3. O cliente da IHM que visualiza informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a ser enviadas ao controlador. SLC.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. O cliente da IHM que visualiza informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a ser enviadas ao controlador. SLC."

Transcrição

1 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page Cada sistema FactoryTalk View Site Edition tem 5 componentes. Neste exemplo todos os 5 componentes estão sendo executados no mesmo computador, o computador.. O servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. O cliente da IHM que visualiza informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a ser enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente.. O servidor IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, orientações, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM. 5. O FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em um ambiente único de projeto. Estação de trabalho opcional de engenharia (laptop ou PC de manutenção) Servidor de aplicações FactoryTalk Site Edition (Local) Lista de materiais para instalação do software Computador - Servidor de aplicações 970-VWSy FactoryTalk View Site Edition com RSLinx undle Inclui o RSLinx Enterprise Inclui a Plataforma de serviços FactoryTalk Computador - Estação de trabalho de engenharia 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Nota: Para obter diretrizes de projeto do FactoryTalk View, consulte a ID 59 na ase de conhecimento Use este diagrama quando: Não forem necessárias conexões remotas entre computadores clientes e computadores servidores. Uma aplicação IHM exceder o FactoryTalk Machine Edition ou a plataforma PanelView Plus. Para obter mais informações sobre aplicações do FactoryTalk View Machine Edition, entre em contato com o escritório de vendas local da Rockwell. Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Diagrama de características gerais do FactoryTalk View Site Edition - (Local)

2 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page Software FactoryTalk View Studio: Configuração Criar tags: Podem existir tags de referência direta de uma fonte de dados como um controlador, tags do sistema e tags da IHM definidos pelo usuário. Criar telas. Configurar alarmes. Configurar o registro de dados e/ou tendências. Criar macros. Opcional - Computador (Estação de trabalho de engenharia): Configuração Software típico instalado na Estação de trabalho de engenharia: Software de programação do controlador Software de programação da rede Sistema operacional: Windows 00, XP Pro ou 000 SP Computador (Local): Configuração FactoryTalk Directory Servidor da IHM Servidor de dados: - RSLinx Enterprise e/ou RSLinx Classic FactoryTalk View Studio Sistema operacional: Windows 00, XP Pro ou 000 SP Servidor de aplicações Estação de trabalho opcional de engenharia (Laptop ou PC de manutenção) Computador (Estação de trabalho de engenharia): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Computador (Local): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Servidor da IHM - limite de servidor da IHM para o software stand-alone Servidor da IHM: O nº total de gráficos é determinado pela quantidade licenciada: 5, 00, 50, ilimitado. Cada servidor da IHM exige uma licença. Gráfico: Podem existir no máximo 000 tags ou expressões em um gráfico. larmes: Pode existir um total de alarmes por computador servidor da IHM, dos quais podem ser analógicos Registro de dados: Podem existir 0 modelos de registro de dados executados simultaneamente, cada um contendo.000 tags. Tendências: Cada tendência pode ter até 00 canetas. Servidor de dados - Tags - o total de todos os controladores é de até tags por computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise e de tags para o RSLinx Classic, mas é possível adicionar mais servidores de dados se necessário. - Os tags que estão "em varredura" são tags em gráficos ativos, tags de alarme da IHM, tags derivados, detector de eventos, V, marcos e registro de dados. - Controladores - até um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic. - Recomenda-se não mais de computadores servidores de dados para cada controlador. Computador (Local): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Controlador: Configuração Use o RSLinx Classic e o RSLinx Enterprise para comunicar-se com qualquer controlador Rockwell como: Família (Control, Compact, etc.) PLC-5 Micro Para obter dados de um controlador de terceiros, ele tem de ser compatível com OPC. Use um servidor OPC como Matrikon ou KepWare. Nota: sem considerar os inversores e a E/S de EtherNet/IP, eles podem afetar o tráfego da rede Switch de rede: Configuração Use um switch gerenciado pela camada Controlador: Capacidade té um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic - Recomenda-se não mais que computadores servidores de dados para cada controlador Controlador: Desempenho O desempenho do controlador não é afetado pela IHM no padrão - tarefa contínua usando 0% do tempo de overhead do sistema Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Diagrama detalhado do FactoryTalk View Site Edition - (Local)

3 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page Cada sistema FactoryTalk View Site Edition tem 5 componentes.. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, orientações, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em 5. Os clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente. C D E FactoryTalk View Site Edition Network - Grupo de trabalho-lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a Plataforma de serviços FactoryTalk, incluída no FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition 955-RSLExx - RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx - RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Computador E - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Nota: Para obter diretrizes de projeto do FactoryTalk View, consulte a ID 59 na ase de conhecimento Neste exemplo de um sistema distribuído em uma configuração do grupo de trabalho, existem 6 clientes cada qual no seu próprio computador. Dois computadores servidores, um com um servidor da IHM e um com um servidor de dados. O FactoryTalk Directory fica em seu próprio computador. Este é apenas um exemplo, e podem existir outras combinações de servidores da IHM, Servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM. Nota: IHM e os servidores de dados podem ser executados em um computador: Use este diagrama quando: Existirem conexões remotas entre os computadores clientes e os computadores servidores. Existirem 0 ou menos computadores na rede. Para mais de 0 computadores, é necessário um computador controlador de domínio. Consulte o diagrama FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio administração de segurança centralizada do Windows não for desejada para o grupo de trabalho. Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Diagrama de características gerais do FactoryTalk View Site Edition (rede) - Grupo de trabalho

4 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page FactoryTalk View Site Edition Network - Grupo de trabalho-lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a plataforma de serviços FactoryTalk, incluída com o FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition 955-RSLExx RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Computador E - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Limites suportados: 0 servidores da IHM por aplicação 0 servidores de dados por aplicação 50 clientes por aplicação Sobre esta configuração: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Grupo de trabalho Use esta opção quando:. Existirem conexões remotas entre os computadores clientes e os computadores servidores. Por exemplo, quando um cliente ou servidor de dados está localizado em outro computador que não o computador servidor da IHM.. E quando existirem 0 ou menos computadores na rede. Para mais de 0 computadores, é necessário um computador controlador de domínio. Consulte o diagrama: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio. Não for desejada a administração de segurança centralizada do Windows. Quando for desejado consulte o diagrama: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio Cada sistema FactoryTalk View Site Edition tem 5 componentes:. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, orientações, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. O Cliente ou clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente. 5. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em Em um sistema distribuído existem servidores da IHM ou servidores de dados em mais de um computador, e clientes da IHM em um ou mais computadores. Neste exemplo de um sistema distribuído em uma configuração do grupo de trabalho, existem 6 clientes cada qual no seu próprio computador. Dois computadores servidores, um com um servidor da IHM, e um com um servidor de dados. O FactoryTalk Directory fica em seu próprio computador. Este é apenas um exemplo, e pode-se utilizar outras combinações de servidores da IHM, servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM.

5 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 5 Computador (FactoryTalk Directory): Configuração O FactoryTalk Directory usa o diretório de rede para sistemas distribuídos Sistema operacional: Windows Server 00 ou Windows Server 000 SP Computador (FactoryTalk Directory): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais FactoryTalk View Studio Software: Configuração Criar tags: Podem existir tags de referência direta de uma fonte de dados como um controlador, tags do sistema e tags da IHM definidos pelo usuário. Criar telas. Configurar alarmes. Configurar o registro de dados e/ou tendências. Criar macros. Switch de rede: Configuração Use um switch gerenciado pela camada C D Computador E (Clientes da IHM): Configuração o determinar o número de clientes em um sistema, considere a demanda do controlador por dados e a carga do pior caso. Cada cliente com gráficos abertos colocam tags em varredura. Sistema operacional: Windows Server 00, Windows XP PRO ou Windows Server 000 SP, 000 Pro SP Computador E (Clientes da IHM): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Computador E (Clientes da IHM): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais E Computador (Servidor da IHM): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Servidor da IHM: O nº total é determinado pela quantidade licenciada: 5, 00, 50, ilimitado. Cada servidor da IHM exige uma licença. Gráfico: Podem existir no máximo 000 tags ou expressões em um gráfico. larmes: Pode existir um total de alarmes por computador servidor da IHM, dos quais podem ser analógicos. Registro de dados: Podem existir 0 modelos de registro de dados executados simultaneamente, cada um contendo.000 tags. Tendências: Cada tendência pode ter até 00 canetas. Computador (Servidor da IHM): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Computador C (Servidor de dados): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Computador C (Servidor de dados): Configuração Servidor de dados Sistema operacional: Windows Server 00 ou Windows Server 000 SP O Windows IIS (Internet Information Services) é necessário nos servidores para configuração distribuída Computador C (Servidor de dados): Capacidade Tags - o total de todos os controladores é de até tags por computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise e de tags para o RSLinx Classic, mas é possível adicionar mais servidores de dados se necessário. Os tags que estão "em varredura" são tags em gráficos ativos, tags de alarme da IHM, tags derivados, detector de eventos, V, marcos e registro de dados. Controladores - até um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic Recomenda-se não mais de computadores servidores de dados para cada controlador Controlador: Configuração Use o RSLinx Classic e o RSLinx Enterprise para comunicar-se com qualquer controlador Rockwell como: Família (Control, Compact etc.) PLC-5 Micro Para obter dados de um controlador de terceiros, ele tem de ser compatível com OPC. Use um servidor OPC como Matrikon ou KepWare Nota: sem considerar os inversores e a E/S EtherNet/IP - eles podem afetar o tráfego da rede Nota: bom para um total de até 0 computadores Computador D (Estação de trabalho de engenharia): Configuração Software típico instalado na Estação de trabalho de engenharia: - Software de programação do controlador - Software de programação da rede - Software de programação da IHM Sistema operacional: Windows 00, XP PRO ou 000 PRO SP Computador D (Estação de trabalho de engenharia): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Controlador: Capacidade té um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic - Recomenda-se não mais de computadores servidores de dados para cada controlador Controlador: Desempenho O desempenho do controlador não é afetado pela IHM no padrão - tarefa contínua usando 0% do tempo de overhead do sistema Diagrama detalhado do FactoryTalk View Site Edition (rede) - Grupo de trabalho

6 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 6 FactoryTalk View Site Edition Network - Grupo de trabalho Lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a plataforma de serviços FactoryTalk, incluída com o FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition Licenciado pelo nº de telas: 5, 00, 50, ilimitado 955-RSLExx Inclui RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Computador E - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Limites suportados: 0 servidores da IHM por aplicação 0 servidores de dados por aplicação 50 clientes por aplicação Sobre esta configuração: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Grupo de trabalho Use esta opção quando: :. Existirem conexões remotas entre os computadores clientes e os computadores servidores. Por exemplo, quando um cliente ou servidor de dados está localizado em outro computador que não o computador servidor da IHM.. E quando existirem 0 ou menos computadores na rede. Para mais de 0 computadores, é necessário um computador controlador de domínio. Consulte o diagrama: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio. Não for desejada a administração de segurança centralizada do Windows. Quando for desejado consulte o diagrama: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio Cada sistema FactoryTalk View Site Edition tem 5 componentes:. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, orientações, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. O Cliente ou clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente. 5. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em Em um sistema distribuído existem servidores da IHM ou servidores de dados em mais de um computador, e clientes da IHM em um ou mais computadores. Neste exemplo de um sistema distribuído em uma configuração do grupo de trabalho, existem 6 clientes cada qual no seu próprio computador. Dois computadores servidores, um com um servidor da IHM, e um com um servidor de dados. O FactoryTalk Directory fica em seu próprio computador. Este é apenas um exemplo, e pode-se utilizar outras combinações de servidores da IHM, servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM.

7 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 7 Cada sistema FactoryTalk View Site Edition tem 5 componentes.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente.. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, orientações, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em Computador E (Controladores de domínio): Configuração Servidor WINS Servidor DNS Servidor DHCP Replicação Exige um SO de classe servidor - Windows Server 00 - Windows Server 000 SP 5. Os clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador. F C D E FactoryTalk View Site Edition Network - Domínio Lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a plataforma de serviços FactoryTalk, incluída com o FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition 955-RSLExx RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Nota: Para obter diretrizes de projeto do FactoryTalk View, consulte a ID 59 na ase de conhecimento Use este diagrama quando: Forem necessárias conexões remotas entre computadores clientes e computadores servidores. Existirem mais de 0 computadores na rede. administração de segurança centralizada do Windows for desejada para o sistema. Computador E - Controlador de domínio Não deve existir nenhuma aplicação instalada no computador controlador de domínio. Computador F - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Em um sistema distribuído existem servidores da IHM ou servidores de dados em mais de um computador, e clientes da IHM em um ou mais computadores. Este é apenas um exemplo, e podem existir outras combinações de servidores da IHM, Servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM. Diagrama de características gerais do Factory Talk View Site Edition (rede) - Domínio

8 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 8 FactoryTalk View Site Edition Network - Domínio Lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a Plataforma de serviços FactoryTalk, incluída no FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition 955-RSLExx RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Computador E - Controlador de domínio Não deve existir nenhuma aplicação instalada no computador controlador de domínio. Computador F - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Limites suportados: 0 servidores da IHM por aplicação 0 servidores de dados por aplicação 50 clientes por aplicação Sobre esta configuração:factorytalk View Site Edition (rede) - Domínio Use esta opção quando: :. Existirem conexões remotas entre os computadores clientes e os computadores servidores. Por exemplo, quando um cliente ou servidor de dados está localizado em outro computador que não o computador servidor da IHM.. Existirem mais de 0 computadores na rede.. For necessária a administração de segurança centralizada do Windows. Cada sistema FactoryTalk SE tem 5 componentes:. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, tags, marcos, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. O Cliente ou clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente. 5. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em Em um sistema distribuído existem servidores da IHM ou servidores de dados em mais de um computador, e clientes da IHM em um ou mais computadores. Este exemplo de um sistema distribuído em um domínio do Windows mostra um sistema testado bem dentro dos limites máximos do software. Esse exemplo de sistema é definido como tendo 0 clientes, cada qual no seu próprio computador, e até servidores da IHMs não-redundantes em um computador, e até servidores de dados. O FactoryTalk Directory fica em seu próprio computador. Para um sistema típico usado o RSLinx Enterprise como servidor de dados, podem existir 0 controladores CLX, ou e um total de tags. Para um Servidor de dados RSLinx Classic podem existir 0 controladores CLX ou 0 controladores / e um total de tags. Este é apenas um exemplo, e outras combinações de servidores da IHM, servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM podem ser usadas.

9 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 9 Computador (FactoryTalk Directory): Configuração O FactoryTalk Directory usa o diretório de rede para sistemas distribuídos Sistema operacional: Windows Server 00 ou Windows Server 000 SP Computador (FactoryTalk Directory): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Software FactoryTalk View Studio: Configuração Criar tags: Podem existir tags de referência direta de uma fonte de dados como um controlador, tags do sistema e tags da IHM definidas pelo usuário. Criar telas. Configurar alarmes. Configurar o registro de dados e/ou tendências. Criar macros. Computador D (Estação de trabalho de engenharia): Configuração Software típico instalado: - Software de programação do controlador - Software de programação da rede - Software de programação da IHM - Sistema operacional: Windows 00, XP Pro ou 000 SP Computador E (Controladores de domínio): Configuração Servidor WINS Servidor DNS Servidor DHCP Replicação Exige um SO de classe servidor - Windows Server 00 - Windows Server 000 SP F C D E Computador (Servidor da IHM): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Servidor da IHM: O nº total é determinado pela quantidade licenciada: 5, 00, 50, ilimitado. Cada servidor da IHM exige uma licença. Gráfico: Podem existir no máximo.000 tags ou expressões em um gráfico. larmes: Pode existir um total de alarmes por computador servidor da IHM, dos quais podem ser analógicos. Registro de dados: Podem existir 0 modelos de registro de dados executados simultaneamente, cada um contendo.000 tags. Tendências: Cada tendência pode ter até 00 canetas. Computador (Servidor da IHM): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Computador C (Servidor de dados): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Publicação ISIMP-QR000-PT-P - Junho de 007 Computador C (Servidor de dados): Configuração Servidor de dados Sistema operacional: Windows Server 00 ou Windows Server 000 SP O Windows IIS (Internet Information Services) é necessário nos servidores para configuração distribuída Computador C (Servidor de dados): Capacidade Tags - o total de todos os controladores é de até tags por computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise e de tags para o RSLinx Classic, mas é possível adicionar mais servidores de dados se necessário. Os tags que estão "em varredura" são tags em gráficos ativos, tags de alarme da IHM, tags derivados, detector de eventos, V, macros e registro de dados. Controladores - até um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic Recomenda-se não mais de computadores servidores de dados para cada controlador Switch de rede: Configuração Use um switch gerenciado pela camada. Controlador: Configuração Use o RSLinx Classic e o RSLinx Enterprise para comunicar-se com qualquer controlador Rockwell como: Família (Control, Compact etc.) PLC-5 Micro Para obter dados de um controlador de terceiros, ele tem de ser compatível com OPC. Use um servidor OPC como Matrikon ou KepWare Nota: sem considerar os inversores e a E/S de EtherNet/IP - eles podem afetar o tráfego da rede Computador F (Clientes da IHM): Configuração o determinar o número de clientes em um sistema, considere a demanda do controlador por dados e a carga do pior caso. Cada cliente com telas abertas coloca tags em varredura. Sistema operacional: Windows Server 00,Windows XP PRO ou Windows Server 000 SP, 000 PRO SP Computador F (Clientes da IHM): Desempenho utilização média recomendada da CPU é de 0%, como mostrado no Gerenciador de tarefas do Windows, com todas as aplicações em execução, para acomodar picos de desempenho Computador F (Clientes da IHM): Capacidade Velocidade recomendada do processador: a GHz ou mais RM recomendada: a G ou mais Controlador: Capacidade té um total de 0 controladores para computador servidor de dados para o RSLinx Enterprise, até 0 para o RSLinx Classic - Recomenda-se não mais de computadores servidores de dados para cada controlador Controlador: Desempenho O desempenho do controlador não é afetado pela IHM no padrão - tarefa contínua usando 0% do tempo de overhead do sistema Diagrama detalhado do FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio

10 N_ISIMP-QR00-PT-P:Layout 8/9/007 5:5 PM Page 0 FactoryTalk View Site Edition Network - Domínio Lista de materiais para instalação do software Computador - FactoryTalk Directory Instalar a plataforma de serviços FactoryTalk, incluída com o FactoryTalk View Studio Computador - Servidor da IHM 970-VWSy Servidor do FactoryTalk View Site Edition 955-RSLExx RSLinx Enterprise e/ou 955-Wx RSLinx Classic, se necessário 9-RLx RS 5, 500 ou 5000 conforme necessário 957-x RSNetWorx se necessário 955-Wx RSLinx Classic Computador E - Controlador de domínio Não deve existir nenhuma aplicação instalada no computador controlador de domínio. Computador F - Cliente da IHM 970-VWSx Cliente do FactoryTalk View Site Edition Limites suportados: 0 servidores da IHM por aplicação 0 servidores de dados por aplicação 50 clientes por aplicação Sobre esta configuração: FactoryTalk View Site Edition (rede) - Domínio Use esta opção quando:. Existirem conexões remotas entre os computadores clientes e os computadores servidores. Por exemplo, quando um cliente ou servidor de dados está localizado em outro computador que não o computador servidor da IHM.. Existirem mais de 0 computadores na rede.. For necessária a administração de segurança centralizada do Windows. Cada sistema FactoryTalk SE tem 5 componentes:. O Servidor da IHM, que é o projeto da IHM e contém todos os gráficos, tags, macros, etc., para uma área definida logicamente do sistema IHM.. O Servidor de dados, que envia e recebe dados de uma fonte de. O Cliente ou clientes da IHM, que exibem informações para o usuário e pode aceitar entradas do usuário a serem enviadas ao controlador.. O FactoryTalk Directory, que atua como um serviço de "supervisão" para uma aplicação descobrir qual computador hospeda qual componente. 5. FactoryTalk View Studio permite aos usuários criar aplicações em Em um sistema distribuído existem servidores da IHM ou servidores de dados em mais de um computador, e clientes da IHM em um ou mais computadores. Este exemplo de um sistema distribuído em um domínio do Windows mostra um sistema testado bem dentro dos limites máximos do software. Esse exemplo de sistema é definido como tendo 0 clientes, cada qual no seu próprio computador, e até servidores da IHMs não-redundantes em um computador, e até servidores de dados. O FactoryTalk Directory fica em seu próprio computador. Para um sistema típico usado o RSLinx Enterprise como servidor de dados, podem existir 0 controladores CLX, ou e um total de tags. Para umservidor de dados RSLinx Classic podem existir 0 controladores CLX ou0 controladores / e um total de tags. Este é apenas um exemplo, e outras combinações de servidores da IHM, servidores de dados, FactoryTalk Directory e clientes da IHM podem ser usadas.

L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab

L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab L04 Visualização:FactoryTalk View Site Edition v8.0 FactoryTalk View Site Edition Lab Felipe Ribeiro / Paulo Rocha Domain Experts - Arquitetura e Software Maio/2015 PUBLIC PUBLIC - 5058-CO900G Copyright

Leia mais

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Introdução Sistemas Supervisórios são sistemas digitais de monitoração e operação da planta que gerenciam as

Leia mais

T05 - O que há de novo em sistemas de visualização

T05 - O que há de novo em sistemas de visualização T05 - O que há de novo em sistemas de visualização Marcos C. Pelizzer Domain Expert - Arquitetura e Software Maio/2015 PUBLIC PUBLIC - 5058-CO900H FactoryTalk View Site Edition v8.0 PUBLIC PUBLIC - 5058-CO900H

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados. SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition

Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados. SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition São sistemas que utilizam software para monitorar e supervisionar as variáveis e os dispositivos de sistemas

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Guia de Especificação. Vijeo Citect

Guia de Especificação. Vijeo Citect Guia de Especificação Vijeo Citect Guia de Especificação Vijeo Citect > Este documento destina-se à auxiliar nas especificações do software SCADA Vijeo Citect. > Descreve as licenças disponíveis e mostra

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS IsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação

Leia mais

Segurança no ifix. por Diogo Gomes. A configuração de segurança do ifix pode ser dividida em 3 partes principais:

Segurança no ifix. por Diogo Gomes. A configuração de segurança do ifix pode ser dividida em 3 partes principais: Segurança no ifix por Diogo Gomes A configuração de segurança do ifix pode ser dividida em 3 partes principais: 1. Restrição de acesso entre estações Clientes/Servidor Podemos configurar duas ou mais arquiteturas

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte)

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) 1 Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB

Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB Edições EZChrom e ChemStation Requisitos de Hardware e Software Agilent Technologies Avisos Agilent Technologies, Inc. 2010-2013 Nenhuma parte deste

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-server Versão: 4.5 Versão do Doc.: 1.0 Autor: César Dehmer Trevisol Data: 13/12/2010 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de Alteração

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

L23 DeviceNet - diagrama

L23 DeviceNet - diagrama ISIMP-QR012-PT-P:Layout 1 19.9.2008 15:21 Page 1 2 1 Cód. catálogo 1769-L2-QFC1 Porta de comunicação incorporada Conexões EtherNet/IP Memória E/S incorporada (pré-configurada no Logix 5000) Expansão Serial

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com Aula 02 Conceitos básicos elipse INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com 1. Introdução O Elipse E3 trabalha totalmente orientado para a operação

Leia mais

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907 Uma ferramenta de inventario que automatiza o cadastro de ativos informáticos em detalhe e reporta qualquer troca de hardware ou software mediante a geração de alarmes. Beneficios Informação atualizada

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke Ninguém melhor que os OptiView Solução de Análise de Rede Total integração Total controle Total Network SuperVision Engenheiros de Rede e a Fluke Networks para saber o valor de uma solução integrada. Nossa

Leia mais

PV01 Laboratório de FactoryTalk View SE

PV01 Laboratório de FactoryTalk View SE PV01 Laboratório de FactoryTalk View SE FAVOR DEIXAR ESTA APOSTILA NA SALA AO TERMINAR O LABORATÓRIO. VOCÊ RECEBERÁ UMA CÓPIA ELETRÔNICA DA MESMA! AJUDE-NOS A ECONOMIZAR PAPEL. A NATUREZA AGRADECE PV01

Leia mais

PANELVIEW STANDARD TERMINAIS GRÁFICO ELETRÔNICOS COM INTERFACE DE OPERAÇÃO

PANELVIEW STANDARD TERMINAIS GRÁFICO ELETRÔNICOS COM INTERFACE DE OPERAÇÃO PANELVIEW STANDARD PANELVIEW STANDARD TERMINAIS GRÁFICO ELETRÔNICOS COM INTERFACE DE OPERAÇÃO DESEMPENHO CONFIÁVEL. CONFIABILIDADE LENDÁRIA. PANELVIEW STANDARD DESEMPENHO CONFIÁVEL. CONFIABILIDADE LENDÁRIA.

Leia mais

PanelView 800. Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley

PanelView 800. Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley PanelView 800 Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley PanelView 800 Terminais gráficos PanelView 800 Quando você busca agregar valor e reduzir o custo da sua interface

Leia mais

O poder da informação integrada. Flexibilidade, simplicidade e suporte que potencializam o investimento em automação

O poder da informação integrada. Flexibilidade, simplicidade e suporte que potencializam o investimento em automação O poder da informação integrada Flexibilidade, simplicidade e suporte que potencializam o investimento em automação Imagine uma maneira de projetar, de forma simplificada, um sistema de automação seguro,

Leia mais

Tutorial de Active Directory Parte 3

Tutorial de Active Directory Parte 3 Tutorial de Active Directory Parte 3 Introdução Prezados leitores, esta é a terceira parte de uma série de tutoriais sobre o Active Directory. O Active Directory foi a grande novidade introduzida no Windows

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 Neste item aprenderemos a instalar o Microsoft SQL SERVER 2008 R2 e a fazer o Upgrade de versões anteriores do SQL SERVER 2008 R2. Também veremos as principais

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis. Aimetis Symphony Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.com Vigilância com vida útil prolongada Migre do CCTV analógico para vigilância

Leia mais

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Soluções Samba 4 no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se

Leia mais

Segurança dos controladores Logix5000

Segurança dos controladores Logix5000 Manual de programação Segurança dos controladores Logix5000 Códigos de catálogo 1756 ControlLogix, 1769 CompactLogix, 1789 SoftLogix, 1794 FlexLogix, PowerFlex 700S com DriveLogix Informações importantes

Leia mais

Pacote de gerenciamento de servidores Intel. Guia do Usuário

Pacote de gerenciamento de servidores Intel. Guia do Usuário Pacote de gerenciamento de servidores Intel Guia do Usuário Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS PARA

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02 Prof. André Lucio Competências da aula 2 Instalação e configuração dos sistemas operacionais proprietários Windows (7 e

Leia mais

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis. Aimetis Symphony Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.com Vigilância com vida útil prolongada Migre do CCTV analógico para vigilância

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Perguntas Técnicas Frequentes Segurança do Código CLARiSUITE Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Visão geral Segurança, integridade e estabilidade da infraestrutura de TI são as principais preocupações

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO NEXCODE NOTE, também conhecido como NEXNOTE, é um conjunto de soluções de software desenvolvidas sob a plataforma

Leia mais

TOPKAPI VISION. 15 de Março de 2010 (versão provisória) TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais.

TOPKAPI VISION. 15 de Março de 2010 (versão provisória) TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais. MÓDULOS TOPKAPI SOFTWARE SCADA TOPKAPI VISION 15 de Março de 2010 (versão provisória) A gama dos produtos TOPKAPI é composta por: TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais. TOPKAPI

Leia mais

Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB

Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB Sistema de Dados Cromatográficos (CDS) Agilent OpenLAB Requisitos de Hardware e Software Agilent Technologies Avisos Agilent Technologies, Inc. 2013-2014 Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida,

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

Vigilância inteligente por vídeo para Segurança e inteligência de negócios. Soluções comprovadas para problemas do mundo real

Vigilância inteligente por vídeo para Segurança e inteligência de negócios. Soluções comprovadas para problemas do mundo real Vigilância inteligente por vídeo para Segurança e inteligência de negócios Segurança e mais Com ferramentas avançadas de pesquisa de vídeo e uma seleção completa de relatórios sob solicitação, as organizações

Leia mais

L11 - ICS - Segurança de Sistemas de Controle Industrial

L11 - ICS - Segurança de Sistemas de Controle Industrial L11 - ICS - Segurança de Sistemas de Controle Industrial Alexandre Lobo & Weltron de Oliveira Area Manager A&S - Rockwell Automation Thiago Marques Domain Expert Leader A&S - Intereng 26/05/2015-5058-CO900H

Leia mais

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Bem-vindo

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Bem-vindo Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Bem-vindo 2005 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter

Leia mais

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior Introdução ao Windows Server System José Carlos Libardi Junior Computer Roles Grupo de Trabalho X Domínio O que é Active Directory Termos do Active Directory Tópicos Principais Um computador com o Windows

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

NECESSIDADE SOLUÇÃO. OPC Client para se comunicar com o PLC do Serviço Auxiliar (OPC Server Kepware);

NECESSIDADE SOLUÇÃO. OPC Client para se comunicar com o PLC do Serviço Auxiliar (OPC Server Kepware); ELIPSE E3 OTIMIZA O CONTROLE DA SUBESTAÇÃO PARAÍSO DA CHESF, REPASSANDO AS INFORMAÇÕES AO CENTRO REMOTO DE OPERAÇÃO LESTE (CROL) E DESTE PARA O OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA (ONS) EM MILISSEGUNDOS Augusto

Leia mais

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades 1 Interagir com seus clientes por variados meios de contato, criando uma visão unificada do relacionamento e reduzindo custos. Essa é a missão do TACTIUM ecrm. As soluções

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia 1 Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial 3ª AULA - Programação Convencional de CLP - Parte I Objetivos: Analisar

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS INTRODUÇÃO A imagem e o áudio têm ocupado cada vez mais espaço na constituição e expressão do conhecimento humano, seja no âmbito da informação, do entretenimento

Leia mais

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br Capture Pro Software Introdução A-61640_pt-br Introdução ao Kodak Capture Pro Software e Capture Pro Limited Edition Instalando o software: Kodak Capture Pro Software e Network Edition... 1 Instalando

Leia mais

Sistemas Supervisórios

Sistemas Supervisórios Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos michelle@cpdee.ufmg.br Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais;

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO V E R S Ã O D O A P L I C A T I V O : 8. 0 C F 1 Caro usuário. Obrigado por escolher nosso produto. Esperamos que esta documentação lhe ajude em seu

Leia mais

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Objetivos: Detalhar e Definir responsabilidades em controladores de domínio; Configurar propriedades de contas de usuários; Gerenciar perfis

Leia mais

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Objetivos: Ativar e gerenciar o serviço de roteamento; Ativar e gerenciar serviços de terminal remoto; Redirecionar diretórios através

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Versão 4.10 PDF-SERVER-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação sem aviso

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series Bem-vindo 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Serviço de diretório Serviço de diretório é um conjunto

Leia mais

Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell. Realização:

Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell. Realização: Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell Realização: Thiago de Oliveira Felipe Guilherme Stein Joinville Santa Catarina Outubro de 2010 INTRODUÇÃO Analisando os processos de manufatura e o desenvolvimento

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

Quais são as edições do SQL Server 2008?

Quais são as edições do SQL Server 2008? Quais são as edições do SQL Server 2008? Edição Express Workgroup Standard Enterprise Developer Web Mobile Descrição Para clientes desconectados ou aplicativos autônomos Banco de dados para operações de

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões:

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões: Introdução Este é um tutorial de como Instalar o Windows Server 2003, este é o primeiro de alguns tutoriais que farei para ambientes de servidores Windows. A instalação do Windows Server 2003 segue o mesmo

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Guia de Licenciamento

Guia de Licenciamento Guia de Licenciamento Principais Produtos Produtos Canais Licença Server + CAL Instâncias no sistema operacional físico e virtual 1 + 1 (nova mudança) sem Hyper-V Server + CAL 1 + 1 2008 Enterprise Server

Leia mais

Licenciamento de sistema operacional Microsoft com sistemas NComputing

Licenciamento de sistema operacional Microsoft com sistemas NComputing Licenciamento de sistema operacional Microsoft com sistemas NComputing Índice Vários usuários em um único sistema operacional...2 1:1 Virtual Desktop Infrastructure (VDI)......4 Aprimoramentos de desktop

Leia mais

Bem-vindo. Fiery Network Controller para DocuColor 240/250

Bem-vindo. Fiery Network Controller para DocuColor 240/250 Fiery Network Controller para DocuColor 240/250 Bem-vindo Neste documento, referências à DocuColor 242/252/260 devem ser referências à DocuColor 240/250. 2007 Electronics for Imaging, Inc. As informações

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VIII Serviços de Redes Duração: 20 tempos Conteúdos (1) 2 Caraterizar, instalar

Leia mais

Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003

Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003 Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003 Como instalar o Serviço DHCP Antes de poder configurar o serviço DHCP, é necessário instalá lo no servidor. O DHCP não é instalado por padrão durante

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E O que é roteamento e acesso remoto? Roteamento Um roteador é um dispositivo que gerencia o fluxo de dados entre segmentos da rede,

Leia mais

System302-7. 1 2008-2010 Copyright Smar

System302-7. 1 2008-2010 Copyright Smar System302-7 Ferramentas Studio302 1 2008-2010 Copyright Smar Ferramentas Gerenciamento da Planta Studio302 - Aplicativo que visualiza a estrutura de todas as ferramentas integradas no sistema. Sistema

Leia mais

Movicon CE. Tecnologia para IHMs Windows CE. Movicon CE é um sistema Scada runtime poderoso e aberto para IHMs Windows CE.

Movicon CE. Tecnologia para IHMs Windows CE. Movicon CE é um sistema Scada runtime poderoso e aberto para IHMs Windows CE. Movicon CE Tecnologia para IHMs Windows CE Movicon CE é um sistema Scada runtime poderoso e aberto para IHMs Windows CE. Especialmente indicado para aplicativos que devam rodar junto às linhas de produção

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Prof. Macêdo Firmino Introdução à Disciplina (Ementa) Macêdo Firmino (IFRN) Sistemas Operacionais Novembro de 2012 1 / 9 Objetivos Conhecer os princípios básicos de um sistema operacional;

Leia mais

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam.

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam. 1 - APRESENTAÇÃO Este descritivo tem como objetivo, apresentar o Sistema de Identificação de Visitantes enfocando suas funcionalidades e condições técnicas necessárias de implantação. Vantagens do Sistema

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Virtualização Microsoft: Da Estação de Trabalho ao Data Center Estudo de Caso de Solução de Cliente Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Visão Geral

Leia mais

Eletromecânica. Catálogo 6002-4 BR Motion. Índice

Eletromecânica. Catálogo 6002-4 BR Motion. Índice Eletromecânica Catálogo 6002-4 BR Motion Garantia Certificação Termo de garantia A Parker Hannifin Ind. e Com. Ltda, Divisão Automação, doravante denominada simplesmente Parker, garante os seus produtos

Leia mais

Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO

Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO V E R S Ã O D O A P L I C A T I V O : 8. 0 Caro usuário. Obrigado por escolher nosso produto. Esperamos que esta documentação lhe ajude em seu trabalho

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI Ambiente Windows Small Business Rev 10501 DATA : 5 / 07/ 2007 Pag : 1 de7 1) Servidores a) Hardware o Servidor Alocado em Rack Fechado em ambiente reservado e refrigerado

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema...

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... 3 1.1 Console de Administração Small Office... 3 1.2 Gerenciamento

Leia mais

MI13 - FactoryTalk Historian SE Laboratório Avançado

MI13 - FactoryTalk Historian SE Laboratório Avançado MI13 - FactoryTalk Historian SE Laboratório Avançado Marcos C. Pelizzer Solution Architect Rockwell Automation PUBLIC INFORMATION Agenda Sessões Relacionadas Resumo dos tópicos neste Laboratório Arquitetura

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO DRIVE OPC NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

UTILIZAÇÃO DO DRIVE OPC NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL 1 UTILIZAÇÃO DO DRIVE OPC NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL ÁREA: Automação Industrial, Sistemas de Informação e Integração de Sistemas. Denise Ferreira Ribeiro CEFET-MG/Vale denise_ferreira_ribeiro@yahoo.com.br

Leia mais

Laboratório - Mapeamento da Internet

Laboratório - Mapeamento da Internet Objetivos Parte 1: Testar a conectividade de rede usando o ping Parte 2: Rastrear uma rota para um servidor remoto usando o tracert do Windows Parte 3: Rastrear uma rota para um servidor remoto usando

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. AssetView FDT. AssetView FDT

MANUAL DO USUÁRIO. AssetView FDT. AssetView FDT MANUAL DO USUÁRIO AssetView FDT AssetView FDT A S T V W F D T M P www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas dos endereços estão

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual Definindo DHCP: DHCP O DHCP é a abreviatura de Dynamic Host Configuration Protocol é um serviço utilizado para automatizar as configurações do protocolo TCP/IP nos dispositivos de rede (computadores, impressoras,

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

FICHA TÉCNICA. IHM Série M 10 24 VDC Cód M10TSC-ET. 1. Características Gerais:

FICHA TÉCNICA. IHM Série M 10 24 VDC Cód M10TSC-ET. 1. Características Gerais: IHM Série M 10 24 VDC Cód M10TSC-ET 1. Características Gerais: CPU de alta velocidade incorporado (800 MHZ). Gerencia os dados do projeto pelo Active Sync ( Windows XP) ou Mobile Device Center(Windows

Leia mais

!" #$%!" #&%!" '(%!! "!

! #$%! #&%! '(%!! ! !" #$%!" #&%!" '(%!! "! Miniaturas Visualização As MX-M354/M314/M264N possuem tecnologia ambiental avançada e uma variedade de funções ecológicas. Tempo de aquecimento rápido é apenas uma das vantagens

Leia mais