BIBLIOGRAFIA 6. BIBLIOGRAFIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIBLIOGRAFIA 6. BIBLIOGRAFIA"

Transcrição

1 6. BIBLIOGRAFIA Bento, J. (1991). Desporto, Saúde; Vida. Em Defesa do Desporto. Cultura Física. Livros Horizonte, Lisboa.. Branco, P. (1994). O Município e o Desporto: Contributo para a Definição de um Modelo Integrado de Desenvolvimento Desportivo, Centrado na Autarquia e Dirigido a Crianças e Jovens em Idade Escolar. Tese de Mestrado. FCDEF/UP, Porto. Brito, M. (1997). O Desporto Escolar: Evolução, Questões Actuais e Perspectivas de Desenvolvimento. II Congresso de Gestão do Desporto: O Desporto em Portugal, Opções e Estratégias de Desenvolvimento. APOGESD, Lisboa. Canotilho, G. e Moreira, V. (1998). Constituição da Republica Portuguesa. Coimbra Editora, Coimbra. Carvalho, M. (1994). Desporto e Autarquias Locais: Uma Nova Via para o Desenvolvimento Desportivo Nacional. Campo de Letras, Porto. Carvalho, M. (1998). Desporto Popular. Campo de Letras, Porto. CEFD (2000). IIIª Conferência Internacional de Ministros e Altos Funcionários responsáveis pela Educação Física e Desporto. Revista Desporto. nº 1: CEFD (2000). Conclusões da Presidência do Conselho Europeu de Nice. Revista Desporto, nº 6: Chias, J. (2000). O Mercado ainda são as Pessoas. McGraw-Hill de Portugal, Lisboa. CMV. (2007) Diagnóstico da Rede Social do Concelho de Vouzela. Câmara Municipal de Vouzela CMV. (2005) Carta Educativa do Concelho de Vouzela. Câmara Municipal de Vouzela Constantino, J. (1990). As Politicas de Desenvolvimento Desportivo nas Autarquias. Revista Horizonte. Vol. VI, nº 40: Dossier I-XI.

2 Constantino, J. (1991). As Responsabilidades dos Municípios face às Necessidades de Prática Desportiva das Crianças e Jovens em Idade Escolar. Colecção Ciências do Desporto. nº 2/3: SPEF. Constantino, J. (1994a). A Criança e o Jogo: Papel dos Municípios. Revista Horizonte. Vol. 11, nº 63: Constantino, J. (1994b). A Educação Física, o Desporto e o Desenvolvimento Regional. Revista Horizonte. Vol. 11, nº 65: Constantino, J. (1994c). Desporto e Municípios. Colecção Cultura Física. Livros Horizonte, Lisboa. Constantino, J. (1995). A educação Física, o Desporto e o Desenvolvimento Regional. Revista Horizonte. Vol. 11, nº 65: Constantino, J. (1997). A Sinergia Público, Associativo e Privado como Resposta à Problemática do desenvolvimento Desportivo Local. Comunicações do II Congresso da Associação Portuguesa de Gestão do Desporto. APOGESD, Lisboa. Constantino, J. (1998). A Actividade Física e a Promoção da Saúde das Populações. A Educação Para a Saúde: O Papel da Educação Física na promoção de estilos de vida saudáveis. Colecção Ciências do Desporto, nº 1: SPEF. Constantino, J. (1999). Desporto Política e Autarquias. Livros Horizonte, Lisboa. Constantino, J. (2000). As Políticas Desportivas Face ao Desporto Contemporâneo, Desporto e Autarquia. Câmara Municipal de Óbidos, Óbidos. Constantino, J. e Pereira, J. (2001). As Autarquias e a Prática Profissional do Desporto. Actas da conferência: Economia do Desporto. Centro de Investigação sobre Economia Portuguesa do ISEG, Lisboa. Correia, A. (1997). Modelo de análise da Estratégia das Federações Desportivas. Comunicações do 2º Congresso de Gestão do Desporto: Desporto em Portugal: Opções e Estratégias de Desenvolvimento. APOGESD, Lisboa. Costa, P. (2002). Conteúdo Funcional do Gestor de Desporto Municipal. Tese de Mestrado. FMH/UTL, Lisboa.

3 CRESPO, J. (1978). Para uma Sociologia da Cultura, O Associativismo Desportivo em Portugal. Revista Ludens. Vol. 2, nº 4: Crespo, J. (1991). Perspectivas de Espaços para a Prática de Desporto para Todos. Actas do Congresso Europeu do Desporto para todos. Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras. Cunha, L. (1997a). As Políticas de Desenvolvimento Desportivo: O Espaço, o Desporto e o Desenvolvimento. FMH/UTL. Lisboa. Cunha, L. (1997b). O espaço e o Acesso ao Desporto: estudo da acessibilidade ao desporto na sub-região do Vale do Tejo: constituição de um modelo de avaliação. Tese de Doutoramento. UTL/FMH, Lisboa. Dias, I. (2000). As Autarquias e o Desporto do séc. XXI. Revista Horizonte. Vol. 16, nº 94: Dias, I. (2002). Desporto e Autarquias no séc. XXI. Revista Desporto. nº2: Garcia, R. (1999). Da Desportivização à Somatização da Sociedade. Lição de Síntese apresentada com vista à obtenção do título de Agregado. FCDEF/UP, Porto. Godinho, M. (1997). Desporto e Autarquias: Levantamento do Desporto promovido pelas Autarquias na Região do Algarve. Tese de Mestrado FMH/UTL, Lisboa. Graça, J. (1999). O Desporto nos Planos Directores Municipais. Tese de Mestrado FMH/UTL, Lisboa. Homem, T. (2000). Modelos de Organização e Funcionamento dos Serviços de Desporto das Autarquias da Região Centro. Tese de Doutoramento FCDEF/UP: Porto. Instituto Nacional de Estatística (2002). Censos INE, Lisboa. Januário, C. (2001). Actividade Física, Autarquias e Políticas Desportivas: Um estudo realizado na Freguesia de Miragaia (Porto). Tese de Mestrado. FCDEF/UP, Porto. Jesus, B. (2000). Desporto e União Europeia. Revista Desporto, Ano III, nº 6:

4 Lima, T. (2000). Autarquias locais e clubes: que articulação? Desporto e Autarquia. Câmara Municipal de Óbidos, Óbidos. Lopes, J. (2000). Caracterização da Participação e Procura Desportiva - Contributo para o Conhecimento e Análise estratégica do Sistema Desportivo do Concelho da Póvoa de Varzim. Tese de Mestrado. FCDEF/UP, Porto. Machuret et al (1999). Comerciator: Teoria e Práticas da Via da Qualidade nos Sistemas de Vendas. Publicações D. Quixote, Lisboa. Maia, J. e Vasconcelos, M. (2001). Actividade de crianças e jovens: haverá um declínio? Estudo transversal em indivíduos dos dois sexos dos 10 aos 19 anos de idade. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Vol. 1, nº3: Maria, A. (2001). O Consumo de Serviços de Desporto - Estudo no Concelho de Rio Maior. Tese de Mestrado. FMH/UTL, Lisboa. Marivoet, S. (1987). Metodologia da Carta da Procura Desportiva e Recreativa. Colecção Desporto e Sociedade. Antologia de Textos nº2. DGD/ME, Lisboa. Marivoet, S. (1991). Hábitos Desportivos da população portuguesa. Revista Horizonte. Vol. 7, nº 42: Marivoet, S. (1993). Hábitos Desportivos na Sociedade Portuguesa, Revista Ludens. Vol. 13, nº 3/4: Marivoet, S. (1993). O Sistema das Práticas Desportivas: Abordagem Sociológica aos valores sócio culturais. Revista Ludens. Vol. 13, nº 1: Marivoet, S. (1997). Onde estão as Virtualidades Educativas do Desporto. Revista Desporto. nº 0: Marivoet, S. (1998). Aspectos Sociológicos do Desporto. Livros Horizonte, Lisboa. Marivoet, S. (2001). Hábitos Desportivos da população Portuguesa. Instituto Nacional de Formação e Estudos do Desporto, Lisboa. Matos, V. (2000). Planeamento de Instalações Desportivas no Município: A procura da prática desportiva na Estratégia de Planeamento: Estudo aplicado no Concelho de Santo Tirso. Tese de Mestrado. FCDEF/UP, Porto.

5 Meirim, J. (1993). Leis Do sistema desportivo. AEQUITAS. Editorial Noticias, Lisboa. Meirim, J. (1995). Desporto e Constituição. Sub-Júdice. nº8: Meirim, J. (2000). Legislação do Desporto. Coimbra Editora, Coimbra. Meirim, J. (2001). Elementos para uma Leitura Crítica da Legislação sobre Desporto. Confederação do Desporto, Lisboa. Morais, I. (1991). Financiamento de Equipamentos Desportivos: A Experiência Portuguesa. Actas do Congresso Europeu de Desporto para Todos. Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras. Nunes, L. (1999a). A Prescrição da Actividade Física. Editorial Caminho, Lisboa. Nunes, M. (1999b). Os grandes desafios da autarquia no âmbito do desporto, uma proposta de elaboração de um plano de desenvolvimento desportivo municipal. Revista Horizonte. Vol. 15, nº 89: Pereira, E. (1997). O Desporto e as Autarquias. Revista Horizonte. Vol. 13, nº 76: Pereira, J. (1998). O Papel dos Municípios no Desenvolvimento do Desporto Nacional. Tese de Mestrado. FMH/UTL, Lisboa. Piéron, M. (1998). Actividade Física e Saúde, um desafio para os profissionais de Educação Física. A Educação Para a Saúde: O Papel da Educação Física na promoção de estilos de vida saudáveis. Colecção Ciências do Desporto, nº 1: Pires, G. (1989). A Estrutura e a Politica Desportivas: O Caso Português: Estudo de Intervenção Estatal no Sistema Desportivo Português. Tese de Doutoramento. ISEF/UTL, Lisboa. Pires, G. (1990). A Aventura Desportiva: O Desporto para o 3º Milénio. Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras. Pires, G. (1992). Espaços Naturais e Desportos de Aventura. Actas do Congresso Europeu Desporto para Todos: Os Espaços e os equipamentos Desportivos. Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras.

6 Pires, G. (1993a). Autarquias e Planeamento Democrático. Revista Horizonte. Vol. 10, nº 56: Pires, G. (1993b). Situação Desportiva. Parte I. Revista Ludens. Vol. 13, nº2: Pires, G. (1994). A organização do Futuro: 10 Megatendências". Revista Horizonte. Vol. 11, nº 61: Pires, G. (1995). Mudança Social e Gestão do Desporto. Revista Ludens. Vol. 15, nº4: Pires, G. (1996). Desporto e política: Parodoxos e Realidades. O Desporto, Madeira. Pires, G. (2000). A crise do Movimento Associativo em Portugal. Revista Horizonte. Vol. 16, nº 96: 3-7. Porter, M. (1997). O que é a Estratégia? Executive Digest: Ideias e Técnicas de Gestão. Ano III, nº 27: Povill, A.C. (1993). A gestão desportiva no âmbito territorial do município. Revista Ludens. Vol. 13, nº 3/4: Quivy, R.; Campenhoundt, L. V. (1998). Manual de Investigação em Ciências Sociais. Gradiva, Lisboa. Sá, C.; Sá, D. (1999). Marketing para Desporto. Um jogo Empresarial. Edições IPAM, Porto. Sancho, J. (1997). Planificação Desportiva, Teoria y Practica. INDE, Barcelona. Sarmento, J. (1997). Sistema desportivo em final de século. Revista Desporto. nº 2: Sarmento, P. (2002). Qualidade de Gestão das Instalações e o Novo Perfil do Gestor Desportivo, Seminário Equipamentos Desportivos: Novas Perspectivas de Gestão. Associação de Municípios do Distrito de Évora, Évora. Serôdio, A. (1998). As barreiras ao Desenvolvimento Desportivo em Trás-os-Montes e Alto Douro. Revista Desporto, nº 11/12: 26-27

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO GABINETE DE RECREAÇÃO E LAZER DEPARTAMENTO DE DESPORTO LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO ANIMAÇÃO DESPORTIVA RECREAÇÃO E LAZER 3º ANO CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS,

Leia mais

DADOS PESSOAIS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS

DADOS PESSOAIS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS DADOS PESSOAIS Nome: Catarina Isabel Pimpão Lucas Residência: Rua Afonso de Albuquerque, nº 33-37. 2025-394 Amiais de Baixo Contacto: 934 259 376 E-mail: catarinapimpao@gmail.com Data de Nascimento: 10

Leia mais

CARTA DO DESPORTO DO CONCELHO DE PONTA DELGADA. CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA DELGADA Dezembro de 2007

CARTA DO DESPORTO DO CONCELHO DE PONTA DELGADA. CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA DELGADA Dezembro de 2007 CARTA DO DESPORTO DO CONCELHO DE PONTA DELGADA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA DELGADA Dezembro de 2007 INDICE NOTA INTRODUTÓRIA METODOLOGIA APRESENTAÇÃO DO CONCELHO DE PONTA DELGADA Geografia... 2 Mapa do Concelho...

Leia mais

Tribunal de Contas. PARECER SOBRE A CONTA GERAL DO ESTADO Ano Económico de 2001 VOLUME III Anexos

Tribunal de Contas. PARECER SOBRE A CONTA GERAL DO ESTADO Ano Económico de 2001 VOLUME III Anexos Tribunal de Contas PARECER SOBRE A CONTA GERAL DO ESTADO Ano Económico de 2001 VOLUME III Anexos Tribunal de Contas ÍNDICE Tribunal de Contas ÍNDICE ANEXO I Identificação de actos administrativos publicados

Leia mais

ome: João Martins Ferreira do Amaral aturalidade: Lisboa, 1948 Graus académicos: Licenciado (1970), Doutorado (1984) e Agregado (1993) em Economia

ome: João Martins Ferreira do Amaral aturalidade: Lisboa, 1948 Graus académicos: Licenciado (1970), Doutorado (1984) e Agregado (1993) em Economia ome: João Martins Ferreira do Amaral aturalidade: Lisboa, 1948 Graus académicos: Licenciado (1970), Doutorado (1984) e Agregado (1993) em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade

Leia mais

O Associativismo Desportivo em Portugal Fernando Tenreiro (Prof. Dr.)

O Associativismo Desportivo em Portugal Fernando Tenreiro (Prof. Dr.) O Associativismo Desportivo em Portugal Fernando Tenreiro (Prof. Dr.) Universidade Lusíada de Lisboa Seminário de Gestão do Desporto Câmara Municipal de Loulé 9 de Novembro de 2012 Dados do Desporto da

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure / Ano 1 ÍNDICE 1 - Introdução 3 Pág. 2- Plano de Acção dos Projectos Estruturantes Transversais do Concelho de 4 2.1. Projecto Estruturante Apoio na Dependência 5 2.2. Projecto Estruturante Criar para

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Workshop O Sistema Nacional de Investigação e Inovação - Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Eduardo Brito Henriques, PhD Presidente

Leia mais

ENCONTROS DE ARQUITECTURA, ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO. coimbra. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

ENCONTROS DE ARQUITECTURA, ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO. coimbra. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha ENCONTROS DE ARQUITECTURA, U R B A N I S M O E P A I S A G E M ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO coimbra Mosteiro de Santa Clara-a-Velha 14 de OUTUBRO de 2017 Este encontro nacional promove uma

Leia mais

PRINCIPAIS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS 2014/2016

PRINCIPAIS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS 2014/2016 PRINCIPAIS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS 2014/2016 2 AUDIÊNCIAS MINISTRO DO AMBIENTE Dr. Jorge Moreira da Silva SECRETÁRIO DE ESTADO DA ENERGIA Dr. Artur Trindade MINISTRO DA ECONOMIA Dr. António Pires de

Leia mais

Comissão Nacional. de Protecção das Crianças. e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos. de existência? Junho de 2000

Comissão Nacional. de Protecção das Crianças. e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos. de existência? Junho de 2000 Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos de existência? Junho de 2000 Decorridos dois anos na existência da Comissão Nacional de Protecção das

Leia mais

II Seminário A Cultura Motora na Escola do 1.º CEB 20 de maio de Viseu

II Seminário A Cultura Motora na Escola do 1.º CEB 20 de maio de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Departamento de Ciências do Desporto e Motricidade Departamento de Psicologia e Ciências da Educação Município de Viseu Apresentação e Finalidades A intervenção educativa

Leia mais

RICARDO ALVES. Contacto: Doutorado em Ciência do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto

RICARDO ALVES. Contacto: Doutorado em Ciência do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto RICARDO ALVES Contacto: ricardo.alves@staff.uma.pt Doutorado em Ciência do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Licenciado em Educação Física e Desporto pela UMa Lecionação: Psicologia

Leia mais

ARTIGOS: Girão, Aristides de Amorim (1947), Estudos da população portuguesa II. Actividade Económica, Biblos, Vol. XXII, Coimbra, p.

ARTIGOS: Girão, Aristides de Amorim (1947), Estudos da população portuguesa II. Actividade Económica, Biblos, Vol. XXII, Coimbra, p. 9. População Activa ATÉ Á DÉCADA DE 40 Sem referências DÉCADA DE 40 Girão, Aristides de Amorim (1947), Estudos da população portuguesa II. Actividade Económica, Biblos, Vol. XXII, Coimbra, p.13 DÉCADA

Leia mais

CURRICULUM VITAE Licenciatura em Sociologia, realizada na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, com média final de 15 valores.

CURRICULUM VITAE Licenciatura em Sociologia, realizada na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, com média final de 15 valores. CURRICULUM VITAE ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO Mónica Catarina do Adro Lopes Nacionalidade: Portuguesa Naturalidade: Leiria B.I: 11580295 Contribuinte: 214859487 Data de nascimento: 02/12/78 Estado civil:

Leia mais

1. Estudos globais sobre a população portuguesa

1. Estudos globais sobre a população portuguesa 1. Estudos globais sobre a população portuguesa ATÉ Á DÉCADA DE 40 Guedes, Armando Marques (1936), Mota, Pinto da (1904), Demografia Portuguesa, Lisboa, [sn] Elementos de demografia Lusitana, Lisboa, [sn]

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA JUVENTUDE E DO DESPORTO

ACORDO DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA JUVENTUDE E DO DESPORTO ACORDO DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA JUVENTUDE E DO DESPORTO ----- ENTRE ----- A REPÚBLICA DE ANGOLA, A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, A REPÚBLICA DE CABO VERDE, A REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU, A REPÚBLICA

Leia mais

ÁREAS DE FORMAÇÃO Área formativa 1: Gestão Desportiva

ÁREAS DE FORMAÇÃO Área formativa 1: Gestão Desportiva ÁREAS DE FORMAÇÃO Área formativa 1: Gestão Desportiva Planeamento e Gestão de Projectos Marketing do Desporto Financiamento Fiscalidade Administração e Gestão de um Clube desportivo Gestão de Instalações

Leia mais

Habilitações Literárias

Habilitações Literárias Nome: Carlos Manuel Pereira da Silva Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1948 Estado Civil: Casado Habilitações Literárias Agregação em Gestão pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade

Leia mais

CANDIDATURA AO PROGRAMA

CANDIDATURA AO PROGRAMA CANDIDATURA AO PROGRAMA CIDADES AMIGAS DAS CRIANÇAS Modelo de Caracterização do Município O documento deve ser preenchido em PDF, utilizando a funcionalidade de preenchimento de campos do presente formulário.

Leia mais

ÍNDICE. Índice de quadros...i Índice de gráficos...ii Índice de figuras... III

ÍNDICE. Índice de quadros...i Índice de gráficos...ii Índice de figuras... III ÍNDICE Pág. de quadros...i de gráficos...ii de figuras... III 1. Introdução...1 1.1. Preâmbulo...1 1.2. Conceito e finalidade...3 1.3. Conteúdo da Carta Educativa...6 1.4. Intervenientes e metodologia

Leia mais

DADOS PESSOAIS. Nome: Elisabete da Conceição de Fátima de Ceita Vera Cruz. Naturalidade: Luanda. Nacionalidade Angolana.

DADOS PESSOAIS. Nome: Elisabete da Conceição de Fátima de Ceita Vera Cruz. Naturalidade: Luanda. Nacionalidade Angolana. CURRICULUM VITAE 1 DADOS PESSOAIS Nome: Elisabete da Conceição de Fátima de Ceita Vera Cruz Naturalidade: Luanda Nacionalidade Angolana e-mail: ecveracruz@gmail.com Telemóvel # 00244-927 20 24 87 HABILITAÇÕES

Leia mais

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas/Estudos Portugueses FCSH /da Universidade Nova de Lisboa

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas/Estudos Portugueses FCSH /da Universidade Nova de Lisboa Curriculum vitae Maria Dalila Correia ARAÚJO Teixeira Data de nascimento: 4 dez 1954, Fontes, Santa Marta de Penaguião Morada: Av. Engº Duarte Pacheco, nº 1 6º andar 1100-070 Lisboa Formação Académica

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Correio(s) electrónico(s) Soromenho Gomes / Luís Filipe Telemóvel: Telefone(s) +351 281 510 000 Fax(es) +351 281 510

Leia mais

QUESTIONÁRIO CLUBES. Identificação / Caracterização do clube. 1. Identificação/ Caracterização do clube Nome do clube

QUESTIONÁRIO CLUBES. Identificação / Caracterização do clube. 1. Identificação/ Caracterização do clube Nome do clube QUESTIONÁRIO CLUBES A Federação Portuguesa de Futebol, através da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, encontra se a realizar um estudo para a elaboração do plano estratégico de desenvolvimento do

Leia mais

Prática dos jogos tradicionais portugueses no 1º ciclo do ensino básico

Prática dos jogos tradicionais portugueses no 1º ciclo do ensino básico Page 1 of 5 Curso Auxiliar Infantil www.masterd.pt/auxiliarinfantil Curso Com Certificado Profissional. Abertura Vagas em Coimbra! Prática dos jogos tradicionais portugueses no 1º ciclo do ensino básico

Leia mais

Bibliografia Seleccionada

Bibliografia Seleccionada Dezembro de 2007 Bibliografia Seleccionada 6311 PINTO, Ana Luísa O regime geral das contra-ordenações : manual de apoio ao curso de polícia municipal e ao curso de fiscal municipal / Ana Luísa Pinto. -

Leia mais

ANEXO I MEMBROS DA SUBCOMISSÃO F1 DA COMISSÃO DE AVALIAÇÃO EXTERNA F NA ÁREA DA GESTÃO

ANEXO I MEMBROS DA SUBCOMISSÃO F1 DA COMISSÃO DE AVALIAÇÃO EXTERNA F NA ÁREA DA GESTÃO ANEXO I MEMBROS DA SUBCOMISSÃO F1 DA COMISSÃO DE AVALIAÇÃO EXTERNA F NA ÁREA DA GESTÃO ALBERTO JOSÉ SANTOS RAMALHEIRA Licenciatura em Finanças no Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras

Leia mais

Bibliografia. Fontes de Informação

Bibliografia. Fontes de Informação Bibliografia Plano Director Municipal do concelho de Estarreja, 1998 Rede Social Unidade Modular, Módulos PROFISS, IEFP/IGFSS, 2000 Relatório Anual sobre os Programas Ocupacionais, IEFP, 2004 Estudos de

Leia mais

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP s Entidade Data de DGSP 01.06.1984 Instituto de Apoio à Emigração e Comunidades Portuguesas 01.08.1993 Fundação para o Desenvolvimento das Tecnologias da Educação 14.02.2004 Ministério da Ciência e Tecnologia

Leia mais

Enquadramento legal visão. Depósito legal: que políticas? Mesa redonda. Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro 29 de Abril de Maria Luísa Santos

Enquadramento legal visão. Depósito legal: que políticas? Mesa redonda. Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro 29 de Abril de Maria Luísa Santos Depósito legal: que políticas? Mesa redonda Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro 29 de Abril de 2009 Enquadramento legal visão histórica 1 Enquadramento legal: séc. s XVIII Alvará régio de 30 de Junho

Leia mais

Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança

Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança Breve Enquadramento O Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança constitui o resultado do Projeto Tecer a, promovido pela Comissão Nacional de Promoção

Leia mais

FÓRUM DE PESQUISAS CIES 2009 OLHARES SOCIOLÓGICOS SOBRE O EMPREGO RELAÇÕES LABORAIS, EMPRESAS E PROFISSÕES

FÓRUM DE PESQUISAS CIES 2009 OLHARES SOCIOLÓGICOS SOBRE O EMPREGO RELAÇÕES LABORAIS, EMPRESAS E PROFISSÕES FÓRUM DE PESQUISAS CIES 2009 OLHARES SOCIOLÓGICOS SOBRE O EMPREGO RELAÇÕES LABORAIS, EMPRESAS E PROFISSÕES 18 de Dezembro de 2009 Rosário Mauritti rosario.mauritti@iscte.pt O EMPREGO COMO OBJECTO DE PESQUISA

Leia mais

CURSO BÁSICO DE FORMAÇÃO DE DIRIGENTES

CURSO BÁSICO DE FORMAÇÃO DE DIRIGENTES CURSO BÁSICO DE FORMAÇÃO DE DIRIGENTES DEFINIÇÃO DO CURSO A Portugal Football School (PFS) faz parte da Unidade de investigação e desenvolvimento da Federação Portuguesa de Futebol onde fica concentrada

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso MESTRADO EM ENSINO DE ARTES VISUAIS NO 3.º CICLO

Leia mais

PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE

PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE Sistema de Informação de Apoio à Gestão das Organizações da Sociedade Civil Direcção de Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças Divisão

Leia mais

Oferta e Procura Desportiva: Tendências e Desafios Futuros

Oferta e Procura Desportiva: Tendências e Desafios Futuros SEMINÁRIO EQUIPAMENTOS DESPORTIVOS, QUE FUTURO, QUE TENDÊNCIAS?! Câmara Municipal de Almada Complexo Municipal dos Desportos Cidade de Almada, 23 Novembro, 2012 Oferta e Procura Desportiva: Tendências

Leia mais

LIDERAR NO DESPORTO. Como potenciar o processo de Liderança no Desporto INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR HORÁRIOS MATERIAL PLANEAMENTO MODALIDADES DE INSCRIÇÃO

LIDERAR NO DESPORTO. Como potenciar o processo de Liderança no Desporto INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR HORÁRIOS MATERIAL PLANEAMENTO MODALIDADES DE INSCRIÇÃO LIDERAR NO DESPORTO Como potenciar o processo de Liderança no Desporto INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR HORÁRIOS MATERIAL PLANEAMENTO MODALIDADES DE INSCRIÇÃO CV S PRELECTORES V CONTACTOS CONDIÇÕES VALOR PRAZOS

Leia mais

Gabinete de Apoio à Criação de Emprego e Captação de Investimentos

Gabinete de Apoio à Criação de Emprego e Captação de Investimentos Estudo de Caracterização do Tecido Empresarial do Concelho de Almada Observatório sobre Emprego, Empresas e Formação Gabinete de Apoio à Criação de Emprego e Captação de Investimentos 1 O Objecto da presente

Leia mais

A Normalização Contabilística em Rogério Fernandes Ferreira. Joaquim Fernando da Cunha Guimarães FONTES BIBLIOGRÁFICAS:

A Normalização Contabilística em Rogério Fernandes Ferreira. Joaquim Fernando da Cunha Guimarães FONTES BIBLIOGRÁFICAS: Homenagem a Rogério Fernandes Ferreira Instituto Superior de Economia e Gestão A Normalização Contabilística em Rogério Fernandes Ferreira Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Revisor Oficial de Contas

Leia mais

Curriculum Vitae. Identificação

Curriculum Vitae. Identificação Curriculum Vitae Identificação Nome: José Francisco Nunes Guilherme Data de nascimento: 03/12/1960 Residência: Urbanização da Tavagueira, lote 5 R/C B Guia 8200-427 Albufeira Telemóvel: 969727947 Email:

Leia mais

EM 2009, 39 MUNICÍPIOS APRESENTAVAM UM PODER DE COMPRA PER CAPITA ACIMA DA MÉDIA NACIONAL

EM 2009, 39 MUNICÍPIOS APRESENTAVAM UM PODER DE COMPRA PER CAPITA ACIMA DA MÉDIA NACIONAL EM 2009, 39 MUNICÍPIOS APRESENTAVAM UM PODER DE COMPRA PER CAPITA ACIMA DA MÉDIA NACIONAL Estudo sobre o Poder de Compra Concelhio 2009 Em 2009, dos 308 municípios portugueses, 39 apresentavam, relativamente

Leia mais

Programa Nacional de Juventude

Programa Nacional de Juventude Programa Nacional de Juventude O Programa Nacional de Juventude, que hoje se apresenta, tem o seu enquadramento no Programa do XVII Governo Constitucional e nas Grandes Opções do Plano, e acolhe as prioridades

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Correio(s) electrónico(s) Maria Neves Rua do Passal, Nº 46, 1º D, 9500-096 Ponta Delgada Telemóvel 936602762 / 926592751

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal. Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal

Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal. Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude Exmo. Senhor

Leia mais

Doutoramento ès Sciences Économiques et Sociales, Université de Genève, Suíça, 2008-2012.

Doutoramento ès Sciences Économiques et Sociales, Université de Genève, Suíça, 2008-2012. Curriculum Vitae Luísa Maria d Andrade Godinho Dados Pessoais Nacionalidade: portuguesa Naturalidade: Grenoble, França Email: Lgodinho@autonoma.pt Formação Científica Doutoramento ès Sciences Économiques

Leia mais

2º ENCONTRO DOS PROGRAMAS URBAN E REABILITAÇÃO URBANA

2º ENCONTRO DOS PROGRAMAS URBAN E REABILITAÇÃO URBANA DINÂMICA SÓCIO-ECONÓMICA : ANÁLISE TERRITORIAL Analisa diversos indicadores que ilustram os desequilíbrios regionais, ainda existentes e os índices de crescimento ou de desenvolvimento regional. Coord.:

Leia mais

Doutoramentos ENSINO PÚBLICO. 1. Universidade Nova de Lisboa

Doutoramentos ENSINO PÚBLICO. 1. Universidade Nova de Lisboa Doutoramentos ENSINO PÚBLICO 1. Universidade Nova de Lisboa *Doutoramento em Ciência Política Metodologias em Ciência Política 10.0 Problemáticas em Ciência Política 10.0 Tese em Ciência Política 180.0

Leia mais

População residente por grandes grupos etários, NUTS II, 2007 (em percentagem) Norte Centro Lisboa Alentejo Algarve R. A. Açores

População residente por grandes grupos etários, NUTS II, 2007 (em percentagem) Norte Centro Lisboa Alentejo Algarve R. A. Açores A. Pesquisa Divisões territoriais: http://sig.ine.pt/viewer.htm Indicar os tipos de divisões territoriais (administrativa, estatística, outras); Indicar os itens de cada divisão administrativa (distrito,

Leia mais

40 ANOS PODER LOCAL DEMOCRÁTICO SONHO PARTICIPAÇÃO TRABALHO 12 DEZ 2016 > 31 MAR 2017 ENTRADA LIVRE

40 ANOS PODER LOCAL DEMOCRÁTICO SONHO PARTICIPAÇÃO TRABALHO 12 DEZ 2016 > 31 MAR 2017 ENTRADA LIVRE 40 ANOS PODER LOCAL DEMOCRÁTICO SONHO PARTICIPAÇÃO TRABALHO 12 DEZ 2016 > 31 MAR 2017 ENTRADA LIVRE PROGRAMA 2017 14 JANEIRO EDIFÍCIO 4 DE OUTUBRO LOURES 15:00 // Momento cultural Acordai! Interpretação

Leia mais

ACTA N.º

ACTA N.º -------------------------------------------------- ACTA N.º 1 ---------------------------------------------------- -----Aos dezanove dias do mês de Janeiro do ano de dois mil e seis, pelas quinze horas,

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011

PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011 PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA 2011 Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011 PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 PRORROGAÇÃO PARA 2011 OBJECTIVO ESTRATÉGICO OBJECTIVO ESPECÍFICO

Leia mais

Ivo Rafael Gomes da Silva

Ivo Rafael Gomes da Silva Curriculum vitae INFORMAÇÃO PESSOAL (Portugal) ivo_rafael@sapo.pt Sexo Masculino Data de nascimento 04/10/1983 Nacionalidade Portuguesa EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 08/10/2013 25/02/2014 Professor de Ensino

Leia mais

Maria José Carrilho, Instituto Nacional de Estatística, I.P. 29, 30 de Setembro e 1 de Outubro de 2008

Maria José Carrilho, Instituto Nacional de Estatística, I.P. 29, 30 de Setembro e 1 de Outubro de 2008 III Congresso Português de Demografia Os Estudos da População em Portugal: Contributo da Revista de Estudos Demográficos e do INE Maria José Carrilho, Instituto Nacional de Estatística, I.P. 29, 30 de

Leia mais

Ana Maria Contente de Vinha Novais CURRICULUM VITAE

Ana Maria Contente de Vinha Novais CURRICULUM VITAE Ana Maria Contente de Vinha Novais CURRICULUM VITAE 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Ana Maria Contente de Vinha Novais Data de nascimento: 13 de Março de 1960 Local de nascimento: freguesia de S. Sebastião da Pedreira,

Leia mais

Doutoramento em Economia

Doutoramento em Economia Doutoramento em Economia 2010/2011 O Programa O Programa de Doutoramento em Economia tem como objectivo central proporcionar formação que permita o acesso a actividades profissionais de elevada exigência

Leia mais

CURRICULUM VITAE. (em Março de 2016) IDENTIFICAÇÃO. Filipe Nuno Borges Mascarenhas Serra 56 anos FORMAÇÃO ACADÉMICA

CURRICULUM VITAE. (em Março de 2016) IDENTIFICAÇÃO. Filipe Nuno Borges Mascarenhas Serra 56 anos FORMAÇÃO ACADÉMICA CURRICULUM VITAE (em Março de 2016) IDENTIFICAÇÃO Filipe Nuno Borges Mascarenhas Serra 56 anos FORMAÇÃO ACADÉMICA Mestre em Património Cultural (Universidade Católica Portuguesa, 2005) Licenciado em Direito

Leia mais

- Licenciatura em Psicologia, área de Psicologia Social e das Organizações, no ISPA

- Licenciatura em Psicologia, área de Psicologia Social e das Organizações, no ISPA CURRICULUM VITAE IDENTIFICAÇÃO Nome: Francisco Guilherme Serranito Nunes Data de nascimento: 16/11/1964 Estado civil: divorciado Morada: Av. Bombeiros Voluntários, nº 46, 3º Esqº 1495-021 ALGÉS e-mail:

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 953/XII/4.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 953/XII/4.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei n.º 953/XII/4.ª Criação da Freguesia de Ponte de Sor, no Concelho de Ponte de Sor, Distrito de Portalegre I Nota Introdutória A Lei n.º 11-A/2013

Leia mais

Nota de Imprensa VISEU PRIMEIRO APRESENTA "NOVA EQUIPA PARA UM NOVO CICLO", COM MAIS SOCIEDADE CIVIL

Nota de Imprensa VISEU PRIMEIRO APRESENTA NOVA EQUIPA PARA UM NOVO CICLO, COM MAIS SOCIEDADE CIVIL Nota de Imprensa VISEU PRIMEIRO APRESENTA "NOVA EQUIPA PARA UM NOVO CICLO", COM MAIS SOCIEDADE CIVIL A Candidatura do PSD Viseu Primeiro apresenta hoje, em tribunal, a composição das suas listas para o

Leia mais

Cuidados Continuados Integrados Perspetivas de Desenvolvimento

Cuidados Continuados Integrados Perspetivas de Desenvolvimento 6 de junho de 2016 Manhã Cuidados Continuados Integrados Perspetivas de Desenvolvimento 08h30 09h30 10h30 11h15 11h45 Receção dos participantes Sessão de abertura José António Vieira da Silva, Ministro

Leia mais

Urb. Quinta das Relvas, Nº 33 - Lote 8-1º Direito S. Martinho do Bispo Coimbra. Telefone(s) Telemóvel:

Urb. Quinta das Relvas, Nº 33 - Lote 8-1º Direito S. Martinho do Bispo Coimbra. Telefone(s) Telemóvel: Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Simões, Paulo Fernando Pereira Fabião Urb. Quinta das Relvas, Nº 33 - Lote 8-1º Direito S. Martinho do Bispo 3045-241

Leia mais

CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO

CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO CURRICULUM VITAE RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO Novembro de 2016 I - IDENTIFICAÇÃO Nome - RAUL CARLOS VASQUES ARAÚJO Estado civil - Casado Naturalidade - Luanda Nacionalidade - Angolana Data de nascimento

Leia mais

Resumo Curricular Ana Vanessa R. A. Antunes

Resumo Curricular Ana Vanessa R. A. Antunes Resumo Curricular Ana Vanessa R. A. Antunes Data de Nascimento: 16/12/1980, Lisboa, Portugal Email: vantunes@uatlantica.pt Fevereiro.2016 FORMAÇÃO Doutoramento em Saúde Pública, especialidade em Política

Leia mais

ACADEMIA DE MARINHA MEMÓRIAS VOLUME XL

ACADEMIA DE MARINHA MEMÓRIAS VOLUME XL ACADEMIA DE MARINHA MEMÓRIAS 2010 VOLUME XL ÍNDICE Titulares dos cargos estatutários em 2010 x Vida acadêmica XI Lista de Membros eleitos XVI Sessões na Academia 12 JANEIRO O Porto de Lisboa e a Golada

Leia mais

Lei Orgânica do VII Governo Constitucional

Lei Orgânica do VII Governo Constitucional Decreto-Lei n.º 28/81, de 12 de Fevereiro (Aprova a orgânica do VII Governo Constitucional) Lei Orgânica do VII Governo Constitucional Criação do Ministério da Qualidade de Vida (MQV) (Transferência da

Leia mais

2. CONSTITUIÇÃO DAS VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICICIPAL DE COIMBRA

2. CONSTITUIÇÃO DAS VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICICIPAL DE COIMBRA 2. CONSTITUIÇÃO DAS VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICICIPAL DE COIMBRA 1910-1926 DURAÇÃO DOS MANDATOS 1910 13/10/1910 29/12/1910 1 COMPOSIÇÃO DA VEREAÇÃO Câmara Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais António

Leia mais

Fórum de Pesquisas CIES Olhares Sociológicos sobre o Emprego: Relações Laborais, Empresas e Profissões. Profissões. Noémia Mendes Lopes

Fórum de Pesquisas CIES Olhares Sociológicos sobre o Emprego: Relações Laborais, Empresas e Profissões. Profissões. Noémia Mendes Lopes Fórum de Pesquisas CIES 2009 Olhares Sociológicos sobre o Emprego: Relações Laborais, Empresas e Profissões Profissões Noémia Mendes Lopes PROFISSÕES : OLHARES SOCIOLÓGICOS A sociologia das profissões

Leia mais

UNIVERSIDADE DE VERÃO

UNIVERSIDADE DE VERÃO UNIVERSIDADE DE VERÃO MONTEPIO UAL COM O APOIO INSTITUCIONAL DE CASES E CIENTÍFICO DE CIRIEC LISBOA 24 A 2017 ECONOMIA SOCIAL E MUTUALISMO (120 ) A INSCRIÇÃO INCLUI A PARTICIPAÇÃO EM TODAS AS ATIVIDADES

Leia mais

REGULAMENTO Nº2/IPT/2006

REGULAMENTO Nº2/IPT/2006 REGULAMENTO Nº2/IPT/2006 Relativo à implementação de projectos/acções por Unidades Orgânicas e Unidades Funcionais do IPT Considerando o disposto no n.º 1 do artigo 8.º da lei de autonomia dos estabelecimentos

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E

M O D E L O E U R O P E U D E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome ALHO, ANDREIA MARISA SUZANO DOS SANTOS Morada Nº 18, 3.º Andar, Av. Infante de Sagres Edf. Espadarte, 8125-000, Quarteira,

Leia mais

António José Mendes Ferreira

António José Mendes Ferreira INFORMAÇÃO PESSOAL António José Mendes Ferreira Covilhã (Portugal) tozeferr@hotmail.com POSTO DE TRABALHO A QUE SE CANDIDATA Docente EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 09/12/2016 Presente Investigador CEFAGE Ano

Leia mais

28-03r2009 1(/3. GEAL - Grupo de Etnologia e Arqueologia. Museu da l.ourinhã

28-03r2009 1(/3. GEAL - Grupo de Etnologia e Arqueologia. Museu da l.ourinhã 28-03r2009 1(/3 GEAL - Grupo de Etnologia e Arqueologia da lourinhã Museu da l.ourinhã 1 \~.ti ('7 28-03;2009 #. Temas 1. No plano geral 2. Secção de Etnografia 3. Secção de Arqueologia 4. Secção de Paleontologia

Leia mais

52ª DELIBERAÇÃO DA SECÇÃO PERMANENTE DE COORDENAÇÃO ESTATÍSTICA

52ª DELIBERAÇÃO DA SECÇÃO PERMANENTE DE COORDENAÇÃO ESTATÍSTICA DOCT/4509/CSE/C 52ª DELIBERAÇÃO DA SECÇÃO PERMANENTE DE COORDENAÇÃO ESTATÍSTICA VERSÃO PORTUGUESA E IMPLEMENTAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL TIPO DE EDUCAÇÃO 2011 (ISCED/CITE 2011) Considerando as

Leia mais

FORMAÇÃO CONTÍNUA NO MERCADO REGIONAL DE EMPREGO. RUI BAPTISTA * * Assistente do 1º Triénio

FORMAÇÃO CONTÍNUA NO MERCADO REGIONAL DE EMPREGO. RUI BAPTISTA * * Assistente do 1º Triénio FORMAÇÃO CONTÍNUA NO MERCADO REGIONAL DE EMPREGO RUI BAPTISTA * * Assistente do 1º Triénio A criação de valor é apontada como sendo o primeiro objectivo da actividade empresarial. Porém, tal objectivo

Leia mais

Formas Jurídicas da Cooperação entre Empresas. Sumário Plurifuncionalidade das formas jurídicas tidas em vista

Formas Jurídicas da Cooperação entre Empresas. Sumário Plurifuncionalidade das formas jurídicas tidas em vista Rui Pinto Duarte Novembro 2014 Formas Jurídicas da Cooperação entre Empresas Sumário 1. Considerações Gerais 1.1. Tipos de cooperação entre empresas; a cooperação horizontal como o objecto de atenção 1.2.

Leia mais

Exposição dos trabalhos escolares do Concurso A ÁGUA QUE NOS UNE Desertificação

Exposição dos trabalhos escolares do Concurso A ÁGUA QUE NOS UNE Desertificação Semana Europeia de Geoparks 2014 Entre 23 de maio e 8 de junho, o Arouca Geopark irá assinalar a Semana Europeia de Geoparks, sob o mote Arouca Geopark um território de experiências. Este é um evento comemorado

Leia mais

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO A diversidade dos espaços e dos tempos educativos remete cada vez mais para o conceito de Escola - Comunidade, aberta ao diálogo e à educação

Leia mais

Teresa Maria dos Santos Pimentel

Teresa Maria dos Santos Pimentel INFORMAÇÃO PESSOAL Teresa Maria dos Santos Pimentel Rua dos Alfaiates, n.º 10, Lagoa de Albufeira, 2970-184 Sesimbra, Portugal. 210998312 968589792 Teresa18pimentel@gmail.com Sexo Feminino Data de nascimento

Leia mais

PARTICIPAÇÃO JUVENIL NA DEMOCRACIA

PARTICIPAÇÃO JUVENIL NA DEMOCRACIA PARTICIPAÇÃO JUVENIL NA DEMOCRACIA Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação (comunicação) Vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão responsável

Leia mais

Investigação em Educação

Investigação em Educação Centro de Competência de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Educação Mestrado em Ensino Investigação em Educação Número de horas presenciais: 30 ECTS: 7,5 Docente: Profª. Doutora Alice Mendonça

Leia mais

Heloísa Duarte de Oliveira. Adjunta do Ministro dos Negócios Estrangeiros Governo de Portugal Datas 29/01/ /09/2015 Função ou cargo ocupado

Heloísa Duarte de Oliveira. Adjunta do Ministro dos Negócios Estrangeiros Governo de Portugal Datas 29/01/ /09/2015 Função ou cargo ocupado CURRICULUM VITAE Informação pessoal Nome Correio electrónico Heloísa Duarte de Oliveira heloisaoliveira@fd.ulisboa.pt de nascimento 01/10/1984 Experiência profissional s 01/12/2015 Adjunta do Ministro

Leia mais

- Estágio da Licenciatura em História e Ciências Sociais - Ramo Educacional, na Escola Secundária Castêlo da Maia, no ano letivo

- Estágio da Licenciatura em História e Ciências Sociais - Ramo Educacional, na Escola Secundária Castêlo da Maia, no ano letivo MARIA MANUELA RIBEIRO OLIVEIRA 1. DADOS PESSOAIS Nascimento Lisboa, 8 de Fevereiro de 1971 Estado civil Solteira Morada Rua Frei Tomé Jesus, 16, 1700-215 Lisboa Telefone 963736563 E-mail: manuliva@gmail.com

Leia mais

O Perfil do Psicólogo na Administração Local

O Perfil do Psicólogo na Administração Local CATEGORIA AUTORIA JANEIRO 15 Perfis do Psicólogo Gabinete de Estudos Técnicos O Perfil do Psicólogo na Administração Local Sugestão de Citação Ordem dos Psicólogos Portugueses (2015). O Perfil do Psicólogo

Leia mais

Ciência e sociedade: o movimento social pela cultura científica

Ciência e sociedade: o movimento social pela cultura científica Ciência 2008 Encontro com a Ciência em Portugal Ciência Viva: Promover a Cultura Científica e Tecnológica Ciência e sociedade: o movimento social pela cultura científica António Firmino da Costa Centro

Leia mais

Formação Profissional

Formação Profissional JOANA CARNEIRO - Advogada Associada Nasceu em 2 de Outubro de 1980 Em 2003, licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto Fez estágio obrigatório na Ordem dos Advogados Portugueses

Leia mais

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2015 Refª: 070 Gabinete de Apoio Jovem Futuro + Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60

Leia mais

Perfil da presença feminina no tecido empresarial português. 8 de Março 2012

Perfil da presença feminina no tecido empresarial português. 8 de Março 2012 Perfil da presença feminina no tecido empresarial português Sumário executivo Em Portugal : 54,9% das empresas têm pelo menos uma mulher nos seus cargos de gestão e direcção: 44,8% têm uma equipa mista,

Leia mais

Identificação das necessidades dos utilizadores 2007

Identificação das necessidades dos utilizadores 2007 Nota prévia: Este documento corresponde a um trabalho de grupo apresentado na Unidade Curricular Desenvolvimento e Gestão de Colecções do Curso de Mestrado em Gestão da Informação e Biblioteca Escolares.

Leia mais

Almeida, L. (1991). Organização pedagógica da Escola, Educação Pluridimensional e Escola Cultural. Évora: Edições AEPEC.

Almeida, L. (1991). Organização pedagógica da Escola, Educação Pluridimensional e Escola Cultural. Évora: Edições AEPEC. Bibliografia Abrantes, P. et al. (2002). Reorganização Curricular do Ensino Básico, Avaliação das Aprendizagens Das concepções às práticas. Lisboa: Ministério da Educação, Departamento da Educação Básica.

Leia mais

Susana Margarida Moreira de Macedo

Susana Margarida Moreira de Macedo - A informação introduzida nas fichas individuais é da inteira responsabilidade do autor - Susana Margarida Moreira de Macedo Técnico Superior de 1ª classe Habilitações Académicas Formação Pré-Graduada

Leia mais

ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS

ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS Margarida Gaspar de Matos* Marlene Silva e Equipa Aventura Social & Saúde *Psicologa, Prof Ass F M H / UTL Coordenadora Nacional do HBSC/OMS

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2017

PLANO DE ATIVIDADES 2017 PLANO DE ATIVIDADES 2017 PE1 Reforçar a participação ativa na discussão, implementação e avaliação de planos, políticas e legislação ambientais, promovendo a partilha de informação e conhecimento com os

Leia mais

Licenciatura em Matemáticas Aplicadas, com especial enfase na área da Estatística, pela Faculdade de Ciências de Lisboa (1976).

Licenciatura em Matemáticas Aplicadas, com especial enfase na área da Estatística, pela Faculdade de Ciências de Lisboa (1976). 1 IDENTIFICAÇÃO Artur Olímpio Ferreira Gonçalves da Silva, nascido na freguesia de Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira, Distrito de Lisboa, em 01 de Abril de 1946. 2 - HABILITAÇÕES LITERÁRIAS

Leia mais

PROJETO DE DESPORTO ESCOLAR

PROJETO DE DESPORTO ESCOLAR PROJETO DE DESPORTO ESCOLAR 2013 2017 1. INTRODUÇÃO O Programa do Desporto Escolar para o quadriénio de 2013-2017 visa aprofundar as condições para a prática desportiva regular em meio escolar, como estratégia

Leia mais

Doutoramento em História Económica e Social

Doutoramento em História Económica e Social Doutoramento em História Económica e Social 2010/2011 O Programa O Programa de Doutoramento em História Económica e Social criado pela Universidade Técnica de Lisboa em 1991 e adequado ao espaço europeu

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Curso: Licenciatura em língua Gestual portuguesa Ciclo: 1º Ciclo Ramo: Ano: 1º Ano Designação: DESPORTO E RECREAÇÃO Créditos: 5 Departamento: Ciências da Comunicação e da

Leia mais

Assembleia Geral Anual da Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. de 10 de Abril de 2012

Assembleia Geral Anual da Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. de 10 de Abril de 2012 Assembleia Geral Anual da Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. de 10 de Abril de 2012 Proposta relativa ao Ponto 8. da Ordem de Trabalhos Considerando que se encontra vago o cargo de Presidente

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente NOTA INFORMATIVA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente NOTA INFORMATIVA NOTA INFORMATIVA Para os efeitos tidos por convenientes, tenho a honra de informar esse órgão de Comunicação Social que, Sua Excelência o Presidente da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, Dr. Fernando

Leia mais