GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI"

Transcrição

1 GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI COMISSÃO DE PLANEJAMENTO E CRIAÇÃO DE NORMAS PARA INGRESSO E ACESSO A CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI. CARLOS HENRIQUE LIMA HENRIQUE RODRIGUES DE PAULA MESSYAS DE FARIAS DEIVID WANDERSON MAGGIAN ODAIR JOSÉ PIMENTEL RAMON RODRIGUES SOARES REINALDO MONTEIRO DA SILVA ISRAEL GONÇALVES DOS SANTOS PAULO ROGERIO PEREIRA MARTINS JOSÉ JOÃO VALADÃO DE SOUSA ROBERTO DE ARAÚJO SILVA BARUERI

2 GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI PLANO DE CARREIRA PLANEJAMENTO E CRIAÇÃO DE NORMAS PARA INGRESSO E ACESSO A CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI Trabalho apresentado ao Prefeito Municipal Gilberto Macedo Gil Arantes e ao Secretário dos Assuntos de Segurança de Barueri Gilberto Pereira de Brito como plano de carreira adequado a Guarda Civil Municipal de Barueri. BARUERI

3 OBJETIVO Neste trabalho o objetivo da Comissão de Planejamento e Criação de Normas para acesso a Carreira, Cargos e Salários da Guarda Civil Municipal de Barueri foi elaborar um Plano de Carreira adequado à realidade da Instituição Guarda Civil Municipal de Barueri. Entendemos que os profissionais que realmente farão o diferencial nas instituições hoje, se balizam não pela remuneração imediata, e sim, pela possibilidade de crescimento dentro da instituição, portanto, uma instituição que apresenta um Plano de Carreira bem definido, terá a oportunidade de captar no mercado os melhores talentos. Nossa experiência diz que, quando um novo funcionário entra na instituição, ele, normalmente se espelha no que o grupo que o cerca faz, e, torna-se mais cedo ou mais tarde, apenas mais um, mas também nossa visão aponta para quando um novo funcionário entra para uma instituição que apresente uma estrutura de Plano de Carreira, ele entende que, terá que fazer a diferença para poder crescer. O Plano de Carreira demonstrado apresentará aos Guardas Civis Municipais atuais e aos que ingressarem, todas as competências, habilidades e atitudes, necessárias para o crescimento horizontal e vertical dentro da Guarda Civil Municipal de Barueri e, esta saudável competição que se cria entre os profissionais, eleva sua qualidade intelectual e proporciona a instituição uma maior qualidade em seu recurso humano, fator em acordo com as metas e as políticas de desenvolvimento institucional. 3

4 DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO E A IMPLANTAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. DO QUADRO DE PESSOAL DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DA CORPORAÇÃO Art. 1º A Guarda Civil Municipal, Corporação criada nos termos do artigo 84 da lei Orgânica do Município de Barueri, uniformizada e armada, destinada à proteção dos bens, serviços e instalações do Município, bem como à realização do policiamento preventivo e comunitário, atuando como órgão complementar da Segurança Pública, será formada pelo quadro de profissionais organizados em carreira, na forma desta Lei Complementar. Art. 2º O quadro funcional da Guarda Civil Municipal passa a contar com organização, denominações, referências e quantidades de cargos, conforme estabelecido no anexo I desta Lei Complementar. DA CARREIRA Art. 3º Fica instituída a carreira única da Guarda Civil Municipal, constituída dos seguintes níveis, cargos, funções e porcentagens (referente aos cargos providos): NÍVEL I I Comandante Geral; II Subcomandante Administrativo; 4

5 III - Subcomandante Operacional; NÍVEL II PROGRESSÃO VERTICAL I Inspetor de Agrupamento (3%); II Inspetor (7%); III CD Classe Distinta (10%); NÍVEL III PROGRESSÃO HORIZONTAL I Guarda Civil Municipal CE Classe Especial; II Guarda Civil Municipal 1ª Classe; III Guarda Civil Municipal 2ª Classe; IV Guarda Civil Municipal 3ª Classe; V Guarda Civil Municipal 4ª Classe. Parágrafo Único. Fica fixado o percentual de 80% para os cargos enquadrados no nível III da Carreira e 20% para os cargos de nível II na carreira. Art. 4º Ficam criadas as seguintes funções de comando dentro da Guarda Civil Municipal: I 1 (um) Comandante Geral; II- 1 (um) Subcomandante Administrativo; III 1 (um) Subcomandante Operacional. 5

6 DO INGRESSO NA CARREIRA Art. 5º O ingresso na Carreira dar-se-á mediante concurso público para o cargo de Guarda Civil Municipal 4ª Classe sob regime estatutário, de acordo com o artigo 4º da Lei Complementar Nº 277, de 07 de outubro de 2011, bem como os seguintes pré-requisitos: I Possuir ensino médio completo; II Possuir Carteira Nacional de Habilitação, mínimo exigido categoria A/B ; III Ter Altura mínima de 1,65m (um metro e sessenta e cinco centímetros) para homens e de 1,60m (um metro e sessenta centímetros) para mulheres; IV Ter idade mínima de 20 (vinte) anos na data da nomeação e máxima de 35 (trinta e cinco) anos, na data da inscrição. Parágrafo Único. Os demais requisitos para o preenchimento dos cargos serão publicados através de edital para o concurso público. Art. 6º O concurso público para o ingresso, será realizado em 05 (cinco) fases: I - a de provas objetivas e/ou provas e títulos; II exame médico específico para o cargo e exame antropométrico, de caráter eliminatório; III - a de teste de capacitação física, de caráter classificatório e eliminatório; IV - avaliação psicológica, de caráter eliminatório; 6

7 V a de investigação social para o exercício do cargo, de caráter eliminatório; DO ESTÁGIO PROBATÓRIO Art. 7º O estágio probatório corresponde ao período de 03 (três) anos que se segue ao ingresso do servidor no cargo de provimento efetivo de Guarda Civil Municipal 4ª Classe. Art. 8º Para fins de confirmação no cargo além dos fatores a que aludem o artigo 19 da Lei Complementar Nº 277, de 07 de Outubro de 2011 serão acrescidos, exclusivamente, para avaliação do Guarda Civil Municipal 4ª classe os seguintes fatores: I - subordinação; II - conduta moral ou profissional que se revele compatível com suas atribuições; III - não cometimento de irregularidade administrativa grave; IV - não ter praticado ilícito penal doloso relacionado, ou não, com suas atribuições; V - conclusão e bom aproveitamento no curso de formação de Guarda Civil Municipal 4ª Classe. Parágrafo único. A falta de aproveitamento ou não conclusão no curso a que se refere o inciso V, implicará a exoneração do servidor em estágio probatório. Art. 9º A Comissão criada para avaliação de desempenho a que aludem o artigo 3º da Lei Complementar Nº 229, de 10 de Março de 2009 será acrescido exclusivamente, para avaliação do Guarda Civil Municipal 4ª Classe, dos seguintes membros: 7

8 I 1 (um) membro do Centro de Formação e Ensino da Guarda Civil Municipal de Barueri; II 1 (um) membro da Corregedoria Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri; III 1 (um) membro da Secretaria de Saúde. DA EVOLUÇÃO FUNCIONAL Art. 10. Ao Guarda Civil Municipal, titular de cargo de provimento originário, será assegurada a evolução funcional, mediante acesso. Parágrafo único. O acesso consiste na elevação de uma classe para outra ou de um cargo para outro imediatamente superior na carreira, obedecidos todos os requisitos fixados nesta Lei Complementar. Art. 11. Dar-se-á o acesso para os cargos: I - havendo vagas disponíveis, exceto para os cargos do nível III da carreira; II - mediante inscrição, aprovação em concurso interno e bom aproveitamento em curso de formação para o cargo, organizado e realizado pelo Centro de Formação e Ensino da Guarda Civil Municipal de Barueri. Art. 12. A Secretaria de Administração auxiliará no acompanhamento, programação e controle do processo da evolução funcional. DOS REQUISITOS PARA PROGRESSÃO HORIZONTAL NA CARREIRA Art. 13. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal 3ª Classe mediante os seguintes requisitos: 8

9 I Aprovação em estágio probatório conforme estabelecido nos artigos 7º e 8º desta Lei Complementar. Art. 14. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal 2.ª Classe Mediante os seguintes requisitos: I - Efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal 3ª Classe por um período de 05 (cinco) anos. II Não estar classificado no mau comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri. Art. 15. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal 1ª Classe mediante os seguintes requisitos: I Efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal 2ª Classe por um período de 05 (cinco) anos; II Não estar classificado no mau comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri. Art. 16. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal CE - Classe Especial mediante os seguintes requisitos: I Efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal 1ª Classe por um período de 05 (cinco) anos; II Não estar classificado no mau comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri. Parágrafo Único. As mudanças de classes ocorrerão automaticamente de acordo com o tempo de efetivo exercício na Guarda Civil Municipal ou em órgãos da 9

10 Secretaria dos Assuntos de Segurança e demais requisitos previstos nesta Lei Complementar, e o acesso aos demais cargos por meio de concurso interno desenvolvido por instituições especializadas contratadas pela Administração Municipal. DOS REQUISITOS PARA PROGRESSÃO VERTICAL NA CARREIRA Art. 17. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta mediante os seguintes requisitos: I Ser no mínimo Guarda Civil Municipal 2ª Classe; II Inscrição e aprovação em concurso interno para o cargo; III - Enquadrar-se nas definições de bom comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri; IV Possuir diploma ou certificado de conclusão de ensino superior em qualquer área, aprovado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). V - Ter concluído o curso de formação de Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta com bom aproveitamento. Parágrafo Único. Considera-se curso superior, para efeito de progressão vertical na carreira, o previsto na Lei Complementar Nº 303, de 13 de maio de Art. 18. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal Inspetor mediante os seguintes requisitos: I Ter no mínimo 03 (três) anos de efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta; 10

11 II Inscrição e aprovação em concurso interno para o cargo; III Enquadrar-se nas definições de bom comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri; IV - Possuir diploma ou certificado de conclusão de ensino superior em qualquer área devidamente aprovado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). V - Ter concluído o curso de formação de Guarda Civil Municipal Inspetor com bom aproveitamento. Art. 19. Dar-se-á o acesso para o cargo de Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento mediante os seguintes requisitos: I Ter no mínimo 03 (três) anos de efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal Inspetor; II Inscrição e aprovação em concurso interno para o cargo; III Enquadrar-se nas definições de bom comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri; IV - Possuir diploma ou certificado de conclusão de ensino superior em Administração, Direito, Gestão Pública, Gestão de Segurança Pública, Gestão de Segurança Privada ou Gestão de Recursos Humanos devidamente aprovado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), ou diploma ou certificado de conclusão de ensino superior em qualquer área com pós - graduação nas seguintes áreas: a) Administração; b) Gestão Pública; 11

12 c) Gestão de Segurança Pública; d) Gestão de Segurança Privada; e) Gestão de Recursos Humanos. V - Ter concluído o curso de formação de Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento com bom aproveitamento. ACESSO PARA COMANDANTE GERAL DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE BARUERI Art. 20. Dar-se-á o acesso para a função de Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri por meio de Eleição Interna devidamente instituída por ato do Chefe do Executivo Municipal. Art. 21. Estará habilitado para a inscrição à eleição interna para acesso a função de comandante Geral aquele que: I Ter no mínimo 03 (três) anos de efetivo exercício no cargo de Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento; II - Enquadrar-se nas definições de bom comportamento conforme normas estabelecidas no Regime Disciplinar da Guarda Civil Municipal de Barueri. 1º O Comandante Geral será escolhido pelo Chefe do Executivo Municipal dentre os três Inspetores de Agrupamento de carreira mais votados pela corporação por meio de eleição interna. 2º A função de Sub - Comandante Administrativo e Operacional será provida por 02 (dois) Inspetores de Agrupamento de carreira indicados pelo Comandante, 12

13 sendo considerado de livre nomeação e exoneração do Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri. 3º O servidor eleito pela corporação que tenha sido escolhido pelo Chefe do Executivo Municipal dentre os três Inspetores de Agrupamento mais votados assumirá a função de Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri, por um período de 02 (dois) anos, podendo ser reeleito por igual período desde que este seja submetido à nova eleição interna. 4º Após o término do tempo determinado na função de Subcomandante ou Comandante Geral o servidor será reconduzido ao seu cargo de carreira, podendo ser destituído do cargo de Comandante Geral a qualquer época por conveniência e/ou oportunidade do Chefe do Executivo Municipal. FASE DE IMPLANTAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA Art. 22. Na fase de implantação do referido plano de carreira, os Guardas Civis Municipais CE Classe Especial e Guardas Civis Municipais 1ª Classe poderão participar do concurso interno para os cargos de CD Classe Distinta, Inspetor e Inspetor de Agrupamento, independentemente do grau de escolaridade do servidor e dispensando-se nesta fase de implantação a exigência de tempo mínimo de serviço no cargo anterior. Art. 23. Na fase de implantação do referido plano de carreira, os Guardas Civis Municipais 2ª Classe poderão participar do concurso interno para os cargos de CD Classe Distinta e Inspetor, independentemente do grau de escolaridade do servidor e dispensando-se nesta fase de implantação a exigência de tempo mínimo de serviço no cargo anterior. 1º As provas do concurso interno para os cargos de CD Classe Distinta, Inspetor e Inspetor de Agrupamento deverão ser aplicadas em datas distintas. 13

14 2º Após os cursos de formação todos os profissionais concursados internamente deverão se adequar a esta Lei Complementar, a ser regulamentada por ato do poder Executivo Municipal. 3º Ao final do curso de formação para o cargo, a nota do teste de Aptidão física (TAF) e/ou a nota em matéria específica por departamento servirá como base para qualificar ou não o agente para assumir uma determinada vaga, tendo em vista as especificidades dos cargos a serem providos. 4º A escolha das vagas seguirão rigorosamente a ordem de classificação no curso de formação para o cargo. Art. 24. Na fase de implantação do referido plano de carreira todos os Guardas Civis Municipais Inspetores de Agrupamento de Carreira poderão participar da eleição interna para a função de Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri, desde que comprovem: I - Pelo menos 03 (três) anos de efetivo exercício na Guarda Civil Municipal de Barueri ou em órgãos da Secretaria dos Assuntos de Segurança; II - Possuir diploma ou certificado de conclusão de ensino superior em qualquer área, aprovado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Parágrafo único. O Comandante Geral nomeado pelo Chefe do Executivo Municipal dentre os três Inspetores de Agrupamento de carreira mais votados pela corporação deverá escolher os Sub Comandantes Operacional e Administrativo dentre os Inspetores de carreira. Art. 25. O concurso interno terá a validade de 02 (dois) anos a contar da data de sua homologação. Art. 26. Nos casos de vacância de cargos, em que não haja candidato apto para o 14

15 acesso em virtude de ter-se expirado o prazo de validade do último concurso interno, o Centro de Formação e Ensino realizará novo concurso de acesso. Art. 27. A partir de 30 (trinta) dias da homologação de cada concurso interno de acesso, a Administração ficará responsável pela divulgação do início do curso de formação e das próximas etapas do processo. Art. 28. Todos os resultados dos concursos de ingresso, dos concursos internos de acesso e dos cursos de formação serão publicados no órgão oficial de divulgação do Município. DO CENTRO DE FORMAÇÃO E ENSINO Art. 29. Fica criado o Centro de Formação e Ensino da Guarda Civil Municipal de Barueri, instituto vinculado ao Departamento de Gestão de Pessoas, da Secretaria dos Assuntos de Segurança destinado a promover cursos de formação de ingresso, acesso na carreira, especialização e requalificação profissional, a ser regulamentado por Decreto. Art. 30. O Centro de Formação e Ensino irá promover pesquisas, para a formação educacional da Guarda Civil Municipal e executará o controle e avaliação do processo e metodologia pedagógica de formação. Art. 31. As cargas horárias, mínimas, dos cursos de ingresso e aperfeiçoamento na carreira, exceto o acesso as funções de Subcomandante e Comandante Geral ficam estabelecidas da seguinte forma: I - Formação de Ingresso: 960 (novecentos e sessenta) horas/aula 06(seis) meses - obrigatório; II Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) para 3ª Classe: 80 (oitenta) horas/aula 02 (duas) semanas; 15

16 III - Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) para 2ª Classe: 80 (oitenta) horas/aula 02 (duas) semanas; IV - Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) para 1ª Classe: 80 (oitenta) horas/aula 02 (duas) semanas; V - Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) para CE - Classe Especial: 80 (oitenta) horas/aula 02 (duas) semanas; VI - Acesso para CD Classe Distinta: 250 (duzentos e cinquenta) horas/aula 01 (um) mês e meio; VII - Acesso para Inspetor: 250 (duzentos e cinquenta) horas/aula 01 (um) mês e meio; VIII - Acesso para Inspetor de Agrupamento: 250 (duzentos e cinquenta) horas/aula 01 (um) mês e meio. Art. 32. O Município de Barueri poderá manter convênios com outras instituições públicas ou privadas que possam auxiliar o Centro de Formação e Ensino na realização dos cursos e concursos tratados nesta Lei Complementar. DA JORNADA DE TRABALHO Art. 33. A jornada de trabalho do Guarda Civil Municipal será a fixada no Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Barueri de acordo com Artigo 18 da Lei Complementar Nº 277, de 07 de Outubro de DA ACOMODAÇÃO DOS ATUAIS TITULARES DE CARGOS EFETIVOS, COMISSIONADOS E DE CARGOS DE CONFIANÇA. Art. 34. As disposições estabelecidas nesta Lei Complementar alcançarão os Guardas Civis Municipais na ativa e todos que se encontram regularmente afastados, observado o que dispõe o Artigo 114 da Lei Complementar 277, de 07 de Outubro de 2011 (Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Barueri). 16

17 Parágrafo único. Os atuais Guardas Civis Municipais ficam automaticamente enquadrados nos cargos de Guarda Civil Municipal CE Classe Especial; Guarda Civil Municipal 1ª Classe; Guarda Civil Municipal 2ª Classe, Guarda Civil Municipal 3ª Classe ou Guarda Civil Municipal 4ª Classe de acordo com o tempo de serviço na Guarda Civil Municipal de Barueri, conforme tabela abaixo: Tempo de serviço De 0 a 03 anos (Probatório) De 03 anos e um dia a 08 anos De 08 anos e um dia a 13 anos De 13 anos e um dia a 18 anos De 18 anos em diante DENOMINAÇÃO Guarda Civil Municipal 4ª Classe Guarda Civil Municipal 3ª Classe Guarda Civil Municipal 2ª Classe Guarda Civil Municipal 1ª Classe Guarda Civil Municipal CE - Classe Especial DOS VENCIMENTOS Art. 35. As escalas de vencimentos de todos os cargos criados nesta Lei Complementar, compreendendo as referências e os valores passam a obedecer ao constante do anexo II, Tabela de Vencimentos, que integra esta Lei Complementar. DAS PROVAS E AVALIAÇÕES Art. 36. As provas e avaliações serão aplicadas e acompanhadas diretamente pelo Centro de Formação e Ensino da Guarda Civil Municipal de Barueri. Art. 37. O Centro de Formação e Ensino da Guarda Civil Municipal de Barueri em conjunto com a Secretaria dos Assuntos de Segurança divulgarão em tempo hábil o edital contendo todas as informações necessárias para a realização dos certames. DA APOSENTADORIA 17

18 Art. 38. Os Guardas Civis Municipais serão aposentados, de forma voluntária, nos termos do Art. 40 4º, II e III, da Constituição Federal, de acordo com o estabelecido em Lei Complementar, desde que comprovem: I 25 (vinte e cinco) anos de contribuição, contando com pelo menos 15 (quinze) anos de efetivo exercício em cargo, cuja atribuição esteja classificada como atividade de risco ou perigosa nos termos da Norma Regulamentadora 16 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), ou 20 (vinte) anos de efetivo exercício no referido cargo, para mulher. II 30 (trinta) anos de contribuição, contando com pelo menos 20 (vinte) anos de efetivo exercício em cargo, cuja atribuição esteja classificada como atividade de risco ou perigosa nos termos da Norma Regulamentadora 16 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), ou 25 (vinte e cinco) anos de efetivo exercício no referido cargo, para homem. Parágrafo único. O limite máximo de idade para permanência do servidor na atividade de Guarda Civil Municipal é de 60 (sessenta) anos. DISPOSIÇÕES COMUNS Art. 39. No prazo de até 90 (noventa) dias a contar da promulgação desta Lei Complementar será realizado concurso interno de acesso para os cargos do nível II da carreira de Guarda Civil Municipal. Art. 40. Enquanto não for provida a função de Comandante Geral e Sub - Comandante por Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento de carreira, esta será exercida por profissional indicado pelo Chefe do Executivo Municipal para exercer a função até que se realize o processo interno para o preenchimento das respectivas funções, que não deverá ser superior a 30 (trinta) dias, a contar da data da posse dos Inspetores de Agrupamento de carreira. 18

19 Art. 41. Excepcionalmente, até que se realizem os respectivos concursos internos e cursos de formação para acesso aos cargos do nível II da carreira de Guarda Civil Municipal, estes serão temporariamente providos por servidores titulares de cargos de provimento originário de Guarda Civil Municipal, escolhido pelo Chefe do Executivo Municipal e ou pelo Comandante Geral da Guarda Civil Municipal. Art. 42. Os servidores, que estiverem em cargos temporários, serão substituídos pelos aprovados em concurso interno e que tenham concluído o curso de formação para o cargo de carreira com bom aproveitamento, seguindo rigorosamente a ordem de classificação dos aprovados no curso de formação de CD Classe Distinta, Inspetor e Inspetor de Agrupamento, retornando o antigo ocupante do cargo a sua posição hierárquica na carreira. Art. 43. As atribuições referentes aos cargos e funções criadas no referido plano de carreira, cargos e salários serão definidas e regulamentadas por ato do Executivo. Art. 44. As funções de diretor de departamento constante do organograma da Secretaria dos Assuntos de Segurança no âmbito da Guarda Civil Municipal deverão ser necessariamente providas por Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento de carreira. Art. 45. As funções de chefe de divisão técnica constante do organograma da Secretaria dos Assuntos de Segurança no âmbito da Guarda Civil Municipal deverão ser necessariamente providos por Guarda Civil Municipal Inspetor de carreira. Art. 46. As funções de chefe de divisão constante do organograma da Secretaria dos Assuntos de Segurança no âmbito da Guarda Civil Municipal deverão ser necessariamente providos por Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta de carreira. 19

20 Art. 47. A partir da publicação desta Lei Complementar ficam extintos os seguintes cargos de livre provimento e exoneração no âmbito da Guarda Civil Municipal de Barueri: Classe Distinta, Supervisor de Pelotão, Inspetor de Pelotão, Comandante, Diretor de Departamento, Chefe de Divisão Técnica e Chefe de Divisão, sendo considerado cargos temporários, até a posse dos servidores de carreira. DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS Art. 48. Fica criada a Divisão Técnica de Música, Divisão subordinada ao Departamento de Administração e Logística da Guarda Civil Municipal de Barueri. Art. 49. O Corpo Musical da Guarda Civil Municipal de Barueri destina-se a realização de audições musicais de caráter oficial, social e beneficente. 1º Entende-se por audições oficiais: as audições realizadas junto a órgãos oficiais nos âmbitos municipal, estadual e federal, tais como: a) Desfiles promovidos por órgãos oficiais; b) Recepção de autoridades municipais, estaduais, federais e/ou estrangeiras com representação diplomática no Brasil; c) Outros tipos de eventos promovidos por órgãos oficiais junto a consulados e/ou embaixadas; d) Eventos promovidos pela Administração Pública Municipal, Estadual e Federal; e) Eventos no âmbito da Guarda Civil Municipal de Barueri. 2º Entende-se por audições de caráter social aquelas realizadas junto à comunidade e/ou entidades que promovam eventos de caráter comunitário e/ou religioso. 3º Entende-se por audições de caráter beneficente aquelas realizadas por solicitação de entidades que promovam eventos de caráter beneficente. 4º Todas as solicitações de serviço do Corpo Musical ficam condicionadas à autorização prévia por escrito do Comandante Geral da Guarda Civil Municipal de Barueri. 20

21 Art. 50. Considerando o fator Sui Generis de suas atividades, bem como pelo seu efetivo, a Divisão Técnica de Música (DTM) será chefiada por 01 (um) Guarda Civil Municipal Inspetor coadjuvado por 01 (um) Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta, sendo eles regentes e músicos respectivamente. 1º Na ausência de Guarda Civil Municipal Inspetor, com a competência necessária dentro da Guarda Civil Municipal, poderá ser indicado profissional qualificado para o cargo de Chefia da Divisão Técnica de Música (DTM), de livre provimento e exoneração do Chefe do Executivo Municipal. 2º Os interessados em concorrer a qualquer cargo na Divisão Técnica de Música (DTM) terão que passar por uma avaliação prática e técnica com o Maestro, para que se aprovado, possa fazer o curso de qualificação para a função escolhida. 3º As competências, funcionalidades, desenvolvimento e demais peculiaridades da Divisão Técnica de Música (DTM) serão definidas e regulamentadas por ato do Chefe do Executivo Municipal. Art. 51. Esta Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação e deverá ser regulamentada em no máximo 90 dias, sendo que a progressão horizontal deverá ser aplicada a partir da publicação desta Lei Complementar. Art. 52. Revoga-se as disposições em contrário. 21

22 ANEXO I - QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA TABELA I - SUBQUADRO DE CARGOS EFETIVOS REFERÊNCIA DENOMINAÇÃO 06 Guarda Civil Municipal 4ª Classe (Probatório) N DE CARGOS 07 Guarda Civil Municipal 3ª Classe 08 Guarda Civil Municipal 2ª Classe 09 Guarda Civil Municipal 1ª Classe Guarda Civil Municipal CE - Classe Especial 12 Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta Guarda Civil Municipal Inspetor Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento Guarda Civil Municipal Sub - Comandante Guarda Civil Municipal Comandante Geral 01 ANEXO II - QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA TABELA I - SUBQUADRO DE CARGOS EFETIVOS REFERÊNCI A DENOMINAÇÃO VALOR 06 Guarda Civil Municipal 4ª Classe (Probatório) R$1.928,59 07 Guarda Civil Municipal 3ª Classe R$2.402,00 08 Guarda Civil Municipal 2ª Classe R$2.681,42 09 Guarda Civil Municipal 1ª Classe R$2.863,07 10 Guarda Civil Municipal CE - Classe Especial R$3.044,00 12 Guarda Civil Municipal CD Classe Distinta R$3.938,34 22

23 13 Guarda Civil Municipal Inspetor R$4.804,21 14 Guarda Civil Municipal Inspetor de Agrupamento R$5.517,50 18 Guarda Civil Municipal Sub - Comandante R$8.281,54 20 Guarda Civil Municipal Comandante Geral R$10.362,15 Barueri, 31 de julho de CARLOS HENRIQUE LIMA DEIVID WANDERSON MAGGIAN HENRIQUE RODRIGUES DE PAULA ISRAEL GONÇALVES DOS SANTOS MESSYAS DE FARIAS JOSÉ JOÃO VALADÃO DE SOUSA ODAIR JOSÉ PIMENTEL PAULO ROGERIO PEREIRA MARTINS RAMON RODRIGUES SOARES REINALDO MONTEIRO DA SILVA 23

24 ROBERTO DE ARAÚJO SILVA 24

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula LEI COMPLEMENTAR Nº 055/2007 Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público do Município de Porciúncula/RJ e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE PORCIÚNCULA, no uso das

Leia mais

Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre:

Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre: Lei n.º 346/2014. Iracema-RR, em 12 de Maio de 2014. Que dispõe sobre: Estabelece o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação Básica do Município de Iracema e dá outras providências.

Leia mais

LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010

LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010 LEI N 1021 DE 30 DE JUNHO DE 2010 Altera a Lei nº 256, de 30 de março de 2000, para aperfeiçoar as regras e procedimentos sobre o Plano de Carreira e Remuneração (PCR) do Grupo Ocupacional do Magistério

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares Cria o Plano de Carreira dos Servidores Técnicos e Administrativos da Polícia Rodoviária Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N.º 3629, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2003. (Com alterações impostas pelas leis n. os 3.636, de 17 de dezembro de 2003; 3.727, de 27 de janeiro de 2005; 3.816, de 27 de dezembro de 2005; 4.048, de 07 de março

Leia mais

Lei nº 2990/1998 Data da Lei 06/23/1998

Lei nº 2990/1998 Data da Lei 06/23/1998 Lei nº 2990/1998 Data da Lei 06/23/1998 Texto da Lei [ Revogado ] LEI Nº 2990, DE 23 DE JUNHO DE 1998. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO QUADRO PERMANENTE DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909

Prefeitura Municipal de Sabará Rua Dom Pedro II, 200 CEP: 34505-000 Sabará MG Fones: (31) 3672-7672 - (31) 3674-2909 LEI COMPLEMENTAR NÚMERO 015, de 10 de novembro de 2011. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Profissionais da Educação Básica do Município de Sabará, estabelece normas de enquadramento,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS OBJETIVOS

LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS OBJETIVOS ESTADO DO CEARÁ Prefeitura Municipal de Farias Brito LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 Dispõe sobre o plano de cargos, salários e carreira dos servidores da Prefeitura Municipal de Farias

Leia mais

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio São Paulo, 05 de fevereiro de 2013 Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio Solicitamos a intercessão de Vossa Excelência no sentido da instituição de um plano de carreira

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei: MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS Súmula: Dispõe sobre a Carreira Técnica Universitária das Instituições de Ensino Superior do Estado do Paraná e adota outras providências.

Leia mais

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei 7238 de 30 de Dezembro de 1996 DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA SAÚDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE, ESTABELECE

Leia mais

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014 Concede reajuste remuneratório, altera as leis n os 7.227/96, 8.690/03, 9.240/06, 9.303/07 e 10.202/11, e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 302/05 "DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUSQUE

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUSQUE LEI COMPLEMENTAR nº 146, DE 31 DE AGOSTO DE 2009 Dispõe sobre o Estatuto do Magistério Público Municipal de Brusque. O PREFEITO MUNICIPAL DE BRUSQUE Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono

Leia mais

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras:

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras: PROPOSTA PROJETO DE LEI Autor: Tribunal de Contas Dispõe sobre a reestruturação organizacional dos cargos e carreiras do quadro permanente, a criação de cargos de provimento em comissão e fixa o subsídio

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MESQUITA GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MESQUITA GABINETE DO PREFEITO (*) LEI Nº 416 DE 30 DE JANEIRO DE 2008. Autor: Poder Executivo DISPÕE SOBRE O ESTATUTO E PLANO DE CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE MESQUITA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Lei nº 2203 de 30 de SETEMBRO de 2015

Lei nº 2203 de 30 de SETEMBRO de 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO MUNICÍPIO DE PATY DO ALFERES CÂMARA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES APROVADO 23/09/2015 - SO Presidente Lei nº 2203 de 30 de SETEMBRO de 2015 Dá nova

Leia mais

LEI Nº 3.198 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 3.198 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 3.198 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE PELOTAS, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 265, DE 26 DE JUNHO DE 2014

LEI COMPLEMENTAR Nº 265, DE 26 DE JUNHO DE 2014 LEI COMPLEMENTAR Nº 265, DE 26 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre a Reorganização do plano de carreiras do SANTAFÉPREV Instituto Municipal de Previdência Social e dá outras providências correlatas. Armando

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências CAPÍTULO I DA CARREIRA Art. 1. Carreira Assistência à Educação

Leia mais

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2.581/2009 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE CAETÉ. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 581/2007

PROJETO DE LEI Nº 581/2007 1 PUBLICADO DOC 09/02/2008, PÁG. 85 EMENDA Nº 01 AO PROJETO DE LEI Nº 581/2007 Altera-se redação do artigo 2º como segue Art. 2º. Ficam instituídas as carreiras dos servidores de nível superior da Prefeitura

Leia mais

Encontro de Integração dos Servidores da Educação

Encontro de Integração dos Servidores da Educação Diretoria de Administração Escolar CARREIRA DOS SERVIDORES DO QUADRO DO MAGISTÉRIO Encontro de Integração dos Servidores da Educação 26 de Março de 2014 LEGISLAÇÃO Lei nº 2.517/86 Estatuto do Magistério

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul,

LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. Dispõe sobre o Plano de Carreira do Magistério Público Municipal. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA LEI Nº. 209/12, DE 04 DE ABRIL DE 2012. INSTITUI O PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO LEI Nº 2264, DE 29 DE ABRIL DE 2004.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO LEI Nº 2264, DE 29 DE ABRIL DE 2004. LEI Nº 2264, DE 29 DE ABRIL DE 2004. Institui o Plano de Carreira do Magistério Público Municipal e dá outras providências. Grande do Sul. O PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA, Estado do Rio FAÇO SABER

Leia mais

LEI Nº 321 DE 31 DE DEZEMBRO DE 2001 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI Nº 321 DE 31 DE DEZEMBRO DE 2001 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 321 DE 31 DE DEZEMBRO DE 2001 Dispõe sobre o Plano de Carreira, Remuneração e Valorização do Magistério Público Estadual e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA, no uso de suas

Leia mais

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5 SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 L E I N 8.037, DE 5 DE SETEMBRO DE 2014 Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Pará e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ 1 LEI Nº 2.879, DE 03 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre a estruturação do Plano de Cargos e Salários dos Servidores do Município de Arapongas, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAPONGAS, ESTADO

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL N. 27/99 De 12 de Novembro de 1999 Aprova o Plano de Cargos dos Servidores do Poder Executivo Municipal e contém providências

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I Lei Complementar nº 182, de 07 de dezembro de 2000. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Funções e Vencimentos e institui o Quadro e Plano de Carreira dos Servidores dos Serviços Auxiliares de apoio administrativo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL N.

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL N. PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL N.º 68/2006 O Município de Vitória, por intermédio da Secretaria de Administração,

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO Matéria Artigos Título I - Das Disposições Preliminares 2. Título II - Da Carreira do Magistério 2.1 2.2 2.2.1. 2.2.2. 2.2.3.

ÍNDICE SISTEMÁTICO  Matéria Artigos Título I - Das Disposições Preliminares 2. Título II - Da Carreira do Magistério 2.1 2.2 2.2.1. 2.2.2. 2.2.3. 1 ÍNDICE SISTEMÁTICO Matéria Artigos 1. Título I - Das Disposições Preliminares 1º ao 3º 2. Título II - Da Carreira do Magistério 2.1. Capítulo I - Dos Princípios Básicos 4º 2.2. Capítulo II - As Estrutura

Leia mais

LEI Nº 1.939/ 2004 CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI Nº 1.939/ 2004 CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 1.939/ 2004 EMENTA: Institui o Plano de Cargos Carreira e Remuneração do Grupo Ocupacional do Magistério de Goiana e revogada a Lei nº 1.817/98. O PREFEITO DO MUNICIPIO DE GOIANA, ESTADO D PERNAMBUCO,

Leia mais

Lei Municipal nº 436/2008, de 04 de março de 2008. SÚMULA CRIA A GUARDA MUNICIPAL DE CARLINDA/MT E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Lei Municipal nº 436/2008, de 04 de março de 2008. SÚMULA CRIA A GUARDA MUNICIPAL DE CARLINDA/MT E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Lei Municipal nº 436/2008, de 04 de março de 2008. SÚMULA CRIA A GUARDA MUNICIPAL DE CARLINDA/MT E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL DE CARLINDA, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições

Leia mais

PLANO DE CARREIRA MAGISTÉRIO RESPECTIVO QUADRO CARGOS

PLANO DE CARREIRA MAGISTÉRIO RESPECTIVO QUADRO CARGOS PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO E RESPECTIVO QUADRO DE CARGOS ÍNDICE SISTEMÁTICO Matéria artigos Título I - Disposições preliminares... 1º e 2º Título II - Da carreira do Magistério Capítulo I - Dos princípios

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em / / PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS LEI Nº 1529, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Cria os cargos públicos de Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate às Endemias e institui o Plano

Leia mais

DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008

DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008 DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008 Dispõe sobre o afastamento para estudo, congressos, seminários ou reuniões similares de servidor e empregado da Administração Pública Distrital

Leia mais

PLANO DE CARREIRA: uma conquista dos profissionais da educação

PLANO DE CARREIRA: uma conquista dos profissionais da educação PLANO DE CARREIRA: uma conquista dos profissionais da educação 2ª edição [Lei 6.839/2011] - julho/2013 PLANO DE CARREIRA: UMA CONQUISTA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO É com muita alegria que apresentamos

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 3.746, DE 4 DE ABRIL DE 2008. Faço saber que a Câmara Municipal de Teresina aprovou e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

LEI COMPLEMENTAR Nº 3.746, DE 4 DE ABRIL DE 2008. Faço saber que a Câmara Municipal de Teresina aprovou e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR Nº 3.746, DE 4 DE ABRIL DE 2008. Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Salários para os servidores públicos efetivos, integrantes dos Grupos Funcionais Básico, Médio e Superior do Município

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA:

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. Altera a Lei Municipal nº 2101 de 02/09/2004 e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: Art. 1º Fica alterado o art. 6º da Lei Complementar

Leia mais

Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI

Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI Cria, transforma e extingue cargos e funções, reestrutura cargos e carreiras, altera a remuneração de servidores, altera a remuneração de militares de

Leia mais

Plano de Empregos, Carreiras e Salários - PECS

Plano de Empregos, Carreiras e Salários - PECS Ata de aprovação de alteração 395ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da CODATA Realizada em 10 de fevereiro de 2011 Resolução do Conselho de Administração nº 01/2011 - PECS MARÇO/2005 JULHO/2012

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 PROJETOS DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 2011 Mensagem nº 41/2011, do Senhor Governador do

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.697-C DE 2009 Dispõe sobre as carreiras dos servidores do Ministério Público da União e as carreiras dos servidores do Conselho Nacional do Ministério Público; fixa valores

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE DEFINIÇÕES CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE Cód.: CNP Nº: - Versão: 02 Data: 22/02/2016 Concurso público Processo de seleção de natureza competitiva, aberto ao público geral, para provimento de cargo

Leia mais

LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008

LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008 LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008 Reestrutura o Plano de Carreira e Vencimentos do Magistério Público do Ensino Fundamental e Médio do Estado da Bahia, na forma que indica, e dá outras providências.

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012 Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012 LEI Nº 892 DE 25 DE JANEIRO DE 2013 Dispõe sobre a criação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações dos Servidores da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.871, DE 20 DE MAIO DE 2004. Conversão da MPv nº 155, de 2003 Texto compilado Dispõe sobre a criação de carreiras e organização

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DOCENTE

PLANO DE CARREIRA DOCENTE PLANO DE CARREIRA DOCENTE 2013 1 ÍNDICE CAPÍTULO I Do Regulamento 03 CAPÍTULO II Das Atribuições do Magistério no Ensino Superior 03 CAPÍTULO III Do Corpo Docente 04 CAPÍTULO IV Da Organização do Quadro

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. Fixa os critérios e procedimentos para a realização de concursos públicos de provas e títulos, destinados ao provimento dos cargos efetivos do

Leia mais

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008;

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008; Dispõe sobre os critérios e valores para pagamento de Gratificações por Encargo de Cursos ou Concursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS). A COORDENADORA-GERAL

Leia mais

LEI 20227 de 11/06/2012

LEI 20227 de 11/06/2012 LEI 20227 de 11/06/2012 Modifica a Lei n 13.770, de 6 de dezembro de 2000, que altera o plano de carreira dos servidores efetivos do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, institui o Adicional de

Leia mais

Minuta do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério de Vila Velha

Minuta do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério de Vila Velha Minuta do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério de Vila Velha PROPOSTA DE SUBSTITUIÇÃO DA LEI N.º 3.964/02 Institui o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do magistério Público do Município

Leia mais

SINTE/SC - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO NA REDE PÚBLICA DO ENSINO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SINTE/SC - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO NA REDE PÚBLICA DO ENSINO DO ESTADO DE SANTA CATARINA OFÍCIO Nº. 00113/13/DEPTO. JURÍDICO FLORIANÓPOLIS, 14 DE MAIO DE 2013. DO: DEPARTAMENTO JURÍDICO PARA: DIRETORIA EXECUTIVA DO SINTE/SC ASSUNTO: PROFESSORES ACT S DAS SALAS DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL E INFORMÁTICA

Leia mais

DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. 1 LEI N. º 1.613/2004 Em 21 de maio de 2004 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE JEQUIÉ, : Faço

Leia mais

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte LEI COMPLEMENTAR Nº 669 Institui a modalidade de remuneração por subsídio e o Plano de Carreira para os servidores ocupantes dos cargos de Músico de Orquestra Nível Superior, Músico A e Músico B e dá outras

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RORAIMA AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS SECRETARIA LEGISLATIVA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RORAIMA AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS SECRETARIA LEGISLATIVA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RORAIMA AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS SECRETARIA LEGISLATIVA Publicado no Diário Oficial nº 1.346 de 05/07/96. LEI COMPLEMENTAR Nº 018 DE 05 DE JULHO DE 1996

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015 ESTABELECE NORMAS PARA SELEÇÃO EM REGIME DE DESIGNAÇÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PARA ATENDIMENTO ÀS NECESSIDADES DE EXCEPCIONAL

Leia mais

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal do Paraná, conforme Portaria n.º 2.590 de 26/09/97, e considerando o disposto no Decreto

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 316/2015 Deputado(a) Enio Bacci CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 316/2015 Deputado(a) Enio Bacci CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, sexta-feira, 21 de agosto de 2015. PRO 1 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 316/2015 Deputado(a) Enio Bacci Dispõe sobre o Plano de Carreira dos Servidores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA LEI Nº 278, DE 17 DE OUTUBRO DE 2014. Altera e insere dispositivos na Lei Municipal nº 016, de 20 de janeiro de 2004, a qual dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração dos Servidores do Magistério

Leia mais

ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este ESTATUTO disciplina a situação jurídica do pessoal do MAGISTÉRIO de 1º e 2º graus, vinculado à Administração Municipal.

Leia mais

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006 Institui o Plano de Carreira da Fundação Zôo-Botânica de Belo Horizonte e dá outras providências. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA POR TÍTULOS - EDITAL Nº 014/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA POR TÍTULOS - EDITAL Nº 014/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA POR TÍTULOS - EDITAL Nº 014/2015 EDUARDO CORRÊA MORRONE, Prefeito Municipal de Santa Vitória do Palmar/RS, através

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso I do 4 do art. 40 da Constituição da República, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar: ( ) LEI COMPLEMENTAR Nº 836, DE 30 DE DEZEMBRO DE 1997 Institui Plano de Carreira, Vencimentos e Salários para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação e dá outras providências

Leia mais

DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR.

DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR. LEI Nº 8722/2014 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SALVADOR. O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, Faço saber que a Câmara

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA A Coordenadoria de Serviços de Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde,

Leia mais

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM.

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. ATIVIDADES DATAS Publicação do Edital 29 de agosto de 2015 Período de inscrições de 31 de agosto a 29 de setembro de 2015 Período de realização

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 31/2014, DE 01 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 31/2014, DE 01 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal do Espírito Santo Conselho Superior Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Município de Niterói Prefeitura Municipal de Niterói Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos Processo Seletivo Simplificado EDITAL 001/2013 O Município de Niterói, através da Secretaria

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013

RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013 RESOLUÇÃO Nº. 066 CONSUPER/2013 Dispõe sobre o Regulamento sobre Movimentação de servidores no âmbito do Instituto Federal Catarinense. O Presidente do do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 272, DE 11 DE JUNHO DE 2007 - D.O. 12.06.07. Autor: Poder Executivo * Fixa o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso, e dá outras providências. (*Revogada pela

Leia mais

Prefeitura Municipal de Rondonópolis Estado de Mato Grosso

Prefeitura Municipal de Rondonópolis Estado de Mato Grosso LEI COMPLEMENTAR N.º/2014, DE...DE... DE2014 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários da Carreira Instrumental dos servidores pertencentes à área meio da Administração do Poder Executivo do Município

Leia mais

LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964

LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964 LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964 Lei do Serviço Militar. TÍTULO III DO RECRUTAMENTO PARA O SERVIÇO MILITAR CAPÍTULO III DA CONVOCAÇÃO Art. 17. A classe convocada será constituída dos brasileiros que

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO

PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA ESPERANÇA PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO 2011 1 Educação, um ato de amor! ÍNDICE POR ARTIGOS TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N 2163/2015 Reformula o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Caixa de Assistência, Previdência e Pensões dos Servidores Públicos Municipais de Porciúncula CAPREM e estabelece normas

Leia mais

Capítulo I DOS OBJETIVOS

Capítulo I DOS OBJETIVOS PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS Capítulo I DOS OBJETIVOS Art.1º - O presente documento tem por objetivo estabelecer uma política de administração de cargos, salários e carreira para os quadros de pessoal da

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 1709/2012 Dispõe sobre o Quadro de Pessoal e o Plano de Cargos e Salários dos Servidores Públicos da Câmara Municipal de Vereadores de Mangueirinha, e dá outras providências. Faço saber, que a Câmara

Leia mais

Reestrutura as Universidades Estaduais da Bahia e dá outras providências

Reestrutura as Universidades Estaduais da Bahia e dá outras providências LEI 7.176/97 DE 10 DE SETEMBRO DE 1997 Reestrutura as Universidades Estaduais da Bahia e dá outras providências O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.707, DE 4 DE ABRIL DE 2006. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA AGÊNCIA DE DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA DE ALAGOAS - ADEAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

DATA ESPECIFICAÇÕES HORÁRIO

DATA ESPECIFICAÇÕES HORÁRIO 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 003/2014 POR PROVA DE TÍTULOS A Secretária Municipal de Educação de Biguaçu, no uso de suas

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO E RESPECTIVO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES

PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO E RESPECTIVO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES Prefeitura Municipal de Santo Cristo - RS PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO E RESPECTIVO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES Lei nº 3.063, de 02.01.2008. ÍNDICE SISTEMÁTICO Matéria Artigos Título I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES......1º

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 36/2012. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: ANEXO VII GRUPO OCUPACIONAL FISCO-CONTÁBIL

PROJETO DE LEI Nº 36/2012. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: ANEXO VII GRUPO OCUPACIONAL FISCO-CONTÁBIL PROJETO DE LEI Nº 36/2012 Altera dispositivos da Lei n o 1.997, de 13 de março de 1996, que Dispõe sobre a reorganização das carreiras funcionais dos servidores públicos da Prefeitura do Município de Foz

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MÁRIO CAMPOS Estado de Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MÁRIO CAMPOS Estado de Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR Nº 31, DE 08 DE MAIO DE 2008. (Antiga Lei complementar 03/2008 - Renumerada pela Lei Complementar 45/2011) (Alterada pela Lei Complementar nº 37/2009 - Antiga Lei complementar 04/2009

Leia mais

Diário Oficial Estado de São Paulo

Diário Oficial Estado de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 227 DOE de 03/12/11 Seção 1 - p.1 LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre o Adicional de Qualificação - AQ, instituído pela Lei n. 11.416, de 15 de dezembro de 2006, no

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010 Dispõe

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015. ÁREA DE ESTUDO REGIME DE TRABALHO VAGAS 1- Biologia 40h 01

EDITAL Nº 01/2015. ÁREA DE ESTUDO REGIME DE TRABALHO VAGAS 1- Biologia 40h 01 EDITAL Nº 01/2015 O DIRETOR GERAL DO CAMPUS ARACRUZ DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO, torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Simplificado,

Leia mais

PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIO DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDESTE

PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIO DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDESTE PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIO DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDESTE CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E OPERACIONALIZAÇÃO Art. 1º - O Plano de Carreira do Pessoal Técnico-Administrativo da Fundeste,

Leia mais

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular.

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular. EDITAL Nº 004/2013 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS E O SECRETARIO MUNICIPAL DE SÁUDE, no uso de suas atribuições legais e com base nos dispositivos de leis municipais vigentes,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA Minuta Lei Municipalização Ensino Fundamental 2009 Estabelece critérios para a municipalização do Ensino Fundamental da rede pública do Estado e a movimentação de servidores e estabelece outras providências.

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 401/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 401/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 401/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal do Paraná, conforme Portaria n.º 2.590 de 26/09/97, e considerando o disposto no Decreto

Leia mais

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias.

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias. DECRETO Nº 1.863, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013 Regulamenta o afastamento do servidor público efetivo para frequentar curso de pós-graduação e estabelece outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA

Leia mais

PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART. 26) DO ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO

PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART. 26) DO ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO Poder Judiciário COMISSÃO INTERDISCIPLINAR Portaria nº 201, de 21 de dezembro de 2006 Supremo Tribunal Federal. VERSÃO: 11.01.2007 PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO ITAPECERICA DA SERRA

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO ITAPECERICA DA SERRA Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação por Tempo Determinado CE CTD da Diretoria

Leia mais