DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL"

Transcrição

1

2

3

4 DINÂMICA DEMOGRÁFICA DO BRASIL A análise da dinâmica demográfica do Brasil, apresenta a seguinte divisão: 1. CRESCIMENTO VEGETATIVO: diferença entre o número de nascidos e de mortos em um dado período. Pode ser positivo ou negativo. 2. CRESCIMENTO HORIZONTAL: diferença entre o total de imigrantes e o de emigrantes em um dado período. Pode ser positivo ou negativo 3. OBSERVAÇÃO: *Emigração: movimento de saída da população. *Imigração: movimento de chegada da população. *Migração: termo genérico para qualquer movimento populacional.

5 O CRESCIMENTO VEGETATIVO BRASILEIRO Decréscimo do crescimento natural ou vertical = 2,5% = 1,38% 3. Atualmente = 1,32% Causas: alterações nas taxas de natalidade e de mortalidade. Década de 1970: 5,8 filhos por mulher. Em 1996, caiu para 2,3 filhos por mulher e, finalmente, hoje, há 2,2 filhos por mulher.

6

7 CAUSAS DA QUEDA DA NATALIDADE FERTILIDADE FEMININA A urbanização; A inserção da mulher no mercado de trabalho. Restrições à maternidade: 1. Os casamentos tardios (forçados pelas mudanças do mercado de trabalho e exigência de qualificação profissional); 2. Elevado custo de criação dos filhos; 3. Difusão dos métodos anticoncepcionais (DIU, camisa de vênus, diafragmas, ligaduras de trompas, pílulas etc.); 4. Mudanças no comportamento em relação à vida rural, pelo apelo ao consumo e ao desperdício. Culto ao corpo e à beleza hedonismo e narcisismo (impulso sexual dirigido ao próprio ego).

8

9 A QUEDA DA MORTALIDADE 1950 = 36,2% da população vivia na cidade = 75,2% da população vivendo na cidade. Atualmente = calcula-se que 80% da população viva na cidade. Causas: rápido processo de urbanização e a chamada revolução médico-sanitária (melhoria nas condições de infra-estrutura básica, como coleta de lixo e saneamento) Ponto negativo: manutenção de elevada taxa de mortalidade infantil 30 crianças em cada mil nascidas com vida.

10 A NOVA PIRÂMIDE ETÁRIA BRASILEIRA ESTREITAMENTO DA BASE evidencia a queda da taxa de natalidade, redução do número de jovens. ALARGAMENTO DO TOPO elevação da expectativa de vida, aumento do número de adultos e idosos.

11

12 ANÁLISE DA PIRÂMIDE mostra o amadurecimento da população brasileira. Em 1980, a população maior de 65 anos = 6,95% Em 1991, a população maior de 65 anos = 7,98% Em 2000, a população maior de 65 anos = 8,65% IMPACTOS NA ECONOMIA 1. Idosos aumento dos gastos com a previdência social, saúde e seguridade social. 2. Jovens gastos com educação. 3. Diminuição do número de jovens e aumento da população idosa: produz maior endividamento, menos recursos para serem aplicados na educação, saúde, moradia, segurança, saneamento básico, transportes etc.

13

14 O CRESCIMENTO HORIZONTAL AS MIGRAÇÕES PASSADO: O BRASIL IMIGRANTE ALEMÃES Em Santa Catarina na região de Criciúma, fundando cidades como Lauro Müller e do Vale do Itajaí (Blumenau, Brusque e Joinville). No Rio Grande do Sul Serra Gaúcha (Gramado e Canela ) e Novo Hamburgo (calçados). ITALIANOS Em Santa Catarina principalmente na região de Criciúma. No Rio Grande do Sul Serra Gaúcha (Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Garibaldi). Em São Paulo Fazendas de café PORTUGUESES AÇORIANOS Florianópolis. UCRANIANOS Paraná (Curitiba e Ponta Grossa). PORTUGUESES E ESPANHÓIS São Paulo e Rio de Janeiro. JAPONESES (1908) São Paulo (Bairro da Liberdade) e Oeste paulista (Marília e Bauru), norte paranaense (Londrina e Maringá) e a região Bragantina (Pará). LIBANESES Triângulo Mineiro (MG): Frutal e Uberaba, além de Barretos e São José do Rio Preto (norte de São Paulo). POMERANOS Espírito Santo. COREANOS E CHINESES Em várias capitais brasileiras.

15 DECASSEGUIS

16

17 PRESENTE: O BRASIL EMIGRANTE ÚLTIMOS VINTE ANOS: populações empobrecidas da América do Sul: bolivianos, paraguaios, peruanos e até argentinos; e da Ásia: chineses e sul-coreanos. JAPÃO: os Dekasseguis (descendentes de japoneses) 300 mil. ESTADOS UNIDOS: Flórida (200 mil); Nova Inglaterra/Boston (150 mil) e Nova Iorque (300 mil). PARAGUAI os Brasiguaios (500 mil), ocupam a parte leste, terras férteis, plantação de soja e café. CAUSAS DA EMIGRAÇÃO 1. As crises socioeconômicas que atingiram o país desde a década de 1970 (crise do petróleo / elevação das taxas de juros da dívida externa pelos EEUU). 2. A crise dos anos 1980 (década perdida) desesperança.

18 AS MIGRAÇÕES INTERNAS CAUSAS: Diferenças regionais quanto ao desenvolvimento socioeconômico que foram aprofundadas com a industrialização. PRINCIPAIS ÁREAS DE REPULSÃO POPULACIONAL 1. NORDESTE; 2. SUL; 3. SÃO PAULO.

19 O NORDESTE Fatores de repulsão: a estagnação econômica e a concentração fundiária. O SUL E SÃO PAULO Principal fator de repulsão: a grande concentração fundiária que força a migração dos agricultores paulistas, gaúchos, catarinenses e paranaenses, pois não podem competir com a grande empresa agrícola que adquire as propriedades e encarece seu valor, forçando o aumento do tamanho médio das propriedades, ou seja, concentrando a propriedade (penetração do capital através do chamado agronegócio). OBSERVAÇÃO: São Paulo é ao mesmo tempo área repulsora e atrativa da população.

20 PRINCIPAIS ÁREAS DE ATRAÇÃO POPULACIONAL CENTRO-OESTE: fundação de Brasília e a expansão das fronteira agrícolas, acompanhas da construção de infra-estrutura (rodovias, ferrovias, hidrelétricas) NORTE: fronteiras agrícolas do sul dos seus limites territoriais, atraindo garimpeiros, madeireiras, indústrias de mineração e grandes empresas agrícolas de outras regiões, ávidos por explorar seus vastos recursos naturais. SUDESTE: expansão urbano-industrial que gera outras atividades econômicas como o comércio e os serviços, atraindo imigrantes.

21 A DESMETROPOLIZAÇÃO A fuga dos investimentos para as cidades de porte médio das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, inclusive de suas indústrias. CAUSAS: trânsito caótico, impostos e terrenos caros, leis ambientais mais rígidas, sindicalismo organizado, geram altos custos de produção para as indústrias que migram para as cidades médias, impulsionando o crescimento demográfico do interior.

22 AS CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA São medidas pelos chamados indicadores sociais como as taxas de crescimento vegetativo, mortalidade infantil e analfabetismo, expectativa de vida etc. Os resultados catastróficos obtidos explica-se pelo desprezo das elites e dos governos brasileiros para com a maioria da população que dá origem a uma forte clivagem social, que exclui e marginaliza a massa popular que não conseguiu acesso ao aparelho de estado. O Índice de Desenvolvimento Humano o caso do Brasil e sua inclusão no grupo dos países de forte desenvolvimento, acima de 0,800 (IDH ALTO) A dificuldade de capacitação da mão-de-obra para enfrentar os desafios da Terceira Revolução Industrial (microeletrônica, informática, biotecnologia, fibra ótica etc.) No Brasil, é comum o indivíduo chegar à idade adulta desqualificado profissionalmente para ingressar na nova era tecnológica, pois os pais são obrigados a retirar os filhos da escola para trabalhar contribuindo para um índice de analfabetismo de quase 15% da população. O desemprego só tende a crescer nestas condições há empregos, mas não há mão-de-obra especializada (qualificada) há, aproximadamente, 15% de desempregados.

23

24

25

26

27

28 ALTERNATIVAS ÀS FAMÍLIAS POBRES E MARGINALIZADAS A delinqüência com o aparecimento de um estado marginal paralelo ao poder legalmente constituído. Trabalhos precários sem carteira assinada. A chamada economia informal ou clandestina. Inserção das crianças no mercado de trabalho como forma de aumentar a renda familiar. Calcula-se 3,9 milhões de crianças menores de 16 anos trabalhando, excluindo-as da vida estudantil, limitando suas chances de crescimento humano e profissional. Miséria que produz subnutrição, a fome e a falta de assistência médico-sanitária, fenômenos relacionados com as persistentes elevadas taxas de mortalidade, inclusive infantil e materna. Subemprego que gera inchaço do setor terciário, incrementando a chamada economia informal (vendedores ambulantes, guardadores de carros, perueiros e motoboys)

29 BRASIL: distribuição da população ativa por setores de atividade (%) SETOR Primário 70,2 60,7 54,0 44,2 29,0 22,5 Secundário 10,0 13,1 12,7 17,8 25,0 23,0 Terciário 19,8 26,2 33,3 38,0 46,0 54,5 Fonte: IBGE, Anuário Estatístico do Brasil. HIPERTROFIA DO SETOR TERCIÁRIO De fato, a população economicamente ativa (PEA) brasileira empregada no setor terciário é exagerada, pois se aproxima do padrão apresentado pelos países ricos, como os EEUU, apesar da abismal diferença entre as realidades socioeconômicas dos dois países.

30 FUGA DE CÉREBROS Além de toda as mazelas sociais apontadas, a falta de investimentos em educação, não apenas a básica, mas principalmente a profissional, temos a carência de pesquisadores, cientistas, estudiosos, enfim, a deterioração das universidades e centros de pesquisas públicas e a visível fuga de cérebros que compromete o avanço em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento).

31 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIO (Pnad 1999). Os 10% mais ricos embolsam 47% da renda nacional; Os 10% mais pobres embolsam 1,5% da renda nacional; 1% mais rico detém nada menos do que 13,1% de todo o rendimento do trabalho; Os 50% mais pobres ficam com apenas 23,9%; A razão entre ricos e pobres saltou para 31,4%, ante 27,5% em OBS: estas desigualdades são também regionais confira o IDH dos estados brasileiros.

32

POPULAÇÃO BRASILEIRA

POPULAÇÃO BRASILEIRA POPULAÇÃO BRASILEIRA É importante conhecer as características da população brasileira para o seu vestibular. Inicialmente vamos conhecer dois conceitos básicos para esse estudo: *População absoluta refere-se

Leia mais

Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II

Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II A nova Pirâmide Etária do Brasil; Crescimento horizontal devido às migrações; É um tipo de gráfico que representa os dados sobre

Leia mais

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL META Refletir sobre as características da população brasileira como fundamento para a compreensão da organização do território e das políticas de planejamento e desenvolvimento

Leia mais

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros CRESCIMENTO POPULACIONAL Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros O que é Crescimento Populacional? O crescimento populacional é a mudança positiva do número de indivíduos de uma população dividida por

Leia mais

GEOGRAFIA. População Brasileira

GEOGRAFIA. População Brasileira População Brasileira No Brasil a concentração populacional tem sua maior ocorrência em áreas litorâneas ou próximas ao litoral. Temos como fatores contribuintes as faixas de planície, clima tropical, sem

Leia mais

A população brasileira

A população brasileira Alessio Moiola/ Dreamstime.com Dragon Images/ Shutterstock Jason Stitt/ Dreamstime.com A população brasileira Geografia e demografia Demografia é uma área da ciência que estuda a dinâmica populacional

Leia mais

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística Área Temática: Emprego e Mercado de Trabalho, Demografia Econômica. 1 - Introdução Este texto

Leia mais

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO O que é População? População é um conjunto de pessoas que ocupam um determinado espaço em um período de tempo específico. Ela pode ser classificada segundo vários aspectos, como:

Leia mais

População Mundial. Prof. R O C H A

População Mundial. Prof. R O C H A População Mundial Prof. R O C H A Crescimento da População Conceitos Demográficos População absoluta Número total de habitantes Densidade demográfica ou população relativa número de habitantes por Km²,

Leia mais

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Natal 29/02/2012 1 Considerações Gerais; Principais conceitos demográficos; Gráficos de indicadores sociais; Estrutura das populações mundiais:

Leia mais

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 MINAS GERAIS Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 O TERRITÓRIO A fisionomia territorial de Minas Gerais é elemento decisivo para se compreender seus traços atuais que resultam de sua

Leia mais

A POPULAÇÃO BRASILEIRA

A POPULAÇÃO BRASILEIRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA A origem dos brasileiros A população brasileira é heterogênea e foi constituída por três principais grupos étnicos Indígena Cafuzo Negro africano Caboclo ou mameluco Branco europeu

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 3ª Ano Tema da aula: Crescimento populacional: tendências e dilemas Objetivo da aula: contextualizar

Leia mais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Diversos fatores impedem ou favorecem que pessoas se fixem em um lugar: Fatores Naturais. Fatores Econômicos. Fatores Históricos. Clima, topografia, solo entre

Leia mais

Geografia. Exercícios de Revisão I

Geografia. Exercícios de Revisão I Nome: n o : E nsino: Médio S érie: T urma: Data: Profa: 1 a Geografia Exercícios de Revisão I 1 Analisando o mapa a seguir, correlacione a incidência de malária e da doença do sono com as condições naturais

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina Diretoria de Planejamento e Coordenação Gerência de Estatística e Informática Setor de Mortalidadade Indicadores e Dados Básicos: situando Santa Catarina

Leia mais

PEP/2012 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

PEP/2012 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO PEP/2012 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 GEOGRAFIA 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar o processo de urbanização no Brasil, com enfoque nos campos econômico e psicossocial, a partir

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 7º Disciplina: Geografia. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 7º Disciplina: Geografia. Pré Universitário Uni-Anhanguera Pré Universitário Uni-Anhanguera Questão 01) A distribuição da população pela superfície do planeta é desigual, orientada por fatores históricos, econômicos ou naturais. No caso do Brasil, conclui-se que

Leia mais

Material de apoio para o exame final

Material de apoio para o exame final Professor Rui Piassini Geografia 1º EM Material de apoio para o exame final Questão 01) Em toda a história da humanidade os agrupamentos humanos ou os indivíduos, isoladamente, se movimentam pelo espaço,

Leia mais

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas:

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas: GEOGRAFIA Objetivas: 01 No último século, o Brasil deixou de ser um país essencialmente rural e se tornou um país urbano-industrial. Nesse processo, foram muitas as mudanças em seu espaço geográfico, especialmente

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2 A mulher no mercado de trabalho e na organização sindical Expediente: Produzido pelo Instituto Latinoamericano de Estudos Socioeconômicos. Praça Padre Manuel da Nóbrega, 16-4º andar. Sé - São Paulo SP.

Leia mais

TEXTO 1 1. CONJUNTURA BRASILEIRA. 1.1. As Transformações Recentes

TEXTO 1 1. CONJUNTURA BRASILEIRA. 1.1. As Transformações Recentes TEXTO 1 1. CONJUNTURA BRASILEIRA 1.1. As Transformações Recentes O Brasil, do ponto de vista econômico e social, vem sofrendo uma constante mutação em seus principais indicadores básicos como: população;

Leia mais

Relatório brasileiro sobre desenvolvimento social

Relatório brasileiro sobre desenvolvimento social Relatório brasileiro sobre desenvolvimento social LUIZ FELIPE LAMPREIA OPRESENTE RELATÓRIO sobre desenvolvimento social foi elaborado pelo Governo Brasileiro no âmbito do processo preparatório da Cúpula

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Conceitos introdutórios

Conceitos introdutórios População Conceitos introdutórios 1. POPULAÇÃO: conjunto de pessoas que habita determinado espaço geográfico. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA: número total de habitantes de um país, podendo este ser classificado,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

Conceitos introdutórios

Conceitos introdutórios População Conceitos introdutórios 1. POPULAÇÃO: conjunto de pessoas que habita determinado espaço geográfico. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA: número total de habitantes de um país, podendo este ser classificado,

Leia mais

Analfabetismo no Brasil

Analfabetismo no Brasil Analfabetismo no Brasil Ricardo Paes de Barros (IPEA) Mirela de Carvalho (IETS) Samuel Franco (IETS) Parte 1: Magnitude e evolução do analfabetismo no Brasil Magnitude Segundo estimativas obtidas com base

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sorriso, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9382,37 km² IDHM 2010 0,744 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 66521 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santos, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 281,35 km² IDHM 2010 0,840 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 419400 hab. Densidade

Leia mais

Perfil Municipal - Natal (RN)

Perfil Municipal - Natal (RN) Caracterização do Território Área: 169,9 km² Densidade Demográfica: 4.175,5 hab/km² Altitude da Sede: 30 m Ano de Instalação: 1.599 Distância à Capital: 0,0 km Microrregião: Natal Mesorregião: Leste Potiguar

Leia mais

A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais. As atividades econômicas

A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais. As atividades econômicas A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais As atividades econômicas Conforme o mapa mostra, de todas as capitais nordestinas, apenas Teresina, capital do Piauí, não está voltada para o Oceano

Leia mais

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década 1 FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR BAHIA TEXTO DE CULTURA GERAL FONTE: UOL COTIDIANO 24/09/2008 Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década Fabiana Uchinaka Do UOL Notícias

Leia mais

DINÂMICAS POPULACIONAIS

DINÂMICAS POPULACIONAIS DINÂMICAS POPULACIONAIS Distribuição e Migração Pág. 9-13 DIFERENÇAS NA DISTRIBUIÇÃO POPULACIONAL Áreas Povoadas x Áreas menos povoadas Fatores que influenciam a distribuição humana Fatores naturais Fatores

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM PROCESSO MUDANÇAS INCREMENTAIS NAS ESTRUTURAS SOCIAIS DE UMA REGIÃO DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO

DESENVOLVIMENTO EM PROCESSO MUDANÇAS INCREMENTAIS NAS ESTRUTURAS SOCIAIS DE UMA REGIÃO DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO DESENVOLVIMENTO EM PROCESSO MUDANÇAS INCREMENTAIS NAS ESTRUTURAS SOCIAIS DE UMA REGIÃO DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO Ricardo Abramovay Arilson Favareto Maria do Carmo Oliveira Beatriz Saes Bogotá, Março de

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A)

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A) 1. (Unesp 2013) Analise os climogramas dos principais tipos climáticos do Brasil e as fotos que retratam as formações vegetais correspondentes. Identifique o climograma e a respectiva foto que representa

Leia mais

LEVANTAMENTO SOBRE CRIANÇAS EM SITUAÇÕES DE RISCO NO BRASIL

LEVANTAMENTO SOBRE CRIANÇAS EM SITUAÇÕES DE RISCO NO BRASIL ESTUDO LEVANTAMENTO SOBRE CRIANÇAS EM SITUAÇÕES DE RISCO NO BRASIL Renata Baars Consultora Legislativa da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário ESTUDO JULHO/2009 Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes

Leia mais

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros CRESCIMENTO POPULACIONAL Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros O que é Crescimento Populacional? O crescimento populacional é a mudança positiva do número de indivíduos de uma população dividida por

Leia mais

3 O Panorama Social Brasileiro

3 O Panorama Social Brasileiro 3 O Panorama Social Brasileiro 3.1 A Estrutura Social Brasileira O Brasil é um país caracterizado por uma distribuição desigual de renda. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios

Leia mais

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa B. alternativa C

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa B. alternativa C Questão 25 No Brasil, no período 1990-91 a 2003-04, a produção de grãos apresentou crescimento de 125%, enquanto a área plantada aumentou apenas 24%, conforme mostra o gráfico. BRASIL _ ÁREA PLANTADA E

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.)

ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.) ENSINO FUNDAMENTAL: fim de um ciclo expansionista? Eloísa Vidal (UECE) Leandro Costa (IPECE) Sofia Lerche Vieira (UECE, coord.) Artigo sumário Introdução: recorte metodológico (Ensino Fundamental) e bases

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº . 1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº Valor: 10 Nota:. ASSINALE AS ALTERNATIVAS CONFORME PEDEM OS ENUNCIADOS E DEPOIS PREENCHA O GABARITO

Leia mais

Perfil Municipal - Queimada Nova (PI)

Perfil Municipal - Queimada Nova (PI) Caracterização do Território Área: 1.438,4 km² Densidade Demográfica: 5,8 hab/km² Altitude da Sede: 410 m Ano de Instalação: 1.993 Distância à Capital: 416,7 km Microrregião: Alto Médio Canindé Mesorregião:

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Alegre do Norte, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3994,51 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10748 hab.

Leia mais

Histórico. Com o final da Segunda Guerra Mundial, tem. sofre um freio em seu crescimento global. O final da Velha Ordem Mundial entre os anos

Histórico. Com o final da Segunda Guerra Mundial, tem. sofre um freio em seu crescimento global. O final da Velha Ordem Mundial entre os anos Histórico As iniciadas no século XV, são consideradas como o marco inicial da (capitalismo comercial). O fenômeno segue crescendo com o período do Neocolonialismo europeu na Ásia e na África. Paralelamente

Leia mais

ISSN 1519-9568. INFORMATIVO MENSAL Ano 1 Número 20 Março de 2002 APRESENTAÇÃO

ISSN 1519-9568. INFORMATIVO MENSAL Ano 1 Número 20 Março de 2002 APRESENTAÇÃO ISSN 119-968 INFORMATIVO MENSAL Ano 1 Número Março de APRESENTAÇÃO O Boletim apresenta uma síntese do documento Panorama Social de América Latina -1, uma publicação da Comissão Especial para a América

Leia mais

FUNDAMENTOS DE TEORIA E POLÍTICA MACROECONÔMICA

FUNDAMENTOS DE TEORIA E POLÍTICA MACROECONÔMICA FUNDAMENTOS DE TEORIA E POLÍTICA MACROECONÔMICA O que a macroeconomia analisa? Analisa a determinação e o comportamento dos grandes agregados como: renda, produto nacional, nível geral de preços, nível

Leia mais

2. CONCEITO DE MIGRAÇÃO

2. CONCEITO DE MIGRAÇÃO ANÁLISE DO CRESCIMENTO/DECRÉSCIMO POPULACIONAL DOS MUNICÍPIOS DA MESORREGIÃO CENTRO OCIDENTAL PARANAENSE E SEUS IMPACTOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO REGIONAL. Yume Aparecida Pereira Paiva, (IC), UNESPAR/FECILCAM,

Leia mais

QUIMICA EDU. 1. (I) etanol, (II) propanal, (III) H3C-CH2-COOH, (IV) H3C-O-CH3, (V) metil-butano, e (VI) butano São pares I e IV

QUIMICA EDU. 1. (I) etanol, (II) propanal, (III) H3C-CH2-COOH, (IV) H3C-O-CH3, (V) metil-butano, e (VI) butano São pares I e IV GABARITO 3ª SÉRIE 3º BIMESTRE DE 2014 Data: 16 08 14 QUIMICA EDU 1. (I) etanol, (II) propanal, (III) H3C-CH2-COOH, (IV) H3C-O-CH3, (V) metil-butano, e (VI) butano São pares I e IV C2H6O C2H4O C3H6O2 C2H6O

Leia mais

JUVENTUDE E TRABALHO: DESAFIOS PARA AS POLITICAS PÚBLICAS NO MARANHÃO

JUVENTUDE E TRABALHO: DESAFIOS PARA AS POLITICAS PÚBLICAS NO MARANHÃO JUVENTUDE E TRABALHO: DESAFIOS PARA AS POLITICAS PÚBLICAS NO MARANHÃO JONATHAN ROCHA GUIMARÃES Avaliar a Política de Trabalho e juventude torna-se de extrema importância na medida em que representa um

Leia mais

Problemas Sociais Urbanos

Problemas Sociais Urbanos Problemas Sociais Urbanos Segundo a ONU, 30% da população das cidades vivem na absoluta pobreza. Entre 20 e 40 milhões de famílias não tem onde morar e cerca de 920 milhões vivem em favelas ou áreas irregulares.

Leia mais

Perfil Municipal - Florianópolis (SC)

Perfil Municipal - Florianópolis (SC) Caracterização do Território Área: 436,5 km² Densidade Demográfica: 760,1 hab/km² Altitude da Sede: 3 m Ano de Instalação: 1.726 Distância à Capital: 0,0 km Microrregião: Florianópolis Mesorregião: Grande

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

Demografia Médica no Brasil. Vol 2

Demografia Médica no Brasil. Vol 2 Demografia Médica no Brasil. Vol 2 Mário Scheffer Conselho Federal de Medicina, 6 de fevereiro 2013 Equipe da pesquisa Mário Scheffer (coordenador) Alex Cassenote Aureliano Biancarelli Cooperação acadêmica

Leia mais

As dinâmicas demográficas

As dinâmicas demográficas As dinâmicas demográficas ALAN HINDLE/CORBIS/ LATINSTOCK Crescimento vegetativo O crescimento vegetativo é a diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade de uma população. Esses números

Leia mais

A organização do espaço na América Latina

A organização do espaço na América Latina Tifonimages/ Dreamstime.com Joetex1/ Dreamstime.com A organização do espaço na América Latina Vista da cidade de Santiago, capital e maior cidade do Chile. Monocultura de milho na Argentina. Andresr/ Shutterstock

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Peruíbe, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 323,17 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 59773 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Novo Mundo, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5826,18 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 7332 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Vera, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2962,4 km² IDHM 2010 0,680 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10235 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Questão 11. Questão 12. Resposta. Resposta. O mapa e os blocos-diagramas ilustram um dos grandes problemas do mundo moderno.

Questão 11. Questão 12. Resposta. Resposta. O mapa e os blocos-diagramas ilustram um dos grandes problemas do mundo moderno. Questão 11 O mapa e os blocos-diagramas ilustram um dos grandes problemas do mundo moderno. b) Porque há diferentes modos de ocupação do solo. Nas áreas onde a cobertura vegetal é mais densa, ocorre uma

Leia mais

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial.

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial. PROVA DE GEOGRAFIA QUESTÃO 09 Parcela considerável do desemprego que se verifica, atualmente, no mundo, está associada a mudanças estruturais na economia é o denominado desemprego estrutural. É CORRETO

Leia mais

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Rio Claro, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5074,56 km² IDHM 2010 0,682 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 17124 hab.

Leia mais

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR

V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Marcelo Neri SAE/PR V Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Marcelo Neri SAE/PR Objetivos do Milênio 1. Acabar com a fome e a miséria ODM 1 META A Global: Até 2015, reduzir a pobreza

Leia mais

A educação no Rio de Janeiro

A educação no Rio de Janeiro A educação no Rio de Janeiro Simon Schwartzman Na década de 90, em todo o Brasil, o acesso à educação melhorou, e o Rio de Janeiro não ficou atrás. Antes, não havia escolas suficientes para todas as crianças.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Cabo Verde, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 368,15 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 13823 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guaranésia, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 294,28 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 18714 hab. Densidade

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA INTRODUÇÃO A Serra Catarinense apresenta características únicas dentro do território brasileiro. Enquanto a grande parte do país vive um inverno bastante

Leia mais

Ano: 7º Turma: 7.1 e 7.2

Ano: 7º Turma: 7.1 e 7.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Professor (a): Fernando Parente Ano: 7º Turma: 7.1 e 7.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 José Cechin Superintendente Executivo Carina Martins Francine Leite Nos últimos meses, vários relatórios publicados por diferentes instituições

Leia mais

Direito à Educação. Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio

Direito à Educação. Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio Direito à Educação Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa Objetivos Refletir sobre: O que é Direito à Educação e como chegamos até aqui Garantia do direito à educação no Brasil Papel atual do Gestor

Leia mais

Trabalho infantil e adolescente_. Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul

Trabalho infantil e adolescente_. Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul Trabalho infantil e adolescente_ Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul A Convenção n o 182 da OIT de 1973 determina como idade mínima para iniciar

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

Migrações O vaivém da população pelo mundo. Mapa que indica os principais destinos de migrantes (países maiores- distorção)

Migrações O vaivém da população pelo mundo. Mapa que indica os principais destinos de migrantes (países maiores- distorção) Migrações O vaivém da população pelo mundo Mapa que indica os principais destinos de migrantes (países maiores- distorção) Migração ou Movimento Populacional: Ocorre o tempo todo no mundo Pessoas mudam-se

Leia mais

Florianópolis, 17 de agosto de 2011.

Florianópolis, 17 de agosto de 2011. PROXIMIDADE DO FIM DE ANO IMPACTA A PERSPECTIVA DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS CATARINENSES EM SETEMBRO O forte crescimento mensal da perspectiva de consumo das famílias catarinenses, de 12,7%, foi o principal

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

Cenário Brasileiro e Educação

Cenário Brasileiro e Educação Cenário Brasileiro e Educação Prof. José Pio Martins Economista Reitor da Universidade Positivo Agosto/2014 Observações introdutórias Missões do gestor Gerenciar o dia a dia Preparar a organização para

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Amazônia Legal e infância

Amazônia Legal e infância Amazônia Legal e infância Área de Abrangência 750 Municípios distribuídos em 09 Unidades Federativas: Amazonas (62), Amapá (16), Acre (22), Roraima (15), Rondônia (52), Pará (143), Tocantins (139), Maranhão

Leia mais

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS O presente levantamento mostra a situação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) nos municípios brasileiros. Para realizar a comparação de forma mais precisa,

Leia mais

Dimensão social. Habitação

Dimensão social. Habitação Dimensão social Habitação Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 235 39 Adequação de moradia Este indicador expressa as condições de moradia através da proporção de domicílios com condições

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

Relatório de Pesquisa. Março 2013

Relatório de Pesquisa. Março 2013 Relatório de Pesquisa SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Março 2013 SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram ouvidos em todo o país 615 varejistas.

Leia mais

Perfil Municipal - Rio Bom (PR)

Perfil Municipal - Rio Bom (PR) Caracterização do Território Área: 177,4 km² u Densidade Demográfica: 20,0 hab/km² Altitude da Sede: 680 m Ano de Instalação: 1.964 Distância à Capital: 284,5 km Microrregião: Faxinal Mesorregião: Norte

Leia mais

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL Autonomia econômica das mulheres Autonomia econômica das mulheres se refere à capacidade das mulheres de serem provedoras de seu próprio sustento,

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 1 Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 Porto Alegre, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Em junho de 2014, a Cesta Básica de Porto Alegre registrou queda de 4,00%, passando

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

O Brasil e as Metas de Desenvolvimento do Milênio

O Brasil e as Metas de Desenvolvimento do Milênio www.pnud.org.br Embargado até 8 de julho de 2003 www.undp.org/hdr2003 Contatos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento: Nova Iorque: William Orme Tel:(212) 906-5382 william.orme@undp.org Londres:

Leia mais