ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO"

Transcrição

1 1 ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO EDITAL Nº / 2016/ SED RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital n /2016 / SED) O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no artigo 4º da Lei nº , de 28 de dezembro de 2015, e legislação em vigor no ato da admissão, torna público, pelo presente Edital, as normas para realização do processo seletivo para admissão de professores em caráter temporário, para atuação na educação básica: nos níveis de Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas modalidades de Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Quilombola, Educação em Espaços de Privação de Liberdade (Unidades Prisionais, Unidades Socioeducativas e Centros Terapêuticos), Educação Especial, Programas/Projetos, no Ensino Regular da rede pública estadual para o ano letivo de 2017 e ano letivo de 2018, que passa a vigorar com as seguintes alterações, permanecendo inalteradas todas as demais disposições: 1. NA ÁREA DO ENSINO FUNDAMENTAL, INCLUIR o subitem e RETIFICAR o subitem 4.5.5, no que se refere à habilitação nas disciplinas conforme abaixo descrito: Para às vagas nas disciplinas de Professor Bilíngue Libras e Segundo Professor de Turma, habilitados e não habilitados, o candidato também deverá comprovar através de cursos a formação continuada com carga horária mínima de 200 horas, a contar do ano de Ensino Religioso Graduação em Ciências da Religião Licenciatura em Ensino Religioso. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de Graduação em Ciências da Religião Licenciatura em Ensino Religioso. Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Conclusão de Curso de Bacharelado ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia - Educação Especial, com habilitação em Deficiência Auditiva, com com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certidão de Frequência a partir da 5º fase em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Curso Normal Superior com Certidão de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação 1155 (20h) Intérprete da Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase do Curso de Bacharelado em Letras Libras com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase da Licenciatura Plena em Pedagogia, com Certificado de Proficiência em Libras, e, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Licenciatura em Educação Especial com Certificado de Proficiência em Libras; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Curso de Licenciatura nas diferentes áreas do conhecimento, com com carga horaria mínima de 200 horas.

2 2473 (20h) 1344 (20h) Professor Bilíngue Libras Segundo Professor de Turma Bacharelado ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horária mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com certificado de Proficiência em Libras; ou Licenciatura Plena em Pedagogia-Educação Especial com habilitação em Deficiência Auditiva com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de Licenciatura Plena em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Licenciatura em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado - Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Pedagogia, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu em Educação Especial ou Educação Inclusiva, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas NA ÁREA DO ENSINO MÉDIO, INCLUIR o subitem e RETIFICAR o subitem 4.5.2, no que se refere à habilitação nas disciplinas conforme abaixo descrito: Para às vagas na disciplina de Segundo Professor de Turma, habilitados e não habilitados, o candidato também deverá comprovar através de cursos a formação continuada com carga horária mínima de 200 horas, a contar do ano de 2010.

3 (20h) Educação Especial/MAG Intérprete da Libras 1805 Libras/MAG Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de Licenciatura em Pedagogia com Certificado de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu em Educação Especial ou em atendimento educacional especializado, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Conclusão de Curso de Bacharelado ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia - Educação Especial, com habilitação em Deficiência Auditiva, com com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certidão de Frequência a partir da 5º fase em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Curso Normal Superior com Certidão de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase do Curso de Bacharelado em Letras Libras com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase da Licenciatura Plena em Pedagogia, com Certificado de Proficiência em Libras, e, com cursos de Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Licenciatura em Educação Especial com Certificado de Proficiência em Libras; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Curso de Licenciatura nas diferentes áreas do conhecimento, com com carga horaria mínima de 200 horas. Licenciatura em Educação Especial com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Licenciatura Plena em Pedagogia - Educação Especial com habilitação em Deficiência Auditiva com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Licenciatura Plena em Pedagogia; ou Curso Normal Superior com curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. 3

4 1344 (20h) Segundo Professor de Turma 437 Sociologia 243 Sociologia da Educação/MAG Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu em Educação Especial ou Educação Inclusiva, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de 4 3. NA ÁREA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, INCLUIR o subitem e RETIFICAR o subitem 4.5.3, no que se refere à habilitação nas disciplinas conforme abaixo descrito: Para às vagas nas disciplinas de Intérprete da Libras, Professor Bilíngue Libras e Segundo Professor de Turma, habilitados e não habilitados, o candidato também deverá comprovar através de cursos a formação continuada com carga horária mínima de 200 horas, a contar do ano de (20h) Intérprete da Libras Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Conclusão de Curso de Bacharelado ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia - Educação Especial, com habilitação em Deficiência Auditiva, com com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certidão de Frequência a partir da 5º fase em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Curso Normal Superior com Certidão de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.

5 5 2473(20h) 1344 (20h) Professor Bilíngue Libras Segundo Professor de Turma 437 Sociologia Não Habilitado Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase do Curso de Bacharelado em Letras Libras com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase da Licenciatura Plena em Pedagogia, com Certificado de Proficiência em Libras, e, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Licenciatura em Educação Especial com Certificado de Proficiência em Libras; ou Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase em Curso de Licenciatura nas diferentes áreas do conhecimento, com com carga horaria mínima de 200 horas. Bacharelado ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras, e com cursos de formação continuada com carga horária mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura em Educação mínima de 200 horas; ou Licenciatura Plena em Letras-Libras com certificado de Proficiência em Libras; ou Licenciatura Plena em Pedagogia-Educação Especial com habilitação em Deficiência Auditiva com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Licenciatura Plena em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de Licenciatura em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado - Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Educação Especial, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Pedagogia, com Certificado de Proficiência em Libras e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu em Educação Especial ou Educação Inclusiva, com cursos de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial e com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Superior de Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de

6 4. RETIFICAR NA ÁREA DA EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE, subitem 4.5.4, as disciplinas e a habilitação mínima exigida conforme tabelas abaixo: 437 Sociologia Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de 2854 Área Ciências Humanas (Geografia, História, Filosofia e Sociologia) - Atendimento no Sistema Socioeducativo CASE de Licenciatura Plena em Geografia; ou Curso de Licenciatura Plena em História; ou Curso de Licenciatura Plena em Filosofia; ou Curso de Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de Licenciatura Plena em Geografia; ou Curso de Licenciatura Plena em História; ou Curso de Licenciatura Plena em Filosofia; ou Curso de Licenciatura Plena em Sociologia ou Ciências Sociais NA ÁREA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL, INCLUIR o subitem e RETIFICAR o subitem 4.5.5, no que se refere à habilitação nas disciplinas conforme abaixo descrito: Para às vagas na área da Educação Especial, em todas as disciplinas, habilitados e não habilitados, o candidato também deverá comprovar através de cursos a formação continuada com carga horária mínima de 200 horas, a contar do ano de de Licenciatura em Educação Especial com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou 1001 (20h) Stricto Sensu em Educação Especial ou em Educação Inclusiva ou Educação Especial em atendimento educacional especializado, com cursos de AEE (SAEDE) Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas.

7 de Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação em AH/SD, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura em Educação mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Curso de Complementação Pedagógica em 3809 Educação Especial, com cursos de formação continuada com Educação Especial carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior AEE(SAEDE) Altas com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, Habilidades/Assessoria com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas (10h) Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Superdotação Educação Especial AEE (SAEDE) de Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação em AH/SD, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou curso de Licenciatura em Educação mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Educação Especial ou Curso de Complementação Pedagógica em Educação mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu em Educação Especial ou em Educação Inclusiva ou em atendimento educacional especializado com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas. 7

8 de Licenciatura Plena em Letras Libras com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Deficiência Auditiva com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação Licenciatura em Educação Especial com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Complementação Pedagógica em Educação mínima de 200 horas, e com Certificado de Proficiência em Libras; 1302 ou Curso Normal Superior com Curso de Complementação Educação Especial Pedagógica em Educação Especial, com cursos de formação Professor Instrutor da Libras continuada com carga horaria mínima de 200 horas, e com Certificado de Proficiência em Libras; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras. Não Habilitado Certidão de Frequência, a partir da 5ª fase do curso de Licenciatura Plena em Letras Libras com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas; ou curso de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Certificado de Proficiência em Libras, com cursos de Certidão de Frequência a partir da 5ª fase do Curso de Licenciatura em Educação Especial, com cursos de formação continuada com carga horaria mínima de 200 horas, e com Certificado de Proficiência em Libras RETIFICAR NA ÁREA DOS PROGRAMAS/PROJETOS, subitem 4.5.6, as disciplinas e a habilitação mínima exigida conforme tabelas abaixo: Observação: A disciplina de PROFESSOR DE ATIVIDADES CULTURA E ESPORTE não constará neste Edital. A demanda de cada escola será suprida pela chamada de candidatos classificados na disciplina de Educação Física para as atividades de Esporte; candidatos classificados na disciplina de Artes para as atividades de Cultura; candidatos classificados nas disciplinas de Língua Estrangeira para o ensino da respectiva Língua Estrangeira. PROGRAMA ESTADUAL DE NOVAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZAGEM (PENOA) 3541 Língua Portuguesa/ PENOA Licenciatura Plena em Letras-Português. PROGRAMA ESTADUAL DE NOVAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZAGEM (PENOA) 3542 Matemática/PENOA 1119 Práticas Pedagógicas/PENOA Licenciatura Plena em Matemática. Licenciatura Plena em Pedagogia; ou Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia-Séries Iniciais; ou Curso Normal Superior.

9 Professor Orientador de Convivência Professor Orientador de Leitura Professor Orientador Laboratório de Matemática Professor Orientador Laboratório de Biologia Professor Orientador Laboratório de Física Professor Orientador Laboratório de Química PROGRAMA ENSINO MÉDIO INOVADOR (EMI) Licenciatura Plena em Educação Física; ou Curso de Licenciatura Plena Pedagogia. Licenciatura Plena em Letras-Português. Licenciatura Plena em Matemática, com experiência comprovada no manuseio de materiais e equipamentos de laboratório, bem como na montagem das experiências. Licenciatura Plena em Biologia, com experiência comprovada no manuseio de materiais e equipamentos de laboratório, bem como na montagem das experiências. Licenciatura Plena em Física, com experiência comprovada com no manuseio de materiais e equipamentos de laboratório, bem como na montagem das experiências. Licenciatura Plena em Química com experiência comprovada no manuseio de materiais e equipamentos de laboratório, bem como na montagem das experiências Professor Orientador de Educação Integral PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO de Licenciatura Plena em Pedagogia RETIFICAR NA ÁREA DA EDUCAÇÃO QUILOMBOLA, subitem 4.5.7, a disciplina e a habilitação mínima exigida conforme tabelas abaixo: 437 Sociologia Não Habilitado Certidão de Frequência a partir da 5ª fase em Curso de 8. RETIFICAR A REDAÇÃO DO SUBITEM 6.1.1: Onde se lê: Temporário, na área do Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas modalidades de Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Quilombola, Educação em Espaços de Privação de Liberdade (Unidades Prisionais, Unidades Socioeducativas e Centros Terapêuticos), Educação Especial, Programas/Projetos, corresponde à carga horária de 10 (dez), 20 (vinte), 30 (trinta) e 40 (quarenta) horas semanais; para o cargo de Professor Admitido em Caráter Temporário, nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, poderá ser de 20 (vinte) ou 40 (quarenta) horas semanais, conforme a carga horária curricular das áreas de ensino/disciplinas. Leia-se: O regime de trabalho para o cargo de Professor Admitido em Caráter Temporário, na área do Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas modalidades de Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Quilombola, Educação em Espaços de Privação de Liberdade (Unidades Prisionais, Unidades

10 Socioeducativas e Centros Terapêuticos), Educação Especial, Programas/Projetos, será através de contratos, conforme Anexo Único da Lei nº /2015, que podem ser firmados da seguinte forma: Mínimo de 02 (duas) horas-aula em qualquer turno/período (matutino, vespertino ou noturno); Máximo de 32 (trinta e duas) horas-aula no período diurno (matutino+vespertino), exceto para as vagas de 20 (vinte) e 40 (quarenta) horas-aula dos anos iniciais do ensino fundamental (disciplina 001 LLL) e da educação especial (Art. 8º da Lei nº /2015); Máximo de 20 (vinte) horas-aula no período noturno; Máximo de 48 (quarenta e oito) horas-aula, dividido em dois vínculos Portanto, o Professor ACT poderá ser admitido com jornada de trabalho de até 60 (sessenta) horas contratuais 48 horas/aula (dois vínculos), em qualquer disciplina, respeitada a legislação vigente referente ao acúmulo de cargos públicos RETIFICAR A REDAÇÃO DO SUBITEM 8.1.2: Onde se lê: As disciplinas da Educação Especial AEE (SAEDE), Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Superdotação e Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Assessoria da Área da Educação Especial são oferecidas somente nas GEREDs abaixo relacionadas: Leia-se: As disciplinas da Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Superdotação e Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Assessoria da Área da Educação Especial são oferecidas somente nas GEREDs abaixo relacionadas: 10. RETIFICAR A REDAÇÃO DOS SUBITENS , E : Onde se lê: O candidato optante pelas disciplinas de Anos Iniciais do Ensino Fundamental, ou Práticas Pedagógicas PENOA, ou Nivelamento, ou Alfabetização, ou Nivelamento para atendimento ao Sistema Socioeducativo, ou Metodologia de Ensino de Alfabetização/MAG nas Áreas do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos, Educação em Espaços de Privação de Liberdade, Educação Escolar Quilombola, e Ensino Médio realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção. Leia-se: O candidato optante pelas disciplinas de Anos Iniciais do Ensino Fundamental, ou Nivelamento, ou Alfabetização, ou Nivelamento para atendimento ao Sistema Socioeducativo, ou Metodologia de Ensino de Alfabetização/MAG nas Áreas do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos, Educação em Espaços de Privação de Liberdade, Educação Escolar Quilombola, e Ensino Médio realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção. Onde se lê: O candidato optante pela disciplina de Educação Especial/Segundo Professor de Turma nas Áreas do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Educação Escolar Quilombola e/ou pelas disciplinas de Educação Especial AEE (SAEDE) E AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Superdotação e/ou Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Assessoria, na Área da Educação Especial realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção. Leia-se: O candidato optante pela disciplina de Educação Especial/Segundo Professor de Turma nas Áreas do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Educação Escolar Quilombola e/ou pelas disciplinas de AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Superdotação e/ou Educação Especial AEE (SAEDE) Altas Habilidades/Assessoria, na Área da Educação Especial realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção. Onde se lê: O candidato optante pelas disciplinas de Professor Intérprete da Libras, ou Professor Bilíngue/Libras, ou Libras/MAG nas Áreas da Educação Especial, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção.

11 Leia-se: O candidato optante pelas disciplinas de Professor Intérprete da Libras, ou Professor Bilíngue/Libras nas Áreas da Educação Especial, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos realizará uma única prova por disciplina que será válida para a área de sua opção EXCLUIR NO ANEXO I EMENTAS DAS DISCIPLINAS da Área dos Programas e Projetos, na Prova de Conhecimentos Específicos, o conteúdo referente à disciplina de PROFESSOR ORIENTADOR DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL (e Informática - EMI), que não será oferecida no Edital N /2016/SED. 12. RETIFICAR NO ANEXO I EMENTAS DAS DISCIPLINAS da Área da Educação Especial o conteúdo referente à Prova de Conhecimentos Gerais 10 questões conforme abaixo discriminado: ANEXO I EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3 PROVA CONHECIMENTOS GERAIS (10 questões) - Educação Especial ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Referência básica para todos os candidatos da Área de Educação Especial BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Disponível em: BRASIL. Decreto n /2005. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Disponível em: BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer nº.13/2009. Diretrizes Operacionais para o atendimento educacional especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Disponível em: BRASIL. Decreto n /2011. Dispõe sobre a educação especial e o atendimento educacional especializado. Disponível em: BRASIL. Lei n /2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. Disponível em: BRASIL. Lei n /2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: BRASIL. Lei /2013. Institui a Política Estadual de Proteção dos direitos da pessoa com Transtorno do Espectro Autista. Disponível em: 001.htm SANTA CATARINA. Proposta Curricular de Santa Catarina: educação infantil, ensino fundamental e ensino médio: temas multidisciplinares. Florianópolis: COGEN, 1998, p Disponível em: SANTA CATARINA. Política de Educação Especial de Santa Catarina. São José: FCEE, Disponível em: SANTA CATARINA. Programa Pedagógico da Política de Educação Especial de Santa Catarina. São José, SC: FCEE, Disponível: Florianópolis, 29de julho de EDUARDO DESCHAMPS Secretário de Estado da Educação

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ANEXO 8 Quadro demonstrativo das provas, nº de questões e seus valores, pontuação mínima e máxima nas provas

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ANEXO 8 Quadro demonstrativo das provas, nº de questões e seus valores, pontuação mínima e máxima nas provas MÍNIMO e 1.1.Licenciatura Plena - Letras / Português e Literatura da Língua Portuguesa I e 1.2.Licenciatura Plena Letras/ Inglês e Literatura da Língua Inglesa ou Habilitação através de Curso Especial

Leia mais

CURSO e IFES: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA/UENF

CURSO e IFES: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA/UENF Música e Educação Educação de Jovens e Adultos Língua Portuguesa na Educação 2 Licenciatura plena em Letras (todas as habilitações) ou Linguística Teatro e Educação Estágio Curricular Supervisionado 1

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM LUGAR EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº.001/2013

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM LUGAR EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº.001/2013 ERRATA Nº002/23 A Prefeitura Municipal de Bom Lugar - MA, e a Comissão Organizadora do Concurso Público no uso de suas atribuições legais resolvem alterar o Item 1.1, Anexo I, II (Conteúdo programático

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR

EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR Edital Complementar referente ao Edital GR Nº 777/2015 de oferta de Vagas em Cursos de Graduação Presenciais da Unisul

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO DO PIAUÍ CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001 DE 2010 EDITAL Nº 02, DE 03.05.

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO DO PIAUÍ CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001 DE 2010 EDITAL Nº 02, DE 03.05. A Prefeitura Municipal de Castelo do Piauí - PI, no uso de suas atribuições legais, torna pública as RETIFICAÇÕES dos itens do Edital Nº 001/2010, com extrato publicado no Diário Oficial dos Municípios,

Leia mais

CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL. Parecer nº 131/2000-CEDF Processo n.º 030.010231/98 Interessado: Centro Educacional Caiçaras

CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL. Parecer nº 131/2000-CEDF Processo n.º 030.010231/98 Interessado: Centro Educacional Caiçaras CONLHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL Homologado em 13/7/2000, publicado no DODF, de 17/7/2000, p.9. Portaria nº 147, de 8/8/2000, publicada no DODF nº 152, de 9/8/2000, p. 11. Parecer nº 131/2000-CEDF

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EDITAL N 019/2015 Dispõe sobre os procedimentos de matrícula e rematrícula para atualização de dados dos alunos e abre as inscrições para as novas matrículas na rede pública municipal de ensino para o

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARITINGA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARITINGA ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 Dr. Fulvio Zuppani, Prefeito Municipal de Taquaritinga, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais inerentes ao seu cargo, torna público a abertura de

Leia mais

ERRATA AO EDITAL DA SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2016 SME

ERRATA AO EDITAL DA SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2016 SME ERRATA AO EDITAL DA SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 00/206 SME A PREFEITURA MUNICIPAL DO CABO DE SANTO AGOSTINHO/PE, no uso de suas atribuições, resolve SUPRIMIR o item.0 do Edital da Seleção Pública Simplificada

Leia mais

RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998. A Secretária da Educação considerando:

RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998. A Secretária da Educação considerando: RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998 Estabelece diretrizes para a reorganização curricular dos cursos de ensino médio da rede estadual de ensino e dá providências correlatas A Secretária da Educação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa

Leia mais

ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1. Carga Horária. Microbiologia e Parasitologia 90 06 a 15.07.2015 2 Licenciatura em Biologia

ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1. Carga Horária. Microbiologia e Parasitologia 90 06 a 15.07.2015 2 Licenciatura em Biologia ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1 Curso: Licenciatura Plena em Ciências Biológicas Campus/Núcleo Bloco Disciplina Carga Horária Período Vagas Área de Formação de acordo com item 1.2 do Edital

Leia mais

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné;

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné; EDITAL SA N.º 06/2009 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO PARA A AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA E O EXAME DE PROFICIÊNCIA DAS FACULDADES INTEGRADAS SÉVIGNÉ. O Secretário Acadêmico das Faculdades Integradas

Leia mais

Edital Nº04/2008 Seleção de Tutores a Distância para os cursos de:

Edital Nº04/2008 Seleção de Tutores a Distância para os cursos de: Edital Nº04/2008 Seleção de Tutores a Distância para os cursos de: Gestão do Meio Ambiente: Educação, Direito e Análise Ambiental; Gestão Pública Municipal Integrada; Tecnologia de Informação e Comunicação

Leia mais

EDITAL. 1º As disciplinas não-passíveis e passíveis de Avaliação de Suficiência e Exame de Proficiência estão descritas no quadro anexo a este Edital.

EDITAL. 1º As disciplinas não-passíveis e passíveis de Avaliação de Suficiência e Exame de Proficiência estão descritas no quadro anexo a este Edital. EDITAL SG N.º 19/2011 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO PARA A AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA E O EXAME DE PROFICIÊNCIA DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Secretário-Geral da FAE Centro Universitário, no uso

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO DE ADMISSÃO DE CANDIDATOS À VAGA ESCOLAR-2016 - INSCRIÇÃO E MATRÍCULA

EDITAL PARA O PROCESSO DE ADMISSÃO DE CANDIDATOS À VAGA ESCOLAR-2016 - INSCRIÇÃO E MATRÍCULA EDITAL PARA O PROCESSO DE ADMISSÃO DE CANDIDATOS À VAGA ESCOLAR-2016 - INSCRIÇÃO E MATRÍCULA A Diretoria do Colégio São José de Ensino Fundamental e Médio informa e divulga o processo de inscrição e matrícula

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 01, DE 26 DE JANEIRO DE 2012

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 01, DE 26 DE JANEIRO DE 2012 CAMPUS SÃO LUÍS CENTRO HISTÓRICO SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE SERVIDORES ATIVOS E INATIVOS DO IFMA PARA ATUAREM COMO PROFESSORES NOS CURSOS DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC

Leia mais

Estado de Santa Catarina PREFEITURA DE LAURO MULLER Edital de Processo Seletivo Simplificado

Estado de Santa Catarina PREFEITURA DE LAURO MULLER Edital de Processo Seletivo Simplificado PROCESSO N o 001/2013 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO nº 001/2013 A Prefeitura de Lauro Muller-SC, através da Secretaria Municipal da Educação e dos Esportes e da Comissão de Processo Seletivo

Leia mais

NOME DO CURSO: A Gestão do Desenvolvimento Inclusivo da Escola Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância. Parte 1 Código / Área Temática

NOME DO CURSO: A Gestão do Desenvolvimento Inclusivo da Escola Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância. Parte 1 Código / Área Temática NOME DO CURSO: A Gestão do Desenvolvimento Inclusivo da Escola Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GABINETE DO SECRETÁRIO EDITAL Nº. 002/2010

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GABINETE DO SECRETÁRIO EDITAL Nº. 002/2010 Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de cargos em caráter temporário, com fulcro na Lei Municipal nº 6.690/2005 que alterou o art. 4º, da Lei Municipal nº 4.302/1994 e no Decreto 5727/2008,

Leia mais

ENSINO SUPERIOR E REFORMULAÇÃO CURRICULAR

ENSINO SUPERIOR E REFORMULAÇÃO CURRICULAR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DIRETORIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

CONSIDERANDO as políticas educacionais do Estado da Paraíba e do Governo Federal relativas à melhoria da qualidade e da avaliação do Ensino Médio;

CONSIDERANDO as políticas educacionais do Estado da Paraíba e do Governo Federal relativas à melhoria da qualidade e da avaliação do Ensino Médio; P á g i n a 1 RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/087/2016. REGULAMENTA O PROCESSO SELETIVO DE ACESSO AOS S DE GRADUAÇÃO, MODALIDADE PRESENCIAL, NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Presidente

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de Janeiro, de 2009. Protocolo: nº 07.328.702-2 Interessado: Colégio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 EDITAL DE RETIFICAÇÃO N. o 08/2015, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2015. A Prefeitura Municipal de Ananindeua/PA, no uso de suas atribuic o es legais,

Leia mais

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Curso: Bacharelado em Psicologia Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Área de Formação: Psicologia Diploma em: Bacharel em Psicologia Período de Integralização: Mínimo

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - Pronatec RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - Pronatec RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 ANEXO 1 VAGAS/TITULAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA: Função de Professor: Câmpus Laranjal do Jari Cursos Turno Componentes Curriculares C.H. Quant.

Leia mais

A perspectiva da Inclusão como Direito Fundamental E Inovações do Estatuto da Pessoa com Deficiência

A perspectiva da Inclusão como Direito Fundamental E Inovações do Estatuto da Pessoa com Deficiência A perspectiva da Inclusão como Direito Fundamental E Inovações do Estatuto da Pessoa com Deficiência INCLUSÃO # O que é? A inclusão propõe um único sistema educacional de qualidade para todos os alunos,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA DO AMAPÁ RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 22 ANEXO 1 VAGAS/TITULAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA: Função de Professor: Câmpus Laranjal

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 7.014, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº 7.014, DE 2013 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 7.014, DE 2013 Dá nova redação ao artigo 64 da Lei n 9.394/96, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Autor: Deputado ADEMIR CAMILO Relator: Deputado

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO - EDITAL 002/2014/SED (Consolidado com as Retificações 01 e 02) Anexo 1,, e. A) Cargos de Nível de Ensino Superior Administrador Escolar Instrutor de

Leia mais

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir:

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir: Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica Conforme oferta descrita no quadro a seguir: FUNÇÃO Assistente Social REQUISITOS Completo em Serviço Social; Experiência profissional desejável:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR O reitor do Centro Universitário de Brasília - UniCEUB - faz saber, mediante

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016 EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016 FRANCISCO DE ASSIS CARVALHO ARTEN, Reitor do Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino FAE - torna público a abertura

Leia mais

RETIFICAÇÃO EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS NA ÁREA DE INSTRUTORIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Nº. 001/2015

RETIFICAÇÃO EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS NA ÁREA DE INSTRUTORIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Nº. 001/2015 RETIFICAÇÃO EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS NA ÁREA DE INSTRUTORIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Nº. 001/2015 O Diretor Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento

Leia mais

Curso: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Curriculo: 100-177/13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de 2016 - NOTURNO

Curso: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Curriculo: 100-177/13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de 2016 - NOTURNO GR01156 GR01443 GR02648 GR01560 GR02671 GR01195 1º PERÍODO Carga Horária Docentes Biologia Educacional 36.00 Cornelio Schwambach Didática 72.00 Silvia Iuan Lozza Estudo do Homem Contemporâneo - Humanas

Leia mais

EDITAL 061/2016 Mestrado Acadêmico em Ciência e Tecnologia Ambiental

EDITAL 061/2016 Mestrado Acadêmico em Ciência e Tecnologia Ambiental EDITAL 061/2016 Mestrado Acadêmico em Ciência e Tecnologia Ambiental O Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), Prof. Dr. Valdir Cechinel

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL/PRG/nº. 19/2013 - INGRESSO DE GRADUADOS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPB, NA

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 012/07 PARA ADMISSÃO DE PESSOAL EM CARÁTER TEMPORÁRIO PARA A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 012/07 PARA ADMISSÃO DE PESSOAL EM CARÁTER TEMPORÁRIO PARA A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PREFEITURA DE ORLEANS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 012/07 PARA ADMISSÃO DE PESSOAL EM CARÁTER TEMPORÁRIO PARA A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO O Prefeitura de Orleans-SC,

Leia mais

NOME DO CURSO: O Ensino do Sistema Braille na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância

NOME DO CURSO: O Ensino do Sistema Braille na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância NOME DO CURSO: O Ensino do Sistema Braille na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016 GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016 ABERTURA DE INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO/2016.1 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL. Silvia Helena Vieira Cruz

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL. Silvia Helena Vieira Cruz A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Silvia Helena Vieira Cruz INTRODUÇÃO Os ganhos decorrentes das experiências vividas pelas crianças em creches e pré-escolas dependem diretamente

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO AMAPÁ

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO AMAPÁ RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 001/2016 IAPEN ONDE SE LÊ: DA DIVULGAÇÃO E INSCRIÇÃO 4.2.3 As inscrições para o presente processo seletivo simplificado serão realizadas a partir das 00h do dia 14 de março de

Leia mais

CAPÍTULO II DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO II DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR N^ 02/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR N^ 02/2015 krotof EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR N^ 02/2015 O Grupo Kroton Anhanguera Educacional torna público, para conhecimento dos interessados, os procedimentos e normas que

Leia mais

EDITAL Nº 015/2016 - REITORIA/UEMA

EDITAL Nº 015/2016 - REITORIA/UEMA Universidade Assessoria Estadual do de Maranhão Concursos UEMA e Seletivos da Reitoria Divisão de Operação Divisão de de Concursos Operação Vestibulares de Concursos Vestibulares EDITAL Nº 015/2016 - REITORIA/UEMA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO nº 032 /98 Autoriza a reformulação do Curso de Especialização em Jornalismo Cultural - Pós-Graduação lato sensu. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática

Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática Faculdade de Física Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas EDITAL n 03/ 2014 - SELEÇÃO INTERNA TEMPORÁRIA DE PROFESSORES O Instituto Federal Sul-rio-grandense

Leia mais

EDITAL Nº 16 / 2011/ SED

EDITAL Nº 16 / 2011/ SED ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO EDITAL Nº 16 / 2011/ SED O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no artigo 3º da Lei nº

Leia mais

EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016

EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 FRANCISCO DE ASSIS CARVALHO ARTEN, Reitor do Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino FAE - torna público a abertura das inscrições,

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 INSCRIÇÕES PARA CEL EDITAL 2015 O Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região Sul-3, em atendimento às disposições da Resolução SE 03, de 28/01/2011, Resolução

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI CAMPUS SALTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI CAMPUS SALTO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI CAMPUS SALTO - 2018 1 1.PERFIL INSTITUCIONAL 1.1 Missão 1.2 Visão 1.3 Valores 1.4 Histórico UNIDADES IMPLANTADAS ATÉ AGOSTO 2008

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015, DE 24 DE AGOSTO DE 2015. PROCESSO SELETIVO 2016/1

EDITAL Nº 002/2015, DE 24 DE AGOSTO DE 2015. PROCESSO SELETIVO 2016/1 EDITAL Nº 002/2015, DE 24 DE AGOSTO DE 2015. PROCESSO SELETIVO 2016/1 A Diretora Geral da Faculdade Gran Tietê, FGT, mantida pela INSTITUIÇÕES DE ENSINO REUNIDAS TIETÊ LTDA, IERT, CNPJ n.º 13.153.035/0001-02

Leia mais

EDITAL 019/2016 PROCESSO SELETIVO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

EDITAL 019/2016 PROCESSO SELETIVO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EDITAL 019/2016 PROCESSO SELETIVO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO ACADEMICO E MESTRADO PROFISSIONAL 1º SEMESTRE DE 2016 VAGAS REMANESCENTES Mônica Gomes Abel, Secretária Geral do Centro Universitário

Leia mais

E ainda apresentar retificação do Anexo VIII do Edital do Concurso Público:

E ainda apresentar retificação do Anexo VIII do Edital do Concurso Público: RETIFICAÇÃO N 06 AO EDITAL DE ABERTURA CONCURSO PÚBLICO N 01/2016 DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE JURACI MARTINS DE OLIVEIRA, Prefeito do Município de Rio Verde, Estado de Goiás, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2016/2.

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2016/2. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2016/2. O Grupo Kroton torna público, para conhecimento dos interessados, os procedimentos e normas que regulamentam a realização do

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº02/2015 12ª CREDE

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº02/2015 12ª CREDE SELEÇÃO PÚBLICA PARA COMPOSIÇÃO DE BANCO DE RECURSOS HUMANOS DE PROFESSORES PARA ATENDER NECESSIDADES TEMPORÁRIAS DAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE ENSINO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº02/2015 12ª CREDE

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas Projeto Curricular de Escola Ensino Secundário - 2011 / 2012. Projeto Curricular. do Ensino Secundário

Escola Básica e Secundária de Velas Projeto Curricular de Escola Ensino Secundário - 2011 / 2012. Projeto Curricular. do Ensino Secundário Projeto Curricular do Ensino Secundário Ano Letivo 2011/2012 1 1- Introdução De acordo com o Decreto -Lei n.º 74/ 2004, de 26 de março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 24/2006, de 6

Leia mais

( ) Professor Educação Infantil: Formação Completa em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Habilitação em Educação Infantil.

( ) Professor Educação Infantil: Formação Completa em Pedagogia ou Curso Normal Superior com Habilitação em Educação Infantil. Check List para entrega de documentos Obs: trazer os documentos na ordem que segue abaixo FOTOCÓPIAS: ( ) Comprovação da idade mínima de 18 (dezoito) anos completados até a data de nomeação; ( ) (2) Cópias

Leia mais

PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009

PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009 PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009 Dispõe sobre a minuta de Contrato de Aprendizagem, a que se referem os dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, alterados pela Lei Federal

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Educação. Ações de formação e supervisão de estágios na área de educação especial

Universidade de São Paulo Faculdade de Educação. Ações de formação e supervisão de estágios na área de educação especial Universidade de São Paulo Faculdade de Educação Ações de formação e supervisão de estágios na área de educação especial Docentes da área: Carla Biancha Angelucci Cássia Geciauskas Sofiato Karina Soledad

Leia mais

Resolução nº 024, de 16 de abril de 2015.

Resolução nº 024, de 16 de abril de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria Educação Profissional e Tecnológica Instituto Feral Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Gran do Sul Conselho Superior Resolução nº 024, 16 abril

Leia mais

EDITAL. TURMA 2013 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Vagas remanescentes

EDITAL. TURMA 2013 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Vagas remanescentes UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO- UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: processo ensinoaprendizagem

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO (PAE)

PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO (PAE) Núcleo de Apoio à Prática Profissional das Licenciaturas CURSOS DE LICENCIATURAS PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO (PAE) ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Atualizado em 17 jun 2016 5º. PERÍODO 4º. PERÍODO

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné. RESOLUÇÃO CSA 08/2009 APROVA O REGULAMENTO DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DAS. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 6º, II, do

Leia mais

EDITAL Nº 129/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 119/2016

EDITAL Nº 129/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 119/2016 EDITAL Nº 129/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 119/2016 O VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, retifica o Edital nº 119/2016, de 10 de maio de 2016,

Leia mais

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 A Direção Geral do Colégio Estadual do Paraná Ensino Fundamental, Médio e

Leia mais

ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR

ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR Título VI Da Organização Pedagógica Capítulo IV Do Sistema de Avaliação Art.61- No Ensino Fundamental a verificação do rendimento escolar compreende a avaliação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DO OESTE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 002/2011 Processo seletivo para Admissão de Professores em Caráter Temporário. ODENIR FELIZARI, Prefeito de Rio do Oeste, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA Rod. SC 283 km 08 Vila Fragosos Concórdia SC - CEP 89.700-000 Fone: (49) 3441-4800/3441-4834

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará IFPA, Campus Santarém, através da Diretoria de Ensino/Comissão de Assistência Estudantil, necessita contratar

Leia mais

EDITAL 001/2014 SELEÇÃO PARA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014

EDITAL 001/2014 SELEÇÃO PARA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014 EDITAL 001/2014 SELEÇÃO PARA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014 A Universidade Federal da Integração Latino Americana torna pública a abertura de inscrições

Leia mais

PARECER CEE/PE Nº 120/2006-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 03/10/2006 I RELATÓRIO:

PARECER CEE/PE Nº 120/2006-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 03/10/2006 I RELATÓRIO: INTERESSADO: COLÉGIO ÔMEGA ASSUNTO: AUTORIZAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EJA ENSINO FUNDAMENTAL E ENSIMO MÉDIO RELATOR: CONSELHEIRO JOAQUIM TEIXEIRA MARTINS FERREIRA PROCESSO Nº 93/2006

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ROBERTO MANGE ANÁPOLIS - GOIÁS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ROBERTO MANGE ANÁPOLIS - GOIÁS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ROBERTO MANGE ANÁPOLIS - GOIÁS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TERMO ADITIVO Nº 01 AO EDITAL 02/2015 Seleção de candidatos às vagas no curso de Pós-Graduação lato sensu

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EDITAL Nº 02/DDP/PRODEGESP/2016, de 12 de maio de 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EDITAL Nº 02/DDP/PRODEGESP/2016, de 12 de maio de 2016. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EDITAL Nº 02/DDP/PRODEGESP/2016, de 12 de maio de 2016. A Diretora do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas DDP/PRODEGESP da Universidade Federal de Santa Catarina,

Leia mais

Estudo Exploratório Docente da Rede Estadual. apresenta os dados de docência II dos - Dados 50.798 de professores Docência em sala de aula.

Estudo Exploratório Docente da Rede Estadual. apresenta os dados de docência II dos - Dados 50.798 de professores Docência em sala de aula. Boletim Curitiba, n.7, jul. 2014, p. 1- BOLETIM Estudo Exploratório Docente da Rede Estadual II Dados de docência A segunda parte Docentes do Estudo da Exploratório Rede Estadual Docente do Paraná da Rede

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA O LIVRO DIDÁTICO NO CONTEXTO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 09 ANOS maio de 2009. Ministério da Educação Ensino fundamental de 09 anos Lei nº 11.274, de 06/02/2006:

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2014/1

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2014/1 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO, DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR Nº 2014/1 O Grupo Kroton de São Luís torna público, para conhecimento dos interessados, os procedimentos e normas que regulamentam a realização

Leia mais

Em 23/2/2005, o Senhor Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação,

Em 23/2/2005, o Senhor Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 28/10/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/Secretaria de

Leia mais

PORTARIA Nº 078-R, DE 28 DE JUNHO DE 2016. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe foi conferida pela Lei Nº. 3.

PORTARIA Nº 078-R, DE 28 DE JUNHO DE 2016. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe foi conferida pela Lei Nº. 3. PORTARIA Nº 078-R, DE 28 DE JUNHO DE 2016. Dispõe sobre o Calendário Escolar/2º semestre letivo 2016 do ensino fundamental e médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, nas unidades escolares

Leia mais

Aplicada aos Processos Produtivos. Sant'Ana do Livramento/RS 1097EAD.07 19 (código 1097EAD) Foz do Iguaçu/PR 1097EAD.06 17

Aplicada aos Processos Produtivos. Sant'Ana do Livramento/RS 1097EAD.07 19 (código 1097EAD) Foz do Iguaçu/PR 1097EAD.06 17 EDITAL Nº 021/2016/UFSM/PRPGP, DE 14 DE ABRIL DE 2016 ADENDO E ALTERAÇÃO AO EDITAL Nº 020/2016/UFSM/PRPGP, DE 11 DE ABRIL DE 2016, REABERTURA DE INSCRIÇÃO AO PROCESSO SELETIVO DE PÓS-GRADUAÇÃO, REFERENTE

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n.º 9.394 de 20 de dezembro de 1996

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n.º 9.394 de 20 de dezembro de 1996 Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Lei n.º 9.394 de 20 de dezembro de 1996 Tramitação 1988 Promulgação da Constituição Federal 1988 a 1991 Início de discussão do projeto Jorge Hage na Câmara

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE DANÇA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA EDITAL 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE DANÇA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA EDITAL 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE DANÇA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA EDITAL 2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS EM DANÇA 1. PROPOSTA DO CURSO Este curso de Especialização

Leia mais

Edital nº 005/2013 - PROEXT/IFAP REABERTURA DO PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA PARA BOLSISTAS NO ÂMBITO DO PRONATEC

Edital nº 005/2013 - PROEXT/IFAP REABERTURA DO PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA PARA BOLSISTAS NO ÂMBITO DO PRONATEC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO Edital nº 005/2013 - PROEXT/IFAP REABERTURA DO PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 SUMÁRIO 1. Da Validade... 4 2. Das Inscrições... 5 3. Do calendário... 5 4. Da Avaliação... 6 5. Da matrícula... 6 6. Do regime escolar e semestralidade... 7

Leia mais

LICENCIATURA EM FÍSICA

LICENCIATURA EM FÍSICA LICENCIATURA EM FÍSICA COORDENADOR Robson Luiz Santos robsonls@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2010 63 ATUAÇÃO O curso de Licenciatura em Física oferece ao estudante a oportunidade de obter ampla formação

Leia mais

CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Versão final MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA UNOESC CAPÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Art. 1º O Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

EDITAL Nº 26/2015 QUARTA CONVOCAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO DE MATRÍCULA DO PRIMEIRO SEMESTRE - 2015.1

EDITAL Nº 26/2015 QUARTA CONVOCAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO DE MATRÍCULA DO PRIMEIRO SEMESTRE - 2015.1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE REGISTRO E CONTROLE ACADÊMICO DIVISÃO DE MATRÍCULA E CONTROLE ACADÊMICO EDITAL Nº 26/2015 QUARTA CONVOCAÇÃO

Leia mais

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a):

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): 1º Ciclo Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): Áreas não disciplinares (b): Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas Físico-motoras Área de projeto

Leia mais

DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987

DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987 DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987 Regulamenta o Enquadramento por Formação do Pessoal do Magistério e dá outras disposições. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições que

Leia mais

Processo Seletivo. Para atuar em Equipe NASF. Vaga em Aberto e Formação de Cadastro Reserva

Processo Seletivo. Para atuar em Equipe NASF. Vaga em Aberto e Formação de Cadastro Reserva Processo Seletivo Para atuar em Equipe NASF Vaga em Aberto e Formação de Cadastro Reserva Categoria Total de vagas Vagas Pessoas com Deficiência Carga Horária Semanal Vencimento Mensal (R$) Pré-Requisito

Leia mais

SELETIVO ESPECIAL Edital nº074/vrg/2015 2º semestre de 2016 QUADRO DE CURSOS

SELETIVO ESPECIAL Edital nº074/vrg/2015 2º semestre de 2016 QUADRO DE CURSOS SELETIVO ESPECIAL Edital nº074/vrg/2015 2º semestre de 2016 QUADRO DE CURSOS CAMPUS ITAJAÍ Biomedicina (1) Ciência da Computação Ciências Biológicas Ciências Contábeis Comércio Exterior Construção Naval

Leia mais

EDITAL N 32/2014 PROGRAD PET ECONOMIA

EDITAL N 32/2014 PROGRAD PET ECONOMIA EDITAL N 32/2014 PROGRAD PET ECONOMIA 1. APRESENT AÇÃO 1.1. A (PROGRAD) torna pública a seleção de bolsistas para o grupo PET-Economia/UFAC (Rio Branco), que ocorrerá conforme a Portaria MEC Nº 976, de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 010/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 010/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 010/2014 Processo de seleção e admissão de Professores (educadores), em regime de designação temporária, com o objetivo de formação de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CAMPUS SANTA INGRESSO NOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS SANTA EDITAL Nº 03 DE 10 DE MARÇO DE 2015 O Diretor-Geral do Campus Santa Teresa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 2º Semestre/2016

EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 2º Semestre/2016 EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 2º Semestre/2016 O Reitor do Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná CEULJI/ULBRA, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais e da Lei nº. 9.870, torna

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93. Autor: Poder Executivo LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93. * Cria a Carreira de Tecnologia Ambiental. (*Revogada pela Lei n 7.290 D.O..06.00). A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE

Leia mais

FACULDADES FUTURÃO SETOR DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL DPG Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO TURMAS 2012/2

FACULDADES FUTURÃO SETOR DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL DPG Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO TURMAS 2012/2 FACULDADES FUTURÃO SETOR DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL DPG Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO TURMAS 2012/2 A Faculdades Futurão em conformidade com o Regimento Interno da Diretoria de Pós-Graduação e dos Cursos

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Zoologia

Programa de Pós-Graduação em Zoologia Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Zoologia Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1º - O Programa de Pós-Graduação em Zoologia (PPGZoo), vinculado à Faculdade

Leia mais