Serviços/Educação JRI. Atendimento de suporte. Financiamento de pesquisas. Verificações de estoque de remessa:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Serviços/Educação JRI. Atendimento de suporte. Financiamento de pesquisas. Verificações de estoque de remessa:"

Transcrição

1 Serviços/Educação JRI Financiamento de pesquisas Treinamento de profissionais de enfermagem Visitas à fábrica Cursos da Furlong Hip Atendimento de suporte Verificações de estoque de remessa: s Instrumentos Modelos de raio X digital PACS Referências: 1. Long-term results of a hydroxyapatite-coated femoral component in total hip replacement : A 15- To 21-Year Follow-Up Study. S. S. Rajaratnam, C. Jack, A. Tavakkolizadeh, M. D. George, R. J. Fletcher, M. Hankins, J. A. N. Shepperd Results from The Conquest Hospital, St Leonards-on-Sea Journal of Bone and Joint Surgery, janeiro de 2008 J Bone Joint Surg [Br] 2008; 90-B : Revision of cemented hip arthroplasty using a hydroxyapatite-ceramic-coated femoral component R. Raman, R. P. Kamath, A. Parikh, and P. D. Angus From Dewsbury & District Hospital Journal of Bone and Joint Surgery, agosto de 2005 J Bone Joint Surg (Br) 2005;87-B: Della Valle CJ, Paprosky WG. Classification and an algorithmic approach to the reconstruction of femoral deficiency in revision total hip arthroplasty. JBJS 2003; 85-A Supl. 4: 1-6.v 4. B. Barden, C. Huttegger. Failure Mechanisms in Total Hip and Knee Arthroplasty: A Morphologic and Radiologic Study. Materialwissenschaft und Werkstofftechnik. Volume 30 Edição 12, Páginas David Mattingly, Joseph McCarthy, Benjamin E. Bierbaum, Hugh P. Chandler, Roderick H. Turner, Hugh U. Cameron, Timothy McTighe. REVISING THE DEFICIENT PROXIMAL FEMUR. Exposição científica no 1991 AAOS Meeting; Anaheim, Califórnia. 6. Trikha SP, Singh S, Raynham OW, Lewis JC, Mitchell PA, Edge AJ. Hydroxyapatite-ceramic-coated femoral stems in revision hip surgery. J Bone Joint Surg Br Aug;87(8): Raman R, Kamath RP, Parikh A, Angus PD. Revision of cemented hip arthroplasty using a hydroxyapatite-ceramic-coated femoral component. J Bone Joint Surg Br Aug;87(8): Propriedade da Furlong Research Charitable Foundation que financia a pesquisa ortopédica de modo independente Joint Replacement Instrumentation Limited 18 Churchill Way, 35A Business Park, Chapeltown, Sheffield S35 2PY, Reino Unido Tel.: +44 (0) F: +44 (0) Site: para implantes para instrumentação

2 Visão geral da empresa Conteúdo JRI Limited, fundada em 1970 por Ronald Furlong FRCS Primeira prótese de artroplastia total do quadril com revestimento de cerâmica de hidroxiapatita Furlong H-A.C. 9 de setembro de 1985 Pesquisa, desenvolvimento e fabricação ortopédica dedicada Atributos do modelo 3 Recursos do modelo 4 Defeitos ósseos de Paprosky 5 Classificação de Vancouver 6 Linha modular 7 Linha monobloco 8 Revestimentos: Cerâmica de hidroxiapatita 9 Supravit 10 Travamento distal 11 Instrumentos 13 Ferramenta de remoção do copo acetabular 15 Copos acetabulares e cabeças de cerâmica de revisão 16 Tabela de implantes 17 Bandeja de instrumentos (1) 20 Bandeja de instrumentos (2) 21 Bandeja de instrumentos (3) 22 Bandeja de instrumentos (4) 23 Bandeja de instrumentos (5) 24 Bandeja de instrumentos (6) 25 2

3 Razões do design do sistema Securus Recursos do design do sistema Securus A cirurgia de revisão de quadril representa um enorme desafio ao cirurgião ortopédico e pode causar grande impacto no orçamento de ortopedia do hospital. O sistema de revisão femoral Securus foi projetado para atender aos desafios clínicos e financeiros. A linha de próteses femorais e os instrumentos para sua implantação foram projetados para oferecer uma solução versátil, fácil de usar e econômica, adequada para a maioria das revisões de haste femoral. Uma pesquisa de opinião com cirurgiões indicou que os requisitos para um sistema eficaz de revisão de quadril femoral são: Capacidade de lidar com incompatibilidade entre a perda óssea de metáfise e diáfise. Hastes longas com um arco anteroposterior para desviar o osso deficiente. Capacidade de obter uma fixação mecânica inicial segura seguida o mais rápido possível pela fixação biológica. O sistema Securus, baseado no comprovado modelo de haste Furlong H-A.C., com sua total intercambialidade entre corpos proximais e hastes distais e com 6 bandejas de instrumentos, incluindo alvo distal para parafusos de fixação, atende esses requisitos. Recurso Econômico Marca Furlong Instrumentos concisos Travamento distal preciso Intercambialidade completa dos componentes modulares. Ajuste para frente Hastes distais arqueadas anatomicamente. Totalmente revestido com cerâmica de hidroxiapatita. Benefício A linha de componentes concisa mantém um nível mínimo de estoque. O modelo Securus é baseado no modelo de haste Furlong H-A.C., que comprovou ser bem-sucedido tanto na cirurgia principal quanto na de revisão 1,2. O sistema consiste em apenas 6 bandejas de instrumentos, simplificando o procedimento operatório e mantendo os custos de esterilização e processamento em níveis mínimos. A técnica STEP e o suporte estável de alvo distal, que trava com segurança na haste distal, ajudam a garantir a repetição do local dos orifícios de travamento distal. Qualquer corpo proximal pode ser usado com alguma haste distal, oferecendo máxima oportunidade para acomodar incompatibilidades entre as dimensões de metáfise e diáfise. Os componentes modulares permitem o ajuste para frente ilimitado para acomodar a anatomia do paciente. Os componentes monobloco têm 10 de ajuste para frente incorporado. Todas as hastes distais têm um arco anatômico A-P com um raio de curvatura de 1,2 m para seguir o arco anatômico do fêmur. Os corpos proximais são revestidos com Supravit Zoned e as hastes distais, com Supravit, oferecendo, assim, condições ideais para osseointegração e fixação biológica de longo prazo do implante. 3 4

4 Defeitos ósseos de Paprosky 3 Classificação de Vancouver Tipo de perda Tipo I Detalhes Perda mínima do osso esponjoso da metáfise. Diáfise intacta. Tipos de quadril de revisão como uma porcentagem de todas as revisões femorais. 4,5,6,7 30% Categoria Local Descrição A G Região trocantérica Trocanter maior A L Região trocantérica Trocanter menor Tipo II Grande perda do osso esponjoso da metáfise. Diáfise intacta. Perda do osso esponjoso. 47% B1 Ao redor ou apenas distal em relação à haste Prótese estável Tipo III - A Tipo III - B A metáfise não oferece apoio. Restam mais de 4 cm de osso na diáfise que permitem um "scratchfit". A metáfise não oferece apoio. Restam menos de 4 cm de osso na diáfise que permitem um "scratch-fit". 11% 11% B2 B3 Ao redor ou apenas distal em relação à haste Ao redor ou apenas distal em relação à haste Prótese instável Material do osso inadequado C Bem abaixo da haste Fratura sem afetar a prótese Tipo IV Canal aberto amplo sem qualquer istmo capaz de apoiar uma haste não cimentada. 1% A - G A - L Tipo A Tipo B 1 Tipo B 2 Tipo B 3 Tipo I Tipo II Tipo III - A Tipo III - B Tipo IV Tipos de revisão de quadril A Securus proporciona um meio eficaz de tratar a maioria dos fêmures do tipo Paprosky I, II e III que representam 88% das revisões femorais. Tipos de fratura periprotéticas A Securus proporciona um meio eficaz de tratar todas as categorias Vancouver A e B de fraturas periprotéticas. Tipo C 5 6

5 Linha modular Linha monobloco A manutenção de força suficiente na superfície da interface entre o corpo proximal e a Intercambialidade completa entre os corpos modulares proximais e as hastes distais. haste distal impõe limitações ao tamanho dos implantes que podem ser oferecidos em configurações modulares. Para maximizar a flexibilidade das hastes em arco A-P de 250 mm do sistema Monobloco Corpos proximais modulares no Furlong H-A.C equivalente. 11 e 12 foram incluídas na linha Securus. Estas hastes têm o Ângulo cervicodiafisário de 133 anteversão de 10 integrada e estão disponíveis para direita e esquerda. Todas as hastes Offset e padrão +5 mm apresentam um ângulo cervicodiafisário de 133 e estão disponíveis em Offset Padrão e Os tamanhos equivalem a hastes Furlong H-A.C. de 13 mm, 14 mm, 15 mm e 16 mm. 2 tipos de corpos, padrão e Ombro Lateral Estendido (Extended Lateral Shoulder, ELS) Alto (+5 mm). Hastes monobloco Comprimento de 250 mm Em arco, 10 em anteversão esquerda e direita Ângulo cervicodiafisário de 133 Offset e padrão +5 mm Tamanhos equivalentes ao das hastes Furlong H-A.C. de 11 mm e 12 mm Ombro lateral reduzido Padrão ELS Hastes distais modulares Comprimentos totais em arco de 250 mm e 300 mm Comprimento de 250 mm, diâmetros de haste distal: 11 mm, 12 mm, 13 mm, 14 mm, 15 mm, 16 mm, 17 mm e 18 mm Comprimento de 300 mm, diâmetros de haste distal: 13 mm, 14 mm, 15 mm, 16 mm, 17 mm e 18 mm 2 furos distais para travar os parafusos na haste de 250 mm e 3 furos distais na haste de 300 mm 7 8

6 Nem todos os revestimentos H-A.C. são iguais Revestimento Supravit Zoned H-A.C. A prótese Furlong de artroplastia total do quadril foi a primeira no mundo a utilizar o revestimento de cerâmica de hidroxiapatita (H-A.C.) para promover a fixação biológica. Desde sua introdução em 1985, a JRI continuou desenvolvendo e aprimorando seu revestimento H-A.C. e a maneira como é aplicado. Os corpos femorais proximais modulares e a seção da metáfise das hastes monobloco apresentam o revestimento Supravit Zoned. Um dos fatores mais importantes é se o revestimento H-A.C. é aplicado em condições atmosféricas (APS) ou a vácuo (VPS). O Supravit é o revestimento H-A.C a vácuo (VPS) da JRI. Fato: Todos os implantes JRI têm revestimento VPS desde O VPS remove os bolsos de oxigênio e gás O VPS produz um revestimento denso e homogêneo, evitando rachaduras e delaminação O Supravit apresenta força de adesão superior a 60 MPa A espessura do revestimento Supravit é de 200 µm A força adesiva do Supravit é tão grande que uma haste Furlong totalmente aderida de tamanho 10 poderia levantar o peso de um ônibus de dois andares Imagem da superfície do revestimento Supravit Zoned H-A.C. Imagem da superfície do revestimento Supravit H-A.C. Os testes de push-out demonstram um aumento de força na interface do H-A.C ao osso como uma função de aspereza da superfície. Há também um aumento na área de superfície de H-A.C. para osseointegração para promover fixação biológica proximal - um excelente benefício da cirurgia de revisão. Espessura do revestimento em µm Cerâmica de hidroxiapatita Titânio rugoso Titânio 50 Fig. 1 Aplicação do revestimento H-A.C. usando uma tocha de plasma a C Osprovit 1993 Supravit 2001 Supravit Zoned 9 10

7 Travamento distal preciso Técnica STEP O suporte de alvo distal referencia diretamente a haste distal, isso proporciona a configuração precisa do suporte. O suporte de alvo é feito com titânio para ser leve, altamente resistente e estável. Sequencia lógica dos passos para a configuração e uso do suporte. Bloqueio estável de componentes ajustáveis para manter as configurações pré-referenciadas A precisão reproduzível do alvo distal reduz a dependência de imagens intraoperatórias. Dois furos de parafuso nas hastes de 250 mm e três furos nas hastes de 300 mm são compatíveis com parafusos de fixação de 4,5 mm de diâmetro ETAPA 1 Insira o implante definitivo e coloque o suporte pré-montado ETAPA 2 Introduza a broca STEP de 6 mm através do protetor do tecido correspondente ao furo de fixação mais proximal e perfure apenas até o córtex lateral. A anteversão do corpo modular proximal pode ser ajustada após a fixação distal ter sido concluída. ETAPA 3 Usando a broca de 3,8 mm, penetre no córtex medial e deixe a broca no lugar, fixando, assim, o suporte na posição. ETAPA 4 Usando a técnica padrão de alvo, perfure os furos distais subsequentes e prenda com os parafusos de fixação. ETAPA 5 Remova a broca do furo proximal e prenda com um parafuso de fixação STEP

8 Instrumentação de revisão adicional A O conjunto universal para extração As trefinas da JRI são usadas para remover de haste JRI auxiliará na remoção de o canal femoral ou o topo de um implante praticamente todos os modelos de hastes quebrado. Disponíveis para uso manual ou femorais. Uma linha de ganchos está elétrico, essas trefinas afiadas tornam a disponível para hastes do tipo monobloco remoção de hastes quebradas mais previsível e uma variedade de adaptadores de ponta e podem eliminar a necessidade de uma para designs modulares fazem deste o osteotomia trocantérica estendida (ETO). conjunto ideal para todas as revisões. O robusto martelo ortopédico extralongo exerce uma força de extração alinhada ao eixo central da haste. O separador de cabeça femoral JRI possibilita a remoção simples e segura da cabeça femoral sem causar danos à ponta do fêmur. O conjunto de osteótomo flexível JRI é completo e proporciona o recurso de selecionar a lâmina correta necessária O instrumental de remoção de cimento intraoperativamente, sem necessidade de JRI oferece um conjunto completo de cinzel, abrir lâminas estéreis embaladas e passá-las brocas, fórceps e curetas de cimento para para um ambiente estéril. As lâminas estão auxiliar em uma remoção rápida e segura do disponíveis em dois comprimentos e diversas manto de cimento. larguras

9 Ferramenta de remoção do copo acetabular Copos acetabulares e cabeças cerâmicas de revisão Reduz a perda de osso acetabular durante a revisão de um copo hemisférico bem fixado, não cimentado. A dissecção controlada na interface copo-osso garante uma remoção segura e previsível. Cabeças intercambiáveis de diversos diâmetros, parafusadas na ponta do cabo substancial, ajudam a estabilizar e guiar as lâminas. Lâminas afiadas em dois comprimentos facilitam a remoção progressiva do copo. As lâminas correspondem perfeitamente ao diâmetro externo do copo acetabular ajudando a preservar a maior quantidade de material ósseo possível. O sistema Furlong H-A.C. CSF Plus de copos acetabulares com opção multifuros. O copo multifuros, baseado no copo CSF Plus, aumenta as opções de posicionamento de parafusos esponjosos para fixação adjunta em cirurgia primária ou de revisão. Cada copo da linha multifuros será compatível com um revestimento cerâmico delta Biolox de 36 mm ou 40 mm para melhor desempenho contra desgaste e melhor estabilidade da articulação. Copo acetabular cimentado de rolamento grande Com a popularização cada vez maior dos tamanhos grandes de cabeças femorais para uma linha aprimorada nos movimentos e estabilidade nas articulações, a JRI tem o prazer de oferecer um copo acetabular cimentado de 36 mm de diâmetro interno (D/I). Esses copos acetabulares são compatíveis com as cabeças femorais de 36 mm de cobalto-cromo, cerâmica ou cerâmica de revisão. Esses copos acetabulares de 36 mm de D/I são feitos de CLP75, nosso polietileno de elevada ligação cruzada, para minimizar taxas de desgaste. Cabeças femorais de revisão Cerâmica BIOLOX Delta O sistema para cirurgia primária e de revisão é destinado para uso na revisão de copo acetabular ou na troca de cabeça, sendo, no caso de troca de cabeça, usado quando uma cabeça de cerâmica for inserida em uma haste protética já implantada. As cânulas de titânio são fabricadas usando uma liga de titânio clinicamente comprovada TiAl6V4. Elas estão disponíveis em tamanhos de colo S, M, L e XL. O modelo sem abas garantem a maximização da linha de movimentos sem choques

10 Tabela de implantes Securus Tabela de implantes Securus Corpos proximais modulares de revisão Corpos proximais de revisão modular de ombro lateral estendido (ELS) H-A.C. modular Securus Corpo proximal, offset padrão (41 mm) Corpo proximal ELS modular Securus H-A.C., offset padrão (41 mm) A B C D A B C D Corpo proximal modular Securus H-A.C., offset alto (46 mm) Corpo proximal ELS modular Securus H-A.C., offset alto (46 mm) A B C D A B C D Hastes de revisão modulares Haste femoral em curva modular Securus H-A.C. de 250 mm Haste femoral em curva modular Securus H-A.C. de 300 mm Hastes de revisão monobloco Haste femoral curvada Monobloco Securus H-A.C., 10 de anteversão, offset padrão (41 mm) 250 mm 11 Perna esquerda Perna esquerda Perna direita Perna direita Haste femoral curvada Monobloco Securus H-A.C., 10 de anteversão, alto offset (46 mm) 250 mm 11 Perna esquerda Perna esquerda Perna direita Perna direita Tampão de corpo em monobloco (tamanho único) Parafuso de fixação modular (tamanho único) Tampão de corpo modular (tamanho único)

11 Tabela de implantes Securus Bandeja de revisão Securus 1 Parafusos de fixação distal Comprimento de 30 mm Comprimento de 35 mm Comprimento de 40 mm Comprimento de 45 mm Comprimento de 50 mm Comprimento de 55 mm Comprimento de 60 mm Comprimento de 65 mm Comprimento de 70 mm Parafusos STEP de travamento distal Comprimento de 30 mm Comprimento de 35 mm Comprimento de 40 mm Comprimento de 45 mm Comprimento de 50 mm Comprimento de 55 mm Itens descartáveis Broca descartável calibrada de 3,8 mm Fio guia de ponta verde 900 mm Bandeja base 8 (Monobloco) ,5 (Monobloco) Cabeça do escareador 9 mm Cabeça do escareador 9,5 mm Cabeça do escareador 10 mm Cabeça do escareador 10,5 mm Cabeça do escareador 11 mm Cabeça do escareador 11,5 mm Cabeça do escareador 12 mm Cabeça do escareador 12,5 mm Cabeça do escareador 13 mm Cabeça do escareador 13,5 mm Cabeça do escareador 14 mm Cabeça do escareador 14,5 mm Cabeça do escareador 15 mm Cabeça do escareador 15,5 mm Cabeça do escareador 16 mm Cabeça do escareador 16,5 mm Cabeça do escareador 17 mm Cabeça do escareador 17,5 mm Cabeça do escareador 18 mm Cabeça do escareador 18,5 mm Cabeça do escareador 19 mm Cabeça do escareador 19,5 mm Cabo direcionador flexível Bandeja de inserção Chave em T Adaptador Jacobs Adaptador Hudson Escareador reto 8 mm Escareador reto 9 mm Escareador reto 10 mm Escareador reto 11 mm Escareador reto 12 mm Escareador reto 13 mm Escareador reto 14 mm Escareador reto 15 mm Escareador reto 16 mm Escareador reto 17 mm Escareador reto 18 mm Bandeja 1 Securus - Base Bandeja 1 Securus - Inserção 19 20

12 Bandeja de revisão Securus Bandeja de revisão Securus 3 Cabo direcionador limitador de torque Cabo contratorque Ponta de chave sextavada de 5 mm Cabeça femoral de teste Colo curto 28 mm Colo médio 28 mm Colo longo 28 mm Corpo proximal de teste Securus modular, offset padrão (41 mm) Tamanho A Tamanho B Haste femoral curvada de teste Securus modular 300 mm Distrator de implante A Colo extralongo 28 mm Tamanho C Distrator de implante B Colo curto 32 mm Tamanho D Raspador monobloco 11 mm Raspador monobloco 12 mm Colo médio 32 mm Colo longo 32 mm Corpo proximal de teste Securus modular, offset alto (46 mm) Raspador modular A Raspador modular B Colo extralongo 32 mm Colo curto 36 mm Tamanho A Tamanho B Cabo de impactação da haste de teste modular Raspador modular C Raspador modular D Colo médio 36 mm Colo longo 36 mm Tamanho C Tamanho D Parafuso de fixação da haste de teste Cabo do raspador reto Impactador de cabeça Colo extralongo 36 mm Colo curto 40 mm Haste femoral curvada de teste Securus modular 250 mm Ponta distal do raspador modular 11 mm mm mm mm mm mm mm Colo médio 40 mm Colo longo 40 mm Colo extralongo 40 mm Bandeja Securus Bandeja Securus 3 18 mm

13 Bandeja de revisão Securus Bandeja de revisão Securus 5 Hastes de teste Securus monobloco, Bandeja 4 Securus Chave de catraca Bandeja 5 Securus offset padrão (41 mm) Suporte do braço Mão esquerda 11 mm Corpo conector modular Mão esquerda 12 mm Mão direita 11 mm Mão direita 12 mm Porca de fixação do corpo do conector Haste atravessante conectora Porca do corpo do conector Hastes de teste Securus monobloco, offset alto (46 mm) Mão esquerda 11 mm Mão esquerda 12 mm Porca de retenção do braço Luva do braço do suporte Parafusos de fixação do braço de extremidade Mão direita 11 mm Mão direita 12 mm Parafusos de fixação da guia de broca Braço de extremidade 300 mm Haste de impactação de teste monobloco Braço de extremidade 250 mm Protetor de tecido Martelo ortopédico Guia de broca Sovela Chave inglesa Cabo de impactação do suporte Corpo do conector monobloco ESQUERDO Corpo do conector monobloco DIREITO Parafuso de fixação monobloco Chave Allen Calibre de profundidade Broca STEP 6 mm Cabo de chave de fenda Estabilizador do braço de extremidade 300 mm Estabilizador do braço de

14 Bandeja de revisão Securus 6 DVD de instruções Descrição Corpo de teste modular Securus ELS tamanho A, offset padrão Corpo de teste modular Securus ELS tamanho B, offset padrão Corpo de teste modular Securus ELS tamanho C, offset padrão Corpo de teste modular Securus ELS tamanho D, offset padrão Corpo de teste modular Securus ELS tamanho A, offset Veja em anexo o DVD com instruções com o seguinte conteúdo: 1. Técnica de operação Securus (Acrobat PDF) 2. Animação Securus (formatos WMV e Quicktime) A técnica de operação e a animação Securus podem ser visualizadas em com o arquivo (Acrobat PDF) disponível para download. Corpo de teste modular Securus ELS tamanho B, offset Corpo de teste modular Securus ELS tamanho C, offset Corpo de teste modular Securus ELS tamanho D, offset Raspador para corpo Securus tamanho A ELS Raspador para corpo Securus tamanho B ELS Raspador para corpo Securus tamanho C ELS Raspador para corpo Securus tamanho D ELS Cabeças femorais de teste extralongas +4 mm Cabeças femorais de teste extralongas +8 mm Cabeças femorais de teste extralongas +4 mm Cabeças femorais de teste extralongas +8 mm Cabeças femorais de teste extralongas +4 mm Cabeças femorais de teste extralongas +8 mm Bandeja 6 Securus 25 26

Técnica operacional do sistema de revisão modular

Técnica operacional do sistema de revisão modular Técnica operacional do sistema de revisão modular Conteúdo Razões do design do sistema Securus Linha de implantes Securus 1 Razões do design Securus 2 Contraindicações 3 Avaliações pré-operatórias 4 Preparação

Leia mais

A evidência já diz tudo.

A evidência já diz tudo. A evidência já diz tudo. 1,2,3,4,5,6,7,8,9 Serviços/Educação JRI Financiamento de pesquisas Atendimento de suporte Treinamento de profissionais de enfermagem Verificações de estoque de remessa: Implantes

Leia mais

New Wave. Prótese Total de Joelho Rotacional

New Wave. Prótese Total de Joelho Rotacional Eliminando complicações mecânicas iniciais Centro de Rotação Condilar Sistema Central de Estabilização Alta elevação para eliminar qualquer risco de deslocamento. Aprofundado para evitar tensões patelares.

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Zimmer (Argentina) Revisão Modular de Quadril O primeiro objetivo de uma revisão de quadril é estabelecer uma fixação, dessa maneira se alivia

Leia mais

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Buco Maxilo Facial Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Sistema de Buco Maxilo Facial Os princípios biomecânicos da osteossíntese com placas aplicável a mandíbula culminou

Leia mais

ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS. Técnica Cirúrgica 8.30 - Prótese Femoral Cimentada-ALPHA

ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS. Técnica Cirúrgica 8.30 - Prótese Femoral Cimentada-ALPHA ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS Técnica Cirúrgica 8.30 - ALPHA - Cemented Femoral Prosthesis Prótese Femoral Cimentada ALPHA Colaboradores Dr. Flávio Turíbio Dr. Milton Roos Material INOX ASTM F.138

Leia mais

Instrumental Cirúrgico Ortopédico

Instrumental Cirúrgico Ortopédico Instrumental Cirúrgico Ortopédico Os médicos e cirurgiões que assistem pessoas visando manter ou restabelecer apropriadamente a estrutura do corpo e suas funções são conhecidos como Ortopedistas. São profissionais

Leia mais

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS A CPMH A empresa CPMH foi fundada 2010 e está entre as empresas especializadas que oferecem pesquisa, desenvolvimento e fabricação de instrumental

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia

Ortopedia e Traumatologia Ortopedia e Traumatologia Fixação Interna Orthofix A Orthofix é uma companhia reconhecida mundialmente no desenvolvimento de soluções para fixação externa e interna na área de Traumatologia e Ortopedia.

Leia mais

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA ANEXO I - DA DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA GRANDES FRAGMENTOS 1 Parafuso cortical em aço inoxidável antimagnético, diâmetro da rosca de 4,5mm, diâmetro do núcleo de 3,0mm, hexágono interno de 3,5mm

Leia mais

sistema de artroplastia total de quadril

sistema de artroplastia total de quadril sistema de artroplastia total de quadril sistema de artroplastia total de quadril Sobrevida.% Sobrevida.% 100.00 100.00 99.00 99.00 98.00 98.00 97.00 97.00 96.00 96.00 95.00 95.00 94.00 94.00 93.00 93.00

Leia mais

Catálogo de Produtos. Desde 1985» Simples. Previsível. Rentável

Catálogo de Produtos. Desde 1985» Simples. Previsível. Rentável BR Catálogo de Produtos Desde 1985» Simples. Previsível. Rentável 2012 IMPLANTES Cavidade Conectora de 3.0mm Integra-CP COMPONENTES DE MOLDAGEM A NÍVEL DE IMPLANTE SYNTHOGRAFT Nº DO PROD. DIÂMETRO COMPRIMENTO

Leia mais

Úmero Proximal. Sistema de Placa Úmero Proximal

Úmero Proximal. Sistema de Placa Úmero Proximal Indicações Fraturas de 2, 3 e 4 fragmentos. Fraturas reconstituíveis da cabeça do úmero. Fraturas Patológicas. Indicações especiais tais como Pseudo-artroses e Osteotomias de correção. 1 Propriedades do

Leia mais

VITUS VITUS. Sistema de Haste Femoral Proximal Vitus PF PhD Dr. Axel Probst Dr. Werner Henke

VITUS VITUS. Sistema de Haste Femoral Proximal Vitus PF PhD Dr. Axel Probst Dr. Werner Henke VITUS PhD Dr. Axel Probst Dr. Werner Henke Indicações 1. Indicações para a haste curta Vitus-PF Fraturas da região trocantérica (Tipo 31A1-3, segundo a classificação AO) Fratura transcervical do colo femoral

Leia mais

Pedus. Técnica Cirúrgica

Pedus. Técnica Cirúrgica Técnica Cirúrgica com cunha 1. Características do produto Estabilidade angular. Orifícios de combinação. Isto torna possível usar parafusos com e sem estabilidade angular. Parafusos e placas de titânio.

Leia mais

Com muita história. Nasceu a tecnologia.

Com muita história. Nasceu a tecnologia. Com muita história. Nasceu a tecnologia. Mesmo sendo revolucionário em princípios e design, o Scorpio baseia-se em uma diversidade de princípios biomecânicos da anatomia e fisiologia do joelho. O ponto

Leia mais

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular TIBIAL LOCKING NAIL Técnica Cirúrgica 72.30 - Tibial Locking Nail COLABORADORES: Dr. Geraldo Motta Filho MATERIAL: Aço inox NBR ISO 5832-1 Indicações Para fixação intramedular das fraturas da tíbia. Esta

Leia mais

Plásticos para Cultivo Celular

Plásticos para Cultivo Celular Linha Cultivo de Células e Tecidos Fabricada em poliestireno cristal virgem (GPPS), oferece produtos com alta transparência para ótima visualização e sem presença de contaminantes, assegurando integridade

Leia mais

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP Para a reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é necessário um instrumental especial. Para

Leia mais

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA PFN Obs.: A técnica deve ser aplicada com o auxílio do intensificador de imagens. DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO E POSICIONAMENTO DA HASTE Coloque o Gabarito Visual sobre

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o BCPP TUBE PLATE 95 O Técnica Cirúrgica 51.30 - BCPP Tube Plate Materiais Titânio - Ti 6Al 4V ELI ASTM F-136 ISO 5832-3 Aço Inoxidável ASTM F-138 ISO 5832-1 Indicações A é indicada para as seguintes fraturas

Leia mais

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná Hospital Universitário Cajuru Pontifícia Universidade Católica Paraná Grupo de Cirurgia Quadril Dr. Ademir Schuroff Dr. Marco Pedroni Dr. Mark Deeke Dr. Josiano Valério Fraturas Peri Protéticas Conceitos

Leia mais

Haste Avenir Müller. Técnica Cirúrgica

Haste Avenir Müller. Técnica Cirúrgica Haste Avenir Müller Técnica Cirúrgica Haste Avenir Müller Técnica cirúrgica 3 Haste Avenir Müller Técnica Cirúrgica Índice Aprender com o Passado 4 Indicações e Contra-indicações 6 Descrição dos Implantes

Leia mais

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo.

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. A Dentoflex vai ainda mais longe A Dentoflex está no mercado odontológico há mais de 30 anos e não para de se reiventar. Para ser

Leia mais

Catálogo de. Produtos

Catálogo de. Produtos Catálogo de Produtos Índice Introdução 5 Implantes Auto-Rosqueável Inserção Direta ID Auto-Rosqueável Standard STD Auto-Rosqueável Cônico HI Expansor Ósseo Wedge Mini-Implante Ortodôntico Ancodent Provisório

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Ao usar a ampla linha de Barras e Perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

Conjunto de extracção de implantes

Conjunto de extracção de implantes Traumatologia e Extremidades Ombro Cotovelo Conjunto de extracção de implantes Mão e pulso Manual de extracção de implantes Módulos Um e Dois Anca Pélvis Fémur Tíbia e fíbula Pé e tornozelo Índice Precauções

Leia mais

Modelo de Instruções de Uso

Modelo de Instruções de Uso Modelo de Instruções de Uso Brocas Cirúrgicas carbide De Soutter Descrição e Especificações e Características do Produto As Brocas Cirúrgicas carbide De Soutter são produzidas em aço inoxidável e possuem

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar C2 NerveMonitor C2 NERVEMONITOR Identificar - Proteger - Detectar O C2 NerveMonitor aumenta a segurança durante as intervenções cirúrgicas, uma vez que auxilia na prevenção e diagnóstico precoce de possíveis

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

PROTESE TOTAL QUADRIL Dr. Gladyston Introdução ATQ procedimento alívio dor, ganho funcional e melhora qualidade de vida Sucesso depende: Escolha paciente ideal Uso de implantes adequados Habilidade técnica

Leia mais

SDS-MAX SDS-PLUS CINZÉIS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO RESISTÊNCIA GARANTIDA.

SDS-MAX SDS-PLUS CINZÉIS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO RESISTÊNCIA GARANTIDA. CINZÉIS SDS-MAX SDS-PLUS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO www..pt RESISTÊNCIA GARANTIDA. PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO Adquiriu a melhor ferramenta, agora compre o melhor acessório para o seu trabalho

Leia mais

Sistema de Navegação Aim nav

Sistema de Navegação Aim nav Sistema de Navegação Aim nav Tecnologia de ponta desde sua criação Redução do tempo cirúrgico, aumento da precisão e redução de riscos para o paciente. Com foco nos principais objetivos da neurocirurgia,

Leia mais

Instruções de Instalação do Rack

Instruções de Instalação do Rack Instruções de Instalação do Rack Revise a documentação fornecida com o gabinete do rack para obter informações de segurança e cabeamento. Antes de instalar o servidor em um gabinete do rack, revise as

Leia mais

Descrição: Prótese Total de Quadril

Descrição: Prótese Total de Quadril QUADRIL IMPORTADO Descrição: Prótese Total de Quadril Marca: Lépine (França). Hastes Femorais Desenho Quadrangular Auto Bloqueante com Longo Recuo de Resultados Clínicos. Opção de Haste com / sem Apoio

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Parafuso Canulado Synthes. Parafuso Implantável. Responsável Técnico: Eng. Anselmo Ariza Quinelato CREA SP 157674/D

INSTRUÇÕES DE USO. Parafuso Canulado Synthes. Parafuso Implantável. Responsável Técnico: Eng. Anselmo Ariza Quinelato CREA SP 157674/D INSTRUÇÕES DE USO Parafuso Canulado Synthes Parafuso Implantável Fabricante: Synthes Indústria e Comércio Ltda Av. Pennwalt, 501 Rio Claro SP C.N.P.J. 58.577.370/0001-76 Inscr. Est. 587.077.032.113 Tel.

Leia mais

Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento. Técnica Cirúrgica Mecânica HORIOZON + LOGIC. LOGIC grooved. HORIZON ceramic/ceramic

Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento. Técnica Cirúrgica Mecânica HORIOZON + LOGIC. LOGIC grooved. HORIZON ceramic/ceramic HORIOZON + LOGIC Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento Técnica Cirúrgica Mecânica LOGIC grooved cementless partial HAP femoral stem HORIZON ceramic/ceramic cementless acetabular component

Leia mais

Parafusos de implante ósseo

Parafusos de implante ósseo O Sistema Le forte possui 4 tipos, MICRO, MID, MINI, MAXI, para atender a as necessidades de Cranio-facial, Plástica, Neuro e Reconstrução do Maxilar (Bem como um sistema compacto, podendo ser usado em

Leia mais

Descrição da base de encaixe Tipo de veículo Descrição de Inclinação e Rotação. Direção à direita. ou à esquerda. Direção à esquerda

Descrição da base de encaixe Tipo de veículo Descrição de Inclinação e Rotação. Direção à direita. ou à esquerda. Direção à esquerda Montagem de Inclinação e Rotação Swingaway Ready (direção à esquerda) Swingaway Ready (direção à direita) Guia de instalação Versão padrão Versão Pronta para Swingaway Ready 1 Descrição do produto A Montagem

Leia mais

Família de Hastes Modulares de Revisão para Artroplastia de Quadril

Família de Hastes Modulares de Revisão para Artroplastia de Quadril Família de Hastes Modulares de Revisão para Artroplastia de Quadril NC164T NC165T NC166T NC167T Prevision Ccomponente Distal 18X320MM Prevision Ccomponente Distal 20X320MM Prevision Ccomponente Distal

Leia mais

OBJETO: Aquisição de Material para órtese e prótese em Ortopedia em regime de consignação e comodato.

OBJETO: Aquisição de Material para órtese e prótese em Ortopedia em regime de consignação e comodato. 2ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 296/2015 - CPL 04 FUNDHACRE OBJETO: Aquisição de Material para órtese e prótese em Ortopedia em regime de consignação e comodato. A PREGOEIRA

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO Kit Instrumental Top Fix Registro ANVISA n 80083650023 - Revisão 01

INSTRUÇÃO DE USO Kit Instrumental Top Fix Registro ANVISA n 80083650023 - Revisão 01 Luiz Guilherme Sartori & Cia Ltda. EPP CNPJ: 04.861.623/0001-00 Estr. Municipal RCL-010 nº. 13500, Km 9 Ajapi - Rio Claro/SP - Resp. Téc.: Charles Eduardo Ceccato CREA/SP: 5062635520 Visando a praticidade

Leia mais

MATERIAL DE FABRICAÇÃO Ver detalhes do material de fabricação no item Forma de Apresentação do Produto.

MATERIAL DE FABRICAÇÃO Ver detalhes do material de fabricação no item Forma de Apresentação do Produto. Instrumental para Cirurgia de Quadril DESCRIÇÃO DO DISPOSITIVO Os implantes médicos e o instrumental cirúrgico são fabricados com precisão sob orientações e regulamentações de processamentos rígidos. Os

Leia mais

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q Comprimento Total Haste Corpo Extremidade cônica neste comprimento Largura do Campo Largura das Costas Ângulo da Ponta Aresta Principal de Corte Diâmetro

Leia mais

Novo! Evolua para a Série II A mais nova geração de ferramentas da empresa pioneira em tecnologia de corte de carnes.

Novo! Evolua para a Série II A mais nova geração de ferramentas da empresa pioneira em tecnologia de corte de carnes. Novo! Evolua para a Série II A mais nova geração de ferramentas da empresa pioneira em tecnologia de corte de carnes. Maior produtividade e mais lucros Os Aparadores Whizard Série II compõem a mais recente

Leia mais

Brocas para Concreto. Conjuntos de Brocas para Concreto Conjuntos Combinados Brocas para Furar Vidro Brocas SDS Max Brocas SDS Plus - Speedhammer

Brocas para Concreto. Conjuntos de Brocas para Concreto Conjuntos Combinados Brocas para Furar Vidro Brocas SDS Max Brocas SDS Plus - Speedhammer Conjuntos de Brocas para Concreto Conjuntos Combinados Brocas para Furar Vidro Brocas SDS Max Brocas SDS Plus Speedhammer 37 39 41 41 42 Brocas para Concreto Brocas para furação de paredes de concreto,

Leia mais

Dando valor ao que realmente importa

Dando valor ao que realmente importa Dando valor ao que realmente importa Catálogo de Produtos - COLUNA e CRÂNIO Osteomax O Osteomax é um equipamento indicado para debridação intradiscal. Este equipamento possui um Micro Motor Elétrico, o

Leia mais

Z Series /Série RZ - Guia de referência rápida

Z Series /Série RZ - Guia de referência rápida Z Series /Série RZ - Guia de referência rápida Utilize este guia para operar a impressora diariamente. Para obter informações mais detalhadas, consulte o Guia do usuário. Conteúdo Vista externa...........................................................

Leia mais

Parafuso Tibial Acufex

Parafuso Tibial Acufex Parafuso Tibial Acufex DESCRIÇÃO O Parafuso Tibial Acufex (referência 7207186) é indicado para utilização na fixação de tecidos moles (tais como tendões e ligamentos) ao osso, em procedimentos ortopédicos.

Leia mais

Revisão de artroplastia total do quadril com prótese modular não-cimentada de fixação distal tipo ZMR. Análise clínica e radiográfica de 30 casos.

Revisão de artroplastia total do quadril com prótese modular não-cimentada de fixação distal tipo ZMR. Análise clínica e radiográfica de 30 casos. Revisão de artroplastia total do quadril com prótese modular não-cimentada de fixação distal tipo ZMR. Análise clínica e radiográfica de 30 casos. Richard Prazeres Canella Paulo Gilberto Cimbalista de

Leia mais

Catálogo de Produtos 2009. Implantes Componentes Instrumentais

Catálogo de Produtos 2009. Implantes Componentes Instrumentais Catálogo de Produtos 2009 Componentes Instrumentais Conexão Sistemas de Prótese Ciência e Compromisso Prezado Cliente. A Conexão Sistemas de Prótese é uma empresa 100% brasileira que produz, desenvolve

Leia mais

Prótese total de joelho de plataforma móvel

Prótese total de joelho de plataforma móvel Installation du patient Posicionamento do paciente O paciente é posicionado em posição de supino. Coloque duas almofadas: uma na lateral da coxa e uma sob o pé para dar referências ao posicionar o membro

Leia mais

Sistema de Prótese Total de Quadril Não Cimentada Self Locking

Sistema de Prótese Total de Quadril Não Cimentada Self Locking INSTRUÇÕES DE USO Sistema de Prótese Total de Quadril Não Cimentada Self Locking Fabricante, comércio e distribuição: Prosintese Indústria e Comércio de Produtos Médico Hospitalares Ltda Rua San José,

Leia mais

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto A U A UL LA Uso de ferramentas Um aprendiz de mecânico de manutenção verificou que uma máquina havia parado porque um parafuso com sextavado interno estava solto. Era preciso fixá-lo novamente para pôr

Leia mais

Brocas Escalonadas para Telhas Arcos de Pua Garra para Mandril de Arco de Pua Verrumas para Arco de Pua. Verrumas Manuais. Ferros de Pua Mathieson

Brocas Escalonadas para Telhas Arcos de Pua Garra para Mandril de Arco de Pua Verrumas para Arco de Pua. Verrumas Manuais. Ferros de Pua Mathieson Brocas para Madeira Brocas de 3 Pontas Brocas de 3 Pontas para Mourão Brocas para Fibrocimento e Mourão Brocas em Aço Cromo 46 47 48 48 Brocas Escalonadas para Telhas Arcos de Pua Garra para Mandril de

Leia mais

2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14

2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14 2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14 OBJETO: Registro de preços para aquisição de materiais específicos de cirurgia geral, urológica, vascular, ortopédica

Leia mais

Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia

Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia H-1000-0116-02-A Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia Fixações para CMM Fixações para inspeção visual Fixações para Equator Fixações especiais Fixações CMM Renishaw Fixações

Leia mais

Trocar 5mm c/ vedação universal Trocar 10mm c/ vedação universal. Trocar 12mm c/ vedação universal

Trocar 5mm c/ vedação universal Trocar 10mm c/ vedação universal. Trocar 12mm c/ vedação universal INSTRUÇÕES DE USO SINGLE USE CONCORD BLADELESS TROCAR TROCAR COM VEDAÇÃO UNIVERSAL PRODUTO ESTÉRIL SE A EMBALAGEM NÃO ESTIVER ABERTA OU DANIFICADA ESTERILIZADO POR RADIAÇÃO GAMA USO ÚNICO. PROIBIDO REPROCESSAR.

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO OPERACIONAL ITOPR 007- REV 01 Título: EMENDAS EM CORREIAS TRANSPORTADORAS CABO DE AÇO

INSTRUÇÃO DE TRABALHO OPERACIONAL ITOPR 007- REV 01 Título: EMENDAS EM CORREIAS TRANSPORTADORAS CABO DE AÇO 1- DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA: Catálogos Goodyear, Mercúrio, Contitech 2- MATERIAIS E FERRAMENTAS: 2.1) Materiais: IT Descrição 01 Borracha de ligação, cabos/cobertura 02 Borracha de cobertura inferior e

Leia mais

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT A R T I C U L A D O R Cirúrgico-MT s o l u ç õ e s i n t e l i g e n t e s MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1 - Introdução... 2 - Especificações técnicas... 3 - Conteúdo da embalagem... 4 - Instruções para

Leia mais

T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C

T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C CAGE CERVICAL com tecnologia de Âncoras ertebridge T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C CAGE CERVICAL Índice Abordagem cirúrgica e distração... Discectomia e medição

Leia mais

04 04 04 04 04 08 09 44 44 45 45 12.0 - QUESTIONÁRIO 46

04 04 04 04 04 08 09 44 44 45 45 12.0 - QUESTIONÁRIO 46 P10 12.0 - QUESTIONÁRIO 04 04 04 04 04 08 09 44 44 45 45 46 Fornecer instruções gerais sobre a instalação, operação e manutenção do equipamento, como também nas atividades que influenciam o bom desempenho

Leia mais

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas GUIA DO PACIENTE Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas Sistema de Estabilização Dinâmica Dynesys O Sistema Dynesys

Leia mais

Montagem de cabo coaxial digital

Montagem de cabo coaxial digital Montagem de cabo coaxial digital No Módulo 2 de nosso curso discutimos as vantagens e desvantagens de técnicas de montagem utilizando solda ou processo de crimpagem. Na ocasião, todos os presentes puderam

Leia mais

Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS

Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS Índice da seção Página Bielas Montagem da biela no pistão... 4 Verificação Instalação... 7 Remoção Torque... 8 Pistões Montagem do pistão na biela... 4 Verificação do desgaste

Leia mais

Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão

Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão O tipo de compressão gerada por um parafuso é designado compressão interfragmentária

Leia mais

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril.

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril. A UU L AL A Mandrilamento Nesta aula, você vai tomar contato com o processo de mandrilamento. Conhecerá os tipos de mandrilamento, as ferramentas de mandrilar e as características e funções das mandriladoras.

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL INSTRUÇÕES DE USO Nome Técnico: Nome Comercial: Kit Instrumental Kit Instrumental USS Fabricante: Distribuidor: Synthes Synthes Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 CH 4436 Oberdorf CH 4436 Oberdorf Switzerland

Leia mais

www.shoestringastronomy.com Modificação de MotorDrive Dual Axis Controller para porta adicional de Autoguider

www.shoestringastronomy.com Modificação de MotorDrive Dual Axis Controller para porta adicional de Autoguider www.shoestringastronomy.com Modificação de MotorDrive Dual Axis Controller para porta adicional de Autoguider Revisão 2.0 Copyright 2004, Shoestring Astronomy Foto 1 Foto 2 1 INTRODUÇÃO As montagens EQ

Leia mais

TERMO DE CONTRATO Nº 097/2014 AUTARQUIA HOSPITALAR MUNICIPAL MB OSTEOS COM. E IMP. DE MATERIAL MÉDICO LTDA

TERMO DE CONTRATO Nº 097/2014 AUTARQUIA HOSPITALAR MUNICIPAL MB OSTEOS COM. E IMP. DE MATERIAL MÉDICO LTDA TERMO DE CONTRATO Nº 097/2014 PREGÃO Nº: 025/2014 PROCESSO Nº: 2014-0.024.689-6 CONTRATANTE: AUTARQUIA HOSPITALAR MUNICIPAL CONTRATADA: MB OSTEOS COM. E IMP. DE MATERIAL MÉDICO LTDA CNPJ Nº: 58.850.728/0001-92

Leia mais

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela.

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela. Mete broca! Nesta aula, vamos estudar uma operação muito antiga. Os arqueólogos garantem que ela era usada há mais de 4000 anos no antigo Egito, para recortar blocos de pedra. Ela é tão comum que você

Leia mais

C-Plate PLACA CERVICAL ANTERIOR

C-Plate PLACA CERVICAL ANTERIOR T É C N I C A C I R Ú R G I C A C-Plate PLACA CERVICAL ANTERIOR T É C N I C A C I R Ú R G I C A C-Plate Índice pág. Passo 1 Passo 2 Passo 3 Passo 4 Passo 5 Passo 6 Opção Localização e preparação do segmento

Leia mais

Furação e Alargamento

Furação e Alargamento UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Furação e Alargamento DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem

Leia mais

Haste CLS Spotorno. Técnica Cirúrgica

Haste CLS Spotorno. Técnica Cirúrgica Haste CLS Spotorno Técnica Cirúrgica Técnica Cirúrgica Haste CLS Spotorno Índice Haste CLS Spotorno 4 Indicações para a Haste CLS Spotorno 5 Planeamento pré-operatório 10 Técnica Cirúrgica 12 Objecto

Leia mais

AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções

AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções ESTE MANUAL CONTÉM INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE MONTAGEM, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E SEGURANÇA REFERENTES AO AFIADOR ELÉTRICO DE BANCADA OREGON 511A. FAVOR LER

Leia mais

A SEGURANÇA DA ASSISTÊNCIA DO PACIENTE CIRÚRGICO: FLUXO DE OPME NORMAS E CONDUTAS

A SEGURANÇA DA ASSISTÊNCIA DO PACIENTE CIRÚRGICO: FLUXO DE OPME NORMAS E CONDUTAS 10º Congresso Brasileiro de Enfermagem en Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e ESterilização- 2011 A SEGURANÇA DA ASSISTÊNCIA DO PACIENTE CIRÚRGICO: FLUXO DE OPME NORMAS E CONDUTAS

Leia mais

Instalação do Sistema de Cabos para Distribuição de Dados

Instalação do Sistema de Cabos para Distribuição de Dados Instalação do Sistema de Cabos para Distribuição de Dados Visão geral O Sistema de Cabos de Distribuição de Dados proporciona um sistema de conexão de alta densidade entre racks para equipamentos de telecomunicação

Leia mais

Instrução de Uso. Nome Comercial: Sistema de Placa Volar Contours VPS-III

Instrução de Uso. Nome Comercial: Sistema de Placa Volar Contours VPS-III ORTHOFIX Brasil Ltda. Rua Alves Guimarães, 1216 Pinheiros - São Paulo - SP - CEP: 05410-002 CNPJ: 02 690.906 / 0001-00 Fone: 11-3087-2266/ Fax: 3087-2309 Email: orthofix@orthofix.com.br Site: www.orthofix.com.br

Leia mais

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas.

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas. Dobradoras NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) A NELA HAO é uma solução integrada econômica para clientes que estejam procurando por maior produtividade com chapas. As operações de perfuração

Leia mais

Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur

Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur Prof André Montillo Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur Fraturas Proximal do Fêmur: Anatomia: Elementos Ósseos Cabeça do Fêmur Trocanter Maior Colo

Leia mais

CATÁLOGO DE METROLOGIA

CATÁLOGO DE METROLOGIA CATÁLOGO DE METROLOGIA 1 PAQUÍMETRO PAQUÍMETRO UNIVERSAL PAQUÍMETRO UNIVERSAL (MD) capacidade LEITURA 141-112 0-150mm / 0-6 0,02mm / 0,001 141-113 0-150mm / 0-6 0,05mm / 1/128 141-114 0-200mm / 0-8 0,02mm

Leia mais

Prótese Parcial Removível

Prótese Parcial Removível Prótese Parcial Removível Objetivo: Reabilitar arcos parcialmente desdentados, devolvendo as funções estética, fonética e mastigatória, podendo ser removida tanto pelo profissional como pelo paciente,

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

Caminhões basculantes. Design PGRT

Caminhões basculantes. Design PGRT Informações gerais sobre caminhões basculantes Informações gerais sobre caminhões basculantes Os caminhões basculantes são considerados como uma carroceria sujeita à torção. Os caminhões basculantes são

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Corte Circular de Tecido 950C

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Corte Circular de Tecido 950C Manual de Instruções e Lista de Peças Máquina de Corte Circular de Tecido 950C 104A 104B Singer é uma marca registrada da The Singer Company Limited ou suas afiliadas. 2009 Copyright The Singer Company

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Sistema para Fixação Intramedular. Sistema para Fixação Intramedular para Fêmur com Bloqueio Misto. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3

INSTRUÇÕES DE USO. Sistema para Fixação Intramedular. Sistema para Fixação Intramedular para Fêmur com Bloqueio Misto. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 INSTRUÇÕES DE USO Nome Técnico: Nome Comercial: Sistema para Fixação Intramedular Fabricante: Distribuidor: Synthes GmbH Synthes GmbH Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 CH 4436 Oberdorf CH 4436 Oberdorf Switzerland

Leia mais

O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica.

O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica. O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica. Fábio Gonçalves 1 Resumo O objetivo deste estudo é apresentar um caso clínico

Leia mais

www.meccomeletronica.com página 1

www.meccomeletronica.com página 1 Nem só o padeiro faz roscas Furação A furação é um processo de usinagem que tem por objetivo a geração de furos, na maioria das vezes cilíndricos, em uma peça, através do movimento relativo de rotação

Leia mais

Sistema Trigen de Haste Semirrígida com Bloqueio Misto, - Aplicação Femoral

Sistema Trigen de Haste Semirrígida com Bloqueio Misto, - Aplicação Femoral Sistema Trigen de Haste Semirrígida com Bloqueio Misto, - Aplicação Femoral INFORMAÇÃO MÉDICA IMPORTANTE 1. A seleção apropriada de hastes intramedulares é essencial para o uso seguro e efetivo. Vide NOTAS,

Leia mais

Instruções de Instalação do Rack

Instruções de Instalação do Rack Instruções de Instalação do Rack Revise a documentação fornecida com o gabinete do rack para obter informações de segurança e cabeamento. Antes de instalar o servidor em um gabinete do rack, revise as

Leia mais

STOL CH 701. 7R3-1 Rear Skin. Note: Tanto o lado superior como o lado inferior do revestimento estão perpendiculares a dobra longitudinal.

STOL CH 701. 7R3-1 Rear Skin. Note: Tanto o lado superior como o lado inferior do revestimento estão perpendiculares a dobra longitudinal. 7R3-1 Rear Skin Note: Tanto o lado superior como o lado inferior do revestimento estão perpendiculares a dobra longitudinal. Manuseia o revestimento Com muita atenção e delicadeza. desta forma você evitará

Leia mais

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA 1 INTRODUÇÃO As Furadeiras de Base Magnética Merax caracterizam-se por serem robustas, porém leves e de fácil transporte. Utilizam qualquer tipo de broca, preferencialmente as brocas anulares. Trabalham

Leia mais

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor FIRUGA 1: CAIXA COM TAMPA 227 VISTA SUPERIOR 114 57 A 14 209 345 45 LENTE 46 171 PRÉ-FURO Ø5 53 VISTA LATERAL ESQUERDA Ø2 FURO PARA LACRE A VISTA FRONTAL MÍN. 10,5 15 LUVA W1/4 VISTA LATERAL DIREITA 48

Leia mais

PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º. Técnica Cirúrgica

PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º. Técnica Cirúrgica PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º Técnica Cirúrgica - 50.30 BCPP Tube Plate Placa Tubo BCPP - 135 o e 150 o Materiais Titânio - Ti 6Al 4V ELI ASTM

Leia mais

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316

Guia de montagem. Prolongamento de antena até 450 C. para VEGAPULS 62 e 68. Document ID: 38316 Guia de montagem Prolongamento de antena até 450 C para VEGAPULS 62 e 68 Document ID: 38316 Índice Índice 1 Para sua segurança 1.1 Pessoal autorizado... 3 1.2 Utilização conforme a finalidade... 3 1.3

Leia mais

Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação

Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação Cursos Longos (Deslizantes) Horizontais Atenção: Não seguir as instruções instalação pode resultar em falha séria Antes de iniciar o processo de instalação,

Leia mais