[Análise de Performance Nova Aplicação (Front-End)]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "[Análise de Performance Nova Aplicação (Front-End)]"

Transcrição

1 Resumo do documento: Este documento tem com objectivo analisar a performance da aplicação Web da ANET, com o auxílio da ferramenta YSLOW, NET PANEL e PAGE SPEED, podendo verificar o que pode ser melhorado. E uso da ferramenta httperf para verificar o desempenho da aplicação. Palavras-Chave: Performance Front-End Histórico de versões: Versão Data Realizado por V1.0 Jennifer Santos V1.1 V1.2

2 Índice 1 Introdução Análise Front- End Análise a aplicação Web da ANET Avaliações para cada regra segundo Steve Sourders Os componentes da página: Estatísticas: Melhoramentos efectuadas Número de pedidos efectuados: Use Content delivery network (CDN) Add Expires headers Put JavaScript at botton Melhoramentos nas regras. De javascripts Antes java-script nota D Anexo: Página 2/71

3 1 Introdução Este documento tem com objectivo a análise do desempenho Front-End da aplicação Web da ANET. Actualmente as páginas Web requerem muitas solicitações http para fazer download de Html, imagens, Javascripts tornando-se crucial, para o engenheiro ter a capacidade de visualizar a interacção http entre o browser e o site. Assim sendo, é necessário usar ferramentas de desenvolvimento Web, analisadores de desempenho de sites e Sniffers, de modo a identificar possíveis erros nos sites e melhorá-los, no que diz respeito à latência e desempenho. Tendo em conta as regras de performance segundo Steve Sourders. Regras essas muito importantes para o estudo de performance Front-End, em que será utilizada a ferramenta YSLOW para efectuar esse estudo. Já a escalabilidade é a capacidade de manter a disponibilidade e o desempenho a medida que a carga aumenta, o estudo efectuado encontra-se descrito no documento testes_escalabilidade.docs. Página 3/71

4 2 Análise Front- End Com o auxílio do plugin do FireFox o YSlow, podemos optimizar a performance Front- End da aplicação, em alguns pontos. Pois essa ferramenta apresenta um conjunto de regras classificadas entre A à F, onde se pode melhorar as regras que apresentam classificações inferiores à A. A análise a aplicação será feita com base seguintes regras: 1. Minimize HTTP Requests 2. Use a Content Delivery Network 3. Add an Expires or a Cache-Control Header 4. Gzip Components 5. Put StyleSheets at the Top 6. Put Scripts at the Bottom 7. Avoid CSS Expressions 8. Make JavaScript and CSS External 9. Reduce DNS Lookups 10. Minify JavaScript and CSS 11. Avoid Redirects 12. Remove Duplicate Scripts 13. Configure ETags 14. Make AJAX Cacheable 15. Use GET for AJAX Requests 16. Reduce the Number of DOM Elements 17. No 404s 18. Reduce Cookie Size 19. Use Cookie-Free Domains for Components 20. Avoid Filters 21. Do Not Scale Images in HTML 22. Make favicon.ico Small and Cacheable As regras acima explicam como se pode optimizar o desempenho do Ajax, CSS, JavaScript, Flash e imagens que estejam incorporadas nas páginas Web. Ajustes que são essências para qualquer boa aplicação Web. Página 4/71

5 2.1 Análise a aplicação Web da ANET Avaliações para cada regra segundo Steve Sourders Após a execução do YSlow, podemos verificar de uma forma geral, que a performance da página da ANET apresenta um nível de desempenho médio, com uma nota C/F. Relativamente as regras têm as seguintes notas: F - para a regra fazer menos Http Request. Verificando que a página tem 14 external JavaScript, 6 external stylesheets e 18 background imagens, sugerindo a combinação os 14 ficheiros externos Javascript num único ficheiro, a mesma sugestão para as folhas de estilo. F- Use Content delivery network (CDN) como podemos ver pela figura abaixo, a página tem 38 componente estático e não tem nenhum CDN, sendo a maioria desses ficheiros de imagem (gif,png), tem alguns ficheiros javascript e alguns ficheiros de folha de estilo. Página 5/71

6 A implementação de conteúdo através de múltiplos servidores dispersos geograficamente ajudará ao utilizador da aplicação a perceber que a pagina estão a carregar mais rapidamente, ou seja com vários servidores distribuídos o tempo de resposta torna-se mais rápido. A - Avoid empty src or href, com uma boa nota A F- Add Expires headers, adicção de cabeçalho expire. Denunciando 38 componentes estáticos sem uma data de expiração longa. Sendo alguns deles apresentados na figura abaixo: Página 6/71

7 A - Compress componets with gzip Podemos verificar que essa regra tem uma classificação óptima, para a aplicação. Esta regra de performance indica que é recomendado que os componentes sejam compactados através da requisição HTTP para que o tempo de resposta seja menor, fazendo com que os componentes sejam carregados mais rapidamente no cliente. A compressão é recomendada para qualquer ficheiro, como HTML, Javascript, CSS, mas não é recomendado para ficheiros do tipo PDF, Imagens, pois essas já se encontram comprimidas e a compactação seria ineficiente e consumiria recursos do servidor desnecessariamente. Página 7/71

8 A - Put CSS at top Esta regra diz que se deve colocar os CSS dentro do HEAD pois o browser pode renderizar o conteúdo com a progressão do carregamento dos componentes. Isso é bom para o utilizador pois ele, terá a percepção de algo esta a acontecer o que não aconteceria, caso contrario o utilizador vê só uma página em branco isso porque alguns dos browser esperam pelo carregamento total da página, para que não tenha que haver reposicionamento de componentes. A classificação dessa regra é A, a página pode demorar carregar devido o CSS no topo mas percepção ao utilizador é bem melhor, pois ao colocar o CSS no topo o utilizador terá a percepção do carregamento da página. F - Put JavaScript at botton. Alguns ficheiros com o javascript no inicio do documento. Pois antes de seguir as regras a maioria dos script eram inline, posteriormente passou-se os script para um ficheiro externo, deixando script directamente no HTML só os específicos a página. Com isso pode-se verificar uma melhoria, pois com scripts externos haverá menor consumo, ou seja se tiver sempre scripts inline, eles terão de ser carregados novamente em todas as paginas abertas da aplicação, o que causa uma perda de performance. Também se temos o script no topo, vai atrasar o tempo de resposta da página, uma vez que não é possível fazer download paralelos de outros componentes enquanto o script está a ser baixado. Sendo necessário mover o script para o fim do documento sempre que possível. B -Avoid CSS expresseion n/a - Make JavaScript and CSS external Página 8/71

9 Esses scripts foram passadas posteriormente para um ficheiro externo por forma melhora a performance e também por forma a teremos a parte client-site do nosso site divida em três ficheiros distintos: HTML, CSS e JS (cada parte responsável pela camada correspondente). Assim, poderemos obter códigos mais organizados e limpos. Ao colocar o javascript e CSS em ficheiros separados, pode-se manter esses ficheiros em cache o que não acontece se colocados inline. O que para além de não poder se poder colocar me cache esses vão ser carregados a cada requisição. Outra desvantagem de colocar os script inline é que aumenta o tamanho do ficheiro e, por consequência o tempo de carregamento desses ficheiros. A- Reduce DNS lookups B-Minify JavaScript and CSS Foi usado a ferramenta smush.it que já vem no YSLOW para reduzir o tamanho dos ficheiros, eliminando os caracteres desnecessários. Melhorias: Página 9/71

10 A - Avoid URL redirects A - Remove duplicate JavaScript and CSS F - Configure entity tags (ETags), é o mecanismo que Web-Servers e Browser usam para validar componentes armazenados em cache. Pode-se excluir o etag, e avaliar os componentes apenas com o cabeçalho last-modify date ou colocar um cabeçalho expire longo, o que diminuiria o número de pedidos http. As restantes das regras foram classificadas com a nota máxima A, o que não será necessário qualquer optimização a essas regras. A - Make AJAX cacheable A - Use GET for AJAX requests A - Reduce the number of DOM elements A - Avoid HTTP 404 (Not Found) error A - Reduce cookie size A - Use cookie-free domains A - Avoid AlphaImageLoader filter A - Do not scale images in HTML A - Make favicon small and cacheable Página 10/71

11 2.1.2 Os componentes da página: Tem um total de 40 componentes Detalhe dos componentes: Página 11/71

12 2.1.3 Estatísticas: O tamanho total da página no empty cache: 163.6kbytes. Pode-se verificar que o tamanho total do Empty cache é bem maior que o tamanho total do Primed cache, o que é normal dado que a maioria dos componentes já se encontravam em cache. É possível também observar que o maior número de componentes do site são CSS images e JavaScript, onde grande parte das CSS image ficam em cache. Para optimizar os ficheiros JavaScript podemos utilizar o ferramenta adicional do YSLOW o Smush.it para reduzir o tamanho dos ficheiros. O que fará uma ligeira redução no tempo de resposta, o que significa um melhor tempo de download. Página 12/71

13 2.2 Melhoramentos efectuadas As regras abaixo são as que apresentam falhas e que podem ser melhoradas, de forma a melhora a performance da aplicação são as seguintes: F- para a regra fazer menos Http Request F- Use Content delivery network (CDN) F- Add Expires headers F - Put JavaScript at botton. B -Avoid CSS expresseion n/a - Make JavaScript and CSS external B-Minify JavaScript and CSS F - Configure entity tags (ETags) Abaixo serão apresentadas os melhoramentos após seguir as sugestões dadas pela ferramenta, usando o http sniffer e à elaboração de uma possível solução: Número de pedidos efectuados: Apresenta uma classificação F, pois a aplicação temos um total de 40 pedidos com um tamanho total na Empty cache de k. Na tabela abaixo é possível observar o impacto de cada componente no download da página Melhorias efectuadas: Forma colocadas as Java Scripts num único ficheiro exterior extra.js, deixando os scripts inline só os específicos da página. Colocar todos os CSS num único Stylesheet; Página 13/71

14 Podemos verificar que um ponto critico da aplicação encontra-se no grande número de imgem, sendo assim a utilização da cache um boa politica para o seu melhoramento Use Content delivery network (CDN) Com uma classificação F. O ferramenta aconselha que deve-se utilizar o CDN, pelo facto de existir 39 componentes estáticos que não se encontram em CDN, o que torna o carregamento da página mais lento. Pois com a implementação de conteúdos através de múltiplos servidores dispersos geograficamente seria mais rápido o tempo de resposta, mas não será necessário uma vez que a aplicação será usada apenas em Portugal Add Expires headers Com uma classificação F. Tem 39 componentes estáticos, sem um data expiração "far-futuro" como podemos verificar na figura abaixo. Esses componente não vão sofrer alterações tão cedo, sendo a pólitica para o seu melhoramento foi atribuir uma data de expiração de 1 mês, tornando de forma a evitar os constantes acessos para verificações desnecessários. O servidor usa o Expires hears para informar o cliente Web que pode usar a cópia actual de um componente ate o específico specified time. Página 14/71

15 Configurações efectuadas no apache O ficheiro httpd.conf foi acrescentado: LoadModule expires_module /usr/lib/apache2/modules/mod_expires.so LoadModule deflate_module /usr/lib/apache2/modules/mod_deflate.so LoadModule headers_module /usr/lib/apache2/modules/mod_headers.so LoadModule filter_module /usr/lib/apache2/modules/mod_filter.so Remover as ETAGS FileETag None Header Expires <IfModule mod_expires.c> ExpiresActive on Página 15/71

16 Perhaps better to whitelist expires rules? Perhaps. ExpiresDefault "access plus 1 month" cache.appcache needs re-requests in FF 3.6 (thx Remy ~Introducing HTML5) ExpiresByType text/cache-manifest "access plus 0 seconds" your document html ExpiresByType text/html "access plus 0 seconds" data ExpiresByType text/xml ExpiresByType application/xml ExpiresByType application/json "access plus 0 seconds" "access plus 0 seconds" "access plus 0 seconds" rss feed ExpiresByType application/rss+xml "access plus 1 hour" favicon (cannot be renamed) ExpiresByType image/x-icon "access plus 1 week" media: images, video, audio ExpiresByType image/gif ExpiresByType image/png "access plus 1 month" "access plus 1 month" Página 16/71

17 ExpiresByType image/jpg ExpiresByType image/jpeg ExpiresByType video/ogg ExpiresByType audio/ogg ExpiresByType video/mp4 ExpiresByType video/webm "access plus 1 month" "access plus 1 month" "access plus 1 month" "access plus 1 month" "access plus 1 month" "access plus 1 month" htc files (css3pie) ExpiresByType text/x-component "access plus 1 month" webfonts ExpiresByType font/truetype ExpiresByType font/opentype "access plus 1 month" "access plus 1 month" ExpiresByType application/x-font-woff "access plus 1 month" ExpiresByType image/svg+xml "access plus 1 month" ExpiresByType application/vnd.ms-fontobject "access plus 1 month" css and javascript ExpiresByType text/css "access plus 2 months" ExpiresByType application/javascript "access plus 2 months" ExpiresByType text/javascript "access plus 2 months" <IfModule mod_headers.c> Header append Cache-Control "public" </IfModule> Página 17/71

18 </IfModule> <IfModule mod_deflate.c> force deflate for mangled headers developer.yahoo.com/blogs/ydn/posts/2010/12/pushingbeyond-gzipping/ <IfModule mod_setenvif.c> <IfModule mod_headers.c> SetEnvIfNoCase ^(Accept-EncodXng X-cept-Encoding X{15} ~{15} -{15})$ ^((gzip deflate)\s,?\s(gzip deflate)? X{4,13} ~{4,13} -{4,13})$ HAVE_Accept-Encoding RequestHeader append Accept-Encoding "gzip,deflate" env=have_accept-encoding </IfModule> </IfModule> html, txt, css, js, json, xml, htc: <IfModule filter_module> FilterDeclare COMPRESS FilterProvider COMPRESS DEFLATE resp=content-type /text/(html css javascript plain x(ml -component))/ FilterProvider COMPRESS DEFLATE resp=content-type /application/(javascript json xml xjavascript)/ FilterChain COMPRESS FilterProtocol COMPRESS change=yes;byteranges=no </IfModule> <IfModule!mod_filter.c> Legacy versions of Apache Página 18/71

19 AddOutputFilterByType DEFLATE text/html text/plain text/css application/json AddOutputFilterByType DEFLATE text/javascript application/javascript application/xjavascript AddOutputFilterByType DEFLATE text/xml application/xml text/x-component </IfModule> webfonts and svg: <FilesMatch "\.(ttf otf eot svg aspx swf axd)$" > SetOutputFilter DEFLATE </FilesMatch> </IfModule> Resultados obtidos após a configuração: Página 19/71

20 Como podemos ver pelas figuras acima após efectuadas as alterações no ficheiro httpd.conf e reniciado o serviço, é executado o YSLOW e os resultados obtidos são melhores. Sendo que as data foram alteradas e a avaliação da página melhorada. Página 20/71

21 2.2.4 Put JavaScript at botton. Com uma classificação F. Para melhorar essa regra foram passadas todos os scripts para um ficheiro exterior, deixando só os scripts específicas a página. E os plagins foram comprimidos de forma a minimizar as tempo de resposta. Como podemos ver pelas figuras abaixo a evolução das classificações de F para D e posteriormente para A. Ainda mais melhorada. Página 21/71

22 Melhoramentos nas regras. De javascripts Antes java-script nota D Depois de melhorar o javascript seguindo a sugestão: Página 22/71

23 3 Conclusão Após a análise efectuada a aplicação, pode-se verificar que esta apresentava alguns problemas a nível das seguintes regras de performance: F- Número de Http Request F- Use Content delivery network (CDN) F- Add Expires headers F - Put JavaScript at botton. B -Avoid CSS expresseion n/a - Make JavaScript and CSS external B- Minify JavaScript and CSS F - Configure entity tags (ETags) E também a inexistência de cache para a maioria dos ficheiros que não são vão ser alterados após algum tempo. Sendo essas regras melhoradas e criadas configurações no httpd.conf para conseguir guardar os ficheiros em cache, onde foi definido um data de expiração de 1 mês para alguns dos ficheiros. Com isso pode-se verificar que a uma melhoria no carregamento da aplicação. Sendo uma aplicação Web voltada para a parte administrativa não se preocupou muito com os numero de http requeste uma vez que essa deu-se pelo facto de estar a usar muitas imagens na aplicação. Uma forma de melhorar seria com o uso de impas mas tal método não foi implementado pelo facto de ter que estar a Página 23/71

24 reconfigurar a dimensão do imap sempre que se for acrescentar um novo módulo e os seus respectivos sub-menus. No que diz respeito a regra de CDN não foi alterado pelo facto de ser uma aplicação usada somente em Portugal e por ser uma aplicação meramente administrativa. Contudo com o melhoramento das regras e o uso de cache para a aplicação apresentou alguma melhoria em relação ao carregamento dos módulos a apresentar aos utilizadores. 4 Anexo: Ficheiro httpd.conf This is the main Apache server configuration file. It contains the configuration directives that give the server its instructions. See <URL:http://httpd.apache.org/docs/2.2/> for detailed information. Página 24/71

25 In particular, see <URL:http://httpd.apache.org/docs/2.2/mod/directives.html> for a discussion of each configuration directive. Do NOT simply read the instructions in here without understanding what they do. They're here only as hints or reminders. If you are unsure consult the online docs. You have been warned. The configuration directives are grouped into three basic sections: 1. Directives that control the operation of the Apache server process as a whole (the 'global environment'). 2. Directives that define the parameters of the 'main' or 'default' server, which responds to requests that aren't handled by a virtual host. These directives also provide default values for the settings of all virtual hosts. 3. Settings for virtual hosts, which allow Web requests to be sent to different IP addresses or hostnames and have them handled by the same Apache server process. Configuration and logfile names: If the filenames you specify for many of the server's control files begin with "/" (or "drive:/" for Win32), the server will use that explicit path. If the filenames do *not* begin with "/", the value of ServerRoot is prepended -- so "logs/foo.log" Página 25/71

26 with ServerRoot set to "/etc/httpd" will be interpreted by the server as "/etc/httpd/logs/foo.log". Section 1: Global Environment The directives in this section affect the overall operation of Apache, such as the number of concurrent requests it can handle or where it can find its configuration files. Don't give away too much information about all the subcomponents we are running. Comment out this line if you don't mind remote sites finding out what major optional modules you are running ServerTokens OS ServerRoot: The top of the directory tree under which the server's configuration, error, and log files are kept. NOTE! If you intend to place this on an NFS (or otherwise network) mounted filesystem then please read the LockFile documentation (available at <URL:http://httpd.apache.org/docs/2.2/mod/mpm_common.htmllockfile>); Página 26/71

27 you will save yourself a lot of trouble. Do NOT add a slash at the end of the directory path. ServerRoot "/etc/httpd" PidFile: The file in which the server should record its process identification number when it starts. Note the PIDFILE variable in /etc/sysconfig/httpd must be set appropriately if this location is changed. PidFile run/httpd.pid Timeout: The number of seconds before receives and sends time out. Timeout 60 KeepAlive: Whether or not to allow persistent connections (more than one request per connection). Set to "Off" to deactivate. KeepAlive Off Página 27/71

28 MaxKeepAliveRequests: The maximum number of requests to allow during a persistent connection. Set to 0 to allow an unlimited amount. We recommend you leave this number high, for maximum performance. MaxKeepAliveRequests 100 KeepAliveTimeout: Number of seconds to wait for the next request from the same client on the same connection. KeepAliveTimeout 5 Server-Pool Size Regulation (MPM specific) prefork MPM StartServers: number of server processes to start MinSpareServers: minimum number of server processes which are kept spare MaxSpareServers: maximum number of server processes which are kept spare ServerLimit: maximum value for MaxClients for the lifetime of the server MaxClients: maximum number of server processes allowed to start Página 28/71

29 MaxRequestsPerChild: maximum number of requests a server process serves <IfModule prefork.c> StartServers 8 MinSpareServers 5 MaxSpareServers 20 ServerLimit 256 MaxClients 256 MaxRequestsPerChild 4000 </IfModule> worker MPM StartServers: initial number of server processes to start MaxClients: maximum number of simultaneous client connections MinSpareThreads: minimum number of worker threads which are kept spare MaxSpareThreads: maximum number of worker threads which are kept spare ThreadsPerChild: constant number of worker threads in each server process MaxRequestsPerChild: maximum number of requests a server process serves <IfModule worker.c> StartServers 4 MaxClients 300 MinSpareThreads 25 MaxSpareThreads 75 ThreadsPerChild 25 MaxRequestsPerChild 0 Página 29/71

30 </IfModule> Listen: Allows you to bind Apache to specific IP addresses and/or ports, in addition to the default. See also the <VirtualHost> directive. Change this to Listen on specific IP addresses as shown below to prevent Apache from glomming onto all bound IP addresses ( ) Listen :80 Listen 80 Dynamic Shared Object (DSO) Support To be able to use the functionality of a module which was built as a DSO you have to place corresponding `LoadModule' lines at this location so the directives contained in it are actually available _before_ they are used. Statically compiled modules (those listed by `httpd -l') do not need to be loaded here. Example: LoadModule foo_module modules/mod_foo.so Página 30/71

31 LoadModule auth_basic_module modules/mod_auth_basic.so LoadModule auth_digest_module modules/mod_auth_digest.so LoadModule authn_file_module modules/mod_authn_file.so LoadModule authn_alias_module modules/mod_authn_alias.so LoadModule authn_anon_module modules/mod_authn_anon.so LoadModule authn_dbm_module modules/mod_authn_dbm.so LoadModule authn_default_module modules/mod_authn_default.so LoadModule authz_host_module modules/mod_authz_host.so LoadModule authz_user_module modules/mod_authz_user.so LoadModule authz_owner_module modules/mod_authz_owner.so LoadModule authz_groupfile_module modules/mod_authz_groupfile.so LoadModule authz_dbm_module modules/mod_authz_dbm.so LoadModule authz_default_module modules/mod_authz_default.so LoadModule ldap_module modules/mod_ldap.so LoadModule authnz_ldap_module modules/mod_authnz_ldap.so LoadModule include_module modules/mod_include.so LoadModule log_config_module modules/mod_log_config.so LoadModule logio_module modules/mod_logio.so LoadModule env_module modules/mod_env.so LoadModule ext_filter_module modules/mod_ext_filter.so LoadModule mime_magic_module modules/mod_mime_magic.so LoadModule expires_module modules/mod_expires.so LoadModule deflate_module modules/mod_deflate.so Página 31/71

32 LoadModule headers_module modules/mod_headers.so LoadModule filter_module /usr/lib/apache2/modules/mod_filter.so LoadModule usertrack_module modules/mod_usertrack.so LoadModule setenvif_module modules/mod_setenvif.so LoadModule mime_module modules/mod_mime.so LoadModule dav_module modules/mod_dav.so LoadModule status_module modules/mod_status.so LoadModule autoindex_module modules/mod_autoindex.so LoadModule info_module modules/mod_info.so LoadModule dav_fs_module modules/mod_dav_fs.so LoadModule vhost_alias_module modules/mod_vhost_alias.so LoadModule negotiation_module modules/mod_negotiation.so LoadModule dir_module modules/mod_dir.so LoadModule actions_module modules/mod_actions.so LoadModule speling_module modules/mod_speling.so LoadModule userdir_module modules/mod_userdir.so LoadModule alias_module modules/mod_alias.so LoadModule substitute_module modules/mod_substitute.so LoadModule rewrite_module modules/mod_rewrite.so LoadModule proxy_module modules/mod_proxy.so LoadModule proxy_balancer_module modules/mod_proxy_balancer.so LoadModule proxy_ftp_module modules/mod_proxy_ftp.so LoadModule proxy_http_module modules/mod_proxy_http.so LoadModule proxy_ajp_module modules/mod_proxy_ajp.so Página 32/71

33 LoadModule proxy_connect_module modules/mod_proxy_connect.so LoadModule cache_module modules/mod_cache.so LoadModule suexec_module modules/mod_suexec.so LoadModule disk_cache_module modules/mod_disk_cache.so LoadModule cgi_module modules/mod_cgi.so LoadModule version_module modules/mod_version.so The following modules are not loaded by default: LoadModule asis_module modules/mod_asis.so LoadModule authn_dbd_module modules/mod_authn_dbd.so LoadModule cern_meta_module modules/mod_cern_meta.so LoadModule cgid_module modules/mod_cgid.so LoadModule dbd_module modules/mod_dbd.so LoadModule dumpio_module modules/mod_dumpio.so LoadModule filter_module modules/mod_filter.so LoadModule ident_module modules/mod_ident.so LoadModule log_forensic_module modules/mod_log_forensic.so LoadModule unique_id_module modules/mod_unique_id.so Load config files from the config directory "/etc/httpd/conf.d". Página 33/71

34 Include conf.d/*.conf ExtendedStatus controls whether Apache will generate "full" status information (ExtendedStatus On) or just basic information (ExtendedStatus Off) when the "server-status" handler is called. The default is Off. ExtendedStatus On If you wish httpd to run as a different user or group, you must run httpd as root initially and it will switch. User/Group: The name (or number) of the user/group to run httpd as.. On SCO (ODT 3) use "User nouser" and "Group nogroup".. On HPUX you may not be able to use shared memory as nobody, and the suggested workaround is to create a user www and use that user. NOTE that some kernels refuse to setgid(group) or semctl(ipc_set) when the value of (unsigned)group is above 60000; don't use Group -1 on these systems! User apache Group apache Página 34/71

35 Section 2: 'Main' server configuration The directives in this section set up the values used by the 'main' server, which responds to any requests that aren't handled by a <VirtualHost> definition. These values also provide defaults for any <VirtualHost> containers you may define later in the file. All of these directives may appear inside <VirtualHost> containers, in which case these default settings will be overridden for the virtual host being defined. ServerAdmin: Your address, where problems with the server should be ed. This address appears on some server-generated pages, such as error documents. e.g. ServerAdmin ServerName gives the name and port that the server uses to identify itself. This can often be determined automatically, but we recommend you specify it explicitly to prevent problems during startup. Página 35/71

36 If this is not set to valid DNS name for your host, server-generated redirections will not work. See also the UseCanonicalName directive. If your host doesn't have a registered DNS name, enter its IP address here. You will have to access it by its address anyway, and this will make redirections work in a sensible way. ServerName UseCanonicalName: Determines how Apache constructs self-referencing URLs and the SERVER_NAME and SERVER_PORT variables. When set "Off", Apache will use the Hostname and Port supplied by the client. When set "On", Apache will use the value of the ServerName directive. UseCanonicalName Off DocumentRoot: The directory out of which you will serve your documents. By default, all requests are taken from this directory, but symbolic links and aliases may be used to point to other locations. Página 36/71

37 DocumentRoot "/var/www/html" Each directory to which Apache has access can be configured with respect to which services and features are allowed and/or disabled in that directory (and its subdirectories). First, we configure the "default" to be a very restrictive set of features. <Directory /> Options FollowSymLinks AllowOverride None </Directory> Note that from this point forward you must specifically allow particular features to be enabled - so if something's not working as you might expect, make sure that you have specifically enabled it below. This should be changed to whatever you set DocumentRoot to. Página 37/71

38 <Directory "/var/www/html"> Possible values for the Options directive are "None", "All", or any combination of: Indexes Includes FollowSymLinks SymLinksifOwnerMatch ExecCGI MultiViews Note that "MultiViews" must be named *explicitly* --- "Options All" doesn't give it to you. The Options directive is both complicated and important. Please see for more information. Options Indexes FollowSymLinks AllowOverride controls what directives may be placed in.htaccess files. It can be "All", "None", or any combination of the keywords: Options FileInfo AuthConfig Limit AllowOverride None Página 38/71

39 Controls who can get stuff from this server. Order allow,deny Allow from all </Directory> UserDir: The name of the directory that is appended onto a user's home directory if a ~user request is received. The path to the end user account 'public_html' directory must be accessible to the webserver userid. This usually means that ~userid must have permissions of 711, ~userid/public_html must have permissions of 755, and documents contained therein must be world-readable. Otherwise, the client will only receive a "403 Forbidden" message. See also: <IfModule mod_userdir.c> UserDir is disabled by default since it can confirm the presence of a username on the system (depending on home directory Página 39/71

40 permissions). UserDir disabled To enable requests to /~user/ to serve the user's public_html directory, remove the "UserDir disabled" line above, and uncomment the following line instead: UserDir public_html </IfModule> Control access to UserDir directories. The following is an example for a site where these directories are restricted to read-only. <Directory /home/*/public_html> AllowOverride FileInfo AuthConfig Limit Options MultiViews Indexes SymLinksIfOwnerMatch IncludesNoExec <Limit GET POST OPTIONS> Order allow,deny Allow from all </Limit> Página 40/71

Capítulo 3. Os servidores web foram projetados para atender a diversas necessidades do mundo WEB, dentre as quais podemos destacar:

Capítulo 3. Os servidores web foram projetados para atender a diversas necessidades do mundo WEB, dentre as quais podemos destacar: Servidores Web 19 Capítulo 3 Servidores Web Visão Geral Os servidores web foram projetados para atender a diversas necessidades do mundo WEB, dentre as quais podemos destacar: HTTP (o mais comum) Servidor

Leia mais

Breve introdução a User Dir e Senhas no Apache Uma abordagem prática (aka crash course on User Dir and Directory Authentication on Apache)

Breve introdução a User Dir e Senhas no Apache Uma abordagem prática (aka crash course on User Dir and Directory Authentication on Apache) Breve introdução a User Dir e Senhas no Apache Uma abordagem prática (aka crash course on User Dir and Directory Authentication on Apache) Prof. Rossano Pablo Pinto Novembro/2012 - v0.1 Abril/2013 - v0.3

Leia mais

Sistemas Operacionais Livres. Servidor Web Apache

Sistemas Operacionais Livres. Servidor Web Apache Sistemas Operacionais Livres Servidor Web Apache Apache Implementação do protocolo HTTP(80) e HTTPS(443) Arquitetura Client / Server Proviemento de páginas WEB Open Source Servidor Web mais utilizado no

Leia mais

[Análise Performance Antiga Plataforma]

[Análise Performance Antiga Plataforma] Resumo do documento: Este documento tem com objectivo avaliar o desempenho da antiga aplicação de forma a ver o seu comportamento. Palavras-Chave: Performance Histórico de versões: Versão Data Realizado

Leia mais

Capítulo 7. Hyper Text Transfer Protocol (HTTP). Serviço Apache. - Protocolo HTTP - Sessão HTTP - Configuração do serviço Apache

Capítulo 7. Hyper Text Transfer Protocol (HTTP). Serviço Apache. - Protocolo HTTP - Sessão HTTP - Configuração do serviço Apache Capítulo 7 Hyper Text Transfer Protocol (HTTP). Serviço Apache. - Protocolo HTTP - Sessão HTTP - Configuração do serviço Apache Gestão de Redes e Serviços (GRS) Capítulo 7 1/1 Protocolo HTTP Funciona na

Leia mais

Hyper Text Transfer Protocol (HTTP) ADI HTTP 1/18

Hyper Text Transfer Protocol (HTTP) ADI HTTP 1/18 Hyper Text Transfer Protocol (HTTP) ADI HTTP 1/18 Protocolo HTTP Funciona na filosofia cliente-servidor sobre o protocolo TCP na porta 80 Cliente tcp 80 Servidor Web Netscape, iexplorer, opera ( apache,

Leia mais

Instalação e Configuração

Instalação e Configuração Instalação e Configuração INTERNET Variedade de acessos e conteúdos SERVIDOR WEB Segurança, flexibilidade e agilidade É um computador que processa solicitações HTTP (Hyper-Text Transfer Protocol), que

Leia mais

Guia Rápido de Instalação e Configuração do Apache

Guia Rápido de Instalação e Configuração do Apache Guia Rápido de Instalação e Configuração do Apache versão 2.0, Janeiro 2007 por António Manuel Dias ammdias@gmail.com Copyright 2003-2007 António Manuel Dias Este documento pode ser copiado e distribuído

Leia mais

Para o processo de instalação do servidor Apache, deve se executar o seguinte comando, como root.

Para o processo de instalação do servidor Apache, deve se executar o seguinte comando, como root. Apresentação A servidor Web Apache é um dos mais utilizados na atualidade, além de ser um servidor Open Source, é também um dos mais fáceis de se configurar e possui uma extrema eficácia em relação a segurança

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II Prof. Celio Trois portal.redes.ufsm.br/~trois/redes2 Fonte: http://focalinux.cipsga.org.br/guia/avancado/ch-s-apache.htm Servidor HTTP O servidor web é um programa responsável

Leia mais

Instalando servidor Apache

Instalando servidor Apache Instalando servidor Apache Apache é um software livre de código aberto que corre mais de 50% dos servidores web do mundo. Para instalar o apache, abra um terminal e digite o comando: 1- # yum install httpd

Leia mais

Escondendo a versão do Apache www.renatofilizola.com

Escondendo a versão do Apache www.renatofilizola.com Escondendo a versão do Apache www.renatofilizola.com Se você instala seu httpd através dos fontes, você pode alterar seu src/include e editar o httpd.h Localize as linhas: SERVER_BASEPRODUCT SERVER_ BASEREVISION

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

PRO APPS Hosting Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PRO APPS Hosting Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O Pro Apps Hosting O Pro Apps Hosting é um componente da suíte de Professional Appliances destinado a atividade de hospedagem de conteúdo web; para isso, oferece gerenciamento pleno dos principais recursos

Leia mais

5/7/2010. Apresentação. Introdução. Ponto de vista do usuário. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

5/7/2010. Apresentação. Introdução. Ponto de vista do usuário. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Servidor Web Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Servidor Web

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

PRÁTICA APACHE. Prof. Claudio Silva

PRÁTICA APACHE. Prof. Claudio Silva 1) Instalação do Apache yum install httpd chkconfig --level 35 httpd on apachectl start 2)Instalação navegador de linha de comando: yum install elinks elinks 127.0.0.1 3)Pastas de configurações do Apache:

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP 1 MIBs RMON No Linux os arquivos MIB são armazenados no diretório /usr/share/snmp/mibs. Cada arquivo MIB

Leia mais

Tutorial AwStats Indice

Tutorial AwStats Indice Tutorial AwStats Indice Introdução...2 Funcionamento:...3 Pré-Requisitos:...3 Instalação:...4 Configurações:...7 Utilização:...11 Sobre o Autor:...11 Introdução AwStats Como saber se seu site é um sucesso

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP Net-SNMP (http://www.net-snmp.org) é um conjunto de aplicações usado para implementar SNMPv1, SNMPv2 e SNMPv3.

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainmoziware» company www.iportalmais.pt. Manual Jose Lopes

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainmoziware» company www.iportalmais.pt. Manual Jose Lopes IPortalMais: a «brainmoziware» company www.iportalmais.pt FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Microsoft Outlook Doc.: Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17

Leia mais

Apache + Módulo Deflate = Economia de Banda

Apache + Módulo Deflate = Economia de Banda Apache + Módulo Deflate = Economia de Banda Artigo de José Vanol Jr. Aprenda como utilizar o Módulo Deflate (mod_deflate) do Apache 2. Comprima os dados que são transmitidos a partir de seu servidor. Desafogue

Leia mais

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone Laboratório 4 OSPF Backbone Equipamento necessário: Três OmniSwitches Objectivo: Este laboratório tem como objectivo familiarizar os alunos com as configurações RIP em comutadores OmniSwitch. Sintaxe dos

Leia mais

Manual de Instalação. Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL. Versão 2.0

Manual de Instalação. Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL. Versão 2.0 1. Manual de Instalação do Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.0 Manual de Instalação Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.0 MS/SE/DATASUS 1/12 1. Manual de Instalação do

Leia mais

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial Métodos Formais em Engenharia de Software VDMToolTutorial Ana Paiva apaiva@fe.up.pt www.fe.up.pt/~apaiva Agenda Install Start Create a project Write a specification Add a file to a project Check syntax

Leia mais

Utilizando subversion como controle de versão

Utilizando subversion como controle de versão Utilizando subversion como controle de versão Heitor Rapcinski Este documento descreverá a utilização de subversion como ferramenta de controle de versão mostrando as facilidades da sua utilização para

Leia mais

5/10/10. Implementação. Building web Apps. Server vs. client side. How to create dynamic contents?" Client side" Server side"

5/10/10. Implementação. Building web Apps. Server vs. client side. How to create dynamic contents? Client side Server side 5/10/10 Implementação Mestrado em Informática Universidade do Minho! 6! Building web Apps How to create dynamic contents?" Client side" Code runs on the client (browser)" Code runs on a virtual machine

Leia mais

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2.

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2. TeamSpeak PORTUGUES ENGLISH Tutorial de registo num servidor de TeamSpeak Registration tutorial for a TeamSpeak server Feito por [WB ].::B*A*C*O::. membro de [WB ] War*Brothers - Non Dvcor Dvco Made by:

Leia mais

2. Execute o arquivo com o comando a seguir: sudo./alfresco-community-4.2.b-installer-linux-x64.bin

2. Execute o arquivo com o comando a seguir: sudo./alfresco-community-4.2.b-installer-linux-x64.bin Neste tutorial vamos realizar a instalação básica do Alfresco em um Servidor Linux. Usamos para este Tutorial o Alfresco CE 4.2 e Linux Ubuntu 12.10 mais o mesmo pode ser similar em diversos Linux baseasos

Leia mais

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle So that all the available files in the Moodle can be opened without problems, we recommend some software that will have to be installed

Leia mais

MTM00008 - MANUAL DE INSTALAÇÃO DE ADEMPIERE NO LINUX DEBIAN

MTM00008 - MANUAL DE INSTALAÇÃO DE ADEMPIERE NO LINUX DEBIAN Processo de instalação: 1-Adicionar ao arquivo /etc/apt/sources.list os pacotes não livres: deb http://http.us.debian.org/debian/ etch main contrib non-free ou algum outro de sua escolha. 2-Instalar o

Leia mais

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores HTTP HyperText Transport Protocol Introdução ao protocolo HTTP Origem Definido na iniciativa da WWW HTML e HTTP Modelo cliente servidor Protocolo sem

Leia mais

para que Software www.aker.com.br Produto: Página: 6.0 Introdução O Aker Firewall não vem com Configuração do PPPoE Solução

para que Software www.aker.com.br Produto: Página: 6.0 Introdução O Aker Firewall não vem com Configuração do PPPoE Solução 1 de 6 Introdução O não vem com a opção de configuração através do Control Center, para a utilização de discagem/autenticação via PPPoE. Este documento visa demonstrar como é feita a configuração do PPPoE

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Décima segunda aula da preparação LPIC-2 LPI nível 2: Aula 12

Décima segunda aula da preparação LPIC-2 LPI nível 2: Aula 12 Décima segunda aula da preparação LPIC-2 LPI nível 2: Aula 12 TUTORIAL O servidor Apache. Utilização de um certificado de segurança. Conhecimento básico de proxy. por Luciano Siqueira Piotr Lewandowski

Leia mais

Caracterização dos servidores de email

Caracterização dos servidores de email Caracterização dos servidores de email Neste documento é feita a modulação de um servidor de email, com isto pretende-se descrever as principais funcionalidades e características que um servidor de email

Leia mais

Web-Site Front-End Analysis Project #2

Web-Site Front-End Analysis Project #2 Web-Site Front-End Analysis Project #2 Applications for the Internet 2008/2009 Author: Rui Gaspar: 2008103370 Índice 2 Índice 1 Introdução... 5 2 Escolha dos Web-Sites... 6 2.1 www.zerozero.pt... 6 2.2

Leia mais

Programação para Internet I. 1. Servidores web. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I. 1. Servidores web. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 1. Servidores web Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Quando pretendemos aceder a uma página web, utilizamos um browser, independentemente da plataforma de hardware/software,

Leia mais

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user.

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user. Órgão: Ministry of Science, Technology and Innovation Documento: Flow and interaction between users of the system for submitting files to the periodicals RJO - Brazilian Journal of Ornithology Responsável:

Leia mais

UNIPAC UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E COMUNICAÇÃO SOCIAL

UNIPAC UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E COMUNICAÇÃO SOCIAL 1 UNIPAC UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Samuel Sander de Carvalho AUDITORIA DE REDES UTILIZANDO MRTG E SARG

Leia mais

SERVIDOR WEB - APACHE SERVIDOR WEB - APACHE SERVIDOR WEB - APACHE 27/02/2012

SERVIDOR WEB - APACHE SERVIDOR WEB - APACHE SERVIDOR WEB - APACHE 27/02/2012 O servidor Apache é o mais bem sucedido servidor web livre. Foi criado em 1995 por Rob McCool, então funcionário do NCSA (National Center for Supercomputing Applications). Em maio de 2010, o Apache serviu

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

rumo ao HTTP 2.0 o que vem por aí e o que você pode utilizar já com SPDY

rumo ao HTTP 2.0 o que vem por aí e o que você pode utilizar já com SPDY rumo ao HTTP 2.0 o que vem por aí e o que você pode utilizar já com SPDY Luiz Corte Real @srsaude Sérgio Lopes @sergio_caelum m a ç n la to n e review HTTP em 5 slides $ telnet www.caelum.com.br 80 Trying

Leia mais

MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE. manual for management

MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE. manual for management MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE manual for management BACKOFFICE BACKOFFICE Últimas Reservas Latest Bookings 8 7 6 3 2 2 Configurações Configuration - pag. 3 Barcos Boats - pag.8 Pessoal Staff - pag.0 Agentes

Leia mais

Programação para Internet Flávio de Oliveira Silva, M.Sc.

Programação para Internet Flávio de Oliveira Silva, M.Sc. INTERNET Grande conjunto de redes de computadores interligadas pelo mundo. Começou como uma rede interligando Universidades no E.U.A A partir de 1993 a Internet começou a ser explorada comercialmente.

Leia mais

Integração entre o IBM HTTP SERVER, APACHE WEB Server e IBM Websphere Application Server

Integração entre o IBM HTTP SERVER, APACHE WEB Server e IBM Websphere Application Server Integração entre o IBM HTTP SERVER, APACHE WEB Server e IBM Websphere Application Server Índice Resumo sobre este documento... 3 Integrando o IBM HTTP Server com o IBM WebSphere Application Server... 3

Leia mais

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO 3º ANO / 2º SEMESTRE 2014 INFORMÁTICA avumo@up.ac.mz Ambrósio Patricio Vumo Computer Networks & Distribution System Group Descrição do File Transfer Protocol - FTP FTP significa

Leia mais

Instalação Apache + MySQL + PHPMyAdmin CentOS

Instalação Apache + MySQL + PHPMyAdmin CentOS Segue descrição das atividades: Tratamento dos dados gerados pelo Servidor de Web a partir do arquivo de logs. Configuração do Servidor Web para armazenar em um arquivo texto os logs de acesso, conforme

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores LAMP Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br Acrônico para a combinação de Linux, Apache, MySQL e PHP ou Perl ou Python; Recentemente a letra P começou a fazer referência a Perl

Leia mais

NOVO SISTEMA DE CORREIO ELETRONICO PARA OS DOMINIOS ic.uff.br & dcc.ic.uff.br

NOVO SISTEMA DE CORREIO ELETRONICO PARA OS DOMINIOS ic.uff.br & dcc.ic.uff.br NOVO SISTEMA DE CORREIO ELETRONICO PARA OS DOMINIOS ic.uff.br & dcc.ic.uff.br A partir de 28/07/2004 (quarta-feira), ás 17:30 hs estaremos trocando nossos servidores de correio para ambos os domínios ic.uff.br

Leia mais

Sistema de log do Apache

Sistema de log do Apache Sistema de log do Apache O apache é bem flexível na especificação do que será registrado em seus arquivos de log, possibilitando utilizar um arquivo de log único, diversos arquivos de logs registrando

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

User Guide Manual de Utilizador

User Guide Manual de Utilizador 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE User Guide Manual de Utilizador 2014 1Life Simplify it All rights reserved. www.1-life.eu 2 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE ENGLISH USER GUIDE...4 MANUAL DE UTILIZADOR PORTUGUÊS...18

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

CURSO LINUX Módulo Serviços Internet por Celso Kopp Webber

CURSO LINUX Módulo Serviços Internet por Celso Kopp Webber CURSO LINUX por Celso Kopp Webber SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 1 2 INTERNET DAEMON (INETD) 2 2.1 Configurando o inetd 2 2.2 O Arquivo services 4 2.3 Reinicializando o inetd 6 3 FTP ANÔNIMO (ANONYMOUS FTP) 7 3.1

Leia mais

ArcGIS 10.2 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial

ArcGIS 10.2 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial ArcGIS 10.2 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial Este documento descreve os passos necessários para efectuar a activação e instalação da licença de ArcGIS 10.2 Desktop Student Trial. Índice

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

Manual Técnico Sistema Rede das Redes. Ver 1.0

Manual Técnico Sistema Rede das Redes. Ver 1.0 Manual Técnico Sistema Rede das Redes Ver 1.0 Índice REQUISITOS... 4 CONFIGURAÇÕES DO APACHE... 4 CONFIGURAÇÕES DO PHP... 5 CONFIGURAÇÃO DO ARQUIVO DBCONFIG.INI... 6 CONTROLE DE EXIBIÇÃO DE CONTAINERS...

Leia mais

Laboratório 3. Configurando o Serviço DNS

Laboratório 3. Configurando o Serviço DNS Neste laboratório iremos falar sobre o serviço DNS (Domain Name System). O DNS é um sistema de gerenciamento de nomes hierárquico e distríbuido visando resolver nomes de domínio em endereços de rede IP.

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LABORATORIO DE REDE

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LABORATORIO DE REDE FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LABORATORIO DE REDE PROFESSOR: Dinailton Laboratorio De Rede DISCENTES: Helton Klinthon Douglas Silva Dyonathan Rodrigues Laboratório de

Leia mais

SISTEMAS DE LOG NO SERVIDOR APACHE

SISTEMAS DE LOG NO SERVIDOR APACHE FACULDADE SENAC GOIÂNIA-GO SISTEMAS DE LOG NO SERVIDOR APACHE Alunos: Romero Henrique Matheus Santos Douglas Gonçalves 08 de Dezembro de 2014 Introdução Um servidor web é um programa responsável por disponibilizar

Leia mais

Internet ANTES do WWW. Desde 1970 Rede militar Poucos pontos, 95% nos EUA Email, Telnet, FTP

Internet ANTES do WWW. Desde 1970 Rede militar Poucos pontos, 95% nos EUA Email, Telnet, FTP Apache, SSL e JServ Internet ANTES do WWW Desde 1970 Rede militar Poucos pontos, 95% nos EUA Email, Telnet, FTP A virada Tim Berners-Lee (1991) Sistema para encontrar informações Hipertexto HTTP e HTML

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Tipos de Redes. Dois tipos fundamentais de redes

Tipos de Redes. Dois tipos fundamentais de redes Redes de Tipos de Redes Dois tipos fundamentais de redes LAN = Local Area Network Interliga um conjunto de computadores locais, próximos Tecnologias mais típicas: Ethernet / FastEthernet / GigabitEthernet

Leia mais

ArcGIS 10 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial

ArcGIS 10 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial ArcGIS 10 - Instalação e Licenciamento da versão Student Trial Este documento descreve os passos necessários para efectuar a activação e instalação da licença de ArcGIS 10 Desktop Student Trial. Índice

Leia mais

Strings. COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br 2014-II

Strings. COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br 2014-II Strings COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br Introdução Uma estrutura de dados fundamental Crescente Importância Aplicações: Busca do Google Genoma Humano 2 Caracteres Codificação

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES. SERVIÇOS ADICIONAIS: Conceituação, Instalação e Configuração

LABORATÓRIO DE INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES. SERVIÇOS ADICIONAIS: Conceituação, Instalação e Configuração SERVIÇOS ADICIONAIS: Conceituação, Instalação e Configuração POP Post Office Protocol / IMAP = "Internet Mail Access Protocol" Conceituação POP/IMAP é um serviço geralmente disponível em servidores de

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

Instructions. Instruções

Instructions. Instruções Instructions ENGLISH Instruções PORTUGUÊS This document is to help consumers in understanding basic functionality in their own language. Should you have any difficulty using any of the functions please

Leia mais

Tipos de Redes. Redes de Dados. Comunicação em Rede Local. Redes Alargadas. Dois tipos fundamentais de redes

Tipos de Redes. Redes de Dados. Comunicação em Rede Local. Redes Alargadas. Dois tipos fundamentais de redes Tipos de Redes Redes de Sistemas Informáticos I, 2005-2006 Dois tipos fundamentais de redes LAN = Local Area Network Interliga um conjunto de computadores locais, próximos Tecnologias mais típicas: Ethernet

Leia mais

Guia Foca GNU/Linux Capítulo 12 - Apache

Guia Foca GNU/Linux Capítulo 12 - Apache [ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ 7 ] [ 8 ] [ 9 ] [ 10 ] [ 11 ] [ 12 ] [ 13 ] [ 14 ] [ 15 ] [ 16 ] [ 17 ] [ 18 ] [ 19 ] [ 20 ] [ 21 ] [ próximo ] Guia Foca GNU/Linux Capítulo

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

@sergio_caelum sergiolopes.org

@sergio_caelum sergiolopes.org HTTP/2 @sergio_caelum sergiolopes.org review HTTP em 5 slides $ telnet www.caelum.com.br 80 Trying 64.233.171.121... Connected to ghs.googlehosted.com. Escape character is '^]'. GET / HTTP/1.1 Host: www.caelum.com.br

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows

Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows Universidade Federal de Santa Catarina -UFSC Centro Acadêmico de Engenharia de Controle e Automação CAECA Setor de Informática Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Goiânia, 28 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Goiânia, 28 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Goiânia, 28 de novembro de 2014. Nomes: Luis Henrique Oliveira Luciana Carvalho Thiago Pereira Santos Vitor Massaki Y. Yakushiji Profº: Dinailton LABORATORIO DE REDES

Leia mais

Atividade Proposta da Disciplina: Laboratório de Rede de Computadores

Atividade Proposta da Disciplina: Laboratório de Rede de Computadores Atividade Proposta da Disciplina: Laboratório de Rede de Computadores Tratamento dos dados gerados pelo Servidor de Web a partir do arquivo de logs. Configuração do Servidor Web para armazenar em um arquivo

Leia mais

DRIVING BOOK Back Offi ce Front Offi ce Online System

DRIVING BOOK Back Offi ce Front Offi ce Online System DRIVING BOOK Back Office Front Office Online System Front Office 1 2 Start Screen Front Office 1 - Next Activities 2 - Categories - Attention - Find Booking Display upcoming activities to have be- All

Leia mais

Meu site Plone está lento. O que fazer? Fabiano Weimar dos Santos xiru@xiru.org

Meu site Plone está lento. O que fazer? Fabiano Weimar dos Santos xiru@xiru.org Meu site Plone está lento. O que fazer? Fabiano Weimar dos Santos xiru@xiru.org 1 Roteiro Por que o Plone é Lento? Performance Tuning Dicas e Truques 2 Por que o Plone é Lento? Fato: qualquer software

Leia mais

TCP/IP - NÍVEL APLICAÇÃO (utilizador)

TCP/IP - NÍVEL APLICAÇÃO (utilizador) Protocolos de Aplicação (Telnet, FTP, SMTP, POP, HTTP) TCP/IP - NÍVEL APLICAÇÃO (utilizador) TCP UDP ICMP IP ARP Acesso à rede Secção de Redes de Comunicação de Dados Redes de Computadores Correio Electrónico

Leia mais

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space 1 Próximas Actividades Next Activities Visualiza as próximas actividades a ter inicio, com a indicação do tempo restante Displays upcoming activities and indicating the remaining time 2 Categorias Categories

Leia mais

# openssl genrsa 2048 -config /opt/treinamento/openssl.cnf > spkey.key

# openssl genrsa 2048 -config /opt/treinamento/openssl.cnf > spkey.key Roteiro de atividades Gerência de Provedores de Serviços Sessão de Aprendizagem 6: Configuração do Shibboleth Service Provider 2.2 no Linux Tópicos e conceitos Competências técnicas desenvolvidas Tempo

Leia mais

Instalação e Configuração do Servidor HTTPD Apache

Instalação e Configuração do Servidor HTTPD Apache Instalação e Configuração do Servidor HTTPD Apache Aqui iremos utilizar uma distribuição Linux no caso o CentOS, após a instalação do CentOS, iremos para a parte de instalação e configuração do Servidor

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Instalação do cliente VPN Cisco em Linux

Instalação do cliente VPN Cisco em Linux 1 de 5 12/12/2008 12:03 Instalação do cliente VPN Cisco em Linux De SordWiki Tabela de conteúdo 1 Introdução 2 Pré-Requisitos 3 Instalação 4 Utilização Introdução A instalação do cliente de VPN da CISCO

Leia mais

CURSO LINUX Módulo Serviços Internet por Celso Kopp Webber

CURSO LINUX Módulo Serviços Internet por Celso Kopp Webber CURSO LINUX por Celso Kopp Webber SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 1 2 INTERNET DAEMON (INETD) 2 2.1 Configurando o inetd 2 2.2 O Arquivo services 4 2.3 Reinicializando o inetd 5 3 FTP ANÔNIMO (ANONYMOUS FTP) 7 3.1

Leia mais

Office 365 com Cisco Unity Connection 8.6(2) 14 de março de 2013

Office 365 com Cisco Unity Connection 8.6(2) 14 de março de 2013 Sobre o Office 365? Microsoft Office 365 é a mais nova solução da Microsoft baseado nuvem, inclui a suíte de aplicativos de desktop e versões hospedadas de produtos do servidor do Microsoft (Exchange Server),

Leia mais

hdd enclosure caixa externa para disco rígido

hdd enclosure caixa externa para disco rígido hdd enclosure caixa externa para disco rígido USER S GUIDE SPECIFICATONS HDD Support: SATA 2.5 Material: Aluminium and plastics Input connections: SATA HDD Output connections: USB 3.0 (up to 5.0Gbps)

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

11g Wireless Broadband Router (Roteador banda-larga sem fio- Wireless G) Quick Installation Guide

11g Wireless Broadband Router (Roteador banda-larga sem fio- Wireless G) Quick Installation Guide LevelOne WBR-3408 11g Wireless Broadband Router (Roteador banda-larga sem fio- Wireless G) Quick Installation Guide English Português Table of Contents English... 3 Português... 16 2 English Package Contents

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Características... 2 2. Conteúdo da Embalagem... 3 3. Como usar o Receptor de TV Digital... 3 4. Tela de Vídeo... 6 5.Requisitos Mínimos... 6 6. Marcas Compatíveis... 8 INDEX ENGLISH

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil These guides possess a lot information especially advanced tips such as the optimum settings configuration for manualdepsiquiatriainfantil manual

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador

Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador Redatam+ SP WebServer (R+SP WebServer) Instalação e Configuração para o Sistema Operacional Windows REDATAM+SP é um programa computacional

Leia mais

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS Gas Turbine Complete Control ICS-GT control system is an plc-based, integrated solution for gas turbine control and protection. The ICS-GT control system

Leia mais

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de + para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server Click the + sign to add new server details Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor Enter a friendly name for your BI Server Digite um nome amigável para o seu BI Server Enter the

Leia mais

Capítulo Sistemas de Memória Memória Virtual. Ch7b 1

Capítulo Sistemas de Memória Memória Virtual. Ch7b 1 Capítulo Sistemas de Memória Memória Virtual Ch7b Memória Virtual Memória principal funciona como uma cache para o armazenamento secundário (disco) Virtual addresses Physical addresses Address translation

Leia mais

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF ::

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: :: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: [Download] COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF - Are you looking for Como Escolher Uma Escola Idiomas Books? Now, you will

Leia mais