REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO, SEGUNDO A NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE E O PBQP-H

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO, SEGUNDO A NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE E O PBQP-H"

Transcrição

1 1 ICQ BRASIL OCS - Organismo de Certificação de Sistema da Qualidade e OCO Organismo de Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade de Empresas de Serviços e Obras na Construção Civil, acreditado pelo INMETRO para certificação de terceira parte. 2 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Fornecer diretrizes para as organizações certificadas em como utilizar corretamente a logomarca do ICQ BRASIL, logomarca do PBQP-H e/ou declaração da Certificação, segundo as normas aplicáveis. 3 NORMAS DE REFERÊNCIA NBR ISO 17021: Avaliação de conformidade Requisitos para organismos que fornecem auditoria e certificação de sistemas de gestão NBR ISO 17030: Avaliação da Conformidade Requisitos gerais para marcas de conformidade de terceira parte. Portaria n.º179 de 16 de junho de 2009 Regulamento para uso das marcas, dos símbolos de acreditação e dos selos de identificação do INMETRO. Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat; FIEG Manual de Marcas e Regras de Aplicação, atualizado em fevereiro de 2008; Publicizing your ISO 9001:2000 or 14001:2004 Certification, 2005, Switzerland. 4 DESCRIÇÃO 4.1 As organizações certificadas estão autorizadas a utilizar a logomarca do ICQ BRASIL, logomarca do PBQP-H e/ou declaração da Certificação durante o período de validade do certificado, desde que o faça de acordo com este regulamento e padrões normativos estabelecidos pelo INMETRO. 4.2 É vedado o uso da certificação, logomarca do ICQ BRASIL, logomarca do PBQP-H e/ou declaração da Certificação: - Antes da assinatura do Contrato; - Antes da emissão do Certificado; - Em períodos de suspensão, onde a certificação fica temporariamente inválida; - Após cancelada a certificação; - Em rescisão do contrato; - Divulgação em desacordo com este procedimento. 4.3 Qualquer tipo de divulgação da certificação, contendo ou não a logomarca do ICQ BRASIL, deverá atender estas recomendações, devendo a organização apresentar o material ao ICQ BRASIL para aprovação antes de seu uso. 4.4 Não é permitida a publicidade depreciativa, falsa ou abusiva envolvendo a Certificação, o Certificado, a logomarca ICQ BRASIL, PBQP-H e/ou declaração da Certificação, ou ainda extensivas às atividades, projetos, produtos ou serviços não incluídos no escopo da certificação. 4.5 É proibido o uso da Certificação, como certificado de adequação de produto, sendo vedado o uso da logomarca do ICQ BRASIL, logomarca do PBQP-H, e/ou declaração da Certificação em produtos, suas embalagens e em serviços da organização, certificados ou não, fazendo RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 1 de 15

2 menção à certificação, que induzam o consumidor a crer que o produto/serviço foi avaliado 1 pelo organismo certificador ou certificados segundo estes. 4.6 É proibido o uso da logomarca Institucional e de Acreditação do INMETRO (Figura 1). Estas não podem ser utilizadas em hipótese alguma, em quaisquer materiais de publicidade, propaganda, outdoors, letreiros, fachadas, muros, veículos, papelarias em geral, cartões de visita e similares, laudos técnicos laboratoriais, certificados de calibração, relatórios e web-sites que induzam o consumidor a crer que tal organização é acreditada pelo INMETRO. Figura 1 Logomarca institucional de uso exclusivo do INMETRO e Logomarca de acreditação do INMETRO. 4.7 Ao ser suspensa ou cancelada a certificação de uma organização, será solicitado a retirada da certificação desta dos sites do INMETRO ( quanto a certificação, Ministério das Cidades ( para o Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat - PBQP-H/SiAC e do Instituto de Certificação Qualidade Brasil - ICQ BRASIL ( 4.8 A logomarca do ICQ BRASIL, logomarca do PBQP-H e/ou declaração da Certificação poderão ser utilizadas em materiais de divulgação (anúncios e propagandas), camisetas, uniformes, materiais promocionais (canetas, calendários e demais), papelaria (envelopes, papéis timbrados, pastas), fachada, web-site, nota fiscal, placa de obra (ver item ) obedecendo sempre aos requisitos estabelecidos neste procedimento, sendo vedado o uso da logomarca do ICQ BRASIL em cartões de visita. 4.9 A organização certificada deverá obrigatoriamente alterar e substituir todo material publicitário em que faça uso da menção à certificação quando o escopo da certificação tiver sido reduzido A organização certificada que for suspensa, cancelada ou reincidir o contrato da certificação deverá retirar imediatamente todo e qualquer material que contenha a certificação e logomarcas do ICQ BRASIL, PBQP-H e/ou declaração da Certificação Os Certificados poderão ser copiados ou escaneados de forma legível, para utilização em documentos impressos, eletrônicos, propagandas e internet, desde que sejam identificados como cópia (frente ou verso) Cópias de certificados, uso de logomarcas e/ou declaração da certificação em materiais de publicidade, propaganda ou outros documentos, incluindo web sites, que fazem divulgação da certificação (ver item 4.8), são documentos auditáveis, suscetíveis à verificação da conformidade com base nos critérios estabelecidos nesse regulamento No caso de descumprimento das condições para uso da logomarca do ICQ BRASIL e do INMETRO e/ou a declaração da Certificação, a organização que o fizer terá sua certificação advertida, suspensa ou cancelada. As penalidades para advertência, suspensão e cancelamento 1 Explicação sobre a razão da proibição do uso da marca em produto/serviço descrito no item deste regulamento. RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 2 de 15

3 de certificação são previstas no RC-SGQ Regulamento para certificação do sistema de gestão da qualidade. 5 UTILIZAÇÃO DA LOGOMARCA DO ICQ BRASIL 5.1 A logomarca ICQ Brasil será fornecida em arquivo eletrônico, após a recomendação da certificação pela Comissão de Certificação e aprovação do Instituto, desde que solicitado formalmente pela organização certificada. 5.2 Quando utilizada, deverá estar acompanhada destas identificações e conforme figura 2: - OCS-0025 para certificação segundo a NBR ISO 9001, conforme versão pertinente; - OCO-0003 para certificação no PBQP-H; Figura 2 Identificação do número da acreditação do ICQ Brasil pelo INMETRO 5.3 A logomarca deverá ser reproduzida exatamente como o fornecido pelo ICQ BRASIL, não estando autorizadas quaisquer alterações no layout, com exceção de seu tamanho (ver tamanho mínimo no item 5.5) e cor (ver itens e 5.8.3), desde que todos os detalhes sejam mantidos legíveis e conforme estas orientações: Na figura 3 apresenta-se a Logomarca do Instituto: Figura 3 Apresentação da logomarca do ICQ Brasil Conforme verifica-se na figura 4, a logomarca possui dois quadros, devendo ser apresentada integralmente, ou seja, a logomarca deve conter sempre os quadros 1 e 2. Figura 4 Formação da logomarca do ICQ Brasil (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação - Sistema FIEG, p.1.2). RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 3 de 15

4 5.3.3 Aplicação com sombra Os efeitos de sombra, quando utilizados, deverão estar sempre na cor preto, com 60% de preenchimento, em diagonal inferior direita, conforme o modelo (figura 5). Figura 5 Aplicação de sombra a logomarca do ICQ Brasil (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.2.3). 5.4 Malhas de Proporção A proporção entre o quadro 1 e o quadro 2, apresentada na figura 6, não deve ser modificada. As malhas demonstradas são referências para verificar a proporção entre os elementos. Não reconstrua nenhum dos elementos da logomarca. Utilize somente a assinatura fornecida pelo ICQ BRASIL. Figura 6 Apresentação das proporções da logomarca do ICQ Brasil (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.1.4.) 5.5 Tamanho mínimo Caso seja necessário diminuir a logomarca, respeitar a altura mínima de 10 mm, considerando sempre as proporções já definidas. Figura 7 Altura mínima da logomarca do ICQ Brasil (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação - Sistema FIEG, p.1.6.) RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 4 de 15

5 5.5.2 Para aplicações na web, considere a altura mínima de 40 pixels, respeitando a proporção, conforme figura 8. Figura 8 Tamanha para uso da logomarca na web (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.1.6) 5.6 Área de não interferência Trata-se de uma área de proteção, que deve existir em torno da logomarca para resguardar sua visualização, legibilidade e integridade. Esta área equivale a 2x, e pode ser medida pela distância entre o quadro 1 e o quadro 2 ( x ), apresentado na figura 9. Figura 9 Apresentação da área de proteção da logomarca (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.1.8) 5.7 Área de não interferência com outras marcas Trata-se de uma área de proteção, que deve existir em torno das logomarcas para resguardar sua visualização, legibilidade e integridade. Esta área equivale a 2x medida pela distância entre o quadro1 e o quadro 2 ( x ) e representa a distância mínima entre a logomarca e outras aplicadas próximo a ela Quando a logomarca do ICQ BRASIL precisar ser aplicada em conjunto com outra é recomendável que seja posicionada acima ou à esquerda em relação a outra logomarca, sempre alinhadas pela esquerda na largura total ou alinhada pela parte inferior quando posicionadas ao lado, como apresentado na figura 10. Figura 10 Regra para utilização da logomarca do ICQ Brasil em conjunto com outra logomarca (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.1.10) RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 5 de 15

6 5.8 Linguagem Visual Logomarca ICQ Brasil Tipografias A tipografia utilizada na logomarca do ICQ BRASIL é Univers em sua versão Black Obliqúe, como apresentado na figura 11: Figura 11 Tipografia usada na logomarca do ICQ Brasil Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p Paleta de cores As cores das paletas estão representadas neste manual em policromia (Cyan, Magenta, Yellow e Black) e suas referências em PANTONE, RGB e HTML, conforme figura 12. Figura 12 Apresentação da paleta de cores da logomarca do ICQ Brasil RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 6 de 15

7 5.8.3 Assinatura em positivo e negativo (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.2.1) Quando necessário, a logomarca poderá ser utilizada seguindo os exemplos apresentados nas figuras 13 e 14: Figura 13 Apresentação da logomarca do ICQ Brasil em positivo (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p. 2.8). Figura 14 Apresentação da logomarca do ICQ Brasil em negativo (Fonte: Manual de Marcas e Regras de Aplicação Sistema FIEG, p.2.8). 6. UTILIZAÇÃO DO SELO ISO ICQ BRASIL 6.1 O selo da ISO ICQ Brasil será fornecido em arquivo eletrônico, após a recomendação da certificação, desde que solicitado formalmente pela organização certificada. Figura 15 Aplicações do Selo ISO 9001:2008 ICQ Brasil RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 7 de 15

8 6.2 Identidade Visual Selo ISO 9001:2008 ICQ Brasil Logomarca, conforme figura 16. Figura 16 Selo ISO 9001:2008 Aplicação de cores Redução Mínima, conforme figura 17. Figura 17 Redução mínima permitida para Selo ISO 9001:2008 ICQ Brasil RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 8 de 15

9 6.2.3 Área Mínima de não Interferência, conforme figura 18. Figura 18 Área mínima permitida de não interferência Versões Positivas e Negativas, conforme figura 19. Figura 19 Versões positivas e negativas do Selo ISO 9001: Selo / Diagrama Construtivo, conforme figura 20. Figura 20 Diagrama construtivo do Selo ISO 9001:2008 RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 9 de 15

10 6.2.6 Selo / Versão em Preto e Branco, conforme figura 21. Figura 21 Versão do Selo ISO 9001:2008 ICQ Brasil em preto e branco. 7. UTILIZAÇÃO DA LOGOMARCA DO PROGRAMA BRASILEIRO DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NO HABITAT PBQP-H. 7.1 É proibida a realização e declaração da certificação em anúncios que induzem o público ao entendimento de que o(s) produto(s) da organização é(são) certificado(s) conforme o PBQP-H, como por exemplo obras, dando garantia ou conformidade (ver item 7 8). 7.2 Não é permitido uso da logomarca do PBQP-H para o nível D. 7.3 Não é permitido uso da logomarca do PBQP-H em tapumes de obras. 7.4 A marca do PBQP-H não deve, em hipótese alguma, ser utilizada como selo de qualidade, ver figura Figura Exemplo de selo de qualidade do PBQP-H. 7.5 Ao fazer utilização da logomarca do PBQP-H ou demais programas setoriais, a organização certificada deverá descrever abaixo da logomarca do Programa o nível da certificação, seguido do escopo conforme certificado, exceto para utilização em placa de obra, ver figura 23. RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 10 de 15

11 Figura Utilização da logomarca do PBQP-H 7.6 A logomarca do PBQP-H pode ser utilizada juntamente com a logomarca do ICQ Brasil acompanhada da identificação OCO-0003 (ver item 5.2), obedecendo à regra para uso da logomarca do Instituto em conjunto com outra, conforme item É permitido o uso da logomarca PBQP-H em apenas uma placa de obra, caso existam mais. E está deverá conter o(s) nome(s) do(s) engenheiro(s) responsável(is) da obra. A identificação da certificação deve ser acompanhada da declaração: Sistema de Gestão da Qualidade Certificado, e, é imprescindível que seja explicitado o nível de certificação da empresa em questão abaixo do símbolo do PBQP-H. O tamanho da fonte deve ser equivalente ao tamanho da fonte da sigla PBQP-H. A logomarca PBQP-H deve ser aplicada no canto inferior esquerdo, seguida das demais marcas pertinentes a cada caso, como, por exemplo, a logo do ICQ Brasil, conforme figura Figura 24 Exemplo do uso da marca em placa de obra RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 11 de 15

12 7.8 Identidade Visual PBQP-H Logomarca, conforme figura 25. Figura 25 Logomarca PBQP-H Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat Redução Mínima, conforme figura 26. Figura 27 Redução mínima permitida para a Logomarca do PBQP-H Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat. RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 12 de 15

13 7.8.3 Área Mínima de não Interferência, conforme figura 28. Figura 28 Área mínima permitida de não interferência Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat Versões Positivas e Negativas, conforme figura 29. Figura 29 Versões positivas e negativas da logomarca do PBQP-H Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat Logomarca / Diagrama Construtivo, conforme figura 30. Figura 30 Diagrama construtivo da logomarca do PBQP-H Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat. RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 13 de 15

14 Para garantir o posicionamento consistente de cada um dos elementos que constituem a marca, foi desenvolvido um grid que assegura a reprodução e aplicação da marca em qualquer tipo de suporte. No diagrama, o módulo principal X constitui a base do grid. A utilização do grid é essencial para o alinhamento da tipografia e dos elementos gráficos que compõem a marca, para a manutenção das proporções, espaços e medidas de sua composição. Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat Aplicação do Texto, conforme figura 31. Figura 31 Regras para aplicação do texto Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat Logomarca / Versão em Preto e Branco, conforme figura 32. Figura 32 Versão da logomarca do PBQP-H em preto e branco. Fonte: Manual de Identidade Visual Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat. RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 14 de 15

15 8. DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SEGUNDO A NBR ISO 9001:VERSÃO PERTINENTE 8.1 É proibido declarar a Certificação em produtos, suas embalagens e em serviços da organização, que induzam o público ao entendimento de que o(s) produto(s) ou serviço(s) da organização é(são) certificado(s) dando garantia ou conformidade (ver item 4.5). 8.2 A organização certificada poderá criar, produzir ou utilizar sua própria logomarca, empregando corretamente as orientações deste procedimento para declarar a certificação. 8.3 O sistema de gestão da organização é certificado segundo a norma NBR ISO 9001:versão pertinente, por isso, a empresa deverá usar a designação plena da norma, e não apenas ISO Ao declarar a certificação o correto e permitido é usar o termo específico NBR ISO 9001:Versão. Ficando proibido usar termos genéricos como ISO 9001, Certificação ISO 9001, Certificação ISO, Certificada ISO. 8.5 Ao declarar que o Sistema de Gestão da Qualidade é Certificado de acordo com a NBR ISO 9001:VERSÃO, não utilizar SGQ em sigla e sim descrevê-lo Sistema de Gestão da Qualidade Certificado, NBR ISO 9001:VERSÃO, para entendimento e conhecimento do público da organização, que não saberá o significado da sigla. 8.6 Ao declarar a certificação, pode ser usada a frase Empresa com Sistema de Gestão da Qualidade NBR ISO 9001:VERSÃO, certificado pelo Instituto de Certificação Qualidade Brasil ICQ BRASIL, Organismo Acreditado pelo INMETRO. 8.7 Fica evidente para a organização certificada que a Certificação é do seu Sistema de Gestão da Qualidade, e que se aplica a processos em que a organização emprega para realizar seus produtos ou serviços. 8.8 Não é autorizado o uso da logomarca da ISO - International Organization for Standardization, que está protegida por direitos autorais, e irá tomar as medidas necessárias para impedir o uso indevido a sua logomarca (Figura 33). Figura 33 Logomarca da ISO PROIBIDA A UTILIZAÇÃO (Fonte: Publicizing your ISO 9001:2000 or 14001:2004 Certification, p.3) 8.9 A logomarca da organização certificada, com a declaração da certificação pode ser utilizada juntamente com o selo ISO 9001: ICQ Brasil acompanhada da identificação OCS-0025 (ver item 5.2), sempre conservando a logomarca da organização e do Instituto, conforme item RC-ULC Revisão: 02 24/03/ Página 15 de 15

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL 1 ICQ BRASIL OCA Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Ambiental, acreditado pelo INME- TRO para certificação de terceira parte, em conformidade com a norma da Série NBR ISO 14000, a ser usada

Leia mais

1 ICQ BRASIL REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SEGUNDO A NORMA NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE

1 ICQ BRASIL REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SEGUNDO A NORMA NBR ISO 9001 E VERSÃO PERTINENTE 1 ICQ BRASIL OCS - Organismo de Certificação de Sistema da Qualidade, acreditado pela CGCRE Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO para certificação de terceira parte. 2 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO DO PBQP-H

REGULAMENTO PARA USO DE LOGOMARCAS, CERTIFICADOS E DECLARAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO DO PBQP-H 1 ICQ BRASIL OCO Organismo de Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade de Empresas de Serviços e Obras na Construção Civil, acreditado pela CGCRE para certificação de terceira parte. 2 OBJETIVO

Leia mais

Manual de Uso da Logomarca C- 15

Manual de Uso da Logomarca C- 15 ÉTICA, COMPETÊNCIA E IMPARCIALIDADE Manual de Uso da Logomarca C-15 REGRAS GERAIS Manual de Uso da Logomarca - C-15 - REGRAS GERAIS Revisão 4 26/05/2015, Página 1 Histórico de Alterações REV.0-07/11/2008

Leia mais

PROCEDIMENTO ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento:

PROCEDIMENTO ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento: Página 1 de 8 ESTRUTURA: 1-Objetivo: 2- Campo de Aplicação: 3- Documento de Referência: 4- Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento: Data da Revisão Nº da Revisão Histórico das Alterações 20/08/2007

Leia mais

Complemento da Regra de Certificação para Sistemas de Gestão

Complemento da Regra de Certificação para Sistemas de Gestão CRC-026-SGT Página: 1/6 Elaborado por: Karen Carolina Martins Verificado por: Suzete Schipa Suzuki Aprovado por: Rogéria Araújo Cutolo Sergio Fellauer Data Aprovação: 12/06/2009 TÜV Rheinland do Brasil

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO. PE_05 00 Título:

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO. PE_05 00 Título: SELO QUALIDADE AMBIENTAL ABTG CERTIFICADORA (SQAAC) 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer regras gerais para uso do logotipo Selo Qualidade Ambiental ABTG Certificadora (SQAAC). 2. DEFINIÇÕES Não aplicável. 3.

Leia mais

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO

BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO BUREAU VERITAS CERTIFICATION MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MARCAS DE CONFORMIDADE DE PRODUTO Versão 5 Outubro de 2015 INDICE 1 Introdução 2 Utilização das Marcas de Conformidade no Produto 3 Utilização das

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA REITORIA RESOLUÇÃO N o 04/2011 DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Regulamenta a utilização e aplicação da Marca UFU. O CONSELHO

Leia mais

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO PBQP-H SiAC

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO PBQP-H SiAC 1 ICQ BRASIL OCS Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade, credenciado pelo INME- TRO para certificações de terceira parte. 2 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Este regulamento fornece diretrizes

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual apresentação....................................3 Versões horizontal e vertical........................4 grid de construção................................5 Cores institucionais...............................6

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL. Disciplina: Oficina de Direção de Arte. Professor: WANDERLEI PARÉ

IDENTIDADE VISUAL. Disciplina: Oficina de Direção de Arte. Professor: WANDERLEI PARÉ IDENTIDADE VISUAL Disciplina: Oficina de Direção de Arte Professor: WANDERLEI PARÉ Trata-se do conjunto de elementos visuais da empresa: a logomarca, papelaria empresarial (papel de carta, cartões de visita,

Leia mais

Manual de Uso da Logomarca - C-15

Manual de Uso da Logomarca - C-15 ÉTICA, COMPETÊNCIA E IMPARCIALIDADE MANUAL DE USO DA LOGOMARCA - C-15 REGRAS GERAIS Manual de Uso da Logomarca - C-15 - REGRAS GERAIS - Revisão 2, 04/02/2011, Página 01 Histórico de Alterações REV.0-07/11/2008

Leia mais

Manual de marcas e regras de aplicação do Sistema Indústria

Manual de marcas e regras de aplicação do Sistema Indústria Manual de marcas e regras de aplicação do Sistema Indústria Brasília Novembro de 2014 Sistema Indústria Manual de Aplicação de Marca Sumário Introdução...7 1. Missão e Visão do Sistema Indústria...9

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA 1. APRESENTAÇÃO Este manual apresenta, documenta e normatiza a utilização da identidade visual do Circo Crescer e Viver e de seu selo comemorativo de 10 anos. É fundamental

Leia mais

Manual Logomarca ITAC Sistemas de Gestão

Manual Logomarca ITAC Sistemas de Gestão Pág.: 1/5 Elaboração Análise Crítica Aprovação Representante da Direção Gerente de Certificação Executivo Sênior Alterações - Revisão 06 Alteração do item 5 1. ESCOPO Este manual aplica-se às empresas

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Você tem um nome e gosta de ser tratado por ele da forma CORRETA.

APRESENTAÇÃO. Você tem um nome e gosta de ser tratado por ele da forma CORRETA. APRESENTAÇÃO Este é um manual que determina a utilização correta da marca da Universidade Católica de Pelotas, orientando sobre as regras que devem ser seguidas na aplicação e reprodução em todos os materiais

Leia mais

CONJUNTO GRÁFICO. A marca do Governo do Estado foi criada com tipologias, cores. e leiaute que traduzem os valores e objetivos da nova gestão.

CONJUNTO GRÁFICO. A marca do Governo do Estado foi criada com tipologias, cores. e leiaute que traduzem os valores e objetivos da nova gestão. A marca do Governo do Estado foi criada com tipologias, cores e leiaute que traduzem os valores e objetivos da nova gestão. Ela combina elementos gráficos que simbolizam austeridade e leveza, força e sensibilidade,

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1 MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA O conjunto marca/logotipo é o elemento gráfico e visual pelo qual somos reconhecidos nos diversos meios em que atuamos. As suas formas foram concebidas

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual sumário Manual de Identidade Visual EBSERH Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares 3 a marca 4 malha construtiva 5 cores institucionais 6 aplicações em fundo colorido 7

Leia mais

1.1 O Certificado de Sistemas da Gestão Ambiental SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira:

1.1 O Certificado de Sistemas da Gestão Ambiental SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira: Documento analisado criticamente e aprovado quanto à sua adequação. Responsável: Carlos Henrique R. Figueiredo Diretor de Certificação * Inclusão de notas do item 2.1."b" quanto a documentação necessária

Leia mais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais 1 1.0 Grid da Logomarca 03 2.0 Área de proteção 05 3.0 Definição das Cores 06 3.1 Cores em Policromia 06 3.2 Cores em Pantone 07 3.3 Cores em Escala de Cinza 08

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DA MARCA

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DA MARCA MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DA MARCA Índice Apresentação Assinatura Institucional Definição Regras de uso Área de não interferência Reprodução Limite de redução Tipografia Institucional Definição Alfabeto

Leia mais

BICICLETAS DE USO INFANTIL

BICICLETAS DE USO INFANTIL Página: 1/12 Elaborado por: Maria Lucia Hayashi Verificado por: João Gustavo L. Junqueira Aprovado por: Regina Toscano Data Aprovação: 10/12/2013 1 OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...03 2. CONCEITO...04 3. VERSÕES DE ASSINATURA...05 Assinatura Principal...05 Assinatura sem Decodificador...05 Assinatura Logotipo...05 4. FRASE SÍNTESE

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES APROVAÇÃO

HISTÓRICO DAS REVISÕES APROVAÇÃO PSQM-DO-005 05 USO DE CERTIFICADOS E LOGOMARCA 1 de 6 HISTÓRICO DAS REVISÕES Revisão Itens Alterados Elaboração Análise Critica Aprovação Data 01 Emissão Inicial Diretoria de Operações - Presidência 27/07/06

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 1 INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo a unificação da logomarca PDE Plano de Desenvolvimento da Educação a partir da construção de uma identidade visual mais forte.

Leia mais

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1 iuni Manual de Identidade Visual SUMÁRIO iuni Manual de Identidade Visual 2 Sumário 1. 2. 3. 4. 5. 6. A Marca Versão preferencial - VP Dimensões preferenciais Marca p&b Cores

Leia mais

RSQM-DO-028-02-DECLARAÇÃO_DOCUMENTADA_PROCESSO_DE_CERTIFICAÇÃO

RSQM-DO-028-02-DECLARAÇÃO_DOCUMENTADA_PROCESSO_DE_CERTIFICAÇÃO PGMQ - TV O que é OCC? Organismos de Certificação Credenciado (Acreditado) pelo INMETRO Conduzem e concedem a certificação de conformidade, com base em normas nacionais, regionais, internacionais ou regulamentos

Leia mais

REQUISITOS PARA RECONHECIMENTO DA CONFORMIDADE PARA CABOS PROFIBUS PA - DP

REQUISITOS PARA RECONHECIMENTO DA CONFORMIDADE PARA CABOS PROFIBUS PA - DP Página 1 1 OBJETIVO Estabelecer os critérios para o Programa de Reconhecimento da Conformidade de Cabos Profibus PA e Profibus DP, atendendo aos requisitos técnicos, visando garantir a segurança na utilização

Leia mais

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições:

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro Portaria n.º 158, de 29 de agosto de 2005. O PRESIDENTE

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regulamento para Designação de Organismos de Avaliação da Conformidade, em anexo.

Art. 1º Aprovar o Regulamento para Designação de Organismos de Avaliação da Conformidade, em anexo. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR-MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria nº 087, de 03 de maio de 2002. O PRESIDENTE DO INSTITUTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS ASCOM 2015 APRESENTAÇÃO Este Manual estabelece as normas, especificações e

Leia mais

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL Índice Proporções do logotipo Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL A Black & Decker desenvolveu este guia para manter o padrão visual na comunicação da LINHA PROFISSIONAL. Nela você encontrará os elementos

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual APRESENTAÇÃO :::... A Associa ção Horizontes, apresenta seu manual de aplicação de marca e com ele pretende consolidar o bem mais valioso que uma empresa ou instituição possui:

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Introdução... A Marca... Grid de Construção... Campo de Proteção... Reduções Máximas... Aplicação com Marcas Adjuntas... Aplicação com Slogan Institucional... Grid de

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização Manual de Identidade Visual Normas e padrões de utilização Institucional Assinatura institucional DEFINIÇÃO A logomarca é a assinatura institucional da Venax. REGRAS DE USO É a principal assinatura da

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 6. IDENTIDADE VISUAL...2 6.1. MARCA... 2 6.1.1 Apresentação... 2 6.1.2 Cores Institucionais... 3 6.1.3 Família Tipográfica... 4 6.1.4 Reprodução da Marca... 5 6.1.5 Usos Incorretos... 6 6.1.6 Redução

Leia mais

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ICQ BRASIL OCS Organismo de Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade, acreditado pelo INMETRO para certificação de terceira parte, em conformidade com a norma da Série NBR ISO 9000, a ser usada

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Apresentação 5 A Marca 7 Criação da Marca 8 Elementos 9 Tipografia 10 Cores 11 Redução Máxima 12 Área de Proteção 13 Grid de Construção 14 Versão Monocromática 15 Aplicação

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual 2 Índice Apresentação A Marca Criação da Marca Elementos Tipografia Cores Redução Máxima Área de Proteção Grid de Construção Versão Monocromática Aplicação Aplicação - Fundo Preto Aplicação - Fundo Especial

Leia mais

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL Manual da Marca Institucional.indd 1 05/07/2011 10:53:33 INTRODUÇÃO Este manual apresenta, documenta e normatiza a utilização da nova identidade visual

Leia mais

Regulamento para Concessão do Selo Plantamos Árvores para reduzir os efeitos das emissões de CO 2 - Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Totum

Regulamento para Concessão do Selo Plantamos Árvores para reduzir os efeitos das emissões de CO 2 - Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Totum Controle de alterações 10 de março de 2008 emissão inicial 1 ÍNDICE 0. Condições Gerais... 3 1. Condições de Admissão e Visão Geral do Processo... 4 2. Abertura de Processo... 5 3. Processo Técnico Reconhecimento

Leia mais

COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. SF127 MAR.13

COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. SF127 MAR.13 COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. Sumário 1 Introdução 2 Política do Bureau Veritas Certification 3 As Marcas de Certificação

Leia mais

Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras

Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Documentos Complementares 3 Siglas e Definições 4 Condições Gerais 5 Mecanismo de Avaliação da Conformidade 6 Alterações

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 13, DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Dispõe sobre a documentação para regularização de equipamentos médicos das Classes de Risco I e II. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância

Leia mais

Manual de Uso da. identidade visual. Atualização: julho/2015

Manual de Uso da. identidade visual. Atualização: julho/2015 Manual de Uso da identidade visual Atualização: julho/2015 TRABALHO EDITORIAL Revisão e atualização: Daniela Cairo Otávio Filho Projeto gráfico e editoração: Ricardo Martins Francisco Junior. Bahia. Ministério

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DO FUNTTEL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DO FUNTTEL 1 MARCA APRESENTAÇÃO CONHECENDO O LOGO Com o objetivo de unificar os padrões de comunicação visual e normatizar o uso da marca, foi criada a marca do FUNTTEL. O logo pode ser aplicado em duas versões:

Leia mais

Esta Norma se aplica a todas as UO da Dimel e aos órgãos integrantes da RBMLQ. A responsabilidade pela revisão desta Norma é da Dimel/Disem.

Esta Norma se aplica a todas as UO da Dimel e aos órgãos integrantes da RBMLQ. A responsabilidade pela revisão desta Norma é da Dimel/Disem. ELABORAÇÃO DE CERTIFICADOS, LAUDOS E RELATÓRIOS EMITIDOS PELA DIMEL E PELA RBMLQ NORMA N o NIE-DIMEL-032 APROVADA EM SET/03 N o /06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de aplicação 3 Responsabilidade 4 Documentos

Leia mais

GUIA DE REFERÊNCIA. Procel RELUZ

GUIA DE REFERÊNCIA. Procel RELUZ GUIA DE REFERÊNCIA Procel RELUZ ASSINATURAS As assinaturas são compostas por duas partes: logomarca PROCEL e logomarca RELUZ. O símbolo e o logotipo dessas duas partes se associam formando a Identidade

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário:

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA (NFA-e) - Preenchimento por não Contribuinte do ICMS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL L INTRODUÇÃO A marca é a expressão da identidade de uma instituição diante do seu público. Por isso, é importante que todo tipo de comunicação da instituição utilize a identidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Este manual foi elaborado com a finalidade de orientar a aplicação da marca da Compugraf em peças gráficas impressas e digitais. Para tanto, contém normas técnicas de uso do

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual rede de atenção À urgência Manual de Identidade Visual Versão 1.0 / Abr. 2012 As marcas do sus Introdução O Ministério da Saúde, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), presta inúmeros serviços à população

Leia mais

Certificação de Serviço de Inspeção de Recipientes de GLP realizado por Empresas Distribuidoras de GLP

Certificação de Serviço de Inspeção de Recipientes de GLP realizado por Empresas Distribuidoras de GLP Página: 1/7 Elaborado por: Eduardo Augusto Di Marzo Verificado por: Karen Martins Aprovado por: Igor Moreno Data Aprovação: 27/04/2015 1 OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares da

Leia mais

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT Pág. Nº 1/8 SUMÁRIO Histórico das revisões 1 Objetivo 2 Referências Normativas 3 Siglas 4 Marcas e certificados da ABNT Certificadora 5 Requisitos Gerais 6 Requisitos específicos para sistemas certificados

Leia mais

Guia de identidade visual. confederação brasileira de remo. confederação brasileira de remo

Guia de identidade visual. confederação brasileira de remo. confederação brasileira de remo Guia de identidade visual Índice Marca Cores 4 Monocromia 5 Reduções 6 Construção e Proporções 7 Margem de Segurança 8 Reproduções da Marca Fundos 9 Usos Incorretos da Marca 10 Alfabeto Institucional 11

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE Marca Apresentação...04 Cores Institucionais...06 Família Tipográfica...07 Reprodução da Marca...08 Usos Incorretos...10 Redução da Marca...11 Versões Monocromáticas...12

Leia mais

PRODUTOS NOBRE. Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens.

PRODUTOS NOBRE. Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens. PRODUTOS NOBRE Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens. :: INTRODUÇÃO A importância da marca. Vivemos em uma época em que a disputa de um produto em relação ao seu concorrente não acontece somente

Leia mais

Comunique a Sua Certificação MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO. Para as Empresas. Para as Pessoas.

Comunique a Sua Certificação MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO. Para as Empresas. Para as Pessoas. Comunique a Sua Certificação MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO Para as Empresas. Para as Pessoas. Bureau Veritas Certification Sumário 1. INTRODUÇÃO 2. POLÍTICA DO BUREAU VERITAS CERTIFICATION

Leia mais

Apresentação. O Guarani Futebol Clube, através deste documento, consolida o bem mais valioso que uma instituição pode ter: a sua marca.

Apresentação. O Guarani Futebol Clube, através deste documento, consolida o bem mais valioso que uma instituição pode ter: a sua marca. Apresentação O Guarani Futebol Clube, através deste documento, consolida o bem mais valioso que uma instituição pode ter: a sua marca. Por meio da utilização deste Manual, o processo de comunicação da

Leia mais

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES Página: 1/08 Elaborado por: Claudio Francisco Verificado por: Karen Martins Aprovado por: Arnaldo Barbulio Filho Data Aprovação: 22/07/13 OBJETIVO Esta Regra de Certificação estabelece os critérios utilizados

Leia mais

Procedimento. Título do Documento: Código: Versão: SUMÁRIO

Procedimento. Título do Documento: Código: Versão: SUMÁRIO DIRPA 1/8 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 2 3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 2 4. DEFINIÇÕES E SIGLAS... 2 5. PROCEDIMENTO E INSTRUÇÃO... 2 Campo 1 Depositante... 3 Campo 2 Natureza...

Leia mais

DECRETO Nº. 970/2013

DECRETO Nº. 970/2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARAPARI ESTADO DO ESPIRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº. 970/2013 DISPÕE SOBRE APROVAÇÃO DO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL E APLICAÇÃO DA MARCA DO GOVERNO MUNICIPAL DE GUARAPARI

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Marca Institucional Versão Horizontal A versão horizontal se refere a versão onde o símbolo fica no lado direito do logotipo. Nas áreas onde o espaço para aplicação da marca

Leia mais

SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3

SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3 Página 1 de 21 SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...3 5. DEFINIÇÕES...3 6. QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES...4 7. CONDIÇÕES GERAIS...4 8.

Leia mais

REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA

REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA REGULAMENTO DE DIVULGAÇÃO DO ESTATUTO DE ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA Objetivo e âmbito de aplicação O presente regulamento define as regras de utilização do certificado que comprova a certificação da

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Ficha Técnica GRUPO FOCKINK PANAMBI - RS - BRASIL Setembro de 2003 LAYOUT E CONFECÇÃO DO MANUAL POR Marketing Grupo Fockink GRUPO FOCKINK 02 Índice Introdução ELEMENTOS INSTITUCIONAIS

Leia mais

Guia de Uso das Marcas CFP

Guia de Uso das Marcas CFP Guia de Uso das Marcas CFP Certificação CFP Excelência Global em Planejamento Financeiro O Financial Planning Standards Board Ltd. é o detentor das marcas CFP, CERTIFIED FINANCIAL PLANNER e da logomarca

Leia mais

ISO/IEC 17050-1. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais

ISO/IEC 17050-1. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais QSP Informe Reservado Nº 42 Janeiro/2005 ISO/IEC 17050-1 Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 1: Requisitos gerais Tradução livre especialmente preparada para os Associados

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Arranjo Produtivo Local de Máquinas e Equipamentos do Rio Grande do Sul

Manual de Identidade Visual. Arranjo Produtivo Local de Máquinas e Equipamentos do Rio Grande do Sul Arranjo Produtivo Local de Máquinas e Equipamentos do Rio Grande do Sul Sumário 03 04 05 06 07 08 10 11 14 15 16 17 Pra que serve este manual? O logotipo Malha construtiva Variações Área de proteção Redução

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ÍNDICE Índice 2 Logótipo 3 Grelha de Construção 4 Margens de Segurança 5 Cores (positivo/negativo) 6 Fundos Gráficos 7 Tipografia 8 Proteção da Marca 9 Reduções Máximas 10 2 LOGÓTIPO

Leia mais

Considerando que abrange, para os fins do presente termo, o bloqueio à ligações para telefones fixos e aparelhos de telefonia móvel em geral.

Considerando que abrange, para os fins do presente termo, o bloqueio à ligações para telefones fixos e aparelhos de telefonia móvel em geral. TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DO CADASTRO DE BLOQUEIO DE LIGAÇÕES DE TELEMARKETING OFERECIDO PELA GERÊNCIA DE DEFESA E PROTEÇÃO AO CONSUMIDOR PROCON/MA, NOS TERMOS DA LEI 9.053/2009,

Leia mais

SUMÁRIO MARCA... 06 TIPOGRAFIA... 12. CORES... 13 CORES - Versão Escala de Cinza... 14 - Versões Monocromáticas... 15

SUMÁRIO MARCA... 06 TIPOGRAFIA... 12. CORES... 13 CORES - Versão Escala de Cinza... 14 - Versões Monocromáticas... 15 SUMÁRIO MARCA... 06 CONSTRUÇÃO - Malha Construtiva da Marca... 07 - Assinaturas... 08 - Redução... 09 - Área de Proteção... 10 - Assinatura Conjunta... 11 TIPOGRAFIA... 12 CORES... 13 CORES - Versão Escala

Leia mais

MANUAL DE USO DA LOGOMARCA DO. Rio de Janeiro 2013

MANUAL DE USO DA LOGOMARCA DO. Rio de Janeiro 2013 MANUAL DE USO DA LOGOMARCA DO Rio de Janeiro 2013 SUMÁRIO 1. LOGOMARCA DO SNBP... 3 2. PROPORÇÕES E MEDIÇÕES... 4 2.1 Zona de exclusão... 4 2.2 Reduções mínimas... 5 3. CORES... 6 3.1 Variantes de cor...

Leia mais

Guia de Proteção às Marcas

Guia de Proteção às Marcas Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais versão 3 Guia de Proteção às Marcas Comitês Olímpicos Nacionais e Comitês Paralímpicos Nacionais Guia de Proteção

Leia mais

REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO DE AVALIADORES E ESPECIALISTAS UTILIZADOS NAS AVALIAÇÕES DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO

REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO DE AVALIADORES E ESPECIALISTAS UTILIZADOS NAS AVALIAÇÕES DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO DE AVALIADORES E ESPECIALISTAS UTILIZADOS NAS AVALIAÇÕES DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO NORMA Nº NIE-CGCRE-017 APROVADA EM JUN/2011 REV Nº 01/10

Leia mais

AQUISIÇÃO E AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS

AQUISIÇÃO E AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS E PRODUTOS Elaborado por Márcio Flávio Ribeiro Pereira Visto Aprovado por José Carlos de Andrade Visto CONTROLE DE REVISÃO Revisão Data Item Natureza das alterações 0 05/03/2005 - Emissão inicial 1 27/05/2005 5.3

Leia mais

GUIA DE Identidade Visual

GUIA DE Identidade Visual Texto GUIA DE Identidade Visual UNA-SUS Guia de Identidade Visual 1 Index Apresentação Malha Construtiva Símbolo Tipograma Símbolo + Logotipo Arejamento Aplicações Preto e Branco Horizontais Verticais

Leia mais

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO SELO ECOLÓGICO FALCÃO BAUER

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO SELO ECOLÓGICO FALCÃO BAUER 1. Introdução A Certificação do Selo Ecológico Falcão Bauer possui caráter voluntário e visa demonstrar o desempenho ambiental de produtos e serviços através da avaliação do diferencial ecológico apresentado

Leia mais

MANUAL DOCUMENTAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA EXPEDIÇÃO E TRANSPORTE DE EMBALAGENS VAZIAS NÃO LIMPAS

MANUAL DOCUMENTAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA EXPEDIÇÃO E TRANSPORTE DE EMBALAGENS VAZIAS NÃO LIMPAS MANUAL DOCUMENTAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA EXPEDIÇÃO E TRANSPORTE DE EMBALAGENS VAZIAS NÃO LIMPAS 1. OBJETIVO DO MANUAL A TECNOTAM vem, através do presente documento, orientar os fornecedores de embalagens

Leia mais

PCP 001 Tanques de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis.

PCP 001 Tanques de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis. rev 06 06/01/2016 Aprovado por PAG 1 / 10 1 OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo estabelecer as condições para a avaliação da conformidade do produto tanque de armazenamento subterrâneo de combustíveis,

Leia mais

As organizações que obtiverem a certificação só podem fazer uso do certificado e da marca de conformidade durante a validade do certificado.

As organizações que obtiverem a certificação só podem fazer uso do certificado e da marca de conformidade durante a validade do certificado. 1 CONDIÇÕES PRELIMINARES CONDIÇÕES DE USO DO CERTIFICADO E DA MARCA TECPAR CERT 1.1 As marcas TECPAR CERT são propriedades do TECPAR, devidamente registradas no INPI. 1.2 A organização que obtiver a certificação,

Leia mais

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE ADERE-MINHO Edição 1, Revisão 0, de 18 de Dezembro de 2012 Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: [Lisa Ramos]/[Técnica de Qualidade] [Teresa Costa]/[Directora

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços

SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços por Empresas Credenciadas para Vistoria - ECV, para

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria n.º 075, de 15 de maio de 2003. O PRESIDENTE DO

Leia mais

MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015

MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015 MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015 Gran Viver Urbanismo, maior Loteadora de Minas. A Gran Viver Urbanismo, maior loteadora de Minas é uma empresa do Grupo Seculus. Os principais

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual www.luteranos.com.br Índice Apresentação Símbolo Oficial Malha Estrutural Padrão Cromático Positivo/Negativo Margem de Segurança Aplicação sobre fundos de cor Tipografia Versões

Leia mais

Manual de Aplicação da Marca do BRB

Manual de Aplicação da Marca do BRB Manual de Aplicação da Marca do BRB Banco de Brasília Superintendência de Marketing Dezembro de 2011 Redução Para garantir que a marca do BRB esteja sempre legível e não apresente ruídos, foi estabelecido

Leia mais

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul todos pelo rio grande É com muita satisfação que apresentamos a nova forma de expressão do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Daqui

Leia mais

L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia. DECISÃO N. o 190. de 18 de Junho de 2003

L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia. DECISÃO N. o 190. de 18 de Junho de 2003 L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia DECISÃO N. o 190 de 18 de Junho de 2003 relativa às características técnicas do cartão europeu de seguro de doença (Texto relevante para efeitos do EEE e do

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PORTARIA Nº 97 DE 22 DE OUTUBRO DE 2008

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PORTARIA Nº 97 DE 22 DE OUTUBRO DE 2008 Manual da Marca ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PORTARIA Nº 97 DE 22 DE OUTUBRO DE 2008 O DIRETOR-GERAL DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Processo Controle de Documentos e Registros

Processo Controle de Documentos e Registros Dono do Processo Kelly Vitoriny Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Representante da Direção Substituto: Wilker Bueno 1. OBJETIVOS: Descrever a forma como é efetuado o controle

Leia mais

Manual de uso das marcas do Ministério do Esporte ASCOM/ ME- 2013

Manual de uso das marcas do Ministério do Esporte ASCOM/ ME- 2013 Manual de uso das marcas do Ministério do Esporte ASCOM/ ME- 2013 Assinatura do Ministério do Esporte A marca deve ser preservada e apresentada sempre em conformidade com o padrão e normas deste manual.

Leia mais

Objetivo... 03 Malha construtiva... 05 Reserva de integridade... 06 Marca completa e simplificada... 07 Tipografia... 08 Versão quadricromia e versão

Objetivo... 03 Malha construtiva... 05 Reserva de integridade... 06 Marca completa e simplificada... 07 Tipografia... 08 Versão quadricromia e versão Objetivo... 03 Malha construtiva... 05 Reserva de integridade... 06 Marca completa e simplificada... 07 Tipografia... 08 Versão quadricromia e versão pantone... 09 Versão escala de cinza... 10 Versão traço

Leia mais

REGISTRO DO PRODUTO, SELO DE IDENTIFICAÇÃO,

REGISTRO DO PRODUTO, SELO DE IDENTIFICAÇÃO, INTERFACE PROCESSO NÚMERO REVISÃO 02 TÍTULO : CERTIFICAÇÃO E USO DE LICENÇA, CERTIFICAÇÃO/MARCAS DE CONFORMIDADE. DATA DE APROVAÇÃO INICIAL 08/04/2013 REVISÃO ATUAL 09/12/2013 APROVAÇÃO FÁBIO CAMPOS FATALLA

Leia mais

Regimento Interno do Sistema

Regimento Interno do Sistema Identificação: R.01 Revisão: 05 Folha: 1 / 14 Artigo 1 - Objetivo do documento 1.1. Este documento tem como objetivo regulamentar as atividades para credenciamento de uma planta de produção com o SELO

Leia mais

Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro.

Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro. CADASTRO DO CURRÍCULO DO USUÁRIO Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro. Fica expressamente estipulado

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES PSQM-DO-007 03 Regulamento para Uso de Certificado e Logomarca 1/6 HISTÓRICO DAS REVISÕES Revisão Itens Alterados Elaboração Análise Critica Aprovação 01 Emissão Inicial Assessora da Qualidade 02 4 Gestão

Leia mais

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO NORMA Nº: NIE-CGCRE-0 APROVADA EM MAR/20 Nº 01/09 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico das

Leia mais