UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO

2 GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRENCHIMENTO DO FORMULÁRIO Com o objetivo de facilitar o preenchimento do formulário para projetos das ações de Extensão e Cultura, a Pró Reitoria elaborou este roteiro explicativo. Todas as ações de extensão e cultura podem ser objeto de um Projeto. Preenchimento do formulário I Identificação da proposta Título: Preencher com o título/nome sob o qual o projeto será reconhecido. Em se tratando de recadastramento o título deverá ser exatamente igual ao projeto original. Cadastro Espaço reservado ao número de cadastro que será preenchido após o registro na Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis. Recadastramento este campo somente deverá ser preenchido em situações de recadastramento e com o número já disponibilizado previamente pelo projeto original. Programa Informar o número de cadastro de programa de extensão da Universidade de Rio Verde. Caráter da ação Preencher em que modalidade é oferecido o Projeto. PROGRAMA, PROJETO, CURSO, EVENTO, PRESTAÇÃO DE SERVIÇO.(Vide informação termos de extensão). Grande área de conhecimento Selecionar uma das áreas abaixo: Ciências Biológicas e Fisiológicas Ciências Agrárias e Veterinárias Ciências Humanas Ciências Exatas e da terra Letras, Artes e Lingüística Engenharias Ciências da saúde Ciências sociais e Aplicadas

3 Área temática O projeto deve ter uma única área temática e pode ter ou não uma secundária. Estas áreas são apresentadas pelo Plano Nacional de Extensão e servem como referência às IES como forma de padronização de linguagem e possibilita a descrição das ações extensionistas de uma forma ampla. Primária Secundária Comunicação Cultura Comunicação Cultura Direitos Humanos Educação Direitos Humanos Educação Meio ambiente Saúde Meio Ambiente Saúde Tecnologia Trabalho Tecnologia Trabalho Unidade/ Órgão responsável Cada projeto geralmente tem uma Unidade/Órgão responsável. Quando se configurar a participação em mais de uma Unidade/Órgão, as demais devem se apresentar como participantes. Parcerias Registrar todas as unidades participantes do projeto. Local de realização É importante para que se registre a presença da Universidade no local do projeto. Público alvo Descrever o público a ser alcançado com as ações do projeto. Ex.: acadêmicos da área da saúde, alunos do nível fundamental da rede pública, técnicos administrativos, etc. Público previsto Informar qual a previsão de público interno e externo. Carga horária É indispensável esse registro para fins de certificação dos participantes. Período de realização É imprescindível uma data, ainda que seja provável. II Resumo Apontar as palavras chaves em número de três, relacionar os objetivos a que se propõe o projeto, descrever a metodologia da ação assim como os possíveis resultados esperados. III Descrição do Projeto Justificativa descrição das principais características e antecedentes do projeto; análise do contexto em que será desenvolvido; possíveis contribuições para o ensino, para a criação e difusão de novos conhecimentos; pressupostos teóricos; referencial metodológico. Objetivos principais objetivos a serem alcançados com o projeto. Metodologia descrever os procedimentos a serem realizados.

4 e Cronograma de execução O cronograma baseia se na descrição de todas as atividades programadas para a ação. Registrar o início término das ações, na ordem de sua apresentação no Projeto. O Cronograma pode ser, mensal, semanal, bimestral, etc. IV Identificação do coordenador do Projeto Preencher os dados do proponente. V Identificação da equipe de trabalho Nome completo dos docentes envolvidos e dos discentes. Registrar a participação de todos os envolvidos (Docentes, Discentes, Técnico Administrativos). VI Recursos Institucionais Especificar materiais da instituição a serem alocados para a realização do Projeto, como sala de aula, retroprojetor, datashow,etc). VII Planejamento financeiro Descrever a estimativa de custos e as fontes concedentes para supri los. (Haverá geração de receita? Como será gerada a receita? Haverá parcerias que colaborem com as despesas? Haverá divulgação do Projeto? De que forma? Cartaz, Folder? Rádio? Mala direta? Out door? Página do site da Universidade de Rio Verde? Haverá geração de produtos (cd room,vídeo,anais, livro?). VIII Certificação Todos os certificados de Projetos de Cursos e de Eventos de Extensão e Cultura são registrados na Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis. A emissão dos certificados ocorrerá de acordo com os critérios adotados pelo Projeto. Serão emitidos certificados somente para os participantes do mesmo. Os nomes listados deverão estar completos, sem abreviaturas, caso contrário, serão devolvidos para correção, o que ocasionará atraso na confecção dos certificados. A certificação deverá ser assinada pelo coordenador do projeto e pela Pró Reitora de Extensão, Cultura e As. Estudantis, podendo ser assinada também pelo diretor da Unidade/Órgão. IX Processo de Avaliação Todos os projetos de extensão e cultura, antes de serem encaminhados à Pró Reitoria, devem ser aprovados e assinados na Unidade Acadêmica pelo diretor e pelo responsável pelo núcleo de extensão da faculdade (se houver). Após deverá ser encaminhado à Pró Reitoria de extensão, Cultura e Assuntos Estudantis para análise e parecer do mesmo.. Relatórios Todos os projetos cadastrados devem apresentar relatório final ( principais itens em Anexo I). O relatório deve ser encaminhado à Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis com prazo de até 15 dias após o seu encerramento. O objetivo do relatório é fornecer dados ao CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR INEP/MEC que deve ser enviado anualmente contendo os dados de todas as Faculdades.

5 Cadastramento do projeto O Projeto nasce de uma ação individual ou coletiva. Para o cadastro é necessário que seja elaborado de acordo com o formulário. A seguir deve se colher as assinaturas dos responsáveis e ser encaminhado à Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis para ser analisado pela Pró Reitoria e posterior cadastro. ANEXO I RELATÓRIO DE AÇÕES DE EXTENSÃO I Identificação 1. Título 2. Registro na PROEXT nº 3. Área temática 4. Unidade acadêmica 5. Carga horária total 6. Período de realização 7. Coordenador(a) 1 Equipe de trabalho (nome, faculdade, tipo de participação) 2 Programação desenvolvida 3 Título da atividade desenvolvida 11 Bairro(s), Comunidade(s) onde se desenvolveram as atividades 4 Clientela atendida (perfil profissional ou ocupacional, faixa etária, escolaridade,

6 etc. da clientela. Ex.: Professores de educação infantil, profissionais da área da saúde, médio, sindicalistas, agricultores, professores leigos da área rural, etc.) Número total da clientela atendida Obs.: anexar lista de participantes com direito a certificados, com nomes completos, legíveis, sem abreviaturas, em ordem alfabética e identificando a participação. II Quanto à execução Especificar de forma detalhada a metodologia utilizada e os procedimentos durante a ação do projeto para que o PROEXT possa realmente fazer uma reflexão sobre a prática de extensão na Universidade de Rio Verde III Resultados obtidos ( incluir neste item, dentre outros, a contribuição à comunidade, as dificuldades encontradas, as sugestões e ou/ recomendações resultantes da implementação das ações de extensão). IV Produção acadêmica a partir da execução (a ação resultou em algum tipo de publicação: periódico, livro editado, relatórios de novas tecnologias, produção de vídeos, exposições, etc). V Datar e assinar (coordenador do projeto/diretor da faculdade/técnico administrativo/outro) ANEXO II Após a realização do projeto e juntamente com o relatório deverá ser preenchido o quadro abaixo para se ter uma avaliação geral dos participantes da ação proposta. AVALIAÇÃO GERAL Faculdad e Total de programas Docentes Da própria Instituição Bolsistas Alunos Alunos Pósgraduação Nãobolsistas Servidor De outras IES ou Órgãos Comunid ade externa

7

PROJETO DE EXTENSÃO. Frequência: ( ) Diária ( ) Semanal ( ) Quinzenal ( ) Mensal ( ) Outra (especificar).

PROJETO DE EXTENSÃO. Frequência: ( ) Diária ( ) Semanal ( ) Quinzenal ( ) Mensal ( ) Outra (especificar). Ano: Semestre: ( ) 1º ( ) 2º Reoferta: Sim ( ) Não( ) Recebido em: / / PROJETO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Título do Projeto/Atividade 1.2. Coordenador: : Curso: Cargo/Titulação: Fax: Telefone: E-mail:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Bairro Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110 DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS

Leia mais

Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação NOTA TÉCNICA Nº 003/2015-PROINP/IFAC

Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação NOTA TÉCNICA Nº 003/2015-PROINP/IFAC NOTA TÉCNICA Nº 003/2015-PROINP/IFAC Este documento orienta sobre a Institucionalização de Projetos de Pesquisa e Projetos de Pós-Graduação no IFAC, a entrega de Relatórios Parciais/Final e as possíveis

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 A Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Comunitária da Universidade Salvador UNIFACS torna público e convoca

Leia mais

LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE

LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE Título: Parcerias do Projeto: A IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO (anexar projeto) I CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO 1 O projeto é de responsabilidade social? ( ) Não ( ) Sim 2 O projeto está vinculado a algum programa?

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO

RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO 1. Identificação e caracterização Título do Projeto Nome do Prof(s) Coordenador(es) do Projeto Centro Laboratório Período Início Término Término previsto

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO Edital nº 16/2014

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO Edital nº 16/2014 PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO Edital nº 16/2014 A Pró-reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, PRPGPE, torna público ao corpo docente do Centro Universitário Franciscano o presente

Leia mais

Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO

Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO 2011 APRESENTAÇÃO A Faculdade Projeção nasceu no ano 2000 tendo como missão promover a formação e desenvolvimento dos novos profissionais, incentivando o aprendizado

Leia mais

EDITAL PROEXT Nº 05, DE 27 DE MAIO DE 2013.

EDITAL PROEXT Nº 05, DE 27 DE MAIO DE 2013. EDITAL PROEXT Nº 05, DE 27 DE MAIO DE 2013. Seleção de Projetos ou Programas para concessão de bolsas do Programa de Bolsa de Extensão da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (PROBEXT-UFCSPA)

Leia mais

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 15/2015 CHAMADA INTERNA PARA REALIZAÇÃO DE SEMANAS ACADÊMICAS

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 15/2015 CHAMADA INTERNA PARA REALIZAÇÃO DE SEMANAS ACADÊMICAS EDITAL DE EXTENSÃO Nº 15/2015 CHAMADA INTERNA PARA REALIZAÇÃO DE SEMANAS ACADÊMICAS A PROEX torna pública a segunda chamada interna de inscrições de propostas para realização de Semanas Acadêmicas, que

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 20.01.005 1/10 1. FINALIDADE Formalizar e disciplinar os procedimentos para a concessão de bolsas de extensão universitária destinadas a discentes da UFTM, oriundas de recursos financeiros da própria instituição.

Leia mais

EDITAL 001/2016 APRESENTAÇÃO. A Fundação Municipal de Educação (FME), considerando o

EDITAL 001/2016 APRESENTAÇÃO. A Fundação Municipal de Educação (FME), considerando o EDITAL 001/2016 EDITAL PARA APOIO A PROJETOS EDUCACIONAIS FORMULADOS POR UNIDADES E/OU PROFISSIONAIS DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, COM O OBJETIVO DE APRIMORAR A QUALIDADE DOS PROCESSOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Leia mais

Universidade de Brasília (UnB) Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) Programa de Iniciação Científica da Universidade de Brasília (ProIC/UnB)

Universidade de Brasília (UnB) Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) Programa de Iniciação Científica da Universidade de Brasília (ProIC/UnB) Edital ProIC-EM/DPP/UnB PIBIC Ensino Médio (CNPq) 2013/2014 1. Preâmbulo O torna público o Edital do Programa Institucional de bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio (IC-EM) 2013-2014 da Universidade

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO 1. DA DEFINIÇÃO a) O Trabalho de Graduação (TG) compreende o estudo de um problema em profundidade, requerendo

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação.

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Graduação Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 4996.7983 gabinete.prograd@ufabc.edu.br

Leia mais

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL PROPeq/UFMT DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES - Maio de 2015 I) OBJETIVOS: O Edital de Apoio à participação de pesquisadores

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA n 01/2015/PROEX

CHAMADA PÚBLICA n 01/2015/PROEX CHAMADA PÚBLICA n 01/2015/PROEX Chamada Pública para seleção de bolsistas no Projeto Comunidades Tradicionais em Rede: Criação, Circulação e Produção Visual no Cerrado Goiano Desenvolvido em parceria com

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO 1. DA DEFINIÇÃO a) O Trabalho de Graduação (TG) compreende o estudo de um problema em profundidade, requerendo

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GARÇA 2011 INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso é um componente curricular obrigatório para os cursos de Graduação, assim sendo a Direção da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DE PROJETOS DE ENSINO

REGULAMENTO DE PROJETOS DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE ENSINO REGULAMENTO DE PROJETOS DE ENSINO Normatiza a apresentação, aprovação, tramitação, coordenação, execução, acompanhamento,

Leia mais

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA)

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) 1. EDITAL A Universidade Potiguar UnP, através da Escola de Engenharias e Ciências Exatas, torna público o presente Edital, pelo

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio de sua Pró-reitoria de

Leia mais

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente Manual de Estágio apresenta as orientações básicas para o desenvolvimento das atividades

Leia mais

Pró Reitoria de Extensão Universitária. Reitoria

Pró Reitoria de Extensão Universitária. Reitoria EDITAL N 004/2015 PROEX/Central de Cursos de Inovação e da UNESP Apoio para Cursos de em temas ambientais Seleção de propostas de cursos de extensão universitária em temas ambientais no âmbito da PROEX

Leia mais

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento.

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento. PROGRAMA DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FUNDEP REGULAMENTO PARA CADASTRAMENTO DE PROJETOS UFMG A Fundep//Gerência de Articulação de Parcerias convida a comunidade acadêmica da UFMG a cadastrar propostas de acordo

Leia mais

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck,

Leia mais

EDITAL 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA INDUSTRIAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL.

EDITAL 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA INDUSTRIAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL. EDITAL 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE EM ENGENHARIA INDUSTRIAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL. A Universidade Federal do Pará, através da Coordenação do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS EDITAL Nº 001/14 PROEN/DE, de 17 de fevereiro de 2014. PROGRAMA

Leia mais

EDITAL Nº 07/2016 - PROEPI/IFPR CHAMADA PARA A III OLIMPÍADA IFPR DE ROBÓTICA

EDITAL Nº 07/2016 - PROEPI/IFPR CHAMADA PARA A III OLIMPÍADA IFPR DE ROBÓTICA EDITAL Nº 07/2016 - PROEPI/IFPR CHAMADA PARA A III OLIMPÍADA IFPR DE ROBÓTICA A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná (IFPR), por meio da Diretoria de Pesquisa e

Leia mais

Regulamento de Atividades Complementares

Regulamento de Atividades Complementares Regulamento de Atividades Complementares Centro Universitário UNISEB (Ribeirão Preto/SP) 2011 CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - As Atividades Complementares se constituem em parte integrante dos currículos

Leia mais

AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS

AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS Modalidade/Convênios: Repasse de ARTs e Mútua Cooperação (projetos que objetivem o aperfeiçoamento técnico e cultural). Natureza dos Projetos: Pesquisas

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS Este edital dispõe sobre as normas para solicitação, concessão e utilização de auxílio financeiro para participação em eventos extracurriculares,

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 21 de setembro de 2009.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 21 de setembro de 2009. RESOLUÇÃO CAS Nº 32/2009, DE 21 DE SETEMBRO DE 2009. DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPPGE DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. Este Regulamento dispõe sobre os Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação de Grupos de Pesquisa do

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA EDITAL N 06/2016 DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº. 06/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 05/2016 A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ, instituição municipal de ensino superior, fundação pública,

Leia mais

EDITAL Nº 03, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012

EDITAL Nº 03, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO EDITAL Nº 03, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012 Universidade Federal de

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO EDITAL DE EXTENSÃO PARA ATIVIDADES ARTÍSTICAS E CULTURAIS Nº 01/2014

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO EDITAL DE EXTENSÃO PARA ATIVIDADES ARTÍSTICAS E CULTURAIS Nº 01/2014 FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO EDITAL DE EXTENSÃO PARA ATIVIDADES ARTÍSTICAS E CULTURAIS Nº 01/2014 Regras Gerais do Edital de Extensão para Atividades Artísticas e Culturais Nº 01/2014:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO CURSOS DE EXTENSÃO: Caracterizados como um conjunto articulado de ações pedagógicas, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância,

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO 2008 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DA FACULDADE DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO TÍTULO I ESTÁGIO NATUREZA Art. 1º Os Estágios realizados na Faculdade de Ciência

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013 Prezados Senhores, Brasília, 10 de maio de 2013. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD solicita a apresentação de Proposta para o fornecimento

Leia mais

Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional

Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional 1. APRESENTAÇÃO Este documento orienta a apresentação de candidaturas

Leia mais

EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS PROFLETRAS CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO

EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS PROFLETRAS CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012 Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Alterada pela

Leia mais

3. PARTICIPANTES 3.1. O ENExC é gratuito e aberto à participação de toda a comunidade interna e externa à UFPE;

3. PARTICIPANTES 3.1. O ENExC é gratuito e aberto à participação de toda a comunidade interna e externa à UFPE; EDITAL XV ENEXT I ENExC 2015 Período: 25 e 26 de novembro de 2015 Local: CE e CFCH. TEMA CENTRAL: Extensão - História, Memória e Perspectivas No ano de 2015 comemora-se o 15º ano dos Encontros de Extensão

Leia mais

Sessão de elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional PDI (Guia de Orientação)

Sessão de elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional PDI (Guia de Orientação) Sessão de elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional PDI (Guia de Orientação) Março de 2014 1. Apresentação Este guia de orientação tem por finalidade auxiliar os coordenadores das Unidades Administrativas

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX EDITAL Nº. 09/2016-PROEX/IFRN

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX EDITAL Nº. 09/2016-PROEX/IFRN 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX EDITAL Nº. 09/2016-PROEX/IFRN SELEÇÃO PÚBLICA PARA APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO EXERCÍCIO 2016

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO DOS DISCENTES DESTE CAMPUS EM: VISITAS TÉCNICAS CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS Artigo 1º - Visita técnica é atividade complementar dos componentes curriculares dos cursos

Leia mais

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/FIPSE. Edital CGCI n. 003/2008

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/FIPSE. Edital CGCI n. 003/2008 Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/ 1 Do programa e objetivo Edital CGCI n. 003/2008 1.1 O Programa CAPES/ tem como objetivo promover o intercâmbio e a cooperação em nível

Leia mais

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 2/2015 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital contendo as normas referentes ao Processo Seletivo para o

Leia mais

BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA

BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA Secretaria de Cultura Gestão 2012 2016 secult@contato.ufsc.br (48) 3721-2376 BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA Em consonância com a Resolução Normativa

Leia mais

PROGRAMA CAPES-CONICYT. Cooperação Brasil-Chile

PROGRAMA CAPES-CONICYT. Cooperação Brasil-Chile PROGRAMA Cooperação Brasil-Chile Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Coordenadoria de Cooperação e Intercâmbio Ministério da Educação e do Desporto Anexos I e II 2º andar Caixa

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS SANTA CRUZ COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS PROJETO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE FÍSICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 29/08-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 29/08-CEPE RESOLUÇÃO Nº 29/08-CEPE Aprova as normas básicas da atividade acadêmica dos Cursos de Graduação na modalidade de Educação a Distância da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E

Leia mais

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento:

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: a) Finalidade deste formulário Este formulário deverá

Leia mais

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Aprova o Edital Propex 01/2012 Pesquisa para pesquisadores dos Programas de Pós-Graduação em implantação O Reitor do Centro Universitário UNIVATES,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO. Projeto Monitoria CAp 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO. Projeto Monitoria CAp 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO Projeto Monitoria CAp 2014 1. Definição O Projeto Monitoria CAp é uma ação institucional que abre mais um espaço de aprendizagem

Leia mais

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005.

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005. PORTARIA 328/R-06 DE 22 DE JUNHO DE 2006. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo artigo 39, inciso XX, do Regimento Geral da UFRN; CONSIDERANDO

Leia mais

IV SEMINARIO CIENTÍFICO SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA AGRO CENTRO- OESTE FAMILIAR 2015

IV SEMINARIO CIENTÍFICO SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA AGRO CENTRO- OESTE FAMILIAR 2015 IV SEMINARIO CIENTÍFICO SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA AGRO CENTRO- OESTE FAMILIAR 2015 Objetivo: O Seminário busca fomentar a divulgação da produção técnica e científica relacionada à agricultura familiar

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO INTRODUÇÃO O SIGProj é um sistema para elaboração, acompanhamento e gestão de projetos. Ele foi criado e é mantido pela Universidade Federal do Mato

Leia mais

ABERTURA DE PROJETOS PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO. Normas e Procedimentos NP04

ABERTURA DE PROJETOS PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO. Normas e Procedimentos NP04 PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO Normas e Procedimentos NP04 I - INSTRODUÇÃO A FUSP na qualidade de Entidade de Apoio quanto à gestão administrativa-financeira dos recursos destinados aos projetos

Leia mais

PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I. Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES

PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I. Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES ABA / CAMPOS ABA 1: IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título Duração do projeto Tipo

Leia mais

A Diretora Geral da Faculdade do Guarujá, no uso de suas atribuições legais, após reuniões com os coordenadores de Curso RESOLVE

A Diretora Geral da Faculdade do Guarujá, no uso de suas atribuições legais, após reuniões com os coordenadores de Curso RESOLVE PORTARIA N.º 03/2010 Guarujá, 8 de fevereiro de 2010. Estabelece procedimentos para a realização dos Estágios obrigatórios definidos nos projetos pedagógicos dos cursos, nos termos regimentais. A Diretora

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 5 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 6 CONCLUSÃO DE CURSO 6 RELATÓRIO TÉCNICO 7 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Mestrandos no Exterior

Mestrandos no Exterior 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL Mestrandos no Exterior EDITAL

Leia mais

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS PR REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS Art. 1º - A extensão universitária é

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE Nº 236, DE 08 DE DEZEMBRO DE 2009. APROVA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DOS CURSOS E EVENTOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, DA UEPG.

RESOLUÇÃO CEPE Nº 236, DE 08 DE DEZEMBRO DE 2009. APROVA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DOS CURSOS E EVENTOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, DA UEPG. RESOLUÇÃO CEPE Nº 236, DE 08 DE DEZEMBRO DE 2009. APROVA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DOS CURSOS E EVENTOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, DA UEPG. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL APROVADA na 15ª reunião do Conselho Superior realizada em 12/04/2004 REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL Art. 1º - O presente texto institucionaliza e regulamenta as atividades

Leia mais

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO. A Diretoria de Extensão torna pública aos servidores ativos do IF Goiano

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO. A Diretoria de Extensão torna pública aos servidores ativos do IF Goiano SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO câmpus MORRINHOS CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE

Leia mais

Código: MAN-ESJUD-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013

Código: MAN-ESJUD-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Código: MAN-ESJUD-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerências da ESJUD Aprovado por: Escola do Poder Judiciário 1 OBJETIVO Estabelecer as diretrizes que norteiam a capacitação no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - NUTRIÇÃO/ CCS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE Aprova as Normas de Estágio Curricular Obrigatório

Leia mais

PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Protocolo nº / Fls Data: / / Funcionário: PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO DO PROJETO: GESTOR (Coordenador/ Responsável pelo Projeto)/TITULAÇÃO: INSTITUIÇÃO/CAMPUS: CURSO/COORDENADOR ÁREA (CNPq):

Leia mais

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO Instituto Federal do Espírito Santo IFES Programa de pré-incubação do Núcleo Incubador Campus Colatina e Itapina Edital de Seleção de Empreendimentos de Base Tecnológica - Nº 01/2014 Os Diretores Gerais

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE (CEES)

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE (CEES) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO BIOMÉDICO INSTITUTO DE MEDICINA SOCIAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM

Leia mais

Gestão de Projetos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05

Gestão de Projetos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05 Gestão de Projetos 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05 Sumário GESTÃO DE PROJETOS... 5 GESTÃO DE PROJETOS... 5 GESTÃO DE PROJETOS... 5 Elementos

Leia mais

Prazo de execução: xxxx meses, a partir da assinatura do convênio

Prazo de execução: xxxx meses, a partir da assinatura do convênio MODELO PARA APRESENTAÇÃO PLANO DE TRABALHO EDITAL 2013 1 - IDENTIFICAÇÃO 1.1 DO PROJETO Nome do Projeto: Local onde será executado o projeto: (endereço completo) Nº de Beneficiários diretos: xx crianças

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTIFICA PIC VOLUNTÁRIO REGULAMENTO 2016.1. CAPÍTULO I Objetivo

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTIFICA PIC VOLUNTÁRIO REGULAMENTO 2016.1. CAPÍTULO I Objetivo Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras IAESB Faculdade São Francisco de Barreiras FASB Coordenação de Pesquisa e Extensão PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTIFICA PIC VOLUNTÁRIO REGULAMENTO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS Instruções para preenchimento da Planilha de Pontuação do

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

Edital Proppex n 10/2016

Edital Proppex n 10/2016 Edital Proppex n 10/2016 Bolsas de Educação BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A CONVÊNIO DE APOIO AO PROGRAMA DE BOLSAS DE EDUCAÇÃO CHAMADA PARA PROJETOS DE ESTUDO VOLTADOS À PESQUISA DE GRUPOS DE PESQUISA DA

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS Finalidade: Suprir o Jardim Botânico do Rio de Janeiro de pessoal para

Leia mais

1. Roteiro Básico. a) Nome da unidade proponente, título e número da edição do curso, número do processo (na capa e na folha vestibular);

1. Roteiro Básico. a) Nome da unidade proponente, título e número da edição do curso, número do processo (na capa e na folha vestibular); Roteiro e Instruções Normativas aplicáveis a projetos de cursos de especialização lato sensu, baseados nas Resoluções nº 03/2002 -CONSUN, 01/96 CONDIR, 01/2001 da CES / CNE e no Regimento Geral da UFU.

Leia mais

Considerando a necessidade de planejar e organizar o trabalho a ser desenvolvido por estes servidores no âmbito da Universidade Federal de Uberlândia;

Considerando a necessidade de planejar e organizar o trabalho a ser desenvolvido por estes servidores no âmbito da Universidade Federal de Uberlândia; DESPACHO DECISÓRIO Nº 001/2014/FACED/UFU Define diretrizes e orientações para organização do trabalho e atuação dos servidores técnico-administrativos no cargo de tradutor e intérprete de Linguagem de

Leia mais

MBA EM GESTÃO PÚBLICA

MBA EM GESTÃO PÚBLICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO PÚBLICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 06/2009 Fixa normas para as atividades de Iniciação Científica

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO

MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO 1 MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO Este manual tem como objetivo esclarecer as principais dúvidas dos alunos quanto aos procedimentos e normas regulatórias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRO - REITORIA DE PESQUISA E POS GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE PÓS GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRO - REITORIA DE PESQUISA E POS GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE PÓS GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PRO - REITORIA DE PESQUISA E POS GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE PÓS GRADUAÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU) EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO 2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e

Leia mais

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA 1 Prezado Pesquisador: Comitê de Ética em Pesquisa CEP / FIPA Faculdades Integradas Padre Albino Fundação Padre Albino Rua dos Estudantes, 225 - Cep - 15.809-144 Catanduva SP Fone (17) 33113229 e-mail:

Leia mais

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO Art. 1º A monitoria é uma atividade acadêmica, no âmbito da graduação, que pretende oferecer ao aluno experiência de iniciação à docência. 1º A monitoria

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais Sociedade de Educação e Cultura de Goiás www.faculdadearaguaia.edu.br Rua 18 n 81 Centro Goiânia Goiás Fone: (62) 3224-8829 NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE INSTRUTORES CURSO GESTÃO DE PROJETOS EDITAL Nº 57/2014-AFPE6/AFPE

PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE INSTRUTORES CURSO GESTÃO DE PROJETOS EDITAL Nº 57/2014-AFPE6/AFPE PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE INSTRUTORES CURSO GESTÃO DE PROJETOS EDITAL Nº 57/2014-AFPE6/AFPE A Gerente Substituta de Administração e Desenvolvimento de Pessoas da Anatel - AFPE, no uso de suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS Câmpus Universitário de Palmas EDITAL Nº 001/2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS Câmpus Universitário de Palmas EDITAL Nº 001/2013. EDITAL Nº 001/2013. CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS NAS CATEGORIAS DE MONITORIA, EXTENSÃO E PESQUISA. O Diretor do da Fundação Universidade Federal do Tocantins, torna pública a presente Chamada referente

Leia mais