ASSEMBLEIA DE FREGUESIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSEMBLEIA DE FREGUESIA"

Transcrição

1

2 Editorial EXECUTIVO Paulo Alexandre da Silva Quaresma 34 anos, professor Caro(a) amigo(a), Presidente Recursos Humanos, Informação e Atendimento, Habitação Social, Reabilitação Urbana, Espaços Verdes, Espaço Público atendimento ao público: quintas de tarde, mediante marcação prévia (independente) Maria Teresa Ferreira Martins 42 anos, docente universitária Secretária Educação, Cultura, Desenvolvimento Comunitário atendimento ao público: mediante marcação prévia Miguel Martins Agrochão 19 anos, estudante universitário Tesoureiro Tesouraria e Finanças, Património, Desporto, Juventude, Saúde atendimento ao público: mediante marcação prévia Isabel Margarida do Rosário Ribeiro Lima e Carmo Pedro 36 anos, bióloga e professora Vogal Comércio e Abastecimento, Turismo, Protecção Ambiental, Higiene Urbana e Resíduos Sólidos, Planeamento Urbanístico atendimento ao público: mediante marcação prévia Natália da Conceição Henriques Domingos da Costa Santos 59 anos, doméstica Vogal Acção Social, Trânsito, Segurança atendimento ao público: mediante marcação prévia Apesar de ainda com várias insuficiências, muitos são aqueles que reconhecem o trabalho, o empenho, o dinamismo e a ousadia da Junta de Freguesia. É uma instituição que já provou que se encontra verdadeiramente ao serviço da população e que está atenta às suas aspirações e necessidades. Deve ser com muito orgulho, independentemente da simpatia politico-partidária e de esta ou aquela insatisfação, que os carnidenses observam as diversas solicitações a que os eleitos, os funcionários e os responsáveis das instituições locais são chamados para relatarem a sua experiência e darem o seu testemunho. O reconhecimento deste esforço de trabalhar todos os dias na tentativa de envolver TODOS na resolução dos problemas não deve servir de motivo para descansarmos à sombra da bananeira mas antes um permanente desafio para continuar e arriscarmos ainda mais. Foi com grande satisfação que participei, em nome da autarquia, no passado dia 16 de Março no 1º Encontro Nacional do Orçamento Participativo, que foi organizado pelo Município de S. Brás de Alportel. E será também com muita satisfação que irei receber no próximo dia 19 de Abril um grupo de autarcas suecos do município de Vara que manifestaram muito interesse em conhecer a nossa experiência de trabalho comunitário. Foi também de forma muito sentida que todos assistimos à reabertura do edifício sede da Junta após as obras de ampliação e requalificação. Foi um momento vivido por muitos Carnidenses e mais um sonho que se tornou realidade. Mas todo este trabalho é permanentemente ameaçado pelas medidas injustas lançadas pelo Governo contra o Poder Local, como seja, o corte em 5% das verbas a que a Junta tinha direito, ou o desgoverno da Câmara de Lisboa que atrasa as transferências de verbas para as Juntas de Freguesia. Esta, e qualquer outra Junta de Freguesia, não pode sofrer com os erros e muitas vezes com a incompetência de outros, neste caso, dos eleitos da Câmara de Lisboa. Mais uma vez a autarquia não está a cumprir com a transferência de verbas para as Juntas de Freguesia o que coloca em causa os acordos estabelecidos e todos os serviços que diariamente colocamos ao serviço das populações. Um desses exemplos são as actividades que desenvolvemos nas escolas da freguesia assegurando as actividades de tempos livres. O 3º período está a iniciar-se e a Câmara de Lisboa ainda não transferiu qualquer verba para este programa como se comprometeu em Julho. O que é lamentável é que a Junta de Freguesia ande permanentemente a financiar a actividade da Câmara de Lisboa. A Câmara de Lisboa ainda deve à Junta de Freguesia verbas de Julho de 2005 quando promovemos actividades de verão para crianças. A Junta de Freguesia tudo continuará a fazer para manter o seu trabalho diariamente em prol de todos os carnidenses contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida mas não pode deixar de lamentar todos estes obstáculos difíceis de ultrapassar. ASSEMBLEIA DE FREGUESIA tel Paulo Quaresma Presidente da Junta Maria Vilar Guerreiro Diógenes 64 anos, reformada Presidente atendimento ao público: mediante marcação prévia terças das 10:30 às 12:30 horas quartas das 17:30 às 19:30 horas 02 Áreas Verdes e Espaço Público, ligue Atendimento online (através do MSN).

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12 carnidecultura junta Junta de Freguesia assinala Dia Internacional da Mulher de freguesia comemorações 25 ABRIL GALERIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE DIA 24 ABRIL. 22 HORAS. ENTRADA GRATUITA No passado dia 8 de Março, a Junta de Freguesia de Carnide comemorou o Dia Internacional da Mulher com um concerto gospel de grande qualidade a cargo do Grupo Coral Staccato Ensemble. O acolhedor e renovado espassusbar foi o local escolhido para uma noite animada que contou com a participação de inúmeras mulheres da freguesia, que encheram por completo aquele local. AS ENTRADAS ESTÃO SUJEITAS A RESERVA PRÉVIA RESERVAS A PARTIR DO DIA 9 DE ABRIL PELO TELEFONE Sociedade Dramática de Carnide 2007 Inscrições abertas para Marchantes. Maiores de 16 anos Inscrições e Informações. Sociedade Dramática de Carnide ( ). Junta de Freguesia de Carnide ( ) 12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

Execução Anual das Grandes Opções do Plano

Execução Anual das Grandes Opções do Plano das Grandes Opções do Plano 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E ENSINO BÁSICO 01 01 /1 Infraestruturas de Ano Anos seguintes Anos Anteriores Ano 01 01 /1 1 Centro Escolar de Caria 0102 07010305 E

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) O plano plurianual de investimentos para 2009 tem subjacente um planeamento financeiro que perspectiva a execução dos

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO ACTA NÚMERO CINCO Aos quatro dias do mês de Março de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 1 FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017 Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 2 ÍNDICE - INTRODUÇÃO 3 - AÇÃO SOCIAL E EMPREGO 3,4 - EDUCAÇÃO SAÚDE 4 CULTURA, DESPORTO

Leia mais

Programa de Apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social

Programa de Apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social Programa de Apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social Enquadramento Com base numa visão estratégica de desenvolvimento social que valorize a rentabilização dos recursos técnicos e financeiros

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende SEMINÁRIO: QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO ÃO Porto, 3 e 4 de Novembro de 2005 O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende Carla Dias carla.dias@cm-esposende.pt

Leia mais

1. CARACTERIZAÇÃO DA ENTIDADE. 1.1 Identificação

1. CARACTERIZAÇÃO DA ENTIDADE. 1.1 Identificação 1. CARACTERIZAÇÃO DA ENTIDADE 1.1 Identificação Espinho é uma cidade situada no distrito de Aveiro, região Norte e subregião do Grande Porto. Segundo os censos de 2001, o concelho tem uma população residente

Leia mais

1. Nota Introdutória. Caros Associados,

1. Nota Introdutória. Caros Associados, PROGRAMA DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015 1-7 1. Nota Introdutória Caros Associados, O Plano Anual de Atividades é um instrumento de organização e gestão, contextualizando as diversas atividades a desenvolver

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei nº 65/XIII-1.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei nº 65/XIII-1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei nº 65/XIII-1.ª Aprova medidas para a criação de uma rede de centros de recolha oficial de animais e para a modernização dos serviços municipais

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCANENA

MUNICÍPIO DE ALCANENA REUNIÃO Nº 06 DATA 17.03.2014 AGENDA PERIODO ANTES DA ORDEM DO DIA. Pelas, a Excelentíssima Senhora Presidente fixou o período Antes da Ordem do Dia, com a duração máxima de sessenta minutos, para tratamento

Leia mais

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO INTRODUÇÃO O presente Orçamento para o ano de 2014 para o qual o órgão Executivo da Junta de Freguesia de Labruja elaborou e aprovou, orientar-se-á na linha do plano traçado para os quatro anos do mandato,

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES E ORÇAMENTO

PLANO DE ACTIVIDADES E ORÇAMENTO PLANO DE ACTIVIDADES E ORÇAMENTO Ano de 2012 NOTA DE APRESENTAÇÃO A actual Direcção da Associação terminou o mandato para que foi eleita em 31/12/2010. Após a marcação de vários actos eleitorais para os

Leia mais

Mina de Água em Notícia

Mina de Água em Notícia Newsletter Outubro/2013 Mina de Água em Notícia Tomada de posse dos órgão autárquicos da Freguesia de Mina de Água Decorreu no passado dia 22 de Outubro, pelas 19h30, no auditório da Câmara Municipal da

Leia mais

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO 1/5 BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO REGº SM Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra Solicito a inserção do presente projecto no Banco Local de Voluntariado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N o 13/2014 Aprova o Orçamento Interno da Universidade Federal da Paraíba, para o exercício financeiro de 2014.

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

Banco Local de Voluntariado de Gondomar

Banco Local de Voluntariado de Gondomar Regulamento Interno do Banco Local de Voluntariado de Gondomar (Aprovado em reunião de Câmara de 12 de Fevereiro e Assembleia Municipal de 18 de Fevereiro de 2009) Preâmbulo Entende-se por voluntariado

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014 V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável Montijo 14 de Novembro de 2014 1. Saudação Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal do Montijo Exmo. Sr.

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente MENSAGEM DO PRESIDENTE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2014 www.cm-estarreja.pt Os documentos relativos ao Relatório de Atividades e Prestação de Contas 2014 do município de Estarreja têm, como

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

CORRENTES CAPITAL TOTAL RECEITAS 17 526 004 7 283 896 24 809 900 DESPESAS 12 372 900 12 437 000 24 809 900

CORRENTES CAPITAL TOTAL RECEITAS 17 526 004 7 283 896 24 809 900 DESPESAS 12 372 900 12 437 000 24 809 900 ANÁLISE DO ORÇAMENTO: RECEITA E DESPESA O orçamento para 2014 volta a ser mais contido que o anterior, situando-se em 24.809.900, ou seja menos 4,3% que o de 2013. Como se verá mais à frente, o plano de

Leia mais

Apoio Institucional:

Apoio Institucional: Apoio Institucional: YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL Enquadramento Os Parceiros A YA Entrepreneurship School é um projeto fruto de uma parceria entre o Audax e a UPAJE que pretende fomentar o empreendedorismo

Leia mais

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 24 Capítulo 43 2 25 Estudos, Depois Formação da Outros Licenciatura e Trabalho Apoios 5 O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 5 Capítulo Capítulo 5 57 O ASSOCIATIVISMO

Leia mais

Pág.1.Capa. Pág.2 Índice. Pág.3...O que é a sustentabilidade? / Para quê o desenvolvimento sustentável?

Pág.1.Capa. Pág.2 Índice. Pág.3...O que é a sustentabilidade? / Para quê o desenvolvimento sustentável? 1 Pág.1.Capa Pág.2 Índice Pág.3...O que é a sustentabilidade? / Para quê o desenvolvimento sustentável? Pág.4.Para quê o desenvolvimento sustentável? / Como se torna uma cidade sustentável? (ambiente)

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

PRODER Sub-Programa 3 Dinamização das Zonas Rurais ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO PARA O INTERIOR DO ALGARVE CENTRAL

PRODER Sub-Programa 3 Dinamização das Zonas Rurais ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO PARA O INTERIOR DO ALGARVE CENTRAL PRODER Sub-Programa 3 Dinamização das Zonas Rurais ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO PARA O INTERIOR DO ALGARVE CENTRAL Medida 3.1 - Diversificação da economia e criação de emprego Objectivos : - Promover

Leia mais

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27.

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 93 ORDEM DE TRABALHOS 1. ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2. DIVISÃO FINANCEIRA 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 2.2-

Leia mais

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 Cumprir um orçamento na sua plenitude é factor de credibilidade e confiança perante os seus fregueses. É a linha mestra para uma boa execução, ou seja, atingir

Leia mais

Dados Pessoais. Contactos profissionais: joaomiranda@fd.ul.pt jmiranda@falm.pt

Dados Pessoais. Contactos profissionais: joaomiranda@fd.ul.pt jmiranda@falm.pt I Dados Pessoais JOÃO PEDRO OLIVEIRA DE MIRANDA Nascido a 28 de Agosto de 1972 Natural de Lisboa Contactos profissionais: joaomiranda@fd.ul.pt jmiranda@falm.pt 1 II Dados Curriculares 1. Ocupações actuais

Leia mais

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Objeto) O presente regulamento define as normas de participação e intervenção no Orçamento Participativo do Município da

Leia mais

1. Nota Introdutória. Caros Associados,

1. Nota Introdutória. Caros Associados, PROGRAMA DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2016 1 7 1. Nota Introdutória Caros Associados, O Plano Anual de Atividades é um instrumento de organização e gestão, contextualizando as diversas atividades a desenvolver

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO JUNQUEIRA 2008

OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO JUNQUEIRA 2008 OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO JUNQUEIRA 2008 INTRODUÇÃO 2 AGENDA 21 LOCAL 3 PLANO DE ACÇÕES 2008 3 - Organização e funcionamento dos serviços 3 - serviços de competência directa 3 - serviços em parceria

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

RESUMO FREGUESIA DE BENFICA. Ano :2012 (Unidade: EUR) Receitas Montante Despesas. Corrente... Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432.

RESUMO FREGUESIA DE BENFICA. Ano :2012 (Unidade: EUR) Receitas Montante Despesas. Corrente... Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432. RESUMO Ano :2012 Receitas Montante Despesas Montante Corrente... 4.349.118,00 Corrente... Capital... 2,00 Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432.383,80 960.736,20 Total 4.349.120,00 Total 4.393.120,00

Leia mais

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações:

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações: Nr Área Recomendação Valido Abstenh o-me C/6 E/7 F/7 Voluntariado Aproveitar espaços sem utilização para fazer jardins, espaços para convívio e locais de desporto para a população. Promover a limpeza dos

Leia mais

Junta de Freguesia de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 2011. Introdução

Junta de Freguesia de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 2011. Introdução Junta de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 21 Introdução O ano de 21, para além de ser um ano de continuidade de Projectos idealizados e iniciados no ano transacto é sem sombra de dúvidas um ano complicado

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER (nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro)

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER (nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro) Mapa Resumo dos postos de por cargo/carreira/categoria CARGO/CATEGORIAS/CARREIRAS A criar TOTAL Obs. Diretor de departamento 2 2 Chefe de divisão 6 6 Direção intermédia 3.º grau 2 2 Comandante Operacional

Leia mais

Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos

Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos Contribuinte nº 506 811 875 Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos Ano Económico 2015 Aprovado em reunião da Junta de Freguesia em / / Aprovado em reunião da Assembleia de Freguesia em / / ORÇAMENTO

Leia mais

MAPA DE PESSOAL. Gabinete de Apoio ao Presidente. Gabinete de Fiscalização Sanitária

MAPA DE PESSOAL. Gabinete de Apoio ao Presidente. Gabinete de Fiscalização Sanitária Preenchidos A preencher Preenchidos Gabinete de Apoio ao Presidente Coordenar e executar todas as atividades inerentes à assessoria, secretariados, protocolos da Presidência e assegurar a interligação

Leia mais

Nós Propomos - Cidadania e inovação em educação geográfica. Centro Comercial São Bernardo

Nós Propomos - Cidadania e inovação em educação geográfica. Centro Comercial São Bernardo Nós Propomos - Cidadania e inovação em educação geográfica Centro Comercial São Bernardo Introdução O trabalho que vamos apresentar foi-nos proposto pela professora Isabel Beja no âmbito da disciplina

Leia mais

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições.

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições. 1. No dia 4 de Dezembro, a União Distrital de Santarém em parceria com Segurança Social, levou a efeito o ultimo dos 5 encontros realizados em várias zonas do distrito, sobre o tema "Encontros de Partilha",

Leia mais

Atribuições e competências dos vários níveis de administração pública Competências e financiamento das Autarquias locais

Atribuições e competências dos vários níveis de administração pública Competências e financiamento das Autarquias locais Sumário Atribuições e competências dos vários níveis de Competências e financiamento das Autarquias locais Níveis de administração Administração Central/Nível Nacional Administração Local/Nível Municipal

Leia mais

FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO

FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO Projecto PIGEM FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO LUBANGO 28 DE ABRIL DE 2015 ELABORADO POR: MARIANA SOMA /PRELECTORA 1 GÉNERO E DESENVOLVIMENTO CONCEITO É uma abordagem que se concentra nas relações

Leia mais

Câmara Municipal da Amadora

Câmara Municipal da Amadora REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 2 DE SETEMBRO DE 2009 PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA ORDEM DO DIA PONTO 1 - GRANDES OPÇÕES DO PLANO (PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS E PLANO DE ACÇÕES MUNICIPAIS) E ORÇAMENTO

Leia mais

CURRICULUM VITAE. VITOR MANUEL ROSAS DA SILVA Arquitecto

CURRICULUM VITAE. VITOR MANUEL ROSAS DA SILVA Arquitecto CURRICULUM VITAE VITOR MANUEL ROSAS DA SILVA Arquitecto FEVEREIRO 2013 INDICE I- IDENTIFICAÇÃO... 1 II- RESUMO CURRICULAR... 2 III- CONFERÊNCIAS, PUBLICAÇÕES E EXPOSIÇÕES... 3 IV- PRÉMIOS... 3 V- OBRAS

Leia mais

Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais

Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais Coordenadores: Professores Doutores Fausto de Quadros, Luís Pereira Coutinho e Lourenço Vilhena de Freitas Duração: Início no dia 17 de Maio Dias de leccionação:

Leia mais

R E G I M E N T O. Preâmbulo

R E G I M E N T O. Preâmbulo R E G I M E N T O Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n.º 46/86, de 14 de outubro, com a redação que lhe foi dada pela Lei n.º 115/97, de 19 de setembro) e de acordo com as alterações introduzidas

Leia mais

Freguesia. Foz do Arelho. Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO

Freguesia. Foz do Arelho. Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO Freguesia de Foz do Arelho Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO DA RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO PELA JUNTA DE FREGUESIA Em reunião de PELA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA Em sessão

Leia mais

iii 1 ASSEMBLEIA MUNICIPAL LISBOA CONVOCATÓRIAS

iii 1 ASSEMBLEIA MUNICIPAL LISBOA CONVOCATÓRIAS iii 1 ASSEMBLEIA MUNICIPAL LISBOA 27 a 32 REUNIÃO DA 2.2 SESSÃO ORDINÁRIA DE 2014 e 16.2 SESSÃO 28:a EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL CONVOCATÓRIAS Nos termos do disposto no artigo 28. e na àlínea

Leia mais

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005 Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Senhor Presidente da ALRAA Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo

Leia mais

MUNICIPIO DE ALMODÔVAR CÂMARA MUNICIPAL PUBLICITAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS DE NATUREZA CORRENTE E DE CAPITAL CONCEDIDAS DURANTE O ANO DE 2014

MUNICIPIO DE ALMODÔVAR CÂMARA MUNICIPAL PUBLICITAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS DE NATUREZA CORRENTE E DE CAPITAL CONCEDIDAS DURANTE O ANO DE 2014 475,00 Deliberação: 19-03-2014 Associação Ajuda a Sorrir 509058566 500,00 Deliberação: 05-02-2014 participação e prémios de Carnaval 2014 75,00 Deliberação: 05-02-2014 participação e prémios de Carnaval

Leia mais

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS Documentos de Prestação de Contas 2010 DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 Fluxos de Caixa Documentos de Prestação de Contas 2010 DOC

Leia mais

F O R M A Ç Ã O. ÓRGÃOS das

F O R M A Ç Ã O. ÓRGÃOS das F O R M A Ç Ã O ÓRGÃOS das AUTARQUIAS JORGE GASPAR AUTARQUIAS LOCAIS Noção e enquadramento As autarquias locais são pessoas colectivas territoriais, dotadas de órgãos representativos, que visam a prossecução

Leia mais

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social PLANO DE ACÇÃO 2007 Introdução O CLASA - Conselho Local de Acção Social de Almada, de acordo com a filosofia do Programa da Rede Social, tem vindo a suportar a sua intervenção em dois eixos estruturantes

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga A lei de bases do sistema educativo assume que o sistema educativo se organiza de forma a descentralizar, desconcentrar e diversificar as estruturas

Leia mais

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo.

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo. Trinta e quatro anos depois do 25 de Abril de 1974, importa comemorar Abril e afirmar os valores da Democracia e da Liberdade. Nada pode motivar ou impedir o livre exercício dos direitos e deveres de cidadania.

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 12/11/2014 (Executivo) Aos doze dias do mês de Novembro de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas, na Sede da União

Leia mais

EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS

EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS Ficha 1: Projecto Estrada Larga Caminhos para famílias sem violência Soroptimist Internacional Clube Porto Invicta Projecto Estrada Larga Caminhos

Leia mais

ONLINE. www.leiriareg iaodig ital.p t. Serviços on-line para cidadãos e empresas. Nerlei

ONLINE. www.leiriareg iaodig ital.p t. Serviços on-line para cidadãos e empresas. Nerlei www.leiriareg iaodig ital.p t U M ONLINE COM A R E G I Ã O A VIDA Leiria Região Digital Serviços on-line para cidadãos e empresas Nerlei Sumário Parceiros do Leiria Região Digital (LRD) Zona de abrangência

Leia mais

DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA

DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA DURAÇÃO / COMPONENTE / DIPLOMA CURSO DE FORMAÇÃO AVANÇADA I Edição 2014 30 Horas lectivas / Teórica / Curso de Formação Avançada COORDENAÇÃO Coordenação Científica Prof.

Leia mais

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR ENSINO SUPERIOR PARTICULAR 210 4010 8136 Escola Superior Artística do Porto L - 1º ciclo Animação e Produção Cultural 1.º 6 Sem 180 20 210 4010 9257 Escola Superior Artística do Porto MI Arquitectura 1.º

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA

FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA Despesas Orçamentais 505.374,37 Correntes 356.434,90 010300.0101010100 Meio Tempo - Presidente 8,546.02 010300.0101010200 Compensação mensal Secretário / Tesoureiro 5,275.68 010300.0102130100 Senhas de

Leia mais

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE LISBOA Mestrado em Geografia, Esp. em Urbanização e Ordenamento do Território O planeamento urbano e o ordenamento territorial estratégico: O papel das politicas de

Leia mais

Vereadora Corália Loureiro. Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis

Vereadora Corália Loureiro. Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis Poder Local e Cidades d Saudáveis Vereadora Corália Loureiro Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis II Simpósio Internacional de Saúde Ambiental e a Construção de Cidades Saudáveis - IGOT - UL 6 Dezembro

Leia mais

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor:

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: - Conselho Municipal de Educação de Vila Real - Proposta de Regulamento ---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS 2010 5 ANÁLISE ORÇAMENTAL

RELATÓRIO E CONTAS 2010 5 ANÁLISE ORÇAMENTAL 5 ANÁLISE ORÇAMENTAL 1 PRINCIPAIS DESTAQUES [Indicadores] Indicadores 2009 RECEITA Crescimento da Receita Total -18,8 19,8 Receitas Correntes / Receitas Totais 76,1 61 Crescimento das Receitas Correntes

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SINES RELATÓRIO DE GESTÃO 2014 1 INTRODUÇÃO Nos dias de hoje, qualquer Instituição ou Entidade tem como dever a apresentação de contas, sendo esta apresentação da responsabilidade

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades

Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades Universidade Atlântica Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões Universidade Fernando Pessoa Universidade Independente Universidade Internacional

Leia mais

MANAGEMENT ACADEMY PROGRAMA DE ALTO DESEMPENHO >2015 PADE PADU EMPRESARIAL UNIVERSITÁRIO. De 9 de Junho a 10 de Julho, 2015 _ 09h30 às 18h30

MANAGEMENT ACADEMY PROGRAMA DE ALTO DESEMPENHO >2015 PADE PADU EMPRESARIAL UNIVERSITÁRIO. De 9 de Junho a 10 de Julho, 2015 _ 09h30 às 18h30 MANAGEMENT ACADEMY PROGRAMA DE ALTO DESEMPENHO >2015 PADE EMPRESARIAL De 9 de Junho a 10 de Julho, 2015 _ 09h30 às 18h30 PADU UNIVERSITÁRIO De 8 de Junho a 10 de Julho, 2015 _ 09h30 às 18h30 Local: Universidade

Leia mais

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt UNIVERSIDADE SÉNIOR DE CARNAXIDE - APRENDIZAGEM E LAZER ARTIGO 1º Aspectos Gerais REGULAMENTO 1- A Universidade Sénior de Carnaxide - Aprendizagem e Lazer, adiante designada por USCAL, tem por objectivo

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

Orçamento 01 280.554,00 200,00 300,00 10.100,00 10.000,00 4.900,00. 30.750,00 04.01.23.99.01 Atestados, Confirmações e

Orçamento 01 280.554,00 200,00 300,00 10.100,00 10.000,00 4.900,00. 30.750,00 04.01.23.99.01 Atestados, Confirmações e Pag.: 1 04.01.23.99.03 1.500,00 Transladações 04.02 Multas e outras penalidades 04.02.99 Multas e penalidades diversas 05 Rendimentos da propriedade 05.02 Juros - Sociedades financeiras 05.02.01 Bancos

Leia mais

Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura

Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura Nos termos do disposto na alínea a) do artigo 7.º e no n.º 3 do artigo 10.º do Decretolei n.º 305/2009, de 23 de Outubro e dentro dos limites

Leia mais

> MENSAGEM DE BOAS VINDAS

> MENSAGEM DE BOAS VINDAS > MENSAGEM DE BOAS VINDAS A (DPE), da (DREQP), inicia, com o primeiro número desta Newsletter, um novo ciclo de comunicação e aproximação ao público em geral e, de forma particular, aos seus parceiros

Leia mais

ANÁLISE DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS. O Gestor de Desporto

ANÁLISE DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS. O Gestor de Desporto ANÁLISE DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS O Gestor de Desporto 1 2 Dirigente desportivo; Director desportivo; Director técnico nacional/regional federações e associações; Director técnico outras organizações

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL João Teresa Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Crato, em cumprimento do disposto no artigo 91.º da Lei n.º 169/99 de 18 de setembro, torna público que na 27.ª reunião

Leia mais

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA. Preâmbulo

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA. Preâmbulo REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA Preâmbulo O voluntariado é definido como um conjunto de acções e interesses sociais e comunitários, realizadas de forma desinteressada no âmbito

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

Regulamento para a Concessão de Subsídios a Entidades e Organismos que Prossigam Fins de Interesse Público da Freguesia de Areeiro CAPÍTULO I

Regulamento para a Concessão de Subsídios a Entidades e Organismos que Prossigam Fins de Interesse Público da Freguesia de Areeiro CAPÍTULO I Regulamento para a Concessão de Subsídios a Entidades e Organismos que Prossigam Fins de Interesse Público da Freguesia de Areeiro CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º Objecto O presente regulamento

Leia mais

FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA

FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA RECEITAS CORRENTES 01 Impostos directos 10.102,Oe 01 02 Outros 10.102,Oe 010208 imposto municipal imóveis (rústico) 1.000,00 010209 Imposto Municipal

Leia mais

O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia. Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia

O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia. Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia O projeto da Rede Municipal de Hortas Urbanas de Vila Nova de Gaia Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia O CONCEITO DE HORTA URBANA Possui objetivos distintos da atividade agrícola enquanto atividade económica

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA NOTA JUSTIFICATIVA A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos locais de Educação. A Lei 169/99, de 18

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente Senhora e Senhores Membros do Governo Permitam-me que, pela primeira vez que tenho a honra de intervir nesta Assembleia,

Leia mais

SESSÃO "SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 2015" RELATÓRIO FINAL

SESSÃO SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 2015 RELATÓRIO FINAL SESSÃO "SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 015" RELATÓRIO FINAL ENQUADRAMENTO No âmbito da Semana Europeia da Energia Sustentável (15 a 19 de Junho de 015),, a Câmara Municipal de Lisboa e a Lisboa

Leia mais

PLANO DE PREVENÇÃO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRAÇÕES CONEXAS Relatório anual

PLANO DE PREVENÇÃO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRAÇÕES CONEXAS Relatório anual PLANO DE PREVENÇÃO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRAÇÕES CONEXAS Relatório anual Freguesia Gâmbia Pontes-Alto da Guerra juntagambia@junta-freg-gambia.org 1 Introdução A Freguesia de Gâmbia-Pontes-Alto

Leia mais

PROPOSTA. relativa ao Ponto Dois da Ordem do Dia da reunião da Assembleia Geral de Acionistas da Luz Saúde, S.A. Sociedade aberta (a Sociedade )

PROPOSTA. relativa ao Ponto Dois da Ordem do Dia da reunião da Assembleia Geral de Acionistas da Luz Saúde, S.A. Sociedade aberta (a Sociedade ) PROPOSTA relativa ao Ponto Dois da Ordem do Dia da reunião da Assembleia Geral de Acionistas da Luz Saúde, S.A. Sociedade aberta (a Sociedade ) Convocada para dia 20 de janeiro de 2016 às 11h00 Considerando

Leia mais

-------- ORDEM DE TRABALHOS.

-------- ORDEM DE TRABALHOS. Folha N.º 55 ------------------------------------------ATA NÚMERO NOVE -------------------------------------------- -------- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONFORTE, REALIZADA EM 2 DE

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO DOIS

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO DOIS ACTA NÚMERO DOIS Aos vinte e um dias do mês Janeiro de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

Calendário Acadêmico/2015

Calendário Acadêmico/2015 Calendário Acadêmico/2015 Janeiro de 2015 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 1º - FERIADO: CONFRATERNIZAÇÃO UNIVERSAL. 02 A 31 - FÉRIAS DOS COLABORADORES

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) Neste orçamento, o Município ajustou, as dotações para despesas de investimento, ao momento de austeridade que o país

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL REGULAMENTO. Artigo 1º. (Natureza) Artigo 2º. (Objectivos)

CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL REGULAMENTO. Artigo 1º. (Natureza) Artigo 2º. (Objectivos) CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL REGULAMENTO Artigo 1º (Natureza) O Conselho Municipal de Desenvolvimento Económico e Social (CMDES) é um órgão de reflexão e consulta no domínio

Leia mais

CURRICULUM VITAE NUNO ESTEVES ENGENHEIRO CIVIL

CURRICULUM VITAE NUNO ESTEVES ENGENHEIRO CIVIL CURRICULUM VITAE NUNO ESTEVES ENGENHEIRO CIVIL IDENTIFICAÇÃO PESSOAL Nome: Nuno José Correia de Freitas Couto Esteves Naturalidade: Monserrate Viana do Castelo Data de Nascimento: 05/10/1974 Nacionalidade:

Leia mais