DELIBERAÇÃO Nº116/84

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DELIBERAÇÃO Nº116/84"

Transcrição

1 DELIBERAÇÃO Nº116/84 Regula o currículo pleno do Curso de Nutrição. O Reitor da UERJ: Faço saber que o Conselho Superior de Ensino e Pesquisa aprovou, conforme Processo nº 1765/84, e eu promulgo a seguinte Deliberação: Art. 1º. Fica aprovado o Currículo Pleno do Curso de Nutrição, elaborado com base na Resolução nº 36, de 23 de dezembro de 1974 e Resolução nº 08, de 20 de maio de 1983 do Conselho Federal de Educação, ministrado sob a responsabilidade do Instituto de Nutrição, criado pela Resolução nº 519/84 e destinado a formar o Nutricionista. Art. 2º. O currículo pleno do Curso de Nutrição compreende dois ciclos de estudo: 1 Ciclo Básico, comum ao grupo de cursos afins da área de saúde, compreendendo as disciplinas: 1.1 básicas gerais, com o total de 870 horas/aula equivalentes a 46 créditos; básicas pré-profissionais, com o total de 240 horas/aula equivalentes a 13 créditos; formação geral, com o total de 120 horas/aula equivalentes a 6 créditos. 2 Ciclo Profissional, constituído pelo conjunto de disciplinas destinadas a capacitar o aluno ao desempenho profissional e à pesquisa, com o total de horas/aula equivalentes a 83 créditos. Art. 3º - O Grau de Nutricionista será conferido ao aluno que, em um mínimo de 8 períodos e máximo de 12 períodos, integralizar horas/aula, equivalentes a 148 créditos. Art. 4º - A estrutura do currículo pleno obedecerá ao disposto no Anexo I e atenderá ao regime de créditos. Art. 5º - Fica aprovada a estrutura departamental do Instituto de Nutrição, conforme o disposto no Anexo III.

2 Art. 6º - Os anexos abaixo discriminados integram a presente Deliberação: Anexo I Plano de Periodização Anexo II Fluxograma Anexo III Estrutura Departamental Anexo IV Ementas Art. 7º - O Reitor baixará os atos necessários à execução da presente Deliberação. Art. 8º - A presente Deliberação entra em vigor, nesta data, revogadas as disposições em contrário. UERJ, em 31 de outubro de 1984 Charley Fayal De Lyra Reitor 2

3 ANEXO I - PLANO DE PERIODIZAÇÃO ESTRUTURA DO CURRÍCULO PLENO 1º PERÍODO Anatomia Humana Histologia e Embriologia VIII Genética I Psicologia do Desenvolvimento VI Fund. Biologia Celular Introdução à Sociologia II Educação Física I Carga Horária Créditos º PERÍODO Fisiologia II Bioestatística II Parasitologia VII Microbiologia e Imunologia VI Bioquímica II Educação Física II Carga horária Créditos

4 3º PERÍODO Patologia e Fisiopatologia IV Pesquisa em Nutrição Exercício Profissional Composição dos Alimentos Saúde Pública Elementos de Economia Estudo de Problemas Brasileiros I Carga Horária Créditos º PERÍODO Nutrição Normal Higiene dos Alimentos Bromatologia Téc. Diet. e Culinária Estudo de Problemas Brasileiros II Carga Horária Créditos º PERÍODO Dietoterapia I Patologia e Nutrição I Nutrição Materno-Infantil Tecnologia dos Alimentos Nutrição em Saúde Pública Carga Horária Créditos

5 6º PERÍODO Dietologia II Patologia da Nutrição II Avaliação Nutricional Educação Nutricional Adm. Serviços Alimentação Carga Horária Créditos º PERÍODO Est. Sup. Tec. Alimentos 90 2 Est. Sup. Nut. Normal em Saúde Pública Est. Sup. Nut. Normal em Empresa Carga Horária Créditos º PERÍODO Est. Sup. Dietoterapia em Clínica Específica Est. Sup. Dietoterapia Clínica Médica Est. Sup. Dietoterapia Clínica Cirúrgica Carga Horária Créditos...10 Carga Horária Total horas Total de Créditos créditos 5

6 ANEXO II (Fluxograma não disponível) 6

7 ANEXO III ESTRUTURA DEPARTAMENTAL A estrutura departamental, ora criada, atende ao disposto no regimento Geral e na Deliberação nº 13/73, do Conselho Superior de Ensino e Pesquisa e compreenderá os seguintes Departamentos: 1 Departamento de Nutrição Básica e Experimental 1.1 Condições Nutricionais Composição dos Alimentos Bromatologia Higiene dos Alimentos Nutrição Normal Técnica Dietética e Culinária Tecnologia dos Alimentos Nutrição Estágio Supervisionado em Nutrição Normal em Empresa 1.10 Estágio Supervisionado em Tecnologia dos Alimentos 2 Departamento de Nutrição Aplicada 2.1 Patologia da Nutrição I 2.2 Patologia da Nutrição II 2.3 Dietoterapia I 2.4 Dietoterapia II 2.5 Administração de Serviços de Alimentação e Nutrição 2.6 Estágio Supervisionado de Dietoterapia em Clínica Médica 2.7 Estágio Supervisionado de Dietoterapia em Clínica Cirúrgica 2.8 Estágio Supervisionado de Dietoterapia em Clínicas Especializadas 2.9 Internato em Nutrição Aplicada 3 Departamento de Nutrição Comunitária 3.1 Nutrição Materno-Infantil 3.2 Nutrição em Saúde Pública 3.3 Educação Nutricional 3.4 Pesquisa em Nutrição 3.5 Avaliação Nutricional 3.6 Exercício Profissional 3.7 Estágio Supervisionado de Nutrição em Saúde Pública 7

8 ANEXO IV (Ementas não disponíveis) 8

Currículos dos Cursos UFV NUTRIÇÃO. COORDENADORA Ana Íris Mendes Coelho aicoelho@ufv.br

Currículos dos Cursos UFV NUTRIÇÃO. COORDENADORA Ana Íris Mendes Coelho aicoelho@ufv.br 134 NUTRIÇÃO COORDENADORA Ana Íris Mendes Coelho aicoelho@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 135 Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para

Leia mais

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO CURRÍCULO PLENO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉREQUISITO Nutrição e Alimentação Humana 72 04 Anatomofisiologia Humana I T 54 04 Anatomofisiologia Humana I P Introdução à Saúde Coletiva 54 03 Histologia

Leia mais

LEIA-SE: Edital N.º 398/2015-PROGESP Boa Vista, 30 de dezembro de 2015

LEIA-SE: Edital N.º 398/2015-PROGESP Boa Vista, 30 de dezembro de 2015 Edital N.º 3/26-PROGESP Boa Vista, 13 de janeiro de 26. A PRÓ-REITORA DE GESTÃO DE PESSOAS, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, considerando

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR Página: 1 de 5 01 - - EF13101 - Anatomia Humana - Ativa desde: EF13102 - Antropologia - Ativa desde: EF13103 - Sociologia - Ativa desde: EF13104 - História e Fundamentos da Enfermagem - Ativa desde: EF13105

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR: C/H Sem. TOTAL 23 360 100 460 - C/H Sem. 09 Anatomia Humana II 4 40 40 80 Anatomia Humana I

MATRIZ CURRICULAR: C/H Sem. TOTAL 23 360 100 460 - C/H Sem. 09 Anatomia Humana II 4 40 40 80 Anatomia Humana I MATRIZ CURRICULAR: Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE 01. Anatomia Humana I 4 40 40 80 Não 02. Fundamentos Antropológicos 2 40-40 Não 03. Fundamentos de Biologia Celular e Genética 4 60 20 80 Não 04. Bioquímica

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Noturno 01 1 1180215 Anatomia Geral dos Animais Domésticos 80 1 1180132 Bioestatística 1 1180066 Bioquímica Geral 80 1 1180048 Ciências Humanas e Sociais 1 1180216 Citologia 20 20 1 1180004 Ecologia e

Leia mais

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Curso: Bacharelado em Psicologia Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Área de Formação: Psicologia Diploma em: Bacharel em Psicologia Período de Integralização: Mínimo

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM. 12 Semiologia e Semiotécnica aplicada à Enfermagem 60 30 90

CURSO DE ENFERMAGEM. 12 Semiologia e Semiotécnica aplicada à Enfermagem 60 30 90 CURSO DE ENFERMAGEM I Curso: Graduação em Enfermagem Carga Horária Total do Curso: 4170 horas Turno de Aplicação: Noturno Regime: Seriado Semestral Vigência: 2016/2 Tempo de Integralização: Mínimo - 05

Leia mais

*1 Não inclui o curso de Radiologia, em função da carga horária e conteúdo.

*1 Não inclui o curso de Radiologia, em função da carga horária e conteúdo. CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA Nº 015/2015 O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situada à Rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do Uruguai,

Leia mais

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total CRÉDITOS Nº 1º Período 01 Anatomia Humana 60 30 90 6-02 Histologia e Embriologia 45 30 75 5-03 Biologia Celular e 45 15 60 4 - Molecular 04 Antropologia 30 30 2-05 Seminário de Introdução 15 15 1 - ao

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO Autoriza a realização de Teste Seletivo para admissão de Professor Colaborador e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

116 - NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Curso. Horário de Aulas - 2 º Semestre de 2012

116 - NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Curso. Horário de Aulas - 2 º Semestre de 2012 1 º Período 2ª 07:30 às 11:00 4140 1 5 Única 116 ANATOMIA A ITJ.F1.T.103 F1 4 11:00 às 12:40 4141 1 5 Única 116 SOCIOLOGIA E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE T ITJ.F5.1.202 F5 2 3ª 07:30 às 09:10 4144 1 5

Leia mais

RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016

RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016 Aprova o alinhamento da matriz do curso de Ciências Biológicas

Leia mais

5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR

5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR 5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR Bacharelado em Educação Física 429F Plano Curricular de Duração Média 4 anos Autorização: Resolução CEPE nº 55/01, de 18 de setembro de 2001. Carga Horária Mínima CFE:

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Graduação em Nutrição Bacharelado.

Matriz Curricular do Curso de Graduação em Nutrição Bacharelado. NUTRIÇÃO, SAÚDE E SOCIEDADE Matriz Curricular do Curso de Graduação em Bacharelado. COMPONENTE CURRICULAR DIMENSÃO / CAMPO DE FORMAÇÃO CARGA HORÁRIA PRÉ REQUISITO 1º SEMESTRE Biologia Celular Anatomia

Leia mais

ANEXO A RESOLUÇÃO CEPE 07/2009 MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA -. GRADE CURRICULAR

ANEXO A RESOLUÇÃO CEPE 07/2009 MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA -. GRADE CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA -. GRADE CURRICULAR PRIMEIRO SEMESTRE Biologia 2 0 2 036 Anatomia Humana I 2 2 4 072 Histologia 2 2 4 072 Bioquímica 2 0 2 036 Noções de Enfermagem 1 1 2 036

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 06/02/2014 Currículo de Cursos Hora: 10:12:37

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 06/02/2014 Currículo de Cursos Hora: 10:12:37 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 06/02/2014 Currículo de Cursos Hora: 10:12:37 Curso: Nutricao - Alegre Nível: Ensino Superior Grau Conferido: Nutricionista Turno: Integral Tipo: Curso Modalidade:

Leia mais

Não jogue este impresso em via pública. Preserve o meio ambiente. Universidade Federal do Espírito Santo. Medicina. Centro de Ciências da Saúde

Não jogue este impresso em via pública. Preserve o meio ambiente. Universidade Federal do Espírito Santo. Medicina. Centro de Ciências da Saúde Não jogue este impresso em via pública. Preserve o meio ambiente. Universidade Federal do Espírito Santo Medicina Centro de Ciências da Saúde Medicina O Curso de Medicina da Ufes começou a funcionar efetivamente,

Leia mais

Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios

Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios Bacharelado ATUAÇÃO O egresso do curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios terá competências e habilidades para: aplicar conhecimentos científicos

Leia mais

Introdução ao Pensamento Científico 40 34 Atividades Acadêmico-Científico- Culturais

Introdução ao Pensamento Científico 40 34 Atividades Acadêmico-Científico- Culturais MATRIZ CURRICULAR Licenciatura em Educação Física 1º período da História da Educação Física 40 34 Fundamentos Sociofilosóficos da 60 50 Educação Bases Biológicas 60 50 Anatomia I* 20 + 40* 17 + 34* Psicomotricidade

Leia mais

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS 132 TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS José Alexandrino Andrade Rocha jarocha@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 CURRÍCULO DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

Leia mais

Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1

Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1 Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1 Criação: Resolução Nº 003/CEG/2005, de 08 de junho de 2005 Portaria Nº 164/PREG/2005 Objetivo do Curso: O objetivo do Curso de Bacharelado em

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº. 10/2015 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT.

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS IFMG - Campus Bambuí LEI Nº., DE //00, PUBLICADA NO DOU DE 0//00, SEÇÃO I, PAGS. I - Fazenda

Leia mais

1º e 2º SEMESTRE MATUTINO NUTRIÇÃO

1º e 2º SEMESTRE MATUTINO NUTRIÇÃO 1º e 2º SEMESTRE MATUTINO NUTRIÇÃO MATRIZ G5 7h30 às 10h30 SEGUNDA- FEIRA Fundamentos de Saúde TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA Anatomia Geral Histo/Cito/Embr Bioquímica Fisiologia 1º

Leia mais

F.B.P.N FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 1º PERÍODO - 1º SEMESTRE - 2016

F.B.P.N FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 1º PERÍODO - 1º SEMESTRE - 2016 F.B.P.N FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA SUJEITO A MODIFICAÇÕES 1º PERÍODO - 1º SEMESTRE - 2016 DIA HORA COMPONENTE CURRICULAR PROFESSORES RESPONSÁVEIS LOCAL Citologia e Genética

Leia mais

ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br

ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br ENGENHARIA QUÍMICA COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br 228 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Químico ATUAÇÃO O Engenheiro Químico tem uma atuação bastante ampla, com enfoque principal

Leia mais

Exigência Hora/aula Prazos Anos SEQUÊNCIA SUGERIDA. 1º Período. CBI 110 Biologia Celular 3(2-2) 60 CRP 198 Fundamentos de Química Orgânica 3(3-0) 45

Exigência Hora/aula Prazos Anos SEQUÊNCIA SUGERIDA. 1º Período. CBI 110 Biologia Celular 3(2-2) 60 CRP 198 Fundamentos de Química Orgânica 3(3-0) 45 ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para planejar, organizar, dirigir, supervisionar e avaliar unidades de alimentação e nutrição. Atua na educação nutricional

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira 88 CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR José Antônio Marques Pereira jamperei@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 89 Bacharelado ATUAÇÃO O egresso do curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO N 020 /01 Aprova a criação do Curso de Especialização em Direito do Consumidor O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe atribui o artigo 11, parágrafo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89 Define a Reestruturação dos Departamentos do Instituto de Biologia. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA, no uso da competência que lhe

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO O Reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no uso de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.º 001/2015 ANEXO I Quadro demonstrativo dos empregos, do salário,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO nº 032 /98 Autoriza a reformulação do Curso de Especialização em Jornalismo Cultural - Pós-Graduação lato sensu. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

Currículo do Curso de Química

Currículo do Curso de Química Currículo do Curso de Química Bacharelado ATUAÇÃO O Curso de Bacharelado em Química com Ênfase em Química Ambiental visa a formação de recursos humanos capazes de atuar profissionalmente em indústrias

Leia mais

HORARIO DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÃO

HORARIO DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÃO CURSO: PERIODO: HORARIO DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÃO NUTRIÇÃO TURMA: MB 2 BLOCO: A SALA: 1º AVALIAÇÃO Micro e Imunologia Micro e Imunologia Micro e Imunologia Micro e Imunologia 6/10/2015 1/12/2015 10/12/2015

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1. CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR

Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1. CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1 CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR I - NÚCLEO BÁSICO Metodologia Científica e Tecnológica

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 2013

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 2013 Disciplinas em Oferta do 2º semestre de 213 1º Período CH Cred. Turmas ANATOMIA HUMANA (45724) 68 3 238.1.1-9 CITOLOGIA E HISTOLOGIA (45723) 85 5 2381.1.1-7 2381.1.2-7 FILOSOFIA: RAZÃO E MODERNIDADE (47551)

Leia mais

REGIMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGIMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE MARECHAL RONDON REGIMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENFERMAGEM São Manuel 2016 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DA FMR As Atividades Complementares, conforme

Leia mais

Currículo do Curso de Nutrição

Currículo do Curso de Nutrição Currículo do Curso de Nutrição Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para planejar, organizar, dirigir, supervisionar e avaliar unidades de alimentação

Leia mais

Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 72. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 54

Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 72. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 54 Página: 1 de 5 Período 01 - - PS16101 - História das Ideias Psicológicas - Ativa desde: PS16102 - Sociologia - Ativa desde: PS16103 - Metodologia Científica - Ativa desde: PS16104 - Fundamentos do Desenvolvimento

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira 92 Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR José Antônio Marques Pereira jamperei@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 93 Ciência e Tecnologia de Laticínios ATUAÇÃO O egresso

Leia mais

NUTRIÇÃO. COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida

NUTRIÇÃO. COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida NUTRIÇÃO COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida martha.almeida@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2010 79 Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br 278 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 279 Engenheiro Químico ATUAÇÃO O Engenheiro

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV NUTRIÇÃO. COORDENADORA Ana Iris Mendes Coelho

Currículos dos Cursos do CCB UFV NUTRIÇÃO. COORDENADORA Ana Iris Mendes Coelho 194 NUTRIÇÃO COORDENADORA Ana Iris Mendes Coelho aicoelho@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 195 Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para

Leia mais

E D I T A L. 2º A Avaliação de Suficiência será feita exclusivamente por meio de prova presencial escrita, individual e sem consulta.

E D I T A L. 2º A Avaliação de Suficiência será feita exclusivamente por meio de prova presencial escrita, individual e sem consulta. EDITAL DC/CP 12/2016 DIVULGA AS S DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF, OBJETO DE INSCRIÇÃO PARA AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA NO 1º SEMESTRE DE 2016. O Diretor do Campus

Leia mais

Currículo do Curso de Nutrição

Currículo do Curso de Nutrição Currículo do Curso de Nutrição Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para planejar, organizar, dirigir, supervisionar e avaliar unidades de alimentação

Leia mais

Havendo dúvidas na juntada dos documentos, ligue 11 3347-5555 ou mande um e-mail para atendimento03@crbm1.gov.br.

Havendo dúvidas na juntada dos documentos, ligue 11 3347-5555 ou mande um e-mail para atendimento03@crbm1.gov.br. INSTRUÇÕES. LEIA ATENTAMENTE. A documentação deve atender rigorosamente as exigências contidas nesta instrução. Não será aceito pedido de inscrição com documentação em desconformidade com esta instrução.

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ. Processo Seletivo Público para a contratação temporária de pessoal. Edital 401. Em 30 de outubro de 2014

Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ. Processo Seletivo Público para a contratação temporária de pessoal. Edital 401. Em 30 de outubro de 2014 Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ Processo Seletivo Público para a contratação temporária de pessoal Edital 401 Em 30 de outubro de 2014 O Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS Prof. Matheus Parmegiani Jahn Coordenação do Curso de Ciências Biológicas Universidade de Caxias do Sul Abaixo estão algumas orientações gerais

Leia mais

Especialização em Fisiologia do Exercício - NOVO

Especialização em Fisiologia do Exercício - NOVO Especialização em Fisiologia do Exercício - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O objetivo do curso é prover o profissional de conhecimentos atualizados

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais. RESOLUÇÃO CONSEPE 27/2001 CRIA E IMPLANTA O CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, NO CCT, DO CÂMPUS DE CAMPINAS. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO N o RESOLVE

RESOLUÇÃO N o RESOLVE RESOLUÇÃO N o Estabelece o Currículo Pleno do Curso de Ciência da Computação - Bacharelado, do Setor de Ciências Exatas, da Universidade Federal do Paraná.. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão

Leia mais

Resolução nº 024, de 16 de abril de 2015.

Resolução nº 024, de 16 de abril de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria Educação Profissional e Tecnológica Instituto Feral Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Gran do Sul Conselho Superior Resolução nº 024, 16 abril

Leia mais

FACIDER FACULDADE DE COLIDER

FACIDER FACULDADE DE COLIDER FACIDER FACULDADE DE COLIDER Integralização mínima: 05 anos Integralização máxima: 07 anos LOCAL OBJETIVO Portaria Credenciamento IES: Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01. Portaria Autorização Administração

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93. Autor: Poder Executivo LEI Nº 6.370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993 - D.O. 13.12.93. * Cria a Carreira de Tecnologia Ambiental. (*Revogada pela Lei n 7.290 D.O..06.00). A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE

Leia mais

EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR

EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR EDITAL GR Nº QUADRO DE VAGAS COMPLEMENTAR AO EDITAL GR Nº 777/2015 - HISTÓRICO ESCOLAR Edital Complementar referente ao Edital GR Nº 777/2015 de oferta de Vagas em Cursos de Graduação Presenciais da Unisul

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE

GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE CÓDIGO/ NOME REQUISITO DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL MED B 10 Medicina

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURRÍCULOS DOS CURSOS - 2006 CURSO DE PSICOLOGIA CURRÍCULO PLENO - BACHARELADO 1º ANO T P CH/S CH/A Antropologia 03 0 03 120 Estatística I 02 0 02 80 Filosofia da Ciência I 02 0 02 80 Fisiologia 02 02

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES Nº. 11, de 11 de março de 2002) (Matriz curricular aprovada pela

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 193/2009/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 193/2009/CONEPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 193/2009/CONEPE Aprova as Normas de Atividades Complementares para

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016 EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO CONTINUADO PARA 1º SEMESTRE DE 2016 FRANCISCO DE ASSIS CARVALHO ARTEN, Reitor do Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino FAE - torna público a abertura

Leia mais

Anatomia Humana I 60. Biologia Humana 80. Bioestatística 20. Comunicação e Expressão 20. Fundamentos da Fisioterapia 60. Metodologia Científica 60

Anatomia Humana I 60. Biologia Humana 80. Bioestatística 20. Comunicação e Expressão 20. Fundamentos da Fisioterapia 60. Metodologia Científica 60 1º PERÍODO - FISIOTERAPIA SEGUNDA 19h00 22h15 BIOLOGIA HUMANA Dr. Renato Maluta TERÇA 19h00-21h00 SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA DA SAÚDE Esp. Paulo Moacyr TERÇA 21h15 22h15 BIOESTATÍSTICA Esp. Dorival Pinheiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Concurso Público para provimento efetivo de vagas no cargo de Professor da Carreira de Magistério Superior

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Concurso Público para provimento efetivo de vagas no cargo de Professor da Carreira de Magistério Superior UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Concurso Público para provimento efetivo de vagas no cargo de Professor da Carreira de Magistério Superior Edital Nº 5, de 9 de junho de 06 Anexo III - Quadro de

Leia mais

Horário de Aula do 2º ao 8º Períodos *Veja o Horário da Distribuição de Salas no Site

Horário de Aula do 2º ao 8º Períodos *Veja o Horário da Distribuição de Salas no Site Horário de Aula do 2º ao 8º Períodos *Veja o Horário da Distribuição de Salas no Site Curso de Medicina HISTOL. MÉDICA (P1) (P1) (T) P.S.P.S. (T) HISTOL. MÉDICA (T) Profª Josefa Lab. de Histologia P.S.P.S.

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Áreas científicas O curso de Mestrado Integrado em Medicina está organizado de acordo com o sistema de unidades de crédito (ECTS) e encontra -se distribuído pelas seguintes áreas de ensino e investigação

Leia mais

EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016

EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 EDITAL PARA O SEGUNDO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 FRANCISCO DE ASSIS CARVALHO ARTEN, Reitor do Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino FAE - torna público a abertura das inscrições,

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90.

Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90. Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90.569, em 27/11/1984 EDITAL Nº 002/2013 O Diretor da Faculdade Pitágoras de Linhares, no

Leia mais

RESOLUÇÃO N 59/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO N 59/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 59/2009/CONEPE Aprova as Normas Específicas do Estágio Curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 1ª SÉRIE ANUAL MANHÃ 07h30min Imunologia o Anatomia Humana Laboratório de Anatomia Humana Fisiologia Humana e Biofísica TA e TB Microbiologia TA Parasitologia TB SALA 6 BLOCO 1 08h20min Imunologia o Anatomia

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE PSICOLOGIA CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Origens e Recursos Teórico-Metodológicos Antropologia 02 0 02 40 Estatística Descritiva e Probabilidade 02 0 02 40 Fisiologia do Sistema

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. Dispõe sobre a atividade dos corretores de seguros de ramos elementares e dos corretores de seguros de vida,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE

PLANO DE TRABALHO DOCENTE PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1. IDENTIFICAÇÃO DO DOCENTE DOCENTE: NICOLLE MARRA IVANOSKI SIAPE: 2213521 REGIME DE TRABALHO: ( X ) Dedicação Exclusiva ( X ) 40 h ( ) 20 h CONTRATO: ( X ) EFETIVO ( ) TEMPORÁRIO

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Tempo Mínimo: 4,5 anos (9 semestres) Tempo Máximo: 6 anos (12 semestres) : 4.260 h Atividades Complementares: 150 h Carga Horária Total do Curso:

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Câmpus Charqueadas EDITAL n 03/ 2014 - SELEÇÃO INTERNA TEMPORÁRIA DE PROFESSORES O Instituto Federal Sul-rio-grandense

Leia mais

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE MV01 Química Geral e Analítica 45 15 60 4 MV02 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 4 MV03 Histologia e Embriologia Geral 45 15 60 4 MV04 Introdução à Medicina Veterinária 30 15 45 3

Leia mais

Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008 (Alteração homologada pela Resolução nº 36 CONSEPE, de 12/12/2008).

Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008 (Alteração homologada pela Resolução nº 36 CONSEPE, de 12/12/2008). MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUÇÃO EM NUTRIÇÃO Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008

Leia mais

Disciplinas nº créditos Carga Horária. Teórica Prática Total Introdução à Medicina Veterinária e Zootecnia Geral 2 0 2 60

Disciplinas nº créditos Carga Horária. Teórica Prática Total Introdução à Medicina Veterinária e Zootecnia Geral 2 0 2 60 Conteúdos Curriculares do Curso de Graduação em Medicina Veterinária, da Universidade Estadual do Norte do Paraná Campus Luiz Meneghel, o organizado em regime seriado anual (a partir de 2010) 1º ANO Disciplinas

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 04/84, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Desdobra, com novas denominações, Departamento do Centro de Ciências Biomédicas.

RESOLUÇÃO N o 04/84, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Desdobra, com novas denominações, Departamento do Centro de Ciências Biomédicas. RESOLUÇÃO N o 04/84, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO Desdobra, com novas denominações, Departamento do Centro de Ciências Biomédicas. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA, no uso das

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO Nº 207, DE 05 FEVEREIRO DE 1999 Dispõe sobre a transformação dos cargos efetivos e o enquadramento dos servidores do Quadro de Pessoal do Conselho da Justiça Federal e da Justiça Federal de Primeiro

Leia mais

Pós-Graduação. Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças

Pós-Graduação. Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças Pós-Graduação Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças Na concepção do processo seletivo, de modo a ampliar a abrangência regional e nacional da pós-graduação; Número de Alunos

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DE COMPLEMENTARES O presente documento destina-se a reger as normas para registro acadêmico das atividades complementares dos Cursos de Graduação em Comunicação

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Bragança Paulista, 30 de maio de 2016. Profa. Márcia Aparecida Antônio Presidente

R E S O L U Ç Ã O. Bragança Paulista, 30 de maio de 2016. Profa. Márcia Aparecida Antônio Presidente RESOLUÇÃO CONSEACC/BP 16/2016 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVIONADO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. A Presidente do Conselho Acadêmico

Leia mais

CURSO NOTURNO HORAS (P1) (P1) (P2) (P2)

CURSO NOTURNO HORAS (P1) (P1) (P2) (P2) CURSO NOTURNO 2016.2 QUADRO DE HORÁRIOS DAS DISCIPLINAS DO 1 o PERÍODO NOTURNO 405 HORAS Deontologia Cito Histo Química analítica (P1) Cito/Histo Química analítica T Anatomia ( 9.00 às 14.00) Deontologia

Leia mais

5. PROVAS E LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS

5. PROVAS E LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS Fundação Educacional D. André Arcoverde CESVA Centro de Ensino Superior de Valença Direção Acadêmica 1. CARACTERIZAÇÃO EDITAL O Diretor Acadêmico do CESVA Centro de Ensino Superior de Valença, no uso de

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 13/2014 Altera a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998. A Secretária da Educação considerando:

RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998. A Secretária da Educação considerando: RESOLUÇÃO SE Nº 7, DE 19 DE JANEIRO DE 1998 Estabelece diretrizes para a reorganização curricular dos cursos de ensino médio da rede estadual de ensino e dá providências correlatas A Secretária da Educação

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CONTAGEM APROVA e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

A CÂMARA MUNICIPAL DE CONTAGEM APROVA e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR nº 041, de 12 de julho de 07 Dispõe sobre os profissionais da saúde da Administração Direta e da Fundação de Assistência Médica e de Urgência de Contagem, e dá outras providências. A CÂMARA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS DA SESAB - 2015-6ª. Edição EDITAL N.º 06/ 2015

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS DA SESAB - 2015-6ª. Edição EDITAL N.º 06/ 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS DA ERRATA 001 pertinente ao EDITAL Nº 06/2015 A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), através da Superintendência de Recursos Humanos da Saúde

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E TRABALHO Parecer nº 036/09 DET /SEED Curitiba, 29 de Janeiro, de 2009. Protocolo: nº 07.328.702-2 Interessado: Colégio

Leia mais

V DOS REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA INSCRIÇÃO DOS CANDIDATOS. 5.1 Os candidatos devem cumprir os procedimentos, critérios e prazos:

V DOS REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA INSCRIÇÃO DOS CANDIDATOS. 5.1 Os candidatos devem cumprir os procedimentos, critérios e prazos: EDITAL Nº XXX/2011/PROGRAD/CAPES A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação PROGRAD no uso de suas atribuições legais, estatutárias e regimentais, torna pública a abertura das inscrições para selecionar acadêmicos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO RESOLUÇÃO N.o 2628, DE 08 DE SETEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a regulamentação das Atividades Complementares nos currículos dos Cursos de Graduação da UNIRIO. o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, em

Leia mais

ANEXO II TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA CURSOS MINISTRADOS EM NITERÓI

ANEXO II TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA CURSOS MINISTRADOS EM NITERÓI CURSO PRETENDIDO ANTROPOLOGIA ARQUIVOLOGIA ARTES BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO BIOMEDICINA ANEXO II TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA CURSOS MINISTRADOS EM NITERÓI CURSO DE ORIGEM REQUISITOS ESPECÍFICOS CARGA

Leia mais

MENSAGEM Nº 072 /2013. Senhor Presidente, Senhores Vereadores,

MENSAGEM Nº 072 /2013. Senhor Presidente, Senhores Vereadores, MENSAGEM Nº 072 /2013 Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Submeto à análise de Vossas Excelências e à superior deliberação desse Poder Legislativo o anexo Projeto de Lei que FIXA os níveis salariais

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DO DIREITO DA FIB

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DO DIREITO DA FIB REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DO DIREITO DA FIB A Diretora da Faculdade de Direito das Faculdades Integradas Brasileiras - FIB, nos termos do artigo 12, inciso XXIII do Regimento Geral

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 901/2014 Inocência-MS, 09 de dezembro de 2014.

LEI COMPLEMENTAR Nº 901/2014 Inocência-MS, 09 de dezembro de 2014. LEI COMPLEMENTAR Nº 901/2014 Inocência-MS, 09 de dezembro de 2014. Dispõe sobre alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores Públicos Municipais da Administração Direta da Prefeitura

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP Nº 025/89

RESOLUÇÃO CNSP Nº 025/89 RESOLUÇÃO CNSP Nº 025/89 A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRADOS SUSEP, na forma do art. 30 do Regimento Interno baixado pela Resolução CNSP nº 31, de 19.08.68, com a redação dada pela Resolução CNSP nº 05,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA NOTURNO (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES n. 4, de 19 de fevereiro de 2002)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA NOTURNO (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES n. 4, de 19 de fevereiro de 2002) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA NOTURNO (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES n. 4, de 19 de fevereiro de 2002) PRIMEIRO PERÍODO FIS300 Fundamentos e Métodos de Estudo em Fisioterapia

Leia mais

Anexo 03 Normas para a realização de Estágio

Anexo 03 Normas para a realização de Estágio Anexo 03 Normas para a realização de Estágio REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Civil do Setor de Tecnologia

Leia mais