ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que celebram, de um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUIÇÕES BENEFICENTES, RELIGIOSAS E FILANTRÓPICAS DO ESTADO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que celebram, de um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUIÇÕES BENEFICENTES, RELIGIOSAS E FILANTRÓPICAS DO ESTADO"

Transcrição

1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que celebram, de um lado, o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUIÇÕES BENEFICENTES, RELIGIOSAS E FILANTRÓPICAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, entidade sindical representativa da categoria profissional dos empregados em instituições beneficentes, religiosas e filantrópicas, com abrangência estadual e base territorial no Estado do Rio de Janeiro, sediado na Rua Camerino, º andar, Centro, nesta Capital, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda sob o nº / , neste ato representado pelo seu Presidente, Sr. Carlos Alberto Medeiros Alves, e doravante identificado como SINDICATO e, de outro, a INSPETORIA SÃO JOÃO BOSCO, sociedade civil, sem fins lucrativos, de assistência social e beneficência, de caráter educativo e cultural, sediada em Belo Horizonte/MG, na Avenida 31 de Março, nº. 435 Bairro Dom Cabral, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda sob o nº / , ora representada pelo seu Diretor-Tesoureiro, P. Márcio José Montandon Marçal, doravante denominada ISJB e mantenedora do CENTRO SALESIANO DO MENOR e do CENTRO JUVENIL SALESIANO, estabelecidos na Rua Luiz Zanchetta, 134 Bairro Riachuelo, Rio de Janeiro/RJ, e inscritos no CNPJ sob os nºs / e / , respectivamente, e do CENTRO JUVENIL SALESIANO - ORATÓRIO MAMÃE MARGARIDA e da INSTITUIÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA, estabelecidos na Rua Santa Rosa, 207 e 216 Bairro Santa Rosa, em Niterói/RJ, e inscritos no CNPJ sob os nºs / e / , respectivamente, e doravante chamados de estabelecimentos da ISJB, mediante as condições estabelecidas nas cláusulas seguintes: 1ª) ÂMBITO DE APLICAÇÃO - O presente instrumento regerá as relações de trabalho, existentes ou que venham a existir, independentemente de sindicalização, dos colaboradores-empregados dos estabelecimentos da ISJB acima caracterizados e representados pelo SINDICATO. Parágrafo único - As cláusulas 2ª, 3ª, 4ª, 6ª, 11ª, 14ª, 15ª e 17ª deste acordo não são aplicáveis aos colaboradores-empregados ocupantes dos cargos intitulados Auxiliar de Serviços Gerais, menores de 18 anos, e Office-Boy, Office-Girl, Mensageiro Office-Boy e Mensageira Office-Girl no CENTRO SALESIANO DO MENOR, em decorrência das especificidades que caracterizam os seus contratos de trabalho, aos quais fica assegurado salário-hora equivalente ao piso salarial-hora regional do Estado do Rio de Janeiro, bem como aos adolescentes aprendizes, cujos contratos de trabalho se subordinam à Lei nº , de 19 de dezembro de 2000 e Decreto nº de 01 de dezembro de ª) DATA-BASE - Fica ratificada a data-base da categoria profissional aqui representada, em 1º (primeiro) de fevereiro. 3ª) REAJUSTE SALARIAL - Em 1º (primeiro) de fevereiro de 2007, os salários dos colaboradores-empregados abrangidos pelo presente Acordo Coletivo de Trabalho serão reajustados em 3% (três por cento), aplicáveis sobre os salários vigentes em 31 de janeiro de Parágrafo único - As diferenças salariais do período compreendido entre fevereiro/2007 e o mês de assinatura do presente Acordo deverão ser quitadas em parcela única, juntamente com os salários relativos ao mês seguinte ao da sua assinatura. 4ª) ALIMENTAÇÃO - O Centro Salesiano do Menor e o Centro Juvenil Salesiano, nesta Capital, e o Centro Juvenil Salesiano Oratório Mamãe Margarida, em Niterói/RJ, continuarão a beneficiar os seus colaboradores-empregados com vales-refeição ou valesalimentação, no valor de R$7,60 (sete reais e sessenta centavos) por dia efetivamente laborado e com expediente superior a 6 (seis) horas, pelo que os colaboradores-empregados beneficiados pagarão R$3,84 (três reais e oitenta e quatro centavos) por mês. 1

2 Parágrafo primeiro - Os vales-refeição ou vales-alimentação eventualmente fornecidos a mais aos colaboradores-empregados, em decorrência do previsto no caput desta cláusula, poderão ser deduzidos no mês seguinte. Parágrafo segundo - Àqueles colaboradores-empregados que laborarem em horário noturno, os estabelecimentos da ISJB se comprometem a fornecer lanche, sem que, do correspondente custo, alguma parte não seja inteiramente subsidiada. Parágrafo terceiro - Os valores dos benefícios desta cláusula não se incorporarão aos salários e nem à remuneração dos colaboradores-empregados, sob nenhum pretexto. 5ª) BANCO DE HORAS - Fica mantido o regime de compensação de jornadas, de tal maneira que as horas-extras laboradas poderão ser quitadas por intermédio de diminuição da correspondente quantidade de horas, nas jornadas normais dos 90 (noventa) dias subseqüentes. Parágrafo único - Caso os estabelecimentos da ISJB não se utilizem, no prazo aqui estipulado, desta prerrogativa de compensação, da qual são detentores por força deste Acordo, a quitação das horas-extras, ainda que das remanescentes, terá que se dar, necessariamente, de maneira pecuniária e com o acréscimo de 70 % (setenta por cento) em relação ao valor da hora normal. 6ª) JORNADA ESPECIAL - Tanto para jornadas noturnas como para diurnas, poderão ser utilizadas, sistemática ou eventualmente, jornadas de 12 (doze) horas de expediente, com as 36 (trinta e seis) horas seguintes se destinando a descanso. Parágrafo primeiro - Quando da ocorrência da jornada aqui acordada, de 12 (doze) por 36 (trinta e seis) horas, fica explicitamente entendido que nas 12 (doze) de expediente estará contido, sem prejuízo dos salários, o intervalo de 1 (uma) hora previsto no Art. 71 da Parágrafo segundo - Aos colaboradores-empregados que laborarem sistematicamente em jornada especial de 12 (doze) por 36 (trinta e seis) horas, será concedida mais 1 (uma) folga mensal de 24 (vinte e quatro) horas consecutivas. 7ª) LICENÇA NÃO REMUNERADA - Os estabelecimentos da ISJB poderão conceder licenças não remuneradas aos seus colaboradores-empregados, desde que por eles formalmente solicitadas, em cujos requerimentos deverão constar a(s) justificativa(s) e as datas de início e término. Parágrafo único - As licenças não remuneradas, quando concedidas, poderão ter as suas vigências dilatadas, mediante formal solicitação dos colaboradores-empregados. 8ª) COMPENSAÇÃO DE HORAS - Os estabelecimentos da ISJB poderão determinar que não haja expedientes em dias úteis que antecedam ou sucedam a feriados, compensando estas correspondentes horas, antecipadamente ou não, mediante prorrogações dos expedientes de outros dias. Parágrafo único - Desde que solicitados por colaborador(es)-empregado(s), os estabelecimentos da ISJB poderão negociar, individualmente, outra(s) forma(s) de compensação ou, até mesmo, a não compensação, prevalecendo, nesta segunda hipótese, a situação original de expediente. 9ª) FÉRIAS/SECIONAMENTO - Mediante mútuo interesse, as férias poderão ser concedidas em 2(dois) períodos, desde que nenhum deles seja inferior a 10(dez) dias e, ainda mais, desde que tanto a solicitação da parte requerente como a concordância da parte requerida se dêem formalmente, por escrito. Parágrafo primeiro - Esta possibilidade não se aplica aos menores de 18(dezoito) anos e nem aos maiores de 50 (cinqüenta) anos de idade, em consonância ao 2º do Artigo 134 da 2

3 Parágrafo segundo - Na hipótese de haver a concessão das férias em 2 (dois) períodos, nenhum deles poderá ultrapassar o período concessivo estabelecido no caput do Artigo 134 da 10ª) FÉRIAS INDIVIDUAIS PROPORCIONAIS - Os colaboradores-empregados cujos períodos aquisitivos de férias ainda não tiverem se completado poderão gozá-las individual e proporcionalmente à quantidade de meses transcorrida a partir do início do período aquisitivo em curso, na proporção de 1/12 (um doze avos) por mês de serviço ou fração superior a 14 (quatorze) dias, desde que: a) haja formal manifestação de recíproco interesse das partes (empregador e colaborador-empregado), com antecedência de, pelo menos, 30 (trinta) dias, e cumprimento aos demais ditames do Artigo 135 da Consolidação das Leis do Trabalho; b) o período de gozo destas férias não seja inferior a 10 (dez) dias corridos. Parágrafo primeiro - Mediante consumação das férias individuais proporcionais ora convencionadas, iniciar-se-á novo período aquisitivo. Parágrafo segundo - O pagamento das férias objeto desta cláusula, inclusive com o abono previsto no inciso XVII do Artigo 7º da Constituição Federal, deverá ocorrer em consonância aos termos dos Artigos 142 e 145 da Parágrafo terceiro - Respeitadas as condições estabelecidas na alínea b desta cláusula e no 2º do Artigo 134 da Consolidação das Leis do Trabalho, estas férias individuais proporcionais poderão ser gozadas em 2 (dois) períodos. 11ª) DIMINUIÇÃO DE CARGA-HORÁRIA - Os colaboradores-empregados dos estabelecimentos da ISJB poderão requerer a diminuição da carga-horária contratada originalmente, com a conseqüente e proporcional redução da remuneração, ficando a prevalência destas alterações contratuais condicionada à concordância patronal e à manutenção de, pelo menos, metade da carga-horária e da remuneração originais. 12ª) REPOUSO SEMANAL - Quando os estabelecimentos da ISJB, em decorrência dos seus objetivos sociais, necessitarem promover atividades em dias normalmente destinados a repouso semanal remunerado dos trabalhadores, aos que laborarem nestas ocasiões, ficará assegurado descanso semanal remunerado em outro dia da semana, nos termos do inciso XV do Artigo 7 da Constituição Federal e do Artigo 67 da Parágrafo primeiro - A ocorrência da situação aqui prevista estará condicionada à manifestação, também formal, por escrito, dos colaboradores-empregados, aos quais fica garantido o direito à inaceitação. Parágrafo segundo - Independente da quantidade de horas trabalhadas nos dias normalmente destinados a repouso semanal remunerado, a substituição dar-se-á pelo descanso remunerado em outro dia completo da semana, não prevalecendo, portanto, a equivalência de horas. Parágrafo terceiro - Os termos da cláusula 5ª deste Acordo Coletivo de Trabalho não são aplicáveis à situação prevista no caput desta cláusula, sob nenhuma hipótese. 13ª) ALTERAÇÃO DE EXPEDIENTE - Em caráter eventual e por decorrência de circunstâncias, tanto os colaboradores-empregados, individualmente, como os estabelecimentos da ISJB poderão solicitar, um ao outro, em relação a determinado(s) dia(s) ou período(s), alterações dos horários do início e, por conseqüência, do encerramento do expediente diário contratado originalmente. Parágrafo único - A validade disto ficará dependente, necessariamente, do seguinte: 3

4 I - solicitação formal, por escrito, da parte requerente, com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas, na qual deverá(ão) estar explicitado(s) o(s) motivo(s) da requisição, e concordância da parte requerida, cuja manifestação também deverá ser formal e por escrito, se positiva, II - pré-estabelecimento, também na solicitação da parte requerente, do(s) dia(s) ou período(s) no(s) qual(is) deseja que haja alterações e, inclusive, dos provisórios horários de início e término dos expedientes naquele(s) dia(s) ou período(s) e III não ultrapassagem dos limites estabelecidos nos Artigos 58, 59, 66 e 71 da 14ª) ESTABILIDADE PRÉ-APOSENTAÇÃO - Desde que mantenha contrato de trabalho com estabelecimento da ISJB há, pelo menos, 10 (dez) anos, fica garantida a estabilidade provisória de emprego durante os 12 (doze) meses que antecedem a data na qual o colaborador-empregado adquirirá direito à aposentadoria. Parágrafo primeiro - O direito a esta estabilidade fica condicionado à comunicação formalizada, por escrito, por parte do colaborador-empregado à ISJB, sobre a data de aquisição do direito à aposentadoria, com antecedência mínima de 13 (treze) meses. Parágrafo segundo - Completado o tempo necessário à obtenção do direito à aposentadoria, estará cessada a garantia da estabilidade ora pactuada. 15ª) AVISO PRÉVIO EXCEPCIONAL - As demissões sem justa causa de colaboradoresempregados com idade superior a 50 (cinqüenta) anos e que tenham mantido vínculo empregatício com estabelecimento da ISJB por, no mínimo, 6 (seis) anos deverão ser precedidas de aviso-prévio de 60 (sessenta) dias. 16ª) ACESSO DE DIRIGENTES SINDICAIS E QUADRO DE AVISOS - Os estabelecimentos da ISJB se comprometem a ceder espaços para publicações de interesse dos colaboradores-empregados, por parte do SINDICATO, mediante prévia avaliação por parte das Diretorias patronais, em locais predeterminados e escolhidos em comum acordo, e, inclusive, facilitar o acesso de Dirigentes do SINDICATO, devidamente identificados, às suas dependências, no intuito de verificarem as condições de trabalho e promoverem a sindicalização, inclusive ministrando palestras, desde que tais visitas sejam combinadas com antecedência e que o SINDICATO se compromisse, mediante tais procedimentos, a não comprometer a ordem. 17ª) CONTRIBUIÇÕES AO SINDICATO - Os estabelecimentos da ISJB descontarão dos seus colaboradores-empregados, a favor do SINDICATO, em folha(s) de pagamento, quaisquer contribuições que venham a ser estipuladas em termo que possa vir a ser firmado como aditivo a este Acordo Coletivo de Trabalho, ficando antecipado e incondicionalmente resguardado - aos trabalhadores - o direito de oposição, consoante o Precedente Normativo nº. 119 da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho e o Artigo 545 da 4

5 18ª) VIGÊNCIA/EXIBILIDADE - As condições pactuadas neste Instrumento Normativo não se incorporarão de forma definitiva aos contratos individuais de trabalho dos colaboradores-empregados, tendo, portanto, as suas exigibilidades restritas ao período de vigência ora ajustado e expirar-se-ão em 31 (trinta e um) de janeiro de 2008, podendo, todavia, ser revistas em qualquer época, desde que assim convenha, concomitantemente, às partes. Por estarem acertados, firmam este Acordo Coletivo de Trabalho, em 5 (cinco) vias, compostas por 5 (cinco) laudas cada uma, que, depois de depositado - para ser registrado e arquivado - na Delegacia Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, produzirá os seus efeitos jurídicos e legais, consoante os termos do Artigo 614 da Rio de Janeiro/RJ, de de Sindicato dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas do Estado do Rio de Janeiro Carlos Alberto Medeiros Alves - CPF/MF Presidente Inspetoria São João Bosco Padre Márcio José Montandon Marçal - CPF/MF Diretor-Tesoureiro 5

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 Data-base - Maio/2007 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 2 Pelo presente instrumento, de um lado a Centrais de Abastecimento

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000792/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050907/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011100/2015-21 DATA

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE SOROCABA E REGIÃO, com sede à Rua Augusto Franco, nº 159, em Sorocaba/SP,

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: NÚMERO DO PROCESSO: DATA DO PROTOCOLO: Página 1 de 8

NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: NÚMERO DO PROCESSO: DATA DO PROTOCOLO: Página 1 de 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ENTRE A EMPRESA MOINHO CANUELAS LTDA E O SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA SINDALIMENTAÇÃO-BA 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO

Leia mais

Parágrafo 3º - O benefício previsto na presente cláusula é limitado a um curso de graduação, por beneficiário.

Parágrafo 3º - O benefício previsto na presente cláusula é limitado a um curso de graduação, por beneficiário. P R O P O S T A Acordo Coletivo de Trabalho que entre si fazem o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado do Rio de Janeiro, com sede a Rua dos Andradas, nº 96, grupos 802/803, Centro,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009 Enfermeiros O SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ nº 21.854.005/0001-51, portador de Carta Sindical expedida pelo MTb (cópia

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas)

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas) Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TURISMO, HOSPITALIDADE

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000408/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR013582/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.008124/2014-42 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

Parágrafo Único: A presente condição não se aplica aos menores aprendizes.

Parágrafo Único: A presente condição não se aplica aos menores aprendizes. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043980/2013 JOHN DEERE BRASIL LTDA, CNPJ n. 89.674.782/0010-49, neste ato representado(a) por seu Gerente, Sr(a). EDISON LUIS HAUSER e por

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000053/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/02/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001382/2009 NÚMERO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP005258/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022823/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010185/2011-77

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000529/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002949/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003317/2014-97 DATA DO

Leia mais

http://www3.mte.gov.br/internet/mediador/relatorios/imprimiricxml.asp?nrrequeri...

http://www3.mte.gov.br/internet/mediador/relatorios/imprimiricxml.asp?nrrequeri... Page 1 of 9 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP003860/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR072431/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003231/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046809/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009204/2014-25 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001940/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022033/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46238.000478/2015-41 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067405/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 13/10/2015 ÀS 16:29 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016733/2015 14 DATA DO PROTOCOLO: 16/10/2015 SINDICATO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000351/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR049128/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002980/2015-57 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 A presente cópia foi registrada e arquivada na DRT/DF sob o n.º: 46206.006203/97-55 em 01/07/97 Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Empresas Prestadoras de

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado, o SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINPAPEL, e, de outro

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PRPOAGANDISTAS-VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000411/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR008475/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.006310/2013-66 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Pelo presente instrumento, de um lado o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Alagoas, estabelecido na Rua Prof. José da Silveira Camerino, 930,

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: BA000213/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028602/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46204.005460/2014-42 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061795/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010162/2010-81 DATA DO PROTOCOLO: 27/10/2010 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSOES DE SAO

Leia mais

FRANCISCO CARLOS DOMINGUES

FRANCISCO CARLOS DOMINGUES Ata da assembleia para renovação do acordo coletivo de trabalho que substitui o benefício da cesta básica por vale alimentação em cartão magnético, renovação do banco de horas, renovação do acordo de prorrogação

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001597/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024152/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.007124/2015-16 DATA DO

Leia mais

Supermercados e Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São José, Biguaçu e Palhoça.

Supermercados e Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São José, Biguaçu e Palhoça. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE SÃO JOSÉ E REGIÃO Fundado em 09/08/1999 CNPJ: 03.392.229/0001-07 Base Territorial: São José, Biguaçu, Antonio Carlos, Governador Celso Ramos e São Pedro de Alcântara.

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 Data-base - Maio/2011 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ediador - Extrato Convenção Coletiva 1 de 7 27/10/2015 11:23 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001167/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que fazem, na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DOS HOSPITAIS E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA - SINDHOSBA e,

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000169/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR004633/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.002832/2015-40

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 CODESC Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 Pelo presente instrumento, de um lado a COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DE SANTA CATARINA CODESC,

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014:

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016 CLÁUSULA 1ª - DO PISO SALARIAL São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: a) Fica afixado o piso salarial da

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si fazem, nos termos do artigo 611 e seguintes da Consolidação das Leis do Trabalho, artigos 7º, XXVI, e, 8º VI, da Constituição da República, SINDICATO DOS PROFESSORES

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000120/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016910/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.001354/2010-39 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000797/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024575/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.013979/2015-56 DATA

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CONGONHAS E A FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CONFORME AS SEGUINTES CLÁUSULAS E CONDIÇÕES:

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO PESSOAL DA CS BRASIL DATA-BASE 01.07.2011 VIGÊNCIA 01.07.2011 A 30.06.2012

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO PESSOAL DA CS BRASIL DATA-BASE 01.07.2011 VIGÊNCIA 01.07.2011 A 30.06.2012 PAUTA DE REIVINDICAÇÃO PESSOAL DA CS BRASIL DATA-BASE 01.07.2011 VIGÊNCIA 01.07.2011 A 30.06.2012 CLÁUSULA 1ª - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP010023/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053435/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004392/2015-09 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001991/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031479/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.011147/2014-94 DATA

Leia mais

ADITAMENTO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARTES ACORDANTES

ADITAMENTO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARTES ACORDANTES ADITAMENTO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARTES ACORDANTES São partes signatárias do presente Termo Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho, a Empresa INFRAMÉRICA - CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO DE BRASILIA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015-2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015-2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015-2017 SINDICATO DOS AUXILIARES DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DE ITAJAÍ E REGIÃO SAAE Itajaí e Região, CNPJ n. 76.701.267/0001-78, neste ato representado por seu Presidente,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000362/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043879/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.003330/2015-29 DATA DO

Leia mais

CLÁUSULA PREIMEIRA - DATA-BASE E VIGÊNCIA

CLÁUSULA PREIMEIRA - DATA-BASE E VIGÊNCIA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO que celebra o Serviço Social da Indústria Departamento Nacional - SESI/DN CNPJ-33.641.358/0001-52, Conselho Nacional - SESI/CN CNPJ - 03.800.479/0001-39, Serviço Nacional de

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000 Pelo presente instrumento particular, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS GRÁFICAS DE BLUMENAU, com sede na Rua Dr. Luiz de Freitas Melro, n. 231,

Leia mais

Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios para cálculo

Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios para cálculo NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000203/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR085273/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.001799/2015-21 DATA DO PROTOCOLO: 27/01/2015 ACORDO COLETIVO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM A CAIXA BENEFICENTE

Leia mais

1.2. Os valores previstos nesta cláusula terão vigência a partir de 1º de junho de 2014.

1.2. Os valores previstos nesta cláusula terão vigência a partir de 1º de junho de 2014. ACORDO QUE ENTRE SI FAZEM A VALE S/A E O SINDIMINA SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE PROSPECÇÃO, PESQUISA E EXTRAÇÃO DE MINÉRIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO A VALE S/A, inscrita no CNPJ sob

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000378/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038469/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.009306/2010-04 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000022/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/01/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079004/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46273.001163/2013-23 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores)

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TURISMO, HOSPITALIDADE E DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00355/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR056083/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46000.007397/2014-75 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000599/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044135/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.008883/2015-65 DATA

Leia mais

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000921/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023133/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002652/2016-61 DATA DO PROTOCOLO: 24/05/2016 Convenção Coletiva

Leia mais

Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001208/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034013/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.000954/2016-02 DATA

Leia mais

ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013)

ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013) 1 ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013) SUSCITANTE: SINDICATO DOS BIOMÉDICOS PROFISSIONAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO, entidade sindical profissional

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001437/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018284/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.012545/2014-58 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. Convenção Coletiva De Trabalho 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000317/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR010344/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.000931/2014-28 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si fazem, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda Locação e Administração de Imóveis

Leia mais

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de março.

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de março. PAUTA DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO FIRMADO ENTRE O SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E ENTIDADES COLIGADAS E AFINS DO ESTADO DO ESPIRITO SANTO SINDICOES-ES E

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DA VIVO PARA ACORDO COLETIVO 2008/2009. CAPíTULO I DAS CONDIÇÕES ECONÔMICAS

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DA VIVO PARA ACORDO COLETIVO 2008/2009. CAPíTULO I DAS CONDIÇÕES ECONÔMICAS PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DA VIVO PARA ACORDO COLETIVO 2008/2009 CAPíTULO I DAS CONDIÇÕES ECONÔMICAS Cláusula Primeira - Reajuste Salarial A Empresa reajustará em 1º de outubro/2008, os

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP

ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DE ENERGIA ELÉTRICA DE CAMPINAS/SINERGIA CUT, entidade sindical

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00234/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037462/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.006459/2010-12 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO. 01/07/2013 a 30/04/2014

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO. 01/07/2013 a 30/04/2014 TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 01/07/2013 a 30/04/2014 Pelo presente instrumento, de um lado, SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EDIFÍCIOS, CONDOMÍNIOS E TRABALHADORES EM TURISMO E HOSPITALIDADE

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000058/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/01/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR003190/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.000754/2010-34 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004119/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/04/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016929/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.001272/2016-22 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 12 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001220/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026338/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004014/2013-31 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000267/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043602/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.003293/2009-19 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002026/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020428/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004564/2012-89 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários do presente instrumento todos os empregados em Sociedades de Fomento

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012 Entre as partes, de um lado, SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA - SINAENCO, inscrito no CNPJ 59.940.957/0001-60, e de outro

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015 (31) 3241-2811 - www.sinmedmg.org.br R. Padre Rolim 120- Santa Efigênia - CEP: 30130-090 - e-mail: geral@sinmedmg.org.br. SI NI4EDMG ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015 O SINDICATO DOS MÉDICOS DE MINAS

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000015/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR000163/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.000147/2011-48 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Imprimir Salvar TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR025113/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 08/05/2015 ÀS 14:26 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030097/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 28/05/2015 ÀS 15:20 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46268.001425/2014-18

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028129/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003195/2012-11

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000572/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021807/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.005707/2015-00

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 8 Imprimir Salvar CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001781/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/07/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR033438/2013 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2005/2006

CONVENÇÃO COLETIVA 2005/2006 1 de 5 CONVENÇÃO COLETIVA 2005/2006 Convenção Coletiva de Trabalho que firmam entre si, de um lado, o SINDICATO DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DO ESTADO DA BAHIA, adiante denominado SINEPE-BA, e de outro

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012087/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 06/03/2015 ÀS 08:38 FEDERACAO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO E CONGENERES DO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 Dispõe sobre o horário de funcionamento do Instituto Chico Mendes, jornada de trabalho e controle

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000519/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039314/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.007726/2015-32 DATA DO

Leia mais

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz)

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2008/2009 (Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) Termo de Convenção Coletiva de Trabalho que entre si

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000150/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018764/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002132/2011-14 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE001295/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 27/11/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR073196/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.022180/2013-17 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003056/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039599/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008706/2014-39

Leia mais