Gestão Ambiental. Objetivos. Objetivos: Conceitos Básicos de Ecologia e os Ciclos Biogeoquímicos. Profa. Lígia Rodrigues Morales

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão Ambiental. Objetivos. Objetivos: Conceitos Básicos de Ecologia e os Ciclos Biogeoquímicos. Profa. Lígia Rodrigues Morales"

Transcrição

1 Gestão Ambiental Profa. Lígia Rodrigues Morales Conceitos Básicos de Ecologia e os Ciclos Biogeoquímicos Objetivos Conhecer as principais estruturas de um ecossistema, assim como a importância de sua dinâmica para a estabilidade da Biosfera e para a conservação ambiental. Entender o processo básico de ciclagem de elementos químicos essenciais para a vida que ocorre na natureza; Objetivos: Entender, em cada ciclo, as interrelações entre biosfera, hidrosfera, litosfera e atmosfera; Entender o processo básico de ciclagem da água e do carbono; Compreender o efeito da interferência humana nesses ciclos.

2 Ecossistema O Ecossistema é a unidade básica no estudo da ecologia Num ecossistema, o conjunto dos seres vivos interage entre si e com o meio natural de maneira equilibrada, através da ciclagem da matéria e do uso eficiente da energia solar Ecossistema Logo, um ecossistema é sempre constituído por um fator biótico e outro abiótico. -Fator Biótico: representado pelos seres vivos e que também pode ser chamado de biocenose ou biota. Ex: fungos, animais, plantas, protozoários, bactérias, vírus. - Fator Abiótico: também chamado de biótopo, é representado por todos os elementos necessários para as atividades dos seres vivos, como a água, o solo, as rochas, a temperatura, a luz, os minerais, umidade, vento, ph, etc. Fatores Bióticos

3 Fatores Abióticos Exemplos de Ecossistemas O habitat é o local ocupado pela espécie e é onde ela encontra tudo que necessita para sua sobrevivência. O habitat é chamado de endereço da espécie. Já nicho ecológico é a função que uma espécie desempenha no ambiente e suas relações com as demais espécies; é a descrição do seu modo de vida: como este ser vivo faz seu ninho, de quê se alimenta, se tem hábito noturno ou diurno, se é decompositor, se é produtor, como atrai seu parceiro, sua taxa de metabolismo e crescimento, etc.

4 Espécies que ocupam ou desempenham nichos semelhantes, em regiões distintas, são denominadas de equivalentes ecológicos. Uma característica fundamental dos ecossistemas é a homeostase, ou seja, é o estado de equilíbrio dinâmico por meio de mecanismos de autocontrole e auto-regulação, os quais entram em ação assim que ocorre qualquer mudança. A população é o conjunto de organismos da mesma espécie, que ocupam uma determinada área na mesma unidade de tempo. Em um ecossistema, encontramos a comunidade, que é denominada como o conjunto de todas as populações presentes numa determinada região. Unindo todas as comunidades e seus respectivos ecossistemas de todo o planeta, temos a Biosfera ou Ecosfera, que é definida como porção da Terra que contém vida. Biosfera Ecossistema Comunidade População Indivíduo

5 Porém, quando estas mudanças são profundas e por longo tempo, causadas pela ação do homem, o meio não consegue absorver essas mudanças, surgindo então um desequilíbrio ou impacto ecológico. Resiliência é o termo usado para designar a capacidade que um ecossistema tem de se recuperar após sofrer um desequilíbrio. Uma cadeia alimentar, representa o fluxo contínuo de energia e matéria entre os seres vivos em um ecossistema. Numa cadeia alimentar encontramos seres : Produtores; Consumidores; Decompositores. capim Cadeia Alimentar produtor grilo consumidor primário sapo gavião consumidor quaternário consumidor secundário cobra consumidor terciário

6 Quando ocorrem várias cadeias alimentares se entrelaçando, chamamos de teia alimentar. Um certo elo da cadeia transfere para o elo seguinte apenas cerca de 10% da energia útil que recebeu. Ou seja, a energia apresenta um fluxo decrescente ao longo da cadeia alimentar. Quanto mais distante o nível trófico estiver dos produtores, menor será a disponibilidade de energia que este recebeu.

7 Podemos representar uma cadeia alimentar na forma de Pirâmides Tróficas. Nelas pode-se visualizar a quantidade de energia, de matéria orgânica ou de indivíduos disponíveis em cada nível trófico. Pirâmides de Número, Biomassa e Energia Amplificação Biológica ocorre quando há um aumento de concentração de poluentes ao longo da cadeia alimentar. Isso ocorre porque: é necessário um grande número de elementos do nível trófico anterior para alimentar um determinado elemento do nível trófico seguinte; o poluente considerado é recalcitrante ou de difícil degradação; o poluente é lipossolúvel e biocumulativo.

8 Amplificação Biológica DDT cobra consumidor terciário sapo consumidor secundário besouro consumidor primário capim produtor Intervalo Os Ciclos Biogeoquímicos Antoine-Laurent de Lavoisier considerado o criador da química moderna, ficou célebre por seu enunciado do princípio da conservação da matéria: Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.

9 Qualquer componente de um ecossistema pertence a uma das quatro grandes divisões: biosfera, litosfera, hidrosfera e atmosfera. A litosfera é composta pela camada sólida mais externa do planeta, constituída por rochas e solo, pode ser também chamada de crosta terrestre. A atmosfera é a camada de gases que envolve o planeta. A hidrosfera é composta por toda água livre do planeta, compreendendo todos os rios, lagos, lagoas, mares, águas subterrâneas, águas glaciais, lençóis de gelo e vapor de água. A biosfera compreende toda a parte viva do planeta. Todas estas divisões estão intimamente relacionadas entre si. Um ciclo biogeoquímico corresponde ao ciclo completo de um elemento químico, através da atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera. É isso que diz cada parte da palavra biogeoquímico: bio, porque envolve a vida; geoquímico, pois está diretamente relacionado com a composição química da Terra e na troca entre suas divisões.

10 respiração e outras emissões gasosas Comunidades terrestres biótico tomada Solo Atmosfera precipitação e outras entradas incorporação incorporação sedimentação Comunidades Aquáticas respiração & outras emissões gasosas biótico tomada intemperismo Rochas Sedimentos Oceânicos Soerguimento geológico Para compreender melhor, consideremos as perguntas: 1.De onde vêm os nutrientes que o ecossistema utiliza? 2.O que acontece com os nutrientes dentro do ecossistema? 3.O que acontece com os nutrientes quando eles deixam o ecossistema? 4.Quando os nutrientes ciclam através do ecossistema, como eles voltam? 5.Qual a velocidade de troca de nutrientes entre os diferentes compartimentos? Os ciclos podem ser classificados em dois tipos básicos: Reservatório gasoso, com ciclagem mais rápida (hidrosfera ou atmosfera); Reservatório sedimentar, com ciclagem mais lenta (litosfera ou crosta terrestre)

11 Dos 92 elementos químicos conhecidos na natureza, cerca de 40 são essenciais para a manutenção da vida. Os elementos são classificados como: macronutrientes encontrados em maior quantidade na matéria viva: o carbono, hidrogênio, nitrogênio, oxigênio, fósforo, enxofre, cálcio, sódio, magnésio e potássio, que juntos correspondem a 95% da matéria viva. micronutrientes encontrados em maior quantidade na matéria viva: ferro, manganês, cobre, zinco, boro, silício, molibdênio, cloro, vanádio, cobalto, selênio, cromo, níquel, flúor, iodo e estanho. Todos estes elementos são continuamente reciclados na natureza, embora se conheça em detalhes apenas alguns ciclos. Ciclo da Água Componente mais abundante da matéria viva, a água é necessariamente reciclada, para garantir a vida no planeta. Existe uma imensa quantidade de água na superfície terrestre : cerca de cinco quatrilhões de toneladas, sendo o oceano o seu maior reservatório. Os principais processos envolvidos no ciclo da água são : Precipitação, Evaporação e Transpiração e todos envolvem o calor do sol.

12 O vapor de água na atmosfera do planeta, que forma as nuvens, por exemplo, é essencial para a manutenção da vida na Terra. Isso porque, em conjunto com outros gases, como dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e ozônio, a água também é responsável pelo efeito estufa, hoje lembrado apenas como vilão do aquecimento global. A radiação solar que chega ao solo é absorvida e, em seguida, emitida novamente na forma de radiação infravermelha. Essa radiação se perderia no espaço se não fosse pela presença das nuvens, em conjunto com estes outros gases, que absorvem e reemitem de volta a radiação infravermelha (o calor) para a superfície da Terra.

13 Efeito Estufa Intervalo O problema atual com o efeito estufa é que está ocorrendo um aumento da emissão de gases. Esses gases estão absorvendo calor além do necessário para manter a temperatura da Terra e permitir a existência das todas formas de vida que conhecemos. Dentre os exemplos de gases emitidos estão o dióxido de carbono - proveniente da queima de combustíveis fósseis - e o metano, liberado pela decomposição de lixo e pelo gado e outros animais que criamos.

14 Efeito Estufa Uma conseqüência direta do aquecimento global será o derretimento das calotas polares e do gelo das montanhas, liberando para os rios e oceanos a água presa no segundo maior compartimento; Outra conseqüência é a alteração do ciclo da água, das correntes oceânicas e conseqüentemente do clima da Terra como um todo. Ciclo do Carbono O elemento químico carbono é o quarto elemento mais abundante na Terra e é um dos constituintes básicos da vida. Ele existe em todas as substâncias orgânicas: desde o DNA, carboidratos, proteínas, gorduras, até os combustíveis fósseis.

15 Seu ciclo é dividido em duas fases: o ciclo biológico, que é relativamente rápido, com renovação do carbono atmosférico a cada 20 anos e o ciclo geológico, extremamente lento, com tempo de renovação contado em milhões de anos. O ciclo biológico do Carbono envolve principalmente os processos de fotossíntese e respiração. A fotossíntese usa a energia solar para, a partir de dióxido de carbono, sintetizar oxigênio e açúcares, como a glicose, substância altamente energética. Os animais, as plantas e os fungos utilizam os açúcares, assim produzidos, como fonte de energia, liberando parte da energia presa nestas ligações através da respiração celular. Fotossíntese 6CO2 + 12H2O clorofila clorofila C6H12O6 + 6O2 + 6H2O gás água luz glicose gás água Carbônico oxigênio Respiração Celular C6H12O6 + 6O2 6CO2 + 6H2O + Energia glicose gás gás água (38 ATPs) oxigênio carbônico

16 A decomposição, que representa a respiração de microrganismos como bactérias e fungos, também devolve dióxido de carbono à atmosfera. O ciclo geológico do carbono tem como seu maior reservatório a litosfera. Encontra-se armazenado em rochas calcárias, em sua maioria, mas também em combustíveis fósseis. O dióxido de carbono, presente na atmosfera, combina-se com a água formando ácido carbônico (H2CO3). Este ácido reage com o cálcio preso nas rochas e acaba formando carbonato de cálcio (CaCO3). Este carbonato de cálcio dissolvido na água, acaba chegando aos oceanos e pode ser capturado pelos organismos para a construção de envoltórios e conchas ou depositar-se no fundo do oceano.

17 A maioria dos organismos que capturam este carbonato é microscópica, mas esses microorganismos são tão abundantes que podem ser vistos em imagens de satélites. litoral da Inglaterra numa foto de satélite, onde a parte mais clara corresponde os microorganismos Emiliania huxleyii

18 Com a morte destes bilhões de microorganismos, seus envoltórios se depositam no fundo dos oceanos. Após milhares de anos, podem formar rochas sedimentares calcárias. Em milhões de anos também, essas rochas calcárias podem se mover para camadas mais profundas, com altas pressões e temperaturas, transformando-se em magma e liberando CO2 através de erupções vulcânicas. O carbono preso no petróleo, carvão e gás natural também estava dentro desta escala geológica do ciclo do carbono, com liberação ocorrendo naturalmente em milhões de anos, Há cerca de 200 anos, passamos a usá-los como combustíveis e a liberar para a atmosfera um estoque de dióxido de carbono, resultante da queima desses combustíveis, que não estaria disponível de outra forma. Os incêndios naturais e provocados, assim como a decomposição de biomassa morta, são outros elementos do ciclo rápido e que também adicionam CO2 para a atmosfera.

19 Boa semana! Profa. Lígia Rodrigues Morales Referência de imagens Todas as imagens pertencem ao banco de imagens.

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos 11/8/2011 ECOLOGIA Disciplina Ecossistemas E Saúde Ambiental Ecologia é uma área da Biologia que estuda os organismos e suas relações com o meio ambiente em que vivem. Aula 1A: Revendo Conceitos Básicos

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Ciclos Biogeoquímicos DEFINIÇÃO Trata-se de movimentos cíclicos que envolvem elementos químicos presentes no meio biológico e o ambiente geológico; Elementos que são necessários ao desenvolvimento dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA. Uruguaiana, maio de 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA. Uruguaiana, maio de 2016. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Uruguaiana, maio de 2016. 1 Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo

Leia mais

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 Conceitos Básicos ECOLOGIA Oikos =casa; logos= ciência É a ciência que estuda as relações entre os seres vivos entre si e com o ambiente onde eles vivem Estuda as formas

Leia mais

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Ecologia em destaque! Conhecer para preservar! Ciência

Leia mais

01/03/2013 FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA. A matéria obedece a um ciclo FLUXO CÍCLICO PRODUTORES CONSUMIDORES. MATÉRIA INORGÂNICA pobre em energia química

01/03/2013 FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA. A matéria obedece a um ciclo FLUXO CÍCLICO PRODUTORES CONSUMIDORES. MATÉRIA INORGÂNICA pobre em energia química ECOLOGIA Prof. Gassem ECOSSISTEMAS FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA A matéria obedece a um ciclo FLUXO CÍCLICO PRODUTORES MATÉRIA INORGÂNICA pobre em energia química MATÉRIA ORGÂNICA rica em energia química

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Ciclos Biogeoquímicos CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Ciclos: troca e circulação de matéria entre os fatores bióticos e abióticos. Bio: síntese orgânica e decomposição dos elementos. Geo: o meio terrestre (solo)

Leia mais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo CIÊNCIAS Prof. Diângelo TABELA PERÍODICA Aula 18 Respiração Celular Respiração celular é o processo de conversão das ligações químicas de moléculas ricas em energia que poderão ser usadas nos processos

Leia mais

IFRN CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

IFRN CICLOS BIOGEOQUÍMICOS IFRN CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Prof. Hanniel Freitas Ciclos biogeoquímicos Elementos químicos tendem a circular na biosfera. Ciclagem de nutrientes - movimento desses elementos e compostos inorgânicos essenciais

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 22 CICLOS DA ÁGUA, DO CARBONO E DO OXIGÊNIO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 22 CICLOS DA ÁGUA, DO CARBONO E DO OXIGÊNIO BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 22 CICLOS DA ÁGUA, DO CARBONO E DO OXIGÊNIO Nuvens Resfriamento Sol Transpiração Oceano Vegetais Animais Precipitação: chuva neve, granizo Oceano, lago, lençol freático Rio Fixação

Leia mais

Denise Mello do Prado Biologia

Denise Mello do Prado Biologia Energia Solar Estima-se queapenas1% daenergiasolar quechegaà Terra é incorporada pelos vegetais por meio da fotossíntese Denise Mello do Prado Biologia www.e-conhecimento.com.br 1% absorvido fotossíntese

Leia mais

Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros

Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros Tipos de sistemas em função das suas inter-relações com o meio Sistema fechado Sistema isolado Sistema

Leia mais

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas.

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. CICLO do FÓSFORO CICLO SEDIMENTAR APATITA Ca 3 (PO 4 ) 2 erosão de rochas fosfatadas CICLO RÁPIDO CICLO LENTO PICO DO FÓSFORO

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS. O processo contínuo de retirada e devolução de elementos químicos à natureza constitui os chamados ciclos biogeoquímicos.

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS. O processo contínuo de retirada e devolução de elementos químicos à natureza constitui os chamados ciclos biogeoquímicos. CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O processo contínuo de retirada e devolução de elementos químicos à natureza constitui os chamados ciclos biogeoquímicos. CICLO HIDROLÓGICO A sobrevivência de cada ser vivo de toda

Leia mais

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA ECOSSISTEMA Prof.: Dr. ORIEL HERRERA Monitores: John David & Giuliane Sampaio Fortaleza/CE Versão 2010 ECOSSISTEMA

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Ciclos Biogeoquímicos DEFINIÇÃO Trata-se de movimentos cíclicos que envolvem elementos químicos presentes no meio biológico e o ambiente geológico; Elementos que são necessários ao desenvolvimento dos

Leia mais

Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Figura 1

Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Figura 1 Ficha de trabalho Biologia e Geologia - 10º Ano A Terra e os seus subsistemas em interacção Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: 1. Define sistema. Lê toda a informação com atenção

Leia mais

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo Importância do estudo da Ecologia Estudo das Relações dos

Leia mais

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMAS COMPONENTES, ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMA Conjunto resultante da interação entre a comunidade e o ambiente inerte (Cap 1) 1. Unidade funcional básica, composta de uma BIOCENOSE

Leia mais

A GEOLOGIA, OS GEÓLOGOS E OS SEUS MÉTODOS

A GEOLOGIA, OS GEÓLOGOS E OS SEUS MÉTODOS Biologia Geologia (10º ano) A GEOLOGIA, OS GEÓLOGOS E OS SEUS MÉTODOS A Terra como um sistema Subsistemas terrestres GEOLOGIA O que é a Geologia? A geologia é a ciência que estuda a Terra! (do grego Geo

Leia mais

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Componentes do Ambiente Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Abióticos: Físico Químico Luz Temperatura

Leia mais

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Matheus Borges 1.0 Introdução Criada pelo zoólogo alemão Ernst Haeckel, em 1866. Estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. Terra:

Leia mais

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003.

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003. 1. (G1 - cftsc 2008) O conhecimento das cadeias e teias alimentares é fundamental para entendermos o delicado equilíbrio que existe na natureza. Esse conhecimento nos permite propor medidas racionais de

Leia mais

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes ECOLOGIA Níveis de organização e Conceitos básicos Biologia 1ª série Profª Reisila Mendes Níveis de organização biológica Algumas subdivisões da biologia Anatomia Botânica Citologia Ecologia Taxonomia

Leia mais

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Sumário Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Breve história. Composição média da atmosfera atual. Agentes de alteração da concentração de constituintes vestigiais da

Leia mais

A BIOSFERA 2ª AULA - 1º BLOCO (ECOLOGIA GERAL) CIÊNCIAS DO AMBIENTE

A BIOSFERA 2ª AULA - 1º BLOCO (ECOLOGIA GERAL) CIÊNCIAS DO AMBIENTE A BIOSFERA 2ª AULA - 1º BLOCO (ECOLOGIA GERAL) CIÊNCIAS DO AMBIENTE Biosfera: região do planeta que contém todo o conjunto de seres vivos e na qual a vida é permanentemente possível ambiente capaz de satisfazer

Leia mais

Ciclos biogeoquímicos

Ciclos biogeoquímicos Ciclos biogeoquímicos Conceitos Os elementos químicos essenciais à vida são aproximadamente 40. São incorporados nos seres na forma de compostos orgânicos. - ciclos sedimentares: quando o elemento circula

Leia mais

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia Coorientador: Flávio Ferlini Salles RELEVÂNCIA O solo é importante

Leia mais

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Biologia Prof. Rogério 2016 BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet Biologia Prof. Rogério 2016 O QUE CARACTERIZA UM

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Disciplina: Ciências do Ambiente ENG 4201 Ciclos Biogeoquímicos Características do Ciclos Biogeoquímicos. Biológicas porque ocorrem transformações com a participação

Leia mais

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO:

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: Ciência que se dedica ao estudo do solo e de suas relações com as demais esferas geoquímicas (pedosfera, atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera). Nos ecossistemas terrestres...

Leia mais

Fluxo de energia e ciclos de matéria

Fluxo de energia e ciclos de matéria Fluxo de energia e ciclos de matéria Transferência de matéria e energia num ecossistema Praticamente toda a energia necessária à vida na Terra provém do Sol. Este é por isso a principal fonte de energia

Leia mais

A COMPOSIÇÃO DO AR. O ar da atmosfera é formado por uma mistura de gases, vapor d água e partículas sólidas. Sendo:

A COMPOSIÇÃO DO AR. O ar da atmosfera é formado por uma mistura de gases, vapor d água e partículas sólidas. Sendo: UNIDADE 7 O AR A COMPOSIÇÃO DO AR O ar da atmosfera é formado por uma mistura de gases, vapor d água e partículas sólidas. Sendo: 78% Nitrogênio 21% Oxigênio 1% Outros gases, vapor d água e pequenas partículas

Leia mais

Noções de ecologia básica

Noções de ecologia básica PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Disciplina: Ciências do Ambiente ENG 4201 Cadeia alimentar A transfência de energia alimentar, a partir dos vegetais, por uma série de organismos, é chamada de

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 CIÊNCIAS NATURAIS (2º ciclo)

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 CIÊNCIAS NATURAIS (2º ciclo) (2º ciclo) 5º ano Compreender a como um planeta especial. Compreender que o solo é um material terrestre de suporte de vida. Compreender a importância das rochas e dos minerais. Compreender a importância

Leia mais

ciclo da água ciclo hidrológico

ciclo da água ciclo hidrológico Ciclo Hidrológico A água e seu ciclo A água da Terra - que constitui a hidrosfera - distribui-se por três reservatórios principais: os oceanos, os continentes e a atmosfera, entre os quais existe uma

Leia mais

CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais.

CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais. CHUVA ÁCIDA - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns materiais. FORMAÇÃO DE CHUVA ÁCIDA A chuva torna-se ácida porque dissolve o dióxido de

Leia mais

A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos.

A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos. 1) Introdução A bioquímica celular é o ramo da biologia que estuda a composição e as propriedades químicas dos seres vivos. 2) Elementos químicos da matéria viva Existem 96 elementos químicos que ocorrem

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Ciclos Biogeoquímicos. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Ciclos Biogeoquímicos Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS INTRODUÇÃO CICLO DA ÁGUA; CICLO DO CARBONO; CICLO DO OXIGÊNIO; CICLO DO NITROGÊNIO; CICLO DA ÁGUA CICLO DA ÁGUA Origens do vapor-d água: Evaporação:

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Produtividade primária Energia solar Produtores Fotossíntese Compostos orgânicos Produtividade primária Produtividade bruta quantidade de material

Leia mais

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc.

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. Ecologia RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE RELAÇÕES Dentre essas

Leia mais

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Sumário Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Breve história. Composição média da atmosfera atual. Agentes de alteração da concentração de. - Contaminação e toxicidade.

Leia mais

QUÍMICA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA

QUÍMICA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA QUÍMICA 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Vida e ambiente 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 6 Conteúdos Efeito estufa. Fontes de energia alternativa.

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 8º Ano COMPETÊNCIAS TEMAS/UNIDADES CONTEÚDOS 1º Período SUSTENTABILIDADE NA TERRA 28 Compreender o significado dos conceitos: espécie, população, comunidade,

Leia mais

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Produtividade Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Estudo de energia do ecossistema Foram iniciados em 1942 por R. L. Lindeman The trophic dynamic aspect of ecology A idéia geral foi converter

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A tabela

Leia mais

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Visão termodinâmica Alfred J. Lotka trabalhou populações e comunidades em sistemas termodinâmicos. Cada sistema apresenta um conjunto de transformações e

Leia mais

FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA

FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA CAMADAS TERRESTRE - NÚCLEO É a porção central da Terra, também denominada NIFE, por ser constituída de compostos de FErro e NÍquel, com algum enxofre e silício dissolvido.

Leia mais

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente)

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente) Conceitos Básicos de Ecologia Professora: Patrícia Hamada Colégio HY Três Lagoas, MS População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo

Leia mais

TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA

TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA Água Sais minerais Vitaminas Carboidratos Lipídios Proteínas Enzimas Ácidos Núcleos Arthur Renan Doebber, Eduardo Grehs Água A água é uma substância química composta

Leia mais

Ciclos biogeoquímicos. A energia flui. A matéria é cíclica. Esses elementos são fundamentais para os seres vivos e embora em abundancia são finitos.

Ciclos biogeoquímicos. A energia flui. A matéria é cíclica. Esses elementos são fundamentais para os seres vivos e embora em abundancia são finitos. Ciclos biogeoquímicos A energia flui. A matéria é cíclica. Esses elementos são fundamentais para os seres vivos e embora em abundancia são finitos. Ciclo da Água - O mais simples. A água não sofre transformação

Leia mais

TIS. Papel do Azoto e dos micro organismos na Agricultura

TIS. Papel do Azoto e dos micro organismos na Agricultura Papel do Azoto e dos micro organismos na Agricultura 1 O Azoto O azoto ou nitrogénio, de símbolo químico N, encontramo-lo no estado gasoso e constitui cerca de 78 % do ar da atmosfera terrestre. É um gás

Leia mais

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população

Leia mais

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos ECOSSISTEMAS E ENERGIA Profº Júlio César Arrué dos Santos Componentes Bióticos dos ecossistemas Todos ecossistemas são constituídos por componentes abióticos (parte física e química sem vida) e bióticos

Leia mais

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA PARTE II

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA PARTE II GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA PARTE II Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Entender a estrutura e as camadas da Terra Compreender a formação da crosta Entender

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra-

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra- PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra- Tema / Capítulos Competências/Objectivos Estratégias / Actividades Recursos/ Materiais Avaliação Aulas previstas (45 min) Tema I Ecossistemas

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: CIÊNCIAS EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: CIÊNCIAS EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 6º Ano: Nº Professora: Marcella Braga COMPONENTE CURRICULAR: CIÊNCIAS

Leia mais

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE DIEGO DANTAS AMORIM Contado: diego.dantas@ifmg.edu.br Engenheiro Agrônomo Universidade Vale do Rio Doce UNIVALE Msc. em Agricultura Tropical Universidade Federal do Espírito Santo

Leia mais

MINERAIS HIDROGEOLÓGICOS ENERGÉTICOS. de acordo com a finalidade

MINERAIS HIDROGEOLÓGICOS ENERGÉTICOS. de acordo com a finalidade Materiais (sólidos, líquidos ou gasosos), ou suas propriedades (calor interno da Terra ou radioatividade), provenientes da Terra e que o Homem pode utilizar em seu benefício. de acordo com a finalidade

Leia mais

5(&83(5$d 26(0(675$/'(&,È1&,$6 1RPH&RPSOHWRBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB'DWDBBBB

5(&83(5$d 26(0(675$/'(&,È1&,$6 1RPH&RPSOHWRBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB'DWDBBBB &2/e*,2 0$5,$,0$&8/$'$ 4, FK /$*2 68/ %5$6Ë/,$ ± ') (0$,/ FPLGI#FPLGIFRPEU )21( 6,7( ZZZFPLGIFRPEU 9$/25 SRQWRV 127$ ƒ$12 ž6(0(675( 5(&83(5$d 26(0(675$/'(&,È1&,$6 1RPH&RPSOHWRBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB'DWDBBBB

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia CADEIA ALIMENTAR Os seres vivos (flora e fauna) que compõe um ecossistema são denominados biotas. Boa parte das relações que se estabelecem entre eles é de natureza alimentar. A cadeia alimentar constitui

Leia mais

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari Adubação de Plantas Ornamentais Professora Juliana Ferrari Indícios que a planta pode precisar de nutrientes O crescimento se torna lento; Adubação É o método de corrigir as deficiências de nutrientes

Leia mais

Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21. A Água e o Desenvolvimento Sustentável

Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21. A Água e o Desenvolvimento Sustentável Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21 A Água e o Desenvolvimento Sustentável Poluição Marítima Como sabes, a poluição resulta da actividade humana que suja e contamina o Ambiente.

Leia mais

PROBLEMATIZAÇÃO O que significa o termo BIOLOGIA? O que se estuda em BIOLOGIA? Por que é importante o estudo da Biologia? Quais as características

PROBLEMATIZAÇÃO O que significa o termo BIOLOGIA? O que se estuda em BIOLOGIA? Por que é importante o estudo da Biologia? Quais as características PROBLEMATIZAÇÃO O que significa o termo BIOLOGIA? O que se estuda em BIOLOGIA? Por que é importante o estudo da Biologia? Quais as características que diferenciam um ser vivo de um não vivo? De que são

Leia mais

Unidade I ECOLOGIA. Profa. Dra. Fabiana Fermino

Unidade I ECOLOGIA. Profa. Dra. Fabiana Fermino Unidade I ECOLOGIA Profa. Dra. Fabiana Fermino Ecologia Mudança climática no passado. Efeito estufa natural. Fonte: Miller Jr, G.T.2006 Os últimos 900 mil anos Longos períodos de resfriamento global e

Leia mais

Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas. Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães

Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas. Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas Poluição Ambiental Águas Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães Ecossistemas Segundo Braga et al (2005): Sistema estável; Equilibrado;

Leia mais

MONITORAMENTO ATMOSFÉRICO NOÇÕES SOBRE A ATMOSFERA TERRESTRE

MONITORAMENTO ATMOSFÉRICO NOÇÕES SOBRE A ATMOSFERA TERRESTRE EMED - Empreendimentos Educacionais Ltda Centro de Formação Profissional BOM PASTOR MONITORAMENTO ATMOSFÉRICO NOÇÕES SOBRE A ATMOSFERA TERRESTRE Centro de Formação Profissional Colégio Bom Pastor Curso

Leia mais

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes.

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Camadas da atmosfera Composição Camadas Troposfera Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Estratosfera Camada onde quase

Leia mais

TD DE QUIMICA - Profa. Nadia Data: / / Aluno

TD DE QUIMICA - Profa. Nadia Data: / / Aluno TD DE QUIMICA - Profa. Nadia Data: / / Aluno 01. O efeito estufa, segundo as teorias mais aceitas pela comunidade científica, vem contribuindo para a elevação média das temperaturas no planeta. Esse fenômeno

Leia mais

Processos Geológicos. Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, slides; il.

Processos Geológicos. Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, slides; il. Processos Geológicos Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. O48p Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, 2015. 26 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de

Leia mais

As camadas da atmosfera

As camadas da atmosfera A ATMOSFERA A Atmosfera Atmosfera significa esfera de ar; A atmosfera é uma camada formada por diversos gases e vapor de água, que envolve todo o nosso planeta; Sem a atmosfera provavelmente não haveria

Leia mais

Fontes renováveis e não-renováveis de energia. Amanda Vieira dos Santos Giovanni Souza

Fontes renováveis e não-renováveis de energia. Amanda Vieira dos Santos Giovanni Souza Fontes renováveis e não-renováveis de energia Amanda Vieira dos Santos 8941710 Giovanni Souza - 9021003 Fontes renováveis e não-renováveis de energia Usos para a energia: Com o avanço tecnológico passamos

Leia mais

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA Prof. Bruno Barboza de Oliveira OBJETIVO Analisar as relações entre seres vivos e energia Seres Vivos Energia??? 1 ENERGIA Energia Do grego: trabalho Conceito reducionista!!!

Leia mais

Aula 7 PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS

Aula 7 PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS Aula 7 META Apresentar produtividade primária nos ecossistemas terrestres, os fatores limitantes da produtividade e os padrões de produção primária nos ecossistemas aquáticos.

Leia mais

Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Que fatores podem alterar a pressão atmosférica? Questão 2 Quando podemos dizer que um corpo ou objeto está

Leia mais

Física. Efeito Estufa

Física. Efeito Estufa Física 1 O é a forma que a Terra tem para manter sua temperatura constante. A atmosfera é altamente transparente à luz solar, porém cerca de 35% da radiação que recebemos vai ser reflejda de novo para

Leia mais

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015 Terra, um planeta com vida Sistema Terra: da célula à biodiversidade 1. Compreender as condições próprias da Terra que a tornam o único planeta com vida conhecida no Sistema Solar 1.1. Identificar a posição

Leia mais

Todos tem uma grande importância para o organismo.

Todos tem uma grande importância para o organismo. A Química da Vida ÁGUA A água é um composto químico formado por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio. Sua fórmula química é H2O. A água pura não possui cheiro nem cor. Ela pode ser transformada em

Leia mais

ATMOSFERA é o nome dado à camada gasosa que envolve os planetas. No caso da atmosfera terrestre ela é composta por

ATMOSFERA é o nome dado à camada gasosa que envolve os planetas. No caso da atmosfera terrestre ela é composta por ATMOSFERA é o nome dado à camada gasosa que envolve os planetas. No caso da atmosfera terrestre ela é composta por inúmeros gases que ficam retidos por causa da força da gravidade e do campo magnético

Leia mais

A M B I E N T A L D E G R A D A Ç Ã O. Ilha de Calor. Efeito Estufa ESQUEMA DE ILHA DE CALOR ESQUEMA DE ILHA DE CALOR. Diminuição de áreas verdes

A M B I E N T A L D E G R A D A Ç Ã O. Ilha de Calor. Efeito Estufa ESQUEMA DE ILHA DE CALOR ESQUEMA DE ILHA DE CALOR. Diminuição de áreas verdes D E G R D Ç Ã O M B I E N T L Este é um estudo do acelerado processo de degradação ambiental urbano (microclima urbano), mas também da extensão desses males - provocados pela modernidade da tecnociência

Leia mais

Metabolismo Energético das Células. Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação

Metabolismo Energético das Células. Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação Metabolismo Energético das Células Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação 1. Introdução Reações endotérmicas - Característica: Precisam receber energia - Ex.:Fotossíntese e quimiossíntese

Leia mais

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS Texto para estudo CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS A Terra é um planeta vivo e seus continentes estão em constante movimento, devido à dissipação de calor do interior do planeta. A geologia é a ciência que

Leia mais

QUÍMICA. A distribuição eletrônica para o mercúrio elementar é. a) [Kr] 4d 10 5p 6. b) [Ar] 3d 10 4p 4. c) [Rn] 5f 14 6d 6. d) [Xe] 6s 2 4f 14 5d 10.

QUÍMICA. A distribuição eletrônica para o mercúrio elementar é. a) [Kr] 4d 10 5p 6. b) [Ar] 3d 10 4p 4. c) [Rn] 5f 14 6d 6. d) [Xe] 6s 2 4f 14 5d 10. QUÍMICA 01 A toxicidade do mercúrio (Hg) já é conhecida de longa data, e não se tem notícia de que ele seja essencial ao organismo humano. Devido ao elevado teor desse metal em lâmpadas fluorescentes,

Leia mais

Degradação Bioquímica

Degradação Bioquímica Degradação de Polímeros e Corrosão Prof. Hamilton Viana Prof. Renato Altobelli Antunes 1. Introdução A degradação dos polímeros pode acontecer: Em presença de microorganismos (Biodegradação) Na ausência

Leia mais

Aula 1 Introdução. Prof. Dr. Mauricio M. Mata. Laboratório de Estudos dos Oceanos e Clima (LEOC) 1º SEM Terça-feira 14:00/16:00h, sala 2119

Aula 1 Introdução. Prof. Dr. Mauricio M. Mata. Laboratório de Estudos dos Oceanos e Clima (LEOC) 1º SEM Terça-feira 14:00/16:00h, sala 2119 PPGOGQG TE: Oceanos e Clima Aula 1 Introdução Prof. Dr. Mauricio M. Mata Laboratório de Estudos dos Oceanos e Clima (LEOC) 1º SEM. 2016 Terça-feira 14:00/16:00h, sala 2119 TE Oceanos&Clima Ementa: O Sistema

Leia mais

Química C Extensivo V. 4

Química C Extensivo V. 4 Química C Extensivo V 4 Exercícios 01) C 02) D I Errada degelo de um freezer (fusão do gelo) é um processo que absorve energia (endotérmico) II Errada A sublimação ocorre com absorção de energia (endotérmico)

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. As cores das flores e o período do dia em que elas abrem são duas adaptações importantes das plantas e que facilitam a sua

Leia mais

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira INTRODUÇÃO Atmosfera CAMADAS ATMOSFÉRICAS Troposfera 1 Camada mais fina de todas Entre 10 a

Leia mais

Respostas dos Problemas 1- Respostas: C-A-B-C-B-C Conceitos relacionados: fotossíntese e respiração celular

Respostas dos Problemas 1- Respostas: C-A-B-C-B-C Conceitos relacionados: fotossíntese e respiração celular Respostas dos Problemas 1- Respostas: C-A-B-C-B-C Conceitos relacionados: fotossíntese e respiração celular 2- No processo de fabricação do pão é utilizado o mesmo fungo (Saccharomyces Cerevisae) que é

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DOS SERES VIVOS

CARACTERÍSTICAS DOS SERES VIVOS CARACTERÍSTICAS DOS SERES VIVOS Composição química muito complexa; Organização celular; Capacidade de nutrição; Reação a estímulos do ambiente; Capacidade de manter o seu meio interno em condições adequadas,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. Turma: A, B, C, D ANO: 8º ANO LECTIVO 2010/2011 ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS. Discussão / Debate.

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. Turma: A, B, C, D ANO: 8º ANO LECTIVO 2010/2011 ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS. Discussão / Debate. ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES 3º C.E.B. DISCIPLINA: Ciências Naturais Turma: A, B, C, D ANO: 8º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS AULAS

Leia mais

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA SISTEMA TERRA: DA CÉLULA À BIODIVERSIDADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia BI02 Fundamentos de Ecologia A Unidade I: Ecologia, Ecossistema, Meio Ambiente e Energia no Sistema Ecológico

Leia mais

Especial Universidades Ecologia

Especial Universidades Ecologia Especial Universidades Ecologia Material de Apoio para Monitoria 1. (PUC - SP-2008) ( ) Como se não bastasse a sujeira no ar, os chineses convivem com outra praga ecológica, a poluição das águas por algas

Leia mais

O que é que defende a teoria da geração espontânea?

O que é que defende a teoria da geração espontânea? O que é que defende a teoria da geração espontânea? Até ao século XIX: ausência de Formulada primeiramente por Aristóteles (filósofo explicações grego). científicas para a origem da vida, persistindo Defende

Leia mais

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 : A atmosfera e a radiação solar. As reações fotoquímicas e a formação de radicais livres. Formação de iões na termosfera e na mesosfera. Os

Leia mais

Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas

Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas Fluxos de Energia e de Materiais nos Ecossistemas Uma vez que o fluxo de materiais é um fluxo cíclico nos ecossistemas, é possível analisar estes fluxos usando as técnicas de balanço de materiais: [Taxa

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: MARIO NETO

GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: MARIO NETO GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: MARIO NETO DISCIPLINA:CIÊNCIA NATURAIS SÉRIE: 1º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem 1) (UDESC/2009) Com relação aos ciclos biogeoquímicos, analise as seguintes afirmativas:

Leia mais

Classificação Periódica Folha 01 Prof.: João Roberto Mazzei

Classificação Periódica Folha 01 Prof.: João Roberto Mazzei www.professormazzei.com Classificação Periódica Folha 01 Prof.: João Roberto Mazzei 01. (PUC SP 1995) Considerando-se os elementos do 3º. período da Tabela Periódica, é correto afirmar: a) o elemento de

Leia mais