unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA"

Transcrição

1 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Tópicos em Sistemas de Computação Administração de Redes TCP/IP DNS - Domain Name Service (Parte 1 - Características e Conceitos) Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian UNESP - IBILCE - São José do Rio Preto 2002

2 DNS - Domain Name Service 1 (Parte 1 - Características e Conceitos) Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian UNESP - IBILCE - São José do Rio Preto Orientação para estudo: O tratamento utilizado nesta seção, conforme mencionado na nota de rodapé, é o mesmo do livro texto adotado neste curso (Craig Hunt - TCP/IP Network Administration). Este tratamento é excelente e suficiente para o administrador de redes e UNIX. Entretanto, por algumas vezes, este texto é pouco formal, ou seja, ignora alguns conceitos, considerando-se o ponto de vista acadêmico e mais aprimorado. Para alunos que desejam ir mais a fundo na questão, e aprimorar sua formação e seus conhecimentos em gerenciamento, recomendo uma leitura atenta do capítulo 14 (DNS: The Domain Name System) de TCP/IP Illustrated - Volume 1 - The Protocols, de Richard Stevens 2. Trata-se de um texto muito bom, de fácil compreensão e com excelentes ilustrações que auxiliam no entendimento. 1. Introdução: conceitos de Name Service 1.1. Nomes e Endereços Toda interface de rede ligada a uma rede TCP/IP é identificada por um endereço IP formado por 32 bits. Este endereço é representado na forma numérica como xxx. yyy. zzz. kkk Entretanto, os projetistas consideraram que lembrar de endereços de um computador pelo número (ou seja, pelo seu endereço IP) era muito desconfortável e pouco prático. Além disso, o endereço de um computador poderia ter de ser alterado, devido a, por exemplo, uma mudança de rede física ou de roteamento. Neste caso, todos os usuários daquele computador precisariam ser avisados de que o endereço foi mudado. Em virtude principalmente destes fatos, foi considerado que um nome poderia ser atribuído e associado a qualquer dispositivo que possua um endereço IP. A atribuição de nomes aos endereços se deve ao fato de que é muito mais fácil uma pessoa se lembrar de nomes do que de números, além do fato do nome poder ser mantido numa eventual mudança de endereço IP. 1 Créditos - este material foi produzido a partir do livro texto adotado no curso: Hunt, Craig - TCP/IP Network Administration - O Reilly & Associates, Inc. - 1.a Edição - Capítulo 3, pag. 51 e Capítulo 8, pag Editora Addison-Wesley Publishing Company, Inc. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-1

3 Entretanto O software de rede e a pilha TCP/IP trabalham apenas com os endereços numéricos. Na maior parte dos casos, os nomes e números podem ser usados indistintamente, mas os nomes são sempre lembrados com mais facilidade. Por exemplo: telnet wolverine.dcce.ibilce.unesp.br ou telnet conduzem ao mesmo computador. Existe um processo de conversão Quando se utilizam nomes é necessário que exista um serviço que efetue a conversão deste nome em um número IP para que se estabeleça a conexão. Figura 1 Tradução de nomes em números Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-2

4 1.2. Tradução de Nome em Número A tradução entre nomes e números passou por diversos estágios durante o desenvolvimento da Internet e das redes que a precederam. Inicialmente existia uma tabela, chamada hosts.txt, mantida pelo DDN-NIC, e que era distribuída para todos os computadores da Internet usada no /etc/hosts.txt (análoga à atual tabela /etc/hosts ou ao mapa NIS hosts.byname) Com o crescimento da Internet este esquema se tornou inviável, exigindo a criação de um serviço mais eficiente para a resolução de nomes. hosts.txt foi substituída por um banco de dados distribuído denominado Domain Name Service, conhecido simplesmente como DNS, que foi concebido por Paul Mockapetris. As especificações do DNS encontram-se descritas na RFC O DNS foi desenvolvido para oferecer uma alternativa à resolução de nomes através do arquivo hosts.txt, e que pudesse garantir seu funcionamento eficiente mesmo em face do crescimento explosivo por que vem passando a Internet, permitindo ao mesmo tempo que informações sobre computadores novos sejam rapidamente disseminadas conforme a necessidade. O DNS resolve dois problemas com relação ao /etc/hosts: DNS é facilmente escalonável a base é distribuída e não reside numa única tabela. DNS dissemina facilmente isso garante que novas informações sobre novos hosts, sejam disseminados para o resto da rede. Além disso a informação só é disseminada para aqueles que precisam dela. Isso será discutido em seguida. 2. Como o DNS funciona Servidor de DNS local recebe um request de informações sobre um host para o qual ele (servidor) não possui informação. O servidor passa a requisição para um authoritative server server responsável por manter informação correta e atualizada sobre o domínio que está sendo consultado. Quando o authoritative server responde o server local armazena (faz um cache) a resposta para uso futuro. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-3

5 Na próxima vez que o server local receber um request sobre aquele domínio, ele responde por si próprio. Request host.algum.lugar.br 1 3 Cliente de DNS Servidor de DNS S N Autoritativo? Servidor de DNS Figura 2 Esquema básico de funcionamento de uma requisição de resolução de DNS Atenção: O serviço de DNS é associado à porta 53 UDP, e é chamado de domain. Não confundir com um antigo serviço de nomes associado à porta 42, chamado nameservice. Consulte /etc/services, e a documentação do seu sistema A hierarquia do domínio O DNS NÃO possui uma base de dados central com todos os IPs da Internet. Informação é distribuída ao longo de milhares de nameservers organizados numa hierarquia similar à estrutura de diretórios de um filesystem UNIX. Figura 3 Hierarquia de domínios comparada com um filesystem Unix Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-4

6 O DNS tem um root domain (domínio raiz) no topo da hierarquia de domínio. Este root domain é servido por root servers. Figura 4 Hierarquia geral de domínios. root domain.br top level domains.unesp.br Figura 5 Hierarquia de domínios, em detalhe para o top level.br Diretamente sob o root domain estão os top level domains. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-5

7 Existem dois tipos básicos de top level domains geográfico e organizacional. Organizacional.com.org.net.mil.edu.gov Geográfico.br.jp.ar.uk.nz.au Geográfico-organizacional.com.br.org.br.gov.br Os root servers somente possuem informações completas sobre os domínios de top level. São os root servers que possuem os apontadores para os top level. Nenhum servidor (nem mesmo os root servers) possui informações completas sobre todos os domínios, mas os root servers possuem ponteiros para os servers dos domínios de segundo nível. Assim ainda que os root servers não possuam a resposta para um request, eles sabem para quem perguntar. No Brasil o REGISTRO.BR é o servidor do domínio.br 1. Por exemplo: O root server de.br nada sabe sobre o domínio unesp.br mas sabe que deve perguntar, ou transferir, as requisições que recebe para o servidor de domínio de segundo nível, que cuida do domínio.unesp.br o qual fica localizado em ns.unesp.br Em resumo O servidor de.br conhece quem toma conta de.unesp.br Anotações: 1 Consulte Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-6

8 2.2. Como ocorre a resolução de nomes Figura 6 Esquema da resolução de um endereço e sua relação com os nameservers 3. Criando domínios e sub-domínios O NIC (Network Information Center) nos Estados Unidos tem a autoridade para alocar domínios. Para informações sobre o Internic, consulte Para obter um domínio, o interessado precisa submeter um pedido ao NIC para criar um domínio sob um dos domínios de alto nível (.net,.gov,.mil,.org,.com,.edu) ou domínio geográfico. O NIC americano inicialmente delegou inicialmente à FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - a autoridade para alocar domínios dentro do domínio.br (net.br, gov.br, mil.br, org.br, com.br, edu.br e outros 1 ). Posteriormente esta delegação passou ao Comitê Gestor da Internet Brasileira 2. Empresas, instituições, órgãos registrados de qualquer espécie ou mesmo pessoas físicas podem se candidatar ao registro de domínios. Existem taxas anuais para se manter um nome de domínio. 1 Para a lista de domínios disponíveis no Brasil, consulte 2 Vide Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-7

9 Os documentos mais importantes sobre registros de nomes, e também sobre solicitação de números IP, estão em Obviamente, um domínio somente será registrado caso não exista um registro anterior feito por outra entidade. Para determinar se já existe registro de um domínio consulte o endereço acima. 4. Bind, resolver e named Algumas definições: BIND (Berkeley Internet Name Domain) No Unix o serviço DNS é implementado através do software BIND. O BIND é um sistema cliente servidor. O lado cliente do BIND resolver resolver envia perguntas relativas a informações contidas no DNS a servidores de nomes (nameservers). O servidor DNS responde à estas perguntas. O lado servidor do DNS named. Zonas O termo zona (zone) refere-se a informações contidas em um arquivo do banco de dados do DNS. As configurações de zona estão associadas às definições do domínio. Alguns dos arquivos de configuração de nomes são chamados de arquivos de zona (zone files). Domínio Parte da hierarquia de domínios identificada por um nome de domínio. Os nomes de domínio são escritos a partir do nome mais específico (ou seja, o nome do host) até o menos específico (o top-level domain), com cada uma das partes do domínio separada por um ponto. O root domain é identificado por um único ponto. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-8

10 FQDN Fully Qualified Domain Name Começa com um nome de host específico, e termina com um top-level domain Por exemplo cindy.corp.berkeley.edu é o FQDN de uma estação cindy dentro do subdomínio corp, do domínio berkeley.edu. Figura 7 Relação entre domínios, sub-domínios e zonas Anotações: Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-9

11 4.1. Relação de nomes, domínios e números IP "." mail. corp. acme. org. br br www. acme. org. br org.acme!! Observe que os níveis hierárquicos dos nomes de domínios NÃO têm relação com os octetos IP.corp www mail Nó mail.corp.acme.org.br Nó Domínio corp.acme.org.br Domínio acme.org.br Figura 8 Relação entre domínios, sub-domínios e nós 5. Características do sistema O software BIND pode ser configurado de diversas maneiras. As configurações mais comuns são apresentadas a seguir. É muito importante estar familiarizado com a nomenclatura e os termos utilizados. Servidores Primários (primary servers) O servidor primário ou servidor MASTER é a fonte oficial de todas as informações a respeito de um domínio específico. É o que (supostamente) mantém todas as informações atualizadas sobre o domínio. Ele carrega as informações a respeito do domínio a partir de arquivos locais (arquivos de zona e outros) mantidos pelo administrador do domínio. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-10

12 O servidor primário é o servidor mestre (também conhecido como master) devido ao fato de que pode responder a qualquer pergunta sobre seu domínio com total autoridade por isso é chamado de authoritative server. Importante Deve existir um único servidor primário (master) para cada domínio! Servidores Secundários (slave servers) Servidores secundários (ou escravos slave ) são aqueles que transferem (copiam) um conjunto completo de informações a partir do servidor primário. Servidores secundários não possuem arquivos de zona próprios. Os arquivos descrevendo as zonas são transferidos do servidor primário, e armazenados no servidor secundário como arquivos locais. Esta transferência chama-se zone transfer. Os servidores secundários também são freqüentemente conhecidos como backup servers pois mantém uma cópia backup dos arquivos do servidor primário. O servidor secundário mantém uma cópia completa de todas as informações a respeito do domínio, e responde a perguntas com autoridade. Consequentemente, um servidor secundário também é considerado um servidor mestre. Server secundário deve responder sempre. É usado para manter o sistema de resolução de nomes de um domínio em funcionamento no caso de uma falha ou sobrecarga do servidor primário. Os RFCs recomendam que, para cada domínio, exista pelo menos um servidor secundário fora da rede física onde reside o servidor primário do domínio por redundância, visando evitar a paralisação total de um domínio inteiro, no caso de uma falha no segmento de rede onde reside o servidor primário. Pode existir mais de um servidor secundário para cada domínio. Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-11

13 Outros tipos de servidores menos utilizados: Caching-only Caching-only são servidores que rodam o programa named, mas não são fontes oficiais de informação a respeito de domínios. Estes servidores obtém a resposta a todas as perguntas que lhe são direcionadas a partir de algum servidor remoto, primário ou secundário. Client-only Client only são apenas clientes de DNS, e não mantém processos servidores. É o caso da maioria das máquinas de um domínio. Ou seja, a maioria das máquinas utiliza a resolução de nomes dos servidores. Obviamente, estas máquinas não rodam o bind (processo named). Anotações: Arquivo: 2002net-dns1.pdf Prof. Adriano Mauro Cansian Administração de Redes TCP/IP DNS, Parte 1-12

Tópicos em Sistemas de Computação 2013 DNS. Parte 1 - Características e Conceitos. Tópicos em Sistemas de Computação

Tópicos em Sistemas de Computação 2013 DNS. Parte 1 - Características e Conceitos. Tópicos em Sistemas de Computação DNS Parte 1 - Características e Conceitos Tópicos em Sistemas de Computação 2013 Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Estagiário Docente: Adriano Ribeiro adrianoribeiro@acmesecurity.org

Leia mais

DNS. Parte 1 Características e Conceitos. Tópicos em Sistemas de Computação. Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.

DNS. Parte 1 Características e Conceitos. Tópicos em Sistemas de Computação. Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity. DNS Parte 1 Características e Conceitos Tópicos em Sistemas de Computação Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org 1 Referência para estudo O tratamento umlizado neste tópico é o mesmo

Leia mais

DNS - Domain Name System

DNS - Domain Name System DNS - Domain Name System Converte nome de máquinas para seu endereço IP. Faz o mapeamento de nome para endereço e de endereço para nome. É mais fácil lembramos dos nomes. Internamente, softwares trabalham

Leia mais

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Tópicos em Sistemas de Computação Administração de Redes TCP/IP DNS - Domain Name Service (Parte 1 - Características e Conceitos) Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian UNESP

Leia mais

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o DNS É o serviço responsável por: Traduzir nomes em endereços IP (e vice-versa), de um determinado

Leia mais

DNS - Domain Name System

DNS - Domain Name System DNS - Domain Name System IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES! Prof. Tomás Grimm DNS Pessoas: muitos identificadores: RG, nome, passporte Internet hosts, roteadores: endereços

Leia mais

DNS Parte 2 - Configuração

DNS Parte 2 - Configuração DNS Parte 2 - Configuração Adriano César Ribeiro (estagiário docente) adrianoribeiro@acmesecurity.org Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Tópicos em Sistemas de Computação 1 Revisão Prof. Dr.

Leia mais

ENDEREÇAMENTO DE REDES

ENDEREÇAMENTO DE REDES REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS ENDEREÇAMENTO DE REDES INTERCONEXÃO ENDEREÇAMENTO DE REDES MÁSCARAS DE SUB-REDES Endereço IP: Os endereços IP identificam cada micro na rede. A regra básica é que cada micro

Leia mais

DNS. Parte 2 - Configuração. Tópicos em Sistemas de Computação 2014. Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org

DNS. Parte 2 - Configuração. Tópicos em Sistemas de Computação 2014. Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org DNS Parte 2 - Configuração Tópicos em Sistemas de Computação 2014 Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Estagiário Docente: Vinícius Oliveira viniciusoliveira@acmesecurity.org 1 Neste

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers DNS Parte 1 Linux Network Servers DNS é a abreviatura de Domain Name System. O DNS é um serviço de resolução de nomes. Toda comunicação entre os computadores e demais equipamentos de uma rede baseada no

Leia mais

Resolução de nomes. Professor Leonardo Larback

Resolução de nomes. Professor Leonardo Larback Resolução de nomes Professor Leonardo Larback Resolução de nomes A comunicação entre os computadores e demais equipamentos em uma rede TCP/IP é feita através dos respectivos endereços IP. Entretanto, não

Leia mais

Domain Name System. Domain Name System DNS

Domain Name System. Domain Name System DNS Domain Name System Você aprenderá: O que é Domain Name System (DNS) e quais os seus componentes. O que é uma zona de autoridade. Como funcionamento do processo de resolução de nomes. DNS - 1 Domain Name

Leia mais

Introdução ao DNS. Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys. Laboratório de Sistemas Integráveis http://www.lsi.usp.

Introdução ao DNS. Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys. Laboratório de Sistemas Integráveis http://www.lsi.usp. 1 Introdução ao DNS Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Laboratório de Sistemas Integráveis http://www.lsi.usp.br/ 2 Agenda O que é DNS? Servidores DNS Requisição DNS Caching

Leia mais

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal IP e DNS O protocolo IP Definir um endereço de rede e um formato de pacote Transferir dados entre a camada de rede e a camada de enlace Identificar a rota entre hosts remotos Não garante entrega confiável

Leia mais

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO TÉCNICO DE INFORMÁTICA/INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES 2008/2009 INSTALAÇÃO REDES CLIENTE SERVIDOR WINDOWS SERVER 2003 Após a instalação Instalação de serviços de

Leia mais

Serviço DNS no PoP-SC

Serviço DNS no PoP-SC Ponto de Presença da RNP em Santa Catarina Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis 04 e 05 Outubro/2012 Serviço DNS no PoP-SC Rodrigo Pescador PoP-SC/RNP Organização: Apoio:

Leia mais

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO 3º ANO / 2º SEMESTRE 2014 INFORMÁTICA avumo@up.ac.mz Ambrósio Patricio Vumo Computer Networks & Distribution System Group Services Provided by DNS nós, seres humanos, podemos

Leia mais

Universidade Católica de Brasília Pró-reitoria de Graduação Curso de Ciência da Computação

Universidade Católica de Brasília Pró-reitoria de Graduação Curso de Ciência da Computação Universidade Católica de Brasília Pró-reitoria de Graduação Curso de Ciência da Computação INTRODUÇÃO 6 LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Serviços Básicos de Rede DNS Para o correto funcionamento de

Leia mais

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS? O que é DNS? Funcionamento básico

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS? O que é DNS? Funcionamento básico 1 2 Agenda Volnys Borges Bernal volnys@uspbr O que é DNS? Caching Laboratório de Sistemas Integráveis http://wwwuspbr/ 3 4 O que é DNS? O que é DNS? Domain Name System Serviço que permite a resolução de

Leia mais

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Prof. José Alexandre da Costa Alves (MSc) O que é uma rede de Computadores Conjunto de unidades de processamento com capacidade de trocar informações

Leia mais

Uma Introdução ao DNS. Definindo DNS

Uma Introdução ao DNS. Definindo DNS Uma Introdução ao DNS Definindo DNS DNS é a abreviatura de Domain Name System. O DNS é um serviço de resolução de nomes. Toda comunicação entre os computadores e demais equipamentos de uma rede baseada

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Projeto do Esquema de Endereçamento e de Nomes

Projeto de Redes de Computadores. Projeto do Esquema de Endereçamento e de Nomes Projeto do Esquema de Endereçamento e de Nomes Lembrar a estrutura organizacional do cliente ajuda a planejar a atribuição de endereços e nomes O mapa topológico também ajuda, pois indica onde há hierarquia

Leia mais

Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS. Porquê? Porque é muito mais fácil lembrar nomes do que números IP!

Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS. Porquê? Porque é muito mais fácil lembrar nomes do que números IP! Capítulo 5 DNS ( Domain Name System ) O serviço BIND Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS Porquê? Porque é muito mais fácil lembrar nomes do que números IP! Exemplo: wwwgooglept

Leia mais

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS? O que é DNS? Funcionamento básico

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS? O que é DNS? Funcionamento básico 1 2 Agenda Volnys Borges Bernal volnys@lsiuspbr O que é DNS? Caching Laboratório de Sistemas Integráveis http://wwwlsiuspbr/ 3 4 O que é DNS? O que é DNS? Domain Name System Serviço que permite a resolução

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática

Tópicos Especiais em Informática Tópicos Especiais em Informática DNS Prof. Ms.-Eng. Igor Sousa Faculdade Lourenço Filho 10 de novembro de 2014 igorvolt@gmail.com (FLF) Tópicos Especiais em Informática 10 de novembro de 2014 1 / 15 Introdução

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 2.5 - DNS Prof. Jó Ueyama Março/2014 1 DNS: Domain Name System Pessoas: muitos identificadores: RG, nome, passaporte. Hosts e roteadores na Internet: endereços IP (32 bits)

Leia mais

Agenda NIS. Motivações. Motivações. Motivações NIS

Agenda NIS. Motivações. Motivações. Motivações NIS Agenda NIS Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Laboratório de Sistemas Integráveis http://www.lsi.usp.br/ Motivações NIS Relacionamento com outros Sistemas Automount /

Leia mais

O que são DNS, SMTP e SNM

O que são DNS, SMTP e SNM O que são DNS, SMTP e SNM O DNS (Domain Name System) e um esquema de gerenciamento de nomes, hierárquico e distribuído. O DNS define a sintaxe dos nomes usados na Internet, regras para delegação de autoridade

Leia mais

Capitulo 4: DNS (BIND)

Capitulo 4: DNS (BIND) Por Eduardo Scarpellini odraude@usa.com Capitulo 4: DS (BID) 4.1 do HOSTS.TXT ao DS a década de 70, a ARPAnet era uma pequena rede de algumas centenas de computadores. Um único arquivo, chamado HOSTS.TXT,

Leia mais

Arquitectura de Redes

Arquitectura de Redes Arquitectura de Redes Domain Name System Arq. de Redes - Pedro Brandão - 2004 1 Objectivo / Motivação Resolução de nomes (alfanuméricos) para endereços IPs Será que 66.102.11.99 é mais fácil de decorar

Leia mais

Introdução a DNS & DNSSEC 1

Introdução a DNS & DNSSEC 1 Introdução a DNS & DNSSEC 1 David Robert Camargo de Campos Rafael Dantas Justo Registro.br 1 versão 1.0.0 (Revision: ) 1/28 DNS - Domain Name System O Sistema de Nomes de

Leia mais

Capítulo 1 PROTOCOLOS FUNDAMENTAIS DA INTERNET

Capítulo 1 PROTOCOLOS FUNDAMENTAIS DA INTERNET Capítulo 1 PROTOCOLOS FUNDAMENTAIS DA INTERNET protocolos TCP/IP são um conjunto de standards que permitem que computadores de todas marcas e feitios comuniquem entre si Algumas datas históricas: 1968

Leia mais

DNS: Domain Name System

DNS: Domain Name System DNS: Domain Name System O objetivo desta unidade é apresentar o funcionamento de dois importantes serviços de rede: o DNS e o DHCP. O DNS (Domain Name System) é o serviço de nomes usado na Internet. Esse

Leia mais

Introdução à Camada de Aplicação. Prof. Eduardo

Introdução à Camada de Aplicação. Prof. Eduardo Introdução à Camada de Aplicação RC Prof. Eduardo Introdução Você sabe que existem vários tipos de programas na Internet? - Talvez você já tenha notado que existem vários programas diferentes para cada

Leia mais

Capítulo 5. nome. DNS ( Domain Name System ). O serviço BIND. Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS.

Capítulo 5. nome. DNS ( Domain Name System ). O serviço BIND. Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS. Capítulo 5 DNS ( Domain Name System ). O serviço BIND Um dos serviços mais importantes numa rede TCP/IP é o serviço DNS. Porquê? Porque é muito mais fácil lembrar nomes do que números IP! Exemplo: www.google.pt

Leia mais

Servidor DNS. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) Fatern 2009.1 1 / 15

Servidor DNS. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) Fatern 2009.1 1 / 15 Servidor João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) Fatern 2009.1 1 / 15 O que? O que? O que o define Domain Name Server Serviço utilizado para traduzir nomes em endereços IP e vice-versa Baseado em uma hierarquia

Leia mais

HYPERTEXT TRANSFER PROTOCOL

HYPERTEXT TRANSFER PROTOCOL REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com HYPERTEXT TRANSFER PROTOCOL 1 HTTP Uma página WWW é composta de objetos e endereçado por uma

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 3 - DNS

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 3 - DNS Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 3 - DNS Prof.: Roberto Franciscatto Introdução O que é? Domain Name Server Introdução Domain Name Server Base de dados distribuída Root Servers

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROXY DNS EM UMA REDE HETEROGÊNEA

DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROXY DNS EM UMA REDE HETEROGÊNEA DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROXY DNS EM UMA REDE HETEROGÊNEA Lucio H. Franco 1, Ulisses T. V. Guedes 2, Antonio Montes 1, Benício Carvalho 1 {lucio,montes,benicio}@lac.inpe.br 1 - ulisses@dem.inpe.br

Leia mais

Rede Local - Administração Serviços e Aplicações de Suporte

Rede Local - Administração Serviços e Aplicações de Suporte Rede Local - Administração Serviços e Aplicações de Suporte Formador: Miguel Neto (migasn@gmailcom) Covilhã - Novembro 05, 2015 Nesta sessão Nesta sessão serão abordadas algumas aplicações e serviços que

Leia mais

Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Italo Valcy - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia Administração

Leia mais

Uma análise do protocolo DNS e suas extensões

Uma análise do protocolo DNS e suas extensões SIMPOETS, CEFET-GO,161-171, 2008 Uma análise do protocolo DNS e suas extensões Paulo Renato Lopes Seixas Acadêmico de Sistemas de Informação Universidade Estadual de Goiás - Unidade de Goianésia/GO paulorenato@netsolution.eti.br

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Domain Name System (DNS) Aula 25 Máquinas na Internet são identificadas por endereços IP Nomes simbólicos são atribuídos a máquinas

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Criado em 1974 Protocolo mais utilizado em redes locais Protocolo utilizado na Internet Possui arquitetura aberta Qualquer fabricante pode adotar a sua

Leia mais

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier Principais protocolos da Internet Servidor x Serviço O que é um serviço em uma rede? Servidores Cliente x Servidor Rede Serviços Visualização de Páginas É um serviço baseado em hipertextos que permite

Leia mais

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Administração de Redes TCP/IP Netgroups /etc/netgroup Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@ieee.org UNESP - IBILCE - São José do Rio Preto 2002 Netgroups /etc/netgroup

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede O sistema de nome de domínio (DNS) é um sistema que nomeia computadores e serviços de rede e é organizado em uma hierarquia de domínios.

Leia mais

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação A camada de aplicação fornece os serviços "reais" de rede para os usuários. Os níveis abaixo da aplicação fornecem

Leia mais

UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo,

UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo, Laboratório de Redes. Domain Name Service - DNS Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução UM dos protocolos de aplicação mais importantes é o DNS. Para o usuário leigo, problemas com o DNS são interpretados

Leia mais

Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br

Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br Redes de Computadores Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br www.ricardojcsouza.com.br CAMADA DE APLICAÇÃO Desempenha funções específicas de utilização dos sistemas Identificação de parceiros

Leia mais

Firewall IPTables e Exemplo de Implementação no Ambiente Corporativo.

Firewall IPTables e Exemplo de Implementação no Ambiente Corporativo. Firewall IPTables e Exemplo de Implementação no Ambiente Corporativo. Guilherme de C. Ferrarezi 1, Igor Rafael F. Del Grossi 1, Késsia Rita Marchi 1 1Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Conhecer o conceito da camada de transporte e seus principais protocolos: TCP e UDP. O principal objetivo da camada de transporte é oferecer um serviço confiável,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Domain Name System (DNS) Aula 25 Máquinas na Internet são identificadas por endereços IP Nomes simbólicos são atribuídos a máquinas

Leia mais

Aula 3 Servidor DNS BIND

Aula 3 Servidor DNS BIND 1 Aula 3 Servidor DNS BIND Um servidor DNS é responsável em responder pelos domínios e direcionar tudo que é relacionado a ele, nele por exemplo pode se apontar onde fica www.dominio.com.br, vai apontar

Leia mais

Arquitectura de Redes

Arquitectura de Redes Arquitectura de Redes Domain Name System DNS 1 Objectivo / Motivação 2 'What's the use of their having names the Gnat said, 'if they won't answer to them?' Alice no País das Maravilhas Resolução de nomes

Leia mais

GNU/Linux Debian Servidor DNS

GNU/Linux Debian Servidor DNS GNU/Linux Debian Servidor DNS Neste tutorial, será apresentado a configuração do serviço de rede DNS (Domain Name System) utilizando o sistema operacional GNU/Linux, distribuição Debian 7.5. Antes de começamos

Leia mais

Rafael Goulart - rafaelgou@gmail.com Curso ASLinux v.3

Rafael Goulart - rafaelgou@gmail.com Curso ASLinux v.3 Conceito Serviço que traduz RESOLVE nomes de máquinas para endereços IP e endereços IP para nomes de máquina. É um sistema hierárquico e descentralizado/distribuído. Simplifica a administração do complexo

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 5 Segurança na Camada de Aplicação Ataques em Sistemas DNS (Domain Name System) Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DNS (DOMAIN NAME SYSTEM)

FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DNS (DOMAIN NAME SYSTEM) FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DNS (DOMAIN NAME SYSTEM) CURITIBA 2006 GUILHERME DE SOUZA JEAN THIAGO MASCHIO

Leia mais

Neste apêndice mostraremos o que é e como funciona o serviço de nomes de domínio.

Neste apêndice mostraremos o que é e como funciona o serviço de nomes de domínio. APÊNDICE 10 Neste apêndice mostraremos o que é e como funciona o serviço de nomes de domínio. Infelizmente, informações sobre características mais avançadas não serão encontradas aqui. Para mais informações

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP Redes de Computadores Protocolos de comunicação: TCP, UDP Introdução ao TCP/IP Transmission Control Protocol/ Internet Protocol (TCP/IP) é um conjunto de protocolos de comunicação utilizados para a troca

Leia mais

Redes de Computadores Camada de Aplicação. Prof. MSc. Hugo Souza

Redes de Computadores Camada de Aplicação. Prof. MSc. Hugo Souza Redes de Computadores Camada de Aplicação Prof. MSc. Hugo Souza É a camada que dispõe a programação para as aplicações de rede através dos protocolos de aplicação; Provém a implantação da arquitetura de

Leia mais

Sistemas Distribuídos Capítulos 5 e 6 - Aula 9

Sistemas Distribuídos Capítulos 5 e 6 - Aula 9 Sistemas Distribuídos Capítulos 5 e 6 - Aula 9 Aula Passada Comentários Prova Nomes, Identificadores, Endereços Nomeação Simples Nomeação Estruturada Aula de hoje Nomeação estruturada Implementação de

Leia mais

Resolução de Nomes e Endereços

Resolução de Nomes e Endereços Resolução de Nomes e Endereços MC833 Programação em Redes de Computadores Instituto de Computação UNICAMP Carlos A. Astudillo Trujillo Roteiro 1.Noção sobre nomes e funcionamento do DNS 2.Funções para

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

DNS. Domain Name System

DNS. Domain Name System DNS Domain Name System Sistema de Nomes de Domínios (DNS) Domain Name System Protocol (DNS) Grupo 7: José Gomes, Ernesto Ferreira e Daniel Silva a5571@alunos.ipca.pt, a7821@alunos.ipca.pt e a7997@alunos.ipca.pt

Leia mais

Curso de extensão em Administração de serviços GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de serviços GNU/Linux Curso de extensão em Administração de serviços GNU/Linux Italo Valcy - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia Administração

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br Protocolos TCP/IP - Tópicos Introdução IP Endereçamento Roteamento UDP, TCP Telnet, FTP Correio DNS Web Firewalls Protocolos TCP/IP

Leia mais

BIND Um DNS Server Completo

BIND Um DNS Server Completo BIND Um DNS Server Completo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) Missão ITAIPU: Gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico

Leia mais

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER Objetivo: Instalar e detalhar o funcionamento de um Servidor de DNS (Domain Name System) no sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server. Ferramentas: - ISO

Leia mais

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Administração de Redes TCP/IP NFS - Network File System Configuração & Administração Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@ieee.org UNESP - IBILCE - São José do Rio

Leia mais

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 17 de junho de 2015

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 17 de junho de 2015 TE090 - Prof. Pedroso 17 de junho de 2015 1 Questões de múltipla escolha Exercício 1: Suponha que um roteador foi configurado para descobrir rotas utilizando o protocolo RIP (Routing Information Protocol),

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2011 Camada de Aplicação

Leia mais

Redes de Computadores. Arquitetura de Protocolos Profa. Priscila Solís Barreto

Redes de Computadores. Arquitetura de Protocolos Profa. Priscila Solís Barreto Redes de Computadores Arquitetura de Protocolos Profa. Priscila Solís Barreto REDE... Um sistema de comunicações para conectar sistemas finais Sistemas finais? =hosts PCs, estações de trabalho componentes

Leia mais

Firewalls e DNS. Como e por que configurar corretamente. Hugo Koji Kobayashi. Registro.br. 30 de Junho de 2007 1/24

Firewalls e DNS. Como e por que configurar corretamente. Hugo Koji Kobayashi. Registro.br. 30 de Junho de 2007 1/24 Firewalls e DNS Como e por que configurar corretamente Hugo Koji Kobayashi Registro.br 30 de Junho de 2007 1/24 Agenda Principais características do protocolo DNS original Extension Mechanisms for DNS

Leia mais

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS?

Agenda. Introdução ao DNS. O que é DNS? O que é DNS? 1 2 Agenda Rafael Freitas Reale reale@ifba.edu.br http://www.rafaelreale.net Cedido por: Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys O que é DNS? Funcionamento básico Caching Requisição

Leia mais

Evolução na comunicação. Organização de uma viagem aérea. Camadas de Protocolos. Camadas de Funcionalidade da companhia aérea. Por que as Camadas?

Evolução na comunicação. Organização de uma viagem aérea. Camadas de Protocolos. Camadas de Funcionalidade da companhia aérea. Por que as Camadas? s de Computadores Arquitetura e odelos de Referência odelo OSI/ISO odelo TCP/IP Evolução na comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades distantes Sinais de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

Serviços de Redes. Servidor DNS (Bind) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes

Serviços de Redes. Servidor DNS (Bind) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Serviços de Redes Servidor DNS (Bind) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Atividades Roteiro Objetivos Instalação (projeto) Definições, Características, Vantagens e Hierarquia Clientes, Processo de

Leia mais

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior.

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior. Introdução ao TCP/IP(TCP (Transmission Control Protocol) e IP(InternetProtocol) ) Objetivo Para que os computadores de uma rede possam trocar informações entre si é necessário que todos os computadores

Leia mais

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução ao Endereço IP. Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução ao Endereço IP. Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014 Disciplina Fundamentos de Redes Introdução ao Endereço IP 1 Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014 PROTOCOLO TCP - ARQUITETURA Inicialmente para abordamos o tema Endereço IP, é necessário abordar

Leia mais

Camada de Aplicação, sistemas de nomes de domínio, correio eletrônico e world wide web

Camada de Aplicação, sistemas de nomes de domínio, correio eletrônico e world wide web Camada de Aplicação, sistemas de nomes de domínio, correio eletrônico e world wide web Apresentação dos protocolos da camada de aplicação do modelo OSI. DNS É mais fácil de lembrar de um nome de host do

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM OUTLINE DOMAIN NAME SYSTEM NOMES DE DOMINIO CONSULTAS DNS SERVIDORES DE NOMES NAVEGAÇÃO E CONSULTA REGISTO DE RECURSOS O DNS é um serviço de nomes, normalizado

Leia mais

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Obs: Não há necessidade de entregar a lista Questões do livro base (Kurose) Questões Problemas

Leia mais

NOMEAÇÃO SISTEMAS DISTRIBUÍDOS: MSC. DANIELE C. OLIVEIRA 2

NOMEAÇÃO SISTEMAS DISTRIBUÍDOS: MSC. DANIELE C. OLIVEIRA 2 NOMEAÇÃO SISTEMAS DISTRIBUÍDOS: MSC. DANIELE C. OLIVEIRA 2 IMPLEMENTAÇÃO DE UM ESPAÇO DE NOMES Serviço que permite que usuários e processos adicionem, removam e consultem nomes Serviço de nomeação é implementado

Leia mais

SERVIÇOS DE REDES - DNS

SERVIÇOS DE REDES - DNS Aula 18 Redes de Computadores 21/11/2007 Universidade do Contestado UnC/Mafra Curso Sistemas de Informação Prof. Carlos Guerber SERVIÇOS DE REDES - DNS DNS é a abreviatura de Domain Name System. O DNS

Leia mais

www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com

www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com SERVIÇOS DE REDES DE COMPUTADORES Prof. Victor Guimarães Pinheiro/victor.tecnologo@gmail.com www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com Modelo TCP/IP É o protocolo mais usado da atualidade

Leia mais

Redes de Computadores. Funcionamento do Protocolo DNS. Consulta DNS. Consulta DNS. Introdução. Introdução DNS. DNS Domain Name System Módulo 9

Redes de Computadores. Funcionamento do Protocolo DNS. Consulta DNS. Consulta DNS. Introdução. Introdução DNS. DNS Domain Name System Módulo 9 Slide 1 Slide 2 Redes de Computadores Introdução DNS Domain Name System Módulo 9 EAGS SIN / CAP PD PROF. FILIPE ESTRELA filipe80@gmail.com Ninguém manda uma e-mail para fulano@190.245.123.50 e sim para

Leia mais

DNS - Domain Name System Endereços na Internet. Módulo I

DNS - Domain Name System Endereços na Internet. Módulo I DNS - Domain Name System Endereços na Internet Módulo I Atribuição de Endereços IP Todo computador ligado a Internet tem que ter um endereço IP Endereços ou números IP número de 32 bits formato decimal

Leia mais

No projeto das primeiras redes de computadores, o hardware foi a principal preocupação e o software ficou em segundo plano.

No projeto das primeiras redes de computadores, o hardware foi a principal preocupação e o software ficou em segundo plano. No projeto das primeiras redes de computadores, o hardware foi a principal preocupação e o software ficou em segundo plano. Essa estratégia foi deixada para trás. Atualmente, o software de rede é altamente

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores 2 1 Máquinas e processos podem ser identificados por endereços (hierárquicos ou não) conforme visto, como IP, IP+NroPorta, No uso por usuários

Leia mais

Desafios na implantação de nuvens públicas

Desafios na implantação de nuvens públicas INFORME TÉCNICO Garantia de serviços de rede de nível empresarial para AWS O Infoblox DDI for AWS aumenta a agilidade na nuvem, oferece suporte a políticas de rede consistentes em implantações híbridas

Leia mais

Network Top: Uma Ferramenta Automatizada para Análise e Gerenciamento de Redes

Network Top: Uma Ferramenta Automatizada para Análise e Gerenciamento de Redes Network Top: Uma Ferramenta Automatizada para Análise e Gerenciamento de Redes Adriano K. Maron, Anderson B. Pinheiro 1 Universidade Católica de Pelotas (UCPEL) Caixa Postal 96010-000 Pelotas RS Brazil

Leia mais

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação. Hardware

Leia mais