TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE 13.779.252 TOTAL - GERAL 13.779.252"

Transcrição

1 UNIDADE : MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL 0087 GESTAO DA POLITICA DE PREVIDENCIA SOCIAL GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA - NACIONAL S APOIO ADMINISTRATIVO ADMINISTRACAO DA UNIDADE ADMINISTRACAO DA UNIDADE - NACIONAL S S REGIMES DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PUBLICOS DA UNIAO, ESTADOS, MUNICIPIOS E DISTRITO FEDERAL GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA - NACIONAL S S ASSISTENCIA TECNICA AS REFORMAS DOS REGIMES PROPRIOS DE PREVIDENCIA ASSISTENCIA TECNICA AS REFORMAS DOS REGIMES PROPRIOS DE PREVIDENCIA - NACIONAL S TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

2 UNIDADE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA A57 REMUNERACAO DOS SERVICOS POSTAIS A REMUNERACAO DOS SERVICOS POSTAIS - NACIONAL S SERVICO DE PROCESSAMENTO DE DADOS DE BENEFICIOS PREVIDENCIARIOS SERVICO DE PROCESSAMENTO DE DADOS DE BENEFICIOS PREVIDENCIARIOS - NACIONAL S SERVICO DE REABILITACAO PROFISSIONAL SERVICO DE REABILITACAO PROFISSIONAL - NACIONAL S SERVICO DE RECONHECIMENTO DE DIREITOS DE BENEFICIOS PREVIDENCIARIOS SERVICO DE RECONHECIMENTO DE DIREITOS DE BENEFICIOS PREVIDENCIARIOS - NACIONAL FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES DESCENTRALIZADAS DA PREVIDENCIA SOCIAL FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES DESCENTRALIZADAS DA PREVIDENCIA SOCIAL - NACIONAL S S QUALIDADE DOS SERVICOS PREVIDENCIARIOS PROJETOS V INSTALACAO DE UNIDADES DE FUNCIONAMENTO DO INSS V 0001 INSTALACAO DE UNIDADES DE FUNCIONAMENTO DO INSS - NACIONAL S MODERNIZACAO TECNOLOGICA PARA A QUALIDADE DO ATENDIMENTO MODERNIZACAO TECNOLOGICA PARA A QUALIDADE DO ATENDIMENTO - NACIONAL S REFORMAS E ADAPTACOES DAS UNIDADES DO INSS REFORMAS E ADAPTACOES DAS UNIDADES DO INSS NACIONAL S APOIO ADMINISTRATIVO ADMINISTRACAO DA UNIDADE ADMINISTRACAO DA UNIDADE - NACIONAL S S TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

3 UNIDADE : SUPERINTENDENCIA NACIONAL DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR 0086 PREVIDENCIA COMPLEMENTAR GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA - NACIONAL S CAPACITACAO DE SERVIDORES NA AREA DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR CAPACITACAO DE SERVIDORES NA AREA DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - NACIONAL S TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

4 UNIDADE : FUNDO DO REGIME GERAL DE PREVIDENCIA SOCIAL 0901 OPERACOES ESPECIAIS: CUMPRIMENTO DE SENTENCAS JUDICIAIS OPERACOES ESPECIAIS CUMPRIMENTO DE SENTENCA JUDICIAL TRANSITADA EM JULGADO (PRECATORIOS) ORIUNDA DA JUSTICA COMUM ESTADUAL CUMPRIMENTO DE SENTENCA JUDICIAL TRANSITADA EM JULGADO (PRECATORIOS) ORIUNDA DA JUSTICA COMUM ESTADUAL - NACIONAL S TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

5 UNIDADE : MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL I PROGRAMA DE TRABALHO (CANCELAMENTO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, REGIMES DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PUBLICOS DA UNIAO, ESTADOS, MUNICIPIOS E DISTRITO FEDERAL GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA GESTAO E ADMINISTRACAO DO PROGRAMA - NACIONAL S TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

6 ORGAO : RESERVA DE CONTINGENCIA UNIDADE : RESERVA DE CONTINGENCIA I PROGRAMA DE TRABALHO (CANCELAMENTO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, RESERVA DE CONTINGENCIA OPERACOES ESPECIAIS RESERVA DE CONTINGENCIA RESERVA DE CONTINGENCIA - FISCAL F TOTAL - FISCAL TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL

7

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001.

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001. ORGAO : 01000 - CAMARA DOS DEPUTADOS UNIDADE : 01101 - CAMARA DOS DEPUTADOS ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0553 ATUACAO LEGISLATIVA DA CAMARA DOS DEPUTADOS 2.000.000

Leia mais

DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA Fundação Nacional de Artes - FUNARTE 2 0166 - Música e Artes Cênicas RECURSOS RECEBIDOS Limite para Executado Saldo Execução 1.562 Concessão de Prêmios nas Áreas de Música e Artes Cênicas 100 332.500 0

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N o Aprova o Orçamento Interno da Universidade Federal da Paraíba, para o exercício financeiro de 2011. O Conselho

Leia mais

Plano Plurianual - Sec. Mun. de Saúde (art. 165, 1º da Constituição Federal )

Plano Plurianual - Sec. Mun. de Saúde (art. 165, 1º da Constituição Federal ) PROGRAMA: ADMINISTRAÇÃO GERAL OBJETIVO: Manter as atividades administrativas e operacionais dos órgãos para melhoria da prestação de serviços ao público. 44.467.000,00 Manutenção das Atividades Administrativas

Leia mais

Órgão: Justiça Comum Unidade: Justiça Comum

Órgão: Justiça Comum Unidade: Justiça Comum Unidade: 05101 - Justiça Comum 0000 Operações Especiais 6.482.000 Operações Especiais 6.482.000 0000 0703 Despesas de Exercícios Anteriores 28 846 6.401.000 0000 0703 0287 Despesas de Exercícios Anteriores

Leia mais

Caixa de Assist.Aposent. Pensões dos Servidores Municipais de Londrina - PR PAGAMENTO

Caixa de Assist.Aposent. Pensões dos Servidores Municipais de Londrina - PR PAGAMENTO : 78.634.771/0001-28 Página: 1 / 21 001180 30/08/2013 001143 1104 / 2013 969 / 2013 FUNDO DE ASSISTENCIA A SAUDE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE LONDRINA 04.122.00252.07 Pessoal à Disposição de Outros Órgãos

Leia mais

Saldo Anterior Novos. 0, , ,00 0,00 0,00 Finalidade PRECATÓRIOS 18 Lei Nº DECRETO DE 27 DE MAIO DE Data do Contrato

Saldo Anterior Novos. 0, , ,00 0,00 0,00 Finalidade PRECATÓRIOS 18 Lei Nº DECRETO DE 27 DE MAIO DE Data do Contrato Anterior Novos 0-Dívida Orçamentária 26.69.258,86.2.72,02 2.7.85,60 0,00 265.5.879,28 -Dívida Contratual-Com Instituições Financeiras 200.6.8,98 9.029.25,78 2.8.25,90 0,00 206.52.8,86 9 Lei Nº União Banco

Leia mais

PLANO PLURIANUAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ATENÇÃO AO IDOSO, MULHER E PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PLANO PLURIANUAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ATENÇÃO AO IDOSO, MULHER E PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROGRAMA: 1001 - ADMINISTR GERAL OBJETIVO: Manter as atividades administrativas e operacionais dos órgãos para melhoria da prestação de serviços ao público. FUNÇÃO 2117 Produto / Unidade de Medida Unidade

Leia mais

O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO

O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA BRASILEIRO O Sistema Brasileiro de Previdência é formado por três regimes previdenciários: 1) Regime Geral de Previdência Social (RGPS), a cargo do Instituto Nacional de Seguro

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 Notas Introdutórias...1

S u m á r i o. Capítulo 1 Notas Introdutórias...1 S u m á r i o Capítulo 1 Notas Introdutórias...1 1. A Seguridade Social na Constituição de 1988... 1 1.1. Seguridade Social (arts. 194 a 204)... 1 1.1.1. Natureza do Direito à Seguridade Social... 1 1.1.2.

Leia mais

Orçamento e Finanças 2016

Orçamento e Finanças 2016 Orçamento e Finanças 2016 Orçamento O orçamento total do Grupo Hospitalar Conceição é dividido em duas unidades orçamentárias. Na primeira estão os créditos consignados no Orçamento Geral da União - OGU,

Leia mais

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)...

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)... S u m á r i o Capítulo 1 Notas Introdutórias... 1 1. A Seguridade Social na Constituição de 1988...1 1.1. Seguridade Social (arts. 194 a 204)...1 1.1.1. Natureza do Direito à Seguridade Social...1 1.1.2.

Leia mais

PEC 241/16: Mitos e Verdades sobre o Ajuste Fiscal

PEC 241/16: Mitos e Verdades sobre o Ajuste Fiscal PEC 241: Ajuste Fiscal e os Impactos Negativos para a Sociedade PEC 241/16: Mitos e Verdades sobre o Ajuste Fiscal Marcelo Lettieri e-mail: marlettieri@mail.com A TESE DO AJUSTE FISCAL NO BRASIL Elaboração:

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO CARREIRAS FISCAIS... 19 1. Receita Federal do Brasil... 19 2. Ministério do Trabalho e Emprego... 21 CAPÍTULO

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAAPIRANGA PRAÇA 28 DE DEZEMBRO, CNPJ: / Orçamento Programa - Exercício de 2017

MUNICÍPIO DE CAAPIRANGA PRAÇA 28 DE DEZEMBRO, CNPJ: / Orçamento Programa - Exercício de 2017 NATUREZA DA DESPESA POR Page 1 01 LEGISLATIVO 01 CAMARA MUNICIPAL 1.052.000,00 779.000,00 779.000,00 3. 1. 90. 05 OUTROS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS 0.01.010 1.000,00 3. 1. 90. 11 VENCIMENTOS E VANTAGENS

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO SIGLAS E ABREVIATURAS PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO SIGLAS E ABREVIATURAS PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21 SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO... 15 SIGLAS E ABREVIATURAS... 17 PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21 SEGURIDADE SOCIAL... 28 CAPÍTULO 02 FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL...

Leia mais

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art.

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. Constituição Federal TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. 193) CAPÍTULO II - DA SEGURIDADE SOCIAL Seção I - Disposições Gerais (arts. 194 e 195) Seção II - Da Saúde (arts.

Leia mais

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048)

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048) SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. SEGURIDADE SOCIAL 1.1 Noção geral 1.1.1 Saúde 1.1.2 Assistência social 1.1.3 Previdência Social 1.2 Breve histórico 1.2.1 Evolução legislativa no Brasil 1.3 Conceituação 1.4 Objetivo,

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19 SUMÁRIO S CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19 1. Origem e evolução legislativa no Brasil... 19 Questões comentadas de concursos públicos... 29 Questões de concursos... 30 CAPÍTULO 2 A SEGURIDADE SOCIAL

Leia mais

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Belém, para o exercício de 2016. O PREFEITO MUNICIPAL DE BELÉM, Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º

Leia mais

Pensão Alimentícia. Conceito. Caracterização/Particularidades

Pensão Alimentícia. Conceito. Caracterização/Particularidades Pensão Alimentícia Conceito Pensão alimentícia é a importância em pecúnia que o servidor é obrigado a pagar aos seus dependentes ou parentes, em decorrência de sentença judicial de prestação de alimentos,

Leia mais

Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público

Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público VIDA DOCENTE: PREVIDÊNCIA E CARREIRA APUBH SINDICATO DOS PROFESSORES UNIVERSIDADES FEDERAIS DE BELO HORIZONTE E MONTES CLAROS BELO HORIZONTE

Leia mais

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1 nota do autor...11 nota do autor 2ª edição...13 CAPÍTULO 1 a seguridade social no brasil...15 1. Evolução histórica e composição...15 2. Definição e natureza jurídica...16 3. Competência legislativa...17

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA PROGRAMA I. SEGURIDADE SOCIAL E PREVIDÊNCIA SOCIAL 2. Princípios e Características da Seguridade Social 2.1. Solidariedade 2.2 Universalidade da Cobertura e do Atendimento 2.3. Uniformidade e Equivalência

Leia mais

F 3 P 30 0 100 150.000 TOTAL - FISCAL 150.000 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 150.000

F 3 P 30 0 100 150.000 TOTAL - FISCAL 150.000 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 150.000 ORGAO : 01000 - CAMARA DOS DEPUTADOS UNIDADE : 01101 - CAMARA DOS DEPUTADOS ANEXO I CREDITO ESPECIAL PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0909 OPERACOES ESPECIAIS:

Leia mais

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO Conteúdo Programático Direito Previdenciário: Seguridade social: origem e evolução legislativa no Brasil; conceito; organização e princípios constitucionais. Da assistência

Leia mais

Quadro das Dotações Por Órgãos de Governo e Administração (Consolidado) Código Especificação Desp. Correntes Desp.

Quadro das Dotações Por Órgãos de Governo e Administração (Consolidado) Código Especificação Desp. Correntes Desp. Artigo 2º Parágrafo 1º - Item IV da Lei 4.320/64 - (Detalhamento do Programa de Trabalho) Pág. 1 Órgão: 1 - Câmara Municipal de Seritinga Unidade: 01 - Corpo Legislativo Sub-Unidade: - Corpo Legislativo

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 11.897, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2008. Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2009. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO GABINETE DO CONSELHEIRO EDGARD CAMARGO RODRIGUES

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO GABINETE DO CONSELHEIRO EDGARD CAMARGO RODRIGUES Fls. n.º 32 Processo: TC 001234/026/10 Interessado: Instituto de Previdência Municipal de Praia Grande Matéria em exame: Contas anuais de 2010 Dirigente: Kleber Vicente Cavalcante SENTENÇA Em exame as

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: /

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 23.960.855,09 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 10.613.130,84 REMUNERAÇÃO PESSOAL 8.288.264,86 Salários

Leia mais

F 5 2 90 0 100 73.762.862 F 3 2 90 0 100 11.148.628 TOTAL - FISCAL 84.911.490 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 84.911.490

F 5 2 90 0 100 73.762.862 F 3 2 90 0 100 11.148.628 TOTAL - FISCAL 84.911.490 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 84.911.490 UNIDADE : 47101 - MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORCAMENTO E GESTAO ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0913 OPERACOES ESPECIAIS - PARTICIPACAO DO BRASIL EM

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 D U TO

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 D U TO ÓRGÃO: 33000 - Ministério da Previdência Social UNIDADE: 33101 - Ministério da Previdência Social 0750 Apoio Administrativo 10.000.000 09 122 0750 2000 Administração da Unidade 10.000.000 09 122 0750 2000

Leia mais

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5 Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 40.137.244,10 1.616.690,09 4.888.420,25 35.248.823,85 CRÉDITO DISPONÍVEL

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: /

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 23.960.855,09 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 10.613.130,84 REMUNERAÇÃO PESSOAL 8.288.264,86 Salários

Leia mais

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5 Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 40.137.244,10 1.700.800,49 4,24 3.271.730,16 8,15 36.865.513,94 91,85 CRÉDITO

Leia mais

Programa de Trabalho por Função/SubFunção/Programa

Programa de Trabalho por Função/SubFunção/Programa Programa de Trabalho por //Programa 03 ESSENCIAL À JUSTIÇA 1.023.996,68 1.023.996,68 03 092 REPRESENTAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL 1.023.996,68 1.023.996,68 03 092 0406 Gestão Administrativa 1.023.996,68

Leia mais

RECONHECIMENTO DO DIREITO AO BENEFÍCIO POR INCAPACIDADE

RECONHECIMENTO DO DIREITO AO BENEFÍCIO POR INCAPACIDADE RECONHECIMENTO DO DIREITO AO BENEFÍCIO POR INCAPACIDADE 218ª Reunião do CNPS Julho de 2015 70,0 EVOLUÇÃO MENSAL TMEA-PM BRASIL TMEA-PM 60,0 50,0 40,0 37,6 33,6 30,0 29,5 25,5 24,0 22,3 24,1 24,1 25,9 25,0

Leia mais

DESPESAS POR PROGRAMA SEGUNDO A CATEGORIA ECONÔMICA

DESPESAS POR PROGRAMA SEGUNDO A CATEGORIA ECONÔMICA PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA: 2014-2017 EXERCÍCIO: 2014 DESPESAS POR PROGRAMA SEGUNDO A CATEGORIA ECONÔMICA Programa 5001-ADMINISTRAÇÃO GERAL 237.805.958,00

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEL SUPERIOR. 1. Quanto à compreensão de textos Reconhecimento da intenção comunicativa dominante no texto;

LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEL SUPERIOR. 1. Quanto à compreensão de textos Reconhecimento da intenção comunicativa dominante no texto; UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO PARA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ PROGRAMA DE ESTUDOS Cargo: Advogado LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEL SUPERIOR 1. Quanto à

Leia mais

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA 2014-2017 EXERCÍCIO 2014 RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS 5001 - ADMINISTRAÇÃO GERAL 02 - S. M. DE

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11 Guia de leitura... 13 DIRECIONAMENTO DO ESTUDO: O QUE É NECESSÁRIO PRIORIZAR NO ESTUDO DAS PROVAS DO CESPE... 19 Raio-x da incidência das

Leia mais

ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE

ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE ESTUDOS ATUARIAIS E OS DESAFIOS DA ATUALIDADE Ivan Sant Ana Ernandes, MIBA 506 Maio de 2017 AGENDA 1. Visão fiscal x visão social 2. Expectativas de vida no mundo e no Brasil 3. Envelhecimento da população

Leia mais

IPERGS RPPS - DESAFIOS PARA O FORTALECIMENTO E A SUSTENTABILIDADE - GRAMADO ABRIL 2016

IPERGS RPPS - DESAFIOS PARA O FORTALECIMENTO E A SUSTENTABILIDADE - GRAMADO ABRIL 2016 IPERGS RPPS - DESAFIOS PARA O FORTALECIMENTO E A SUSTENTABILIDADE - GRAMADO ABRIL 2016 SEGURIDADE E PREVIDÊNCIA SEGURIDADE SOCIAL Art. 194 da CF - A seguridade social compreende um conjunto integrado de

Leia mais

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 SUMÁRIO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 Preâmbulo...1 TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (Arts. 1º a 4º)...3 TÍTULO

Leia mais

S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL

S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE TOTAL - GERAL ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33904 - FUNDO DO REGIME GERAL DE PREVIDENCIA SOCIAL 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 717.234.218 09 271 0083 001O PAGAMENTO DE APOSENTADORIAS -

Leia mais

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Curso: Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Ética e Legislação Profissional Assunto: Sistema Previdenciário/Construção Civil Prof.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATEUS LEME

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATEUS LEME Página 00001 Lei nº 2.420, de 01 de Dezembro de 2008 Estima a receita e fixa a despesa do Município de Mateus Leme, MG, para o exercício financeiro de 2009. O povo do Município de Mateus Leme, por seus

Leia mais

DADOS FINANCEIROS POR PROGRAMA E AÇÃO

DADOS FINANCEIROS POR PROGRAMA E AÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA: 2014-2017 EXERCÍCIO: 2014 DADOS FINANCEIROS POR PROGRAMA E AÇÃO Grupo Órgão :01 - CAMARA MUNICIPAL Unidade :001 -

Leia mais

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX Legislativa Judiciária Essencial à Justiça Administração Segurança Pública 49.350.000 02 - Secretaria 7.590.239 Municipal de Governo 03 - Gabinete 884.465 do Vice-Prefeito 04 - Procuradoria 16.522.000Geral

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 AT I V I D A D E S

CREDITO SUPLEMENTAR 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 AT I V I D A D E S ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIO DO SEGURO SOCIAL 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 09 271 0083 2A57 REMUNERACAO DOS SERVICOS POSTAIS 38.000.000

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ENTRE O PRESENTE, O PROPOSTO E O IDEAL. Mauro Luciano Hauschild Advogado e Professor

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ENTRE O PRESENTE, O PROPOSTO E O IDEAL. Mauro Luciano Hauschild Advogado e Professor REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ENTRE O PRESENTE, O PROPOSTO E O IDEAL Mauro Luciano Hauschild Advogado e Professor O QUE É BEM ESTAR SOCIAL? Apenas Previdência? Como fica a questão da saúde? Da assistência social?

Leia mais

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Gilson Fernando Custeio da Lei nº 8.212/1991 e alterações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAMBÉ DO MATO DENTRO MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAMBÉ DO MATO DENTRO MINAS GERAIS LEI Nº 520/2011 Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Itambé do Mato Dentro para o Exercício de 2012. Eu, WAVEL DIAS LAGE, Prefeito do Município de Itambé do Mato Dentro, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

O uso da tecnologia na prestação de serviços: um compromisso com o cidadão

O uso da tecnologia na prestação de serviços: um compromisso com o cidadão O uso da tecnologia na prestação de serviços: um compromisso com o cidadão A Previdência Social Órgãos MPS Ministério da Previdência Social INSS Instituto Nacional do Seguro Social Dataprev Empresa de

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Propostas para o Equilíbrio Fiscal

Estado do Rio de Janeiro Propostas para o Equilíbrio Fiscal Estado do Rio de Janeiro Propostas para o Equilíbrio Fiscal Agenda A. Receitas, Despesas e Previdência (diagnóstico) B. Medidas Implantadas C. Medidas a implantar D. Resultado das medidas propostas R$

Leia mais

PREFEITURA MUNIC MONTE APRAZÍVEL Praça São João, nº /

PREFEITURA MUNIC MONTE APRAZÍVEL Praça São João, nº / PREFEITURA MUNIC MONTE APRAZÍVEL Balanço Orçamentário LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" - Anexo I Receitas Previsão p/ o Exercício Receitas Realizadas até RECEITAS CORRENTES 36.336,00 31.631,99

Leia mais

Regime de Recuperação Fiscal Mato Grosso (PEC dos Gastos)

Regime de Recuperação Fiscal Mato Grosso (PEC dos Gastos) Regime de Recuperação Fiscal Mato Grosso (PEC dos Gastos) Cuiabá-MT 12/09/2017 Cinco Pontos Fundamentais do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) 1) Reforça a disciplina fiscal, mediante a limitação da expansão

Leia mais

BPC - LOAS SEGURIDADE SOCIAL

BPC - LOAS SEGURIDADE SOCIAL SEGURIDADE SOCIAL Art. 196 Saúde Art. 201 Previdência Social Art. 203 A assistência social será prestada a quem dela necessitar, independentemente de contribuição à seguridade social... Constituição da

Leia mais

Programa de Trabalho por Função/SubFunção/Programa

Programa de Trabalho por Função/SubFunção/Programa Programa de Trabalho por //Programa 03 ESSENCIAL À JUSTIÇA 0,00 574.708,77 0,00 574.708,77 03 092 REPRESENTAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL 0,00 574.708,77 0,00 574.708,77 03 092 0406 GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

DESPESA DO PROGRAMA DE TRABALHO

DESPESA DO PROGRAMA DE TRABALHO Órgão: 19000 - Secretaria de Estado da Administração Unidade: 19204 - Companhia de Processamento de Dados da Paraíba Esf Ft [F] Ciência e Tecnologia 22752000 6273700 14274500 2203800 [S] Administração

Leia mais

Programática Programa/Ação/Localização/Produto/Natureza Funcional Esf Nat IU Fte Valor

Programática Programa/Ação/Localização/Produto/Natureza Funcional Esf Nat IU Fte Valor 0910 Operações Especiais: Gestão da Participação em Organismos e Entidades Nacionais e Internacionais 35.836 0910.00OL Contribuições e Anuidades a Organismos e Entidades Nacionais e Internacionais sem

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 155 - Data 24 de junho de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA FÍSICA - IRPF HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS.

Leia mais

Conceito, Origem e Histórico Previsão Constitucional O Financiamento da Seguridade Social... 84

Conceito, Origem e Histórico Previsão Constitucional O Financiamento da Seguridade Social... 84 S u m á r i o Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico... 1 1. A Origem da Proteção SociaL... 1 2. Conceito de Seguridade Social... 5 3. A Saúde... 8 4. A Assistência Social... 13 4.1.

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1

S u m á r i o. Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1 S u m á r i o Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1 1. A Origem da Proteção Social... 1 2. Conceito de Seguridade Social... 5 3. A Saúde... 8 4. A Assistência Social...13 4.1.

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: /

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 25.342.855,09 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 10.613.130,84 REMUNERAÇÃO PESSOAL 8.288.264,86 Salários

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: /

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 25.342.855,09 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 10.613.130,84 REMUNERAÇÃO PESSOAL 8.288.264,86 Salários

Leia mais

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: /

CREA/ES Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 25.342.855,09 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 10.613.130,84 REMUNERAÇÃO PESSOAL 8.288.264,86 Salários

Leia mais

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública...

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública... Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 1. Agentes Públicos... 15 2. Controle da Administração Pública... 24 3. Contratos Administrativos... 51 4. Entes da Administração Pública... 61 5. Improbidade Administrativa...

Leia mais

ANEXO VI QUADRO DETALHADO DAS MODALIDADES DE APLICAÇÃO Modalidades de Aplicação

ANEXO VI QUADRO DETALHADO DAS MODALIDADES DE APLICAÇÃO Modalidades de Aplicação Código ANEXO VI QUADRO DETALHADO DAS MODALIDADES DE APLICAÇÃO Modalidades de Aplicação 20 Transferências à União 22 Execução Orçamentária Delegada a União 30 Transferências a Estados e ao Distrito Federal

Leia mais

Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 Capítulo 2 Direito Previdenciário... 11

Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 Capítulo 2 Direito Previdenciário... 11 Sumário Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 1.1. Introdução...1 1.2. Assistência social...1 1.3. Mutualismo...2 1.4. Seguro privado...2 1.5. Seguro social...3

Leia mais

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA 2016 1 1. Este Regulamento contém as regras adotadas pelo ICSS para a Certificação por Experiência de Profissionais, através do reconhecimento da sua capacitação

Leia mais

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5 Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 45.830.999,89 2.542.846,95 13.812.297,13 32.018.702,76 CRÉDITO DISPONÍVEL

Leia mais

CATEGORIA CODIGO ESPECIFICACAO DESDOBRAMENTO ELEMENTO ECONOMICA

CATEGORIA CODIGO ESPECIFICACAO DESDOBRAMENTO ELEMENTO ECONOMICA 3.0.00.00.00000000 DESPESAS CORRENTES 20.327.002,34 3.1.00.00.00000000 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 9.696.861,17 3.1.90.00.00000000 APLICACOES DIRETAS 8.967.206,03 3.1.90.01.00000000 APOSENTADORIAS E REFORMAS

Leia mais

LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL UNIDADE UFPR 2013

LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL UNIDADE UFPR 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL UNIDADE 26241 - UFPR 2013 Curitiba - PR 2013 2 Reitor: Zaki Akel Sobrinho Vice-Reitor: Rogério Mulinari

Leia mais

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5

CREA/ES. Comparativo da Despesa Liquidada. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: / Página:1/5 Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do ES CNPJ: 27.055.235/0001-37 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 45.830.999,89 2.494.313,46 16.306.610,59 29.524.389,30 CRÉDITO DISPONÍVEL

Leia mais

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO PPA - Exercício - RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE Órgão

Leia mais

CARGO PÚBLICO EFETIVO CARREIRA AUDITORIA DA RECEITA FEDERAL

CARGO PÚBLICO EFETIVO CARREIRA AUDITORIA DA RECEITA FEDERAL CARGO PÚBLICO EFETIVO CARREIRA AUDITORIA DA RECEITA FEDERAL RAV - GDAT - GIFA - L E I -- - ASSUNTO / ALTERAÇÕES - Nº 5.645, DE 10 DE DEZEMBRO DE 1970 Estabelece Diretrizes para a Classificação de Cargos

Leia mais

Processo de Execução no Direito Previdenciário

Processo de Execução no Direito Previdenciário Processo de Execução no Direito Previdenciário Introdução ao Processo de Execução. A Execução contra a Fazenda Pública Previdenciária - Noções Gerais: objeto, partes, requisitos, prazos, procedimento Execução

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Previdenciário Delegado da Polícia Federal Período: 2004-2016 Direito Previdenciário 1) CESPE - DPF/PF/2004 No item a seguir, é apresentada uma situação hipotética

Leia mais

NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO

NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO NOÇÕS ELEMENTARES SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO SAÚDE LEI 8.080/90 ASSISTÊNCIA SOCIAL LEI 8.742/93; Dec.6.214/07 PREVIDÊNCIA CF/88, ART. 201 E 202, LEIS 8.212/91 E 8.213/91, DEC. 3.048/99, IN/INSS 20/07

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL

CONSTITUIÇÃO FEDERAL CONSTITUIÇÃO FEDERAL - 1988 TÍTULO VIII CAPÍTULO II SEÇÃO II DA SAÚDE Profª. Andréa Paula Enfermeira E-mail - andreapsmacedo@gmail.com Facebook - http://facebook.com/andreapsmacedo Art. 194 A seguridade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS - RJ

PREFEITURA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS - RJ Página: 1 Órgão: 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS 01 LEGISLATIVA 29.592.490,00 100,000 TOTAL ÓRGÃO 29.592.490,00 100,000 Página: 2 Órgão: 10 - GABINETE DO PREFEITO 03 ESSENCIAL A JUSTIÇA 20.000,00 0,125

Leia mais

Julho/2017 Versão 1.0

Julho/2017 Versão 1.0 Manual prático Nota Eletrônica Julho/2017 Versão 1.0 Emissão de NFS-e 1- Para realizar a emissão de nota eletrônica, o contribuinte deverá acessar o sistema ISS.net através do menu Nota Eletrônica-> Nova

Leia mais

R$ 1,00 ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA

R$ 1,00 ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA JUSTIÇA PÚBLICA 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE MACEIÓ 02 - GABINETE DO PREFEITO 03 - GABINETE DO VICE-PREFEITO 04 - SECRETARIA

Leia mais

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA , ,01

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA , ,01 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS 408.377.447,62 395.630.624,01 Receitas derivadas e originárias 5.555.252,62 5.259.708,60 Transferências correntes recebidas

Leia mais

Uma Reforma Previdenciária Abrangente

Uma Reforma Previdenciária Abrangente Uma Reforma Previdenciária Abrangente Eqüidade x Redistribuição Se a Previdência Social for entendida como Seguro Compulsório visando garantir renda ao indivíduo ou grupo familiar quando da perda da capacidade

Leia mais

CAMPO DISCRIMINAÇÃO VALOR INVESTIMENTOS DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA = ( )

CAMPO DISCRIMINAÇÃO VALOR INVESTIMENTOS DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA = ( ) BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO CAMPO DISCRIMINAÇÃO VALOR 1 ATIVO = (84+85) 1.173.921.10 2 ATIVO FINANCEIRO = (3+14+19+20+27) 49.475.90 3 DISPONÍVEL = (4+12+13) 41.041.40 4 EM MOEDA NACIONAL = (5+6+7) 41.041.40

Leia mais

Os servidores ocupantes de cargos efetivos dos Quadros de Pessoal do INSS e do MPS integram as seguintes carreiras e cargos específicas:

Os servidores ocupantes de cargos efetivos dos Quadros de Pessoal do INSS e do MPS integram as seguintes carreiras e cargos específicas: CARREIRAS DA AREA DE PREVIDÊNCIA E AFINS: DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO ATUAL. I. CARREIRAS E CARGOS DE ESPECIALISTAS DA AREA DE PREVIDENCIA SOCIAL DO MPS E DO INSS. Os servidores ocupantes de cargos efetivos

Leia mais

ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL ORÇAMENTO DA UNIÃO EXERCÍCIO INANCEIRO DE 6 ORÇAMENTO ICAL E DA EGURIDADE OCIAL VOLUME V DETALHAMENTO DO CRÉDITO ORÇAMENTÁRIO PODER EXECUTIVO MINITÉRIO DA EDUCAÇÃO 6437 - Instituto ederal de Órgão: 6 Ministério

Leia mais

Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na

Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na Administração direta estadual, que exerça atividades sob condições

Leia mais

Educação Previdenciária Conhecendo a Previdência Aula 2

Educação Previdenciária Conhecendo a Previdência Aula 2 Educação Previdenciária Conhecendo a Previdência Aula 2 2017 Pauta Previdência Social Princípios Histórico Carência Fator Previdenciário Valor dos Benefícios 2 Seguridade - Princípios Solidariedade uns

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Certificado de Registro Cadastral - CRC (Instituído pelo art. 34 da Lei 8.666, de 1993 e regulamentado pelo art. 1 do Decreto n 3.722, de 2001) CNPJ / CPF: 02.037.069/0001-15 Razão Social / Nome: G REFRIGERACAO

Leia mais

Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria

Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria Palestrante Hilário Bocchi Junior www.bocchiadvogados.com.br hilariojunior@bocchiadvogados.com.br Sumário SISTEMA DE SEGURIDADE

Leia mais

Unidade Gestora: FEMA-FUNDACAO EDUC.DO MUNICIPIO DE ASSIS

Unidade Gestora: FEMA-FUNDACAO EDUC.DO MUNICIPIO DE ASSIS Estado de Sao Paulo Comparativo da Despesa Autorizada com a Realizada Folha: 1 06 FEMA-FUNDACAO EDUC.DO MUNICIPI 9.053.000,00 0,00 9.053.000,00 8.804.051,94 248.948,06 0614 FEMA-FUNDACAO EDUC.DO MUNICIPI

Leia mais

NICOLAU RODRIGUES DA SILVEIRA Advogado OAB/RS nº Mantenedora das Faculdades Integradas de Taquara FACCAT

NICOLAU RODRIGUES DA SILVEIRA Advogado OAB/RS nº Mantenedora das Faculdades Integradas de Taquara FACCAT VIII SEMINÁRIO SUL BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PÚBLICA CONSELHO FISCAL DO RPPS OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADE S NICOLAU RODRIGUES DA SILVEIRA Advogado OAB/RS nº 29383 Presidente do Conselho Deliberativo da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS As ações da UFAL para apoio aos funcionários, visando sua capacitação externa (participação em eventos e cursos fora da UFAL), são... Página 1141 de 1590 As ações da UFAL para assistência aos funcionários,

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores EDSON FERREIRA (Presidente), OSVALDO DE OLIVEIRA E VENICIO SALLES.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores EDSON FERREIRA (Presidente), OSVALDO DE OLIVEIRA E VENICIO SALLES. fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2013.0000671824 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0010990-20.2012.8.26.0361, da Comarca de Mogi das Cruzes, em que é apelante JOSE EDUARDO SANTANA LEITE,

Leia mais

PRIMEIRA PROVA ESCRITA (P 2 )

PRIMEIRA PROVA ESCRITA (P 2 ) PRIMEIRA PROVA ESCRITA (P 2 ) Na prova a seguir, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS

Leia mais