Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com"

Transcrição

1 Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

2 Comando free Gerência de Memória exibe a quantidade de memória livre e utilizada pelo sistema Usage: $ free [opções] Options: -b, --bytes mostra a saída em bytes -k, --kilo mostra a saída em kilobytes -m, --mega mostra a saída em megabytes -g, --giga mostra a saída em gigabytes

3 Gerência de Memória Comando memstat identifica quem está utilizando a memória virtual Não é instalado por padrão $ sudo apt-get install memstat Usage: $ memstat

4 Comando pmap Gerência de Memória exibe um relatório do mapa de memória de um processo Usage: $ pmap PID

5 Linux Controlando Processos Um processo é uma abstração usada pelo Linux para representar um programa em execução. É o objeto através do qual o uso da memória, tempo de processador e recursos de I/O de um programa podem ser gerenciados e monitorados. 5/16

6 Ciclo de vida de um processo Para criar um processo, um processo faz uma cópia de si mesmo por meio da chamada de sistema fork. O fork cria uma cópia do processo original que é em grande parte idêntica ao pai. O novo processo possui um PID distinto e possui suas próprias informações contábeis. Quando o sistema é inicializado, o kernel cria e instala de maneira autônoma vários processos. O mais notável desses é o init, que sempre é o processo número 1. Todos os processos exceto aqueles que o kernel cria, são descendentes de init. 6/16

7 Identificação de um processo PID Número de identificação do processo O kernel atribui um número de identificação exclusivo a cada processo. A maioria das chamadas de sistemas e comandos que manipulam processos exige que especifiquemos um PID para identificar o objeto da operação. Os PIDs são atribuídos na ordem em que os processos são criados. Quando o kernel esgota os PIDs, ele reinicia, pulando quaisquer PIDs que ainda se encontram em uso. 7/16

8 Identificação de um processo PPID: PID-PARENT O Linux não fornece uma chamada de sistema que crie um processo executando num determinado programa. Em vez disso, um processo existente tem de se clonar para criar um processo novo. Quanto um processo é clonado, o processo original é chamado de pai e a cópia de filho. O atributo PPID de um processo é o PID do pai do qual ele foi clonado. $ ps lax 8/16

9 Identificação de um processo UID Identificador de usuário O UID de um processo é o número de identificação do usuário da pessoa que o criou. Normalmente, somente o criador e o superusuário têm permissão para manipular um processo. GID Identificador de grupo GID é o número de identificação de grupo de um processo. 9/16

10 Monitorar Processos ps ps é a principal ferramenta do administrador de sistemas para monitoramento de processos. Podemos usá-lo para exibir o PID, o UID, a prioridade e o terminal de controle de processos. Ele também dá informações sobre quanta memória foi consumida e seu estado atual (em execução, interrompido, dormente, etc). Os processos no estado zumbis (status) aparecem numa listagem do ps como <defunct>. 10/16

11 Monitorar Processos $ ps aux %CPU: Porcentagem de uso do processo pelo processo. %MEM: Porcentagem de uso de memória RAM pelo processo. VSZ e RSS: Páginação (Tamanho do processo). TTY: Terminal que originou o processo. STAT: R (Running - Rodando), S (Sleep - Esperando), D (Died Morto), Z (Zumbie - Erro) Variações: < Prioridade maior que a padrão N Prioridade menor que a padrão T Processo em foreground s Dono da sessão (Pai) w Usando recurso swap TIME: Tempo de CPU que o processo utilizou até o momento 11/16

12 Kill e Killall kill - envia um sinal para um processo Monitorar Processos killall - envia um sinal a um conjunto de processos com o mesmo nome Como o próprio indica, o comando kill é usado frequentemente para encerrar um processo. kill pode ser usado por usuários comuns em seus próprios processos ou pelo superusuário. Se você não conhecer o PID do processo que deseja sinalizar, normalmente o pesquisamos através do comando ps. Usage $ kill $ killall -9 gnome-calculator 12/16

13 Monitorar Processos top: monitoramento ainda melhor dos processos Já que comandos como ps oferecem apenas um instantâneo de seu sistema num dado momento, normalmente, fica difícil ter um compreensão do todo. O comando top fornece um sumário atualizado regularmente dos processos ativos e o emprego dos seus recursos. -d - atualiza o top após um determinado período de tempo (em segundos). Para isso, informe a quantidade de segundos após a letra d. Por exemplo: top -d 30; Como padrão a tela é atualizada a cada 10 segundos. Os processos mais ativos aparecem no alto. top tem que consumir uma pequena porção dos recursos de CPU para mostrar uma atualização a cada 10 segundos. Ele deve ser geralmente usado para fins de diagnóstico, não como um brinquedinho do tipo "Ei, veja que ferramentas legais eu tenho nas minhas janelas sobressalentes. 13/16

14 htop Exibe interativamente os processos do Linux Usage: $ sudo apt-get install htop $ htop Monitorar Processos 14/16

15 Processos Comando jobs, bg (backgroung) e fg (foreground) jobs lista as tarefas em execução (paradas ou em segundo plano) bg coloca uma tarefa para ser executada em background fg coloca uma tarefa para ser executada em foreground Usage: $ vi /home/unip/soa.txt Ctrl+Z $ vi $ jobs l $ fg 1

16 Comando time Processos exibe a duração da execução de um comando Usage: $ time ls /home $ /usr/bin/time ls /

17 Comando nohup Processos Permite a desconexão do terminal, mesmo que um comando deva ser executado em background Usage: $ nohup find / -name gcc &

18 Prioridade de Processo Nice O nome estranho é derivado do fato de que ele determina quão gentil seremos com os demais usuários do sistema. Um valor nice (gentil) alto significa baixa prioridade para o seu processo: você será gentil. Um valor nice baixo significa alta prioridade: você não será gentil. Os valores nice permitidos vão de -20 a +19. A menos que o usuário tome alguma ação especial, um processo recém-criado herda o valor nice de seu processo-pai. O proprietário do processo pode aumentar seu valor nice, mas não diminuí-lo. O superusuário possui liberdade total na configuração de valores nice e pode até mesmo configurar a gentileza de um processo com um valor tão baixo que impedirá que outros processos possam ser executados. nice -n prioridade processo nice -n -5 ntpd 18/16

19 Referências Silberschatz A., Galvin P. E Gagne G. Sistemas Operacionais. Conceitos e Aplicações. Editora Campus CAMPOS, Augusto. O que é Linux. BR-Linux. Florianópolis, março de Disponível em <http://br-linux.org/faq-linux>. Consultado em 20/02/ /16

PROCESSOS COMPONENTES DE UM PROCESSO. A execução de um processo possui vários componentes. PID e PPID

PROCESSOS COMPONENTES DE UM PROCESSO. A execução de um processo possui vários componentes. PID e PPID PROCESSOS Um processo é um canal de comunicação entre os programas que estão sendo executados no sistema operacional e o usuário, ou seja um processo é um programa que está sendo executado. No Linux /

Leia mais

Laboratório de Sistemas Operacionais

Laboratório de Sistemas Operacionais Laboratório de Sistemas Operacionais Módulo 1 Gerência de Memória e de Processos Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Comandos para gerenciamento de processos: top, htop, ps, kill,

Leia mais

Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto

Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Laboratório - Linux 2/16 Linux Controlando Processos Um processo é uma abstração usada pelo Linux para representar um programa

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 7.2 Gerenciamento de Processos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 7.2 Gerenciamento de Processos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 7.2 Gerenciamento de Processos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 PS... 3 Atributos de ps... 3 Exemplos de ps... 3 TOP... 4 Atributos... 5 KILL... 5 Exemplos

Leia mais

Processos Prof. João Paulo de Brito Gonçalves

Processos Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática Processos Prof. João Paulo de Brito Gonçalves 1 Conceito de Multiprogramação Se existirem vários programas carregados na memória ao mesmo tempo, a CPU pode

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA

SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA 5. Gerência de memória, processamento e hardware Prof. Ulisses Cotta Cavalca Belo Horizonte/MG 2015 1 SUMÁRIO 1. Comandos para gerência

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Gerenciamento de Memória no Linux O Linux é um sistema operacional com memória virtual paginada, isto quer dizer que

Leia mais

Gerenciamento de Processos

Gerenciamento de Processos - Um Processo é um Programa em Execução com todos os recursos necessários para este fim. - Cada Processo, quando em execução, enxergar como sendo possuidor de todos os recursos do sistema. - O Linux é

Leia mais

Gerenciamento de Processos

Gerenciamento de Processos - Um Processo é um Programa em Execução com todos os recursos necessários para este fim. - Cada Processo, quando em execução, enxergar como sendo possuidor de todos os recursos do sistema. - O Linux é

Leia mais

Gerenciamento de Processos

Gerenciamento de Processos - Um Processo é um Programa em Execução com todos os recursos necessários para este fim. - Cada Processo, quando em execução, enxergar como sendo possuidor de todos os recursos do sistema. - O Linux é

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Yoshimi Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Apresentação Carga horária: 2 horas-aula/semana 2/11 Objetivos Possibilitar ao aluno: Entendimento

Leia mais

Comandos TOP, PS e PSTREE

Comandos TOP, PS e PSTREE Comandos TOP, PS e PSTREE Todos estes comandos são responsáveis por mostrar os processos existentes em execução no sistema. Porém com suas diferenças, conforme os slides a seguir. Comando TOP O comando

Leia mais

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Introdução ao Linux Comandos Ubuntu/Linux Michelle Nery Agenda Comandos do Sistema Comandos para Processos

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Módulo 1 Sistemas Operacionais 1 Objetivos: Laboratório 1 1. Usar comandos básicos para visualização e manipulação de processos 2. Entender o escalonamento

Leia mais

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira <fred@madeira.eng.br> Lista de Exercícios 3 Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3 1. Qual dos seguintes comandos linux não inclui a capacidade de listar o PID das aplicações que estão

Leia mais

AULA 5. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS

AULA 5. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS M i n i - C u r s o d e I n t r o d u ç ã o a o G N U / L i n u x AULA 5 Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki PET Computação UFRGS Setembro 2009 L i n h a d e C o m a n d o I I I Processos

Leia mais

Gerenciamento de memória virtual no Kernel Linux conceitos básicos

Gerenciamento de memória virtual no Kernel Linux conceitos básicos Gerenciamento de memória virtual no Kernel Linux conceitos básicos João Eriberto Mota Filho Rio de Janeiro, Eriberto RJ, 03 dez. dez. 2011 2011 Sumário Modelo von Neumann Causas de esgotamento da memória

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

Relembrando. Em nossas primeiras aulas discutimos o conceito do que seria um processo! Quem lembra?

Relembrando. Em nossas primeiras aulas discutimos o conceito do que seria um processo! Quem lembra? Relembrando Em nossas primeiras aulas discutimos o conceito do que seria um processo! Quem lembra? Processos Essencialmente podemos dizer que é uma aplicação em execução. Um processo consome memória, disco,

Leia mais

7 Processos. 7.1 Introdução

7 Processos. 7.1 Introdução 1 7 Processos 7.1 Introdução O conceito de processo é a base para a implementação de um sistema multiprogramável. O processador é projetado apenas para executar instruções, não se importando com qual programa

Leia mais

Manual do System Monitor. Chris Schlaeger John Tapsell Chris Schlaeger Tobias Koenig Tradução: Marcus Gama

Manual do System Monitor. Chris Schlaeger John Tapsell Chris Schlaeger Tobias Koenig Tradução: Marcus Gama Chris Schlaeger John Tapsell Chris Schlaeger Tobias Koenig Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 6 2 Usando o System Monitor 7 2.1 Iniciando........................................... 7 2.2 Tabela

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CRIAÇÃO DA MÁQUINA VIRTUAL... 3 Mas o que é virtualização?... 3 Instalando o VirtualBox...

Leia mais

Comandos básicos do Linux

Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Introdução Alguns comandos que você verá nesta página, equivalem aos utilizados no DOS. No entanto, saiba que conhecendo ou não o DOS, você poderá estranhar

Leia mais

Monitoramento no Linux Avaliação de desempenho. Prof: Paulo Maciel

Monitoramento no Linux Avaliação de desempenho. Prof: Paulo Maciel <prmm@cin.ufpe.br Instrutor: Jamilson Dantas <jrd@cin.ufpe.br> Monitoramento no Linux Avaliação de desempenho Prof: Paulo Maciel

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Módulo 1 Sistemas Operacionais 1 Objetivos: Laboratório 1 1. Entender o escalonamento de processos no Linux 2. Entender aspectos do uso de memória por processos

Leia mais

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record)

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record). Master Boot Record Primeiro setor de um HD (disco rígido) Dividido em duas áreas: Boot loader

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Salvando modificações localmente (commit) Enviando modificações para o servidor (push) Sinalizando versão estável (tag)

Salvando modificações localmente (commit) Enviando modificações para o servidor (push) Sinalizando versão estável (tag) Salvando modificações localmente (commit) Enviando modificações para o servidor (push) Sinalizando versão estável (tag) Desfazendo modificações (reset) Verificar status de repositório 5 Não vamos fazer,

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

Fique craque com estas dicas para o Gerenciador de tarefas do Windows

Fique craque com estas dicas para o Gerenciador de tarefas do Windows Fique craque com estas dicas para o Gerenciador de tarefas do Windows Se você usa o Windows, provavelmente já acessou esta ferramenta. Até o Windows XP ela era acessada pelo famoso atalho Ctrl + Alt +

Leia mais

Manual do Memo de voz

Manual do Memo de voz Manual do Memo de voz Copyright 2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. HotSync, o logotipo da Palm e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync e da Palm são marcas comerciais

Leia mais

Manual do BlueChat 2.0 Palm

Manual do BlueChat 2.0 Palm Manual do BlueChat 2.0 Palm Copyright 2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync, Palm e o logotipo da Palm são

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Introdução a microinformática William S. Rodrigues HARDWARE BÁSICO O hardware é a parte física do computador. Em complemento ao hardware, o software é a parte lógica, ou seja,

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Conceitos Edson Moreno edson.moreno@pucrs.br http://www.inf.pucrs.br/~emoreno Sumário Introdução Arquitetura de Sistema Operacional Chamadas de sistema. Processos Basicamente, um

Leia mais

Sistema Operacional. Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais

Sistema Operacional. Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais Sistema Operacional Processo e Threads Introdução a Processos Todos os computadores modernos são capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Enquanto executa um programa do usuário, um computador pode

Leia mais

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre 22:59:36 Introdução à Informática com Software Livre 1 22:59:36 O Debian é uma distribuição GNU/Linux desenvolvida abertamente por um grupo mundial de voluntários, no esforço de se produzir um sistema

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 INSTALANDO O SAMBA... 3 Verificando a versão... 3 Criando uma cópia do servidor samba original... 3 COMPARTILHAMENTOS

Leia mais

Manual do BlueBoard 2.0 Palm

Manual do BlueBoard 2.0 Palm Manual do BlueBoard 2.0 Palm Copyright 2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync, Palm e o logotipo da Palm são

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec Aprendendo Unix no OS X Mountain Lion Mergulhando no Terminal e no Shell Dave Taylor Novatec Authorized Portuguese translation of the English edition of titled Learning Unix for OS X Mountain Lion, ISBN

Leia mais

Gerenciamento de processos

Gerenciamento de processos Introdução Processo é definido como porções de programas ou programa inteiro em funcionamento na memória do computador. É o processo que utiliza os recursos do computador processador, memória para a realização

Leia mais

Aula 3. Sistemas Operacionais. Prof: Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress.

Aula 3. Sistemas Operacionais. Prof: Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress. Sistemas Operacionais Aula 3 Prof: Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress.com Nunca cone em um computador que você não pode jogar pela janela.

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Servidores Linux. Conceitos Básicos do Linux. Instalando Servidor Linux.

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 5. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes?

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 5. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores Módulo LPI Aula 5 Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? 1 [1] NEVES, Júlio César Gerenciamento de Pacotes Por que

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Controlando Processos Fabricio Breve Noções Básicas Processo: abstração usada pelo Linux para representar um programa em execução Objeto através

Leia mais

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Tecnologias em Informática 2o Semestre Sistemas Operacionais Prof. Cid R Andrade Sumário Conhecer

Leia mais

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo.

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. (n=1 a 6) Alterna para o terminal (1 a 6).

Leia mais

Principais Comandos do Terminal no LINUX

Principais Comandos do Terminal no LINUX Principais Comandos do Terminal no LINUX Estes comandos não visam ser um compêndio completo de operação, haja vista que se possui mais comandos que esses aqui que serão listados, logo os comandos são:

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático Virtual Box Instalação do Virtual Box Instalação do Extension Pack Criando uma Máquina Virtual Instalando o Windows

Leia mais

Processos. Adão de Melo Neto

Processos. Adão de Melo Neto Processos Adão de Melo Neto 1 EXECUTE O SEGUINTE Baixa a aula dos dias 20 MAR 15 e 08 MAI 15 e salve no computador. Feche o browser Inicialize o vmware player e inicialize a máquina virtual ubuntu Inicialize

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 01

Sistemas Operacionais Aula 01 1 Defina Hardware e Software. 2 O que é Software Livre? 3 O que é Sistema Operacional? Dê Exemplos. 4 O que são Distribuições Linux? Dê exemplos. Aula 01 5 Onde podemos conseguir uma cópia do Linux Ubuntu?

Leia mais

Gerência de processos Requisitos fundamentais

Gerência de processos Requisitos fundamentais Requisitos fundamentais Implementar um modelo de processo. Implementar facilidades para criação e destruição de processos por usuários Alocar recursos a processos Intercalar a execução de um número de

Leia mais

Módulos...2 Shell...3

Módulos...2 Shell...3 Cesar Kállas cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 2 O Kernel...2 Módulos...2 Shell...3 Scripts...3 Bourne Shell sh...3 Bourne-Again Shell bash...3 Korn Shell

Leia mais

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS 1. Apresentação O UEG Linux 14.04 LTS é um sistema operacional baseado em Linux e derivado do Ubuntu, customizado pela Gerência de Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Goiás para

Leia mais

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs Simulado LPI 101 1. Quais comandos exibem os processos no Linux? Escolha uma. a. ls e df b. ps e top c. ps e df d. df e top e. du e df 2. O que representa o dispositivo /dev/hdb6? Escolha uma. a. Um partição

Leia mais

Administração de Sistemas Livres

Administração de Sistemas Livres Administração de Sistemas Livres Introdução a Comandos GNU/Linux Prof. Lais Farias Alves Comandos GNU/Linux O Linux (na verdade, GNU/Linux), assim como qualquer sistema operacional moderno, é perfeitamente

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Multiprogramação 2 a edição Revisão: Fev/2003 Sistemas Operacionais Multiprogramação Capítulo 2 Tornar mais eficiente o aproveitamento dos recursos do computador Execução simultânea* de vários programas

Leia mais

Gerência de processos Estudos de caso - BSD Unix

Gerência de processos Estudos de caso - BSD Unix Gerência de processos Estudos de caso - BSD Unix Escalonamento preemptivo com prioridades dinâmicas Prioridades entre 0 e 127 0 a 49 kernel 50 a 127 usuário 32 filas de pronto Processos executando em modo

Leia mais

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Autor: Eder S. G. - edersg@vm.uff.br Versão: 1.2 Data: 21/11/2012 Última atualização: 07/03/2013 Observação: Máquina real: Sistema operacional

Leia mais

M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o d o

M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o d o M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o d o Q C a l l * C e n t e r WWW.QUALITOR.COM.BR / WWW.CONSTAT.COM.BR PÁGINA 1 Todos os direitos reservados a Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor

Leia mais

Criação de Máquinas Virtuais utilizando o VirtualBox para Acesso Remoto

Criação de Máquinas Virtuais utilizando o VirtualBox para Acesso Remoto Criação de Máquinas Virtuais utilizando o VirtualBox para Acesso Remoto Fernando Henrique Gielow 14 de fevereiro de 2011 Sumário 1 Instalando o VirtualBox 2 1.1 Com apt-get............................

Leia mais

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Compactadores são programas que diminuem o tamanho de um

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do

Leia mais

AUXÍLIO COMPUTACIONAL

AUXÍLIO COMPUTACIONAL AUXÍLIO COMPUTACIONAL Sumário 1 Introdução...1 2 Sistema Operacional...1 2.1 Usando o Linux - no seu PenDrive...2 2.2 Usando o Linux - instalado no seu HD...4 2.3 Instalando Softwares Diretamente...4 2.3.1

Leia mais

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig.

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig. Comandos LINUX Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo Comandos LINUX principais vi ifconfig Comando Descrição Exemplo cd Muda o diretório corrente cd

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Instalação e Configuração 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013 Florianópolis, 26 de fevereiro de 2013. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.11.1.7 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores. 05 Gerência de Hospedeiros (Hosts)

Gerência de Redes de Computadores. 05 Gerência de Hospedeiros (Hosts) Gerência de Redes de Computadores 05 Gerência de Hospedeiros (Hosts) UFCG / DSC / JPS * 05 GERÊNCIA DE HOSPEDEIROS 1 TIPOS DE HOSPEDEIROS DOIS TIPOS DE HOSPEDEIROS o Servidores o Estações Clientes HÁ GRANDE

Leia mais

SVCs para Controle de Processos no Unix. Sistemas Operacionais

SVCs para Controle de Processos no Unix. Sistemas Operacionais SVCs para Controle de Processos no Unix Criação de Processos A maioria dos sistemas operacionais usa um mecanismo de spawn para criar um novo processo a partir de um outro executável. LPRM/DI/UFES 2 Criação

Leia mais

GNU/Linux/Bash. Aula 2

GNU/Linux/Bash. Aula 2 GNU/Linux/Bash Aula 2 O que é? Ubuntu GNU Linux Ubuntu 12.04 Ubuntu é um sistema operacional baseado em Linux desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém

Leia mais

Operação local em caso de falha na rede

Operação local em caso de falha na rede Agosto/2012 Operação local em caso de falha na rede Caros usuários, Este mês trataremos de um recurso bastante útil e de extrema importância para o uso contínuo do DataLyzer Spectrum. Sem dúvida é um diferencial

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

Sistema Operacional LINUX

Sistema Operacional LINUX SISTEMA OPERACIONAL Sistema Operacional LINUX Para que o computador funcione e possibilite a execução de programas é necessária a existência de um sistema operacional. O sistema operacional é uma camada

Leia mais

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado Editora AltaBooks Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame -) Simulado : Qual dos comandos a seguir nos permite saber a quantidade e quais são os dispositivos SCSI presentes no sistema: a(

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04

Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04 Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04 Autor: Aécio Pires João Pessoa-PB FLISOL Patos - UFCG 2012 1 Guia de instalação e configuração do Ubuntu 12.04 LTS Sumário SUMÁRIO...

Leia mais

Configuração dos Controles Remotos do KDE. Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama

Configuração dos Controles Remotos do KDE. Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama Configuração dos Controles Remotos do KDE Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 5 1.1 Requisitos.......................................... 5 2 Uso 6 2.1 Controles remotos e modos................................

Leia mais

Gerenciando Pacotes *.deb

Gerenciando Pacotes *.deb Gerenciando Pacotes *.deb Debian são programas colocados dentro de um arquivo identificados pela extensão.deb incluindo arquivos necessários para a instalação do programa, um sistemas de listagem/checagem

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Estruturas de Sistemas de Computação O sistema operacional precisa garantir a operação correta do sistema de computação. Operação

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Unix: Processos e o Kernel O Kernel É um programa especial, uma parte privilegiada do sistema operacional, que roda diretamente sobre o hardware. É ele quem implementa o modelo de processos do sistema.

Leia mais

#apt-get install make flex gcc gpp apache2 php5 php5-pgsql postgresql-8.4 libapache2-mod-php5 php5-gd php-net-socket postgres

#apt-get install make flex gcc gpp apache2 php5 php5-pgsql postgresql-8.4 libapache2-mod-php5 php5-gd php-net-socket postgres no Debian 6.0 Instalação do Zabbix (Sistema de Gerenciamento de Rede) Utilizando o terminal do linux digite o comando abaixo: #apt-get install make flex gcc gpp apache2 php5 php5-pgsql postgresql-8.4 libapache2-mod-php5

Leia mais

Manual do PolicyKit-kde. Daniel Nicoletti Tradução: Luiz Fernando Ranghetti

Manual do PolicyKit-kde. Daniel Nicoletti Tradução: Luiz Fernando Ranghetti Daniel Nicoletti Tradução: Luiz Fernando Ranghetti 2 Conteúdo 1 Resumo 5 2 Como funciona 6 2.1 Resumo............................................ 6 2.2 O problema.........................................

Leia mais

Ciclo de Vida de um Processo

Ciclo de Vida de um Processo Nas aulas anteriores Ciclo de Vida de um Processo Marcelo Johann Conceito de Processo Mecanismo de Programação em C/UNIX Continuando Interrupções TRAP Chaveamento de Contexto Chamadas de Sistema INF01142

Leia mais

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente?

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? Conteúdo 1 Comandos Básicos Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? a) shutdawn b) shutdown t now c) shutdown r now d) shutdwon h now e) shutdown h now Questão 2: Que comando

Leia mais

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET Obs.: Caso já possua um programa compactador de arquivo pular a etapa 1. 1 - Compactador de Arquivo Para instalar o Chef Foods Net você precisa de um programa descompactador

Leia mais

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL... Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...4 Configurações iniciais...5 Arquivo sudoers no Sistema Operacional

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

USB Creator. USBCreator. 1. Requerimentos. Página Imutável Informação Anexos Mais Acções. Ubuntu Brazil Entrar Help

USB Creator. USBCreator. 1. Requerimentos. Página Imutável Informação Anexos Mais Acções. Ubuntu Brazil Entrar Help 1 de 8 04/06/2013 18:02 Página Imutável Informação Anexos Mais Acções Ubuntu Brazil Entrar Help USBCreator USB Creator Hoje, também gravar o Ubuntu ou as várias distribuições Linux num pen drive nunca

Leia mais

Manual de Instalação. Sistema de Gestão e Acompanhamento de Frotas SIGAFROTA. Versão 1.0 Francisco Edilson do Nascimento

Manual de Instalação. Sistema de Gestão e Acompanhamento de Frotas SIGAFROTA. Versão 1.0 Francisco Edilson do Nascimento Sistema de Gestão e Acompanhamento de Frotas SIGAFROTA Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Data modificação: Versão 1.0 Francisco Edilson do Nascimento André Mattei 25/10/2011 Prefeitura Municipal

Leia mais

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Informática Aula 03 Sistema Operacional Linux Objetivos Entender

Leia mais