CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros"

Transcrição

1 CRESCIMENTO POPULACIONAL Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

2 O que é Crescimento Populacional? O crescimento populacional é a mudança positiva do número de indivíduos de uma população dividida por uma unidade de tempo.

3 Por que estudar Crescimento Populacional? Estimativas da quantidade de alimentos... Estimativas do crescimento da área urbana... Estimativas de disparidades sociais e econômicas... Estimativas da RETIRADA DE RECURSOS NATURAIS......

4 Como Estudar a População? Recenseamento ou Censo: Conjunto de questionários elaborados com o objetivo de conhecer o número total de indivíduos numa determinada área. Caracterizar a população nos aspectos demográfico, econômico e social.

5 Crescimento Populacional É um fator determinante na degradação do ambiente; Nos Países em desenvolvimento: 79% do desmatamento; 72% da expansão das terras cultiváveis; 69% do incremento das pastagens.

6 População Absoluta

7 Fases da Evolução da População 1ª Regime demográfico Primitivo (até o séc. XVIII) 2ªRevolução Demográfica (do séc. XVIII até os anos 40 do séc. XX) 3º Regime Demográfico Moderno - explosão demográfica (na atualidade

8 Regime demográfico Primitivo (até o séc. XVIII) - Natalidade Elevada: Os filhos eram uma fonte de riqueza Desconheciam o planejamento familiar A mortalidade infantil era muito elevada - Mortalidade Elevada Havia maus anos agrícolas que originavam fomes Falta de higiene Havia pestes e epidemias Guerras A medicina curativa (e preventiva) não estava desenvolvida - Fraco Crescimento Natural - Esperança média de vida: BAIXA

9 Final do século XVIII Revolução Industrial - Iniciou-se na Inglaterra em Conjunto de transformações na atividade fabril apoiadas na aplicação de uma série de inventos - Estas transformações na indústria tiveram repercussões sociais, demográficas e econômicas muito importantes Revolução Agrícola (na era Moderna) - Conjunto de alterações na agricultura européia que sucederam a par da Revolução Industrial (com origem na Inglaterra) - Introdução de novos métodos e técnicas de cultivo, permitindo o aumento da produtividade, da quantidade e variedade de produtos agrícolas OS AVANÇOS TECNOLÓGICOS AUMENTAM A CAPACIDADE DE SUPORTE DO PLANETA

10 Revolução Demográfica (XVIII até os anos 40 do séc. XX) - Natalidade Elevada - Mortalidade diminui acentuadamente - O Crescimento Natural aumenta significativamente - Esperança média de vida: BAIXA (porém há um aumento na média de vida)

11 Regime Demográfico Moderno Explosão demográfica (anos 40 do séc. XX até a atualidade) Crescimento demográfico acelerado da população mundial, após a Segunda Guerra Mundial Ajuda Internacional, ocasionando: Uma grande redução das taxas de mortalidade Elevadas taxas de natalidade (dando origem a um crescimento natural explosivo) Aumento da esperança de vida Nos países industrializados, o crescimento natural começou a baixar, devido à contínua diminuição dos valores das taxas de natalidade, em consequência da alteração da mentalidade em relação às condições das crianças e das mulheres na sociedade (planejamento familiar, métodos anticoncepcionais, etc.)

12 Fases da Evolução Populacional Há quem considere a hipótese de uma 4ª fase de crescimento demográfico onde o CRESCIMENTO VEGETATIVO SERIA NEGATIVO devido aos altos custos de vida que inviabilizariam famílias muito grandes (ou as tornariam indesejáveis para as pessoas que quisessem manter seus altos padrões de vida)

13 Indicadores Demográficos

14 Densidade Demográfica Densidade populacional, densidade demográfica ou População relativa é a medida expressa pela relação entre a população e a superfície do território. O país com a maior densidade populacional é Mônaco e a menor é a Mongólia.

15 Densidade Demográfica Rússia Japão Índia Bolívia

16 Densidade Demográfica: Brasil

17 Taxa de Natalidade Número de crianças que nascem vivas anualmente por cada mil habitantes, numa determinada área.

18 Taxa de Natalidade Países Taxa de natalidade( ) Africa do Sul 24,10 Autrália 12,70 Brasil 20,60 Canadá 10,70 Estados Unidos 14,10 Índia 25,10 Japão 9,00 China 13,60 Rússia 9,90 Suiça 9,80 Fonte: IBGE, 2005

19 Fertilidade Corresponde ao número de nascimentos que ocorre para uma mulher ou em uma população. Fertilidade no nível de substituição: é o número de crianças que casais geram para substituir a eles próprios. Taxa de Fertilidade Total (TFT): é o número médio de crianças que uma mulher gera durante a idade reprodutiva.

20 Taxa de Fertilidade: Brasil

21 Fatores que Influenciam na taxa de Natalidade e Fertilidade Importância das crianças como parte da força laboral; Custo de criação e educação dessas crianças; Disponibilidade de planos de pensão privados e públicos; Urbanização; Oportunidade de educação e emprego para mulheres; Mortes de bebês; Idade em que ocorre o casamento; Disponibilidade de contraceptivos; Religião;

22 Taxa de Mortalidade número mortes por mil pessoas em uma população em um determinado ano.

23 Taxa de Mortalidade Países Taxa de mortalidade( ) Africa do Sul 13,50 Autrália 6,80 Brasil 6,30 Canadá 7,20 Estados Unidos 8,30 Índia 8,70 Japão 8,00 China 6,60 Rússia 15,90 Suiça 8,10 Fonte: IBGE, 2005

24 Mortalidade Infantil Boas Notícias Entre 1965 e 2005, a taxa de mortalidade infantil no mundo baixou de 20 (por mil nascidos vivos) para 6,5 em países desenvolvidos, e de 118 a 61 em países em desenvolvimento Más Notícias Pelo menos 7,6 milhões de bebês (a maioria em países em desenvolvimento) morrerão no primeiro ano de vida uma média de 21 mil mortes por dia.

25 Fatores que afetam a Taxa de Mortalidade Aumento dos suprimentos alimentícios; Melhor nutrição; Avanços da medicina; Melhores sistemas de saneamento e higiene pessoal; Abastecimento de água mais seguro;

26 Migração Migração Imigração: número de pessoas que chegam ao país. Emigração: número de pessoas que saem do país.

27 Indicadores Úteis Expectativa de vida: número médio de anos que se espera viver.

28 Expectativa de Vida Boas Notícias Más Notícias A expectativa de vida global aumentou de 48 para 65 anos ( ), estima-se que em 2050 seja Nos países mais pobres (vários países da África) a expectativa de de 74 anos. vida é de 49 anos ou menos. 76 anos em países desenvolvidos 65 anos em países em desenvolvimento

29 Expectativa de Vida Países Expectativa de vida(anos) África do Sul 49,00 Autrália 80,20 Brasil 70,30 Canadá 79,90 Estados Unidos 77,30 Índia 63,10 Japão 81,90 China 71,50 Rússia 65,40 Suiça 80,40 Fonte: IBGE, 2005

30 Crescimento Vegetativo O crescimento Vegetativo pode ser: - positivo (natalidade > mortalidade); - nulo (natalidade = mortalidade); - negativo (natalidade < mortalidade).

31 Crescimento Vegetativo Países Crescimento vegetativo ou natural Anual(%) Africa do Sul 1,09% Autrália 1,19% Brasil 1,41% Canadá 1,01% Estados Unidos 1,03% Índia 1,62% Japão 0,14% China 0,67% Rússia -0,48% Suiça 0,44% Fonte: IBGE, 2006

32 Consequências!!!!

33 Consequências! -Impactos Ambientais. - Degradação dos Ecossistemas. -Escassez de Alimentos. -Propagação de Epidemias. -Aumento da Poluição.

34 Consequências!! - Desempregos. - Meios de habitação.

35 Medidas Para Conter o Aumento Populacional Expansão de serviços de alta qualidade de planejamento familiar e saúde reprodutiva Regulação da fertilidade Aumentar a escolaridade Melhorias na situação econômica, social e jurídica das jovens e das mulheres

36 Aspectos da População Brasileira

37 População Brasileira Em 1967, foi criada a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios(PNAD). Objetivando a produção de informações básicas para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do país. Investiga características permanentes: População, Educação, Trabalho, Rendimento e habitação. Investiga características com periodicidade variável: Migração, fecundidade, nupcialidade, saúde, nutrição. A PNAD é realizada anual. Em ano de Censo a pesquisa é interrompida.

38 Características Analisadas pela PNAD(2007) 1-Características dos domicílios particulares permanentes Tipo do domicílio Material das paredes Material da cobertura Condição de ocupação do domicílio Abastecimento de água Esgotamento sanitário Destino do lixo Iluminação elétrica

39 Características Analisadas pela PNAD(2007) Telefone Fogão Filtro de água Rádio Televisão Geladeira Freezer Máquina de lavar roupa Microcomputador Acesso à Internet

40 Tipos de Domicílios

41 Acesso a Internet

42 Evolução

43 Anos de Estudo

44 Trabalho

45 Emigrantes

46 Taxa de Analfabetismo

47 Cor ou Raça

48 Característica das Famílias

49 Condição Financeira

50 Vamos Exercitar?! 1. Comente os aspectos gerais do crescimento populacional no mundo desenvolvido e subdesenvolvido. Cite as causas da redução do crescimento vegetativo.

51 Respostas!!! 1. O crescimento demográfico não é o mesmo para todos os países, em geral é bem maior nas áreas de fraca industrialização e grande população rural, e é bem menor nas áreas bastante industrializadas e de grande população urbana. Em outras palavras os países e as regiões mais desenvolvidas crescem populacionalmente bem menos que os subdesenvolvidos. Causas da redução do crescimento vegetativo: Crescimento urbano: elevado custo (benefício da criação de filhos em áreas urbanas). Emancipação feminina, seguida das melhoras dos coeficientes educacionais. Casamentos tardios. Difusão dos contraceptivos.

52 Até a próxima aula!!

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros CRESCIMENTO POPULACIONAL Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros O que é Crescimento Populacional? O crescimento populacional é a mudança positiva do número de indivíduos de uma população dividida por

Leia mais

CIÊNCIAS DO AMBIENTE Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Bolsista doutoranda: Nara Wanderley Pimentel Monitor: Leandro Vaz

CIÊNCIAS DO AMBIENTE Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Bolsista doutoranda: Nara Wanderley Pimentel Monitor: Leandro Vaz CIÊNCIAS DO AMBIENTE Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Bolsista doutoranda: Nara Wanderley Pimentel Monitor: Leandro Vaz Universidade Federal de Campina Grande UFCG CRESCIMENTO POPULACIONAL CRESCIMENTO

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 3ª Ano Tema da aula: Crescimento populacional: tendências e dilemas Objetivo da aula: contextualizar

Leia mais

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Natal 29/02/2012 1 Considerações Gerais; Principais conceitos demográficos; Gráficos de indicadores sociais; Estrutura das populações mundiais:

Leia mais

População Mundial. Prof. R O C H A

População Mundial. Prof. R O C H A População Mundial Prof. R O C H A Crescimento da População Conceitos Demográficos População absoluta Número total de habitantes Densidade demográfica ou população relativa número de habitantes por Km²,

Leia mais

POPULAÇÃO BRASILEIRA

POPULAÇÃO BRASILEIRA POPULAÇÃO BRASILEIRA É importante conhecer as características da população brasileira para o seu vestibular. Inicialmente vamos conhecer dois conceitos básicos para esse estudo: *População absoluta refere-se

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santos, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 281,35 km² IDHM 2010 0,840 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 419400 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística Área Temática: Emprego e Mercado de Trabalho, Demografia Econômica. 1 - Introdução Este texto

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sorriso, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9382,37 km² IDHM 2010 0,744 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 66521 hab. Densidade

Leia mais

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina Diretoria de Planejamento e Coordenação Gerência de Estatística e Informática Setor de Mortalidadade Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Leia mais

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL META Refletir sobre as características da população brasileira como fundamento para a compreensão da organização do território e das políticas de planejamento e desenvolvimento

Leia mais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Diversos fatores impedem ou favorecem que pessoas se fixem em um lugar: Fatores Naturais. Fatores Econômicos. Fatores Históricos. Clima, topografia, solo entre

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 José Cechin Superintendente Executivo Carina Martins Francine Leite Nos últimos meses, vários relatórios publicados por diferentes instituições

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Barreiros / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Barreiros / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Barreiros / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,40% ao ano, passando de 39.151 para 40.732 habitantes.

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Cabo de Santo Agostinho / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Cabo de Santo Agostinho / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Cabo de Santo Agostinho / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 1,93% ao ano, passando de 152.836

Leia mais

GEOGRAFIA. População Brasileira

GEOGRAFIA. População Brasileira População Brasileira No Brasil a concentração populacional tem sua maior ocorrência em áreas litorâneas ou próximas ao litoral. Temos como fatores contribuintes as faixas de planície, clima tropical, sem

Leia mais

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores Capítulo 3 Fichas de Qualificação de Indicadores A Demográficos População total A.1................................... 58 Razão de sexos A.2................................... 60 Taxa de crescimento da

Leia mais

DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL

DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL A análise da dinâmica demográfica do Brasil, apresenta a seguinte divisão: 1. CRESCIMENTO VEGETATIVO: diferença entre o número de nascidos e de mortos em um dado período.

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

A população brasileira

A população brasileira Alessio Moiola/ Dreamstime.com Dragon Images/ Shutterstock Jason Stitt/ Dreamstime.com A população brasileira Geografia e demografia Demografia é uma área da ciência que estuda a dinâmica populacional

Leia mais

PORTO ALEGRE E DEMAIS CAPITAIS BRASILEIRAS

PORTO ALEGRE E DEMAIS CAPITAIS BRASILEIRAS Equipe de Vigilância de Eventos Vitais, Doenças e Agravos não Transmissíveis Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura Municipal de Porto Alegre PORTO ALEGRE

Leia mais

Perfil Municipal - Natal (RN)

Perfil Municipal - Natal (RN) Caracterização do Território Área: 169,9 km² Densidade Demográfica: 4.175,5 hab/km² Altitude da Sede: 30 m Ano de Instalação: 1.599 Distância à Capital: 0,0 km Microrregião: Natal Mesorregião: Leste Potiguar

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Resultados gerais da amostra

Censo Demográfico 2010. Resultados gerais da amostra Censo Demográfico 2010 Resultados gerais da amostra Rio de Janeiro, 27 de abril de 2012 População e distribuição relativa População e distribuição relativa (%) para o Brasil e as Grandes Regiões 2000/2010

Leia mais

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas.

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Rio de Janeiro, 18/09/2014 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil Fecundidade Características

Leia mais

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 MINAS GERAIS Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 O TERRITÓRIO A fisionomia territorial de Minas Gerais é elemento decisivo para se compreender seus traços atuais que resultam de sua

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

SÉRIE/ANO: 2º TURMA(S): A, B, C, D, E, F, G, H Disciplina: Geografia DATA: 05 / 10 / 2015

SÉRIE/ANO: 2º TURMA(S): A, B, C, D, E, F, G, H Disciplina: Geografia DATA: 05 / 10 / 2015 SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Peruíbe, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 323,17 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 59773 hab. Densidade

Leia mais

PESQUISA NACIONAL POR Amostra de domicílios IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

PESQUISA NACIONAL POR Amostra de domicílios IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística PESQUISA NACIONAL POR Amostra de domicílios T RABALHO I NFANTIL 2 0 0 1 IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planejamento,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Novo Mundo, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5826,18 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 7332 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Vera, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2962,4 km² IDHM 2010 0,680 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10235 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Perfil Municipal - Florianópolis (SC)

Perfil Municipal - Florianópolis (SC) Caracterização do Território Área: 436,5 km² Densidade Demográfica: 760,1 hab/km² Altitude da Sede: 3 m Ano de Instalação: 1.726 Distância à Capital: 0,0 km Microrregião: Florianópolis Mesorregião: Grande

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Rio Claro, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5074,56 km² IDHM 2010 0,682 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 17124 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Alegre do Norte, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3994,51 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10748 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Cabo Verde, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 368,15 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 13823 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guaranésia, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 294,28 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 18714 hab. Densidade

Leia mais

Conceitos introdutórios

Conceitos introdutórios População Conceitos introdutórios 1. POPULAÇÃO: conjunto de pessoas que habita determinado espaço geográfico. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA: número total de habitantes de um país, podendo este ser classificado,

Leia mais

erradicar a pobreza extrema e a fome

erradicar a pobreza extrema e a fome objetivo 1. erradicar a pobreza extrema e a fome Para a Declaração dos Direitos Humanos toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive

Leia mais

As dinâmicas demográficas

As dinâmicas demográficas As dinâmicas demográficas ALAN HINDLE/CORBIS/ LATINSTOCK Crescimento vegetativo O crescimento vegetativo é a diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade de uma população. Esses números

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo;

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; INTRODUÇÃO À GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO 1 Aspectos teóricos e metodológicos da geografia da população População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; A importância de

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA

FACULDADE DE ENGENHARIA FACULDADE DE ENGENHARIA Problemas Ambientais, suas causas e sustentabilidade Profa. Aline Sarmento Procópio Dep. Engenharia Sanitária e Ambiental Recursos Naturais Qualquer insumo de que os organismos,

Leia mais

Perfil Municipal - Queimada Nova (PI)

Perfil Municipal - Queimada Nova (PI) Caracterização do Território Área: 1.438,4 km² Densidade Demográfica: 5,8 hab/km² Altitude da Sede: 410 m Ano de Instalação: 1.993 Distância à Capital: 416,7 km Microrregião: Alto Médio Canindé Mesorregião:

Leia mais

MATRIZ DOS INDICADORES

MATRIZ DOS INDICADORES MATRIZ DOS INDICADORES 1. DEMOGRAFIA Indicador: População infantojuvenil, de 0 a 19 anos, por sexo e cor/raça, residente nos setores urbano e rural. Definição: apresenta o número total de crianças e adolescentes,

Leia mais

Conceitos introdutórios

Conceitos introdutórios População Conceitos introdutórios 1. POPULAÇÃO: conjunto de pessoas que habita determinado espaço geográfico. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA: número total de habitantes de um país, podendo este ser classificado,

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE HISTÓRIA Lê atentamente as questões. Escolhe com cuidado e assinala apenas uma das alternativas apresentadas.

FICHA DE TRABALHO DE HISTÓRIA Lê atentamente as questões. Escolhe com cuidado e assinala apenas uma das alternativas apresentadas. FICHA DE TRABALHO DE HISTÓRIA Lê atentamente as questões. Escolhe com cuidado e assinala apenas uma das alternativas apresentadas. INDICA A RESPOSTA CORRECTA: 1. A invenção do séc. XVIII que permitiu aumentar

Leia mais

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas.

Características Em 2013, foram visitados 149 mil domicílios e entrevistadas 363 mil pessoas. Rio de Janeiro, 18/09/2014 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho e rendimento Trabalho infantil Fecundidade Características

Leia mais

Dimensão social. Habitação

Dimensão social. Habitação Dimensão social Habitação Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 235 39 Adequação de moradia Este indicador expressa as condições de moradia através da proporção de domicílios com condições

Leia mais

Projectos e Trajectos

Projectos e Trajectos PROCESSOS DE RECOMPOSIÇÃO SOCIAL E RECONFIGURAÇÃO CULTURAL Projectos e Trajectos Jovens descendentes de imigrantes Jovens com baixa qualificação e experiência profissional Imigrantes profissionais JOVENS

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A)

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A) 1. (Unesp 2013) Analise os climogramas dos principais tipos climáticos do Brasil e as fotos que retratam as formações vegetais correspondentes. Identifique o climograma e a respectiva foto que representa

Leia mais

ção o do Envelhecimento Ativo

ção o do Envelhecimento Ativo Criaçã ção o de incentivos para Programas de Promoçã ção o do Envelhecimento Ativo no âmbito da Saúde Suplementar O Envelhecimento Populacional é um fenômeno Mundial Fonte: United Nations Department of

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

Nome: n o : Geografia. Exercícios de recuperação

Nome: n o : Geografia. Exercícios de recuperação Nome: n o : Ensino: Fundamental Ano: 7 o Turma: Data: Professor(a): Maria Silvia Geografia Exercícios de recuperação 1) Para a geografia, qual é o conceito de região? 2) Entre os aspectos utilizados para

Leia mais

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA O ENFRENTAMENTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM ÁREAS URBANAS: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BELÉM, PARÁ, BRASIL

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA O ENFRENTAMENTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM ÁREAS URBANAS: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BELÉM, PARÁ, BRASIL INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA O ENFRENTAMENTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM ÁREAS URBANAS: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BELÉM, PARÁ, BRASIL Priscila da Silva Batista Instituto Tecnológico, Universidade

Leia mais

SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE?

SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE? SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE? Ana Amélia Camarano* Solange Kanso** Daniele Fernandes** 1 INTRODUÇÃO Assume-se que idade avançada e invalidez resultam em perda da capacidade laboral, o que

Leia mais

Apresentação. Flávio Ataliba Flexa Daltro Barreto. Diretor Geral

Apresentação. Flávio Ataliba Flexa Daltro Barreto. Diretor Geral Apresentação O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) disponibiliza para o Governo e a sociedade o Perfil Básico Municipal 2011. As informações contidas no Perfil Básico Municipal,

Leia mais

Material de apoio para o exame final

Material de apoio para o exame final Professor Rui Piassini Geografia 1º EM Material de apoio para o exame final Questão 01) Em toda a história da humanidade os agrupamentos humanos ou os indivíduos, isoladamente, se movimentam pelo espaço,

Leia mais

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO O que é População? População é um conjunto de pessoas que ocupam um determinado espaço em um período de tempo específico. Ela pode ser classificada segundo vários aspectos, como:

Leia mais

Censo Demográfico de 2010. Primeiros resultados. População e Domicílios recenseados

Censo Demográfico de 2010. Primeiros resultados. População e Domicílios recenseados Censo Demográfico de 2010 Primeiros resultados População e Domicílios recenseados Data 29/11/2010 Censo Demográfico de 2010 Todos os domicílios residenciais particulares foram recenseados. A coleta dos

Leia mais

Exercícios de Revisão Epidemiologia II. Rafael Assumpção de Sá

Exercícios de Revisão Epidemiologia II. Rafael Assumpção de Sá Exercícios de Revisão Epidemiologia II Rafael Assumpção de Sá 1- A realização de procedimentos como o teste do pezinho é uma forma de prevenção que atua, durante a história natural da doença, no período:

Leia mais

Informações em Saúde. Dados de Inquéritos. Zilda Pereira da Silva

Informações em Saúde. Dados de Inquéritos. Zilda Pereira da Silva Informações em Saúde Dados de Inquéritos Populacionais Zilda Pereira da Silva Inquéritos Populacionais Estudos de corte transversal, únicos ou periódicos, onde são coletadas informações das pessoas que

Leia mais

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Goiás e seu reflexo na sociedade

Goiás e seu reflexo na sociedade Os dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013, divulgado recentemente, apontaram a diminuição do número de matrículas em Goiás tendo como referência o ano de 2010. Notadamente, os decréscimos ocorreram

Leia mais

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens Um país de idosos Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens A expectativa de vida do brasileiro aumentou mais de 20 anos em

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 54 Discurso na apresentação dos resultados

Leia mais

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* O idoso brasileiro no Mercado de Trabalho 30 1- Introdução A análise da participação do idoso nas atividades econômicas tem um caráter diferente das análises tradicionais

Leia mais

ECONOMIA MÓDULO 17. AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação)

ECONOMIA MÓDULO 17. AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação) ECONOMIA MÓDULO 17 AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação) Índice 1. As Elasticidades da Demanda (continuação)...3 1.1. Elasticidade-preço cruzada da demanda... 3 1.2. Elasticidade-renda da demanda...

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

Metrópoles americanas e a urbanização

Metrópoles americanas e a urbanização Metrópoles americanas e a urbanização Metrópole A principal cidade de uma densa rede urbana, com população geralmente superior a 1 milhão de habitantes. Megalópole O conjunto constituído pela interligação

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO GABARITO 3ª ETAPA FÍSICA I E II / GEO COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/Fone/Fax: 3272-1295 www.jovinianobarreto.com.br 1º

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

D) Em uma Ordem Multipolar, o poder mundial estaria dividido entre Estados Unidos, Rússia, Inglaterra, Índia e Coreia do Sul.

D) Em uma Ordem Multipolar, o poder mundial estaria dividido entre Estados Unidos, Rússia, Inglaterra, Índia e Coreia do Sul. Aluno(a): PROF.: B - Negão DISCIP.: Geografia DATA: / /2016 ATIVIDADE INSTRUMENTAL 9 º A ( x ) B ( x ) C ( x ) D ( ) 1 - (UERN-2011) GAB=C Nova Ordem Mundial e o nome dado a configuração de relações internacionais

Leia mais

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM)

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) Durante a reunião da Cúpula do Milênio, realizada em Nova Iorque, em 2000, líderes de 191 nações oficializaram um pacto para tornar o mundo mais

Leia mais

Queda da mortalidade por câncer em crianças as nas capitais de estados do Brasil, 1980-2005

Queda da mortalidade por câncer em crianças as nas capitais de estados do Brasil, 1980-2005 Queda da mortalidade por câncer em crianças as nas capitais de estados do Brasil, 1980-2005 Luiz Augusto Marcondes Fonseca e José Eluf Neto Departamento de Medicina Preventiva Faculdade de Medicina USP

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ POLÍTICA E SOCIEDADE NO BRASIL CONTEMPORÂNEO A DINAMICA POPULACIONAL A PARTIR DA DECADA DE 1960 NO BRASIL

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ POLÍTICA E SOCIEDADE NO BRASIL CONTEMPORÂNEO A DINAMICA POPULACIONAL A PARTIR DA DECADA DE 1960 NO BRASIL UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ POLÍTICA E SOCIEDADE NO BRASIL CONTEMPORÂNEO A DINAMICA POPULACIONAL A PARTIR DA DECADA DE 1960 NO BRASIL Thaís Schmidt Salgado Vaz de Castro thaissalgado@hotmail.com; Felipe José

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Marcelo Neri SAE/PR Objetivos do Milênio 1. Acabar com a fome e a miséria ODM 1 META A Global: Até 2015, reduzir a pobreza

Leia mais

PERFIL BÁSICO MUNICIPAL

PERFIL BÁSICO MUNICIPAL GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO (SEPLAG) Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) PERFIL BÁSICO MUNICIPAL Fortaleza-CE 2009 Apresentação O Instituto

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.)

ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.) ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.) Artigo sumário Introdução: recorte metodológico (Ensino Fundamental) e bases

Leia mais

O desafio do que e como fazer?

O desafio do que e como fazer? IV SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ENGENHARIA DE SAÚDE PÚBLICA Workshop Educação em Saúde Ambiental na Promoção da Saúde O desafio do que e como fazer? Carlos Coloma Março 2013 Olhar crítico sobre: Situação

Leia mais

Até quando uma população pode crescer?

Até quando uma população pode crescer? A U A UL LA Até quando uma população pode crescer? Seu José é dono de um sítio. Cultiva milho em suas terras, além de frutas e legumes que servem para a subsistência da família. Certa vez, a colheita do

Leia mais

Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional. Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum

Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional. Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum Abril de 2011 2 CONISUD Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional abril de 2011

Leia mais

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES os ODM e a UGT PARTE 1 - BREVE HISTÓRICO PARTE 2 - SÍNTESE PARTE 1 - BREVE HISTÓRICO 3 COMO TUDO COMEÇOU? Em setembro de 2000,

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE GEOGRAFIA SÉRIE: 3ª Série do Ensino Médio

Leia mais

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID.

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. Resumo Alcenir Amorim de Sousa 1 1 Instituto Federal de educação

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Aliança / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,06% ao ano, passando de 37.188 para 37.415 habitantes.

Leia mais