Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional"

Transcrição

1 Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional 1. APRESENTAÇÃO Este documento orienta a apresentação de candidaturas à bolsa de Mestrado Sanduíche no Exterior, de modo que sejam submetidas à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) todas as informações necessárias para a avaliação do pedido. O julgamento preciso das solicitações depende da estrita observância destas instruções. 2. OBJETIVO DO PROGRAMA O Programa oferece bolsas para estágio de mestrando no exterior, como forma de complementar os esforços despendidos pelos programas de pós-graduação no Brasil, buscando a formação de docentes e pesquisadores de alto nível para sua inserção no meio acadêmico e de pesquisa no país. Esta bolsa destina-se a mestrandos no Brasil, de comprovado desempenho acadêmico, e que necessitem desenvolver, no exterior, parte da pesquisa relacionada aos seus trabalhos da dissertação. 3. QUEM PODE SE CANDIDATAR As condições para a candidatura à bolsa para estágio de mestrando no exterior são as seguintes: ser brasileiro; estar regularmente matriculado em programa de mestrado no Brasil vinculado a projetos conjuntos de pesquisa de Programas da Coordenação Geral de Cooperação Internacional da CAPES; não ter usufruído anteriormente no curso de outra bolsa de estágio de mestrando ou mestrado no exterior; não ultrapassar o período total do mestrado, de acordo com o prazo regulamentar do curso para defesa da dissertação; ter completado um número de créditos referentes ao programa de mestrado que seja compatível com a perspectiva de conclusão do curso, em tempo hábil, após a realização do estágio no exterior; ter avançado o projeto da dissertação para um nível compatível com a perspectiva de bom desempenho do plano de atividades no exterior; ter obtido aprovação no exame de qualificação, quando for o caso, e/ou no projeto de dissertação. 4. COMO SE CANDIDATAR Para se candidatar o interessado deverá enviar sua inscrição, via correio, com antecedência de 60 (sessenta) dias da data de início da bolsa, durante a vigência do projeto ao qual está vinculado. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e aceitação tácita das normas e condições estabelecidas nesse documento, das quais não poderá alegar desconhecimento. 4.1 DOCUMENTAÇÃO PARA CANDIDATURA A relação de documentos a seguir também poderá ser consultada no Apêndice I, para conferência antes do envio da inscrição: ofício de encaminhamento elaborado pelo coordenador do projeto;

2 carta do orientador e/ou coordenador brasileiro do projeto, devidamente assinada, justificando a necessidade do estágio e demonstrando interação e/ou relacionamento técnico científico com o co-orientador no exterior, para o desenvolvimento das atividades propostas; formulário de inscrição para Bolsa de Mestrado Sanduíche no Exterior; projeto de dissertação, elaborado de acordo com as orientações contidas neste documento; curriculum vitae, preenchido na plataforma LATTES no endereço e anexado à inscrição; histórico escolar da graduação e da pós-graduação, incluindo do mestrado em andamento; carta do co-orientador estrangeiro, devidamente assinada, aprovando o plano e o cronograma das atividades no exterior, especificando a data de início e de término do estágio. O coorientador da instituição no exterior deverá também se manifestar sobre a proficiência do candidato no idioma que foi definido para o desenvolvimento das atividades propostas; curriculum vitae resumido do co-orientador estrangeiro; declaração da coordenação do programa informando que os créditos já obtidos são compatíveis com a perspectiva de conclusão do curso, em tempo hábil, após a realização do estágio no exterior; comprovação de aprovação no exame de qualificação, quando for o caso, e/ou no projeto da dissertação. Orientações para elaboração do projeto da dissertação O projeto da dissertação, em português, com, no máximo, dez páginas, deve ser feito com fonte arial, tamanho 11, espaço entre linhas 1,5 e conter, obrigatoriamente, os itens abaixo: título; introdução e justificativa; objetivos, com definição e delimitação do objeto de estudo; metodologia a ser empregada; cronograma das atividades relativas à pesquisa e fases subseqüentes até a defesa da dissertação; plano de atividades no exterior, com indicação da existência de infra-estrutura na instituição de destino que viabilize a execução do trabalho proposto e do cronograma das atividades formalmente aprovados pelo orientador brasileiro e pelo co-orientador estrangeiro; bibliografia de referência. 5. PROCESSO DE SELEÇÃO A responsabilidade pela seleção dos candidatos indicados à bolsa no âmbito de programas da Cooperação Geral de Cooperação Internacional é do coordenador do projeto. Após a seleção, o coordenador deverá enviar à CAPES a documentação pertinente para análise e posterior concessão do benefício. A equipe técnica da CAPES fará a conferência da documentação apresentada para a inscrição, requerida no item 4.1, bem como o preenchimento integral e correto dos formulários. As inscrições incompletas, enviadas de forma indevida ou fora do prazo estabelecido não serão aceitas. A concessão dos benefícios está condicionada à homologação final, pelo Coordenador-Geral de Cooperação Internacional, levando em consideração as normas gerais, a política de cooperação internacional e a disponibilidade orçamentário-financeira. 6. DURAÇÃO E COMPONENTES DA BOLSA A duração da bolsa para realização de estágio de mestrando no exterior varia de seis a doze meses, improrrogável. Os benefícios concedidos são exclusivamente para o bolsista e independem de sua condição familiar e/ou salarial. Não é permitido o acúmulo com outra bolsa para mesma finalidade. Assim, caso o beneficiário possua bolsa de mestrado no país, deverá tomar as providências para a suspensão da mesma durante o período de estada no exterior.

3 A bolsa tem vigência no período indicado no cronograma de atividades relativas ao estágio no exterior, observada a duração permitida pelo programa, e é constituída pelos componentes descritos a seguir: 6.1 Mensalidade Todas as mensalidades no valor de (mil euros) serão creditadas em conta bancária no exterior a ser informada pelo beneficiário. 6.2 Auxílio instalação A CAPES concede apoio financeiro no valor de 100 (cem euros) por mês de permanência, que se destina a contribuir com as despesas iniciais de acomodação do bolsista no exterior. O pagamento é feito em uma única parcela, em conta bancária no Brasil. O auxílio-instalação será concedido quando o beneficiário estiver residindo no Brasil e o estágio no exterior ainda não tiver iniciado, no momento da implementação da bolsa. 6.3 Seguro saúde Auxílio financeiro no valor de 70 (setenta euros) por mês, pago em uma única parcela no Brasil, para contribuir na obtenção de seguro saúde nos países que não ofereçam este tipo de cobertura gratuitamente. A aquisição do seguro-saúde é obrigatória e de inteira responsabilidade do bolsista. A CAPES não interfere na escolha da seguradora e da abrangência do plano de saúde contratados, cabendo exclusivamente ao beneficiado a opção pela empresa que melhor se adéqüe para a prestação do serviço, levando também em consideração as exigências que são apresentadas no local de destino. 6.4 Passagem aérea O beneficiário receberá passagem aérea de ida e volta, em classe econômica e tarifa promocional. A reserva será feita exclusivamente pela CAPES e não será efetuado reembolso de passagem adquirida pelo bolsista. O bilhete aéreo de ida será concedido quando o bolsista estiver residindo no Brasil e o estágio no exterior não tiver iniciado, no momento da implementação da bolsa. Caso o bolsista antecipe a sua viagem, antes da concessão, a Capes cancelará a passagem de ida sem direito a reembolso. 7. OBTENÇÃO DO VISTO É de inteira responsabilidade do candidato providenciar o visto junto à representação consular do país no qual pretende desenvolver seu plano de estudos. Recomenda-se antecipar providências que possam ser adotadas antes da concessão da bolsa, pelo fato de que alguns países demandam algum tempo nos trâmites para a obtenção do visto. O visto, no passaporte brasileiro, deve ser na categoria estudante e válido para permanência no país pelo período de realização das atividades propostas para o estágio. Esses procedimentos são indispensáveis para implementação da bolsa, mesmo que no passaporte já conste uma outra categoria. Não é possível alterar a condição do visto após ingresso no país de destino. 8. IMPLEMENTAÇÃO DO APOIO A implementação do apoio é feita após a emissão da carta de concessão e a obtenção do visto. O candidato selecionado deverá apresentar a documentação para implementação no prazo de até vinte dias de antecedência à data de início do estágio no exterior. A não observância do prazo estipulado poderá acarretar o atraso na implementação da bolsa. Deve ser encaminhada a seguinte documentação para implementação do apoio: Termo de compromisso devidamente assinado, no qual o beneficiário compromete-se, formalmente, a retornar ao país após a conclusão das atividades no exterior, dentro dos prazos estabelecidos; Publicação no Diário Oficial da União, do Estado ou do Município quando se tratar de servidor público ou autorização do dirigente máximo da instituição, quando não for servidor público, para afastamento durante todo período de vigência do apoio, citando na redação o ônus para a Capes; Informações para reserva de passagem aérea, de acordo com formulário específico;

4 Dados bancários no país para pagamentos realizados no Brasil, informados em formulário específico. A CAPES pode, a seu critério, solicitar documentos adicionais para melhor instrução do processo. 9. COMPROMISSO COM A CAPES Ao receber o apoio da CAPES, o bolsista se compromete a cumprir integralmente as atividades propostas, retornar ao Brasil, após a conclusão do estágio, e atender às demais obrigações constantes em Termo de Compromisso específico do programa, a ser assinado antes da implementação dos benefícios. Ao firmar termo de responsabilidade com a Capes, o orientador brasileiro assume o compromisso de acompanhar as atividades do mestrando durante a realização das atividades propostas para o estágio no exterior e de zelar para que o bolsista cumpra as obrigações assumidas perante esta agência. 11. COMUNICAÇÃO COM A CAPES Toda a correspondência deverá fazer referência à Coordenação-Geral de Cooperação Internacional CGCI, bem como conter o nome do programa, número do processo ou projeto, nome do coordenador, dados completos da instituição e endereço de contato. A documentação pertinente deverá ser encaminhada ao seguinte endereço: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES Coordenação Geral de Cooperação Internacional CGCI Ministério da Educação Anexo I, 2º andar sala 205 Caixa Postal Brasília DF Telefone: 0 XX (61) Fax: 0 XX (61) Site: - Cooperação Internacional

5 APÊNDICE I Descrição dos documentos para inscrição Conferência pelo Candidato Ofício de encaminhamento do coordenador do projeto Carta do orientador brasileiro e/ou do coordenador do projeto justificando a necessidade do estágio e demonstrando interação e/ou relacionamento técnico científico com o co-orientador no exterior Formulário de inscrição para Estágio de Doutorando no Exterior Projeto da dissertação, com o plano de atividades no exterior, aprovado pelo orientador brasileiro e co-orientador no exterior Curriculum vitae (LATTES) Histórico escolar da graduação e da pós-graduação, incluindo o mestrado em andamento Carta do co-orientador no exterior aprovando o plano e cronograma das atividades no exterior e se manifestando sobre a proficiência do candidato no idioma definido para o desenvolvimento das atividades Curriculum vitae resumido do co-orientador estrangeiro Declaração da coordenação do programa informando o prazo regulamentar do aluno para a defesa da dissertação e que os créditos já obtidos são compatíveis com a conclusão do curso, em tempo hábil, após a realização do estágio no exterior Comprovante de aprovação no exame de qualificação e/ou no projeto da dissertação

Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC

Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC 1. APRESENTAÇÃO As orientações, a seguir, buscam esclarecê-lo(a) com relação aos aspectos práticos do

Leia mais

C A P E S. 1. Apresentação. 2. Objetivo do programa. 3. Quem pode se candidatar

C A P E S. 1. Apresentação. 2. Objetivo do programa. 3. Quem pode se candidatar C A P E S Instruções para Candidatos a Bolsa de Doutorado Sanduíche Vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional da CAPES/CGCI. 1. Apresentação Este documento busca

Leia mais

Programa Estágio de Curta Duração CAPES/Fundação Carolina

Programa Estágio de Curta Duração CAPES/Fundação Carolina SPArq nº 0000.01752/2011 Programa Estágio de Curta Duração CAPES/Fundação Carolina Edital CAPES nº. 02/2011 Publicada no DOU de 13/01/11 seção 3 pág. 24 A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal

Leia mais

O apoio da CAPES obedece ao interstício entre estágios dessa natureza, que varia com a duração da estada no exterior, conforme tabela abaixo:

O apoio da CAPES obedece ao interstício entre estágios dessa natureza, que varia com a duração da estada no exterior, conforme tabela abaixo: C A P E S Instruções para Candidatos a Estágio Pós-Doutoral no Exterior Vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional da CAPES - CGCI. 1. Apresentação Este documento

Leia mais

PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS

PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS Objetivo Apoiar projetos de pesquisa em ciência, tecnologia e inovação sobre a Gestão Pública nas seguintes áreas de

Leia mais

Programa Estágio de Curta Duração. CAPES/Fundação Carolina

Programa Estágio de Curta Duração. CAPES/Fundação Carolina Programa Estágio de Curta Duração CAPES/Fundação Carolina Edital DRI/CAPES nº. 007/2010 A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), por meio de sua Diretoria de Relações

Leia mais

Programa CAPES-MINCYT

Programa CAPES-MINCYT Programa CAPES- Processo Seletivo 2014 Edital nº 22/2014 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso

Leia mais

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405,

Leia mais

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/FIPSE. Edital CGCI n. 003/2008

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/FIPSE. Edital CGCI n. 003/2008 Programa Consórcios em Educação Superior Brasil Estados Unidos CAPES/ 1 Do programa e objetivo Edital CGCI n. 003/2008 1.1 O Programa CAPES/ tem como objetivo promover o intercâmbio e a cooperação em nível

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e-mail:prograd@furg.br

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ALEMANHA

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ALEMANHA PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ALEMANHA Tendo em vista a oportunidade propiciada pelo Programa Ciência sem Fronteiras, a Assessoria

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, REFERENTE A GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ESPANHA

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, REFERENTE A GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ESPANHA PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, REFERENTE A GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NA ESPANHA Tendo em vista a chamada pública Programa Ciência sem Fronteiras n. 115/2012,

Leia mais

EDITAL 005/2012 - PROPPG/PROGRAD/PROREC. Graduação Sanduíche no Exterior Programa Ciência sem Fronteiras CNPq

EDITAL 005/2012 - PROPPG/PROGRAD/PROREC. Graduação Sanduíche no Exterior Programa Ciência sem Fronteiras CNPq Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional Pró-Reitoria de Relações Empresariais e Comunitárias

Leia mais

Manual de Orientações Técnico-Financeiras

Manual de Orientações Técnico-Financeiras Manual de Orientações Técnico-Financeiras Programa CAPES/BRAFAGRI Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as normas e limitações legais e de acordo com as regras

Leia mais

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CENTRO DE ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ARTES VISUAIS EDITAL 01/2014 SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES

Leia mais

BOLSA CAPES CAMBRIDGE OVERSEAS TRUST DE DOUTORADO PLENO EM CAMBRIDGE EDITAL Nº052 /2013

BOLSA CAPES CAMBRIDGE OVERSEAS TRUST DE DOUTORADO PLENO EM CAMBRIDGE EDITAL Nº052 /2013 BOLSA CAPES CAMBRIDGE OVERSEAS TRUST DE DOUTORADO PLENO EM CAMBRIDGE EDITAL Nº052 /2013 1. DA APRESENTAÇÃO A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2014 CONSUNI (Alterada pela Resolução n 107/2014 CONSUNI)

RESOLUÇÃO Nº 052/2014 CONSUNI (Alterada pela Resolução n 107/2014 CONSUNI) RESOLUÇÃO Nº 052/2014 CONSUNI (Alterada pela Resolução n 107/2014 CONSUNI) Institui o Programa de Auxílio à Mobilidade Estudantil Nacional e Internacional da UDESC PROME Nacional e PROME Internacional.

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NOS ESTADOS UNIDOS

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NOS ESTADOS UNIDOS PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CHAMADA DE SELEÇÃO INTERNA, PARA ALUNOS DA UEA, PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NOS ESTADOS UNIDOS Tendo em vista a oportunidade propiciada pelo Programa Ciência sem Fronteiras,

Leia mais

Edital Pronametro nº 1/2014

Edital Pronametro nº 1/2014 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA NORMALIZAÇÃO, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Edital Pronametro nº 1/2014 Programa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA - UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL N.º 003/2015

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA - UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL N.º 003/2015 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA - UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL N.º 003/2015 O Reitor da UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA - UESB, no uso de

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO

ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO. A seleção consta de prova escrita de conhecimentos gerais em Química, conhecimentos

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

EVENTOS E CONGRESSOS

EVENTOS E CONGRESSOS EVENTOS E CONGRESSOS O financiamento de eventos de caráter científico-tecnológico obedece à seguinte priorização: a) organização; b) participação coletiva; c) participação individual no país; d) participação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

Edital nº 074/2010/DRI/CGBE

Edital nº 074/2010/DRI/CGBE Programa de Bolsa de Estudos para Estágio Sênior no Exterior Edital nº 074/2010/DRI/CGBE A Diretoria de Relações Internacionais da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES),

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS DIRETORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS DIRETORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS DIRETORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS SELEÇÃO DE ESTUDANTES INTERESSADOS EM PARTICIPAR DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE GRADUAÇÃO SANDUÍCHE

Leia mais

Art. 10. Art. 11. EDITAL Nº 01/2015

Art. 10. Art. 11. EDITAL Nº 01/2015 Escola de Educação e Humanidades Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação PPGE SGAN 916, Módulo B, Sala A-111 Campus II Asa Norte Brasília/DF 70790-160 Tel.: (61) 3448-7123 Fax: (61) 3347-4797

Leia mais

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital FAPERJ N. o 06/2007 PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia,

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO PARA BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE INCENTIVO PARA BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE INCENTIVO PARA BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO EDITAL nº 02/2016 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO FATENEMODALIDADE MESTRADO E DOUTORADO O Diretor-Geral da Faculdade Terra

Leia mais

PROGRAMA FACENS SEM FRONTEIRAS - FsF MOBILIDADE ACADÊMICA Edital Coventry 01 Junho de 2016

PROGRAMA FACENS SEM FRONTEIRAS - FsF MOBILIDADE ACADÊMICA Edital Coventry 01 Junho de 2016 PROGRAMA FACENS SEM FRONTEIRAS - FsF MOBILIDADE ACADÊMICA Edital Coventry 01 Junho de 2016 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 O Programa FACENS sem Fronteiras objetiva propiciar a complementação da formação dos

Leia mais

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET Revogada Pela RN-028/07 RN 006/2002 Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET O Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 20.01.005 1/10 1. FINALIDADE Formalizar e disciplinar os procedimentos para a concessão de bolsas de extensão universitária destinadas a discentes da UFTM, oriundas de recursos financeiros da própria instituição.

Leia mais

EDITAL 03/2015 PROPIT BOLSA DE DOUTORADO PARA DOCENTE E APOIO À MOBILIDADE/FAPESPA

EDITAL 03/2015 PROPIT BOLSA DE DOUTORADO PARA DOCENTE E APOIO À MOBILIDADE/FAPESPA EDITAL 03/2015 PROPIT BOLSA DE DOUTORADO PARA DOCENTE E APOIO À MOBILIDADE/FAPESPA A (PROPIT) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) em atenção ao Edital Nº 018/2014 da Fundação de

Leia mais

EDITAL nº 009/2013-MD

EDITAL nº 009/2013-MD Programa Nacional do Pós-Doutorado CAPES (Portaria Capes nº 86/2013) EDITAL nº 009/2013-MD Seleção de Projetos de Pesquisa de Pós-doutorado O Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências Jurídicas

Leia mais

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE I APRESENTAÇÃO Este manual tem o objetivo de esclarecer aspectos práticos da bolsa, tais como: a obtenção

Leia mais

PROGRAMA CAPES-CONICYT. Cooperação Brasil-Chile

PROGRAMA CAPES-CONICYT. Cooperação Brasil-Chile PROGRAMA Cooperação Brasil-Chile Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Coordenadoria de Cooperação e Intercâmbio Ministério da Educação e do Desporto Anexos I e II 2º andar Caixa

Leia mais

CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012

CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012 CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012 CHAMADA PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2012 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE DETALHAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO O Conselho Nacional

Leia mais

RESUMO DO EDITAL Nº 57/2014 - PROGRAMA BOLSAS PARA PESQUISA CAPES/HUMBOLDT

RESUMO DO EDITAL Nº 57/2014 - PROGRAMA BOLSAS PARA PESQUISA CAPES/HUMBOLDT RESUMO DO EDITAL Nº 57/2014 - PROGRAMA BOLSAS PARA PESQUISA CAPES/HUMBOLDT Salvador Mar/2016 I - CHAMADA A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública, no cumprimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO TECNOLÓGICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO TECNOLÓGICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA Telefone: (0xx27) 4009-2663 E-mail: ppgee@ele.ufes.br Site na Internet: http://www.ele.ufes.br/posgraduacao EDITAL 03/2014: SELEÇÃO DE CANDIDATO AO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - PNPD 2014 (PORTARIA

Leia mais

Edital Proppex n 10/2016

Edital Proppex n 10/2016 Edital Proppex n 10/2016 Bolsas de Educação BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A CONVÊNIO DE APOIO AO PROGRAMA DE BOLSAS DE EDUCAÇÃO CHAMADA PARA PROJETOS DE ESTUDO VOLTADOS À PESQUISA DE GRUPOS DE PESQUISA DA

Leia mais

EDITAL 002/2014-Missão científica de curta duração no exterior para professores da UFRGS

EDITAL 002/2014-Missão científica de curta duração no exterior para professores da UFRGS EDITAL 002/2014-Missão científica de curta duração no exterior para professores da UFRGS I. MOTIVAÇÃO E OBJETIVO A, com a contribuição da Câmara de Pós- Graduação e do Fórum de Coordenadores, torna público

Leia mais

Programa CAPES-DFAIT

Programa CAPES-DFAIT Programa CAPES- Edital CAPES nº 007/2011 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública, criada pela Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro de 1992, modificada pela Lei

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA EDITAL N 06/2016 DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº. 06/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 05/2016 A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ, instituição municipal de ensino superior, fundação pública,

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CsF N 01/2011

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CsF N 01/2011 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CsF N 01/2011 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, com vistas à chamada para a seleção de alunos

Leia mais

EDITAL Nº. 41/2015. Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM. Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio

EDITAL Nº. 41/2015. Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM. Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio EDITAL Nº. 41/2015 Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio A Universidade Católica de Santos, por meio da Pró-Reitoria de

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica

Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica O Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica

Leia mais

EDITAL VRERI nº. 050/2015 CHAMADA PARA SELEÇÃO DO PROGRAMA FAEPEX INTERNACIONAL 2015

EDITAL VRERI nº. 050/2015 CHAMADA PARA SELEÇÃO DO PROGRAMA FAEPEX INTERNACIONAL 2015 EDITAL VRERI nº. 050/2015 CHAMADA PARA SELEÇÃO DO PROGRAMA FAEPEX INTERNACIONAL 2015 A Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, por meio de sua Vice-Reitoria Executiva de Relações Internacionais VRERI,

Leia mais

1.3. Aos futuros egressos do referido curso será outorgado o título de Mestre em Planejamento e uso de Recursos Renováveis.

1.3. Aos futuros egressos do referido curso será outorgado o título de Mestre em Planejamento e uso de Recursos Renováveis. EDITAL N o 001/2013/PPGPUR-So SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PLANEJAMENTO E USO DE RECURSOS RENOVÁVEIS PARA O CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE/2014

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS torna público o presente Edital aos estudantes

Leia mais

CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI)

CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI) CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI) O Diretor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Professor Fabio Alves da

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES

Leia mais

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO MESTRADO ACADÊMICO EM SOCIOBIODIVERSIDADE E TECNOLOGIAS

Leia mais

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE convida as universidades públicas de Pernambuco, federais ou estaduais,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAREM DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SADUÍCHE NOS EUA CHAMADA PÚBLICA CAPES Nº 01/2011

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAREM DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SADUÍCHE NOS EUA CHAMADA PÚBLICA CAPES Nº 01/2011 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAREM DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SADUÍCHE NOS EUA CHAMADA PÚBLICA CAPES Nº 01/2011 A Universidade Federal de Pernambuco torna público o edital

Leia mais

EDITAL Nº 008/2015-PROPPG, de 04 de agosto de 2015

EDITAL Nº 008/2015-PROPPG, de 04 de agosto de 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO DE SERVIDORES DO IFG EM NÍVEL DE MESTRADO E DOUTORADO (PIQS/IFG) EDITAL Nº 008/2015-PROPPG, de 04 de agosto de 2015 A Reitoria do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURAS E IDENTIDADES BRASILEIRAS DO IEB: I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURAS E IDENTIDADES BRASILEIRAS DO IEB: I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURAS E IDENTIDADES BRASILEIRAS DO IEB: I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa Culturas e Identidades Brasileiras é a própria

Leia mais

EDITAL Nº1/2015 - BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E DESENVOLVIMENTO NA REGIÃO CENTRO-OESTE

EDITAL Nº1/2015 - BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E DESENVOLVIMENTO NA REGIÃO CENTRO-OESTE EDITAL Nº1/2015 - BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E DESENVOLVIMENTO NA REGIÃO CENTRO-OESTE 1. FINALIDADE 1.1. Abrir as inscrições e estabelecer as condições de seleção para ingresso

Leia mais

REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU

REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU O Reitor da Universidade Vila Velha UVV torna público a todos os interessados que estão abertas, de 10 de junho de 2014

Leia mais

ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS. Edital 001/2015-ARI-UNIR

ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS. Edital 001/2015-ARI-UNIR Edital 001/2015-ARI-UNIR DISPÕE SOBRE PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS E PROFESSORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PARA O PROGRAMA DE BOLSAS TOP ESPANHA 2015 A UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - UNIR,

Leia mais

Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014

Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014 Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014 Aprova o Edital Propex/Pós-Graduação 01/2014 abertura de Inscrições para Processo de Seleção para o Programa de Pós-Graduação em Ambiente e

Leia mais

EDITAL FAPES Nº 003/2010

EDITAL FAPES Nº 003/2010 EDITAL FAPES Nº 003/2010 Seleção de propostas a serem apresentadas pelos Programas de Pósgraduação stricto sensu do estado do Espírito Santo, visando à concessão de quotas de bolsas para formação de recursos

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 06/2014

EDITAL FAPEMIG 06/2014 EDITAL FAPEMIG 06/2014 BOLSA DE INCENTIVO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DESTINADA A SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, nos termos

Leia mais

EDITAL Nº 022/2012-PRPI

EDITAL Nº 022/2012-PRPI EDITAL Nº 022/2012-PRPI A Pró-reitora de Pesquisa e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, no uso de suas atribuições, torna público que estão abertas as inscrições

Leia mais

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas.

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas. EDITAL PIBIC-EM Nº 01/2015 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, com vistas à chamada para a seleção de bolsista de Iniciação Científica para o Ensino Médio PIBIC-EM, sob a Coordenação

Leia mais

EDITAL Nº 35/2013/PROPPI RETIFICADO PROPICIE 5. Programa de Cooperação Internacional para Intercâmbio de Estudantes do IFSC - Modalidade Curso Técnico

EDITAL Nº 35/2013/PROPPI RETIFICADO PROPICIE 5. Programa de Cooperação Internacional para Intercâmbio de Estudantes do IFSC - Modalidade Curso Técnico EDITAL Nº 35/2013/PROPPI RETIFICADO PROPICIE 5 Programa de Cooperação Internacional para Intercâmbio de Estudantes do IFSC - Modalidade Curso Técnico CHAMADA 2013-2 EXECUÇÃO: JANEIRO DE 2013 A JULHO DE

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016 BOLSISTA PNPD/PPGARTES

EDITAL Nº 001/2016 BOLSISTA PNPD/PPGARTES EDITAL Nº 001/2016 BOLSISTA PNPD/PPGARTES O Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Pará PPGARTES/UFPA está recebendo inscrições para selecionar 1 (um) doutor para desenvolver atividades

Leia mais

E D I T A L FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO

E D I T A L FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL NRI N.º 13/ ABRE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A REALIZAÇÃO DE GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO CANADÁ (CBIE), COM BOLSA CAPES/CNPq, DE ACORDO COM A CHAMADA PÚBLICA DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS/CBIE

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio de sua Pró-reitoria de

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, ESTRATÉGIAS E DESENVOLVIMENTO PPED/IE/UFRJ EDITAL Nº 208

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, ESTRATÉGIAS E DESENVOLVIMENTO PPED/IE/UFRJ EDITAL Nº 208 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, ESTRATÉGIAS E DESENVOLVIMENTO PPED/IE/UFRJ EDITAL Nº 208 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFCO E TECNOLÓGICO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

EDITAL PROMIN/UFOP/FG Nº 01/2015

EDITAL PROMIN/UFOP/FG Nº 01/2015 EDITAL PROMIN/UFOP/FG Nº 01/2015 A (PROPP) da de Ouro Preto (UFOP) torna público o presente Edital para a seleção de orientadores no âmbito do PROGRAMA ESPECIFÍCO PARA ALUNOS DO CURSO DE ENGENHARIA DE

Leia mais

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP Edital nº 23, de 24 de fevereiro de 2014 Retificado em 25/02/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

ABERTURA DE PROJETOS PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO. Normas e Procedimentos NP04

ABERTURA DE PROJETOS PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO. Normas e Procedimentos NP04 PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE PROJETO Normas e Procedimentos NP04 I - INSTRODUÇÃO A FUSP na qualidade de Entidade de Apoio quanto à gestão administrativa-financeira dos recursos destinados aos projetos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS - Campus Sorocaba Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção PPGEP-S Curso de Mestrado Acadêmico

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS - Campus Sorocaba Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção PPGEP-S Curso de Mestrado Acadêmico UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS - Campus Sorocaba Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção PPGEP-S Curso de Mestrado Acadêmico EDITAL Nº 002/2013/PPGEP-S SELEÇÃO PARA MESTRADO ACADÊMICO (para

Leia mais

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.)

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) É atribuição do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) no sector da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS EDITAL Nº 001/14 PROEN/DE, de 17 de fevereiro de 2014. PROGRAMA

Leia mais

EDITAL BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM/ MESTRADO ACADÊMICO

EDITAL BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM/ MESTRADO ACADÊMICO EDITAL BOLSA PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM/ MESTRADO ACADÊMICO 1. FINALIDADE: 1.1. Abrir as inscrições e estabelecer as condições de seleção para ingresso como bolsista PNPD/CAPES

Leia mais

Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL

Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL Chamada para apoio a atividades de cooperação em Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Edital 001/2013-PNPD/PPGQ Boa Vista, 19 de dezembro de 2013.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Edital 001/2013-PNPD/PPGQ Boa Vista, 19 de dezembro de 2013. Edital 001/2013-PNPD/PPGQ Boa Vista, 19 de dezembro de 2013. Processo seletivo de candidato à bolsa pelo Programa Nacional de Pós-Doutorado PNPD CAPES, com atuação no Programa de Pós - Graduação em Química

Leia mais

UNIVERSIDADE TIRADENTES DIRETORIA DE PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE TIRADENTES DIRETORIA DE PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TIRADENTES DIRETORIA DE PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 01/2016 PNPD/CAPES/UNIT EDITAL DE PROCESSO DE SELEÇÃO PARA BOLSISTA DO PROGRAMA

Leia mais

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), através do Núcleo de Inovação Tecnológica NIT/UFERSA,

Leia mais

EDITAL INTERNO 01/2015 PDSE-PPGPS, 25 de AGOSTO DE 2014.

EDITAL INTERNO 01/2015 PDSE-PPGPS, 25 de AGOSTO DE 2014. EDITAL INTERNO 01/2015 PDSE-PPGPS, 25 de AGOSTO DE 2014. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE DOUTORADO SANDUICHE NO EXTERIOR / PDSE para 2015 A Coordenação do Programa

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do

Leia mais

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG EDITAL 10/2014 PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria de Estado

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG EDITAL Nº 17/2015 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR A Universidade Estadual do Maranhão - UEMA torna público e convoca os interessados a apresentarem propostas para obtenção de bolsas de

Leia mais

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal da Integração Latino-

Leia mais

EDITAL Nº 008 SELEÇÃO PÚBLICA CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM METROLOGIA E QUALIDADE Inmetro - 2016

EDITAL Nº 008 SELEÇÃO PÚBLICA CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM METROLOGIA E QUALIDADE Inmetro - 2016 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO EDITAL Nº 008 SELEÇÃO PÚBLICA CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 15/2013

EDITAL FAPEMIG 15/2013 EDITAL FAPEMIG 15/2013 PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO - PCCT A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria

Leia mais

EDITAL 004/2015 COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - PDSE

EDITAL 004/2015 COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - PDSE EDITAL 004/2015 COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - PDSE A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO Normatiza as atividades relacionadas à defesa de dissertação e estabelece

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade do Sagrado Coração torna público o presente Edital de abertura de inscrições,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família A Coordenação do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Saúde da Família,

Leia mais