ALERGIAS AO LÁTEX...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALERGIAS AO LÁTEX..."

Transcrição

1 ALERGIAS AO LÁTEX... UM PROBLEMA CADA VEZ MAIS PREOCUPANTE O látex, um componente da borracha natural produzido pela seringueira, é um produto com características especiais, por isso muito utilizadas em produtos hospitalares e laboratoriais, tais como luvas descartáveis, tubos, seringas, cateteres, roupas, bandagens, etc. Alguns usuários desses produtos podem desenvolver alergias às proteínas do látex, que vão desde reação alérgica discreta até reação fatal. COMPONENTES DO LÁTEX O látex da borracha natural é um produto processado e derivado da seiva leitosa da seringueira (Hevea braziliensis). O nosso maior produtor é o Estado de São Paulo. O látex produzido por células especiais é composto de diversas substâncias químicas, como lipídios, fosfolipídios (gorduras) e proteínas, estas as responsáveis pela sensibilização alérgica. Existem mais de 100 plantas capazes de produzir látex, mas poucas têm potencial para produzi-lo comercialmente como a seringueira. A seiva leitosa da seringueira começa o processo de estabilização, e para conservação do látex adiciona-se amônia. A seguir adiciona-se um antioxidante (fenilenodiamina) e os endurecedores (tiuram, carbamatos), os quais servem para dar as propriedades desejadas ao látex, que assim pode ser moldado em diferentes formas e tamanhos (bexigas, camisinhas, luvas...). O látex natural é diferente da borracha sintética, derivada do petróleo. Como a borracha sintética é diferente em composição, não apresenta risco aos indivíduos sensíveis ao látex. REAÇÕES ALÉRGICAS TARDIAS DERMATITE DE CONTATO:

2 a) Irritativa: uma pessoa pode apresentar irritação pelo uso de luvas de látex. As lesões se caracterizam por vermelhidão, secura e descamação nas mãos e, nos casos graves, vesículas (bolhas). Tais alterações também podem ser provocadas pelo suor e pela coceira embaixo da luva. Os resíduos de sabão ou de detergente em contato com a superfície cutânea prolongada também irritam e coçam. b) Alérgica: é uma resposta imune específica aos componentes adicionados ou naturais do látex. Esta resposta é conhecida como hipersensibilidade tardia. A dermatite alérgica eczematosa aguda do dorso da mão freqüentemente forma bolhas, as quais surgem em horas após o uso de luvas de látex. A exposição repetida da pele ao látex a torna seca, descamativa e espessa. Os agentes provocadores da alergia são os aditivos químicos ou qualquer outra substância adicionada ao látex. As reações de contato irritante ou alérgica reduzem a barreira protetora da pele e aumentam a absorção de substâncias químicas e proteínas, aumentando o risco de uma pessoa tornar-se alérgica. REAÇÕES ALÉRGICAS IMEDIATAS As reações alérgicas imediatas são mediadas pelos anticorpos específicos da classe IgE antiproteínas do látex. Uma vez sensibilizada pelo látex, a pessoa pode desenvolver rinite, conjuntivite, urticária, angioedema, asma e, no caso grave, choque anafilático. Não é necessário o contato direto com produtos médicos para alguém se sensibilizar ao látex. As proteínas alergênicas ao látex são também absorvidas pelo talco das luvas, pois quando estas são batidas formam aerossol, que é inalado. A exposição direta do látex nas mucosas ou na superfície serosa também ocorre com o uso de cateteres ou de luvas usadas pelos médicos durante cirurgias, principalmente nas abdominais e urológicas. Reações anafiláticas graves têm ocorrido em pessoas sensibilizadas ao látex quando estas entram em contato com diferentes produtos vaginais e com luvas usadas em procedimentos médicos e tratamentos dentários.

3 REAÇÕES CRUZADAS Pessoas com alergia alimentar a banana, abacate, castanha, abricó, kiwi, mamão-papaia, maracujá, abacaxi, pêra, nectarina, ameixa, framboesa, melão, figo, uvas, batata crua, tomate e aipo também podem apresentar reação cruzada ao látex (Kurup et al, 1994). Alguns pacientes alérgicos ao látex poderão apresentar reações cruzadas com esses alimentos, enquanto outros não. Ownby e colaboradores (1994), avaliando 1000 doadores voluntários de sangue, identificaram 6,5% deles com anticorpos IgE antilátex específico e sem antecedentes alérgicos. AUMENTO DA PREVALÊNCIA As pessoas que trabalham em hospitais, clínicas e laboratórios médicos querem se proteger contra doenças infecciosas tais como as hepatites, a aids e outros agentes infecciosos. Pressupõe-se que o sangue e outros líquidos corpóreos humanos são potencialmente contagiosos e perigosos, por isso o uso de luvas de látex se tornou amplo. O resultado dessa política foi o aumento do número de funcionários e pacientes expostos aos produtos derivados do látex. INDENTIFICAÇÃO DE PACIENTES DE RISCO À ALERGIA AO LÁTEX O paciente que apresenta alergia ao látex deve documentar a ocorrência de reações aos produtos utilizados em cirurgia médica ou odontológica e aos produtos usados rotineiramente como luvas, roupas e brinquedos. As alergias mais comuns são dermatites de contato, urticária e angioedema, rinite, conjuntivite, asma e choque anafilático. Também os pacientes que apresentaram reações alérgicas/choque anafilático sem causa aparente em cirurgias, história de múltiplas cirurgias, reações a certos alimentos e história presente ou passada de doenças atópicas (asma, rinite e eczema) devem ser avaliados. PESSOAS A SEREM TESTADAS

4 Na pessoa a ser testada deve-se incluir o teste de sensibilidade aos aditivos da borracha e de reações alérgicas ao látex. Aditivos de borracha: pessoa com eczema ou dermatite de mãos expostas ao látex deve realizar consulta médica e os testes para documentar ou não a sensibilidade ao látex. Os testes mais apropriados nesses casos são os de contato in vivo, que são feitos e interpretados de acordo com técnica padronizada. O teste cutâneo imediato in vivo, feito e lido em minutos, detecta anticorpos da classe IgE específico antilátex. Esse teste é feito na pessoa portadora de rinite, asma ou eczema. Teste de laboratório: é o exame in vitro para detectar anticorpos IgE no sangue de pacientes alérgicos ao látex. Este teste é feito quando os testes cutâneos imediatos forem considerados de risco ou quando os testes cutâneos não estiverem disponíveis. Consumidor dos seguintes alimentos, quando causam urticárias, coceira nos lábios e na garganta ou sintomas mais graves quando são ingeridos ou manipulados: Frutas que provocam reações do tipo imediato: Abacate Kiwi abacaxi Maçã Aipo Maracujá Ameixa Melão Avelã Nectarina Banana Papaia (mamão) Batatas (cruas) Pêra Castanha Pêssego Cenoura Tomates Cereja Uva damasco Figo Substâncias adicionadas ao látex que podem provocar dermatite:

5 Carba mix Etilenodiamina Imidazoldinil uréia mercaptobenzotiazol Mercapto mix Ortofenilenodiamina Tiuram mix Tricosan Látex da luva AS DÚVIDAS E PERGUNTAS DEVERÃO SER LEVADAS AO SEU ALERGISTA PARA ESCLARECIMENTO. IMPORTANTE As informações disponíveis no site possui caráter informativo e educativo. No caso de consulta procurar seu médico de confiança para diagnóstico e tratamento. Dr. Luiz Carlos Bertoni Alergista - Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) Membro - World Allergy Organization (WAO) CRM-PR 5779

ALERGIA ALIMENTAR: UMA VISÃO PANORÂMICA

ALERGIA ALIMENTAR: UMA VISÃO PANORÂMICA ALERGIA ALIMENTAR: UMA VISÃO PANORÂMICA No dia-a-dia de um consultório de alergia é muito comum o cliente chegar achando que seu problema alérgico está relacionado à alergia alimentar, principalmente quando

Leia mais

TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 3/3

TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 3/3 TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 3/3 VACINA ANTIALÉRGICA UM TRATAMENTO DE EXCELÊNCIA A imunoterapia é o tratamento preventivo para impedir as reações alérgicas provocadas por substâncias como ácaros

Leia mais

Alimentos. O que é? Papel da IgE sérica específica no diagnóstico da alergia alimentar. IgE Específico

Alimentos. O que é? Papel da IgE sérica específica no diagnóstico da alergia alimentar. IgE Específico IgE Específico Alimentos O que é? IgEs específicos para alimentos são testes que avaliam a presença, na amostra testada, de anticorpos IgE contra alérgenos derivados de um alimento específico. Papel da

Leia mais

Recomendações para o atendimento à pacientes com hipersensibilidade do. É fundamental como cuidado pré-operatório identificar ou reconhecer pacientes

Recomendações para o atendimento à pacientes com hipersensibilidade do. É fundamental como cuidado pré-operatório identificar ou reconhecer pacientes Recomendações para o atendimento à pacientes com hipersensibilidade do tipo I ao látex Enf. Rosimeire A. Mendes Lopes Pré-operatório É fundamental como cuidado pré-operatório identificar ou reconhecer

Leia mais

PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA

PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA O estudo do sistema imune (proteção) surgiu no início do século 20, com futuro muito promissor, mas isto não se confirmou de imediato. Os fenômenos imunológicos

Leia mais

TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 2/3

TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 2/3 TRATAMENTO DE ALERGIA RESPIRATÓRIA 2/3 SISTEMA IMUNE E ALERGIA Por alergia, entendem-se as repostas imunes indesejadas contra substâncias que venceram as barreiras como, os epitélios, as mucosas e as enzimas.

Leia mais

Alérgenos de origem alimentar: eles são preocupantes? Flavio Finardi Filho FCF USP ffinardi@usp.br

Alérgenos de origem alimentar: eles são preocupantes? Flavio Finardi Filho FCF USP ffinardi@usp.br Alérgenos de origem alimentar: eles são preocupantes? Flavio Finardi Filho FCF USP ffinardi@usp.br Alérgenos de origem alimentar Características gerais glicoproteínas resistência térmica resistente à proteólise

Leia mais

ALERGIA A INSETOS SUGADORES (ESTRÓFULO)

ALERGIA A INSETOS SUGADORES (ESTRÓFULO) ALERGIA A INSETOS SUGADORES (ESTRÓFULO) A maioria das pessoas não-alérgicas a picadas de insetos geralmente apresentam uma reação papulosa no local da picada do inseto. A pápula surge em 5 a 20 minutos

Leia mais

Ficha de Dados de Segurança

Ficha de Dados de Segurança Conforme o Regulamento (CE) Nº 1907/2006 (REACH) 1.- Identificação da substância ou do preparado e da sociedade ou empresa Identificação da substância ou do preparado Identificação da sociedade ou empresa:

Leia mais

ALERGIAS NA INFÂNCIA

ALERGIAS NA INFÂNCIA ALERGIAS NA INFÂNCIA Tema: Alergias na Infância Objetivos Conceituar alergia, classificar os principais tipos e indutores das doenças alérgicas. Identificar e relacionar os fatores de risco associados

Leia mais

EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS

EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS INTRODUÇÃO As informações contidas neste folheto têm a finalidade de orientar as pessoas que passaram ou que podem passar pela experiência não-desejada dos efeitos adversos

Leia mais

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: FUNDO PREPARADOR BASE ÁGUA PREMIUM NOVOTOM Código interno: Empresa: FLEXOTOM INDÚSTRIA

Leia mais

DERMATITE (ECZEMA) DE CONTATO

DERMATITE (ECZEMA) DE CONTATO DERMATITE (ECZEMA) DE CONTATO A pele exerce a função principal de revestimento e proteção do corpo humano contra fatores físicos e químicos do ambiente. A pele também tem papel importante na regulação

Leia mais

Por que optar por produtos Látex Free?

Por que optar por produtos Látex Free? Por que optar por produtos Látex Free? A alergia ao látex tornou-se um problema de grande preocupação médica, sendo no ano de 1.979 reconhecida como problema médico. Alguns pacientes representam grupo

Leia mais

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) DETERGENTE EUCALIPTO GEL 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA:

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) DETERGENTE EUCALIPTO GEL 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1.1 Nome Comercial: Detergente Eucalipto Gel Maranso 1.2 Código de Venda:004 1.3 Nome do Fabricante: QOB MATERIAIS DOMISSANEANTES LTDA EPP Rua Ministro Joaquim

Leia mais

RINITE ALÉRGICA: ALÉRGENOS E POLUIÇÃO

RINITE ALÉRGICA: ALÉRGENOS E POLUIÇÃO RINITE ALÉRGICA: ALÉRGENOS E POLUIÇÃO O tratamento das rinites é considerado um desafio, pois além do processo alérgico existe as causas não-alérgicas. A rinite tem uma morbidade significativa, custo financeiro

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) DETERGENTE NEUTRO MALTEX

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) DETERGENTE NEUTRO MALTEX Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) 01/06 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto:. Aplicação: Utilizado para limpeza manual de louças e remoção de resíduos de

Leia mais

ÁCAROS FONTES DE ALERGIZAÇÃO

ÁCAROS FONTES DE ALERGIZAÇÃO ÁCAROS FONTES DE ALERGIZAÇÃO Os alérgenos mais freqüentemente encontrados em nosso meio são os ácaros e eles são responsáveis pelas crises de asma e rinite alérgica. Os ácaros têm uma intima relação conosco,

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO 1. INTRODUÇÃO Toda e qualquer atividade prática a ser desenvolvida dentro de um laboratório apresentam riscos e estão propensas a acidentes. Devemos então utilizar normas

Leia mais

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 10 cápsulas. USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém:

Leia mais

HAVOLINE ULTRA SAE 5W40

HAVOLINE ULTRA SAE 5W40 pag:1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA CÓDIGO E NOME DO PRODUTO Havoline Ultra SAE 5W40 DESCRIÇÃO Óleo lubrificante para motores COMPANHIA TEXACO BRASIL LTDA Avenida República do Chile, 230/25ºandar

Leia mais

Luvas Cirúrgicas e Luvas de Procedimentos: Considerações sobre o seu uso

Luvas Cirúrgicas e Luvas de Procedimentos: Considerações sobre o seu uso BIT Boletim Informativo de Tecnovigilância, Brasília, Número 2, abril-maio-junho 2011 ISSN 2178-440X Luvas Cirúrgicas e Luvas de Procedimentos: Considerações sobre o seu uso Unidade de Tecnovigilância

Leia mais

4. MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS

4. MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: VOTOMASSA MEMBRANA IMPERMEABILIZANTE Empresa: VOTORANTIM CIMENTOS LTDA. Endereço: Rodovia PR092, 1303 Cidade: Curitiba Estado: PR Telefone: 0800 701 98 98

Leia mais

1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2- COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES 3- IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2- COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES 3- IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 20 de agosto de 2011 PÁGINA: 1 de 5 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código Interno de Identificação do Produto: PA - Nome da Empresa: DORIGON INDÚSTRIA DE TENSOATIVOS LTDA. Endereço:

Leia mais

ALERGIA A INSETOS PICADORES (CHOQUE ANAFILÁTICO)

ALERGIA A INSETOS PICADORES (CHOQUE ANAFILÁTICO) ALERGIA A INSETOS PICADORES (CHOQUE ANAFILÁTICO) As abelhas do gênero Apis (abelha-europa ou abelha-africana), as vespas (marimbondos) e as formigas lava-pés são insetos do gênero dos himenópteros que

Leia mais

DIFFERIN adapaleno CREME E GEL. 1,0 mg/g

DIFFERIN adapaleno CREME E GEL. 1,0 mg/g DIFFERIN adapaleno CREME E GEL 1,0 mg/g 1 DIFFERIN adapaleno APRESENTAÇÕES Creme dermatológico, contendo 1 mg de adapaleno por g de produto, em embalagens contendo 10g e 30g. Gel dermatológico, contendo

Leia mais

BELPELE. Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g. Belpele_AR011113_Bula Paciente

BELPELE. Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g. Belpele_AR011113_Bula Paciente BELPELE Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g BULA PACIENTE BELPELE adapaleno APRESENTAÇÕES: Gel adapaleno 3 mg/g (0,3%) embalagem contendo bisnaga com 30g. VIA TÓPICA USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO CR 400

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO CR 400 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO CR 400 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: CR 400 Empresa: CORENE INDUSTRIAS QUÍMICAS LTDA Rua Benjamim Altmayer, 625 Bairro

Leia mais

de elite podem apresentar essas manifestações clínicas. ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA

de elite podem apresentar essas manifestações clínicas. ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA ATIVIDADES FÍSICAS E ALERGIA É inquestionável que a melhora na aptidão física, com os conseqüentes benefícios físicos e fisiológicos, permite as pessoas portadoras de reações alérgicas suportar com mais tranqüilidade os seus agravos

Leia mais

Palavra de especialista

Palavra de especialista Palavra de especialista O eczema do bebé: uma urgência terapêutica Dr Jacques Robert Palavra de especialista O eczema do bebé: uma urgência terapêutica L ECZEMA DU NOURRISSON : UNE URGENCE THERAPEUTIQUE

Leia mais

ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS

ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS A poeira domiciliar provoca alergia mesmo em casa bem limpa? Sim. A poeira domiciliar desencadeia crises de coriza aquosa, nariz entupido, coceira

Leia mais

Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Umidade Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851

Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Umidade Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851 www.tectermica.com.br Câmaras e Equipamentos Frigoríficos Refrigeração Aquecimento Relativa São Paulo/SP (11) 6636-5851 FRUTAS Produto Propriedades dos Alimentos Perecíveis Abacate 7,2 a 12,8 85 a 90 65,4-1

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nº: 059 Data da última revisão: 04/05/2013 Nome do Produto: Betugrout Super 1) IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Betugrout Super Código do Produto:026050100. Nome da Empresa:Betumat

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ Limpa Vidros Worker

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ Limpa Vidros Worker Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ Limpa Vidros Worker 1. IDENTIFICAÇÃO Nome do Produto: Limpa Vidros Worker. Aplicação: Limpeza de Vidros e Acrílicos Fabricante: Ivan P. Ramos Produtos

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ 01. Identificação do Produto e da Empresa. Nome do Produto: Ácido Sulfônico. Nome da Empresa: Domingos Araújo Neto Endereço: Av. Francisco Sá,3405 Monte Castelo Fortaleza Ce CEP: 60130-000 Telefone: (0xx85)

Leia mais

POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL

POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL POLARADEX maleato de dexclorfeniramina Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. APRESENTAÇÃO POLARADEX Líquido de 2mg/5mL Frasco

Leia mais

KIT DENGUE PLUS. CÓDIGO: 223 Página 1 de 6

KIT DENGUE PLUS. CÓDIGO: 223 Página 1 de 6 KIT DENGUE PLUS CÓDIGO: 223 Página 1 de 6 01 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: Nome do produto... : INSETICIDA PÓ KIT DENGUE PLUS Fabricante... : INSETIMAX INDÚSTRIA QUÍMICA EIRELI Endereço... : Rua Adelaide

Leia mais

FISPQ nº: 0008 Ultima Revisão: 08/11/2014

FISPQ nº: 0008 Ultima Revisão: 08/11/2014 1. Informação do Produto Nome do produto : Código do produto : 0008 Empresa : Jenifer Martins de Souza (MV Química / Lubrificantes Brasil) Rua José Carlos, 44 Jandira - SP Cep: 06608-330 Fone: (11) 3280-4707

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) ÁLCOOL GEL 67% MALTEX

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) ÁLCOOL GEL 67% MALTEX 01/05 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO DISTRIBUIDOR Nome do produto:. Aplicação: Indicado para higienização de superfícies: aplique a quantidade suficiente para passar em toda a superfície e esfregue-as

Leia mais

Perigo: as brotoejas podem coçar, causando incômodo ao bebê e, por serem uma irritação, tornam-se foco de infecções.

Perigo: as brotoejas podem coçar, causando incômodo ao bebê e, por serem uma irritação, tornam-se foco de infecções. Trate os problemas de pele mais comuns em bebês Pais devem ficam atentos a descamações, manchas e brotoejas Se existe uma característica comum a todos os bebês saudáveis, só pode ser a pele macia e sedosa,

Leia mais

INDUSTRIAL QUÍMICA DO NORDESTE LTDA.

INDUSTRIAL QUÍMICA DO NORDESTE LTDA. Página 1 de 7 1. elaboração IDENTIFICAÇÃO AGOSTO/2008 DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do produto: CUPINOL 900 ML Fabricante: Nome da empresa: Chemone Industrial Química do Nordeste Ltda. Endereço: Rod. BR

Leia mais

Substância : Ácido Fosfórico Nº CAS: 64-18-6

Substância : Ácido Fosfórico Nº CAS: 64-18-6 ÁCIDO FOSFÓRICO 85% Página 1 de 8 1. Informação do Produto Nome do produto : Ácido Fosfórico 85% Nome Químico : Ácido Fosfórico 85% Código interno do produto : 001.011 026 002.133 Empresa Corpo de Bombeiros

Leia mais

MÉTODOS DIAGNÓSTICOS EM ALERGIA

MÉTODOS DIAGNÓSTICOS EM ALERGIA MÉTODOS DIAGNÓSTICOS EM ALERGIA INTRODUÇÃO HISTÓRIA CLÍNICA; ANTECEDENTES FAMILIARES E PESSOAIS; AVALIAÇÃO CLÍNICA; REPERCUSSÃO DA ALERGIA; FATORES DESENCADEANTES; A história e a avaliação clínica de uma

Leia mais

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi Código Interno: 160.01.28 NOME COMERCIAL: Tinta Epoxi NOME DO FABRICANTE: VELOZ QUÍMICA DERIVADOS DE PETRÓLEO E SOLVENTES LTDA END:

Leia mais

IVAN P RAMOS PRODUTOS QUÍMICOS

IVAN P RAMOS PRODUTOS QUÍMICOS Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ Limpa Carpetes Worker 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Limpa Carpetes Worker Aplicação: Limpador de carpetes e tapetes

Leia mais

Q LC 01. Produtor/ Fornecedor:... Quimil Indústria e Comércio LTDA

Q LC 01. Produtor/ Fornecedor:... Quimil Indústria e Comércio LTDA Revisão: 00 Data de revisão: 12/2011 Página 1 de 9 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto:... Produtor/ Fornecedor:... Endereço:...Via periférica II, 2460 CIA SUL- Simões Filho. Bahia.

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) Página: 1/7 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Código do produto: F-503, F-505 E F-534 Aplicação: Proteção anticorrosiva e anti-ruído Fornecedor Nome: Maxi-Rubber Endereço: Av. Luigi Papaiz, 843 Telefone:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUIMICO

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUIMICO SEÇÃO I Identificação do Produto Químico e da Empresa Nome do Produto: ISOPLUS COMPONENTE A Nome da Empresa: CITIMAT MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA. RUA COMENDADOR SOUZA 72/82 AGUA BRANCA SÃO PAULO SP CEP:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS Página: 1/9 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome comercial: Abrilhantador Ita Eco Único Nome químico do principal componente: Vanilina Código interno de identificação do produto: Ita 1406 Fabricante:

Leia mais

ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES. PROFª. Ms. SUELI ESSADO PEREIRA 31-AGO-2012 1

ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES. PROFª. Ms. SUELI ESSADO PEREIRA 31-AGO-2012 1 ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES PROFª. Ms. SUELI ESSADO PEREIRA 31-AGO-2012 1 COMO DIFERENCIAR A INTOLERÂNCIA ALIMENTAR DE ALERGIA ALIMENTAR?! Adverse Reactions to Food: Position Paper. Allergy 1995;

Leia mais

Gyno-Icaden nitrato de isoconazol. Informação importante! Leia com atenção!

Gyno-Icaden nitrato de isoconazol. Informação importante! Leia com atenção! Gyno-Icaden nitrato de isoconazol Informação importante! Leia com atenção! Formas farmacêuticas e apresentações: - Creme vaginal: cartucho contendo 1 bisnaga de 40 g com 7 aplicadores. - Creme vaginal:

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) DESENGORDURANTE MALTEX.

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) DESENGORDURANTE MALTEX. 01/05 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO DISTRIBUIDOR Nome do produto: Desengordurante MALTEX. Aplicação: indicado para desengordurar e limpar superfícies em restaurantes, açougues, frigoríficos, peixarias,

Leia mais

Duofilm Plantar Gel ácido salicílico 270,0 mg/ml

Duofilm Plantar Gel ácido salicílico 270,0 mg/ml Duofilm Plantar Gel ácido salicílico 270,0 mg/ml Duofilm Plantar Bula do Paciente Revisão RDC 47/09, GDS e correção DCB_v03 1 Duofilm Plantar ácido salicílico APRESENTAÇÃO Gel tópico de ácido salicílico

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

Publicação 24.264 / e

Publicação 24.264 / e Advanced Materials Precauções de Higiene e Manipulação dos Materiais Poliméricos da HUNTSMAN. Publicação 24.264 / e Índice Página Publicação nº 24264/e Versão atual: maio/2001 Página 1 de 10 1. Conceito

Leia mais

BUDECORT Aqua budesonida

BUDECORT Aqua budesonida BUDECORT Aqua budesonida I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BUDECORT Aqua budesonida APRESENTAÇÕES Suspensão em spray nasal de 32 mcg/dose em embalagens com um frasco contendo 120 doses. Suspensão em spray

Leia mais

NEENMAX JARDIM CÓDIGO: 559 PAGINA 1/ 6

NEENMAX JARDIM CÓDIGO: 559 PAGINA 1/ 6 NEENMAX JARDIM CÓDIGO: 559 PAGINA 1/ 6 Emissão: 04/07/2011 Revisão: 08/12/2014 CÓDIGOS: 488, 412, 9256, 551, 420, 413. PAG 1/ 4 01 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto...: NEENMAX JARDIM

Leia mais

Orientações de Biossegurança aos Profissionais de Beleza. Apresentação

Orientações de Biossegurança aos Profissionais de Beleza. Apresentação Sumário Apresentação Prevenção contra doenças Estabelecimentos regularizados Como elaborar o Manual de Rotinas e Procedimentos Higienização do Ambiente Produtos e Equipamentos Esterilização Serviços Cabelereiros

Leia mais

ANADOR PRT paracetamol 750 mg. Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos.

ANADOR PRT paracetamol 750 mg. Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos. ANADOR PRT paracetamol 750 mg Antitérmico e analgésico Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos. Outra forma farmacêutica e apresentação Solução oral: frasco

Leia mais

24/8/2009. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea

24/8/2009. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea. Larva migrans cutânea CICLO BIOLÓGICO Os cães e os gatos, que são os hospedeiros definitivos do parasita, podem infectar-se de formas diversas: Ingestão de ovos infectantes; Ingestão de larvas presentes em tecidos de hospedeiros

Leia mais

DESINFETANTE HIPEZA Desinfetante de Uso Geral

DESINFETANTE HIPEZA Desinfetante de Uso Geral Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS DESINFETANTE HIPEZA Desinfetante de Uso Geral 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Produto: Nome Comercial: Empresa: Desinfetante

Leia mais

Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico

Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Softderm dipropionato de betametasona

Leia mais

Nome do produto: Botafix EPPL (Comp. B) Data da última revisão: 03/10/2011. - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda

Nome do produto: Botafix EPPL (Comp. B) Data da última revisão: 03/10/2011. - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda Página 1 de 6 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Botafix EPPL (Comp. B) - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda - Endereço: Rua Henry Martin, 235 Vargem

Leia mais

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE dicloridrato de cetirizina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO Solução oral 1mg/mL Embalagem

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos. SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos. SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa Nome do produto: DENVERSOL TOP Nome da empresa: Denver Impermeablizantes Indústria e Comércio Ltda. Rua: Ver. João Batista Fitipaldi, 500 - Vl. Maluf

Leia mais

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré câncerigenas Os sinais de aviso de Câncer de Pele Câncer de Pele PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré-cancerosas, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. Estas lesões

Leia mais

EBOLA. Informe técnico e orientações para as ações de vigilância e serviços de saúde de referência

EBOLA. Informe técnico e orientações para as ações de vigilância e serviços de saúde de referência EBOLA Informe técnico e orientações para as ações de vigilância e serviços de saúde de referência FEBRE HEMORRÁGICA DO EBOLA O vírus Ebola foi identificado pela primeira vez em 1976, no Zaire (atual República

Leia mais

MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Solução 0,4mg/mL

MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Solução 0,4mg/mL MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Solução 0,4mg/mL MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO TIPO DE PRODUTO : DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS

F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO TIPO DE PRODUTO : DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS F.I.S.P.Q. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO ALCOOL NORD DESINFETANTE HOSPITALAR PARA SUPERFICIES FIXAS NOME DO FABRICANTE Cinord

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPEZA PESADA

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPEZA PESADA 01/05 1. DENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto:. Aplicação: Limpa e desengordura superfícies laváveis, como fogões, coifas, azulejos, pisos, e similares. Diluição até 1:20 Telefone de emergência:

Leia mais

Ficha de Dados de Segurança

Ficha de Dados de Segurança Conforme o Regulamento (CE) Nº 1907/2006 (REACH) 1.- Identificação da substância ou do preparado e da sociedade ou empresa Identificação da substância ou do preparado Identificação da sociedade ou empresa:

Leia mais

Cataflam Emulgel diclofenaco dietilamônio

Cataflam Emulgel diclofenaco dietilamônio Cataflam Emulgel diclofenaco dietilamônio Gel tópico. Tubo de alumínio laminado com 5, 6, 10, 20, 30, 40, 50, 60 ou 100g. USO ADULTO Composição: Cada 100 g de CATAFLAM Emulgel contém 1,16 g de diclofenaco

Leia mais

Proteção para os prestadores de primeiros socorros: evitar contato cutâneo e inalatório com o produto durante o processo.

Proteção para os prestadores de primeiros socorros: evitar contato cutâneo e inalatório com o produto durante o processo. 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: OIL TREATMENT Aplicação: Aditivo concentrado para óleo de motor. Fornecedor: Orbi Quimica Ltda. Avenida Maria Helena, 600 - Leme SP Brasil - CEP

Leia mais

cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda.

cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE 1 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato

Leia mais

PRIMEIRO A SEGURANÇA. Armazenamento e Manuseamento Seguro de Produtos de Limpeza e de Desinfecção. Seguir as Regras de Segurança:

PRIMEIRO A SEGURANÇA. Armazenamento e Manuseamento Seguro de Produtos de Limpeza e de Desinfecção. Seguir as Regras de Segurança: Seguir as Regras de Segurança: 1. Seguir sempre as recomendações e instruções de aplicação dos produtos de limpeza e de desinfecção. 2. Observar os pictogramas de perigo, as advertências de perigo e as

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico página: 1/10 1. Identificação do produto e da empresa Poligen PUR Uso: Cera para a indústria química Empresa: BASF S.A. Av. Nações Unidas, 14.171 04794-000

Leia mais

Aerodini. Aerossol 100mcg/jato-dose

Aerodini. Aerossol 100mcg/jato-dose Aerodini Aerossol 100mcg/jato-dose MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE Aerodini sulfato de salbutamol APRESENTAÇÃO Aerossol 100mcg/jato-dose Embalagem contendo 01 tubo de alumínio com 200 doses

Leia mais

FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS Página 1 de 6 Data: 03/2014 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA. Principal Uso: Desmoldante para fôrmas de moldagem de concreto. INFORMAÇÕES DA EMPRESA: Empresa: CONCRELAGOS CONCRETO LTDA. Endereço:

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO FISPQ

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO FISPQ Página: 1 / 7 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA - Identificação do Produto: Nome do produto ou Nome Comercial: Uso da Substância/Preparação: Desmoldante para fôrmas biodegradável. - Empresa/identificação

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) NO AR ONE TOUCH Lavanda, Jardim e Pomar, Conforto do Lar e Amor de Mãe.

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) NO AR ONE TOUCH Lavanda, Jardim e Pomar, Conforto do Lar e Amor de Mãe. Página 1 de 7 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Código interno Aparelho / Refil NO AR LAVANDA (Provence) 9047 / 9051 NO AR AMOR DE MÃE (Lembranças) 9049 / 9053 NO AR JARDIM E POMAR 9046 / 9050

Leia mais

PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE

PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE O cuidado apropriado com a asma pode ajudar o paciente a prevenir a maior parte das crises, a ficar livre de sintomas problemáticos diurnos e noturnos e a

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico. Data da última revisão: Setembro/2014

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico. Data da última revisão: Setembro/2014 Pág.:1/10 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO REVESTIMENTO BELAGRAF Todas as 01 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: Código interno: 40.35.XX.01 Empresa: Bellini Tintas Duragel

Leia mais

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Comprimidos de 2 mg em embalagem com 12 e 200 comprimidos.

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. - Conserve este folheto.

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO MANTA PARA LAMINAÇÃO

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO MANTA PARA LAMINAÇÃO FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO MANTA PARA LAMINAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Manta para Laminação Fabricante: Brasolv Indústria Química Ltda Endereço:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS Página: 1/5 1- Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: DODECILSULFATO DE SÓDIO - Código interno de identificação do produto: D1014 - Nome da empresa: Labsynth Produtos para Laboratórios

Leia mais

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP.

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP. Página 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: CICATRILEX PRATA Ceva Saúde Animal Ltda. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP. Nome do Fabricante:

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Tinta pó Branco Evereste -Pág. 01/06 Este produto atende a classificação para Cal de pintura

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Tinta pó Branco Evereste -Pág. 01/06 Este produto atende a classificação para Cal de pintura Tinta pó Branco Evereste -Pág. 01/06 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA. Nome do Produto: Tinta pó Branco Evereste Código Interno de Identificação do Produto: Indicação: A Tinta em Pó Super Refinada

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ. Produto: SERIPLAST Código do produto: S.3 Data: 14/2/2011 Página: 1 de 5

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ. Produto: SERIPLAST Código do produto: S.3 Data: 14/2/2011 Página: 1 de 5 Data: 14/2/2011 Página: 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto - Código interno: SERIPLAST - S.3 Código das Cores: 001, 002, 003, 010, 014, 015, 016, 017, 020, 025, 030, 050, 051,

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico FISPQ 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto HYPROX Nome da Empresa Domingos Araújo Neto Endereço Av.Francisco Sá,3405 Monte Castelo CEP 60.310-000 Fortaleza Ceará Brasil Telefone da empresa

Leia mais

Cloridrato de Tansulosina

Cloridrato de Tansulosina Cloridrato de Tansulosina Actavis Farmacêutica Ltda. Cápsulas gelatinosa dura de liberação prolongada 0,4 mg 1 I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato de tansulosina Medicamento genérico Lei nº 9.787,

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) Pág.: 1 de 7 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: Código interno: 03022 Empresa: BOMBRIL S/A Endereço: Marginal Direita da Via Anchieta s/n.º, km 14 Bairro: Rudge Ramos - Cidade: São Bernardo

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ Página: 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Código interno de identificação do produto: CLORETO DE POTÁSSIO (KCl) Nome da empresa: Endereço: Av. Engº Plínio de Queiroz, s/nº Jardim São Marcos

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR Em relação a epidemiologia e bioestatística aplicadas ao controle de infecções hospitalares, julgue os itens a seguir. 41 No registro de variáveis contínuas, a exatidão do registro tem fundamental valor

Leia mais

Capítulo 20. Preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas

Capítulo 20. Preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas Capítulo 20 Preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas Notas. 1. O presente Capítulo não compreende: a) os produtos hortícolas e frutas preparados ou conservados pelos

Leia mais

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Óleo Petroquil 600

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Óleo Petroquil 600 FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Óleo Petroquil 600 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Óleo Petroquil 600 Nome da empresa: Inoquímica Indústria e Comércio

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

A minha criança tem eczema?

A minha criança tem eczema? FONDATION A minha criança tem eczema? Informações para os pais e úteis para os docentes Doutor Jacques ROBERT Pediatra - Alergologista REALIZADO PELA FUNDAÇÃO PARA A DERMATITE ATÓPICA Compreender o eczema

Leia mais