UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2"

Transcrição

1 UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO Módulo 3 Módulo FRENTE MEDIDAS: Comprimento Total 2,0 m Comprimento módulo, m Comprimento módulo 2,00 m Comprimento módulo 3,0 m Largura 2,3 m Altura interna m

2 ILUMINAÇÃO E TOMADAS MÓDULO FRENTE DA U.M Luminária com uma lâmpada fluorescentes de 0 watts - Estas luminárias deverão ser colocadas no canto do veículo, na junção entre a lateral o o teto. - Deverão ser instaladas cinco luminárias de cada lado Quadro de distribuição geral Módulo Interruptores paralelo para comando da iluminação interna CIRCUITO Tomadas bifásicas fio 2, mm2 Tomadas fio 2, mm2 Tomadas bifásicas fio,0 mm2 Ponto de ligação elétrica para o sistema de ar condicionado fio,0 mm2 Número de identificação do circuito conforme quadro de disjuntores OBSERVAÇÕES MEDIDAS: Comprimento, m Largura 2,3 m Altura m Os condutores em que a bitola não estiver especificada, esta deverá ser de 2, mm2 2 O cabo principal de alimentação deverá ser x 3 mm2 com tomada para conexão na Unidade 3 Todas as tomadas deverão ser fixadas em conduletes e tubulação de PVC, no piso do ônibus e junto às paredes laterais

3 ILUMINAÇÃO E TOMADAS MÓDULO 2 2 Módulo 3 Módulo Luminária com uma lâmpada fluorescentes de 0 watts - Estas luminárias deverão ser colocadas no canto do veículo, na junção entre a lateral o o teto. - Deverão ser instaladas quatro luminárias de cada lado Quadro de distribuição geral Interruptores paralelo para comando da iluminação interna CIRCUITO Tomadas bifásicas fio 2, mm2 Tomadas fio 2, mm2 Tomadas bifásicas fio,0 mm2 Número de identificação do circuito conforme quadro de disjuntores OBSERVAÇÕES MEDIDAS: Comprimento,00 m Largura 2,3 m Altura m Os condutores em que a bitola não estiver especificada, esta deverá ser de 2, mm2 2 O cabo principal de alimentação deverá ser x 3 mm2 com tomada para conexão na Unidade 3 Todas as tomadas deverão ser fixadas em conduletes e tubulação de PVC, no piso do ônibus e junto às paredes laterais

4 ILUMINAÇÃO E TOMADAS MÓDULO Traseira da U.M Luminária com uma lâmpada fluorescentes de 0 watts - Estas luminárias deverão ser colocadas no canto do veículo, na junção entre a lateral o o teto. - Deverão ser instaladas cinco luminárias de cada lado Quadro de distribuição geral Módulo 3 Interruptores paralelo para comando da iluminação interna CIRCUITO Tomadas bifásicas fio,0 mm2 Tomadas bifásica de parede fio 2, mm2 Tomadas de parede fio 2, mm2 Tomadas no teto Ponto de ligação elétrica para o sistema de ar condicionado fio,0 mm2 Número de identificação do circuito conforme quadro de disjuntores OBSERVAÇÕES MEDIDAS: Comprimento,0 m Largura 2,3 m Altura m Os condutores em que a bitola não estiver especificada, esta deverá ser de 2, mm2 2 O cabo principal de alimentação deverá ser x 3 mm2 com tomada para conexão na Unidade 3 - Deverá ser prevista uma tubulação de PVC ½, embutida, da tomada monofásica na traseira da Unidade até a tomada monofásica no teto da mesma Todas as tomadas deverão ser fixadas em conduletes e tubulação de PVC, no piso do ônibus e junto às paredes laterais

5 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO GERAL - MÓDULO Entrada de alimentação tomada de energia - módulo R S T N Terra Disjuntor geral trifásico equipado com DR e DPS - 0 A Circuito : Monofásico com fio 2, mm2, para ligação das dez luminárias de iluminação interna da Unidade D - A D - 2A D 2-2A D 3-2A Circuito 2: Bifásico com fio para ligação do sistema de ar condicionado Circuito : Bifásico com fio Circuito 3: Bifásico com fio D - 20A D - 20A Circuito : 3 tomadas, Circuito : 3 tomadas D - 20A D - 20A Circuito : 2 tomadas Circuito : 2 tomadas D - 20A D 0-20A Circuito : 3 tomadas Circuito 0: 2 tomadas D 2-20A D - 20A Circuito 2: 2 tomadas Circuito : 3 tomadas

6 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO GERAL - MÓDULO 2 Entrada de alimentação tomada de energia - módulo 2 R S T N Terra Circuito : Monofásico com fio 2, mm2, para ligação das oito luminárias de iluminação interna da Unidade Disjuntor geral trifásico equipado com DR e DPS - 0 A D - A D 3-2A D 2-2A Circuito 3: Bifásico com fio Circuito 2: Bifásico com fio D - 20A D - 20A Circuito : 2 tomadas, Circuito : 2 tomadas D - 20A D - 20A Circuito : 2 tomadas Circuito : 2 tomadas D - 20A D - 20A Circuito : 2 tomadas Circuito : 2 tomadas D - 20A D 0-20A Circuito : 2 tomadas Circuito 0: 2 tomadas

7 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO GERAL - MÓDULO 3 Entrada de alimentação tomada de energia - módulo 3 R S T N Terra Disjuntor geral trifásico equipado com DR e DPS - 0 A Circuito : Monofásico com fio 2, mm2, para ligação das dez luminárias de iluminação interna da Unidade D - A D - 2A D 2-2A D 3-2A Circuito 2: Bifásico com fio para ligação do sistema de ar condicionado Circuito : Bifásico com fio Circuito 3: Bifásico com fio D - 20A D - 20A Circuito : 3 tomadas, Circuito : 3 tomadas D - 20A D - 20A Circuito : 2 tomadas Circuito : 2 tomadas D - 20A D 0-20A Circuito : 3 tomadas Circuito 0: 3 tomadas D 2-20A D - 20A Circuito 2: 2 tomadas Circuito : 3 tomadas

Serviços & Treinamentos Técnicos Rua 2, n 233 Conforto Volta Redonda RJ Telefax: (24)

Serviços & Treinamentos Técnicos Rua 2, n 233 Conforto Volta Redonda RJ Telefax: (24) AULA 05/25 DE COMANDOS ELÉTRICOS ASSUNTO: AULA 01/03 DE INSTALAÇÕES PREDIAIS 1 INSTALAÇÕES PREDIAIS Interruptor de três seções 1.1 SIMBOLOGIA Ponto de luz no teto Interruptor bipolar Luminária Fluorescente

Leia mais

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA.

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA. PROJETO DE INSTALAÇÕES ELETRICAS DE BAIXA TENSÃO MERCADO DO SÃO JOAQUIM BAIRRO SÃO JOAQUIM, TERESINA - PI TERESINA PI AGOSTO/2014 MEMORIAL DESCRITIVO INST. ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO 1.0 IDENTIFICAÇÃO Obra:

Leia mais

Condutores, Fornecimento de Tensão e Padrão de Entrada. Instalações Hidráulicas e Elétricas - Profª Bárbara Silvéria

Condutores, Fornecimento de Tensão e Padrão de Entrada. Instalações Hidráulicas e Elétricas - Profª Bárbara Silvéria Condutores, Fornecimento de Tensão e Padrão de Entrada Instalações Hidráulicas e Elétricas - Profª Bárbara Silvéria Condutores e Isolantes Isolantes Materiais que não conduzem eletricidade; Condutores

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DOS CONDUTORES

DIMENSIONAMENTO DOS CONDUTORES DIMENSIONAMENTO DOS CONDUTORES 1. Introdução - O dimensionamento dos condutores deve ser realizado seguindo as seguintes etapas: a) cálculo da corrente de projeto; b) dimensionamento pelo critério da máxima

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9.1 RAMAIS ALIMENTADORES 9.1.1 Barramento de cobre Ø5,16mm (0,187kg/m) m 10,00 25,20 252,00 1,69 9.1.2 Chave seccionadora de média tensão, com fusível incorporado, sem carga, uso

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO EM BAIXA TENSÃO OBRA: ANEXO 01. Eng. Eletrecista Sandro Waltrich. Av. Osmar Cunha, Ceisa Center, Sala 210 A

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO EM BAIXA TENSÃO OBRA: ANEXO 01. Eng. Eletrecista Sandro Waltrich. Av. Osmar Cunha, Ceisa Center, Sala 210 A MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO EM BAIXA TENSÃO OBRA: ANEXO 01 Proprietário: CREA SC - CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DE SANTA CATARINA Responsável Projeto: Eng. Eletrecista

Leia mais

MANUAL PARA INSTALAÇÃO ELÉTRICA RESFRIADOR DE ÁGUA SERIE POLAR MODELOS: PA-01 ~ PA-120 PW-09 ~ PW-120 PRECAUÇÕES INFORMAÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA

MANUAL PARA INSTALAÇÃO ELÉTRICA RESFRIADOR DE ÁGUA SERIE POLAR MODELOS: PA-01 ~ PA-120 PW-09 ~ PW-120 PRECAUÇÕES INFORMAÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA MANUAL PARA INSTALAÇÃO ELÉTRICA RESFRIADOR DE ÁGUA SERIE POLAR MODELOS: PA-01 ~ PA-120 PW-09 ~ PW-120 PRECAUÇÕES INFORMAÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3 QUADRO ELÉTRICO...3 DIMENSIONAMENTO

Leia mais

Apostila de Instalações Elétricas

Apostila de Instalações Elétricas 6.10.9 - Mista: combina uma incandescente e um tubo de descarga com alta pressão. Funciona em tensão de 220 V, sem reator. Emite cerca de 30 lumen/w. Possui vida útil de cerca de 6.000h. É uma alternativa

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 5 Instalações para iluminação e aparelhos domésticos.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 5 Instalações para iluminação e aparelhos domésticos. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 5 Instalações para iluminação e aparelhos domésticos. Prof.

Leia mais

lectra Material Didático INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Centro de Formação Profissional

lectra Material Didático  INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Centro de Formação Profissional lectra Centro de Formação Profissional Material Didático INSTALAÇÕES ELÉTRICAS WWW.ESCOLAELECTRA.COM.BR ÍNDICE 1 Introdução - 5 Definição de eletricidade. Causas e efeitos da eletricidade. Geração, transmissão

Leia mais

CANALETAS SISTEMA DLP

CANALETAS SISTEMA DLP Sistema DLP canaleta rodapé 80 x 20!!"#$$ %&'(&#)* *+,-*'.)&)* /$0"#!! 23&4.&3(3BC /$0"#51 6&.+& /$0"#55 6&.+&!!/#/0 DB8& /$0"#!1 23&4& 6&

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 13 Dimensionamento de Condutores (Critério do Limite de Queda de Tensão) Porto Alegre - 2012 Tópicos Critério do limite de queda

Leia mais

Manual de Instalação Elétrica

Manual de Instalação Elétrica Manual de Instalação Elétrica Nobreaks NHS 1. ESCLARECIMENTOS Este material contempla um guia rápido de instalação e adequação da infraestrutura elétrica necessária para a posterior energização do nobreak.

Leia mais

LABORATÓRIO DE CLP, REDES INDUSTRIAIS E AUTOMAÇÃO. 1. Descrição Física

LABORATÓRIO DE CLP, REDES INDUSTRIAIS E AUTOMAÇÃO. 1. Descrição Física LABORATÓRIO DE CLP, REDES INDUSTRIAIS E AUTOMAÇÃO 1. Descrição Física O laboratório deve dispor de estrutura mínima de uma área igual ou superior a 50m 2 ; com sala de apoio uma área igual ou superior

Leia mais

Manual do Usuário. MAIN POWER Módulo Fonte Módulo Disjuntor POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO ANTES DE USAR O PRODUTO

Manual do Usuário. MAIN POWER Módulo Fonte Módulo Disjuntor POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO ANTES DE USAR O PRODUTO Manual do Usuário MAIN POWER Módulo Fonte Módulo Disjuntor POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO ANTES DE USAR O PRODUTO Introdução O seu Módulo Fonte ou Módulo Disjuntor reúnem o que há de mais recente em tecnologia

Leia mais

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Aula 06 Esquema de ligação dos condutores Diagramas multifiliar e unifiliar Prof. Dra. Giovana Tripoloni Tangerino 2016 Condutores Geralmente, a

Leia mais

A melhor opção em quadros de distribuição de energia

A melhor opção em quadros de distribuição de energia A melhor opção em quadros de distribuição de energia Fabricado no Brasil SIMBOX XF Quadros de distribuição de energia www.siemens.com.br/simboxxf SIMBOX XF Por fora, muito design... Primeira linha de quadros

Leia mais

A base de um projeto de instalação elétrica consiste em:

A base de um projeto de instalação elétrica consiste em: A base de um projeto de instalação elétrica consiste em: Previsão e dimensionamento das cargas elétricas (Máquinas, tomadas Tug s, tomadas Tue s e iluminação) no local desejado; Dimensionar e especificar

Leia mais

MÉTODO DE INSTALAÇÃO (Tabela 33 da NBR5410/2004)

MÉTODO DE INSTALAÇÃO (Tabela 33 da NBR5410/2004) MÉTODO DE INSTALAÇÃO (Tabela da NBR5410/004) Método de Método de instalação Esquema ilustrativo Descrição instalação a utilizar número: para a capacidade de condução de corrente 1 1 Condutores isolados

Leia mais

ACESSE NOSSO PORTAL

ACESSE NOSSO PORTAL ACESSE NOSSO PORTAL www.clubedotecnico.com Aproveite a oportunidade de se atualizar ainda mais Cursos profissionalizantes a distância. Elétrica Residencial Elétrica Industrial Comandos Elétricos Automação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m Proprietário: Secretaria de Estado de Goiás Autora: LUCIANA DUTRA MARTINS - Engenheira Eletricista - CREA_8646/D Sumário:

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ESTIMATIVA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ESTIMATIVA MÊS DE REFERÊNCIA DOS S: MAIO / 2009 ITEM MATERIAL UN QUANT. 1 REDE DE DISTRIBUIÇÃO: Rede de distribuição a ser executada parte no sistema embutido e parte no sistema aparente com eletroduto de pvc, fiação,

Leia mais

O GUIA PERFEITO PARA TE AJUDAR NA COMPRA DE MATERIAIS ELÉTRICOS E DE ILUMINAÇÃO

O GUIA PERFEITO PARA TE AJUDAR NA COMPRA DE MATERIAIS ELÉTRICOS E DE ILUMINAÇÃO e-book O GUIA PERFEITO PARA TE AJUDAR NA COMPRA DE MATERIAIS ELÉTRICOS E DE ILUMINAÇÃO . Sumário O QUE VOCÊ VAI APRENDER Escolher a iluminação e os materiais elétricos corretos é sem dúvida um dos itens

Leia mais

CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INTRODUÇÃO O presente Memorial descreve e especifica os requisitos mínimos para o fornecimento de materiais e serviços para Desativação com remoção de dois transformadores

Leia mais

ANEXO II PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS DOS SERVIÇOS

ANEXO II PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS DOS SERVIÇOS 1 REDE ELÉTRICA 13105.8.6.1 ATERRAMENTO completo para pára-raios, com hastes de cobre com alma de UN 30,00 417,99 12.539,70 16120.3.2.1 aço tipo "Copperweld" Cabo de cobre nu (seção transversal: 25 mm²)

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 12 Dimensionamento de Condutores (Critério da capacidade de corrente) Porto Alegre - 2012 Tópicos Dimensionamento de condutores

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE

CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE Nos fios existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim como os planetas ao redor do sol, giram ao redor do núcleo dos átomos. Quando uma força,

Leia mais

Sequência para projeto de instalações 1. Determinar as áreas dos cômodos, com base na planta baixa arquitetônica 2. A partir da entrada de energia,

Sequência para projeto de instalações 1. Determinar as áreas dos cômodos, com base na planta baixa arquitetônica 2. A partir da entrada de energia, Projeto de instalações residenciais Um projeto de instalações elétricas possui, basicamente, 4 partes: Memorial técnico projetista justifica e descreve sua solução Conjunto de plantas, esquemas e detalhes

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA ANEXO 01

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA ANEXO 01 REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA LUMINOTÉCNICO ANEXO 01 Responsabilidade e compromisso com o meio Ambiente SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO E OBJETIVO... 4 2. NORMALIZAÇÃO... 4 3. COMENTÁRIOS LUMINOTÉCNICOS:...

Leia mais

NBR Instalações elétricas em locais de afluência de público - Requisitos específicos

NBR Instalações elétricas em locais de afluência de público - Requisitos específicos NBR 13570 Instalações elétricas em locais de afluência de público - Requisitos específicos NBR 13570 As prescrições desta Norma complementam, modificam ou substituem as prescrições de caráter geral contidas

Leia mais

Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora)

Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) 5596 - Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) Aula 1 Capítulo 1 - Conceitos Fundamentais 1.1. Matéria......21 1.2. Circuito Elétrico...22 1.2.1. Dispositivo de Manobra...23

Leia mais

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria)

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria) Projeto Elétrico TC_042 - CONSTRUÇÃO CIVIL IV PROFESSORA: ELAINE SOUZA MARINHO CONCEITOS INICIAIS

Leia mais

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta VC L Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS) com tecnologia de proteção baseada na utilização de varistor de óxido de zinco (). -Três locais para marcadores/identificadores; -Encaixe em trilho ( linha

Leia mais

Laboratório de Instalações Elétricas Circuitos de Luz e Força e Previsão da Carga

Laboratório de Instalações Elétricas Circuitos de Luz e Força e Previsão da Carga Laboratório de Instalações Elétricas Circuitos de Luz e Força e Previsão da Carga Prof. Lia Mota (Noturno) Prof. Alexandre Mota (Matutino) 1s2011 Circuitos Conjunto de condutores que distribuem energia

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 05 ALTERAÇÕES NAS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PADRÕES DE ENTRADA DE BAIXA TENSÃO DE USO INDIVIDUAL

COMUNICADO TÉCNICO Nº 05 ALTERAÇÕES NAS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PADRÕES DE ENTRADA DE BAIXA TENSÃO DE USO INDIVIDUAL Página 1 de 2 COMUNICADO TÉCNICO Nº 05 ALTERAÇÕES NAS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PADRÕES DE ENTRADA DE BAIXA TENSÃO DE USO INDIVIDUAL 1. OBJETIVO Visando a redução de custos de expansão do sistema

Leia mais

MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE IX MONTAGEM ELÉTRICA

MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE IX MONTAGEM ELÉTRICA MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE IX MONTAGEM ELÉTRICA Montagem Elétrica Os serviços de montagens elétricas estão presentes em todas as instalações que produzem ou utilizam energia, compreendendo: Geração nas

Leia mais

Prática 1: Dispositivos de Comando de Iluminação

Prática 1: Dispositivos de Comando de Iluminação Prática 1: Dispositivos de Comando de Iluminação 1 Objetivo básico Conhecer os principais dispositivos de acionamento de iluminação. Fundamentos teóricos Uma instalação elétrica residencial deve disponibilizar

Leia mais

Projetos Elétricos. Divisão dos Circuitos, Quadro Geral e Eletrodutos. Evandro Junior Rodrigues. Novembro /07/ / 49

Projetos Elétricos. Divisão dos Circuitos, Quadro Geral e Eletrodutos. Evandro Junior Rodrigues. Novembro /07/ / 49 Projetos Elétricos Divisão dos Circuitos, Quadro Geral e Eletrodutos Novembro 2016 01/07/2016 1 / 49 Introdução Simbologia; Desenho das iluminações e tomadas em uma planta baixa; Quadro Geral Critérios

Leia mais

Planilha Orçamentária Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02%

Planilha Orçamentária Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02% 020000 Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02% 020200 Container 020202 CPOS Container alojamento - mínimo 9,20 m² unxmês 2,00 253,33 2,24 511,14 0,069% 020204 CPOS Container sanitário - mínimo

Leia mais

CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS

CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS 1.1- FUNDAÇÕES Blocos em concreto simples 0.45mx0,40mx0,24m 1.4- COBERTURA Em telhas recicladas de tetra pack e alumínio. Uma cobertura ecologicamente

Leia mais

Pois é turma, agora que já foram estudados, os conceitos sobre eletricidade, o como se realiza o levantamento das potências e os dispositivos de

Pois é turma, agora que já foram estudados, os conceitos sobre eletricidade, o como se realiza o levantamento das potências e os dispositivos de Pois é turma, agora que já foram estudados, os conceitos sobre eletricidade, o como se realiza o levantamento das potências e os dispositivos de proteção que alimentam os circuitos terminais, pode-se dizer

Leia mais

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem uma saída

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO. PROJETO: Pontos de Força para ar condicionado e complementações elétricas e de aterramento em geral.

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO. PROJETO: Pontos de Força para ar condicionado e complementações elétricas e de aterramento em geral. MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO: Pontos de Força para ar condicionado e complementações elétricas e de aterramento em geral. LOCAL : Pavilhões do Banrisul na BAGERGS ENDEREÇO: Av. GETÚLIO VARGAS, 8201

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais. Redes de Instalação Elétrica. Prof. Msc. Getúlio Tateoki

Instalações Elétricas Prediais. Redes de Instalação Elétrica. Prof. Msc. Getúlio Tateoki Redes de Instalação Elétrica Redes de Instalação Elétrica Produção Usinas Hidroelétricas, Termoelétricas, eólicas, etc. Transmissão Transporte de energia elétrica gerada até centros consumidores. Distribuição

Leia mais

Fatores de Correção da Capacidade de Condução de Corrente

Fatores de Correção da Capacidade de Condução de Corrente Considerações iniciais Neste módulo, apresentaremos os fatores de correção das capacidades de condução de corrente, relativos à temperatura ambiente e o agrupamento de circuitos, de acordo com as prescrições

Leia mais

Comandos Elétricos Parte 1 Prof. Mauricio Martins Taques CAMPUS JOINVILLE

Comandos Elétricos Parte 1 Prof. Mauricio Martins Taques CAMPUS JOINVILLE Comandos Elétricos Parte 1 Prof. Mauricio Martins Taques CAMPUS JOINVILLE Fevereiro/2016 1 SUMÁRIO Simbologia...4 Lista de Tarefas...8 Tarefas....10 Simbologia Fases Fusível Interruptor Simples de 1 tecla

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Luminária de Emergência Com 16 LEDs de Alto Brilho. Código AFLMLED-24 (Uso em Conjunto a Central de Iluminação de Emergência 24 Volts.) Luminária para Iluminação de Emergência com 16 LEDS de alto brilho

Leia mais

AF2 Cursos Online AF2 Engenharia e Projetos PROJETO ELÉTRICO

AF2 Cursos Online  AF2 Engenharia e Projetos  PROJETO ELÉTRICO PROJETO ELÉTRICO 1 Sumário Conceitos Básicos... 3 Tensão e Corrente Elétrica... 3 Potência Elétrica... 3 Tipos de Potência... 4 Triângulo das Potências... 6 Fator de Potência... 6 Tipos de Ligação... 7

Leia mais

Convite: 073/2011 ABERTURA REALIZADA

Convite: 073/2011 ABERTURA REALIZADA Públicas Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal Do Rio Grande Gabinete de Compras e Licitações Convite: 073/2011 ABERTURA REALIZADA Em: 12/ 09 / 2011 14:00 horas Transcrevemos abaixo M A o P

Leia mais

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Aula 05 Circuito de distribuição e Circuitos terminais Prof. Dra. Giovana Tripoloni Tangerino 2016 CIRCUITOS ELÉTRICOS Circuitos elétricos Em uma

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais. Condutores Elétricos. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki

Instalações Elétricas Prediais. Condutores Elétricos. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Conceito -É assim chamado todo material que possui a propriedade de conduzir ou transportar energia elétrica. -Os condutores devem ser analisados sobre seguintes aspectos.

Leia mais

Painel de Monitoramento e Controle PASE Manual de Instalação Características:

Painel de Monitoramento e Controle PASE Manual de Instalação Características: Painel de Monitoramento e Controle PASE Manual de Instalação Características: Entrada para sensor de nível 4 20mA Entrada para sensor de condutividade RS485 Comando e monitoramento remoto da bomba Fácil

Leia mais

Balanceadora. Manual de Operação. Portátil de rodas. w w w. a u t e n t i c. c o m. b r e - m a i l : v e n d a a u t e n t i c. c o m.

Balanceadora. Manual de Operação. Portátil de rodas. w w w. a u t e n t i c. c o m. b r e - m a i l : v e n d a a u t e n t i c. c o m. Balanceadora Portátil de rodas Manual de Operação w w w. a u t e n t i c. c o m. b r e - m a i l : v e n d a s @ a u t e n t i c. c o m. b r Índice 1- Informações gerais 1.1- Ligação elétrica 1.- Ligação

Leia mais

CONCORRÊNCIA SESC/MA Nº 17/0018-CC REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS

CONCORRÊNCIA SESC/MA Nº 17/0018-CC REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS CONCORRÊNCIA SESC/MA Nº 17/0018-CC REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS ITEM USO INTERNO (RCMS) DESCRIÇÃO TOTAL QUANTIDADE ESTIMADO UNIDADE DE MEDIDA 1 17/2784-1 DISJUNTOR MONOFÁSICO 15A 130

Leia mais

ÍNDICE. 3.0 Instalação do receptor de sinal Ligação no receptor Ligação no painel Alimentação do painel I-Pool...

ÍNDICE. 3.0 Instalação do receptor de sinal Ligação no receptor Ligação no painel Alimentação do painel I-Pool... ÍNDICE 1.0 Introdução...2 1.1 Itens do Produto...2 2.0 Características do Produto...4 2.1 Contatora 1...4 2.2 Contatora 2...4 2.3 Contatora 3...5 2.4 Relê liga/desliga...5 3.0 Instalação do receptor de

Leia mais

Qual a norma vigente para instalações elétricas de piscinas? NBR 5410:2004 Instalações elétricas de baixa tensão

Qual a norma vigente para instalações elétricas de piscinas? NBR 5410:2004 Instalações elétricas de baixa tensão Qual a norma vigente para instalações elétricas de piscinas? NBR 5410:2004 Instalações elétricas de baixa tensão 9.2.1 Campo de aplicação As prescrições complementares desta subseção são aplicáveis aos

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: INCÊNDIO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. Apresentação... 03 2. Extintores... 04 3. Iluminação de Emergência...

Leia mais

Planejamento e projeto das instalações elétricas

Planejamento e projeto das instalações elétricas Planejamento e projeto das instalações elétricas 1) A energia elétrica fornecida aos consumidores residenciais é resultado da conexão do consumidor com: a) Sistema elétrico de geração; b) Sistema de compatibilidade

Leia mais

Aplicação: corredor de hotel, escritório, área comum de passagem Área de detecção com 30m de comprimento e 4m de largura

Aplicação: corredor de hotel, escritório, área comum de passagem Área de detecção com 30m de comprimento e 4m de largura Série 18 - Sensor de presença 10 A Características 18.41 18.51 18.61 Sensor de movimento e presença Ampla área de cobertura até 120m² 2 modos de detecção (tipo 18.51): presença indicado para áreas com

Leia mais

COMPONENTES DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS. Instalações Elétricas e o Projeto de Arquitetura Roberto de Carvalho Júnior

COMPONENTES DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS. Instalações Elétricas e o Projeto de Arquitetura Roberto de Carvalho Júnior COMPONENTES DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Instalações Elétricas e o Projeto de Arquitetura Roberto de Carvalho Júnior PONTOS DE ILUMINAÇÃO Prever pelo menos um ponto de luz no teto, comandado por um interruptor

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Bloco Autônomo de Iluminação de Emergência, com 1 Lâmpada de 20 W. Código AFLEA1X20 O Bloco Autônomo com uma lâmpada de 20 Watts é um equipamento de iluminação de emergência que tem a função de iluminar

Leia mais

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem duas saídas

Leia mais

ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II

ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II Prof. Eng Civil Bruno Rocha Cardoso Aula 02: Instalações Elétricas O Projeto O trabalho do Eletricista não é um processo Contínuo 1) Eletrodutos ou Conduítes 1) Eletrodutos

Leia mais

O que é Padrão de Entrada?

O que é Padrão de Entrada? 1 O que é Padrão de Entrada? O padrão de entrada é o conjunto de condutores, eletrodutos, poste, caixa de medição e demais acessórios utilizados na sua montagem, padronizados pela Cosern e de acordo com

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 1.IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DA OBRA: NOME UBS MANCHINHA ENDEREÇO LAJEADO MANCHINHA, INTERIOR SANTA

Leia mais

Curso Técnico de Eletrotécnica Disciplina: Prática de acionamentos elétricos I Prof. Epaminondas de Souza Lage

Curso Técnico de Eletrotécnica Disciplina: Prática de acionamentos elétricos I Prof. Epaminondas de Souza Lage Indicações para os traçados e a utilização de diagramas Para se saber como os elementos são interligados e também para um perfeito entendimento dos comandos elétricos é necessária a correta interpretação

Leia mais

Capítulo 03 Levantamentos de carga instalada das instalações elétricas, divisão de circuitos de iluminação, força e divisão de cargas:

Capítulo 03 Levantamentos de carga instalada das instalações elétricas, divisão de circuitos de iluminação, força e divisão de cargas: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Capítulo 03 Levantamentos de carga instalada das instalações elétricas, divisão de circuitos de iluminação, força e divisão de cargas:

Leia mais

Aula 3 Simbologia e anotação na planta

Aula 3 Simbologia e anotação na planta Aula 3 Simbologia e anotação na planta Prof. Dr. Gustavo Della Colletta Universidade federal de Itajubá-UNIFEI 1 / 43 Agenda 1 Introdução Definição Normas 2 Divisão das instalações O circuito elétrico

Leia mais

AVISO. Guarde Estas Instruções Utilize somente de maneira informada pelo fabricante. Caso tenha alguma pergunta, comunique-se com o fabricante.

AVISO. Guarde Estas Instruções Utilize somente de maneira informada pelo fabricante. Caso tenha alguma pergunta, comunique-se com o fabricante. GE Iluminação Guia de Instalação Luminária LED Albeo Iluminação Linear (Série ALC4) Características 5 anos de garantia Classificada para locais úmidos ANTES DE INICIAR Leia cuidadosamente estas instruções.

Leia mais

NA 10 A Instalações internas Particularmente indicado para montagem em parede 230/ / CFL W

NA 10 A Instalações internas Particularmente indicado para montagem em parede 230/ / CFL W Série - Sensor de presença 10 A SÉRIE Características Sensor de presença para ambientes internos e externos.01.11 Dimensões reduzidas Ajuste da luz ambiente para ativação ou não do sensor Ajuste do tempo

Leia mais

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas

Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Curso Técnico em Eletroeletrônica Instalações Elétricas Aula 03 Padrão de entrada. Ramal de ligação, poste particular e pontalete. Quadro de medição. Quadro de distribuição. Prof. Dra. Giovana Tripoloni

Leia mais

Faróis de longo alcance. Informações gerais. Ativação

Faróis de longo alcance. Informações gerais. Ativação Informações gerais Este documento especifica as opções de encomenda para os faróis de longo alcance e descreve também a conexão de faróis de longo alcance adicionais no teto ou no para-choque. As seguintes

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO Os fatores básicos que envolvem o dimensionamento de um condutor são: tensão nominal; frequência nominal; potência ou

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANGELO RS TIC Tecnologia da Informação e Comunicações Departamento de Processamento de Dados

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANGELO RS TIC Tecnologia da Informação e Comunicações Departamento de Processamento de Dados PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO ANEXO-I Especificação técnica mínimas dos serviços a serem realizados Projeto EDUCAR José Fioravante Schneider 09/09/2014 Página 1 de 14 ANEXO-I Especificação técnica

Leia mais

INSTALAÇÃO ELÉTRICA E HIDRÁULICA

INSTALAÇÃO ELÉTRICA E HIDRÁULICA INSTALAÇÃO ELÉTRICA E HIDRÁULICA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E HIDRÁULICAS Quadro de tomadas andares Instale no mínimo duas tomadas: monofásicas de 127V; bifásicas de 220V; trifásicas de 220V. Ligue as tomadas

Leia mais

Notas explicativas: Proteção contra descargas atmosféricas e sobretensões para sistemas de iluminação LED Versão 09/2015

Notas explicativas: Proteção contra descargas atmosféricas e sobretensões para sistemas de iluminação LED Versão 09/2015 Notas explicativas: Proteção contra descargas atmosféricas e sobretensões para sistemas de iluminação LED Versão 09/2015 Índice Capítulo 1 Proteção contra descargas atmosféricas e sobretensões para sistemas

Leia mais

SW420S 420 WATTS HIGH POWER 1 CHANNEL

SW420S 420 WATTS HIGH POWER 1 CHANNEL SW420S 420 WATTS HIGH POWER 1 CHANNEL O amplificador automotivo SW420S que você adquiriu, é um produto de alta tecnologia projetado em um moderno laboratório de acordo com as mais modernas técnicas eletrônicas,

Leia mais

Sistema X. Sistema DLP. O novo Sistema X é a solução ideal para evitar fios aparentes, e o quebra-quebra das paredes. Canaleta Evolutiva

Sistema X. Sistema DLP. O novo Sistema X é a solução ideal para evitar fios aparentes, e o quebra-quebra das paredes. Canaleta Evolutiva Sistema X O novo Sistema X é a solução ideal para evitar fios aparentes, e o quebra-quebra das paredes. Canaletas 20 x 10 308 01 / 308 02 Canaletas 50 x 20 300 24 Canaletas 110 x 20 300 46 Acoplador 6750

Leia mais

CNPJ: / INSC. EST.: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA

CNPJ: / INSC. EST.: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA Notas: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA A fiação do ramal de saída deve ser a mesma fiação do ramal de entrada; O padrão de entrada na zona rural deverá ficar no mínimo de 10 metros e no máximo

Leia mais

CNPJ: / INSC. EST.: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA

CNPJ: / INSC. EST.: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA Notas: CRITÉTRIOS CONSTRUTIVOS DO PADRÃO DE ENTRADA A fiação do ramal de saída deve ser a mesma fiação do ramal de entrada; O padrão de entrada na zona rural deverá ficar no mínimo de 10 metros e no máximo

Leia mais

Sumário. Instalações Elétricas I. 1 Introdução 4

Sumário. Instalações Elétricas I. 1 Introdução 4 1 Introdução 4 2 Sumário Instalações Elétricas I 2 Partes componentes de um projeto de instalação elétrica... 4 3 - Etapas da elaboração de um projeto de instalação elétrica... 4 3.1 - Informações preliminares...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FELIPE AUGUSTO PIACENTINI GRABARSKI PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FELIPE AUGUSTO PIACENTINI GRABARSKI PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FELIPE AUGUSTO PIACENTINI GRABARSKI PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS CURITIBA 2013 FELIPE AUGUSTO PIACENTINI GRABARSKI PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Trabalho apresentado

Leia mais

Sérgio Ferreira de Paula Silva

Sérgio Ferreira de Paula Silva Instalações Elétricas 1 Projeto de Instalações Elétricas Projetar uma instalação elétrica para qualquer tipo de prédio ou local consiste essencialmente em selecionar, dimensionar e localizar, de maneira

Leia mais

INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA

INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA A instalação colectiva de edifícios deve obedecer ao Regulamento de Segurança de Instalações Colectivas de Edifícios e Entradas, sendo constituída por: Quadro

Leia mais

Com a Siemens, você chega primeiro. Disjuntores 5SX, 5SP e 5SY. Proteção de instalações elétricas de baixa tensão

Com a Siemens, você chega primeiro. Disjuntores 5SX, 5SP e 5SY. Proteção de instalações elétricas de baixa tensão Com a Siemens, você chega primeiro es SX, SP e SY Proteção de instalações elétricas de baixa tensão es SX, SP, SY - Sistema N Os es Siemens são equipamentos de alta tecnologia que protegem fios e cabos

Leia mais

Design: O/M Perfil Fonte de luz Difusor Acessórios de fixação Topos Circuitos

Design: O/M Perfil Fonte de luz Difusor Acessórios de fixação Topos Circuitos H Design: O/M Com luz direta, indireta e dois tamanhos disponíveis, a luminária H é a solução ideal quando se pretende uma aplicação versátil e um perfil que combine linhas elegantes e sofisticadas com

Leia mais

Instalações Elétricas

Instalações Elétricas Instalações Elétricas Condutores Elétricos (Parte 2) Prof. Gilmário Lima SELEÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Chama-se de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SUPRIMENTO DE ENREGIA ELÉTRICA AO EDIFÍCIO CREA - PI INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE BAIXA TENSÃO

MEMORIAL DESCRITIVO SUPRIMENTO DE ENREGIA ELÉTRICA AO EDIFÍCIO CREA - PI INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE BAIXA TENSÃO MEMORIAL DESCRITIVO SUPRIMENTO DE ENREGIA ELÉTRICA AO EDIFÍCIO CREA - PI INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE BAIXA TENSÃO Teresina Piauí Março 2017 MEMORIAL DESCRITIVO EDIFÍCIO CREA - PI INTALAÇÕES ELÉTRICAS BAIXA

Leia mais

Manual do Proprietário. Forno Elétrico Multi.

Manual do Proprietário. Forno Elétrico Multi. Manual do Proprietário. Forno Elétrico Multi. Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 2.1- Local de instalação. 2.2- Instalação Hidráulica. 2.3-Instalação Elétrica. 3- Operação. 3.1-Programação.

Leia mais

PRÁTICA 1 - DISPOSITIVOS DE COMANDO DE ILUMINAÇÃO

PRÁTICA 1 - DISPOSITIVOS DE COMANDO DE ILUMINAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA ENE045 - LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA PRÁTICA - DISPOSITIVOS DE COMANDO DE ILUMINAÇÃO Grupo: ) Matrícula ) Matrícula ) Matrícula Turma: ( )

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO 1 INTRODUÇÃO Este memorial técnico descritivo tem por finalidade especificar detalhes construtivos para a execução do referente projeto que trata da reforma das instalações

Leia mais

Barramentos e Blocos de Distribuição

Barramentos e Blocos de Distribuição Barramentos e Blocos de Distribuição www.siemens.com.br/barramentoseblocos Barramentos 5ST3 7 O sistema de barramento 5ST3 7 com ligação tipo pino pode ser usado com os disjuntores DIN 5SX, 5SY, 5SL6 e

Leia mais

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada Capítulo 1 - Conceitos Básicos de Eletricidade para Aplicação em Instalações Elétricas 1.1. Tipos e Formas de Distribuição de Energia 1.1.1. Energia 1.2. Geração de Energia Elétrica 1.2.1. Barragem 1.2.2.

Leia mais

A resistência de um fio condutor pode ser calculada de acordo com a seguinte equação, (Alexander e Sadiku, 2010):

A resistência de um fio condutor pode ser calculada de acordo com a seguinte equação, (Alexander e Sadiku, 2010): QUESTÃO 2 A resistência de um fio condutor pode ser calculada de acordo com a seguinte equação, (Alexander e Sadiku, ): R = ρ. l A [Ω], em que: ρ é a resistividade do material condutor, l é o comprimento

Leia mais

Apostila de Elétrica

Apostila de Elétrica Reitor: Getúlio Lopes Diretor da FATECS: José Pereira da Luz Filho Coordenador: José Galbinski Curso: Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Instalações Professora: Eliete de Pinho Araujo Apostila de Elétrica

Leia mais

A pregoeira da FHMGV visando esclarecimento informa que:

A pregoeira da FHMGV visando esclarecimento informa que: Sapucaia do Sul, dia 19 de outubro de 2016. Processo: 1736/2016 Carta Convite: 004/2016 ESCLARECIMENTO A pregoeira da FHMGV visando esclarecimento informa que: No termo de referência (Anexo 1), acrescenta-se

Leia mais

SELEÇÃO DE CONDUTORES NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS. Laboratório 2 SELEÇÃO E INSTALAÇÃO DE CONDUTORES EM UMA INSTALAÇÃO RESIDENCIAL

SELEÇÃO DE CONDUTORES NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS. Laboratório 2 SELEÇÃO E INSTALAÇÃO DE CONDUTORES EM UMA INSTALAÇÃO RESIDENCIAL SELEÇÃO DE CONDUTORES NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Laboratório 2 SELEÇÃO E INSTALAÇÃO DE CONDUTORES EM UMA INSTALAÇÃO RESIDENCIAL INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INTERNAS SELEÇÃO E INSTALAÇÃO DE CONDUTORES EM UMA INSTALAÇÃO

Leia mais

CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO

CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO Para que a Celpa ligue a sua luz pela primeira vez, você precisa estar com o padrão de entrada de energia instalado corretamente. Chamamos de Padrão de Entrada Celpa

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Bloco Autônomo de Iluminação de Emergência com 02 Lâmpadas PL de 9 W. Código AFMAC2X9 O Bloco Autônomo com duas lâmpadas PL de 9 Watts é um equipamento de iluminação de emergência que tem a função de iluminar

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Obra: Mirante de Santo Antônio Finalidade: Projeto de instalações elétricas de baixa tensão Local: Sítio Jatobá Piancó - PB Proprietário: Prefeitura Municipal de Piancó - PB

Leia mais