CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015"

Transcrição

1 C O N V E N Ç Ã O C O L E T I V A D E T R A B A L H O 2014/2015 SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DE RIO DO SUL E REGIÃO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ SINTIAVI SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE PANIFICAÇÃO, CONFEITARIA, PRODUTOS DE CACAU E BALAS, MASSAS ALIMENTÍCIAS, BISCOITOS, DOCES E CONSERVAS ALIMENTÍCIAS DE BLUMENAU VIGÊNCIA: 01/07/2014 A 30/06/2015

2 2 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 Pelo presente instrumento particular de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, de um lado o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Rio do Sul e Região do Alto Vale do Itajaí, com sede à Alameda Aristiliano Ramos, 194, sala 602, Centro, na cidade de Rio do Sul SC, inscrito no MTB sob o número /93-45 e inscrito no CNPJ sob o número / , neste ato representado pelo seu Presidente, Sr. ROGÉRIO BENTO, inscrito no CPF número e de outro lado o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria, Produtos de Cacau e Balas, Massas Alimentícias, Biscoitos, Doces e Conservas Alimentícias de Blumenau, com sede à Rua XV de Novembro, 550, 4º andar, sala 403, na cidade de Blumenau SC, inscrito no CNPJ sob o número / , inscrito no MTB sob o número /73, neste ato representado pelo seu Presidente, Sr. IVAN CARLOS TONN, inscrito no CPF número , todos abaixo assinados, fica estabelecida a CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, regida pelas cláusulas e condições seguintes. CLÁUSULA 01 DA VIGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho terá vigência de um ano, contando a partir de 01 de julho de 2014 até 30 de junho de CLÁUSULA 02 REAJUSTE SALARIAL As empresas concederão, no mês de julho de 2014, à todos os seus empregados representados pelo Sindicato Profissional, um reajuste salarial de 8 % (oito por cento) incidentes sobre o salário do mês de Julho de Do total apurado serão compensados os adiantamentos legais e ou espontâneos concedidos a partir de 01 de julho de 2013 a 30 de junho de Parágrafo Único: Os empregados admitidos após o mês de julho de 2013, terão seus salários reajustados de forma proporcional aos meses trabalhados. CLÁUSULA 03 REMUNERAÇÃO MÍNIMA A partir de julho de 2014 o salário normativo para os empregados das empresas representados pela categoria obedecerá ao seguinte critério: a) Faxineiro, Auxiliar de Produção, Auxiliar de Padeiro, Auxiliar de Confeiteiro e demais Auxiliares...R$ 910,00 b) Profissional:...R$ 945,00 Parágrafo Único: estão excluídos do disposto desta cláusula os menores submetidos ao regime regular de aprendizagem, bem como aqueles integrados no Programa Social do Trabalho Educativo, promovido e coordenado pelas entidades governamentais. 2

3 3 CLÁUSULA 04 - DESCONTOS A empresa fica autorizada a efetuar descontos em folha de pagamento dos empregados a título de: supermercado, açougue, associações de empregados, grêmios, cooperativas de crédito e de consumo, vale transporte, seguro saúde e de vida, refeições/alimentação, mensalidade sindical, serviços médicos e odontológicos, exames laboratoriais, desde que expressamente autorizados pelos mesmos. CLÁUSULA 05 HORAS EXTRAORDINÁRIAS As horas extraordinárias efetivamente trabalhadas, serão pagas da seguinte forma: a) 55% (cinqüenta e cinco por cento), de segunda-feira à sábado; b) 105% (cento e cinco por cento), aos domingos e feriados. CLÁUSULA 06 JORNADA NOTURNA Fica assegurado ao empregado que prestar serviço no horário noturno compreendido entre 22:00 horas e 05:00 horas, um adicional de 30% (trinta por cento) sobre o valor da hora normal. CLÁUSULA 07 SALÁRIO SUBSTITUTO Admitido empregado para função de outro dispensado sem justa causa, será aquele, salário igual ao do empregado de menor salário da função, excetuando-se nos casos onde exista apenas um funcionário na mesma função, cuja especialização necessite durante espaço de tempo para obtenção de experiência, sem considerar vantagens pessoais. CLÁUSULA 08 FÉRIAS PROPORCIONAIS Ao empregado que rescindir espontaneamente o Contrato de Trabalho, antes de completar um (01) ano de serviço, porém com mais de três (03) meses de trabalho ininterruptos na mesma empresa, serão pagas férias proporcionais, à razão de um doze avos (1/12) por mês completo de trabalho na empresa. CLÁUSULA 09 AVISO PRÉVIO Será de 30 (trinta) dias, para os empregados com até um ano de serviço na mesma empresa e após será acrescido 3(três) dias a cada ano completado com no máximo de 90(noventa) dias de aviso prévio. CLÁUSULA 10 DISPENSA DO AVISO PRÉVIO O empregado que tiver o seu contrato de trabalho rescindido sem justa causa e que no curso do aviso prévio desejar afastar-se do emprego, desde que comprove novo emprego, fica dispensado do cumprimento do mesmo, recebendo o salário referente aos dias trabalhados. 3

4 4 Parágrafo Único: A liberação do empregado do cumprimento do aviso prévio, não antecipa a data do pagamento e homologação das verbas rescisórias. CLÁUSULA 11 RESCISÃO POR JUSTA CAUSA No caso de rescisão por justa causa, a empresa comunicará, por escrito, ao empregado, contra recibo ou mediante assinatura de testemunhas se for necessário, o dispositivo legal no qual incidiu a falta. No caso de assinatura o número de testemunhas se dará da seguinte forma: De 02 (dois) a 04 (quatro) funcionários, 01 (uma) testemunha; De 05 (cinco) a 09 (nove) funcionários, 02 (duas) testemunhas; De 10 (dez) ou mais funcionários, 03 (três) testemunhas. CLÁUSULA 12 GARANTIAS ESPECIAIS DE EMPREGO Será garantido o emprego e o salário, aos empregados optantes pelo regime do FGTS, durante os 24 (vinte e quatro) meses imediatamente anteriores à aquisição do direito à aposentadoria por idade ou por tempo de serviço, desde que comprove através de declaração da Previdência Social a aquisição do direito e, desde que o empregado tenha mais de cinco (5) anos de trabalho na mesma empresa. Adquirido o direito proporcional, extingue-se a garantia; Parágrafo Único: em qualquer caso, o contrato poderá ser rescindido por pedido de demissão, acordo, justa causa, transferência ou encerramento das atividades da empresa ou, ainda, a qualquer tempo, mediante o pagamento dos dias de garantias restantes. CLÁUSULA 13 EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E UNIFORMES A empresa que exigir que seus empregados trabalhem uniformizados, deverá fornecer os equipamentos e uniformes, fazendo constar de regulamento, a obrigatoriedade. A empresa fornecerá, gratuitamente aos seus empregados os equipamentos de proteção individuais e coletivos de trabalho, necessários às atividades profissionais desenvolvidas, comprometendo-se os empregados a usar e zelar por seu correto uso e manuseio. Por ocasião do desligamento do empregado, este deverá proceder a devolução dos referidos equipamentos/uniformes, sob pena de ter que indenizá-los à empresa. CLÁUSULA 14 COMPENSAÇÃO DAS ANTECIPAÇÕES SALARIAIS As antecipações salariais concedidas na vigência desta Convenção Coletiva serão compensadas dentro dos critérios previstos no inciso XXI da Instrução do TST, que excetua: a) término de aprendizagem; b) implemento de idade; c) promoção por antiguidade e merecimento; 4

5 5 d) transferência de cargo, função, estabelecimento ou localidade; e) equiparação salarial determinada por sentença transitada em julgado. Parágrafo Único: a empresa comunicará, por escrito, ao SINTIAVI, as antecipações salariais espontaneamente concedidas, durante a Convenção Coletiva de Trabalho. CLÁUSULA 15 COMPENSAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO Ficam as empresas autorizadas a trabalhar onde há necessidade de trabalho aos domingos e feriados, independentemente de acordo individual, inclusive para empregados em atividades insalubres ou perigosas, desde que sejam respeitadas as regras básicas a seguir: a) jornada de trabalho de 8 horas diárias e 44 horas semanais; b) as horas de trabalho aos domingos e feriados serão compensadas segundo a conveniência do serviço, por descanso (folga) em período equivalente, nos dias seguintes ou nos dias subseqüentes, dentro das do trabalho normal; c) deverá existir uma escala de revezamento, proporcionando duas folgas dominicais a cada dois domingos trabalhados por mês. Parágrafo Único: as empresas comunicarão aos empregados e fixarão em local visível alternativa que será adotada, com antecedência para que surta o que será adotado. CLÁUSULA 16 MORA SALARIAL O atraso no pagamento dos salários e das verbas rescisórias, observados os prazos estabelecidos pela Lei nº 7.855, de 24/10/1989, que alterou o art. 459 da CLT, implicarão no pagamento de multa de 0,2% (zero vírgula dois por cento) do valor líquido devido por dia de atraso, salvo quando, comprovadamente, o trabalhador der causa à mora. CLÁUSULA 17 QUADRO DE AVISOS A empresa permitirá ao Sindicato Profissional, fixar os seus informativos e normas, bem como o acordo salarial, ficando por liberdade da Empresa, a escolha do local. CLÁUSULA 18 PENALIDADES Pelo não cumprimento de qualquer cláusula da presente Convenção Coletiva, a parte infratora pagará à parte prejudicada a multa correspondente a 5% (cinco por cento) do valor do Piso Salarial (cláusula 3) por infração e por empregado. CLÁUSULA 19 CONCILIAÇÃO DE DIVERGÊNCIAS Havendo divergência entre as partes por motivo de aplicação das cláusulas desta Convenção Coletiva, comprometem-se as partes a discuti-las com o objetivo de procurar um acordo, que será expresso em Termo Aditivo. Permanecendo porém a divergência, a dúvida será dirimida pelo Poder Judiciário, por iniciativa de qualquer das partes. 5

6 6 CLÁUSULA 20 DISPENSA DO DIRIGENTE SINDICAL Por ocasião das negociações coletivas com o Sindicato Patronal (Sindicato das Indústrias de Panificação, Confeitaria, Produtos de Cacau e Balas, Massas Alimentícias, Biscoitos, Doces e Conservas Alimentícias de Blumenau), o Presidente do Sindicato Profissional, será dispensado do trabalho, sem prejuízo de sua remuneração, devendo comunicar sua empregadora a respeito. CLÁUSULA 21 TAXA ASSISTENCIAL As empresas descontarão de todos empregados, associados e não associados, abrangidos pelo presente instrumento, a importância de 4% (quatro por cento) a título de Taxa Assistencial, sendo descontado 2% (dois por cento) no mês de setembro de 2014 e 2% (dois por cento) no mês de maio de Parágrafo 1º: As quantias descontadas deverão ser recolhidas impreterivelmente até o 5º (quinto) dia útil do mês seguinte, após o efetivo desconto, através de guias próprias que serão encaminhadas pela entidade sindical profissional. Parágrafo 2º: O desconto é de inteira responsabilidade da entidade sindical profissional, sendo a empresa mera repassadora das importâncias descontadas. CLÁUSULA 22 RELAÇÃO NOMINAL As empresas ficam obrigadas a remeter ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Rio do Sul e Região do Alto Vale do Itajaí SINTIAVI, localizado à Alameda Aristiliano Ramos, 194 sala 602, em Rio do Sul SC, juntamente com a cópia do comprovante de recolhimento da contribuição confederativa, constando: relação de seus empregados, discriminando nomes, admissão, funções, salários e o valor do desconto individual e, se solicitadas por escrito na ocasião do pagamento da Contribuição Sindical Profissional. CLÁUSULA 23 - RENEGOCIAÇÃO Durante a vigência desta Convenção Coletiva, havendo necessidade, as partes de comum acordo poderão revê-la, firmando eventual termo aditivo. Rio do Sul (SC), 16 de julho de ROGÉRIO BENTO Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Rio do Sul e Região do Alto Vale do Itajaí SINTIAVI 6

7 7 IVAN CARLOS TONN Presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação, Confeitaria, Produtos de Cacau e Balas, Massas Alimentícias, Biscoitos, Doces e Conservas Alimentícias de Blumenau Testemunha: Vilson Schulle 7

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. Convenção Coletiva De Trabalho 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000317/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR010344/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.000931/2014-28 DATA

Leia mais

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000921/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023133/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002652/2016-61 DATA DO PROTOCOLO: 24/05/2016 Convenção Coletiva

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si fazem, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda Locação e Administração de Imóveis

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009 Enfermeiros O SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ nº 21.854.005/0001-51, portador de Carta Sindical expedida pelo MTb (cópia

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002511/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053502/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005004/2012-32 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários do presente instrumento todos os empregados em Sociedades de Fomento

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas)

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.004/2.005 (Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas) Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TURISMO, HOSPITALIDADE

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PRPOAGANDISTAS-VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE SOROCABA E REGIÃO, com sede à Rua Augusto Franco, nº 159, em Sorocaba/SP,

Leia mais

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz)

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2008/2009 (Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) Termo de Convenção Coletiva de Trabalho que entre si

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 1 Entre as partes, de um lado, representando a Categoria Profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO,

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 7 28/12/2015 17:24 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC003175/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/12/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR081080/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 47620.002006/2015-72

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00355/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR056083/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46000.007397/2014-75 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Pelo presente instrumento, de um lado o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Alagoas, estabelecido na Rua Prof. José da Silveira Camerino, 930,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999 O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Passo Fundo e Região e o Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Passo Fundo,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP010023/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053435/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004392/2015-09 DATA DO

Leia mais

ADITAMENTO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2 0 0 4 / 2 0 0 6 INDAIATUBA

ADITAMENTO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2 0 0 4 / 2 0 0 6 INDAIATUBA ADITAMENTO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2 0 0 4 / 2 0 0 6 INDAIATUBA Por este instrumento, e na melhor forma de direito, de um lado, como representante da categoria profissional, o SINDICATO DOS

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores)

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TURISMO, HOSPITALIDADE E DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE 2012/2013 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE que entre si fazem, o SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE CRICIÚMA E REGIÃO, entidade representativa sindical da categoria profissional

Leia mais

SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC. Data-base 1º de maio de 2016

SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC. Data-base 1º de maio de 2016 COOPERATIVAS SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2016-2017 Data-base 1º de maio de 2016 Florianópolis/SC, 15 de abril de 2016 PRÉ-ACORDO: CLÁUSULA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001219/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031663/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46303.000596/2015 29 DATA

Leia mais

RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA 2014 / 2015

RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA 2014 / 2015 RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA 2014 / 2015 Pelo presente instrumento particular, de um lado, o SINDICATO DOS PUBLICITÁRIOS, DOS AGENCIADORES DE PROPAGANDA E DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE PROPAGANDA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012 Pelo presente instrumento particular, de um lado O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Publicidade do Estado do Paraná, com sede em Curitiba, no estado do Paraná, na

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 Data-base - Maio/2007 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 2 Pelo presente instrumento, de um lado a Centrais de Abastecimento

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP005258/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022823/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010185/2011-77

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR075231/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS E TURISMO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, CNPJ n. 15.461.676/0001-50, neste ato representado

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 A presente cópia foi registrada e arquivada na DRT/DF sob o n.º: 46206.006203/97-55 em 01/07/97 Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Empresas Prestadoras de

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ediador - Extrato Convenção Coletiva 1 de 7 27/10/2015 11:23 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001167/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL AR/DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CONGONHAS E A FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CONFORME AS SEGUINTES CLÁUSULAS E CONDIÇÕES:

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si fazem, nos termos do artigo 611 e seguintes da Consolidação das Leis do Trabalho, artigos 7º, XXVI, e, 8º VI, da Constituição da República, SINDICATO DOS PROFESSORES

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000685/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026595/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.007774/2010-05 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 8 Imprimir Salvar CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001781/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/07/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR033438/2013 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012087/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 06/03/2015 ÀS 08:38 FEDERACAO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO E CONGENERES DO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014:

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016 CLÁUSULA 1ª - DO PISO SALARIAL São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: a) Fica afixado o piso salarial da

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061795/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010162/2010-81 DATA DO PROTOCOLO: 27/10/2010 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSOES DE SAO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC003161/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR083843/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.003527/2014-86 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Por este instrumento, de um lado, representando os empregados, o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE CUIABÁ e VARZEA GRANDE, e do outro lado, representando os empregadores

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG003215/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046092/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.003463/2015-33 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026037/2013 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE SAO JOSE E REGIAO, CNPJ n. 03.392.229/0001-07, neste ato representado(a) por seu Membro

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 12 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001220/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026338/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004014/2013-31 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO O SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DO MATERIAL ELÉTRICO DE RIO DO SUL, representado por seu Presidente, Sr. EWALDO GRAMKOW, e o SINDICATO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001597/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024152/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.007124/2015-16 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP012504/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/11/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060006/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.005100/2012-02 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL.

SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL. SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN, AREAL E SAPUCAIA.

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000797/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024575/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.013979/2015-56 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que fazem, na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DOS HOSPITAIS E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA - SINDHOSBA e,

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO: Os empregados admitidos após setembro de 2004 terão reajustes proporcionais ao número de meses trabalhados.

PARÁGRAFO ÚNICO: Os empregados admitidos após setembro de 2004 terão reajustes proporcionais ao número de meses trabalhados. , SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE COMPRA, VENDA, LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS E COMERCIAIS NO ESTADO DE GOIÁS. Fundada em 21/07/1983 - Reconhecido em: 03/01/1988 - (D.O.U.) 14/10/1988

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067405/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 13/10/2015 ÀS 16:29 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016733/2015 14 DATA DO PROTOCOLO: 16/10/2015 SINDICATO

Leia mais

Parágrafo Único - autorizando a compensação de reajustes espontâneos concedidos no período de 01/05/2013 a 30/04/2014.

Parágrafo Único - autorizando a compensação de reajustes espontâneos concedidos no período de 01/05/2013 a 30/04/2014. Acordo Coletivo de Trabalho com vigência entre 01/05/2014 A 30/04/2015, que entre si fazem o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado do Rio de Janeiro, com sede à Rua dos Andradas,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 Data-base - Maio/2011 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA,

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2000 Pelo presente instrumento particular, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS GRÁFICAS DE BLUMENAU, com sede na Rua Dr. Luiz de Freitas Melro, n. 231,

Leia mais

Supermercados e Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São José, Biguaçu e Palhoça.

Supermercados e Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São José, Biguaçu e Palhoça. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE SÃO JOSÉ E REGIÃO Fundado em 09/08/1999 CNPJ: 03.392.229/0001-07 Base Territorial: São José, Biguaçu, Antonio Carlos, Governador Celso Ramos e São Pedro de Alcântara.

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Suscitante: Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, com sede à Rua Rondinha, 72/78, Chácara Inglesa, São Paulo, S.P, CEP: 04140-010, inscrito no CNPJ/MF

Leia mais

2.015 2.016 I. VIGÊNCIA, DATA-BASE E ABRANGÊNCIA. 2. DATA-BASE Fica mantido como data-base o dia primeiro de Julho de 2.015.

2.015 2.016 I. VIGÊNCIA, DATA-BASE E ABRANGÊNCIA. 2. DATA-BASE Fica mantido como data-base o dia primeiro de Julho de 2.015. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.015 2.016 SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTÔNOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIAS, INFORMAÇÕES E PESQUISAS E DE EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 CODESC Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 Pelo presente instrumento, de um lado a COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DE SANTA CATARINA CODESC,

Leia mais

Acordo Coletivo de Trabalho ABRANGÊNCIA MAIO/2008 A ABRIL/2009

Acordo Coletivo de Trabalho ABRANGÊNCIA MAIO/2008 A ABRIL/2009 Acordo Coletivo de Trabalho ABRANGÊNCIA MAIO/2008 A ABRIL/2009 Instrumento de Acordo Coletivo de Trabalho entre si celebram, de um lado a UNIMED REGIONAL SUL/GO, pessoa jurídica de direito privado, com

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002197/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR052984/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.001958/2015-89 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 1 de 12 14/06/2016 10:24 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001163/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/06/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034398/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001674/2016-83

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

1 de 11 01/07/2015 17:04

1 de 11 01/07/2015 17:04 1 de 11 01/07/2015 17:04 Contabilidade - Joinville Contabilidade Joinville Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022612/2013 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 16/07/2013 ÀS 15:58

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000792/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050907/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011100/2015-21 DATA

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 SINTRAFOPOLIS/SETPESC Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que fazem entre si, de um lado o SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS, TRABALHADORES EM EMPRESAS

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 SINDETH -SINDICATO DOS EMPREGADOS EM TURISMO DO ESTADO DO TOCANTINS, CNPJ n. 14.625.316/0001-83, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). AROLDO FERNANDES

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002387/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061837/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005562/2015-41 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2003-2004

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2003-2004 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2003-2004 QUE ENTRE SI CELEBRAM, na forma do disposto no título VI, artigo 611 e seguintes da CLT, de um lado o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000150/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018764/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002132/2011-14 DATA DO

Leia mais

Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros. 13º Salário CLÁUSULA QUINTA - ANTECIPAÇÃO DO 13º SALÁRIO

Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros. 13º Salário CLÁUSULA QUINTA - ANTECIPAÇÃO DO 13º SALÁRIO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000958/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/08/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR040357/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.016438/2011-75 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002142/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067522/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.003592/2015-83 DATA

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002341/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR056758/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016381/2014-16 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000351/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR049128/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002980/2015-57 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000397/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/03/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR008248/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.008370/2012-12 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035902/2013 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSP RODOV NO EST GO, CNPJ n. 01.089.689/0001-35, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.008 / 2.009

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.008 / 2.009 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.008 / 2.009 Pelo presente instrumento particular, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ SITICOM -

Leia mais

CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008

CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008 CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008 ABRANGENCIA EMPRESAS E EMPREGADOS NO COMERCIO EM GERAL DOS MUNICIPIOS DE BRASNORTE, JUINA, CASTANHEIRA, JURUENA, COTRIGUAÇU E ARIPUANÃ. Por este instrumento, de

Leia mais

DA REPOSIÇÃO SALARIAL

DA REPOSIÇÃO SALARIAL SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE COMPRA, VENDA, LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS E COMERCIAIS NO ESTADO DE GOIÁS. Fundada em 21/07/1983 - Reconhecido em: 03/01/1988 - (D.O.U.) 14/10/1988

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado, o SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINPAPEL, e, de outro

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: BA000348/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028635/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46204.003385/2015-66 DATA

Leia mais

Internet: www.eaa.org.br E-mail: sindicato@eaa.org.br CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.016 I 2.017

Internet: www.eaa.org.br E-mail: sindicato@eaa.org.br CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.016 I 2.017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.016 I 2.017 SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AG'"ENTES AUTÔNOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERíCIAS, INFORMAÇÕES E PESQUISAS E DE EMPRESAS DE SERViÇOS CONT

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Page 1 of 6 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000247/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026524/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.003899/2011-49 DATA

Leia mais

Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001208/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034013/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.000954/2016-02 DATA

Leia mais

PARÁGRAFO PRIMEIRO - Com o reajuste mencionado nesta cláusula, ficam quitadas todas as possíveis defasagens salariais.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - Com o reajuste mencionado nesta cláusula, ficam quitadas todas as possíveis defasagens salariais. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI CELEBRAM A EMPRESA SANTA MARIA PARTICIPAÇÕES S/A, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ (MF) sob o nº 07.543.799/0001-01, estabelecida na rua Aurélio

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000224/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016542/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000650/2013-11 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027995/2013 SINDICATO EMPREG.NO COMERCIO HOTELEIRO,BARES,RESTAUR.E SIMILARES DE MONTENEGRO, CNPJ n. 02.869.528/0001-27, neste ato representado(a)

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000022/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/01/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079004/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46273.001163/2013-23 DATA DO

Leia mais

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS Cláusula 01 - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá todos os Empregadores e Empregados das categorias econômicas

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000267/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043602/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.003293/2009-19 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP000528/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/01/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024421/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46255.000080/2009-59 DATA DO

Leia mais