PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO. PE_05 00 Título:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO. PE_05 00 Título:"

Transcrição

1 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer regras gerais para uso do logotipo Selo Qualidade Ambiental ABTG Certificadora (SQAAC). 2. DEFINIÇÕES Não aplicável. 3. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES: 3.1. PA Procedimento Selo Qualidade Ambiental ABTG Certificadora Termo de uso da logomarca SQAAC. 4. TERMINOLOGIAS E SIGLAS: SQAAC: Selo Qualidade Ambiental ABTG Certificadora 5. RESPONSABILIDADES: ABTG Certificadora: exclusiva em conceder as certificações conforme critérios estabelecidos no procedimento PA PROCEDIMENTO: 6.1. FORMATO E USO DO LOGOTIPO SQAAC O logotipo do SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) somente diz respeito ao processo gráfico pertencente ao escopo certificado, utilizado na impressão dos produtos rotulados. NOTA 1: Os requisitos ambientais por tipo de impressão estão definidos no procedimento PA , disponível no site O logotipo SQAAC, bem como suas dimensões, estão definidos no Anexo deste procedimento As proporções estabelecidas do logotipo SQAAC, descritas no Anexo deste procedimento, devem ser mantidas quando reproduzidas PROPRIEDADE DE USO DO LOGOTIPO DO SQAAC O logotipo do SQAAC é protegido por direitos autorais da ABTG Certificadora. O uso não autorizado deste logotipo é proibido e pode levar a ação legal.

2 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 2 de O uso do logotipo SQAAC não transfere qualquer responsabilidade civil ou criminal, resultante das atividades das organizações certificadas para a ABTG Certificadora, ou para seus colaboradores DIREITOS DE USO DO LOGOTIPO DO SQAAC O logotipo do SQAAC deve ser utilizado sob a autoridade de uma concessão de direito de uso, que é emitida pela ABTG Certificadora A concessão de uso do logotipo do SQAAC aplica-se às: A. Organizações Certificadas pela ABTG Certificadora: que são empresas que atendem aos critérios do procedimento PA e que após os processos de auditorias, obtiveram a concessão de uso do logotipo SQAAC, por meio de um contrato de certificação. B. Clientes de Organizações Certificadas pela ABTG Certificadora: são empresas que utilizaram o serviço de impressão gráfica, da organização certificada, dentro do escopo/tipo de impressão, e que por meio do Termo de Uso são autorizadas a utilizar o logotipo do SQAAC no(s) produto(s) impresso(s) USO DO LOGOTIPO DO SQAAC Organizações Certificadas pela ABTG Certificadora Após a concessão da certificação, a organização certificada é autorizada a utilizar o logotipo do SQAAC nos seguintes meios: a. literaturas, brochuras, folhetos da empresa, informativos, notas fiscais e artigos promocionais; b. propagandas corporativas e website; c. orçamentos, material publicitário (como por exemplo, propagandas em jornais e revistas, vídeos, trifólios, banners, cartazes, faixas etc.), formulários, registros e cartas, desde que deixe claramente identificado para quais tipos de impressão está certificado; d. muros e fachadas do organismos certificado; e. veículos do organismo certificado; f. uniformes de trabalho e vestimentas utilizadas em feiras e eventos pelo organismo certificado; g. cartões de visita do organismo certificado; h. equipamentos de exibição e displays da empresa; i. embalagens.

3 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 3 de Abaixo, é apresentado o logotipo que será autorizado a utilização para a empresa certificada: Indica que a certificação é específica para o processo gráfico. Fig.1 Indica o número do processo de certificação, atribuído somente pela ABTG Certificadora. Indica a norma que estabelece os critérios do selo A empresa certificada deve submeter à aprovação da ABTG Certificadora, todo material em que o logotipo do SQAAC for inserido, pelo Na auditoria de manutenção da certificação, prevista no PA , a aplicação do logotipo sem a aprovação da ABTG Certificadora acarretará em não conformidade, podendo levar a suspensão da certificação Clientes de Organizações Certificadas pela ABTG Certificadora Os clientes das organizações certificadas são autorizados a utilizar o logotipo SQAAC exclusivamente em seus produtos impressos na gráfica certificada, obedecendo aos critérios abaixo: a. a organização certificada deverá exigir de seu cliente a assinatura do Termo de Uso ; b. a empresa cliente da organização certificada somente tem o direito de uso do logotipo SQAAC nos materiais impressos na gráfica certificada e que fazem parte do escopo de certificação; c. a empresa cliente da organização certificada não poderá utilizar o logotipo do SQAAC em outros materiais agregados ao produto impresso; d. a organização certificada deverá submeter à aprovação da ABTG Certificadora, todo material em que o logotipo do SQAAC for inserido, pelo assim como enviar cópia do Termo de Uso, assinado por seu cliente; e. o logotipo do SQAAC para clientes de gráficas certificadas deve ser impresso com o nome fantasia da gráfica certificada, conforme abaixo:

4 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 4 de 9 Indica a gráfica certificada na qual foi impresso o material Fig.2 Indica a norma que estabelece os critérios do Selo Qualidade Ambiental INFORMAÇÕES ADICIONAIS Contatos para maiores informações sobre o uso do logotipo SQAAC: Telefones: / site: (55 11) (55 11) (55 11) REVISÃO Revisão Mês/Ano Itens alterados 00 05/2013 Elaboração do documento Aprovação: Bruno Mortara Diretor Técnico

5 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 5 de 9 Anexo Manual de Identificação Visual do Logotipo SQAAC

6 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 6 de 9

7 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 7 de 9

8 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 8 de 9

9 SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 9 de 9

Complemento da Regra de Certificação para Sistemas de Gestão

Complemento da Regra de Certificação para Sistemas de Gestão CRC-026-SGT Página: 1/6 Elaborado por: Karen Carolina Martins Verificado por: Suzete Schipa Suzuki Aprovado por: Rogéria Araújo Cutolo Sergio Fellauer Data Aprovação: 12/06/2009 TÜV Rheinland do Brasil

Leia mais

REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO, SEGUNDO A NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE E O PBQP-H

REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO, SEGUNDO A NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE E O PBQP-H 1 ICQ BRASIL OCS - Organismo de Certificação de Sistema da Qualidade e OCO Organismo de Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade de Empresas de Serviços e Obras na Construção Civil, acreditado pelo

Leia mais

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO Versão 5 Outubro de 2015 INDICE 1 Introdução 2 Utilização das Marcas de Conformidade no Produto 3 Utilização das

Leia mais

PROCEDIMENTO ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento:

PROCEDIMENTO ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento: Página 1 de 8 ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento: Data da Revisão Nº da Revisão Histórico das Alterações 20/08/2007

Leia mais

A FUNDAEPE é detentora exclusiva do uso de sua marca e só ela tem o direito de autorizar a sua utilização.

A FUNDAEPE é detentora exclusiva do uso de sua marca e só ela tem o direito de autorizar a sua utilização. MANUAL DE USO DA LOGOMARCA P á g i n a 1 1. APRESENTAÇÃO A Fundação Diamantinense de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão FUNDAEPE é uma entidade privada, sem fins lucrativos, cuja finalidade precípua

Leia mais

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL 1 ICQ BRASIL OCA Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Ambiental, acreditado pelo INME- TRO para certificação de terceira parte, em conformidade com a norma da Série NBR ISO 14000, a ser usada

Leia mais

Manual de Uso da Logomarca - C-15

Manual de Uso da Logomarca - C-15 ÉTICA, COMPETÊNCIA E IMPARCIALIDADE MANUAL DE USO DA LOGOMARCA - C-15 REGRAS GERAIS Manual de Uso da Logomarca - C-15 - REGRAS GERAIS - Revisão 2, 04/02/2011, Página 01 Histórico de Alterações REV.0-07/11/2008

Leia mais

Regulamento para Concessão do Selo Plantamos Árvores para reduzir os efeitos das emissões de CO 2 - Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Totum

Regulamento para Concessão do Selo Plantamos Árvores para reduzir os efeitos das emissões de CO 2 - Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Totum Controle de alterações 10 de março de 2008 emissão inicial 1 ÍNDICE 0. Condições Gerais... 3 1. Condições de Admissão e Visão Geral do Processo... 4 2. Abertura de Processo... 5 3. Processo Técnico Reconhecimento

Leia mais

D I R E T R I Z E S D E I D E N T I D A D E D A M A R C A S E L O D E A C R E D I T A Ç Ã O P A R A O P E R A D O R A S D E P L A N O S D E S A Ú D E

D I R E T R I Z E S D E I D E N T I D A D E D A M A R C A S E L O D E A C R E D I T A Ç Ã O P A R A O P E R A D O R A S D E P L A N O S D E S A Ú D E D I R E T R I Z E S D E I D E N T I D A D E D A M A R C A S E L O D E A C R E D I T A Ç Ã O P A R A O P E R A D O R A S D E P L A N O S D E S A Ú D E USO CORRETO DA LOGOMARCA DO CBA 3 É necessário apresentar

Leia mais

1.1 O Certificado de Sistemas da Gestão Ambiental SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira:

1.1 O Certificado de Sistemas da Gestão Ambiental SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira: Documento analisado criticamente e aprovado quanto à sua adequação. Responsável: Carlos Henrique R. Figueiredo Diretor de Certificação * Inclusão de notas do item 2.1."b" quanto a documentação necessária

Leia mais

ISO/IEC 17050-1. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais

ISO/IEC 17050-1. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais QSP Informe Reservado Nº 42 Janeiro/2005 ISO/IEC 17050-1 Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais Tradução livre especialmente preparada para os Associados

Leia mais

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT Pág. Nº 1/8 SUMÁRIO Histórico das revisões 1 Objetivo 2 Referências Normativas 3 Siglas 4 Marcas e certificados da ABNT Certificadora 5 Requisitos Gerais 6 Requisitos específicos para sistemas certificados

Leia mais

Manual de Uso da Logomarca C- 15

Manual de Uso da Logomarca C- 15 ÉTICA, COMPETÊNCIA E IMPARCIALIDADE Manual de Uso da Logomarca C-15 REGRAS GERAIS Manual de Uso da Logomarca - C-15 - REGRAS GERAIS Revisão 4 26/05/2015, Página 1 Histórico de Alterações REV.0-07/11/2008

Leia mais

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES Página: 1/08 Elaborado por: Claudio Francisco Verificado por: Karen Martins Aprovado por: Arnaldo Barbulio Filho Data Aprovação: 22/07/13 OBJETIVO Esta Regra de Certificação estabelece os critérios utilizados

Leia mais

BICICLETAS DE USO INFANTIL

BICICLETAS DE USO INFANTIL Página: 1/12 Elaborado por: Maria Lucia Hayashi Verificado por: João Gustavo L. Junqueira Aprovado por: Regina Toscano Data Aprovação: 10/12/2013 1 OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares

Leia mais

REQUISITOS PARA RECONHECIMENTO DA CONFORMIDADE PARA CABOS PROFIBUS PA - DP

REQUISITOS PARA RECONHECIMENTO DA CONFORMIDADE PARA CABOS PROFIBUS PA - DP Página 1 1 OBJETIVO Estabelecer os critérios para o Programa de Reconhecimento da Conformidade de Cabos Profibus PA e Profibus DP, atendendo aos requisitos técnicos, visando garantir a segurança na utilização

Leia mais

Regulamento técnico do Selo de Certificação de Boas Práticas em Teletrabalho

Regulamento técnico do Selo de Certificação de Boas Práticas em Teletrabalho Sumário Histórico das Alterações... 2 1 Condições Gerais... 3 2 Condições de Admissão e Visão Geral do Processo... 5 3 Abertura de Processo do Selo de... 7 4 Processo Técnico Auto avaliação Inicial (Certificação)...

Leia mais

Manual Logomarca ITAC Sistemas de Gestão

Manual Logomarca ITAC Sistemas de Gestão Pág.: 1/5 Elaboração Análise Crítica Aprovação Representante da Direção Gerente de Certificação Executivo Sênior Alterações - Revisão 06 Alteração do item 5 1. ESCOPO Este manual aplica-se às empresas

Leia mais

Guia de Proteção às Marcas

Guia de Proteção às Marcas Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais versão 3 Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais Guia de Proteção

Leia mais

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE ACREDITAÇÃO

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE ACREDITAÇÃO BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE ACREDITAÇÃO Versão 6 Novembro/2015 Histórico de Mudanças Página Sumário da Mudança Data Revisado por 05 Inserido os dados para contato em

Leia mais

Manual para uso e proteção da LOGOMARCA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL

Manual para uso e proteção da LOGOMARCA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL Manual para uso e proteção da LOGOMARCA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL SUMÁRIO 1. Introdução 2 2. Responsabilidades 4 3. Disposições Gerais 5 4. Usos Permitidos e Não Permitidos 6 4.1. Usos permitidos 6 4.2. Usos

Leia mais

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Em vigor a partir de 01/04/2016 RINA Via Corsica 12 16128 Genova - Itália tel. +39 010 53851 fax +39 010 5351000 website : www.rina.org Normas

Leia mais

Manual daidentidade Visual

Manual daidentidade Visual Manual daidentidade Visual Apresentação Guia de uso Elementos da Identidade Visual Elementos da Papelaria Elementos de Informática Manual da Identidade Visual Apresentação Este manual tem como objetivo

Leia mais

SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3

SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3 Página 1 de 21 SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3 6. QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES...4 7. CONDIÇÕES GERAIS...4 8.

Leia mais

1 - Objetivo...1. 2 - Concessão do Certificado do Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil SiAC...

1 - Objetivo...1. 2 - Concessão do Certificado do Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil SiAC... Documento analisado criticamente e aprovado quanto à sua adequação. Responsável: Carlos Henrique R. Figueiredo - Diretor de Certificação * Revisão do item 1 (referência à Portaria e Regulamentos obsoletos

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES APROVAÇÃO

HISTÓRICO DAS REVISÕES APROVAÇÃO PSQM-DO-005 05 USO DE CERTIFICADOS E LOGOMARCA 1 de 6 HISTÓRICO DAS REVISÕES Revisão Itens Alterados Elaboração Análise Critica Aprovação Data 01 Emissão Inicial Diretoria de Operações - Presidência 27/07/06

Leia mais

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO SELO ECOLÓGICO FALCÃO BAUER

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO SELO ECOLÓGICO FALCÃO BAUER 1. Introdução A Certificação do Selo Ecológico Falcão Bauer possui caráter voluntário e visa demonstrar o desempenho ambiental de produtos e serviços através da avaliação do diferencial ecológico apresentado

Leia mais

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador Política de TI A Política de segurança da informação da OPERARIO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO aplica-se a todos os colaboradores e prestadores de serviços, incluindo trabalhos executados externamente ou por

Leia mais

Regulamento para a Certificação dos Sistemas de Gestão da Responsabilidade Social

Regulamento para a Certificação dos Sistemas de Gestão da Responsabilidade Social Regulamento para a Certificação dos Sistemas de Gestão da Em vigor a partir de 01 de abril de 2016 RINA Via Corsica 12 16128 GÊNOVA, Itália tel +39 010 53851 fax +39 010 5351000 website : www.rina.org

Leia mais

1. Comunicação de Projectos

1. Comunicação de Projectos PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES PARA COMUNICAÇÃO DE PROJECTOS 1. Comunicação de Projectos A comunicação é um elemento crucial para o sucesso da implementação de projectos. Os projectos devem incorporar claramente

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA RESOLUÇÃO N o 04/2011 DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Regulamenta a utilização e aplicação da Marca UFU. O CONSELHO

Leia mais

PROCEDIMENTO GERAL PARA ROTULAGEM AMBIENTAL FALCÃO BAUER ECOLABEL BRASIL

PROCEDIMENTO GERAL PARA ROTULAGEM AMBIENTAL FALCÃO BAUER ECOLABEL BRASIL 1. Introdução O Falcão Bauer Ecolabel é um programa de rotulagem ambiental voluntário que visa demonstrar o desempenho ambiental de produtos e serviços através da avaliação da conformidade do produto com

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. Art. 5º - Publicar esta Portaria de Consulta Pública no Diário Oficial da União, quando iniciará a sua vigência.

CONSULTA PÚBLICA. Art. 5º - Publicar esta Portaria de Consulta Pública no Diário Oficial da União, quando iniciará a sua vigência. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria n º 105, de 02 de junho de 2005 CONSULTA PÚBLICA

Leia mais

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO PBQP-H SiAC

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO PBQP-H SiAC 1 ICQ BRASIL OCS Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade, credenciado pelo INME- TRO para certificações de terceira parte. 2 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Este regulamento fornece diretrizes

Leia mais

Política de investimento cultural 3M

Política de investimento cultural 3M Política de investimento cultural 3M 1. Objetivo A presente política tem por finalidade estabelecer os critérios para investimento em projetos e programas culturais e que sejam passíveis de usufruírem

Leia mais

Portaria n.º 466, de 16 de outubro de 2014.

Portaria n.º 466, de 16 de outubro de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 466, de 16 de outubro de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Guia de Uso das Marcas CFP

Guia de Uso das Marcas CFP Guia de Uso das Marcas CFP Certificação CFP Excelência Global em Planejamento Financeiro O Financial Planning Standards Board Ltd. é o detentor das marcas CFP, CERTIFIED FINANCIAL PLANNER e da logomarca

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS PICUÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS PICUÍ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CAMPUS PICUÍ Regulamento do concurso de logomarca da IV Feira de

Leia mais

Selo de Eficiência Energética Industrial

Selo de Eficiência Energética Industrial Página: 1/9 Elaborado por: Sebastián del Valle Rosales Verificado por: Suzete Schipa Suzuki Aprovado por: Regina Toscano Data Aprovação: 15/07/2010 A Empresa abaixo identificada declara conhecer perfeitamente

Leia mais

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO Versão 3 Abril/2012 Marcas de Certificação 1. Introdução 2. Política do Bureau Veritas Certification 3.

Leia mais

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições:

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro Portaria n.º 158, de 29 de agosto de 2005. O PRESIDENTE

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 13, DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Dispõe sobre a documentação para regularização de equipamentos médicos das Classes de Risco I e II. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância

Leia mais

surgimento da produção colaborativa

surgimento da produção colaborativa I II III I surgimento da produção colaborativa web 2.0 crise II surgem tensões entre os modelos legal x ilegal direito autoral Problema direito autoral aplica-se automaticamente direito autoral

Leia mais

Procedimento de Operação Padrão REVISÃO N o : 01 PÁG: 1 de 6

Procedimento de Operação Padrão REVISÃO N o : 01 PÁG: 1 de 6 1 OBJETIVO PÁG: 1 de 6 Estabelecer os princípios básicos para o uso de protetores auditivos na CP SOLUÇÕES. Facilitar a administração de todas as etapas para atender ao disposto no PCA Programa de Conservação

Leia mais

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Portaria n.º 175, de 02 de agosto de 1993. O Presidente do Instituto Nacional

Leia mais

Índice: 1. Finalidade... 02. 2. Objetivos... 02. 3. Requisitos de Admissão... 02. 4. Estrutura do PQEC... 04. 5. Certificação do PQEC...

Índice: 1. Finalidade... 02. 2. Objetivos... 02. 3. Requisitos de Admissão... 02. 4. Estrutura do PQEC... 04. 5. Certificação do PQEC... Índice: 1. Finalidade... 02 2. Objetivos... 02 3. Requisitos de Admissão... 02 4. Estrutura do PQEC... 04 5. Certificação do PQEC... 05 6. Direção do PQEC... 06 7. Procedimentos e Prazos... 07 8. Conselho

Leia mais

2 Orientações para gerar código de registro de certificado

2 Orientações para gerar código de registro de certificado (ANEXO V) MODELO DE CERTIFICADO DE HABILITAÇÃO, ESPECIALIZAÇÃO E APTIDÃO PROFISSIONAL DE BOMBEIRO DE AERÓDROMO E DE FORMAÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE INSTRUTOR DE PREVENÇÃO, SALVAMENTO E COMBATE A INCÊNDIO EM

Leia mais

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE ADERE-MINHO Edição 1, Revisão 0, de 18 de Dezembro de 2012 Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: [Lisa Ramos]/[Técnica de Qualidade] [Teresa Costa]/[Directora

Leia mais

EVENTOS E CONGRESSOS

EVENTOS E CONGRESSOS EVENTOS E CONGRESSOS O financiamento de eventos de caráter científico-tecnológico obedece à seguinte priorização: a) organização; b) participação coletiva; c) participação individual no país; d) participação

Leia mais

ANEXO 7 PORTARIA SF Nº 78/2004. Manual de Instruções. Campo 01 - Preencher com o número do CPF do contribuinte (sem ponto ou hífen).

ANEXO 7 PORTARIA SF Nº 78/2004. Manual de Instruções. Campo 01 - Preencher com o número do CPF do contribuinte (sem ponto ou hífen). ANEXO 7 PORTARIA SF Nº 78/2004 Manual de Instruções 1. Formulário de Inscrição Pessoa Física Bloco A Contribuinte Campo 01 - Preencher com o número do CPF do contribuinte (sem ponto ou hífen). Campo 02

Leia mais

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS A Universidade do Estado do Pará (UEPA) através da (RITU) com apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), disponibiliza ao

Leia mais

Petição de Marca Apresentação de documentos complementares a Pedido de Registro de Marca Coletiva

Petição de Marca Apresentação de documentos complementares a Pedido de Registro de Marca Coletiva 810110409525 29/03/2011 13:54 00.000.2.3.11.0220264.0 Petição de Marca Apresentação de documentos complementares a Pedido de Registro de Marca Coletiva Número da Petição: Número do Processo: 810110409525

Leia mais

Regulamento para o concurso para Seleção da Logomarca e Banner para a Campanha de Arrecadação do Óleo

Regulamento para o concurso para Seleção da Logomarca e Banner para a Campanha de Arrecadação do Óleo Regulamento para o concurso para Seleção da Logomarca e Banner para a Campanha de Arrecadação do Óleo 1 OBJETIVOS 2 PARTICIPAÇÃO 3 ABRANGÊNCIA 4 CONCEITO 5 APRESENTAÇÃO DO TRABALHO 6 INSCRIÇÃO 7 SELEÇÃO

Leia mais

Certificação de Serviço de Inspeção de Recipientes de GLP realizado por Empresas Distribuidoras de GLP

Certificação de Serviço de Inspeção de Recipientes de GLP realizado por Empresas Distribuidoras de GLP Página: 1/7 Elaborado por: Eduardo Augusto Di Marzo Verificado por: Karen Martins Aprovado por: Igor Moreno Data Aprovação: 27/04/2015 1 OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares da

Leia mais

Certificação de sacolas plásticas impressas tipo camiseta

Certificação de sacolas plásticas impressas tipo camiseta Pág. Nº 1/13 SUMÁRIO Histórico das revisões 1 Objetivo 2 Referências normativas 3 Definições 4 Siglas 5 Descrição do processo de certificação 6 Manutenção da certificação 7 Marcação dos produtos certificados

Leia mais

Concurso para criação do novo logotipo ou logomarca para a FUVEST 04-03-2016 EDITAL Nº 01/2016

Concurso para criação do novo logotipo ou logomarca para a FUVEST 04-03-2016 EDITAL Nº 01/2016 EDITAL Nº 01/2016 Concurso para criação do logotipo ou da logomarca da Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST). A Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST) torna público o concurso para

Leia mais

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO Versão 2 Agosto de 2009 Marcas de Certificação 1. Introdução 2. Política do Bureau Veritas Certification

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE

MANUAL DE IDENTIDADE MANUAL DE IDENTIDADE IDENTIFICAÇÃO VISUAL DIMENSÕES MÍNIMAS ÁREAS DE SEGURANÇA TIPOGRAFIA UNIVERSO CROMÁTICO COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS CROMÁTICOS Este manual fornece os elementos standard da Identidade

Leia mais

RSQM-DO-028-02-DECLARAÇÃO_DOCUMENTADA_PROCESSO_DE_CERTIFICAÇÃO

RSQM-DO-028-02-DECLARAÇÃO_DOCUMENTADA_PROCESSO_DE_CERTIFICAÇÃO PGMQ - TV O que é OCC? Organismos de Certificação Credenciado (Acreditado) pelo INMETRO Conduzem e concedem a certificação de conformidade, com base em normas nacionais, regionais, internacionais ou regulamentos

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 245, de 22 de maio de 2015. O PRESIDENTE

Leia mais

AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA

AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA AUTORIZAÇÃO DA DELEGAÇÃO BRASILEIRA PARA O CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE CANOAGEM VELOCIDADE NA ARGENTINA Eu,, portador do RG e CPF, residente à, nº, na cidade de, Brasil, CEP, ora denominado(s) simplesmente

Leia mais

Certificação de Artigos Escolares

Certificação de Artigos Escolares Pág.: 1/44 Elaboração / Revisão Análise Crítica e Aprovação Data Clider Silva Gerente Técnico Fabio Eduardo Barbosa Executivo Sênior 19/09/2014 1. OBJETIVO E ESCOPO DE APLICAÇÃO Estabelecer as diretrizes

Leia mais

Regulamento de Certificação de Brinquedos

Regulamento de Certificação de Brinquedos Pág.: 1/31 Elaboração Análise Crítica Aprovação Priscilla Siqueira Marques Representante da Direção Clider Adriane de Sousa Silva Gerente de Certificação Fabio Eduardo de Freitas Barbosa Executivo Sênior

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO Selo de Excelência FLYTOUR

REGULAMENTO TÉCNICO Selo de Excelência FLYTOUR SUMÁRIO 1 CONDIÇÕES GERAIS... 2 2 CONDIÇÕES DE CERTIFICAÇÃO E VISÃO GERAL DO PROCESSO... 3 3 PROCESSO TÉCNICO PARA CONCESSÃO DO SELO... 5 4 PROCESSO TÉCNICO AUDITORIA DOS RESULTADOS... 7 5 RECONHECIMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA

REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA Objetivo e âmbito de aplicação O presente regulamento define as regras de utilização do certificado que comprova a certificação da

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE VÍDEO-ORATÓRIA

REGULAMENTO DO CONCURSO DE VÍDEO-ORATÓRIA REGULAMENTO DO CONCURSO DE VÍDEO-ORATÓRIA I DAS APRESENTAÇÕES E OBJETIVOS Art. 1º - O Curso de Letras do Centro Universitário UNIVATES, por meio do Projeto Institucional Tecnologia e Letramento em Línguas

Leia mais

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ICQ BRASIL OCS Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade, acreditado pelo INMETRO para certificação de terceira parte, em conformidade com a norma da Série NBR ISO 9000, a ser usada

Leia mais

FACCAMP MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. Faculdade Campo Limpo Paulista CAMPO LIMPO PAULISTA

FACCAMP MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. Faculdade Campo Limpo Paulista CAMPO LIMPO PAULISTA FACCAMP Faculdade Campo Limpo Paulista MANUAL DE S COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPO LIMPO PAULISTA MANUAL DE S COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGRAS GERAIS: O aluno deverá

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1 MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA O conjunto marca/logotipo é o elemento gráfico e visual pelo qual somos reconhecidos nos diversos meios em que atuamos. As suas formas foram concebidas

Leia mais

REGULAMENTO DO XXVII PRÊMIO COLIBRI 2013

REGULAMENTO DO XXVII PRÊMIO COLIBRI 2013 REGULAMENTO DO XXVII PRÊMIO COLIBRI 2013 1. DO PRÊMIO O Prêmio Colibri é uma iniciativa do SINAPRO-ES - Sindicato das Agências de Propaganda do Estado do Espírito Santo, com realização anual objetivando

Leia mais

REGRA DE CERTIFICAÇÃO GERAL DE SISTEMAS DE GESTÃO

REGRA DE CERTIFICAÇÃO GERAL DE SISTEMAS DE GESTÃO Pagina 1 de 16 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é apresentar a Regra de Certificação Geral utilizada pela A ENOR Serviços de Certificação Brasil Ltda., ( AENOR Brasil), para realizar a prestação

Leia mais

Sinproquim. Reformulação da identidade visual e construção da identidade corporativa

Sinproquim. Reformulação da identidade visual e construção da identidade corporativa Sinproquim Reformulação da identidade visual e construção da identidade corporativa Apresentação Este case apresenta um balanço geral do trabalho de comunicação realizado pela Yellow Comunicação durante

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL. Disciplina: Oficina de Direção de Arte. Professor: WANDERLEI PARÉ

IDENTIDADE VISUAL. Disciplina: Oficina de Direção de Arte. Professor: WANDERLEI PARÉ IDENTIDADE VISUAL Disciplina: Oficina de Direção de Arte Professor: WANDERLEI PARÉ Trata-se do conjunto de elementos visuais da empresa: a logomarca, papelaria empresarial (papel de carta, cartões de visita,

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos sociais. O edital destina-se às organizações

Leia mais

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Janeiro de 2014 Versão 1.3 1. INTRODUÇÃO O presente Regulamento é fundamental para reger as operações-chave do programa de Certificação Profissional FEBRABAN.

Leia mais

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO pacotes fee prime PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOLUTIONMAISCOM PLAN PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO A SolutionMaiscom utiliza metodologia de planejamento exclusiva que será customizada de acordo com a necessidade

Leia mais

REGULAMENTO DOS PÔSTERES

REGULAMENTO DOS PÔSTERES REGULAMENTO DOS PÔSTERES 1 Objetivo: Incentivar a participação do acadêmico de fisioterapia em atividades de pesquisa, visando complementar sua formação e enriquecer seus conhecimentos nas diversas áreas.

Leia mais

COMPLEMENTO DE REGRA DE CERTIFICAÇÃO CADEIRAS DE ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS

COMPLEMENTO DE REGRA DE CERTIFICAÇÃO CADEIRAS DE ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS Página 1 de 16 Elaborado por: Diego Alves de Oliveira Verificado por: Karen C. Martins Aprovado por: Maria Lucia Hayashi Data Aprovação: 02/06/2015 1 - OBJETIVO Estabelecer os requisitos para o Programa

Leia mais

REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015

REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015 Poderão participar da Feira de Ciências & Inovação do MCT-PUCRS, estudantes e professores(as) do Ensino Fundamental (5ª a 8ª Séries

Leia mais

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO A FRANQUIA O nome fantasia é China Brasil, tendo a empresa mais de 35 anos de atuação. A mesma propõe seu diferencial no sabor e modo de

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção...

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção... Página 1 de 8 SUMÁRIO 1. Histórico de mudanças... 2 2. Escopo... 3 3. Manutenção... 3 4. Referências... 3 5. Definições... 3 6. Qualificação da equipe de auditores... 3 7. Condições gerais... 3 7.1 Selo

Leia mais

TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO

TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO Estes Termos de Serviços de Acompanhamento (i) regem os Serviços de Acompanhamento executados pela Parte Contratante UL para o Cliente, algumas vezes também referido

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS

PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS O presente procedimento apresenta as declarações que os participantes MEB- Brasil poderão fazer na qualidade de membros.

Leia mais

2. MOTIVAÇÃO DA CHAMADA Favorecer a aproximação da instituição do setor produtivo e da comunidade, além de contribuir para a qualidade do evento.

2. MOTIVAÇÃO DA CHAMADA Favorecer a aproximação da instituição do setor produtivo e da comunidade, além de contribuir para a qualidade do evento. EDITAL Nº 027/2016 CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO À REALIZAÇÃO DO 2º SIMPÓSIO INTERDISCIPLINAR DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO [SInTE] O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São

Leia mais

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB O IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM consiste na apresentação de trabalhos científicos, orientados por

Leia mais

REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ

REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ Poderão participar da I Feira de Ciências e Mostra Científica de Serra Talhada estudantes

Leia mais

Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015.

Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015. O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

REGULAMENTO GERAL USO DOS SÍMBOLOS DE ACREDITAÇÃO

REGULAMENTO GERAL USO DOS SÍMBOLOS DE ACREDITAÇÃO Página: 1 de 6 1 - Objetivo O presente Regulamento Geral, tem por objetivo, descrever os requisitos a cumprir para o uso dos Símbolos de Acreditação. O presente Regulamento Geral, aplica-se a todas as

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PEC REGULAMENTO

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PEC REGULAMENTO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PEC REGULAMENTO Abril de 2016 CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA: REGULAMENTO DO PEC 1. Este Regulamento define as regras adotadas pelo Instituto de Certificação dos Profissionais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ EDITAL N 14/2016 PROPESPG/EDITORA Concurso da Logomarca da Editora da Universidade Federal do Amapá A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, por meio da Editora da Universidade Federal do Amapá, no

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO 1. O Prêmio 1.1. O Prêmio Melhores Práticas de Estágio, iniciativa do Fórum de Estágio da Bahia, de periodicidade anual, é destinado a identificar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 006/2014 EMENTA: Aprova Normas da Política de

Leia mais

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo.

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo. Recomendações Jurídico-Trabalhistas Interessados: Federação das Associações de Arrozeiros do Estado Rio Grande do Sul Federarroz e Outros Assunto: Resumo Referente Às Obrigações Patronais Trabalhistas

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços

Contrato de Prestação de Serviços Contrato de Prestação de Serviços Brasília, 27 de janeiro de 2016. Aos senhores Giordano Sales, Paulo França, Douglas Monteiro, Leandro e Bruno Moura. Prezados Senhores, Estamos encaminhando, conforme

Leia mais

Projeto de Patrocínio 8 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio 8 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio 31 de Agosto a 2 de de setembro de 2016 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação... 1 2 Local, data e site... 1 3 Público alvo... 1 4 Justificativa... 2 4.1 Fórum de Tecnologia em

Leia mais

Regulamento para a Certificação de Sistemas de Gestão Da Qualidade

Regulamento para a Certificação de Sistemas de Gestão Da Qualidade Regulamento para a Certificação de Sistemas de Gestão Da Qualidade Em vigor a partir de 19/11/2015 RINA Via Corsica, 12 16128 Genova - Itália Tel.: +39 01053851 Fax: +39 0105351000 Website: www.rina.org

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES PSQM-DO-007 03 Regulamento para Uso de Certificado e Logomarca 1/6 HISTÓRICO DAS REVISÕES Revisão Itens Alterados Elaboração Análise Critica Aprovação 01 Emissão Inicial Assessora da Qualidade 02 4 Gestão

Leia mais

EDITAL Concurso de Criação da Logomarca para Campanha de Autoexame Masculino Nº 01/12

EDITAL Concurso de Criação da Logomarca para Campanha de Autoexame Masculino Nº 01/12 EDITAL Concurso de Criação da Logomarca para Campanha de Autoexame Masculino Nº 01/12 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, objetivando a CHAMADA ao Concurso de Criação da Logomarca

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

PROPOSTA DE PARTICIPAÇÃO

PROPOSTA DE PARTICIPAÇÃO PROPOSTA DE PARTICIPAÇÃO COMO EXPOSITOR: A Comissão Organizadora do CIOMS 2015 procurou valorizar o patrocinador/expositor levando em conta suas diferentes necessidades e objetivos durante o evento. Sendo

Leia mais