Área Censitária (Bairro)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Área Censitária (Bairro)"

Transcrição

1 1

2 2

3 Fonte: 3

4 APOND (Nº) Área de Ponderação Área Censitária (Bairro) 4 1 Assunção Bairro Paraíso / Vila Assunção / Vila Gilda 2 Camilópolis Jardim das Maravilhas / Jardim Utinga / Vila Camilópolis 3 Campestre Campestre / Jardim / Santa Maria / Vila Alpina / Vila Guiomar 4 Cata Preta Cata Preta / Jardim Riviera / Parque do Pedroso / Parque Miami / Sítio dos Vianas 5 Centro Casa Branca / Centro / Jardim Bela Vista / Tamanduateí 1/ Tamanduateí 3 / Vila Alice / Vila Bastos 6 Cidade São Jorge Cidade São Jorge / Jardim Marek / Parque Gerassi Centreville / Vila Progresso 7 Condomínio Maracanã Condomínio Maracanã / Jardim Ipanema / Vila Guaraciaba / Vila Lutécia / Vila Suíça / Vila Tibiriçá 8 Jardim Bom Jardim Bom Pastor / Vila Floresta / Vila Scarpelli / Vila Valparaiso Pastor 9 Jardim Jardim Cristiane / Jardim Stella / Vila Alzira Cristiane 10 Jardim do Jardim do Estádio / Jardim Santa Cristina Estádio 11 Jardim Santo André Jardim Santo André / Parque dos Pássaros 12 Nações Jardim Santo Antonio /Parque das Nações / Vila Francisco Matarazzo 13 Parque Andreense Acampamento Anchieta/Cabeceiras do Araçaúva/Cabeceiras do Rio Grande/ Cabeceiras do Rio Mogi/Cabeceiras do Rio Pequeno/Campo Grande/Estância Rio Grande/Fazenda dos Tecos/Jardim Clube de Campo/Jardim Guaripocaba /Jardim Joaquim Eugênio de Lima /Paranapiacaba/Parque América/Parque das Garças/Parque Estadual da Serra do Mar/Parque Represa Billings II/Parque Represa Billings III/Parque Rio Grande/Recreio da Borda do Campo/Reserva Biológica Alto da Serra/Rio Grande/Sítio Taquaral/Três Divisas/Várzea do Rio Grande/Waisberg I/Waisberg II

5 APOND (Nº) 14 Área de Ponderação (Nome) Capuava Área Censitária (Bairro) Jardim Alzira Franco / Jardim Itapoan / Jardim Rina/Parque Capuava / Polo Petroquímico Capuava/ Tamanduateí5/ Tamanduateí 6/ Tamanduateí 8 Parque Jaçatuba / Parque João Ramalho / Vila Curuçá 15 Parque João Ramalho 16 Parque Novo Jardim Ana Maria /Jardim Santo Alberto / Parque Novo Oratório Oratório 17 Parque Parque Erasmo Assunção / Parque Oratório / Vila Lucinda Oratório 18 Santa Bangu / Santa Terezinha/ Tamanduateí 2/ Tamanduateí 4/ Vila Terezinha Metalúrgica 19 Vila Humaitá Parque Marajoara / Tamanduateí 7/Vila América /Vila Guarani / Vila Homero Thon/ Vila Humaitá 20 Vila Linda Jardim Alvorada /Jardim Las Vegas /Vila Linda 21 Vila Luzita Jardim Irene / Vila João Ramalho /Vila Luzita 22 Vila Palmares Vila Palmares /Vila Príncipe de Gales / Vila Sacadura Cabral 23 Vila Pires Bairro Silveira / Vila Helena /Vila Junqueira / Vila Pires Fonte/ Elaboração: DISE/SOPP/PSA 5

6 8 DADOS DEMOGRÁFICOS

7 9 Gráfico 1 - EVOLUÇÃO POPULACIONAL SANTO ANDRÉ 65,35% Fonte:(1)Estimativa IBGE / IBGE - Censos Demográficos DISE/SOPP

8 11 Gráfico 2 Taxa de Natalidade entre os nascidos vivos em Santo André 15,00 14,80 14,60 Taxa de natalidade entre os nascidos vivos em Santo André a ,85 14,78 14,68 14,59 14,5 14,40 14,20 14,00 13,80 13,60 13,40 14,41 14,32 14,23 14,15 14,06 13,97 ESTIMATIVA TAXA DE NATALIDADE Fonte: IBGE - Elaboração: DISE/SOPP/PSA.

9 12 Gráfico 3 - DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA 0 a 3 anos 4 a 5 anos 6 a 10 anos 11 a 14 anos 15 a 17 anos 18 a 24 anos 25 a 34 anos 35 a 44 anos 45 a 54 anos 55 a 64 anos 65 a 69 anos 70 anos e mais a 3 anos 4 a 5 anos 6 a 10 anos 11 a 14 anos 15 a 17 anos 18 a 24 anos 25 a 34 anos 35 a 44 anos 45 a 54 anos 55 a 64 anos 65 a 69 anos 70 anos e mais

10 TABELA DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA E GÊNERO 2014 FAIXA ETÁRIA MASCULINO FEMININO TOTAL 0 a 3 anos a 5 anos a 10 anos a 14 anos a 17 anos a 24 anos a 34 anos a 44 anos a 54 anos a 64 anos a 69 anos anos e mais TOTAL Fonte: Microdados Amostra Censo 2010/IBGE - Elaboração: DISE/SOPP/PSA

11 14 Tabela 1.2 DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA, COR OU RAÇA E SEXO Masculino Feminino População 2014 Faixa etária Não Não Não Negro Negro Negro Negro Negro Negro Total 0 a a a a a a a a a a a anos e mais Total Fonte: Microdados Amostra Censo 2010/IBGE - Elaboração: DISE/SOPP/PSA

12 15 ÍNDICES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

13 16 Tabela 2 Índice de Desenvolvimento Humano - IDH ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO IDH Índices e Taxas DADO Índices e Ranking DADO Esperança de vida ao nascer (em anos) ***Taxa de alfabetização de adultos 76,7 *Índice de Educação 0,769 97,1% *Índice de PIB 0,43% ***Taxa Bruta de frequência escolar 90,5% **Índice de desenvolvimento municipal *Renda Per capita R$ 1.304,31 *Ranking em relação ao estado *Índice de esperança de vida (IDHM-I) 0,8329 8º 0,861 *Ranking nacional 14º Fonte: *http://atlasbrasil.org.br/2013/perfil/santo-andre_sp/ **http://www.firjan.org.br/ifdm/consulta-ao-indice/ifdm-indice-firjan-de-desenvolvimento-municipal-resultado.htm?uf=sp&idcidade=354780&indicador=1&ano=2011 *** Microdados Amostra Censo 2010/IBGE

14 17 DADOS REFERENTES A HABITAÇÃO

15 TABELA 3 - HABITAÇÕES PARTICULARESE PERMANENTES 18 DOMICÍLIOS PARTICULARES PERMANENTES domicílios HABITAÇÕES EXISTENTES POR LOCALIZAÇÃO 2014 LOCALIZAÇÃO CASA PRÓPRIA CASA ALUGADA OUTRA CONDIÇÃO Urbana Manancial Total Fonte: Microdados Censo IBGE 2010, estimativa Elaboração DISE/SOPP/PS

16 19 GRÁFICO 4 - HABITAÇÕES EXISTENTES POR LOCALIZAÇÃO URBANA MANANCIAL TOTAL CASA PRÓPRIA CASA ALUGADA OUTRA CONDIÇÃO

17 20 Tabela 4 Assentamentos precários em Santo André Assentamentos precários - Santo André Situação Atual Nº Assentamentos Nº Domicílios Favelas Núcleo Habitacional Regularizado Núcleo Habitacional Integrado Loteamento irregular Total Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação/Prefeitura de Santo André 2014

18 21 RENDIMENTO ECONÔMICO

19 22 TABELA 5 RENDIMENTO MÉDIO PER CAPITA DOS DOMICÍLIOS PARTICUALRES RENDIMENTO MÉDIO MENSAL PER CAPITA DOS DOMICÍLIOS PARTICULARES PERMANENTES VALOR Renda Média per capita familiar ,42 Fonte: Microdados Censo IBGE 2010, estimativa elaboração DISE/SOPP/PSA

20 24 GRÁFICO 5 RENDIMENTO MENSAL DAS PESSOAS REPONSÁVEIS RENDIMENTO MÉDIO MENSAL DAS PESSOAS RESPONSÁVEIS PELOS DOMICÍLIOS PARTICULARES PERMANENTES R$1.829,54 R$1.759,74 R$1.898,00 R$2.018,85 R$2.109,68 R$2.893,42 R$2.556,46 R$2.273,85 R$2.716,77 R$2.430, RENDIMENTO MÉDIO MENSAL DAS PESSOAS RESPONSÁVEIS PELOS DOMICÍLIOS PARTICULARES PERMANENTES Fonte: Microdados Censo IBGE 2010, estimativa elaboração DISE/SOPP/PSA

21 25 DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR ÁREA DE PONDERAÇÃO E RENDIMENTO MÉDIO MENSAL - SANTO ANDRÉ 2013 ÁREA DE PONDERAÇÃO RENDIMENTO MÉDIO MENSAL 01 Assunção R$ 3.912,78 02 Camilópolis R$ 1.452,43 03 Campestre R$ 3.538, Cata Preta 1º R$ 742, Centro R$ 4.081, Cidade São Jorge 8º R$ 1.139, Condomínio Maracanã 9º R$ 1.241, Jardim Bom Pastor R$ 3.046, Jardim Cristiane R$ 1.580, Jardim Do Estádio 5º R$ 1.054, Jardim Santo André 2º R$ 848, Nações R$ 1.764, Parque Andreense 3º R$ 1.010, Parque Capuava 4º R$ 1.044, Parque João Ramalho R$ 1.729, Parque Novo Oratório R$ 1.335, Parque Oratório R$ 1.389, Santa Terezinha R$ 1.721, Vila Humaitá R$ 1.681, Vila Linda R$ 1.442, Vila Luzita 7º R$ 1.133, Vila Palmares 6º R$ 1.113, Vila Pires R$ 2.263,71 TOTAL (Média) R$ 1.733,01 Fonte: Microdados Censo IBGE 2010, estimativa elaboração DISE/SOPP/PSA Tabela 5.1

22 26 SANEAMENTO BÁSICO

23 27 Gráfico 6 SANEAMENTO BÁSICO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ 98% 98% 100% 100% Abastecimento de água Indice de Esgoto coletado Tratamento de Esgoto 40% Coleta de Lixo Coleta seletiva 2% Aproveitamento da coleta seletiva Fonte:

24 28 DADOS RELATIVOS A SAÚDE

25 TOTAL 29 TABELA 6 Saúde: estabelecimentos públicos e particulares existentes no município QUANTIDADE DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE PÚBLICOS E PARTICULARES EXISTENTES POSTO DE SAÚDE CENTRO DE SAÚDE UNIDADE MISTA PRONTO SOCORRO HOSPITAIS OUTROS PÚBLICO PARTICULAR PÚBLICO PARTICUL AR PÚBLICO PARTICULA R Fonte: Ministério da Saúde - Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde do Brasil CNES 2014

26 Número de Óbitos por faixa etária de mulheres em idade fértil População e número de óbitos por faixa etária de mulheres em idade fértil Santo André 2013 Faixa etária Nº óbitos População estimada 10 a 14 anos a 19 anos a 29 anos a 39 anos a 49 anos Total Fonte: Microdados Censo IBGE 2010, estimativa elaboração DISE/SOPP/PSA

27 Gráfico 7 Taxa de Mortalidade Infantil 31 MUNICÍPIO SANTO ANDRÉ Taxa de mortalidade infantil , , A Secretaria de Saúde criou o Comitê de Mortalidade materna e infantil cujo objetivo é reduzir em 50% até 2017 este índice de 10,5 no município. Fonte: Ministério da Saúde

28 Aspectos Culturais 32

29 ASPECTOS CULTURAIS MODALIDADE SOCIOCULTURAL OUTROS TIPOS E FORMAS DE MANIFESTAÇÕES CULTURAIS (MÚSICAS, DANÇAS TÍPICAS, FOLGUEDOS, TRADIÇÕES RELIGIOSAS, ETC.) 6 ENTIDADES QUE PROMOVEM FESTAS E MANIFESTAÇÕES DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA E OUTROS E SEUS PRINCIPAIS EVENTOS CULTURAIS 3 EQUIPAMENTOS CULTURAIS 39 CONSELHOS MUNICIPAIS DE CULTURA 11 GRUPOS MUNICIPAIS DE CULTURA 5 CURSOS DE ARTES EM GERAL E FORMAÇÃO CULTURAL 9 EVENTOS 19

30 34 PROGRAMAS DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA

31 35 Gráfico 8 Beneficiários dos Programas Sociais BENEFICIÁRIOS PROGRAMAS SOCIAIS BF RENDA CIDADÃ RENDA MÍNIMA MUNICIPAL JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ PBF - Valores em R$ % PBF - Valores em R$ % Até R$ 70,00 63,3% De 140,01 a R$ 339,00 10,6% De R$ 70,01 a R$ 140,00 25,7% De 339,01 a R$ 678,00 0,4% Fonte: SIBEC - RENDA CIDADA - BDC -

32 36 Gráfico 9 Estudantes da Rede Municipal Beneficiários do PBF Estudantes Ens. Fund. Alunos(as) PBF Fonte: Secretaria de Educação de Santo André

33 37 Aspectos Econômicos

34 38 Gráfico 10 Dados de Desemprego 12,00% 10,00% 10,6% 9,8% 10,3% 9,3% 8,00% Brasil São Paulo 6,00% 4,00% 2,00% 4,90% RMSP ABC Santo André Gráfico 11 - Desempregados de 15 a 29 anos em Santo André segundo se estuda /2011/2012 0,00% Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego/Fundação Seade ,2% 39,8% 60,0% Não estuda Estuda Analfabeto Fundação Seade, Santo André registrava cerca de 165 mil jovens entre 15 a 29 anos, que corresponde a 24,3% da população. Fonte: Fonte: DISE/SOPP/PSA a partir da PED/Seade-Dieese

35 Gráfico 12 Número de Estabelecimentos Industriais 39 NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS INDUSTRIAIS POR SUA REPRESENTATIVIDADE NA ECONOMIA DO MUNICÍPIO E DA REGIÃO 2013 Outros tipos de Indústrias 588 Borracha 50 Extração Mineral Química Mecânica Elétrica, Eletrônica, Informática 127 Papel, Papelão, Edição Plástico Móveis 265 Produtos Alimentícios 381 Têxtil, Vestuário e Calçados 859 Metalúrgica 674

36 Gráfico 13 Número de Estabelecimentos Comerciais NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS EXISTENTES, COM OS RESPECTIVOS NÚMEROS DE PESSOAS TRABALHANDO 40 Outros tipos de Comércio Supermercados/Hipermercados/Lojas de Deptº. Postos de Gasolina Comérciode calçados e artefatos de couro Distr. Prod. Farmacêuticos e Farmácias Móveis e Eletrodomésticos Assoc./Fund./Entidades/Sindic./Cooperativas Material de Construção Geral Comércio artigos de vestuário Veículos, Peças e Acessórios Ferramentas/Ferragens e Máquinas Produtos Alimentícios 6.848

37 GRÁFICO 14 - NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS COM O RESPECTIVO PESSOAL OCUPADO Outros Serviços Órgãos Públicos de Administração Direta ou Indireta Hotéis, Motéis, Pensões e Casas de Cômodos Hospitais e Clínicas Veterinárias Serviços de Diversões Estúdios Fotográficos e Cinematográficos Serviços Financeiros Locação Bens Móveis e Imóveis Administração de bens e condomínios Serviços de Higiene Pessoal Serviços Automotivos e Estacionamentos Consultoria Empresarial Propaganda e publicidade Escolas em geral Representantes e agentes comerciais de mercadorias Serviços de Transportes Serviços de Construção Civil Serviços de Informática Hospitais, Clínicas, Consultórios e Serviços de Apoio ao Serviços de Reparação, Instalação, Conservação e Escritórios Técnicos

38 42 Tabela 7 Ocupação por faixa etária, sexo, setor de atividade OCUPAÇÃO * POR FAIXA ETÁRIA, SEXO E SETOR DE ATIVIDADE FAIXA ETÁRIA PRIMÁRIO SECUNDÁRIO TERCIÁRIO MASC FEM MASC FEM MASC FEM anos anos ou mais TOTAL Fonte: DISE/SOPP/PSA a partir da RAIS-MTE *Trata-se de trabalhadores formais

39 43

40 44 Tabela 8 Quadro Funcional da Prefeitura e Secretaria da Educação Secretaria de Geral PMSA Educação Tipificação Quadro Funcional Quantidade Quant. Total de Servidores Municipais ,30% Estatutários Celetistas Celetistas estável Comissionados Estagiários Sem vinculos Temporários Sem Vínculos GTIS

41 Meta 1 Educação Infantil Universalizar até 2016 a educação infantil na pré-escola para crianças de 4 (quatro) e 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender no mínimo 50% (cinquenta por cento) das crianças até 3 (três) anos até o final da vigência do PNE. Indicador 1ª Percentual da População de 4 e 5 anos que frequentam a escola Meta para o Brasil: 100% Situação do município: 70,9% Indicador 1B Percentual da População de 0 a 3 anos que frequentam a escola Meta para o Brasil: 50% Situação do Município: 32,8% Creche Pop ,82% e 5 anos Pop ,9% Total Total Municipal Conveniada Particular Rede Municipal Conveniadas Particular Fonte: Sec. Educação Supervisão das U.E. particulares

42 Meta 2 Ensino Fundamental de 9 anos 46 Universalizar o ensino fundamental de 9 (nove) anos para toda a população de 6 (seis) a 14 (quatorze) anos e garantir que pelo menos 95% (noventa e cinco por cento) dos alunos concluam essa etapa na idade recomendada, até o último ano de vigência deste PNE. Indicador 2A Percentual da População de 6 a 14 anos que frequentam a escola Santo André Meta Brasil: 100% até 2016 Situação do Município em 2010: 96,7% Indicador 2B Percentual de pessoas de 16 anos com pelo menos o ensino fundamental concluído Meta Brasil: 95% Situação do Município: 79,0% Pop 6-14 anos Matriculados Ens. Fund. 96,7%

43 47 Tabela 9 Evolução da Taxa de Frequência Bruta e Líquida Evolução da Taxa de Frequência Bruta e Líquida 1991, 2000 e 2010 Taxa Bruta Taxa Líquida 6 a 14 anos 6 a 14 anos ,99 105,63 106,37 88,22 92,74 91,00 Fonte: Taxa bruta: De acordo com o IBGE (2008), taxa de escolarização (ou de frequência escolar) bruta é a proporção de pessoas de uma determinada faixa etária que frequenta escola em relação ao total de pessoas da mesma faixa etária. Taxa Líquida: A taxa de escolarização (ou frequência escolar) líquida é a proporção de pessoas de uma determinada faixa etária que frequenta escola na série adequada, conforme a adequação série-idade do sistema educacional brasileiro, em relação ao total de pessoas da mesma faixa etária.

44 Tabela 10 Taxa de Distorção Idade-série Ensino Fundamental TAXA DE DISTORÇÃO IDADE-SÉRIE ENSINO FUNDAMENTAL Rede 1º ao 5º Ano º ao 9º Ano 1º ao 5º Ano 6º ao 9º Ano 1º ao 5º Ano 6º ao 9º Ano 1º ao 5º Ano 6º ao 9º Ano 1º ao 5º Ano 6º ao 9º Ano Total 2,1 8,6 2,2 8,8 2,4 8,8 2,4 7,8 2,7 7,7 Estadual 2,6 10,2 2,6 10,5 2,5 10,6 2,5 9,4 2,8 9,3 Municipal 2,4 2,9 -- 3,3 -- 3,3 -- 3,8 -- Particular 1 3,2 0,9 3,2 1 3,3 1,1 3,4 1,2 3,5 Publico 2,5 10,2 2,8 10,5 2,9 10,6 2,9 9,4 3,4 9,3 Fonte:

45 Tabela 11 Taxa de Rendimento Escolar Aprovação, Reprovação e Abandono ano TAXA DE RENDIMENTO APROVAÇÃO, REPROVAÇÃO E ABANDONO ANO 2013 Rede Aprovação 1º ao 5º ano Aprovação 6º ao 9º Reprovação 1º ao 5º ano Reprovação 6º ao 9º ano Abandono 1º ao 5º ano Abandono 6º ao 9º ano Total 97,4 92 2,4 6,1 0,2 1,9 Publico 96,7 90,4 3,1 7,1 0,2 2,5 Particular 99 96,4 1 3,6 0 0 Municipal 95,9 -- 4,0 -- 0,1 -- Estadual 97,9 90,4 1,8 7,1 0,3 2,5 Fonte:

46 Meta 3 Ensino médio Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 (quinze) a 17 (dezessete) anos e elevar, até o final do período de vigência deste PNE, a taxa líquida de matrículas no ensino médio para 85% (oitenta e cinco por cento). Indicador 3A - Percentual da população de 15 a 17 anos que frequenta a escola. Meta Brasil: 100% até 2016 Situação do Município em 2010: 90,6% O gráfico dispõe da população da faixa etária de 15 a 17 anos em 2014 de adolescentes (100%) e do número desta faixa que frequenta a escola um percentual de 90,6% ,6% Frequentam Escola 15 a 17 anos %

47 51 Indicador 3B - Taxa líquida de matrícula no ensino médio. Taxa líquida de matrícula Meta Brasil: 85% até 2024 Situação do Município: 65,8%

48 Tabela 12 Taxa Líquida de matrícula no ensino médio- Abaixo 65% Área de Ponderação Total População de 15 a 17 anos que frequenta o Ensino Médio População de 15 a 17 anos ,50% 3,60% ,60% 7,60% ,30% 5,40% ,70% 6,00% ,40% 3,60% ,10% 4,50% ,00% 6,30% ,30% 3,40% ,70% 3,30% ,70% 6,00% ,30% 4,40% ,40% 5,50% ,80% 100,00% Fonte: Microdados Amostra Censo IBGE 2010

49 53 Tabela 13 Ensino Médio: Matrícula por Dependência Administrativa Ano/Dependência Total Estadual Particular

50 54 Taxa de Rendimento Escolar do Ensino Médio ,6 21,1 7,6 21,1 18,5 Abandono 76,9 92,4 76,9 79,9 Reprovação Aprovação Taxa de Rendimento Escolar do Ensino Médio Estadual Particular Publico Total 4,7 6,2 13,8 16,5 4,9 0 6,2 16,5 Abandono 81,5 77,3 95,1 77,3 Reprovação Aprovação Total Publico Particular Estadual Fonte: Elaboração Secretaria de Educação

51 Meta 4 Inclusão 4 a 17 anos 55 Universalizar, para a população de 4 (quatro) a 17 (dezessete) anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados. 4 a 17 anos Indicador 4 - Percentual da população de 4 a 17 anos com deficiência que frequenta a escola. Meta Brasil: 100% até 2024 Situação do Município: 90,8% Dificuldade permanente Visual Auditiva Locomotora Deficiência Mental/Intelectual Não consegue de modo algum Fonte: Microdados Amostra - Censo 2010/IBGE Grande dificuldade População total com dificuldades Nenhuma dificuldade ,20% 0,80% 7,30% 92,70% ,20% 0,10% 1,10% 98,90% ,20% 0,30% 0,90% 99,10% Sim Não Total ,70% 99,30% 100,00% Populaçã o de 4 a 17 anos que frequenta a escola ,00%

52 56 Meta 4 - Educação Especial: Matrícula inicial por dependência administrativa Tabela 13 Matrículas Inicial por Dependência Administrativa Ano Dependência Total Municipal Estadual Privada Fonte:

53 57 Meta 5 - Alfabetização Infantil Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do ensino fundamental. Indicador 5: Taxa de alfabetização de crianças que concluíram o 3º ano fundamental Meta Brasil: 100% Situação do Município: 93,4%

54 58 Tabela 14 População até 14 anos concluintes 3º ano do E.F Área de Ponderação População de até 14 anos de idade que concluiu o 3º ano do Ensino Fundamental ou está matriculada no 4º ano e foi declarada alfabetizada Taxa População de até 14 anos de idade que concluiu o 3º ano do Ensino Fundamental ou está matriculada no 4º ano ,30% ,50% ,00% ,50% ,40% ,30% ,60% 541 Total ,80% Fonte: Microdados Amostra - Censo 2010/IBGE 4. Cata Preta, 7. Condomínio Maracanã, 8. Jd. Bom Pastor, 10. Jardim do Estádio, 11. Jardim Santo André, 20. Vila Linda e 22. Vila Palmares

55 Meta 6 Educação Integral Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento) dos(as) alunos(as) da educação básica. Indicador 6A - Percentual de escolas públicas com alunos que permanecem pelo menos 7h em atividades escolares. Meta Brasil: 50% Situação do Município: 36,7% Indicador 6B - Percentual de alunos que permanecem pelo menos 7h em atividades escolares. Meta Brasil: 25% Situação do Município: 10,4% Rede Quant. Escolas Tempo de Permanência na Escola Total de Alunos Estadual 23 6 (9h) 17(8h) Municipal 20 7h Total 43 Média 8h

56 Meta 7 Qualidade da Educação Básica/IDEB 60 Fomentar a qualidade da educação básica em todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as seguintes médias nacionais para o Ideb: 6,0 nos anos iniciais do ensino fundamental; 5,5 nos anos finais do ensino fundamental; 5,2 no ensino médio. P.S.: Não há indicador nesta meta Cenário do município de Santo André 2009, 2011 e 2013 Ens. Fundamental Anos Iniciais Meta IDEB ,2 4, ,6 5, ,9 5,7 Ens. Fundamental Anos Finais Meta IDEB ,7 4, ,9 4, ,0 4,2 Ensino Médio Ens. Médio Meta IDEB ,5 3, ,7 3, Fonte:

57 O município de Santo André em relação aos anos iniciais do IDEB da rede pública não conseguiu atingir a projeção dos anos de 2011 e 2013, ficando com índices baixos, o que requer um atenção dos gestores de educação para oferecer qualidade a educação e atingir as próximas projeções dos anos de 2015, 2017, 2019 e 2021, conforme representa a tabela a seguir. 61 ESFER A IDEB ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IDEB PROJEÇÕES EST. 5,0 4,9 5,5 5,8 6,0 5,1 5,4 5,8 6,0 6,3 6,5 6,7 6,9 MUNIC ,9 5,1 5,4 5,6 4,8 5,1 5,5 5,8 6,0 6,3 6,5 6,8 PÚBL. 4,9 4,9 5,4 5,6 5,7 5,0 5,3 5,7 5,9 6,2 6,4 6,7 6,9 Fonte:

58 62 Nos anos finais do ensino fundamental a situação é um pouco mais crítica as diferenças de 2011 (projeção X ideb observado) ficaram em 0,4 e em 2013 esta foi ainda maior 0,8. Esses dados requer atenção e empenho para alterar o cenário do ano observado O que significa que há grandes desafios superar as projeções dos anos referidos e igualar ou superar a projeção de 2015 que é de 5,3. ESFER A ESTA D. IDEB ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IDEB PROJEÇÕES ,1 4,2 4,4 4,2 4,2 4,2 4,3 4,6 5,0 5,3 5,6 5,8 6,1 PÚBL. 4,1 4,2 4,4 4,2 4,2 4,2 4,3 4,6 5,0 5,3 5,6 5,8 6,1 Fonte:

59 Meta 8 Elevação Escolaridade/Diversidade 63 Elevar a escolaridade média da população de 18 (dezoito) a 29 (vinte e nove) anos, de modo a alcançar, no mínimo, 12 (doze) anos de estudo no último ano de vigência deste Plano, para as populações do campo, da região de menor escolaridade no País e dos 25% (vinte e cinco por cento) mais pobres, e igualar a escolaridade média entre negros e não negros declarados à Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE. Indicador 8A - Escolaridade média da população de 18 a 29 anos. Meta Brasil: 12 anos Situação do Município: 10,7 Indicador 8B - Escolaridade média da população de 18 a 29 anos de idade residente em área rural não temos o recorte das áreas de mananciais Indicador 8C - Escolaridade média da população de 18 a 29 anos de idade entre os 25% mais pobres. Meta Brasil: 12 anos Situação do Município: 8,9 Indicador 8D - Razão entre a escolaridade média da população negra e da população não negra de 18 a 29 anos. Meta Brasil: 100% Situação do Município: 84,8%

60 64 Área de Ponderação Soma dos anos de estudo das pessoas na faixa etária de 18 a 29 anos de idade População (considerada) de 18 a 29 anos Escolaridade média da população de 18 a 29 anos , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,5 Total ,4

61 Indicador C - Escolaridade média da população de 18 a 29 anos entre os 25% mais pobres - Santo André Área de Ponderação Soma dos anos de estudo das pessoas entre os 25% mais pobres na faixa etária de 18 a 29 anos de idade População de 18 a 29 anos de idade entre os 25% mais pobres Escolaridade média da população de 18 a 29 anos entre os 25% mais pobres , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,8

62 Fonte: Microdados Amostra - Censo 2010/IBGE Meta 9 Alfabetização de Jovens e Adultos 66 Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 (quinze) anos ou mais para 93,5% (noventa e três inteiros e cinco décimos por cento) até 2015 e, até o final da vigência deste PNE, erradicar o analfabetismo absoluto e reduzir em 50% (cinquenta por cento) a taxa de analfabetismo funcional. Indicador 9A - Taxa de alfabetização da população de 15 anos ou mais de idade. Meta Brasil: 100% Situação do Município: 97,1% Indicador 9B - Taxa de analfabetismo funcional da população de 15 anos ou mais de idade. Meta Brasil: 15,3% Situação do Município: 14,7% 100% Pop. Com 15 anos ou mais idade com menos de quatro anos de estudo População com 15 anos ou mais de idade 14,70% 1 2

63 Meta 10 EJA Integrada 67 Oferecer, no mínimo, 25% (vinte e cinco por cento) das matrículas de educação de jovens e adultos, nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional. Indicador 10 - Percentual de matrículas de educação de jovens e adultos na forma integrada à educação profissional. Meta Brasil: 25% Situação do Município: 0,0% EJA: Matrícula inicial por dependência administrativa Ano/ Dependência Total Municipal Estadual Privada Fonte:

64 68 Matrículas na EJA Profissionalizante Ano 2014 CPFP: Centros Públicos de Formação Profissional - Áreas de formação profissional: panificação, projetista de móveis, beleza, construção civil, informática Total Ano EJA I anual EJA II 1º Sem. EJA II 2º Sem. 342 Total Ano EJA I anual EJA II 1º Sem. EJA II 2º Sem. Fonte: Departamento de Educação de Jovens e Adultos Secretaria de Educação

65 69 Meta 11 Educação Profissional Triplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% (cinquenta por cento) da expansão no segmento público. Indicador 11A - Matrículas em educação profissional técnica de nível médio. Meta Brasil: Situação do Município: não informada Indicador 11B - Matrículas em educação profissional técnica de nível médio na rede pública. Meta Brasil: Situação do Município: não informada

66 Educação Profissional e Tecnológica: Matrícula inicial por dependência administrativa Ano Dependência Total Estadual Privada Fonte: 70

67 71 Escola Técnica Estadual (ETE) Júlio de Mesquita Ano Quant. Cursos Vagas Fonte: ETE Júlio de Mesquita Taxa de Rendimento na Educação Profissionalizante ETE Júlio de Mesquita Ano Aprovação Reprovação Abandono Fonte: ETE Júlio de Mesquita

68 72 Cursos oferecidos no SENAI DE SANTO ANDRÉ Ano Cursos Vagas 2009 Eletricista de manutenção, mecânico de usinagem e ferramenteiro de corte, dobra e repuxo Eletricista de manutenção, mecânico de usinagem e ferramenteiro de corte, dobra e repuxo, assistente 300 administrativo 2011 Eletricista de manutenção, mecânico de usinagem e ferramenteiro de corte, dobra e repuxo, auxiliar 376 administrativo 2012 Eletricista de manutenção, mecânico de usinagem e ferramenteiro de corte, dobra e repuxo, auxiliar 314 administrativo e padeiro industrial 2013 Eletricista de manutenção, mecânico de usinagem e ferramenteiro de corte, dobra e repuxo, auxiliar administrativo, assistente administrativo, mecânico de manutenção e padeiro industrial 372 Fonte: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Unidade Santo André 2014

69 73 Meta 12 Ensino Superior Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população de 18 (dezoito) a 24 (vinte e quatro) anos, assegurada a qualidade da oferta e expansão para, pelo menos, 40% (quarenta por cento) das novas matrículas, no segmento público. Indicador 12A - Taxa de escolarização bruta na educação superior da população de 18 a 24 anos Meta Brasil: 50% Pop. 18 a 24 Situação do Município: não informada anos SP: 32,7% Pop cursando Superior Pop. 18 a 24 anos Pop cursando Superior Indicador 12B - Taxa de escolarização líquida ajustada na educação superior da população de 18 a 24 anos. Meta Brasil: 33% Pop. 18 a 24 anos Situação do Município: não informada SP: 20,1% Taxa de escolarização líquida

70 74 Instituições de Educação Superior em Santo André Instituições Unidade da Federação / Categoria Administrativa Total Geral Universida des C. Univer Faculda des Total Total Total Total Federal pública Estadual pública Especial Privada sem fins lucrativos com fins lucrativos [1] Universidade Federal do ABC - UFABC [2] Faculdade de Tecnologia Santo André - FATEC [3] Centro Universitário Fundação Santo André e Faculdade de Medicina ABC [4] Faculdade Integrada Coração de Jesus (FAINC) e Escola Superior de Administração e Gestão (ESAG-FGV) Unidade da Federação / Categoria Administrativa Cursos (Graduação) Grau Acadêmico Licenciatura Bacharelado Tecnológico Federal Pública Estadual Especial sem fins lucrativos Privada com fins lucrativos

71 75 Meta 13 Qualidade da Educação Superior Elevar a qualidade da educação superior e ampliar a proporção de mestres e doutores do corpo docente em efetivo exercício no conjunto do sistema de educação superior para 75% (setenta e cinco por cento), sendo, do total, no mínimo, 35% (trinta e cinco por cento) doutores Indicador 13A - Percentual de funções docentes na educação superior com mestrado ou doutorado. Meta Brasil: 75% Situação do Município: não informada SP: 71,7% 13.2 Indicador 13B - Percentual de funções docentes na educação superior com doutorado. Meta Brasil: 35% Situação do Município: não informada SP: 36,8% Pública Privada Graduação Especialista Mestre Doutor Fonte: - Censo da Educação Superior 2013 elaboração Gestão Democrática da Educação

72 76 Meta 14 Pós-Graduação Elevar gradualmente o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu, de modo a atingir a titulação anual de (sessenta mil) mestres e (vinte e cinco mil) doutores. Indicador 14A - Número de títulos de mestrado concedidos por ano. Meta Brasil: Situação do Município: não informada SP: Indicador 14B - Número de títulos de doutorado concedidos por ano. Meta Brasil: Situação do Município: não informada SP: 5.462

73 77 Formandos de Pós-Graduação UFABC Cursos Mestrado Doutorado Biossistemas 10 0 Ciência da Computação 16 0 Ciência e Tecnologia/Química 13 9 Ciências Humanas e Sociais 17 0 Energia 11 6 Engenharia da Informação 22 0 Engenharia Elétrica 3 0 Engenharia Mecânica 6 0 História e Filosofia das Ciências e Matemática 19 0 Física 15 5 Matemática Aplicada 15 0 Nanociências e Materiais Avançados 22 5 Neurociência e Congnição 7 0 Planejamento e Gestão do Território 19 0 Mestrado Profissional em Rede Nacional (PROFMAT) 32 0 Total Fonte: UFABC - Relatório de Gestão 2013 pag.131 e 132 in

74 78 Meta 15 Profissionais de Educação Garantir, em regime de colaboração entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, no prazo de 1 (um) ano de vigência deste PNE, política nacional de formação dos profissionais da educação de que tratam os incisos I, II e III do caput do art. 61 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, assegurado que todos os professores e as professoras da educação básica possuam formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam. PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL, SEGUNDO O NÍVEL DE ESCOLARIDADE Modalidade Etapa Ano Com Licenciatura Com Graduação Com Ensino Médio Magistério Com Normal Médio Sem Ensino Médio Total CRECHE PRÉ- ESCOLA Fonte:

75 79 PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL, SEGUNDO O NÍVEL DE ESCOLARIDADE Modalidade/Eta pa ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EJA - FUNDAMENTAL - ANOS FINAIS Ano Com Licenciatura Com Graduação Com Ensino Médio Magistério Com Normal Médio Sem Ensino Médio Total

76 80 PROFESSORES DA REDE ESTADUAL, SEGUNDO O NÍVEL DE ESCOLARIDADE Modalidade/ Etapa Ano Com Licenciatura Com Graduação Com Ensino Médio Mag. Com Normal Médio Sem Ensino Médio Total Anos Iniciais do Ensino Fundamental Anos Finais do Ensino Fundamental Fonte:

77 81 PROFESSORES DA REDE ESTADUAL, SEGUNDO O NÍVEL DE ESCOLARIDADE Modalidade Etapa ENSINO MÉDIO EJA - ENSINO MÉDIO Ano Com Licenciatura Com Graduaçã o Com Ensino Médio Mag. Com Normal Médio Sem Ensino Médio Total Fonte:

78 82 Meta 16 Formação Formar, em nível de pós-graduação, 50% (cinquenta por cento) dos professores da educação básica, até o último ano de vigência deste PNE, e garantir a todos(as) os(as) profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualizações dos sistemas de ensino. Indicador 16 - Percentual de professores da educação básica com pósgraduação lato sensu ou stricto sensu. Meta Brasil: 50% Santo André: 28,2%

79 83 PROFESSORES, POR DEPENDÊNCIA ADMINISTRATIVA, SEGUNDO FORMAÇÃO CONTINUADA DEPENDÊNCIA ADMINISTRATIVA PÓS GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO ESTADUAL MUNICIPAL PARTICULAR Fonte: portal.inep.gov.br/indicadores-educacionais

80 Meta 17 Valorização dos profissionais do magistério Valorizar os(as) profissionais do magistério das redes públicas de educação básica de forma a equiparar seu rendimento médio ao dos(as) demais profissionais com escolaridade equivalente, até o final do sexto ano de vigência deste PNE. Indicador 17 - Razão entre salários dos professores da educação básica, na rede pública (não federal), e não professores, com escolaridade equivalente. Meta Brasil: 100% SP: 63,8% Santo André: não informado Piso Nacional salarial dos profissionais do magistério PISO SALARIAL DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO Ano Valores em R$ Ano Valores em R$ , , , , , , ,00 Fonte: 84

81 85 Tabela de Vencimentos Magistério Santo André Classe Valor H/A R$ 200 horas/mês R$ I 13, ,00 II 14, ,00 III 14, ,00 IV 15, ,00 V 16, ,00 VI 17, ,00 VII 18, ,00 VII 18, ,00 VIII 18, ,00 IX 19, ,00 X 20, ,00 XI 21, ,00 XII 23, ,00 XIII 24, ,00 XIV 25, ,00 XV 26, ,00 XVI 28, ,00 XVII 29, ,00 XVIII 30, ,00 XIX 33, ,00 XX 34, ,00 Fonte: PSA - Secretaria de Administração e Modernização

82 86 Meta 18 Planos de Carreira Assegurar, no prazo de 2 (dois) anos, a existência de planos de carreira para os(as) profissionais da educação básica e superior pública de todos os sistemas de ensino e, para o plano de Carreira dos(as) profissionais da educação básica pública, tomar como referência o piso salarial nacional profissional, definido em lei federal, nos termos do inciso VIII do art. 206 da Constituição Federal. Atualmente o município de Santo André faz uso da progressão funcional, conforme o Estatuto do Magistério de Santo André, Lei de A seguir o quadro dispõe sobre a formação, a descrição e quantificação dos títulos e dos profissionais do magistério com suas respectivas formações.

83 87 PROGRESSÃO FUNCIONAL Formação Descrição Quem tem direito Licenciatura Curta Licenciatura Plena CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO E/OU ESPECIALIZAÇÃO CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO É o acréscimo de 2 padrões a partir do padrão I da Tabela de Vencimentos do Quadro do Magistério. É o acréscimo de 4 padrões a partir do padrão I, da Tabela de Vencimentos do Quadro do Magistério. É o acréscimo de 1 padrão para os cursos de aperfeiçoamento com carga horária de, no mínimo, 180 horas e 2 padrões para os cursos de especialização com carga horária de, no mínimo, 360 horas, a partir do padrão V da Tabela de Vencimentos do Quadro do Magistério. É o acréscimo de 5 padrões (para Mestrado) e 10 padrões (para Doutorado), a partir do padrão em que estiver enquadrado, dentro da Tabela de Vencimentos do Quadro do Magistério. Fonte: Lei de 1991 Estatuto do Magistério Municipal de Santo André Os/As professores com habilitação de grau superior correspondente a Licenciatura de 1º grau (licenciatura curta). Os/As professores com habilitação de grau superior correspondente a Licenciatura Plena. Os/As professores com habilitação de grau superior correspondente a Licenciatura Plena. Os/As professores com habilitação de grau superior correspondente a Licenciatura Plena.

84 88 Meta 19 Gestão Democrática Assegurar condições, no prazo de 2 (dois) anos, para a efetivação da gestão democrática da educação, associada a critérios técnicos de mérito e desempenho e à consulta pública à comunidade escolar, no âmbito das escolas públicas, prevendo recursos e apoio técnico da União para tanto. Movimentação dos Projetos e Programas em Santo André Recurso Federal Descrição Escola Aberta R$ ,04 R$ ,98 Mais Educação R$ ,95 R$ ,50 Acessibilidade R$ ,00 R$ ,00 PDDE R$ ,00 R$ ,37 Atleta Na Escola R$ 2.138,00 R$ 0,00 Repasses PSA R$ ,00 R$ ,00 Mais Cultura R$ ,00 TOTAL RECURSOS R$ ,99 R$ ,85 Secretaria de Educação Gestão Democrática da Educação

85 89 Quanto aos repasses da Prefeitura de Santo André nos anos de 2013 e 2014, regulamentado pela Lei 8376 de 27 de junho de 2002 destinado a viabilização e implementação dos projetos político-pedagógicos elaborados por cada unidade escolar, foram repassados às U.Es. de acordo com o per capita de cada modalidade de ensino, como: creche R$ 12,00 por aluno, Escola Municipal de Ensino Infantil e Ensino Fundamental (EMEIF) R$ 8,00 por aluno e para os CPFP R$ 8,00. O valor total no ano de cada uma destas foram desmembrados na tabela a seguir: Descrição Creche , ,00 EMEIF , ,00 CPFP , ,00 TOTAL RECURSOS , ,00

86 90 Meta 20 Financiamento da Educação Ampliar o investimento público em educação pública de forma a atingir, no mínimo, o patamar de 7% (sete por cento) do Produto Interno Bruto - PIB do País no 5º (quinto) ano de vigência desta Lei e, no mínimo, o equivalente a 10% (dez por cento) do PIB ao final do decênio. Agropecuári a (em milhões de reais) Indústria (em milhões de reais) VALOR ADICIONADO PIB EM SANTO ANDRÉ 2013 SERVIÇOS (EM MILHÕES DE REAIS) Administraçã o pública Total (2) Total (em milhões de reais) Imposto s (em milhões de reais) PIB (3) (em milhões de reais) PIB per capita (4) (em reais) 1, , , , , , , ,16 Fonte: Secretaria de Finanças / Prefeitura de Santo André

87 91 RECURSOS APLICADOS EM EDUCAÇÃO RECURSOS DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL ANO DESP. COM EDUC. EDUC. INF. (1) ENS. FUND. (2) EJA (3) PROF. (4) TOTAL , , ,62 0,00 0, , , , , ,25 0, , , , , ,94 0, , , , , ,41 0, , , , , ,44 0, ,62 OBS. % CONSIDERADO PERCE NTUAL CONFORME FECHAMENTO TCE/SP Fonte: Sala do Plano / Secretaria de Educação / Prefeitura de Santo André

88 , ,18 0, ,25 0,00 0, , , , ,44 0,00 0,00 0, , , , , , , , , , , , ,62 RECURSOS APLICADOS EM EDUCAÇÃO Desp. com Educ. Educ. Inf. (1) Ens. Fund. (2) EJA (3) Prof. (4)

89 , , , , , , , , , , , , , , ,70 DESPESAS CORRENTES 94 Despesas Correntes Pessoal Despesas Correntes Outras Despesas Correntes Sub total

90 , , , , , , , , , , , , , , ,13 DESPESAS DE CAPITAL 95 Despesas de Capital Obras e Inst. Despesas de Capital Equip. Mat. Perm. Despesas de Capital Sub total

Plano Nacional de Educação

Plano Nacional de Educação Plano Nacional de Educação Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 8035, de 2010, do Poder Executivo, que "aprova o Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020 e dá

Leia mais

AS 20 METAS DO PNE COMISSÃO TÉCNICA DO PME VACARIA/RS

AS 20 METAS DO PNE COMISSÃO TÉCNICA DO PME VACARIA/RS AS 20 METAS DO PNE COMISSÃO TÉCNICA DO PME VACARIA/RS Meta 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil

Leia mais

2. DIAGNÓSTICO EDUCACIONAL FLORIANÓPOLIS

2. DIAGNÓSTICO EDUCACIONAL FLORIANÓPOLIS VERSÃO PRELIMINAR PME / 2015 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO 1. BASE LEGAL 2. DIAGNÓSTICO EDUCACIONAL FLORIANÓPOLIS 2.1. FLORIANÓPOLIS ASPECTOS HISTÓRICOS, GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS 2.2. EDUCAÇÃO

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 2015 Professor João Medeiros de Sá Filho Conferência Municipal de Educação CEMUR 27/04-14h Lei 13.005, de 25 de junho de 2014 que aprova o Plano nacional de Educação O PNE -

Leia mais

Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas

Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas dos indicadores selecionados pelo Ministério da Educação

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2014-2018 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011 2020 METAS E ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2014-2018 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011 2020 METAS E ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2014-2018 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011 2020 METAS E ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO Marcos Neves Comissão Central PDI do IFSC PNE EXIGÊNCIA CONSTITUCIONAL O art.

Leia mais

CARTA COMPROMISSO DA FETEMS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Debate com os Candidatos a Governador/Setembro/2014

CARTA COMPROMISSO DA FETEMS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Debate com os Candidatos a Governador/Setembro/2014 CARTA COMPROMISSO DA FETEMS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Debate com os Candidatos a Governador/Setembro/2014 Os sonhos devem ser ditos para começar a se realizarem. E como

Leia mais

SEMINÁRIO: PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA

SEMINÁRIO: PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA SEMINÁRIO: PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA Período: 23 e 24 de fevereiro de 2015 Local: Centro de Educação e Centro de Artes e Comunicação CAC Fórum Estadual de Educação

Leia mais

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS Plano Nacional de Educação COORDENAÇÃO GERAL DE INTEGRAÇÃO E ANÁLISE DE INFORMAÇÕES Departamento de Condicionalidades x Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e

Leia mais

Plano Nacional de Educação Oportunidades ou Ameaças?

Plano Nacional de Educação Oportunidades ou Ameaças? Plano Nacional de Educação Oportunidades ou Ameaças? Extrato do PL Art. 1º Fica aprovado o Plano Nacional de Educação - PNE, com vigência por 10 (dez) anos, a contar da aprovação desta Lei, na forma do

Leia mais

LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento

LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento PNE PME LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento locais e nacionais (prova Brasil e IDEB) 10% do

Leia mais

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME Observação: no presente documento, são listados os indicadores básicos que poderão ser utilizados para monitoramento e

Leia mais

Plano Nacional de Educação

Plano Nacional de Educação Plano Nacional de Educação Sistema Nacional de Educação O poder público deverá instituir, em lei específica, contados 2 (dois) anos da publicação desta Lei, o Sistema Nacional de Educação, responsável

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REDAÇÃO DO PROJETO DE LEI Aprova o Plano Municipal de Educação - PME e dá outras providências. O Prefeito do Município de vereadores decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Faço

Leia mais

METAS E ESTRATÉGIAS. 1.5) Fomentar a formação inicial e continuada de profissionais do magistério para a educação infantil.

METAS E ESTRATÉGIAS. 1.5) Fomentar a formação inicial e continuada de profissionais do magistério para a educação infantil. METAS E ESTRATÉGIAS NACIONAL - Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches,

Leia mais

Mesa Redonda: PNE pra Valer!

Mesa Redonda: PNE pra Valer! Mesa Redonda: PNE pra Valer! Construindo o futuro ou reeditando o passado? Um esboço comparativo entre a Lei 10.172/2001 e o PL 8035/2010 Idevaldo da Silva Bodião Faculdade de Educação da UFC Comitê Ceará

Leia mais

Plano Nacional de Educação

Plano Nacional de Educação Plano Nacional de Educação Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Brasília, 29 de novembro de 2012 Educação Infantil Meta 1 PNE: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NAS FEIRAS LIVRES DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NAS FEIRAS LIVRES DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ 1 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS NAS FEIRAS LIVRES DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ A COMPANHIA REGIONAL DE ABASTECIMENTO INTEGRADO DE SANTO ANDRÉ CRAISA, no uso de suas atribuições

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Esperidião Amin Helou Filho

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Esperidião Amin Helou Filho PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Esperidião Amin Helou Filho 1 PROJETO DE LEI Nº 8.035, DE 2010. Ementa: Aprova o Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020 e dá outras providências. 2 PROJETO DE LEI

Leia mais

Tendências do mercado brasileiro da graduação privada - EaD APE 63-08OUT14 - SALA 14 17:00/17:25

Tendências do mercado brasileiro da graduação privada - EaD APE 63-08OUT14 - SALA 14 17:00/17:25 Tendências do mercado brasileiro da graduação privada - EaD APE 63-08OUT14 - SALA 14 17:00/17:25 Tendências do Mercado Educacional - Sumário 1. Cenário prospectivo. 2. Apresentação do atual cenário mercadológico

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CORONEL PACHECO PODER LEGISLATIVO CNPJ.: 74.011.552/0001-31 HOME PAGE: www.coronelpacheco.cam.mg.gov.br

CÂMARA MUNICIPAL DE CORONEL PACHECO PODER LEGISLATIVO CNPJ.: 74.011.552/0001-31 HOME PAGE: www.coronelpacheco.cam.mg.gov.br PROJETO DE LEI N 774 DE 12 DE MAIO DE 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação - PME e dá outras providências A Câmara Municipal de Coronel Pacheco aprova e eu, Prefeito Municipal, no uso de minhas atribuições,

Leia mais

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica 15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME Política Nacional de Educação Infantil Mata de São João/BA Junho/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores urbanos e rurais

Leia mais

Plano Nacional de Educação. Senador José Pimentel (PT-CE) Relator

Plano Nacional de Educação. Senador José Pimentel (PT-CE) Relator Plano Nacional de Educação Senador José Pimentel (PT-CE) Relator Fortaleza, 30 de novembro de 2012 Meta 1 PNE: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME Os desafios da Educação Infantil nos Planos de Educação Porto de Galinhas/PE Outubro/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SERÁ VOTADO NA CÂMARA DE VEREADORES

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SERÁ VOTADO NA CÂMARA DE VEREADORES PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SERÁ VOTADO NA CÂMARA DE VEREADORES A votação do PME deve ocorrer ainda em junho, mas a luta pela valorização dos trabalhadores e melhores condições de trabalho será contínua.

Leia mais

PL 8035/2010 UMA POLÍTICA DE ESTADO. Plano Nacional de Educação 2011/2020. Maria de Fátima Bezerra. Deputada Federal PT/RN

PL 8035/2010 UMA POLÍTICA DE ESTADO. Plano Nacional de Educação 2011/2020. Maria de Fátima Bezerra. Deputada Federal PT/RN PL 8035/2010 Plano Nacional de Educação 2011/2020 UMA POLÍTICA DE ESTADO Maria de Fátima Bezerra Deputada Federal PT/RN Presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Federal O PNE foi construído

Leia mais

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Meta 1 Educação Infantil Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de 4 e

Leia mais

Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014

Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014 Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014 Eixo I O plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: organização e regulação. Instituir, em cooperação

Leia mais

METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: Estratégias:

METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: Estratégias: METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma

Leia mais

Educação no Brasil. Aloizio Mercadante. São Paulo, 30 de novembro de 2012

Educação no Brasil. Aloizio Mercadante. São Paulo, 30 de novembro de 2012 Educação no Brasil Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação São Paulo, 30 de novembro de 2012 Educação Infantil Taxas de atendimento Creches 36,3 23,6 9,4 12,2 Brasil Carinhoso: 2,8 milhões de

Leia mais

ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME

ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME ANEXO II INDICADORES PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DAS METAS DO PDME No presente documento, estão listados os indicadores básicos que serão utilizados para monitoramento e avaliação das metas

Leia mais

O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA Lívia M. Fraga Vieira Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Educação ANPED Faculdade de Educação Universidade Federal de Minas Gerais liviafraga@globo.com

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO PROPOSIÇÕES ESTRATÉGIAS E RESPONSABILIDADE* UNIÃO DF ESTADOS MUNICÍPIOS 1. Profissionais da educação:

Leia mais

4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME

4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME 4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME Mata de São João Bahia 02 de setembro de 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Diretoria

Leia mais

METAS E ESTRATÉGIAS. PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ANGELINA- 2015 a 2024:

METAS E ESTRATÉGIAS. PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ANGELINA- 2015 a 2024: METAS E ESTRATÉGIAS PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ANGELINA- 2015 a 2024: Meta 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré - escola para as crianças de 04 (quatro) a 05 (cinco) anos de idade

Leia mais

PUBLICADO DOC 27/09/2012, PÁG 85

PUBLICADO DOC 27/09/2012, PÁG 85 PUBLICADO DOC 27/09/2012, PÁG 85 PROJETO DE LEI 01-00415/2012 do Executivo (Encaminhado à Câmara pelo Sr. Prefeito com o ofício ATL 96/12). Aprova o Plano Municipal de Educação da Cidade de São Paulo para

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO:

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS 1. Profissionais da educação: formação inicial e continuada 1.1. Implantar

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005/2014

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005/2014 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005/2014 ANA VALESKA AMARAL GOMES E PAULO SENA Consultores Legislativos da Área XV Educação, Cultura e Desporto SETEMBRO/2014

Leia mais

EDUCAÇÃO SUPERIOR NO CONTEXTO DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2010

EDUCAÇÃO SUPERIOR NO CONTEXTO DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2010 EDUCAÇÃO SUPERIOR NO CONTEXTO DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2010 Contribuições para o Plano Municipal de Educação de Palmas Maio 22, 2012 DAS 20 METAS DO PNE, CINCO ESTÃO DIRETAMENTE LIGADAS ÀS INSTITUIÇÕES

Leia mais

META PNE SUBSTITUTIVO PNE PEE 1.7 Fomentar o atendimento populações do campo, comunidades

META PNE SUBSTITUTIVO PNE PEE 1.7 Fomentar o atendimento populações do campo, comunidades META PNE SUBSTITUTIVO PNE PEE 1.10) Fomentar o atendimento das 1.7 Fomentar o atendimento populações do campo, comunidades das crianças do campo na indígenas e quilombolas na educação educação infantil

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PIUMHI/MG

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PIUMHI/MG PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PIUMHI/MG 2015 1 ANEXO I METAS E ESTRATÉGIAS DO PME Meta: 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade

Leia mais

METAS E ESTRATÉGIAS DO Plano Municipal de Educação de Afuá 2015-2025

METAS E ESTRATÉGIAS DO Plano Municipal de Educação de Afuá 2015-2025 METAS E ESTRATÉGIAS DO Plano Municipal de Educação de Afuá 2015-2025 3- METAS E ESTRATÉGIAS. META 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco)

Leia mais

O ato elaborar planos não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes. PLANEJAR PARA QUEM? PARA O OUTRO (ALUNO)

O ato elaborar planos não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes. PLANEJAR PARA QUEM? PARA O OUTRO (ALUNO) Efetivação das Políticas Educacionais Pós-Publicação dos Pls de Educação Explicitar como o consenso na construção em torno de uma política de educação para o decênio de forma ativa e participativa, constituído

Leia mais

ESTABELECENDO METAS E ESTRATÉGIAS DO PME DE QUIRINÓPOLIS

ESTABELECENDO METAS E ESTRATÉGIAS DO PME DE QUIRINÓPOLIS ESTABELECENDO METAS E ESTRATÉGIAS DO PME DE QUIRINÓPOLIS Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUARAMIRIM

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUARAMIRIM PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUARAMIRIM METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 04 (quatro) a 05 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

Estratégias: Estratégias:

Estratégias: Estratégias: META 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender, no mínimo,

Leia mais

II - ANÁLISE PRELIMINAR DOS DADOS EDUCACIONAIS DE SERGIPE:

II - ANÁLISE PRELIMINAR DOS DADOS EDUCACIONAIS DE SERGIPE: EDUCAÇÃO INFANTIL I - META 1 DO PNE: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches

Leia mais

PLANO DECENAL DE EDUCAÇÃO DE MONTE SANTO DE MINAS

PLANO DECENAL DE EDUCAÇÃO DE MONTE SANTO DE MINAS 1 PLANO DECENAL DE EDUCAÇÃO DE MONTE SANTO DE MINAS 2015-2025 2 METAS E ESTRATÉGIAS META 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de

Leia mais

MUNICIPALIZAÇÃO. Prof. Rodolfo Joaquim Pinto da Luz Secretário Municipal de Educação de Florianópolis e Presidente da UNDIME/SC

MUNICIPALIZAÇÃO. Prof. Rodolfo Joaquim Pinto da Luz Secretário Municipal de Educação de Florianópolis e Presidente da UNDIME/SC MUNICIPALIZAÇÃO Prof. Rodolfo Joaquim Pinto da Luz Secretário Municipal de Educação de Florianópolis e Presidente da UNDIME/SC NOVAS RESPONSABILIDADES AOS MUNICIPIOS Ampliação do Ensino Fundamental de

Leia mais

Plano Nacional de Educação

Plano Nacional de Educação A c o n s t r u ç ã o d e m o c r á t i c a d a p o l í t i c a e d u c a c i o n a l Plano Nacional de Educação Sistema Nacional de Educação A c o n s t r u ç ã o d e m o c r á t i c a d a p o l í t i

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo

Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo Contribuir para o desenvolvimento inclusivo dos sistemas de ensino, voltado à valorização das diferenças e da

Leia mais

Meta 1. Meta 2. O Plano Nacional de Educação

Meta 1. Meta 2. O Plano Nacional de Educação O Plano Nacional de Educação Meta 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender,

Leia mais

PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL PEDRO ALEXANDRE ESTADO DA BAHIA CNPJ 01.825.436/0001-82

PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL PEDRO ALEXANDRE ESTADO DA BAHIA CNPJ 01.825.436/0001-82 PARECER FINAL Nº /2015, de 17 de junho de 2015. Redação Final do Projeto de Lei nº 055/2015. As comissões de Constituição, Justiça e Redação Final e Educação, Saúde e Assistência Social, de acordo com

Leia mais

OS DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PNE NA REDE MUNICIPAL

OS DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PNE NA REDE MUNICIPAL OS DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PNE NA REDE MUNICIPAL Maurício Fernandes Pereira PRESIDENTE DO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA CATARINA PRESIDENTE DO FÓRUM NACIONAL DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTRELA/RS. Documento Base. Metas e estratégias

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTRELA/RS. Documento Base. Metas e estratégias PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTRELA/RS Documento Base Metas e estratégias Meta 1 PNE: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade

Leia mais

Prefeitura Municipal de Gavião-BA. A Prefeitura Municipal de Gavião, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

Prefeitura Municipal de Gavião-BA. A Prefeitura Municipal de Gavião, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. ANO. 2015 DO MUNICÍPIO DE GAVIÃO - BAHIA PODER EXECUTIVO 1 A Prefeitura Municipal de Gavião, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. LEI Nº 344 DE (PME) Gavião - Bahia Gestor:

Leia mais

Diário Oficial do Município de São Rafael/RN

Diário Oficial do Município de São Rafael/RN Diário Oficial do Município de São Rafael/RN Instituído Pela Lei N 261 de 06 de Outubro 2009 Administração do Excelentíssimo Senhor Prefeito José de Arimatéia Bráz ANO VII Edição Extra N 325 São Rafael/RN

Leia mais

Avanços da Educação no Brasil. Brasília, 29 de janeiro

Avanços da Educação no Brasil. Brasília, 29 de janeiro Avanços da Educação no Brasil Brasília, 29 de janeiro Objetivos Objetivo 1 - Cuidados na primeira infância e educação; Objetivo 2 - Educação primária universal (EPU); Objetivo 3 - Habilidades para jovens

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531.

Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531. População segundo a Distribuição de Domicílios 2010 Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531.834 14,66 FONTE: IPARDES/IBGE

Leia mais

Meta Educação Infantil: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar

Meta Educação Infantil: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar Meta Educação Infantil: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches, de forma

Leia mais

Educação e Mão de Obra para o Crescimento

Educação e Mão de Obra para o Crescimento Fórum Estadão Brasil Competitivo: Educação e Mão de Obra para o Crescimento Maria Alice Setubal Presidente dos Conselhos do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária Cenpece

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Censo Demográfico 2010 Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2012 As presentes publicações dão continuidade à divulgação dos resultados do Censo Demográfico 2010

Leia mais

VI EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO. Título do trabalho A INFLUÊNCIA DAS ÁGUAS PLUVIAIS NO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO

VI EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO. Título do trabalho A INFLUÊNCIA DAS ÁGUAS PLUVIAIS NO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO ASSEMAE VI EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO Título do trabalho A INFLUÊNCIA DAS ÁGUAS PLUVIAIS NO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO Nome do Autor ISABEL CRISTINA ALEIXO DIAS CURRÍCULO

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 2009 SANTO ANDRÉ

PLANO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 2009 SANTO ANDRÉ PLANO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 2009 SANTO ANDRÉ 1 Realização: João Avamileno Prefeito de Santo André Ademar Carlos de Oliveira Secretário de Inclusão Social Márcia Ivone Leal de Oliveira Diretora

Leia mais

A Educação Infantil no Brasil: Desafios e Possibilidades. Prof. Ms. Maristela Gallo Romanini

A Educação Infantil no Brasil: Desafios e Possibilidades. Prof. Ms. Maristela Gallo Romanini A Educação Infantil no Brasil: Desafios e Possibilidades Prof. Ms. Maristela Gallo Romanini Para início de conversa... Para López (2007), no campo das políticas públicas brasileiras, há poucos estudos

Leia mais

Dossiê Ensino Fundamental no Brasil. Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas

Dossiê Ensino Fundamental no Brasil. Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas Segundo substitutivo do PNE, apresentado pelo Deputado Angelo Vanhoni, Abril de 2012 Profa. Dra. Rosilene Lagares PPGE/PET PedPalmas Palmas,

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Superior Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Educação Superior Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário também

Leia mais

NÚMEROS DA EDUCAÇÃO EM SERGIPE

NÚMEROS DA EDUCAÇÃO EM SERGIPE NÚMEROS DA EDUCAÇÃO EM SERGIPE Aracaju, março de 215 Crianças de a 3 anos na escola 4. 35. 3. 2,4 % 33.799 29.65 33.224 28.213 27,9 % 36.524 25. 22,7 % 21,8% 19, % 2. 15. Taxa de atendimento Censo IBGE21

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005

Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005 Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento

Leia mais

METAS E ESTRATÉGIAS do PME

METAS E ESTRATÉGIAS do PME METAS E do PME Meta 1 Educação Infantil Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches

Leia mais

São Paulo - SP PERFIL MUNICIPAL. Data de instalação Ano de 1554. Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Urbanização 2010 98,94%

São Paulo - SP PERFIL MUNICIPAL. Data de instalação Ano de 1554. Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Urbanização 2010 98,94% PERFIL MUNICIPAL São Paulo - SP Data de instalação Ano de 1554 População - Censo 2010 11.376.685 habitantes Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Natalidade 2010 174.265 nascidos vivos Urbanização

Leia mais

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR Metas PNE - Meta 12 Elevar a taxa bruta de matrícula na Educação Superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população

Leia mais

PLANOS DECENAIS DE EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE. Luzenir Poli Coutinho da Silveira Pres. da Comissão do PME e militante do FEITO SEMED maio / 2012

PLANOS DECENAIS DE EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE. Luzenir Poli Coutinho da Silveira Pres. da Comissão do PME e militante do FEITO SEMED maio / 2012 PLANOS DECENAIS DE NA ATUALIDADE Luzenir Poli Coutinho da Silveira Pres. da Comissão do e militante do FEITO SEMED maio / 2012 NOVO PNE DIRETRIZES GERAIS I - erradicação do analfabetismo; II - universalização

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE IMBITUBA ESTADO DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO LEGISLATIVO

CÂMARA MUNICIPAL DE IMBITUBA ESTADO DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO LEGISLATIVO ANEXO ÚNICO Meta 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender,

Leia mais

Educação e desenvolvimento. Professor: Jorge Abrahão de Castro Período: Julho de 2013.

Educação e desenvolvimento. Professor: Jorge Abrahão de Castro Período: Julho de 2013. Educação e desenvolvimento Professor: Jorge Abrahão de Castro Período: Julho de 2013. Circuito de influencia Fatores do desenvolvimento Ampliação da participação política e social Consumo (Novo padrão

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Disciplina: D 4.5 Sistema de Planejamento Federal (32h) (Caso 1: Plano de Monitoramento Global - Programa - Educação Profissional e Tecnológica) 12

Leia mais

PME-PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO MUNICÍPIO JAPI/RN METAS E ESTRATÉGIAS - 2015/2025

PME-PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO MUNICÍPIO JAPI/RN METAS E ESTRATÉGIAS - 2015/2025 ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPI Anexo da Lei Municipal Nº. 326/2015, de 22 de junho de 2015. PME-PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO MUNICÍPIO JAPI/RN METAS E - 2015/2025 META 01 EDUCAÇÃO

Leia mais

Plano Municipal de Educação de Goiânia Documento Base

Plano Municipal de Educação de Goiânia Documento Base Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender, no mínimo,

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO MARÇO DE 2009 DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO N o 292 N o 266 Desemprego cresce, mas indústria e serviços param de demitir Demissões no Comércio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - 2015 Á 2025

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - 2015 Á 2025 PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - 2015 Á 2025 Profº Esmeria de Lourdes Saveli Secretária Municipal de Educação 1. CONCEITO O Plano Municipal de Educação é um orientador da ação do município na política educacional.

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO- METAS E ESTRATÉGIAS

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO- METAS E ESTRATÉGIAS PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO- METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação

Leia mais

Educação Infantil ESTRATÉGIAS:

Educação Infantil ESTRATÉGIAS: Educação Infantil META 1: Ampliar a oferta de educação infantil de forma a atender, em 100% da população de 4 e 5 anos até 2016 e, até o final da década, alcançar a meta de 50% das crianças de 0 a 3 anos,

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE BRASÍLIA DE MINAS

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE BRASÍLIA DE MINAS PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE BRASÍLIA DE MINAS II DIAGNÓSTICO DO MUNICÍPIO DE BRASÍLIA DE MINAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 8 2.1 - Aspectos gerais... 8 2.2 - Aspectos demográficos... 9 2.3

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO N.º 001/2015.PMA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA

CONCURSO PÚBLICO N.º 001/2015.PMA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA DA 1 / 12 EDITAL N.º 01/2015, DE 15 DE JULHO DE 2015 1. CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO 01 Professor de Ensino das Artes nos planos de aula; orientar os alunos na conscientização das famílias para a

Leia mais

Censo Demográfico - 2000 : Educação: Resultados da Amostra

Censo Demográfico - 2000 : Educação: Resultados da Amostra Comunicação Social 02 de dezembro de 2003 Censo Demográfico - 2000 : Educação: Resultados da Em 2000, 5,8 milhões de brasileiros de 25 anos ou mais de idade tinham o curso superior concluído e proporção

Leia mais

Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 Substitutivo do Senado Federal ao PLC nº 103/2012 Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências.

Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 Substitutivo do Senado Federal ao PLC nº 103/2012 Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 Substitutivo do Senado Federal ao PLC nº 103/2012 Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Aprova o Plano Nacional de Educação PNE e dá outras

Leia mais

Uma análise das condições de vida da população brasileira

Uma análise das condições de vida da população brasileira Diretoria de Pesquisas Coordenação de População e Indicadores Sociais Gerência de Indicadores Sociais SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS 2013 Uma análise das condições de vida da população brasileira 29 de

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO 2015-2025 ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO 2015-2025 ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO 2015-2025 ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO 2 Anexos METAS E ESTRATÉGIAS Meta 1: universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2013

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2013 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Censo da Educação Superior 2013 Quadro Resumo- Estatísticas gerais da Educação Superior, por Categoria Administrativa-

Leia mais

Minuta de Substitutivo do PNE Não Circular. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Minuta de Substitutivo do PNE Não Circular. O CONGRESSO NACIONAL decreta: SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI Nº 8.035/10 Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Fica aprovado o Plano Nacional de Educação- PNE, com vigência

Leia mais

Art. 01 - METAS E ESTRATÉGIAS

Art. 01 - METAS E ESTRATÉGIAS LEI Nº 0266/2015 APROVA O PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. ANTÔNIO SÉRGIO DE VARGAS MOTA, Prefeito Municipal de Boa Vista do Buricá, Estado do Rio Grande do

Leia mais

PORTARIA Nº 05, de 12 de novembro de 2015

PORTARIA Nº 05, de 12 de novembro de 2015 MUNICÍPIO DE MARIANA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO rheducacaomariana@gmail.com Rua Bom Jesus, Nº 18 A, Centro, Mariana, Minas Gerais. CEP 35.420-000 ESTADO DE MINAS GERAIS PORTARIA Nº 05, de 12 de novembro

Leia mais