As Três Camadas da Web

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As Três Camadas da Web"

Transcrição

1 As Três Camadas da Web 1 Era uma vez... Um rei! meus pequenos leitores diriam imediatamente. Não, crianças, vocês estão errados. Era uma vez um pedaço de madeira... As Aventuras de Pinóquio Você pode fazer muita coisa sem JavaScript. Usando HTML (Hypertext Markup Language) 1, é possível produzir documentos complexos que descrevem de maneira complicada o conteúdo de uma página e o significado desse conteúdo nos mínimos detalhes. Usando CSS (Cascading Style Sheets), você pode apresentar esse conteúdo de muitas maneiras, com variações tão sutis quanto uma única cor ou tão notáveis quanto substituir texto por uma imagem. Contudo, independentemente de quanto você melhore o aspecto, HTML e CSS só podem chegar à beleza estática de um manequim de loja de departamentos ou, na melhor das hipóteses, a uma monstruosidade animada eletronicamente que cambaleia quando algo se move nas proximidades. Com JavaScript, você pode dar vida a esse boneco desajeitado, elevando-se, como seu criador, de um humilde vendedor a mestre em Web design! 1 Neste livro, vamos nos referir a HTML e a XHTML apenas como HTML. O que você escolhe fica por sua conta e não tem muito a ver com JavaScript. O código HTML que apresentaremos neste livro será XHTML 1.0 Strict válido.

2 26 Só JavaScript Mas o fato de sua nova criação ter o caminhar gracioso de uma modelo ou o andar arrastado do monstro do Dr. Frankenstein depende tanto da qualidade de suas origens HTML e CSS quanto do código JavaScript que deu vida a ela. Portanto, antes de aprendermos a operar milagres, vamos examinar como construímos sites de boa aparência por dentro e por fora e ver como JavaScript se encaixa nesse quadro. Separe-os Não faz muito tempo, Web designers profissionais empilhavam alegremente código HTML, CSS e JavaScript em um único arquivo, davam a ele o nome de index.html 2 e chamavam isso de página Web. Ainda é possível fazer isso, mas esteja preparado para ouvir xingamentos dos seus colegas. Em algum momento, os Web designers perceberam que o código que escrevem ao fazer uma página Web faz três coisas fundamentais: 2 Ou default.htm, de acordo com o padrão Microsoft.

3 As Três Camadas da Web 27 Descreve o conteúdo da página. Especifica a apresentação desse conteúdo. Controla o comportamento do conteúdo. Eles também perceberam que manter esses três tipos de código separados, como representado na Figura 1.1, facilitava o trabalho e ajudava a criar páginas Web que funcionavam melhor sob condições adversas, como quando os usuários estão com JavaScript desativado em seus navegadores. Os viciados em computador sabem disso há anos e até deram um nome para esse princípio: a separação de preocupações. Comportamento Apresentação Conteúdo Figura 1.1 Separação de preocupações. Mas perceber isso é uma coisa, fazer é outra especialmente se você não é viciado em computador. Eu sou viciado em computador e fico tentado a fazer a coisa errada o tempo todo. Estou editando alegremente o código HTML que descreve o conteúdo de uma página Web, quando subitamente começo a pensar em como aquele texto ficaria bem se tivesse um sombreado cinza diferente, se fosse deslocado um pouco para a esquerda e se tivesse no fundo aquela fotocópia hilária de meu rosto que fiz na última festa do escritório da SitePoint. Distraído que sou, quero fazer essas alterações imediatamente.

4 28 Só JavaScript Agora, o que é mais fácil: abrir um arquivo CSS separado para modificar a folha de estilos da página ou apenas digitar essas propriedades de estilo no código HTML que já estou editando? Assim como se comportar nas funções do trabalho, manter os tipos de código que você escreve separados exige disciplina. Uma vez que você entenda as vantagens disso, poderá aplicar a força de vontade necessária para se manter no modo correto e apropriado de fazer as coisas. Três camadas Manter diferentes tipos de código o mais separado possível é recomendável em qualquer tipo de programação. Isso torna mais fácil reutilizar partes desse código em projetos futuros, reduz a quantidade de código duplicado que você acaba escrevendo e facilitar encontrar e corrigir problemas meses e anos mais tarde. No que diz respeito à Web, há mais um motivo para manter o código separado: isso permite satisfazer as muitas maneiras diferentes pelas quais as pessoas acessam as páginas Web. Dependendo do seu público, a maioria de seus visitantes pode utilizar navegadores desktop bem equipados, com suporte de ponta para CSS e JavaScript, mas muitos podem estar sujeitos a políticas de TI corporativas que os obrigue a utilizar navegadores mais antigos ou a navegar com certos recursos (como JavaScript) desativados. Os usuários deficientes visuais frequentemente navegam usando software leitor ou ampliador de tela e, para eles, seu projeto visual refinado pode mais atrapalhar do que ajudar. Alguns usuários nem mesmo visitarão seu site, preferindo ler feeds de conteúdo em RSS ou formatos semelhantes, se você os oferecer. Na hora de construir esses feeds, você desejará enviar o conteúdo HTML para esses usuários sem qualquer lixo JavaScript ou CSS. O segredo para favorecer a maior gama possível de visitantes de seu site é pensar na Web em termos de três camadas, que convenientemente correspondem aos três tipos de código mencionados anteriormente. Essas camadas estão ilustradas na Figura 1.2.

5 As Três Camadas da Web 29 Comportamento (JavaScript) Apresentação (CSS) Riqueza da experiência do usuário Conteúdo (HTML) Figura 1.2 As três camadas da Web. Ao construir um site, trabalhamos nessas camadas de baixo para cima: 1. Começamos produzindo o conteúdo no formato HTML. Essa é a camada de base, que qualquer visitante, usando qualquer tipo de navegador, deve ser capaz de ver. 2. Feito isso, podemos nos concentrar em melhorar a aparência do site, adicionando uma camada de informações de apresentação utilizando CSS. Agora o site terá boa aparência para os usuários exibirem estilos CSS. 3. Finalmente, podemos usar JavaScript para introduzir uma camada a mais de interatividade e comportamento dinâmico, que tornará o site mais fácil de usar em navegadores equipados com JavaScript. Se mantivermos o código HTML, CSS e JavaScript separados, será mais fácil garantir que a camada de conteúdo permaneça legível em ambientes de navegação onde as camadas de apresentação e/ou comportamento não conseguem operar. Essa estratégia de começar embaixo para o Web design é conhecida como aperfeiçoamento progressivo. Veremos cada uma dessas camadas isoladamente para saber como manter essa separação de código da melhor maneira possível.

6 30 Só JavaScript HTML para conteúdo Tudo que é necessário para ler e entender o conteúdo de uma página Web pertence ao código HTML dessa página nada mais, nada menos. Simples assim. Os Web designers ficam em apuros quando se esquecem do princípio SE 3 e comprimem informações de conteúdo no código HTML ou, alternativamente, movem parte do conteúdo da página para o código CSS ou JavaScript dessa página. Um exemplo comum de informação que não é conteúdo colocado em páginas é HTML de apresentação código HTML que descreve como o conteúdo deve parecer quando exibido no navegador. Isso pode incluir tags HTML antigas, como <b>, <i>, <u>, <tt> e <font>: <p>faça o que for, <a href="666.html"><font color="red">mas não clique neste link</font></a>!</p> Isso pode assumir a forma de código CSS em linha aplicado com o atributo style: <p>faça o que for, <a href="666.html" style="color: red;">mas não clique neste link</a>!</p> Isso também pode incluir a vergonha secreta de muitos Web designers bem-intencionados estilos CSS aplicados com nomes de classe de apresentação: <p>faça o que for, <a href="666.html" class="red">mas não clique neste link</a>!</p> Nomes de classe de apresentação? Se esse último exemplo lhe pareceu correto, você não está sozinho, mas é definitivamente mau agouro. Se você decidir posteriormente que deseja que o link seja amarelo, estará condenado a atualizar o nome da classe e os estilos CSS aplicados a ele ou a conviver com o constrangimento de ter uma classe chamada red (vermelho) que na verdade tem o estilo amarelo ( yellow ). Isso vai tornar seu rosto amarelo ou melhor, vermelho! 3 Simplifique, Estúpido.

7 As Três Camadas da Web 31 Em vez de incorporar informações de apresentação no código HTML, você deve se concentrar no motivo da ação por exemplo, você quer que um link seja exibido em uma cor diferente. O link é importante? Considere colocá-lo dentro de uma tag que descreva a ênfase que você deseja dar a ele: <p>faça o que for, <em><a href="evil.html">mas não clique neste link</a></em>!</p> O link é um aviso? HTML não tem uma tag para descrever um aviso (warning), mas você poderia escolher um nome de classe CSS que transmitisse essa informação: <p>faça o que for, <a href="evil.html" class="warning">mas não clique neste link</a>!</p> Evidentemente, você pode levar essa estratégia longe demais. Alguns designers confundem tags com <h1> como se fosse de apresentação e tentam remover esse código de apresentação do código HTML: <p class="heading"> Um cabeçalho com crise de identidade</p> Na verdade, a informação de apresentação que você deve manter fora do documento é a fonte, o tamanho e a cor com que um cabeçalho (heading) deve ser exibido. O fato de um texto ser um cabeçalho faz parte do conteúdo e, como tal, deve ser refletido no código HTML. Assim, o código a seguir está perfeitamente correto: <h1>um cabeçalho em paz consigo mesmo</h1> Em resumo, o código HTML deve fazer o máximo para transmitir o significado (ou semântica) do conteúdo da página, enquanto evita descrever como ele deve parecer. Os nerds de padrões Web chamam o código HTML que faz isso de marcação semântica. A escrita de marcação semântica permite que seus arquivos HTML sejam significativos como documentos. As pessoas que por qualquer motivo não possam ler esses documentos examinando-os em um navegador Web desktop normal, poderão entendê-los melhor desse modo. Os usuários deficientes visuais, por exemplo, poderão usar software auxiliar, como leitores de tela, para ouvir o que está escrito na página. Assim, quanto mais claramente seu código HTML descrever o significado do conteúdo, mais fácil será entendê-lo.

8 32 Só JavaScript O melhor de tudo, entretanto, é que a marcação semântica permite aplicar novos estilos (apresentação) e recursos interativos (comportamento) sem que seja necessário fazer muitas (ou, em alguns casos, todas!) alterações no código HTML. CSS para apresentação Obviamente, se o conteúdo de uma página deve estar inteiramente contido dentro do código HTML, seu estilo ou apresentação deve ser totalmente descrito no código CSS aplicado na página. Com todo o trabalho que você teve para manter seu código HTML livre de código de apresentação e rico em semântica, seria um vexame bagunçar esse arquivo, enchendo-o de trechos de código CSS. Como você deve saber, os estilos CSS podem ser aplicados em suas páginas de três maneiras: Estilos em linha <a href="evil.html" style="color: red;"> Os estilos em linha são tentadores pelos motivos que explicamos anteriormente: você pode aplicá-los no conteúdo à medida que o cria, sem precisar trocar de mecanismo e editar uma folha de estilos separada. Porém, como vimos na seção anterior, você desejará evitar os estilos em linha se quiser manter seu código HTML significativo para aqueles que não podem vê-los. Estilos incorporados <style type="text/css">.warning { color: red; } </style> <a href="evil.html" class="warning"> Os estilos incorporados mantêm sua marcação limpa, mas vinculam seus estilos a um único documento. Na maioria dos casos, você desejará compartilhar seus estilos por várias páginas de seu site; portanto, é melhor evitar essa estratégia também.

9 As Três Camadas da Web 33 Estilos externos <link rel="stylesheet" href="styles.css" /> <a href="evil.html" class="warning"> styles.css.warning { color: red; } Os estilos externos são os melhores, pois permitem que você compartilhe estilos entre vários documentos, reduzem o volume de código que os navegadores precisam baixar e também permitem modificar a aparência de seu site sem o trabalho de editar HTML. Mas você sabia de tudo isso, certo? Afinal, este é um livro sobre JavaScript; portanto, vamos falar sobre o código JavaScript que está em suas páginas. JavaScript para comportamento Assim como acontece com CSS, você pode adicionar JavaScript em suas páginas Web de várias maneiras: Você pode incorporar código JavaScript diretamente no conteúdo HTML: <a href="evil.html" onclick="código JavaScript aqui"> Você pode incluir código JavaScript no inicio do documento HTML, em uma tag <script>: <script type="text/javascript"><!--//--><![cdata[//><!-- código JavaScript aqui //--><!]]></script> <a href="evil.html" class="warning">

10 34 Só JavaScript CDATA? Se você estiver se perguntando que geringonça é essa depois da tag <script> e que precede a tag </script>, isso é o que é necessário para incorporar legitimamente código JavaScript em um documento XHTML sem confundir os navegadores Web que não entendem XHTML (como o Internet Explorer). Se você escrever sua página com HTML em vez de XHTML, poderá se dar bem com esta sintaxe muito mais simples: <script type="text/javascript"> Código JavaScript aqui </script> Você pode colocar seu código JavaScript em um arquivo separado e, então, vincular esse arquivo a quantos documentos HTML desejar: <script type="text/javascript" src="script.js"></script> <a href="evil.html" class="warning"> código JavaScript aqui script.js (excerto) Adivinhe que método você deve usar. Escrever código JavaScript que melhora a utilização sem congestionar o documento (ou documentos) HTML em que é aplicado, sem deixar de fora os usuários que estão com JavaScript desativado em seus navegadores e sem interferir em outro código JavaScript que possa estar aplicado na mesma página, é chamado de script não invasivo. Infelizmente, embora muitos desenvolvedores Web profissionais tenham percebido as vantagens de manter o código CSS em arquivos separados, ainda existe muito código JavaScript misturado em HTML por aí. Mostrando, neste livro, a maneira correta de usar JavaScript, esperamos ajudar a mudar isso.

11 As Três Camadas da Web 35 A maneira certa Então, qual é a verdadeira importância de tudo isso? Afinal, as pessoas têm construído sites com HTML, CSS e JavaScript misturadas há anos, e, para a maioria das pessoas que navegam na Web, esses sites têm funcionado. Quando você aprende JavaScript, mais do que nunca é importante saber fazer da maneira correta, com certeza. De longe, JavaScript é a mais poderosa das três linguagens que você usará para projetar sites e, como tal, ela oferece uma liberdade sem precedentes, de modo que é possível fazer uma bagunça completa. Como exemplo, se você gostar muito, muito de JavaScript, poderá chegar a ponto de colocar tudo conteúdo, apresentação e comportamento no código JavaScript. Já vimos isso e não é nada bonito especialmente quando aparece um navegador com JavaScript desativado. Ainda mais importante é o fato de que JavaScript é a única dessas três linguagens que tem a capacidade de travar o navegador, tornando-o sem resposta para o usuário. 4 Portanto, no restante deste livro, faremos o máximo para mostrar a você a maneira certa de usar JavaScript, não apenas porque isso mantém seu código organizado, mas porque ajuda a manter a Web funcionando da maneira que foi pensada tornando o conteúdo acessível para o máximo de pessoas possível, independentemente do navegador que utilizem. Bibliotecas JavaScript Conforme mencionamos, uma das vantagens de manter os diferentes tipos de código separados é que isso torna mais fácil pegar código escrito para um site e reutilizá-lo em outro. Certos maníacos por JavaScript (que serão chamados daqui em diante de pessoas ) montaram vastas bibliotecas de código JavaScript útil e não invasivo que você pode baixar gratuitamente e usar em seus sites. Ao longo deste livro, construiremos cada um dos exemplos a partir do zero todo o código JavaScript necessário pode ser encontrado aqui, nestas páginas. Entretanto, como nem sempre há tempo de fazer isso no mundo real e como as bibliotecas estão se tornando rapidamente uma parte importante no cenário Ja- 4 Vamos mostrar um exemplo disso no Capítulo 7.

12 36 Só JavaScript vascript, veremos também como as bibliotecas JavaScript populares são eficientes em determinados casos. Eis as bibliotecas que usaremos neste livro: Prototype script.aculo.us Yahoo! User Interface Library (YUI) Dojo jquery Mootools Nem todas as bibliotecas são criadas da mesma maneira Cuidado com sites que oferecem trechos de código JavaScript para copiar e colar em suas páginas Web a fim de obter um efeito específico. Existe muito código gratuito por aí, mas nem tudo é bom. Em geral, as boas bibliotecas vêm na forma de arquivos JavaScript (.js) que você pode vincular em suas páginas de forma não invasiva, em vez de colar JavaScript diretamente no código HTML. Se você não tiver certeza que uma biblioteca JavaScript em particular é boa ou ruim, peça ajuda nos fóruns da SitePoint 5 ou fique apenas com as bibliotecas mencionadas neste livro todas elas são muito boas. Vamos começar! Chega de conversa você comprou este livro para aprender JavaScript, certo? (Se não foi por isso, ficará um pouco desapontado.) HTML e CSS puras são legais, mas é hora de mergulhar na terceira camada da Web: o comportamento. Vire a página e se prepare para começar a usar código JavaScript interessante (e não invasivo). 5

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

C Comece a programar hoje

C Comece a programar hoje C Comece a programar hoje Não importa sua idade, prossão e objetivo: programar é mais do que divertido, é um constante desao. Queremos tornar o programa mais rápido, mais legível, mais elegante e mais

Leia mais

Manual Portal PADRÃO. Gerenciador de Temas: Editar Estilo. 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.-

Manual Portal PADRÃO. Gerenciador de Temas: Editar Estilo. 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.- Manual Portal PADRÃO Gerenciador de Temas: Editar Estilo 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.- 1 2 2. Selecione o link padraogoverno01 Default. 3. Abrirá a seguinte tela: 4.

Leia mais

CAPÍTULO 35 Como utilizar os componentes ColdFusion

CAPÍTULO 35 Como utilizar os componentes ColdFusion CAPÍTULO 35 Como utilizar os componentes ColdFusion Os componentes ColdFusion (CFC) permitem ao usuário encapsular lógicas de aplicação e de negócios (business logic) em unidades auto-controladas reutilizáveis.

Leia mais

Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX

Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX Bruno Simões Kleverson Pereira Marcos Santos Eduardo Barrere Associação Educacional Dom Bosco - AEDB RESUMO

Leia mais

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Guilherme Miranda Martins 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS GUARAPUAVA CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO GUARAPUAVA 2013 HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE

Leia mais

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Professor: Marcelo Ricardo Minholi CH: 32 horas anuais (4 dias de 8 horas) Umuarama - 2012 Fundamentação Teórica: HTML (acrônimo para a expressão inglesa

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Aula 9: Fundamentos do JQuery Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 9: Fundamentos do JQuery Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 9: Fundamentos do JQuery Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Capacitar o aluno para o trabalho com o framework JQuery. INTRODUÇÃO JQuery é uma biblioteca

Leia mais

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA MINISTERIO DA EDUCAÇÃO Câmpus Santa Helena Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos Prof. Me. Arlete

Leia mais

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.).

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.). HTML / JAVASCRIPT Estamos iniciando o estudo do HTML através das TAGS (comandos) para construir formulários. Isso facilitará a continuidade dos nossos estudos da linguagem de programação JavaScript, a

Leia mais

jquery Apostila Básica

jquery Apostila Básica jquery Apostila Básica INTRODUÇÃO 3 CAPÍTULO 1 POR ONDE INICIAR 3 CAPÍTULO 2 MEU PRIMEIRO SCRIPT! 4 EXERCÍCIOS...5 CAPÍTULO 3 ADICIONANDO CSS 6 EXERCÍCIOS...7 CAPÍTULO 4 MODIFICANDO APENAS PARTE DO DOCUMENTO

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN José Agostinho Petry Filho 1 ; Rodrigo de Moraes 2 ; Silvio Regis da Silva Junior 3 ; Yuri Jean Fabris 4 ; Fernando Augusto

Leia mais

SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc

SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc Técnica SEO: Search engine Optimization "INDEXADOR" Web Software para Grandes Portais (Gera todo o conteúdo SEO - Otimizado nas buscas)

Leia mais

HTML 5 + CSS APRESENTANDO O CSS ESTILOS LOCAIS

HTML 5 + CSS APRESENTANDO O CSS ESTILOS LOCAIS APRESENTANDO O CSS CSS Cascading Style Sheets, ou, em português, Folha de Estilo em Cascata - é uma linguagem de estilo que pode ser utilizada na formatação de documentos HTML. Com CSS, podemos criar regras

Leia mais

DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral

DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral Apostila retirada de http://www.ibestmasters.com.br DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral A tecnologia DHTML (Dynamic HTML) foi apresentada inicialmente como um conjunto

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 HTML5 é considerada a próxima geração do HTML e suas funcionalidades inovadoras o tornam uma alternativa

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

Web Design Aula 02: HTML

Web Design Aula 02: HTML Web Design Aula 02: HTML Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Roteiro Introdução Conceitos HTML Primeira Página Identação Incluindo o título Salvando a página Vizualizando

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Motivação Motivação Motivação Roteiro Introdução Papéis e Responsabilidades Construindo um site

Leia mais

AppouWeb?Comparativode possibilidades

AppouWeb?Comparativode possibilidades Capítulo 3 AppouWeb?Comparativode possibilidades Eu sei que esse livro é sobre Web, então há uma clara tendência minha e do grupo de leitores para esse caminho. Mas nem sempre essa escolha é tão simples,

Leia mais

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP VitorFariasCoreia INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Vitor Farias Correia Graduado em Sistemas de Informação pela FACITEC e especialista em desenvolvimento de jogos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -INTRODUÇÃO A JQUERY MOBILE. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -INTRODUÇÃO A JQUERY MOBILE. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -INTRODUÇÃO A JQUERY MOBILE Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução Principais características Página dentro de página Transições

Leia mais

Web 2.0: a nova internet é uma plataforma

Web 2.0: a nova internet é uma plataforma Página 1 de 5 Mídia interativa - Comportamento - Criação - Web 2.0 Web 2.0: a nova internet é uma plataforma 07/12/2005 0:00 Por: Gilberto Alves Jr. Os empreendimentos na internet que deram certo pensam

Leia mais

Facilidade e flexibilidade na web

Facilidade e flexibilidade na web Facilidade e flexibilidade na web palavras-chave: acessibilidade, usabilidade, web 2.0 Tersis Zonato www.tersis.com.br Web 2.0 o termo de marketing x a nova forma de conhecimento Web 2.0 O conceito começou

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE MUNDO MULHER GABRIELA DE SOUZA DA SILVA LUANA MAIARA DE PAULA SILVA

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Objetivo e desafio do curso Como objetivo o curso irá tornar o aluno capaz de desenvolver um

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Manual de Uso Wordpress

Manual de Uso Wordpress Manual de Uso Wordpress Olá! Seja bem vindo ao igual. Agora você pode transmitir todas as notícias importantes da sua comunidade de forma mais simples e eficiente. Mas para que isso aconteça, primeiro

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico CSS3 - Fundamentos E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1,Tiago Bonetti Piperno 1, Ricardo Germano 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR- Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela Aula 01 - Formatações prontas e Sumário Formatar como Tabela Formatar como Tabela (cont.) Alterando as formatações aplicadas e adicionando novos itens Removendo a formatação de tabela aplicada Formatação

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Montando um Site. Wordpress

Montando um Site. Wordpress Montando um Site Wordpress O Sistema Wordpress O Wordpress é uma plataforma de vanguarda para publicação pessoal, com foco na estética, nos Padrões Web e na usabilidade. Ao mesmo tempo um software livre

Leia mais

Capítulo 2 Web 2.0 22

Capítulo 2 Web 2.0 22 2 Web 2.0 Uma vez que o presente trabalho está intensamente relacionado à Web 2.0 (muitas tecnologias da mesma são utilizadas pela equipe estudada, que precisam de melhorias), torna-se necessário entender

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE - IMPACTOS

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE - IMPACTOS CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE - IMPACTOS MAKELLI VARGAS CARVALHO NATHALIA MESSIAS PEREIRA PALMITAL

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Gestão de Conteúdo de Websites

Gestão de Conteúdo de Websites Gestão de Conteúdo de Websites Sandra Regina da Luz, diretora da DS Consultoria, PhD em administração de empresas pela Flórida Christian University (EUA), Mestre em Administração de Empresas pela USP O

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Novo projeto com NetBeans A partir de hoje, vamos trabalhar com projetos no NetBeans

Leia mais

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

Desenvolvendo com Bootstrap 3: um framework front-end que vale a pena!

Desenvolvendo com Bootstrap 3: um framework front-end que vale a pena! Desenvolvendo com Bootstrap 3: um framework front-end que vale a pena! É engraçado como temos receio do novo. Me acostumei a desenvolver sites do zero, desde a primeira linha de código. Achava estranho

Leia mais

Templates. Existem vários frameworks e softwares para criação de templates, sendo os mais conhecidos: Gantry, T3 e Artisteer.

Templates. Existem vários frameworks e softwares para criação de templates, sendo os mais conhecidos: Gantry, T3 e Artisteer. Templates Template ou tema, é a camada de visão de qualquer programa orientado a objetos, isto mesmo, template não é uma exclusividade do Joomla! Fim manter um padrão de nomenclatura, irei utilizar o termo

Leia mais

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 3.4 1º de julho de 2013 Novell Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML O Desenvolvimento Web O desenvolvimento web é o termo utilizado para descrever atividade relacionada

Leia mais

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas 5 a a 8 a séries Ensino Fundamental Jovens do mundo todo Conheça outras culturas Softwares Necessários: Microsoft Encarta 2000 Internet Explorer 5,0 Microsoft Publisher 2000 Microsoft Word 2000 Áreas:

Leia mais

Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi)

Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi) Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi) Este módulo irá ensinar-lhe como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica usando o programa Prezi. A produção de uma apresentação

Leia mais

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc.

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc. Ambiente de trabalho Ambiente de trabalho Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. Nos dias de hoje, é importante poder comunicar com outras

Leia mais

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #O que é Web Standards? São padrões de desenvolvimento web recomendados pela W3C que visam a implementação de

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Delimitadores e etc Profª MSc. Elizabete Munzlinger JavaScript Sintaxe da Linguagem Índice 1 SINTAXE DA LINGUAGEM... 2 1.1 Delimitadores de

Leia mais

Bem-vindo ao XML. Apostila de XML

Bem-vindo ao XML. Apostila de XML Bem-vindo ao XML Bem-vindo a Extensible Markup Language, XML, a linguagem para tratamento de dados em uma forma compacta, fácil de gerenciar sem mencionar o mais poderoso avanço visto na Internet nos últimos

Leia mais

VOLT DATA LAB OUTUBRO 2015. Tutorial ridiculamente detalhado e ilustrado para publicação de uma página web no GitHub Pages

VOLT DATA LAB OUTUBRO 2015. Tutorial ridiculamente detalhado e ilustrado para publicação de uma página web no GitHub Pages VOLT DATA LAB OUTUBRO 2015 Tutorial ridiculamente detalhado e ilustrado para publicação de uma página web no GitHub Pages * Este é um tutorial em fase beta escrito por @ProjetoStock, com base no curso

Leia mais

CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata

CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata CSS CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata CSS é uma linguagem para estilos (formatação) que define o layout de documentos HTML. CSS controla fontes, cores, margens,

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

Unidade: O que é CSS? HTML e CSS? Boa aula!!!

Unidade: O que é CSS? HTML e CSS? Boa aula!!! Unidade: O que é CSS? HTML e CSS? Boa aula!!! Objetivo Construir: Padrões Web, Tableless e outros Como inserir o CSS nas páginas Sintaxe de utilização do CSS Tag DIV e tag SPAN Orientações Durante a explanação

Leia mais

Apostila CSS - Introdução à folha de estilos

Apostila CSS - Introdução à folha de estilos Apostila CSS - Introdução à folha de estilos Este documento é propriedade intelectual do Núcleo de Educação a distância da NRsystem e distribuído sob os seguintes termos: 1. As apostilas publicadas pelo

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 1 CDI - Curso de Webdesign - Prof. Paulo Trentin Objetivos para esta aula Debater sobre

Leia mais

SIMULADOS & TUTORIAIS

SIMULADOS & TUTORIAIS SIMULADOS & TUTORIAIS TUTORIAIS HTML Como utilizar estilos em HTML com CSS Copyright 2013 Todos os Direitos Reservados Jorge Eider F. da Silva Proibida a reprodução deste documento no todo ou em parte

Leia mais

Desenvolvimento de Sites. Subtítulo

Desenvolvimento de Sites. Subtítulo Desenvolvimento de Sites Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

Aos meus pais, irmão e irmã que sempre me mostraram o caminho

Aos meus pais, irmão e irmã que sempre me mostraram o caminho Casa do Código Aos meus pais, sempre caminhantes Paulo Silveira Aos meus pais, irmão e irmã que sempre me mostraram o caminho Adriano Almeida i Casa do Código Agradecimentos Esperamos que você aproveite

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Introdução Nesta sexta e penúltima edição da Coletânea de Análises de Email Marketing em Clientes de Email, apresentamos os estudos dos clientes

Leia mais

Casa do Código Livros para o programador Rua Vergueiro, 3185-8º andar 04101-300 Vila Mariana São Paulo SP Brasil

Casa do Código Livros para o programador Rua Vergueiro, 3185-8º andar 04101-300 Vila Mariana São Paulo SP Brasil Casa do Código Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº9.610, de 10/02/1998. Nenhuma parte deste livro poderá ser reproduzida, nem transmitida, sem autorização prévia por escrito da editora,

Leia mais

Topo para a loja virtual Brasmarket com imagens

Topo para a loja virtual Brasmarket com imagens Topo para a loja virtual Brasmarket com imagens Este tutorial é para orienta-lo na criação do topo da sua loja virtual Brasmarket usando o programa Paintnet que é gratuito e simples de usar Primeiro faça

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

Microsoft Access: Criar relações para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos

Microsoft Access: Criar relações para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos Microsoft Access: Criar relações para um novo banco de Vitor Valerio de Souza Campos Conteúdo do curso Visão geral: relações são essenciais Lição: inclui oito seções Tarefas práticas sugeridas Teste Cartão

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com No início A Web é criada em 1989, para ser um padrão de publicação e distribuição de textos científicos e acadêmicos.

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON COMPONENTES: ROBSON EDMILSON O HTML (Hiper Text Mark-up Language) é uma linguagem de programação hipertexto. O HTML tem códigos para criar páginas na web. Estes códigos que definem o tipo de letra, qual

Leia mais

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1 Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1 Do inglês, Cascading Style Sheet, ou folha de estilo em cascata. É uma linguagem

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP 2ª Edição Juliano Niederauer Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar as principais tags utilizadas na construção de páginas Web. Compreender as principais funcionalidades de cada tag utilizada.

Leia mais

Conceitos Web. Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011. UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação

Conceitos Web. Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011. UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Conceitos Web Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011 Tecnologias Web jgw@unijui.edu.br Conceitos Básicos Sistema

Leia mais

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Faça essa atividade de forma individual ou em dupla, faça o máximo de questões que conseguir. Pesquise na Web o significado das tags e utilize-as para alcançar

Leia mais

Manual de Usuário do sistema institucional Nuvem IFSP

Manual de Usuário do sistema institucional Nuvem IFSP Manual de Usuário do sistema institucional Nuvem IFSP Janeiro, 2015 Índice 1. Interface... 1 1.1 Tela inicial... 1 1.1.1 Fazendo login... 1 1.2 Tela principal... 2 1.2.1 Área de visualização... 2 1.2.2

Leia mais

Ferramenta para design de web site Macromedia Dreamweaver Fábio Fernandes

Ferramenta para design de web site Macromedia Dreamweaver Fábio Fernandes Ferramenta para design de web site Macromedia Dreamweaver Fábio Fernandes Em Abril de 2005, as duas maiores gigantes em desenvolvimento de software de web, gráfico e multimídia design se juntaram: a Adobe

Leia mais

Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch

Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch Você pode adicionar fotos e histórias da família aos registros dos seus antepassados na Árvore Familiar. Com o novo recurso Adicionar Fotos e Histórias,

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Access 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterar o tamanho da tela ou fechar

Leia mais

Desenvolvendo para WEB

Desenvolvendo para WEB Nível - Básico Desenvolvendo para WEB Por: Evandro Silva Neste nosso primeiro artigo vamos revisar alguns conceitos que envolvem a programação de aplicativos WEB. A ideia aqui é explicarmos a arquitetura

Leia mais

Aplicação para Web I. Começando a compreender o HTML

Aplicação para Web I. Começando a compreender o HTML Aplicação para Web I Começando a compreender o HTML A Linguagem da WEB O HTML ou HyperText Markup Language linguagem universal compreendida pelos navegadores web (browsers) para a comunicação utilizando

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007. Autor: Leonardo Barroso Galvao

Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007. Autor: Leonardo Barroso Galvao Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007 Autor: Leonardo Barroso Galvao Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007 O Microsoft Office Excel 2007 é uma ferramenta poderosa

Leia mais

Como usar o. Como usar o Facebook para melhorar meu Negócio?

Como usar o. Como usar o Facebook para melhorar meu Negócio? Como usar o Facebook para melhorar meu Negócio? O que é o Facebook? É uma rede social que permite conectar-se com amigos, familiares e conhecidos para trocar informações como fotografias, artigos, vídeos

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais