Um Amor Quase Impossível

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um Amor Quase Impossível"

Transcrição

1 Um Amor Quase Impossível Ayleen P. Kalliope 2013

2

3 Dedico mais esse livro para aquele por quem eu vivo. Minha fonte de inspiração e de força para enfrentar os obstáculos da vida. Uma criaturinha muito mais do que especial: meu filho adorado.

4

5 Capítulo 1 Depois de passar quatro dias em coma no hospital, Damaris Menezes acorda e, assim que se dá conta de onde está, sua memória volta e as lembranças explodem como uma bomba em sua cabeça: uma violenta colisão com um caminhão desgovernado. E depois... nada. Ela começa a chorar e a chamar por Heitor, seu namorado, que estava dirigindo o carro na hora da batida. Só então a enfermeira da UTI percebe que ela acordou e vai para o seu lado, solícita, tentando acalmá-la. Ela então pergunta por Heitor e a enfermeira diz que vai chamar o médico de plantão para examiná-la e para que ele libere a entrada de seus pais para vê-la. Diante da insistência da garota diz que não sabe de quem ela está falando e se retira a procura do médico. Damaris se desespera, pois se lembra de que Heitor estava sem o cinto de segurança e teme que algo mais grave tenha acontecido a ele. O médico então aparece e se apresenta como Dr. Ronaldo. Ele então passa a explicar a ela sua situação, contando que ela esteve desacordada por quatro dias devido a forte pancada na cabeça, mas que diversos exames já haviam sido feitos e, aparentemente,

6 não haveria nenhuma sequela. Que agora que ela estava acordada fariam novos exames, mas que tinha certeza de que tudo ficaria bem. Damaris ouve tudo em silêncio e é só quando ele pergunta se ela consegue se lembrar do que aconteceu, é que ela fala com ele. _Sim, doutor. Eu me lembro do acidente. E também que o cinto de segurança do lado do motorista estava com problema e, por isso, o Heitor não estava usando. Estou muito preocupada com ele. Ele também está aqui neste hospital? _Não. Como você mesma lembrou, ele estava sem o cinto de segurança e, com o impacto da colisão, foi arremessado para fora do carro. Infelizmente ele não resistiu. _Como assim? O senhor quer dizer que ele morreu? _Sim. Eu sinto muito. Mas seus pais estão ai fora extremamente preocupados com você. Vou autorizar a entrada deles agora e sei que você vai se sentir bem melhor com seu apoio. Antonio e Giovanna Menezes entram e encontram a filha aos prantos. Assim que os vê ela diz: _O médico falou que o Heitor morreu. Por favor, mãe, diga que não é verdade. _Eu não posso fazer isso filha. Sei que é muito triste e que vai ser difícil, mas você vai superar. Nós vamos te ajudar.

7 _Você precisa agradecer por estar viva. O cinto de segurança salvou sua vida. A batida foi muito feia. _Eu sei que vocês estão certos, mas não consigo aceitar que não vou mais vê-lo. Isso parece um pesadelo. Não vou aguentar viver assim. _Vai sim. Você é forte e nós estaremos ao seu lado. Mais dois dias se passaram e então Damaris foi liberada para voltar para casa. Ainda precisaria de mais alguns dias de repouso devido a uma fratura no pé, mas ao sair do hospital, fez questão de ir ao cemitério onde Heitor havia sido enterrado. Sentia que precisava disso para fazer sua ficha cair. Já em casa começou a receber muitas visitas de familiares, amigos e até dos pais de Heitor, o que foi bem triste e difícil para ela. Depois de algum tempo, totalmente recuperada, pelo menos fisicamente, ela tenta voltar a sua rotina, mas começa a perceber que tudo a faz lembrar o namorado morto: os amigos, os lugares que eles costumavam frequentar juntos, comidas que ele gostava, as músicas que eles ouviam, tudo. Além do medo irracional que ela passa a sentir de andar de carro. Ela tenta pensar em um novo rumo para sua vida, pois sabe que se continuar na sua cidade, sua vida não vai andar. Como já passou um ano e meio fora quando era mais nova, pois fez intercâmbio nos Estados Unidos, sair de casa, morar sozinha, ser independente, nada disso era novidade para ela. Damaris então conversa com os pais e

8 eles começam a pensar em possibilidades de viagens, outro intercâmbio, um emprego em outra cidade ou até fora do país. Conversando com umas amigas Giovanna descobre que uma família conhecida de sua amiga Patrícia Ramos está se mudando para o Canadá e quer levar uma moça que domine bem o inglês para ser professora dos filhos e ajudar os próprios pais na adaptação no novo país, por pelo menos os dois primeiros anos. Giovanna sente que pode ser uma boa oportunidade para a filha, que além de ter estudado inglês por muitos anos, de ter se formado como professora na faculdade, tem diversos diplomas e vasta experiência no idioma do tempo que passou nos Estados Unidos. Ela fala com Damaris que, pela primeira vez depois do acidente, demonstra alegria e se mostra realmente interessada em alguma coisa. Sua mãe então liga para a amiga Patrícia para saber mais informações sobre a família e para pedir que ela a indique para eles. E, alguns dias depois, ela recebe um telefonema de Luis Felipe Bastos, que se apresenta e diz que sua família gostaria muito de conhecer sua filha para ver se ela se encaixaria na mudança para o Canadá. Ele então convida a família Menezes para um jantar em sua casa no dia seguinte. O pai de Damaris fica contente com o convite, pois apesar de ela já ter 21 anos e de já ter morado fora de casa por mais de um ano, para ele continua a ser a sua

9 garotinha. E acha importante conhecer a família com a qual ela irá trabalhar. Então, pontualmente às 20h, Antonio, Giovanna e Damaris chegam à casa dos Bastos, são recebidos por Joana, que trabalha para o casal e, assim que entram percebem que Patrícia, o marido e mais uma mulher que eles não conhecem, também foram convidados para o jantar, o que os deixa ainda mais tranquilos. Patrícia faz as apresentações. Damaris se sente muito a vontade com seu futuro patrão e com seus filhos: Fabiana de 12 anos e Fernando de 16. E, embora não sinta tanta simpatia por parte da mãe, Regiane Bastos, sente que pode ser feliz com eles. O jantar transcorre em um clima muito agradável, embora todos percebam que Regiane não compartilha da animação perante a perspectiva da mudança com os demais membros da família. Ao invés de participar dos planos ela fica, quase o tempo todo, conversando com a outra mulher convidada, sua amiga Mayara Neves. Ela não deixa de ser educada com os demais convidados, mas nem de longe é tão agradável e simpática quanto Luis Felipe e os filhos.

10 Capítulo 2 Planos são feitos, documentos são tirados, roupas são compradas e, enfim, após apenas três meses de convivência, Damaris se muda para o Canadá com a família Bastos e mais três funcionários: Joana, a empregada da casa, Dona Martha e Júnior, que irão trabalhar na filial da empresa de transporte que será aberta lá. Damaris chega ao aeroporto com um visual bem diferente do que a família se acostumou a ver. Ela que antes estava quase sempre de calça jeans, camiseta, tênis e com os longos cabelos castanhos escuros presos em um rabo de cavalo, tentando ter uma aparência um pouco mais adulta e profissional, aparece com o cabelo cortado curto, em estilo Chanel, e pintado em um tom de castanho claro dourado, vestindo um tailer preto com uma blusa de seda rosa claro e sapatos de salto. A nova cor dos cabelos realça ainda mais seus grandes e expressivos olhos azuis, a troca das roupas informais a deixa mais feminina e, o uso de salto a faz parecer mais imponente e confiante. É a primeira vez então que seu novo patrão a vê como a mulher que é, e não como uma menina, pouco mais velha que seu filho. Aliás, ela chama a atenção, não só dele, mas também de Júnior e Fernando, que está justamente na fase de se interessar por meninas mais velhas e fica deslumbrado ao vê-la.

11 Os Menezes se despedem da filha e o grupo de oito pessoas embarca rumo a uma nova vida. Depois de doze horas de voo no confortável avião da Air Canada, sentada ao lado de uma Joana quase histérica de tanto medo, Damaris vê feliz a pista de pouso do Pearson International Airport da cidade de Toronto se aproximando. E, assim que desembarca, ela começa oficialmente a trabalhar e acompanha Luis Felipe para resolver as burocracias da imigração, mostrar passaportes e vistos, pegar bagagem. Algum tempo depois, já com tudo resolvido, eles conseguem uma van para levar a todos para o hotel onde permanecerão até comprarem a casa da família e alugarem um apartamento para Júnior e sua mãe Dona Martha. Já no Hotel Ramada Plaza Toronto é Damaris que faz os pedidos dos quartos e estranha um pouco quando Luis Felipe pede um quarto triplo para Martha, Júnior e Joana; um duplo para os filhos; um single para ela e, dois de casal. Ela não entende por que ele e a esposa não ficarão no mesmo quarto e diz que como já haviam conversado antes, não se importava de ficar no mesmo quarto com Fernando e Fabiana. Seu patrão responde que acha melhor ela ter um pouco mais de privacidade, mas na verdade ele teme o que poderia vir a acontecer já que percebeu o brilho nos olhos do filho ao ver seu novo visual. Até que todos sejam acomodados e ajustando as horas para o fuso horário do país, duas horas a menos que no Brasil, já é hora do almoço e a família Bastos sai na companhia de Damaris para dar uma volta, conhecer os

12 arredores do hotel e escolher um restaurante. O restante do grupo fica para desarrumar as malas e para comer no próprio hotel. No Restaurante Bamboo Club eles começam a descobrir as comidas mais comuns no país. E Damaris percebe que o costume local é bem parecido com o dos americanos, ao qual ela está bem acostumada. Na hora do almoço, ou lunch time, eles comem apenas coisas rápidas e práticas, pois esse grande intervalo no meio do dia, não é comum para eles. Sua principal refeição é o jantar, que é servido bem mais cedo do que aqui no Brasil, entre cinco e seis horas da tarde. Suas opções de almoço se limitam então a sanduíches, sopas ou saladas. A ideia de sempre comer sanduiches na hora do almoço atrai os mais novos, mas seus pais ficam felizes por terem trazido Joana, que além de cuidar da casa, também vai cozinhar para eles. Damaris faz os pedidos já aproveitando para explicar um pouco mais sobre essa cultura alimentar. Regiane não querendo ter que prestar muita atenção nas explicações, opta por comidas conhecidas, uma Quiche Lorraine acompanhada por uma salada, que é mundialmente famosa, a Caesar Salad, com um básico suco de laranja. Luis Felipe decide provar a French Onion Soup (uma sopa de cebolas caramelizadas com caldo de carne e queijo gruyere derretido e flambado) acompanhada de pão francês e suco de maçã. Damaris pede Tomato Soup with grilled cheese (sopa de tomate com queijo grelhado) e

13 suco de morango. Fernando escolhe um sanduiche típico, Bouef Fume (pão de centeio com pepinos, mostarda e vitela defumada) e Ginger Ale. Fabiana, assim como a mãe, não demonstra muita vontade de experimentar coisas novas e decide comer o básico: hambúrguer com fritas e Coca cola. Na volta para o hotel descobrem através do taxista que o maior shopping de Toronto, o Eaton Centre e o famoso Yorkville, com suas lojas de luxo, ficavam bem próximos ao hotel, assim como a zona de teatro. Já no Hotel Ramada Plaza, cada um segue para o seu quarto para descansar. E, mais uma vez, Damaris fica pensando em qual seria o motivo do casal não dividir o mesmo quarto. Eles jantam no próprio hotel e podem provar alguns pratos típicos da região: de entrada uma comida de influência mexicana Quesadillas com queijos cheddar, Monterey Jack e Mozzarella servidas com salada de folhas verdes; como pratos principais purê de batatas - que para eles tem importância equivalente ao arroz para nós brasileiros - com gravy (molho feito com farinha de trigo frita com caldo de carne), truta do ártico com steam vegetables (couve-flor, brócolis e cenoura no vapor) e milho cozido; de sobremesa a famosa Torta ao Açúcar. No dia seguinte Luis Felipe, Júnior e Damaris saem juntos, primeiro para alugar um carro e depois para começar uma exaustiva visita à imobiliárias na busca por

14 uma casa para comprar, um apartamento para alugar e um grande espaço para montar a empresa de transporte. Felizmente eles dão sorte e, ao final da semana, já tinham achado o que parecia ser o mais difícil: o local para a empresa um grande galpão com um bom escritório anexo. E também escolheram um apartamento, bem próximo do galpão, para Dona Martha e Júnior morarem. Eles poderiam ir de metrô ou até a pé para o trabalho. Faltava decidir sobre a casa para a família. Apesar de já terem visto mais de dez opções, ainda não tinham chegado a nenhuma conclusão. Damaris, mais uma vez estranhando Regiane não participar dessa decisão, resolveu perguntar: _Você não acha que deveríamos pedir a opinião da sua esposa? Afinal de contas ela vai ser a dona da casa e você pergunta para mim de qual eu gostei mais... _Não se preocupe Damaris. Você está me ajudando com uma opinião feminina. A Regiane, com certeza, não se importa. Aliás, ela está adorando não ter que passar por essa tortura. Ainda não muito convencida, naquele mesmo dia, na primeira oportunidade que teve, ela deu um jeito de falar, mais ou menos a sós com sua patroa. _Nós temos visto casas tão bonitas. Você não quer ir com a gente amanhã? _Você está louca? Acha mesmo que eu trocaria o spa do hotel, ou meus passeios e compras em Yorkville e no shopping, ou até mesmo o dia em que fui com as crianças ao teatro, mesmo sem entender muito, para ficar entrando

15 e saindo de casas, esquentando minha cabeça analisando tamanho, espaço para todos, condição do lugar, localização? Nunca. Muito obrigada, mas eu fico com o shopping. Damaris ainda pensou em insistir, dizer que seria a casa dela, onde iria morar com a sua família, mas diante de sua veemência, resolveu deixar para lá. E pode então entender a postura de Luis Felipe, pois via que sua esposa parecia não ter mesmo muito interesse na vida doméstica ou no conforto da família.

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

VIDAS PARALELAS. LIVRO l. Série: VIDAS 1ª EDIÇÃO. Patty Freitas

VIDAS PARALELAS. LIVRO l. Série: VIDAS 1ª EDIÇÃO. Patty Freitas VIDAS PARALELAS VIDAS PARALELAS LIVRO l Série: VIDAS 1ª EDIÇÃO 2014 Patty Freitas Os livros são abelhas que levam o pólen de uma inteligência à outra James Russel Lowell DEDICATÓRIA Dedico este livro

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração

Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração Carlos Araujo RCRJ/Nova Iguaçu Odense, Danmark. Ainda depois de 4 meses na Dinamarca, este país ainda consegue fazer surpresas. Desde de agosto, a minha

Leia mais

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa.

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa. A Criada Russa Sandra Pinheiro Interior. Noite. Uma sala de uma casa de família elegantemente decorada. Um sofá ao centro, virado para a boca de cena. Por detrás do sofá umas escadas que conduzem ao andar

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Anna Júlia Pessoni Gouvêa, aluna do 9º ano B

Anna Júlia Pessoni Gouvêa, aluna do 9º ano B DEPOIMENTOS A experiência que tive ao visitar o Centro Islâmico de Campinas foi diferente e única. É fascinante conhecer novas culturas e outras religiões, poder ver e falar com outro povo e sentir o que

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Contexto Espiritual.

Contexto Espiritual. Contexto Espiritual. Senisio Antonio 2 Contexto Espiritual Contexto Espiritual. 3 Senisio Antonio Projeto Força de Ler Senisio Antonio. 37980-000 Cássia MG Responsabilidade pela revisão: Maria Aparecida

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Autor (a): Januária Alves

Autor (a): Januária Alves Nome do livro: Crescer não é perigoso Editora: Gaivota Autor (a): Januária Alves Ilustrações: Nireuda Maria Joana COMEÇO DO LIVRO Sempre no fim da tarde ela ouvia no volume máximo uma musica, pois queria

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Esta semana iremos tentar aprender a dar. A dar aos que mais precisam. E vamos ver que Dar é BRU TAL!!!! Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

Escola EB1 de Brunheiras

Escola EB1 de Brunheiras Escola EB1 de Brunheiras O dia dos namorados Era uma vez uma princesa chamada Francesca que estava apaixonada pelo príncipe Marco. Um dia o príncipe foi salvar a Francesca que estava presa na torre do

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração.

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Marcus Vinícius Rodrigues Garcia. Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil. Liège, Belgica. Bom, agora já faz quase três meses que eu estou aqui na Bélgica

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

A Sociedade dos Espiões Invisíveis

A Sociedade dos Espiões Invisíveis A Sociedade dos Espiões Invisíveis Tem dias em que tudo o que mais quero é embarcar na minha rede mágica e viajar para bem longe! Talvez, em algum outro lugar, não me sinta tão, tão... diferente! Eu sei

Leia mais

Acasos da Vida. Nossas Dolorosas Tragédias

Acasos da Vida. Nossas Dolorosas Tragédias Acasos da Vida Nossas Dolorosas Tragédias Vanessa Araujo Acasos da Vida Nossas Dolorosas Tragédias Para os meus filhos. Para os meus amigos. Para os meus pais, por tudo o que fizeram por mim. Para

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa FIM DE SEMANA Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa CENA 1 EXTERIOR / REUNIÃO FAMILIAR (VÍDEOS) LOCUTOR Depois de uma longa semana de serviço, cansaço, demoradas viagens de ônibus lotados...

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Compreensão de texto Nome: Data: Leia este texto expositivo e responda às questões de 1 a 5. As partes de um vulcão

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão Se m e s t re A r ua de José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão Se m e s t re A r ua de José Ricardo Moreira 2- Literatura, Leitura e Reflexão 2- ano o Se m e s t re A r ua de s o n s o d o t José Ricardo Moreira PEI_LLR_2ano_2S_H1.indb 1 12/06/2012 18:18:06 Capítulo 1 A sua rua tem calçada? A minha tem! A sua

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

Quem te fala mal de. 10º Plano de aula. 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também." 2-Meditação da semana:

Quem te fala mal de. 10º Plano de aula. 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também. 2-Meditação da semana: 10º Plano de aula 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também." Provérbio Turco 2-Meditação da semana: Mestre conselheiro- 6:14 3-História da semana: AS três peneiras

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade.

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade. Papai e Mamãe, A Escola Bem-Me-Quer apresenta esta cartilha para que vocês possam tornar a adaptação do seu (sua) filho (a) mais tranquila e sem traumas. Mas para isso, é necessário que vocês sigam direitinho

Leia mais

TÉRMINUS. AVCTORIS DIREITO AUTORAL & COPYRIGHT - Rafael Martins de Oliveira. CAPA Diego de Oliveira Castro. EDITORAÇÃO Diego de Oliveira Castro

TÉRMINUS. AVCTORIS DIREITO AUTORAL & COPYRIGHT - Rafael Martins de Oliveira. CAPA Diego de Oliveira Castro. EDITORAÇÃO Diego de Oliveira Castro AVCTORIS DIREITO AUTORAL & COPYRIGHT - Rafael Martins de Oliveira CAPA Diego de Oliveira Castro EDITORAÇÃO Diego de Oliveira Castro TÉRMINUS REVISÃO Rafael Martins de Oliveira Oliveira, Rafael Martins,

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

!!!!! Castelo neuschwanstein/neuschwanenstein em Fussen. host family que recebeu minha irmã em 2010/2011 em Augsburg

!!!!! Castelo neuschwanstein/neuschwanenstein em Fussen. host family que recebeu minha irmã em 2010/2011 em Augsburg Alemanha Eu cheguei na Alemanha no dia 14 de Agosto de 2014, e desde então moro em Potsdam, a capital de Brandeburgo e 30 minutos de Berlim A minha host family me buscou no aeroporto e desde o primeiro

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 CINDERELA 3 CINDERELA Cinderela era uma moça muito bonita, boa, inteligente e triste. Os pais tinham morrido e ela morava num castelo. A dona do castelo era uma mulher

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO 36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO AQUI TEM UM FATO INUSITADO. QUE PASSA DESPERCEBIDO PELA MAIORIA DAS PESSOAS, NÃO TREINADAS NA ARTE

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais