46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª"

Transcrição

1 Extraordinárias do Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA realizadas nos exercícios 2006 e ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 21 e 22/02/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 25 e 26/04/ ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 16 e 17/03/ ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 29 e 30/05/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 11 e 12/04/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 03 e 04/07/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 30 e 31/05/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 18 e 19/09/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 11 e 12/07/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 27 e 28/11/ ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 30 e 31/08/ ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 14 e 15/09/ ª Reunião Ordinária do CONAMA, 29 e 30/11/2006 MINISTRO DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE Presidente 1 SECRETÁRIO-EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Secretário-Executivo 2 Presença de Conselheiros UM REPRESENTANTE DO IBAMA, UM REPRESENTANTE DA ANA, UM REPRESENTANTE DE CADA UM DOS MINISTÉRIOS, DAS SECRETARIAS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA E DOS COMANDOS MILITARES DO MINISTÉRIO DA DEFESA, INDICADOS PELOS RESPECTIVOS TITULARES UM REPRESENTANTE DO IBAMA S S T T T S T S S T S S S S S S S T A S T T T T S 3 UM REPRESENTANTE DA ANA S S S S S S S S S T T T S T S S S S S T S S S S S 4 Casa Civil da Presidência da República T T T T T S S A A S T T T T T T T T T T T T T T T 5 Comandos: da Aeronáutica S S A A S S T T T T S T T T T S S A A S A T T T A 6 da Marinha S S S S S S S S S S A S S S S S S A A S S S S S S 7 do Exército S S S S S S A S S S S S S S S S S A A S S S S S S 8 Ministérios: Agricultura, Pecuária e Abastecimento T T S S T S T T T T T T T S T T T S S T T T T S A 9 Cidades S S T T T T T T T T T T T T T T S A T S S T T A A 10 Ciência e Tecnologia T S T A S S S T S T T S S S S S S S S T S A S T A 11 Comunicações T T A A S S S S S S S S A A T A T A A S S S S A A 12 Cultura S A S S S A T T S S S T A S S T T T T S A T T T T 13 Defesa S T S S S S S S S S A S S T T S S T T T T T S T S 14 Desenvolvimento Agrário T S T T T S S S S S S T S T T T T S S A A S S S S 15

2 Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior S S S S S S S S A A S S S S S S S S T S S S S S S 16 Desenvolvimento Social e Combate a Fome A A S S A S S T S A T A S A T A A T T T T T T A A 17 Educação A A S S S A A A S S A S A A A S A S A A A S S S A 18 Esporte S S A A S S S S A A T S S T S S S A A S S S A S S 19 Fazenda T T T T T T T T T T S T T T T T A S S T T S S S S 20 Integração Nacional S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S 21 Justiça T T T T T T T T T T T T T T T T T T T S T T T T T 22 Meio Ambiente S S T S S A S S A S S S S S S S S T A T S T S T A 23 Minas e Energia T S S S T S T A T T T T S T T T T T T T T T T T T 24 Planejamento, Orçamento e Gestão S A S S S A S S A S A A A S S S S S A S S A A T T 25 Previdência Social T S A A T A A A T T A A A T T A A A A S S T S A S 26 Relações Exteriores A A A A S S A A T A S T S S A T A A A S S A A A S 27 Saúde S S S S S S S S A A S A S A A S S S S S S T S A A 28 Trabalho e Emprego T T T T T T T T A A A T T S S T T A A S S S A A A 29 Transportes T T T T S S T T S S S T A T A A S T T T T T T S A 30 Turismo A A A S S A A A A S A A S S S A A T T A S S A S A 31 Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República T T T T T T S S S S T T T T T T T T T T T T T T T 32 Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica da Presidência da República (extinta) Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República Secretaria de Imprensa e Porta-Voz da Presidência da República (extinta) Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República Secretaria Especial do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República (extinta) T T S S A S S S S S 33 T S A S S A A S A S A S S S A S S A A S A S S S S 34 A A A A A A A A A A A S S A A T T T A T T T T S S T S S T T T T T A T T T T T T 35 A A A A T T 36 A A A A T S S A A S S S A S S A A A A S S A A A S Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República T T T A A A A A T T T T T A T T T T T S T S A S S 38 Secretaria Geral da Presidência da República T A T T T A A A T T T S S A A T T T T A A T T T T 39

3 UM REPRESENTANTE DE CADA UM DOS GOVERNOS ESTADUAIS E DO DISTRITO FEDERAL Acre S S A A S S A A A S T A A S S A A A A A A S S T S 40 Alagoas T S S S T T S S S S A S S T T T T S S T T T S S S 41 Amapá A A A A A A A A T T A A A T T S S S S T S S S S S 42 Amazonas S S A A S S S A S A A A S A A S A A T S S T S A A 43 Bahia S S S S S S S S S S S S A A A T S S A S A S S A S 44 Ceará S A S S A S S A A A S A A A A T T T T T T T T A T 45 Distrito Federal S S A A S S S S S S T S S T A A A A A S S T A S S 46 Espírito Santo S S T A A A S A S S T A A S S T T A A T A A A S S 47 Goiás A A T T A A A A A A T A A T A A A A A T A T A A A 48 Maranhão A A A A S A S A S A A S A A A S A A A A A S A S S 49 Mato Grosso T T S S S S S S A A A S S S S S S A A A A T T T A 50 Mato Grosso do Sul S S A A S A A A S S A S S A A S S A A S S A A A A 51 Minas Gerais S S A A S A S S S S S S S A A S S T A S S S S A A 52 Pará A A S A S S T T T A T S S A A A S T T S S T A T S 53 Paraíba T S S S A T S T T A A A A T T S T S S T T S S T A 54 Paraná S S S A A A T T S S A A A S S T S T T A A A A S S 55 Pernambuco T T T T S S T S S T A S S T T T A S S T T A T T A 56 Piauí S S T T A A A A S S T A A A A T T T T T S S A S A 57 Rio de Janeiro S S S S A A A A S S A S S S A T S S S S A S S S A 58 Rio Grande do Norte S S S S S S A A S S S A A S S T A S S T A T S T S 59 Rio Grande do Sul S S S S S S S A T T A A A T T T A A A S S S S S S 60 Rondônia T T T T T T T A T T A S S S A A A A A S S S S A A 61 Roraima T T T S S S A A S S A A A S S S S S S S S S S S S 62 Santa Catarina S S S S A A S S T S A A A T A T S T S T S T S T A 63 São Paulo S A S S S S S S S A S S S S A T S A A S S S S S S 64 Sergipe S S A A A A T T S S T A A S A T S T S A A T A A A 65 Tocantins S A T S A A A A S S S S S S S S S S S S S S A S A 66 OITO REPRESENTANTES DOS GOVERNOS MUNICIPAIS QUE POSSUAM ÓRGÃO AMBIENTAL ESTRUTURADO E CONSELHO DE MEIO AMBIENTE, COM CARÁTER DELIBERATIVO UM REPRESENTANTE DE CADA REGIÃO GEOGRÁFICA DO PAÍS Região Centro-Oeste T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T A A S A 67 Região Nordeste T T A A A A S S T T T A A T T T T A A A A T T T A 68

4 Região Norte T T T T S S T T T T T T T T T T T T T T A A A S S 69 Região Sudeste T T T T S S T T A A T S A A A S S S T A A A S T T 70 Região Sul T A S T A A S T S S S A A A A T T T T T T A A S T 71 UM REPRESENTANTE DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS E MEIO AMBIENTE - ANAMMA T T A T T T T T A T T A A T T S S S T T T T T T A 72 DOIS REPRESENTANTES DE ENTIDADES MUNICIPALISTAS DE ÂMBITO NACIONAL Confederação Nacional de Municipios CNM S S A A S S A A S S S S S S A T T A A S S T A A S 73 Frente Nacional de Prefeitos-FNP S S S S S S T S A A S S A S A A S S A S A A S S A 74 VINTE E DOIS REPRESENTANTES DE ENTIDADES DE TRABALHADORES E DA SOCIEDADE CIVIL DOIS REPRESENTANTES DE ENTIDADES AMBIENTALISTAS DE CADA REGIÃO GEOGRÁFICA DO PAÍS Região Centro-Oeste ICV T A T T S S T A S S A T T T T A A S A S S T T S S 75 Região Centro-Oeste OCA Brasil (até a 83ª - CEBRAC) S T T T T T T T T T T T T T T T T S S T T S S T T 76 Região Nordeste GERC (até a 83ª - GRAMA) T T T T T T A A T T T T A T A S S S S A A T A S S 77 Região Nordeste IMARH (até a 83ª - SAMAN) S S S S S S S S S S T S S T A T T S S S S S S A A 78 Região Norte - NOVOS CURUPIRAS (até a 83ª - ARGONAUTAS) T A A A T T A A S S T T T T T S S T T T T T T S S 79 Região Norte KANINDÉ S S S S S S S S T T S T T T T T T T T S S S A S S 80 Região Sudeste AMDA (até a 83ª - VIDÁGUA) T T T T T T T T T T S A A T A T T T T T T T T T T 81 Região Sudeste BICUDA (até a 83ª - APEDEMA/RJ) T T T T T T T S A A S S S T T T T S A T A T T T T 82 Região Sul CAETÉ (até a 83ª - AGAPAN) T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T T S S 83 Região Sul APROMAC T T T T T T T T T T T A A T T T T T T T T A A T T 84 UM REPRESENTANTE DE ENTIDADE AMBIENTALISTA DE ÂMBITO NACIONAL Instituto Sócio Ambiental - VIDÁGUA (até 83ª - ISA) T A T T A T T T T T T S S T T T T T A A A T T T A 85 TRÊS REPRESENTANTES DE ASSOCIAÇÕES LEGALMENTE CONSTITUÍDAS PARA A DEFESA DOS RECURSOS NATURAIS E DO COMBATE À POLUIÇÃO, DE LIVRE ESCOLHA DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA Associação de Defesa do Meio Ambiente - ADEMA/SP T T T T T S S S T T T T S T T T T T T T T T T T T 86 Instituto "O Direito por um Planeta Verde" S S A A T A A A T A S S S T T T T A A T T T T T T 87 Associação Civil Indicada pelo Presidente da República

5 UM REPRESENTANTE DE ENTIDADES PROFISSIONAIS, DE ÂMBITO NACIONAL, COM ATUAÇÃO NA ÁREA AMBIENTAL E DE SANEAMENTO, INDICADO PELA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL - ABES S S S S S S S S S S S S S S S S S A A S S S S S S 88 UM REPRESENTANTE DE TRABALHADORES INDICADO PELAS CENTRAIS SINDICAIS E CONFEDERAÇÕES DE TRABALHADORES DA ÁREA URBANA (Central Única dos Trabalhadores-CUT, Força Sindical, Confederação Geral dos Trabalhadores-CGT, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria-CNTI e Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio-CNTC), ESCOLHIDO EM PROCESSO COORDENADO PELA CNTI E CNTC S S A A S S S S S S A S S A A S S A A S S S S S S 89 UM REPRESENTANTE DE TRABALHADORES DA ÁREA RURAL, INDICADO PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA - CONTAG T T T T T T T T S S S S A S S A T A A T T T T T A 90 UM REPRESENTANTE DE POPULAÇÕES TRADICIONAIS, ESCOLHIDO EM PROCESSO COORDENADO PELO CENTRO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DAS POPULAÇÕES TRADICIONAIS - CNPT A A S S S S S S T T S S S S S S S S S S S A A S S 91 UM REPRESENTANTE DA COMUNIDADE INDÍGENA INDICADO PELO CONSELHO DE ARTICULAÇÃO DOS POVOS E ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS DO BRASIL - CAPOIB A A A A T T A A A S A T A A A T T T T T T T T T T 92 UM REPRESENTANTE DA COMUNIDADE CIENTÍFICA, INDICADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA - SBPC S S S S A A T T A A T S S T T S S T T A A A A T A 93 UM REPRESENTANTE DO CONSELHO NACIONAL DE COMANDANTES GERAIS DAS POLÍCIAS MILITARES E CORPOS DE BOMBEIROS MILITARES - CNCG S S T T T T T S T T T T A T T T T T S S S S A S S 94 UM REPRESENTANTE DA FUNDAÇÃO BRASILEIRA PARA A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA - FBCN S S S S S S S S S S S S S S S S S T S S S S S S S 95 OITO REPRESENTANTES DE ENTIDADES EMPRESARIAIS TRÊS REPRESENTANTES INDICADOS PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA

6 Confederação Nacional da Indústria - CNI T T S T T S T T S S T S S S S A S T A T T A A A S 96 Confederação Nacional da Indústria - CNI T S T T T T T S T T T S T T T A T S S T T T T S A 97 Confederação Nacional da Indústria - CNI T A T A T T T S T T T S T T T T S T T T T S T A A 98 UM REPRESENTANTE INDICADO PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA AGRICULTURA CNA S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S 99 DOIS REPRESENTANTES INDICADOS PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO Confederação Nacional do Comércio - CNC S S S S S S S S S S S S S S S S S S S A A S S S S 100 Confederação Nacional do Comércio - CNC T T S S S S S S S S T S S A A S S S S S A S S S S 101 UM REPRESENTANTE INDICADO PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE CNT A A A A T T T T T T T T T T T S S S S T T A T S T 102 UM REPRESENTANTE INDICADO PELO SETOR FLORESTAL T T T T T A T T T T T T A T T T T T T T T T T T A 103 UM MEMBRO HONORÁRIO INDICADO PELO PLENÁRIO T T T T T T T T T T T T T T T T T A A T T A T A A 104 CONSELHEIROS CONVIDADOS, SEM DIREITO A VOTO UM REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL S S S S T S S S T T T T A T T T A A A T A S T T A 105 UM REPRESENTANTE DOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS, INDICADO PELO CONSELHO NACIONAL DOS PROCURADORES GERAIS DE JUSTIÇA UM REPRESENTANTE DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS T T T T S A S A T T T A A T T S S A A T T A A T A 106 A A A A A A A A A A A A A A A T A S A A A T T A A 107 LEGENDA T = Titular S = Suplente R = Representante A = Ausente - = Sem Indicação de Representante

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA RESOLUÇÃO N o 376, DE 24 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre a nova composição das Câmaras Técnicas do Conselho Nacional do Meio Ambiente-

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.172.280 9.772.013 Despesas Correntes 2.964.653 9.031.347 Despesas de Capital 207.627 740.666 3.172.280 12.944.292 9.772.013 PROGRAMA: 0551

Leia mais

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.185.780 9.806.513 Despesas Correntes 2.978.153 9.065.847 Despesas de Capital

Leia mais

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009)

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) População Ocupada 5 a 17 anos 2008 Taxa de Ocupação 2008 Posição no Ranking 2008 População Ocupada 5 a 17

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

Boletim Informativo* Agosto de 2015

Boletim Informativo* Agosto de 2015 Boletim Informativo* Agosto de 2015 *Documento atualizado em 15/09/2015 (Erratas páginas 2, 3, 4 e 9) EXTRATO GERAL BRASIL 1 EXTRATO BRASIL 396.399.248 ha 233.712.312 ha 58,96% Número de Imóveis Cadastrados²:

Leia mais

Figura 1: Distribuição de CAPS no Brasil, 25. RORAIMA AMAPÁ AMAZONAS PARÁ MARANHÃO CEARÁ RIO GRANDE DO NORTE PAIUÍ PERNAMBUCO ACRE ALAGOAS SERGIPE TOCANTINS RONDÔNIA PARAÍBA BAHIA MATO GROSSO DISTRITO

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II Plano Plurianual 216 219 DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II PROGRAMA: 21 - Aprimoramento do Ministério Público Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social 82.71 268.863 Despesas Correntes

Leia mais

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012 Contas Regionais do Brasil 2012 (continua) Brasil Agropecuária 5,3 Indústria 26,0 Indústria extrativa 4,3 Indústria de transformação 13,0 Construção civil 5,7 Produção e distribuição de eletricidade e

Leia mais

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Total de profissionais, independentemente da escolaridade 2003 2007 2008 Professores da Ed Básica (públicas não

Leia mais

FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 29 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 29 E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS,

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 7.938 0,37 0 0,00-7.938 0,37

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

"XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica;"

XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica; Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICA AOS SERVIDORES, EMPREGADOS E SEUS DEPENDENTES Lei nº 10.707, de 30 de julho de 2003, Inciso

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação detrabalho e Rendimento Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15

Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15 Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15 Estado Rondônia Acre Amazonas Roraima Pará Amapá Tocantins Maranhão Piauí Ceará Rio Grande do Norte

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400 ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ANEXO CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DAPARAÍBA

Leia mais

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2013

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2013 Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual Julho 2013 SS JUSTIÇA MG SS Justiça MG Julho 2013 Tabela 1 Tribunais de Justiça Estadual posicionados conforme Vencimento Básico Vencimentos

Leia mais

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2014

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2014 Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual Julho 2014 SS JUSTIÇA MG SS Justiça MG Julho 2014 Tabela 1 Tribunais de Justiça Estadual posicionados conforme Vencimento Básico Vencimentos

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,52% em agosto O Índice Nacional da Construção

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social Oferta de vagas por instituição UNIVERSIDADES FEDERAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE 408 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA 636 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO

Leia mais

INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS. Outubro/2012 (dados até setembro)

INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS. Outubro/2012 (dados até setembro) INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (ICMPE) NO BRASIL Outubro/2012 (dados até setembro) Características da pesquisa Objetivo: - medir o impacto da conjuntura econômica nas MPE brasileiras

Leia mais

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás O QUE É Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento 1 QUEM SÃO Total de Pessoas: 12.023.703 84% Rural 16% Urbano Total: 10.091.409 Total:

Leia mais

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL AGENCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGENCIA NACIONAL

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 19/03/2015 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro JULHO DE 2014 BRASIL O mês de julho de 2014 fechou com um saldo líquido positivo de 11.796 novos empregos em todo país, segundo dados do Cadastro

Leia mais

46.051 46.051 S 3 1 90 0 100 46.051

46.051 46.051 S 3 1 90 0 100 46.051 UNIDADE : 14102 - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ACRE UNIDADE : 14105 - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA BAHIA 0570 GESTAO DO PROCESSO ELEITORAL 50.468 0570 GESTAO DO PROCESSO ELEITORAL 107.350 50.468 RES,

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,59% em Junho O Índice Nacional da Construção

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

F.19 - Cobertura de coleta de lixo

F.19 - Cobertura de coleta de lixo Comentários sobre os Indicadores de Cobertura até 6 F.19 - Cobertura de coleta de lixo Limitações: Requer informações adicionais sobre as condições de funcionamento (freqüência, assiduidade, volume transportado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília Mensagem eletrônica n.º 229/2015-SIC/DIREX/DPF Prezada Senhora, 1. Trata-se de requerimento de informação

Leia mais

Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA

Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA POR ORDEM ALFABÉTICA Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA ADVOCACIA-GERAL DA UNIAO 27 AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGENCIA 2 AGENCIA NACIONAL DE VIGILANCIA SANITARIA 1 CENTRO FED.DE EDUC.TECNOL.MINAS GERAIS

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 23/01/15 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que possuam em seu objeto social características

Leia mais

Relatório produzido em conjunto por três agências das Nações Unidas

Relatório produzido em conjunto por três agências das Nações Unidas Relatório produzido em conjunto por três agências das Nações Unidas Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) Organização Internacional

Leia mais

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades Apresentação A AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa apresentar uma visão do cenário das Unidades de Terapias Intensivas (UTI) no país. Objetivos Elaborar

Leia mais

Dimensão social. Educação

Dimensão social. Educação Dimensão social Educação 218 Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 36 Taxa de escolarização Representa a proporção da população infanto-juvenil que freqüenta a escola. Descrição As variáveis

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Processo de articulação, gestão, comunicação e de promoção conjunta de políticas públicas de cultura, mediante a pactuação federativa. Objetivo Geral do SNC Implementar políticas

Leia mais

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade C.1 Taxa de mortalidade infantil O indicador estima o risco de morte dos nascidos vivos durante o seu primeiro ano de vida e consiste em relacionar o número de óbitos de menores de um ano de idade, por

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL Brasília, junho de 2009 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS A SRH/MP, órgão subordinado diretamente ao Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão,

Leia mais

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS ESTUDOS & pesquisas INFORMAÇÃO DEMOGRÁFICA E SOCIoeconômica 5 SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS 2000 IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Presidente da República Fernando Henrique Cardoso

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 ORGAO : 36000 - MINISTERIO DA SAUDE UNIDADE : 36211 - FUNDACAO NACIONAL DE SAUDE ANEXO I CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 E G R M I F FUNC.

Leia mais

Portal TRILHAS em números

Portal TRILHAS em números Portal TRILHAS Portal TRILHAS em números Projeção dos Acessos Número de usuários cadastrados: 14.289 * - 20.381 acessos (duração aproximada de 15 minutos); - 12 páginas, em média, acessadas por visita.

Leia mais

ATA DA XIX REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA.

ATA DA XIX REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 ATA DA XIX REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA. Ao décimo dia do mês de outubro

Leia mais

Cursos de Graduação a Distância

Cursos de Graduação a Distância de Graduação a Distância 427 428 7 - de Graduação a Distância 7.1 -,,, por Vestibular e Outros Processos Seletivos (*), e nos de Graduação a Distância, segundo as Instituições Brasil 2004 (continua) Instituições

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI O Processo de Construção do SNC Teresina-PI 04/Dez/2012 A Importância Estratégica do SNC Após os inúmeros avanços ocorridos nos últimos anos no campo da cultura

Leia mais

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Quadro Resumo- Estatísticas Gerais da Educação Superior por Categoria Administrativa - - 2012 Categoria

Leia mais

COLÉGIO BRSILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE RELATÓRIO DE GESTÃO DIREÇÃO NACIONAL BIÊNIO 2007-2009 2009 Fernando Mascarenhas Presidente Dinah Vasconcellos Terra Vice-Presidente Yara Maria de Carvalho Diretora

Leia mais

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN em parceria com a SUFRAMA e sob a coordenação

Leia mais

Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo... 55

Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo... 55 Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo...... 55 Distribuição relativa (%) de imigrantes bolivianos no Estado de São Paulo em 20 I O..._... 62 Distribuição relativa

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas Nº de Famílias Beneficiadas pelo Bolsa Família em Relação ao Total de Famílias do Nº de Famílias Beneficiadas / Total de Famílias - ano 2015 (%) 50,00% 48,2% 42,8% Média Nacional - % de Famílias Beneficiadas

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES Barbara Christine Nentwig Silva Professora do Programa de Pós Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social /

Leia mais

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Erradicação do Trabalho Infantil Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Estrutura do MTE para o Combate ao Trabalho Infantil a Serviço da Rede de Proteção à Infância.

Leia mais

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Contribuição das Conferências de SAN ao debate da educação e formação

Leia mais

Sala de Imprensa Notícias do Enem

Sala de Imprensa Notícias do Enem Imprimir Fechar janela Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Sala de Imprensa Notícias do En 07 de fevereiro de 2007 Inep divulga os resultados do En 2006 por UF e Maioria

Leia mais

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2010

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2010 Contas Regionais do Brasil 2010 (continua) Brasil Agropecuária 5,3 Indústria 28,1 Indústria extrativa 3,0 Indústrias de transformação 16,2 Construção civil 5,7 Produção e distribuição de eletricidade e

Leia mais

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009)

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009) Secretaria-Geral da Presidência da República Secretaria Nacional de Articulação Social 1 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE 1.1 1ª Conferência Nacional de Juventude 2 2.1 CONFERÊNCIA DE GAYS, LÉSBICAS,BISSEXUAIS,

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4007 EDITAL Nº 3/2010 1. Perfil: no. 1 Sol e Praia 3. Qualificação educacional: Pós-graduação em turismo, geografia, educação ambiental, recreação

Leia mais

A Gazeta (ES) 27/10/03 Conferência das Cidades chega ao fim com eleição de conselho

A Gazeta (ES) 27/10/03 Conferência das Cidades chega ao fim com eleição de conselho A Gazeta (ES) 27/10/03 Conferência das Cidades chega ao fim com eleição de conselho Brasília - A 1º Conferência Nacional das Cidades terminou ontem, no Minas Tênis Clube, em Brasília, com a escolha dos

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI Seminário Metas do Plano e dos Sistemas Municipal, Estadual e Nacional de Cultura Vitória-ES 05/Dez/2011 Secretaria de Articulação Institucional SAI A Construção

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO O QUE SÃO Reservas da Biosfera? - Reservas da Biosfera são áreas de ecossistemas terrestres ou aquáticos estabelecidas para promoverem soluções

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 Isaac A. Coimbra Lou SEI/BA Lis Helena Borges Bolsista/IPEA Roberta Pimenta Bolsista/IPEA Brasília, Março de 2013 SUMÁRIO

Leia mais

EDITAL CAPES N o 11/2014 - PRÓ-EQUIPAMENTOS INSTITUCIONAL RESULTADO FINAL - PROPOSTAS RECOMENDADAS

EDITAL CAPES N o 11/2014 - PRÓ-EQUIPAMENTOS INSTITUCIONAL RESULTADO FINAL - PROPOSTAS RECOMENDADAS CENTRO BRASILEIRO DE PESQUISAS FÍSICAS R$ 165.000,00 CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA NUCLEAR R$ 165.000,00 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECN. CELSO SUCKOW DA FONSECA R$ 395.500,00 CENTRO FEDERAL

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE

POLÍTICA NACIONAL DE POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS 15/09/2014: implantação - situação atual Joaquim Antônio de Oliveira joaquim.oliveira@mma.gov.br (61) 2028 2504 Resíduos sólidos: um problema de caráter social, ambiental

Leia mais

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária 01. 000 Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134 74.751 01. 901 Fundo Rotativo da Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134

Leia mais

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade

Comentários sobre os Indicadores de Mortalidade C.9 Taxa de mortalidade por causas externas O indicador mede o número de óbitos por causas externas (conjunto de acidentes e violências) por 1. habitantes, estimando o risco de morrer por essas causas.

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 Retratos da Sociedade Brasileira: Problemas e Prioridades do Brasil para 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, de 2013.

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, de 2013. PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, de 2013. (Do Sr. DAMIÃO FELICIANO) Disciplina a fixação do número de Deputados, nos termos do art. 45, 1º, da Constituição Federal, e dá outras providências. O Congresso

Leia mais

Saúde Suplementar em Números

Saúde Suplementar em Números Saúde Suplementar em Números Edição nº 9-2015 Setembro de 2015 Sumário Executivo Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (setembro/15): 50.261.602; Taxa de crescimento do número de beneficiários

Leia mais

Indicador do PIB Trimestral Espírito Santo IV Trimestre de 2011

Indicador do PIB Trimestral Espírito Santo IV Trimestre de 2011 Indicador do PIB Trimestral Espírito Santo IV Trimestre de 2011 Vitória, 29 de Maio de 2012 Indicador de PIB trimestral 17 atividades econômicas pesquisadas, em consonância com os setores das Contas Regionais

Leia mais

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Salvador / Ba 2010 Superintendência de Estudos Sociais da Bahia - SEI Diretoria de Pesquisas DIPEQ Coordenação de Pesquisas Sociais COPES RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Workshop: A Base de

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 0901 - Operações Especiais: Cumprimento de Sentenças Judiciais Número de Ações 227 Ação Orçamentária - Padronizada da União 0005 - Cumprimento de Sentença Judicial Transitada em Julgado (Precatórios)

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS

DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS PERFIL DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS 2014 PER DA IND PERFIL DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria de Políticas e Estratégia José Augusto

Leia mais

Dataprev - Concurso Publico 2014 Edital nº 01/2014

Dataprev - Concurso Publico 2014 Edital nº 01/2014 1 / 5 Dataprev Concurso Publico 2014 Edital nº 01/2014 Até o momento a Dataprev convocou os perfis abaixo especificados, nas seguintes localidades: TÉRMINO DA VALIDADE DO CONCURSO: 12/03/2017 Atualizado

Leia mais

Mais de 446 mil estudantes se inscreveram para as vagas do SiSU

Mais de 446 mil estudantes se inscreveram para as vagas do SiSU Mais de 446 mil estudantes se inscreveram para as vagas do SiSU Data: 20/06/2011 Veículo: G1 O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para vagas no ensino superior no meio do ano teve mais de 446.508 inscritos.

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

2.463.466 NACIONAL F 3 2 90 0 112 2.463.466 TOTAL - FISCAL 44.744.830 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 44.744.830

2.463.466 NACIONAL F 3 2 90 0 112 2.463.466 TOTAL - FISCAL 44.744.830 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 44.744.830 UNIDADE : 26101 - MINISTERIO DA EDUCACAO 0750 APOIO ADMINISTRATIVO 5.580.000 12 122 0750 2000 ADMINISTRACAO DA UNIDADE 5.580.000 12 122 0750 2000 0053 ADMINISTRACAO DA UNIDADE - NO DISTRITO FEDERAL 5.580.000

Leia mais

993.063 HOSPITALARES DO MINISTERIO DA SAUDE TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE 993.063 TOTAL - GERAL 993.063

993.063 HOSPITALARES DO MINISTERIO DA SAUDE TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE 993.063 TOTAL - GERAL 993.063 UNIDADE : 36208 - HOSPITAL CRISTO REDENTOR S.A. - REDENTOR ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 1220 ASSISTENCIA AMBULATORIAL E HOSPITALAR ESPECIALIZADA 993.063

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais