COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) SETEMBRO/2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) SETEMBRO/2010"

Transcrição

1 PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR DE LOG REMOTO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) SETEMBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: Telefone: (71) Site:

2 SUMÁRIO 1. Controle de Versão Objetivo Pré-requisitos Instalação Considerações finais... 7

3 Página: 1 1. Controle de Versão Data Versão Descrição Autor 09/09/ Criação do documento Alisson de Santana Leal 2. Objetivo Este documento tem por objetivo registrar os procedimentos básicos de instalação do servidor de Log Remoto. 3. Pré-requisitos Para instalação do serviço, o seguinte item deve ser atendido. I. Instalação básica do servidor Linux Debian. Conforme descrito no documento intitulado PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR LINUX DEBIAN. 4. Instalação I. Primeiro passo, verificar se o rsyslog está instalado. aptitude search rsyslog II. Para instalar. aptitude install rsyslog III. Deve-se ativar a gravação do log remoto, se o arquivo não existir poderá ser criado e inserido a seguinte diretiva. vim /etc/default/rsyslog SYSLOGD="-r" IV. No arquivo /etc/rsyslog.conf será necessário observar alguns detalhes. O syslog quando configurado para receber log remotamente a porta 514 deverá estar liberada. V. Observe se as diretivas abaixo estão ativas no servidor, essas diretivas habilitam a escuta do log remoto. vim /etc/rsyslog.conf

4 Página: 2 a. Após a o comando acima acrescente as informações abaixo. $ActionFileDefaultTemplate RSYSLOG_TraditionalFileFormat # Log all kernel messages to the console. # Logging much else clutters up the screen. #kern.* /dev/console # Log anything (except mail) of level info or higher. # Don't log private autication messages! #*.info;mail.none;authpriv.none;cron.none /var/log/messages and ( \ $syslogseverity-text == 'info' \ or \ $syslogseverity-text == 'notice' \ ) \ and ( \ 'mail' \ 'authpriv' \ 'cron' \ ) \ /var/log/messages # The authpriv file has restricted access. #authpriv.* /var/log/secure $syslogfacility-text == 'authpriv' \ /var/log/secure # Log all the mail messages in one place. #mail.* -/var/log/maillog $syslogfacility-text == 'mail' \ -/var/log/maillog # Log cron stuff #cron.* /var/log/cron

5 Página: 3 $syslogfacility-text == 'cron' \ /var/log/cron # Everybody gets emergency messages #*.emerg * $syslogseverity-text == 'emerg' \ * # Save news errors of level crit and higher in a special file. #uucp,news.crit /var/log/spooler (\ $syslogfacility-text == 'uucp' \ or \ $syslogfacility-text == 'news' \ )\ $syslogseverity-text == 'crit' \ /var/log/spooler # Save boot messages also to boot.log #local7.* /var/log/boot.log $syslogfacility-text == 'local7' \ /var/log/boot.log # Remote logging $ModLoad imudp $UDPServerAddress $UDPServerRun 514 $template DYNmessages,"/var/log/%HOSTNAME%/messages" $template DYNsecure,"/var/log/%HOSTNAME%/secure" $template DYNmaillog,"/var/log/%HOSTNAME%/maillog" $template DYNcron,"/var/log/%HOSTNAME%/cron" $template DYNspooler,"/var/log/%HOSTNAME%/spooler" $template DYNboot,"/var/log/%HOSTNAME%/boot.log" and ( \ ($syslogseverity-text == 'info') \ or \ ($syslogseverity-text == 'notice') \ ) \ and ( \

6 Página: 4 'mail' \ 'authpriv' \ 'cron' \ ) \?DYNmessages $syslogfacility-text == 'authpriv' \?DYNsecure $syslogfacility-text == 'mail' \ -?DYNmaillog $syslogfacility-text == 'cron' \?DYNcron (\ $syslogfacility-text == 'uucp' \ or \ $syslogfacility-text == 'news' \ )\ $syslogseverity-text == 'crit' \?DYNspooler $syslogfacility-text == 'local7' \?DYNboot b. Salve as alterações e feche o arquivo. VI. Deve ser apagado o arquivo com o seguinte comando: rm -rf /etc/rsyslo.d/vim 50-default.conf

7 Página: 5 I. Reinicie o rsyslog invoke-rc.d rsyslog restart II. Pode-se executar um check-list para Verificar se o serviço está disponível. Esse passo é muito importante para saber se as configurações surtiram efeito. Aqui foi utilizado o netstat fazendo um filtro na porta 514. netstat -putan grep 514 udp : :* 9380/rsyslogd udp6 0 0 :::514 :::* 9380/rsyslogd III. Conferindo os log gerados pelo cliente. a. Acesse o terminal dois (ctrl + alt + f2) e execute a seguinte linha de comando. tail -f /var/log/cron.log b. Acesse o terminal três (ctrl + alt + f3) e execute a seguinte linha de comando. tcpdump port 514 -i eth0 -n -vv c. No cliente reinicie o cron. invoke-rc.d cron restart d. Volte ao terminal dois e observe a saída do log. # tail -f /var/log/cron.log Apr 12 23:49:42 reisfa-vostro cron[3050]: (CRON) INFO (pidfile fd = 3) Apr 12 23:49:42 reisfa-vostro cron[3051]: (CRON) STARTUP (fork ok) Apr 12 23:49:42 reisfa-vostro cron[3051]: (CRON) INFO jobs -- not system startup)

8 Página: 6 e. Volte ao terminal três e observe a saída do log. # tcpdump port 514 -i eth0 -n -vv tcpdump: listening on eth0, link-type EN10MB (Ethernet), capture size 96 bytes 00:46: IP (tos 0x0, ttl 64, id 0, offset 0, flags [DF], proto UDP (17), length 102) > : SYSLOG, length: 74 Facility cron (9), Severity info (6) Msg: Apr 13 00:46:52 reisfa-vostro cron[2909]: (C[ syslog] 00:46: IP (tos 0x0, ttl 64, id 0, offset 0, flags [DF], proto UDP (17), length 98) > : SYSLOG, length: 70 Facility cron (9), Severity info (6) Msg: Apr 13 00:46:52 reisfa-vostro cron[2910]: (C[ syslog] 00:46: IP (tos 0x0, ttl 64, id 0, offset 0, flags [DF], proto UDP (17), length 131) > : SYSLOG, length: 103 Facility cron (9), Severity info (6) Msg: Apr 13 00:46:52 reisfa-vostro cron[2910]: (C[ syslog] f. Todas as atividades efetuadas no cron serão logadas. g. Esses logs foram tirados de fontes externas para simbolizar e verificar se o procedimento obteve êxito ou não.

9 Página: 7 5. Considerações finais Os casos omissos serão tratados pela Coordenação de Tecnologia (COTEC). As dúvidas relacionadas a este guia poderão ser enviadas para o endereço eletrônico:

Automação e Registo de Actividades (cron e syslog)

Automação e Registo de Actividades (cron e syslog) Automação e Registo de Actividades (cron e syslog) Nuno Alexandre Magalhães Pereira 1 de Novembro de 2005 1 Automação Tarefas como, por exemplo, apagar ficheiros temporários, efectuar backups, renovar

Leia mais

Capítulo 16 - Rsyslog

Capítulo 16 - Rsyslog - Rsyslog - 243 Capítulo 16 - Rsyslog 16.1. Objetivos Entender o funcionamento do Rsyslog; Utilizar as facilidades, níveis e destinos do Rsyslog; Configurar o Rsyslog para fins de debug; Ativar gravação

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JULHO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JULHO/2010 PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR LINUX - DEBIAN COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JULHO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná. Faculdade de Ciências Exatas. Sistemas de LOG

Universidade Tuiuti do Paraná. Faculdade de Ciências Exatas. Sistemas de LOG Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Sistemas de LOG 25/08/11 1 Profº André Luiz Arquivo de LOG, é uma designação dada aos arquivos que são utilizados pelos programas do sistema para

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR DE BANCO DE DADOS DO PERGAMUM COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71)

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Tecnologia em Segurança da Informação 2º Período

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Tecnologia em Segurança da Informação 2º Período FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR Tecnologia em Segurança da Informação 2º Período Hardening contra ataques Man-in-the-Middle (MITM) Descrição da Atividade Elaborar um relatório sobre

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO SERVIÇO DE CONECTIVIDADE COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO SERVIÇO POSTGRES NO SISTEMA OPERACIONAL LINUX - DEBIAN COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71)

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR DE ARQUIVOS COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email:

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO, MODELAGEM, IMPLEMENTAÇÃO E OPERAÇÃO DO BACULA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010 SUMÁRIO 1. Controle de Versão... 1 2. Objetivo... 1 3. Pré-requisitos... 1 4. Instalação...

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE CONFIGURAÇÃO DO AD, DNS E DHCP COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR WSUS COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Centralização de log para ambientes Linux. Prof. Me. Maurício Severich

Centralização de log para ambientes Linux. Prof. Me. Maurício Severich Centralização de log para ambientes Linux 1995 - Bel. em Informática 1995 - Administrador de sistemas Unix 1997 - Usuário Linux Sobre mim Orgulhoso detentor do cadastro LinuxCounter: #93692 1998 - Esp.

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MARÇO/2012

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MARÇO/2012 PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE CONFIGURAÇÃO DO SERVIÇO APACHE NO SERVIDOR LINUX - DEBIAN COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MARÇO/2012 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001.

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 PROCEDIMENTOS PARA CRIAÇÃO DE MÁQUINAS VIRTUAIS COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO SERVIDOR WEB (SIGA-ADM) COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

PERICIA FORENCE. Projetos Integrador 2016-1

PERICIA FORENCE. Projetos Integrador 2016-1 PERICIA FORENCE Projetos Integrador 2016-1 Faculdade de Tecnologia Senac Goiânia, 18 de junho de 2016 Segurança da informação Módulo 5 Noturno Alunos: Lucas Luzini Gleidson Gonçalves de Oliveira Adaulto

Leia mais

LABORATÓRIO VIII. Introdução ao SNMP e Logging pt. I Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO VIII. Introdução ao SNMP e Logging pt. I Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO VIII Introdução ao SNMP e Logging pt. I Documento versão 0.1 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Agosto / 2010

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO OCS INVENTORY NG E GLPI NO SISTEMA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email:

Leia mais

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Redes Sem fio Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux OBJETIVOS Rever os principais comandos do sistema

Leia mais

15 Em dia de vitória, ninguém fica cansado Provérbio árabe

15 Em dia de vitória, ninguém fica cansado Provérbio árabe Ataque, defesa e contra-ataque: Capítulo 15 Em dia de vitória, ninguém fica cansado Provérbio árabe 336 337 338 339 Não importa se o objetivo do ataque seja causar rebuliço ou obter secretamente algum

Leia mais

Curso de extensão em Administração de Redes

Curso de extensão em Administração de Redes Curso de extensão em Administração de Redes Italo Valcy da Silva Brito1,2 1 Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia 2 Ponto de Presença

Leia mais

Instalação e Configuração Iptables ( Firewall)

Instalação e Configuração Iptables ( Firewall) Instalação e Configuração Iptables ( Firewall) Pág - 1 Instalação e Configuração Iptables - Firewall Desde o primeiro tutorial da sequencia dos passo a passo, aprendemos a configurar duas placas de rede,

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

3.8 Socket. Depois de escrever o parágrafo anterior, resolvi acessar novamente o site do Google. Veja o resultado:

3.8 Socket. Depois de escrever o parágrafo anterior, resolvi acessar novamente o site do Google. Veja o resultado: Capítulo 3 Redes TCP/IP 81 Depois de escrever o parágrafo anterior, resolvi acessar novamente o site do Google. Veja o resultado: canopus:~# netstat -tna Conexões Internet Ativas (servidores e estabelecidas)

Leia mais

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia,

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR WINDOWS SERVER 2003 R2 COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Configurando um servidor DNS com atualização automática via DHCP

Configurando um servidor DNS com atualização automática via DHCP Configurando um servidor DNS com atualização automática via DHCP João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 Introdução Neste tutorial iremos descrever a configuração de um servidor DNS para uma rede local

Leia mais

João Eriberto Mota Filho

João Eriberto Mota Filho João Eriberto Mota Filho Novatec Copyright 2013 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer

Leia mais

SysLog: Sistema de log

SysLog: Sistema de log SysLog: Sistema de log A rastreabilidade é um importante princípio para a administração dos sistemas. O que é um LOG? E para que serve? "A record of activities performed within a program, or changes in

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Agendador de Tarefas Ocron é um ótimo agendador de tarefas, com ele você pode agendar para um determinado momento um programa qualquer a ser executado. Sua aplicação

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Super Servidor (Xinetd) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Super Servidor (Xinetd) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Tópicos Especiais em Redes de Computadores Super Servidor (Xinetd) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Roteiro Objetivos Instalação (projeto) Definições e Características Vantagens Possíveis Desconfortos

Leia mais

Lab 4 Análise de Pacotes utilizando o TCPDUMP

Lab 4 Análise de Pacotes utilizando o TCPDUMP Objetivo: Lab 4 Análise de Pacotes utilizando o TCPDUMP i) Utilizar aplicativo de análise de pacotes TCPDUMP. TCPDUMP: O tcpdump é um programa cuja utilidade principal é visualizar e analisar o tráfego

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de rede Professor: Jefferson Igor D. Silva

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de rede Professor: Jefferson Igor D. Silva Sistemas Operacionais de Redes Aula: Gerenciamento de rede Professor: Jefferson Igor D. Silva Agenda Conhecer o funcionamento do mecanismo de rede Configurar as configurações básicas de rede Compreender

Leia mais

LABORATÓRIO IX. SNMP Parte II Autenticação e Traps Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO IX. SNMP Parte II Autenticação e Traps Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO IX SNMP Parte II Autenticação e Traps Documento versão 0.1 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Agosto / 2010 Laboratório

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Operacional Aberto (Linux) AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Operacional Aberto (Linux) AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Operacional Aberto (Linux) AULA 05 Prof. André Lucio Competências da Aula 5 Comandos GNU/Linux - Parte Final Introdução a Redes Configuração de Rede

Leia mais

Configuração de Rede

Configuração de Rede Configuração de Rede 1. Configuração de rede no Windows: A finalidade deste laboratório é descobrir quais são as configurações da rede da estação de trabalho e como elas são usadas. Serão observados a

Leia mais

IPBRICK. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda.

IPBRICK. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. IPBRICK Manual de Instalação iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. Janeiro 2006 2 Copyright c iportalmais Todos os direitos reservados. Janeiro 2006. A informação contida neste documento está

Leia mais

Labgrad. Usúario: Senha: senha

Labgrad. Usúario: <matricula> Senha: senha Suporte A equipe do Suporte é responsável pela gerência da rede do Departamento de Informática, bem como da manutenção dos servidores da mesma, e também é responsável pela monitoria do LabGrad e do LAR.

Leia mais

Formação IPv6 Maputo Moçambique 26 Agosto - 29 Agosto 08 Configuração de Sistema (Linux)

Formação IPv6 Maputo Moçambique 26 Agosto - 29 Agosto 08 Configuração de Sistema (Linux) Moçambique 26 Agosto - 29 Agosto 08 Carlos Friaças (cfriacas@fccn.pt) Pedro Lorga (lorga@fccn.pt) Exercício Prático: Configuração de Sistema (Linux) Objectivos Neste exercício deverá completar as seguintes

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação Pfsense Introdução e Instalação Introdução A utilização de um firewall em uma rede de computadores possui o objetivo básico de proteção relacionado a entrada e saída de dados. Introdução O pfsense é um

Leia mais

LABORATÓRIO I. UMA REDE DE DIFUSÃO SIMPLES USANDO HUB COMO DOMÍNIO DE COLISÃO Documento versão 0.2. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO I. UMA REDE DE DIFUSÃO SIMPLES USANDO HUB COMO DOMÍNIO DE COLISÃO Documento versão 0.2. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO I UMA REDE DE DIFUSÃO SIMPLES USANDO HUB COMO DOMÍNIO DE COLISÃO Documento versão 0.2 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo

Leia mais

Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do

Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do São Paulo, 03 de novembro de 2005 Introdução Modelo OSI Sistemas de firewall Bridge x roteamento Atuação de um IPS Funcionamento do Hogwash Instalação do Hogwash Configuração do Hogwash Regras do Hogwash

Leia mais

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento 1º passo - Acessar Virtual Box plataforma criada dispositivos pasta compartilhadas clicar no botão + no canto direito escolher destino ( Desktop)

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers NFS A sigla NFS, do inglês Network File System, significa Sistema de Arquivos de Rede. Através de programas específicos no servidor e nas máquinas clientes, podemos fazer com que esses clientes acessem

Leia mais

Firewall Iptables - Impasses

Firewall Iptables - Impasses Firewall Iptables - Impasses Prof. Andrei Carniel Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR E-mail: andreicarniel@utfpr.edu.br / andrei.carniel@gmail.com 2 Impasses Um dos principais motivos de

Leia mais

Troubleshooting em rede básica

Troubleshooting em rede básica Troubleshooting em rede básica - 2 Sumário Capítulo 1 Troubleshooting em rede básica... 3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 14 2.1. Objetivos... 14 2.1. Troubleshooting...

Leia mais

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Redes de Computadores Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Endereços e nomes Quaisquer duas estações

Leia mais

Registros históricos. Sysadmin. Configurando um servidor de log com o syslog-ng. Quadro 1: Sintaxe do syslog.conf. syslog-ng

Registros históricos. Sysadmin. Configurando um servidor de log com o syslog-ng. Quadro 1: Sintaxe do syslog.conf. syslog-ng Configurando um servidor de log com o Registros históricos O (syslog new generation) veio para suprir várias das deficiências do bom e velho syslog e é bem mais flexível que seu antecessor. Aprenda neste

Leia mais

OpenSolaris, parte 15

OpenSolaris, parte 15 OpenSolaris OpenSolaris, parte 15 Desbravando o framework de serviços no OpenSolaris. por Alexandre Borges TUTORIAL A Sun Microsystems, com o lançamento do Solaris 10, mudou radicalmente a maneira de gerenciar

Leia mais

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira <fred@madeira.eng.br> Lista de Exercícios 3 Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3 1. Qual dos seguintes comandos linux não inclui a capacidade de listar o PID das aplicações que estão

Leia mais

Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall

Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall Douglas Costa Fábio Pirani Fernando Watanabe Jefferson Inoue Firewall O que é? Para que serve? É um programa usado para filtrar e dar segurança em

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

PROVA DE PRÉ-REQUISITO

PROVA DE PRÉ-REQUISITO PROVA DE PRÉ-REQUISITO 1 O usuário neo, deseja se conectar na máquina remota 10.0.0.1 via ssh. Qual a sintaxe correta? a) ssh -L neo 10.0.0.1 b) ssh -u neo 10.0.0.1 c) ssh neo@10.0.0.1 d) ssh neo@10.0.0.1:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LINUX ESSENTIALS Presencial (40h) - À distância (48h) Conhecendo um Novo Mundo Introdução ao GNU/Linux Distribuições GNU/Linux Linux Inside: Instalação Desktop Debian e CentOS Primeiros

Leia mais

Confguração básica da rede

Confguração básica da rede Confguração básica da rede www.4linux.com.br - Sumário Capítulo 1 Confguração básica da rede...3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 13 2.1. Objetivos... 13 2.2. Troubleshooting...

Leia mais

Iptables. Adailton Saraiva Sérgio Nery Simões

Iptables. Adailton Saraiva Sérgio Nery Simões Iptables Adailton Saraiva Sérgio Nery Simões Sumário Histórico Definições Tabelas Chains Opções do Iptables Tabela NAT Outros Módulos Histórico Histórico Ipfwadm Ferramenta padrão para o Kernel anterior

Leia mais

Administração de Redes Redes e Sub-redes

Administração de Redes Redes e Sub-redes 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administração de Redes Redes e Sub-redes Prof.

Leia mais

Criando um IDS com resposta ativa com OSSEC / Snort

Criando um IDS com resposta ativa com OSSEC / Snort Criando um IDS com resposta ativa com OSSEC / Snort Rodrigo Ribeiro Montoro (Sp0oKeR) 1 BRconnection Ltda. Introdução: Atualmente o crescimento de ataques e necessidades de possuirmos serviços expostos

Leia mais

L A B O RATÓRIO DE REDES

L A B O RATÓRIO DE REDES L A B O RATÓRIO DE REDES TRÁFEGO, ENQUADRAMEN TO, DEFAU LT G A TEWA Y E ARP. VALE 2,0 P ONT OS. INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO Nosso laboratório é composto de três hosts Linux, representados pelo símbolo de

Leia mais

Ferramenta para gerenciamento de impressão CURUPIRA

Ferramenta para gerenciamento de impressão CURUPIRA #20 Ferramenta para gerenciamento de impressão CURUPIRA VITEC Versão 1.0 Agosto/2007 1 Revisões Versão Data Descrição 1.0.0 03/08/2007 Elaboração do Manual. Página 2 de 18 Índice 1 REVISÕES... 2 2 PRÉ-REQUISITOS...

Leia mais

ManualdeInstalação. Win

ManualdeInstalação. Win ManualdeInstalação 10100101010 101010101010101010101 1100110101100101101010001011 + 55 (61) 3037-5111 suporte@thinnet.com.br www.thinnet.com.br Skype: thinnetworks Skype2: thinnetworks1 SAAN Quadra 2 Número

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNC. E TEC. DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM TELEMÁTICA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS PROFESSOR: ANDERSON COSTA ASSUNTO: MÓDULOS, DISPOSITIVOS DE

Leia mais

Roteiro para Prática 01 GNS e comandos da Cisco

Roteiro para Prática 01 GNS e comandos da Cisco Ponto de Presença da RNP na Bahia PoP-BA/RNP Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Curso de Extensão em Administração de Redes Instrutor: Italo Valcy Roteiro para Prática

Leia mais

Manual de Configuração do Alferes 7

Manual de Configuração do Alferes 7 DIRETORIA DE TECNOLOGIA E SISTEMAS CENTRO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS Manual de Configuração do Alferes 7 1 Sumário 1. Configurando o Alferes 7.0 na Rede...3 2. Senha de Root.... 4 3. Configurando o Alferes

Leia mais

Ferramentas de Análise de Rede. Hermes Senger hermes@dc.ufscar.br

Ferramentas de Análise de Rede. Hermes Senger hermes@dc.ufscar.br Ferramentas de Análise de Rede Hermes Senger hermes@dc.ufscar.br Notação O "#" significa que o comando dever ser executado como usuário "root". O "$" significa que o comando deve ser executado como usuário

Leia mais

Comandos Linux Comando tcpdump, guia de referência e introdução. Sobre este documento

Comandos Linux Comando tcpdump, guia de referência e introdução. Sobre este documento Comandos Linux Comando tcpdump, guia de referência e introdução Sobre este documento Este documento pode ser utilzado e distribído livremente desde que citadas as fontes de autor e referências, o mesmo

Leia mais

HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux:

HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux: HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux: O LTSP (Linux Terminal Server Project) é uma solução que agrega um conjunto de serviços, de forma que máquinas clientes

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Sistema Operacional Linux > Configuração de Redes www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução O Linux foi criado por Linus Torvalds em 1991, na época em

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 2 - DHCP

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 2 - DHCP Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 2 - DHCP Prof.: Roberto Franciscatto O que é? Dynamic Host Configuration Protocol Qual sua função? Distribuir endereços IP aos micros da rede de

Leia mais

Linux System Administration 455

Linux System Administration 455 Linux System Administration 455 Nome do curso que é modificado no Slide Mestre Slide 1 2 Nome do curso que é modificado no Slide Mestre Slide 1 3 Há basicamente quatro formas de configurar o servidor X,

Leia mais

Integração com Asterisk

Integração com Asterisk 16/08/2013 Integração com Asterisk Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto Responsáveis Revisores Integração do Citsmart com Asterisk Rosana Silva Godinho

Leia mais

UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo,

UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo, Laboratório de Redes. Domain Name Service - DNS Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo, problemas com o DNS são interpretados

Leia mais

HOW TO Integração do OPIE com o Firewall Aker One time password

HOW TO Integração do OPIE com o Firewall Aker One time password Introdução HOW TO Página: 1 de 5 O presente documento explica como utilizar o com um sistema One Time Password implantado em um servidor Linux. Solução Sistemas One Time Password são uma evolução dos sistemas

Leia mais

Laboratório II Nossa rede ganhou um switch.

Laboratório II Nossa rede ganhou um switch. Laboratório II Nossa rede ganhou um switch. Objetivos do laboratório Entender a diferença de uma rede de difusão para uma rede ponto a ponto Aprender a montar uma 802.1 D Ethernet Bridge Estudar a composição

Leia mais

Lição 1 - Gerenciando Arquivos de Log

Lição 1 - Gerenciando Arquivos de Log http://wiki.sintectus.com/bin/view/grupolinux/artigogerenciandoarq 1 of 17 11/5/2011 03:42 GrupoLinux Iniciar sessão ou Registro Pular para Busca English Web GrupoLinux Criar Novo Tópico Índice Busca Alterações

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 Protocolo de rede... 3 Protocolo TCP/IP... 3 Máscara de sub-rede... 3 Hostname... 3

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 SERVIÇOS BÁSICOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5

Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5 DOCUMENTO CONFIDENCIAL Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5 2 Sumário Introdução:...3 Configuração Mínima:...3 Conhecimento necessário para instalação:... 3 Suporte:...4

Leia mais

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: TCP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o comportamento do

Leia mais

Configuração de redes no Gnu/Linux

Configuração de redes no Gnu/Linux Configuração de redes no Gnu/Linux Comando ifconfig: É utilizado basicamente para configurar o ip, a mascara de rede e outras opções de placas de rede. Rodado sem opções ele retorna todas as placas de

Leia mais

LABORATÓRIO III. ROTEAMENTO ESTÁTICO Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO III. ROTEAMENTO ESTÁTICO Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO III ROTEAMENTO ESTÁTICO Documento versão 0.1 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Maio / 2010 Laboratório III Roteamento

Leia mais

TUTORIAL: CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR SAMBA

TUTORIAL: CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR SAMBA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC CURSO DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS LINUX Antonio Janael Pinheiro Maria Atrícia Sabino Maciel Luclécia Correia Lopes

Leia mais

LABORATÓRIO V. NAT E FIREWALL Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135

LABORATÓRIO V. NAT E FIREWALL Documento versão 0.1. Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 LABORATÓRIO V NAT E FIREWALL Documento versão 0.1 Aluno: Paulo Henrique Moreira Gurgel #5634135 Orientado pela Professora Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco Julho / 2010 Laboratório V NAT e Firewall

Leia mais

Traceroute em Detalhes

Traceroute em Detalhes Traceroute em Detalhes Autores: Gustavo Ramos Artur Araujo Grupo de Trabalho de Engenharia e Operação de Redes - 36ª Reunião 5 de Dezembro 2013 Agenda Introdução e objeivos Fundamentos Programas Caminhos

Leia mais

PRÁTICA DE VLAN - LINUX 1. AMBIENTE PARA REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS UTILIZAÇÃO DA IMAGEM NO DVD UTILIZAÇÃO DO SERVIDOR REMOTO ESPEC

PRÁTICA DE VLAN - LINUX 1. AMBIENTE PARA REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS UTILIZAÇÃO DA IMAGEM NO DVD UTILIZAÇÃO DO SERVIDOR REMOTO ESPEC PRÁTICA DE VLAN - LINUX Exercícios práticos sobre VLANs usando Linux. Esses exercícios devem ser executados através do servidor de máquinas virtuais: espec.ppgia.pucpr.br IMPORTANTE: Para facilitar a execução

Leia mais

Gerenciamento de Processos

Gerenciamento de Processos - Um Processo é um Programa em Execução com todos os recursos necessários para este fim. - Cada Processo, quando em execução, enxergar como sendo possuidor de todos os recursos do sistema. - O Linux é

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS. BioMatch Server e BioMatch Client

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS. BioMatch Server e BioMatch Client ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS BioMatch Server e BioMatch Client ÍNDICE A) Objetivo...3 B) Pré-Requisitos...3 C) Características Operacionais...4 D) Aplicação e Performance...6 E) Descrição dos

Leia mais

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Italo Valcy italo@dcc.ufba.br Aspectos

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

RISO <> Versão 0.5. Manual do Usuário. Escrito por Germano Teixeira de Miranda

RISO <<Recuperação por Imagem de Sistema Operacional>> Versão 0.5. Manual do Usuário. Escrito por Germano Teixeira de Miranda RISO Versão 0.5 Manual do Usuário Escrito por Germano Teixeira de Miranda Divisão de Gerencia e Operações - DGO Departamento de Recursos em Informática

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers TCP/IP Parte 2 Linux Network Servers Objetivo: Conhecer mais de TCP/IP, mais sobre os arquivos de configuração e configuração de subredes. Aprender ARP e monitoração de tráfego com iptraf e usar o tcpdump.

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian.

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Pré requisitos para pratica desse tutorial. Saber utilizar maquina virtual no virtual Box ou vmware. Saber instalar ubuntu ou debian na maquina virtual.

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

Application Notes: DmSwitch AAA. Uso do TACACS

Application Notes: DmSwitch AAA. Uso do TACACS Application Notes: DmSwitch AAA Uso do TACACS Application Notes: DmSwitch AAA Uso do TACACS. Data 11/06/2010, Revisão 1.0 1. Introdução 2. Instalação do tacplus 2.1. Instalação do tacplus 2.1.1. Atualizar

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Porque usar o Servidor Samba Server? Compartilhamento de arquivos; Servidor de arquivos;

Leia mais