Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Sistemas Operativos - 2º Ano

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Sistemas Operativos - 2º Ano"

Transcrição

1 Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Sistemas Operativos - 2º Ano 2012/2013

2 O Windows Server 2003 surgiu em 2003 e substituiu o Windows Server O Windows Server 2008 surgiu em Fevereiro de 2008 e substituiu o Windows Server Objectivos do Windows Server: Compatibilidade Base de suporte para vários ambientes de rede, tipos de aplicações e tipos de formatação (FAT e NTFS). FAT (File Allocation Table) 16 bits, nativo do MS-DOS FAT32 Windows NTFS (New Technology File System) 32 bits, Windows NT/2000/XP

3 Escalabilidade Permite o multiprocessamento simétrico, utilizando vários processadores (o número de processadores depende da versão do Windows Server 2003). As versões anteriores do Windows (95, 98, ME, XP Home Ed) só suportam um processador. A escalabilidade deste sistema operativo permite que uma empresa actualize o sistema sempre que precisar sem ter que mudar o sistema operativo do servidor.

4 Segurança Permite limitar o acesso a documentos e pastas, identificando e autenticando os utilizadores (login e password); Permite fazer uma auditoria de acontecimentos (saber quando e que utilizadores fizeram login, a que documentos acederam,etc.); Permite evitar que determinados conteúdos ou ficheiros criados por um utilizador sejam apagados por outros utilizadores.

5 Processamento Distribuído É possível integrar em rede servidores Windows Server com outros servidores diferentes. Um processamento pode ser distribuído pelos vários servidores, ou encaminhado para o servidor que se encontre mais disponível.

6 Fiabilidade É um sistema fiável. Muito raramente os problemas de hardware causam perdas irrecuperáveis de dados. Extensibilidade A forma modular do sistema permite acrescentar serviços (módulos) ao sistema operativo, tornando-o muito flexível.

7 Arquitectura Cliente/Servidor Um ou mais servidores são responsáveis por satisfazer os pedidos dos clientes. Ex: Um computador cliente faz um pedido ao Servidor para realizar uma pesquisa na base de dados SQL Server, o resultado será depois transmitido ao cliente.

8 Multitarefa ou Multiprocessamento Permite ao sistema operativo executar mais que uma tarefa em simultâneo. O multiprocessamento permite utilizar vários processadores em simultâneo, definindo as prioridades na gestão dos programas em execução.

9 Multithreading Capacidade de uma tarefa, que se encontra em execução, dar origem a uma subtarefa que também irá disputar tempo de processador com as restantes tarefas.

10 Active Directory É um arquivo de informação do sistema e serviços de acessos, ou seja, uma base de dados de informação respeitante a administradores, utilizadores e os seus direitos, políticas de grupo, permissões, domínios, sites e outras aplicações. A um servidor que esteja a utilizar o Windows 2003 Server ou Windows Server 2008, com o Active Directory, dá-se o nome de Domain Controller Controlador de Domínio.

11 DNS Dinâmico (Dynamic Domain Name System) Traduz nomes para endereços IP. Esta tradução é feita automaticamente evitando trabalhos de configuração. Cada cliente pode registar-se no servidor DNS.

12 Reinicialização Sendo um sistema operativo para servidor, o objectivo é estar sempre ligado, pelo que cada vez que se encerra o sistema, é considerado um evento anormal. É feito um registo onde se indica entre outras coisas, a data e hora e o motivo do encerramento.

13 Grupos de trabalho (Workgroups) A Microsoft lançou o Windows for Workgroups, permitindo que, mesmo empresas de menores dimensões, pudessem ter uma ligação em rede, sem a necessidade de adquirir qualquer hardware / software extra. 13

14 Grupos de trabalho (Workgroups) cont. O Windows for Workgroups tornava possível a qualquer posto de trabalho, ser usado simultaneamente como mini-servidor, permitindo a partilha de pastas e impressoras por todos os utilizadores da rede.

15 Domínio O primeiro servidor que funciona como Domain Controller (um servidor com o Windows Server 2003 e o Active Directory, tem o nome de Domain Controller), é a parte dominante do domínio. Conjunto de redes em que existe um servidor responsável pela segurança da rede, relativa à validação das contas dos utilizadores, ou seja, a certificação de que um determinado utilizador é mesmo quem diz ser.

16 Domínio (cont.) A validação é feita através de um processo de identificação, através da utilização de uma password associada ao nome do utilizador. Normalmente, uma rede com um só domínio é apenas instalada em empresas pequenas. Empresas de maiores dimensões tendem a utilizar redes com mais de um domínio, ou seja, uma árvore (ou floresta).

17 Os termos Domain Controller, Standalone Server e Member Server, são atribuídos pela Microsoft a três tipos de servidores de redes. Uma rede do tipo domínio precisa de, pelo menos, um servidor, o Domain Controller, que vai conter o directório do sistema. O DC, para além de controlar a segurança dentro de um domínio, como, por exemplo, validar contas de utilizadores, autenticação dos utilizadores em rede.

18 Se os servidores estiverem integrados num domínio já existente, então pode dizer-se que são Member Servers, i.e, são servidores que, não sendo controladores de domínio, são apenas membros do domínio.

19 Os Member Servers reconhecem os seus utilizadores, grupos e recursos, sendo capazes de partilhar os próprios recursos (correio electrónico, impressoras, ficheiros, etc.) com os utilizadores e ainda têm acesso ao directório, mas não validam os logons dos utilizadores, nem dão informação sobre o domínio.

20 Domain Controller (DC), Standalone Server e Member Server - (cont.) Um Standalone Server, é um servidor que está sozinho, ou seja, é um computador que corre o Windows 2003 Server ou o Windows Server 2008 e, como tal, pode aderir a um grupo de trabalho ou até mesmo criar um, mas não faz parte de um domínio.

21 Unidades organizacionais (Organizational units) A utilização de unidades organizacionais permite dividir um domínio em várias unidades, estas em vários níveis, ou seja, uma Organizational unit pode conter outras Organizational units. Podemos definir para cada uma delas, políticas de grupo e esquemas de segurança, facilitando assim a administração e a delegação de poderes.

22 Árvores (Trees) Organizações com maiores dimensões e, principalmente, se geograficamente distribuídas, necessitam de uma planificação mais estruturada e organizada, que é mais facilmente obtida através de um conjunto de domínios hierarquizados em árvore, a partir de um domínio de topo.

23 Árvores (Trees) Torna-se, então, necessário criar um domínio de raiz (um DC - Domain Controller), por exemplo, escola.com, para se poder criar uma árvore (que partilha um Active Directory) com domínios-filhos, que poderiam ser aveiro.escola.com e porto.escola.com. 23

24 Árvores (Trees) Numa árvore, todas as suas ramificações (domínios) estão interligadas de modo bidireccional, havendo assim partilha de recursos pelos vários domínios. Obrigatoriamente, o domínio de topo tem de ser o primeiro a ser instalado. 24

25 Árvores (Trees)

26 Florestas (Forests) São sistemas de múltiplos domínios, consistindo numa partilha de recursos. Cada árvore da floresta possui o seu domínio de raiz, com um nome diferente dos usados nas outras árvores da floresta.

27 Florestas (Forests) É possível obter manualmente uma relação de confiança bidireccional entre as árvores de uma floresta, caso se configure o primeiro Domain Controller de um domínio (ministerio.com) de modo a aderir à floresta existente que inclui o domínio escola.com servidor.

28 Florestas (Forests) Na prática, esta situação pode ocorrer quando duas organizações se fundem, por exemplo, na compra de uma empresa por outra, e em que haja necessidade de partilhar recursos entre as duas florestas, formando uma única floresta.

29 Florestas (Forests)

30 Grupos de utilizadores Ao criarmos um grupo de utilizadores, pretende-se configurar, de uma só vez, opções que dizem respeito a todos os utilizadores desse grupo. Um utilizador pode pertencer a vários grupos de utilizadores.

31 Requisitos mínimos de instalação do Windows Server 2008 Mínimo: 512 MB (para ambos os tipos de instalação: Server Core e Full). Recomendado: 1 GB (para o tipo de instalação Full). Configuração óptima: 2 GB ou superior (para o tipo de instalação Full) ou 1 GB (para o tipo de instalação Server Core). Máximo (32-bit systems): 4GB (Standard) ou 64GB (Enterprise e Datacenter). Máximo (64-bit systems): 32GB (Standard) ou 2TB (Enterprise, Datacenter e sistemas baseados em Itanium).

32 Requisitos mínimos de instalação do Windows Server 2008 Processador Mínimo: 1 GHz (para o tipo de instalação Full). Recomendado: 2 GHz (para o tipo de instalação Full). Configuração ótima: 3 GHz ou superior (para o tipo de instalação Full). Disco rígido Mínimo: 8 GB (para ambos os tipos de instalação: Server Core e Full). Recomendado: 40 GB (para o tipo de instalação Full) ou 8 GB (para o tipo de instalação Server Core). Performance: 80 GB (para o tipo de instalação Full) ou 40 GB ou mais (para o tipo de instalação Server Core).

33 Antes de iniciar a instalação, deve-se verificar se temos tudo o que precisamos, através da elaboração de uma checklist (lista de verificação) de pré-instalação: Fazer backups dos dados existentes no disco; Determinar a versão do Windows Server mais adequada para os objectivos que pretendemos; Verificar os requisitos mínimos do PC (espaço em disco, memória, etc.) para a instalação da versão escolhida;

34 Determinar as opções de partição do disco; Se necessário, fazer a formatação ou conversão da partição onde se vai instalar o Windows Server no sistema de ficheiros NTFS; Determinar o tipo de funcionamento do Servidor (Domain Controller, Member Server ou Standalone Server);

35 Determinar o nome a dar ao Domínio ou Workgroup; Criar passwords para as contas de Administrador do Sistema Operativo e de Administrador do Domínio.

INTRODUÇÃO AO WINDOWS SERVER 2003

INTRODUÇÃO AO WINDOWS SERVER 2003 INTRODUÇÃO AO WINDOWS SERVER 2003 1 FUNÇÕES DE UM SERVIDOR Um servidor é um computador que tem como função disponibilizar serviços numa rede. Uma das funções do Windows Server 2003 é gerir um domínio da

Leia mais

Windows Server 2003. Trabalho realizado por: Adriana Luís Paulo Tiago Conceição

Windows Server 2003. Trabalho realizado por: Adriana Luís Paulo Tiago Conceição Windows 2003 Trabalho realizado por: Adriana Luís Paulo Tiago Conceição Introdução Lançado pela Microsoft em 24 de Abril de 2003, o Microsoft Windows 2003, também conhecido como W2K3 ou simplesmente Windows

Leia mais

PLANEAMENTO DA INSTALAÇÃO DO WINDOWS SERVER 2003

PLANEAMENTO DA INSTALAÇÃO DO WINDOWS SERVER 2003 PLANEAMENTO DA INSTALAÇÃO DO WINDOWS SERVER 2003 1 PLANEAMENTO DA INSTALAÇÃO Instalar o Windows Server 2003 requer alguma preparação, devido à sua complexidade: Ao correr o programa de setup (configuração)

Leia mais

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO TÉCNICO DE INFORMÁTICA/INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES 2008/2009 INSTALAÇÃO REDES CLIENTE SERVIDOR WINDOWS SERVER 2003 Após a instalação Instalação de serviços de

Leia mais

WINDOWS NT SERVER 4.0

WINDOWS NT SERVER 4.0 Características WINDOWS NT SERVER 4.0 O NT Server suporta redes maiores organizadas em torno de servidores e domínios. É um sistema operacional para organizações que necessitem implementar aplicações críticas,

Leia mais

Tutorial de Active Directory Parte 3

Tutorial de Active Directory Parte 3 Tutorial de Active Directory Parte 3 Introdução Prezados leitores, esta é a terceira parte de uma série de tutoriais sobre o Active Directory. O Active Directory foi a grande novidade introduzida no Windows

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO 4 CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO CONCEITOS BÁSICOS MS-DOS MICROSOFT DISK OPERATION SYSTEM INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE UM SISTEMA OPERATIVO LIGAÇÕES À INTERNET O que é um sistema operativo?

Leia mais

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD
 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD O Active Directory-AD é uma implementaçao de serviço de diretório no protocolo LDAP que armazena informaçoes sobre objetos

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1 Capitulo 1 Montagem de duas pequenas redes com a mesma estrutura. Uma é comandada por um servidor Windows e outra por um servidor linux, os computadores clientes têm o Windows xp Professional instalados.

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior Introdução ao Windows Server System José Carlos Libardi Junior Computer Roles Grupo de Trabalho X Domínio O que é Active Directory Termos do Active Directory Tópicos Principais Um computador com o Windows

Leia mais

481040 - Programador/a de Informática

481040 - Programador/a de Informática 481040 - Programador/a de Informática UFCD - 0770 Dispositivos e periféricos Sessão 4 SUMÁRIO Disco Rígido; Sistema de ficheiros Uma unidade de disco rígido é composta por um conjunto de discos sobrepostos,

Leia mais

ICORLI INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO E OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS E INTERNET

ICORLI INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO E OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS E INTERNET INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO E OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS E INTERNET 2010/2011 1 Introdução às redes e telecomunicações O que é uma rede? Uma rede de computadores é um sistema de comunicação de dados constituído

Leia mais

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Resolução de Problemas de Rede Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Ferramentas para manter o desempenho do sistema Desfragmentador de disco: Consolida arquivos e pastas fragmentados Aumenta

Leia mais

Data de Aplicação. Rede Local e Segurança Informática Básica

Data de Aplicação. Rede Local e Segurança Informática Básica FICHA TÉCNICA Exercício nº 10 NOME DO EXERCÍCIO DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado Esperado Rede Local e Segurança Informática Básica

Leia mais

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações.

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações. Manual e Validador De TCERS WIKI Conteúdo 1 Apresentação 1.1 Informações Gerais 1.2 Requisitos mínimos de hardware e software 1.3 Leiaute dos Arquivos 2 Instalação do Aplicativo 2.1 Instalação do Java

Leia mais

SERVIDORES REDES E SR1

SERVIDORES REDES E SR1 SERVIDORES REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ HARDWARE Você pode instalar um sistema operacional para servidores em qualquer computador, ao menos na teoria tudo irá funcionar sem grandes dificuldades. Só

Leia mais

Disciplina: Redes de Comunicação. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Setembro 2013

Disciplina: Redes de Comunicação. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Setembro 2013 Disciplina: Redes de Comunicação Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. João Oliveira Turma: 10º 13ª Setembro 2013 INTRODUÇÃO Este trabalho apresenta os principais

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Verificar se existem actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador Mac para o Windows 4 Passo

Leia mais

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROJECTO DE ARQUIVO DIGITAL DE INFRA-ESTRUTURAS DE IT O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE OS POCEDIMENTOS UTILIZADOS PARA O PLANEAMENTO E INSTALAÇÃO DE UMA REDE EM TOPLOGIA ESTRELA

RELATÓRIO SOBRE OS POCEDIMENTOS UTILIZADOS PARA O PLANEAMENTO E INSTALAÇÃO DE UMA REDE EM TOPLOGIA ESTRELA RELATÓRIO SOBRE OS POCEDIMENTOS UTILIZADOS PARA O PLANEAMENTO E INSTALAÇÃO DE UMA REDE EM TOPLOGIA ESTRELA 1. Planeamento INDICE A - PLANEAMENTO DA REDE INFORMÁTICA 1. TOPOLOGIA DA REDE INFORMÁTICA Optamos

Leia mais

Todos os microprocessadores hoje disponíveis em micros compatíveis com PC utilizam o funcionamento do 80386 como ponto de partida.

Todos os microprocessadores hoje disponíveis em micros compatíveis com PC utilizam o funcionamento do 80386 como ponto de partida. 8 0 Introdução Todos os microprocessadores hoje disponíveis em micros compatíveis com PC utilizam o funcionamento do 80386 como ponto de partida. Isso acontece por pelo menos três motivos técnicos: 0 80386

Leia mais

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados.

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados. Redes Ponto a Ponto É fácil configurar uma rede ponto-a-ponto em qualquer versão do Windows. Antes entretanto é preciso tomar algumas providências em relação ao hardware: Todos os computadores devem estar

Leia mais

Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS

Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO V Configuração Avançada de Sistemas Operativos Servidores Duração: 42 tempos Conteúdos

Leia mais

Active Directory What s New. Windows Server 2008. Active Directory. Nuno Picado nuno.picado@rumos.pt NOVAS TECNOLOGIAS MICROSOFT

Active Directory What s New. Windows Server 2008. Active Directory. Nuno Picado nuno.picado@rumos.pt NOVAS TECNOLOGIAS MICROSOFT Active Directory What s New Windows Server 2008 Active Directory Nuno Picado nuno.picado@rumos.pt NOVAS TECNOLOGIAS MICROSOFT Evolução Active Directory Secure Branch-Office Improved Manageability & Administration

Leia mais

Instalação do PrefSuite 2008 Requisitos Dezembro de 2008

Instalação do PrefSuite 2008 Requisitos Dezembro de 2008 Instalação do PrefSuite 2008 Requisitos Dezembro de 2008 Conteúdos 1. Requisitos para a instalação do PrefSuite 3 1.1. Cliente 3 1.1.1. Mínimo 3 1.1.2. Recomendado 3 1.2. Servidor 4 1.2.1. Mínimo 4 1.2.2.

Leia mais

Preparação para instalação

Preparação para instalação 6 Preparação para instalação Para se ter êxito na impressão é necessário fazer uma cuidadosa configuração. Este capítulo orientará você na preparação que antecede a configuração. Ele também introduz o

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 3 Do que necessita 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Procurar actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador Mac para o Windows

Leia mais

AULA 5 Sistemas Operacionais

AULA 5 Sistemas Operacionais AULA 5 Sistemas Operacionais Disciplina: Introdução à Informática Professora: Gustavo Leitão Email: gustavo.leitao@ifrn.edu.br Sistemas Operacionais Conteúdo: Partições Formatação Fragmentação Gerenciamento

Leia mais

1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS - - - - - - - - - - - -3

1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS - - - - - - - - - - - -3 ÍNDICE 1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS - - - - - - - - - - - -3 1.1 FAT - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 3 1.1.1 - Organização da FAT - - - - - - -

Leia mais

Voxtron Communication Center QuickStart

Voxtron Communication Center QuickStart agentel Contact Center Voxtron Communication Center QuickStart Implemente uma solução de contact center multicanal (voz, email, fax e web chat) em menos de 5 dias. O Voxtron Communication Center recebe

Leia mais

Instalação do Aparelho Virtual Bomgar. Base 3.2

Instalação do Aparelho Virtual Bomgar. Base 3.2 Instalação do Aparelho Virtual Bomgar Base 3.2 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento ao cliente é prioridade máxima. Ajude-nos a oferecer um excelente serviço. Se tiver algum comentário

Leia mais

Active Directory - Criação de seu primeiro domínio Windows 2003

Active Directory - Criação de seu primeiro domínio Windows 2003 Active Directory - Criação de seu primeiro domínio Windows 2003 O Active Directory é o serviço de diretório utilizado em uma rede Windows 2003. O AD, sendo um serviço de diretório, serve à nossa rede como

Leia mais

UFCD 19 Linux Administração. Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes

UFCD 19 Linux Administração. Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes UFCD 19 Linux Administração Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes Autor: José Raposo E-mail:jose.raposo@sdrnet.info Data: 18/03/14 Linux Comandos ls: permite listar os arquivos

Leia mais

Os produtos FORMAT constituem-se como banco de recursos, à disposição dos formadores de Mecanização Agrícola.

Os produtos FORMAT constituem-se como banco de recursos, à disposição dos formadores de Mecanização Agrícola. O DOR FORMAT Formação em Máquinas e Tractores O presente Manual de Utilização pretende constituir-se como um apoio ao utilizador dos produtos FORMAT, nas necessidades de ajuda à utilização, através do

Leia mais

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD Serviço de diretório é um conjunto de Atributos sobre recursos e serviços existentes na rede, isso significa que é uma maneira

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO RMCCI Versão 4.0 1 28/11/2005 Para instalar o RMCCI Versão 4.0 monousuário Você precisará ter o CD-ROM ou os arquivos de instalação originais desta versão. I - REQUISITOS DE SISTEMA

Leia mais

Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura ESPAÇO DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGRAS PARA UTILIZAÇÃO E GESTÃO DO ESPAÇO

Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura ESPAÇO DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGRAS PARA UTILIZAÇÃO E GESTÃO DO ESPAÇO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura ESPAÇO DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGRAS PARA UTILIZAÇÃO E GESTÃO DO ESPAÇO 1. ÂMBITO O Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura (DECivil) dispõe

Leia mais

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO TÉCNICO DE INFORMÁTICA/INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES 2008/2009

Leia mais

Guia Passo a Passo de Actualização do Windows 8.1

Guia Passo a Passo de Actualização do Windows 8.1 Guia Passo a Passo de Actualização do Windows 8.1 Instalação e Actualização do Windows 8.1 Actualizar o BIOS, aplicações, controladores e executar o Windows Update Seleccionar o tipo de instalação Instalar

Leia mais

Segurança e recuperação Manual do utilizador

Segurança e recuperação Manual do utilizador Segurança e recuperação Manual do utilizador Copyright 2007-2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca comercial registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações contidas

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Conceito sobre o Active Directory. Instalação do Active Directory e serviços necessários

Leia mais

Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES

Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SERTÃ Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES As impressoras pertencentes à rede administrativa do AES poderão ser instaladas em computadores pessoais,

Leia mais

Laboratório de Hardware

Laboratório de Hardware Laboratório de Hardware Prof. Marcel Santos Responsável por implementar em software um recurso que não existe no hardware. O hardware oferece simplesmente um grande conjunto de bytes contíguos, e a tarefa

Leia mais

Gestor de ligações Manual do Utilizador

Gestor de ligações Manual do Utilizador Gestor de ligações Manual do Utilizador 1.0ª Edição PT 2010 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People e o logótipo Nokia Original Accessories são marcas comerciais ou marcas registadas

Leia mais

2007 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People, Nseries e N77 são marcas comerciais ou marcas registadas da Nokia

2007 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People, Nseries e N77 são marcas comerciais ou marcas registadas da Nokia Nokia Lifeblog 2.5 2007 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People, Nseries e N77 são marcas comerciais ou marcas registadas da Nokia Corporation. Os nomes de outros produtos e

Leia mais

QL-580N QL-1060N. Manual de instalação do software. Português LB9158001

QL-580N QL-1060N. Manual de instalação do software. Português LB9158001 QL-580N QL-060N Manual de instalação do software Português LB95800 Introdução Funcionalidades P-touch Editor Controlador de impressora P-touch Address Book (apenas no Windows ) Precauções para o CD-ROM

Leia mais

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATRIZ

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATRIZ PROVA 9 / 5 Págs. PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATRIZ 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/04) Duração da prova: 1 minutos 11 PROVA PRÁTICA DE TECNOLOGIAS DE INFORMÁTICA 1. ESTRUTURA E CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Monitor Wall MVS-MW. Manual do software

Monitor Wall MVS-MW. Manual do software Monitor Wall MVS-MW pt Manual do software Monitor Wall Índice pt 3 Índice 1 Introdução 4 1.1 Sobre este manual 4 1.2 Convenções neste manual 4 1.3 Documentação adicional 4 2 Vista geral do sistema 5 3

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

MC351 /361 /561. Esta nova serie da OKI permite a digitalização em Rede sem ser necessário configurar o método CIFS ou FTP.

MC351 /361 /561. Esta nova serie da OKI permite a digitalização em Rede sem ser necessário configurar o método CIFS ou FTP. MC351 /361 /561 Digitalizar em Rede no Windows Esta nova serie da OKI permite a digitalização em Rede sem ser necessário configurar o método CIFS ou FTP. As multifuncionais cores da OKI vêm acompanhadas

Leia mais

INSTALAÇÃO UBUNTU NUM INSTANTE

INSTALAÇÃO UBUNTU NUM INSTANTE INSTALAÇÃO UBUNTU NUM INSTANTE Este é um manual ilustrado quick and dirty para quem quer instalar o Ubuntu na sua máquina o mais rápido possível, sem se perder com grandes detalhes. O objectivo é providenciar

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. Instalação do Software. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. Instalação do Software. v2011 Manual Profissional Instalação do Software v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Antes de Instalar... 3 b) Ter em consideração... 3 4. Iniciar a Instalação... 4 c) 1º Passo... 4 d) 2º Passo... 5 e) 3º

Leia mais

Utilizar discos DVD-RAM

Utilizar discos DVD-RAM Este manual contém as informações mínimas necessárias para utilizar discos DVD-RAM com a unidade DVD MULTI no Windows XP. Windows, Windows NT e MS-DOS são marcas comerciais registadas da Microsoft Corporation

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Curso Superior de Comunicação Social. Exercicio Nº 4 de Word

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Curso Superior de Comunicação Social. Exercicio Nº 4 de Word Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Curso Superior de Comunicação Social Exercicio Nº 4 de Word Objectivo específico: Estilos, Tipos de letra, Colunas, Capitular. Numa

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Escrito por Daniel Donda Seg, 27 de Outubro de 2008 17:34 - Última atualização Sáb, 03 de Julho de 2010 23:37

Escrito por Daniel Donda Seg, 27 de Outubro de 2008 17:34 - Última atualização Sáb, 03 de Julho de 2010 23:37 A instalação do Windows Server 2008 é bem simples e sem segredos. O mais importante para uma instalação bem sucedida é o conhecimento dos requisitos mínimos de hardware. Componente Exigência Processador

Leia mais

QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050

QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050 QL-500 QL-560 QL-570 QL-650TD QL-1050 Manual de instalação do software Português LB9155001 Funcionalidades P-touch Editor Controlador da impressora P-touch Address Book (apenas Windows ) Introdução Torna

Leia mais

edgebox - PTEDU edgebox como servidor de autenticação nas escolas Copyright @ 2009 Critical Links S.A. All rights reserved. Saturday, July 18, 2009

edgebox - PTEDU edgebox como servidor de autenticação nas escolas Copyright @ 2009 Critical Links S.A. All rights reserved. Saturday, July 18, 2009 edgebox - PTEDU edgebox como servidor de autenticação nas escolas 1 Agenda Introdução 802.1x Cenários eradmanager Clientes 802.1x Q & A Introdução 3 O que é o edgebox? Um equipamento de rede com uma interface

Leia mais

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões:

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões: Introdução Este é um tutorial de como Instalar o Windows Server 2003, este é o primeiro de alguns tutoriais que farei para ambientes de servidores Windows. A instalação do Windows Server 2003 segue o mesmo

Leia mais

Central Inteligente Manual de utilização

Central Inteligente Manual de utilização Central Inteligente 4 Benefícios 5 Funcionalidades 5 Portal de Configuração 5 Índice Área de Cliente 6 Registo Área de Cliente 7 Login Área de Cliente 7 Menu Área de Cliente 7 Portal de Configuração da

Leia mais

PROJETO FINAL. 1. Introdução:

PROJETO FINAL. 1. Introdução: PROJETO FINAL 1. Introdução: Nesta parte está consolidado todo o estudo de redes que tivemos até então. Mas isso não significa que se deve parar de estudar, muito pelo contrário. É fora da sala de aula,

Leia mais

Windows NT 4.0. Centro de Computação

Windows NT 4.0. Centro de Computação Windows NT 4.0 Centro de Computação Tópicos Introdução Instalação Configuração Organização da rede Administração Usuários Servidores Domínios Segurança Tópicos È O sistema operacional Windows NT È Características:

Leia mais

Serviço para implementação de atualização de firmware HP

Serviço para implementação de atualização de firmware HP Dados técnicos Serviço para implementação de atualização de firmware HP Serviços HP Vantagens do serviço Fornece atualizações de firmware com o intuito de minimizar quaisquer interrupções ao seu ambiente

Leia mais

DOCUMENTO TÉCNICO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

DOCUMENTO TÉCNICO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DOCUMENTO TÉCNICO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ALÉM DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Para Além da Segurança da Informação 1 ACTUALMENTE O TRUSTED PLATFORM MODULE (TPM) REPRESENTA A MAIS INOVADORA

Leia mais

MoreDoc. Guia de Instalação. Edição Community Versão 3.0

MoreDoc. Guia de Instalação. Edição Community Versão 3.0 MoreDoc Guia de Instalação Edição Community Versão 3.0 Índice 1 Histórico de Alterações...3 2 Sobre o Guia...4 3 Como começar...5 Software Necessário...5 Descompactação de arquivos...5 Carregamento da

Leia mais

Apresentação do VisualA

Apresentação do VisualA Propriedade Intelectual: Distribuidor Exclusivo: M. B. Santos Soares, Lda. Cruzinfor Rua João Andersen, 90 1º Dtº Rua 5 de Outubro, 3 B - Paivas 4250-242 PORTO 2840 SEIXAL Tel.: 22.8329107 Tel.: 21.2249533

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Versão 1.2.3 27 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Data de Aplicação 2/04/2009

Data de Aplicação 2/04/2009 FICHA TÉCNICA Exercício nº 9 Data de Aplicação 2/04/2009 NOME DO EXERCÍCIO Instalação de Software Base DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado

Leia mais

» Quer saber mais sobre a ação de registar e/ou enviar um documento através do GesDoc?

» Quer saber mais sobre a ação de registar e/ou enviar um documento através do GesDoc? » PERGUNTAS MAIS FREQUENTES FAQ s - https://gesdoc.uevora.pt» Quer saber mais sobre a ação de registar e/ou enviar um documento através do GesDoc?» Aqui encontra algumas respostas às perguntas mais frequentes

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Configurando e Implantando o Windows Server 2003 Fabricio Breve Requisitos de Hardware de Sistema Processador Mínimo: 266 MHz Mínimo ideal:

Leia mais

Guia de iniciação Bomgar B400

Guia de iniciação Bomgar B400 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio de 2010 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento

Leia mais

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 O QUE MUDOU... 3 5 COMO COMEÇAR... 4 6 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 5 7 CADASTRO DE

Leia mais

Gestão do Risco e da Qualidade no Desenvolvimento de Software

Gestão do Risco e da Qualidade no Desenvolvimento de Software Gestão do Risco e da Qualidade no Desenvolvimento de Software Questionário Taxinómico do Software Engineering Institute António Miguel 1. Constrangimentos do Projecto Os Constrangimentos ao Projecto referem-se

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

Importante! Especificações. Instalação

Importante! Especificações. Instalação Importante! Introdução LD000020 Adaptador USB Powerline Sweex Antes de mais, gostaríamos de agradecer-lhe ter escolhido adquirir o adaptador Powerline. Com a ajuda deste adaptador Powerline, é possível

Leia mais

Sistemas Operativos 10º Ano 2009/2010 Módulo 1 Módulo 1 -- Introdu Introdução aos Sistemas Sistemas Operativos Aula 5 e e 6 Professor:

Sistemas Operativos 10º Ano 2009/2010 Módulo 1 Módulo 1 -- Introdu Introdução aos Sistemas Sistemas Operativos Aula 5 e e 6 Professor: Sistemas Operativos 10º Ano 2009/2010 Módulo 1 - Introdução aos Sistemas Operativos Aula 5 e 6 Professor: Joaquim Lopes 1 Evolução Histórica dos SO s (Monitor Residente; Operações offline; Buffering e

Leia mais

Relatório de projecto

Relatório de projecto Relatório de projecto 9ºB 2005/2006 Página 1 de 12 1) Projecto inicial O projecto proposto é fruto de uma proposta independente que se integrou num dos projectos a integrar e desenvolver na disciplina

Leia mais

Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003

Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003 Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003 Po r Artur Higash iyama Primeiro assegure se que o seu servidor e a sua rede estão funcionando conforme o artigo "Requisitos e Recomendações para

Leia mais

Resolução de avarias de MPEG

Resolução de avarias de MPEG Resolução de avarias de MPEG Esta secção é para utilizadores de cardiologia que visualizam MPEGs. Consulte os seguintes tópicos para o ajudarem a resolver problemas detectados ao visualizar MPEGs. Componentes

Leia mais

Terminal de Consulta de Preço. Linha Vader. Modelo TT300 e TT1000i

Terminal de Consulta de Preço. Linha Vader. Modelo TT300 e TT1000i Terminal de Consulta de Preço Linha Vader Modelo TT300 e TT1000i Índice 1. Conhecendo o Terminal de Consulta 03 1.1 Configurando o endereço IP no terminal 04 2. Conhecendo o Software TTSocket 06 3. Instalando

Leia mais

Softpress NFe E-mail. Guia do Usuário

Softpress NFe E-mail. Guia do Usuário Softpress NFe E-mail Guia do Usuário Conteúdo deste Guia 1. Introdução 2. Considerações Gerais 3. Instalação do NFe E-mail 4. Ativação do Produto 5. Página Inicial 6. Clientes 7. Localizar 8. Atendimento

Leia mais

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviços HP Dados técnicos O Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy

Leia mais

2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC

2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC Agrupamento de escolas de Pevidém 2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC Conhecer e adotar regras de ergonomia e exploração de diferentes tipos de software Prof.: Alexandra Matias Sumário Conhecer as

Leia mais

PHC Pocket Suporte. ππ Aumento de produtividade. ππ Assistência técnica. optimizada e em tempo real. ππ Diminuição dos custos com deslocações

PHC Pocket Suporte. ππ Aumento de produtividade. ππ Assistência técnica. optimizada e em tempo real. ππ Diminuição dos custos com deslocações PHCPocket Suporte DESCRITIVO O módulo PHC Pocket Suporte permite o acesso a PAT s em aberto e intervenções agendadas, o preenchimento de relatórios de intervenções e a sincronização imediata com a sede.

Leia mais

FEATI Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP Av.

FEATI Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP Av. REGULAMENTO Laboratórios de Informática da Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti - FEATI SUMÁRIO Objetivo... 3 1 Uso dos recursos... 3 2 Proibições... 4 3 Manutenções... 4 4 Responsabilidades...

Leia mais

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc DOSPrinter Manual do Utilizador Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc Data última versão: 20.03.2006 Versão : 1.1 Data criação: 01.03.2006 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220

Leia mais

Capacidade = 512 x 300 x 20000 x 2 x 5 = 30.720.000.000 30,72 GB

Capacidade = 512 x 300 x 20000 x 2 x 5 = 30.720.000.000 30,72 GB Calculando a capacidade de disco: Capacidade = (# bytes/setor) x (méd. # setores/trilha) x (# trilhas/superfície) x (# superfícies/prato) x (# pratos/disco) Exemplo 01: 512 bytes/setor 300 setores/trilha

Leia mais

Guia do EasyMP Multi PC Projection

Guia do EasyMP Multi PC Projection Guia do EasyMP Multi PC Projection Conteúdo Introdução ao EasyMP Multi PC Projection... 7 Funções do EasyMP Multi PC Projection... 7 Conexão a vários dispositivos... 7 Exibição em quatro painéis... 8

Leia mais

O aplicativo de desktop Novell Filr é compatível com as seguintes versões do sistema operacional Windows:

O aplicativo de desktop Novell Filr é compatível com as seguintes versões do sistema operacional Windows: Readme do aplicativo de desktop Novell Filr Setembro de 2014 Novell 1 Visão geral do produto O aplicativo de desktop Novell Filr permite que você sincronize os seus arquivos do Novell Filr com o sistema

Leia mais

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões:

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões: Akropole Catequista O Akropole Catequista em três tempos... Este texto é um pequeno manual de introdução ao Akropole Catequista. Umas das características deste programa é o facto deste não necessitar de

Leia mais

Introdução. Conteúdo da embalagem. Especificações. Requisitos de sistema. Versão Portuguesa SWEEX.COM. IP002 Sweex USB Internet Phone

Introdução. Conteúdo da embalagem. Especificações. Requisitos de sistema. Versão Portuguesa SWEEX.COM. IP002 Sweex USB Internet Phone Introdução IP002 Sweex USB Internet Phone Gostaríamos de agradecer o facto de ter adquirido o Sweex USB Internet Phone. Com este telefone, fácil de ligar, pode fazer telefonemas através da internet. Para

Leia mais

Manual de introdução de Bomgar B300v

Manual de introdução de Bomgar B300v Manual de introdução de Bomgar B300v Índice remissivo Pré-requisitos 2 Passo 1 Transfira a sua Bomgar B300v 2 Passo 2 Importe os ficheiros da Bomgar B300v para o Inventário VMware 3 Passo 3 Primeiro arranque

Leia mais

Descrição do Produto. Altus S. A. 1

Descrição do Produto. Altus S. A. 1 Descrição do Produto O software MasterTool IEC é um ambiente completo de desenvolvimento de aplicações para os controladores programáveis da Série Duo. Esta ferramenta permite a programação e a configuração

Leia mais

ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X

ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X Índice Traduzindo e iniciando uma aplicação Compiladores Assembladores Linkers Loaders DLLs Iniciando um programa em Java Após toda a matéria abordada nesta

Leia mais