PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015."

Transcrição

1 PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE Atualiza o macroprocesso da fase de Gestão de Contratos de Tecnologia da Informação e Comunicações, instituído no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região pela Portaria nº 1.998/2015. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que o Tribunal está implantando práticas que favorecem a governança da Tecnologia da Informação; CONSIDERANDO os princípios constitucionais e administrativos da eficiência, eficácia e economicidade constantes do art. 37 da Constituição Federal, bem como o disposto na Lei nº 8.666/1993; CONSIDERANDO a expressiva parcela de dotação orçamentária destinada à aquisição de bens e serviços de Tecnologia da Informação e Comunicações; CONSIDERANDO as recomendações contidas no Acórdão nº 381/2011 Plenário, do Tribunal de Contas da União, a dispor sobre o aperfeiçoamento do processo de contratação de soluções de Tecnologia da Informação; CONSIDERANDO o disposto no inciso II do art. 22 da Resolução CNJ nº 182/2013, a estabelecer que os Tribunais normatizem seus respectivos processos de trabalho e de gestão das contratações de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicações; CONSIDERANDO o constante do expediente administrativo nº (PA), RESOLVE: Art. 1º Atualizar o macroprocesso da fase de gestão das contratações de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicações, instituído no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região pela Portaria nº 1.998/2015. Parágrafo único. O presente macroprocesso baseia-se nas seguintes referências: I Resolução CNJ nº 182/2013, que dispõe sobre as diretrizes para as contratações de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicações pelos órgãos submetidos ao controle administrativo e financeiro do Conselho Nacional de Justiça;

2 II Instrução Normativa nº 4/2014, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a qual dispõe sobre o processo de contratação de soluções de Tecnologia da Informação pelos órgãos integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação e Informática (SISP) do Poder Executivo Federal; III Manual de gestão e fiscalização de contratos administrativos deste Tribunal, publicado em janeiro de Art. 2º Os papéis desempenhados pelos servidores envolvidos na execução do macroprocesso estão descritos no Anexo 1 da presente Portaria. Art. 3º A execução do macroprocesso contempla as seguintes etapas: Iniciar Gestão, Monitorar Disponibilidade, Emitir Chamado, Acompanhar a Execução do Chamado, Emitir Ordem de Serviço, Acompanhar a Execução da Ordem de Serviço, Verificar os Níveis Mínimos de Serviço, Receber Provisoriamente, Avaliar o Objeto quanto aos Requisitos da Contratação, Conferir Notra Fiscal, Lavrar Termo de Recebimento Definitivo, Atestar Nota Fiscal, Encaminhar para Pagamento. Parágrafo único. As etapas referidas no caput estão detalhadas no Anexo 2 da presente Portaria. Art. 4º Os modelos de documentos e a descrição das ferramentas a serem utilizadas pelos responsáveis pelas etapas previstas no macroprocesso estão disponibilizados nos Anexos 3 e 4 da presente Portaria, respectivamente. Art. 5º O desenho do macroprocesso está documentado no Anexo 5 desta Portaria. Art. 6º O macroprocesso será revisado a cada 2 anos ou em menor prazo, quando necessário. Art. 7º Revogam-se a Portaria nº 1.998/2015 e as demais disposições em contrário. Art. 8º A presente Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

3 ANEXO 1 PAPÉIS DESEMPENHADOS PELOS SERVIDORES ENVOLVIDOS NA EXECUÇÃO DO MACROPROCESSO Gestor do Contrato Fiscal técnico Fiscal requisitante Fiscal administrativo Responsável pelo Recebimento de Bens Contratada Responsável por todas as etapas da gestão do contrato e ateste de serviços e materiais. Responsável por monitorar níveis de serviço, emitir chamados/ordens de serviço, acompanhar tecnicamente a execução do objeto e avaliar o cumprimento dos requisitos técnicos da contratação. Responsável por emitir chamados/ordens de serviço, acompanhar a execução do objeto e avaliar o cumprimento dos requisitos de negócio da contratação. Responsável por reunir informações dos fiscais técnico e requisitante para conferência do cumprimento das exigências técnicas, de negócio e administrativas da contratação, conferir níveis mínimos de serviço, conferir e encaminhar notas fiscais para pagamento. Responsável pelo recebimento de materiais e softwares em caráter provisório (quantitativo) e definitivo (atendimento aos requisitos da contratação). O recebimento provisório pode ser desempenhado por um representante da Setic, por um representante da Seção de Cadastramento de Bens/Seção de Almoxarifado ou da unidade em que o objeto será entregue. O recebimento definitivo será realizado pelo gestor do contrato e/ou por uma comissão designada para tal finalidade. Empresa ou profissional contratado pelo Tribunal para a execução do objeto.

4 ANEXO 2 DETALHAMENTO DAS ETAPAS Modelo de documento Observação 1. Iniciar Gestão Realizar reunião inicial com a contratada para esclarecer os detalhes do objeto a ser executado, os papéis e as responsabilidades. Gestor do contrato, Fiscais do contrato, Contratada Contrato, Edital de Licitação Registro de Reunião Reunir Enviar registro de reunião Registro de reunião Organizar e promover a reunião de início de contrato do objeto Enviar a todos os participantes e demais interessados com os assuntos tratados na reunião inicial, fixando um prazo para solicitação de alterações Em contratos com gestão simplificada, a reunião poderá ser substituída por um com as informações do contrato. 2. Monitorar Disponibilidade Verificar os níveis de disponibilidade dos serviços prestados e comparar os resultados com os requisitos estipulados no contrato. Fiscal Técnico Contrato, Dados de monitoramento e de Gestão de serviços Relatório de disponibilidade Monitorar Monitorar a disponibilidade dos serviços Ferramentas Solução de Monitoramento de Infraestrutura, Sistema de Gestão de Serviços de TIC Ferramentas 3. Emitir Chamado Abrir chamado junto à contratada para execução de serviços estipulados no contrato. Fiscal Técnico/Requisitante Problema técnico detectado, necessidade prevista no contrato Registro do chamado Abrir chamado Abrir o chamado junto à contratada conforme mecanismos definidos no contrato (por telefone, , integração de sistemas, aplicativo web, ), registrando-o no sistema próprio. Sistema de Gestão de Serviços, , telefone, internet, planilhas.

5 4. Acompanhar a Execução do Chamado Acompanhar a execução do serviço previsto no chamado. Fiscal Técnico/Requisitante Registro do chamado Registro das ocorrências do chamado Acompanhar a execução Registrar ocorrências Absorver conhecimento Verificar a execução do serviço demandado, acompanhando os técnicos da contratada, quando necessário. Registrar as datas e horários de início de atendimento, conclusão e demais prazos. Registrar não conformidades na execução do serviço. Absorver o conhecimento gerado na execução do serviço, quando aplicável. Modelo de Documento Observação 5. Emitir Ordem de Serviço Emitir ordem para a execução de serviço, conforme previsto no contrato. Fiscal Técnico/Requisitante Escopo do serviço a ser executado Ordem de serviço emitida Emitir Ordem de Serviço Ordem de Serviço Enviar ordem de serviço, descrevendo detalhadamente o escopo, prazo, custo, datas, entregas e demais informações definidas no contrato. Nos contratos em que as entregas forem definidas por cronograma prévio, este substituirá as ordens de serviços. 6. Acompanhar a Execução da Ordem de Serviço Acompanhar a execução do serviço previsto Fiscal Técnico/Requisitante Ordem de Serviço Registro das ocorrências da ordem de serviço Acompanhar a execução Registrar ocorrências Absorver conhecimento Verificar a execução do serviço demandado, acompanhando os técnicos da contratada, quando necessário. Registrar as datas e horários de início de atendimento, conclusão e demais prazos. Registrar não conformidades na execução do serviço. Absorver o conhecimento gerado na execução do serviço, quando aplicável.

6 Ferramentas 7. Verificar os Níveis Mínimos de Serviço Verificar se o serviço executado atendeu os níveis mínimos contratados Fiscal Administrativo Contrato, ordens de serviço, registros de chamados, relatórios Comunicação à contratada de eventuais descontos por descumprimento dos níveis de serviço. Encaminhamento de sanções administrativas quando cabíveis. Conferir relatórios Calcular valores Encaminhar sanções Planilhas de controle Conferir ordens de serviço, registros de chamados e relatórios emitidos pela contratada e/ou pelo Tribunal, conforme o caso. Calcular valores a serem faturados, de acordo com a natureza do contrato, e eventuais descontos aplicáveis, informando à contratada. Apontar não conformidades passíveis de aplicação de sanções à área competente do Tribunal. 8. Receber Provisoriamente Efetuar o recebimento provisório de materiais, softwares e serviços associados. Responsável pelo recebimento de bens Nota fiscal, material e/ou software Recibo atestando a entrega quantitativa de material e/ou software adquirido. Verificar quantitativo Assinar recibo de entrega Contar as quantidades entregues. Assinar o recibo de entrega, apontando eventuais não conformidades. 9. Avaliar o Objeto quanto aos Requisitos da Contratação Avaliar se o material/software entregue está de acordo com as especificações técnicas previstas na contratação. Fiscal Técnico/Requisitante Edital, proposta da contratada, material/software Informação sobre atendimento dos requisitos Conferir especificação técnica Emitir informação Conferir se o material/software recebido possui as especificações técnicas constantes na contratação. Essa conferência pode ser realizada sobre uma amostra do material adquirido. Emitir informação atestando se a especificação confere. Dependendo da natureza da contratação, a informação poderá ser prestada por meio de memorando, ou ateste na nota fiscal. Caso o material/software não esteja de acordo com a especificação, entrar em contato com a empresa para que adote a ação necessária.

7 Ferramentas 10. Conferir Nota Fiscal Conferir os dados da nota fiscal Fiscal Administrativo Nota fiscal, processo administrativo Nota fiscal conferida Conferir Conferir os dados da nota fiscal como: valor, descrição dos serviços e/ou materiais, CNPJ, nota de empenho. Caso a Nota Fiscal apresente problemas, encaminhá-la para correção. Planilhas de controle, Sistema de Compras, Sistema de Processo Administrativo Eletrônico Modelo de Documento Observação 11. Lavrar Termo de Recebimento Definitivo Realizar o recebimento definitivo do material e/ou software Responsável pelo Recebimento de Bens Nota fiscal, contrato, edital, informação sobre atendimento dos requisitos Termo de Recebimento Definitivo Elaborar o termo de recebimento definitivo Colher assinaturas Termo de Recebimento Definitivo Elaborar o termo de recebimento, informando dados como: dados da contratação, descrição dos itens recebidos, datas de recebimento, número de notas fiscais de entrega. Colher as assinaturas dos responsáveis pelo recebimento. Nas compras diretas, o Termo de Recebimento Definitivo poderá ser substituído por ateste na nota fiscal. Modelo de Documento Ferramentas Atestar a nota fiscal Gestor do Contrato 12. Atestar a Nota Fiscal Nota fiscal, processo administrativo Ateste da nota fiscal Firmar ateste Fimar ateste da nota fiscal e documentação referente à fiscalização do contrato. Ateste de Serviço e Ateste de Entrega de Material Sistema de Processo Administrativo Eletrônico

8 Ferramenta 13. Encaminhar para Pagamento Encaminhar a nota fiscal para pagamento Fiscal Administrativo Nota fiscal, processo administrativo Nota fiscal encaminhada para pagamento Encaminhar Pagamento Encaminhar o Processo Administrativo para a Seção de Liquidação Sistema de Processo Administrativo Eletrônico

9 ANEXO 3 MODELOS DE DOCUMENTOS MODELO DE ATA DE REUNIÃO ATA DE REUNIÃO COM [NOME DA EMPRESA] Identificação Data e hora Local Pauta Participantes Assuntos Abordados Ações Identificadas da Ação Responsável Próxima Reunião Data e hora Local

10 MODELO DE ORDEM DE SERVIÇO ORDEM DE SERVIÇO DE SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES Identificador Requisitante Emissão Projeto Sigla Contratada Contrato Item Produto /Serviço Métrica e Quantidade Valor Total do serviço Data prevista de início Data prevista de entrega Data de entrega

11 MODELO DE ATESTE DE SERVIÇOS PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO ATESTE DE SERVIÇO PROCESSO nº ATESTO para os devidos fins que os serviços de que tratam a nota fiscal, de / /, da empresa, foram efetivamente prestados em / /, conforme contratação deste Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região/RS. Em de de. Responsável pelo Ateste Cargo

12 MODELO DE ATESTE DE RECEBIMENTO DE MATERIAL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO ATESTE DE RECEBIMENTO DE MATERIAL PROCESSO nº ATESTO para os devidos fins que os materiais de que tratam a nota fiscal, de / /, da empresa, foram efetivamente fornecidos em / /, conforme contratação deste Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região/RS. Em de de. Responsável pelo Ateste Cargo

13 MODELO DE TERMO DE RECEBIMENTO TERMO DE RECEBIMENTO Por este instrumento, a Comissão de Recebimento de Materiais do Tribunal, instituída pela Portaria nº 7.774, de 17 dezembro de 2014, atesta que os bens identificados abaixo possuem a qualidade compatível com a especificada no Contrato: Contrato: Contratante: TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Contratada: Objeto: do material recebido QTDE. DANFE Data de Entrega RECEBIMENTO PROVISÓRIO Data da Ativação RECEBIMENTO DEFINITIVO Não conformidades verificadas Providências adotadas Pendências Em de de.

14 ANEXO 4 FERRAMENTAS UTILIZADAS NO MACROPROCESSO Solução de Monitoramento de Infraestrutura Sistema de Gestão de Serviços de TIC Planilhas de Controle de Contratos de TIC Ferramentas Utilizadas Software utilizado pela Coordenadoria de Infraestrutura Tecnológica para monitoramento de disponibilidade dos serviços. Software de gestão de demandas de serviços da Setic, no qual são registrados os chamados e ordens de serviços. Conjunto de planilhas utilizadas para controle dos contratos de TIC, tais como prazos, níveis de serviços, faturamento, etc.

15 ANEXO 5 DESENHO DO MACROPROCESSO DA FASE DE GESTÃO DE CONTRATOS DE TIC

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015.

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. Institui o macroprocesso da fase de Gestão de Contratos de Tecnologia da Informação e Comunicações no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO 01/06 1 DOS OBJETIVOS 1.1 Definir normas para elaboração dos contratos de aquisição de materiais, prestação de serviços gerais e prestação de serviços e obras de engenharia. 1.2 Normatizar os procedimentos

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014.

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014. CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014. Aprova o Plano Anual de Auditoria do Conselho Superior de Justiça do Trabalho para o exercício 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e a atuação da Secretaria de Controle Interno e dá outras

Leia mais

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008.

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 81, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. Estabelece procedimentos sobre a apresentação de relatórios de gestão e prestação de contas em Programas Especiais de Fomento. A DIRETORIA COLEGIADA

Leia mais

Associação Matogrossense dos Municípios

Associação Matogrossense dos Municípios PORTARIA Nº 021/2010 O Presidente da Associação Matogrossense dos Municípios AMM, no uso de suas atribuições legais que lhe são conferidas pelo Estatuto Social e Resolução 002/2010 da AMM, RESOLVE: Art.

Leia mais

PLANO ANUAL DE AUDITORIA (PAA) - EXERCÍCIO 2015

PLANO ANUAL DE AUDITORIA (PAA) - EXERCÍCIO 2015 PLANO ANUAL DE AUDITORIA (PAA) - EXERCÍCIO 2015 SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO TRT 4ª REGIÃO 1. ATIVIDADES DE AUDITORIAS 1.1 - AUDITORIA EM SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS Objetivo: Verificar se as contratações

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI Nº 002/2015 DISPÔE SOBRE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS NO TOCANTE À AQUISIÇÃO, LOCAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE, HARDWARE, SUPRIMENTOS DE TECNOLOGIA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008

INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008 * Publicada no DOE em 22/12/2008. Estabelece no âmbito da Secretaria da Fazenda os procedimentos a serem adotados relativamente ao acompanhamento dos projetos do Planejamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN N 13/2015, DE 27 DE ABRIL DE 2015 Altera a Resolução CONSUN nº 25/2014 de 09 de julho de 2014. O Conselho Universitário da Universidade Federal da Integração Latino- Americana (UNILA),

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

Prefeitura Municipal de Brejetuba

Prefeitura Municipal de Brejetuba INSTRUÇÃO NORMATIVA SPO Nº. 001/2014 DISPÕE SOBRE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DO PPA NO MUNICÍPIO DE BREJETUBA-ES. VERSÃO: 01 DATA DE APROVAÇÃO: 06/05/2014 ATO DE APROVAÇÃO: Decreto Municipal

Leia mais

RESOLUÇÃO N 83/TCE/RO-2011

RESOLUÇÃO N 83/TCE/RO-2011 RESOLUÇÃO N 83/TCE/RO-2011 Dispõe sobre o exercício da fiscalização dos atos de gestão pelo Tribunal de Contas e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015 Regulamenta a distribuição e utilização de equipamentos de informática, no âmbito do Tribunal Regional do

Leia mais

Resolução nº 12/2011, de 17 de novembro de 2011 D.O.E. de 22 de novembro de 2011

Resolução nº 12/2011, de 17 de novembro de 2011 D.O.E. de 22 de novembro de 2011 Resolução nº 12/2011, de 17 de novembro de 2011 D.O.E. de 22 de novembro de 2011 Dispõe sobre a guarda, destinação e digitalização de documentos nos arquivos do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado

Leia mais

RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09.

RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09. RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09.2011 Dispõe sobre a criação, implantação, manutenção e fiscalização

Leia mais

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015.

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. Aprova a Instrução Normativa nº 06, de 31 de agosto de 2015, que regulamenta os trâmites administrativos dos Contratos no âmbito do Conselho de Arquitetura

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROJETO: ELABORAR ESTUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE PESSOAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Número do Projeto: 04/2011 Código do Projeto: CTC_TI_AVALIA_PESSOAL Versão:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41 DECRETO Nº. 075, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre os procedimentos para o encerramento do exercício financeiro de 2015 no âmbito da Administração Pública Municipal e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/14 I-DOS CONCEITOS 1- Para os fins desta Instrução Normativa, considera-se: 1.1 - Fiscalização: a observação sistemática e periódica da execução do contrato; 1.2 - Contrato Administrativo: o ajuste que

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 14/2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 14/2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 14/2011 Ver também IN 7/13 Disciplina a organização e a apresentação das contas anuais dos administradores e demais responsáveis por unidades jurisdicionadas das administrações direta

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 4, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011.

PORTARIA NORMATIVA N 4, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. PORTARIA NORMATIVA N 4, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. Estabelece orientação aos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Publica Federal - SIPEC, quanto aos procedimentos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015/PRODIN de 01 de Julho de 2015.

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015/PRODIN de 01 de Julho de 2015. PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015/PRODIN de 01 de Julho de 2015. Assunto: Dispõe sobre a elaboração do Planejamento Estratégico e do Plano de Desenvolvimento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 367, DE 13 DE JUNHO DE 2008

RESOLUÇÃO Nº 367, DE 13 DE JUNHO DE 2008 RESOLUÇÃO Nº 367, DE 13 DE JUNHO DE 2008 Dispõe sobre a utilização dos sistemas de telefonia fixa e móvel celular do Supremo Tribunal Federal O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 - Bairro de Lourdes - CEP 30180-140 - Belo Horizonte - MG 4 andar PLANO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 - Bairro de Lourdes - CEP 30180-140 - Belo Horizonte - MG 4 andar PLANO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 - Bairro de Lourdes - CEP 30180-140 - Belo Horizonte - MG 4 andar PLANO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA EXERCÍCIO 2014 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para garantir aos alunos acesso à escola pública estadual

Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para garantir aos alunos acesso à escola pública estadual 32 São Paulo, 121 (89) Diário Ofi cial Poder Executivo - Seção I sexta-feira, 13 de maio de 2011 Resolução SE-28, de 12-5-2011 Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013/UNIR//PRAD/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013/UNIR//PRAD/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013/UNIR//PRAD/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 Estabelece procedimentos para solicitação e acompanhamento dos serviços hospedagem no âmbito da Fundação Universidade Federal de Rondônia

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25/2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25/2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25/2007 Dispõe sobre a entrega, o envio e a disponibilização dos dados e das informações em meio informatizado, que os responsáveis pelos órgãos ou entidades da administração direta

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº XXX, DE XXX DE XXXXX DE 2015. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ), no uso de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUÇÃO Nº XXX, DE XXX DE XXXXX DE 2015. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO Nº XXX, DE XXX DE XXXXX DE 2015 Regulamenta o teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ), no uso de suas atribuições

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 Versão: 01 Data de aprovação: 7 de outubro de 2014. Ato de aprovação: Resolução n.º 112 /2014 Unidade

Leia mais

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras SUMÁRIO O Sistema de Registro de Preços do Governo do Estado

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO (PALP) 2015-2018 Sumário: 1 INTRODUÇÃO... 4 2 AUDITORIAS DE CONFORMIDADE (OU DE REGULARIDADE)... 5 2.1 Atos de nomeação e admissão, respectivamente, para cargos efetivos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre a política de nivelamento, atualização e renovação da infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA RESOLUÇÃO COEMA N 116, DE 03 DE JULHO DE 2014. Dispõe sobre as atividades de impacto ambiental

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, nº 17, em 27/1/2015. RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE

Leia mais

RESOLUÇÃO N. TC-03/2003

RESOLUÇÃO N. TC-03/2003 RESOLUÇÃO N. TC-03/2003 Reorganiza o Sistema de Controle Interno do Tribunal de Contas do Estado e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA, usando das atribuições que lhe

Leia mais

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 232/2013 Aprova a Norma Complementar de Procedimentos para Inventariar Ativos de Tecnologia da Informação. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

ATO Nº 61/2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 61/2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 61/2015 Aprova alteração no Plano de Auditoria de Longo Prazo PALP Quadriênio 2014/2017, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

PORTARIA 359 DE 20 DE JANEIRO DE

PORTARIA 359 DE 20 DE JANEIRO DE PORTARIA 359 DE 20 DE JANEIRO DE 2011 Dispõe sobre os procedimentos para conservação e devolução de livros, bem como o descarte de livros didáticos irrecuperáveis ou desatualizados no âmbito da Secretaria

Leia mais

5) Vincular fiscais aos cronogramas no sistema SIASG / SICON, quando necessário; Saiba mais...

5) Vincular fiscais aos cronogramas no sistema SIASG / SICON, quando necessário; Saiba mais... 5) Vincular fiscais aos cronogramas no sistema SIASG / SICON, quando necessário; Saiba mais... Todo processo de aquisição ou contratação precisa de um fiscal! A Divisão de Contratos encaminha o processo

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 419, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 419, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2009 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, em 1º/12/2009. RESOLUÇÃO Nº 419, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a utilização dos sistemas de telefonia fixa e de comunicação móvel do Supremo Tribunal

Leia mais

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI Dispõe sobre as atribuições dos agentes de compras

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015.

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE MORMAÇO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUÍS CARLOS MACHADO PREFEITO MUNICIPAL DE MORMAÇO, Estado do Rio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CUNI Nº 024, DE 8 DE MAIO DE 2012 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, no uso de suas atribuições

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Gabinete do Ministro. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Gabinete do Ministro. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004. Institui o programa de transparência do Ministério da Justiça e estabelece medidas internas para aperfeiçoar os instrumentos preventivos de controle da atividade

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO Regulamenta as atividades de correição e inspeção no âmbito do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína CNPJ 04.709.778/000-25 SCI - 007/203 3/05/203 /8 ) DOS OBJETIVOS:.) Disciplinar e normatizar os procedimentos do Setor de Patrimônio;.2) Regulamentar o fluxo operacional de movimentação patrimonial móveis

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

CAPITULO I DO OBJETIVO

CAPITULO I DO OBJETIVO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 144, DE 10 DE JULHO DE 2012 (Publicada no D.O.U em 04/09/2012) Estabelece diretrizes para implementação da Política Nacional

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 007, DE 22 JUNHO DE 2007.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 007, DE 22 JUNHO DE 2007. INSTRUÇÃO NORMATIVA N 007, DE 22 JUNHO DE 2007. Recomenda a observação da norma constante no Anexo I. O Sistema de Controle Interno do Município de Lucas do Rio Verde, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta o credenciamento de empresas de tecnologia para geração de códigos de segurança cifrados (CSC) inseridos em códigos bidimensionais de resposta rápida

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010 PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010 EMENTA: Dispõe sobre a participação de servidores ocupantes de cargos

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo 1 de 10 Glossário de Termos e Siglas CATMAT Sistema de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 009, de 29 de junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO / CONTROLE INTERNO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 009, de 29 de junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO / CONTROLE INTERNO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 009, de 29 de junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO / CONTROLE INTERNO Estabelece normas sobre a abertura e tramitação de processos

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GERENCIA EXECUTIVA DE AUDITORIA

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GERENCIA EXECUTIVA DE AUDITORIA PLANO DE AÇÃO A1 A2 A3 Celebrar instrumento de compromisso detalhando os deveres e obrigações das partes envolvidas no TAC (Governo do Estado, Suplan, Secretaria de Segurança, Policia Civil, Acadepol,

Leia mais

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação s Possíveis Achados 1 As características da unidade de controle interno atendem aos preceitos normativos e jurisprudenciais? Ato que criou

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N 025/2014 DE 09 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre as atribuições e designações dos procedimentos

Leia mais

-0> INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 65, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012.

-0> INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 65, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012. -0> INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 65, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012. Dispõe sobre os critérios e os procedimentos para promoção, organização e participação da ANAC em eventos internos e externos. A DIRETORIA DA AGÊNCIA

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta os critérios a serem observados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região para operacionalização do Sistema de Investigação de Movimentações

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS RESOLUÇÃO T.C. Nº 0017/2010 EMENTA: Regulamenta a coordenação e o funcionamento do Sistema de Controle Interno no âmbito do Tribunal de Contas e dá outras providências. O DO ESTADO DE PERNAMBUCO, na sessão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone: (35)

Leia mais

INVENTÁRIO ANUAL. Exercício 2011. Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes

INVENTÁRIO ANUAL. Exercício 2011. Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes INVENTÁRIO ANUAL Exercício 2011 Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes Elaboração: Fernando de Souza Guimarães : 3409-4674 / 3409-4675 : dimat@dsg.ufmg.br Belo Horizonte, 2011 SUMÁRIO

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 07/13 RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO - RAG ORIENTAÇÕES GERAIS Introdução O Planejamento é um instrumento de gestão, que busca gerar e articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas de

Leia mais

PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015

PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015 PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015 Disciplina os procedimentos para gestão de incidentes de segurança da informação e institui a equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais

Leia mais

Execução de Pagamento de Contratos

Execução de Pagamento de Contratos PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 22 Execução de Pagamento de Elaborado por: Aprovado por: Sidney

Leia mais

GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR

GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR Orientação Técnica n 006/2014 Assunto: Procedimento Relativo à Gestão da Frota do Município do Recife Legislação: Instrução

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 1. Comprei mercadoria com NF-e denegada. Qual o procedimento para regularizar essa situação? Resposta: Preliminarmente, temos que esclarecer o que é uma NF-e Denegada:, A Denegação

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Institui a Política de Gerenciamento de Serviços de TI no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO (PALP) 2013-2014 Sumário: 1 INTRODUÇÃO... 3 2 BIÊNIO 2013-2014: ATIVIDADES DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO.... 3 2.1 Apoio ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo...

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 634, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2013.

SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 634, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2013. SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 634, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2013. Dispõe sobre regras gerais acerca das diretrizes, normas e procedimentos contábeis aplicáveis aos entes da Federação, com vistas

Leia mais

REGISTRO ELETRÔNICO DE PONTO

REGISTRO ELETRÔNICO DE PONTO REGISTRO ELETRÔNICO DE PONTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85, DE 26 DE JULHO DE 2010- MTE- DOU 27.07.2010- Disciplina a fiscalização do Sistema de Registro Eletrônico de Ponto SREP regulamentado pela Portaria

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014 Salvador, Bahia Sexta-Feira 21 de novembro de 2014 Ano XCIX N o 21.577 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual, sobre a realização

Leia mais

PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015

PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015 PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015 Regulamenta a realização de inventário nos processos físicos em tramitação nas unidades organizacionais do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. O PRESIDENTE

Leia mais

<&0?24}66n& t.yyac 09itzca!& Xeatôpa>

<&0?24}66n& t.yyac 09itzca!& Xeatôpa> Poder Judiciário INSTRUÇÃO NORMATIVA 6 4 DE 7 DE ABRIL DE 2015 Dispõe sobre projetos institucionais no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015 O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO, da FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, no uso das suas atribuições e considerando o disposto na Instrução

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS TERMO DE REFERÊNCIA

PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS TERMO DE REFERÊNCIA PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO TERMO DE REFERÊNCIA l. DO OBJETO CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA EM CLIMA ORGANIZACIONAL PARA ATUAR EM TODAS AS UNIDADES DO PODER JUDICIÁRIO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012. (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77)

RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012. (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77) RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012 (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77) Dispõe sobre o Portal da Transparência do Ministério Público. O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício

Leia mais

ATO Nº 233/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 233/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 233/2013 Institui a Política de Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação (TI) no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09) Altera o art. 4º-A do Ato Normativo nº 572/2009-PGJ, de 30 de janeiro de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85, DE 26 DE JULHO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85, DE 26 DE JULHO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85, DE 26 DE JULHO DE 2010 Disciplina a fiscalização do Sistema de Registro Eletrônico de Ponto - SREP, regulamentado pela Portaria nº 1.510, de 21 de agosto de 2009, e fixa prazo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 08/2013 *******************************

RESOLUÇÃO Nº 08/2013 ******************************* RESOLUÇÃO Nº 08/2013 ******************************* Promulgo a presente Resolução de conformidade com a legislação vigente. Em 30 de agosto de 2013. Silvio Rodrigues de Oliveira =Presidente da Câmara=

Leia mais