JOGOS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO JIF 2013 ETAPA NACIONAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JOGOS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO JIF 2013 ETAPA NACIONAL"

Transcrição

1 01

2 DA ORGANIZAÇÃO COMITÊ GERAL DO EVENTO O Comitê Gerall dos JIF ETAPA NACIONAL estará funcionando no Campus Foz do Iguaçu, situado na Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu, Telefone (45) , onde ficará a disposição de todos no período de 17 a 22 de novembro no horário das 08:00 as 22:00 horas. Todos os representantes dos IF S participantes deverão sempre se deslocar até o comitê para receber as informações necessárias do evento, bem como diariamente receber infromações a respeito do BOLETIM INFORMATIVO OFICIAL dos jogos com os resultados e informações. COORDENAÇÃO GERAL DO JIF ETAPA NACIONAL Professor - Izaias Costa Filho Fones: (41) COORDENAÇÃO TÉCNICA DESPORTIVA DO JIF ETAPA NACIONAL Professor João Holanda Borba Cavalcante Fones: (84) SECRETÁRIA DO EVENTO Professor - Silvio Romero de Araújo Farias Fones: (45) (83) / (83) COORDENADORES DE MODALIDADES ATLETISMO Professor: Antonio Cleosmar O. de Vasconcelos Fone: (92) VÔLEI DE PRAIA Professor: Jorge Carvalho de Oliveira Júnior Fone: (83)

3 FUTSAL Professor: João Manoel Martins da Cruz Fone: (53) HANDEBOL Professor: Luiz Carlos Soares Santos Fone: (86) (TIM) FUTEBOL Professor: Clodoaldo Duarte Aguiar Fone: (96) (Vivo) / (TIM) BASQUETEBOL Professor: Octavio Marcos M. Mami Fone: (64) (TIM) JUDO Professor: Michel Grunspan Fone: (95) TÊNIS DE MESA Professor: Rogério Marques de Almeida Fone: (65) (Oi) XADREZ Professor: Rogério Neves Passos Fone: (27) VOLEIBOL Professor: Danilo Abdala Guimarães Fone: (27) (Vivo) NATAÇÃO Professor: Gilmar Fabiano de Almeida Fone: (21) (TIM) LOCAIS E DIAS DE COMPETIÇÃO ATLETISMO Data Dia 19/11(I Etapa) e 20/11(II Etapa) de 2013, a partir das 07h30min. Local Centro Esportivo Costa Cavalcante Endereço Rua Lisboa, 200- CEP Foz do Iguaçu. BASQUETEBOL Data Dias 19, 20, 21 e 22 /11 de Local Ginásio de Esporte 01 do Campus Foz do Iguaçu. Endereço- Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu CEP (45) FUTEBOL Data Dias 19, 20, 21e 22 /11 de Local Campo da Vila A - Endereço- Av. 1º de Maio, 720 Vila A/ Foz do Iguaçu - (0xx) FUTSAL Data Dias 19, 20, 21 e 22 /11 de Local Centro Esportivo Costa Cavalcante Endereço Rua Lisboa, 200- CEP Foz do Iguaçu. JUDÔ Data Dia 19/11 de 2013, a partir das 07h30min. Local IFPR- Campus Foz do Iguaçu. Endereço- Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu CEP (45) HANDEBOL Data Dias 19, 20, 21 e 22 /11 de 2013.

4 Local Centro Esportivo Costa Cavalcante Endereço Rua Lisboa, 200- CEP Foz do Iguaçu. NATAÇÃO Data Dia 19/11(I e II Etapa) e 20/11(III Etapa) de 2013, a partir das 07h30min(Manhã) e 13h. Local Centro Esportivo Costa Cavalcante Endereço Rua Lisboa, 200- CEP Foz do Iguaçu. VOLEIBOL Data Dias 19, 20, 21 e 22 /11 de Local Ginásio de Esportes 02 do Campus Foz do Iguaçu. Endereço- Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu CEP (45) VÔLEI DE PRAIA Data Dia 19 e 20/11 de Local Arena de Voleibol da Praia do Centro Esportivo Costa Cavalcante a partir das 07:30 h. Endereço- Rua Lisboa, 200- CEP Foz do Iguaçu. TÊNIS DE MESA Data Dias 19 e 20/11 de 2013 Local IFPR - Campus Foz do Iguaçu. Endereço- Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu CEP (45) XADREZ Data Dias 19 e 20/11 de 2013 Local IFPR - Campus Foz do Iguaçu. Endereço- Rua Araucária, 780 Vila A/ Foz do Iguaçu CEP (45) CERIMÔNIA DE ABERTURA Será realizada no Centro Esportivo Costa Cavalcante, a partir das 19h45min e contará com a participação 34 delegações, tendo uma representação de no Maximo 10 atletas devidamente uniformizados para o desfile. A solenidade de abertura e uma marca registrada de nossos eventos esportivos da rede Federal e para este momento, deverá esta cercado de muita expectativa, tendo em vista, que o evento está retornando depois de quase três anos sem a sua realização, sendo este, uma competição que representa a valorização os profissionais e atletas envolvidos na organização dos JIF ETAPA NACIONAL. LOCAIS DE HOSPEDAGEM Os locais destinados para HOSPEDAGEM são os seguintes: 1. ALVORADA IGUASSU HOTEL R. Santos Rafganin - BR 277 KM733 - Vila Portes - Telefone:

5 2. ROYAL IGUASSU Av. Das Cataratas, Tel.: (45) SALVATTI IGUASSU HOTEL Barão do Rio Branco Fone / Fax: (55 45) MIRANTE HOTEL Av. República Argentina, 694 Centro - Tel.: (45) LIDER PALACE Av. Juscelino Kubitschek, Vila Pérola - Tel./Fax: (0055) (45) HOTEL SOUZAMAR Avenida Brasil, 168 Centro - Telefone 1: (45) MARACANÃ HOTEL Rua Minas Gerais, 732, Bairro: Maracanã - Tel.: (45) HOTEL SOLAR TROPICAL Endereço: Avenida Brasil, Telefone: (45) HOTEL PARAISO DAS AGUAS Avenida Juscelino Kubitschek, Telefones: (45) HOTEL SOUZAMAR PONTES Rua Manoel Nóbrega, Telefone: (45) Solicitamos a todos os Representantes e Coordenadores do IF S que todos os seus Atletas sejam conhecedores, no que se referem os Artigos 30 e 31 do regulamento Geral da Competição. ALIMENTÇÃO O horário estabelecido para alimentação será o seguinte: Almoço Das 11:00 às 14:00 horas. Jantar - Das 18:30 às 19:30 horas. Para melhor atendimento a todos os participantes do JIF 2013 Etapa Nacional, solicitamos que após as suas refeições, retirarem os pratos das mesas e coloquem no lugar devidamente destinado para este fim. O uso do CRACHÁ É OBRIGATÓRIO, sem o mesmo o usuário não terá a cesso ao refeitório.

6 TABELA OFICIAL A programação oficial do JIF ETAPA NACIONAL - Etapa Nordeste está em anexo a este boletim, com todas as informações de todas as modalidades em disputa. REGULAMENTO GERAL E REGULAMENTO DAS MODALIDADES O regulamento Geral e o de modalidade do JIF ETAPA NACIONAL - Etapa Nordeste está em anexo a este boletim, com todas as informações referentes à competição e os específicos das modalidades em disputa. Telefones Úteis LOCAL NÚMERO AEROPORTO INTERNACIONAL DE FOZ DO IGUAÇU / CATARATAS: (45) RODOVIÁRIA INTERNACIONAL DE FOZ DO IGUAÇU (45) TERMINAL DE TRANSPORTE URBANO (45) DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL (45) / Emergência: 194 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (45) ª SUBDIVISÃO POLICIAL DE POLÍCIA CIVIL (45) / Emergência: 197 CENTRO DE ATENDIMENTO AO TURISTA E À MULHER 14º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR: (45) / Emergência: 197 (45) / Emergência: 190 SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (45) / Emergência: 192 SIATE Serviço Integrado de Atendimento a Traumas e Emergências (45) / Emergência: 193 CORPO DE BOMBEIROS PM: Emergência: 193 TELETUR INFORMAÇÕES TURÍSTICAS Telefone: HOSPITAIS

7 HOSPITAL MINISTRO COSTA CAVALCANTE Av. Gramado, Vila A - Foz do Iguaçu. HOSPITAL DA UNIMED R. Martins Pena, Foz do Iguaçu. UPA - UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO R. Iacanga, Foz do Iguaçu. CEM CENTRO DE ESPECILIDADES MÉDICAS Av. Paraná, 1525 Polo Centro - Foz do Iguaçu - PR. (45) (45) (45) Silvio Romero de Araújo Farias Secretário do JIF Etapa Nacional

8 PROGRAMAÇÃO GERAL DO JIF 2013_ ETAPA NACIONAL ATLETISMO A competição de atletismo ocorrerá nos dias 19/11(I Etapa) e 20/11(II Etapa) de 2013, a partir das 07h30min, na pista de atletismo do Centro Esportivo Costa Cavalcante. Foi instituído no congresso técnico da competição um Júri de apelação, com os seguintes membros: Prof. Sidney IFRR Prof. Carlos Eduardo IFMA Prof. Kariston IFMS Prof. Maura IFES Prof. Eder IFSC Informo ainda que no salto em altura feminino, será iniciado com 1m 10 cm, subindo em 5 e 5 cm até 1 metro e 25 centímetros e a partir daí de 3 em 3 cm. No salto em altura masculino, será iniciado com 1m 30 cm, subindo em 5 e 5 cm até 1 metro e 45 centímetros e a partir daí de 3 em 3 cm. A tábua do salto triplo será: Masculino- 9 e 11 Metros Feminino 7 e 9 Metros BASQUETEBOL COMPOSIÇÃO DAS CHAVES MASCULINO FEMININO N CHAVE A N CHAVE B N CHAVE A N CHAVE B 1 IFPR 1 IFES 1 IFRO 1 IFPI 2 IFPI 2 IFSUL 2 IFPR 2 IFG 3 IFMT 3 IFRR 3 IFF 3 IFSUL

9 TABELA DE JOGOS TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 01 08h00 BASQUETE Masc. A IFPI X IFMT 02 09h00 BASQUETE Masc. B IFSUL X IFRR 03 10h00 BASQUETE Fem. A IFPR X IFF 04 14h00 BASQUETE Fem. B IFG X IFSUL 05 15h00 BASQUETE Masc. A IFPR X VENC JG h00 BASQUETE Masc. B IFES X VENC JG 02 QUARTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 07 08h00 BASQUETE Fem. A IFRO X VENC JG h00 BASQUETE Fem. B IFPI X VENC JG h00 BASQUETE Masc. A IFPR X PERD JG h00 BASQUETE Masc. B IFES X PERD JG h00 BASQUETE Fem. A IFRO X PERD JG h00 BASQUETE Fem. B IFPI X PERD JG 04 QUINTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Semi Finais 13 08h00 BASQUETE Masc. S. Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 14 09h00 BASQUETE Masc. S.Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B 15 15h00 BASQUETE Fem. S. Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 16 16h00 BASQUETE Fem. S.Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B SEXTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Finais 17 08h00 BASQUETE. Masc. Final VENC JG 15 X VENC JG h00 BASQUETE Fem. Final VENC JG 13 X VENC JG 14

10 FUTSAL COMPOSIÇÃO DAS CHAVES MASCULINO FEMININO N CHAVE A N CHAVE B N CHAVE A N CHAVE B 1 IFRO 1 IFSULMINAS 1 IFPA 1 IF GOIANO 2 IFPR 2 IF GOIANO 2 IFPR 2 IFPI 3 IF SERTAO PE 3 IFFARROUPILHA 3 IFES 3 IFFARROUPILHA TERÇA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Classificatória 01 13h00 FUTSAL Masc. A IFPR X IF SERTAO PE 02 14h00 FUTSAL Masc. B IF GOIANO X IFFARROUPILHA 03 15h00 FUTSAL Fem. A IFPR X IFES 04 16h00 FUTSAL Fem. B IFPI X IFFARROUPILHA QUARTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Classificatória 05 08h00 FUTSAL Masc. A IFRO X PERD JG h00 FUTSAL Masc. B IFSULMINAS X PERD JG h00 FUTSAL Fem. A IFPA X PERD JG h00 FUTSAL Fem. B IF GOIANO X PERD JG h00 FUTSAL Masc. A IFRO X VENC JG h00 FUTSAL Masc. B IFSULMINAS X VENC JG h00 FUTSAL Fem. A IFPA X VENC JG h00 FUTSAL Fem. B IF GOIANO X VENC JG 04 QUINTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Semi Final 13 14h00 FUTSAL Masc. Semi- Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 14 15h00 FUTSAL Masc. Semi- Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B 15 15h00 FUTSAL Fem. Semi- Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 16 16h00 FUTSAL Fem. Semi- Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B SEXTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Semi Final 17 10h00 FUTSAL. Masc. Final VENC JG 15 X VENC JG h00 FUTSAL Fem. Final VENC JG 13 X VENC JG 14

11 Nas modalidades de Futsal, em caso de empate no 1 jogo de cada chave, a decisão de quem jogará o 2 jogo da chave será feita por sorteio, sendo a equipe sorteada o adversário da equipe que está na espera na tabela. FUTEBOL DE CAMPO COMPOSIÇÃO DAS CHAVES N CHAVE A N CHAVE B 1 IFCE 1 IFSULMINAS 2 IFMT 2 IFAL 3 IFPA 3 IFSC TERÇA Local: Campo da Vila A Fase Classificatória 01 08h00 FUTEBOL Masc. A IFMT X IFPA 02 09h15 FUTEBOL Masc. B IFAL X IFSC 03 16h00 FUTEBOL Masc. A IFCE X PERD JG h15 FUTEBOL Masc. B IFSULMINAS X PERD JG 02 QUARTA Local: Campo da Vila A Fase Classificatória 05 08h00 FUTEBOL Masc. A IFCE X VENC JG h15 FUTEBOL Masc. B IFSULMINAS X VENC JG 02 QUINTA Local: Campo da Vila A Fase Classificatória 07 08h00 FUTEBOL Masc. A 1º CH B X 2º CH A 08 09h15 FUTEBOL Masc. B 1º CH A X 2º CH B SEXTA Local: Campo da Vila A Fase Classificatória 09 09h00 FUTEBOL Masc. A VENC JG 15 X VENC JG 16 Nas modalidades de Futebol, em caso de empate no 1 jogo de cada chave, a decisão de quem jogará o 2 jogo da chave será feita por sorteio, sendo a equipe sorteada o adversário da equipe que está na espera na tabela.

12 HANDEBOL COMPOSIÇÃO DAS CHAVES MASCULINO FEMININO N CHAVE A N CHAVE B N CHAVE A N CHAVE B 1 IFPA 1 IFES 1 IFPE 1 IFG 2 IFCE 2 IFMT 2 IFAM 2 IFTO 3 IFSUL 3 IFAL 3 IFSUL 3 IFES TERÇA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Classificatória 01 08h00 HANDEBOL Masc. A IFCE X IFSUL 02 09h00 HANDEBOL Masc. B IFMT X IFAL 03 10h00 HANDEBOL Fem. A IFAM X IFSUL 04 11h00 HANDEBOL Fem. B IFTO X IFES 05 18h00 HANDEBOL Masc. A IFPA X PERD JG h00 HANDEBOL Masc. B IFES X PERD JG h00 HANDEBOL Fem. A IFPE X PERD JG h00 HANDEBOL Fem. B IFG X PERD JG 04 QUARTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Classificatória 09 13h00 HANDEBOL Masc. A IFPA X VENC JG h00 HANDEBOL Masc. B IFES X VENC JG h00 HANDEBOL Fem. A IFPE X VENC JG h00 HANDEBOL Fem. B IFG X VENC JG 04 QUINTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Semi Final 13 13h00 HANDEBOL Masc. A 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 14 14h00 HANDEBOL Masc. B 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B 15 15h00 HANDEBOL Fem. A 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 16 16h00 HANDEBOL Fem. B 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B SEXTA Local: Centro Esportivo Costa Cavalcante Final 17 08h00 HANDEBOL. Masc. Final VENC JG 15 X VENC JG h00 HANDEBOL Fem. Final VENC JG 13 X VENC JG 14

13 Na modalidade de Handebol, em caso de empate no 1 jogo de cada chave, a decisão de quem jogará o 2 jogo da chave será feita por sorteio, sendo a equipe sorteada o adversário da equipe que está na espera na tabela. JUDÔ A pesagem oficial será realizada 19/11/2013 no horário das 11:00 as 12:00 horas na sala do comitê de justiça, ao lado da secretaria dos jogos. O congresso técnico será realizado as 19:00 horas no ginásio 01 do Campus de Foz do Iguaçu, juntamente com a arbitragem e a seguir, será iniciada a competição. NATAÇÃO A competição de Natação será realizada na Piscina do Centro Esportivo Costa Cavalcante e será realizada no dia 19/11/2013 em duas etapas (Manhã e Tarde) e no dia 20/11/2013(Tarde), sempre iniciando nos horários da manhã a partir das 08:00 e a tarde as 14:00. TÊNIS DE MESA A competição de Tênis de Mesa será realizada no Bloco pedagógico do IFPR- Campus de Foz do Iguaçu no dia 19 e 20/11/2013 a partir das 8h00, devendo todos os competidores estar presentes com no mínimo 30 minutos de antecedência. DUPLAS MASCULINAS N CHAVE A N CHAVE B 1 IFPR 1 IFTO 2 IFRN 2 IFMS 3 IFSP 3 IFSC

14 TABELA DE JOGOS TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu 01 9:00 TÊNIS DE MESA MASC. A IFRN X IFSP 02 9:10 TÊNIS DE MESA MASC. B IFMS X IFSC 03 9:20 TÊNIS DE MESA MASC. A IFPR X VENC JG :30 TÊNIS DE MESA MASC. B IFTO X VENC JG :30 TÊNIS DE MESA MASC. A IFPR X PERD JG :40 TÊNIS DE MESA MASC. B IFTO X PERD JG 02 QUARTA Local: Campus Foz do Iguaçu 07 8:30 TÊNIS DE MESA MASC. S/F 1º CH B X 2º CH A 08 8:40 TÊNIS DE MESA MASC. S/F 1º CH A X 2º CH B 09 9:20 TÊNIS DE MESA MASC. FINAL Venc Jg 7 X Venc Jg 8 DUPLAS FEMININAS N CHAVE A N CHAVE B 1 IFPR 1 IFFARROUPILHA 2 IFMT 2 IFRR 3 IFS 3 IFSP TABELA DE JOGOS TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu 01 9:00 TÊNIS DE MESA FEM. A IFMT X IFS 02 9:10 TÊNIS DE MESA FEM. B IFRR X IFSP 03 9:20 TÊNIS DE MESA FEM. A IFPR X VENC JG :30 TÊNIS DE MESA FEM. B IFFARROUPILHA X VENC JG :30 TÊNIS DE MESA FEM. A IFPR X PERD JG :40 TÊNIS DE MESA FEM. B IFFARROUPILHA X PERD JG 02 QUARTA Local: Campus Foz do Iguaçu 07 8:30 TÊNIS DE MESA FEM. S/F 1º CH B X 2º CH A 08 8:40 TÊNIS DE MESA FEM. S/F 1º CH A X 2º CH B 09 9:20 TÊNIS DE MESA FEM. FINAL Venc Jg 7 X Venc Jg 8

15 INDIVIDUAL MASCULINO N CHAVE A N CHAVE B 1 IFRN 1 IFMS 2 IFTO 2 IFSP 3 IFPR 3 IFSC TABELA DE JOGOS TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu 01 8: : : : : :10 TÊNIS DE MESA MASC. A IFTO X IFPR MESA MASC. B IFSP X IFSC MESA MASC. A IFRN X VENC JG 01 MESA MASC. B IFMS X VENC JG 02 MESA MASC. A IFRN X PERD JG 01 MESA MASC. B IFMS X PERD JG 02 TÊNIS DE TÊNIS DE TÊNIS DE TÊNIS DE TÊNIS DE QUARTA : : :00 TÊNIS DE Local: Campus Foz do Iguaçu MESA MASC. S/F 1º CH B X 2º CH A MESA MASC. S/F 1º CH A X 2º CH B MESA MASC. FINAL Venc Jg 7 X Venc Jg 8 TÊNIS DE TÊNIS DE INDIVIDUAL FEMININO N CHAVE A N CHAVE B 1 IFSP 1 IFFARROUPILHA 2 IFPR 2 IFPA 3 IFMS 3 IFRN TABELA DE JOGOS TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu TÊNIS DE 01 8:00 MESA FEM. A IFPR X IFMS 02 8: : : : :10 TÊNIS DE MESA FEM. B IFPA X IFRN TÊNIS DE MESA FEM. A IFSP X VENC JG 01 TÊNIS DE MESA FEM. B IFFARROUPILHA X VENC JG 02 TÊNIS DE MESA FEM. A IFSP X PERD JG 01 TÊNIS DE MESA FEM. B IFFARROUPILHA X PERD JG 02

16 QUARTA : : :00 TÊNIS DE Local: Campus Foz do Iguaçu MESA FEM. S/F 1º CH B X 2º CH A TÊNIS DE MESA FEM. S/F 1º CH A X 2º CH B TÊNIS DE MESA FEM. FINAL Venc Jg 7 X Venc Jg 8 VOLEIBOL COMPOSIÇÃO DAS CHAVES MASCULINO FEMININO N CHAVE A N CHAVE B N CHAVE A N CHAVE B 1 IFPA 1 IFSC 1 IFPR 1 IFPA 2 IFPR 2 IFF 2 IFRN 2 IFG 3 IFRN 3 IFG 3 IFF 3 IFFARROUPILHA TERÇA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 01 08h00 VOLEIBOL Masc. A IFPR X IFRN 02 09h00 VOLEIBOL Masc. B IFF X IFG 03 10h00 VOLEIBOL Fem. A IFRN X IFF 04 14h00 VOLEIBOL Fem. B IFG X IFFARROUPILHA 05 15h00 VOLEIBOL Masc. A IFPA X VENC JG h00 VOLEIBOL Masc. B IFSC X VENC JG 02 QUARTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 07 08h00 VOLEIBOL Fem. A IFPR X VENC JG h00 VOLEIBOL Fem. B IFPA X VENC JG h00 VOLEIBOL Masc. A IFPA X PERD JG h00 VOLEIBOL Masc. B IFSC X PERD JG h00 VOLEIBOL Fem. A IFPR X PERD JG h00 VOLEIBOL Fem. B IFPA X PERD JG 04 QUINTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 13 08h00 VOLEIBOL Masc. S. Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A 14 09h00 VOLEIBOL Masc. S.Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B 15 15h00 VOLEIBOL Fem. S. Final 1 Col. Ch. B X 2 Col. Ch. A

17 16 16h00 VOLEIBOL Fem. S.Final 1 Col. Ch. A X 2 Col. Ch. B SEXTA Local: Campus Foz do Iguaçu Ginásio 01 Fase Classificatória 17 08h00 VOLEIBOL. Masc. Final VENC JG 15 X VENC JG h00 VOLEIBOL Fem. Final VENC JG 13 X VENC JG 14 VÔLEI DE PRAIA A competição de Voleibol de Praia será realizada na Arena de Voleibol da Praia do Centro Esportivo Costa Cavalcante a partir das 07:30 h, nos dias 19 e 20/11/2013. MASCULINO FEMININO N ÚNICA N ÚNICA 1 IFPA 1 IFPA 2 IFRN 2 IFAL 3 IFB 3 IFSUL 4 IFSC 4 IFTO 5 IFPR 5 IFG TERÇA Local: Arena de Voleibol de Praia do Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Única 01 08h00 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFPA X IFG 02 08h30 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFAL X IFTO 03 09h00 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFSL X IFG 04 09h30 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFPA X IFTO 05 10h00 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFAL X IFSUL 06 10h30 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IIFTO X IFG 07 11h00 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFPA X IFSUL 08 11h30 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFG X IFAL 09 12h00 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFSUL X IFTO 10 12h30 VÔLEI DE PRAIA Fem. ÚNICO IFAL X IFPA QUARTA Local: Arena de Voleibol de Praia do Centro Esportivo Costa Cavalcante Fase Única 01 08h00 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFPA X IFPR 02 08h30 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFRN X IFSC 03 09h00 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFB X IFPR 04 09h30 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFPA X IFSC 05 10h00 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFRN X IFB

18 06 10h30 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFSC X IFPR 07 11h00 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFPA X IFB 08 11h30 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFPR X IFRN 09 12h00 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFB X IFSC 10 12h30 VÔLEI DE PRAIA Masc. ÚNICO IFRN X IFPA XADREZ A competição de Xadrez será realizada no auditório do Campus de Foz do Iguaçu, nos dias 19 e 20/1/2013, nos turnos da manhã e tarde, a partir das 08h00. MASCULINO EMPARCEIRAMENTO 1ª RODADA 2ª RODADA 3ª RODADA IFRO X IFSP IFSP X IFSUL IFPB X IFSP IFPB X IFMT IFMT X IFPR IFPR X IFRO IFPR X IFSUL IFRO X IFPB IFSUL X IFMT 4ª RODADA 5ª RODADA IFSP X IFMT IFPR X IFSP IFRO X IFSUL IFSUL X IFPB IFPB X IFPR IFMT X IFRO FEMININO EMPARCEIRAMENTO 1ª RODADA 2ª RODADA 3ª RODADA IFSC X IFPR IFPR X IFAM IFSP X IFPR IFSP X IFRN IFRN X IFMT IFMT X IFSC IFMT X IFAM IFSC X IFSP IFAM X IFRN 4ª RODADA 5ª RODADA IFPR X IFRN IFMT X IFPR IFSC X IFAM IFAM X IFSP IFSP X IFMT IFRN X IFSC SILVIO ROMERO DE ARAÚJO FARIAS Secretário do JIF 2013 Etapa Nacional

19 REGULAMENTO GERAL ETAPA NACIONAL 2013 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os JOGOS BRASILEIROS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA JIF - ETAPA NACIONAL 2013 é uma promoção do Governo Federal, através da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação. Art. 2º - Este regulamento, com base nos princípios das Diretrizes Educacionais, visa estabelecer normas para orientar as etapas intercampi e normatizar o desenvolvimento e realização das etapas regionais e etapa nacional, de forma harmônica e disciplinada, do esporte escolar da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. TÍTULO II DOS PRINCÍPIOS Art. 3º - Os JOGOS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS - JIF 2013, alicerçados na Política Federal de Educação, baseia-se nos seguintes princípios: I. Da democracia: assegurando ao estudante acesso à prática esportiva. II. Do conhecimento: relativo ao esporte e lazer, propiciado por uma linguagem simples e objetiva. III. Da educação: para o desenvolvimento de uma cultura de saúde e do lazer. IV. Do respeito à cidadania: propiciado pelo entendimento e aplicação das regras esportivas. V. Da humanização: estimulando o estudante a vivenciar o prazer, proporcionado pelo lúdico esportivo e valorizando-o como sujeito de toda ação. TÍTULO III DA ORGANIZAÇÃO DO CERTAME Art. 4º - Os JIF 2013 serão realizados em FOZ DO IGUAÇU-PR, no período de 18/11 a 22/11/2013, nas seguintes modalidades e com o quantitativo máximo de atletas para cada uma: INDIVIDUAIS MAS FEM COLETIVAS MAS FEM ATLETISMO Campeão p/prova de cada Campeão p/prova de BASQUETEBOL região cada região Campeão Campeão NATAÇÃO p/prova de cada p/prova de HANDEBOL região cada região JUDÔ FUTSAL VOLEI DE PRAIA VOLEIBOL TÊNIS DE FUTEBOL 16 x MESA (Individual e Duplas) XADREZ 03 03

20 Art. 5º - Nos JIF 2013, as solenidades de abertura, a cargo da comissão organizadora local, serão realizadas em 18/11/2013 às 19h, obrigatoriamente, com um desfile de todas as delegações participantes. Art. 6º - Constituirão poderes dos jogos: Comissão de Honra Comissão Geral Organizadora Comissão de Desportos Comissão Disciplinar Comissão de Infraestrutura e Logística. Comissão de Comunicação e Cerimonial. Art. 7º - FINALIDADE DAS COMISSÕES As comissões, dentro de suas atribuições, serão responsáveis por fazer cumprir as normas previstas neste regulamento. I COMISSÃO DE HONRA A Comissão de Honra dos JIF 2013 será formada pelos Diretores e Reitores das Instituições participantes e demais autoridades participantes do evento, sendo presidida pelo representante do Governo Federal. II- COMISSÃO GERAL ORGANIZADORA A Comissão Geral Organizadora terá a função de responder pela execução geral dos JIF 2013, sendo presidida pelo Prof. Izaias Costa Filho do IFPR. Compete à Comissão Geral Organizadora: I. Organizar, supervisionar e dirigir os jogos. II. Elaborar o Regulamento Geral dos jogos. III. Coordenar os trabalhos das demais comissões. IV. Buscar e promover a realização de contatos para levantar recursos para a realização do evento. V. Oficializar contatos com as Entidades Educacionais, Federações Desportivas, Clubes Esportivos, Empresas da Iniciativa Pública e Privada, Órgãos Oficiais e Imprensa em geral com vistas à viabilização do Encontro. VI. Levantar e providenciar a aquisição de premiações (medalhas, troféus, etc) VII. Elaborar e divulgar o relatório final. III-COMISSÃO DE DESPORTOS A Comissão de Desportos fará a gerência da competição e será presidida pelo Prof. João Holanda. Compete à Comissão de Desportos: I. Elaborar o sistema de disputa dos torneios a serem desenvolvidos nos JIF 2013 e as tabelas das diversas modalidades em disputa. II. Planejar e realizar o Congresso Técnico com o Representante de cada Estado.

21 III. Designar as autoridades responsáveis pela execução das competições (árbitros, mesários e demais auxiliares). IV. Organizar a classificação dos concorrentes e indicar os vencedores dos campeonatos sob a sua direção. V. Propor, quando necessário, a aplicação de penalidades aos atletas, equipes e dirigentes, tendo como base o Código Disciplinar da competição e a Legislação Esportiva vigente. VI. Providenciar materiais e instalações necessários para a realização das competições. VII. Tomar conhecimento das ocorrências verificadas nos locais de competição, a fim de solucioná-las. VIII. Fornecer subsídios à assistência médica para elaboração de um cronograma de atendimento e acompanhamento. IX. Emitir informações diárias sobre o andamento das competições para a elaboração dos Boletins Informativos Oficiais. X. Receber os recursos e encaminhá-los à Comissão Disciplinar. XI. Receber, classificar, divulgar e arquivar toda a documentação dos jogos. XII. Resolver, no que se refere à parte técnica, os casos omissos. XIII. Expedir certificados de participação a todos os participantes (atletas e dirigentes) dos JIF XIV. Elaborar o relatório final e encaminhar à Comissão Geral Organizadora. IV- COMISSÃO DISCIPLINAR A Comissão Disciplinar será composta por 1 professor de Educação Física representando cada região e a sede, presidida pelo Prof. Marcos França, IFS. Compete à Comissão Disciplinar: Apreciar e julgar e encaminhar as infrações administrativas, disciplinares e técnicas, quando relacionadas e cometidas durante o transcorrer dos jogos. Reunir-se, quando houver apelação ou, quando solicitada pela Comissão Geral Organizadora. Julgar questões pertinentes às normas regulamentares e disciplinares ou a princípios de ética desportiva, dentro ou fora das competições. Elaborar o relatório final e encaminhar à Comissão Geral Organizadora. V COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA E TRANSPORTES Compete à Comissão de Infraestrutura e Transportes: Elaborar o plano de Infraestrutura (abertura e alimentação) encaminhá-lo à Comissão Geral Organizadora. Fazer levantamento de alojamentos (locais, preço e condições oferecidas) e encaminhar a Comissão Geral Organizadora. Coordenar as equipes necessárias para o bom andamento do evento (limpeza, atendimento médico, segurança, transportes, etc.), sendo presidida por representante local. VI SECRETARIA

22 A Secretaria dos Jogos será presidida pelo Professor Silvio Romero de Araújo Farias (IFPB). Compete à Secretaria: Encarregar-se da homologação das inscrições das delegações participantes. Elaborar e distribuir os boletins diários Expedir certificados de participação nos Jogos. Realizar o credenciamento dos atletas inscritos nos Jogos. Elaborar e apresentar o relatório final. VII - COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E CERIMONIAL A Comissão de Comunicação e Cerimonial será presidida representante local. Compete à Comissão de Comunicação e Cerimonial: Elaborar projeto e executar as ações para a área de Comunicação e Marketing do evento; Obter o apoio de jornais, estações de rádio e televisão, objetivando a divulgação dos jogos; Difundir os programas, resultados das competições e as notas que se fizerem necessárias ao bom andamento dos jogos, tornando-os do conhecimento público; Apresentar relatório final com recortes de jornais alusivos ao evento. Elaborar o relatório final e encaminhar à Comissão Geral Organizadora. Organizar e dirigir a solenidade de abertura dos jogos, constando de: Desfile e concentração dos participantes; Hasteamento dos pavilhões oficiais e bandeiras representativas dos Estados; Execução do Hino Nacional Brasileiro; Acendimento do fogo simbólico; Declaração de abertura; Juramento do atleta; Outras atividades correlatas. Providenciar a recepção às delegações. Indicar os cicerones para cada delegação. Elaborar um roteiro de deslocamento aos locais de competições e eventos turísticos. Recepcionar os convidados nas solenidades. Articular-se com a Comissão de Cerimoniais para o suporte necessário às atribuições desta. Apresentar o Relatório Final. TÍTULO IV DAS INSCRIÇÕES E DOS PARTICIPANTES Art. 8º - Cada Instituição pertencente a Rede Federal previamente classificada nos respectivos regionais deverá encaminhar, através de Ofício endereçado pelos respectivos reitores ou diretores, aos cuidados do prof. Izaias Costa Filho do IFPR (Presidente da Comissão Geral Organizadora), um ofício designando 02 representantes legais de sua instituição nos JIF Etapa Nacional. Art. 9º - Cada Instituição pertencente à Rede Federal deverá fazer as suas inscrições de seus atletas, professores, dirigentes e motoristas através do SISTEMA que será disponibilizado para

23 este fim, até o dia 20 de OUTUBRO de 2013 às 23h59. Para isso cada instituição participante deverá cadastrar os 02 representantes legais indicados por ofício para ficarem habilitados a operar o SISTEMA e efetuar as inscrições do seu instituto nas modalidades coletivas e individuais, classificadas nos seus regionais para disputa do JIF 2013 Etapa Nacional. Endereço - Parágrafo Único Cada atleta só poderá participar no Maximo de 02 modalidades Coletivas e 02 Individuais por Instituto. Art. 9º- Após o término do prazo de cadastro, o sistema ficará disponível só para o acesso dos representantes de cada instituto para a confirmação final dos atletas nas modalidades coletivas e individuais, classificada para disputa do JIF 2013 Etapa Nacional de acordo com PARAGRO ÚNICO do Art. 8º combinado com o Art. 4º, sendo este prazo no dia 31 de Outubro de Art. 10º- Terá direito a inscrição nos JIF 2013-Etapa Nacional, os alunos REGULARMENTE MATRICULADOS na Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica, classificados nos seus regionais nas modalidades coletivas e individuais, de acordo Art. 4º, no que diz respeito ao quantitativo. Parágrafo Único A comissão organizadora do JIF Etapa Nacional, só se responsabilizará pela ALIMENTAÇÃO E HOSPEDAGEM dos atletas durante o período de competição de sua modalidade (Coletiva e Individual). Art. 11º - A substituições dos atletas (no máximo 20% do total da delegação) só poderá ser feita no CREDENCIAMENTO OFICIAL do evento, que será realizado no dia 17 de Novembro de 2013 a partir das 09h00min horas, sendo estabelecidos por ordem de chegada dos seus representantes legais. Estas substituições deveram estar acompanhadas de nova(s) Ficha(s) Geral, Ficha(s) de modalidades Coletiva(s) e Individuais em que ocorreram as modificações com as respectivas assinaturas Reitor (Ficha Geral) e pelo Coordenador e Professor responsável pela modalidade (Fichas de Modalidade). Art. 12º - Poderão participar dos JIF - ETAPA REGIONAL 2013, alunos com a idade de até 21 anos completados no ano da competição, devidamente concursados, matriculados e FREQÜENTANDO REGULARMENTE no mínimo 01 disciplina dos cursos regulares (entendemse como cursos regulares os cursos em níveis: Técnico, Médio, Integrado, EJA, Pós-médio, EAD, Superior e Pós-graduação). Os alunos menores de idade deverão obedecer à legislação vigente em relação à hospedagem e deslocamento (Autorizações). Art. 13º - Cada atleta ou dirigente, para ser inscrito na súmula de jogo deverá apresentar o CRACHÁ OFICIAL à mesa de controle, onde o mesmo contem todos os seus dados. Parágrafo 1 A emissão do crachá será de responsabilidade da comissão organizadora, através dos dados encaminhados pelas instituições participantes (Sistema) e deverá ser retirado junto a SECRETARIA durante o CREDECIAMENTO OFICAIL, no dia 17 de novembro, com a presença do Representante da instituição, sendo exigida para isso a cópia da identidade (RG), Boletim Escolar com data até 15 dias antes da competição.

24 Parágrafo 2 - A partir do primeiro jogo, o CRACHÁ será o documento oficial da competição. TÍTULO V DOS CAMPEONATOS Art As disputas serão realizadas em estrita obediência às regras vigentes nas Confederações Desportivas Nacionais à data da realização dos JIF , salvo as adaptações previstas neste regulamento e no regulamento específico de cada modalidade (em anexo a este Regulamento Geral). Art Forma Das Disputas - FASE NACIONAL: 02 chaves com 3 equipes cada, jogando em Rodízio Simples, classificandose os dois melhores de cada chave para a fase semifinal (cruzamento olímpico), determinando os vencedores para a disputa de 1º e 2º lugares. Ficando como terceiro colocado o perdedor do campeão. FASE REGIONAL: a forma de disputa será de acordo com o número de instituições participantes, de acordo como demonstrativo a baixo a) Com 03 até 05 participantes - rodízio simples, sem haver o jogo de confirmação para se conhecer o campeão. b) Com 06 ou 08 participantes - 02 chaves com o mesmo número de participantes jogarão em rodízio simples na chave, classificando-se os 02 primeiros de cada chave, para o cruzamento olímpico. c) Com 07 participantes - 02 chaves, sendo que a chave A terá 03 equipe e a chave B, 04 equipes. Jogarão em rodízio simples na chave, classificando-se os 02 primeiros de cada chave, para o cruzamento olímpico. d) Com 09 participantes 03 chaves, com o mesmo número de participantes, jogarão em rodízio simples na chave, classificando-se o primeiro de cada chave e o 2º de melhor índice técnico, para o cruzamento olímpico. e) Com 10 participantes - 03 chaves, sendo que a chave A e chave B terão 03 equipes e a chave C, 04 equipes. Jogarão em rodízio simples na chave, classificando-se o primeiro de cada chave e o 2º de melhor índice técnico, para o cruzamento olímpico. f) Com 11 Participantes - 03 chaves, sendo que a chave A terá 03 equipe e as chaves B e C terão 04 equipes. Jogarão em rodízio simples na chave, classificando-se o primeiro de cada chave e o 2º de melhor índice técnico, para o cruzamento olímpico. Parágrafo 1 Na competição em que ocorrerem grupos com 03 e 04 equipes, para critério de classificação através do índice técnico, não serão considerados os resultados da equipe que obtiver a última colocação nos grupos com 04 equipes. Parágrafo 2 Dos participantes, o que se classificar com o melhor índice técnico para compor o cruzamento olímpico, enfrentará o melhor classificado do índice Técnico entre os primeiros lugares.

25 Parágrafo 3 Quando do sorteio a ser realizada no Congresso Técnico do JIF - Etapa Regional para formação dos grupos, serão obedecidos os seguintes critérios para conhecimento das cabeças de chave (as outras equipes ocuparão a colocação nas chaves através de sorteio): Grupo A Sede Grupo B Sorteio *Caso exista o grupo C Sorteio Parágrafo 4 Casa tenha apenas duas equipes inscritas, a Comissão Organizadora realizará a competição, respeitando o critério de classificação para JIF Etapa Nacional, sendo feito uma melhor de 03 partidas para se conhecer o campeão. Parágrafo 5 - Não haverá decisão de 3º e 4º, sendo considerado o 3º colocado à equipe que perder para a equipe campeã da competição. TÍTULO VI DOS PRÊMIOS Art. 15- Serão conferidos troféus para 1º, 2º e 3º lugares de cada modalidade. Art. 16- Serão conferidas medalhas de 1º, 2º e 3º lugares nas modalidades. Art. 17- Aos técnicos das equipes campeãs (1º, 2º e 3º lugares) serão conferidas medalhas. Art. 18- A premiação será efetuada imediatamente após o encerramento de cada campeonato ou prova. TÍTULO VII DAS PENALIDADES Art. 19- Um atleta, técnico ou dirigente expulso (ou punição correspondente) será punido conforme as regras oficiais de cada modalidade, podendo ter punição maior, conforme julgamento da Comissão Disciplinar dos JIF TÍTULO VIII DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 20º- Quando coincidirem cores de uniformes, a equipe que estiver colocada no lado esquerdo da Tabela terá a obrigação de trocar seu padrão. Para tanto, é obrigatório que cada equipe leve para suas competições, dois jogos de camisas, sendo um claro e outro escuro. Art. 21- A numeração das camisas dos atletas será a mesma do 1º ao último jogo e deverá atender às Regras Oficiais da Modalidade. Art. 22- Cada atleta inscrito nos JIF 2013 poderá disputar, no máximo, 02 modalidades coletivas mais 02 individuais. Não é responsabilidade da organização a coincidência de horários dos jogos. Art. 23 A equipe que não se apresentar para um jogo no horário determinado pela Tabela Oficial, em qualquer das modalidades, será considerada perdedora por W x O, e será eliminada da competição, sendo desconsiderados seus resultados, cabendo a Comissão Disciplinar a analise do caso.

26 Parágrafo Único A tolerância de horário para ser aplicado o W x O é de 10 minutos após o horário determinado pela tabela. Art. 24- Qualquer irregularidade na competição poderá ser denunciada mediante protesto formal, em formulário específico, lavrado pelo professor de educação física e/ou chefe da delegação, junto à Comissão de Desportos. Parágrafo Único A Instituição que efetivar o protesto terá o prazo de 02 (duas) horas após o registro do seu protesto na súmula do jogo (com prova justificada em anexo) para ratificar e consubstanciar a sua ação, por escrito, cabendo-lhe o ônus da prova junto à Comissão de Desportos que, caso não tenha competência para julgar os fatos, encaminhará à Comissão Disciplinar. Art Em nenhuma hipótese, uma competição será paralisada ou alterada em decorrência de recursos interpostos ao poder judicante e disciplinador. Art. 26 As instituições participantes do JIF 2013 deverão conhecer as Regras internacionais de desporto, este Regulamento Geral, o Regulamento Específico das Modalidades, submetendo-se, assim, sem reserva alguma, a todas as conseqüências advindas das normas estabelecidas nestes documentos legais. Não será permitida a recusa de qualquer autoridade escalada para dirigir as competições. Art. 28- Os casos omissos no presente regulamento serão analisados pela Comissão de Desportos, com anuência da Comissão Geral Organizadora. Art. 29- A Comissão de Desportos e a Comissão Geral Organizadora expedirão outros documentos, se necessários, à complementação deste Regulamento Geral. Foz do Iguaçu, 11 de setembro 2013.

27 1 - ATLETISMO REGULAMENTO ESPECÍFICO DE MODALIDADES ETAPA NACIONAL 2013 Art.1 º - Na etapa regional cada instituição poderá inscrever no máximo, 02 atletas por prova e 01 equipe por revezamento (masc. e fem.). 1º - Na etapa nacional participarão os campeões de cada prova da etapa regional. 2º - Cada atleta pode participar, no máximo, de 03 provas individuais e dos revezamentos. PROVAS m (masc. e fem.); 200 m(masc./fem); 400 m(masc./fem); 800 m (Masc./Fem); 1500 m (Masc./Fem); 3000m (Fem.), 5000 m (masc.); Revezamento 4 x 100 m (Masc./Fem);Revezamento 4 x 400 m (Masc./Fem); Salto em Altura (Masc./Fem); Salto em Distância (Masc./Fem); Salto Triplo (Masc./Fem); Arremesso de Peso (masc. e fem.), Lançamento de Disco (Masc./Fem), Lançamento de Dardo (Masc./Fem). OBS 1: Nos revezamentos, a contagem de pontos será dobrada e quando houver quebra de recorde em qualquer prova no JIF Etapa Regional e Nacional será acrescida 05 pontos na contagem da modalidade e o critério de pontuação geral seguirá o adotado pela CBAt. OBS 2 : Os implementos serão os adotados para a categoria de acordo com a CBAt.: - Peso Masc. ( 7,250 kg), Disco Masc. ( 2,0 kg), Dardo Masc.( 800g) - Peso Fem. (4,0 kg), Disco Fem.( 1,0 kg), Dardo Fem.(600g). 2- BASQUETEBOL Art. 1º - A competição de Basquetebol será realizada de acordo com as Regras Oficiais da FIBA e os critérios e normas do evento, estabelecidas neste regulamento. Parágrafo único: Com a alteração da regra e novas demarcações de garrafão e linha de 03 (três) pontos, fica estabelecido se caso as quadras em uso não tenham sido atualizadas demarcadas, permanece a manutenção da regra antiga e as demais regras oficiais e as estabelecidas por este regulamento. (Não sei se a quadra esta com as demarcações de garrafão e linha de 03 pontos atualizados). Art. 2º - Cada Campus (IF) poderá inscrever o quantitativo de Alunos atletas e membros da Comissão Técnica, conforme estabelecido e amparado pelo Regulamento Geral: a) Não mais que 10 (dez) membros de equipe aptos a jogar. b) Um técnico, e se a equipe desejar, um assistente técnico.

28 c) No máximo 05 (cinco) acompanhantes de equipe poderão compor o banco, com responsabilidades especiais como: dirigente, médico, fisioterapeuta, estatístico, intérprete, etc. Art. 3º - O uniforme dos membros da equipe será: a) Camiseta da mesma cor dominante na frente e atrás. b) Calções da mesma cor predominante, na frente e atrás, mas não necessariamente da mesma cor das camisetas. c) Os números devem ser claramente visíveis na frente e nas costas. d) As equipes deverão utilizar números de 04 (quatro) a 15 (quinze). A Coordenação Técnica tem autoridade para aprovar qualquer outro número acima de 15 (quinze), com o máximo de 02 (dois) dígitos. e) Jogadores da mesma equipe não deverão usar o mesmo número. f) Qualquer propaganda ou logomarca deve estar a pelo menos 05 (cinco) cm dos números. g) Equipes devem ter no mínimo 02 (dois) jogos de uniformes de cores diferentes. h) A primeira equipe citada no programa terá prioridade da cor, mas se ambas concordarem, elas podem trocar as cores de suas camisetas. Art. 4º - Comissão Técnica: a) Pelo menos 30 minutos antes do horário em que a partida estiver marcada para começar, cada técnico ou seu representante fornecerá ao apontador a lista com os nomes e números correspondentes dos membros da equipe aptos a jogar a partida, assim como os nomes do capitão da equipe, do técnico e do assistente técnico. b) Todos os membros da equipe que tiverem seus nomes inscritos na súmula podem jogar, mesmo que cheguem depois do início da partida. c) Se houver um assistente técnico, seu nome deve ser inscrito na súmula antes do início da partida. Ele assumirá os deveres e poderes do técnico se, por qualquer motivo o técnico não puder continuar. Art. 5º - Tempo de jogo, empate e períodos extras: a) Uma partida consistirá de 04 (quatro) períodos de 10 (dez) minutos, sendo os 03 (três) primeiros quartos tempo corrido, travados somente na execução de lances livres e pedidos de tempo. O último quarto será cronometrado. b) Haverá intervalos de 02 (dois) minutos entre o primeiro e o segundo períodos (primeiro tempo), entre o terceiro e o quarto períodos (segundo tempo) e antes de cada período extra. c) Entre o segundo e o terceiro período haverá um intervalo de 05 (cinco) minutos. d) Se o placar estiver empatado no final do tempo de jogo no quarto período, a partida continuará com quantos tempos extras de 05 (cinco) minutos forem necessários para desempatar, mantendo todos os caracteres registrados em sumula do último quarto. Art. 6º - Para classificação das equipes será observada a seguinte pontuação: a) Vitória - 03 pontos. b) Derrota - 01 ponto. c) No caso de W x O, adversários serão declarados vencedores e o placar será de 20 (vinte) a 00 (zero). A equipe desistente receberá 00 (zero) ponto na classificação.

29 Art. 7º - Critérios para desempate: a) Confronto direto. b) Número de vitórias. c) Maior saldo de pontos. d) Maior número de pontos conquistados (cestas pró). e) Ponto average. f) Sorteio. Parágrafo único Caso o empate se estabeleça entre 03 (três) ou mais equipes, serão adotados os critérios acima, excetuando-se o confronto direto. 3- FUTSAL Art.1º - Os tempos dos jogos serão os seguintes: - 02 tempos de 25 corridos, com intervalo de 05 minutos no MASCULINO e FEMININO. OBS. O cronômetro será travado nas cobranças de penalidades máximas, nos tiros livres e tempos técnicos. Art. 2º - No caso de duas equipes terminarem uma fase igualada em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos para o desempate serão os seguintes: a) Confronto direto; b) Maior número de vitórias c) Maior saldo de gols d) Gol average; e) Maior número de gols marcados; f) Menor número de gols sofridos; g) Menor número de Cartões Vermelhos; h) Menor número de Cartões Amarelos; i) Sorteio. Art. 3º - No caso de três ou mais equipes terminarem uma fase igualada em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos serão os do 2º, excluindo-se o item a /confronto direto. Art.4º - As partidas que terminarem empatadas, em que haja necessidade de ser conhecido um vencedor, este será conhecido através de uma prorrogação de 2 tempos de 05 min, sem intervalo. Persistindo o empate, o vencedor será conhecido através da cobrança de uma série de 03 pênaltis de forma alternada, com jogadores diferentes. Ainda persistindo o empate, continuará a cobrança de 01 pênalti e, dessa feita, de 01 em 01, até surgir um vencedor, com jogadores que ainda não executaram a cobrança. Art.5º - A contagem de pontos para a classificação será a seguinte: a) vitória 03 pontos b) empate 01 ponto c) derrota 00 ponto Art. 6º - Três cartões amarelos ou um vermelho, suspensão automática por um jogo. Serão observados todos os cartões em todas as fases. 4 FUTEBOL 1º- Os tempos dos jogos serão de 70, divididos em 02 tempos de 35, com 05 de intervalo.

30 2º- Só será permitida a participação de atletas usando caneleiras e chuteiras. 3º- A contagem de pontos para a classificação será a seguinte: a) vitória - 03 pontos b) empate - 01 ponto c) derrota - 00 ponto 4º- No caso de duas equipes terminarem uma fase igualada em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos para o desempate serão os seguintes: a) Confronto direto; b) Maior número de vitórias; c) Melhor saldo de gols; d) Maior número de gols marcados; e) Menor número de gols sofridos; f) Menor número de Cartões Vermelhos; g) Menor número de Cartões Amarelos; h) Sorteio. 5º- No caso de três ou mais equipes terminarem uma fase igualada em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos serão os do 4º, excluindo-se o item a/confronto direto. 6º- As partidas que terminarem empatadas, e em que haja necessidade de ser conhecido um vencedor, este será conhecido através de uma prorrogação de 20, divididos em 02 tempos de 10, sem intervalo. Persistindo o empate, o vencedor será conhecido através da cobrança de uma série de 05 tiros da marca da penalidade máxima, de forma alternada, com jogadores diferentes. Ainda persistindo o empate, continuará a cobrança dos tiros e, dessa feita, de 01 em 01, até surgir um vencedor, com jogadores que ainda não efetuaram cobranças. 7º- Serão permitidas até 05 substituições em cada partida. 8º- O aluno-atleta ou dirigente que, durante os jogos, receberem um cartão vermelho ou dois cartões amarelos, estará automaticamente suspenso por um jogo. Serão observados todos os cartões em todas as fases. 5 HANDEBOL 1º - O tempo de jogo será de 50, divididos em 02 tempos de 25 com intervalo de 05. 2º - A contagem de pontos para a classificação será a seguinte: a) vitória - 03 pontos b) empate - 01 ponto c) derrota - 00 ponto 3º - No caso de duas equipes terminarem uma fase igualada em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos para o desempate serão os seguintes:

31 a) confronto direto; b) maior número de vitórias; c) melhor saldo de gols; d) maior número de gols marcados; e) menor número de Cartões Vermelhos; f) menor número de exclusões (2min); g) menor número de Cartões Amarelos; h) sorteio. 4º - No caso de três ou mais equipes terminarem uma fase igualadas em número de pontos ganhos, os critérios estabelecidos serão os do 3º, excluindo-se o item a /confronto direto. 5º - O atleta que for punido com Cartão Vermelho de forma direta (sem ter sofrido três exclusões por 2 minutos) ficará suspenso por um jogo. 6º - As partidas que terminarem empatadas, e em que haja necessidade de ser conhecido um vencedor, este será conhecido de acordo com as Regras Oficiais (prorrogação com 02 tempos de 5 ). Persistindo o empate, o vencedor será conhecido através da cobrança de uma série de 03 tiros de 7 metros de forma alternada, com jogadores diferentes. Ainda persistindo o empate, continuará a cobrança de tiros de 7 metros e, dessa feita, de 01 em 01, até surgir um vencedor, com jogadores que ainda não executaram a cobrança. 6 JUDÔ 1º - Cada Delegação poderá inscrever até 08 atletas por naipe (Masc. e Fem),independente da categoria de peso. 2º - Será permitida a participação de apenas 01 atleta de cada delegação em cada categoria de peso. 3º - Serão seguidas as Regras Oficiais da Federação Internacional de Judô FIJ, sendo que, para realização dos combates de uma categoria, será obrigatória a inscrição de 2 ou mais participantes por categoria. 4º - As categorias obedecerão aos seguintes limites de peso: Masculino F e m i n i no até 55kg até 44kg + de 55kg até 60kg + de 44kg até 48kg + de 60kg até 66kg + de 48kg até 52kg + de 66kg até 73kg + de 52kg até 57kg + de 73kg até 81kg + de 57kg até 63kg + de 81kg até 90kg + de 63kg até 70kg + de 90kg até 100kg + de 70kg até 78kg 4º - A Pesagem oficial de confirmação será obrigatória a todos os alunos e realizada em local, dia e horário estipulado pela Comissão Organizadora da Modalidade, com a confirmação da categoria onde o mesmo foi inscrito. No ato da pesagem o aluno-atleta deverá confirmar a mesma categoria em que foi inscrito. Não será permitida a troca de categorias de peso após a inscrição e pesagem.

32 5º - A forma de disputa do campeonato dar-se-á da seguinte maneira: - Com até 05 participantes, em cada categoria de peso - rodízio simples; - Acima de 05 participantes - eliminatórias com repescagem olímpica. 6º - Para efeito de classificação dos IF, será feita a Contagem Olímpica. 7º - Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora da Modalidade. OBS.: Em uma categoria, se só houver apenas uma entidade participante, não haverá pontuação, mais permanecendo as premiações. 7 - NATAÇÃO Art. 1º - Na competição serão obedecidas as regras vigentes da CBDA (Confederação Brasileira de Desporto Aquático), exceto nos casos previstos nos demais artigos deste regulamento e do regulamento geral do JIF. Art. 2º - Cada REGIÃO poderá inscrever 01 atleta por prova individual e uma equipe nos revezamentos. Cada atleta somente poderá nadar no máximo 03 provas individuais e os revezamentos. Parágrafo único: A ordem dos revezamentos será entregue a equipe de arbitragem no início da etapa dos mesmos. A arbitragem entregará a papeleta dos revezamentos na primeira etapa. Art. 3º - A REGIÃO enviará a relação nominal de seus respectivos alunos por prova (conforme ficha 1 em anexo) até a data estabelecida pela organização. Caso haja necessidade de se fazer substituição de alunos-atletas já inscritos, esta deverá ser feita no congresso técnico, sendo que, o balizamento não será alterado. Art. 4º - O aluno-atleta deverá se apresentar para a prova de posse do documento oficial exigido de acordo com o Regulamento Geral. Art. 5º - A piscina estará livre para reconhecimento e aquecimento dos alunos-atletas, em hora a ser determinada no Congresso Técnico da modalidade. Art. 6º - O balizamento dos alunos-atletas será por tempo (conforme ficha 2 em anexo), sendo que, na ficha de inscrição por prova, deverá constar o tempo do aluno-atleta. Art. 7º - A pontuação para aferir o campeão geral masculino e feminino será a seguinte: 1 lugar 9 pontos 2 lugar 7 pontos 3 lugar 6 pontos 4 lugar 5 pontos 5 lugar 4 pontos 6 lugar 3 pontos 7 lugar 2 pontos 8 lugar 1 ponto Parágrafo único: Os revezamentos terão contagem de pontos em dobro.

DA ORGANIZAÇÃO COORDENADORES DE MODALIDADES LOCAIS E DIAS DE COMPETIÇÃO

DA ORGANIZAÇÃO COORDENADORES DE MODALIDADES LOCAIS E DIAS DE COMPETIÇÃO 04 1 2 DA ORGANIZAÇÃO Os Jogos Brasileiros das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica JIF 2013 - Etapa Nacional encerram-se neste sexta (22/11), em Foz do Iguaçu (PR), com as finais

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2014 JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS JIF 2014 ETAPA REGIONAL \ NACIONAL REGULAMENTO GERAL 2014

REGULAMENTO GERAL 2014 JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS JIF 2014 ETAPA REGIONAL \ NACIONAL REGULAMENTO GERAL 2014 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL 2014 TÍTULO I Art.1º - Os (Regional e Nacional) é uma promoção do Governo Federal, através da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério

Leia mais

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Atualizado em 24/02/2005 DOS OBJETIVOS Art. 1 o.- Promover o desporto educacional através de várias modalidades esportivas, dando a

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2014 JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS JIF 2014 ETAPA REGIONAL \ NACIONAL

REGULAMENTO GERAL 2014 JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS JIF 2014 ETAPA REGIONAL \ NACIONAL REGULAMENTO GERAL 2014 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES TÍTULO I Art.1º - Os (Regional e Nacional) é uma promoção do Governo Federal, através da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 1 DAS OLIMPIADAS UFS 2008 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 São Cristóvão 2008 2 SUMÁRIO TÍTULO I CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS 3 CAPÍTULO III DA JUSTIFICATIVA 3 TÍTULO II

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL 1 IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de estimular a prática esportiva, tornando-se mais um meio de formar nos valores os jovens dos

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 Mantenedora Institutos Paraibanos de Educação - IPÊ Campus Universitário - BR 230 - Km 22 - Fone: (83) 2106-9200 - Cx Postal 318 - Cep: 58.053-000 João

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ O Pró-Reitor de Extensão, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF)

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) 03 A 14 DE OUTUBRO DE 2011 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este Regulamento é o conjunto

Leia mais

XXIV INTERAMIZADE. Carta Convite

XXIV INTERAMIZADE. Carta Convite XXIV INTERAMIZADE Carta Convite O Colégio São Luís tem o prazer de convidar esta conceituada instituição de ensino a participar dos XXIV Interamizade 2014, principal evento esportivo de nosso calendário.

Leia mais

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL REGULAMENTO 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL 1- DOS OBJETIVOS: A 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL tem como objetivo, a integração dos atletas de Futsal do clube, associados, e demais interessados

Leia mais

V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015

V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015 V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015 REGULAMENTO GERAL NOVEMBRO-2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

PROJETO E REGULAMENTO GERAL

PROJETO E REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS DO INSTITUTO EDUCACIONAL NOVOS TEMPOS PROJETO E REGULAMENTO GERAL Ensino Fundamental II e Médio OUTUBRO DE 2015 APRESENTAÇÃO: As Olimpíadas do Instituto Educacional Novos Tempos (OLIENT), visam

Leia mais

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO:

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO: FUTEBOL DE CAMPO Todos os atletas deverão apresentar o Documento Original (conforme Art.do Regulamento Geral) É obrigatório (e indispensável) o uso de caneleiras para todos os atletas participantes das

Leia mais

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL * Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Futsal serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Futsal, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2 JOGOS DO IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES

REGULAMENTO GERAL 2 JOGOS DO IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES 2015 REGULAMENTO GERAL 2 JOGOS DO IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES Art.1º Os 2º Jogos do IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO têm por objetivo proporcionar momentos de

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015.

REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015. REGULAMENTO VII JOGOS INTERNOS ED.FÍSICA VII JIEFI 2015. Regulamento Geral / JIEFI 2015 I FUNDAMENTAÇÃO Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto de normas e disposições que regem as competições dos JOGOS

Leia mais

TEMA: COPA DAS CONFEDERAÇÕES. Regulamento Geral Ensino Fundamental II e Ensino Médio (Primeira etapa)

TEMA: COPA DAS CONFEDERAÇÕES. Regulamento Geral Ensino Fundamental II e Ensino Médio (Primeira etapa) PROJETO J BA 2013 I - OBJETIVOS TEMA: COPA DAS CONFEDERAÇÕES Regulamento Geral Ensino Fundamental II e Ensino Médio (Primeira etapa) - Promover a integração e a participação dos alunos do CBB, permitindo

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

DA ORGANIZAÇÃO. Professor João Holanda Cavalcante. Fones: (84) 8803-9864 COORDENAÇÃO TÉCNICA DESPORTIVA DO JIF 2014 - ETAPA NACIONAL

DA ORGANIZAÇÃO. Professor João Holanda Cavalcante. Fones: (84) 8803-9864 COORDENAÇÃO TÉCNICA DESPORTIVA DO JIF 2014 - ETAPA NACIONAL DA ORGANIZAÇÃO COMITÊ GERAL DO EVENTO O Comitê Geral dos JIF 2014 - ETAPA NACIONAL estará funcionando no Campus Natal Central, situado na Rua Avenida Senador Salgado Filho, 1559, Tirol. Natal - RN, Telefone

Leia mais

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido.

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. 2015 I- DA APRESENTAÇÃO Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. II- DA IDENTIFICAÇÃO Art. 2 Aos professores de Educação Física do Colégio compete a

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DOS JOGOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO TOCANTINS

REGULAMENTO ESPECÍFICO DOS JOGOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO TOCANTINS REGULAMENTO ESPECÍFICO DOS JOGOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO TOCANTINS PALMAS - 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE ATLETISMO 1. A Competição de Atletismo será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O IV Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal é uma competição inter-colegial que tem por objetivo incentivar, no meio estudantil, a prática desportiva, enaltecendo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER PORTARIA G. CEL 16/2016 REGULAMENTO DA 3ª COPA DE VOLEIBOL DO ESTADO DE SÃO PAULO O Coordenador de Esporte e Lazer, no uso de suas atribuições, expede a presente Portaria, que estabelece o Regulamento

Leia mais

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE REGULAMENTO OFICIAL - 2015 Da Finalidade Art. 01 - A XI Copa Paulista de Futebol de Base, tem por finalidade o estimulo à prática esportiva saudável, ao caráter formativo

Leia mais

"Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos." Salmo 57.9

Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos. Salmo 57.9 PROJETO J BA 2014 TEMA: COPA DO MUNDO FESTA DAS NAÇÕES "Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos." Salmo 57.9 I - OBJETIVOS Regulamento Geral Ensino Fundamental II e

Leia mais

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes:

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes: REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE DO EVENTO Art. 1º - O Novo Desporto Universitário NDU tem por finalidade reunir as Associações Atléticas Acadêmicas fundadoras e associadas a participar de atividades

Leia mais

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes Período: 06/09 a 29/11 11 datas Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes COORDENAÇÃO: Prof. Eurico Gaspar de Oliveira CREF 0124 - G/BA CONTATO: (75) 8307-1261 / 9165-4938 / 3223.4158

Leia mais

IV COPA UNIMED BOM DE BOLA, MELHOR NA ESCOLA REGULAMENTO. Capítulo I Das Disposições Preliminares. Capítulo II - Dos Objetivos

IV COPA UNIMED BOM DE BOLA, MELHOR NA ESCOLA REGULAMENTO. Capítulo I Das Disposições Preliminares. Capítulo II - Dos Objetivos REGULAMENTO Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1 - A IV Copa Unimed Bom de Bola, Melhor na Escola de Futsal Masculino e Feminino tem como objetivo promover a integração da criança e do adolescente

Leia mais

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Av.Presidente Antonio Carlos 40-3 Andar Centro Rio De Janeiro Cep 20020-010 Rio de Janeiro Tel.021-22623697 secretaria@conibrasile.org GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Dando continuidade ao trabalho desenvolvido

Leia mais

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. Após todos os jogos REGULAMENTO I- FINALIDADES ARTIGO 1º - O TORNEIO FUTSAL DA FACULDADE NOVOS HORIZONTES,

Leia mais

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 I - FINALIDADES ARTIGO 1º - A COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL, na categoria masculino/adulto, tem por finalidade congregar os alunos das unidades do Santo

Leia mais

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF REGULAMENTO GERAL I. Das Finalidades: O III Jogos Internos da Educação Física JIEF, tem por finalidade estimular a prática desportiva aos alunos do curso de Educação

Leia mais

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND REGULAMENTO XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelos Clubes filiados à Federação Aquática do Estado do Rio de Janeiro, Federação

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 0 Sumário TÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO... 2 Seção I Organização e Execução:... 2 TÍTULO II - PERÍODO DE REALIZAÇÃO...

Leia mais

Campeonato. Metropolitano. Escolar

Campeonato. Metropolitano. Escolar Campeonato Metropolitano Escolar 2015 Regulamento Geral ÍNDICE Capítulo I - Disposições Preliminares 3 Capítulo II - Dos Objetivos 3 Capítulo III - Da Organização e Execução 3 Capítulo IV - Do Período

Leia mais

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO Promoção: VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 PROMOÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO SMEL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER CDL CÂMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE SORRISO REGULAMENTO

Leia mais

JIF 2013 ETAPA NACIONAL

JIF 2013 ETAPA NACIONAL 01 DA SECRETARIA SECRETARIA DO EVENTO A secretária dos JIF 2014 - ETAPA NORDESTE estará funcionando no Campus Central Teresina, no Bloco anexo B II 18, situado na Rua Quintino Bocaiuva, s/n Centro, Telefone

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER PORTARIA G. CEL 23/2015 REGULAMENTO DO 44º CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL O Coordenador de Esporte e Lazer, no uso de suas atribuições, expede a presente Portaria, que estabelece o Regulamento do 44º Campeonato

Leia mais

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total.

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total. Circuito Open de Polo Aquático Campeonato de Polo Aquático realizado em águas abertas, com abrangência nacional e apoio da CBDA - Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Local: Praia do Porto da

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

REGULAMENTO I DOS VALORES

REGULAMENTO I DOS VALORES REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 6ª COPA CERTUS 2011. a) Estimular a prática do Esporte como estratégia privilegiada da Educação; b) Valorizar a Cultura Esportiva;

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 1ª DIVISÃO DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira

Leia mais

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 1. Competição: Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013 2. Bases legais a.

Leia mais

JOGOS BRASILEIROS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. ETAPA REGIONAL 2013 REGULAMENTO GERAL

JOGOS BRASILEIROS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. ETAPA REGIONAL 2013 REGULAMENTO GERAL JOGOS BRASILEIROS DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. ETAPA REGIONAL 2013 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os JOGOS BRASILEIROS DAS INSTITUIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO Art. 1 O torneio de basquetebol masculino será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela Federação Internacional

Leia mais

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB REGULAMENTO REALIZAÇÃO Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB APOIO: FEDERAÇÃO BAHIANA DE FUTEBOL FBF SETEMBRO / NOVEMBRO 2015 1 Disposições Preliminares

Leia mais

REGULAMENTO GERAL QUANDO PENSO QUE CHEGUEI AO MEU LIMITE, DESCUBRO QUE TENHO FORÇAS PARA IR ALEM

REGULAMENTO GERAL QUANDO PENSO QUE CHEGUEI AO MEU LIMITE, DESCUBRO QUE TENHO FORÇAS PARA IR ALEM REGULAMENTO GERAL QUANDO PENSO QUE CHEGUEI AO MEU LIMITE, DESCUBRO QUE TENHO FORÇAS PARA IR ALEM AYRTON SENNA DISCIPLINA 1. Os jogos e atividades começarão rigorosamente no horário previsto; não haverá

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO Dispõe sobre as normas a serem estabelecidas no Regulamento do Campeonato de MÁSTER

Leia mais

DISCIPLINA. Regulamento Geral

DISCIPLINA. Regulamento Geral REGULAMENTO GERAL ENSINA-ME A SER OBEDIENTE ÀS REGRAS DO JOGO ENSINA-ME A NÃO PROFERIR NEM RECEBER ELOGIO IMERECIDO ENSINA-ME A GANHAR, SE ME FOR POSSÍVEL MAS, SE EU PERDER, ACIMA DE TUDO ENSINA-ME A PERDER

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelas Associações localizadas na região Nordeste,

Leia mais

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º Pelas Associações de Federações filiadas à Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY REGULAMENTO CIRCUITO PAULISTA UNIVERSITÁRIO DE RUGBY SEVENS FEMININO E COPA SP M19 Capítulo I - Disposições Gerais O Circuito Paulista Universitário de Rugby Sevens Feminino Adulto e a Copa M19 ou é um

Leia mais

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil Antes da pretensão de promover um campeonato, deve-se promover o homem em sua infinita potencialidade e complexidade, REVERDITO, SCAGLIA E MONTAGNER 2013....

Leia mais

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas.

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas. Art. 1º - Os CAMPEONATOS ESTADUAIS CAIXA DE ATLETISMO MIRIM têm por propósito básico a integração estadual, a difusão do Atletismo e a verificação do desenvolvimento de seu estágio técnico nos diversos

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

CARTA CONVITE CIRCUITO PARANAENSE DE BADMINTON 2015 4ª ETAPA CURITIBA PARANÁ BADMINTON E PARABADMINTON

CARTA CONVITE CIRCUITO PARANAENSE DE BADMINTON 2015 4ª ETAPA CURITIBA PARANÁ BADMINTON E PARABADMINTON CARTA CONVITE CIRCUITO PARANAENSE DE BADMINTON 2015 4ª ETAPA CURITIBA PARANÁ BADMINTON E PARABADMINTON Data: Local: 31 de Outubro, 01 e 02 de Novembro. Colégio COC Semeador Rua do Semeador, 123 Jardim

Leia mais

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO REGULAMENTO APRESENTAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo SESCOOP/ES está promovendo o 1º FUTCOOP INFANTIL MASCULINO, que será realizado no mês de julho

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Esportes SESP COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 R E G U L A M E N T O. Da Organização e Fins

MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Esportes SESP COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 R E G U L A M E N T O. Da Organização e Fins COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 Atualizado em 02/02/2016 R E G U L A M E N T O Da Organização e Fins Art. 1º A COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016, realizada pela Prefeitura, através

Leia mais

XVII JAJUCE JOGOS ABERTOS DA JUVENTUDE CRISTÃ EVANGÉLICA DE SÃO CAETANO DO SUL REGULAMENTO GERAL

XVII JAJUCE JOGOS ABERTOS DA JUVENTUDE CRISTÃ EVANGÉLICA DE SÃO CAETANO DO SUL REGULAMENTO GERAL REGULAMENTO GERAL I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 o ) Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições dos XVI JAJUCE. Artigo 2 o ) As igrejas evangélicas que participam

Leia mais

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO 6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 6º TAÇA SAÚDE DE FUTSAL E VOLEIBOL - SES é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato tem por

Leia mais

LIGA DO DESPORTO UNIVERSITARIO REGULAMENTO GERAL

LIGA DO DESPORTO UNIVERSITARIO REGULAMENTO GERAL LIGA DO DESPORTO UNIVERSITARIO REGULAMENTO GERAL 2012 SUMÁRIO Princípios Gerais...01 Comitê Organizador...01 Comissão Disciplinar...01 Responsabilidades...02 Participação...04 Congresso Técnico...06 Jogos...07

Leia mais

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições da Interséries 2015. Art.

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL JÚNIOR DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira de Futebol Júnior de

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel,

Leia mais

Copa Rio Profissional :: 2015

Copa Rio Profissional :: 2015 Copa Rio Profissional :: 2015 REGULAMENTO DA COPA RIO DE PROFISSIONAIS 2015 Art. 1º - Poderão participar da Copa Rio de 2015 até 20 associações, a saber, ressalvadas as disposições do parágrafo único do

Leia mais

RESULTADOS OFICIAIS DAS MODALIDADES COLETIVAS JIF 2013

RESULTADOS OFICIAIS DAS MODALIDADES COLETIVAS JIF 2013 05 1 2 DA ORGANIZAÇÃO Os Jogos Brasileiros das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica JIF 2013 - Etapa Nacional chega a seu final e com certeza que deixará saudades a todos aqueles

Leia mais

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art 1º Este regulamento tem por finalidade determinar as condições gerais para a realização do VI Circuito Amazonense de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL 1 2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL Disposições Preliminares 1 O Campeonato de Futsal da Associação Atlético Cultural Painco de 2010 será dirigido pelo Departamento

Leia mais

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15 GRUPOS CAMPO (01) 1º BPM CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 09 1. Associação Teotônio Segurado- 1º BPM 2. Associação Aureny III 3. Instituto Fernandes Futebol Clube 4. Escolinha FLA CAMPO (03) 606

Leia mais

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL 2011 REGULAMENTO 2011 1 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: ARTIGO 1 A Copa Granbel de Futebol Infanto-Juvenil 2011 é uma organização da Granbel com

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte e Nordeste, bem

Leia mais

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE O I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO (SOCIETY), visa incrementar a prática de futebol de sete

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER PORTARIA G. CEL 11/2015 REGULAMENTO DA 16ª COPA DE HANDEBOL DO ESTADO DE SÃO PAULO O Coordenador de Esporte e Lazer, no uso de suas atribuições legais, expede a presente Portaria, que estabelece o Regulamento

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 19º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE NOVO GAMA-GO DE 2015 1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 PROMOÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO GAMA - GO REALIZAÇÃO: SECRETARIA

Leia mais

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA NOTA OFICIAL N 50/2013 Rio de Janeiro, 19 de março de 2013. ATOS DA PRESIDÊNCIA COPA BRASIL NORTE - 2013 Tornar sem efeito a Nota Oficial nº 29/2013 por força de alteração na programação, motivada pela

Leia mais

REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015

REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015 REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015 CATEGORIAS: MASCULINO: NASCIDOS EM 1999/2000/2001 E 2002 FEMININO: NASCIDAS EM 1999/2000/2001 E 2002 Comissão Organizadora: Demetrio Amono (TV Tribuna) Rosângela

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA CENTRO DE DESPORTOS E RECREAÇÃO REGULAMENTO GERAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA CENTRO DE DESPORTOS E RECREAÇÃO REGULAMENTO GERAL 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA CENTRO DE DESPORTOS E RECREAÇÃO REGULAMENTO GERAL 56º Jogos Estudantis da Primavera Ponta Grossa 2011 1 2 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES EVENTOS DATA HORÁRIO LOCAL INSCRIÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 1 Art. 1º - A competição de basquetebol do Programa Minas Esportiva/Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG/2016 obedecerá às regras oficiais da International Basketball

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015 I - DAS FINALIDADES Art.º 1º - A 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR, Competição não-profissional coordenada e organizada pela Decathlon Marketing

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A

Leia mais

Do Cerimonial de Abertura OLIMGLOCK Da Identificação

Do Cerimonial de Abertura OLIMGLOCK Da Identificação SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E INOVAÇÃO ESCOLA DE EDUCAÇÂO BÁSICA MONSENHOR GREGÓRIO LOCKS Justificativa Olimpíadas Gregório Locks Regulamento Geral Artigo 1º - No seu Projeto Político Pedagógico,

Leia mais