GIÃO-DENTISTA INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVA FOLHA DE RESPOSTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GIÃO-DENTISTA INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVA FOLHA DE RESPOSTAS ... ..."

Transcrição

1 CIRUR URGIÃO-DENTIST GIÃO-DENTISTA INSTRUÇÕES [Estas instruções passam a fazer parte do Edital n.º 001/2010 do Município de Palmeira.] 01. Deixe sobre a carteira escolar apenas o material estritamente necessário para a realização da prova (caneta, lápis, borracha e apontador) e a Cédula de Identidade. 02. No decorrer da prova, você assinará a lista de presença. 03. Você receberá do Fiscal os seguintes materiais: a) este caderno de prova; e b) a folha de respostas. CADERNO DE PROVA 04. Este caderno de prova deve conter 40 (quarenta) questões, numeradas de 01 a 40. Confira-o antes de iniciar a prova. Caso encontre algum defeito, levante o braço e aguarde a chegada do Fiscal. Após a prova ser iniciada, não será aceita qualquer reclamação sobre falhas na impressão e/ou montagem. 05. Em cada questão, somente UMA alternativa será aceita como resposta. 06. A interpretação das questões é parte integrante da prova. Evite perguntas.. A prova é individual. É vedada a comunicação entre os candidatos durante a prova. FOLHA DE RESPOSTAS 08. Confira se o seu nome, número de inscrição e número de sua identidade estão corretos na folha de respostas. Caso contrário, notifique imediatamente o Fiscal. 09. Não amasse, nem dobre a folha de respostas. Preencha-a com caneta esferográfica azul ou preta, escrita grossa. Não faça uso de borracha ou corretivo. 10. A marcação na folha de respostas é de inteira responsabilidade do candidato. 11. Procure responder a todas as questões. As questões não respondidas, com mais de uma resposta ou preenchidas em desacordo com as instruções da folha de respostas serão consideradas nulas. 12. Ao terminar a prova, devolva ao Fiscal a folha de respostas. Após a entrega, retire-se do local de prova. 13. Guarde o seu relógio antes do início da prova. O tempo de realização da prova será controlado pelo Fiscal de sala. 14. Desligue o seu telefone celular antes do início da prova e guarde-o. 15. Você somente poderá retirar-se da sala de provas após decorrida 1 (uma) hora de seu início. 16. Você poderá levar o seu caderno de prova somente após duas horas do início da prova. 17. Duração da prova: 03h (três horas), já incluído o tempo destinado à identificação do candidato e ao preenchimento da folha de respostas. 18. Os 03 (três) últimos candidatos de cada sala deverão entregar a folha de respostas ao mesmo tempo, assinar o Termo de Encerramento de Prova e retirar-se, todos juntos, da sala. 19. A desobediência a qualquer uma das determinações destas instruções ou das constantes da folha de respostas poderá implicar a anulação da sua prova.... Elaboração: CEC Núcleo de Concursos APLICAÇÃO: 16/05/2010 É permitida a reprodução de questões desta prova, desde que citada a fonte....

2 oooooooooooooooooooooooo

3 LÍNGUA PORTUGUESA O texto a seguir servirá de base para você responder às questões 01 a 04. Combate à gripe Foram exagerados, mas compreensíveis em retrospecto, os receios provocados em escala global pela irrupção de um novo subtipo do vírus da gripe, em abril do ano passado. Quando os primeiros casos da gripe A (ou suína ) surgiram no México, em 2009, sua letalidade era desconhecida, e mesmo especialistas temiam que o vírus mutante pudesse trazer riscos comparáveis aos de grandes pandemias do passado, como a gripe espanhola. Embora imprecisos, os dados atualmente disponíveis indicam, transcorridos quase dez meses do início da propagação, que a letalidade do vírus H1N1 não é muito maior do que aquela normalmente provocada pela gripe comum. O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa, que também deve ser evitada. Campanhas de prevenção na Europa não surtiram os efeitos desejados e, em alguns países, menos de 10% dos habitantes acorreram aos postos de vacinação. É preciso lembrar que tanto a gripe comum quanto sua nova versão provocam mortes que podem ser evitadas. São bem-vindos e necessários, portanto, os esforços do Ministério da Saúde para imunizar cerca de um terço da população brasileira contra o novo vírus, a partir de março. Dividida em quatro fases, a vacinação se concentrará nos grupos mais atingidos pela nova gripe, como grávidas, recém-nascidos e jovens na faixa dos 20 anos. Entre pessoas acima de 60 anos, no entanto, a imunização contra o H1N1 será restrita àquelas que têm doenças crônicas. Idosos em geral apresentam riscos distintos em relação à nova gripe e aos vírus mais antigos baixa letalidade no primeiro caso, e alta concentração de vítimas no último. É preciso evitar, no caso específico dos cidadãos acima de 60 anos, que os esforços corretamente voltados para o combate à gripe A terminem por esvaziar a atenção dedicada às campanhas tradicionais contra os vírus mais corriqueiros, diminuindo o alcance e a eficácia da vacinação contra a gripe comum. Caberá ao governo esforço adicional de comunicação para evitar tal risco. Folha 28/1/2010. Levando-se em consideração as ideias do texto, assinale a alternativa correta: A) Segundo o texto, devem-se tomar cuidados maiores com a gripe causada pelo H1N1 porque ela é bem mais letal que a gripe comum. B) Há uma alta concentração de vítimas entre idosos em geral em relação à nova gripe. C) Há uma alta letalidade entre os idosos em geral em relação aos vírus mais antigos. D) Apesar de importantes, os esforços do Ministério da Saúde para imunizar cerca de um terço da população brasileira contra o novo vírus, a partir de março, não são necessários agora que já se sabe que o novo vírus não é tão letal. E) Na frase O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa, temos uma relação de causa e consequência. O trecho O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa, que também deve ser evitada. poderia ser reescrito, ainda de acordo com a norma culta, da seguinte maneira: A) O fato dos temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa, que também deve ser evitada. B) O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provocam agora reação inversa, que também deve ser evitada. C) O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa, o que também deve ser evitado. D) O fato de os temores iniciais não ter sido comprovados provoca agora reação inversa, que também deve ser evitada. E) O fato de os temores iniciais não ter sido comprovado provoca agora reação inversa, que também deve ser evitada. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 01/08 01/10

4 Analise os comentários a seguir: I. O trecho menos de 10% dos habitantes acorreram aos postos de vacinação poderia ser reescrito, de acordo com a norma culta, assim: menos de 10% dos habitantes acorreu aos postos de vacinação. II. O trecho que os esforços corretamente voltados para o combate à gripe A terminem por esvaziar a atenção dedicada às campanhas tradicionais poderia ser reescrito, ainda de acordo com a norma culta, assim: que os esforços corretamente voltados para o combate à gripe A terminem por esvaziar a atenção dedicada à campanhas tradicionais. III. O trecho Entre pessoas acima de 60 anos, no entanto, a imunização contra o H1N1 será restrita àquelas que têm doenças crônicas. poderia ser reescrito, ainda de acordo com a norma culta, assim: Entre pessoas acima de 60 anos, no entanto, a imunização contra o H1N1 será restrita às que têm doenças crônicas.. Está(ão) correto(s): A) somente I B) somente II C) somente III D) somente I e II E) somente II e III Assinale a alternativa que contém o comentário INCORRETO sobre os trechos citados: A) para imunizar cerca de um terço da população brasileira A oração acima, na Voz Passiva, ficaria assim: para cerca de um terço da população brasileira ser imunizada. B) Idosos em geral apresentam riscos distintos em relação à nova gripe e aos vírus mais antigos baixa letalidade no primeiro caso, e alta concentração de vítimas no último. Transformando a frase acima para a Voz Ativa, obtemos: Riscos distintos em relação à nova gripe e aos vírus mais antigos baixa letalidade no primeiro caso, e alta concentração de vítimas no último são apresentados por idosos em geral.. C) Quando os primeiros casos da gripe A (ou suína ) surgiram no México. O período acima não pode ser transformado para a Voz Passiva. D) O fato de os temores iniciais não terem sido comprovados provoca agora reação inversa. Transformando a frase acima para a Voz Ativa, obtemos: O fato de não se terem comprovado os temores iniciais provoca agora reação inversa.. E) Quando os primeiros casos da gripe A (ou suína ) surgiram no México, em 2009, sua letalidade era desconhecida. O trecho acima poderia ser modificado, sem que o seu sentido se alterasse, para Quando os primeiros casos da gripe A (ou suína ) surgiram no México, em 2009, desconhecia-se sua letalidade.. Texto base para as questões 05 e 06. Pais têm mais medo da vacina do que da gripe A (H1N1) nos EUA Rachel Botelho Uma pesquisa conduzida pelo C.S. Mott Children s Hospital, nos Estados Unidos, indica que 55% dos pais se afligem com a possibilidade de seus filhos pegarem a gripe A (H1N1), enquanto 66% deles estão mais preocupados com a segurança da vacina utilizada para evitar a doença. Entre os filhos de pais mais receosos com a vacina, apenas 10% foram imunizados. Foram entrevistados pais com 18 anos de idade ou mais, numa amostra representativa da população do país, no último dia 18 de janeiro. A margem de erro é de dois a três pontos percentuais, para mais ou para menos. Infectologistas ouvidos pela Folha afirmam que, no Brasil, onde a vacinação contra a gripe A deve começar em 8 de março, o panorama não deve se repetir. Para eles, os americanos ainda guardam más lembranças de um episódio ocorrido no fim da década de 1970, quando uma vacina contra gripe foi responsabilizada por uma série de efeitos colaterais graves. Acredito que aqui a vacina será extremamente bemaceita, diz o infectologista Juvêncio Furtado, professor da Faculdade de Medicina do ABC. Segundo ele, as doses que serão distribuídas pelo Ministério da Saúde não têm efeitos colaterais significativos. A proteína do vírus não tem capacidade de provocar doença. Ela é tão segura quanto a da gripe sazonal. O infectologista David Uip, diretor do Hospital Emílio Ribas, ressalta que a vacina da gripe A não é diferente daquela administrada anualmente. Só mudou o sorotipo, que muda todos os anos, diz. Ele acredita que campanhas informativas são fundamentais para evitar uma baixa adesão à vacinação, como ocorreu nos EUA. Para Celso Granato, professor da Universidade Federal de São Paulo, é mais arriscado não tomar a vacina, e o fato de ela ter sido elaborada em pouco tempo não deve ser motivo de temor. Ela foi distribuída em enorme quantidade, e os dados sobre efeitos mostram que é muito segura. Não tem nenhuma razão para achar que é pior do que as anteriores, afirma. Folha de São Paulo 17/2/2010. Levando-se em conta as informações do texto, assinale a alternativa correta: A) Entre a nova geração, apenas 10% dos filhos foram imunizados. B) 55% dos pais estão mais preocupados com a possibilidade de seus filhos pegarem gripe A do que com a segurança da vacina. C) Segundo os infectologistas ouvidos pela Folha, 66% dos pais norte-americanos estão mais preocupados com a segurança da vacina utilizada para evitar a doença do que com a própria gripe. D) Segundo o infectologista Juvêncio Furtado, professor da Faculdade de Medicina do ABC, as doses que serão distribuídas pelo Ministério da Saúde não têm quaisquer efeitos colaterais. E) O fato de os norte-americanos se sentirem inseguros em relação à vacina contra a gripe H1N1 é motivado pelas más lembranças que eles guardam em relação a um episódio ocorrido no fim da década de Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 02/08 02/10

5 Levando-se em conta as informações do texto, analise as informações a seguir: I. O infectologista David Uip, diretor do Hospital Emílio Ribas, ressalta que a vacina da gripe A é bem diferente daquela administrada anualmente, uma vez que o sorotipo muda todos os anos. II. Ela foi distribuída em enorme quantidade, e os dados sobre efeitos mostram que é muito segura. Não tem nenhuma razão para achar que é pior do que as anteriores. Caso quiséssemos adequar este trecho à norma culta, teríamos que trocar o verbo tem por há ou por existe. III. A reportagem anterior cita um trecho de uma entrevista com Celso Granato, professor da Universidade Federal de São Paulo, em que a reportagem reproduz, em discurso direto, o momento em que o professor afirma que é mais arriscado não tomar a vacina, e o fato de ela ter sido elaborada em pouco tempo não deve ser motivo de temor. Está(ão) correta(s): A) somente I B) somente II C) somente III D) somente I e II E) somente II e III Assinale a alternativa em que está adequada a correlação entre tempos e modos verbais: A) Está demonstrado que o vírus influenza A (H1N1) circula entre porcos norte-americanos desde os anos 1930, mas não havia sido isolado em suínos europeus até 1976, quando chegou à Itália um carregamento de porcos americanos. B) É quase certo que esse vírus se originara nas aves e migrado para a espécie humana, quando o acaso agruparia seus oito genes num arranjo tal que a estrutura resultante adquirirá a capacidade de transmitir- -se de uma pessoa para outra. C) À medida que a gripe espanhola se disseminara pelo mundo, trabalhadores rurais transmitiriam o vírus para os porcos. D) Desde então, os H1N1 das gripes suína e humana teriam sofrido mutações, arranjos e rearranjos de seus genes, que lhes terão permitido sobreviver aos ataques do sistema imunológico de seus hospedeiros, sejam porcos ou humanos. E) Quando os primeiros casos da gripe A (ou suína ) surgiram no México, em 2009, sua letalidade seria desconhecida, e mesmo especialistas temeriam que o vírus mutante possa trazer riscos comparáveis aos de grandes pandemias do passado, como a gripe espanhola. Assinale a alternativa que contenha um comentário INCORRETO sobre um dos trechos citados do texto O automóvel elétrico quer mudar sua vida, publicado em 12/04/2010, por Manuel Gómez Blanco, no jornal El país: A) A chegada do carro elétrico obrigará a mudar a forma de dirigir e de circular nas cidades, mas afetará também outros aspectos da vida cotidiana. A princípio, sua autonomia limitada trará inconvenientes, mas ensinará a aproveitar a energia de forma mais eficiente. No trecho acima, a conjunção mas indica que, uma vez que a autonomia limitada do carro trará inconvenientes, não seria de se esperar que ele viesse também a ensinar a aproveitar a energia de forma mais eficiente. B) Em 2012 será lançado o Nissan Leaf, um compacto tipo Golf, com 150 quilômetros de autonomia e preços entre 15 mil e 20 mil euros, mais o valor das baterias. Ao mesmo tempo chegarão novos híbridos com motor térmico e um ou vários elétricos com tecnologias muito variadas para ampliar a autonomia no modo elétrico. No trecho acima, afirma-se que, após o lançamento do Nissan Leaf, chegarão novos híbridos, com teconlogias mais variadas. C) Ainda que agora existam modelos semiartesanais, como o Think, o tiro de largada na Espanha acontecerá no final do ano com a chegada dos Mitsubishi Mi-EV, Peugeot Ion e Citroën C-Zero, um mesmo utilitário de 3,4 metros (chassis, baterias e motores iguais) com a imagem de cada marca. O trecho acima poderia ser reescrito, mantendo as mesmas informações e ainda de acordo com a norma culta, da seguinte maneira: Embora agora existam modelos semiartesanais, como o Think, o tiro de largada na Espanha acontecerá no final do ano com a chegada dos Mitsubishi Mi-EV, Peugeot Ion e Citroën C-Zero, um mesmo utilitário de 3,4 metros (chassis, baterias e motores iguais) com a imagem de cada marca. D) Com essas melhorias, os elétricos poderiam chegar a 500 quilômetros de autonomia e aproximar sua capacidade à dos carros atuais nas viagens longas. A expressão Com isso expressa uma ideia de causa em relação ao restante do período. E) Entretanto, pelo menos até 2012, a oferta de carros elétricos será absorvida quase totalmente por instituições e empresas, sobretudo de frotas de entregas: o uso intensivo permitirá amortizá-los melhor e fará que seja rentável para os fabricantes montarem postos de recarga em suas bases e sedes. No trecho acima, o sinal de dois-pontos pode ser substituído por, pois, mantendo-se o mesmo sentido e ainda de acordo com a norma culta. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 03/08 03/10

6 Levando-se em conta os comentários a respeito Assinale a alternativa que contém um comentário dos trechos a seguir, assinale (V) para verdadeiro e INCORRETO a respeito dos quadrinhos abaixo: (F) para falso: ( ) A simplicidade estrutural é de tal ordem que os torna incapazes de se multiplicar por conta própria, como o fazem bactérias, fungos, vegetais e todos nós. No trecho grifado acima, temos uma ideia de consequência. ( ) Para produzir cópias de si mesmos são obrigados a infectar células de organismos mais complexos, Laerte 10/4/2010. misturar seus genes com o DNA delas com a finalidade de introduzir um código pirata que a célula lerá inúmeras vezes ao entrar em divisão. A) O autor dos quadrinhos faz uma comparação entre o ato de escrever e outras atividades laborativas. No trecho grifado acima, temos uma ideia de finalidade. B) No primeiro quadrinho, ao dizer que trabalha num romance, o quadrinista se utiliza de uma imagem que ( ) A onda mais letal da gripe espanhola, que varreu a remete ao ato de trabalhar. Europa e os Estados Unidos no outono de 1918, foi precedida por uma primeira onda no verão anterior C) No segundo quadrinho, Laerte faz uma comparação entre o ato de escrever e o processo químico. bem menos agressiva. O trecho grifado acima poderia não estar entre vírgulas e ainda assim estaria de acordo com a norma culta, D) Como se trata de um texto para quadrinhos, o autor não se preocupou em escrever de acordo com a norma culta. apesar de ter o seu sentido alterado. E) No terceiro quadrinho, o autor compara a pressão do ( ) Na luta pela sobrevivência, cada vírus desenvolveu a habilidade de infectar determinado tipo de tecido. O trecho acima poderia ser reescrito, sem que se alterasse o sentido e ainda de acordo com a norma culta, da seguinte maneira: Cada vírus, na luta pela sobrevivência, desenvolveu a habilidade de infectar determinado tipo de tecido. fluxo narrativo com uma outra ação em que também se expressa a ideia de pressão. A sequência correta, de cima para baixo, é: A) V V F V B) V F F V C) F F V F D) F V F V E) V F V F Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 04/08 04/10

7 SAÚDE PÚBLICA O Sistema Único de Saúde é baseado em alguns princípios. A respeito destes princípios, assinale abaixo a alternativa verdadeira: A) A Descentralização é a exigência de que o serviço esteja capacitado para enfrentar e resolver o problema do indivíduo ou grupo, até o nível de sua complexidade. B) No princípio da Universalidade, todo cidadão é igual perante o SUS e será atendido até o limite que o sistema puder oferecer a todos. C) O princípio da Equidade afirma que todo cidadão tem direito de acesso a todos os serviços públicos de saúde. D) No princípio da Integralidade, o homem é um ser integral, biopsicossocial e deverá ser atendido com esta visão integral por um sistema também integral, voltado a promover, proteger e recuperar a saúde. E) Resolutividade é a redistribuição das responsabilidades entre vários níveis de governo federal, estadual e municipal. Assinale a alternativa que completa corretamente a sentença abaixo: A partir da Lei n.º 8.142/90, foram formados. A) os Conselhos e as Conferências de Saúde; B) os Programas de Saúde Pública; C) os Serviços Privados de Saúde; D) os Orçamentos Fiscais da Saúde; E) os Movimentos pela Reforma Sanitária Brasileira. Assinale a alternativa que completa corretamente a sentença abaixo: A Lei n.º 8.080/90, em suas disposições gerais, afirma que. A) a saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acesso a bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da população expressam a organização social e econômica do País. B) se deve investir diferenciadamente em municípios que necessitam de uma maior cobertura de atenção, tendo em conta principalmente as carências de pessoal técnico e especializado e a utilização de critérios para solicitação de procedimentos e aquisição de equipamentos tecnológicos nos hospitais, pautada nos planos municipais de saúde e no perfil epidemiológico local. C) a implantação do Cartão Nacional de Saúde deve estruturar sistemas de informação automatizados, centrados no paciente e na família, em todos os municípios e em todas as unidades de saúde do país, assegurando que o Cartão SUS informe a demanda reprimida da unidade de saúde. D) são diretrizes do SUS: a centralização, a integralidade e a participação da equipe de saúde. E) os contratos de planos e seguros privados de assistência à saúde têm renovação automática a partir do vencimento do prazo inicial de vigência, não cabendo a cobrança de taxas ou qualquer outro valor no ato da renovação. Assinale a alternativa que completa corretamente a sentença abaixo: A aprovação da Emenda Constitucional n.º 29, em 2000, representou uma importante conquista da sociedade para a construção do SUS porque. A) dispõe sobre a especialização das sociedades seguradoras em planos privados de assistência à saúde. B) foi a que definiu os percentuais mínimos a serem aplicados pela União, estados, municípios e Distrito Federal em ações e serviços públicos de saúde. C) implementa políticas intersetoriais de promoção da saúde através do conceito de municípios saudáveis. D) estabelece complexos de regulação para a integralização e a agilização da assistência, compostos por regulações médicas de urgências, internações, consultas e exames especializados e outras, balizando a referência e contrarreferência objetivando a melhor resposta possível a cada momento para as necessidades do cidadão. E) privilegia a organização da rede pública de serviços de alta complexidade na oferta de serviços, restringindo o uso da rede privada complementar somente quando esgotada a plena capacidade instalada de oferta da rede pública. Assinale a alternativa que apresenta o indicador de saúde que representa a probabilidade de tempo de vida média da população e sugere melhoria das condições de vida e saúde: A) Taxa de Mortalidade; B) Esperança de Vida ao Nascer; C) Taxa de Mortalidade Materna; D) Mortalidade Proporcional por idade; E) Índice de Envelhecimento. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 01/08 05/10

8 16 São prioridades do Pacto pela Vida: 1. Implantação da Política Nacional da pessoa idosa. 2. Controle do câncer de colo de útero e de mama. 3. Redução da mortalidade materna e infantil. 4. Fortalecimento da capacidade de resposta às doenças emergentes e endêmicas. 5. Consolidação e qualificação da estratégia da Saúde da Família como modelo da Atenção Primária à Saúde. Estão corretas: A) Apenas 1, 2, 4 e 5 B) Apenas 1, 3 e 5 C) Apenas 2, 4 e 5 D) Apenas 1, 3 e 4 E) 1, 2, 3, 4 e 5 17 Lesões por Esforços Repetitivos (LER) designam os distúrbios musculoesqueléticos ocupacionais de origem multifatorial complexa e ocupam o primeiro lugar nas estatísticas de doenças profissionais nos países industrializados. Sobre a LER, assinale a alternativa INCORRETA: A) Os principais fatores de risco físicos e biomecânicos são: força e esforços físicos na realização do trabalho, repetitividade dos gestos e dos movimentos, posições extremas e vibrações originadas de máquinas. B) Os traumatismos de fraca intensidade e repetidos durante longos períodos sobre as estruturas musculoesqueléticas normais, ou alteradas por um processo preexistente, são responsáveis pela evolução dos distúrbios. C) Os distúrbios apresentam como característica comum os inúmeros fatores de risco em sua origem. D) Está estabelecido o papel dos fatores psicossociais no desencadeamento dos sintomas e na evolução dos casos. E) As lesões por esforços repetitivos se restringem a funções e ocupações específicas, já que são ocasionadas por repetições de movimentos exclusivas de algumas atividades profissionais. 18 A NOAS 01/2001 estabelece dois tipos de gestão para habilitação dos municípios. Assinale a alternativa que apresenta corretamente os dois tipos de gestão: A) Gestão Municipal Descentralizada e Gestão Municipal Ampliada; B) Gestão Orçamentária Municipal e Gestão Bipartide; C) Gestão Plena da Atenção Básica Ampliada e Gestão Plena Municipal; D) Gestão Conjugada e Gestão Municipal de Atenção Básica; E) Gestão Única Descentralizada e Gestão Compartilhada. IV. 19 A proposta de humanização do SUS é entendida como: I. proposta de um trabalho coletivo para que o SUS seja mais acolhedor, mais ágil e mais resolutivo. II. valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuários, trabalhadores e gestores. III. compromisso com a qualificação da ambiência, melhorando as condições de trabalho e de atendimento. aumento do grau de corresponsabilidade na produção de saúde e de sujeitos. V. estabelecimento de vínculos solidários, porém sem participação coletiva no processo de gestão. São verdadeiras as afirmativas: A) Apenas I, II, IV e V B) Apenas I, III e IV C) Apenas I, II, III e IV D) Apenas III, IV e V E) I, II, III, IV e V 20 As Residências Terapêuticas são moradias inseridas preferencialmente na comunidade, destinadas a cuidar de pessoas com algum tipo de transtorno mental e que estiveram internadas por longo período em hospitais psiquiátricos. Sobre as Residências Terapêuticas, assinale a alternativa INCORRETA: A) São casas localizadas no espaço urbano, constituídas para responder às necessidades de moradia de pessoas portadoras de transtornos mentais graves, institucionalizadas ou não. B) O número de usuários pode variar desde 1 indivíduo até um pequeno grupo de no máximo 8 pessoas, que deverão contar sempre com suporte profissional sensível às demandas e necessidades de cada um. C) Os profissionais que cuidam de moradores das Residências Terapêuticas deverão saber dosar o quanto de cuidado deverá ser oferecido para auxiliar na aquisição de autonomia pelo usuário. D) As residências são serviços de saúde, como pequenos hospitais, que oferecem atenção psicossocial para cada município. E) O processo de reabilitação psicossocial deve buscar de modo especial a inserção do usuário na rede de serviços, organizações e relações sociais da comunidade. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 02/08 06/10

9 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 21 A aplicação da ergonomia na prática odontológica é um dos aspectos importantes para a saúde do cirurgião dentista. A figura abaixo apresenta umas das posições mais utilizadas na prática odontológica proposta por Baker em que o paciente fica posicionado horizontalmente e o odontólogo tem visão direta. É correto afirmar sobre a figura, EXCETO: ,5 m É correto afirmar sobre o método de esterilização em autoclave: A) Para ser esterilizado em autoclave, o material não precisa ser limpo e deve ser acondicionado em pacotes, os quais devem ser feitos com material que permita a passagem de vapor. B) Caixas metálicas sem perfurações podem ser utilizadas para esterilização em autoclave, desde que estejam fechadas. C) Pode-se acomodar os materiais em papel manilha ou kraft, bem como tecido de algodão cru e embalagens de filme de poliamida de 50 a 100 micrômetros de espessura para esterilização em autoclave. D) Os materiais esterilizados em autoclave não ficam úmidos após o término do ciclo de esterilização e, portanto, não necessitam de secagem. E) O método de esterilização da autoclave é o calor úmido, o qual tem como ação básica a oxidação dos micro-organismos C A) O odontólogo está posicionado com as costas voltadas para posição das 9 horas. B) O odontólogo pega seu instrumento de trabalho com sua mão direita. C) O auxiliar pega os instrumentos de trabalho com a mão direita. D) O auxiliar está com as costas voltadas para posição das 3 horas. E) A mesa de trabalho está localizada na posição das 12 horas Sobre a gengivite ulcerativa necrosante aguda (GUNA), assinale a alternativa INCORRETA: A) É uma doença periodontal relativamente incomum, caracterizada por ulceração, necrose, dor e sangramento gengival. B) Ocorre frequentemente em pessoas jovens que passaram por um período de estresse emocional e também sofre influência do fumo, trauma local, deficiência nutricional, má higiene oral, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e infecções virais sistêmicas. C) Linfoadenopatias e febre são achados comuns nos estágios moderados e brandos da doença. D) A GUNA é causada eminentemente por fungos. E) A GUNA é uma condição gengival inflamatória destrutiva de origem bacteriana. 22 Um dos cuidados que o Cirurgião-Dentista deve tomar em suas atividades diz respeito à exposição excessiva ao ruídos sonoros. A legislação trabalhista determina como níveis máximos de ruídos toleráveis para uma jornada de 8 horas os seguintes valores: A) 10 decibéis; B) 40 a 60 decibéis; C) 60 a 70 decibéis; D) 85 decibéis; E) 110 decibéis. 25 Durante o exame físico inicial do paciente, o Cirurgião-Dentista deve dedicar atenção especial aos sinais vitais do paciente. Qual das alternativas abaixo NÃO representa um sinal vital? A) Pressão arterial; B) Pulso; C) Frequência respiratória; D) Temperatura; E) Peso. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 01/08 /10

10 26 Em relação ao acesso endodôntico para molares superiores, assinale a alternativa correta: A) Deve ter formato triangular, com a base voltada para lingual. B) Deve ter formato triangular, com a base voltada para vestibular. C) Deve ter formato elíptico, com o longo eixo no sentido vestíbulo-palatino. D) Deve ter formato elíptico, com o longo eixo no sentido mesio-distal. E) Deve ter formato triangular, com a base voltada para mesial. 27 São tumores odontogênicos de origem mista, EXCETO: A) Fibroma Ameloblástico; B) Odontoma Complexo; C) Fibro-odontoma Ameloblástico; D) Ameloblastoma; E) Mixoma Odontogênico. 28 Em relação à condução do estímulo nervoso e ao mecanismo de ação dos anestésicos locais, assinale a alternativa correta: A) Durante a propagação do estímulo nervoso ocorre entrada de grande quantidade de íons potássio para o meio intracelular. B) As fibras mielinizadas conduzem o estímulo de forma mais lenta que as não mielinizadas. C) Os anestésicos locais bloqueiam os canais de cálcio, impedindo a condução do estímulo doloroso. D) Os anestésicos locais bloqueiam os canais de sódio, impedindo a condução do estímulo doloroso. E) Os anestésicos locais ligam-se irreversivelmente a proteínas da membrana celular. 29 Em relação aos princípios de biópsia, assinale a alternativa correta: A) Frente ao aparecimento de uma lesão na cavidade bucal, deve-se preservar pelo período de 30 dias antes de se realizar uma biópsia. B) Previamente ao procedimento cirúrgico, deve-se fazer antissepsia da região com pvpi tópico, a fim de se evitar infecção no sítio operatório. C) Idealmente, deve-se utilizar o termocautério ou bisturi elétrico, pois ocorre uma diminuição da possibilidade de sangramento. D) Deve-se dar preferência a áreas de necrose da lesão. E) Além do tecido patológico, deve-se remover tecido sadio do paciente. 30 Sobre a placa bacteriana, analise as afirmações a seguir. I. É uma camada calcificada que se forma a partir da retenção de micro-organismos na superfície do dente. II. A película adquirida é uma camada muito fina constituída basicamente de proteínas salivares que se localiza entre as bactérias da placa e as superfícies dos dentes. III. Dentre as funções da película adquirida está a de reservatório de substâncias protetoras contra a cárie como, por exemplo, o flúor. Assinale a alternativa correta: A) Apenas I está correta. B) Apenas II e III estão corretas. C) Todas estão corretas. D) Nenhuma está correta. E) Apenas I e II estão corretas. 31 A utilização de vasoconstritores nas soluções anestésicas locais traz grandes vantagens, dentre as quais destacam-se: I. Aumento da duração da anestesia. II. Aumento da profundidade da anestesia. III. IV. Redução da toxicidade do anestésico local. Utilização de menores volumes da solução anestésica. V. Diminuição do sangramento em procedimentos cirúrgicos. As afirmativas consideradas corretas são: A) Apenas I, II e III B) Apenas I, III e IV C) Apenas II, III e IV D) Apenas I, II e V E) I, II, III, IV e V 32 Analise as afirmações e, a seguir marque a alternativa correta. I. O tratamento local proposto para um dente que apresenta um granuloma apical é semelhante ao tratamento local proposto para um dente com abscesso dentoalveolar crônico. II. A formação de um degrau durante o preparo biomecânico pode ocorrer devido à falta de pré-curvamento dos instrumentos durante a instrumentação. III. O escurecimento da coroa dentária pode ser consequência de uma abertura coronária incompleta e restos de material obturador na câmara pulpar. IV. A neutralização do conteúdo necrótico dos canais radiculares é realizada logo após a confecção do batente apical e antes da colocação da medicação intracanal. A) Os itens I, II e III estão corretos. B) Os itens I, II, III e IV estão corretos. C) Os itens II e IV estão incorretos. D) Os itens I, III e IV estão incorretos. E) Os itens III e IV estão incorretos. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 02/08 08/10

11 33 A dose máxima de mepivacaina 3% para uma criança de 3 anos, saudável, pesando 12 kg é: A) aproximadamente 1 tubete; B) aproximadamente 2 tubetes; C) aproximadamente 3 tubetes; D) aproximadamente 4 tubetes; E) aproximadamente 5 tubetes. 34 O traumatismo dental acomete uma considerável parcela da população e pode ocasionar perdas dentais irreparáveis em alguns casos, tanto no momento do acidente como no decorrer do tratamento ou até mesmo anos após o trauma. As causas mais comuns são quedas, acidentes automobilísticos, traumatismos na prática esportiva e agressões. Analise as alternativas abaixo e assinale a INCORRE- TA: A) Quando ocorre avulsão de um elemento decíduo, o reimplante dental não é indicado devido ao fato dos riscos potenciais de complicações e lesão do germe do dente permanente superarem os benefícios desta técnica. B) Ocorre concussão quando o trauma afeta alguns feixes de fibras do ligamento periodontal, mas não ocorre mobilidade nem deslocamento notável do dente. A principal consequência é a sensibilidade do dente quando a vítima morde ou mastiga. C) O sucesso do tratamento de um eventual procedimento de reimplante dentário independe do tempo de permanência e manipulação extra-alveolar. D) Ocorre extrusão quando o elemento dental sofre deslocamento periférico com avulsão parcial do dente para fora do seu alvéolo. E) A intrusão de dentes permanentes está associada a altos índices de perda de vitalidade pulpar, fazendo com que na maioria destes casos haja necessidade de tratamento endodôntico. 35 Sobre o capeamento pulpar direto, assinale a alternativa INCORRETA: A) Tem como objetivo manter a vitalidade pulpar estimulando a formação de dentina, fazendo com que a injúria causada pela exposição acidental da polpa durante um procedimento operatório seja cicatrizada. B) Possui como indicações pequena exposição acidental da polpa em dentes jovens, quando esta se apresenta hígida ou com inflamação suave, periápice, espaço inter-radicular e periodontal normais e ausência de dor contínua. C) Durante o procedimento, após a correta limpeza da cavidade, é indicado manter uma bolinha de algodão estéril com formocresol para fixar a polpa. D) O cimento de hidróxido de cálcio estimula a formação de dentina reparadora sobre o local do capeamento direto. E) Trata-se de um procedimento menos agressivo, cuja principal vantagem é a manutenção de parte da polpa dentária. 36 O cimento de fosfato de zinco é muito utilizado na prática odontológica e apresenta as seguintes características: I. São sedativos para a polpa, sendo especialmente úteis para cimentação de dentes preparados com túbulos dentinários expostos. II. Uma forma de aumentar o tempo de trabalho desse cimento é realizar o esfriamento da placa de vidro antes da manipulação. III. Este cimento é também utilizado no capeamento pulpar direto e indireto e como barreira protetora abaixo IV. de restauração de resina acrílica e composta. O cimento possui um ph baixo logo que manipulado e atinge a neutralidade somente após 48 horas, fazendo com que necessite de proteção pulpar. V. Utilizado principalmente em cimentações finais onde é necessária alta resistência. A) Apenas I, II e III estão corretas. B) Apenas III, IV e V estão corretas. C) Apenas I, III e V estão corretas. D) Apenas II, IV e V estão corretas. E) I, II, III, IV e V estão corretas. 37 O Programa de Saúde da Família é uma estratégia que prioriza as ações de promoção, proteção e recuperação da saúde dos indivíduos e da família, do recém-nascido ao idoso, sadios ou doentes, de forma integral e contínua. São características deste programa, EXCETO: A) Trabalhar com microáreas de abrangência definidas por meio de cadastramento e do acompanhamento de um número determinado de famílias para cada equipe. B) As Unidades Básicas de Saúde estão inseridas no primeiro nível do Sistema Municipal de Saúde (atenção básica). C) Substituição das práticas convencionais de assistência por um processo de trabalho baseado no conceito de promoção de saúde. D) Garantir a equidade no acesso à atenção em saúde, de forma a satisfazer as necessidades de todos os cidadãos do município, avançando na superação das desigualdades. E) Fazer mutirões cuja principal característica é intervir de forma curativa. Isto assegura que uma ampla parcela da população tenha acesso ao tratamento, diminuindo os índices de doença a longo prazo. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 03/08 09/10

12 38 A prevalência da cárie dentária nos primeiros anos de vida é assunto muito discutido e cujas variáveis existem dentro das diferenças sociais, culturais e econômicas de cada população. O tipo de lesão cariosa que mais chama a atenção na primeira infância é a do tipo cárie de mamadeira, que apresenta as seguintes características, EXCETO: A) Apresenta evolução muito rápida. B) Afeta a criança muito jovem, antes do primeiro ano de vida, quando já pode ser observada. C) Muitos dentes são envolvidos, geralmente mais de três incisivos. D) Afeta basicamente e primeiramente os molares inferiores em suas superfícies vestibulares. E) As lesões mais graves estão relacionadas com consumo abusivo de carboidratos, da amamentação noturna e falta de higiene. 40 Assinale a alternativa que completa corretamente o texto a seguir: A cárie é uma doença multifatorial. Em linhas gerais, seguindo um modelo clássico aplicável à explicação de doenças transmissíveis, estes fatores podem ser agrupados em 3 categorias, que são. A) Fatores do hospedeiro, do ambiente e os micro-organismos ou agentes infecciosos; B) Fatores sociais, econômicos e infecciosos; C) Fatores imunológicos, sociais e cronológicos; D) Fatores do hospedeiro, cronológicos e bacterianos. E) Fatores imunológicos, psicológicos e sociais. 39 Durante a exodontia do elemento 16, a raiz palatina foi acidentalmente deslocada para o interior do seio maxilar. Em relação a este acidente, assinale a alternativa correta: A) Deve-se aguardar pelo menos 30 dias para a sua remoção. B) A remoção deve ser feita imediatamente, ampliando- -se o alvéolo para facilitar a visualização. C) A remoção deve ser feita imediatamente, utilizando- -se a técnica de Caldwell-Luc. D) Não há necessidade de remoção do fragmento radicular. E) Em hipótese alguma deverá ser realizada a manobra de Valsalva durante o procedimento. Elaboração: CEC Núcleo de Concursos É permitida a reprodução, desde que citada a fonte. Folha 04/08 10/10

13 oooooooooooooooooooooooo

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. Não efetue qualquer marcação nos campos destinados à atribuição de notas.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. Não efetue qualquer marcação nos campos destinados à atribuição de notas. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deverá conter 14 (treze) questões de múltipla escolha, sendo 10 (dez) de Conhecimentos Específicos de Odontologia e 4 (quatro) de Língua

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar à disposição de clínicos gerais, a oportunidade

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC

PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC FERREIRA, Jean Carlos Barbosa.*¹; MARQUES, Aline Silva¹; SILVA, Julio. Almeida² DECURCIO, Daniel Almeida²; ALENCAR, Ana Helena Gonçalves³;

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC A) TIPOS DE SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A.1 Consulta Inicial Entende-se como exame clínico,

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL Nome do Candidato: Nº do RG: Assinatura: INSTRUÇÕES 1. Verifique se o seu caderno

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

... CONCURSO PÚBLICO MUNICÍPIO DE PALMEIRA APLICAÇÃO: 16/05/2010

... CONCURSO PÚBLICO MUNICÍPIO DE PALMEIRA APLICAÇÃO: 16/05/2010 ENGENHEIRO O CIVIL INSTRUÇÕES [Estas instruções passam a fazer parte do Edital n.º 001/2010 do Município de Palmeira.] 01. Deixe sobre a carteira escolar apenas o material estritamente necessário para

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE-PSF. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE-PSF. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40 CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHEIRO PRETO - SC AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE-PSF Nome do (a) Candidato (a) Número de Inscrição Este caderno de questões está assim constituído: DISCIPLINAS

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 QUESTÃO 31 Com relação aos tecidos dentários, analise as afirmativas abaixo: 1) O esmalte é um tecido duro, que constitui a maior parte do dente, determinando a forma da coroa.

Leia mais

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus Manual sinônimo do Dentista de excelência Credenciado em

Leia mais

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi VIROLOGIA HUMANA Professor: Bruno Aleixo Venturi O que são vírus? A palavra vírus tem origem latina e significa "veneno". Provavelmente esse nome foi dado devido às viroses, que são doenças causadas por

Leia mais

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 Estado de Santa Catarina PREFEITURA MUNICIPAL DE HERVAL D OESTE RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E/OU PROVAS E TÍTULOS, PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Odontólogo (Unidade Móvel) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas. I N S T R

Leia mais

CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA

CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA Versão I 2013 PROTOCOLO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CEO CISA/IJUI 1. ENDODONTIA 2. PERIODONTIA 3. CIRURGIA ORAL MENOR 4. PACIENTES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será anualmente revisado,

Leia mais

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO SAÚDE BUCAL Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO ANATOMIA BUCAL ANATOMIA DENTAL TIPOS DE DENTES

Leia mais

Gestão do Trabalho em Saúde

Gestão do Trabalho em Saúde Universidade Federal de Alagoas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Prova de Conhecimentos Específicos da Especialização Lato Sensu UFAL 2012.1 Gestão do Trabalho em Saúde CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

Leia mais

Projeto Dentista em casa

Projeto Dentista em casa Projeto Dentista em casa Oscip : 08071.001062/2010-97, publicado no diário oficial de 02 de março de 2010. Cnpj: 10.200.021/0001-04 SOS Dental Assistência Médica Odontologica SDAMO Consiste em levar à

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Desenvolvimento da Gestão Descentralizada ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL DIAGNÓSTICO PRECOCE E PREVENÇÃO DO CÂNCER BUCAL RELATÓRIO

Leia mais

Profª Márcia Rendeiro

Profª Márcia Rendeiro Profª Márcia Rendeiro CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA AMBIENTES INSTRUMENTOS MATERIAIS RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE TRABALHO ODONTOLÓGICO VEM SOFRENDO TRANSFORMAÇÕES AO LONGO

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS ORIENTAÇÃO AOS PEDAGOGOS Todas as informações constantes nesta cartilha devem ser levadas ao conhecimento de todos os alunos,

Leia mais

Gripe por Influenza A H1N1 *

Gripe por Influenza A H1N1 * CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO São Paulo, maio de 2009. Gripe por Influenza A H1N1 * Informações básicas O que é Gripe por Influenza A H1N1? A gripe por Influenza A H1N1 (Suína) é uma doença

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

CADERNO DE PROVA FUNÇÃO: COORDENADOR PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 01/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARÃO DE COCAIS/MG INSTRUÇÕES:

CADERNO DE PROVA FUNÇÃO: COORDENADOR PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 01/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARÃO DE COCAIS/MG INSTRUÇÕES: PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 01/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARÃO DE COCAIS/MG CADERNO DE PROVA FUNÇÃO: COORDENADOR NOME: DATA: / / INSCRIÇÃO Nº: CPF ou RG: INSTRUÇÕES: 1. Você recebeu sua folha

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Garantir, no longo prazo, o incremento dos recursos orçamentários e financeiros para a saúde e aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas

Leia mais

PROVA OBJETIVA. Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015. Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência:

PROVA OBJETIVA. Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015. Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência: PROVA OBJETIVA Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015 Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência: Fique atento para as instruções abaixo: - As questões a

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 QUESTÃO 31 Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, obedecendo ao Quadro II da NR- 4, subitem 4.4, com redação dada pela Portaria nº

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA AUTARQUIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DO PARANÁ PROMOÇÃO POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES 2012 TÉCNICO DE SAÚDE PÚBLICA ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE HIGIENE DENTAL (TSPB02) PROVA

Leia mais

CUIDE DOS SEUS DENTES

CUIDE DOS SEUS DENTES SENADO FEDERAL CUIDE DOS SEUS DENTES SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuide dos seus dentes apresentação Pesquisas científicas comprovam que dentes estragados provocam outras doenças que aparentemente não têm

Leia mais

O PACTO PELA VIDA É UM DOS SUBCOMPONENTES DO PACTO PELA SAÚDE PORTARIA 399/06. É O MARCO JURÍDICO DA PRIORIZAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO NO BRASIL

O PACTO PELA VIDA É UM DOS SUBCOMPONENTES DO PACTO PELA SAÚDE PORTARIA 399/06. É O MARCO JURÍDICO DA PRIORIZAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO NO BRASIL SAÚDE DO IDOSO CURSO ESPECÍFICOS ENFERMAGEM - A Saúde do Idoso aparece como uma das prioridades no Pacto pela Vida, o que significa que, pela primeira vez na história das políticas públicas no Brasil,

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE CURUÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ - CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2009 REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA: 23 de Agosto de 2009 NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO REGULAMENTO ODONTOLÓGICO Regulamento Vigente REGULAMENTO ODONTOLÓGICO ARTIGO 1º - A Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - AFRESP - prestará a seus associados inscritos na Administração

Leia mais

Rol Mínimo. Cobertura detalhada

Rol Mínimo. Cobertura detalhada Cirurgia Alveoloplastia Amputação radicular com obturação retrógrada Amputação radicular sem obturação retrógrada Apicetomia birradiculares com obturação retrógrada Apicetomia birradiculares sem obturação

Leia mais

Horário: de 08:00 às 18:30h Segunda a Sexta-feira. Telefone: (32) 3215-0706

Horário: de 08:00 às 18:30h Segunda a Sexta-feira. Telefone: (32) 3215-0706 Prezado Usuário A UNIODONTO-JF sente-se honrada em tê-lo como cliente. Este Manual contém as informações necessárias para utilização do Sistema UNIODONTO. Leia-o com atenção e sempre o tenha à mão para

Leia mais

Brasil Sorridente e Pronatec. Brasil Sem Miséria 2013. Ministério da Saúde

Brasil Sorridente e Pronatec. Brasil Sem Miséria 2013. Ministério da Saúde Brasil Sorridente e Pronatec Brasil Sem Miséria 2013 Ministério da Saúde Introdução O Plano Brasil Sem Miséria coordena, integra e amplia programas e ações com a finalidade de superar a condição de pobreza

Leia mais

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master (ANEXO A - ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS EXIGIDOS PELA ANS)- Tabela Cliente CH = Coeficiente de Honorário Odontológico Valor do CH = R$ USO = Unidade

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O paciente João compareceu ao consultório odontológico uma semana depois de realizar uma exodontia do segundo molar inferior esquerdo. Qual das alternativas abaixo contém os

Leia mais

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Tabela proposta a sócios CCD- V.N.Gaia 01 CONSULTA Consulta de medicina dentária 10 Consulta para apresentação e discussão de plano de tratamento 10

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL 1)Para a prevenção e o controle da cárie, é necessário atuar em um conjunto de fatores : a) Restauração, polimento, bala b) Controle do açúcar, limpeza dos dentes, uso do flúor. c) Escovação, açúcar, flúor

Leia mais

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada.

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. Manual do Cliente IDENTIFICAÇÃO ODONTOGROUP Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. No seu cartão de acesso personalizado,

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Plano Integral... TRATAMENTO AMBULATORIAL/DIAGNÓSTICO Consulta EMERGÊNCIA Colagem de fragmentos (consiste na recolocação de partes de dente que sofreu fratura,

Leia mais

Vamos falar sobre câncer?

Vamos falar sobre câncer? Vamos falar sobre câncer? O SIEMACO sempre está ao lado dos trabalhadores, seja na luta por melhores condições de trabalho, lazer e educação ou na manutenção da saúde, visando a promoção e ascensão social.

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de respostas.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de respostas. Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de respostas. Nº de Inscrição Nome ASSINALE A RESPOSTA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA 1. ODONTOPEDIATRIA PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA

PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA Antes de iniciar a prova, leia atentamente as instruções abaixo: 1. A duração da prova, incluindo o tempo para

Leia mais

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB 6º SINPLO Simpósio Internacional de Planos Odontológicos Fabiana Car Pernomiam 2011 Ergonomia racionalizar o trabalho, possibilitar

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Perda localizada dos tecidos calcificados dos dentes, decorrentes da fermentação de carboidratos da dieta por microrganismos do biofilme Princípios

Leia mais

1.1. PROTOCOLO DE IDENTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DE CONTACTANTES DE CASOS DE DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE)

1.1. PROTOCOLO DE IDENTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DE CONTACTANTES DE CASOS DE DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE) 1.1. PROTOCOLO DE IDENTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DE CONTACTANTES DE CASOS DE DOENÇA PELO VÍRUS EBOLA (DVE) ATUALIZAÇÃO: VERSÃO 11-27 DE OUTUBRO DE 2014 7.2.1. Introdução A detecção de casos suspeitos de

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro PRÁTICA ODONTOLÓGICA= FATORES EXTERNOS + FATORES INTERNOS CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA RECURSOS HUMANOS AMBIENTES RECURSOS HUMANOS

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO BARROS, Ítala Santina Bulhões 1 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 2 SILVA, Ariadne Estffany Máximo da

Leia mais

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte TRATAMENTO ENDODÔNTICO Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte O D O N T O LO G I A E S T É T I C A R E S TAU R A D O R A O que é tratamento endodôntico? É a remoção do tecido mole que se encontra na

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE Texto montado a partir dos manuais: MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde. Atenção à saúde do adolescente: Belo Horizonte: SAS/MG, 2006. p. 75-79. BARROS, Claudia Márcia

Leia mais

Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional

Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional Flavia Natércia da Silva Medeiros & Luisa Massarani Núcleo de Estudos da Divulgação Científica, Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fundação

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Professora: Patrícia Cé Introdução AULA I Vernizes Cimento de hidróxido de Cálcio Cimento de Ionômero de Vidro Cimento de

Leia mais

CONSEP - Consultoria e Estudos Pedagógicos LTDA.

CONSEP - Consultoria e Estudos Pedagógicos LTDA. RESULTADO DOS RECURSOS CONTRA O GABARITO PRELIMINAR DO CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL DE ESPERANTINÓPOLIS-MA 1. Recurso Contra as Questões de PORTUGUÊS NIVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO para os cargos de: AUXILIAR

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA RECRUTAMENTO INTERNO AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA RECRUTAMENTO INTERNO AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA RECRUTAMENTO INTERNO AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 20 (vinte) questões

Leia mais

PROTOCOLO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CREO CISAMUSEP 1. PRÓTESE 2. ENDODONTIA 3. PERIODONTIA 4. CIRURGIA ORAL MENOR

PROTOCOLO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CREO CISAMUSEP 1. PRÓTESE 2. ENDODONTIA 3. PERIODONTIA 4. CIRURGIA ORAL MENOR PROTOCOLO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CREO CISAMUSEP 1. PRÓTESE 2. ENDODONTIA 3. PERIODONTIA 4. CIRURGIA ORAL MENOR 5. PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 6. ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES

Leia mais

Guia para um. Sorriso Saudável

Guia para um. Sorriso Saudável Guia para um Sorriso Saudável Fotos meramente ilustrativas. Seja bem-vindo ao serviço odontológico do Sesc Rio! 3 Serviços Nosso serviço está disponível em diversas Unidades Operacionais, exclusivamente

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ. TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ. TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia Brasília/DF - 2007 1 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

ANEXO RN 211 ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

ANEXO RN 211 ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS ROL DE ONTOLÓGICOS PROCEDIMENTO SUBGRUPO GRUPO CAPÍTULO AMB HCO HSO PAC D.UT ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL (COM DIRETRIZ DE AJUSTE OCLUSAL ALVEOLOPLASTIA AMPUTAÇÃO RADICULAR COM OU SEM OBTURAÇÃO RETRÓGRADA APICETOMIA

Leia mais

CARGO: AGENTE OPERACIONAL INSTRUÇÕES AO CANDIDATO

CARGO: AGENTE OPERACIONAL INSTRUÇÕES AO CANDIDATO CARGO: AGENTE OPERACIONAL NOME: NÚMERO DA CARTEIRA DE IDENTIDADE: ENDEREÇO: CARGO: NÚMERO DA INSCRIÇÃO: ASSINATURA: INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Durante a realização da prova não será permitido ao candidato,

Leia mais

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EMPREGO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo (gênero masculino e

Leia mais

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130 ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS AGEMED Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição julho/2014 Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO CÓDIGO TUSS RAIO X

Leia mais

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA X X X X X X X 85 CONTROLE DE HEMORRAGIA

Leia mais

GARANTIA DE IMPLANTES

GARANTIA DE IMPLANTES Garantia Implantes GARANTIA DE IMPLANTES TERMOS E CONDIÇÕES O presente termo de garantia diz respeito aos implantes fabricados pela Neodent. 1. ÂMBITO DA GARANTIA 1.1. A Neodent garante ao médico dentista

Leia mais

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica.

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica. Hepatites Virais O FÍGADO E SUAS FUNÇÕES. O fígado é o maior órgão do corpo humano, está localizado no lado superior direito do abdômen, protegido pelas costelas (gradio costal). É responsável por aproximadamente

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

Mesa VI: Brasil Sorridente na Redes Prioritárias do Ministério da Saúde

Mesa VI: Brasil Sorridente na Redes Prioritárias do Ministério da Saúde Mesa VI: Brasil Sorridente na Redes Prioritárias do Ministério da Saúde Gilberto Alfredo Pucca Júnior Coordenador-Geral de Saúde Bucal Janeiro, 2014 Universalidade Descentralização políticoadministrativa

Leia mais

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE: OO"TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO" EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios

Leia mais

Sistema Único de Saúde (SUS)

Sistema Único de Saúde (SUS) LEIS ORGÂNICAS DA SAÚDE Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990 Lei nº 8.142 de 28 de dezembro de 1990 Criadas para dar cumprimento ao mandamento constitucional Sistema Único de Saúde (SUS) 1 Lei n o 8.080

Leia mais

MANUAL DE ATENDIMENTO PARA BENEFICIÁRIOS COM FRANQUIA PLANO FÁCIL/AFFINITY

MANUAL DE ATENDIMENTO PARA BENEFICIÁRIOS COM FRANQUIA PLANO FÁCIL/AFFINITY FRANQUIA MANUAL DE ATENDIMENTO PARA BENEFICIÁRIOS COM FRANQUIA PLANO FÁCIL/AFFINITY A franquia é um valor pago pelos beneficiários do Plano Fácil/Affinity pelos serviços odontológicos, efetivamente utilizados.

Leia mais

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco.

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. BIOSSEGURANÇA/RISCO S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. SIGLÁRIO ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária CAT Comunicação de Acidente de Trabalho CDC Centro

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo!

Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo! Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo! Sorria! Assim como cerca de 6,2 milhões de brasileiros, você agora poderá contar com os melhores serviços odontológicos do país. Este Plano, resultado de uma

Leia mais

AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS

AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS ASSEPSIA E CONTROLE DE INFECÇÃO Prof. MARCELO ALESSANDRO RIGOTTI LICENCIADO EM ENFERMAGEM e ESPECIALISTA EM CONTROLE DE INFEÇÃO Mestrando pela Escola de Enfermagem

Leia mais