REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II"

Transcrição

1

2 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II 2

3 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Sistema Sensorial Estímulo receptores terminações nervosas /nervo cérebro 3

4 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Sistema Sensorial Frio receptores de temperatura terminações nervosas cérebro Odor células quimiorreceptoras nervo olfatório cérebro 4

5 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Tato Receptores: dor, temperatura e Epiderme Receptor de dor Discos de Merkel pressão. Derme Corpúsculos de Meissner Corpúsculos de Ruffini Camada subcutânea Corpúsculo de Paccini 5

6 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Tato Receptores na face, nas pontas dos dedos e na palma da mão. 6

7 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Audição Orelha interna é responsável pelo equilíbrio. 7

8 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Paladar Papilas gustativas: salgado, doce, amargo, azedo e umami. 8

9 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Olfato e paladar Substâncias químicas do ar são percebidas pelas células quimiorreceptoras do olfato. 9

10 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Visão Estrutura do olho 10

11 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Visão Estrutura do olho 11

12 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Como enxergamos? 12

13 Sistema Endócrino Conjunto de glândulas endócrinas do corpo humano. Os hormônios (do grego hórmon, estimular) Glândulas endócrinas (do grego endos, dentro, e krynos, secreção) Glândulas exócrinas (do grego exos, fora) 13

14 Principais glândulas endócrinas Hipófise: glândula mestra. Glândula tireóidea: secreta os hormônios. Glândulas paratireóideas: controle de cálcio no sangue. 14

15 Pâncreas: segrega os hormônios (insulina e glucagon). Suprarrenais ou adrenais: produzem adrenalina Gônadas (testículos e ovários). 15

16 Sistema Reprodutor Sistema reprodutor masculino O pênis Os testículos. Os epidídimos. Os canais deferentes A uretra 16

17 Sistema reprodutor feminino Vagina As Tubas uterinas. O útero. Os ovários. Os lábios vaginais. A vulva. O clitóris. 17

18 Fecundação Fusão de um par de gametas. 18

19 DSTs mais comuns no Brasil Gonorréia ou blenorragia Causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. 19

20 Sintomas: Inflamação da uretra, próstata e útero. Ardência, dor, secreção branca ou amarelada ao urinar. Prevenção: uso de camisinha Tratamento: feito com antibiótico 20

21 Sífilis Causada pela bactéria, Treponema pallidum. Sintomas: feridas sem dor, dura, com bordas elevadas e avermelhadas na área genital (boca, ânus). 21

22 Prevenção: uso de camisinha Tratamento: Feito com antibiótico. 22

23 Herpes Causada por vírus. Sintomas: aparecimento de bolhas pequenas e amareladas no pênis, nos grandes e pequenos lábios e nos lábios. 23

24 Prevenção: Uso de camisinha Tratamento: não há cura, mas há medicamentos para aliviar a dor. 24

25 Tricomoníase Causada pelo protozoário Trychomonas vaginalis. Sintomas: coceira, corrimento vaginal ou uretral Prevenção: usar camisinha nas relações sexuais. Tratamento: feito com medicamento específico. 25

26 Condiloma acuminado Causado pelo papilomavírus humano (HPV) Sintomas: verrugas nos órgãos genitais, colo do útero e no ânus. Prevenção: fazer exame periodicamente, tomar vacina 26

27 Tratamento: utilizar produtos químicos ou fazer procedimentos médicos. 27

28 Aids Sindrome da Imunodeficiência Adquirida Causada por um vírus (HIV) 28

29 Aids Como é transmitida? Ter relação sexual com pessoa contaminada. Receber sangue contaminado através de transfusões Usar seringas e agulhas de injeção utilizada anteriormente. 29

30 Aids Prevenção Usar camisinha, Toma injeções com seringas e agulhas descartáveis Tratamento Ainda não há cura. 30

31 Embriologia Ciência que estuda a formação e o desenvolvimento do embrião. 31

32 Mórula Divide-se formando células chamadas de blastômeros. 32

33 Blástula Células aumentam em número. 33

34 Gástrula Há a formação dos folhetos germinativos. 34

35 Organogênese Formação dos órgãos. 35

Unidade II Vida e ambiente Aula 5.2 Conteúdo: Sistema Endócrino.

Unidade II Vida e ambiente Aula 5.2 Conteúdo: Sistema Endócrino. Unidade II Vida e ambiente Aula 5.2 Conteúdo: Sistema Endócrino. Habilidade: Conhecer as principais glândulas endócrinas humanas e seus respectivos hormônios. Sistema Sensorial São os órgãos capazes de

Leia mais

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura.

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura. AIDS & DST s Prevenção e controle para uma vida sexual segura. aids A aids é uma doença causada pelo HIV, vírus da imu-nodeficiência humana que destrói o sistema imunológico responsável pela defesa do

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273)

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) -DST (no passado conhecidas como doenças venéreas ou doenças de rua ); - São doenças transmitidas por meio de ato sexual ou contato com sangue do doente; -

Leia mais

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 1. Classifique os métodos anticoncepcionais abaixo, relacionando as colunas: (1) Natural ou comportamental (2) De Barreira (3) Hormonal (4)Cirúrgico ( ) Camisinha (M)

Leia mais

APOSTILA DE CIÊNCIAS

APOSTILA DE CIÊNCIAS Escola D. Pedro I Ciências - 2ª Unidade Carla Oliveira Souza APOSTILA DE CIÊNCIAS Órgão dos Sentidos Assunto do Teste SALVADOR BAHIA 2009 Os cinco sentidos fundamentais do corpo humano: O Paladar identificamos

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis SLIDE 1 Introdução do trabalho: Bom dia, estamos aqui para falar a cerca das infeções sexualmente transmissíveis, os problemas associados e o modo

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS Fernando da Rocha Camara Quando discuto com meus alunos no curso de medicina, medidas para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), excluímos a abstinência

Leia mais

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS D.S.T D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS CANCRO MOLE Agente: bactéria Haemophilus ducreyi Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral

Leia mais

7ª série / 8º ano U. E. 11

7ª série / 8º ano U. E. 11 7ª série / 8º ano U. E. 11 Os sistemas genitais masculino e feminino A espécie humana se reproduz sexuadamente. As células reprodutivas femininas os óvulos são produzidas nos ovários da mulher, e as células

Leia mais

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Corrimentos Gonorréia Clamídia Tricomonías e múltiplos bactéria NÃO SIM Candida albicans Neisseria gonorrhoeae Chlamydia trachomatis

Leia mais

Órgãos dos Sentidos. web.educom.pt. Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental

Órgãos dos Sentidos. web.educom.pt. Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental Órgãos dos Sentidos web.educom.pt Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental TATO dicas-enfermagem.blogspot.com br A pele é o órgão do tato. Nela encontram-se os receptores sensoriais contendo fibras

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS O QUE SÃO? As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha com uma

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 15 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP Só se constrói uma nação com cidadãos. Só se constrói cidadãos

Leia mais

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS 1 O que são ITS? São infecções causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios, que se transmitem de pessoas infectadas para outras, através das relações

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

BIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS

BIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS BIOLOGIA 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Vida e Ambiente 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdo Doenças sexualmente transmissiveis

Leia mais

OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO

OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO ATRAVÉS DOS SENTIDOS TEMOS A CAPACIDADE DE PERCEBER O AMBIENTE EXTERNO AO NOSSO ORGANISMO. ISSO É POSSÍVEL DEVIDO

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com. DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com. DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis (texto de Marcelo Okuma) As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) constituem um grave problema de saúde pública, pois essas doenças, se não tratadas, são debilitantes,

Leia mais

Doenças sexualmente transmissíveis

Doenças sexualmente transmissíveis Doenças sexualmente transmissíveis Lília Maria de Azevedo Moreira SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros MOREIRA, LMA. Doenças sexualmente transmissíveis. In: Algumas abordagens da educação sexual

Leia mais

No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças venéreas, como referência a Vênus, a Deusa do Amor.

No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças venéreas, como referência a Vênus, a Deusa do Amor. As DST acompanham a história da humanidade. Durante a evolução da espécie humana, as DST vêm acometendo pessoas de todas as classes, sexos e religiões. No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE

BULA PARA O PACIENTE BULA PARA O PACIENTE Modelo de texto de bula Aldara imiquimode Forma farmacêutica: Creme Apresentação: Cartucho contendo 6 (12) sachês com 250 mg Aldara (imiquimode) deve ser administrado da seguinte forma:

Leia mais

altura 28,58 Prof. Bruno Pires

altura 28,58 Prof. Bruno Pires Prof. Bruno Pires HERPES BUCAL Herpes simplex tipo I (DNAdf). Vias aéreas (oral e respiratória); contato pessoapessoa; contato com objetos contaminados com o vírus. Formação de bolhas e feridas no tecido

Leia mais

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola Este material foi elaborado como forma de devolução de dados em pesquisa intitulada Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola realizada,

Leia mais

Biologia. Aulas 33, 34 e 35 Setor B. Prof. Rafa

Biologia. Aulas 33, 34 e 35 Setor B. Prof. Rafa Biologia Aulas 33, 34 e 35 Setor B Prof. Rafa Tipos de glândulas: Exócrinas: com ducto de saída lacrimais, mamárias, salivares, sebáceas e sudoríparas Endócrinas: sem ducto de saída, secreções (hormônios)

Leia mais

QUAIS OS TIPOS DE HPV MAIS COMUNS QUE PODEM CAUSAR CÂNCER?

QUAIS OS TIPOS DE HPV MAIS COMUNS QUE PODEM CAUSAR CÂNCER? O QUE É O HPV? Sigla para Papilomavírus Humano, são vírus capazes de infectar a pele ou a mucosa. Existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, dos quais 40 podem infectar o trato genital e, destes, 12

Leia mais

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Ano lectivo 2004/2005 Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Este trabalho vai falar de: Doenças sexualmente transmissíveis. Meios contraceptivos. Como usar alguns dos métodos m de contracepção. As

Leia mais

SEXUALIDADE e DSTs. Profª Janaina Q. B. Matsuo

SEXUALIDADE e DSTs. Profª Janaina Q. B. Matsuo SEXUALIDADE e DSTs Profª Janaina Q. B. Matsuo 1 SEXUALIDADE Chama-se sexualidade a todas as formas, jeitos, maneiras como as pessoas expressam a busca do prazer. Quando se entende que a sexualidade está

Leia mais

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello DSTs Como é contraída; Como evitar; Como tratar PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello O que são DSTs? A sigla DSTs quer dizer doenças sexualmente transmissíveis;ou

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens Doenças Sexualmente Transmissíveis Doenças Sexualmente Transmissíveis em imagens 1999 - Ministério da Saúde É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte e dados os créditos das imagens.

Leia mais

Infecções sexualmente transmissíveis

Infecções sexualmente transmissíveis Escola secundária com 2º e 3º ciclos Anselmo de Andrade Infecções sexualmente transmissíveis 9ºD Ciências Naturais 2011/2012 Professora: Isabel Marques Trabalho realizado por: Inês Pinto nº9 Mariana Cantiga

Leia mais

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos.

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. 2 Habilidade: Compreender o funcionamento dos principais métodos contraceptivos (comportamentais, químicos, de barreira e definitivos).

Leia mais

Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências

Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências PARE PENSE PREVINA-SE Mulheres e AIDS Você sabia que atualmente o número de mulheres e crianças vivendo com Aids tem aumentado

Leia mais

Métodos contracetivos

Métodos contracetivos Métodos contracetivos Os futuros pais podem e devem planear a sua família Assim, para evitar uma gravidez indesejada, devem recorrer a métodos contracetivos. podem ser Naturais Não Naturais Calculam o

Leia mais

CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para o encaminhamento:

CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para o encaminhamento: CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para o encaminhamento: 1. Micoses 2. Prurido/Eczema 3. Dermatite de Contato 4. Neoplasias Cutâneas / Diagnóstico Diferencial de Lesões

Leia mais

Janeiro D S T Q Q S S

Janeiro D S T Q Q S S Cia. da Saúde 2008 Janeiro D S T Q Q S S 6 13 20 27 7 14 21 28 1 8 15 22 29 2 9 16 23 30 3 10 17 24 31 4 11 18 25 5 12 19 26 2008 Cia. da Saúde Quem somos A Companhia da Saúde é formada por adolescentes

Leia mais

HPV. Papiloma Virus. Trata-se de uma infecção adquirida através de contato sexual.

HPV. Papiloma Virus. Trata-se de uma infecção adquirida através de contato sexual. HPV Papiloma Virus Todo ano, cerca de 230 mil mulheres morrem no mundo vítimas do câncer no colo do útero. E, para o surgimento desse tipo de câncer, é necessário que a vítima tenha sido infectada pelo

Leia mais

Programação visual e editoração eletrônica: A 4 Mãos Comunicação e Design Ltda.

Programação visual e editoração eletrônica: A 4 Mãos Comunicação e Design Ltda. Tudo dentro Produção: Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) Av. Presidente Vargas 446 13º andar Centro RJ Tel.: (021) 2223-1040 Fax: (21) 2253-8495 www.abiaids.org.br abia@abiaids.org.br

Leia mais

Aparelho Reprodutor Feminino

Aparelho Reprodutor Feminino Aparelho Reprodutor Feminino Profa Elaine C. S. Ovalle Aparelho Reprodutor Feminino Composto por: - ovários - tubas uterinas - útero - vagina - glândulas mamárias 1 Ovários Funções do Sistema Genital Feminino

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES REVISÃO DOS CONTEÚDOS Unidade II Ser Humano e Saúde 2 REVISÃO DOS CONTEÚDOS Aula 13 Revisão e Avaliação 3 REVISÃO 1 O sistema reprodutor

Leia mais

REINO MONERA BACTÉRIAS

REINO MONERA BACTÉRIAS REINO MONERA BACTÉRIAS 7º ANO - CIÊNCIAS PROFESSORA LISIANE VIEL MORFOLOGIA Parede celular DNA circular e pedaços de DNA = plastídeos Presença de flagelos = locomoção Ribossomos e grãos de glicogênio =

Leia mais

Luizinho e Chiquinho DST

Luizinho e Chiquinho DST Luizinho e Chiquinho DST DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS PATROCÍNIO SBD: DERMATOLOGISTA COM TÍTULO DE ESPECIALISTA CUIDANDO DE VOCÊ. LUIZINHO E CHIQUINHO SÃO DOIS GRANDES AMIGOS DESDE A INFÂNCIA. ALÉM

Leia mais

AIDS e DST S. O Sindicato dos Comerciários

AIDS e DST S. O Sindicato dos Comerciários O Sindicato dos Comerciários de São Paulo e a Fequimfar apresentam este manual com dicas de saúde para o trabalhador e sua família. Aqui você terá acesso a uma série de informações sobre o problema da

Leia mais

SISTEMA SENSORIAL PALADAR E OLFATO

SISTEMA SENSORIAL PALADAR E OLFATO SISTEMA SENSORIAL TATO VISÃO AUDIÇÃO TATO, VISÃO, AUDIÇÃO, PALADAR E OLFATO TATO Pele (ou cútis): órgão de revestimento t externo do corpo o maior órgão do corpo humano e o mais pesado responsável pela

Leia mais

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO Biologia Aula: 09 e 10 Prof. Oromar UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino SISTEMA REPRODUTOR A reprodução é de importância tremenda para os seres vivos, pois é por meio dela que os organismos transmitem suas características hereditariamente e garantem a sobrevivência de suas

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA FORTALECENDO SABERES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 10.1. Conteúdo:

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA FORTALECENDO SABERES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 10.1. Conteúdo: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 10.1 Conteúdo: Doenças sexualmente transmissíveis 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de

O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de transmissão... 6 Acidentes ocupacionais com materiais

Leia mais

F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis

F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis F i c h a d e i n f o r m a ç ã o sobre doenças sexualmente transmissíveis As infecções sexualmente transmissíveis (STI s, abreviatura em inglês para Sexually Transmitted Infections (Infecções Sexualmente

Leia mais

Palavras chave para indexação: 2014_10_07_Mem.Reun.Saúde _ Barracão_ Associação_Comunidade _Vila Isabel_Anapu

Palavras chave para indexação: 2014_10_07_Mem.Reun.Saúde _ Barracão_ Associação_Comunidade _Vila Isabel_Anapu Assunto: Reunião/Palestra sobre saúde para orientar e esclarecer as dúvidas da população sobre as ações preventivas na área da saúde pública em virtude da construção da UHE Bo Monte. Redator: Maurício

Leia mais

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae.

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Chamado de HPV, aparece na forma de doenças como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. -Há mais de 200 subtipos do

Leia mais

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS https://naturalmath.wikispaces.com/birds+and+learning SISTEMAS GENITAIS HUMANOS Maximiliano Mendes 2015 maxaug.blogspot.com Youtube.com/maxaug 1 Somos uma espécie: Dioica: cada organismo possui apenas

Leia mais

Módulo 3 Unidade 4. Sistema Urogenital. Para início de conversa... compõem cada um de seus órgãos. dois separadamente.

Módulo 3 Unidade 4. Sistema Urogenital. Para início de conversa... compõem cada um de seus órgãos. dois separadamente. Módulo 3 Unidade 4 Sistema Urogenital Para início de conversa... Você vem aprendendo nas unidades anteriores deste módulo que nosso corpo é composto de um conjunto de sistemas, que funcionam de forma integrada

Leia mais

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... - Morfologia do Aparelho Reprodutor Feminino Útero Trompa de Falópio Colo do útero Vagina

Leia mais

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade Todas as pessoas são diferentes, cada um é único, apresentam características que são próprias

Leia mais

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana Assim como as casas são feitas de tijolos, todos os organismos são formados por pequenas unidades, chamadas células. Extremamente pequenas, cabem centenas de células num pingo de um i Toda a programação

Leia mais

Organismo. Sistemas. Órgãos. Tecidos. Células

Organismo. Sistemas. Órgãos. Tecidos. Células Organismo Sistemas Órgãos Tecidos Células Histologia animal O ramo da ciência que estuda os tecidos é a Histologia (histo= tecido; logia=estudo). A célula-ovo contém toda a informação genética do futuro

Leia mais

As nossas sensações. Quem comanda as nossas sensações?

As nossas sensações. Quem comanda as nossas sensações? As nossas sensações Quem comanda as nossas sensações? No córtex cerebral, para além da área motora, existem outras áreas, onde as impressões recebidas pelos receptores sensoriais existentes nos órgãos

Leia mais

Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.

Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms. Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Sistema Endócrino Composto pelas glândulas endócrinas integra e regula

Leia mais

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Aparelho Reprodutor Feminino O aparelho reprodutor feminino é constituído pelos órgãos genitais

Leia mais

AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE CAMISINHA É A ÚNICA PROTEÇÃO.

AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE CAMISINHA É A ÚNICA PROTEÇÃO. ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA DAS DST/HIV/AIDS E HEPATITES VIRAIS CARNAVAL 2011 AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE

Leia mais

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada.

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. 1. Liste todos os ossos do esqueleto axial. 2. Liste todos os

Leia mais

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Vírus do Herpes

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Vírus do Herpes Este módulo tem por objectivo ensinar aos alunos o modo como a actividade sexual pode levar à transmissão de micróbios e doenças. O Capítulo 2.3, Infecções Sexualmente Transmissíveis, ensina aos alunos

Leia mais

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Bateria de Exercícios Data: 11/03/2016 Turma: 2º Ano Área II Matemática 1) Determine o sinal das expressões: a)

Leia mais

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Dr. JOSÉ BENTO Médico ginecologista e obstetra A MELHOR IDADE DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Sumário Apresentação... 7 Introdução... 11 Capítulo 1 Um corpo de mudanças...

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR SISTEMA SOLAR 2 Aula de Revisão 1 Planeta terra Somos todos habitantes do planeta Terra. É nosso dever mantê-lo habitável. 3 Planeta Terra habitável 4 Planeta Terra não habitável 5 Dicas para cuidar melhor

Leia mais

CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br. DST's - RESPOSTAS

CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br. DST's - RESPOSTAS CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br DST's - RESPOSTAS 01) Tenho 15 anos e estou namorando um cara há 3 meses. Ele me disse que está com gonorréia e que

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana

Anatomia e Fisiologia Humana Introdução Boa parte do funcionamento do corpo humano depende da comunicação entre as células por meio de mensageiros químicos que viajam pelos sangue. Conjunto de células produtoras de hormônios. Hormônios

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota Biologia Qualidade de vida Imunidade Imunologia é o ramo que estuda as formas de combate a agentes invasores patogênicos, bem como substâncias

Leia mais

1. PAUTA 2. DEFINIÇÕES E INFORMAÇÕES GERAIS

1. PAUTA 2. DEFINIÇÕES E INFORMAÇÕES GERAIS Assunto: Orientar e esclarecer as dúvidas da população sobre as Ações Preventivas na Área de Saúde Pública em virtude da construção da UHE Belo Monte. Redator: Tânia do Socorro Martins Data: 20/09/2013

Leia mais

DST/HIV. ENFERMEIRO:ELTON CHAVES eltonchaves76@hotmail.com

DST/HIV. ENFERMEIRO:ELTON CHAVES eltonchaves76@hotmail.com DST/HIV ENFERMEIRO:ELTON CHAVES eltonchaves76@hotmail.com O QUE SÃO DSTS? As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) são doenças causadas por vários tipos de agentes. São transmitidas, principalmente,

Leia mais

Local: Batalhão da Policia Militar Horário: 09h Data: 26/12/2012. Memória da Reunião

Local: Batalhão da Policia Militar Horário: 09h Data: 26/12/2012. Memória da Reunião Local: Batalhão da Policia Militar Horário: 09h Data: 26/12/2012 Memória da Reunião Esta memória tem como objetivo descrever a reunião/palestra com os Técnicos de Saúde da Norte Energia e os integrantes

Leia mais

Adolescência e Puberdade. Adolescere Pubescere

Adolescência e Puberdade. Adolescere Pubescere Adolescência e Puberdade Adolescere Pubescere Síndrome da Adolescência Busca de si mesmo e da identidade adulta Tendência grupal Necessidade de intelectualizar e fantasiar-elaboração do luto Crises

Leia mais