LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente."

Transcrição

1 Porto Alegre, 21 de julho de LAUDO TÉCNICO No dia de hoje através de um áudio extraído da entrevista de Fernanda Gomes de Castro para o programa Mais Você de 21/07/2010, foi realizada uma analise no Modo de Análise de Gravações do Programa AVM Os Resultados No estudo dos resultados, cabe a mim como perito, determinar a aceitação de certos padrões que contribuem para a análise matemática dos programas. Os padrões em questão são: P1: Tensão Extrema P2: Estresse Cognitivo Extremo P3: Medo Extremo e Estresse P4: Controle de Voz/Embaraço P5: Tensão Alta e Pouco Pensamento P6: Alta Rejeição e Medo P7: Alta Rejeição e Excitação P8: Alta Rejeição e Estresse Cognitivo P9: Alta Rejeição Cognitiva e Emocional Anormal Toda vez que existirem Indicações de Fraude, sem a presença de um destes padrões, significa que a análise do programa encontrou indicações suficientes para apontar Fraude na resposta. Quando existir a indicação de um destes padrões, significa que eu, como perito, indiquei ao programa que aceitasse tal padrão como indicação de Fraude. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. No Módulo de Análise de Gravações, eu como perito, determino os segmentos relevantes para o esclarecimento dos fatos, a fim de proceder a uma análise minuciosa destes segmentos. F.I.= Fraude Indicada N.I.F. = Nenhuma Indicação de Fraude INC. = Inconclusivo lnc.+ = Inconclusivo muito próximo de uma Indicação de Fraude Três pontinhos (...) significam que a fala não foi compreendida.

2 Seguem as análises e conclusões. *** Relatório de Análise *** Ajuste da análise: Tipo - Subjetivo (1), Abrangência "C":- Ilimitado >> Informações de Calibragem >> > Nível EMOCIONAL : (C-220), (R-2), (W-6), (Média: 227) > Nível COGNITIVO : (C-306), (R-2), (W-7), (Média: 309) > Nível de ESTRESSE : (C-39), (R-2), (W-6), (Média: 39) > Nível de TENSÃO : (C-28), (R-2), (W-6), (Média: 27.8) > Média do Nível de Pensamento: (AVJ:5.04) - (Normal) > Nível de Imaginação: (Normal) > Nível de Antecipação: (Excepcional) > Nível Sub. EMO: (Baixo) > Nível Sub. COG: (Baixo) > Média do Nível FPF: 0.87 > Classificação de Eventos Alto FPF : 6.01% > Classificação de Eventos Baixo FPF: 2.36% O fator EMOCIONAL NÃO está muito estável. ALTERAÇÃO EMOCIONAL detectada. - O fator COGNITIVO está relativamente estável. Nenhum conflito lógico foi detectado. - O fator ESTRESSE está relativamente instável. Estresse foi detectado dentro de níveis aceitáveis. - O fator TENSÃO está relativamente instável. Um pequeno complexo de culpa foi detectado. >> Sumário de Detecção. >> 'BAIXO RISCO' Amostras: 46 'ESTRESSADO' Amostras: 160 'EXCITADO' Amostras: 29 'NÃO TEM CERTEZA' Amostras: 28 'ALTAMENTE ESTRESSADO' Amostras: 37 'MANIPULAÇÃO DE VOZ' Amostras: 2 'TENSÃO ALTA' Amostras: 54 'TENSÃO EXTREMA' Amostras: 28 'EMOÇÃO EXTREMA' Amostras: 1 'IMPRECISÃO' Amostras: 36 'PROVAVEL RISCO' Amostras: 12 'ALTO RISCO' Amostras: 1 >> Segmentos Fraudulentos e Suspeitos >> Com relação a como se sente REL (44):'eu to assim' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (45):'não com medo da justiça' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (46):'porque eu tenho, graças a Deus a minha consci ência tranquila' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (47):'eu nunca me envolveria em algo assim' - PROVAVEL RISCO <F.I.>

3 Conclusão: De acordo com a análise do programa, não é possível se concluir como a Sra. Fernanda está se sentindo no momento, tampouco se está de consciência tranquila. Não está sendo verdadeira quando afirma que não se envolveria em algo assim. Com relação à oferta de casamento REL (96):'é porque assim. o Dr. Quaresma' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (97):'perguntou para mim' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (98):'Fernanda, o Bruno mandou te perguntar o se guinte' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (99):'você ainda é a namorada dele' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (100):'falei, Dr. Quaresma' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (101):'avisa para o Bruno que se ele quiser' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (102):'eu caso com ele' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (103):'é verdadeira esta notícia' - EXCITADO <N.I.F.> sendo verdadeira quando afirma que se ofereceu para casar com Bruno. Com relação à inocência de Bruno REL (115):'eu acredito' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (116):'na inocência do Bruno' - * IMPRECISÃO * <F.I.> Conclusão: De acordo com a análise do programa, a Sra. Fernanda provavelmente tem alguma dúvida com relação à inocência de Bruno. Com relação ao conhecimento da existência de Eliza REL (151):'o Bruno não falava muito destas coisas' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (152):'comigo, não sabe' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (161):'eu não tinha conhecimento nenhum, não' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (162):'soube nem quando teve este escândalo todo' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (163):'sabe, (da) de Eliza com ele' - PROVAVEL RISCO <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que não tinha conhecimento de Eliza, no entanto soube quando do escândalo com ele. Com relação a ter se encontrado com Eliza REL (178):'nunca, nunca encontrei com a Eliza Samúdio' - PROVAVEL RISCO <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que nunca se encontrou com Eliza.

4 Com relação a pernoite no motel REL (179):'aconteceu' - EXPECTATIVA ALTA REL (180):'eu fui para Belo Horizonte com o Bruno para' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (181):'participar de um jogo com ele' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (182):'que seria um time que ele' - PROVAVEL RISCO(P4) <F.I.> REL (183):'tem lá em Belo Horizonte' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (184):'e' - * ESTRESSADO * <N.I.F.> REL (185):'nós fomos para lá, passamos na casa' - * PROVAVEL RISCO(P1) * <F.I.> REL (186):'da mãe dele''' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> REL (187):'nós íamos dormir na casa da mãe dele' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (188):'mas ele não quis acordar a mãe porque estava de madrugada' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> REL (189):'aí ele resolveu me mostrar onde é que ele' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (190):'nasceu, que ele foi criado' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (191):'ainda brincou comigo, você não se importa não' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> REL (192):'que é na favela, sabe' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (193):'eu falei claro que não, aí nós fomos lá' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (194):'ele me mostrou' - * ESTRESSADO * <N.I.F.> REL (195):'depois disse que iria me levar para comer um bolinho' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (196):'que era o melhor da região' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (197):'paramos nessa padaria' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (198):'e daí depois nós fomos dormir' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (199):'nesse motel' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> sendo verdadeira quando afirma que passaram na casa da mãe de Bruno. Provavelmente não está sendo verdadeira com relação à parada na padaria e que tenham ido dormir no motel. Com relação a quem mais os acompanhava REL (200):'eu e o Bruno somente' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (201):'não do meu conhecimento' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> Conclusão: De acordo com a análise do programa, não é possível concluir se somente ela e Bruno estavam no motel. Com relação a ter estado com a mãe de Bruno REL (202):'foi assim' - EXCITADO <N.I.F.> REL (203):'no dia anterior eu tava na casa do Bruno' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (204):'que a família dele' - EXCITADO <N.I.F.> REL (205):'tava passando' - ALTO RISCO(P6) <F.I.> REL (206):'a semana na casa dele, né' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (207):'a mão dele a Dona Estela' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (208):'aqui do Rio' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (209):'a tia' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (210):'as duas tias e uma prima' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (211):'bebe de colo ainda' - ESTRESSADO <N.I.F.>

5 REL (212):'então nós passamos assim uma semana maravilhosa' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (213):'ela aqui' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> REL (214):'olha eu sei que foi no começo de junho' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (215):'eu me lembro porque' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (216):'na minha igreja tem uma missa chamada' - * PROVAVEL RISCO(P1) * <F.I.> REL (217):'missa da vitória' - EXCITADO <N.I.F.> REL (218):'e eu levei elas comigo' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (219):'mas, eu falei, elas queriam ir' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> REL (220):'né na igreja' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (221):'família do Bruno' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (222):'e elas foram comigo na minha igreja e tal' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (223):'quando foi na quinta-feira o Bruno me ligou' - ESTRESSE EXTREMO REL (224):'pedindo que eu fosse para lá porque a mãe dele iria embora' - * ALTO RISCO(P3) * <F.I.> REL (225):'na segunda, na sexta-feira de manhã' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (226):'e aí ela queria se despedir de mim, e tal' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (227):'porque tinha gostado muito de mim' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (228):'aí eu fui para lá, dormi na casa dele' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (229):'com ela para poder despedir' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (230):'ela foi embora na sexta-feira pela manhã' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (231):'a noite' - * BAIXO RISCO * <N.I.F.> REL (232):'o Bruno foi treinar' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (233):'quando o Bruno foi treinar' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (234):'e depois ele ia se concentrar para jogar' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (235):'no sábado' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (236):'eu fui para casa, porque não tinha' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (237):'porque ficar ali, né, na casa dele' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (239):'e aí eu fui para casa' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (240):'ele já havia combinado comigo' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (241):'que nós iríamos viajar no sábado a noite' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (242):'pra esse jogo de domingo' - ALTAMENTE ESTRESSADO Conclusão: De acordo com a análise do programa, não é possível concluir na maior parte do relato se ele esteve na casa de Bruno de quinta para sexta para se despedir da mãe dele. Com relação a Macarrão e a criança REL (243):'e aí quando estava' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (244):'em casa por volta de oito, oito e meia' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (245):'eu não lembro, recebi uma ligação' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (246):'o Macarrão passou um rádio para mim' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (247):'não me lembro se foi' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (248):'pelo telefone, ou se foi pelo rádio' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (249):'é, pedindo que eu fosse até a casa dele' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (250):'porque ele tava muito nervoso' - ESTRESSE EXTREMO REL (251):'ele tava nervoso no telefone' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (252):'perguntei se tinha acontecido algo com ele, ele disse que não' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (253):'não aconteceu nada não, eu falei tá passando mal' - ALTAMENTE ESTRESSADO

6 REL (254):'ele falou, eu não to me sentindo bem' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (255):'eu não to me sentindo bem, vem aqui por favor' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (256):'eu voltei lá' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (257):'quando eu cheguei lá' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (258):'ele falou assim, Fe' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (259):'é, eu to precisando da sua ajuda' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> REL (260):'eu falei, o que que aconteceu, você tá bem o que que houve' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (261):'aconteceu alguma coisa com o' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (262):'sozinha' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (263):'tava em casa com o meu filho' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (264):'inclusive ontem ele até se recordou' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (265):'deste fato' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> REL (266):'e aí eu fui para lá' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (267):'quando chegou lá ele' - NÃO TEM CERTEZA REL (268):'falou eu preciso da sua ajuda' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (269):'uma amiga minha se machucou' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (270):'num' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (271):'assalto, ela sofreu um assalto, se machucou' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (272):'e ela foi para o hospital' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (273):'pediu pelo amor de Deus que ela não tem parente, não tem' - ESTRESSE EXTREMO REL (274):'ninguém aqui, pediu que eu tomasse conta do neném' - * ALTO RISCO(P3) * <F.I.> REL (275):'eu não sei tomar conta de criança' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> REL (276):'e aí deixou o bebe comigo' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (277):'tava ele e o menor' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (278):'ele pediu que eu' - * PROVAVEL RISCO(P4) * <F.I.> REL (279):'ficasse com o bebe' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (280):'da mamadeira que o bebe tá chorando muito' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (281):'eu não sei o que é que eu faço' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (282):'tava a mamadeira, a única coisa que não tinha' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (283):'tinha nas coisas do bebe era leite' - ESTRESSE EXTREMO REL (284):'que foi o que eu peguei mesmo lá na casa do Bruno' - ALTO RISCO <F.I.> REL (285):'pra preparar um mamá para o neném' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (286):'mais a farinhasinha de coloca' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (287):'por, no mamá do neném, tudo isso tinha' - PROVAVEL RISCO <F.I.> REL (288):'me disse que era uma amiga dele' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (289):'não, eu já estava' - NÃO TEM CERTEZA REL (290):'ele me levou na casa do Bruno' - PROVAVEL RISCO <F.I.> REL (291):'tava na casa do Bruno' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (292):'o Bruno tava, tinha ido treinar' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (293):'depois ele foi se concentrar' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (294):'junto com o time do Flamengo' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (295):'ele iria jogar no sábado' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (296):'e aí ' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (297):'ele pediu que eu ficasse' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (298):'eu falei, ela vai demorar muito, eu questionei' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (299):'ele falou assim, não, ela tá no hospital' - EXCITADO <N.I.F.> REL (300):'esse assalto que ela sofreu' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (301):'ela acabou se machucando, ela foi para o hospital' - TENSÃO ALTA <N.I.F.>

7 REL (302):'falou que era uma amiga dele' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (303):'e eu como não conhecia nenhuma amiga dele' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (304):'fiquei, né, se é no Rio' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (305):'eu ainda perguntei, ele falou assim, não é uma amiga minha que mora aqui' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (306):'na Barra, e tal' - PROVAVEL RISCO <F.I.> REL (307):'aí passou, eu dor, acabei dormindo lá com o neném' - ALTAMENTE ESTRESSADO sendo verdadeira em parte do relato do dia em que foi chamada para ajudar Macarrão, mas não pelas razões que menciona. Não está sendo verdadeira quando afirma que Macarrão pediu a ela que tomasse conta da criança. Com relação à existência de outras pessoas na casa REL (308):'não que eu percebesse porque eu transitei pelos cômodos' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (309):'todos da casa' - ESTRESSADO <N.I.F.> sendo verdadeira quando afirma que não percebeu mais ninguém na casa. Com relação ao horário REL (319):'era noite, era' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (320):'ele me ligou entre oito, oito e pouco' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (321):'porque eu ia para a igreja' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (322):'eu lembro por causa deste detalhe' - * IMPRECISÃO * <F.I.> Conclusão: De acordo com a análise do programa, não é possível concluir com relação ao horário da ligação de Macarrão. Com relação a Bruno ter estado lá REL (346):'não, não, o Bruno não chegou não' - ALTO RISCO(P6) <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que Bruno não esteve lá. Com relação ao dia seguinte ao acordar REL (348):'quando eu acordei' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (349):'eu questionei o Macarrão' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (352):'e aí eu questionei o Macarrão, Macarrão até agora' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (353):'a moça tá no hospital, cadê a menina, cadê a mãe' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (354):'da criança que não vem, eu tenho que ir embora' - * IMPRECISÃO * <F.I.>

8 REL (355):'ele, não, ela me ligou já' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (356):'tá tudo bem com ela, só que ela foi para a delegacia' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (357):'registrar queixa' - EXPECTATIVA ALTA REL (358):'do assalto' - * PROVAVEL RISCO(P1) * <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que ao acordar questionou Macarrão sobre a mãe do neném. Não está sendo verdadeira com relação a resposta dele a ela. Com relação a ter permanecido na casa no dia seguinte REL (378):'não, fui embora por volta do meio dia' - * IMPRECISÃO * <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que deixou a casa no dia seguinte. Com relação a ter levado a criança com ela REL (379):'não, deixei com ele' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (380):'porque eu' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (381):'tinha que ir em casa, até porque eu tinha de pegar meu filho' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> sendo verdadeira quando afirma que deixou a criança com Macarrão, mas provavelmente não pelo motivo que alega. Com relação ao retorno a casa REL (398):'e aí o Macarrão quando eu voltei' - TENSÃO EXTREMA <INC.+> REL (399):'perguntei pela criança' - * ESTRESSADO * <N.I.F.> REL (400):'e aí a mãe já pegou, já pegou graças a Deus' - ALTAMENTE ESTRESSADO REL (401):'ela tá bem' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (402):'não estava mais lá' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (403):'um sábado' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (404):'no sábado que eu ia viajar' - * IMPRECISÃO * <F.I.> REL (405):'não, não me recordo, mas era no início de' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (406):'de junho' - BAIXO RISCO <N.I.F.> REL (414):'a criança já tava com a mãe, que tava tudo bem' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (415):'fiquei aguardando' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (416):'o Bruno chegar' - * EXPECTATIVA ALTA * sendo verdadeira quando afirma que a criança não estava mais lá quando retornou a casa, e aguardou por Bruno.

9 Com relação a ter tido mais algum contato com a criança REL (417):'não tive mais nenhum contato com a criança' - * PROVAVEL RISCO(P4) * <F.I.> REL (418):'não' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> Conclusão: De acordo com a análise do programa, a Sra. Fernanda provavelmente não está sendo verdadeira quando afirma que não teve mais contato com o neném. Neste ponto ela está bastante constrangida com sua resposta. Com relação a Bruno ter mentido com relação a Eliza REL (420):'eu não sei se ele mentiu' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (421):'de repente ele pode ter tido algum contato' - ALTO RISCO(P3) <F.I.> REL (422):'com ela' - * PROVAVEL RISCO * <F.I.> REL (423):'né, neste período que nós estávamos ' - * PROVAVEL RISCO(P1) * <F.I.> REL (424):'namorando' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> REL (426):'ele pode ter omitido' - ESTRESSADO <N.I.F.> REL (427):'não ter falado nada' - IMPRECISÃO <INC.+> REL (431):'nunca tocou no assunto comigo' - TENSÃO ALTA <N.I.F.> sendo totalmente verdadeira quando afirma achar que Bruno possa ter tido algum contato com Eliza. >> Análise Final >> > Segmentos Fraudulentos: 25 > Segmentos de Probabilidade de Fraude: 46 - FOI DETECTADA FRAUDE EM UM ASSUNTO RELEVANTE! (1.34) Média de Probabilidade de Mentira: 45 Sem mais, Mauro J. Nadvorny Perito em Veracidade

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. Porto Alegre, 19 de junho de 2016. LAUDO TÉCNICO Com base em arquivo de voz público de fala do Presidente Interino Michel Temer de 16 de junho de 2016, foi realizado uma análise através do Módulo de Análise

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. Porto Alegre, 28 de maio de 2012. LAUDO TÉCNICO Com base no arquivo de voz do ministro. Gilmar Mendes, extraído de entrevista concedida ao canal Globo News em 28 de maio de 2012, foi realizada uma análise

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Relato de parto: Nascimento do Thomas

Relato de parto: Nascimento do Thomas Relato de parto: Nascimento do Thomas Dia 15 de dezembro de 2008, eu já estava com 40 semanas de gestação, e ansiosa para ter meu bebê nos braços, acordei as 7h com uma cólica fraca, dormi e não senti

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Ilustrações: Santiago Arte: www.espartadesign.com.br Contatos

Leia mais

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 1 1. Objetivos: Ensinar que Eliézer orou pela direção de Deus a favor de Isaque. Ensinar a importância de pedir diariamente a ajuda de Deus. 2. Lição Bíblica: Gênesis 2

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. Porto Alegre, 06 de agosto de 2010. LAUDO TÉCNICO No dia de hoje através de um áudio extraído do debate realizado pela Rede Bandeirantes em 05/08/2010 foi realizada uma analise no Modo de Análise de Gravações

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE : P.C. SEXO: Masculino IDADE: 15 anos Faixa I ESCOLARIZAÇÃO: 5 a 8 anos (6ª série) LOCALIDADE: Alto da Penha (Zona Urbana) DOCUMENTADORA: Maria do Socorro Inácio TRANSCRITORA:

Leia mais

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA TESTE DE ELENCO COM UMA CENA Por VINICIUS MOURA * Embora seja uma cena que contenha dois atores os candidatos serão avaliados individualmente. Os critérios de avaliação se darão a partir da performace

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 3 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Compreensã de texto Nome: Data: A carta é uma forma de comunicação escrita que pode ser endereçada a uma ou a várias

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

E é perto de onde essa cidade? É uma cidade fica no município de Manhumirim.

E é perto de onde essa cidade? É uma cidade fica no município de Manhumirim. Qual a cidade que a senhora nasceu? Nasci em NP no município de Manhurmirim, cidadizinha muito piquinininha só tinha a cidade tinha três ruas tinha uma rua principal e mais duas ruazinha que cortavam a

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

A menina que queria visitar a tia

A menina que queria visitar a tia Cenas urbanas A menina que queria visitar a tia A menina, conversando com a jornaleira, na manhã de domingo, tinha o ar desamparado. Revolvia, com nervosismo, um lenço com as pontas amarradas, dentro

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Categorias Subcategorias Unidades de registo. Situação. Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Experiência de assalto

Categorias Subcategorias Unidades de registo. Situação. Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Experiência de assalto Categorias Subcategorias Unidades de registo Experiência de assalto Situação Sai da escola e ia para casa da minha mãe (F1) Estava a ir para a escola (F2) Estava a sair da escola e quando cheguei à porta

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO 36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO AQUI TEM UM FATO INUSITADO. QUE PASSA DESPERCEBIDO PELA MAIORIA DAS PESSOAS, NÃO TREINADAS NA ARTE

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria,

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, O Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, preocupada, pois nunca tinha visto o primo assim tão mal

Leia mais

Introdução. Bom, mas antes de começar, eu gostaria de me apresentar..

Introdução. Bom, mas antes de começar, eu gostaria de me apresentar.. Introdução O que você faria se descobrisse um método, altamente lucrativo que te permite trabalhar exclusivamente pela internet? Um método que você pode trabalhar aonde quiser e quando quiser, usando apenas

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Minha mãe leu para mim um livro sobre salas de operações, Assim fiquei sabendo que meus médicos e enfermeiras usariam roupas estranhas e máscaras coloridas. Também fiquei sabendo que não me dariam nada

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS SAMARA DA SILVA VIEIRA (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE A PROFISSÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL - V

REFLEXÕES SOBRE A PROFISSÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL - V REFLEXÕES SOBRE A PROFISSÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL - V edilbertodonsantos@gmail.com Vocês já ouviram alguém dizer que polícia é igual criança, quando está perto incomoda e quando está longe faz falta?

Leia mais

Produzido para você por: Clube Monetizar

Produzido para você por: Clube Monetizar Produzido para você por: Clube Monetizar Publicado por: Wanderson Bessa Copyright 2016 Clube Monetizar Todos os Direitos Reservados. Este conteúdo só pode ser compartilhado com os créditos e direitos do

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto: Garimpando

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Leia o texto com ajuda do professor. EU QUERO! EU QUERO! A Júlia é pequenininha, mas quando quer alguma coisa grita mais do que qualquer pessoa grandona. Esta

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI MEMÓRIAS DO PAPAI 1 2 PREFÁCIO 1 - O PESADELO 2 - A MAMADEIRA 3 - O SHORTS 4 - O IMPROVISO 5 - SOLITÁRIO 6 - A TURMA A 7 - PRIMEIRAS IMPRESSÕES 8 - A TABUADA 9 - O MAU JOGADOR 10 - ARREMESSO DE DANONE

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro Arrebatamento (continuação) #70 Vamos agora, ver em detalhes a descrição do encontro de Jesus com a Igreja e a transformação dos nossos corpos para corpos gloriosos, iguais ao de Jesus. I Tessalonicensses

Leia mais

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia CD 02 Bom Jesus da Cana Verde [ai bom Jesus da Cana Verde é nosso pai, é nosso Deus (bis)] ai graças a Deus para sempre que tornamos a voltar ai com o mesmo Pombo Divino da glória celestial ai Meu Divino

Leia mais

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento.

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. museudapessoa.net P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. R Meu nome é Kizzes Daiane de Jesus Santos, 21 de julho de 1988, eu nasci em Aracaju, no estado do Sergipe.

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no VISITA AO AMAPÁ FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça A Justiça brasileira deve se humanizar. A afirmação foi feita pela ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça,

Leia mais

Eu acho que não sofremos muito aqui, só a adaptação ao idioma e ao clima

Eu acho que não sofremos muito aqui, só a adaptação ao idioma e ao clima Eu acho que não sofremos muito aqui, só a adaptação ao idioma e ao clima Meu nome é Carla Karen Quispe Lipa. Sou nascida na Bolívia, na cidade de La Paz e vim para o Brasil com nove anos de idade com os

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé MÚSICAS Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé Hino da Praznik Do Fá Gosto de aqui estar Sol Do E contigo brincar E ao fim vou arranjar

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade.

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade. Papai e Mamãe, A Escola Bem-Me-Quer apresenta esta cartilha para que vocês possam tornar a adaptação do seu (sua) filho (a) mais tranquila e sem traumas. Mas para isso, é necessário que vocês sigam direitinho

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

P/1 Então, vamos voltar; como é que era essa sua casa de infância, descreve ela?

P/1 Então, vamos voltar; como é que era essa sua casa de infância, descreve ela? museudapessoa.net P/1 Natasha, você pode falar seu nome, local e data de nascimento? R Meu nome é Natasha Firmino da Silva Alves; minha data de nascimento nasci dia primeiro de janeiro de 1991 e não me

Leia mais

- Mas eu, gosto. Feliz aniversário! Luis já estava com uma nova namorada, e Cecília já estava pensando em ir embora, quando encontrou Nilo.

- Mas eu, gosto. Feliz aniversário! Luis já estava com uma nova namorada, e Cecília já estava pensando em ir embora, quando encontrou Nilo. NILO Esta história que vou lhes contar é sobre paixões. A paixão acontece, não se sabe quando nem porquê, e não podemos escolher os protagonistas da história. Seria tão bom se mandássemos no coração! Mas

Leia mais

Tribunal da Comarca de Sintra

Tribunal da Comarca de Sintra Tribunal da Comarca de Sintra Processo nº1 Simulação de Julgamento Meritíssimo Juiz Pedro Brito 23 de Março de 2011 1 Personagem Nome do aluno Ano Turma Nº Maria Patrícia Serrano 12º H 23 João Afonso Patinhas

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

08. Camilo Alfredo Faigle Vicari

08. Camilo Alfredo Faigle Vicari 08. Camilo Alfredo Faigle Vicari Nascido em São Paulo, em 1976, é biólogo e estudante de mestrado na UNIFESP. Em 26 de agosto de 2010 recebi Camilo numa sala de reuniões da UNIFESP. Ele chegou às 18h e

Leia mais

Material complementar para Fogueira Santa

Material complementar para Fogueira Santa Material complementar para Fogueira Santa 4 a 10 anos referência bíblica Gênesis 12.1-4; 15.1-5 alvo da lição Ensinar às crianças que quem vive na fé de Abraão é uma das estrelas que ele viu ao sair da

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Narrar por escrito a partir de um personagem

Narrar por escrito a partir de um personagem Narrar por escrito a partir de um personagem Aproximação das crianças as ao literário rio Emilia Ferreiro Ana Siro Vozes narrativas e pontos de vista em relatos de ficção: possibilidades discursivas de

Leia mais

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal.

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. ONDA GOSPEL - Quando revelou ao seu amigo, Luis Melancia a vontade de adquirir a rádio,

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O DIA MUNDIAL SEM CARRO SETEMBRO/ OUTUBRO DE 2007 JOB939 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões relacionadas

Leia mais

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet 5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet Uma das verdades absolutas sobre Produtividade que você precisa saber antes de seguir é entender que se ocupar não é produzir. Não sei se é o

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94)

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94) DIAS 94 de Claudio Simões (1990 / 94) 2 PERSONAGENS São cinco personagens identificadas apenas por números. Não têm gênero definido, podendo ser feitas por atores ou atrizes. As frases em que falam de

Leia mais

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos A Virada: contenido Lecciones 1-100 de A Virada A Gente ACABAR de Adverbios & Adjetivos A gente vai acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar fácil (adjective) facilmente (adverb) Adverbios

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

Objetivos da SMAM 2013

Objetivos da SMAM 2013 Objetivos da SMAM 2013 1. Conscientizar da importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação. 2. Informar ao público sobre os

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

Experiência na Amazônia Capítulo 4: Todos acamparão aqui, mas a Zero-Dez vai pro outro lado do rio

Experiência na Amazônia Capítulo 4: Todos acamparão aqui, mas a Zero-Dez vai pro outro lado do rio Experiência na Amazônia Capítulo 4: Todos acamparão aqui, mas a Zero-Dez vai pro outro lado do rio Por Karina Oliani Nosso próximo desafio era montar a rede de descanso. Enquanto todos se agrupavam, eu

Leia mais