Criado por Mario Madureira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Criado por Mario Madureira"

Transcrição

1

2 Criado por Mario Madureira

3 Ep. #: 108 Meninas Grandes Não Choram Escrito por Mario Madureira e Karina Bittencourt 28 de agosto de 2015 São Paulo, Brasil

4 1 ATO UM Anteriormente em Estrada das Lágrimas. arranja um emprego para pagar as contas atrasadas e recebe mais uma conta para pagar. JOÃO questiona se ele está vendo o GUI novamente. tenta falar com, mas afirma que ela está indisposta. beija ISABELA por acidente e fica com medo de estar vivenciando uma tristeza antiga. apresenta para seus pais e a beija pela primeira vez. ROBSON e uma assistente social visitam afirmando que está vivendo em condições precárias por ser menor de idade e afirmam que levariam embora. INT. CASA DA FAMÍLIA SANGES. SALA NOITE e estão sentados lado a lado no sofá. (angustiada) O que vamos fazer agora, Samuel? (suspira) Tudo que não precisávamos era de mais um problema. Se você tivesse me avisado onde estaria, talvez não estivéssemos nessa situação. Que sirva de lição! Sem sermão agora! Estou tentando pensar em alguma coisa. Pra que esse policial intrometido tinha que piorar as coisas? Talvez ele tenha razão. Talvez eu seja incapaz de cuidar de você. (suspira) Isso está sendo mais difícil do que pensei. Ei, você está sendo ótimo. Esse Robson não sabe nada sobre nós. Ele deveria estar atrás dos nossos pais, não perseguindo a gente. Bom, de qualquer maneira, temos que encontrar uma saída.

5 2 Não sei... Falar com um advogado, talvez? Advogado? (se levanta do sofá) Já sei! Podemos falar com a mãe da Camila. Ela é uma ótima advogada. Pode ser que nos ajude. Ótimo! Então você fala com ela amanhã. INT. CASA DA FAMÍLIA NOVAES. QUARTO DE NOITE está andando de um lado para o outro em seu quarto, enquanto TOMMY está deitado em sua cama. Será que ele disse algo para a Lucia? TOMMY Está na cara, André. Ele quer separar vocês. Está fazendo de tudo para conseguir isso. (para de andar, cruzando os braços sob o peito) Estava indo tudo tão bem. O que eu faço, Tommy? Não posso deixar que ele me afaste da Lucia. Não agora. TOMMY Bom, primeiro faça as coisas do seu jeito. Converse com a Lucia e peça para ela lidar com o irmão. Ela também não vai gostar de saber que ele está interferindo dessa forma. E se não funcionar? TOMMY Bem... Aí faremos do meu jeito. A cena escurece e aparece o título ESTRADA DAS LÁGRIMAS, criado por Mario Madureira.

6 FIM DO ATO UM 3

7 4 ATO DOIS INT. RESTAURANTE TAVARES S BURGER. SALÃO PRINCIPAL DIA ISABELA está organizando as mesas do restaurante quando entra apressado. Ele para de andar, arfando e olhando ao redor. Depois engole em seco quando vê ISABELA, que sorri para ele. Hm, bom dia. (coça a cabeça, desconfortável) O Júlio já está aí? ISABELA Está sim, no escritório dele. Obrigado. sai apressadamente do salão, indo em direção ao escritório de JÚLIO. Quando chega, ele hesita, respira fundo e bate três vezes na porta. JÚLIO (voz) Pode entrar. (levanta a cabeça e vê parado na porta) Olá Samuel, bom dia. Chegou mais cedo hoje. Bom dia, Júlio. (respira fundo) É que eu tenho um assunto um pouco delicado para falar com você. JÚLIO Sente-se, garoto. Sou todo ouvidos. Obrigado. (pigarreia) Bom, eu não sei se o Vitor comentou com você sobre os meus pais. Eles estão desaparecidos. JÚLIO (franzindo a testa) Sim, ele comentou. Eu sinto muito.

8 5 Se eu puder fazer alguma coisa... Na verdade, foi isso que eu vim lhe pedir: um grande favor. Eu tenho uma irmã mais nova e as coisas vêm sendo difíceis desde o desaparecimento dos nossos pais. Esse é o motivo pelo qual eu precisei tão urgentemente do emprego, e esse é o motivo pelo qual estou aqui. Preciso muito desse dinheiro agora. Queria pedir um adiantamento. Eu sei que é muito cedo, mas... JÚLIO (interrompe, fazendo um gesto com as mãos) Garoto, está tudo bem. Eu jamais negaria ajuda a alguém nessas condições. Pode contar comigo. sorri para JÚLIO, parecendo aliviado. JÚLIO lhe estende a mão e eles se cumprimentam. EXT. RUA QUALQUER DIA e estão andando lado a lado, em silêncio, em direção à escola. Aconteceu alguma coisa? (franze a testa) Você está quieto desde que saímos de casa. Hm, na verdade eu preciso conversar com você. (suspira) Só não sei por onde começar. (toca o braço de e para de andar) O que foi? Aconteceu alguma coisa? (desvia o olhar de ) Eu... Eu acho que seu irmão está tentando nos afastar. Como assim, André?

9 6 Tem algumas coisas que eu preciso te falar. Coisas que eu não achei necessário falar antes. Fala logo, André! Não gosto de mistérios. (passa a mão no cabelo) Bom, no passado, quando eu ainda era criança, eu tive um amigo imaginário chamado Gui. Não era pra ser algo ruim ou preocupante, Até que ele começou a me mandar fazer... Coisas. (arregala os olhos) Que tipo de coisas? Coisas ruins, Lu. Coisas que uma criança normal não faria. (suspira) Isso, obviamente, assustou muito minha família. Mas foi uma coisa que eu superei com a ajuda do Tomas. (desvia o olhar) Como eu disse, é passado. (franzindo a testa) Mas o que exatamente o Samuel tem a ver com isso? O Samuel foi até o meu pai dizer que eu voltei a ver o Gui. Meu pai estava muito assustado. Veio falar comigo ontem... Eu achei que deveria te contar. Claro... Mas por que o Samuel faria uma coisa dessas? Ele não gosta de mim, eu te disse. Quer nos ver afastados. Eu... Eu não quero que ele consiga isso.

10 7 (abraça ) De jeito nenhum. Não se preocupe... Vou resolver isso. fecha os olhos enquanto abraça. Ele sorri, aliviado. INT. RESTAURANTE TAVARES S BURGER. COZINHA DIA ISABELA está na cozinha quando entra com alguns pratos em uma bandeja. ISABELA Ah, Samuel, eu preciso falar com você. Hm... Está uma loucura lá fora. Pode ser depois? (se vira para sair da cozinha) ISABELA Mas eu só... sai antes que ISABELA termine a frase. ISABELA encara a porta com uma expressão confusa e volta a trabalhar. INT. CASA DE. SALA DIA está sentada no sofá enquanto lê uma revista. desce as escadas com a mochila pendurada em um dos ombros. olha para e fecha a revista, se levantando em seguida. Onde você pensa que vai? Mãe, eu preciso ir para a escola. Estou perdendo muita matéria e... Você não está se sentindo bem, está? Eu estou melhor, mãe.

11 8 segura pelos ombros e a empurra em direção a um espelho redondo pendurado na parede. Você acha que isso é estar bem? Eu já falei pra você! Minha filha não vai sair desse jeito! Se eles acham que você está gorda, você vai ter que emagrecer! Mãe, isso é loucura! É só a escola, não um desfile de moda. Até porque você jamais estaria em um desfile com esse peso. (com lágrimas nos olhos) O que você quer que eu faça? Que eu fique dentro de casa até ter virado uma cópia da Barbie? Isso não vai acontecer. Isso é o que nós vamos ver. (ajeita os cabelos e abre espaço para que saia) Você não vai a lugar nenhum. Suba. vai em direção da escada e sobe. Entra em seu quarto e bate a porta, com lágrimas escorrendo em seu rosto. Ela joga a mochila na cama e olha para o espelho. Aos poucos ela começa a se olhar e tenta encolher a barriga com uma tentativa de parecer mais magra. INT. ESCOLA. PÁTIO DIA está sentada em um banco enquanto vem em sua direção com duas latas de refrigerante. Ele se senta ao lado de e lhe entrega o refrigerante. Obrigada. Imagina. (abre o refrigerante) Você parece preocupada.

12 9 Tem a ver com o que Samuel fez? Hm, sim, também. Tem a ver com muita coisa. (suspira) Camila não veio hoje de novo. Você não disse que a mãe dela cuidaria disso? Sim, mas ela não me deu mais notícias. Estou preocupada. Acho que vou até lá hoje. Preciso conversar com a Débora, mesmo. (ergue as sobrancelhas) Precisa? Por quê? Ah... É sobre a Camila, claro. Quero saber como estão às coisas. (pigarreia) E os preparativos para a sua peça? Eu tenho ensaio hoje. A pré-estreia já é amanhã! Eu estou tão nervoso. Não fique, vai dar tudo certo. (segura a mão de e sorri) Aposto que você é um ótimo ator. Isso você só vai saber amanhã. E pode apostar, que eu estarei lá. Você nunca pensou em atuar? Ajuda muito a esquecer os problemas. (sorri) Você amaria. Ah, isso não é pra mim. Eu gosto mesmo é de escrever.

13 10 (encara, franzindo a testa) Eu não sabia que você gostava de escrever. Hm, não é nada demais. Costumo escrever no meu diário. Escrevo quando preciso externar algumas coisas. Me faz sentir melhor. Ah, você precisa me mostrar isso! Não antes de ver você atuando. Combinado então. No dia da apresentação você me traz o diário. Feito. (estende a mão para cumprimentar ) Vamos indo para a sala? O sinal ainda não tocou, Lu. Sim, mas eu preciso ir ao banheiro antes de voltar para a sala. Tudo bem, então. Te vejo na saída? Pode ser, mas acho que vou direto para a casa da Camila. Te levo até lá, então. Você tem ensaio, esqueceu? (sorri) Pode deixar, eu vou sozinha. Nos falamos por mensagem.

14 11 Fazer o que né? (abraça ) Até depois, então. acena para e vai em direção ao banheiro. Ela pega o celular e disca um número. Espera alguns segundos antes de ser atendida. Alô, Débora? Sou eu, a Lucia. (ouve por alguns segundos) Eu preciso muito falar com você. Tudo bem se eu for aí depois da escola? (ouve por alguns segundos) Tudo bem então. Te vejo mais tarde. INT. CASA DE. QUARTO DIA está deitada em sua cama quando ouve a porta da sala bater. Senta em sua cama bruscamente e se levanta devagar. Abre uma fresta da porta e espia o corredor. Sai do quarto lentamente e vai até a cozinha, abrindo um armário alto e tirando alguns pacotes de doce dele. Abre uma embalagem de chocolate e fecha os olhos enquanto come. entra silenciosamente na cozinha e bate com a mão na mesa, assustando. A mesma derruba o doce que tinha em mãos. O que você pensa que está fazendo? FIM DO ATO DOIS

15 12 ATO TRÊS INT. RESTAURANTE TAVARES S BURGER. BANHEIRO DIA sai do banheiro e vê ISABELA vindo em sua direção. Ele desvia o olhar e anda apressadamente na direção contrária. ISABELA Ei, Samuel. Espera! (alcança, segurando seu braço) Eu preciso... Agora não, Isabela, estou ocupado. Com licença. (solta seu braço do aperto de ISABELA e continua andando) INT. CASA DE. COZINHA DIA está diante de, lhe encarando com os olhos arregalados. da um passo em sua direção e ela da um passo para trás. Mãe... (engole em seco) Eu só... Cale a boca, agora! (se aproxima de e segura seu braço, encarando-a de perto) O que eu foi que eu disse sobre comer qualquer coisa que não estivesse dentro da sua dieta? Foi a primeira vez, eu nunca... Não interessa. (começa a puxar para fora da cozinha) Vamos resolver isso agora mesmo. sai da cozinha arrastando pelo braço. Sobe as escadas e entra em um banheiro. cai de joelhos em frente ao vaso e olha para.

16 13 Mãe, por favor... Você já sabe o que fazer. (ajeita a postura e se vira para sair do banheiro) E, lembre-se, não suje o tapete, querida. EXT. RUA DA ESCOLA DIA está parado ao lado do portão da escola quando vê chegar. Ei, Lu! André? (franze a testa) O que você ainda está fazendo aqui? Achei que já tivesse ido embora. Só queria me despedir. (abraça ) Só isso? (levanta uma sobrancelha, o encarando) Tudo bem. (ri fraco) Eu queria te pedir para que conversasse mesmo com o Samuel. Não se preocupe, eu vou falar com ele. Quero saber como ele ficou sabendo de algo assim. Mas André... Saiba que o meu irmão é uma pessoa bem responsável. Ele não faria algo assim, se não fosse verdade. Devo me preocupar com isso? Claro que não, Lucia. Isso era coisa de criança. Confie em mim.

17 14 Ok. Qualquer coisa me liga, tudo bem? Pode deixar. se aproxima mais de e a beija levemente. fecha os olhos e sorri. se afasta e ajeita a mochila nas costas. Até mais tarde. Boa sorte no ensaio. manda um beijo no ar para e se vira, adotando uma expressão desconfiada. EXT. RUA DA CASA DE DIA toca a campainha da casa de e aguarda inquieta que lhe atendam. Passam-se alguns minutos sem que ninguém atenda. força levemente a maçaneta do portão, que cede com facilidade por estar aberto. entra na casa, hesitante. Prepara-se para ir embora ao constatar que a casa está vazia, então ouve um barulho vindo do quarto de. Decide subir as escadas e bate na porta do quarto, mas não há resposta. Ao ouvir outro barulho, decide entrar e segue até o banheiro do quarto. está em frente ao vaso sanitário, com uma escova de dente nas mãos, vomitando. arregala os olhos e da um passo pra trás, chamando a atenção de. Lucia! (se levanta e joga a escova de dente na pia) Camila, o que você está fazendo? (anda em direção do quarto) Há quanto tempo você faz isso? Lucia, por favor, não exagere.

18 15 Não é nada demais, eu só... Não é nada demais?! Como você pode dizer isso? Camila, isso é grave, é uma doença! Isso não importa! Eu estou bem, está tudo bem. (segura o rosto da amiga) Você não está bem! Por que nunca me disse nada? É por causa daquela montagem, não é? (com lágrimas nos olhos) Você não entenderia... É claro que eu entenderia. (abraça ) Você já conversou com sua mãe sobre isso? (arregala os olhos e se afasta bruscamente de ) Não! Minha mãe não pode ouvir nada sobre isso, entendeu? De jeito nenhum. Eu só quero o melhor pra você, talvez se falássemos com ela... Lucia, me prometa que você jamais tocará nesse assunto com ninguém, principalmente com a minha mãe! Eu prometo. (suspira) Se você prometer que irá parar de fazer isso. Eu...

19 16 De repente, e escutam alguém subir as escadas. (pigarreia) Estou ótima. Só preciso de mais uns dias de descanso. olha para trás e vê parada ao lado da porta. sorri para ela. aperta levemente o pulso de, em uma advertência muda. encara e suspira, dando um passo para trás. Camila, querida, você deveria estar deitada. (olha para ) Lucia, se importa de conversarmos lá em baixo? Camila precisa descansar. Hm, tudo bem. (olha para ) Depois nós conversamos. Por favor, me ligue. Nós precisamos mesmo conversar. permanece em silêncio e suspira, seguindo para fora do quarto. e caminham para a sala e se sentam no sofá. Obrigada por aceitar conversar comigo. (suspira) Dessa vez não é sobre a Camila que eu preciso falar. Preciso da sua ajuda como advogada. Pode falar, querida. Bom, aconteceu o seguinte... INT. TEATRO ESTER DIA está em cima do palco recitando uma poesia, enquanto recebe observações de seu diretor. DIRETOR Isso, André. Maravilha. Podemos parar por hoje.

20 17 (se senta) Está bom? Mesmo? DIRETOR Sim. Acredito que o público vai adorar. O nosso esforço nessas duas semanas valeu a pena. Que ótima notícia! Para mim é importante deixar tudo perfeito. É minha homenagem para o Tomas. DIRETOR O Tomas é uma pessoa maravilhosa. Se ele estivesse aqui, teria orgulho do irmão. Obrigado, mestre. Amanhã será um grande dia. INT. CASA DE. SALA DIA e estão acabando de conversar sentadas lado a lado no sofá. (franze a testa) Qual é o nome do policial que você citou? É Robson. (observa a expressão de mudar) Você o conhece? Infelizmente sim, querida. Esse cara é um problema. (bate com as mãos na perna) E a assistente social? Você sabe o nome dela? Me lembro de Samuel ter citado... Acredito que seja Patrícia alguma coisa. (sorri) Patrícia Moreira! Pra sua sorte eu a conheço,

21 18 não precisa nem se preocupar mais com isso. Então você acha que pode resolver? Claro. Considere o problema resolvido. Como é bom ouvir isso! (sorri) Muito obrigada, eu nem sei como te agradecer. Não se preocupe com isso, querida. Está tudo bem, fico feliz em ajudar. Você me salvou. (ri fraco) Bom, agora eu preciso ir para minha casa. Peça para Camila me ligar, por favor. Claro, eu peço sim. (sorri e se levanta do sofá junto com ) Eu te levo até a porta. e se despedem. volta para a sala e se dirige as escadas. Entra no quarto de, que está totalmente envolvida por um cobertor, e a descobre. olha assustada para. Você ia dizer alguma coisa para ela, não ia? Não, eu não ia. Sim, você ia. (senta na cama e se aproxima de ) Sabe por quê? Porque você é fraca. Você não consegue aguentar nada sozinha. Mãe... Na próxima vez que você chegar perto de dizer

22 19 qualquer coisa para qualquer pessoa, não terá desculpas. Não queira me ver irritada, Camila. se levanta da cama e ajeita a roupa, ainda olhando para. Lágrimas escorrem pelo rosto de. Chega de drama, Camila. Está na hora de crescer. (se vira para sair do quarto) Meninas grandes não choram. INT. RESTAURANTE TAVARES S BURGER. SALÃO PRINCIPAL NOITE está terminando de organizar as mesas para ir embora quando ISABELA aparece ao seu lado, já sem o avental e pronta para ir. arruma uma cadeira bruscamente, e começa a se retirar em direção ao banheiro. ISABELA Samuel? ISABELA vai atrás de e o segura pelo braço. Os dois se encaram e ISABELA nota que engole em seco. ISABELA Eu só queria dizer que o Júlio pediu para você passar na casa dele hoje, depois do expediente. (sorri e solta o braço de ) Boa noite. permanece parado no mesmo lugar durante alguns segundos. INT. CASA DA FAMÍLIA SANGES. SALA NOITE chega em casa e encontra assistindo TV. Ei, Lucia. Desculpa a demora, tive que passar na casa do meu chefe. Considere as contas desse mês pagas! (feliz)

23 20 Sério? Que ótima notícia! (deixa as chaves na mesa de centro) Resolveu as coisas com a mãe da sua amiga? (se ajeita no sofá) Sim. Está tudo resolvido. Aliás, o Robson não ficou nada feliz com a intervenção dela. Outra ótima notícia. Mudando de assunto... Eu preciso resolver outras coisas com você. (franzindo a testa) Diga. (se levanta e para em frente ao ) Por que você foi conversar com pai do André? O que? Eu... Não minta pra mim, Samuel. Eu sei o que você fez. Quem foi que te contou aquelas coisas? Você tem que confiar em mim, Lucia! O irmão dele, Tomas, pediu para que eu falasse com os pais dele sobre isso. Espera aí, o que? (arregala os olhos) O Tomas está em coma! Você está louco? (suspira) Quando eu passei mal e desmaiei no outro dia, eu pude ver o espírito dele.

24 21 Ele me contou isso, Lucia. Eu te juro! (da alguns passos para trás) Meu Deus! Essa doença está afetando a sua cabeça. Lucia... Não! Se afasta de mim. Não é seguro ficar perto de você. anda para seu quarto, deixando para trás. permanece parado durante alguns segundos, até que a campainha toca. vai até a porta e a abre. está parado em frente à porta e arregala os olhos. O que você está fazendo aqui? Eu vim falar com a Lucia. Você não vai vê-la, garoto. Mas... Ouça bem o que eu estou te dizendo. Ou você se afasta da minha irmã, ou eu te afasto dela. Espero que esteja me entendendo. fecha a porta na cara de INT. CASA DA FAMÍLIA NOVAES. QUARTO DE NOITE entra apressado em seu quarto, batendo a porta em seguida. Tommy! TOMMY (aparece sentado na cama) Estou aqui.

25 22 Não adiantou a Lucia ter falado com ele. Ele quer nos afastar. Ele me ameaçou. TOMMY Se acalma, André. Não adianta perder a cabeça. O que eu faço agora? (se joga na cama, ao lado de TOMMY) TOMMY Só há uma solução. Qual? TOMMY Simples, maninho. Teremos que matar o Samuel. FIM DO EPISÓDIO

26 23 CRÉDITOS CRIAÇÃO E SUPERVISÃO Mario Madureira Meninas Grandes Não Choram ESCRITO POR Mario Madureira e Karina Bittencourt ESTRADA DAS LÁGRIMAS É UMA OBRA DE FICÇÃO BASEADA NA LIVRE CRIAÇÃO ARTÍSTICA E SEM COMPROMISSO COM A REALIDADE. Para mais informações, acesse:

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

UMA PIZZA CHAMADA DESEJO. por. Rodrigo Ferrari. Versão final 02/09/2011

UMA PIZZA CHAMADA DESEJO. por. Rodrigo Ferrari. Versão final 02/09/2011 UMA PIZZA CHAMADA DESEJO por Rodrigo Ferrari Versão final 02/09/2011 rodrigoferrari@gmail.com (21)9697.0419 Iluminados, no fundo do palco, BLANCHE e o. O Médico veste um jaleco branco, estetoscópio, óculos

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS COPYRIGHT MIKAEL SANTIAGO mikael@mvirtual.com.br RUA ITUVERAVA, 651/305 JACAREPAGUÁ RIO DE JANEIRO - RJ (21)9879-4890 (21)3186-5801

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido FADE IN: INT. CASA DE BANHO - DIA Um homem fala para a câmara. É, 28 anos, magro e mortiço. Queres casar comigo? Não fica satisfeito com o resultado.

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro. Fábio da Silva. 15/03/2010 até 08/04/2010

ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro. Fábio da Silva. 15/03/2010 até 08/04/2010 ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE? um roteiro de Fábio da Silva 15/03/2010 até 08/04/2010 Copyright 2010 by Fábio da Silva Todos os direitos reservados silver_mota@yahoo.com.br 2. ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE?

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA TESTE DE ELENCO COM UMA CENA Por VINICIUS MOURA * Embora seja uma cena que contenha dois atores os candidatos serão avaliados individualmente. Os critérios de avaliação se darão a partir da performace

Leia mais

Criado por Mario Madureira

Criado por Mario Madureira Criado por Mario Madureira Ep. #: 106 Deixa Ele Entrar Escrito por Mario Madureira 14 de agosto de 2015 São Paulo, Brasil. 1 ATO UM Anteriormente em Estrada das Lágrimas. promete a TOMAS que contaria aos

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Em um campo inabitado, cheio de flores, em

Em um campo inabitado, cheio de flores, em Para onde foi o meu dinheiro? A fábula das abelhas. Em um campo inabitado, cheio de flores, em uma terra distante, havia uma colméia diferente das demais. Tudo nessa colméia era muito bem organizado, limpo

Leia mais

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 Roteiro de Alcir Nicolau Pereira Versão de OUTUBRO/2012. 1 A DOMÉSTICA (FILME-CURTA) ---------------------------------------------------------------- PERSONAGENS Empregada

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

DIANTE DA LEI O ROTEIRO Baseado em conto homônimo de Franz Kafka - DIANTE DA LEI ROTEIRO DE: ALYSON LACERDA E-MAIL: ALYSONLACERDA@YAHOO.COM.

DIANTE DA LEI O ROTEIRO Baseado em conto homônimo de Franz Kafka - DIANTE DA LEI ROTEIRO DE: ALYSON LACERDA E-MAIL: ALYSONLACERDA@YAHOO.COM. 1 - DIANTE DA LEI ROTEIRO DE: ALYSON LACERDA E-MAIL: ALYSONLACERDA@YAHOO.COM.BR SEQ.01 A RECEPÇÃO DA LEI 2 (CENA 01 - INT. PORTARIA DA LEI.INDIFERENTE) O camponês toca uma campainha que está sobre um balcão.

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

Mu: Continente Perdido Capítulo 2

Mu: Continente Perdido Capítulo 2 Mu: Continente Perdido Capítulo 2 Minissérie de William Soares da Costa Escrita por William Soares da Costa Personagens deste capítulo NICOLAS GUILHERME WERA JEAN FELIPE Participação especial MARCUS, DOIS

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

Relato de parto: Nascimento do Thomas

Relato de parto: Nascimento do Thomas Relato de parto: Nascimento do Thomas Dia 15 de dezembro de 2008, eu já estava com 40 semanas de gestação, e ansiosa para ter meu bebê nos braços, acordei as 7h com uma cólica fraca, dormi e não senti

Leia mais

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva PACIÊNCIA ZERO Do atendimento ao cliente chato De Wellington Rianc Della Sylva 2013 SINOPSE Você que trabalha ou já trabalhou com atendimento ao usuário por telefone vai dizer que é verdade. Tem usuário

Leia mais

CABOCLO D AGUA. Por. Andre Rohling.

CABOCLO D AGUA. Por. Andre Rohling. CABOCLO D AGUA. Por Andre Rohling. (47)8818-2914. andrerohling@hotmail.com www.facebook/andre.rohling 1 CENA-EXT-CAMPO-NOITE-19H10MIN. Noite de lua cheia, era bastante claro devido à luz da lua, faróis

Leia mais

Animação Sociocultural. No PAís do Amor

Animação Sociocultural. No PAís do Amor No PAís do Amor Há muito, muito tempo, num reino que ficava Mais Longe que Bué Bué longe, vivia-se com muito amor e alegria. Os dias eram passados em festa e eram todos muito amigos. Nesse reino havia

Leia mais

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA O LAVA JATO MACABRO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA Rua alameda dom Pedro II n 718 Venda da cruz São Gonçalo. e-mail:jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.LAGE DA CASA.DIA Renam está sentado na

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa.

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa. A Criada Russa Sandra Pinheiro Interior. Noite. Uma sala de uma casa de família elegantemente decorada. Um sofá ao centro, virado para a boca de cena. Por detrás do sofá umas escadas que conduzem ao andar

Leia mais

Ato Único (peça em um ato)

Ato Único (peça em um ato) A to Ú nico Gil V icente Tavares 1 Ato Único (peça em um ato) de Gil Vicente Tavares Salvador, 18 de agosto de 1997 A to Ú nico Gil V icente Tavares 2 Personagens: Mulher A Mulher B Minha loucura, outros

Leia mais

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO Novela de Antonio Figueira Escrita por Antonio Figueira Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10 PÁGINA 1 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 12 VIVENDO A VIDA COM DEUS UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS 9-11 Anos HISTÓRIA BÍBLICA João 1:12; I Pedro 3:15, 18 A Bíblia nos ensina

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

www.thesimstv.net Não foi fácil chegar ao topo. Mas ela irá mostrar como.

www.thesimstv.net Não foi fácil chegar ao topo. Mas ela irá mostrar como. Não foi fácil chegar ao topo. Mas ela irá mostrar como. Querido Diário, hoje começo uma nova vida. Nem acredito, parece que foi ontem que entrei pela primeira vez naquele karaokê... Minha vida mudou completamente

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada?

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada? Levante-se o réu. 6 ...capítulo um Fiquei de pé. Por um momento vi Glória de novo, sentada no banco no píer. A bala acabara de atingir a sua cabeça, de lado, o sangue ainda nem tinha começado a escorrer.

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Rosie. DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu.

Rosie. DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu. Rosie DANÇA DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu. Estava finalmente numa verdadeira escola de dança. Acabaram as aulas de dança no gelado salão paroquial. Acabaram as banais aulas de ballet

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

O Menino do Futuro. Dhiogo José Caetano

O Menino do Futuro. Dhiogo José Caetano O Menino do Futuro Dhiogo José Caetano 1 Início da história Tudo começa em uma cidade pequena do interior de Goiás, com o nome de Uruana. Havia um garoto chamado Dhiogo San Diego, um pequeno inventor que

Leia mais

SARAMAU. Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva

SARAMAU. Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva SARAMAU Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva CENA 1 Saramau entra no palco leve e com um ar de alegria e paz. ela acaba de compreender que ama de verdade José o seu marido. Ela entra chamando pelo

Leia mais

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria,

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, O Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, preocupada, pois nunca tinha visto o primo assim tão mal

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente O sobrevivente Felipe Luis do Nascimento Rodrigues O sobrevivente São Paulo, 2011 Editor responsável Zeca Martins Projeto gráfico e diagramação Claudio Braghini Junior Controle editorial Manuela Oliveira

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA DIANA + 3 INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA Pablo, rapaz gordinho, 20 anos, está sentado na areia da praia ao lado de Dino, magrinho, de óculos, 18 anos. Pablo tem um violão no colo.

Leia mais

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar CD UM NOVO DIA Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar Quantos momentos da vida. Me fazem ver. O que aqui dentro existe. Ouvi dizer. Luto pra conseguir, corro só pra fugir, faço o que posso, mas já não sou vencedor,

Leia mais