CURRÍCULOS DOS CANDIDATOS À DIRETORIA DA DS BH GESTÃO 2012/2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURRÍCULOS DOS CANDIDATOS À DIRETORIA DA DS BH GESTÃO 2012/2013"

Transcrição

1 CURRÍCULOS DOS CANDIDATOS À DIRETORIA DA DS BH GESTÃO 2012/2013 Luiz Sérgio Fonseca Soares - Serginho Presidente IRF Belo Horizonte Atuação sindical - Presidente da DS BH do Unafisco Sindical de 07/2007 a 08/2008. Secretário Geral da DS BH na gestão Maria Lúcia Fattorelli (08/1999 a 07/2001). 2º vice-presidente na gestão Eugênio Celso Gonçalves (08/1991 a 07/1993). Integrou o Conselho Fiscal na gestão Roosevelt Borges de Oliveira (08/1990 a 07/1991). Participou do Comando Nacional de Mobilização na greve de Secretário da Mesa Diretora do 1º Conaf (1989) e Presidente da Mesa Diretora do Conaf em Canela/RS (1998). Presidiu a primeira Plenária unificada da categoria AFRFB em São Paulo (2008). Dados profissionais Auditor da Receita Federal há 33 anos. Sua primeira atividade foi na área aduaneira. Trabalhou na fiscalização de zona secundária aduaneira e IPI, nos órgãos centrais e regionais aduaneiros. Inspetor em Confins, de 11/1993 a 05/1996. Exonerado, a pedido, pelo apoio ao movimento reivindicatório da categoria e por não fornecer o nome dos participantes da greve. Inspetor no Galeão, de 07/1996 a 03/1998. Exonerado, a pedido, por falta de apoio para garantir a precedência da Alfândega. Conselheiro no Terceiro Conselho de Contribuintes, de 02/1999 a 12/2004. Em 08/2008, foi empossado no cargo de Superintendente Regional da RFB na 8ª RF SP, onde permaneceu até agosto de Exonerado, a pedido, por não acreditar na continuidade do trabalho por uma Receita republicana, pelo respeito à autoridade fiscal e pela tributação mais justa. É instrutor da ESAF desde 1981, nas áreas aduaneira, PAF e DIP. Formado em Direito, pela UFMG, tem pós-graduação em Customs Administration & Excise Tax - USC USA e especialização Direito Tributário UFPE.

2 Wânia de Fátima Paiva Vice-presidente DRF Belo Horizonte CAC Atuação sindical e associativa É representante sindical da DS BH na Delegacia da Receita Federal em Belo Horizonte. Atuou no Comando Regional de Mobilização em 2008 e Delegada eleita para diversas plenárias de 2008 a 2011, com participação também em diversos Confisp. Foi delegada no Conaf Além de participar de diversos seminários promovidos pelo Sindicato, integrou trabalhos parlamentares contra as Reformas da Previdência e por ocasião da unificação das carreiras do Fisco. É também representante da Anfip-MG na DRF-BHE. Foi membro do Conselho Fiscal da Anfip-MG, no biênio , além de participar de várias convenções da Anfip Nacional. Dados profissionais Auditora Fiscal com atividades externas em São Paulo e Belo Horizonte, de 1995 a Em 2010, passou a integrar a equipe do CAC Contorno (DRB-BHE). Bacharel em Direito e Administração de Empresas, ingressou na carreira de Auditor Fiscal em Francisco Lyra Júnior Chico Secretário-Geral DRF Belo Horizonte Seort Atuação sindical - Secretário-geral da DS BH do Unafisco Sindical na gestão 2007 a Membro dos Comandos Regionais de Mobilização em Minas Gerais nas greves de 2006 e Representante da DS BH na DRF Contagem, de 2005 a Participou como delegado em diversas Plenárias, nos Conaf de 2002, 2008 e 2010 e no Congresso Nacional Unificado que criou o Sindifisco Nacional. Coordenou o seminário sobre a unificação das entidades sindicais realizado em Belo Horizonte. Dados profissionais Concurso de É formado em Engenharia Elétrica e Filosofia, pela UFMG. Trabalhou nas Delegacias de Curvelo e Contagem. Desde janeiro de 2009, está no Seort da DRF Belo Horizonte.

3 Vicente Alves Vilaça Diretor Financeiro Aposentado Dados profissionais - Auditor Fiscal da RFB de 1963 a 1990, onde ocupou os cargos de inspetor, delegado em Belo Horizonte e chefe da Divisão de Controle Aduaneiro da SRRF06. Foi gerente da Assefaz no estado de Minas Gerais. Atuou como professor nas áreas de Direito Tributário e Legislação do Comércio Exterior nas faculdades UNA e Fumec. Graduado em Direito pela UFMG. Maria Madalena Vieira Diretora Administrativa Aposentada Atuação sindical e associativa - Diretora Administrativa do Sindifisp-MG, gestão 1997 a Primeira-secretária da entidade, de 1995 a 1997, e suplente de Diretoria, de 1993 a Na Anfip MG, ocupou os cargos de vice-presidente de Divulgação e Relações Públicas, de 1997 a 1998, e de vice-presidente de Aposentados e Pensionistas, de 1999 a Dados profissionais Concurso de Formação acadêmica em Odontologia (UFMG). Depois de atuar na fiscalização externa, foi assessora na Superintendência do INSS em Minas Gerais e na Delegacia da Receita Previdenciária em Belo Horizonte. Representante da Receita Previdenciária no período de transição da unificação do Fisco.

4 Álvaro Garcia Rabelo Dir. de Assuntos Parlamentares e Relações Intersindicais DRF Belo Horizonte - Sefis Atuação sindical Vice-presidente da Fenafisp, na gestão 1997/1999. Nesse mandato, foi Coordenador Nacional do Comando Nacional de Mobilização da entidade, criado com o objetivo, dentre outros, de lutar pela aprovação da GDAT. O trabalho integrado com o Unafisco e a Anfip resultou na aprovação da gratificação em julho de Durante esse mesmo período atuou no trabalho parlamentar contra a Reforma da Previdência do governo FHC. Ainda na Fenafisp, foi diretor de Interesse de Classe da entidade, gestão 2005 a 2007, e membro de seu Conselho Fiscal, de 1995 a 1997, além de membro do Conselho de Representantes por três vezes. No Sindifisp-MG, foi diretor Jurídico, na gestão 1999 a Diretor de Interesse de Classe, gestão 1997 a Diretor de Relações Intersindicais, de 1995 a Dados profissionais Concurso de Possui formação acadêmica em Ciências Contábeis e em Direito, pela UFMG, com especialização em auditoria externa independente. Na Receita Previdenciária, atuou na fiscalização externa - setor de prestação de serviços, e como multiplicador do Audprev. Na RFB, atuou na fiscalização do IRPF e hoje se encontra na Equipe de Auditoria Externa PJ. Alfredo Luiz Nunes Menezes Diretor de Defesa Profissional DRF Contagem - Sefis Atuação Sindical - Participação em Plenárias e no Conaf. Dados profissionais - Aprovado no concurso de 1991 para a SRF. Trabalha na DRF Contagem desde 1993, há mais de 10 anos na Fiscalização. Formado em Direito pela Universidade Federal de Sergipe e em Letras pela UFMG.

5 Marta Clélia e Silva Vieira Dir. de Assuntos de Aposentadoria, Proventos e Pensões Aposentada Atuação sindical - Secretária de Assuntos Jurídicos da DS BH, gestão 2007 a 2009, tendo acumulado a função de Presidente a partir de 15/09/2008. Participação em Plenárias, no Conaf de 2008 e em trabalhos parlamentares. Participou dos dois últimos Encontros Nacionais de Aposentados e Pensionistas, em 2009 e Dados profissionais - Auditora Fiscal aprovada no concurso de 1978, com exercício nos setores de Fiscalização, Julgamento, Plantão Fiscal e Projeto de Informação na DRF Belo Horizonte. Aposentou-se em Graduada em Ciências Sociais pela UFMG, com bacharelado em Administração de Empresas pela Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Belo Horizonte e bacharelado em Direito pela Faculdade de Direito Milton Campos. Especialização em Direito Público pela Centro Universitário Newton de Paiva e Especialização em Direito Notarial e Registral pela Fadipa. Conciliadora no Juizado Especial Federal - Seção Judiciaria de Minas Gerais, de 2002 a 2004, e no Juizado Especial Cível, de 2006 a Membro do Conselho Fiscal da Fundação Felice Rosso, desde Teodorico Jadir Cordeiro Dir. de Defesa da Justiça Fiscal e da Seguridade Social Aposentado Atuação sindical - Participação como delegado em Plenárias do Sindifisco Nacional e no Conaf Dados profissionais Auditor Fiscal do Tesouro Nacional, de1987 a Agente Fiscal /Inspetor da Fazenda/Auditor Interno da Secretaria da Fazenda MG, de 1988 a Auditor Fiscal da Previdência Social, de 1993 a Professor de Contabilidade de Custos, de Contabilidade Avançada e Contabilidade Tributária em diversas instituições e universidades. Graduado em Administração de Empresas, pela Fumec, com pós-graduação em Administração Financeira pela Fundação João Pinheiro (convênio Columbia University, Estados Unidos, em 1974).

6 Maurício Godinho Diniz Diretor de Comunicação Social DRF Sete Lagoas Atuação sindical - Representante Sindical em Ponta Porã/MS e em Sete Lagoas/MG. Integrante do Comando Regional de Mobilização na greve de 2006 e do Comando Nacional de Mobilização na greve de Delegado eleito para plenárias de 2009 a Participação no Conaf de Dados profissionais Ingressou na RFB pelo concurso de 1998, na IRF Ponta Porã/MS. Trabalha na DRF Sete Lagoas desde 2002, tendo atuado na Saort, Sacat e Gabinete. Foi chefe da Saort (11/2002 a 11/2003) e da Sacat (11/2003 a 01/2006). Bacharel em Economia e Direito. Atua na área de Educação Fiscal desde 2002, tendo sido integrante da Comissão de Orçamento e Finanças do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente em Sete Lagoas/MG /2010. Maria de Lourdes Fernandes Diretora de Assuntos Jurídicos Aposentada Atuação sindical e associativa - Diretora de Interesse de Classe do Sindifisp- MG, gestão Integrou o Conselho de Representantes da Fenafisp, de 2005 a Diretora de Interesse de Classe do Sindifisp-MG, gestão 2001/2003, e suplente de Diretoria, de 2003 a Participação frequente no trabalho parlamentar, pelo Sindifisp-MG e pela Anfip. Participou dos Confisp em 2002, 2004 e 2006 e no Conaf Autora de duas teses aprovadas no Confisp, em Dados profissionais Concurso de Formação acadêmica em Ciências, Odontologia e Direito (UFMG). Atuou na Gerência Executiva de Belo Horizonte na fiscalização externa, plantão fiscal no Núcleo de Orientação ao Contribuinte e trabalhos internos nas áreas de restituição e parcelamento.

7 Maurício Ferreira Guariento Diretor Suplente DRF Belo Horizonte Sefis Dados profissionais Auditor Fiscal do Tesouro Nacional do concurso 1991, ingressou na carreira em Campinas/SP. Na DRF Belo Horizonte, trabalhou no Serviço de Arrecadação, na Seção de Programação, Avaliação e Controle da Atividade Fiscal (Sapac) e no Serviço de Fiscalização. Chefiou a Sapac de 09/2001 a 02/2003 e o Sefis de 12/2008 a 10/2010. É formado em Administração e Ciências Contábeis. Cássio José de Oliveira Diretor Suplente IRF BH - Confins Atuação sindical e associativa - Foi representante da GRAF BH Centro no Sindifisp em Belo Horizonte. No movimento associativo, foi eleito convencional para a Convenção Nacional da Anfip em Brasília. Dados profissionais - Auditor Fiscal desde 1993, iniciando a carreira como fiscal externo. Foi Coordenador do Safis, Gerente Regional de Arrecadação e Fiscalização e chefe da Divisão de Arrecadação. Em Brasília participou de diversos grupos de trabalhos, foi chefe da Divisão de Fiscalização de Órgãos Públicos e Coordenador-Geral de Fiscalização. Foi Delegado em Sete Lagoas e Chefe da Dipol da SRRF 06. Atualmente lotado na Inspetoria de Belo Horizonte, em Confins.

8 Mariângela Eduarda Braga Binda Diretora Suplente Aposentada Atuação sindical e associativa - Participou como delegada nos CONFISP e como convencional nas Convenções Nacionais da Anfip Nacional. Vice-presidente da Anfip/MG em dois mandatos. Atuou nas áreas de Administração e de Esportes e Eventos, nesta última como Coordenadora Geral Regional do XI Encontro Nacional dos Auditores Fiscais Ativos, Aposentados e Pensionistas da RFB realizado em Belo Horizonte, no período de 26 a 28/05/2008. Dados profissionais - Aprovada no concurso de 1985 e aposentada em março de Ingressou na carreira em junho de 1993, atuando na fiscalização externa e interna. Formação acadêmica em Ciências Contábeis pela UFMG.

Chapa 1 - Integração e Participação

Chapa 1 - Integração e Participação Em 9 e 10 de novembro, VOTE Chapa 1 - Integração e Participação PLATAFORMA DE CAMPANHA Chapa 1- INTEGRAÇÃO E PARTICIPAÇÃO PRINCÍPIOS 1. Lutar por remuneração, prerrogativas, competências e atribuições

Leia mais

LUIZ SERGIO FONSECA SOARES

LUIZ SERGIO FONSECA SOARES CURRICULUM VITAE LUIZ SERGIO FONSECA SOARES INFORMAÇOES PESSOAIS Nascimento: 25.08.1948 São Gotardo/MG Endereço Residencial: Rua São Paulo, 2500, apto. 603, Bairro Lourdes. Belo Horizonte - MG - Brasil

Leia mais

CHAPA 2 AUDITORES REAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

CHAPA 2 AUDITORES REAÇÃO E PARTICIPAÇÃO CHAPA 2 AUDITORES REAÇÃO E PARTICIPAÇÃO PLATAFORMA DA CHAPA A CHAPA 2 REAÇÃO E PARTICIPAÇÃO vem à sua presença concorrer à Direção da Delegacia Sindical em Curitiba do Sindifisco Nacional para o Biênio

Leia mais

SINDIFISCO NACIONAL ELEIÇÕES DIRETORIA EXECUTIVA DELEGACIA SINDICAL CURITIBA BIÊNIO 2014-2015

SINDIFISCO NACIONAL ELEIÇÕES DIRETORIA EXECUTIVA DELEGACIA SINDICAL CURITIBA BIÊNIO 2014-2015 SINDIFISCO NACIONAL ELEIÇÕES DIRETORIA EXECUTIVA DELEGACIA SINDICAL CURITIBA BIÊNIO 2014-2015 Eleições para o Sindicato: e EU com isso? Os protestos e manifestações de rua que chacoalharam o Brasil, especialmente

Leia mais

CHAPA 10 JUNTOS PARA AVANÇAR CHAPA 10 JUNTOS PARA AVANÇAR PLATAFORMA POLÍTICA

CHAPA 10 JUNTOS PARA AVANÇAR CHAPA 10 JUNTOS PARA AVANÇAR PLATAFORMA POLÍTICA CHAPA 10 JUNTOS PARA AVANÇAR PLATAFORMA POLÍTICA Eleição: 9 e 10 de Novembro DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA Biênio 2012/2013 1 APRESENTAÇÃO Por que escolhemos o número 10 para a nossa chapa? O número 10

Leia mais

0CURRÍCULO DADOS PESSOAIS

0CURRÍCULO DADOS PESSOAIS 0CURRÍCULO DADOS PESSOAIS Nome: Dão Real Pereira dos Santos CPF: 405.343.910-87 RG: 1014655722 SSP/RS Local de Nascimento: Vera Cruz RS Data de Nascimento: 27/11/1960 Endereço eletrônico: dao.santos@receita.fazenda.gov.br

Leia mais

I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007

I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007 I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007 8:00 Entrega de credenciais 8:30 Sessão Solene de Abertura 9:00 Conferência: Terceirização trabalhista e subordinação

Leia mais

Entidades criam Frente Mineira de Defesa do Serviço Público

Entidades criam Frente Mineira de Defesa do Serviço Público Informativo da Delegacia Sindical de Belo Horizonte do Sindifisco Nacional - Ano 04 - Edição 13 - Outubro de 2012 Campanha Salarial 2012 Entidades criam Frente Mineira de Defesa do Serviço Público Auditores-Fiscais

Leia mais

PAUTA CAMPANHA SALARIAL CONJUNTA

PAUTA CAMPANHA SALARIAL CONJUNTA INDICATIVOS 1 E 2 PAUTA CAMPANHA SALARIAL CONJUNTA CAMPANHA SALARIAL 2014: 1. Reabertura de Negociação: Antecipação do Reajuste 2015; 2. Indenização de Fronteira; 3. Indenização de Transporte. - PEC nº

Leia mais

UM PROJETO A FAVOR DA EXCELÊNCIA TRIBUTÁRIA TENDO COMO PONTO DE PARTIDA O SABER DO AUDITOR-FISCAL

UM PROJETO A FAVOR DA EXCELÊNCIA TRIBUTÁRIA TENDO COMO PONTO DE PARTIDA O SABER DO AUDITOR-FISCAL março de 2013 UM PROJETO A FAVOR DA EXCELÊNCIA TRIBUTÁRIA TENDO COMO PONTO DE PARTIDA O SABER DO AUDITOR-FISCAL os três eixos balizadores de nossa plataforma Vamos mudar: vote a favor de uma UNAFISCO comprometida

Leia mais

O escritório. Penal e Tributário), Direito Privado (Empresarial e de Família) e Direito Social (Trabalhista e Previdenciário).

O escritório. Penal e Tributário), Direito Privado (Empresarial e de Família) e Direito Social (Trabalhista e Previdenciário). O escritório DENISE VARGAS ADVOCACIA é um escritório de advocacia e consultoria jurídica, com sede em Brasília, próximo aos principais Tribunais nacionais e da Capital Federal. A equipe conta com profissionais

Leia mais

XI - SEMANA ACADÊMICA CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS

XI - SEMANA ACADÊMICA CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS XI - SEMANA ACADÊMICA CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Projeto: XI Semana Acadêmica de Contabilidade. Instituição: Universidade do Vale do Sapucaí. Data do evento: 04 a 08 de Maio / 2015. Local: Salão Nobre Faculdade

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Formulário Padronizado Vagas no CNJ e no CNMP

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Formulário Padronizado Vagas no CNJ e no CNMP Nome Tribunal de origem JOSÉ CARLOS ZEBULUM TRF2 - Tribunal Regional Federal da 2ª Região Data de posse 27/06/2002 Vaga a que deseja concorrer Membro do CNMP Juiz (Art. 130-A, caput, IV, da CF) Atuação

Leia mais

Empossada nova Diretoria Executiva da DS BH

Empossada nova Diretoria Executiva da DS BH Informativo da Delegacia Sindical de Belo Horizonte do Sindifisco Nacional - Ano 04 - Edição 10 - Fevereiro de 2012 Empossada nova Diretoria Executiva da DS BH Solenidade de posse da nova Diretoria Executiva

Leia mais

Foram eleitos os seguintes pontos relevantes: 1. Delegacias Sindicais, 2. Diretoria, 3. Diretoria Provisória, 4. Questões patrimoniais,

Foram eleitos os seguintes pontos relevantes: 1. Delegacias Sindicais, 2. Diretoria, 3. Diretoria Provisória, 4. Questões patrimoniais, Registro da segunda reunião Ordinária da Comissão de Sistematização e Elaboração de Propostas de Estatuto para a entidade resultante da unificação da FENAFISP E Unafisco Sindical. Presentes pela FENAFISP:

Leia mais

5ª REGIÃO FISCAL - DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SALVADOR

5ª REGIÃO FISCAL - DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SALVADOR 5ª REGIÃO FISCAL - DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SALVADOR ORDEM DE SERVIÇO Nº 1, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2008: Institui o Plano de Atuação dos Grupos de Pessoa Física, Jurídica e de Contribuições

Leia mais

A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte

A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte João Maurício Vital Assessor Técnico da Secretaria da Receita Federal do Brasil Atendimento Premissas Conclusividade

Leia mais

REPRESENTANTES ELEITOS PARA OS FÓRUNS COLEGIADOS

REPRESENTANTES ELEITOS PARA OS FÓRUNS COLEGIADOS REPRESENTANTES ELEITOS PARA OS FÓRUNS COLEGIADOS COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Representação suplente dos servidores técnico-administrativos: Lúcia Valfride Schmidt (Unidade Florianópolis) Servidora

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL

AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL - AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL ESTRUTURA CURRICULAR Metodologia de Pesquisa Auditoria Independente Auditoria Fisco-Tributária Fundamentos de Perícia Contábil Perícia Cível e Trabalhista Perícia em Sistema

Leia mais

MINUTA DE ESTATUTO ELABORADA PELA COMISSAO DE SISTEMATIZAÇÃO

MINUTA DE ESTATUTO ELABORADA PELA COMISSAO DE SISTEMATIZAÇÃO MINUTA DE ESTATUTO ELABORADA PELA COMISSAO DE SISTEMATIZAÇÃO TÍTULO I CAPÍTULO ÚNICO DA ENTIDADE, SEUS FINS, PRINCÍPIOS E OBJETIVOS Art. 1º. O SINDICATO - Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita

Leia mais

Curriculum Vitae JOSÉ DE CARVALHO TEIXEIRA

Curriculum Vitae JOSÉ DE CARVALHO TEIXEIRA Curriculum Vitae JOSÉ DE CARVALHO TEIXEIRA 1.0 - IDENTIFICAÇÃO 1.1 - Dados Pessoais Nome : José de Carvalho Teixeira Filiação : Álvaro de Castro Teixeira Cenira de Carvalho Teixeira Naturalidade : São

Leia mais

MISSÃO VALORES VISÃO OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

MISSÃO VALORES VISÃO OBJETIVOS ESTRATÉGICOS MISSÃO Representar, defender, integrar e dignificar a categoria, assegurando direitos e prerrogativas, garantindo a sua atuação e fortalecendo a importância do tributo na construção de uma sociedade justa,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado

PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado Após anos, as eleições de renovação de 1/3 dos conselheiros do CORECON-RS terá 2 chapas. Ao invés de apenas pagar a anuidade

Leia mais

A hora e a vez dos Auditores-Fiscais. Restabelecer a nossa autoridade é o grande desafio do Sindifisco Nacional.

A hora e a vez dos Auditores-Fiscais. Restabelecer a nossa autoridade é o grande desafio do Sindifisco Nacional. A hora e a vez dos Auditores-Fiscais. Restabelecer a nossa autoridade é o grande desafio do Sindifisco Nacional. Juntos, pela valorização do Auditor Caros colegas, Auditoras e Auditores-Fiscais, Mais um

Leia mais

CONHEÇA MINHA CARREIRA CONSULTOR LEGISLATIVO DO SENADO FEDERAL

CONHEÇA MINHA CARREIRA CONSULTOR LEGISLATIVO DO SENADO FEDERAL CONHEÇA MINHA CARREIRA CONSULTOR LEGISLATIVO DO SENADO FEDERAL Olá, concurseiro(a)! Meu nome é Luciano Oliveira e sou Consultor Legislativo do Senado Federal. Também já exerci os cargos de Auditor Federal

Leia mais

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA Ministra do Supremo Tribunal Federal, empossada em 19 de dezembro de 2011. Nascida em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 02 de outubro de 1948. Filha do médico José Júlio

Leia mais

PROFESSOR LATTES MINI CURRÚCULO. http://lattes.cnpq.br/1029402983184548 LICENÇA

PROFESSOR LATTES MINI CURRÚCULO. http://lattes.cnpq.br/1029402983184548 LICENÇA PROFESSOR LATTES MINI CURRÚCULO Alexandre Luiz Rodrigues Alves Cláudia Aparecida Machado Daniel Luiz Amorim Couto Danilo Antônio Lucas Alvim http://lattes.cnpq.br/1029402983184548 LICENÇA http://lattes.cnpq.br/9630043422396991

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Divergência nº 35 - Data 29 de novembro de 2013 Processo Interessado CNPJ/CPF SERVIÇOS DE INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO ELÉTRICA. TRIBUTAÇÃO. ANEXO

Leia mais

RELAÇÕES DE TRABALHO: EFEITOS TRIBUTÁRIOS E PREVIDENCIÁRIOS 2º SEMESTRE DE 2014. Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da DIREITO GV (GVlaw)

RELAÇÕES DE TRABALHO: EFEITOS TRIBUTÁRIOS E PREVIDENCIÁRIOS 2º SEMESTRE DE 2014. Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da DIREITO GV (GVlaw) RELAÇÕES DE TRABALHO: EFEITOS TRIBUTÁRIOS E PREVIDENCIÁRIOS 2º SEMESTRE DE 2014 Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da DIREITO GV (GVlaw) FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início

Leia mais

3.01 - Aprovado em concurso público para ingresso na carreira inicial do Ministério Público no Estado de Alagoas, em 1977.

3.01 - Aprovado em concurso público para ingresso na carreira inicial do Ministério Público no Estado de Alagoas, em 1977. 1. IDENTIFICAÇÃO 1.01 - Nome: Paulo Roberto de Oliveira Lima 1.02 Filiação: Edvaldo Santos Lima Maria Aparecida de Oliveira Lima 1.03 Nacionalidade: Brasileira 1.04 Naturalidade: Alagoana 1.05 Nascimento:

Leia mais

#! " # $ %!& '! () *+,)-++. /!0 1 2!! 1 31 4! 5 13$ 6 2! " " $6 2! "" 4 7!! " 8 5 0 0 4 7$ 6 2 01 4!0 & 1 $ (! 4 4 4 3 $

#!  # $ %!& '! () *+,)-++. /!0 1 2!! 1 31 4! 5 13$ 6 2!   $6 2!  4 7!!  8 5 0 0 4 7$ 6 2 01 4!0 & 1 $ (! 4 4 4 3 $ !!" #! " # $ %!& '! () *+,)-++. /!0 1 2!! 1 31 4! 5 13$ Confraria Nossa Senhora da Piedade da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade Faculdade de Pará de Minas - FAPAM Reconhecida pelo Decreto 79090, de

Leia mais

Estrutura Remuneratória SESI e SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1

Estrutura Remuneratória SESI e SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1 Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1 660 Garçom 1 Afiador de Ferramentas 2 Assistente da Central de Laudos 2 Atendende de Programa de Relacionamento 2 Atendente de Telemarketing 2

Leia mais

BRASÍLIA, 15 DE DEZEMBRO DE 2010 19h01min NOVO GOVERNO MINISTÉRIO DA FAZENDA OFICIALIZA SEUS FUTUROS SECRETÁRIOS

BRASÍLIA, 15 DE DEZEMBRO DE 2010 19h01min NOVO GOVERNO MINISTÉRIO DA FAZENDA OFICIALIZA SEUS FUTUROS SECRETÁRIOS Nota Informativa Executivo Federal BRASÍLIA, 15 DE DEZEMBRO DE 2010 19h01min NOVO GOVERNO MINISTÉRIO DA FAZENDA OFICIALIZA SEUS FUTUROS SECRETÁRIOS Em 15/12/2010, o Ministério da Fazenda (MF) divulgou

Leia mais

O indicativo 2 trata de proposta de alteração estatutária visando a adequar a Entidade e o Unafisco Saúde à Resolução Normativa ANS nº 173/2008.

O indicativo 2 trata de proposta de alteração estatutária visando a adequar a Entidade e o Unafisco Saúde à Resolução Normativa ANS nº 173/2008. Considerações e Indicativos para a Assembleia Nacional de 26 de novembro de 2015 A presente Assembleia Nacional apreciará deliberações do Conselho de Delegados Sindicais (CDS) e outras proposições da Diretoria

Leia mais

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro

CAPÍTULO I DA CARREIRA Seção I Disposições iniciais. Seção II Do quadro LEI COMPLEMENTAR Nº 442, de 13 de maio de 2009 Procedência Governamental Natureza PLC/0006.2/2009 DO. 18.604 de 14/05/2009 *Alterada pela LC 534/11 *Ver Lei LC 534/11 (art. 72) *Regulamentada pelo Dec.

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ATA DA 16ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA GERÊNCIA-EXECUTIVA DO INSS EM VARGINHA/MG. Data: 28/02/2007 Horário:14:30hs Local: Gerência Executiva

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO REGULAMENTAÇÃO Resolução CNE/CES nº 1/2007, Diário Oficial da União, Brasília, 08/06/2007, Seção 1, pág. 9 Estabelece normas para o funcionamento

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO Art. 1º A Diretoria Executiva, subordinada ao Presidente da Fundação, é responsável pelas atividades

Leia mais

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE Referente ao Projeto de Lei nº 0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4597, de 07/10/2009. Autor: Tribunal de Justiça do Estado do Amapá Altera

Leia mais

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011)

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Seminário 09 A AMAZÔNIA E SUAS FRONTEIRAS NO CONTEXTO DA INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Objetivo: Em consonância com a Política Externa do Governo Federal de Integração

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ESTADO: GOIÁS COORDENADOR: HENRIQUE RICARDO BATISTA PERÍODO DO RELATÓRIO: Ano de 20 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ATIVIDADE DATA N o DE HORAS LOCAL (Município) OBJETIVO N o PART RESULTADO/

Leia mais

EDITORIAL. A Favor da Classe. em pauta. LOF Já! Seleção na RFB. Concurso de Remoção. campanha pela LOF é urgente e precisa de

EDITORIAL. A Favor da Classe. em pauta. LOF Já! Seleção na RFB. Concurso de Remoção. campanha pela LOF é urgente e precisa de Auditor em pauta I N F O R M AT I V O D A D E L E G A C I A S I N D I C A L D E S Ã O PAU LO D O S I N D I F I S CO N A C I O N A L A Favor da Classe A campanha pela LOF é urgente e precisa de recursos

Leia mais

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00.

LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. LEI N 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Autor: Poder Executivo Cria a carreira de Gestor Governamental e os respectivos cargos na Administração Pública Estadual e dá outras providências.

Leia mais

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES 43º FONAITec 23 a 27 de novembro de 2015 Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES ADRIANA OLIVEIRA FERREIRA, Analista de Finanças e Controle, com formação acadêmica

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP Nome Tribunal de origem JOÃO MAURICIO GUEDES ALCOFORADO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO. Data de posse 13/10/1992. Vaga a que deseja concorrer JUIZ DO CNMP Atuação Profissional Atual: Juiz Titular da

Leia mais

PROPOSTA PARA AGE DE 31.05.2011.

PROPOSTA PARA AGE DE 31.05.2011. EMPRESA METROPOLITANA DE ÁGUAS E ENERGIA S.A. CÓDIGO NA CVM 01699-3 CNPJ Nº 02.302.101/0001-42 INSTRUÇÃO CVM Nº 480, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009 FORMULÁRIO DE REFERÊNCIA ATUALIZAÇÕES PREVISTAS NO ART. 10

Leia mais

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560.

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560. - IMPRESSÃO DE PÁGINA - http://www.cosif.com... Page 1 of 6 Cosif Eletrônico - http://www.cosif.com.br/ Documento impresso a partir de http://www.cosif.com.br/mostra.asp?arquivo=especializ2, em 12:34:42

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E RELAÇÕES

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E RELAÇÕES PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E RELAÇÕES DE TRABALHO 2º SEMESTRE DE 2015 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais

Leia mais

Bacharel em Administração (1991) pela Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC Ilhéus-BA

Bacharel em Administração (1991) pela Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC Ilhéus-BA Curriculum Vitae Identificação ANTÔNIO OSCAR SANTOS GÓES Fone: (73) 9134-3272 (celular) Formação Bacharel em Administração (1991) pela Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC Ilhéus-BA Especialização

Leia mais

Eleição Conselheiro Fiscal. Mandato 2013/2014. Srs. Acionistas,

Eleição Conselheiro Fiscal. Mandato 2013/2014. Srs. Acionistas, Eleição Conselheiro Fiscal Mandato 2013/2014 Srs. Acionistas, Consoante as disposições da Lei 6.404, de 15.12.1976, do Estatuto da BB Seguridade Participações S.A. ( BB Seguridade ) e, em virtude da renúncia

Leia mais

EDUARDO ERNESTO CHINAGLIA PRESIDENTE

EDUARDO ERNESTO CHINAGLIA PRESIDENTE EDUARDO ERNESTO CHINAGLIA PRESIDENTE MÉDICO CRM 27962 Graduação em Medicina no ano de 1976 Faculdade de Medicina de Itajubá Itajubá MG Cargos Administrativos: Diretor Presidente da Unimed Leste Paulista

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Divergência nº 36 - Data 4 de dezembro de 2013 Processo Interessado CNPJ/CPF INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO HIDRÁULICA, ELÉTRICA, SANITÁRIA, DE GÁS

Leia mais

TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses

TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses Cargo Administrador de empresa de economia mista destinada à exploração de transporte urbano, que tem como acionista majoritário o município. TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR

ESTRUTURA CURRICULAR - GESTÃO TRIBUTÁRIA ESTRUTURA CURRICULAR Contabilidade Tributária Tributação Internacional Gestão de Custos e Formação de Preços Legislação Previdenciária e Trabalhista Obrigações Acessórias Contencioso

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei: MEDDA PROSÓRA N o 46, DE 25 DE JUNHO 2002. Dispõe sobre a reestruturação da Carreira Auditoria do Tesouro Nacional, que passa a denominar-se - ARF, e sobre a organização da Carreira Auditoria-Fiscal da

Leia mais

Manifesto dos Auditores-Fiscais da Receita Federal em Passo Fundo/RS

Manifesto dos Auditores-Fiscais da Receita Federal em Passo Fundo/RS Manifesto dos Auditores-Fiscais da Receita Federal em Passo Fundo/RS Os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em exercício na Delegacia da Receita Federal do Brasil em Passo Fundo/RS, reunidos

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física. à luz da jurisprudência do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais volume 2

Imposto de Renda Pessoa Física. à luz da jurisprudência do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais volume 2 Imposto de Renda Pessoa Física à luz da jurisprudência do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais volume 2 Imposto de Renda Pessoa Física à luz da jurisprudência do Conselho Administrativo de Recursos

Leia mais

Congresso Pernambucano de Municípios

Congresso Pernambucano de Municípios Congresso Pernambucano de Municípios O desenvolvimento dos municípios sustenta o crescimento do Brasil. José Coimbra Patriota Filho Presidente da Amupe RPPS: Sustentabilidade e Compensação Previdenciária

Leia mais

AUTOR: Raimundo Felinto de Lima DS/Brasília Fone: 61-3577-4313; E-mail: raifelim@ig.com.br

AUTOR: Raimundo Felinto de Lima DS/Brasília Fone: 61-3577-4313; E-mail: raifelim@ig.com.br GRUPO II - SINDICALISMO E NEGOCIAÇÃO SALARIAL TESE: Análise da história da Categoria dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil como elemento de reflexão no processo de unificação dos seus sindicatos.

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL Entidade de Fiscalização e de Registro da Profissão Contábil

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL Entidade de Fiscalização e de Registro da Profissão Contábil FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL 2. ÁREA: FISCALIZAÇÃO 2.1. PROGRAMA: FISCALIZAÇÃO OSTENSIVA 2.1.1. SUBPROGRAMA: FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL PROJETOS: 2.1.1.1. PROJETOS DE FISCALIZAÇÃO

Leia mais

equipe; V elucidar as dúvidas relativas às normas de trabalho e ao desenvolvimento das atividades programada;

equipe; V elucidar as dúvidas relativas às normas de trabalho e ao desenvolvimento das atividades programada; LEI COMPLEMENTAR Nº 207 DE 1º DE FEVEREIRO DE 2013. Altera a Lei Complementar nº 71, de 18 de dezembro de 2003, que institui a Lei Orgânica da - Geral do Estado de Roraima, nos dispositivos que menciona

Leia mais

SUGESTÕES RECEBIDAS PELA FENAFISP

SUGESTÕES RECEBIDAS PELA FENAFISP SUGESTÕES RECEBIDAS PELA FENAFISP SINDIFISP/BA: Na hipótese de mudança do local de qualquer dos Congressos (CONFISP ou CONAF), os eventuais prejuízos financeiros decorrentes desta alteração deverão ser

Leia mais

SOLICITE UM CÁLCULO PERSONALIZADO

SOLICITE UM CÁLCULO PERSONALIZADO Uma entidade voltada para a promoção e divulgação do Direito Previdenciário SOLICITE UM CÁLCULO PERSONALIZADO O IEPREV é composto por uma equipe de qualificados profissionais que, além de disponibilizarem

Leia mais

Grupo de Trabalho do Voluntariado

Grupo de Trabalho do Voluntariado Grupo de Trabalho do Voluntariado Coordenador: Edvar Dias Campos Vice-coordenador: Paulolinto Pereira Membros: Altair de Paula Marinho, Antônio Araújo da Rocha, Cleber Teixeira, Daniela Sampaio Frutuoso,

Leia mais

NOME TITULAÇÃO FORMAÇÃO DISCIPLINAS Possui Pós-Graduação Contabilidade

NOME TITULAÇÃO FORMAÇÃO DISCIPLINAS Possui Pós-Graduação Contabilidade FORMAÇÃO ACADÊMICA E PROFISSIONAL TITULAÇÃO NOME TITULAÇÃO FORMAÇÃO DISCIPLINAS Possui Pós-Graduação em Governamental Estratégica pela Laboratório Contábil Pernambuco(2004)possui II graduação em Ciencias

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SALTO VELOSO IPRESVEL RELATÓRIO DE GESTÃO EXERCÍCIO 2014.

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SALTO VELOSO IPRESVEL RELATÓRIO DE GESTÃO EXERCÍCIO 2014. INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SALTO VELOSO IPRESVEL RELATÓRIO DE GESTÃO EXERCÍCIO 2014 Salto Veloso, SC O IPRESVEL O Instituto de Previdência Social dos Servidores

Leia mais

Integrar disciplinas de gestão: Um desafio. XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013

Integrar disciplinas de gestão: Um desafio. XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013 Integrar disciplinas de gestão: Um desafio XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013 Equador Colômbia Venezuela Guiana Administração Tributária Suriname Ambiente de Atuação Guiana Francesa

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: CEDEP Centro de Ensino e Desenvolvimento Profissional Ltda. UF: MG ASSUNTO: Credenciamento do Instituto de Pós-Graduação

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI ORDINÁRIA Nº 929/2015, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera a Lei Municipal nº 922/2014 e seu anexo e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

Circular nº 061/09 Brasília, 7 de abril de 2009. Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN

Circular nº 061/09 Brasília, 7 de abril de 2009. Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN Circular nº 061/09 Brasília, 7 de abril de 2009 Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN Companheiros Encaminhamos o relatório da reunião do GT Carreira do ANDES-SN realizada

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO - SMED

CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO - SMED CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER ÓRGÃO COLEGIADO SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO - SMED Formular políticas

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO.

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. Estado do Rio Grande do Norte Município de Mossoró CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. REGIMENTO

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar Publicada no Diário Oficial do dia 07 de julho de 2011 Estabelece a Estrutura Administrativa do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe e do Ministério Público Especial; cria, modifica e extingue órgãos

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB

COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB 12.6. Em relação a cada um dos administradores e membros do conselho fiscal do emissor, indicar, em forma de tabela: nome, idade, profissão, CPF ou número do passaporte,

Leia mais

Institucional / 3. Equipe / 20. Escritórios / 35. Contato / 37

Institucional / 3. Equipe / 20. Escritórios / 35. Contato / 37 Índice 1 2 3 4 5 Institucional / 3 Áreas de Atuação / 7 Equipe / 20 Escritórios / 35 Contato / 37 Institucional 1 Institucional - Advogados e Consultores alia dinamismo e eficiência no exercício do Direito

Leia mais

Institucional / 3. Equipe / 11. Escritórios / 21. Contato / 23

Institucional / 3. Equipe / 11. Escritórios / 21. Contato / 23 Índice 1 2 3 4 5 Institucional / 3 Áreas de Atuação / 5 Equipe / 11 Escritórios / 21 Contato / 23 Institucional 1 Institucional - Advogados e Consultores alia dinamismo e eficiência no exercício do Direito

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE TACARATU. Folha de Pagamento Referente ao Mês de agosto de 2015

CÂMARA MUNICIPAL DE TACARATU. Folha de Pagamento Referente ao Mês de agosto de 2015 Projeto: 01.031.0001.2-001 Elemento: 3.1.90.11 Centro de Custo: Nome: AIRON PEREIRA ARAÚJO Código: 000075 Matrícula: 000075 CPF:799.495.254-20 Cargo: ASSESSOR PARLAMENTAR CC-03 Nível: CC-4 PIS:190.535.889-33

Leia mais

CHAPA 1: VANGUARDA SINDICAL NORTE MINEIRA

CHAPA 1: VANGUARDA SINDICAL NORTE MINEIRA CHAPA 1: VANGUARDA SINDICAL NORTE MINEIRA 09ª SEÇÃO REGIONAL SINDICAL DE MONTES CLAROS ENMERSON MOTA ROCHA Investigador Nível II - 20 anos de Polícia Sociólogo, Pós-graduado em Educação, Pós-graduado em

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO ESTADO DE MINAS GERAIS 2011

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO ESTADO DE MINAS GERAIS 2011 T CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MINAS GERAIS ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA - CCS. Critérios para a Avaliação Docente referente à Progressão para a Categoria de PROFESSOR ASSOCIADO

FACULDADE DE MEDICINA - CCS. Critérios para a Avaliação Docente referente à Progressão para a Categoria de PROFESSOR ASSOCIADO FACULDADE DE MEDICINA - CCS Critérios para a Avaliação Docente referente à Progressão para a Categoria de PROFESSOR ASSOCIADO PROF. Grupo I - Ensino de Graduação e Pós-Graduação (Até 50 pontos) Mínimo

Leia mais

Currículo de Pedro Jucá Maciel

Currículo de Pedro Jucá Maciel Currículo de Pedro Jucá Maciel Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco (2002), Mestrado (2005) e Doutorado (2009) em Economia pela Universidade de Brasília e Pós-

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ Rua Vicente Linhares, 308, Aldeota CEP: 60.135-270 Fortaleza - CE Tel: 3456-4100 www.estacio.

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ Rua Vicente Linhares, 308, Aldeota CEP: 60.135-270 Fortaleza - CE Tel: 3456-4100 www.estacio. EDITAL Nº 48/2012 Processo Seletivo de Docentes do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Estácio FIC 2013. A REITORA do Centro Universitário Estácio do Ceará - Estácio FIC, no uso

Leia mais

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br Observatório Social de Campo Grande ÁREA LIVRE DE CORRUPÇÃO O MENINO E A BOLA http://www.youtube.com/watch?v=7ugkofbau Oc Fundado em 02 de Junho de 2011, o Observatório Social de Campo Grande, mesmo sabendo

Leia mais

Programação Julho 2013

Programação Julho 2013 Programação Julho 2013 Processo Administrativo Fiscal Auditoria e Técnicas de Fiscalização em Estabelecimentos Desconsideração da Personalidade Jurídica Apresentação Escola do Servidor Público do Acre

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA

APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA A FAESA, com atuação na área de ensino há mais de 40 anos, fundou em 2004 a Faculdade de Tecnologia FAESA, CET-FAESA, que há 10 anos oferece graduações Tecnológicas de forma pioneira

Leia mais

- Estabelecimento de um concurso de remoção periódico (como por exemplo uma vez por ano) e outro extraordinário, que se realizaria

- Estabelecimento de um concurso de remoção periódico (como por exemplo uma vez por ano) e outro extraordinário, que se realizaria SUMÁRIO Esta tese visa propor ações para recuperar a autonomia e autoridade do Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, na defesa do interesse público. INTRODUÇÃO Inicialmente vale esclarecer a diferença

Leia mais

vocação, experiência e inovação, tem como meta a excelência na prestação de serviços jurídicos e o atendimento responsável e eficiente

vocação, experiência e inovação, tem como meta a excelência na prestação de serviços jurídicos e o atendimento responsável e eficiente O Escritório é composto por um quadro de profissionais que, aliando vocação, experiência e inovação, tem como meta a excelência na prestação de serviços jurídicos e o atendimento responsável e eficiente

Leia mais

02 a 04/04/2014 BRASÍLIA - DF CURSO: FOLHA DE PAGAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO (SERVIDORES CIVIS ABRANGIDOS PELO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL)

02 a 04/04/2014 BRASÍLIA - DF CURSO: FOLHA DE PAGAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO (SERVIDORES CIVIS ABRANGIDOS PELO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL) Apresentação A Gestão de Recursos Humanos deixou de ser apenas uma área coadjuvante para transformar-se em uma área de gestão de políticas públicas para melhor analisar a eficácia destas políticas se faz

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 66 agosto de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor Econômico

Boletim Econômico Edição nº 66 agosto de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor Econômico Boletim Econômico Edição nº 66 agosto de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor Econômico Considerações técnicas sobre a Conjuntura econômica e a Previdência Social 1 I - Governo se perde

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

TAX TAX COMPLIANCE. Controles do Fisco x Contribuinte. 10 de junho de 2013

TAX TAX COMPLIANCE. Controles do Fisco x Contribuinte. 10 de junho de 2013 TAX TAX COMPLIANCE Controles do Fisco x Contribuinte 10 de junho de 2013 Sistemas de Fiscalização/Arrecadação da RFB Sistemas da RFB: HARPIA - Sistema de inteligência artificial desenvolvido pela Secretaria

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA ESTRUTURA CURRICULAR Metodologia da Pesquisa Métodos Quantitativos Aplicados Ambiente Econômico Matemática Financeira Administração Financeira Planejamento e Gestão

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009 GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009 O Relatório apresentado consta o resultado do questionário aplicado em todas as Gerências Regionais, Coordenadorias e

Leia mais

STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86

STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86 STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A REALIZAR-SE NO DIA 19 DE OUTUBRO DE 2015 EM ATENDIMENTO

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais