Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos"

Transcrição

1 MANUAL DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA & ADMINISTRATIVA Legislação Organizacional Ordenada Atualizado em novembro/2014

2 GP - Assessoria de Organização & Métodos Tânia Elisabet da Cunha Luciane dos Santos Nolasco Fialho Eliane Silva da Silva

3 Alteração da Constituição do Estado do RS SUMÁRIO - Emenda Constitucional (Estadual) n.º 22, de 23/12/97: incorpora o Tribunal de Alçada ao do Estado 7 Unificação da Segunda Instância do Poder Judiciário do Estado - Lei n.º , de 15/04/98: dispõe sobre a unificação da Segunda Instância do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul, com a extinção e subseqüente incorporação do Tribunal de Alçada pelo, com correlatas providências. 9 Organização dos Quadros de Pessoal dos Serviços Auxiliares do Tribunal de Justiça - Lei n.º , de 23/12/98: dispõe sobre os Serviços Auxiliares do do Estado; extingue, cria, transforma e altera denominações de cargos e funções; fixa atribuições; estabelece critérios para a avaliação do merecimento e dá outras providências 13 ANEXO I: Relação dos Cargos Efetivos (Incorporados e Declaração dos que ficam extintos) 27 ANEXO II: Especificações de Classe 29 - Cargos de Carreira 29 - Cargos Isolados 38 ANEXO III: Tabela de Transformação e Extinção à Medida que Vagar dos Cargos em Comissão e Funções Gratificadas 62 ANEXO IV: Atribuições Sintéticas dos Cargos em Comissão 67 ANEXO V: Tabela de Pagamento dos Cargos em Comissão e Funções Gratificadas 71 Composição e Competência dos Órgãos do - Resolução n.º 01/98, de 28/04/98: dispõe sobre a composição e competência dos órgão do 72 - Emenda Regimental nº 06/05, de 23/11/05: restabelece as Turmas de Julgamento na Seção Cível do 84 Regulamento dos Serviços Auxiliares do - Ato Regimental n.º 1/99, de 13/1/99: aprova o Regulamento que dispõe sobre a organização e funcionamento das unidades integrantes dos Serviços Auxiliares do do Estado e dá outras providências 87 ANEXO ao Ato Regimental nº 1/99, de 13/1/99 - Gabinete da Presidência 91 - Gabinete das Vice-Presidências Gabinete dos Desembargadores Corregedoria-Geral da Justiça Direção-Geral Direção Administrativa 106

4 - Direção Judiciária Direção Financeira Departamento de Informática Secretaria do Conselho da Magistratura Secretaria dos Órgãos Julgadores Secretaria das Comissões Atribuições das Chefias e Postos de Assessoramento Ato Regimental nº 01/01, de 18/04/01: atribui SIGLAS aos diversos órgão do 177 Centro de Estudos do - Emenda Regimental n.º 8/98, de 18/11/98: altera o artigo 4º do Regimento Interno do Tribunal de Justiça, incluindo o Centro de Estudos Resolução n.º 3/98, de 18/11/98: cria o Centro de Estudos do do RS Regimento Interno do Centro de Estudos do do RS 191 Memorial do Judiciário do Rio Grande do Sul - Portaria n.º 03/98-P, de 23/01/98: institui o Projeto Memória Portaria n.º 35/00-P, de 11/10/00: altera a denominação Projeto Memória para Centro de Memória do Judiciário Gaúcho Portaria n.º 01/02-P, de 09/01/02: altera a denominação para Memorial do Judiciário do Rio Grande do Sul Ato Regimental n.º 02/03, de 04/08/03: institui o Regulamento Interno do Memória do Judiciário do Rio Grande do Sul Ato Regimental nº 02/11-OE, de 13/05/11: inclui o Memorial do Judiciário do Rio Grande do Sul no Gabinete da Presidência (AR nº 01/99) 208 Efetividade dos Servidores do Poder Judiciário - Ato Regimental nº 04/01, de 26/6/01: dispõe sobre o controle da efetividade dos servidores dos Serviços Auxiliares do do Estado e dá outras providências Ordem de Serviço nº 02/01-P, de 26/6/01: regulamenta o AR 04/ Ordem de Serviço nº 04/01-P, de 03/7/01: regula o horário do servidores estudantes Ordem de Serviço nº 10/08-P, de 19/7/08: regulamenta o horário de expediente dos departamentos administrativos do (9h - 19h) Ordem de Serviço nº 14/08-P, de 15/10/08: complementa a regulamentação do horário de expediente Ordem de Serviço nº 01/09-P, de 09/3/09: horário de expediente dos setores jurisdicionais Ordem de Serviço nº 01/12-OE, de 14/2/12: unificação do horário de expediente do 1º e 2º Graus (9h - 18h) Ato nº 026/14-P, de 13/5/14: dispõe sobre a aplicação da Lei Complementar nº /94 e da Lei nº 5.256/66 aos servidores do Poder Judiciário 228

5 - Ordem de Serviço nº 007/14, de 13/5/14: dispõe sobre os procedimentos relativos ao controle da efetividade dos servidores estatutários do Poder Judiciário e regulamenta o Ato 026/14-P 231 Conciliação e Mediação no Poder Judiciário - Resolução nº 04/12-OE, de 09/4/12: institui o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e as Coordenadorias de Conciliação e Mediação de 1º e 2º Graus Resolução nº 05/12-OE, de 09/4/12: dispõe sobre os Conciliadores e Mediadores no âmbito das Centrais de Conciliação e Mediação do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul 243 ANEXOS E DEMAIS ATOS IMPORTANTES PARA O FUNCIONAMENTO DO TRIBUNAL DE JUSTICA - Ato n.º 06/99-P, de 22/11/99: fixa requisitos de provimento; estabelece e complementa atribuições das Funções Gratificadas/Cargos em Comissão dos Serviços Auxiliares do Ato n.º 01/00-P, de 12/01/00: estabelece procedimentos para substituição de servidores investidos em Cargo em Comissão ou Funções Gratificadas e dá outras providências Ordem de Serviço n.º 01/00-P, de 04/02/00: relação dos servidores (CCs e FGs) dispensados de bater o cartão-ponto Ato n.º 14/00-P, de 29/09/00: atribuições da Secretaria da Presidência e da Subsecretaria da Presidência (Secretaria do Pleno) Ato Regimental nº 03/02, de 10/04/02: regulamenta a avaliação do estágio probatório nos cargos do Quadro de Provimento Efetivo dos Serviços Auxiliares do Ato n.º 08/03-P, de 16/04/03: criação do NIJ - Núcleo de Inteligência do Poder Judiciário Lei n.º , de 30/08/05: Chefe de Gabinete de Imprensa e Relações Públicas, CCJA/FGA-11, fixa referencial e converte valores em vantagem de caráter individual, em decorrência da Lei nº , de 23 de dezembro de Ato nº 05/06-P, de 21/03/06: competências dos Serviços de Jurisprudência e de Pesquisa do Departamento de Biblioteca e de Jurisprudência Lei /08, de 14/01/08: incorpora definitivamente alguns CCs, que foram colocados em extinção à medida em que vagassem pela Lei Estadual nº , de 23 de dezembro de 1998, aos quadros de cargos em comissão e funções gratificadas dos Serviços Auxiliares do Ato nº 43/08-P, de 05/12/08: criação, composição e competência da Ouvidoria do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul Resolução 01/08, de 04/12/08: prorrogação da licença-maternidade no âmbito do Poder Judiciário Estadual Ato nº 15/09-P, de 14/04/09: estabelece as atribuições sintéticas e a escolaridade exigidas para a FG de Encarregado da Equipe de Oficiais de Justiça Lei nº /10: cria a função gratificada de Consultor de Qualidade, que passam a integrar o Anexo IV da Lei n.º , de 23 de dezembro de Ato Regimental nº 05/10, de 26/8/10: dispõe sobre a reserva de vagas para pessoas portadoras de deficiências físicas, mentais e sensoriais nos concursos públicos realizados para o provimento de cargos e empregos públicos no âmbito da Justiça de 1º e 2º Graus 276

6 - Ato Regimental nº 01/11-OE, de 29/4/11: cria o Centro de Ensino a Distância do Poder Judiciário e institui seu Regulamento Interno Ato nº 03/14-P: estabelece as atribuições sintéticas e a escolaridade das funções gratificadas de Assessor-Coordenador de Qualidade e de Encarregado de Depósito Ato Regimental nº 01/14: aprova e institui o novo Regulamento da Equipe de Segurança do do Estado do Rio Grande do Sul. 291 ORGANOGRAMA 303

7 Alteração da Constituição do Estado do RS EMENDA CONSTITUCIONAL N.º 22 A MESA DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, nos termos do inciso X do artigo 53 da Constituição do Estado e parágrafo único do artigo 203 do Regimento Interno, promulga a seguinte Emenda Constitucional: Art. 1º - O Tribunal de Alçada é incorporado ao do Estado. Art. 2º - O "caput" dos artigos 91 e 92; os incisos V alíneas a) e g), VII e XIII do artigo 95 e o artigo 102 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul passam a ter a seguinte redação: "Art São órgãos do Poder Judiciário do Estado: I - o ; II - o Tribunal Militar do Estado; III - os Juízes de Direito; IV - os Tribunais do Júri; V - os Conselhos de Justiça Militar; VI - os Juizados Especiais e de Pequenas Causas; VII - os Juízes Togados com Jurisdição limitada." "Art No será constituído órgão especial, com no mínimo de onze e o máximo de vinte e cinco membros, para exercício das atribuições administrativas e jurisdicionais de competência do Tribunal Pleno, exceto a eleição dos órgãos dirigentes do Tribunal." "Art V -... a) a alteração do número de seus membros e do Tribunal Militar; g) normas de processo e de procedimento, cível e penal, de competência legislativa concorrente do Estado, em especial as aplicáveis aos Juizados Especiais; VII - elaborar e encaminhar, depois de ouvir o Tribunal Militar do Estado, as propostas orçamentárias do Poder Judiciário, dentro dos limites estipulados conjuntamente com os demais Poderes, na lei de diretrizes orçamentárias. XIII - julgar, em grau de recurso, matéria cível e penal de sua competência." 7

8 "Art Os Juizados Especiais terão composição e competência definidos em lei." Art. 3º - Fica suprimida a Seção III do Capítulo III e revogados os artigos 96 e 97 da Constituição Estadual, renumerando-se as seções e os artigos remanescentes. Art. 4º - Os atuais cargos de Juiz de Alçada, com seus respectivos ocupantes, são transformados em cargos de Desembargador, mantida a classe de origem para efeito de composição do quinto Constitucional. Art. 5º - Enquanto não aprovados as leis ordinárias relativas a nova organização judiciária proposta, a estrutura até então vigente, constituída dos Tribunais de Justiça e Alçada, continuará a exercer suas atividades, sem solução de continuidade, na área das respectivas atribuições atuais. Parágrafo 1º - O Presidente do do Estado, no prazo de cento e oitenta dias da data da publicação desta emenda, encaminhará à Assembléia Legislativa, projeto de lei dispondo sobre a nova organização e funcionamento do do Estado. Parágrafo 2º - Os servidores públicos, lotados e em exercício no Tribunal de Alçada serão incorporados ao nos cargos e funções de igual padrão e nível, na forma da lei. Art. 6º - O parágrafo 5º do art. 104 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul passa a ter a seguinte redação: Art Parágrafo 5º - Os Juízes do Tribunal Militar do Estado terão vencimento, vantagens, direitos, garantias, prerrogativas e impedimentos iguais aos Desembargadores do. Art. 7º - Esta emenda constitucional entra em vigor na data de sua publicação, ressalvado o disposto no artigo 5º desta emenda. Art. 8º - Revogam-se as disposições em contrário. Deputado João Luiz Vargas, Presidente; Deputado José Gomes, 1º Vice-Presidente; Deputado Manoel Maria, 2º Vice-Presidente; Deputado Quintiliano Vieira, 1º Secretário; Deputado Edemar Vargas, 2º Secretário; Deputado Wilson Mânica, 3º Secretário; Deputado Bernardo de Souza, 4º Secretário. 8

9 Unificação da Segunda Instância do Poder Judiciário do Estado LEI N.º , DE 15 DE ABRIL DE Dispõe sobre a unificação da Segunda Instância do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul, com a extinção e subseqüente incorporação do Tribunal de Alçada pelo, com correlatas providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço saber, em cumprimento ao disposto no artigo 82, inciso IV, da Constituição do Estado, que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono e promulgo a Lei seguinte: Art. 1º - Ficam criados, no Poder Judiciário, setenta e dois (72) cargos de Desembargador, os quais serão providos pelo Órgão Especial do, mediante promoção dos atuais Juízes do Tribunal de Alçada, observada a classe de origem. Art. 2º - Ficam extintos o Tribunal de Alçada do Estado do Rio Grande do Sul e os respectivos cargos de Juiz, à medida que vagarem. Art. 3º - Ficam criadas as funções de 3º e 4º Vice-Presidentes 1. Art. 4º - Ficam criadas, no, dezessete (17) Câmaras, cuja composição e competência serão definidas na forma do artigo 6º. Art. 5º - Os Desembargadores não classificados em Câmaras Separadas exercerão as funções que lhes forem regimentalmente cometidas. Parágrafo único Não integram as Câmaras o Presidente, os Vice-Presidentes e o Corregedor-Geral da Justiça 2. Art. 6º - O, por seu Órgão Especial, editará resolução, disciplinando: I a composição e competência de seus Grupos e Câmaras; II a redistribuição, aos órgãos do, dos processos em curso no Tribunal de Alçada, mantidas, sempre que possível, as vinculações decorrentes da anterior distribuição a Relator ou Revisor. 1 Ver Lei nº , de 28/11/02, Art. 1º, que extinguiu as funções de 4º Vice-Presidente e Vice-Corregedor-Geral da Justiça. 2 Alterado pela Lei nº , de 28/11/02, Art. 9º. 9

10 Art. 7º - Todas as modificações decorrentes desta Lei serão implementadas sem solução de continuidade para o julgamento dos processos pendentes. Art. 8º - Os bens patrimoniais do Tribunal de Alçada passam a integrar o acervo do. Art. 9º - As verbas, dotações orçamentárias e previsões de despesas do Tribunal de Alçada serão alocadas ao orçamento do. Art. 10 Ficam alteradas as denominações da Seção II do Capítulo III do Título II e da Seção I do Capítulo IV do Título V da Lei n.º 7.356/80-COJE, bem como suprimidas quaisquer referências ao Tribunal de Alçada ou a Tribunais revogados os artigos 15, 16, 17, 22, 46, 47, 48, 49, 50, 51, 53, 56, 59, 63, 65, 66, 67 e 68, ficando suprimido, assim, todo o Capítulo IV, Sessão I do Título II. Os artigos 5º, 6º, 7º, 8º e seu parágrafo único, 14, 18, 19, 20, 21, 23, 31, caput, 35, 36 e 195, parágrafo sexto, todos do Código de Organização Judiciária do Estado do Rio Grande do Sul, passam a ter a seguinte redação: Art. 5º - São órgãos do Poder Judiciário do Estado, além dos que integram a Justiça Militar: I o ; II os Juízes de Direito; III os Tribunais do Júri; IV os Juizados Especiais; V os Pretores; VI os Juízes de Paz. Art. 6º - O é constituído de cento e vinte e cinco (125) Desembargadores, com sede na Capital e jurisdição no território do Estado. Um quinto dos lugares do Tribunal será preenchido por advogados e membros do Ministério Público, nos termos da Constituição Federal. Art. 7º - São órgãos do : I o Tribunal Pleno; II os Grupos de Câmaras Criminais e os Grupos de Câmaras Cíveis; III as Câmaras Separadas, Cíveis e Criminais e as Câmaras de Férias; IV a Presidência e as Vice-Presidências; V o Conselho da Magistratura; VI a Corregedoria-Geral de Justiça. Art. 8º - Divide-se o Tribunal em duas (2) Seções: Criminal e Cível. 10

11 Parágrafo único O funcionará, ordinária ou extraordinariamente, em Tribunal Pleno, Grupos Criminais, Grupos Cíveis e Câmaras Separadas, Cíveis e Criminais. Art. 14 A Seção Cível é constituída pelos Grupos Cíveis e pelas Câmaras Cíveis Separadas, designados por números ordinais. Art. 18 A Seção Criminal é constituída pelos Grupos Criminais e pelas Câmaras Criminais Separadas, designados por números ordinais. Art. 19 Os Grupos Criminais são formados por duas (2) Câmaras Criminais Separadas e, excepcionalmente, por três Câmaras. Parágrafo único Exige-se, para seu funcionamento, a presença de, no mínimo, sete (7) Julgadores, incluindo o Presidente. Art. 20 As sessões dos Grupos Criminais serão presididas por um dos Vice- Presidentes, substituído, em suas faltas ou impedimentos, pelo Desembargador mais antigo presente. Art. 21 Os Grupos Cíveis são formados por duas (2) Câmaras Cíveis Separadas e, excepcionalmente, por três Câmaras. Parágrafo único Exige-se a presença de, no mínimo, sete (7) Julgadores, incluindo o Presidente, para funcionamento dos Grupos Cíveis. Art. 23 As sessões dos Grupos Cíveis serão presididas por um dos Vice- Presidentes, substituído, em suas faltas ou impedimentos, pelo Desembargador mais antigo presente. Art. 31 Vagando o cargo de Presidente, assumirá o 1º Vice-Presidente, que completará o período presidencial. Dentro de dez (10) dias, a contar da vaga, realizar-se-á a eleição dos demais Vice-Presidentes. TÍTULO II CAPÍTULO III -... SEÇÃO II DAS VICE-PRESIDÊNCIAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Art. 35 A regra do artigo anterior, na ordem sucessiva, aplica-se ao 2º, 3º e 4º Vice-Presidentes. Art. 36 O 4º Vice-Presidente, nas faltas e impedimentos, será substituído pelo Desembargador mais antigo do Tribunal. Art. 90 Os Serviços Auxiliares da Justiça são constituídos pelos ofícios que integram o Foro Judicial e o Extrajudicial e, bem assim, o das Secretarias do. 11

12 Art. 93 A organização e classificação dos Serviços Auxiliares do Tribunal de Justiça são definidas nos respectivos Regimento Interno e Regulamentos. Art. 170 As sessões, as audiências e o expediente do regular-se-ão pelo Regimento Interno. Art. 177 No recinto do Tribunal e nas salas de audiência haverá lugares especiais destinados a servidores, partes, advogados e mais pessoas cujo comparecimento seja obrigatório. Art. 181 Nas audiências ou sessões do Tribunal, os juízes, os espectadores e as pessoas enumeradas no artigo anterior devem apresentar-se conveniente trajadas. TÍTULO V CAPÍTULO IV -... SEÇÃO I DAS FÉRIAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Art. 185 Os membros do gozarão férias coletivas de dois (2) a trinta e um (31) de janeiro e de dois (2) a trinta e um (31) de julho. Parágrafo único O iniciará e encerrará seus trabalhos, respectivamente, no primeiro e último dias úteis de cada período, com a realização de sessão. Art Parágrafo 6º - A correição parcial, antes de distribuída, será processada pelo Presidente do ou por um de seus Vice-Presidentes, que poderá exercer as seguintes atribuições do Relator: Art. 11 Os casos omissos serão resolvidos por resolução do Órgão Especial do, respeitados os princípios legais e constitucionais. Art Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art Revogam-se as disposições em contrário. PALÁCIO PIRATINI, em Porto Alegre, 15 de abril de CACILDO DE ANDRADE XAVIER, Governador do Estado, em exercício. 12

13 Organização dos Quadros de Pessoal dos Serviços Auxiliares do LEI N.º , DE 23 DE DEZEMBRO DE Dispõe sobre os Serviços Auxiliares do Tribunal de Justiça do Estado; extingue, cria, transforma e altera denominações de cargos e funções; fixa atribuições; estabelece critérios para a avaliação do merecimento e dá outras providências. TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os Serviços Auxiliares do do Estado são organizados pelos seguintes Quadros: I - Quadro de Cargos de Provimento Efetivo, constituído de cargos de carreira e cargos isolados; II - Quadro de Cargos em Comissão e Funções Gratificadas; III - Quadro de Emprego Público. TÍTULO II DA ESTRUTURA DOS QUADROS DE CARGOS, FUNÇÕES GRATIFICADAS E DE EMPREGO PÚBLICO CAPÍTULO I DO QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO Art. 2º - O Quadro de Cargos de Provimento Efetivo, incorporados os cargos não extintos constantes do ANEXO I da presente Lei, fica composto dos seguintes cargos de carreira e isolados: QTD. DE CARGOS DENOMINAÇÃO CLASSE CARGOS DE CARREIRA 50 Taquígrafo Forense P, Q, R 15 / 22 / 42 Analista de Sistemas 3 P, Q, R 05 / 13 Analista de Suporte 4 P, Q, R 3 Alterações: Lei , de 06/01/09, art. 1º; Lei , de 12/01/12, art. 1º. 4 Criado pela Lei , de 06/01/09, art. 2º; Alterações: Lei , de 12/01/12, art. 2º. 13

14 107 Oficial Superior Judiciário P, Q, R 388 / 403 / 407 / 297 / Oficial Superior Judiciário 5 M, N, O 32 Programador M, N, O 10 Técnico em Eletrônica M, N, O 22 Técnico em Informática M, N, O 57 Oficial de Transportes F, G, H 30 / 03 Auxiliar de Comunicações 6 E, F, G 23 Auxiliar de Secretaria B, C, D CARGOS ISOLADOS 02 Administrador R 03 / 05 Administrador de Banco de Dados 7 R 01 Arquiteto R 01 Assistente Social Judiciário R 11 Bibliotecário Pesquisador Judiciário R 01 Bioquímico Judiciário R 03 Enfermeiro Judiciário R 18 Médico Judiciário R 01 Nutricionista Judiciário R 09 Odontólogo Judiciário R 04 Psicólogo Judiciário R 68 / 36 Técnico Judiciário 8 R 16 Oficial de Justiça O 02 / 04 Arquivista 9 P 03 Historiógrafo 10 P 02 Desenhista M 02 Porteiro H 03 Auxiliar de Enfermagem 11 H 02 Oficial de Recepção G 09 Auxiliar de Saúde 12 H 162 / 179 Guarda de Segurança 13 H 18 Oficial Artífice F 13 / 01 Operador de Microinformática 14 F 5 Alterações: Lei , de 18/1/00, art. 4º; Lei , de 28/11/02, art. 4º, 1º; Lei , de 17/10/11, art. 17; Lei , de 15/7/13, art. 1º, III. 6 Alterações: Lei , de 20/12/05, art. 1º, I. 7 Criado pela Lei , de 06/01/09, art. 3º. Alterações: Lei , de 12/01/12, art. 3º. 8 Alterações: Lei , de 15/7/13, art. 1º, IV (extinção de 32 cargos vagos). 9 Criado pela Lei , de 19/12/05, art. 1º, II. Alterações: Lei , de 08/03/2012, cria mais 2 cargos de Arquivista, classe P. 10 Criado pela Lei , de 19/12/05, art. 1º, I. 11 Alterações: Lei , de 3/11/99, art. 1º. 12 Alterações: Lei , de 3/11/99, art. 1º. 13 Alterações: Lei , de 03/11/05, art. 1º; Lei , de 09/06/10, art. 1º. 14 Alterações: Lei , de 21/10/02, art

15 10 Auxiliar Artífice C 26 / 92 / 94 / 254 / 210 Auxiliar Judiciário 15 C 50 / 55 / 110 / 89 Auxiliar de Serviço 16 B 09 / 01 Serviçal 17 B 1º - A distribuição dos cargos de carreira por classe é a seguinte: N.º DE CARGOS DENOMINAÇÃO CLASSE 10 Taquígrafo Forense R 20 Taquígrafo Forense Q 20 Taquígrafo Forense P 04 / 05 / 08 Analista de Sistemas 18 R 04 / 07 / 12 Analista de Sistemas 19 Q 08 / 11 / 23 Analista de Sistemas 20 P 01 / 03 Analista de Suporte 21 R 01 / 04 Analista de Suporte 22 Q 05 / 18 Analista de Suporte 23 P 32 Oficial Superior Judiciário R 34 Oficial Superior Judiciário Q 41 Oficial Superior Judiciário P 79 Oficial Superior Judiciário O 118 Oficial Superior Judiciário N 191 / 206 / 210 Oficial Superior Judiciário 24 M 100 / 92 / Programador O 09 Programador N 18 Programador M 02 Técnico em Eletrônica O 03 Técnico em Eletrônica N 05 Técnico em Eletrônica M 15 Alterações: Lei , de 21/10/02, art. 25; Lei , de 19/12/05, art. 1º, III; Lei , de 20/12/05, art. 3º (cria 160 cargos); Lei , de 15/7/13, art. 1º, I (extinção de 44 cargos vagos). 16 Alterações: Lei , de 18/1/00, art. 3º, I, b ; Lei , de 20/12/05, art. 3º (cria 55 cargos); Lei , de 15/7/13, art. 1º, II (extinção de 21 cargos vagos). 17 Alterações: Lei , de 20/12/05, art. 1º, III. 18 Alterações: Lei , de 06/01/09, art. 1º, III; Lei , de 12/01/12, art. 1º, III. 19 Alterações: Lei , de 06/01/09, art. 1º, II; Lei , de 12/01/12, art. 1º, II. 20 Alterações: Lei , de 06/01/09, art. 1º, I; Lei , de 12/01/12, art. 1º, I. 21 Criado pela Lei , de 06/01/09, art. 2º III. Alterações: Lei , de 12/01/12, art. 2º, III. 22 Criado pela Lei , de 06/01/09, art. 2º II. Alterações: Lei , de 12/01/12, art. 2º, II. 23 Criado pela Lei , de 06/01/09, art. 2º I - atenção: ver único. Alterações: Lei , de 12/01/12, art. 2º, I - atenção: ver único. 24 Alterações: Lei , de 18/1/00, art. 3º, I, a ; Lei , de 28/11/02, art. 4º, II; Lei , de 17/10/11, art. 17. No período de 11/2009 a 10/2011, vagaram 8 cargos de OSJ (M), processando-se o disposto no único do art. 17: Os cargos de Oficial Superior Judiciário, Classe M, que vierem a vagar até a data da publicação desta Lei, serão considerados extintos, transferindo-se os respectivos quantitativos para os cargos de Técnico Judiciário e de Analista Judiciário. Lei , de 15/7/13, art. 1º, III (extinção de 13 OSJ/M vagos). 15

16 04 Técnico em Informática O 07 Técnico em Informática N 11 Técnico em Informática M 15 Oficial de Transportes H 16 Oficial de Transportes G 26 Oficial de Transportes F 06 / 03 Auxiliar de Comunicações 25 G 09 Auxiliar de Comunicações F 15 Auxiliar de Comunicações E 05 / 01 Auxiliar de Secretaria 26 D 07 Auxiliar de Secretaria C 11 Auxiliar de Secretaria B 2º - Na carreira de Oficial Superior Judiciário, para promoção de Classe O para P, somente poderão ser promovidos candidatos que comprovarem formação superior completa, em instituição de ensino oficial, conforme estabelecido no item instrução das Especificações de Classe do cargo. CAPÍTULO II DAS ESPECIFICAÇÕES DE CLASSE Art. 3º - Especificação de classe é a descrição dos cargos classificados à base de suas características laborativas, contendo o nome do cargo, a classe, a descrição sintética e analítica das atribuições, condições de trabalho, requisitos para provimento, ascensão por promoção quando for o caso, e outras características específicas. Art. 4º - As especificações de classe dos cargos, criados no artigo 2º, constituem o ANEXO II que faz parte integrante desta Lei. Art. 5º - As especificações de classe poderão ser alteradas por Ato da Presidência do, ouvido o Órgão Especial, no que se refere à descrição das atribuições analíticas, lotação e condição de trabalho. CAPÍTULO III DO APROVEITAMENTO Art. 6º - Aproveitamento, para os efeitos desta Lei, é a distribuição ex officio do pessoal efetivo nos cargos criados pelo artigo 2º, respeitados os direitos adquiridos. Art. 7º - O aproveitamento de que trata este Capítulo será efetuado no prazo de até 30 (trinta) dias contados da data de publicação desta Lei, de acordo com os seguintes critérios: I - os ocupantes dos cargos não extintos, constantes do ANEXO I, serão aproveitados nos cargos de idêntica denominação e classe criados no artigo 2º. 25 Alterações: Lei , de 20/12/05, art. 1º, I. 26 Alterações: Lei , de 20/12/05, art. 1º, II. 16

17 II - os ocupantes dos cargos de Assessor Jurídico e Servente, não abrangidos pelas disposições do inciso anterior, serão aproveitados da seguinte forma: 1) Assessor Jurídico, Classe R, em cargo de Técnico Judiciário, Classe R. 2) Servente, Classe B, em cargos de Auxiliar de Serviço, Classe B. Parágrafo Único - Não se considerará interrupção de exercício o interregno que se venha a verificar entre a data de publicação desta Lei e a do aproveitamento do pessoal. CAPÍTULO IV DO QUADRO DOS CARGOS EM COMISSÃO E FUNÇÕES GRATIFICADAS Art. 8º - Os atuais cargos em comissão e funções gratificadas criados pelas Leis n.ºs , de 19/06/78 e 7.148, de 19/06/78 e suas alterações, uma vez incorporados, ficam transformados, extintos ou extintos à medida em que vagarem, conforme estabelecido nas tabelas que constituem o ANEXO III da presente Lei. Art. 9º - Excepcionados os cargos extintos à medida em que vagarem, constantes do ANEXO III, o Quadro de Cargos em Comissão e Funções Gratificadas, já incluídos os cargos e funções transformados pelo artigo anterior, fica estruturado da seguinte forma: Nº CARGOS/ FUNÇÕES DENOMINAÇÃO CÓDIGO I - SECRETARIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA 01 Diretor-Geral Subdiretor Geral Administrativo Diretor Administrativo Subdiretor Geral Judiciário Diretor Judiciário Diretor Financeiro / 14 Diretor de Departamento Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Diretor do Departamento de Produção e de Suporte Assessor Técnico de Informática Assessor Técnico Financeiro Assessor Técnico Orçamentário Pesquisador Judiciário Chefe do Serviço Gráfico Alterações: Lei , de 14/01/08, art. 3º. 28 Alterações: Lei , de 14/01/08, art. 3º. 29 Alterações: Lei , de 14/01/08, art. 2º. 30 Alterações: Lei , de 10/11/05, art. 1º. 31 Criada pela Lei , de 12/01/12, art. 6º, I. 32 Criada pela Lei , de 12/01/12, art. 6º, II. 33 Criada pela Lei , de 12/01/12, art. 6º, III. 34 Criada pela Lei , 11/11/13, art. 1º, IX, a. 35 Criada pela Lei , 11/11/13, art. 1º, IX, b. 17

18 03 / 11 Consultor de Qualidade / 27 / 32 / 34 / 41 Chefe de Serviço Coordenador de Unidade Coordenador Coordenador do Arquivo Judicial Centralizado Assessor de Biblioteca Encarregado de Tesouraria / 16 / 15 Encarregado Revisor / 25 / 26/ 42 / 46 / 48 / 60 Chefe de Equipe Chefe de Equipe / 18 Chefe de Seção Chefe do Centro de Aperfeiçoamento e Desenvolvimento Chefe da Central de Correspondências Dirigente de Processo / 03 Dirigente de Processo Oficial de Gabinete I / 06 / 04 / 13 Chefe de Núcleo Chefe de Setor Encarregado da Creche Chefe de Grupo da Segurança Zelador de Prédio Encarregado da Equipe de Oficiais de Justiça Encarregado de Copa Encarregado de Depósito Criada pela Lei , de 19/07/10, Art. 1º ( único: Atribuições e Escolaridade). Lei , 11/11/13: art. 1º, I, b (cria 8 FGs). 37 Alterações: Lei , de 10/11/05, Art. 2º; Lei , de 12/01/12, Art. 6º, IV; Lei , 25/07/12, art. 1º, I. Lei , 11/11/13 - criação de 7 FGs: art. 1º - IV; V, a ; VI, a ; VII, a ; IX, c ; X. 38 Alterado pela Lei , de 23/11/04, Art. 1º. 39 Criado pela Lei , de 17/05/05, Art. 1º. 40 Alterações: Lei , de 20/12/05, Art. 4º. Lei , 11/11/13: transforma 1 FGs Enc. Revisor em 1 FGs Chefe Seção art. 3º, II ; 41 Alterações: Lei , de 20/12/05, Art. 4º; Lei , de 05/05/09, art. 1º; Lei , de 12/01/12, Art. 6º, V; Lei , 25/07/12, art. 1º, II. Lei , 11/11/13: art. 3º, I (transforma 2 FGs Chefe Núcleo em 2 FGs Chefe Equipe); art. 1º: III; VI, b ; VII, b ; VIII (cria 12 FGs). 42 Alterações: Lei nº , 11/11/13: art. 1º, IX, d (cria 1 FG); art. 3º, II (transforma 1 FGs Enc. Revisor em 1 FGs Chefe Seção); art. 3º, III (transforma 1 FGs Dir. Processo em 1 FGs Chefe Seção). 43 Alterações: Lei , 11/11/13: art. 3º, III (transforma 1 FGs Dir. Processo em 1 FGs Chefe Seção); 44 Alterações: Lei , 25/07/12, art. 1º, III. Lei , 11/11/13: art. 3º, I (transforma 2 FGs Chefe Núcleo em 2 FGs Chefe Equipe); art. 1º - VII, c ; XI; XII (cria 9 FGs ). 45 O Cargo de Encarregado de Creche (2.2.06) foi extinto pela Lei , de 19/12/03, do referido Quadro. 46 Criado pela Lei , de 08/04/09, art. 1º. Ato 15/09-P, de 14/04/09: atribuições sintéticas: elaborar o escalonamento dos oficiais de justiça para atendimento das sessões, audiências, plantão semanal e demais atividades; supervisionar a distribuição de mandados; organizar a escala de férias; e responder a ofícios; escolaridade: ensino médio completo ou equivalente. 47 Criado pela Lei , de 08/04/09, art. 1º. 48 Criada pela Lei , de 11/11/13, art. 1º, V, b. VER Ato 003/14-P, de 27/01/14: Atribuições e Escolaridade das FGs de Assessor- Coordenador de Qualidade e de Encarregado de Depósito. 18

Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos

Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos MANUAL DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA & ADMINISTRATIVA Legislação Organizacional Ordenada Atualizado em maio/2014 GP - Assessoria de Organização & Métodos Tânia Elisabet da Cunha Luciane dos Santos Nolasco

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos

Estado do Rio Grande do Sul P O D E R J U D I C I Á R I O Tribunal de Justiça GP Assessoria de Organização e Métodos MANUAL DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA & ADMINISTRATIVA Legislação Organizacional Ordenada Atualizado em setembro/2013 GP - Assessoria de Organização & Métodos Tânia Elisabet da Cunha Luciane dos Santos Nolasco

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.421, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (publicada no DOE nº 062, de 05 de abril de 2010 2ª edição) Institui a Carreira

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES imprensa FESSERGS Novo esboço de Plano de Carreira do Quadro-Geral(para substituir no MURAL) July 19, 2012 2:32 PM Projeto de Lei nº00/2012 Poder Executivo Reorganiza o Quadro

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.145, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. (publicada no DOE n.º 241, de 17 de dezembro de 2012) Extingue e cria cargos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.268, DE 22 DE OUTUBRO DE 2009. (publicada no DOE nº 204, de 23 de outubro de 2009) Estabelece Plano de Carreira

Leia mais

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011. LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.) Dispõe sobre o plano de cargos e carreira e remuneração dos servidores

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL L E I Nº 7.071/2015 Dispõe sobre a estrutura administrativa da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul e dá outras providências. O PREFEITO DE JARAGUÁ DO SUL, no uso das atribuições que lhe são conferidas,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2461/98. RENATO DELMAR MOLLING, Prefeito Municipal de Sapiranga, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais.

LEI MUNICIPAL Nº 2461/98. RENATO DELMAR MOLLING, Prefeito Municipal de Sapiranga, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais. LEI MUNICIPAL Nº 2461/98 Estabelece o Plano de Carreira, Remuneração do Magistério Público do Município, institui o respectivo quadro de cargos e dá outras providências. RENATO DELMAR MOLLING, Prefeito

Leia mais

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar.

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 518, DE 26 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Assessoria Jurídica Estadual, estrutura a Carreira e o Grupo Ocupacional dos titulares

Leia mais

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE Referente ao Projeto de Lei nº 0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4597, de 07/10/2009. Autor: Tribunal de Justiça do Estado do Amapá Altera

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 17/10/2013 13:46 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.165, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta o inciso I do art. 48 da Lei n o 6.450, de 14 de outubro

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Publicada D.O.E. Em 23.12.2003 LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Reestrutura o Plano de Carreira do Ministério Público do Estado da Bahia, instituído pela Lei nº 5.979, de 23 de setembro de 1990,

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC Institui o Plano de Desenvolvimento de Recursos Humanos criando o Quadro

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO Publicada no Boletim de Serviço de 30/03/2009 Publicada no e-dj1 de 30/03/2009 PODER JUDICIÁRIO 10.100.02 RESOLUÇÃO/PRESI 600-007 DE 13 DE MARÇO DE 2009 (*) Dispõe sobre o realinhamento administrativo

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.473, DE 21 DE JANEIRO DE 2014. (publicada no DOE n.º 015, de 22 de janeiro de 2014) Reestrutura o Quadro

Leia mais

Para efeito desta Lei:

Para efeito desta Lei: LEI ORDINARIA n 39/1993 de 17 de Dezembro de 1993 (Mural 17/12/1993) Estabelece o Plano de carreira do Magistério público do Município, institui o respectivo quadro de cargos e dá outras providências.

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI N.º 13.821 DE 25 DE OUTUBRO DE 2011. (publicada no DOE nº 206 de 26 de outubro de 2011) Cria o Quadro de Pessoal

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar Publicada no Diário Oficial do dia 07 de julho de 2011 Estabelece a Estrutura Administrativa do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe e do Ministério Público Especial; cria, modifica e extingue órgãos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art.1º _ O Conselho Nacional dos Direitos da Mulher CNDM, é órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa,

Leia mais

ATO REGIMENTAL N.º 01/99. 1

ATO REGIMENTAL N.º 01/99. 1 ATO REGIMENTAL N.º 01/99. 1 Aprova Regulamento que dispõe sobre a organização e funcionamento das unidades integrantes dos Serviços Auxiliares do do Estado e dá outras providências. O Presidente do do

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. RESOLUÇÃO CM nº 12/2014

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. RESOLUÇÃO CM nº 12/2014 RESOLUÇÃO CM nº 12/2014 Dispõe sobre o Concurso Público de provas ou provas e títulos para provimento de cargos efetivos do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro O CONSELHO DA MAGISTRATURA DO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA NATUREZA E MISSÃO

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA NATUREZA E MISSÃO Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA NATUREZA E MISSÃO Art. 1º O CENTRO BRASILEIRO DE PESQUISA EM AVALIAÇÃO E SELEÇÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.415, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (atualizada até a Lei n.º 14.301, de 12 setembro de 2013) Reorganiza o Quadro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001 41

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001 41 LEI Nº 549/2014 O PREFEITO MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA, ESTADO DA BAHIA, no gozo de suas atribuições legais, em conformidade com o Art. 87, inciso V, da Lei Orgânica Municipal, FAZ SABER que a Câmara Municipal

Leia mais

Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI

Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS - PCCS DOCENTE Piumhi- MG Fevereiro / 2011 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES....03 CAPÍTULO II - DO QUADRO

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ 1 LEI Nº 2.879, DE 03 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre a estruturação do Plano de Cargos e Salários dos Servidores do Município de Arapongas, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAPONGAS, ESTADO

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL LEI Nº 5.106, DE 3 DE MAIO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências.

Leia mais

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88

R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88 R E S O L U Ç Ã O Nº 002/88 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA UFPI Aprova o Regimento do Conselho de Administração da UFPI. O Reitor da Universidade Federal do Piauí e Presidente do Conselho de Administração,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 149/2014 Poder Judiciário

PROJETO DE LEI Nº 149/2014 Poder Judiciário DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, sexta-feira, 13 de junho de 2014. PRO 1 PROJETO DE LEI Nº 149/2014 Poder Judiciário Extingue e cria cargos e funções, no âmbito da Justiça de 1º Grau,

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA UNIFEBE Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 36/14, de 10/12/14. CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010.

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010. TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010. Dispõe sobre os procedimentos para publicação de documentos na Biblioteca Digital do Tribunal Superior do Trabalho

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 Estabelece normas de organização e de apresentação dos relatórios de gestão e das peças complementares que constituirão os processos de contas

Leia mais

ATENÇÃO! OS GRIFOS EM AZUL CORRESPONDEM ÀS NOVAS REDAÇÕES SUGERIDAS PELA APROJUS E/OU ACRÉSCIMOS NO TEXTO ORIGINAL. Capítulo I. Das Disposições Gerais

ATENÇÃO! OS GRIFOS EM AZUL CORRESPONDEM ÀS NOVAS REDAÇÕES SUGERIDAS PELA APROJUS E/OU ACRÉSCIMOS NO TEXTO ORIGINAL. Capítulo I. Das Disposições Gerais Dispõe sobre as Carreiras dos Servidores do Quadro de Pessoal de Provimento Efetivo dos Serviços Auxiliares do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, fixa valores de vencimento básico; cria

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30 de junho de 2011, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 16 e pelo

Leia mais

LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007

LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007 LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007 Altera a Lei nº 8.977, de 12 de janeiro de 2004, que dispõe sobre o Plano de Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia, e dá outras

Leia mais

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 Reestrutura as carreiras de Analista Universitário e Técnico Universitário, integrantes do Grupo Ocupacional Técnico- Específico, criado pela Lei nº 8.889, de 01

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013.

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. Dispõe sobre o curso oficial para ingresso, o curso de formação

Leia mais

LEI Nº 6.614, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1994 - D.O. 29.12.94.

LEI Nº 6.614, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1994 - D.O. 29.12.94. LEI Nº 6.614, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1994 - D.O. 29.12.94. Autor: Poder Judiciário Dispõe sobre o Quadro de Pessoal do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso, estabelece diretrizes para a classificação

Leia mais

LEI Nº 15.608, DE 28 DE JUNHO DE

LEI Nº 15.608, DE 28 DE JUNHO DE PUBLICADO DOC 29/06/2012, p. 1, 3 c. 3-4, todas LEI Nº 15.608, DE 28 DE JUNHO DE 2012 (Projeto de Lei nº 595/11, do Executivo) Dispõe sobre a criação do Arquivo Histórico de São Paulo, na Secretaria Municipal

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais LEI 15304 2004 Data: 11/08/2004 REESTRUTURA A CARREIRA DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL E INSTITUI A CARREIRA DE AUDITOR INTERNO DO PODER EXECUTO. Reestrutura a carreira de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FACULDADE DE MATEMÁTICA, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES, UFPA.

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 431, DE 1º DE JULHO DE 2010

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 431, DE 1º DE JULHO DE 2010 RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 431, DE 1º DE JULHO DE 2010 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Vencimentos e institui o Grupo Ocupacional dos Servidores da Procuradoria Geral do Estado do Rio Grande

Leia mais

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011 REGIMENTO DO INSTITUTO ALBERTO LUIZ COIMBRA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DE ENGENHARIA (COPPE) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Aprovado por unanimidade pelo Conselho Deliberativo da COPPE em

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.073, DE 3 DE JANEIRO DE 2002. Regulamenta a Lei n o 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional

Leia mais

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE Referente ao Projeto de Lei Complementar n. º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE 2007. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4073, de 20.08.07 Autor: Deputado Jorge Amanajás Autoriza

Leia mais

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5 SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 L E I N 8.037, DE 5 DE SETEMBRO DE 2014 Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Pará e dá outras providências.

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO I DO PODER LEGISLATIVO Seção II Das Atribuições do Congresso Nacional Art. 49. É da competência exclusiva

Leia mais

PORTARIA-CONJUNTA Nº 85/2006

PORTARIA-CONJUNTA Nº 85/2006 Publicação:20/09/06 PORTARIA-CONJUNTA Nº 85/2006 Regulamenta a avaliação especial de desempenho do servidor em estágio probatório no âmbito da Secretaria do Tribunal de Justiça e da Justiça de Primeira

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES

REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Os Conselhos Tutelares, órgãos permanentes e autônomos, não-jurisdicionais,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre a celebração de convênios entre os Creas e as entidades de classe e as instituições de ensino e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos LEI N. 2.265, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Estabelece nova estrutura de carreira para os servidores públicos estaduais da Secretaria de Estado da Fazenda SEFAZ. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO

Leia mais

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por ATO Nº 73/2003 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, tendo em vista deliberação deste Tribunal em sessão de 22.7.03, R E S O L V E

Leia mais

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA PJ-28 a PJ-50 Provimento: Concurso Público ATRIBUIÇÕES ATUAIS PREVISTAS NA RESOLUÇÃO 367/2001 NOVAS ATRIBUIÇÕES PROPOSTAS PLEO TJMG * QUALIFICAÇÃO EXIGIDA

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 Dispõe sobre o registro e controle da freqüência dos servidores do Poder Judiciário. PUBLICADO NO DIÁRIO DO PODER JUDICIÁRIO NO DIA 24 DE AGOSTO DE 2009. A PRESIDENTE DO

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

Subseção I Disposição Geral

Subseção I Disposição Geral Subseção I Disposição Geral Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de: I - emendas à Constituição; II - leis complementares; III - leis ordinárias; IV - leis delegadas; V - medidas provisórias;

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma dos Anexos I e II a esta Portaria, o Regulamento de Promoções da Carreira de Procurador do Banco Central do Brasil.

Art. 1º Fica aprovado, na forma dos Anexos I e II a esta Portaria, o Regulamento de Promoções da Carreira de Procurador do Banco Central do Brasil. BANCO CENTRAL DO BRASIL PORTARIA Nº 51.745, DE 2 DE JULHO DE 2009 O Presidente do Banco Central do Brasil, no uso de suas atribuições, com fundamento no art. 7º-A, 4º, da Lei nº 9.650, de 27 de maio de

Leia mais

DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS

DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS DECRETO Nº 4.073, DE 3 DE JANEIRO DE 2002 Regulamenta a Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 38/2013/Consup Florianópolis, 07 de outubro de 2013.

RESOLUÇÃO Nº 38/2013/Consup Florianópolis, 07 de outubro de 2013. RESOLUÇÃO Nº 38/2013/Consup Florianópolis, 07 de outubro de 2013. A PRESIDENTE DO DO IF-SC no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo Decreto de 15/12/2011, publicado no DOU de 16/12/2011 e atendendo

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Dispõe sobre a implantação do Quadro Único de Cargos Efetivos e do Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul, e dá outras providências.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº27/2008 18 DE MARÇO DE 2008. (ALTERADA pela LEI COMPLEMENTAR Nº37, de 17/02/2011)

LEI COMPLEMENTAR Nº27/2008 18 DE MARÇO DE 2008. (ALTERADA pela LEI COMPLEMENTAR Nº37, de 17/02/2011) LEI COMPLEMENTAR Nº27/2008 18 DE MARÇO DE 2008 (ALTERADA pela LEI COMPLEMENTAR Nº37, de 17/02/2011) Consolida a legislação da estrutura administrativa e de recursos humanos no âmbito do Poder Legislativo

Leia mais

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas suas autarquias

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 521/2007

RESOLUÇÃO Nº 521/2007 Publicação: 10/01/07 (*) Retificação: 30/03/07 RESOLUÇÃO Nº 521/2007 Revoga a Resolução nº 401/2002 e passa a dispor sobre a estrutura organizacional e o regulamento da Escola Judicial Desembargador Edésio

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909 LEI COMPLEMENTAR NÚMERO 015, de 10 de novembro de 2011. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Profissionais da Educação Básica do Município de Sabará, estabelece normas de enquadramento,

Leia mais

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006.

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Dispõe sobre a Estrutura Administrativa e institui organograma da Câmara Municipal de Uruguaiana e dá outras providências. Faço saber,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO. Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO

CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO. Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO Art. 1.º O Conselho Nacional do Trabalho, com sede na Capital da República e jurisdição em todo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2010

RESOLUÇÃO Nº 001/2010 RESOLUÇÃO Nº 001/2010 ALTERA O REGIMENTO INTERNO DA OUVIDORIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS. O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, no uso das atribuições conferidas pelo artigo 18, inciso XVII,

Leia mais

LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007

LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007 LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007 DISPÕE sobre a SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA SSP, definindo suas finalidades, competências e estrutura organizacional, fixando o seu quadro de cargos

Leia mais

LEI Nº 11.408, DE 3 DE JANEIRO DE 2013.

LEI Nº 11.408, DE 3 DE JANEIRO DE 2013. LEI Nº 11.408, DE 3 DE JANEIRO DE 2013. Altera o art. 20 e o art. 20-A, caput, als. a e b do inc. I, als. a e b do inc. II e 2º, e revoga as als. c e d do inc. II do art. 20-A da Lei nº 5.811, de 8 de

Leia mais

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 1 TJ/ES, DE 16 DE DEZEMBRO

Leia mais

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro LEI COMPLEMENTAR Nº 442, de 13 de maio de 2009 Procedência Governamental Natureza PLC/0006.2/2009 DO. 18.604 de 14/05/2009 *Alterada pela LC 534/11 *Ver Lei LC 534/11 (art. 72) *Regulamentada pelo Dec.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO nº483/2009 Data da Norma: 04/03/2009 Órgão expedidor: ÓRGÃO ESPECIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Fonte: DJE de 22/06/2009, p. 1-77 Ementa: Cria o Programa de Gestão de Documentos Arquivísticos do

Leia mais

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional;

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional; (*) Os textos contidos nesta base de dados têm caráter meramente informativo. Somente os publicados no Diário Oficial estão aptos à produção de efeitos legais. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL DECRETO Nº 10.609,

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 2.252, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. Publicado no Diário Oficial nº 3.039 Institui o Quadro de Servidores Auxiliares da Defensoria Pública do Estado do Tocantins e o respectivo Plano de Cargos, Carreira

Leia mais

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG.

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG. RESOLUÇÃO Nº 023/2011, DE 28 DE ABRIL DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC LEI COMPLEMENTAR Nº 034, de 13 de dezembro de 2005. Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos do Pessoal do Poder Legislativo do Município de Bombinhas e dá outras providências.. Júlio César Ribeiro,

Leia mais

LEI Nº 707/2003 DE 06 DE MARÇO DE 2003

LEI Nº 707/2003 DE 06 DE MARÇO DE 2003 LEI Nº 707/2003 DE 06 DE MARÇO DE 2003 Estabelece o Plano de Carreira do Magistério Público do Município, institui o respectivo quadro de cargos, e dá outras providências. JOÃO RUDEMAR DA COSTA, Prefeito

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA REMUNERATÓRIA BÁSICA PCS dos servidores comissionados PCS dos servidores efetivos (quadro geral) PCS dos servidores do magistério SERVIDORES

Leia mais

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica PORTARIA Nº 01, de 15 de janeiro de 2007. Estabelece critérios visando à convocação para contratação de pessoal, por excepcional interesse público, na composição do Quadro de Pessoal das Unidades Municipais

Leia mais

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE, no uso de suas atribuições e considerando o que consta do Processo,

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE, no uso de suas atribuições e considerando o que consta do Processo, Anteprojeto de RESOLUÇÃO Nº. Considerando a acelerada expansão verificada no ICHF nos últimos anos, por conta da expansão do numero de cursos de graduação, pós-graduação stricto e lato sensu Considerando

Leia mais

CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA LEI Nº 3.156, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005. Estabelece a estrutura administrativa e organiza o Quadro de Pessoal dos Serviços Auxiliares da Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul. seguinte Lei:

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011)

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Formato de impressão: Simplificado Detalhado Texto da norma

Formato de impressão: Simplificado Detalhado Texto da norma Legislação Formato de impressão: Simplificado Detalhado Texto da norma Imprimir Informações Gerais Matéria : Estadual Tipo da Norma : RESOLUÇÃO Número da Norma : 524 Data da Norma : 14/04/2010 Órgão Expedidor

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRANGUINHO

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRANGUINHO RESOLUÇÃO N 57 /2013 Altera a Resolução 015, de 05 de outubro de 2004, cria cargo de provimento efetivo no quadro de pessoal do Poder Legislativo de Piranguinho (MG) e dá outras providencias. A Câmara

Leia mais

Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999

Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999 Lei 7645 de 12 de Fevereiro de 1999 INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA ÁREA DE ATIVIDADES DE TRIBUTAÇÃO, ESTABELECE A RESPECTIVA TABELA DE VENCIMENTO E DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL 2 CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º O Comitê de Ética em Pesquisa, multidisciplinar, é um órgão colegiado, instituído através da Portaria n.03/2008,

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*)

R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*) REPUBLICAÇÃO ATOS DO CONGRESSO NACIONAL R E S O L U Ç Ã O Nº 1, DE 2002-CN(*) Faço saber que o Congresso Nacional aprovou, e eu, Ramez Tebet, Presidente do Senado Federal, nos termos do parágrafo único

Leia mais