C O N V I T E N.º 03/2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "C O N V I T E N.º 03/2010"

Transcrição

1 C O N V I T E N.º 03/2010 EMPRESA: ENDEREÇO: O SANEP solicita a apresentação de proposta, com preço final, incluindo impostos, transporte, descontos, etc., para execução do objeto descrito abaixo. O recebimento dos envelopes e a abertura do envelope n.º 01 será dia 01/07/2010 às 9:00 h. Pelotas, 07 de junho de Presidente da Comissão de Licitações. Especificação do Objeto Contratação de empresa para execução das instalações de redes lógica, telefônica e elétrica do prédio localizado na Av. Duque de Caxias, 73, bairro fragata, conforme especificações do projeto básico, em anexo. O Edital e demais informações estão disponíveis no site: Unidade Orçamentária: DEFI Unidade Executora/Projeto: DCR Aplicação: Prédio Av. Duque de Caxias n.º 73 Critérios de Reajuste: o preço é fixo e irreajustável Critérios de Julgamento: menor preço global Condições de Pagamento: conforme contrato. Valor Máximo Orçado: R$ ,00 (sessenta e cinco mil reais). Preço CIF Pelotas. Prazo de Execução: 30 dias Validade da Proposta: 60 dias. ASSINATURA DO PROPONENTE Pelotas, Recebemos do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas SANEP o Convite n.º 03/2010 Razão Social: ASSINATURA DO RESPONSÁVEL E CARIMBO DA EMPRESA Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 1 de 19

2 I N S T R U Ç Õ E S 1 - O concorrente deverá apresentar dois envelopes fechados, o de n.º 1 da habilitação e o de n.º 2 da proposta, devendo fazer constar na face externa do envelope, a razão social da licitante, o n.º do convite, a data e o horário de abertura das propostas. 2 - Os envelopes deverão ser endereçados à Comissão Permanente de Licitações e entregues no Departamento de Material do SANEP, à Rua Félix da Cunha n.º 653, Pelotas RS, no horário de expediente das 12:30h às 18:30h, ou no dia da abertura, até o horário previsto. 3 - O SANEP não receberá os envelopes entregues fora do horário e ou local especificado no item Os documentos necessários à habilitação poderão ser apresentados em original, por qualquer processo de cópia autenticada por cartório ou por servidor do SANEP. A autenticação de documentos pelo SANEP, se for o caso, deverá ser feita com antecedência mínima de 1 (uma) hora, do horário da abertura da licitação. 5 - O convite que estiver rasurado será rejeitado. 6 - Caso não haja interesse em participar da presente Licitação, solicitamos a gentileza de manifestar expressamente, por escrito, seu desinteresse. 7 - Será aplicada multa de 10% sobre o valor do contratado quando a adjudicatária recusar-se a assinar o contrato, ou não aceitar ou retirar o instrumento equivalente em até 03 dias após convocada pela Administração. Aplicar-se-á a multa de 0,33% ao dia sobre o valor contratado, até o limite de 10%, em caso de atraso injustificado no início da execução do objeto, ou entrega do mesmo em desacordo com as especificações, independente da obrigação de fazer as correções necessárias, às suas expensas, bem como praticar por ação ou omissão qualquer ato que caracterize descumprimento total da obrigação assumida. 8 - A Licitante que apresentar CRC (Certificado de Registro Cadastral) emitido pela entidade promotora da licitação, fica dispensada de juntar as certidões negativas solicitadas no item Os documentos exigidos na licitação que o CRC não substituir deverão ser apresentados pela Licitante. Ressalte-se que o Certificado que apresentar documentos com prazo de validade vencido, só será aceito para fins de habilitação no procedimento licitatório, se vier acompanhado dos novos documentos com prazo de validade em curso Em estando habilitada, a fim de agilizar o andamento do procedimento, a empresa poderá juntar no envelope 01 (habilitação), carta de renúncia do prazo recursal, que somente será utilizada nessa situação, não sendo condição de habilitação De conformidade com a Legislação Federal todo fornecedor ou prestador de serviços ao SANEP, deverá comprovar, de acordo com o item 4 no: Envelope n.º 1: a) Comprovação da situação de regularidade com o INSS, mediante certidão; Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 2 de 19

3 b) Comprovação da situação de regularidade com o FGTS, mediante certidão; c) Comprovação da situação de regularidade com o Tributo Municipal ISS, mediante certidão; d) Comprovação de possuir, mediante vínculo empregatício ou contrato de prestação de serviços, profissional de nível superior ou outro, devidamente registrado no CREA. A comprovação de que o profissional indicado tem vínculo empregatício ou de prestação de serviços com a empresa licitante deverá ser feita através de um dos seguintes documentos: 1 - Ficha de registro de empregado ou carteira de trabalho; 2 - Contrato de prestação de serviço; 3 - Contrato social em vigor, devidamente registrado no órgão competente quando de sócio ou diretor. e) Comprovação através de certidão da situação de regularidade registral da empresa licitante junto ao CREA; e) Carta de renúncia do prazo recursal na hipótese prevista no item 10. f) Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal. Obs.: A eventual ausência de algum documento o qual a Comissão possa verificar a situação de regularidade via internet, não implicará necessariamente na inabilitação da licitante. Envelope n.º 2: Proposta apresentada em planilha discriminando o custo de material e da mão-de-obra, conforme modelo constante do projeto básico O julgamento da licitação será de acordo com a Lei n.º 8.666/93; 13 - Critério de julgamento: Menor Preço Global; 14 - Prazo de validade da proposta: no mínimo de 60 (sessenta) dias Em caso de empresa de pequeno porte (EPP) ou micro empresa (ME) observar-se-á: Para comprovar sua condição as mesmas deverão no envelope 01 apresentar declaração, sob as penas da lei, de que se enquadram como EPP ou ME, nos termos da Lei Complementar n.º 123/06 e que não possuem nenhum dos impedimentos do 4º do art. 3º Caso a proposta mais bem classificada não tiver sido ofertada por ME ou EPP e houver proposta de pessoa jurídica dessa natureza em valor igual ou até 10% (dez por cento) superior à melhor proposta, estará configurado o empate previsto no art. 44, 1º, da Lei Complementar nº. 123/ Ocorrendo o empate determinado na lei, proceder-se-á da seguinte forma: na abertura das propostas, o representante da ME ou EPP, devidamente credenciado, na ordem de classificação será convocado para oferecimento de melhor oferta, caso este não apresente, a faculdade será atribuída ao próximo, dentro do limite legal No caso de igualdade dos valores apresentados pelas ME e EPP que se encontrem no limite estabelecido no caput desta condição, será realizado sorteio entre elas para que se identifique aquela que poderá apresentar melhor oferta. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 3 de 19

4 Em se tratando de ME/EPP, havendo alguma restrição na comprovação da regularidade fiscal, será assegurado, desde que requerido, o prazo de 2 dias úteis, prorrogáveis por igual período, a critério da Administração Pública, para regularização da documentação A prorrogação do prazo para a regularização fiscal igualmente dependerá de requerimento, devidamente fundamentado, a ser dirigido à Comissão. A não regularização da documentação, no prazo previsto neste item, implicará decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções cabíveis. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 4 de 19

5 ESPECIFICAÇOES DO OBJETO: MEMORIAL DESCRITIVO 1. APRESENTAÇÃO PARTES QUE COMPÕEM O PROJETO PARTE I Descrição do Projeto Lógico. PARTE II Descrição Sistema de Cabeamento. PARTE III Descrição da Rede Elétrica Estabilizada. PARTE IV Descrição da infra-estrutura de lógica e elétrica. PARTE IV Especificações Técnicas dos componentes do projeto. PARTE V Estimativa de Custos. 1. DESCRIÇÃO DO PROJETO 1.1 OBJETIVOS Este projeto tem como finalidade, implementar infra-estrutura elétrica e lógica no prédio do SANEP situado na Avenida Duque de Caxias, 73 na cidade de Pelotas-RS bairro Fragata. Para a execução deste, serão fornecidos os memoriais descritivos de infra-estrutura elétrica e lógica, representação gráfica do ambiente proposto e especificações técnicas dos materiais e equipamentos, gerando as condições ideais para utilização da rede de computadores no ambiente, conforme o Modelo Tecnológico de infra-estrutura. Para tal, o projeto prevê implementação de cabeamento categoria 5E, bem como, condicionamento de energia suportado por Nobreak. 1.2 PLANTAS Plantas com a representação dos elementos descritos e detalhados nos memoriais, lógico e elétrico. 1.3 METODOLOGIA Foi realizado um levantamento junto ao cliente sobre as necessidades para elaboração do projeto, no que se refere às instalações e tecnologia. O projeto tem como premissa, disponibilizar infra-estrutura elétrica e lógica para suprir pontos duplos de rede, atendendo dados e telefonia. 2. PARTE I PROJETO LÓGICO 2.1 INTRODUÇÃO Este tópico refere-se às implementações necessárias, para prover o ambiente de infraestrutura lógica em conformidade com o padrão definido para as Redes Locais do SANEP. Em seu texto serão especificados os equipamentos ativos e conexões envolvidas. 2.2 SITUAÇÃO PROPOSTA Instalação de rede local suportada por cabeamento categoria 5E composto por armário de telecomunicações, estrutura horizontal e pontos de rede, em consonância com as recomendações internacionais EIA/TIA. Conforme solicitação do Cliente, este cabeamento disponibilizará pontos duplos de rede, distribuídos pelas diversas áreas, estando o armário de telecomunicações situado na Sala de Projetos. No armário de telecomunicações, serão instalados gabinetes metálicos de piso, 24 U, fechado e com portas de aço, para fixação dos equipamentos, switch, painel de conexão e equipamentos de comunicação de dados (modem e roteador). A rede adotará topologia estrela, provida por Switch de padrão departamental, que fornecerá portas 10/100 Mbps para conexão com as estações de trabalho e roteador. Os Servidores locais, cuja disponibilização e a instalação e configuração é de responsabilidade do SANEP. Partindo do Rack a ser instalado no ponto de concentração, será lançado cabeamento lógico através de canaletas metálicas de alumínio, que interligarão os diversos pontos de rede localizados nas áreas de trabalho. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 5 de 19

6 A estrutura abrangerá todos os ambientes, contemplando as necessidades atuais e futuras, conforme definições do Cliente. Deverá ser lançados todo o cabeamento lógico e instalados todos os equipamentos necessários, atendendo o número de pontos de rede. Com este tipo de instalação projeta-se grande flexibilidade na distribuição das estações de trabalho. 2.3 INFORMAÇÕES GERAIS DA REDE Descrição Quantidade Pontos de Rede a serem instalados 114 Servidores a serem instalados 0 Estações de trabalho a serem instaladas 60 Impressoras de rede DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES DA REDE SWITCH Deverá ser instalado Switchs departamental padrão Ethernet com 24 (vinte e quatro) portas 10/100/1000 Mbps SERVIDOR Fornecimento e instalação por conta do SANEP ROTEADOR Fornecido e instalação por conta do SANEP. 2.5 CONEXÕES DOS EQUIPAMENTOS ATIVOS CONEXÕES DAS ESTAÇÕES DE TRABALHO AO SWITCH O painel de conexão, que concentrará os cabos oriundos das áreas de trabalho, será interligado aos switchs através de cordões de manobra (segmento de cabo UTP categoria 5E, com 1,50 metro de comprimento dotado de conectores RJ-45 macho em ambas extremidades). A interligação das tomadas lógicas com as estações de trabalho se dará através de cordões de conexão (segmento de cabo UTP cat 5E, dotado de conector RJ 45 macho em ambas extremidades) com 2,5 metros cada CONEXÃO DO ROTEADOR AO SWITCH Para prover a interligação do roteador ao switch, deverá ser confeccionado cordão de manobra (segmento de cabo UTP cat. 5E, dotado de conector RJ 45 macho em ambas extremidades), com 1,00 metro. Este cabo, obrigatoriamente, deverá ser na cor vermelha CABEAMENTO SECUNDÁRIO O cabeamento secundário partirá dos painéis de conexões em direção às áreas que compõe as instalações das estações de trabalhos. Deverão ser lançados cabos UTP categoria 5E, à razão de dois cabos para cada estação de trabalho. Seu trajeto partirá do gabinete do Armário de Telecomunicações, seguindo pelo rodapé e tendo como proteção o dutos das divisórias e canaletas metálicas duplo-duto. Os cabos e canaletas de proteção deverão ser fornecidos e instalados pela empresa contratada. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 6 de 19

7 2.5.4 GABINETE FECHADO Deverá ser instalado gabinete fechado de piso, com largura 19 (dezenove) e altura de 24 (vinte e quatro) unidades modulares, com porta frontal em acrílico e porta posterior metálica (ambas dotadas de chave); espaço no topo para passagem dos cabos lógicos, duas bandejas e módulo de ventilação forçada. A profundidade mínima deverá ser de 570mm PAINEL DE CONEXÃO (PATCH PANEL) Deverá ser instalado no interior do gabinete, painéis de conexões categoria 5E com 24 portas RJ-45, acompanhados de organizadores de cabos horizontais com tampa. Este painel deverá concentrar os cabos lógicos, oriundos das estações de trabalhos. A empresa contratada deverá fornecer e instalar o painel de conexão e organizadores acima descritos CABO PAR TRANÇADO NÃO BLINDADO (CABO UTP) Deverá ser utilizado cabo de par trançado, não blindado, categoria 6, obedecendo à padronização EIA/TIA. Suas configurações deverão contemplar condutores de cobre rígido de 24 AWG, com proteção em PVC, sendo a capa com isolação do tipo não propagante à chama, classificação CM. O fabricante do cabo deve possuir o produto certificado pela ANATEL. A empresa contratada deverá fornecer e instalar o cabo acima descrito CONECTORES RJ-45 FÊMEA Deverão ser utilizados conectores RJ-45 fêmea, categoria 5E, conforme recomendação EIA/TIA. Estes devem ser dotados de DUST-COVER articulável e certificações LISTED e VERIFIED pelo laboratório UL. A empresa contratada deverá fornecer e instalar os conectores e dispositivos de proteção acima descritos CORDÕES DE MANOBRA (PATCH CABLE) Para interligar o painel de conexão com o ativo de rede (switch), deverão ser fornecidos cordões de manobra (segmento de cabo UTP cat 5E, com 1,50 metros, dotado de conector RJ 45 macho em ambas extremidades). A empresa contratada deverá fornecer e instalar os cabos acima descritos CORDÕES DE CONEXÃO (ADAPTER CABLE) Para permitir a interligação das estações de trabalho com o cabeamento secundário, deverão ser fornecidos cordões de conexão (segmento de cabo UTP cat 5E, dotado de conector RJ 45 macho em ambas extremidades) com 2,5 metros cada. A empresa contratada deverá fornecer e instalar os cabos acima descritos IDENTIFICAÇÃO DOS COMPONENTES DA REDE Todos os dispositivos de conexão, que compreendem portas dos painéis de conexão, deverão estar perfeitamente identificados junto com os pontos de rede correspondentes, contendo uma codificação coerente com a norma NBR-14565, contemplando informações do pavimento, do tipo de equipamento, do número do painel de conexão e o que mais se fizer necessário para uma perfeita identificação. A identificação de cabeamento par trançado deverá ser mediante etiquetas autolaminadas, em. Ambas as extremidades do cabo, seguindo o padrão abaixo: PT 001 ONDE: PT= PONTO 001= NUMERO DO PONTO INFRA -ESTRUTURA Toda infra-estrutura será dotada de canaletas de alumínio duplo D nas dimensões 73x45 e 73x25 Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 7 de 19

8 DG TELEFONICO Fornecimento e instalação de um DG telefônico externo 80x60 com instalação de blocos de engate rápido e argolas de passagem de cabos. Do DG ao Rack deverá ser instalado um cabo de 50 pares distribuídos no Rack através de um Voice Pannel e no DG em blocos de engate rápido. Deverá ser instalado tubulação de 2 em eletroduto de PVC par entrada de telefonia e isolador padrão Brasiltelecom. 3. PARTE III PROJETO ELÉTRICO 3.1 INTRODUÇÃO Este tópico refere-se às implementações necessárias na infra-estrutura elétrica visando adequá-la ao quantitativo de estações de trabalho projetadas. O projeto tem como finalidade a instalação prevendo uma infra-estrutura elétrica dos ativos de rede e outro para algumas estações de trabalhos, definidas em projeto. 3.2 SITUAÇÃO PROPOSTA Deverá ser instalado um QFEE (Quadro Força Energia Estabilizada) junto à sala de projetos. Deverá ser instalado um sistema de aterramento e certificado, para que a resistência desse seja inferior a 3 (três) Ohms e caso necessário efetuar as correções e ampliações necessárias. A estrutura abrangerá vários ambientes, contemplando as necessidades atuais e futuras, conforme definições do Cliente. Com este tipo de instalação projeta-se grande flexibilidade na distribuição das estações de trabalho, bem como uma escalabilidade que suporte, pelo menos, os próximos cinco anos. 3.3 ESCOPO DOS SERVIÇOS - Fornecimento e instalação de eletrodutos e canaletas duplo duto 73X45 E 73X25mm com os respectivos acessórios de instalação, para interligação do QFEE com os pontos de rede definidos em planta; - Instalação, certificação da malha de aterramento e interligação com o QBBTRL. - Instalação dos circuitos de tomadas comuns ao quadro elétrico existente. - Fornecimento e instalação de tomadas tipo 2P+T, conforme padrão NBR 14136, montadas em suporte de equipamento para canaletas duplo duto de alumínio; - Efetuar limpeza dos locais afetados pelos serviços. 3.4 NORMAS E PADRÕES DE INSTALAÇÕES As instalações elétricas respeitam os procedimentos das normas da ABNT, em especial a NBR 5410/2004 Instalações Elétricas de Baixa Tensão e devem atender e seguir a NBR 5419, NBR 5413, NBR 5418, NBR 14136, respeitando a NR-10. Norma Regulamentadora: NR-10 Neste projeto e em sua execução utilizaremos a norma regulamentadora NR-10 Norma Regulamentadora nº 10 (NR-10) Segurança em Instalações Elétricas e Serviços em eletricidade - Publicada no Diário Oficial do dia 08/12/2004 -Portaria 598 do Ministério do Trabalho e Emprego, conforme o que segue: O Projeto, Construção, Montagem, Operação, Manutenção das instalações elétricas deverão obedecer rigorosamente a NR-10. Esta NORMA Regulamentadora estabelece princípios gerais de Segurança ou complementares Às NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS: - Segurança em Projetos; - Prontuário das Instalações Elétricas; - Relatório das Inspeções da conformidade das instalações; - Torna obrigatórias as medidas de proteção coletivas; - Define um novo conceito de instalações desenergizadas; - Proíbe o trabalho individual nas instalações de AT; Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 8 de 19

9 - Prevê a habilitação prévia do trabalhador do setor elétrico; - Prevê a obrigatoriedade de procedimentos de trabalho para atuar em instalações elétricas; - Reforça a obrigatoriedade de atendimento às NORMAS TÉCNICAS. A executante deverá seguir rigorosamente os princípios determinados na norma regulamentadora NR-10, bem como os procedimentos técnicos determinados pelas demais normas aplicáveis às instalações elétricas de baixa tensão (neste caso). 4 DESCRIÇÃO DOS MATERIAIS Seguem orientações e descrições sobre os materiais a serem utilizados, caracterizando-os nas suas adequações TOMADAS ELÉTRICAS Deverão ser fornecidas e instaladas para cada ponto de rede, 03 (três) tomadas tipo bloco, aderentes a NBR 5410 e NBR 14136, montadas em suporte de equipamento para canaletas duplo duto de alumínio, suprindo os pontos elétricos conforme distribuição em planta anexa DISJUNTORES Deverão ser fornecidas e instaladas para cada circuito disjuntores DIN com a capacidade de interruão, conforme planilha de dimensionamento CABOS E FIOS ELÉTRICOS Todos os cabos e fios elétricos indicados em planta deverão ser do tipo flexível, padrão REIPLAS, PIRELLI, SIEMENS, ou equivalente, com isolação para 750 V até 10 mm² e para 1 kv (tipo SINTENAX) em seções acima desta. As seções são as indicadas na planilha de dimensionamento. Deverá ser adotado o seguinte critério de cores para os cabos e fios: Fase vermelho; Neutro azul claro; Terra verde QUADRO ELÉTRICO O projeto contempla a capacidade de carga rede limpa e o fornecimento do quadro de distribuição com seus respectivos disjuntores, para implementação da rede elétrica limpa, conforme determinado em planta anexa. Observação: Observar na planta e no descritivo a planilha de dimensionamento de carga dos circuitos. 1. Grau de proteção IP 40; 2. Corpo metálico em chapa de aço 16 USG; 3. Montagem sobreposta à parede; 4. Barramentos em cobre eletrolítico para as três fases, neutro e terra isolado, compatível para o tipo de montagem, conforme NBR 5410; 5. Identificação dos circuitos com etiquetas Vinil ou Plaquetas de Acrílico; 6. Tampa frontal com dobradiças; 7. Espelho dos disjuntores para proteção dos barramentos em acrílico de 4 mm; 8. Pintura epóxi na cor bege; PORTA EQUIPAMENTOS Porta equipamento para três blocos ref. Dutotec ou similar cor branco CURVAS HORIZONTAIS E VERTICAIS Todas as curvas tanto horizontal ou vertical interna ou externa deverão ser de raio 30mm, sendo proibido meia esquadria, todas em alumínio na cor branca. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 9 de 19

10 4.5.7 CANALETAS DE ALUMINIO As canaletas serão todas em alumínio tipo dutotec ou similar, na cor branca, com tampa lisa, obedecendo as dimensões em projetos CABOS DE REDE LOGICA 1. Cabo par trançado sem blindagem, com 4 (quatro) pares, fio rígido; 2. Exceder as características elétricas contidas na norma ANSI/TIA/EIA B 2.1 categoria 5e e a FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 3. Possuir certificado de performance elétrica (Verified) pela UL ou ETL (conforme especificações da norma ANSI/TIA/EIA B.2-1 e ISO 11801, bem como certificado para flamabilidade (UL Listed) CM; 4. Fio rígido, bitola 22 a 24 AWG; 5. Impedância característica de 100 Ohms; 6. Ser composto por condutores de cobre sólido; capa externa em PVC não propagante a chamas, com possibilidade de fornecimento na cor vermelha ou cinza (a cor está definida no item Material Utilizado na Infra-estrutura Lógica ); 7. Possuir fácil identificação dos pares; 8. Possuir impresso na capa externa nome do fabricante, marca do produto, gravação de dia/mês/ano hora de fabricação para rastreamento de lote; 9. Deverá possuir, também, na capa externa, gravação seqüencial métrica decrescente de 305m a zero, que permita o reconhecimento imediato pela capa, do comprimento de cabo residual dentro da caixa; 10.Deverá ser apresentado através de catálogos, teste das principais características elétricas em transmissões de altas velocidades (valores típicos) de: ATENUAÇÃO (db/100 m), NEXT (db), PSNEXT (db), SRL (db), para freqüências de 100, 200, 350 e 550 MHz; 11.O cabo utilizado deverá possuir certificação Anatel impressa na capa; 12.A embalagem utilizada deve ser do tipo Reel in a Box RIB, que garante que a performance elétrica do cabo não será diminuída após instalação; 13.Possuir certificação de canal para 4 conexões por laboratório de 3a. Parte; 14.O fabricante deverá possuir certificação ISO 9001 e ISO Cabos de rede lógica UTP cat. 5e na cor azul com 4 pares, marcas que atendem o projeto são: AMP, Furukawa ou similar TOMADAS RJ-45 O Conector RJ-45 Fêmea deve, obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: 1. Aderente às especificações contidas nas normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 5e) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 2. Corpo em material termoplástico de alto impacto, não propagante a chama, aderente à norma UL 94 V-0 (flamabilidade); 3. Vias de contato produzidas em liga de cobre com camadas de 2,54 µ m de níquel e 1,27 µ m de ouro, para a proteção contra oxidação e corrosão galvânica; 4. Duplo circuito impresso; 5. Terminais de conexão em liga de cobre revestido com prata ou estanho, padrão IDC, para condutores de 22 a 24 AWG, em ângulo de 45, para melhoria da performance elétrica; 6. Capa traseira com aliviador de tensão e limitador de curvatura para o cabo; 7. Tampa de proteção frontal articulada; 8. Keystone compatível para as terminações T-568A e T-568B, segundo a ANSI EIA/TIA 568B. 2; 9. Conector que dispense a utilização de ferramenta de impacto (punch down tool) para a terminação; ou Conector que aceite a terminação com ferramenta do tipo 110 (punch down) e tipo Krone; 10. Identificação do componente como Categoria 6 (Cat. 6); 11. Disponibilidade de pelo menos 8 cores, atendendo às especificações da ANSI/EIA/TIA 606- A; 12. Certificação de canal para 4 conexões, por laboratório de 3a parte, com Zero Bit Error de resultado; 13. Certificação UL LISTED e UL VERIFIED; 14. Fabricante com certificações ISO 9001 e ISO 14000; 15. Mesmo fabricante dos demais itens que compõem o canal de comunicação (cordões de conexão e de manobra, cabo e painel de conexão); Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 10 de 19

11 SWITCH O Switch que suportará as estações de trabalho e conexão com o roteador, deve obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: Fornecido pelo cliente. Conectividade 1. Possuir no mínimo 24 (vinte e quatro) portas Fast Ethernet 10/100 BaseT autosense, com conectores RJ-45, segundo o padrão IEEE 802.3u. Não serão aceitas interfaces do tipo TELCO (RJ21); CORDÃO DE CONEXÃO (ADAPTER CABLE) Os Cordões de Conexão e de Manobra devem, obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: 1. Características elétricas compatíveis com as normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 5e) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 2. Cabo par trançado UTP com as seguintes características: (quatro) pares, condutores de cobre flexível, multifilar; 2.2. Bitola entre 22 e 24 AWG; 2.3. Isolamento em poliolefina e capa externa em PVC não propagante a chama; 3. Conectores RJ-45 machos com as seguintes características: 3.1. Aderentes às especificações contidas nas normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 6) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 3.2. Corpo em material termoplástico de alto impacto, não propagante a chama, aderente à norma UL 94 V-0 (flamabilidade); 3.3. Vias de contato produzidas em bronze fosforoso com camadas de 2,54 m de níquel e 1,27 m de ouro, para a proteção contra oxidação; 4. Capa protetora para evitar desconexão acidental; 5. Disponibilidade de pelo menos 8 cores, atendendo às especificações da ANSI/EIA/TIA 606-A (a cor está definida no item Material Utilizado na infra-estrutura Lógica ); 6. Classe de flamabilidade, no mínimo CM, impressa na capa, com o correspondente número de registro (file number) na entidade Certificadora; 7. Performance garantida com comprimentos a partir de 16 cm; 8. Montado e testado em fábrica, com garantia de performance; 9. Certificação de canal para 4 conexões, por laboratório de 3a parte, com Zero Bit Error de resultado; 10. Certificação UL LISTED e UL VERIFIED; 11. Fabricante com certificações ISO 9001 e ISO 14000; Mesmo fabricante dos demais itens que compõem o canal de comunicação (cabo, conectores RJ-45 fêmea e painel de conexão); CORDÃO DE MANOBRA (PATCH CABLE) Os Cordões de Conexão e de Manobra devem, obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: 12. Características elétricas compatíveis com as normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 5e) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 13. Cabo par trançado UTP com as seguintes características: (quatro) pares, condutores de cobre flexível, multifilar; Bitola entre 22 e 24 AWG; Isolamento em poliolefina e capa externa em PVC não propagante a chama; 14. Conectores RJ-45 machos com as seguintes características: Aderentes às especificações contidas nas normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 6) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); Corpo em material termoplástico de alto impacto, não propagante a chama, aderente à norma UL 94 V-0 (flamabilidade); Vias de contato produzidas em bronze fosforoso com camadas de 2,54 m de níquel e 1,27 m de ouro, para a proteção contra oxidação; 15. Capa protetora para evitar desconexão acidental; 16. Disponibilidade de pelo menos 8 cores, atendendo às especificações da ANSI/EIA/TIA 606-A (a cor está definida no item Material Utilizado na infra-estrutura Lógica ); 17. Classe de flamabilidade, no mínimo CM, impressa na capa, com o correspondente número de registro (file number) na entidade Certificadora; Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 11 de 19

12 18. Performance garantida com comprimentos a partir de 16 cm; 19. Montado e certificado, com garantia de performance; 20. Certificação de canal para 4 conexões, por laboratório de 3a parte, com Zero Bit Error de resultado; 21. Certificação UL LISTED e UL VERIFIED; 22. Fabricante com certificações ISO 9001 e ISO 14000; Mesmo fabricante dos demais itens que compõem o canal de comunicação (cabo, conectores RJ-45). (Fêmea e painel de conexão); PAINEL DE CONEXÃO (PATCH PANEL) O Painel de Conexão deve, obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: 1. Características elétricas compatíveis com as normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 5e) e FCC part.68.5 (EMI Interferência Eletromagnética); 2. Painel frontal em termoplástico de alto impacto, não propagante a chama, que atenda a norma UL 94 V-0 (flamabilidade), com porta etiquetas e identificação em acrílico para proteção; 3. Largura de 19 (dezenove) polegadas, conforme requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-310-D; 4. Altura de 1 U, ou 44,5 mm, para os Painéis de Conexão de 24 portas e 2 U, ou 89 mm, para os Painéis de Conexão de 48 portas; (vinte e quatro) portas com conectores RJ-45 fêmea na parte frontal; 6. Conectores independentes, isto é, podem ser substituídos individualmente no caso de necessidade. Não serão aceitos conectores montados em conjunto em circuito impresso; 7. Conectores totalmente protegidos (tampados) por um módulo em termoplástico de alto impacto, não propagante a chama, que atendam a norma UL 94 V-0 (flamabilidade) para proteção contra sujeira e curto-circuito; 8. Conectores com capa traseira com aliviador de tensão e limitador de curvatura para o cabo; 9. Conectores fêmea RJ-45 com as seguintes características: 9.1. Aderentes às normas ANSI/TIA/EIA-568-B. 2-1 (Categoria 6) e FCC part.68.5 (EMI - Interferência eletromagnética); 9.2. Corpo em termoplástico de alto impacto não propagante a chama que atenda a norma UL 94 V-0 (flamabilidade); 9.3. Vias de contato produzidas em bronze fosforoso com camadas de 2,54 m de níquel e 127 m de ouro; 9.4. Duplo circuito impresso; 10. Terminação do tipo 110 IDC (conexão traseira) estanhados para a proteção contra oxidação disposta em 45º (quarenta e cinco graus), permitindo inserção de condutores de 22 AWG a 24 AWG; 11. Contatos IDC em ângulo de 45º (quarenta e cinco graus) para melhor performance elétrica; 12. Identificação do fabricante no corpo do produto (na parte frontal e traseira); 13. Local para aplicação de ícones de identificação (para codificação), conforme requisitos da norma ANSI/TIA/EIA 606-A; 14. Alojamento para ícones e labels; 15. Suporte para acomodar gerenciadores de cabos na traseira do componente; 16. Acessórios para fixação dos cabos (velcros e cintas de amarração, conforme necessidade); 17. Identificação dos conectores na parte traseira do Painel de Conexão (facilitando manutenção e instalação); 18. Elementos laterais, na estrutura, em material metálico, que eliminem o risco de torção do corpo do Painel de Conexão; 19. Número de ciclos de inserção suportados superior a 200 (duzentas) vezes, com terminações 110 IDC; 20. Número de ciclos de inserção suportados, na parte frontal, superior a 750 (setecentas e cinquenta) vezes, com conectores RJ-45 e 200 (duzentas) inserções com RJ-11; 21. Compatível com conectores RJ-11; 22. Possibilidade de instalação de sistemas de limitação de acesso físico (dispositivos do tipo trava de Cordão de Manobra); 23. Compatibilidade com as terminações T568A e T568B sem a necessidade de trocas de etiquetas; 24. Certificação de canal para 4 (quatro) conexões, por laboratório de 3a parte, com Zero Bit Error de resultado; Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 12 de 19

13 25. Certificação UL LISTED e UL VERIFIED, ou ETL, com o selo das mesmas impressas no produto; 26. Fabricante com certificações ISO 9001 e ISO 14000; Mesmo fabricante dos demais itens que compõem o canal de comunicação (cordões de conexão e de manobra, cabo e conectores RJ-(45 fêmeas); GABINETE FECHADO (RACK/ARMÁRIO) O Gabinete Fechado de Piso deve, obrigatoriamente, apresentar as seguintes características: 1. Bastidor com largura de 19 (dezenove polegadas), altura de 24U (vinte unidades modulares) e profundidade mínima de 570 mm; 2. Possibilidade de instalação em piso; 3. Trancas com chaves em todas as portas, inclusive nas laterais; 4. Estrutura de aço soldado, com chapa de aço bitola 14 USG ; 5. Furação em segundo plano de fixação padronizada; 6. Ventilação forçada própria; 7. Guia horizontal de cabos, com tampa removível; 8. Pintura eletrostática em epóxi; 9. Padrão EIA 568B; 10. Mínimo de 2 prateleiras para acomodação do Roteador e Modem; 11. Régua padrão 19 com, no mínimo, 08 (oito) tomadas do tipo 2P+T ; Fabricante com certificações ISO 9001 e ISO 14000; Data: 5 Modelo de planilhas PLANILHA DOS QUANTITATIVOS BÁSICOS Item Discriminação Quant Unid ENTADA DADOS DE CUSTO Mão de obra UNITÁRIO Materiais 2.36 TELECOMUNICAÇÕES TAMPA P/CONDULETE DE 1" C/1 TOMADA RJ-45 E 1 2 TOMADA RJ TAMPA P/CONDULETE DE 1" C/1 TOMADA RJ TAMPA P/CONDULETE DE 1" C/1 TOMADA RJ CAIXA DE PISO S/ TAMPA C/DIMENSÕES 100 X 100 X 65 5 MM TAMPA DE LATÃO POLIDO P/CAIXA DE PISO 100 X MM C/1 TOMADA RJ-45 E 1 TOMADA RJ BLOCO DE CORTE LSA PERFIL 2/ DISTRIBUIDOR INTERNO ÓPTICO (CONF MEMORIAL 8 DESCRITIVO) BANDEJA DE EMENDA (CONFORME MEMORIAL 9 DESCRITIVO) EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA (CONF MEMORIAL 0 DESCRITIVO) PATCH PANEL 24 PORTAS, CAT. 5E CABO CI m CABO UTP, 4 PARES - CATEGORIA 5E TIPO CM m MINIRACK 19" 12U (12 ALTURAS ÚTEIS) (CONF 4 MEMORIAL DESCRITIVO) CAIXA Nº3 PADRÃO BRT DE SOBREPOR (DG - BRT) PATCH CORD CAT.5E, L = 1,0 M, AMARELO LINE CORD CAT.5E, L = 3,0 M, AZUL 16 Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 13 de 19

14 CERTIFICAÇÃO DOS CABOS UTP SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO DOS PONTOS, PATCH 9 PANEL, ETC SISTEMA DE SUSTENTAÇÃO DOS ELETRODUTOS 0 APARENTES 1 TELECOMUNICAÇÕES - INTERLIGAÇÃO PRÉDIO 2.37 CENTRO SOCIAL CABO ÓPTICO INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO EXTERNO GELEADO ANTI-ROEDOR (CONF MEMORIAL DESCRITIVO) CABO CTP-APL 50/20 BLOCO DE CORTE LSA PERFIL 2/ FIBER BLOCK (CONF MEMORIAL DESCRITIVO) DISTRIBUIDOR INTERNO ÓPTICO (CONF MEMORIAL DESCRITIVO) BANDEJA DE EMENDA (CONF MEMORIAL DESCRITIVO) EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA (CONF MEMORIAL 1 DESCRITIVO) SISTEMA DE SUSTENTAÇÃO E PINTURA DOS 2 ELETRODUTOS APARENTES 25 m 170 m 170 m vb un vb vb CLIENTE: SANEP Quant Unid ENTRADA DADOS DE CUSTO OBRA: AVENIDA DUQUE DE CAXIAS, 73 FRAGATA Item Discriminação 1. REDE LÓGICA Mão de obra Materiais Totais Mão de Materiais obra 1.1 Canaletas de aluminio 73x25 branca lisa tipo D 60 m 1.2 Canaletas de aluminio 73x45 branca lisa tipo D 240 m 1.3 Tampa canaleta de aluminio branca lisa linha standard 300 m 1.4 Duto Slim branco 6 m 1.5 Porta equipamento para tres blocos Totem dutotec 60cm para 6 porta equipamento Curva vertical interna raio 30mm branca lisa para canalestas de 25 e 45mm 30 Curva horizontal raio 30mm branca lisa para canaleta x25 15 Curva horizontal raio 30mm branca lisa para canaleta x45 10 Tampa terminal branca linha standard para canaleta x25 20 Tampa terminal branca linha standard para canaleta x Arremate de tampa para canaleta branca linha standard Caixa de derivação tipo X 1x1 branca lisa 73x Caixa de derivação tipo X 1x1 branca lisa 73x Bloco para RJ-45 dutotec Bloco cego dutotec Cabo UTP cat. 5e m 1.18 Cabo telefonico 50 pares interno 30 m Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 14 de 19

15 1.19 tomada RJ 45 Keystone cat. 5e Gabinete Rack 24 U com profundidade de 570mm preto Bandeija fixação frontal para rack preto Organizador de cabo 1U preto Patch pannel 24 portas Voice Pannel 50 portas RJ Patch Cord 1,5m amarelo Patch cord 1,5m cinza Patch cord 2,5m azul Conjunto de porca gaiola com parafuso Switch 24 portas 10/100/1000 3com ref. 3CBLSF Bloco de engate rápido 10 pares com base DG telefonico externo 80x Certificação dos cabos lógicos 110 Unid Etiquetas em vinil para as tomadas 1 vb Sub Totais SUB TOTAL - CLIENTE: SANEP Quant Unid ENTRADA DADOS DE CUSTO OBRA: AVENIDA DUQUE DE CAXIAS, 73 FRAGATA Item Discriminação 1. REDE ELÉTRICA Mão de obra Materiais Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 15 de 19 Totais Mão de obra 1.1 Cabo flexivel 2,5mm vermelho 750V 1800 Cabo flexivel 2,5mm azul 750V 1800 Cabo flexivel 2,5mm verde 750V 1800 Cabo flexivel 10mm vermelho 750V 150 Cabo flexivel 10mm azul 750V 50 Cabo flexivel 10mm verde 750V 50 Cabo nu 16mm 30 Haste terra 2,40 3 Caixa de aterramento em pvc com tampa 3 Tomada tipo bloco cor vermelha dutotec 20A 110 Tomada tipo bloco cor preta dutotec 20A 55 Eletroduto pvc rigido tigre ou similar 2" 1 Materiais

16 Curva pvc rigido 2" tigre ou similar 3 Luva pvc rígido 2" tigre ou similar 3 Abraçadeira tipo D com chaveta 2" 3 Bucha de nylons e parafusos de fenda 8mm 1000 Quadro eletrico para 24 disjuntores dim+barramentos 1 Disjuntor dim 3x32A 2 Disjuntor dim 16A 20 Disjuntor preto 20A 10 Fita isolante 20 metros 20 Condulete com tampa 2" 1 Terminais para cabos 2,5mm 300 Terminais para cabos 10mm 15 Terminais para cabo 16mm 2 Etiquetas em acrilico para circuitos no quadros eletrico 30 Etiquetas em vinil para circuitos nas tomadas 1 Sub Totais SUB TOTAL - TOTAL GERAL - Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 16 de 19

17 CONVITE N.º 03/2010 TERMO DE CONTRATO O Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas - SANEP, Autarquia do município de Pelotas, com sede administrativa na rua Félix da Cunha n.º 653, inscrita no CNPJ sob n.º / , neste ato representada pelo seu Diretor - Presidente Ubiratan Pierobom Anselmo, aqui denominado apenas contratante, e do outro lado a empresa xxxxxxxx., inscrita no CNPJ, sob n.º xxxxxxxxx, estabelecida na cidade de xxxxx/xxxxxx, bairro xxxxxxx, n.º xxxx, aqui denominada apenas contratada, têm entre si ajustado as disposições das cláusulas que seguem: CLÁUSULA PRIMEIRA O objeto do presente pacto é contratação de empresa para execução das instalações lógica, telefônica e elétrica do prédio localizado na Av. Duque de Caxias, 73, Bairro Fragata, conforme especificações do projeto básico, em anexo. CLÁUSULA SEGUNDA O contratante obriga-se a pagar a contratada pelo serviço a importância de R$ xxxx (xxxxxxxxxx). O preço contratado é fixo e irreajustável. A despesa correspondente ao pagamento dos encargos resultantes do presente contrato correrá por conta da verba orçamentária descrita no empenho. CLÁUSULA TERCEIRA O pagamento dar-se-á após a execução dos serviços, devidamente aprovados pela fiscalização, em até 15 dias após a extração da NF/Fatura com a comprovação do recolhimento das contribuições sociais (INSS/FGTS) mediante a apresentação de cópias autenticadas correspondentes ao mês do adimplemento da obrigação. CLÁUSULA QUARTA A contratada deverá manter durante toda a execução do contrato as mesmas condições com relação à habilitação jurídica e fiscal, devendo cumprir as seguintes obrigações: pela fiscalização; a.- refazer detalhes defeituosos ou equivocados apontados b.-executar os serviços rigorosamente de acordo com as Normas Brasileiras e com o projeto básico desta licitação, com as recomendações fornecidas pelos fabricantes dos materiais. CLÁUSULA QUINTA O prazo de vigência do presente contrato será de trinta dias, podendo ser prorrogado nos termos da Lei. 8666/93. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 17 de 19

18 CLÁUSULA SEXTA A entrega do objeto do contrato será fiscalizada por servidor especialmente designado para esse fim pelo contratante através de portaria. CLÁUSULA SÉTIMA garantida prévia defesa, aplicar ao contratado as seguintes sanções: Pela inexecução total ou parcial do contrato, o contratante poderá, I. Advertência; II. Multa; III. Suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a entidade promotora da licitação, por prazo não superior a 02 (dois) anos; IV. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação, perante a própria autoridade que aplicou a penalidade. V. As sanções previstas nos incisos I, III e IV desta cláusula, poderão ser aplicados juntamente com a do inciso II, facultada a defesa prévia do interessado, no respectivo processo, no prazo de 05 (cinco) dias úteis; VI. A sanção estabelecida no inciso IV, desta cláusula é da alçada do Diretor-Presidente da Entidade Licitante, facultada a defesa do interessado no respectivo processo, no prazo de 10 (dez) dias da abertura de vista; A. - Será aplicada multa de 0,33% (zero vírgula trinta e três por cento) até o limite de 10% (dez por cento) sobre a parcela inadimplida do contrato, quando a contratada: fiscalização a terceiros; 01) Prestar informações inexatas ou criar embaraços à 02) Transferir ou ceder suas obrigações, no todo ou em parte, 03) Executar o objeto contratual em desacordo com as normas técnicas ou especificações, independentemente da obrigação de fazer as correções necessárias, às suas expensas; 04) Cometer qualquer infração às normas legais, federais, estaduais e municipais, respondendo ainda pelas multas aplicadas pelos órgãos competentes em razão da infração cometida; 05) Cometer faltas reiteradas na execução do Objeto Contratual ou não executá-lo no prazo de cinco dias a partir da notificação para faze-lo; 06) Praticar por ação ou omissão qualquer ato que por imprudência, negligência, imperícia, dolo ou má-fé, venha a causar dano à contratante ou a terceiros, independentemente da obrigação da contratada de reparar os danos causados. Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 18 de 19

19 As multas previstas neste contrato não impedem que a contratante rescinda unilateralmente o contrato e aplique as outras sanções previstas neste instrumento; for o caso, cobradas judicialmente; As multas serão descontadas do pagamento, ou, ainda quando B. - As sanções previstas nos incisos III e IV desta cláusula, poderão também ser aplicadas às empresas ou profissionais que em razão dos contratos regidos pela Lei n.º de 21 de junho de 1.993: recolhimento de quaisquer tributos; Licitação; a Administração, em virtude de atos ilícitos praticados. I - Praticarem, por meios dolosos, fraude fiscal, no II - Praticarem atos ilícitos, visando a frustrar os objetivos da III - Demonstrarem não possuir idoneidade para contratar com CLÁUSULA OITAVA São de inteira responsabilidade da contratada todos os ônus relativos à segurança e proteção das pessoas, obras, materiais, equipamentos e bens, tanto com respeito aos serviços em si mesmos, como todos os encargos referentes à legislação trabalhista e previdenciária, ficando assegurado ao SANEP o direito de regresso em caso de futura condenação judicial. CLÁUSULA NONA O presente contrato é celebrado de acordo com o Princípio Geral das Licitações Lei n.º de , e sua legislação complementar. CLÁUSULA DÉCIMA A contratada expressamente reconhece os direitos da contratante de rescindir Administrativamente o contrato, nos termos do art. 77 da Lei n.º 8.666/93. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA As partes elegem o Foro de Pelotas/RS, como sendo o único competente para dirimir quaisquer dúvidas decorrentes do presente contrato. E, por estarem justos e contratados, ambas as partes aceitam como boas e válidas estas cláusulas contratuais, assinando pelo SANEP, seu Diretor-Presidente Ubiratan Pierobom Anselmo, e pela contratada, seu representante devidamente credenciado. Pelotas, de de Rua Félix da Cunha, Fone PABX (53) CEP Pelotas - RS - Página 19 de 19

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

PROJETO: REDE LOCAL WIRELESS - RH

PROJETO: REDE LOCAL WIRELESS - RH PROJETO: REDE LOCAL WIRELESS - RH Março de 2011 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO: APRESENTAÇÃO PARTES QUE COMPÕEM O PROJETO PARTE I Descrição do Projeto WIRELESS. PARTE II Descrição Sistema de REDE SEM FIO. PARTE

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de e Permanente (Equipamentos e Suprimentos de Informática), para 001 081266-9 CABO UTP CAT5E FLEXíVEL, CAIXA COM 300MT Lote 1- Destino: Uinfor CX 30 002 113294-5

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento de Compras e Licitações - DCL Campus Universitário Trindade Florianópolis SC CEP 88.040-900 CNPJ/MF n 83.899.526/0001-82 Telefone

Leia mais

Especificação técnica. Conector rj45 macho e fêmea para rede de dados e voz

Especificação técnica. Conector rj45 macho e fêmea para rede de dados e voz DO - DIRETORIA DE OPERAÇÃO GRP - GERÊNCIA REGIONAL DE PAULO AFONSO SPTL- SERVIÇO DE TELECOMUNICAÇÕES DE PAULO AFONSO Especificação técnica Conector rj45 macho e fêmea para rede de dados e voz ET-SPTL-006-novembro/2013

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ANEXO III PROJETO BÁSICO DE INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO PARA REDE LOCAL DE MICROCOMPUTADORES 1.Objetivo Este projeto tem por objetivo descrever a instalação de cabeamento de rede lógica no edifício-sede da

Leia mais

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 1 REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES Introdução O sistema de Telecomunicações constará alimentação dos pontos de comunicação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 - Porto Alegre (RS) PROPRIETÁRIO: EPHAC TENSÃO PRIMÁRIA DE ABASTECIMENTO:

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA

MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA 1. ESCOPO DO DOCUMENTO Este documento apresenta o memorial descritivo relativo ao projeto de Cabeamento lógico no Centro Municipal de Saúde

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Infra-estrutura tecnológica

Infra-estrutura tecnológica Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação ATTI Supervisão de Infra-estrutura Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Infra-estrutura tecnológica Rede Lógica

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E DE TELEFONIA DA SALA TÉCNICA (D) E NOVA SALA DO CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIA

Leia mais

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir ADAPTER CABLE M8v CATEGORIA 5 ENHANCED Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, incluindo o adendo 5 (Categoria 5e), para

Leia mais

158516.182014.137447.4474.277995780.540

158516.182014.137447.4474.277995780.540 158516.182014.137447.4474.277995780.540 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Santa Catarina Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Ata de Realização do Pregão Eletrônico

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO REESTRUTURAÇÃO E CABEAMENTO ESTRUTURADO E ELÉTRICO 1. APRESENTAÇÃO O presente memorial descritivo refere-se ao projeto de reforma das instalações de Telecomunicações, Cabeamento Estruturado

Leia mais

UNSINCROTEL (9274) ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÕES LTDA 0 261,1800 1

UNSINCROTEL (9274) ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÕES LTDA 0 261,1800 1 Objeto da Compra: de Preços: PREÇOS 40/2015 Nº: 40/2015 Página: 1/8 1Pacote propagante de vinculação níquel de 100 elétrica de chama, ouro, Conectores com para possuir as veias RJ45 proteção vias Especificação

Leia mais

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, do tipo 10BASE-T, 100BASE-Tx, 155M ATM, 4/16MB

Leia mais

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos ESPECIFICAÇÔES TÉCNICAS 1 CABEAMENTO HORIZONTAL Instalação da rede para padrão T568B constituída de 466 (quatrocentos e sessenta e seis) pontos, devidamente identificados, conforme localização definida

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços ANSI EIA/TIA 569-B EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços Conforme a EIA/TIA 569A a infra-estrutura é dividida nos seguintes subsistemas: Área de Trabalho; Percursos horizontais; Sala ou armário

Leia mais

REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL

REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL SISTEMA DE RACK FECHADO 44U E ACESSÓRIOS Rack Fechado 44 U Padrão 19 Rack modelo gabinete com altura máxima de 44U; Estrutura básica em perfis de alumínio estrudado;

Leia mais

FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e

FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, em conformidade com os requisitos estabelecidos na Norma ANSI/TIA/EIA-568B.2

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA Autarquia Federal Criada pela Lei Nº 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA Autarquia Federal Criada pela Lei Nº 5.905/73 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO 009/2014 CABEAMENTO LÓGICO E ELÉTRICO SUBSEÇÃO DE JOINVILLE O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO ESTADO DE SANTA CATARINA COREN/SC, pessoa jurídica de direito público,

Leia mais

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES Prezado cliente, índice Bem-vindo à GVT. Agora sua empresa conta com soluções inovadoras de voz, dados e Internet com o melhor custo-benefício. Para garantir a qualidade dos serviços e aproveitar todos

Leia mais

CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA.

CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA. CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA. Aos 03 dias do mês de julho de 2013, de um lado, o MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ, pessoa

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz

Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz 1 Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz Prezado Usuário, A partir de agora você estará utilizando um sistema que integra Dados, Voz e Imagem em uma rede de alta confiabilidade, com equipamentos

Leia mais

ECO HD. Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco 110 Categoria 6 36 Organizadores de cabos 38

ECO HD. Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco 110 Categoria 6 36 Organizadores de cabos 38 Página Patch Panel Patch Panel cat. 6 32 P. Modular 48 portas em 1UR cat.6 32 Patch Panel Modular descar. 24 portas 33 Voice Panel 1UR 50 Portas 34 Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS NECESSÁRIOS À READEQUAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E METÁLICO DE VOZ DO AEROPORTO DE BAGÉ TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO.

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. Item Descrição dos Serviços Quant. PROCURADORIA DA REPÚBLICA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO nº 132/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 7926/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

Cabeamento estruturado para ambientes industriais

Cabeamento estruturado para ambientes industriais Cabeamento estruturado para ambientes industriais Linha de produtos MultiLan / GigaLan Conhecendo os produtos... Conhecendo os ambientes... Ferrovias Armazéns... Frigoríficos Mineradoras... Terminais portuários

Leia mais

Aquisição de telhas de cimento amianto nas seguintes quantidades e especificações:

Aquisição de telhas de cimento amianto nas seguintes quantidades e especificações: O Prefeito Municipal de Três Passos, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com as leis N.º 8.666/93 e 8.883/94 torna público para conhecimento dos interessados que realizará Licitação na

Leia mais

PROCESSO Nº 600230/2010 FAMS CONTRATO Nº 028/2010

PROCESSO Nº 600230/2010 FAMS CONTRATO Nº 028/2010 PROCESSO Nº 600230/2010 FAMS CONTRATO Nº 028/2010 Contrato que celebram entre si a Fundação Arquivo e Memória de Santos e M. Felipe de Paiva - ME para serviços para montagem de infra-estrutura elétrica

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO PROCESSO Nº 129710/2010 PREGÃO Nº 002/2010 UNIOESTE/CAMPUS DE TOLEDO CONTRATO 011/2010 CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO Contrato objetivando a seleção de propostas visando registro de preços de Serviços de Hospedagem

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR MODELO CONTRATO N.º /20 CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR A (Órgão/Entidade Federal, Estadual ou Municipal), pessoa jurídica de direito público ou privado, com sede à Rua, n.º,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00017/2015

PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00017/2015 1 de 27 29/05/2015 14:22 Pregão Eletrônico 70017.172015.18983.4661.3574721094.538 PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro Ata de Realização do Pregão

Leia mais

LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO

LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO CNPJ.:16.866.828/0001-67 INSC.ESTADUAL 79.750.344 1/20 - SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO 1 CABO DE REDE U/UTP CATEGORIA 5E, COR AZUL, MEDINDO 1,5 METROS, ISOLAMENTO

Leia mais

PROJETO BÁSICO ANEXO I CONVITE 001/2010-MP/PA SERVIÇO DE INSTALAÇÃO DE REDE WIRELLES

PROJETO BÁSICO ANEXO I CONVITE 001/2010-MP/PA SERVIÇO DE INSTALAÇÃO DE REDE WIRELLES PROJETO BÁSICO ANEXO I CONVITE 001/2010-MP/PA SERVIÇO DE INSTALAÇÃO DE REDE WIRELLES 1. INTRODUÇÃO No intuito de garantir a aplicabilidade da solução por um longo período, bem como adaptação às mais recentes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA DISPENSA Nº: DP 012/2013 ÓRGÃO SOLICITANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO OBJETO: CONTRATAÇÃO EM CARACTER DE EMERGENCIA DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA SERVIÇOS DE TENTATIVA DE RECUPERAÇÃO DE DADOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B Goiânia, 30 de Setembro de 2014. OBRA: IFRS- POA- Porto Alegre Laboratório Bloco B LOCAL: Rua Coronel Vicente, 281, Bairro Centro, Porto

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 LISTA DE PRODUTOS DE PRODUTOS LISTA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 Ativos / Wireless ADSL Modem; Conversores de Mídia; Firewall; Hub s; KVM (2 / 4 / 8 e 16 Portas); Modem Externo; Placas de Rede

Leia mais

CONTRATO Nº 58/14. Marca Unid. Quantidade Preço unitário a ser pago (R$) Aptamil/ Danone. Item Especificação. Preço total (R$)

CONTRATO Nº 58/14. Marca Unid. Quantidade Preço unitário a ser pago (R$) Aptamil/ Danone. Item Especificação. Preço total (R$) CONTRATO Nº 58/14 Constitui objeto do presente instrumento a aquisição de medicamentos, insumos e complemento alimentar p/ Secretaria Municipal de Saúde, conforme PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº26/2014 PREGÃO

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica CADE

Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica CADE CONTRATO Nº 026/2011 PROCESSO Nº 08700.005080/2011-75 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE FORNECIMENTO, INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE PLACAS INDICATIVAS, QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO ADMINISTRATIVO DE

Leia mais

a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6.

a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6. 1 - Cabo UTP - Categoria 6 LSZH a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6.; b) O cabo utilizado deverá

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 007/2009 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA OS SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CRACHÁS E CORDÕES PARA CRACHÁS, CONFORME PROCESSO LICITATÓRIO Nº 2009/0701/000183, PREGÃO PRESENCIAL

Leia mais

ANEXO 7 CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

ANEXO 7 CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO ANEXO 7 MINUTA DE CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LOCAÇÃO DE AUTOMÓVEL, QUE ENTRE SI CELEBRAM A FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE DESENVOLVIMENTO DE EXTENSÃO E PESQUISA FUNDEPES E A EMPRESA, NA FORMA ABAIXO:

Leia mais

CONTRATO Nº 209/2015

CONTRATO Nº 209/2015 ADESÃO 007/2015 CONTRATO Nº 209/2015 Aquisição de materiais de informática para uso da Administração Pública do Município de Lucas do Rio Verde-MT. Pelo presente instrumento, compareceram, de um lado,

Leia mais

Carta Convite Nº55/2012, de 16/07/2012

Carta Convite Nº55/2012, de 16/07/2012 Carta Convite Nº55/2012, de 16/07/2012 Carta Convite Nº55/2012. Prazo de entrega dos envelopes de documentos e propostas: 26/07/2012 até às 14h30min. Não serão aceitas propostas fora do horário previsto.

Leia mais

TRIBUJ\'AL REGIOJ\'AL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL

TRIBUJ\'AL REGIOJ\'AL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL TRIBUJ\'AL REGIOJ\'AL ELEITORAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS I PREGÃO N. 33/2011 PROCESSO N. 2690/2011 O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL, Órgão do Poder Judiciário Federal, sediado em Porto

Leia mais

Planilha Estimativa de Orçamento

Planilha Estimativa de Orçamento Item 1. INFRAESTRUTURA COMUM Planilha Estimativa de Orçamento Descrição do Material Qtde. Unid. 1. 1. ELETRODUTOS/PERFILADOS/ELETROCALHAS/CANALETAS 1. 1. 1. SEAL TUBE.1 ELETRODUTO FLEXIVEL DE ACO ZINCADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHARQUEADAS Estado do Rio Grande do Sul

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHARQUEADAS Estado do Rio Grande do Sul CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. _/2009 CONVITE Nº. 012/2009 PROCESSO Nº. 51030/2009 Contrato firmado entre o Município de Charqueadas e a empresa para a prestação de serviços de internet via rádio

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX

MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX Contrato de locação de estrutura de BOX TRUS que entre si celebram o SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO DF SESC/AR/DF e a Empresa

Leia mais

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação Edital de Licitação Modalidade.:Tomada de Preço Numero...:0002/15 DATA DA ABERTURA DA LICITAÇÃO: 13/01/2015 DATA ABERTURA DAS PROPOSTAS..: 30/01/2015 HORARIO...: 09:00 Fornecedor.: Endereço...: CGCMF...:

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

MULTILAN CAT. 5E UTP 24 AWG 4PARES - CM

MULTILAN CAT. 5E UTP 24 AWG 4PARES - CM MULTILAN CAT. 5E UTP 24 AWG 4PARES - CM Características Gerais Descritivo: - Modelo TK 1002B - Condutor de cobre nu, coberto por polietileno. - Os condutores são trançados em pares, 04 pares 24 AWG. -

Leia mais

EDITAL Nº 1939 CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 003/2015 - OBRA PROCESSO ADM. Nº P404068/2014 FL. 251

EDITAL Nº 1939 CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 003/2015 - OBRA PROCESSO ADM. Nº P404068/2014 FL. 251 FL. 251 Montados em fábrica, em condições de processo controlado, com cabos ópticos do tipo tight (Zip-Cord ou Cordão Monofibra) e com os principais tipos de conectores ópticos. Fornecido nas cores laranja

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA FORNECIMENTO DE MATERIAIS DE TELEFÔNIA E INFORMÁTICA. Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária 1

TERMO DE REFERÊNCIA FORNECIMENTO DE MATERIAIS DE TELEFÔNIA E INFORMÁTICA. Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária 1 TERMO DE REFERÊNCIA FORNECIMENTO DE MATERIAIS DE TELEFÔNIA E INFORMÁTICA Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária 1 TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES ELABORADO: FABIO RASO DA SILVA VALIDADO:

Leia mais

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas CONVITE Nº 033/2009 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

MINUTA DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MINUTA DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ - CIMVI, associação pública, inscrita no CNPJ nº 03.111.139/0001-09, com sede na Avenida Getúlio Vargas, n 700,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO/UNIRG N. 015/2013 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular, de um lado a, fundação pública com personalidade jurídica de direito público, com sede na av. Pará, 2432,

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248

DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248 DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Artigo 24, inciso II, 1º da Lei nº8.666/93 e Artigo 1º, inciso II do Decreto Estadual Nº29.337, de 25 de junho 2008.

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA ADMINISTRAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DA ADMINISTRAÇÃO CONVITE Nº 05/2015 Objeto: Contratação de Empresa para Serviços de Acesso à internet. O MUNICÍPIO DE SÃO VALENTIM DO SUL, através de seu Prefeito Municipal, torna público e para o conhecimento dos interessados,

Leia mais

1. Considerações Gerais

1. Considerações Gerais Governo do Estado do Ceará Secretaria da Educação Básica Coordenadoria Administrativa Financeira Engenharia SEDUC MEMORIAL DESCRITIVO Unidade de Trabalho: CREDE 13-CRATEÚS Obra: REFORMA ELÉTRICA Engenheiro

Leia mais

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Patch Cord Tipo RJ-45 - RJ45 - CATEGORIA 5 Modelo: D8AU Patch Cord com comprimento aproximado de xx metros, com conectores modulares de 8 posições

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA 1 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson, 1135, Guaporé-RS, CNPJ nº

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 023/2011 TIPO: MENOR PREÇO

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 023/2011 TIPO: MENOR PREÇO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 023/2011 TIPO: MENOR PREÇO A Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil FETRAF-BRASIL/CUT, entidade de direito

Leia mais

E D I T A L Nº 2362/2014

E D I T A L Nº 2362/2014 E D I T A L Nº 2362/2014 MODALIDADE: Tomada de Preços TIPO: Menor preço global por item ABERTURA: Dia 22 de Dezembro de 2014, às 10 horas LOCAL DE ABERTURA: Sala do Setor de Licitações, localizada na Rua

Leia mais

ADEVAL BIKE PAPELARIA E BAZAR LTDA ME

ADEVAL BIKE PAPELARIA E BAZAR LTDA ME AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DE ARTESANATO, PRODUTOS DE LIMPEZA, MATERIAL DIDATICO, MATERIAL PERMANENTE E GENEROS ALIMENTICIOS PARA ATENDIMENTO AOS PROGRAMAS DO DEPARTAMENTO DE ASSISTENCIA SOCIAL Contrato nº:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO

MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO PROPRIETÁRIO: Ministério Público de Patos Promotoria de Justiça da Comarca de Patos ENDEREÇO: Doutor Pedro Firmino, Patos PB BAIRRO: CEP: E-mail do contratado: projeto_cad@hotmail.com.

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

CONVITE Nº 004/2014 CLÁUSULA PRIMEIRA DO FUNDAMENTO LEGAL

CONVITE Nº 004/2014 CLÁUSULA PRIMEIRA DO FUNDAMENTO LEGAL CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 14/2015 CONVITE Nº 004/2014 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS DE ENGENHARIA E PROJETO, CELEBRADO ENTRE A FUNDAÇÃO UNIRG E VIA URBANA CONSTRUTORA E INCORPORADORA LTDA-EPP.

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011 Pelo presente instrumento, de um lado a FUNDAÇÃO ARQUIVO E MEMÓRIA DE SANTOS, doravante designada CONTRATANTE, com sede à Rua Visconde do Rio

Leia mais