Manual de Instalação Elétrica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Instalação Elétrica"

Transcrição

1 Manual de Instalação Elétrica Nobreaks NHS

2 1. ESCLARECIMENTOS Este material contempla um guia rápido de instalação e adequação da infraestrutura elétrica necessária para a posterior energização do nobreak. Para mais informações consulte o manual do usuário ou contacte nossa assistência técnica. Toda a instalação contida neste manual é de responsabilidade do cliente. A NHS só realiza a energização, caso contratada, se a instalação estiver de acordo com os procedimentos abaixo. 2. ARMAZENAMENTO DO PRODUTO EMBALADO a) Não aceite o produto caso constate algum dano decorrente do transporte, guarde a embalagem e notifique imediatamente seu revendedor. b) Nunca transporte ou mantenha o nobreak na posição horizontal (deitado), pois isso pode provocar sérios danos ao equipamento. c) Caso o nobreak não seja instalado de imediato, armazene-o na embalagem original em local ventilado e ao abrigo da luz e do calor. Não deixe o nobreak desligado por um período superior a três meses, pois há risco de auto-descarga das baterias. Efetue uma recarga a cada três meses. 3. RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA ATENÇÃO LOCAL DA INSTALAÇÃO Instale o nobreak em uma superfície firme e plana, deixando espaço livre de, no mínimo, 20cm nas laterais e na parte traseira para permitir a ventilação necessária para circulação de ar. A obstrução do fluxo de ar pode provocar superaquecimento interno do nobreak; Para reduzir o risco de choque ou incêndio, instale o nobreak em ambiente com temperatura e umidade controladas, livre de agentes poluentes ou explosivos. Não instale o nobreak nas seguintes condições: - Próximo de fontes de calor; - Em ambiente com umidade excessiva; - Em local com pouca ventilação; - Em locais com maresia intensa; - Em contato com qualquer tipo de fluídos; - Próximo de equipamentos que produzam faíscas. ATENÇÃO INSTALAÇÃO A confiabilidade, desempenho e segurança do sistema estão diretamente relacionados ao correto dimensionamento e execução do projeto elétrico, que deve seguir a norma ABNT, em especial a NBR 5410 (Instalações Elétricas de Baixa Tensão) e NR-10 (Segurança em instalações e serviços em eletricidade). A instalação deste equipamento deve ser feita por pessoal tecnicamente qualificado. ATENÇÃO CARGA INSTALADA Dimensione corretamente as cargas antes de conectá-las à saída do nobreak. Verifique a tensão de operação e deixe uma margem de reserva de pelo menos 20% em relação à potência máxima do nobreak, de modo a operar com maior segurança.

3 4. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO 1) Antes de iniciar o processo de energização do equipamento, será necessário verificar se a infraestrutura elétrica está conforme ou equivalente ao diagrama elétrico presente neste manual. 2) Recomenda-se o uso de um quadro elétrico exclusivo para a alimentação do nobreak, com uso de disjuntores de entrada (DJ1), disjuntor de saída (DJ2) e dispositivo de proteção de surto (DPS). BYPASS EXTERNO AO NOBREAK Utilize uma CHAVE REVERSORA para realizar comutação manual ou um QUADCOM NHS para comutação automática em casos de falha ou comutação manual para realização de manutenções. 3) Devem ser previstos todas os terminais nos cabos para conexão com o nobreak. Os cabos devem utilizar somente terminais de boa qualidade a fim de garantir uma boa conexão elétrica. ATENÇÃO - INSTALAÇÃO A NHS não se responsabiliza por eventuais danos ou prejuízos decorrentes de erros (imprudência, negligência ou imperícia) na instalação, principalmente aqueles decorrentes de configuração incorreta da tensão de saída. 1. intalação NOBREAK MONOFÁSICO COM DPS 4.1 INSTALAÇÃO DE NOBREAK MONOFÁSICO / BIFÁSICO COM DPS

4 4.1.1 RECOMENDAÇÃO DE DISJUNTORES E FIAÇÃO ELÉTRICA INSTALAÇÃO NOBREAK ONLINE MONO / BIFÁSICO 5kVA 6kVA 7,5kVA / 8kVA 10kVA 12kVA Disjuntor de entrada 50A 100A Disjuntor de saída Monofásico** 50A 80A 100A 125A Disjuntor de saída Bifásico** - 50A 100A Fase* 4mm² 4mm² 1 Neutro* 4mm² 4mm² 1 Terra* 4mm² 4mm² 1 * Diâmetro dos condutores consideram saída 220V; ** Disjuntor de saída considera potência nominal do nobreak (Monofásico 120V Bifásico 220V); *** Cálculos baseados na norma NBR QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA NOBREAK MONOFÁSICO / BIFÁSICO COM DPS A B N T A BN T N A B A B N T OBSERVAÇÃO: A instalação da chave reversora (CH) é opcional, ela permite a manutenção do nobreak, mantendo a carga alimentada a partir da rede elétrica. A capacidade de corrente da chave reversora deve ser no mínimo igual à capacidade de corrente do disjuntor de saída (DJ2);

5 4.2 INSTALAÇÃO DE NOBREAK TRIFÁSICO COM DPS RECOMENDAÇÃO DE DISJUNTORES E FIAÇÃO ELÉTRICA INSTALAÇÃO PARA VERSÃO TRI-TRI Disjuntor de entrada (3 polos) 3F Disjuntor de saída (3 polos) 3F-N Disjuntor de bateria Fase Neutro Terra Bateria 10kVA 220V 50A INSTALAÇÃO PARA VERSÃO TRI-MONO Disjuntor de entrada (3 polos) Disjuntor de saída (2 polos) F-N Disjuntor de bateria Fase A de entrada e Fase de saída (MONO) Neutro de entrada e saída Fases B e C de entrada Terra Bateria 15kVA 220V 50A 50A 20kVA 220V kVA 220V 160A 160A 50mm² ou 3x1 50mm² ou 3x kVA 380V 20kVA 380V 100A 100A 25mm² ou 3x 25mm² ou 3x

6 4.2.2 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA NOBREAK VERSÃO TRI-TRI COM DPS N A B C QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA NOBREAK VERSÃO TRI-MONO COM DPS N A B C A N T OBSERVAÇÕES: 1) A instalação da chave reversora (CH) é opcional ela permite a manutenção do nobreak, mantendo a carga alimentada a partir da rede elétrica. A capacidade de corrente da chave reversora deve ser no mínimo igual à capacidade de corrente do disjuntor de saída (DJ2); 2) Observar a correta sequência das fases na ligação da chave reversora para que não ocorra inversão de fase.

7 Chek List de Verificação para Instalação de Nobreaks Onlines NHS Pensando no cuidado com o seu produto, desenvolvemos esse material, que irá lhe ajudar no momento da instalação do seu Nobreak Online Identificação adequada do Quadro elétrico, disjuntores de entrada/saída, condutores de Fases, Neutro e Terra. Aterramento do local feito conforme norma NBR 5410 e NR-10. Instalação com Neutro de Saída SEPARADO do Neutro de Entrada. DPS instalado entre o disjuntor de entrada e o nobreak. Chave reversora (CH) ou QuadCom instalado. 6 Disjuntor de entrada do nobreak (DJ1) 7 Disjuntor de saída do nobreak (DJ2) 8 Fiação de entrada do nobreak 9 10 Fiação de saída do nobreak Comprimento máximo dos condutores Ventilação, umidade e temperatura adequadas Espaço frontal para acesso ao painel do equipamento Espaços laterais e traseiro em relação à parede Folga dos cabos elétricos entre o ponto de saída dos cabos na parede até a borneira de conexão do nobreak Terminais (pino ou olhal) de boa qualidade em todos os cabos que irão ligados ao nobreak Baterias ou módulos de baterias próximo ao nobreak Foto do local de instalação anexada para abertura do chamado de Energização Temperatura ambiente C Este documento tem a finalidade de validar a infraestrutura elétrica do local de instalação do Nobreak NHS. A não adequação, acarretará na não energização do nobreak e consequentemente gerará cobrança de nova visita técnica.

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES TRANSFORMADOR A SECO ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1 Instruções para a instalação.................................... 02 2 Instruções para a manutenção..................................

Leia mais

Apresentação dos Requisitos Do Edital Inmetro nº 01/2011

Apresentação dos Requisitos Do Edital Inmetro nº 01/2011 Apresentação dos Requisitos Do Edital Inmetro nº 01/2011 Anexo B Especificações do simulador Eduardo Lopes Pesquisador-Tecnologista em Metrologia e Qualidade Objetivos Apresentar o simulador de pista com

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: www.engetron.com.br Link:

Leia mais

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA.

ENERGIA EM SUA CASA CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. ENERGIA EM SUA CASA Recon BT/2013 Regulamentação para o Fornecimento de Energia Elétrica a Consumidores em Baixa Tensão CONHEÇA AS NORMAS E FAÇA UMA INSTALAÇÃO CORRETA E 100% SEGURA. Regulamentação para

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO 10 / 15 / 20 / 25 / 30 / 40 / 50 / 60 / 80 / 120 / 150 / 160 / 180/ 250kVA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31)

Leia mais

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva KEOR T TRIFÁSICO UPS 10 a 60 kva KEOR T UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 1 Índice Ambiente operacional...03 Instalação...03 Precauções na instalação...04 Utilizando o controle da Cortina de Ar...05 Dados técnicos...06 Manutenção...06 Termo de garantia...07 2 As cortinas de

Leia mais

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR

ENERGIA SOLAR EDP AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR AGORA MAIS DO QUE NUNCA, O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS MANUAL DO UTILIZADOR A ENERGIA DO SOL CHEGOU A SUA CASA Com a solução de energia solar EDP que adquiriu já pode utilizar a energia solar para abastecer

Leia mais

GUIA GERAL DO PIX-DSX

GUIA GERAL DO PIX-DSX ADCP-80-354 GUIA GERAL DO PIX-DSX Sumário Página 1. TERMINAÇÕES COM WIRE WRAP...3 2. ENERGIA...4 3. ELEMENTO DE REDE (EQUIPAMENTO)...5 4. ROTEAMENTO DE JUMPER DE CONEXÃO CRUZADA...8 1390027 Rev A Página

Leia mais

Box POE / Patch Panel POE

Box POE / Patch Panel POE Box POE / Patch Panel POE (5 e 10 portas) MANUAL DO USUÁRIO Patch Panel POE CCN Telecom ideal para montar um sistema de alimentação para equipamentos wifi em caixas herméticas, acess points (AP), roteadores,

Leia mais

Sistemas Ininterruptos de Energia

Sistemas Ininterruptos de Energia Sistemas Ininterruptos de Energia Nikolas Libert Aula 13 Manutenção de Sistemas Eletrônicos Industriais ET54A Tecnologia em Automação Industrial Sistemas Ininterruptos de Energia Sistemas Ininterruptos

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

Caixa de passagem Ex e / Ex tb

Caixa de passagem Ex e / Ex tb Tomadas/Plugs Painéis Caixa de passagem Ex e / Ex tb Segurança aumentada, tempo e jatos potentes d água. Características Construtivas Caixa de passagem e ligação fabricada em liga de alumínio fundido copper

Leia mais

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia.

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. 7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. Em primeiro lugar é preciso esclarecer o que significa e para que serve o aterramento do sistema elétrico. Ao contrário do que é usual considerar,

Leia mais

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引

電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 電 動 車 輛 充 電 設 施 安 全 技 術 指 引 Directrizes Técnicas de Segurança de Instalações de Carregamento de Veículos Eléctricos 第 一 條 Artigo 1.º 標 的 Objecto 本 指 引 為 訂 定 安 裝 電 動 車 輛 充 電 設 施 應 遵 守 的 安 全 技 術 條 件 As presentes

Leia mais

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto:

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto: Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 8 pontos de entrada digital +24 Vdc isolada e monitorada, é indicado para aplicações onde a situação de linha rompida necessita ser detectada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA ÍNDICE Introdução e características... 03 Instruções de segurança... Instruções de instalação... Operações... Manutenção geral... Limpeza e substituição... Solução

Leia mais

Guia. Zeus. Rápido PGS-G719-3WB

Guia. Zeus. Rápido PGS-G719-3WB Guia Rápido Zeus PGS-G79-3WB SUMÁRIO Conferindo o seu Tablet Pegasus... Conhecendo o seu Tablet Pegasus... 2 Preparando o seu Tablet Pegasus para o º uso... 4 Carregar a bateria... 4 Ligar ou Desligar

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE

INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE INSTRUÇÕES PARA A CAPA LIFEPROOF FRÉ PARA IPHONE A capa LifeProof é à prova d'água, à prova de queda e própria para quaisquer condições climáticas, permitindo utilizar o seu iphone dentro e debaixo d'água.

Leia mais

Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop

Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop Nota Técnica sobre centrais de GLP, com operação de sistema Pit Stop Sumário Executivo Esta Nota Técnica tem por finalidade comprovar a existência de sustentação técnica e motivação econômica para estabelecer

Leia mais

CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D

CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D Um dispositivo de controle de potência elétrica baseado em SCR (Retificador Controlado de Silício), também chamado de controlador de estado sólido

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Obrigado por adquirir o Ventilador, modelos VTR500 503 505, um produto de alta tecnologia, seguro, eficiente, barato e econômico. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações

Leia mais

EMBASAMENTO NORMATIVO:

EMBASAMENTO NORMATIVO: EMBASAMENTO NORMATIVO: ABNT NBR 5410/04 ABNT NBR 5419/05 IEC 61643-1 IEC 61312-1 A legislação sobre SPDAs no Brasil existe desde da década de 50. PARARRAIO ATRAI O RAIO OU NÃO? Objetivo de um SPDA: proteção

Leia mais

SINAPSE MICROELETRONICA LTDA.

SINAPSE MICROELETRONICA LTDA. SINAPSE MICROELETRONICA LTDA. Av. Afonso Botelho, 69 - Centro - CEP 87301-040 Campo Mourão - PR - Brasil - Fone/Fax: (44) 329-3022 E-mail: vendas@sinapse.ind.br www.sinapse.ind.br hfc 12/06 SINAPSE INDUSTRIAL

Leia mais

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida

Medidor TKE-01. [1] Introdução. [2] Princípio de funcionamento. [5] Precisão. [6] Características Elétricas. [3] Aplicações. [4] Grandeza medida [1] Introdução O TKE-01 é um instrumento para instalação em fundo de painel, que permite a medição do consumo de energia ativa (Wh) ou reativa (Varh) em sistema de corrente alternada (CA). A leitura do

Leia mais

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS CAPÍTULO 3: ATERRAMENTOS 1. FINALIDADE O sistema de equipotencialização principal da edificação consiste na interligação de elementos especificados visando obter a equipotencialidade necessária para os

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO COREN Subseção de Floriano ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. NORMAS TÉCNICAS 3. DESCRIÇÃO DOS SITEMAS 3.1. Entradas de energia e telefone 3.2. Quadros de distribuição local 3.3. Dispositivos

Leia mais

Subestação. Conceito:

Subestação. Conceito: Sistema Eletrosul Conceito: Subestação Instalações elétricas que compreendem máquinas ou aparelhos, instalados em ambiente fechado ou ao ar livre, destinadas à transformação da tensão, distribuição da

Leia mais

Sobre Sisteme de Iluminação de Emergência

Sobre Sisteme de Iluminação de Emergência SOBRE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA Informativo - Normas Quarta 11 Novembro Sobre Sisteme de Iluminação de Emergência Conjunto de Blocos Autônomos. São aparelhos de iluminação de emergência constituído de um

Leia mais

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex _ Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex SAC: Tel.: +55 (19) 2127-9400 E-mail: assistenciatecnica@metroval.com.br Instalação, Manutenção e Reparos Revisão 01, Maio/2013 Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex

Leia mais

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Forros Minerais OWA Cuidados Iniciais Cuidados iniciais: SEMPRE manter as mãos limpas para manusear os forros

Leia mais

DESIDRATADOR E DEFUMADOR

DESIDRATADOR E DEFUMADOR DESIDRATADOR E DEFUMADOR Rodovia BR 116 km 153,2 Nª 22.581 Fone: (54) 3213-8000/3213-3122 Fax: (54) 3213-8021 Bairro São Leopoldo - Caxias do Sul -RS BRASIL http;//www.tomasi.com.br max@tomasiequipamentos.com.br

Leia mais

Iniciar. Antes de utilizar o comando à distância. Instalação. Efectuar a ligação a uma fonte de vídeo. Efectuar a ligação a um computador

Iniciar. Antes de utilizar o comando à distância. Instalação. Efectuar a ligação a uma fonte de vídeo. Efectuar a ligação a um computador Iniciar 1 Antes de utilizar o comando à distância Inserir as pilhas Período de substituição das pilhas e Utilizar o comando à distância Alcance de funcionamento do comando à distância 2 Instalação Tamanho

Leia mais

2. Critério do limite da queda de tensão (qualquer carga):

2. Critério do limite da queda de tensão (qualquer carga): 4 Dimensionamento de Circuitos de Motores 2. Critério do limite da queda de tensão (qualquer carga): 23 4 Dimensionamento de Circuitos de Motores 24 Exemplo de aplicação 4.4(3.7): 4(3 Calcular a seção

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Eletrobrás MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Anexo XIII do Pregão Eletrônico n 029/2009 Página 1 de 11 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TRANSFORMADORES DE CORRENTE AUXILIARES 0,6 KV USO INTERIOR

Leia mais

Manual Balanças Wind. Balança Pesadora Wind Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1

Manual Balanças Wind. Balança Pesadora Wind Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Balança Pesadora Wind Manual do Usuário www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Indice Manual Balanças Wind 1. Instalação 2. Localização da Funções 3. Ligando a Balança 4. Operação 5. Configurações

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 69

Terminal de Operação Cimrex 69 Descrição do Produto O Cimrex 69 agrega as mais novas tecnologias e a mais completa funcionalidade de terminais de operação. Possui visor de cristal líquido gráfico colorido de 5,7 sensível ao toque (

Leia mais

VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES

VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES VASOS SEPARADORES E ACUMULADORES SÃO EQUIPAMENTOS MUITO USADOS NA INDÚSTRIA QUÍMICA PARA VÁRIAS FUNÇÕES, ENTRE ELAS: MISTURA OU SEPARAÇÃO DE FASES DISSOLUÇÃO AQUECIMENTO NEUTRALIZAÇÃO CRISTALIZAÇÃO REAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MILIOHMÍMETRO MODELO MO-1200 julho 2009 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Fundamentos De Hardware

Fundamentos De Hardware Fundamentos De Hardware Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 O QUE É ELETRICIDADE?... 3 A TOMADA PARA COMPUTADOR... 3 ATERRAMENTO... 4 ESPECIFICAÇÕES DE UM ATERRAMENTO... 4 ELETRICIDADE

Leia mais

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Antes de iniciar qualquer manutenção ou operação mantenha o equipamento desligado das fontes de energia, retire os bits da máquina, em seguida meça o

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA. Autotransformadores

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA. Autotransformadores Autotransformadores Pode-se observar, na figura a seguir, que dois enrolamentos normais podem ser conectados de forma que um deles é comum a ambos os circuitos do primário e do secundário. Joaquim Eloir

Leia mais

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16

SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 SIMULADOR DE SINAIS DISCRETOS SID-16 Manual do usuário Série: H Simulador de Sinais Discretos MAN-DE-SID-16 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso SID-16. Para garantir o uso correto

Leia mais

www.star.ind.br Fone: (19) 3864-1007

www.star.ind.br Fone: (19) 3864-1007 www.star.ind.br Fone: (19) 3864-1007 Módulo Disjuntor Introdução O seu Módulo Disjuntor reúne o que há de mais recente em tecnologia para valorizar ainda mais o seu empreendimento. Para maximizar a performance

Leia mais

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06 Sumário Apresentação 04 O que é um dessalinizador 04 Como funciona o sistema de dessalinização 05 Descrição dos componentes 06 Processo de osmose reversa 07 Instrumentação 07 Verificações importantes antes

Leia mais

Não fique desligado! - Está ao seu alcance poupar energia

Não fique desligado! - Está ao seu alcance poupar energia Frigorífico / arca congeladora / combinado l Coloque o equipamento afastado de fontes de calor (ex.: forno, aquecedor, janela, etc.). l Afaste o equipamento da parede de modo a permitir a ventilação da

Leia mais

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL

BIO3000 VERSÃO DO MANUAL BIO3000 VERSÃO DO MANUAL 1.0 de 21/02/2012 6434 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Especificações Técnicas... 3 3. Características Gerais... 4 4. Visão geral do Equipamento... 4 5. Recomendações de Instalação...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419 MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR TERMOVENTILADOR AQC418 AQC419 Obrigado por adquirir o Aquecedor Termoventilador Cadence AQC418 AQC419, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante

Leia mais

Número de Peça: 92P1921

Número de Peça: 92P1921 Número de Peça: 92P1921 Obrigado por adquirir o computador IBM ThinkPad X Series. Compare os itens desta lista com os itens da caixa. Se algum item estiver faltando ou estiver danificado, entre em contato

Leia mais

Coletor de Dados Ponto Digital Mundi 1060 Manual de Instruções

Coletor de Dados Ponto Digital Mundi 1060 Manual de Instruções Coletor de Dados Ponto Digital Mundi 1060 Manual de Instruções www.pontodigitalnetwork.com.br Sumário 1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MUNDI 1060...3 2 - APLICAÇÕES...5 2.1 RECOMENDAÇÕES DE INSTALAÇÃO...6 2.1.1

Leia mais

Manual de Equipamento Balança

Manual de Equipamento Balança Manual de Equipamento Balança Rev.00 6 - Alarmes INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA Célula de Carga Célula de Carga não conectada. A seguinte tela será exibida *** ALARME *** CELULA DE CARGA Tempo de Carga Estouro

Leia mais

K&M Carregadores de Baterias

K&M Carregadores de Baterias Sumário 1.0 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS....2 2.0 - INFORMAÇÕES IMPORTANTES.... 2 3.0- INSTALAÇÃO.... 2 3.1- Local.... 3 3.2 - Tomadas de rede.... 3 3.3 4.0 - Conectores....3 - FUNCIONAMENTO.... 3 4.1- Característica

Leia mais

Modem ADSL 2+ Modelo GKM 1220. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras.

Modem ADSL 2+ Modelo GKM 1220. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. GUIA DE INSTALAÇÃO Modem ADSL 2+ Modelo GKM 1220 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O Modem ADSL 2+ GKM 1220 oferece uma solução completa e prática para

Leia mais

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº DELIBERAÇÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DE PUBLICAÇÃO 01-22/07/2014 05/08/2014 APROVADO POR RODNEY PEREIRA MENDERICO JÚNIOR DTES-BD SUMÁRIO

Leia mais

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2102L MANUAL DO USUÁRIO FEVEREIRO DE 2008 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 Índice ÍNDICE...I INTRODUÇÃO... 1-1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1-1 ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 12 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do poste de aço, com seção transversal quadrada, para utilização em padrões de entrada

Leia mais

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips manual de montagem montagem 2 pessoas Coleções ferramenta martelo de borracha Kit com 3 Nichos ferramenta chave philips tempo 30 minutos ou... ferramenta parafusadeira tempo 20 minutos DICAS DE CONSERVAÇÃO

Leia mais

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13 Índice 1. OBJETIVO...3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO...3 3. TERMINOLOGIA...3 4. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES...3 5. CONDIÇÕES GERAIS...4 6. TRANSFORMADOR...4 Condições Normais de Funcionamento... 4 Potências

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT 0800-833-2248 DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) 2902-5522 DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT 0800-833-2248 DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) 2902-5522 DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto CIMENTOL é uma tinta impermeável de grande durabilidade, que mantém a boa aparência por mais tempo. Apresenta ótima aderência sobre alvenaria, concreto e fibrocimento. Características Aparência:

Leia mais

VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B. Guia de instalação rápida

VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B. Guia de instalação rápida VIP X1600 XFM4 VIP-X1600-XFM4A/VIP-X1600-XFM4B pt Guia de instalação rápida VIP X1600 XFM4 Informações gerais pt 2 1 Informações gerais Estas instruções "Guia de instalação rápida" referem-se aos módulos

Leia mais

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso.

Leitor MaxProx-PC. O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Leitor MaxProx-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado no modo de operação

Leia mais

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO

GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO República de Angola Ministério da Energia e Águas GERADORES DE EMERGÊNCIA ACCIONADOS POR MOTORES DE COMBUSTÃO Emissão: MINEA/DNEE Dezembro 2010 Av. Cónego Manuel das Neves, 234 1º - Luanda ÍNDICE 1 OBJECTIVO...

Leia mais

Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios

Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios O Método Intuitivo de elaboração de circuitos: As técnicas de elaboração de circuitos eletropneumáticos fazem parte

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural

Disciplina: Eletrificação Rural UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 10 Planejamento na utilização da energia elétrica no meio rural:

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA

INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA M A N U A L T É C N I C O INSTALAÇÃO E OPERAÇÂO SENSORES DE PRESSÃO PARA MÁQUINA EXTRUSORA ä ä ä ä Apresentação Este manual é um guia para instalação e operação de Transdutores e Transmissores de Pressão

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 12

Terminal de Operação Cimrex 12 Descrição do Produto O terminal de operação Cimrex 12 apresenta excelente desempenho em tamanho compacto. Possui visor de cristal líquido alfanumérico de duas linhas e 20 colunas. O teclado de membrana

Leia mais

SUCTRON ELETRONIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR

SUCTRON ELETRONIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR SUCTRON ELETRONIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem Por favor, contate-nos antes de retornar o produto à loja: (19) 3573-8999. Garantia Limite de 90 dias Este produto tem garantia de até 90 dias

Leia mais

Tratores. Informações gerais sobre tratores. Recomendações. Distância do eixo

Tratores. Informações gerais sobre tratores. Recomendações. Distância do eixo Informações gerais sobre tratores Informações gerais sobre tratores Os tratores foram projetados para puxar semirreboques e são, portanto, equipados com uma quinta roda para possibilitar a fácil troca

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

SEGURANÇA DE LABORATÓRIOS ELETRICOS. Data Item Descrição Responsável 13/08/12 Elaboração Rômulo. Distribuição

SEGURANÇA DE LABORATÓRIOS ELETRICOS. Data Item Descrição Responsável 13/08/12 Elaboração Rômulo. Distribuição Aprovação: Histórico das revisões Pág.: 1 de 5 Data Item Descrição Responsável 13/08/12 Elaboração Rômulo Distribuição Laboratório Data Nome Assinatura Assinatura do responsável pela Distribuição Pág.:

Leia mais

Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer

Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer 1) DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO A plataforma elevatória por cremalheira está baseada no princípio de transmissão através de

Leia mais

Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0

Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0 Manual de Instruções Lavadora Tanquinho Premium 3.0 Imagem meramente ilustrativa. Peso Liquido: 9,6 Kg Peso Bruto: 10 Kg Lavadora Tanquinho Premium 3.0 LIBELL 1 MANUAL DE USUÁRIO Parabéns por ter escolhido

Leia mais

Auditoria de Sistemas de Informação. Prof. Eugênio Guimarães de Souza Esp. em Governança de TI

Auditoria de Sistemas de Informação. Prof. Eugênio Guimarães de Souza Esp. em Governança de TI Auditoria de Sistemas de Prof. Eugênio Guimarães de Souza Esp. em Governança de TI Globalização => disseminação da informação; É mais fácil interceptar a informação; Empresários deixam de tomar decisões

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS NO BREAKS 1. Nobreak 600VA Bivolt -115v/220v VALOR ESTIMADO: R$: 302,00 Capacidade de Potência de 300 Watts / 600 VA Tensão nominal de saída 115V Eficiência em carga total 90.0%

Leia mais

56K ESP-2 Modem 56K ESP-2 MODEM. Manual de instalação rápida. Versão 1.0

56K ESP-2 Modem 56K ESP-2 MODEM. Manual de instalação rápida. Versão 1.0 56K ESP-2 MODEM Manual de instalação rápida Versão 1.0 1 1. Introdução Este manual foi concebido para os utilizadores do 56K ESP-2 Modem. Não são necessários conhecimentos prévios para a instalação e utilização

Leia mais

Impressora Latex série 300. Garantia limitada

Impressora Latex série 300. Garantia limitada Impressora Latex série 300 Garantia limitada 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 Avisos legais As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. As únicas

Leia mais

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Introdução A Carta de Correção Eletrônica(CC-e) é um evento legal e tem por objetivo corrigir algumas informações da NF-e, desde que o erro não esteja

Leia mais

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica

EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica EM8032 EM8033 Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica 2 PORTUGUÊS EM8032 EM8033 - Adaptador Powerline de 500Mbps com tomada elétrica Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Conteúdo da embalagem... 2

Leia mais

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C AQUECEDOR ESPACIAL GA100C REV.03-02/2013-MI0008P MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 4 Aquecedor espacial GA100C... 5 Instruções de instalação... 5 1) Posicionamento

Leia mais

Processador. Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes William Andrey de Godoy

Processador. Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes William Andrey de Godoy Processador 1 Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes Processador ou CPU É o cérebro do computador, responsável principalmente por executar os comandos (processamento) e carregar (manipular)

Leia mais

Critério de Desenvolvimento da Embalagem de Transporte. Magda Cercan Junho/2013 São Paulo

Critério de Desenvolvimento da Embalagem de Transporte. Magda Cercan Junho/2013 São Paulo Critério de Desenvolvimento da Embalagem de Transporte Magda Cercan Junho/2013 São Paulo Magda Cercan Garcia Tecnôloga Mecânica em Processos de Produção e Projetos de Máquinas pela Faculdade de Tecnologia

Leia mais

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente.

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente. Obrigado por adquirir um produto Meu Móvel de Madeira. Agora, você tem em suas mãos um produto de alta qualidade, produzido com matérias-primas derivadas de floresta plantada. Além de fazer uma ótima escolha,

Leia mais

UNIVERSIDADE CEUMA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS ANIL / RENASCENÇA. Professor Leonardo Gonsioroski

UNIVERSIDADE CEUMA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS ANIL / RENASCENÇA. Professor Leonardo Gonsioroski UNIVERSIDADE CEUMA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS ANIL / RENASCENÇA Professor Leonardo Gonsioroski O que é uma Instalação Elétrica? Uma instalação elétrica é definida pelo conjunto de materiais

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A LÂMPADAS LED COM DISPOSITIVO DE CONTROLE INTEGRADO À BASE

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A LÂMPADAS LED COM DISPOSITIVO DE CONTROLE INTEGRADO À BASE CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A LÂMPADAS LED COM DISPOSITIVO DE CONTROLE INTEGRADO À BASE (DOCUMENTO COMPLEMENTAR AO REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA

Leia mais

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714 ANÁLISE TERMOGRÁFICA DAE - Santa Barbara D'Oeste DAE 1. OBJETIVO Apresentar ao DAE a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Santa Barbara d'oeste 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA

Leia mais

ESTRUTURA DO CURSO 08:00-10:00 RTQ-R

ESTRUTURA DO CURSO 08:00-10:00 RTQ-R Método de Simulação Edifícios residenciais Roberto Lamberts, PhD Veridiana A. Scalco, Dra Gabriel Iwamoto Rogério Versage, MSc Apoio: Márcio Sorgato, Carolina Carvalho e Mariana G. Bottamedi Rio de Janeiro,

Leia mais

Aristo Mig 4004i Pulse

Aristo Mig 4004i Pulse TM Origo Mig 5004i TM Aristo Mig 4004i Pulse Manual de peças de reposição TM Origo Mig 5004i 0404369 TM Aristo Mig 4004i Pulse 0786 ESAB se reserva o direito de alterar as características técnicas de seus

Leia mais

Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP. BCM Business Communications Manager

Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP. BCM Business Communications Manager Guia do usuário do Módulo de expansão de teclas (KEM) do Telefone IP BCM Business Communications Manager Versão do documento: 02 Código do componente: N0094439 Data: Janeiro de 2006 Copyright Nortel Networks

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP

PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP Os editores interessados em incluir sua revista no Portal de Periódicos FCLAr UNESP, devem apresentar um breve projeto, em

Leia mais

This page should not be printed.

This page should not be printed. Nº MODIFICAÇÃO POR DATA 0 Liberação de Arquivo Ari Jr 24-04-2015 This page should not be printed. This document is property of Britannia AND CAN NOT BE USED BY A THIRD PARTY PROJ. DATA MATERIAL QUANTIDADE

Leia mais

MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3

MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 Periodicidade Tipos de manutenção Equipamentos MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3

Leia mais

Plano de ação para franquias com problemas de recepção.

Plano de ação para franquias com problemas de recepção. Plano de ação para franquias com problemas de recepção. Curitiba 25 de maio de 2010 Ref: Restabelecimento de recepção do sinal satélite em franquias com dificuldades técnicas Prezados Franqueados do Curso

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL

INSTRUÇÕES DE USO PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO: Caixa/Estojo para Instrumental Cirúrgico NOME COMERCIAL: Caixa para Instrumental Cirúrgico PRODUTO DE USO MÉDICO PRODUTO NÃO ESTÈRIL ATENÇÃO: Ler atentamente todas as instruções

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/6 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA COMO ACTUAR EM CASO DE ACIDENTE ELÉCTRICO 2 DESCRIÇÃO A sobrevivência da vítima de um acidente de origem eléctrica depende muitas vezes da actuação

Leia mais

SUMÁRIO I ITENS GERAIS DO PLANO DE SEGURANÇA RELACIONADOS AO CONTROLE/FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS E SEUS ACESSÓRIOS

SUMÁRIO I ITENS GERAIS DO PLANO DE SEGURANÇA RELACIONADOS AO CONTROLE/FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS E SEUS ACESSÓRIOS SUMÁRIO I ITENS GERAIS DO PLANO DE SEGURANÇA RELACIONADOS AO CONTROLE/FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS E SEUS ACESSÓRIOS II ITENS ESPECÍFICOS DO PLANO DE SEGURANÇA RELACIONADOS AOS ELEMENTOS DO SISTEMA DE SEGURANÇA

Leia mais

FAT CONTROL RM-MG2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES

FAT CONTROL RM-MG2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES FAT CONTROL RM-MG2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES Índice 1. CUIDADOS...3 2. LIMPEZA...4 3. CONFIGURAÇÃO DO RELÓGIO E DO ALARME...4 4. CONFIGURAÇÃO DE DADOS PESSOAIS...4 5. DETALHES DO PRODUTO...5 5.1 Dados...5

Leia mais

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS NO III CURSO DE EXTENSÃO SOBRE O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA EDUCAÇÃO DO IFMG 1. DO OBJETIVO Promover concurso de trabalhos a serem apresentados nas formas de pôster

Leia mais

VNT. Manual de Instruções. VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente TECNOFLUID

VNT. Manual de Instruções. VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente TECNOFLUID Português VNT VISOR DE NÍVEL Tipo Transparente Manual de Instruções Leia este manual atentamente antes de iniciar a operação do seu aparelho. Guarde-o para futuras consultas. Anote o modelo e número de

Leia mais

Meteoro. Nitrous Drive

Meteoro. Nitrous Drive Meteoro Nitrous Drive Manual do Proprietário Desenvolvido pelo Especialista de Produtos Eduardo Parronchi Conteúdo Início /Apresentação...3 Notas Importantes...4 Descrição do Painel...5 Ligando o NITROUS

Leia mais