Definição São dispositivos que permitem armazenamento de dados, seja temporários

Leia mais

2 Arquitetura de Computadores

2 Arquitetura de Computadores 2 Arquitetura de Computadores Definição 1. Um computador é uma máquina composta de um conjunto de partes eletrônicas e eletromecânicas, com capacidade de coletar, armazenar e manipular dados, além de fornecer

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação.

Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Organização e Arquitetura de I Organização e Arquitetura Básicas B de (Parte II)

Leia mais

ROM

ROM Capítulo 3 Sumário 3.1 Memórias... 38 3.2 Estrutura geral e organização de uma memória... 38 3.3 Tipos Básicos - ROM (Read Only Memory)... 39 3.3.1 Ampliação da capacidade da ROM... 41 3.3.2 ROMs Programáveis...

Leia mais

SW, APP e SO Prof. Patrícia Lucas

SW, APP e SO Prof. Patrícia Lucas Subsistemas de memória SW, APP e SO Prof. Patrícia Lucas O que é uma memória? Componente de um sistema de computação cuja função é armazenar as informações que são (ou serão) manipuladas por esse sistema,

Leia mais

FundamentosemInformática

FundamentosemInformática FundamentosemInformática 03 Bit e Byte 1 -Introdução Toda informação inserida no computador passa pelo Microprocessador e é jogada na memória RAM para ser utilizada enquanto seu micro trabalha. Essa informação

Leia mais

Manutenção de Microcomputadores I

Manutenção de Microcomputadores I Manutenção de Microcomputadores I Aula03 Memórias Introdução Hardware que auxilia no processamento dos dadospelaucp. Hierarquia dos diferentes tipos de Memórias Tipos Registradores: pequenos dispositivos

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2)

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2) Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Sistemas Operacionais (SOP A2) Conceitos de Hardware e Software Referências: Arquitetura de Sistemas Operacionais. F. B. Machado, L. P. Maia. Editora

Leia mais

Visão geral do sistema de memória de computadores

Visão geral do sistema de memória de computadores Visão geral do sistema de memória de computadores 1 Capacidade da memória Humana Pesquisas concluem que o armazenamento de informações na memória humana se dá a uma taxa de aproximadamente 2 bits por segundo

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware Arquitetura de Computadores Infraestrutura de TI: Hardware Computação Informação + Automação Tratamento dos dados em informação por meios automáticos Dispositivos eletrônicos Aplicados em Computadores,

Leia mais

Conceitos sobre Computadores

Conceitos sobre Computadores Conceitos sobre Computadores Prof. UNESP - São José do Rio Preto Linguagem Computacional Neste tópico veremos: Os Componentes físicos dos computadores O hardware: principais partes dos computadores atuais.

Leia mais

SISTEMAS DIGITAIS (SD)

SISTEMAS DIGITAIS (SD) SISTEMAS DIGITAIS (SD) MEEC Acetatos das Aulas Teóricas Versão 3.0 - Português Aula N o 21: Título: Sumário: Memórias Circuitos e tecnologias de memória (RAM estática e dinâmica, ROM); Planos de memória;

Leia mais

E.E.E.P. Dr. Solon Tavares Introdução à Informática e Sistemas Operacionais Prof. Henrique Cordeiro. Memória

E.E.E.P. Dr. Solon Tavares Introdução à Informática e Sistemas Operacionais Prof. Henrique Cordeiro. Memória E.E.E.P. Dr. Solon Tavares Introdução à Informática e Sistemas Operacionais Prof. Henrique Cordeiro Memória As memórias são as responsáveis pelo armazenamento das informações no O computador possui basicamente

Leia mais

Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento.

Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento. Memórias Os computadores necessitam de uma memória principal, cujo papel primordial é armazenar dados e programas que estejam a ser utilizados no momento. O computador, além da memória principal, necessita

Leia mais

Sistemas Digitais (SD) Memórias

Sistemas Digitais (SD) Memórias Sistemas Digitais (SD) Memórias Aula Anterior Na aula anterior: Exemplo (Moore) Projecto de circuitos sequenciais baseados em contadores 2 Planeamento SEMANA TEÓRICA 1 TEÓRICA 2 PROBLEMAS/LABORATÓRIO 15/Fev

Leia mais

Registradores de Deslocamento e Memórias

Registradores de Deslocamento e Memórias Registradores de eslocamento e Memórias Rodrigo Hausen 1 Registradores de deslocamento Exercício 1 Usando flip-flops do tipo, projete uma máquina de estado com duas entradas, (clock) e d (um bit de dado),

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Slide 02 22/05/2017 Introdução à Computação Prof. Cleziel Franzoni da Costa @Cleziel 1 /Cleziel cleziel@hotmail.com cleziel.wordpress.com 42 3 Hardware x Software 4 Hardware x Software 5 Hardware Todo

Leia mais

Noções de Informática INSS. Novo Curso. Aula 01

Noções de Informática INSS. Novo Curso. Aula 01 127767 Noções de Informática INSS Novo Curso Aula 01 http://facebook.com/profricardobeck contato@profricardobeck.com.br Mensurando Dados Sistema de numeração Binário (0 e 1) Fax/Modem 56 Kbps Placa de

Leia mais

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira LIC Organização e Estrutura Básica Computacional Prof. Marcelo Costa Oliveira licufal@gmail.com História 1946 Inventado o 1º computador eletrônico de grande porte ENIAC Universidade da Pensilvania: 18.000

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Memórias voláteis Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Memórias primárias Este tipo de memória guarda informações apenas enquanto a mesma se encontra energizada. Um exemplo

Leia mais

Escola Secundária de Emídio Navarro

Escola Secundária de Emídio Navarro Escola Secundária de Emídio Navarro Curso Secundário de Carácter Geral (Agrupamento 4) Introdução às Tecnologias de Informação Bloco I 11.º Ano Ficha de avaliação sumativa n.º 1 Duração: 50 min. + 50 min.

Leia mais

Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE. Msc. Eliezio Soares

Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE. Msc. Eliezio Soares Informática Básica CONCEITOS DE HARDWARE Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Sistema de Computação Um sistema é definido como um conjunto de partes coordenadas

Leia mais

Estrutura e Funcionamento do Computador

Estrutura e Funcionamento do Computador Estrutura e Funcionamento do Computador Um computador funciona com dois tipos de componentes essenciais: Hardware Software 2 Hardware São todos os componentes físicos (pode ser visto e tocado) de um computador.

Leia mais

Profa. Leda G. F. Bueno

Profa. Leda G. F. Bueno Profa. Leda G. F. Bueno O computador pode ser descrito como um sistema. Sendo um sistema, este pode ser esquematizado como a entrada de insumos, processamento e saída do produto final No caso do computador

Leia mais

DIFERENÇA DE VELOCIDADE entre UCP e MP

DIFERENÇA DE VELOCIDADE entre UCP e MP MEMÓRIA CACHE 1 2 DIFERENÇA DE VELOCIDADE entre UCP e MP A MP (mais lenta) transfere bits para UCP (mais rápida) em uma velocidade inferior a que a mesma pode suportar. Isto acarreta a necessidade de se

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAMPUS SANTO ANDRÉ CELSO CANDIDO SEMESTRE 2014-1 1 CONCEITOS ASSUNTOS DESTA AULA: Funcionalidades de um computador; Hardware e Software; Componentes de um computador: o CPU

Leia mais