SISTEMAS GENITAIS HUMANOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS GENITAIS HUMANOS"

Transcrição

1 https://naturalmath.wikispaces.com/birds+and+learning SISTEMAS GENITAIS HUMANOS Maximiliano Mendes 2015 maxaug.blogspot.com Youtube.com/maxaug 1

2 Somos uma espécie: Dioica: cada organismo possui apenas um sistema genital, masculino ou feminino. E de reprodução gamética ou sexuada: cada organismo produz gametas masculinos ou femininos, que ao se encontrarem no momento da fertilização, geram um novo indivíduo. 2

3 Saco escrotal ou escroto: bolsa de pele que abriga os testículos e permite que os espermatozoides se desenvolvam em uma temperatura de 2-4 C abaixo da temperatura corporal (36-37 C). O escroto também possui musculatura. Os destaques são os músculos cremastéricos, que recobrem os testículos e são responsáveis por fazerem o papel de termostatos: levantam ou afastam os testículos da cavidade abdominal a fim de regular a temperatura na qual eles são mantidos. 5 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

4 Testículos: gônadas masculinas, responsáveis pela produção de gametas e hormônios masculinos. São dois, sendo que na maioria dos homens o esquerdo é menor e pendurado um pouco mais abaixo (não se sabe ao certo o motivo). 6 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

5 Túbulos seminíferos: o interior dos testículos é preenchido em grande parte por esses túbulos, que são os locais onde são produzidos os espermatozoides. Células intersticiais: localizadas nas adjacências dos túbulos seminíferos. Produzem testosterona (sob a ação do hormônio luteinizante). Também podem ser chamadas de células intersticiais de Leydig. 7 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

6 Epidídimos: canais onde os espermatozoides amadurecem e ficam armazenados até o momento da ejaculação. Localizados fora dos testículos. Cada epidídimo têm aproximadamente seis metros de comprimento e os espermatozoides humanos levam cerca três semanas para atingir a maturidade e se tornarem móveis. Esperma: solução contendo espermatozoides e secreções nutritivas das glândulas do sistema genital. Canais deferentes: conduzem o esperma até a uretra, unindo-se a ela em um duto ejaculatório, no interior da próstata. 8 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

7 https://en.wikipedia.org/wiki/file:figure_28_01_03.jpg 9

8 10

9 Glândulas seminais: produzem uma secreção contendo diversas substâncias, dentre as quais, vitamina C e frutose (essa é utilizada como fonte de energia pelos espermatozoides). Constitui de % do volume do esperma (ou sêmen). Próstata: glândula cuja secreção também nutre os espermatozoides e constitui de % do volume do esperma. Dentre as substâncias presentes, está o ácido cítrico (que serve de nutriente para os espermatozoides). 11 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

10 Considerando o conjunto, o sêmen/esperma, constituído principalmente das secreções da próstata e das glândulas seminais é alcalino e neutraliza o meio ácido da vagina, prolongando a viabilidade dos espermatozoides. O meio ácido da vagina dificulta a proliferação de microorganismos patogênicos. (Não se sabe ao certo se esse meio é mantido ácido pela ação das glândulas vaginais, se é pela secreção de ácido láctico por lactobacilos ou se ambas as coisas). 12 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

11 Glândulas bulbouretrais: produzem uma secreção que limpa e neutraliza a acidez da uretra antes da passagem do esperma (ejaculação). Essa secreção pode carregar espermatozoides consigo, por isso, o método contraceptivo do coito interrompido costuma falhar. Uretra: canal que transporta o esperma para fora do corpo. Pela uretra masculina passam urina e esperma, portanto, ela faz parte tanto do sistema genital quanto do urinário. Nas mulheres a uretra só faz parte do sistema urinário. 13 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

12 Pênis: órgão copulador masculino possuidor de tecidos esponjosos eréteis, derivados de vasos sanguíneos modificados. O que causa a ereção do pênis e o torna rígido é o fato de ele se encher de sangue. O mecanismo consiste no seguinte: na medida em que o sangue vai preenchendo os tecidos esponjosos, quando o homem sente vontade de se reproduzir, o aumento de pressão gerado promove a constrição dos vasos que levam o sangue para fora do pênis. Assim, o sangue entra com facilidade, mas não sai tão facilmente. (O Viagra é um vasodilatador). 14 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

13 15 https://en.wikipedia.org/wiki/file:penis_cross_section.svg

14 A porção do pênis responsável pela sensação de prazer é a cabeça ou glande, cuja pele é mais fina, sensível e possuidora de terminações nervosas que levam os estímulos tácteis para o cérebro, gerando a sensação característica do orgasmo. A glande é recoberta por uma dobra de pele chamada prepúcio. 16 https://en.wikipedia.org/wiki/file:male_anatomy_en.svg

15 SISTEMA GENITAL MASCULINO 17

16 Jonah Falcon 34 cm. 18

17 Lábios maiores e menores: dobras adiposas de pele, os maiores se localizam externamente. Aparentemente os lábios maiores têm a função de proteger as estruturas mais internas, como o clitóris e a abertura da vagina. Os lábios maiores e menores, a abertura da vagina e o clitóris constituem o que chamamos de pudendo feminino (ou vulva), a parte externa do aparelho genital feminino. 31 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

18 Clitóris: órgão possuidor de tecido erétil que se enche de sangue durante o ato sexual. Assim como o pênis, ele também possui uma glande, prepúcio e também é uma estrutura erógena, ou seja, envolvida na geração do prazer sexual (sensação do orgasmo). 32 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

19 33 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0399_femalereprosystem_01.png

20 34

21 Vagina: canal onde se introduz o pênis e se deposita o esperma. No parto normal, o bebê sai do corpo feminino através da vagina. Possui glândulas lubrificantes (localizadas principalmente mais próximas do início e final do canal vaginal) e se dilata e aumenta de comprimento durante o ato sexual para reduzir a fricção com o pênis. Além da vagina, o clitóris e os lábios menores também se dilatam durante o ato sexual. Durante o orgasmo a musculatura da vagina se contrai e isso auxilia o transporte dos espermatozoides. 35 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

22 Sabe-se que o meio da vagina é ácido por conter ácido lático e isso impede a proliferação de micro-organismos potencialmente patogênicos. Porém, ainda não se sabe dizer ao certo se a acidez tem como causa principal a secreção das glândulas ou se é devida ao ácido lático produzido por lactobacilos. A abertura da vagina é chamada de vestíbulo vaginal e é parcialmente recoberta por uma membrana chamada hímen. 36 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

23 Hímen: membrana que recobre o vestíbulo parcialmente, vestígio do desenvolvimento embrionário e cuja função ainda não é completamente entendida. Há vários tipos de hímen, alguns recobrem mais e outros menos a abertura da vagina e esses hímens podem ou não ser rompidos tanto como resultado de atividade sexual como quanto de atividade física intensa, sendo assim, a presença ou não de um hímen intacto não é um indicativo do status de virgindade de uma mulher. 37 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

24 38 https://en.wikipedia.org/wiki/file:hymen_en.svg

25 Útero: órgão oco de paredes musculosas que abriga o bebê durante o desenvolvimento dele. Pode se contrair para expulsar o bebê no momento do parto e também para eliminar as camadas de endométrio espessado descartado em cada ciclo menstrual. Endométrio: mucosa que reveste o interior do útero. É onde o embrião irá se implantar, por isso, é rico em vasos sanguíneos e glândulas. Pode se tornar mais espesso devido à ação estrogênica. 39 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

26 Colo uterino: porção mais afilada e de consistência mais firme, também chamada de cérvice. O colo uterino possui glândulas cuja secreção varia dependendo do estágio do ciclo menstrual no qual a mulher se encontra: logo antes e durante a ovulação, a secreção é menos ácida, mais pegajosa e favorece a sobrevivência dos espermatozoides no meio ácido da vagina, porém, nos outros dias, a secreção é mais ácida, mais espessa e pode até formar uma espécie de tampa no colo uterino, que impede a passagem do esperma. 40 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

27 Colo uterino: porção mais afilada e de consistência mais firme, também chamada de cérvice. O colo uterino possui glândulas cuja secreção varia dependendo do estágio do ciclo menstrual no qual a mulher se encontra: logo antes e durante a ovulação, a secreção é menos ácida, mais pegajosa e favorece a sobrevivência dos espermatozoides no meio ácido da vagina, porém, nos outros dias, a secreção é mais ácida, mais espessa e pode até formar uma espécie de tampa no colo uterino, que impede a passagem do esperma. 41 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0400_femalereprosystem_02.png

28 Tubas uterinas: canais que ligam os ovários ao útero. Transportam gametas e o embrião. Ovários: gônadas femininas. Produzem gametas e hormônios femininos (estrógenos e progesterona). 42 https://en.wikipedia.org/wiki/file:blausen_0399_femalereprosystem_01.png

29 os cistos são bolsas membranosas, preenchidas por fluídos e/ou material semissólido (exceto pus). Os cistos às vezes podem se romper e causar dores, náuseas, irregularidades no ciclo menstrual e etc. Podem se originar tanto a partir do crescimento excessivo dos folículos ovarianos e corpos amarelos quanto a partir de outras partes do ovário. 43 https://en.wikipedia.org/wiki/file:benign_ovarian_cyst.jpg

30 REFERÊNCIAS Amabis & Martho. Biologia das Células. 3ª Ed. Moderna Bancroft, J. The endocrinology of sexual arousal. Journal of endocrinology. 186: Campbell NA, Reece JB et al. Biologia. 8ª Ed. Artmed Cook WJ, Johnson RV & Krych EH. (Editores). Mayo Clinic Guide to your Baby s First Year. Good Books Wikipédia em língua inglesa, entradas diversas sobre os assuntos abordados aqui. Website do Dr. Dráuzio Varella. Eric Charles. Hitting below the belt coping with the threat of a groin injury. Black Belt. Outubro de s 44

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino SISTEMA REPRODUTOR A reprodução é de importância tremenda para os seres vivos, pois é por meio dela que os organismos transmitem suas características hereditariamente e garantem a sobrevivência de suas

Leia mais

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos SISTEMA GENITAL MASCULINO Testículos - São as gônadas ou glândulas sexuais masculinas. Estes encontram-se alojados numa bolsa de pele, o escroto (saco escrotal); - Na fase embrionária estão dentro da cavidade

Leia mais

7ª série / 8º ano U. E. 11

7ª série / 8º ano U. E. 11 7ª série / 8º ano U. E. 11 Os sistemas genitais masculino e feminino A espécie humana se reproduz sexuadamente. As células reprodutivas femininas os óvulos são produzidas nos ovários da mulher, e as células

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR. Prof. André Maia

SISTEMA REPRODUTOR. Prof. André Maia SISTEMA REPRODUTOR Denomina-se reprodução a capacidade que os seres vivos possuem de produzir descendentes. Ocorre a reprodução sexuada no homem, ou seja, para que esta reprodução aconteça é necessário

Leia mais

Unidade 7. Fecundação. Gestação. Parto

Unidade 7. Fecundação. Gestação. Parto Unidade 7 Fecundação Gestação Parto Reprodução Sexual A fecundação resulta na formação de uma nova célula (célula-ovo ou zigoto), que dará origem a um novo indivíduo. A célula deste novo indivíduo contém

Leia mais

FISIOLOGIA. 7. Sistema Reprodutor Masculino. Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino

FISIOLOGIA. 7. Sistema Reprodutor Masculino. Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino FISIOLOGIA 7. Sistema Reprodutor Masculino Sistema Reprodutor Masculino Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino Espermatogênese e condução do espermatozóide Função da Vesícula Seminal Função

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin REPRODUÇÃO HUMANA Profª Fernanda Biazin Puberdade: período de transição do desenvolvimento humano, correspondente à passagem da fase da infância para adolescência. Alterações morfológicas e fisiológicas

Leia mais

Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.

Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms. Fisiologia humana 0 (parte IV) Hormônios e reprodução Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Sistema Endócrino Composto pelas glândulas endócrinas integra e regula

Leia mais

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual.

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Glossário A Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Afrodisíaco: substância que se acredita excitar o desejo sexual e aumentar a capacidade para a actividade

Leia mais

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana Assim como as casas são feitas de tijolos, todos os organismos são formados por pequenas unidades, chamadas células. Extremamente pequenas, cabem centenas de células num pingo de um i Toda a programação

Leia mais

Sistema reprodutor masculino

Sistema reprodutor masculino Sistema reprodutor masculino O sistema reprodutor masculino é composto por: Testículos Vias espermáticas Glândulas anexas Pênis Saco escrotal Assim como o pênis está localizado externamente ao corpo,

Leia mais

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade Todas as pessoas são diferentes, cada um é único, apresentam características que são próprias

Leia mais

Reprodução dos Seres Vivos Reprodução Humana Extras. Sistema Reprodutor. Prof. Thiago Lins. tiagolinsnasc@gmail.com 1 /32

Reprodução dos Seres Vivos Reprodução Humana Extras. Sistema Reprodutor. Prof. Thiago Lins. tiagolinsnasc@gmail.com 1 /32 Sistema Reprodutor Prof. Thiago Lins tiagolinsnasc@gmail.com 2014 1 /32 Sumário Reprodução dos Seres Vivos 1 Reprodução dos Seres Vivos Reprodução Tipos de Reprodução Tipos de desenvolvimento nos vertebrados

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 15 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP Só se constrói uma nação com cidadãos. Só se constrói cidadãos

Leia mais

Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Funções Produz gametas: óvulos Produz hormônios da reprodução Recebe as células reprodutivas do macho Fornece local

Leia mais

Aparelho Reprodutor Feminino

Aparelho Reprodutor Feminino Aparelho Reprodutor Feminino Profa Elaine C. S. Ovalle Aparelho Reprodutor Feminino Composto por: - ovários - tubas uterinas - útero - vagina - glândulas mamárias 1 Ovários Funções do Sistema Genital Feminino

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 41 APARELHO REPRODUTOR MASCULINO

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 41 APARELHO REPRODUTOR MASCULINO BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 41 APARELHO REPRODUTOR MASCULINO Como pode cair no enem? (PUC) A produção do hormônio luteinizante estimula as células intersticiais ou de Leydig a liberar um hormônio que,

Leia mais

Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino. Carla Cristina Zeppenfeld Doutoranda Zootecnia

Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino. Carla Cristina Zeppenfeld Doutoranda Zootecnia Fisiologia do Sistema Reprodutor Masculino Carla Cristina Zeppenfeld Doutoranda Zootecnia Introdução Durante a gestação, a diferenciação sexual se dá ou não pela presença do hormônio antimülleriano e da

Leia mais

Amenorreia Ausência do fluxo menstrual.

Amenorreia Ausência do fluxo menstrual. AAcne Doença da pele típica da adolescência, caracterizada por uma inflamação crónica das glândulas sebáceas, com formação de espinhas e borbulhas, especialmente no rosto e nas costas. Adolescência ou

Leia mais

HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA

HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA GLÂNDULAS SEXUAIS GÔNADAS MASCULINAS = TESTÍCULOS GÔNADAS FEMININAS = OVÁRIOS PRODUZEM GAMETAS E HORMÔNIOS SEXUAIS CONTROLE HORMONAL DO SISTEMA TESTÍCULOS

Leia mais

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... - Morfologia do Aparelho Reprodutor Feminino Útero Trompa de Falópio Colo do útero Vagina

Leia mais

Biologia. Aulas 33, 34 e 35 Setor B. Prof. Rafa

Biologia. Aulas 33, 34 e 35 Setor B. Prof. Rafa Biologia Aulas 33, 34 e 35 Setor B Prof. Rafa Tipos de glândulas: Exócrinas: com ducto de saída lacrimais, mamárias, salivares, sebáceas e sudoríparas Endócrinas: sem ducto de saída, secreções (hormônios)

Leia mais

Sistema genital feminino pudendo feminino lábios maiores lábios menores clitóris vestíbulo vaginal clitóris uretra

Sistema genital feminino pudendo feminino lábios maiores lábios menores clitóris vestíbulo vaginal clitóris uretra Sistema Reprodutor 1. Sistema genital feminino a) Órgãos - Clítoris - Vagina - Útero - Tubas uterinas - Ovários b) Hormônios sexuais femininos c) Controle hormonal do ciclo menstrual d) Fecundação O sistema

Leia mais

3º ano-lista de exercícios-reprodução humana

3º ano-lista de exercícios-reprodução humana 1. (Udesc) Observe o gráfico a seguir em que estão representadas as curvas de crescimento (médias) de diferentes partes do corpo. (HARRISON, G. A. et al., apud SANTOS, M. A. dos. BIOLOGIA EDUCACIONAL.

Leia mais

Sistema reprodutor masculino e feminino

Sistema reprodutor masculino e feminino ANATOMIA E FISIOLOGIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS Sistema reprodutor masculino e feminino Valdirene Zabot valdirene@unochapeco.edu.br Introdução O sistema genital masculino está constituído principalmente por:

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Curso Inicial & Integração Novos Representantes 1 SISTEMA REPRODUTOR FEMININO O conjunto de órgãos do sistema reprodutor feminino tem como função principal

Leia mais

Reprodução humana. Aula 01. Sistema genital masculino Sistema genital feminino Gametogênese. Espermatogênese Ovogênese UNIDADE 3 ESPÉCIE HUMANA

Reprodução humana. Aula 01. Sistema genital masculino Sistema genital feminino Gametogênese. Espermatogênese Ovogênese UNIDADE 3 ESPÉCIE HUMANA Reprodução humana UNIDADE 3 ESPÉCIE HUMANA Sistema genital masculino Sistema genital feminino Gametogênese CAPÍTULO 11 Espermatogênese Ovogênese Aula 01 1. SISTEMA GENITAL MASCULINO ÓRGÃOS DO SISTEMA GENITAL

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR SISTEMA SOLAR 2 Aula de Revisão 1 Planeta terra Somos todos habitantes do planeta Terra. É nosso dever mantê-lo habitável. 3 Planeta Terra habitável 4 Planeta Terra não habitável 5 Dicas para cuidar melhor

Leia mais

Reprodução. Mantenedora das espécies Caminho da Evolução

Reprodução. Mantenedora das espécies Caminho da Evolução Reprodução Mantenedora das espécies Caminho da Evolução Breve Histórico Geração espontânea Com ajuda do microscópio... Não se esqueçam que toda teoria precisa ser testada! Pra que serve a reprodução? Tipos

Leia mais

Professor Fernando Stuchi

Professor Fernando Stuchi REPRODUÇÃO Aulas 2 a 5 1º Bimestre Professor Fernando Stuchi Seres Vivos Segundo a Teoria Celular, todos os seres vivos (animais e vegetais) são constituídos por células (exceção dos vírus que não possuem

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Professor: João Paulo

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Professor: João Paulo SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Professor: João Paulo SISTEMA REPRODUTOR FEMININO É constituído por: uma vulva (genitália externa), uma vagina, um útero, duas tubas uterinas (ovidutos ou trompas de Falópio),

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 37 REPRODUTOR MASCULINO

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 37 REPRODUTOR MASCULINO BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 37 REPRODUTOR MASCULINO Bexiga urinária Vesícula seminal Canal deferente Osso Púbis Pênis Uretra Corpos cavernosos Glande peniana Prepúcio Escroto Testículo Glândula bulbouretal

Leia mais

Aparelho Genital Feminino

Aparelho Genital Feminino Aparelho Genital Feminino Função : Produz óvulos; Secreção de hormonas; Nutre e protege o desenvolvimento do feto. Constituição: Ovários; Trompas uterinas; Útero; Vagina; Órgãos genitais externos; Mamas.

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada.

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. 1. Liste todos os ossos do esqueleto axial. 2. Liste todos os

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

APARELHO REPRODUTOR MASCULINO. É constituído pelos testículos, dutos genitais, glândulas acessórias e pênis.

APARELHO REPRODUTOR MASCULINO. É constituído pelos testículos, dutos genitais, glândulas acessórias e pênis. REPRODUÇÃO HUMANA APARELHO REPRODUTOR MASCULINO É constituído pelos testículos, dutos genitais, glândulas acessórias e pênis. TESTÍCULO O testículo produz espermatozóides e hormônio masculino e localiza-se

Leia mais

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozóides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e de haver fecundação. Espermicidas (sob a forma de óvulos,

Leia mais

29/03/2012. Biologia. Principais glândulas endócrinas humanas

29/03/2012. Biologia. Principais glândulas endócrinas humanas Biologia Tema: Módulo 01: Anatomia e fisiologia Marcos Vinícius Introdução É um sistema que juntamente com o sistema nervoso atua no controle das funções gerais do nosso organismo. É representado pelos

Leia mais

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos.

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. 2 Habilidade: Compreender o funcionamento dos principais métodos contraceptivos (comportamentais, químicos, de barreira e definitivos).

Leia mais

Recuperação Final CFB 8º ano do EF

Recuperação Final CFB 8º ano do EF COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final CFB 8º ano do EF Aluno: Série: 8º ano Turma: Data: de dezembro de 2015 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Esta prova é um documento

Leia mais

Anatomia da Reprodução Masculina

Anatomia da Reprodução Masculina FUPAC Fundação Presidente Antônio Carlos Faculdade Presidente Antônio Carlos de Uberlândia CURSO: MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: FISIOPATOLOGIA DA REPRODUÇÃO ANIMAL Anatomia da Reprodução Masculina Prof.

Leia mais

Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana

Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana Nome: Data: / / 1. Os sistemas reprodutores masculino e feminino são diferentes apesar de serem constituídos por estruturas com

Leia mais

COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014.

COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014. COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014. ENSINO MÉDIO RECUPERAÇÃO PARALELA PARCIAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO DISCIPLINA: Biologia (2ª série) PROFESSOR: Priscila Temas/Capítulos - Cap 12 Núcleo, divisões

Leia mais

Perpetuando a vida - 2

Perpetuando a vida - 2 A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Perpetuando a vida - 2 Atenção - Maria, olhe só o resultado do exame: positivo para gonadotrofina coriônica! Alberto e Maria olharam um para o outro, sem

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO ESCRITA º 2 MÓDULO 2. Prova Escrita de Consulta da Disciplina de Saúde Infantil

TESTE DE AVALIAÇÃO ESCRITA º 2 MÓDULO 2. Prova Escrita de Consulta da Disciplina de Saúde Infantil TESTE DE AVALIAÇÃO ESCRITA º 2 MÓDULO 2 Curso Profissional de Técnico de Apoio à Infância/Ensino Secundário Prova Escrita de Consulta da Disciplina de Saúde Infantil Turma [I] do 10º Ano de Escolaridade

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana

Anatomia e Fisiologia Humana Introdução Boa parte do funcionamento do corpo humano depende da comunicação entre as células por meio de mensageiros químicos que viajam pelos sangue. Conjunto de células produtoras de hormônios. Hormônios

Leia mais

APARELHO REPRODUTOR MASCULINO

APARELHO REPRODUTOR MASCULINO APARELHO REPRODUTOR MASCULINO Aparelho Reprodutor Masculino 250 (partem septos fibrosos) TESTÍCULOS Ä Funções: produzir espermatozóides e hormônio (testosterona) Ä Desenvolvem-se dentro da cavidade abdominal,

Leia mais

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS Ana Maria Piovesan Frade Cyro Antunes Zucarino Denise Pittigliani Lopes Maria de Fátima Alexandre Gomes

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS Ana Maria Piovesan Frade Cyro Antunes Zucarino Denise Pittigliani Lopes Maria de Fátima Alexandre Gomes AGRADECIMENTOS ESPECIAIS Ana Maria Piovesan Frade Cyro Antunes Zucarino Denise Pittigliani Lopes Maria de Fátima Alexandre Gomes QUESTÃO 1 O tecido formado por células alongadas, com capacidade de contração

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozoides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e ocorrer a fecundação. Espermicidas

Leia mais

FISIOLOGIA REPRODUTIVA DO MACHO BOVINO

FISIOLOGIA REPRODUTIVA DO MACHO BOVINO FISIOLOGIA REPRODUTIVA DO MACHO BOVINO O sistema reprodutivo masculino é constituído de diversos órgãos peculiares que atuam em conjunto para produzir espermatozóides e liberá- los no sistema reprodutor

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR P R O F E S S O R A N A I A N E

SISTEMA EXCRETOR P R O F E S S O R A N A I A N E SISTEMA EXCRETOR P R O F E S S O R A N A I A N E O que não é assimilado pelo organismo O que o organismo não assimila, isto é, os materiais inúteis ou prejudiciais ao seu funcionamento, deve ser eliminado.

Leia mais

Processo Seletivo 2012-2 Disciplina: Biologia

Processo Seletivo 2012-2 Disciplina: Biologia 1) Gabarito oficial definitivo sem distribuição dos pontos - Questão 1 Tropismo é o movimento de uma planta em resposta a um estímulo externo. O tropismo positivo ocorre quando a planta se movimenta em

Leia mais

Sistema Endócrino. Introdução. Glândulas e suas secreções. 1. Hipotálamo: 2. Hipófise anterior (adeno-hipófise):

Sistema Endócrino. Introdução. Glândulas e suas secreções. 1. Hipotálamo: 2. Hipófise anterior (adeno-hipófise): Introdução Sistema Endócrino O sistema endócrino é composto por um grupo de tecidos especializados (glândulas) cuja função é produzir e liberar na corrente sanguínea substâncias chamadas Hormônios. Os

Leia mais

Testículos Epidídimos URI Campus de Santo Ângelo Curso de Psicologia - Anatomofisiologia Prof. Claudio Alfredo Konrat. Prof. Claudio A.

Testículos Epidídimos URI Campus de Santo Ângelo Curso de Psicologia - Anatomofisiologia Prof. Claudio Alfredo Konrat. Prof. Claudio A. Aparelho Reprodutor Masculino Sistema Reprodutor Testículos Epidídimos URI Campus de Santo Ângelo Curso de Psicologia - Anatomofisiologia Prof. Claudio Alfredo Konrat Canais Deferentes Vesículas Seminais

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Como pode cair no enem? (UFC) A pílula do dia seguinte é composta de hormônios, os mesmos da pílula anticoncepcional comum, só que em doses mais elevadas.

Leia mais

BIOLOGIA 12ºano Parte I Reprodução Humana. A estrutura anatómica reprodutiva do homem

BIOLOGIA 12ºano Parte I Reprodução Humana. A estrutura anatómica reprodutiva do homem BIOLOGIA 12ºano Parte I Reprodução Humana Mitose / Meiose Mitose Processo que decorre na divisão do núcleo das células eucarióticas, pelo que se formam núcleos com o mesmo número de cromossomas do núcleo

Leia mais

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA A adolescência é uma fase de transição, mudança da infância para a vida adulta. Nesse momento acontecem várias modificações no corpo, surgem várias dúvidas, medo,

Leia mais

e) O indivíduo X é o esporófito proveniente da multiplicação celular mitótica.

e) O indivíduo X é o esporófito proveniente da multiplicação celular mitótica. Aula n ọ 05 01. A meiose é um processo de divisão celular que ocorre na natureza e que visa à produção de esporos ou gametas. Esta divisão celular produz células-filhas com a metade dos cromossomos da

Leia mais

Por dentro e por fora

Por dentro e por fora por dentro e por fora 41 Por dentro e por fora corpo e reprodução O CORPO Luca Sant anna Uma energia comanda meus gestos. Não sei bem o que acontece. Meu corpo vai muito além de mim. Pensamentos, Decisões,

Leia mais

Introdução. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira

Introdução. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira Introdução O sistema urinário é constituído pelos órgãos uropoéticos, isto é, incumbidos de elaborar a urina e armazená- la temporariamente até a oportunidade de ser eliminada para o exterior. Na urina

Leia mais

Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação CIÊNCIAS DA NATUREZA

Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação CIÊNCIAS DA NATUREZA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação 2 CONTEÚDO E HABILIDADES

Leia mais

Módulo 3 Unidade 4. Sistema Urogenital. Para início de conversa... compõem cada um de seus órgãos. dois separadamente.

Módulo 3 Unidade 4. Sistema Urogenital. Para início de conversa... compõem cada um de seus órgãos. dois separadamente. Módulo 3 Unidade 4 Sistema Urogenital Para início de conversa... Você vem aprendendo nas unidades anteriores deste módulo que nosso corpo é composto de um conjunto de sistemas, que funcionam de forma integrada

Leia mais

Informe Público - Out/2010 Santa Maria / RS. www.labpasteursm.com.br SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO

Informe Público - Out/2010 Santa Maria / RS. www.labpasteursm.com.br SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO O início da vida sexual é um momento marcante na adolescência. São tantas dúvidas, medos preconceitos e mitos, que as vezes ficamos confusos! O exercício da sexualidade exige

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO

REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO Autores: Priscila Mayumi Kashiwabara Ana Beatriz Vitiritti Débora Frigi Rodrigues Dimitson Ferreira de Oliveira Elisama Silva de Oliveira Márcio Moreno REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO Contexto: Esta aula

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR. Profª Talita Silva Pereira

SISTEMA REPRODUTOR. Profª Talita Silva Pereira SISTEMA REPRODUTOR Profª Talita Silva Pereira O sistema reprodutor masculino é formado: Testículos Vias espermáticas: epidídimo, canal deferente, uretra. Pênis e Escroto Glândulas anexas: próstata, vesículas

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 42 APARELHO REPRODUTOR FEMININO

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 42 APARELHO REPRODUTOR FEMININO BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 42 APARELHO REPRODUTOR FEMININO Fixação 1) (UERJ) O gráfico abaixo ilustra um padrão de níveis plasmáticos de vários hormônios durante o ciclo menstrual da mulher. a) Estabeleça

Leia mais

Preservativo Feminino

Preservativo Feminino Preservativo Feminino Há milhares de anos que as mulheres usam os métodos contraceptivos de que dispõem. Na bíblia, há referência ao coito interrompido e nos registos do Egipto antigo existem descrições

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS NÃO NATURAIS Espermicidas, Preservativo Masculino, Preservativo Feminino, Diafragma Trabalho Realizado: Adriana Botelho, nº1 12ºA Ana Rita Viamontes, nº3 12ºA Francisco Cubal, nº11

Leia mais

M t é o t d o os o Contraceptivos

M t é o t d o os o Contraceptivos Métodos Contraceptivos São meios utilizados para evitar a gravidez quando esta não é desejada, permitindo a vivência da sexualidade de forma responsável. Permitem o planeamento familiar. 2 Como se classificam

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO PREPARATÓRIO 2016 / PROGRAMA DA DISCIPLINA DE BIOLOGIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO PREPARATÓRIO 2016 / PROGRAMA DA DISCIPLINA DE BIOLOGIA OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: 1. CONHECER: a) Conceitos fundamentais utilizados em Biologia; b) Os níveis de organização da matéria viva; c) A célula como a unidade morfo-funcional de todos seres vivos; d) Os

Leia mais

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ OBJETIVO: DISCUTIR A INCIDÊNCIA DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA ASSUNTOS ABORDADOS: ADOLESCÊNCIA GRAVIDEZ PRECOCE PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ

Leia mais

Métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos O que são métodos contraceptivos? São processos que permitem evitar uma gravidez não desejada. Todas as pessoas usam o mesmo método contraceptivo? Existem vários métodos contraceptivos.

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO 1 UNIVERSIDADE DE CUIABÁ Atividade Presencial: estudo através de Textos e Questionários realizado em sala de aula SOBRE A FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO CADA ESTUDANTE DEVERÁ IMPRIMIR E LEVAR

Leia mais

REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II

REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Aula 8.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II 2 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO 2 Sistema Sensorial Estímulo receptores terminações nervosas /nervo cérebro 3 BIOLOGIA REVISÃO 1 REVISÃO

Leia mais

Métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos http://www.youtube.com/watch?v=igloovv-kc8 Professor: Gil Amaro Aluna: Thalyta M. Baptista Disciplina: Estratégias de Ensino em Biologia Os métodos contraceptivos podem ser divididos

Leia mais

Aula 23 Sistema endócrino

Aula 23 Sistema endócrino Aula 23 Sistema endócrino O sistema endócrino é formado por órgãos e tecidos que secretam hormônios. Os hormônios são lançados na corrente sangüínea e influenciam a atividade de células, órgãos ou sistemas.

Leia mais

Fisiologia do Sistema Endócrino-I

Fisiologia do Sistema Endócrino-I Curso Preparatório para Residência em Enfermagem-2012 Fisiologia do Sistema Endócrino-I Prof. Fernando Ramos Gonçalves -Msc Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam

Leia mais

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Dr. JOSÉ BENTO Médico ginecologista e obstetra A MELHOR IDADE DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Sumário Apresentação... 7 Introdução... 11 Capítulo 1 Um corpo de mudanças...

Leia mais

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA Página1 A REPRODUÇÃO HUMANA Reprodução sexuada e dimorfismo sexual A reprodução é uma função dos seres vivos que permite dar origem a outros seres da mesma espécie. Reprodução sexuada Na espécie humana

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Métodos contraceptivos naturais Método do calendário Se a menstruação ocorre de 28 em 28 dias, a ovulação ocorrerá por volta do 14º dia. Assim, o período fértil

Leia mais

Perpetuando a vida - 1

Perpetuando a vida - 1 A U A UL LA Perpetuando a vida - 1 Atenção Exercícios Lineu chegou radiante à lanchonete. Finalmente tinha recebido a notícia do médico, a notícia que tanto esperava. Em vez do tradicional suco de laranja,

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza SISTEMA RESPIRATÓRIO HUMANO Funções e anatomia O sistema respiratório humano possui a função de realizar as trocas gasosas (HEMATOSE). Esse sistema é composto pelas seguintes

Leia mais

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação:

Ficha de avaliação. Nome: Turma: Data: Classificação: 1. A sexualidade diz respeito apenas a uma parte do nosso corpo 2. As mudanças físicas que surgem na puberdade acontecem sempre por volta dos 12 anos 3. A puberdade marca o final da infância 4. O orifício

Leia mais

Órgão copulador. Apresenta grande quantidade de terminações nervosas. Bolsa que recobre e aloja os testículos.

Órgão copulador. Apresenta grande quantidade de terminações nervosas. Bolsa que recobre e aloja os testículos. Prof. TIAGO Pênis Escroto Testículos Ductos deferentes Vesículas seminais Próstata Uretra ÓRGÃOS GENITAIS EXTERNOS Órgão copulador. Apresenta grande quantidade de terminações nervosas. Bolsa que recobre

Leia mais

SISTEMAS RENAL E URINÁRIO. Enf. Juliana de S. Alencar HC/UFTM Dezembro de 2011

SISTEMAS RENAL E URINÁRIO. Enf. Juliana de S. Alencar HC/UFTM Dezembro de 2011 SISTEMAS RENAL E URINÁRIO Enf. Juliana de S. Alencar HC/UFTM Dezembro de 2011 CONSIDERAÇÕES GERAIS É de extrema importância para a vida a função adequada dos sistemas renal e urinário. A principal função

Leia mais

VICE-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO E CORPO DISCENTE COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EMBRIOLOGIA. Ana Cristina Casagrande Vianna

VICE-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO E CORPO DISCENTE COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EMBRIOLOGIA. Ana Cristina Casagrande Vianna VICE-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO E CORPO DISCENTE COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EMBRIOLOGIA Conteudista Ana Cristina Casagrande Vianna Rio de Janeiro / 2009 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À UNIVERSIDADE

Leia mais

Fisiologia Endócrina do Sistema Reprodutivo

Fisiologia Endócrina do Sistema Reprodutivo Fisiologia Endócrina do Sistema Reprodutivo Profa. Letícia Lotufo Função Reprodutiva: Diferenciação sexual Função Testicular Função Ovariana Antes e durante a gravidez 1 Diferenciação sexual Sexo Genético

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Sistema Urinário

ANATOMIA HUMANA II. Sistema Urinário ANATOMIA HUMANA II Educação Física Sistema Genito-urinário Prof. Me. Fabio Milioni Sistema Urinário Função Excretar substâncias do corpo urina (Micção) (ác. úrico, ureia, sódio, potássio, etc) Órgãos rins

Leia mais