Marco Civil da Internet

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marco Civil da Internet"

Transcrição

1 Dep. Federal Alessandro Molon (PT-RJ) Relator do PL 2.126/2011

2 +

3 amplamente debatido contribuições consultas públicas

4

5 7 audiências e seminários 4 regiões do país 62 palestrantes e-democracia

6

7

8

9

10

11

12

13 xx

14 45 mil visitas 140 propostas comentários

15 principais pontos

16 liberdade de expressão neutralidade da rede privacidade guarda de registro (logs) responsabilidade civil de terceiros

17 regras gerais

18 Constituição da Internet

19 não trata de: cibercrimes direitos autorais dados pessoais

20 Internet

21 aberta democrática descentralizada livre de barreiras inovação

22 Neutralidade da Rede Art. 9º O responsável pela transmissão, comutação ou roteamento tem o dever de tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados, sem distinção por conteúdo, origem e destino, serviço, terminal ou aplicativo.

23 Neutralidade da Rede 1º A discriminação ou degradação do tráfego será regulamentada por Decreto e somente poderá decorrer de: I - requisitos técnicos indispensáveis à prestação adequada dos serviços e aplicações, e II - priorização a serviços de emergência.

24 Neutralidade da Rede 1º A discriminação ou degradação do tráfego será regulamentada por Decreto e somente poderá decorrer de: I - requisitos técnicos indispensáveis à prestação adequada dos serviços e aplicações, e II - priorização a serviços de emergência.

25 VoIP streaming

26 Neutralidade da Rede 2º Na hipótese de discriminação ou degradação do tráfego prevista no 1º, o responsável mencionado no caput deve: I - abster-se de causar prejuízos aos usuários; II - respeitar a livre concorrência; III - informar previamente de modo transparente, claro e suficientemente descritivo aos seus usuários sobre as práticas de gerenciamento ou mitigação de tráfego adotadas; e IV - abster-se de praticar condutas anticoncorrenciais.

27 Neutralidade da Rede 3º Na provisão de conexão à Internet, onerosa ou gratuita, bem como na transmissão, comutação ou roteamento, é vedado bloquear, monitorar, filtrar, analisar ou fiscalizar o conteúdo dos pacotes de dados.

28 Liberdade de Expressão e Porto Seguro dos Provedores Art. 15. Com o intuito de assegurar a liberdade de expressão e evitar a censura, o provedor de aplicações de Internet somente poderá ser responsabilizado civilmente por danos decorrentes de conteúdo gerado por terceiros se, após ordem judicial específica, não tomar as providências para, no âmbito e nos limites técnicos do seu serviço e dentro do prazo assinalado, tornar indisponível o conteúdo apontado como infringente, ressalvadas as disposições legais em contrário.

29 Liberdade de Expressão e Porto Seguro dos Provedores 1º A ordem judicial de que trata o caput deverá conter, sob pena de nulidade, identificação clara e específica do conteúdo apontado como infringente, que permita a localização inequívoca do material.

30 Liberdade de Expressão e Porto Seguro dos Provedores 2º O disposto neste artigo não se aplica quando se tratar de infração a direitos de autor ou a direitos conexos.

31 A Internet deve ser: aberta, democrática, descentralizada, livre de barreiras e propensa à livre concorrência, à inovação, ao progresso e à evolução da sociedade

32 Obrigado! Dep. Federal Alessandro Molon (PT-RJ) Relator do Marco Civil da Internet PL 2.126/2011

Marco Civil da Internet

Marco Civil da Internet Dep. Federal Alessandro Molon (PT-RJ) Relator do PL 2.126/2011 VI Seminário Telcomp São Paulo, 25 de setembro de 2013 + amplamente debatido 2.300 contribuições consultas públicas 6 audiências e seminários

Leia mais

Marco Civil da Internet

Marco Civil da Internet Deputado Federal Alessandro Lucciola Molon (Partido dos Trabalhadores Rio de Janeiro) Relator do Projeto de Lei 2.126/2011 (Lei 12.965/2014) 16 Giugno 2014 Montecitorio publicado no D.O.U. de 24.4.2014

Leia mais

Marco Civil da Internet Herói ou vilão?

Marco Civil da Internet Herói ou vilão? II Workshop de Tecnologia de Redes do Ponto de Presença da RNP no Paraná Marco Civil da Internet Herói ou vilão? Curitiba - PR, 18 de setembro 2015 Apresentação: Omar Kaminski http://marcocivildadepressao.tumblr.com

Leia mais

Impressões iniciais sobre a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014. Marco Civil da Internet

Impressões iniciais sobre a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014. Marco Civil da Internet Oficina sobre Governança da Internet e o Marco Civil da Internet GETEL/UnB Impressões iniciais sobre a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014 Marco Civil da Internet Marcus A. Martins Consultor Legislativo

Leia mais

Marco Civil da Internet

Marco Civil da Internet Marco Civil da Internet (Lei 12.965/2014) Adriana de Moraes Cansian Advogada OAB/SP 332.517 adriana@cansian.com Ecosistema Agenda Breve histórico sobre Direito Digital. O Marco Civil e as pessoas de TI:

Leia mais

IBRAC INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS DE CONCORRÊNCIA, CONSUMO E COMÉRCIO INTERNACIONAL A PROTEÇÃO DO CONSUMIDOR NA INTERNET

IBRAC INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS DE CONCORRÊNCIA, CONSUMO E COMÉRCIO INTERNACIONAL A PROTEÇÃO DO CONSUMIDOR NA INTERNET IBRAC INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS DE CONCORRÊNCIA, CONSUMO E COMÉRCIO INTERNACIONAL A PROTEÇÃO DO CONSUMIDOR NA INTERNET 14 de agosto de 2015 Flávia Lefèvre Guimarães Representante do 3º Setor no CGI.br

Leia mais

Marco Civil da Internet Responsabilidade e Direitos Autorais

Marco Civil da Internet Responsabilidade e Direitos Autorais Marco Civil da Internet Responsabilidade e Direitos Autorais Carlos Affonso Pereira de Souza Professor da Faculdade de Direito da UERJ Diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) @caffsouza Três

Leia mais

Neutralidade de rede Consulta Pública à sociedade sobre a regulamentação prevista no Marco Civil da Internet Consulta Pública nº 8/2015

Neutralidade de rede Consulta Pública à sociedade sobre a regulamentação prevista no Marco Civil da Internet Consulta Pública nº 8/2015 Neutralidade de rede Consulta Pública à sociedade sobre a regulamentação prevista no Marco Civil da Internet Consulta Pública nº 8/2015 Anatel Junho de 2015 Neutralidade de rede Consulta Pública Anatel

Leia mais

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PROJETO DE LEI Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta Lei estabelece princípios,

Leia mais

O Marco Civil da Internet no Brasil

O Marco Civil da Internet no Brasil Câmara dos Deputados Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática Reunião ordinária Brasília, 27 de abril de 2010 Luiz COSTA O Marco Civil da Internet no Brasil Introdução Objetivo do Anteprojeto

Leia mais

Legislação aplicada às comunicações

Legislação aplicada às comunicações Legislação aplicada às comunicações Discussão Neutralidade de Rede e Reflexões sobre Regulação da Mídia Carlos Baigorri Brasília, março de 2015 Definição A neutralidade da rede é o princípio de que todo

Leia mais

O Congresso Nacional decreta:

O Congresso Nacional decreta: 1 SUBEMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL ÀS EMENDAS DE PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 2.126, DE 2011 Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

quinta-feira, 26 de junho de 14 Me. Ariel Silva

quinta-feira, 26 de junho de 14 Me. Ariel Silva Me. Ariel Silva Introdução PL 2126/2011, de iniciativa do executivo; Foi aprovado na Câmara dos Deputados 25.03.2014; No Senado em 22.04.2014; Sanção presidencial em 23.04.2014; Tramitou sob regime constitucional

Leia mais

Sessão 6: Painel. Garantindo direitos na Internet: o Marco Civil brasileiro e a "Dichiarazione dei Diritti" italiana

Sessão 6: Painel. Garantindo direitos na Internet: o Marco Civil brasileiro e a Dichiarazione dei Diritti italiana Sessão 6: Painel Garantindo direitos na Internet: o Marco Civil brasileiro e a "Dichiarazione dei Diritti" italiana São Paulo - SP, 16 de setembro 2015 Indutor: Omar Kaminski Privacidade é o poder de revelar-se

Leia mais

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.126-B DE 2011. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.126-B DE 2011. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.126-B DE 2011 Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

CPI Crimes Cibernéticos

CPI Crimes Cibernéticos CPI Crimes Cibernéticos AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS ALEXANDER CASTRO BRASÍLIA, 01 DE DEZEMBRO DE 2015 Telecomunicações e Internet As redes de telecomunicações existentes em cada país servem

Leia mais

II - os direitos humanos e o exercício da cidadania em meios digitais;

II - os direitos humanos e o exercício da cidadania em meios digitais; 1 TEXTO ORIGINAL PROPOSTA DO RELATOR Projeto de Lei 2.126 de 2011 Substitutivo ao Projeto de Lei 2.126 de 2011 Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O Congresso

Leia mais

Publicado Decreto que regulamenta o Marco Civil da Internet

Publicado Decreto que regulamenta o Marco Civil da Internet Publicado Decreto que regulamenta o Marco Civil da Internet Autores Raphael de Cunto André Zonaro Giacchetta Ciro Torres Freitas Beatriz Landi Laterza Figueiredo Sócios e Associados de Pinheiro Neto Advogados

Leia mais

Trabalho sobre Marco Civil

Trabalho sobre Marco Civil CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EM TECNOLOGIA, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CEEP/TIC MUNICÍPIO: LAURO DE FREITAS DIREC: 1B Inclusão digital Professora Milena Matos Trabalho sobre Marco Civil O Marco

Leia mais

Marco Civil da Internet

Marco Civil da Internet Marco Civil da Internet Depois de 15 anos o marco civil da internet está prestes a sair mas ainda causa polêmica. Um dos aspectos mais relevantes é o do livre acesso (ou não). O Congresso Nacional deve

Leia mais

NOTA TÉCNICA. Aos Deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito de Crimes Cibernéticos - CPICIBER

NOTA TÉCNICA. Aos Deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito de Crimes Cibernéticos - CPICIBER NOTA TÉCNICA Aos Deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito de Crimes Cibernéticos - CPICIBER Senhores/as Deputados/as, Este documento visa oferecer insumos à CPICIBER, tendo em conta o

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 176, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 176, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 176, DE 2014 Altera a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014, que estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014.

LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014. LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

Trilha 6: Ambiente legal, regulatório, segurança e inimputabilidade da rede

Trilha 6: Ambiente legal, regulatório, segurança e inimputabilidade da rede Trilha 6: Ambiente legal, regulatório, segurança e inimputabilidade da rede A) Questões chave levantadas: (Relato concatenado das discussões dos dias 13 e 14.) Busca de um ambiente legal e regulatório

Leia mais

Marco Civil da Internet

Marco Civil da Internet Marco Civil da Internet Tendências em Privacidade e Responsabilidade Carlos Affonso Pereira de Souza Professor da Faculdade de Direito da UERJ Diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) @caffsouza

Leia mais

MARCO CIVIL DA INTERNET

MARCO CIVIL DA INTERNET Constituição da Internet Brasileira MARCO CIVIL DA INTERNET LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da internet no Brasil Instituto Coaliza Educação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA São Paulo Registro: 2015.0000401535 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2062435-54.2015.8.26.0000, da Comarca de Olímpia, em que é agravante

Leia mais

C Â M A R A D O S D E P U T A D O S

C Â M A R A D O S D E P U T A D O S REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 518-A DE 2010 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 12 DE 2011 Disciplina a formação e consulta a bancos de dados com informações de adimplemento, de pessoas naturais ou de

Leia mais

Responsabilidade na Internet

Responsabilidade na Internet Responsabilidade na Internet Papos em Rede 26/01/2012 Glaydson Lima Advogado e Analista de Sistema @glaydson glaydson.com http://delicious.com/glaydsonlima/paposemrede Responsabilidade por publicação direta

Leia mais

Neutralidade e o Marco Civil da Internet no Brasil. Brasília, 6 de outubro de 2015 Demi Getschko demi@nic.br

Neutralidade e o Marco Civil da Internet no Brasil. Brasília, 6 de outubro de 2015 Demi Getschko demi@nic.br Neutralidade e o Marco Civil da Internet no Brasil Brasília, 6 de outubro de 2015 Demi Getschko demi@nic.br Internet, características distintivas Colaboração A Internet é uma coleção de milhares de redes

Leia mais

MARCO CIVIL DA INTERNET PROTEÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS E MARCAS. RODRIGO BORGES CARNEIRO rcarneiro@dannemann.com.br

MARCO CIVIL DA INTERNET PROTEÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS E MARCAS. RODRIGO BORGES CARNEIRO rcarneiro@dannemann.com.br MARCO CIVIL DA INTERNET PROTEÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS E MARCAS RODRIGO BORGES CARNEIRO rcarneiro@dannemann.com.br MARCO CIVIL - LEI 12.965/14 Constituição da Internet Estabelece princípios, garantias,

Leia mais

Informe Técnico Abril 2014

Informe Técnico Abril 2014 Informe Técnico Abril 2014 ÍNDICE LEGISLAÇÃO FEDERAL...3 ESTADUAL...37 MUNICIPAL...58 NOTÍCIAS...77 2 LEGISLAÇÃO FEDERAL 1. Ajuste do SINEF n.º 07, de 21.003.2014 DOE 1 de 02.04.2014 Retificado no DOU

Leia mais

APONTAMENTOS SOBRE O MARCO CIVIL DA INTERNET

APONTAMENTOS SOBRE O MARCO CIVIL DA INTERNET APONTAMENTOS SOBRE O MARCO CIVIL DA INTERNET Márcia Fernandes BEZERRA 1. RESUMO: A popularização da internet avulta vários conflitos a serem solucionados pelos operadores do direito. Trata-se de questões

Leia mais

TÍTULO: A PERSPECTIVA DO MARCO CIVIL DA INTERNET SOBRE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E A PRIVACIDADE DOS USUÁRIOS.

TÍTULO: A PERSPECTIVA DO MARCO CIVIL DA INTERNET SOBRE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E A PRIVACIDADE DOS USUÁRIOS. TÍTULO: A PERSPECTIVA DO MARCO CIVIL DA INTERNET SOBRE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E A PRIVACIDADE DOS USUÁRIOS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

A Regulamentação do Marco Civil da Internet. Conselheiro Rodrigo Zerbone Loureiro

A Regulamentação do Marco Civil da Internet. Conselheiro Rodrigo Zerbone Loureiro A Regulamentação do Marco Civil da Internet Conselheiro Rodrigo Zerbone Loureiro Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 30/09/2015 Lei N o 12.965/2014 - Marco Civil da Internet O Marco Civil da

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SUBCHEFIA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SUBCHEFIA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SUBCHEFIA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS LEI Nº 12.965, DE 23 ABRIL DE 2014. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm Por Sérgio Crespo Email:

Leia mais

Segurança Cibernética X Segurança Legal. Adriana de Moraes Cansian Advogada OAB/SP 332.517 adriana@cansian.com

Segurança Cibernética X Segurança Legal. Adriana de Moraes Cansian Advogada OAB/SP 332.517 adriana@cansian.com Segurança Cibernética X Segurança Legal Adriana de Moraes Cansian Advogada OAB/SP 332.517 adriana@cansian.com Agenda Introdução: por que devemos nos preocupar? Questões Cíveis. QuestõesTrabalhistas. O

Leia mais

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA ANEXO I TERMO DE ADESÃO Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA INTERNET GRATUITA. 1. ÍNTEGRA DO TERMO 1.1. Os termos abaixo se aplicam aos serviços oferecidos pela

Leia mais

COMENTÁRIOS DO INFORMATION TECHNOLOGY INDUSTRY COUNCIL EM RESPOSTA À CONSULTA PÚBLICA SOBRE O DECRETO PARA REGULAMENTAÇÃO DO MARCO CIVIL NA INTERNET

COMENTÁRIOS DO INFORMATION TECHNOLOGY INDUSTRY COUNCIL EM RESPOSTA À CONSULTA PÚBLICA SOBRE O DECRETO PARA REGULAMENTAÇÃO DO MARCO CIVIL NA INTERNET COMENTÁRIOS DO INFORMATION TECHNOLOGY INDUSTRY COUNCIL EM RESPOSTA À CONSULTA PÚBLICA SOBRE O DECRETO PARA REGULAMENTAÇÃO DO MARCO CIVIL NA INTERNET Prezados Senhores: O Information Technology Industry

Leia mais

Contribuição dos alunos da 1ª Turma do MBA-Direito Eletrônico da Escola Paulista de Direito, ao Marco Civil Regulatório da Internet

Contribuição dos alunos da 1ª Turma do MBA-Direito Eletrônico da Escola Paulista de Direito, ao Marco Civil Regulatório da Internet Contribuição dos alunos da 1ª Turma do MBA-Direito Eletrônico da Escola Paulista de Direito, ao Marco Civil Regulatório da Internet Os alunos da 1ª Turma do MBA-Direito Eletrônico da Escola Paulista de

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. PROJETO DE LEI Nº 1.254, DE 2003 (apenso o PL 1.834, de 2003) VOTO EM SEPARADO

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. PROJETO DE LEI Nº 1.254, DE 2003 (apenso o PL 1.834, de 2003) VOTO EM SEPARADO COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI Nº 1.254, DE 2003 (apenso o PL 1.834, de 2003) Dispõe sobre as auditorias ambientais e a contabilidade dos passivos e ativos ambientais.

Leia mais

Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos

Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos Shirley Pacelli Eu tô te explicando pra te confundir. Eu tô te confundindo pra te esclarecer. Como define o cantor e compositor

Leia mais

10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação

10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação 10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação Mesa Redonda: CRIMES DIGITAIS Recife/PE, 1º de Dezembro de 2004. Apresentação: Omar Kaminski Direitos e Garantias Constituicionais: II - ninguém será obrigado

Leia mais

Cenário Legisla.vo atual do Direito Digital

Cenário Legisla.vo atual do Direito Digital Cenário Legisla.vo atual do Direito Digital Foto por Luiz Macedo Divulgação Câmara. Juliano Madalena E- mail: jm@julianomadalena.com Twi7er: @julianomadalena Web: www.julianomadalena.com 1 Direito Cons=tucional

Leia mais

REGULAÇÃO, CONCORRÊNCIA E INTERNET

REGULAÇÃO, CONCORRÊNCIA E INTERNET REGULAÇÃO, CONCORRÊNCIA E INTERNET Perspectivas acerca da neutralidade de redes a partir dos aportes da Teoria das Múltiplas Funcionalidades do Direito. VICTOR OLIVEIRA FERNANDES Jonathan Bruce Postel

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.414, DE 9 DE JUNHO DE 2011. Mensagem de veto Conversão da Medida Provisória nº 518, de 2010. Regulamento Disciplina a formação

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 613, DE 2015 Modifica a Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997, para obrigar as operadoras de telefonia a proceder à religação de chamadas perdidas a central

Leia mais

Aproveitamos este momento para renovar e estender-lhes, em nome de todos os integrantes do Comitê, nossos altos votos de estima e consideração.

Aproveitamos este momento para renovar e estender-lhes, em nome de todos os integrantes do Comitê, nossos altos votos de estima e consideração. cgijir Comitê Gestor da Internet Av. das NaçõesUnidas. 11.541 7 andar-brookiin Novo 04578-000-SâoPaiJo-SP tel: 5511 5509 3511 tax: 55 11 5509 3512 www.cgl.br João Pessoa, 10 de novembro de 2015 Ofício

Leia mais

pelos fatos e motivos a seguir expendidos:

pelos fatos e motivos a seguir expendidos: PREGÃO ELETRÔNICO N 057/2014 Lavanderia Padrão Ltda. EPP, inscrita no CNPJ nº. 02.452.824/0001-28, situada a SHCN CL QD 114 Bloco C Loja 20 Térreo e Subsolo 13 Asa Norte, representado por sua sócia gerente

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 3.568, DE 2008 (Apensos os Projetos de Lei nºs 2.076, de 2011, 3.444, de 2012, 5.443, de 2013)

PROJETO DE LEI N o 3.568, DE 2008 (Apensos os Projetos de Lei nºs 2.076, de 2011, 3.444, de 2012, 5.443, de 2013) COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 3.568, DE 2008 (Apensos os Projetos de Lei nºs 2.076, de 2011, 3.444, de 2012, 5.443, de 2013) Assegura o livre acesso do portador de deficiência

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 7 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.332, DE 19 DE OUTUBRO DE 2010. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84,

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização de insumos, equipamento, material ou maquinaria destinados à fabricação,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 111, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 111, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 111, DE 2015 Acrescenta o art. 799-A à Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para dispor sobre a realização de exame de saúde previamente à contratação de

Leia mais

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo

Leia mais

MARCO CIVIL DA INTERNET LEI Nº 12.965, DE 23/04/2014

MARCO CIVIL DA INTERNET LEI Nº 12.965, DE 23/04/2014 MARCO CIVIL DA INTERNET LEI Nº 12.965, DE 23/04/2014 1. EMENTA A Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014, estabeleceu princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil, conhecido

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.14.148142-4/001 Númeração 0807534- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Mariângela Meyer Des.(a) Mariângela Meyer 24/02/2015 06/03/2015 EMENTA:

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N.º 5.735, DE 2013

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N.º 5.735, DE 2013 COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N.º 5.735, DE 2013 Altera dispositivos da Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 (Código Eleitoral), da Lei nº 9.096, de 19 de setembro

Leia mais

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL.

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL. 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) São Paulo, 19 de agosto de 2010 PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL Apresentação: A Anatel, a ampliação dos acessos de

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº-1, DE 25 DE JANEIRO DE 2013

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº-1, DE 25 DE JANEIRO DE 2013 INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº-1, DE 25 DE JANEIRO DE 2013 O PRESIDENTE SUBSTITUTO DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS

Leia mais

ROJETO DE LEI Nº, de 2015. (Do Sr. Deputado Marcos Rotta)

ROJETO DE LEI Nº, de 2015. (Do Sr. Deputado Marcos Rotta) ROJETO DE LEI Nº, de 2015 (Do Sr. Deputado Marcos Rotta) Dispõe sobre segurança, danos materiais, furtos e indenizações, correspondentes a veículos nos estacionamento de estabelecimentos comerciais, shoppings

Leia mais

PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS E MARCO CIVIL DA INTERNET DANILO DONEDA

PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS E MARCO CIVIL DA INTERNET DANILO DONEDA PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS E MARCO CIVIL DA INTERNET DANILO DONEDA ANATEL ABRIL 2016 O QUE É PRIVACIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS? POR QUE PROTEGÊ-LAS? COM O QUE PROTEGÊ-LAS? LEI E LEGISLAÇÃO O QUE É PRIVACIDADE

Leia mais

Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet

Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet Faculdade de Tecnologia Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet Alunos: Anderson Mota, André Luiz da Silva, Misael Bezerra, Rodrigo Damasceno Kaji. GTI 5 Noturno Noções de Direito Prof.

Leia mais

ABINEE Workshop sobre Contratações no âmbito da Lei de Licitações e da Lei do Pregão

ABINEE Workshop sobre Contratações no âmbito da Lei de Licitações e da Lei do Pregão ABINEE Workshop sobre Contratações no âmbito da Lei de Licitações e da Lei do Pregão 23 setembro 2009 www.abinee.org.br Lei de Licitações Lei 8666, 1993 Administração direta e indireta, empresas de economia

Leia mais

E-mail anônimo Onde estão as evidências?

E-mail anônimo Onde estão as evidências? E-mail anônimo Onde estão as evidências? Conteúdo em servidores e máquinas A mensagem está nos servidores locais e máquinas de colaboradores; O texto original e o conteúdo distribuído também está em um

Leia mais

Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico

Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico As competências constitucionais Competência para prestação de serviços públicos locais (CF, art. 30) Compete aos Municípios:... V - organizar e

Leia mais

SENADO FEDERAL Gabinete do Senador DEMÓSTENES TORRES PARECER Nº, DE 2009

SENADO FEDERAL Gabinete do Senador DEMÓSTENES TORRES PARECER Nº, DE 2009 SENADO FEDERAL Gabinete do Senador DEMÓSTENES TORRES PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 114, de 2005 (PL nº 3.432, de 2004, na origem), do Deputado

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP Nº, DE 2015

RESOLUÇÃO CNSP Nº, DE 2015 MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP Nº, DE 2015 Dispõe sobre as regras de funcionamento e os critérios para operação do seguro funeral. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS

Leia mais

Responsabilidade Civil de Provedores

Responsabilidade Civil de Provedores Responsabilidade Civil de Provedores Impactos do Marco Civil da Internet (Lei Nº 12.965, de 23 abril de 2014) Fabio Ferreira Kujawski Modalidades de Provedores Provedores de backbone Entidades que transportam

Leia mais

Pergunta do professor - Qual a diferença entre interceptação telefônica e escuta telefônica?

Pergunta do professor - Qual a diferença entre interceptação telefônica e escuta telefônica? Universidade de Brasília UnB Faculdade de Direito Direito Administrativo 3 Turno: Noturno Grupo 3: Eliane Regis de Abreu 10/0099475 Isabel Rocha 10/0105432 Luisa Mendes Lara 10/0112781 Matheus Coelho 10/0115829

Leia mais

MARCO CIVIL DA INTERNET

MARCO CIVIL DA INTERNET MARCO CIVIL DA INTERNET LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA? STF - HABEAS CORPUS: HC 76689 PB Resumo: "crime de Computador": Publicação de Cena de Sexo Infanto-juvenil (e.c.a., Art. 241 Relator(a): SEPÚLVEDA PERTENCE

Leia mais

CLAUDIO NAZARENO. Consultor Legislativo da Área XIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações, Sistema Postal, Ciência e Tecnologia

CLAUDIO NAZARENO. Consultor Legislativo da Área XIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações, Sistema Postal, Ciência e Tecnologia Comentários acerca do Projeto de Lei nº 2.126/11, que [e]stabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil, o chamado Marco Civil da Internet CLAUDIO NAZARENO Consultor

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PARA DEBATE COLABORATIVO. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PARA DEBATE COLABORATIVO. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PARA DEBATE COLABORATIVO Estabelece o Marco Civil da Internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Esta Lei estabelece direitos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Gilmar Mendes Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre pesquisas eleitorais para as eleições de 2016. O Tribunal

Leia mais

Contabilidade Geral: CRC/SP: Termo de transferência de responsabilidade técnica

Contabilidade Geral: CRC/SP: Termo de transferência de responsabilidade técnica Contabilidade Geral: CRC/SP: Termo de transferência de responsabilidade técnica Resumo: Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o "Termo de transferência de responsabilidade técnica" previsto

Leia mais

*A476A87532* COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 7.065, DE 2002 I - RELATÓRIO

*A476A87532* COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 7.065, DE 2002 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 7.065, DE 2002 Dispõe sobre o comércio de produtos ópticos em geral. Autor: Deputado Arnaldo Faria de Sá Relator: Deputado José Linhares I - RELATÓRIO

Leia mais

NORMATIVOS APLICÁVEIS:

NORMATIVOS APLICÁVEIS: CADASTRO POSITIVO Bancos de dados com informações de adimplemento, de pessoas naturais ou de pessoas jurídicas, para formação de histórico de crédito. NORMATIVOS APLICÁVEIS: Lei nº 12.414, de 9 de Junho

Leia mais

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte LEI N o 10.672, DE 15 DE MAIO DE 2003. Altera dispositivos da Lei n o 9.615, de 24 de março de 1998, e dá outras providências. Lei: O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2013.

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2013. PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2013. Dispõe sobre a celebração de convênio entre o Estado de Goiás e associações, visando à implantação de sistema de videomonitoramento e segurança, para vigilância permanente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 279, DE 27 DE JUNHO DE 2001

RESOLUÇÃO Nº 279, DE 27 DE JUNHO DE 2001 RESOLUÇÃO Nº 279, DE 27 DE JUNHO DE 2001 O Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA, no uso das competências que lhe são conferidas pela Lei n 6.938, de 31 de agosto de 1981, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

O MARCO CIVIL DA INTERNET E O ANTEPROJETO DE LEI DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS

O MARCO CIVIL DA INTERNET E O ANTEPROJETO DE LEI DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS O MARCO CIVIL DA INTERNET E O ANTEPROJETO DE LEI DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS Fábio Pereira São Paulo, 24 de abril de 2015 ESCOPO DA APRESENTAÇÃO Marco Civil da Internet e Anteprojeto de Proteção de Dados

Leia mais

POPULAR SEGUROS- COMPANHIA DE SEGUROS, S.A.

POPULAR SEGUROS- COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. PROVEDOR DO CLIENTE Capítulo I - Enquadramento Artigo 1º - Objeto do presente documento Artigo 2º - Direito de apresentação de reclamações ao provedor Artigo 3º - Funções e autonomia do provedor Capítulo

Leia mais

Programa Brasil Transparente Módulo I: Transparência Ativa

Programa Brasil Transparente Módulo I: Transparência Ativa Programa Brasil Transparente Módulo I: Transparência Ativa Rodrigo Paiva Data: 26/08/2015 CAPACITAÇÃO Objetivo do Programa: Conscientizar e capacitar servidores públicos para que atuem como agentes de

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999

PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999 PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999 (Do Sr. Luiz Piauhylino) Dispõe sobre os crimes cometidos na área de informática, suas penalidades e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS

Leia mais

Comentários e Sugestões Acerca do Anteprojeto sobre Proteção de Dados Pessoais

Comentários e Sugestões Acerca do Anteprojeto sobre Proteção de Dados Pessoais Comentários e Sugestões Acerca do Anteprojeto sobre Proteção de Dados Pessoais Equifax do Brasil Ltda., empresa com mais de 100 anos de existência e presente em mais de 15 países, tendo iniciado suas atividades

Leia mais

COMPANHIA DE SEGUROS TRANQUILIDADE, S.A. PROVEDOR DO CLIENTE

COMPANHIA DE SEGUROS TRANQUILIDADE, S.A. PROVEDOR DO CLIENTE CAPÍTULO I - PRINCÍPIO GERAIS Artigo 1º - Objeto 1. O presente documento tem por objetivo definir o estatuto do Provedor do Cliente da Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A. e estabelecer um conjunto

Leia mais

Lei nº 9.933, de 20 de Dezembro de 1999

Lei nº 9.933, de 20 de Dezembro de 1999 Lei nº 9.933, de 2 de Dezembro de 1999 O Presidente da República Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Todos os bens comercializados no Brasil, insumos, produtos

Leia mais

Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2

Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2 Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2 PRESIDÊNCIA (NÃO HÁ PUBLICAÇÕES NESTA DATA) SECRETARIA JUDICIÁRIA Coordenadoria de Acórdãos e Resoluções Resolução PUBLICAÇÃO

Leia mais

A VISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA IMPLANTAÇÃO DA LEI 12305/10

A VISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA IMPLANTAÇÃO DA LEI 12305/10 A VISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA IMPLANTAÇÃO DA LEI 12305/10 ALEXANDRA FACCIOLLI MARTINS Promotora de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente - GAEMA PCJ-Piracicaba MP/SP DESAFIOS

Leia mais

CONSELHOS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E RESPECTIVAS ANUIDADES

CONSELHOS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E RESPECTIVAS ANUIDADES CONSELHOS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E RESPECTIVAS ANUIDADES ROBERTO BOCACCIO PISCITELLI Consultor Legislativo da Área IV Finanças Públicas DEZ/2008 Roberto Bocaccio Piscitelli 2 SUMÁRIO Os Conselhos

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 3.512, DE 2008 Dispõe sobre a regulamentação do exercício da atividade de Psicopedagogia. Autora: Deputada PROFESSORA RAQUEL

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Capítulo I DO OBJETO

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Capítulo I DO OBJETO MINUTA DE RESOLUÇÃO Dispõe sobre a atividade de corretagem de resseguros, e dá outras providências. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, no uso da atribuição que lhe confere o art. 34, inciso

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 110, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais,

ATO NORMATIVO Nº 110, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais, ATO NORMATIVO Nº 110, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008. INSTITUI REGRAS DE UTILIZAÇÃO DO ESTACIONAMENTO NAS DEPENDÊNCIAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, DO FÓRUM DA CAPITAL E DAS RESPECTIVAS ÁREAS DE SEGURANÇA, E ADOTA

Leia mais

Noções de Direito e Legislação da Informática FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Noções de Direito e Legislação da Informática FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LUIZ GUILHERME JULIANO PIROZZELLI TULIO TSURUDA WISLIY LOPES Noções de Direito e Legislação da Informática GOIÂNIA JUNHO DE 2014 RELACIONAR

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO O presente Contrato de Prestação de Serviços ( Contrato ) é celebrado de um lado por (a) DATORA TELECOMUNICAÇÕES LTDA., com sede na,, Saquarema,

Leia mais

O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo

O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo O serviço PETSHARING O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo é partilhado por toda uma comunidade de PETLOVERS. Neste sentido foi criada a Plataforma de PETSHARING,

Leia mais

Capítulo I Princípios Gerais. Capítulo II Responsabilidade Institucional. Capítulo III Responsabilidade Social

Capítulo I Princípios Gerais. Capítulo II Responsabilidade Institucional. Capítulo III Responsabilidade Social 4 5 5 6 7 7 7 8 9 9 10 10 Apresentação Capítulo I Princípios Gerais Capítulo II Responsabilidade Institucional Capítulo III Responsabilidade Social Capítulo IV A Ética nas Relações Internas Capítulo V

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Orientador Empresarial Administração Pública Contratação de Bens e Serviços de Informática e Automação p Regulamentação

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003 COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003 Dispõe sobre a vedação de toda e qualquer forma de discriminação em relação aos portadores do vírus HIV e aos atingidos

Leia mais

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista.

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista. DECRETO nº 1784, de 13 de fevereiro de 2012 Disciplina a criação de e-mail institucional para todos os servidores da Administração Direta do Poder Executivo do Município de Contagem. A PREFEITA DO MUNICÍPIO

Leia mais

TEMA 1: PRESTAÇÃO ADEQUADA DE SERVIÇOS E APLICAÇÕES

TEMA 1: PRESTAÇÃO ADEQUADA DE SERVIÇOS E APLICAÇÕES TEMA 1: PRESTAÇÃO ADEQUADA DE SERVIÇOS E APLICAÇÕES 1) Quais requisitos técnicos poderiam ser elencados para garantir a qualidade e prestação adequada dos diversos serviços e aplicações cursados sobre

Leia mais