CRITÉRIOS DE APLICABILIDADE DAS COTAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRITÉRIOS DE APLICABILIDADE DAS COTAS"

Transcrição

1 CRITÉRIOS DE APLICABILIDADE DAS COTAS TEORIA CUBO E DAS LINHAS VERTICAIS E HORIZONTAIS PRIMEIRO PASSO - DIVISÃO DAS VAGAS NO CUBO Aplica-se os 50% de vagas destinados a alunos oriundos da rede pública 50% Vagas sem cotas 50% Vagas reservadas para cotista Critério Social Ensino Médio em Escolas Públicas Número de alunos formados no ensino médio na rede pública: 88,8% Número de alunos formados no ensino médio na rede particular: 11,2% JUSTIFICATIVA- Artigo primeiro As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão em cada concurso seletivo para ingresso nos cursos de graduação, por curso e turno, no mínimo 50% (cinquenta por cento) de suas vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino em escolas públicas.

2 SEGUNDO PASSO - LINHA VERTICAL - Aplica-se o recorte étnico racial. Fonte: Censo Demográfico 2010/IBGE NEGROS B R A S I L JUSTIFICATIVA- Artigo terceiro Em cada instituição federal de ensino superior, as vagas de que trata o artigo 1 desta lei ( quando lemos os artigo primeiro no caso das cotas étnica deve-se ler o paragrafo único que trata da renda, por isso a aplicabilidade da cota racial vem antes do critério renda na ordem de definição das vagas) serão preenchidas, por curso e turno, por autodeclarados negros (pretos e pardos) e indígenas no mínimo igual a proporção da unidade de federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo do IBGE. As vagas não preenchidas vão para os alunos de escolas públicas. Se o número for quebrado, deve-se arredondar para cima: Exemplo : RS 16,1. Sendo 100 vagas para as cotas da rede pública. Então 17 serão para negros. (JUSTIFICATIVA: O texto diz: no mínimo igual a proporção

3 SEGUNDO PASSO - LINHA VERTICAL - Aplica-se o recorte étnico racial. Fonte: Censo Demográfico 2010/IBGE INDIGENAS B R A S I L JUSTIFICATIVA- Artigo terceiro Em cada instituição federal de ensino superior, as vagas de que trata o artigo 1 desta lei ( quando lemos os artigo primeiro no caso das cotas étnica deve-se ler o paragrafo único que trata da renda, por isso a aplicabilidade da cota racial vem antes do critério renda na ordem de definição das vagas) serão preenchidas, por curso e turno, por autodeclarados negros (pretos e pardos) e indígenas no mínimo igual a proporção da unidade de federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo do IBGE. As vagas não preenchidas vão para os alunos de escolas públicas. Se o número for quebrado, deve-se arredondar para cima: Exemplo : Em caso menores do que 1% deve-se garantir ao menos uma vagas para os indígenas.

4 TERCEIRO PASSO - LINHA HORIZONTAL. Metade das vagas dos critérios de etnia e rede pública para alunos com renda per capta de 1,5 salario mínimos. Ou seja, metade das vagas destinadas para alunos negros deverão obedecer o critério renda quando divisíveis. Índio 1 vaga. Não precisa ter renda. EXEMPLO: DOS 16% DAS VAGAS PARA NEGROS DO RIO GRANDE DO SUL. 8% SERÃO PARA NEGROS DA REDE PÚBLICA E 8% PARA NEGROS DA REDE PÚBLICA COM RENDA FAMILIAR DE 1,5 SM Justificativa: No preenchimento das vagas de que trata o caput deste artigo, 50% (cinquenta por cento) deverão ser reservadas aos estudantes oriundos de familias com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capta.

5 VETO Justificativa: Estamos respeitando a autonomia universitária no critério de seleção. No mais, hoje, no Brasil existe o ENEM que é adotado como critério de seleção por inúmeras universidades. Não queremos engessar os métodos de ingresso. AUTONOMIA X SOBERANIA Como constituinte eu votei na autonomia universitária. No entanto, a autonomia não significa soberania o principio descrito na Constituição de 1988, nos objetivos da República, a erradicação da pobreza e da marginalização, e a redução das desigualdades sociais (art 3º, III, da

6 Fonte: Censo Demográfico 2010/IBGE População negra nos estados (percentagem do total da população)

7 Fonte: Censo Demográfico 2010/IBGE População indígena nos estados (percentagem do total da população)

Art. 1º As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão em cada concurso seletivo para ingresso nos

Art. 1º As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão em cada concurso seletivo para ingresso nos Art. 1º As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão em cada concurso seletivo para ingresso nos cursos de graduação, por curso e turno, no mínimo 50% (cinqüenta

Leia mais

AÇÃO AFIRMATIVA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: PASSADO E FUTURO

AÇÃO AFIRMATIVA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: PASSADO E FUTURO Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa AÇÃO AFIRMATIVA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: PASSADO E FUTURO João Feres Júnior IESP-UERJ Veronica Toste Daflon IESP-UERJ Passado A distribuição nacional

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 73, DE 1.999 (DA SRA. NICE LOBÃO)

PROJETO DE LEI N.º 73, DE 1.999 (DA SRA. NICE LOBÃO) PROJETO DE LEI N.º 73, DE 1.999 (DA SRA. NICE LOBÃO) Autor: DEPUTADA NICE LOBÃO Relator:DEPUTADO CARLOS ABICALIL Dispõe dobre o ingresso nas universidades federais e dá outras providências. RELATÓRIO Dispõe

Leia mais

Regulamentação da Lei nº 12.711/2012

Regulamentação da Lei nº 12.711/2012 Regulamentação da Lei nº 12.711/2012 Reservas de nas Instituições Federais de Ensino Decreto nº 7.824, de 11 de outubro de 2012 Portaria Normativa nº 18, de 11 de outubro de 2012 Ministério da Educação

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº. 35/2012 Estabelece sistema de reserva de vagas no Processo Seletivo da UFES para ingresso nos cursos de graduação. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA EDITAL N 026/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA EDITAL N 026/2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA EDITAL N 026/2015 O Diretor-Geral do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da

Leia mais

ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO CONTEXTO DA LEI DE COTAS PARA O ENSINO SUPERIOR (LEI Nº 12.711/12).

ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO CONTEXTO DA LEI DE COTAS PARA O ENSINO SUPERIOR (LEI Nº 12.711/12). ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO CONTEXTO DA LEI DE COTAS PARA O ENSINO SUPERIOR (LEI Nº 12.711/12). Geórgia Dantas Macedo Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) georgiacg@gmail.com INTRODUÇÃO Este

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia -UESB

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia -UESB Dispõe sobre o sistema de reserva de vagas e quotas adicionais no processo seletivo para os cursos de graduação da UESB e dá outras providencias. O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 08/2012-UNIFAP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 08/2012-UNIFAP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 08/2012-UNIFAP O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ, no uso das atribuições que o cargo lhe confere e de acordo

Leia mais

Art. 4º As instituições de que trata o art. 1º terão o prazo de duzentos e quarenta dias para se adaptarem ao disposto nesta Lei.

Art. 4º As instituições de que trata o art. 1º terão o prazo de duzentos e quarenta dias para se adaptarem ao disposto nesta Lei. Reserva de Vagas PROJETO DE LEI 3627-2004 Institui Sistema Especial de Reserva de Vagas para estudantes egressos de escolas públicas, em especial negros e indígenas, nas instituições públicas federais

Leia mais

RESOLUÇÃO 203,DE 23 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO 203,DE 23 DE JUNHO DE 2015 RESOLUÇÃO 203,DE 23 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre a reserva aos negros, no âmbito do Poder Judiciário, de 20% (vinte por cento) das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos efetivos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ COORDENAÇÃO GERAL DO E-TEC/EAJ/UFRN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ COORDENAÇÃO GERAL DO E-TEC/EAJ/UFRN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ COORDENAÇÃO GERAL DO E-TEC/EAJ/UFRN EDITAL Nº 05/2015 do Curso Técnico em Comércio Exterior Vagas remanescentes A Universidade Federal

Leia mais

Balanço da Política de Cotas 2012-2013. Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação

Balanço da Política de Cotas 2012-2013. Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Balanço da Política de Cotas 2012-2013 Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Estabelece que: Lei 12.711, de 29 de Agosto de 2012 No mínimo 50% das vagas das Instituições Federais de Educação

Leia mais

O MULTICULTURALISMO E OS DIREITOS DE COTAS NA EDUCAÇÃO.

O MULTICULTURALISMO E OS DIREITOS DE COTAS NA EDUCAÇÃO. O MULTICULTURALISMO E OS DIREITOS DE COTAS NA EDUCAÇÃO. SANTOS, Gustavo Abrahão Dos 1 A diversidade cultural entre os discentes nas escolas brasileiras é repleta de características sócio econômicas, aos

Leia mais

PORTARIA N.º 188/2015/PROGRAD, DE 15 DE JUNHO DE 2015

PORTARIA N.º 188/2015/PROGRAD, DE 15 DE JUNHO DE 2015 PORTARIA N.º 188/2015/PROGRAD, DE 15 DE JUNHO DE 2015 O Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso se suas atribuições estatutárias, RESOLVE: Art. 1. Estender os efeitos

Leia mais

INCLUSP: situação atual, desafios e novas perspectivas

INCLUSP: situação atual, desafios e novas perspectivas INCLUSP: situação atual, desafios e novas perspectivas INCLUSP (criado em 2006) Público-alvo:» Alunos que tenham cursado o EM em escola pública brasileira Objetivos» Integrar a USP com escolas públicas.»

Leia mais

O Presidente da Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

O Presidente da Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 11/2014 Regulamenta o Concurso Vestibular 2014.2, para ingresso nos cursos de

Leia mais

QUADRO RESUMO. Figura: Fonte UOL. Segundo o IBGE, a soma do percentual de pretos, pardos e indígenas no estado de Minas Gerais é de 53,6%.

QUADRO RESUMO. Figura: Fonte UOL. Segundo o IBGE, a soma do percentual de pretos, pardos e indígenas no estado de Minas Gerais é de 53,6%. O IFMG E A LEI DAS COTAS Atendendo a Lei nº 12.711 de 29/08/2012, o Decreto nº 7.284 de 11/10/2012 e a Portaria Normativa nº 18 MEC de 11/10/2012 o IFMG reservará, no Vestibular e Exame de Seleção 2013/2,

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO ÉTNICO-RACIAL - PIIER DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO ÉTNICO-RACIAL - PIIER DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO ÉTNICO-RACIAL - PIIER DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO RESOLUÇÃO Nº. 200/2004-CONEPE PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO ÉTNICO-RACIAL - PIIER DA A adoção da reserva

Leia mais

capita, que se autodeclararam pretos, pardos e indígenas. estudantes egressos de escola pública, com renda

capita, que se autodeclararam pretos, pardos e indígenas. estudantes egressos de escola pública, com renda ERRATA Nº 01 EDITAL Nº 01/2015 IFPA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE OFERTA DE ENSINO SUBSEQUENTE O Diretor Geral Pró Tempo do Campus

Leia mais

RAÇA E EDUCAÇÃO: PERFIL DOS CANDIDATOS COTISTAS AUTONOMEADOS NEGROS DE ESCOLA PÚBLICA DO PROGRAMA

RAÇA E EDUCAÇÃO: PERFIL DOS CANDIDATOS COTISTAS AUTONOMEADOS NEGROS DE ESCOLA PÚBLICA DO PROGRAMA RAÇA E EDUCAÇÃO: PERFIL DOS CANDIDATOS COTISTAS AUTONOMEADOS NEGROS DE ESCOLA PÚBLICA DO PROGRAMA UFGInclui. BASTOS, Rachel Benta Messias (8ªt. Doutorado FE/UFG;rachelbenta@hotmail.com) RESENDE, Anita

Leia mais

CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas.

CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas. CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas. COMPERVE: É um sistema criado pelo Governo que destina um percentual de vagas para alunos de escola pública. No caso da Escola de Enfermagem

Leia mais

CENSO ESCOLAR EDUCACENSO O ITEM COR/RAÇA NO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA

CENSO ESCOLAR EDUCACENSO O ITEM COR/RAÇA NO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA CENSO ESCOLAR

Leia mais

Orientação e procedimentos para a matrícula inicial dos estudantes classificados no Vestibular UFSC/2014

Orientação e procedimentos para a matrícula inicial dos estudantes classificados no Vestibular UFSC/2014 Pró-Reitoria de Graduação Depto. de Administração Escolar Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 88040-900 Trindade - Florianópolis - Santa Catarina - Brasil www.dae.ufsc.br / +55 (48) 3721-6556 Orientação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL EDILSON PEREIRA NOBRE JÚNIOR

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL EDILSON PEREIRA NOBRE JÚNIOR RELATÓRIO O Exmº. Sr. Desembargador Federal EDILSON PEREIRA NOBRE JÚNIOR (Relator): Cuida-se de apelação interposta pela UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, visando à reforma de sentença que, em assegurando

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL JUNHO 2015 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO MANUAL DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR UFPE 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL/CAA, MODALIDADE

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2014

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2014 A Reitora da Universidade Federal da Bahia, no uso das suas

Leia mais

Sistema de cotas na Uerj - uma análise quantitativa dos dados de ingresso

Sistema de cotas na Uerj - uma análise quantitativa dos dados de ingresso Ano 1, n. 2, 2008 Seção Artigos 03/10/2008 Sistema de cotas na Uerj - uma análise quantitativa dos dados de ingresso Stella Amadei Stella Amadei é psicóloga e Coordenadora Acadêmica do Departamento de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROCESSOS SELETIVOS PROCESSO SELETIVO 1º/ 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROCESSOS SELETIVOS PROCESSO SELETIVO 1º/ 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROCESSOS SELETIVOS PROCESSO SELETIVO 1º/ 2015 EDITAL Nº 199 DIPS/UFLA, de 19 de dezembro de 2014 A Pró-Reitoria de Graduação PRG,

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012

PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre a implementação das reservas de vagas em instituições federais de ensino de que tratam a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, e o Decreto

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre a implementação das reservas de vagas em instituições federais de ensino de que tratam a Lei

Leia mais

O Presidente da Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

O Presidente da Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 06/2015 Regulamenta o Processo Seletivo SiSU 2016, no âmbito da UFCG, para ingresso

Leia mais

42,3% das universidades federais do país têm cotas para negros e índios

42,3% das universidades federais do país têm cotas para negros e índios Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Departamento de Comunicação e Marketing - DECOM Publicado em: www.g1.globo.com, 27/04/2012, 06h25. 42,3% das universidades federais

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua MECANISMOS LEGAIS E INSTITUCIONAIS QUANTO A GÊNERO GENERO Programa Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM) Central de Atendimento à

Leia mais

Pergunta e Respostas mais frequentes

Pergunta e Respostas mais frequentes Pergunta e Respostas mais frequentes Pergunta e Respostas mais frequentes 1. Quais os tipos de bolsas do Prouni na Fapcom? Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa,

Leia mais

2. DOS CURSOS E REQUISITOS DE ACESSO 2.1. 2.1.1. - EAD)

2. DOS CURSOS E REQUISITOS DE ACESSO 2.1. 2.1.1. - EAD) EDITAL Nº 01/2015 - IFAP PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO NÍVEL MÉDIO NA FORMA SUBSEQUENTE NA MODALIDADES A DISTÂNCIA (EAD) /2º SEMESTRE DE 2015 A Coordenação de Polo EAD

Leia mais

INSTRUÇÕES DE MATRÍCULA PARA OS CANDIDATOS APROVADOS E DA LISTA DE ESPERA SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA SiSU - 2º SEMESTRE DE 2015

INSTRUÇÕES DE MATRÍCULA PARA OS CANDIDATOS APROVADOS E DA LISTA DE ESPERA SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA SiSU - 2º SEMESTRE DE 2015 INSTRUÇÕES DE MATRÍCULA PARA OS CANDIDATOS APROVADOS E DA LISTA DE ESPERA SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA SiSU - 2º SEMESTRE DE 2015 VAGAS RESERVADAS - COTAS (CONFORME EDITAL Nº 203 - DIPS/UFLA, de 19/05/2015)

Leia mais

Coordenadoria de Acompanhamento do Programa de Ações Afirmativas

Coordenadoria de Acompanhamento do Programa de Ações Afirmativas Coordenadoria de Acompanhamento do Programa de Ações Afirmativas LEI Nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico

Leia mais

M a n u a l d o P r o U n i 2014 P á g i n a 1

M a n u a l d o P r o U n i 2014 P á g i n a 1 M a n u a l d o P r o U n i 2014 P á g i n a 1 O Programa Universidade para Todos (Prouni) foi criado pelo Governo Federal em 2004 e tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos EDITAL UFU/PROGRAD Nº 02, DE 09 DE JANEIRO DE 2015, PARA O PREENCHIMENTO DAS VAGAS NOS CURSOS QUE EXIGEM CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS PARA INGRESSO NO PRIMEIRO SEMESTRE LETIVO DE 2015. PROCESSO

Leia mais

Processo Seletivo CAp 2016 1º ano

Processo Seletivo CAp 2016 1º ano Edital de convocação A Universidade do Estado do Rio de Janeiro torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos relativos ao processo seletivo, por meio de Sorteio Público, para ingresso

Leia mais

LEVANTAMENTO SOBRE A POLÍTICA DE COTAS NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD/UFMS

LEVANTAMENTO SOBRE A POLÍTICA DE COTAS NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD/UFMS LEVANTAMENTO SOBRE A POLÍTICA DE COTAS NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD/UFMS 5 Educação Superior Karoline dos Reis Macedo 1 Carina Elisabeth Maciel 2 Pôster Resumo: Este texto é parte da pesquisa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. EDITAL COMPLEMENTAR N o 29/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. EDITAL COMPLEMENTAR N o 29/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL COMPLEMENTAR N o 29/2015 CONVOCAÇÃO DE CANDIDATOS INSCRITOS NA LISTA DE ESPERA DO SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA (SiSU) PARA PREENCHIMENTO

Leia mais

EMC 4/2004 CDHM (Emenda Apresentada na Comissão) - Mário Heringer

EMC 4/2004 CDHM (Emenda Apresentada na Comissão) - Mário Heringer Proposição: PL-3627/2004 Autor: Poder Executivo Data de Apresentação: 20/05/2004 Apreciação: Proposição Sujeita à Apreciação Conclusiva pelas Comissões - Art. 24 II Regime de tramitação: Prioridade Apensado(a)

Leia mais

REFORMA UNIVERSITÁRIA

REFORMA UNIVERSITÁRIA Comentários da Profa. Dra. MARIA BEATRIZ LUCE (Coord. Núcleo Política Gestão Educação - UFRGS e membro CNE/ Brasil) Conferência DESAFIOS DA REFORMA DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: ACESSO, EXPANSÃO E RELAÇÕES

Leia mais

VESTIBULAR DE LICENCIATURA EM MÚSICA

VESTIBULAR DE LICENCIATURA EM MÚSICA 1. ABERTURA O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SERTÃO PERNAMBUCANO - IF SERTÃO-PE, no uso de suas atribuições legais, em conformidade com a Lei nº 9.394/96 (LDB), a Portaria

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO 2015 VAGAS REMANESCENTES CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO CAMPUS GLÓRIA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO 2015 VAGAS REMANESCENTES CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO CAMPUS GLÓRIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO 2015 VAGAS REMANESCENTES CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO CAMPUS GLÓRIA EDITAL n.01/daa/proen/ifs, de 08 de janeiro de 2015. O REITOR DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE PROCESSO SELETIVO DISCENTE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE PROCESSO SELETIVO DISCENTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE PROCESSO SELETIVO DISCENTE Processo Seletivo Discente/UNIR 2016 - (Vestibular) Edital nº

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 011/2015-PROGRAD/UFC

PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 011/2015-PROGRAD/UFC PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (COPIC) Curso de Licenciatura em Letras-LIBRAS PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 011/2015-PROGRAD/UFC O Pró-Reitor de

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS INSCRITOS NA LISTA DE ESPERA

CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS INSCRITOS NA LISTA DE ESPERA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PROCESSOS SELETIVOS 2º PROCESSO SELETIVO DE 2011 - SiSU CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS INSCRITOS NA LISTA DE ESPERA CONSULTA

Leia mais

Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ações Afirmativas na UEPG, Fique atento (a)!

Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ações Afirmativas na UEPG, Fique atento (a)! Universidade Estadual de Ponta Grossa Ações Afirmativas na UEPG, Fique atento (a)! 1ª Edição - 2016 EXPEDIENTE Universidade Estadual de Ponta Grossa Reitoria Carlos Luciano Sant Ana Vargas Gisele Alves

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº, DE DE DE 2015.

RECOMENDAÇÃO Nº, DE DE DE 2015. RECOMENDAÇÃO Nº, DE DE DE 2015. Define parâmetros para a atuação dos membros do Ministério Público brasileiro para a correta implementação da política de cotas étnico-raciais em vestibulares e concursos

Leia mais

TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS CONVOCADOS - LISTA DE ESPERA TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS Inscrição ENEM CPF MODALIDADE CONCORRENCIA NOTA CLASSIFICAÇÃO 141014028321 03407635079 Ampla Concorrência 674.79 1 141052430727 02044049082

Leia mais

Cotas vagas destinadas a candidatos negros (Lei nº 12.990/2014)

Cotas vagas destinadas a candidatos negros (Lei nº 12.990/2014) Cotas vagas destinadas a candidatos negros (Lei nº 12.990/2014) De acordo com edital de retificação publicado em 21 de agosto de 2014: 15 DAS VAGAS DESTINADAS ÀS PESSOAS NEGRAS OU PARDAS (PNP) 15.1 Das

Leia mais

Para todos os Candidatos a Cursos Técnicos:

Para todos os Candidatos a Cursos Técnicos: DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A MATRÍCULA Para todos os Candidatos a Cursos Técnicos: No ato da matrícula, o candidato deverá entregar cópia e apresentar o documento original para comprovação dos seguintes

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET CONVOCADOS - LISTA DE ESPERA TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Inscrição ENEM CPF RG MODALIDADE CONCORRENCIA NOTA CLASSIFICAÇÃO 131010703698 00100998089 43494645-x Ampla Concorrência 662.26 1 131026896202

Leia mais

ANEXO I - CURSOS E VAGAS POR CÂMPUS

ANEXO I - CURSOS E VAGAS POR CÂMPUS ANEXO I - CURSOS E VAGAS POR CÂMPUS Categorias dos cotistas: 1 cotista oriundo de família com renda bruta, comprovada, igual ou inferior a 1,5 (um vírgula cinco) salário-mínimo per capita e que não se

Leia mais

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN - TURMA 2016 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN - TURMA 2016 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS - CTC FACULDADE DE TECNOLOGIA - FAT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO - DENP EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV EDITAL PRE Nº 021/2015 Processo Seletivo SiSU 2015.2 A Universidade Federal

Leia mais

Salário-de-benefício

Salário-de-benefício Salário-de-benefício Salário-de-benefício é o valor básico utilizado para o cálculo da renda mensal dos seguintes benefícios previdenciários: aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade, aposentadoria

Leia mais

EDITAL Nº 50, DE 14 DE MARÇO DE 2013. EDITAL DE REINGRESSO E INGRESSO PARA PORTADOR DE DIPLOMA

EDITAL Nº 50, DE 14 DE MARÇO DE 2013. EDITAL DE REINGRESSO E INGRESSO PARA PORTADOR DE DIPLOMA EDITAL Nº 50, DE 14 DE MARÇO DE 2013. EDITAL DE REINGRESSO E INGRESSO PARA PORTADOR DE DIPLOMA A Reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha - IF- Farroupilha, no uso de

Leia mais

PLC 180/08 Cotas Raciais. A mestiçagem unifica os homens divididos pelos mitos raciais, Gilberto Freyre

PLC 180/08 Cotas Raciais. A mestiçagem unifica os homens divididos pelos mitos raciais, Gilberto Freyre PLC 180/08 Cotas Raciais A mestiçagem unifica os homens divididos pelos mitos raciais, Gilberto Freyre Art. 3º Em cada instituição federal de ensino superior, as vagas de que trata o art. 1º desta Lei

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS EDITAL Nº 002/2016

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS EDITAL Nº 002/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS EDITAL Nº 002/2016 A Coordenadora de Registros Acadêmicos da Universidade Federal de

Leia mais

Telefone: (55)37428801

Telefone: (55)37428801 Telefone: (55)37428801 3 - Local de Oferta: CAMPUS DE SILVEIMinistério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema RA MAR de Código: 144917 Endereço: Rua Francisco Guerino, 407 Complemento:

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

Artigo. nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social

Artigo. nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social Artigo nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social Por Cibele Yahn de Andrade Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEPP) da Unicamp. Doutoranda

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO RÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 065, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2015 Estabelece parâmetros para a utilização do

Leia mais

carregando Brasil Governo Federal Ministério da Educação

carregando Brasil Governo Federal Ministério da Educação isu de 22 25/11/2013 11:59 Sisu - Sistema de Seleção Unificada. MEC - Ministério da Educação carregando Brasil Governo Federal Ministério da Educação Termo de Adesão 1 - Dados cadastrais da Instituição

Leia mais

A Autonomia das Universidades Diante da Lei de Cotas RESUMO

A Autonomia das Universidades Diante da Lei de Cotas RESUMO A Autonomia das Universidades Diante da Lei de Cotas Carlos Alexandre Hees Luciane W. B. Hees UNASP /Brasil luciane.hees@ucb.org.br carlos.hees@ucb.org.br RESUMO A Lei nº 12.711/2012, referente às cotas

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014

PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014 1) Como funciona o vestibular da UFPA? PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014 A partir do Processo Seletivo 2014 (PS 2014), a UFPA passa a adotar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como única fase do vestibular.

Leia mais

ALICE PORTUGAL, PCDOB,

ALICE PORTUGAL, PCDOB, ALICE PORTUGAL, PCDOB, Bahia. Saudação aos Prefeitos participantes da IX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Realização de reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Polícia Rodoviária Federal

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL 2º OFÍCIO DE CIDADANIA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL 2º OFÍCIO DE CIDADANIA MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL 2º OFÍCIO DE CIDADANIA A Sua Excelência o Senhor Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão Diretor Geral do Instituto

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial - autorizado pela Portaria SERES/MEC nº 387 de 23/09/2011 - DOU 26/09/2011 p.

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial - autorizado pela Portaria SERES/MEC nº 387 de 23/09/2011 - DOU 26/09/2011 p. FACULDADE FACCENTRO Credenciada pela Portaria SERES/MEC nº 483, de 16/12/2011 D.O.U. de 19/12/2011 EDITAL nº 003, de 01 de novembro de 2012. PROCESSO SELETIVO 2013/1 A Faculdade FACCENTRO, mantida pelo

Leia mais

1 - Documentos para matrícula e para comprovação das políticas de ações afirmativas

1 - Documentos para matrícula e para comprovação das políticas de ações afirmativas 1 - e para comprovação das políticas de ações afirmativas 1.1 - Ampla concorrência: Histórico Escolar do Ensino Médio (original e cópia); 1.2 - Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012: Candidatos com renda

Leia mais

Monitoramento das Ações Afirmativas no Brasil: O que monitorar e Como?

Monitoramento das Ações Afirmativas no Brasil: O que monitorar e Como? Comissão de Ação Afirmativa/UFSC Monitoramento das Ações Afirmativas no Brasil: O que monitorar e Como? Marcelo H. R. Tragtenberg (FSC/UFSC) Rio de Janeiro, 22 de novembro de 2012 O QUE MONITORAR NAS I

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2014

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2014 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2014 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015 A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. RESOLUÇÃO Nº xx/06 I - DAS NORMAS GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. RESOLUÇÃO Nº xx/06 I - DAS NORMAS GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº xx/06 Dispõe sobre as Políticas de Inclusão Social e Ação Afirmativa da UFES. I - DAS NORMAS GERAIS Art. 1º. O Processo Seletivo

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

ANEXO I. DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA BRUTA FAMILIAR MENSAL (cópia)

ANEXO I. DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA BRUTA FAMILIAR MENSAL (cópia) ANEXO I DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA BRUTA FAMILIAR MENSAL (cópia) 1) Declaração de participação na política de cotas, assinada pelo candidato (obrigatório) 2) Termo de responsabilidade, assinada

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXAME DE SELEÇÃO - 2015-2. Edital 006/2015 - PROGRAD

PROCESSO SELETIVO EXAME DE SELEÇÃO - 2015-2. Edital 006/2015 - PROGRAD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PROCESSO SELETIVO EXAME DE SELEÇÃO - 2015-2 Edital 006/2015 - PROGRAD A Pró-Reitoria

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome O Brasil assume o desafio de acabar com a miséria O Brasil assume o desafio de acabar com a

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA EDITAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA EDITAL 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA EDITAL PROCESSO SELETIVO UFBA - SISU 2015 GRADUAÇÃO, MODALIDADE PRESENCIAL, DOS CANDIDATOS SELECIONADOS PELO SISU, COM BASE

Leia mais

UNI-FACEF CENTRO UNIVERSITÁRIO MUNICIPAL DE FRANCA

UNI-FACEF CENTRO UNIVERSITÁRIO MUNICIPAL DE FRANCA EDITAL 001/2016 PROCESSO SELETIVO COM APROVEITAMENTO DO ENEM OU DO HISTÓRICO ESCOLAR DO ENSINO MÉDIO (VAGAS REMANESCENTES) CURSOS DE GRADUAÇÃO UNI-FACEF 2016 O UNI-FACEF CENTRO UNIVERSITÁRIO MUNICIPAL

Leia mais

PROGRAMA FACULDADE PARA TODOS INFORMES URGENTES REGRAS PARA INSRIÇÃO FIES PARA OS CANDIDATOS 2015.2

PROGRAMA FACULDADE PARA TODOS INFORMES URGENTES REGRAS PARA INSRIÇÃO FIES PARA OS CANDIDATOS 2015.2 INFORMES URGENTES REGRAS PARA INSRIÇÃO FIES PARA OS CANDIDATOS 2015.2 Art. 7º As propostas do número de vagas a serem ofertadas no âmbito do processo seletivo do Fies referente ao segundo semestre de 2015,

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2º edição de 2013 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

Manual do Candidato Cursos Superiores

Manual do Candidato Cursos Superiores 1 Manual do Candidato Cursos Superiores I. Antes de realizar sua inscrição, leia este manual com bastante atenção! II. As inscrições só poderão ser realizadas pela internet, acessando o endereço eletrônico

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015 A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, empresa pública federal, criada pelo

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA MATRÍCULA SISUTEC 2013 (Aplica-se a todos os candidatos)

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA MATRÍCULA SISUTEC 2013 (Aplica-se a todos os candidatos) Anexo 03 DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA MATRÍCULA SISUTEC 2013 (Aplica-se a todos os candidatos) a) Certificado de conclusão do Ensino Médio (original e fotocópia legível); b) Histórico Escolar do Ensino Médio

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL DEPARTAMENTO REGIONAL NO AMAZONAS PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 06/20

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL DEPARTAMENTO REGIONAL NO AMAZONAS PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 06/20 1 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL DEPARTAMENTO REGIONAL NO AMAZONAS PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 06/20 2013 1. DO PROGRAMA 1.1. O Programa Senac de Gratuidade,

Leia mais

ANÁLISES E APONTAMENTOS ACERCA DAS RESERVAS DE VAGAS PARA ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS ADOTADAS NO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS IFG

ANÁLISES E APONTAMENTOS ACERCA DAS RESERVAS DE VAGAS PARA ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS ADOTADAS NO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS IFG Processos de Seleção ANÁLISES E APONTAMENTOS ACERCA DAS RESERVAS DE VAGAS PARA ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS ADOTADAS NO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS IFG 2010/2-2011/2 GOIÂNIA JUNHO DE 2012 MEC MINISTÉRIO DA

Leia mais

UERJ, torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos para ingresso no Curso de

UERJ, torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos para ingresso no Curso de UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Centro Biomédico Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes Programa de Pós-graduação em Biociências O Programa de Pós-graduação em Biociências, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

EDITAL Nº. 10/2014-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2014

EDITAL Nº. 10/2014-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE ACESSO DISCENTE

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 213, DE 10 DE SETEMBRO DE 2004.

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 213, DE 10 DE SETEMBRO DE 2004. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 213, DE 10 DE SETEMBRO DE 2004. Institui o Programa Universidade para Todos - PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior, e dá outras

Leia mais

As inscrições só poderão ser realizadas pela internet, por meio do endereço eletrônico cvest.ifpe.edu.br.

As inscrições só poderão ser realizadas pela internet, por meio do endereço eletrônico cvest.ifpe.edu.br. 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO I. Antes de realizar sua inscrição, o candidato deverá ler este manual com bastante atenção.

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS TÉCNICOS 2016/1

EDITAL Nº 04/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS TÉCNICOS 2016/1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CÂMPUS RIO VERDE EDITAL Nº 04/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO

Leia mais

EDITAL COPEPS Nº 11/2014

EDITAL COPEPS Nº 11/2014 EDITAL COPEPS Nº 11/2014 Dispõe sobre o Processo Isolado de Seleção da Universidade Federal de Ouro Preto, para os cursos de graduação na modalidade a Distância, para ingresso no 1º semestre letivo de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA VESTIBULAR PARA CURSOS QUE EXIGEM CERTIFICAÇÃO DE HABILIDADE ESPECÍFICA EDITAL Nº 1 CURSOS HE, DE 8 DE JANEIRO DE 2016

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA VESTIBULAR PARA CURSOS QUE EXIGEM CERTIFICAÇÃO DE HABILIDADE ESPECÍFICA EDITAL Nº 1 CURSOS HE, DE 8 DE JANEIRO DE 2016 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA VESTIBULAR PARA CURSOS QUE EXIGEM CERTIFICAÇÃO DE HABILIDADE ESPECÍFICA EDITAL Nº 1 CURSOS HE, DE 8 DE JANEIRO DE 2016 A Universidade de Brasília (UnB), tendo em vista o disposto

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA SELEÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO 1º SEMESTRE DE 2015 EDITAL Nº 1 UnB VAGAS REMANESCENTES 1/15, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA SELEÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO 1º SEMESTRE DE 2015 EDITAL Nº 1 UnB VAGAS REMANESCENTES 1/15, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015 UNVERSDADE DE BRASÍLA SELEÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO 1º SEMESTRE DE 2015 EDTAL Nº 1 UnB VAGAS REMANESCENTES 1/15, DE 23 DE FEVERERO DE 2015 A UNVERSDADE DE BRASÍLA (UnB), em atendimento aos termos

Leia mais