CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS"

Transcrição

1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O concreto é um material estrutural e muito resistente. Quando fresco pode ser moldado em diferentes formas. O elemento que faz do concreto um material estrutural é o (a): A) água B) areia C) brita D) cimento E) pedregulho 4. As figuras abaixo são de algumas ferramentas e equipamentos utilizados para pintura. (I) (II) 2. O cimento estocado em obra pode ser empilhado no máximo com quantos sacos? A) 10 B) 5 C) 8 D) 20 E) 15 (III) (IV) 3. As tintas podem ser agrupadas conforme o tipo de componente utilizado e conforme as aplicações mais comuns. O tipo de tinta que se caracteriza por conter como ligante as resinas sintéticas (principalmente PVA e acrílica) e a água como líquido é: A) Látex B) Óleos C) Esmaltes D) Vernizes E) Seladores Assinale a alternativa que apresenta a correspondência correta entre os algarismos e as figuras. A) I-pá; II-balde; III-lixas; IV pincéis. B) I-espátula; II-bandeja com rolo; III-lixas; IV-pincéis. C) I-desempenadeira; II-espátula; III-pano de limpeza; IV pincéis. D) I-colher; II-régua; III lixas; IV-rolos. E) I-desempenadeira; II pincel; III lixas; IV pincéis. 5. Os edifícios são construídos com algumas funções: ser estável e resistir aos esforços a eles aplicados; garantir a segurança das pessoas em caso de incêndios e contra penetração de estranhos (ladrões); não permitir entrada de água, sol, ventos, chuva, etc. Caso o edifício não atenda alguma de suas funções satisfatoriamente podemos afirmar que o mesmo apresenta: A) insalubridade B) invergadura C) patologia D) incompatibilidade E) divergência Página 1/7

2 6. As trincas são problemas comuns que aparecem em alguns edifícios. Elas indicam que: A) é possível ocorrência de problemas estruturais que podem provocar umidade, prejudicar a durabilidade das vedações, o isolamento termo-acústico, etc. e podem também causar grande desconforto psicológico para os usuários. B) as temperaturas estão muito altas provocando dilatação aparente nos rebocos. C) os usuários não estão utilizando o edifício de maneira correta, provocando as trincas. D) a construção acomodou-se no terreno. E) o traço da argamassa aplicada foi feito corretamente. 7. Os agregados presentes no concreto têm a função de: A) colar, envolvendo os outros materiais do concreto. B) reduzir o custo do concreto, uma vez que os agregados aumentam o volume da massa de concreto, sem perda de resistência, e são mais baratos que o cimento. C) diminuir a resistência da superfície do concreto quanto ao desgaste e intempéries (chuva e sol por exemplo). D) aumentar as variações de volume do concreto durante sua cura, ou processo de endurecimento. E) dar cor ao concreto (acinzentado). 8. O cimento é fabricado a partir de dois ingredientes que existem na natureza, que são: A) calcário e a argila. B) magnésio e argila. C) areia e brita. D) fosfato e cal. E) areia e magnésio. 9. Em algumas paredes pintadas de forma inadequada pode aparecer a formação de bolhas. É considerada como possível causa: 10. Quanto aos serviços de produção e montagem de fôrmas de madeira, é correto afirmar. A) Para os escoramentos e mãos francesas de madeira recomenda-se usar pinho do Paraná, cedrinho, cambará, porém o uso de pinus é mais recomendável. B) A estocagem do material de fôrmas deve ser feita no sentido horizontal em pilhas de até 2,70m de altura, sobre barrotes de madeira com cerca de 20 a 30cm de altura para evitar o contato com a umidade do chão. C) Na confecção das fôrmas de vigas com mais de 1,2m de altura, recomenda-se a abertura de janela de inspeção para limpeza antes da concretagem. D) Antes de serem utilizadas as fôrmas devem ser impregnadas com desmoldante aplicado com pincel, broxa ou rolo. E) Antes da concretagem as fôrmas não devem ser molhadas, para evitar que se formem poças d água e interfira na consistência do concreto. 11. Quanto aos serviços de produção e montagem de armaduras é incorreto afirmar. A) A bancada de corte e dobra de aço deve ter, no mínimo, pranchões de madeira apoiados sobre cavaletes, serra elétrica com disco abrasivo (policorte), chaves de dobra e pinos de apoio fixos na bancada. B) Em média, 05 espaçadores por metro quadrado devem ser distribuídos, a fim de garantir o cobrimento mínimo das armaduras. C) Quanto mais estreita é a peça a ser concretada e maior é a densidade de aço, menor deve ser o tamanho máximo da brita, senão o concreto não passa pela armadura. D) Em lajes e vigas em balanço, a armadura principal de flexão é positiva, por isso, é colocada próxima à face superior para absorver os esforços de tração. E) As barras de aço deverão ser convenientemente limpas de qualquer substância prejudicial à aderência, retirando-se as escamas eventualmente destacadas por oxidação. A) superfície aquecida. B) camada de tinta muito espessa. C) tinta inadequada para as condições do ambiente. D) tinta não curada. E) acabamento aplicado sem limpeza da superfície ou com superfície oleosa. Página 2/7

3 12. A fim de que se tenha um serviço de concretagem com qualidade é necessário que no preparo e na cura do concreto, a água utilizada não deve conter: impurezas para não diminuir a resistência do concreto ou causar manchas na sua superfície, ou, também, resultar em corrosão da armadura. 2. antes da concretagem seja verificada a posição e fixação dos escoramentos, pois eles suportarão todo o peso da estrutura (Fôrmas, ferragens e concreto); evitando assim o aparecimento de deformações prejudiciais à estrutura 3. durante a concretagem seja evitada a vibração das armaduras, eliminando a ocorrência de vazios ao redor, otimizando a aderência entre o concreto e a armadura. 4. quando a altura do lançamento for muito elevada deve-se utilizar anteparos, janelas ou funil para evitar a desagregação do concreto. 5. após o lançamento, o concreto deve ser vibrado ou socado contínua e energicamente, com equipamento adequado, preenchendo todos os recantos das formas e eliminando os vazios Assinale a alternativa correta A) As afirmativas 1 e 2 estão corretas B) Apenas 2 e 3 estão corretas C) Apenas 3 e 4 estão corretas D) Apenas 4 e 5 estão corretas E) Apenas a afirmativa 5 está correta 13. Para se executar com qualidade a alvenaria de vedação com blocos cerâmicos devem-se seguir todas as recomendações abaixo, exceto: A) As juntas devem ser desencontradas e no formato de amarração escolhida para cada parede. Deve-se evitar a sorela, ou junta a prumo, que diminui a resistência da parede naquele ponto. B) As juntas verticais devem ser sempre dispensadas nas paredes sobre lajes em balanço. C) Os blocos da 1ª fiada de marcação devem ser distribuídos sem argamassa de assentamento, de maneira a verificar e corrigir eventuais falhas de posicionamento. D) As fiadas de elevação devem ser galgadas na face dos pilares e marcadas as posições indicadas no projeto para fixação dos ferros-cabelos ou telas galvanizadas. E) A argamassa empregada no assentamento de blocos cerâmicos deve ser plástica (argamassa gorda ) e ter consistência para suportar o peso dos blocos, mantendoos no alinhamento por ocasião do assentamento. Deve ainda ter boa capacidade de retenção de água, além de promover forte aderência com os blocos cerâmicos. 14. Quanto à execução de alvenaria racionalizada, analise cada uma das afirmativas e marque V se for verdadeira ou F se for falsa. ( ) As portas e janelas devem ter uma verga em cima do vão, e os peitoris das janelas devem ter contravergas. Com isto evita-se as trincas a 45º que aparecem nos cantos das portas e janelas em paredes mal feitas. ( ) No caso das paredes com janela, o primeiro elemento a ser executado é a contraverga, que deve ser posicionada imediatamente abaixo da esquadria. ( ) As contravergas deverão ser executadas por último e somente quando os vãos forem superiores a 1,30m cm. ( ) Os tijolos devem ser molhados pouco antes do assentamento, para facilitar a aderência da argamassa. A molhagem serve também para impedir que o tijolo absorva a umidade da argamassa, que fica com menor aderência e resistência à compressão. ( ) É importante que o pedreiro mantenha prumo e nível perfeitos das diversas fiadas. Por isso deve conferir o prumo da parede a cada duas ou três fiadas, no caso de tijolos comuns, ou a cada fiada, no caso de peças maiores como tijolo baiano ou bloco de concreto. A sequência correta de cima para baixo é: A) V, V, F, V, V. B) V, V, F, F, V. C) F, F, V, F, F. D) F, V, F, V, F. E) V, F, V, F, V. 15. Para que se tenha uma alvenaria perfeita e que dure por muitas e muitas décadas é importante que a parede seja bem feita. E para isto basta seguir uma das recomendações técnicas abaixo. Essa recomendação correta está apresentada na alternativa: A) Fazer as juntas de assentamento com espessura de 2 cm até 3,5 cm. B) As taliscas servem para mestrar a parede e mantê-la aprumada e devem ser colocadas a partir da quinta fiada. C) Deve-se cortar tijolo para formar espessura de parede, ou seja, a espessura da parede deve ser conseguida em função da largura do tijolo e não ao contrário. D) Quando a alvenaria estiver sendo usada apenas para vedação, a execução da parede deverá ser suspensa a uma distância de cerca de 50 cm do respaldo, para só depois de 1 ou 2 meses terminar a parede fazendo o que se chama de encunhamento ou cunhamento ou aperto. E) Para fazer laje de concreto armado apoiada em alvenaria, deverá ser construída no respaldo, juntamente com a laje, uma cinta de concreto armado com seção mínima de 11 x 11 cm. A função desta cinta é distribuir uniformemente tanto o peso da laje quanto sua movimentação, evitando trincas na alvenaria. Página 3/7

4 16. O serviço de alvenaria será perfeitamente executado se forem utilizados ferramentas e equipamentos adequados. Nesse contexto numere a 2ª coluna de acordo com 1ª. 1. Escantilhão 2. Martelo de pedreiro 3. Colher de pedreiro 4. Esquadro ( ) É instalado no canto de encontro das paredes e sua função é manter o alinhamento das paredes e o nivelamento das fiadas de 20 cm em 20 cm, considerando os 19 cm do bloco mais 1 cm da junta. Sua função básica é assegurar o perfeito nivelamento das fiadas e possibilitar rapidez no assentamento, uma vez que seu uso agiliza a etapa de nivelar e aprumar as fiadas" Existem dois tipos: um para uso com alvenaria estrutural, que deve ser fixado na laje com parafusos e buchas, e outro específico para alvenarias de vedação, que fica preso entre o piso e o teto por pressão contínua, tem regulagem milimétrica superior, para ajustar a graduação, o que facilita sua instalação. ( ) É uma ferramenta empregada na construção de parede, pisos, revestimentos, etc. Constituída de uma folha de aço em forma trapezoidal, sua medida é dada em polegada, e de acordo com a sua forma, recebe nomes particular: ponta redonda, quadrada e triangular; variando pela espessura da folha, posição do pescoço e pelo formato do cabo. ( ) Possui o corpo e a noz em forma de um cilindro, o furo onde passa o cordão deve ser central, tanto para o corpo quanto para a noz. É utilizado para conferir a verticalidade das paredes, pilares, etc. ( ) É uma ferramenta constituída de dois lados, empregado para traçar ângulos de 90 (reto). 5. Prumo de face ( ) A sua pena cortante serve para partir tijolos. 17. No tocante a revestimentos de paredes constituídos de placas cerâmicas, é incorreto afirmar. A) Junta de assentamento é o espaço regular entre duas placas cerâmicas adjacentes. B) Junta de movimentação é o espaço regular cuja função é subdividir o revestimento, para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do próprio revestimento. C) Junta de dessolidarização é o espaço regular cuja função é separar o revestimento para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do próprio revestimento. D) Tardoz é a face da placa cerâmica que fica em contato com a argamassa de assentamento. E) Desempenadeira de aço denteada é uma ferramenta utilizada na aplicação da argamassa colante, fabricada em chapa de aço, com espessura de cerca de 0,5 mm, e dimensões de aproximadamente 11 cm x 28 cm, tendo reentrâncias (dentes) em dois lados paralelos com dimensões 12mm ou 9mm. 18. Quanto à argamassa colante utilizada no revestimento de paredes constituídos de placas cerâmicas, com área igual ou menor que 400 cm² e espessura igual ou inferior a 15 mm, é correto afirmar. A) A quantidade de água de amassamento deve ser exclusivamente a que é indicada pelo fabricante e que consta na embalagem do produto. B) No preparo manual da argamassa colante deve se colocar o volume contido na embalagem em recipiente apropriado (masseira) e adicionar água à vontade, misturando e amassando até se obter uma argamassa sem grumos, pastosa e aderente. C) A argamassa colante, após seu preparo, deve ficar em repouso por 60 minutos (esse tempo está indicado na embalagem do produto), a fim de que haja a reação dos aditivos, e em seguida deve ser reamassada. D) O emprego da argamassa deve ocorrer em, no máximo, 6h e 30m após o seu preparo, e neste período é permitida a adição de água ou outros produtos. E) As placas cerâmicas devem ser assentadas a seco sobre a argamassa colante estendida sobre a superfície da base, exceto em locais sujeitos a insolação e/ou ventilação. Esta base deve ser umedecida previamente, até ficar bastante saturada. A sequência correta de cima para baixo é: A) 1, 2, 3, 5, 4 B) 1, 3, 5, 4, 2 C) 4, 5, 2, 1, 3 D) 3, 5, 4, 2, 1 E) 1, 5, 2, 4, 5 Página 4/7

5 19. Quanto à qualidade de execução dos serviços de concretagem, é correto afirmar. A) As formas devem estar executadas, limpas, com desmoldante aplicado e eixos verificados. Os pés de pilares devem estar tamponados entre a forma e o gastalho para evitar a fuga da nata proveniente da concretagem. B) As armaduras devem estar posicionadas e conferidas, com espaçadores (cocadas) instalados, sendo uma cocada em cada face. C) Os eletrodutos devem estar posicionados, conferidos e amarrados à armadura negativa da laje. Os gabaritos para locações elétricas e prumadas hidráulicas também precisam estar posicionados. D) Antes da concretagem as fôrmas não devem ser molhadas. E) Em peças recém concretadas, deve-se liberar o trânsito de pessoas para que ocorram impactos fortes, a fim de testar a resistência da peça. 20. Quanto às recomendações para melhorar a produtividade do pedreiro ao fazer revestimento de fachada, analise cada uma das afirmativas abaixo e indique F se for falsa ou V se for verdadeira. ( ) Contramarcos prontos e outros elementos industrializados evitam que o pedreiro perca tempo fazendo o requadro, o acabamento dessas partes. ( ) Se as paredes estiverem no prumo, os blocos forem de boa qualidade e sem irregularidades e as vigas ficarem faceando a alvenaria, o revestimento pode ter uma pequena espessura e isso vai tornar o serviço mais rápido. ( ) Andaimes fachadeiros e balancins elétricos facilitam o acesso ao local do serviço. ( ) Sempre lembrar de usar os equipamentos de proteção individual, podendo relaxar um pouco quanto aos equipamentos de proteção coletiva. ( ) A produtividade do pedreiro que faz o revestimento é menor quando: o prédio tem poucas quinas e requadros e a espessura do revestimento é baixa. A sequência correta de cima para baixo é: A) V, V, F, F, F B) V, V, V, F, F C) F, F, F, V, V D) F, V, F, V, V E) V, F, V, F, F Página 5/7

6 CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 Querem-me aqui todos mal, e eu quero mal a todos; eles, e eu, por nossos modos nos pagamos tal por tal. 24. O termo veemente tem o mesmo sentido de: A) simples B) absurdo C) intenso D) frio E) fraco. E querendo eu mal a quantos me têm ódio tão veemente, o meu ódio é mais valente, pois sou só, e eles são tantos. Algum amigo que tenho, se é que tenho algum amigo, me aconselha, que o que digo, o cale com todo o empenho. Gregório de Matos. 21. No que diz respeito à intenção do poeta, percebe-se que ele: A) pretende realizar uma crítica. B) deseja expressar o que sente. C) não quer se envolver com o interlocutor. D) apresenta a opinião do outro. E) instrui o interlocutor quanto às atitudes 22. A ideia contida no texto é de que: A) todos são bons, independentemente das ações. B) apesar de tudo, acredita-se que existe amizade entre as pessoas. C) o conselho não é importante para a vida. D) o ódio está presente de forma sutil. E) as pessoas apenas apresentam o lado mau da conduta humana. 23. O conteúdo da primeira estrofe pode ser representado pelo seguinte provérbio: A) Água mole em pedra dura tanto bate até que fura B) Mais vale um pássaro na mão do que dois voando C) Filhos de peixe, peixinho é D) Olho por olho, dente por dente E) Casa de ferreiro; espeto de pau 25. A respeito do locutor do poema, pode-se afirmar que: A) é do gênero masculino. B) apresenta-se na 3ª pessoa. C) apresenta-se de forma indeterminada. D) é do gênero feminino. E) apresenta-se na 1ª pessoa. 26. No terceiro verso, a ideia contida em nossos modos é a respeito: A) das ideias B) dos atos. C) dos interesses D) dos sonhos E) dos desejos. 27. Querem-me aqui todos mal ; o termo aqui tem o mesmo valor semântico de: A) hoje B) sempre C) lá D) mais E) talvez 28. No verso: o meu ódio é mais valente, temos uma relação: A) condicional B) temporal C) conclusiva D) comparativa E) causal 29. Marque a análise adequada em relação à flexão verbal: A) têm 3ª pessoa do singular. B) cale - 3ª pessoa do singular. C) querem 3ª pessoa do plural. D) aconselha 2ª pessoa do singular. E) querendo 3ª pessoa do singular. Página 6/7

7 30. A estrutura cujo verbo não apresenta a mesma concordância quanto à pessoa gramatical é: A) Eles são tantos. B) Todos parecem zangados. C) As pessoas ficaram longe. D) Eles, e eu, por nossos modos nos pagamos tal por tal. E) Os homens continuam firmes. 31. Na terceira estrofe, o segundo verso apresenta o termo se que indica: A) uma causa B) uma condição C) uma finalidade D) uma consequência E) uma oposição. 32. É possível perceber, no poema, um jogo de contrário em: A) Algum amigo que tenho B) O meu ódio é mais valente, C) Se é que tenho algum amigo, D) Querem-me aqui todos mal, E) Pois sou só, e eles tantos. TEXTO 2 Mensagem aos Discriminados Infelizmente, de geração em geração, a discriminação do homem pelo homem, quer seja por sexo, raça, cor, etnia, procedência, origem, religião, idade, classe social ou deficiência física, continua. Movimento Solidariedade. Estatuto da Igualdade Racial* Congresso Nacional, Brasília, 2002.p.5 * O Estatuto da Igualdade Racial encontra-se disponível em: Acessado em 17 jun Quanto ao propósito textual, é adequado afirmar que: A) desperta o interesse pelo tema discriminação. B) reflete sobre o fim da discriminação. C) alerta a respeito da existência/persistência da discriminação. D) descreve situações de discriminação. E) apresenta uma defesa em relação à discriminação. 34. O termo aos presente no título poderia ser substituído, sem causar prejuízo, por: A) com os B) dos C) de uns D) perante uns E) para os 35. No texto, a concordância verbal é justificada adequadamente em: A) o verbo quer seja concorda com o sujeito geração. B) o verbo continuar concorda com o sujeito geração. C) o verbo quer seja concorda com o sujeito homem. D) o verbo continuar concorda com o sujeito discriminação. E) o verbo continuar concorda com o sujeito homem. 36. No texto, a palavra ou é utilizada com a intenção de apresentar uma ideia: A) conclusiva B) condicional C) explicativa D) aditiva E) adversativa. 37. Quanto à pontuação, pode-se justificar a utilização adequada da vírgula, no trecho ---quer seja por sexo, raça, cor, etnia, procedência, origem, religião, idade, classe social... em: A) para separar aposto. B) para separar vocativo. C) para separar os termos de uma enumeração. D) para separar os termos deslocados. E) para separar os adjuntos adnominais. 38. A palavra procedência tem o mesmo significado de: A) atuação B) origem C) ação D) comportamento E) lógica. 39. No texto, está implícita a ideia de: A) concordância do autor com os atos discriminatórios. B) imparcialidade do autor em relação aos atos discriminatórios. C) acomodação do autor em relação aos atos discriminatórios. D) apreciação do autor em relação aos atos discriminatórios. E) discordância do autor com os atos discriminatórios. 40. Pode-se afirmar que o uso da vírgula em: Infelizmente, de geração em geração, é: A) é obrigatório, pois é prescrito pela norma culta. B) uma questão de estilo do autor. C) incoerente quanto à norma culta D) justificado pela informalidade do texto. E) facultativo, porque depende do contexto. Página 7/7

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. A frequência elétrica indicada na plaqueta de um split system tipo cassete é expressa em: A) Volt. B) Ohm. C) Watt. D) Joule. E) Hertz. 2. Qual é a ferramenta, conforme figura

Leia mais

BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL

BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL Indice ALVENARIA ESTRUTURAL MANUAL DE EXECUÇÃO E TREINAMENTO...1 O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?...1 Seu trabalho fica mais fácil...1 CUIDADOS QUE

Leia mais

ALVENARIA EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

ALVENARIA EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I ALVENARIA EXECUÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I ALVENARIA CONDIÇÕES DE INÍCIO Vigas baldrames impermeabilizadas e niveladas,

Leia mais

MANUAL DO FABRICANTE:

MANUAL DO FABRICANTE: MANUAL DO FABRICANTE: ALVENARIA ESTRUTURAL Características e especificações, instruções de transporte, estocagem e utilização. GESTOR: Engenheiro civil EVERTON ROBSON DOS SANTOS LISTA DE TABELAS Tabela

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

4. O termo veemente tem o mesmo sentido de: 5. A respeito do locutor do poema, pode-se afirmar que:

4. O termo veemente tem o mesmo sentido de: 5. A respeito do locutor do poema, pode-se afirmar que: CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 Querem-me aqui todos mal, e eu quero mal a todos; eles, e eu, por nossos modos nos pagamos tal por tal. E querendo eu mal a quantos me têm ódio tão veemente,

Leia mais

Alvenaria de Blocos de Concreto

Alvenaria de Blocos de Concreto Alvenaria de Blocos de Recomendações Gerais Est. Mun. Eduardo Duarte, 1100 - Esq. RST 287. Santa Maria - RS Fone: (55) 3221 2000 e-mail : prontomix@prontomix.com.br Conceitos Gerais O que é Alvenaria Estrutural?

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

ESQUADRIAS MÉTODO EXECUTIVO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II

ESQUADRIAS MÉTODO EXECUTIVO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II E ESQUADRIAS MÉTODO EXECUTIVO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II MÉTODO EXECUTIVO Cuidados no Recebimento Formas de Instalação

Leia mais

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO DE FACHADA DE ARGAMASSA P R O M O Ç Ã O Início dos Serviços Alvenarias concluídas há 30 dias e fixadas internamente há 15 dias Estrutura concluída há 120 dias Contra marcos chumbados

Leia mais

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura.

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Definições Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Armadura: associação das diversas peças de aço, formando um conjunto para um

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

ASPECTOS SOBRE A PRODUÇÃO DA ALVENARIA

ASPECTOS SOBRE A PRODUÇÃO DA ALVENARIA ASPECTOS SOBRE A PRODUÇÃO DA ALVENARIA A produção da alvenaria está dividida em quatro passos fundamentais, que são: - Planejamento; - Marcação; - Elevação; - Fixação. 3ODQHMDPHQWR 1. Equipamentos Colher

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

4. O termo veemente tem o mesmo sentido de: 5. A respeito do locutor do poema, pode-se afirmar que:

4. O termo veemente tem o mesmo sentido de: 5. A respeito do locutor do poema, pode-se afirmar que: CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 Querem-me aqui todos mal, e eu quero mal a todos; eles, e eu, por nossos modos nos pagamos tal por tal. 4. O termo veemente tem o mesmo sentido de: A) simples

Leia mais

Parede de Garrafa Pet

Parede de Garrafa Pet CONCEITO As paredes feitas com garrafas pet são uma possibilidade de gerar casas pré fabricadas através da reciclagem e é uma solução barata e sustentável. As garrafas pet são utilizadas no lugar dos tijolos

Leia mais

2202 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO FACHADA Argamassa para uso em revestimento de áreas externas

2202 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO FACHADA Argamassa para uso em revestimento de áreas externas É composta por uma mistura homogênea de cimento Portland, cal hidratada e agregados minerais com granulometria controlada e aditivos químicos. O produto é oferecido na cor cinza. 3. Indicação: A argamassa

Leia mais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais Blocos de CONCRETO DESCRIÇÃO: Elementos básicos para a composição de alvenaria (estruturais ou de vedação) BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO SIMPLES COMPOSIÇÃO Cimento Portland, Agregados (areia, pedra, etc.)

Leia mais

CAPÍTULO IV - ALVENARIA

CAPÍTULO IV - ALVENARIA CAPÍTULO IV - ALVENARIA Alvenaria é a arte ou ofício de pedreiro ou alvanel, ou ainda, obra composta de pedras naturais ou artificiais, ligadas ou não por argamassa. Segundo ZULIAN et al. (2002) também

Leia mais

Belo Horizonte - MG Interface com Outros Subsistemas

Belo Horizonte - MG Interface com Outros Subsistemas Belo Horizonte - MG Interface com Outros Subsistemas 10/11/2009 Carlos Chaves LOG Gestão de Obras Subsistemas Deus está nos detalhes Mies van der Rohe (1886-1969) Pavilhão alemão na Feira Mundial de Barcelona

Leia mais

ALVENARIA ESTRUTURAL DE CONCRETO COM BLOCOS CURSO DE FORMAÇÃO DE EQUIPES DE PRODUÇÃO PASSO A PASSO

ALVENARIA ESTRUTURAL DE CONCRETO COM BLOCOS CURSO DE FORMAÇÃO DE EQUIPES DE PRODUÇÃO PASSO A PASSO ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO CURSO DE FORMAÇÃO DE EQUIPES DE PRODUÇÃO PASSO A PASSO ALVENARIA ESTRUTURAL EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA 2 SEGURANÇA COLETIVA 3 SEGURANÇA COLETIVA ANDAIME COM GUARDA

Leia mais

PES - Procedimento de Execução de Serviço

PES - Procedimento de Execução de Serviço Revisão: 00 Folha: 1 de 6 1. EQUIPAMENTOS Esquadro metálico; Martelo e serrote; Serra de bancada com proteção para disco; Corda; Chave de dobra; Policorte; Tesoura manual; Gerica e carrinho de mão; Desempenadeira

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público 2011 Cargo: Manicure e Pedicure / Nível Operacional CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Concurso Público 2011 Cargo: Manicure e Pedicure / Nível Operacional CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. Norma prepara uma mistura para os cabelos composta de três quartos de litro da substância A, 350 mililitros da substância

Leia mais

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX Orientações técnicas para o melhor desempenho de sua concretagem Comodidade, economia e segurança 37 3231-4615 www.levemix.com.br ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

Leia mais

METODOLOGIA DE EXECUÇÃO - PASSO A PASSO PARA CONSTRUIR ALVENARIAS DE BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO

METODOLOGIA DE EXECUÇÃO - PASSO A PASSO PARA CONSTRUIR ALVENARIAS DE BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO METODOLOGIA DE EXECUÇÃO - PASSO A PASSO PARA CONSTRUIR ALVENARIAS DE BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO Segurança Antes do início de qualquer serviço, verificar a existência e condições dos equipamentos de segurança

Leia mais

5. Limitações: A argamassa Matrix Assentamento Estrutural não deve ser utilizada para assentamento de blocos silicocalcário;

5. Limitações: A argamassa Matrix Assentamento Estrutural não deve ser utilizada para assentamento de blocos silicocalcário; A argamassa Matrix Assentamento Estrutural é uma mistura homogênea de cimento Portland, agregados minerais com granulometria controlada e aditivos químicos. 3. Indicação: Excelente para assentamento de

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO INSTITUTO UNI-FAMEMA / OSCIP Marília/SP ÍNDICE 1. PRELIMINARES. 2. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS.

Leia mais

Revestimento de fachadas: aspectos executivos

Revestimento de fachadas: aspectos executivos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Setembro, 2009 Revestimento de fachadas: aspectos executivos Eng.º Antônio Freitas da Silva Filho Engenheiro Civil pela UFBA Julho de 1982; Engenheiro da Concreta Tecnologia

Leia mais

SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA

SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA Soluções para Construção Fortaleza Março - 2015 SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA Assentar e rejuntar Sobrepor Revestir Renovar QUALIDADE, CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO sempre foram as forças que

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix : marca registrada da Belgo Bekaert Arames BelgoFix são telas soldadas

Leia mais

assentamento e revestimento ficha técnica do produto

assentamento e revestimento ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa e revestimento é uma argamassa de uso geral que pode ser utilizada para o de elementos de alvenaria de vedação como blocos de concreto, blocos cerâmicos, e tijolos comuns. Também

Leia mais

2101 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO INTERNO Argamassa para Revestimento Interno de alvenaria

2101 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO INTERNO Argamassa para Revestimento Interno de alvenaria FICHA TÉCNICA DE PRODUTO 1. Descrição: A argamassa 2101 MATRIX Revestimento Interno, é uma argamassa indicada para o revestimento de paredes em áreas internas, possui tempo de manuseio de até 2 horas,

Leia mais

TUPER ESTRUTURAS PLANAS

TUPER ESTRUTURAS PLANAS TUPER ESTRUTURAS PLANAS LAJES MISTAS NERVURADAS MANUAL DE MONTAGEM ÍNDICE 1. Tuper lajes mistas nervuradas... 03 2. Especificações... 04 3. Escoramento... 05 4. Armadura de distribuição... 07 5. Nervuras

Leia mais

COLHER MEIA-CANA OBLONGULAR E TIPO PALHETA

COLHER MEIA-CANA OBLONGULAR E TIPO PALHETA MANUSEIO COLHER MEIA-CANA OBLONGULAR E TIPO PALHETA Produzida com chapa zincada, é um equipamento indispensável para a elevação da alvenaria. Sua utilização proporciona economia de até 50% da argamassa

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito das especificações de materiais, julgue os itens a seguir. 51 Os cimentos CP III cimentos portland de alto-forno e CP IV cimento portland pozolânico são menos porosos e resistentes, sendo ideais

Leia mais

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens.

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens. Ficha do Produto Edição 22/04/2011 Sikacim Impermeabilizante Construção Sikacim Impermeabilizante Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos Características

Leia mais

23/05/2014. Professor

23/05/2014. Professor UniSALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Disciplina: Construção Civil I Alvenarias Área de Construção Civil Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Elementos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA PARA PAREDES DE VEDAÇÃO INTERNAS E EXTERIORES E TETOS

RECOMENDAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA PARA PAREDES DE VEDAÇÃO INTERNAS E EXTERIORES E TETOS RECOMENDAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA PARA PAREDES DE VEDAÇÃO INTERNAS E EXTERIORES E TETOS Luciana Leone Maciel Mércia M. S. Bottura Barros Fernando Henrique Sabbatini São Paulo,

Leia mais

TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS

TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS 4 - ALVENARIA APÓS ESTUDAR ESTE CAPÍTULO; VOCÊ DEVERÁ SER CAPAZ DE: Escolher a alvenaria adequada; Orientar a elevação das paredes (primeira fiada,

Leia mais

Quanto aos esforços: compressão, tração e flexão; Flexibilidade de formas; Durabilidade; Transmissão de calor

Quanto aos esforços: compressão, tração e flexão; Flexibilidade de formas; Durabilidade; Transmissão de calor 1. CONCEITO: Produto resultante da associação íntima entre um aglomerante mais um agregado miúdo, mais um agregado graúdo e água (+ ferragens). 2. CARACTERÍSTICAS Quanto aos esforços: compressão, tração

Leia mais

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro;

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro; 01 Descrição: NOVO PRODUTO votomassa é uma argamassa que proporciona alta aderência e trabalhabilidade no assentamento de de porcelana e vidro 02 Classificação: votomassa combina cimento Portland, agregados

Leia mais

porcelanato interno ficha técnica do produto

porcelanato interno ficha técnica do produto 01 DESCRIÇÃO: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para aplicação de revestimentos cerâmicos e s em áreas internas. 02 CLASSIFICAÇÃO TÉCNICA:

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Produtos Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix são telas soldadas produzidas com fio de 1,65 mm de diâmetro e

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 4 Gesso Acartonado Prof. Dr. Luiz Sergio Franco Escola Politécnica da USP Dep. de Engenharia de Construção Civil Construção

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

DICAS ANTES DA COMPRA

DICAS ANTES DA COMPRA DICAS ANTES DA COMPRA Madeira: É um material natural e variações são consideradas normais, nuances e veios existentes nos pisos são próprios da madeira; imperfeições naturais, nós e variações nas tonalidades

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

Casas com paredes de concreto Reportagem: Jamila Venturini

Casas com paredes de concreto Reportagem: Jamila Venturini Casas com paredes de concreto Reportagem: Jamila Venturini O sistema de construção com paredes de concreto moldadas in loco permite executar com agilidade e economia obras de grande escala como condomínios,

Leia mais

Alvenaria racionalizada

Alvenaria racionalizada Como construir Alvenaria racionalizada A alvenaria de vedação pode ser definida como a alvenaria que não é dimensionada para resistir a ações além de seu próprio peso. O subsistema vedação vertical é responsável

Leia mais

OFÍCIO DE PEDREIRO AUTOR: JOSÉ VIEIRA CABRAL

OFÍCIO DE PEDREIRO AUTOR: JOSÉ VIEIRA CABRAL OFÍCIO DE PEDREIRO AUTOR: JOSÉ VIEIRA CABRAL 3. ASSENTAMENTOS DE BLOCOS COMUNS. 4. COMO CALCULAR VOLUMES DE PEDRA E AREIA EM UM CAMINHÃO. 5. NORMAS REGULAMENTADORAS. 6. VOCABULÁRIO DE CONSTRUÇÃO CIVIL.

Leia mais

Propriedades do concreto JAQUELINE PÉRTILE

Propriedades do concreto JAQUELINE PÉRTILE Propriedades do concreto JAQUELINE PÉRTILE Concreto O preparo do concreto é uma série de operações executadas de modo a obter, á partir de um determinado número de componentes previamente conhecidos, um

Leia mais

Fabricação de blocos cerâmicos. Classificação dos materiais pétreos. Fabricação de blocos cerâmicos. Classificação dos produtos cerâmicos

Fabricação de blocos cerâmicos. Classificação dos materiais pétreos. Fabricação de blocos cerâmicos. Classificação dos produtos cerâmicos Classificação dos materiais pétreos Fabricação de blocos cerâmicos Pedras naturais: encontradas in natura, usadas normalmente após beneficiamento. Ex.: agregados, placas de rocha para revestimento. Pedras

Leia mais

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO CONCEITO A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

cerâmica externa ficha técnica do produto

cerâmica externa ficha técnica do produto 01 Descrição: Argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para aplicação de revestimentos cerâmicos em áreas internas e s. 02 Classificação técnica: ANTES Colante

Leia mais

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA 1 CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA I. SISTEMAS ESTRUTURAIS Podemos citar diferentes sistemas estruturais a serem adotados durante a concepção do projeto de uma edificação. A escolha

Leia mais

Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Estruturas. Alvenaria Estrutural.

Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Estruturas. Alvenaria Estrutural. Alvenaria Estrutural Introdução CONCEITO ESTRUTURAL BÁSICO Tensões de compressão Alternativas para execução de vãos Peças em madeira ou pedra Arcos Arco simples Arco contraventado ASPECTOS HISTÓRICOS Sistema

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE.

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE. MEMORIAL DESCRITIVO Construção Unidade Básica de Saúde TIPO DE CONSTRUÇÃO: Prédio em Alvenaria UBS Unidade Básica de Saúde da Sede do município. LOCAL: Rua Édimo Luiz Tonial na cidade de Cacique Doble

Leia mais

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO Especificação Destinada Construção do Núcleo de Empresas Junior INTRODUÇÃO A execução dos serviços referente Construção do Núcleo de Empresas Junior, obedecerá

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES REFORMA DO EDIFÍCIO BRASCAR

Leia mais

CAPÍTULO IV ARGAMASSA DE REVESTIMENTO

CAPÍTULO IV ARGAMASSA DE REVESTIMENTO CAPÍTULO IV ARGAMASSA DE REVESTIMENTO I. CONSIDERAÇÕES GERAIS A alta competitividade do panorama econômico atual faz com que as empresas busquem um maior ganho de qualidade com redução de custos. A obtenção

Leia mais

4. Na limpeza das janelas de vidro, qual o procedimento incorreto?

4. Na limpeza das janelas de vidro, qual o procedimento incorreto? CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. Quanto à limpeza de salas, escritórios e corredores, o procedimento incorreto está apresentado na alternativa A) Quando for limpar um corredor que apresente pessoas trafegando,

Leia mais

TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS

TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS 1) INTRODUÇÃO ARGAMASSAS. Aglomerantes + agregados minerais + água (eventualmente aditivos). Intervalo

Leia mais

1. FERRAMENTAS. Elevação e Marcação. Trenas de 5m e 30m. Nível a laser ou Nível alemão. Pág.4 1. Ferramentas

1. FERRAMENTAS. Elevação e Marcação. Trenas de 5m e 30m. Nível a laser ou Nível alemão. Pág.4 1. Ferramentas ÍNDICE: 1. Ferramentas 2. Equipamentos de Proteção Individual - EPI 3. Serviços Preliminares 4. Marcação da Alvenaria 5. Instalação dos Escantilhões 6. Nivelamento das Fiadas 7. Instalação dos gabaritos

Leia mais

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE LUIZA DE LIMA TEIXEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA SP. PROJETO ESTRUTURAL 1 I - MEMORIAL DESCRITIVO DE CIVIL ESTRUTURAL 1 - Serviços Iniciais: ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Assentar pisos e azulejos em áreas internas.

Assentar pisos e azulejos em áreas internas. CAMPO DE APLICAÇÃO Direto sobre alvenaria de blocos bem acabados, contrapiso ou emboço desempenado e seco, isento de graxa, poeira e areia solta, para não comprometer a aderência do produto. Indicado apenas

Leia mais

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO TECNOLOGIA DE REVESTIMENTO Componentes do sistema BASE CHAPISCO Base Características importantes: Avidez por água - inicial e continuada Rugosidade EMBOÇO ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE Chapisco Função:

Leia mais

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto MANUAL TÉCNICO Kit Porta Pronto Carga e Descarga Os produtos são carregados na empresa e preparados de modo a assegurar sua proteção. Durante o transporte até o cliente é imprescindível que sejam mantidas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. Do que se trata a máquina do tipo Overloque? A) Trata-se de uma máquina de costura. B) Trata-se de uma máquina de secagem rápida de roupas. C) Trata-se da uma máquina de lavagem de roupas. D) Trata-se

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE FERRER PE CONCURSO PUBLICO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE FERRER PE CONCURSO PUBLICO TEXTO 1 20 QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA D. Os nutricionistas aconselham os foliões a não saírem de casa durante o dia. E. A principal responsável pela desidratação do corpo é a vontade de urinar. 03-

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

Blocos e Alicerces CONCEITO

Blocos e Alicerces CONCEITO CONCEITO Os blocos são elementos estruturais de grande rigidez que são ligados pelas vigas baldrame. Sua profundidade varia de 0,5 a 1 metro. São utilizados quando há atuação de pequenas cargas, como em

Leia mais

Alvenaria de Vedação CARTILHA COM BLOCOS DE CONCRETO. Capacitação de equipes de produção. Realização. Recife - PE

Alvenaria de Vedação CARTILHA COM BLOCOS DE CONCRETO. Capacitação de equipes de produção. Realização. Recife - PE Alvenaria de Vedação COM BLOCOS DE CONCRETO CARTILHA Capacitação de equipes de produção Realização Recife - PE Gerência Regional ABCP N/NE Eduardo Barbosa de Moraes Gestão da Comunidade da Construção Roberto

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

MEMORIAL DESCRITIVO CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES MEMORIAL DESCRITIVO Contratante: Federação das Indústrias do Estado Santa Catarina CNPJ: 83.873.877/0001-14 Empreendimento: Edifício Sede do Sistema FIESC Endereço: Rua Admar Gonzaga, nº 2765 Bairro Itacorubi

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA OBRA: ESTAÇÃO ELEVATÓRIA PARA ESGOTO - ELEVADO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. CIVIL MICHAEL MALLMANN MUNICÍPIO: ITAPIRANGA - SC 1 INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS Deve ser

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

DIMENSÃO MÁXIMA PLACAS CERÂMICAS E PORCELANATOS. 45 x 45 cm. 45 x 45 cm. 60 x 60 cm. 60x 60 cm

DIMENSÃO MÁXIMA PLACAS CERÂMICAS E PORCELANATOS. 45 x 45 cm. 45 x 45 cm. 60 x 60 cm. 60x 60 cm 01 DESCRIÇÃO: Argamassa leve de excelente trabalhabilidade, ideal para assentamento de revestimentos cerâmicos, porcelanatos, pedras rústicas em áreas internas e externas em pisos e paredes; Aplicação

Leia mais

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes Argamassas NBR13281 Histórico 1º. registro de emprego na construção: Pré-História Piso polido de 180 m² feito com pedras e argamassa cal e areia: ~ 7000 a 9000

Leia mais

Patologia em Revestimentos de Fachada

Patologia em Revestimentos de Fachada PATOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES Revestimentos de 1 Nome:Fernando Marques Ribeiro Matricula: 27667 Docente: Orlando Carlos B. Damin Artigo: Fonte: Editora: Ordem dos Engenheiros Região Norte / 2011 Autores: Ana

Leia mais

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas 1 de 9 01/11/2010 23:26 Como construir Lajes com EPS Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas As lajes tipo volterrana abriram a trajetória das lajes pré-moldadas. O sistema utiliza

Leia mais

bloco de vidro ficha técnica do produto

bloco de vidro ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para assentamento e rejuntamento de s. 02 Classificação técnica: ANTES 205 Bloco votomassa

Leia mais

poder de compra x custo da construção poder de compra:

poder de compra x custo da construção poder de compra: w ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO poder de compra x custo da construção poder de compra: - Conceito Geral - Engenheiro Civil - Ph.D. (85)3244-3939 (85)9982-4969 luisalberto1@terra.com.br custo

Leia mais

MANUAL DO C L I E N T E

MANUAL DO C L I E N T E MANUAL DO C L I E N T E 1 Recebendo o revestimento na obra 1.1 Comparar a nota fiscal com o pedido SUMÁRIO 2 3 4 5 Manuseio e armazenamento 2.1 2.2 Ter cuidado no manuseio Empilhamento dos revestimentos

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO 1a. parte: TÉCNICA Engenheiro Civil - Ph.D. 85-3244-3939 9982-4969 la99824969@yahoo.com.br skipe: la99824969 de que alvenaria

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA, ADEQUAÇÃO E AMPLIAÇÃO DA CRECHE CRIANÇA FELIZ LOCAL: BALNEÁRIO ICARAÍ DE IGUAPE 1. Descrição As adequações e ampliações da Creche Criança feliz visam melhorar o atendimento

Leia mais

PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO IN LOCO COMO SOLUÇÃO PARA EDIFÍCIOS VERTICAIS

PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO IN LOCO COMO SOLUÇÃO PARA EDIFÍCIOS VERTICAIS I CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL X ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO 18-21 julho 2004, São Paulo. ISBN 85-89478-08-4. PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO

Leia mais