Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil"

Transcrição

1 Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil José Mário Morais Mateus Conselheiro Federal - MG Julho/2014

2 Histórico das Especialidades Odontológicas Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais Carga Horária: (reconhecida em 1968, pelo extinto SNFO como cirurgia buco-facial). Dentística Carga Horária: 750 (denominação dada pela II ANEO, reconhecida, em 1971, pelo CFO, como Dentística-Restauradora) Disfunção Têmpero-Mandibular e Dor-Orofacial Carga Horária: 750 (reconhecida, em 2001, pela II ANEO) Endodontia Carga Horária: 750 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO) Estomatologia Carga Horária: 750 (separada da Patologia Bucal, em 1992, quando da I ANEO)

3 Histórico das Especialidades Odontológicas Radiologia Odontológica e Imaginologia Carga Horária: 750 (Recebeu na II ANEO, em 2001, a denominação de Imaginologia Dento- Maxilo-Facial, 2001 primeira especialidade reconhecida em 1968, pelo extinto SNFO, com a denominação de Radiologia. ) Implantodontia Carga Horária: (reconhecida, em 1990, pelo CFO, como Implantodontia Bucal em 1992, alterada a denominação para Implantodontia) Odontologia Legal Carga Horária: 750 (reconhecida, em 1971, pelo CFO) Odontologia do Trabalho Carga Horária: 500 (reconhecida, em 2001, pela II ANEO) Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais Carga Horária: 750 (reconhecida, em 2001, pela II ANEO)

4 Histórico das Especialidades Odontológicas Odontogeriatria Carga Horária: 750 (reconhecida, em 2001, pela II ANEO) Odontopediatria Carga Horária: 750 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO) Ortodontia Carga Horária: (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO, como Ortodontia; alterada a denominação, pelo CFO, em 1997, para Ortodontia e Ortopedia Facial; e novamente alterada para Ortodontia pela II ANEO) Ortopedia Funcional dos Maxilares Carga Horária: (rerconhecida, em 2001, pela II ANEO) Patologia Bucal Carga Horária: 500 (Foi reconhecida, em 1971, pelo CFO. Alterada em 1990, pelo CFO, a denominação, passando a incluir Estomatologia e separada novamente de Estomatologia, em 1992, quando da I ANEO)

5 Histórico das Especialidades Odontológicas Periodontia Carga Horária: 750 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO) Prótese Buco-Maxilo-Facial Carga Horária: 500 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO sob a denominação de Prótese Odontológica. Em 1971, o CFO dividiu a especialidade em Prótese Buco-Maxilo-Facial e Prótese Dentária) Prótese Dentária Carga Horária: 750 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO, como Prótese Odontológica)

6 ESPECIALIDADES RECONHECIDAS Saúde Coletiva e da Família Carga Horária: 500 (reconhecida, em 1968, pelo extinto SNFO como Odontologia Sanitária. Em 1975, passou a denominar-se Odontologia Social. Em 1978, Odontologia Preventiva e Social. Em 1990 voltou a ser Odontologia Social. Em 1992, Odontologia em Saúde Coletiva. Em 2001 (II ANEO) em Saúde Coletiva. Em 2011, altera a denominação da especialidade para Altera a denominação da especialidade através da Resolução CFO-108/2011).

7 Fonte: CFO - Outubro 2013 Percentual de Profissionais com Especialidades nobrasil 35,1% 65,0% Possui Não Possui

8 Quantidade de Especialistas no Brasil E S P E C I A L I D A D E S 1 ORTODONTIA ENDODONTIA PROTESE DENTARIA PERIODONTIA IMPLANTODONTIA ODONTOPEDIATRIA DENTISTICA RADIOLOGIA ODONTOLOGICA E IMAGINOLOGIA CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO MAXILO FACIAIS SAUDE COLETIVA E DA FAMILIA ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES DISFUNCAO TEMPORO-MANDIBULAR E DOR ORO-FACIAL ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTOMATOLOGIA ODONTOLOGIA LEGAL ODONTOLOGIA P/ PACIENTES C/ NECESSIDADES ESPECIAIS PATOLOGIA BUCAL ODONTOGERIATRIA PROTESE BUCO MAXILO FACIAL 61 T O T A L Fonte: CFO Novembro 2013

9 Quantidade de Profissionais com Duas (2) Especialidades Fonte: CFO Novembro 2013

10 Quantidade de Cursos em Andamento Por UF CREDENCIAMENTO CRO QUANTIDADE BA 2 CE 9 DF 3 ES 1 GO 2 MA 4 MG 24 MS 6 MT 1 PA 1 PB 1 PE 6 PR 6 RJ 18 RN 3 RS 7 SC 1 SP 55 TO Fonte: CFO Outubro 2013

11 Quantidade de Cursos Por Especialidades RECONHECIMENTO CRO QUANTIDADE CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO MAXILO FACIAIS 15 ENDODONTIA 45 ODONTOLOGIA LEGAL 1 ODONTOPEDIATRIA 11 PATOLOGIA BUCAL 1 PERIODONTIA 12 PROTESE DENTARIA 33 IMPLANTODONTIA 84 DENTISTICA 13 SAUDE COLETIVA E DA FAMILIA 2 ORTODONTIA 294 RADIOLOGIA ODONTOLOGICA E IMAGINOLOGIA 7 ODONTOLOGIA DO TRABALHO CREDENCIAMENTO CRO QUANTIDADE CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO MAXILO FACIAIS 7 ENDODONTIA 24 ODONTOLOGIA LEGAL 1 ODONTOPEDIATRIA 7 PERIODONTIA 11 PROTESE DENTARIA 16 IMPLANTODONTIA 22 DENTISTICA 7 SAUDE COLETIVA E DA FAMILIA 1 ORTODONTIA 49 RADIOLOGIA ODONTOLOGICA E IMAGINOLOGIA 3 ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES Fonte: CFO Outubro 2013

12 Especialidades Resolução CFO- 126/78, de 29/10/1978 Resolução CFO-155/84, de 25/08/1984 Resolução CFO-181/92, de 06/06/1992 (I ANEO) Resolução CFO- 22/2001, de 27/12/2001 (II ANEO) Resolução CFO- 116/2012, de 03/04/2012 Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais 750h 1.000h 1.000h 2.000h 2.000h Dentística 405h 500h 500h 750h 750h Disfunção Têmporomandibular e Dor Orofacial 500h 750h Endodontia 405h 500h 500h 750h 750h Estomatologia 500h 500h 750h Radiologia Odontológica e Imaginologia 405h 500h 500h 500h 750h Implantodontia 750h 1.000h 1.000h Odontologia Legal 405h 500h 500h 500h 750h Odontologia do Trabalho 500h 500h Odontologia para Pacientes com N. Especiais 500h 750h Odontogeriatria 500h 750h Odontopediatria 405h 500h 500h 750h 750h Ortodontia 750h 1.000h 1.000h 1.000h 2.000h Ortopedia Funcional dos Maxilares 1.000h 1.500h Patologia Bucal 405h 500h 500h 500h 500h Periodontia 405h 500h 500h 750h 750h Prótese Buco-Maxilo-Facial 405h 500h 500h 500h 500h Prótese Dentária 510h 750h 750h 750h 750h Saúde Coletiva e da Família 405h 500h 500h 500h 500h

13 Evolução dos Cursos de Especialização (CREDENCIAMENTO) Fonte: CFO Novembro 2013

14 Evolução dos Cursos de Especialização (RECONHECIMENTO) Fonte: CFO Novembro 2013

15 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 DENTISTICA Fonte: CFO Novembro 2013

16 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 Fonte: CFO Novembro 2013

17 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 Fonte: CFO Novembro 2013

18 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 Fonte: CFO Novembro 2013

19 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 Fonte: CFO Novembro 2013

20 Evolução Nº de Registro/Inscrição de Especialistas 2003 a 2013 Fonte: CFO Novembro 2013

21 Relação entre Estado da Graduação X Estado da Especialização Fonte: CFO Novembro 2013

22 Relação entre CRO Inscrição X Estado da Especialização Fonte: CFO Novembro 2013

23 Legislação

24 CONSOLIDAÇÃO DAS NORMAS PARA PROCEDIMENTOS NOS CONSELHOS DE ODONTOLOGIA

25

26 CAPÍTULO VIII - Anúncio do Exercício das Especialidades Odontológicas Art. 36. A especialidade é uma área específica do conhecimento, exercida por profissional qualificado a executar procedimentos de maior complexidade, na busca de eficácia e da eficiência de suas ações. Parágrafo único. No exercício de qualquer especialidade odontológica o cirurgiãodentista poderá prescrever medicamentos e solicitar exames complementares que se fizerem necessários ao desempenho em suas áreas de competência. Art. 37. O anúncio do exercício das especialidades em Odontologia obedecerá ao disposto nestas normas e no Código de Ética Odontológica.

27 CAPÍTULO VIII - Anúncio do Exercício das Especialidades Odontológicas Art. 38. Para se habilitar ao registro e à inscrição, como especialista, o cirurgiãodentista deverá atender a um dos seguintes requisitos: a) possuir certificado conferido por curso de especialização ou programa de residência em Odontologia que atenda as exigências do Conselho Federal de Odontologia; b) possuir diploma expedido por curso de especialização, realizado pelos Serviços de Saúde das Forças Armadas, desde que atenda as exigências do Conselho Federal de Odontologia, quanto aos cursos de especialização; e, c) possuir diploma ou certificado conferido por curso de especialização ou residência na vigência das Resoluções do Conselho Federal de Odontologia ou legislação específica anterior, desde que atendidos todos os seus pressupostos e preenchidos os seus requisitos legais. 1. São vedados o registro e a inscrição de duas especialidades com base no mesmo curso realizado, bem como mais de duas especialidades, mesmo que oriundas de cursos ou documentos diversos.

28 CAPÍTULO VIII - Anúncio do Exercício das Especialidades Odontológicas Art. 39. Os registros e as inscrições somente poderão ser feitos nas seguintes especialidades: a) Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais; b) Dentística; c) Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial; d) Endodontia; e) Estomatologia; f) Radiologia Odontológica e Imaginologia; g) Implantodontia; h) Odontologia Legal; i) Odontologia do Trabalho; j) Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais; k) Odontogeriatria; l) Odontopediatria; m) Ortodontia; n) Ortopedia Funcional dos Maxilares; o) Patologia Bucal; p) Periodontia; q) Prótese Buco-Maxilo-Facial; r) Prótese Dentária; e, s) Saúde Coletiva e da Família.

29 CAPÍTULO VIII - Anúncio do Exercício das Especialidades Odontológicas Art. 40. O exercício da especialidade não implica na obrigatoriedade de atuação do profissional em todas as áreas de competência, podendo ele atuar, de forma preponderante, em apenas uma delas.

30 CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA

31 Resolução CFO-118/2012 Revoga o Código de Ética Odontológica aprovado pela Resolução CFO-42/2003 e aprova outro em substituição. O Presidente do Conselho Federal de Odontologia, no exercício de suas atribuições regimentais, cumprindo deliberação do Plenário, em reunião realizada no dia 11 de maio de 2012, considerando o Relatório Final da IV Conferência Nacional de Ética Odontológica - IV CONEO, realizada em Goiás, pelo Conselho Federal e Conselhos Regionais de Odontologia, no período de 07 a 10 de novembro de 2011, RESOLVE: Art. 1º. Fica revogado o Código de Ética Odontológica, aprovado pela Resolução CFO-42, de 20 de maio de Art. 2º. Fica aprovado o Código de Ética Odontológica, que com esta se publica. Art. 3º. Esta Resolução entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de JOSÉ MÁRIO MORAIS MATEUS, CD SECRETÁRIO-GERAL AILTON DIOGO MORILHAS RODRIGUES, CD PRESIDENTE Rio de Janeiro, 11 de maio de 2012.

32 CAPÍTULO IX DAS ESPECIALIDADES Art. 22. O exercício e o anúncio das especialidades em Odontologia obedecerão ao disposto neste capítulo e às normas do Conselho Federal. Art. 23. O especialista, atendendo a paciente encaminhado por cirurgião-dentista, atuará somente na área de sua especialidade requisitada. Parágrafo Único. Após o atendimento, o paciente será, com os informes pertinentes, restituído ao cirurgião-dentista que o encaminhou. Art. 24. É vedado intitular-se especialista sem inscrição da especialidade no Conselho Regional. Art. 25. Para fins de diagnóstico e tratamento o especialista poderá conferenciar com outros profissionais.

33 OBRIGADO

Conselho Federal de Odontologia. Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil

Conselho Federal de Odontologia. Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil Luciano M Sampaio Barreto ( Gerente de Tecnologia e Informação ) Conselho Federal de Odontologia - CFO Dezembro/2013 Histórico das Especialidades

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas.

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA RESOLUÇÃO CFO-160, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. O presidente do Conselho Federal

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Dentistas-Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia-Alteração RESOLUÇÃO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA <!ID111838-0> RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 101 DOU de 27/05/04 seção 1 CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004 Altera

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR- CONCURSO

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA JURÍDICA

INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA JURÍDICA INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA JURÍDICA OPERADORA: LIFE EMPRESARIAL SAÚDE LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 04.558.034/0001-57, registrada na Agência Nacional de Saúde

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA FÍSICA

INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA FÍSICA INSTRUMENTO CONTRATUAL DE PRÉ-CREDENCIAMENTO ODONTOLÓGICO PESSOA FÍSICA OPERADORA: LIFE EMPRESARIAL SAÚDE LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 04.558.034/0001-57, registrada na Agência Nacional de Saúde

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no processo saúde/doença, com sólida formação técnico-científica,

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO CFO-12/2015

ANEXO DA DECISÃO CFO-12/2015 Fls. 1/9 ANEXO DA DECISÃO -12/2015 1 47/2014 MS Associação Brasileira de Cirurgiões- Dentistas - Cuiabá-MT 2 527/2014 RO CD-Jean Pierre Machado 3 30975/2012 CE CD-José Ricardo Chaves Monteiro 4 10116/2014

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO CFO-14/2011

ANEXO DA DECISÃO CFO-14/2011 Fls. 1/6 ANEXO DA DECISÃO -14/2011 1 25347/2008 SC 2 25929/2010 MS Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) - Unidade de Pós-Graduação em Dourados 3 2776/2010

Leia mais

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado 2. HOMEOPATIA Aprovado 3. HIPNOSE Aprovado 4. TERAPIA FLORAL Aprovado 5. FITOTERAPIA Aprovado 6. ODONTOLOGIA DO ESPORTE Aprovado II - CRIAÇÃO DE PRÁTICAS

Leia mais

RESOLUÇÃO CFO-156/2015

RESOLUÇÃO CFO-156/2015 DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO SEÇÃO 1, DE 23/03/2015 PÁGINAS: 79 e 80 RESOLUÇÃO CFO-156/2015 Estabelece novos procedimentos para o prêmio Brasil Sorridente, em consonância com a atual conjuntura sanitária nacional.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) TOTAL DE CRÉDITOS: 278 TOTAL DE HORAS: 4448 HORAS OBRIGATÓRIAS: 2 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS SEMESTRE 01 Módulo

Leia mais

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha MANUAL DE DIREITOS E RESPONSABILIDADES DOS PACIENTES www.ocm.mar.mil.br MARINHA DA BRASIL ODONTOCLÍNICA

Leia mais

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Circular 275/2013 São Paulo, 3 de Julho de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 126,

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS INSTRUÇÕES PARA PREPARAÇÃO DO RESUMO (PAINEL E COMUNICAÇÃO ORAL)

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS INSTRUÇÕES PARA PREPARAÇÃO DO RESUMO (PAINEL E COMUNICAÇÃO ORAL) NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS 1- REGRAS GERAIS: SERÃO ACEITOS TRABALHOS EM DUAS CATEGORIAS: - Painel: Poderão concorrer pesquisas científicas, relatos de caso e revisão de literatura. - Comunicação oral:

Leia mais

SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6

SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6 1 SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6 TÍTULO I--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Comunicado ALTERAÇÃO DE VAGAS- PCD ANEXO I QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CÓDIGOS, CARGO/ÁREA DE ATUAÇÃO, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS E VAGAS: Requisitos

Comunicado ALTERAÇÃO DE VAGAS- PCD ANEXO I QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CÓDIGOS, CARGO/ÁREA DE ATUAÇÃO, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS E VAGAS: Requisitos Comunicado A Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura do Recife comunica a todos os interessados a reabertura do processo de inscrição no Concurso Público para provimento de cargos

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

Distribuicao dos CD'S por suas especialidades no municipio: (ENDERECO EM OUTRO CRO) no ano de inscricao: TODOS. Especialidade

Distribuicao dos CD'S por suas especialidades no municipio: (ENDERECO EM OUTRO CRO) no ano de inscricao: TODOS. Especialidade C.R.O. - RIO GRANDE DO SUL Emitido em: 20/01/2015 Pagina: 00001 Distribuicao dos CD'S por suas especialidades no municipio: (ENDERECO EM OUTRO CRO) no ano de inscricao: TODOS CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO

Leia mais

profissional: desafios e integração

profissional: desafios e integração O papel das IES na formação profissional: desafios e integração da equipe de saúde Clarice A. Ferraz Coordenadora d Geral das Ações Técnicas em Educação na Saúde e Formação de Profissionais de Nível Médio

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA MATRIZ CURRICULAR - FADBA Período Núcleos Componente curricular Créditos Anatomia geral 1º período Básica Bioquímica Citologia, Histologia e Embriologia Humanas 5 72 18 90 Políticas de Saúde Anatomia e

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 4º - Os alunos inseridos no regime anual seguem o currículo previsto na Resolução CONSEPE 38/96, até sua extinção.

RESOLUÇÃO. Artigo 4º - Os alunos inseridos no regime anual seguem o currículo previsto na Resolução CONSEPE 38/96, até sua extinção. RESOLUÇÃO CONSEPE 91/2000 ATERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CCBS. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

Objetivos. 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010. 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003

Objetivos. 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010. 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003 Objetivos 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003 3. Avaliar o impacto do Programa Brasil Sorridente 4. Planejar

Leia mais

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD *

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD * A Política Nacional de Saúde Bucal, intitulada Brasil Sorridente, propicia a ampliação e a qualificação da Atenção Especializada em Saúde Bucal, através de uma de suas principais linhas de atuação, com

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 51/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ODONTOLOGIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA Escola Superior de Ciências da Saúde Período de Inscrição: 18 de janeiro de 2010 a 19 de fevereiro de 2010. Local de Inscrição:

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DIA 06/09/2012

PROGRAMAÇÃO DIA 06/09/2012 PROGRAMAÇÃO DIA 06/09/2012 HORÁRIO TIPO LOCAL TEMA CENTRAL TÍTULO PALESTRANTE 08:00 CREDENCIAMENTO 09:00 COLOCAÇÃO DOS PAINÉIS: ÁREAS BÁSICAS E AFINS, IMAGINOLOGIA, ODONTOGERIATRIA, ODONTOPEDIATRIA, ODONTOLOGIA

Leia mais

Manual Sistema de Gestão de Curso de Especialização

Manual Sistema de Gestão de Curso de Especialização Manual Sistema de Gestão de Curso de Especialização 1 / 34 Índice Introdução...3 Instalando a VPN...4 Login...5 Menu do Sistema...6 Consultando um processo Existante...7 ROTEIRO ANÁLISE (CFO)...8 Especialidades

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO E-mail: odontologia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 228 Objetivos do Curso Formar Odontólogo para atuar em todos os níveis de atenção

Leia mais

Programação Dia 06/09/2012

Programação Dia 06/09/2012 Programação Dia 06/09/2012 HORÁRIO TIPO LOC 10:00-11:00 11:00-12:00 10:00-11:00 11:00-12:00 CD E TPD 1 2 TEMA CENTR IMPLANTODONTIA PRÓTESE: LABORATÓRIO LEG ODONTOGERIATRIA DISFUNÇÃO TEMPORO- MANDIBULAR

Leia mais

MÓDULOS DE CONFERÊNCIAS

MÓDULOS DE CONFERÊNCIAS MÓDULOS DE CONFERÊNCIAS 12/04 /2012 (Sala Praia de Barra de Catuama) Conferências Módulo Odontopediatria / Odontohebiatria 9:00-10:00 Influência dos Determinantes sociais e do aleitamento materno na cárie

Leia mais

Política Nacional de Saúde Bucal

Política Nacional de Saúde Bucal MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Política Nacional de Saúde Bucal Brasil Sorridente, suas ações, abrangências e como as

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO CFO-10/2013

ANEXO DA DECISÃO CFO-10/2013 Fls. 1/11 ANEXO DA DECISÃO -10/2013 1 20451/2012 SP -Samira Salmeron 2 26673/2012 PA -Flávia Nicéa Camarinha Peres 3 26885/2012 SC -Marcelo Franklin Silva de Athayde 4 26902/2012 SP -Albanita Varão Lima

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

TÍTULO I DO EXERCÍCIO LEGAL

TÍTULO I DO EXERCÍCIO LEGAL CONSOLIDAÇÃO DAS NORMAS PARA PROCEDIMENTOS NOS CONSELHOS DE ODONTOLOGIA Aprovada pela Resolução CFO-63/2005 TÍTULO I DO EXERCÍCIO LEGAL - 2 - TÍTULO I - DO EXERCÍCIO LEGAL CAPÍTULO I - Disposições Preliminares

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR EM CARGOS DE E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO Administrador AC 1 14 14.00 Administrador AL 1 53 53.00 Administrador AP 1 18 18.00 Administrador BA 1 75 75.00 Administrador DF 17 990 58.24 Administrador MT 1 55

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE Objetivos e seus Fins 1. O programa de residência na Área de Cirurgia e Traumatologia

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA HORÁRIOS 2015.1 Teórico-prática Teórica EAD Estágio ( disponibilidade)

CURSO DE ODONTOLOGIA HORÁRIOS 2015.1 Teórico-prática Teórica EAD Estágio ( disponibilidade) CURSO DE ODONTOLOGIA HORÁRIOS Teórico-prática Teórica EAD Estágio ( disponibilidade) 1º PERÍODO Ciências Sociais 40h/a Bioquímica 40h/a Psicologia em saúde 40h/a Saúde Coletiva e SUS 40h/a Anatomia Geral

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS O que se entende por estudo Estudar é realizar experiências submetidas à análise crítica e à reflexão com o objetivo de aprender informações

Leia mais

Tabela 5.88 - Distribuição numérica dos estudantes matriculados nos cursos de especialização da UFJF no 2º semestre, 1999-2008

Tabela 5.88 - Distribuição numérica dos estudantes matriculados nos cursos de especialização da UFJF no 2º semestre, 1999-2008 Nível / Curso 1999 Ações Institucionais e Saúde Pública Coletiva 27 Administração Hoteleira 33 Alfabetização e Linguagem 22 Área da Infância e da Juventude 40 Arte em Educação Infantil 86 Ativ. Motoras

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF UF Tecnologia Velocidade Quantidade de Acessos AC ATM 12 Mbps a 34Mbps 3 AC ATM 34 Mbps

Leia mais

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de abril de 2004 Presidência da República Casa Civil OS MINISTROS DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 Define o currículo do Curso de Graduação em Odontologia. O REITOR

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP. Ano Letivo de 2013 (segundo semestre)

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP. Ano Letivo de 2013 (segundo semestre) EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, de acordo com

Leia mais

NOTA TÉCNICA 38 /2013. Institui, no âmbito da Política Nacional de Saúde Bucal, o componente GraduaCEO BRASIL SORRIDENTE e dá outras providências.

NOTA TÉCNICA 38 /2013. Institui, no âmbito da Política Nacional de Saúde Bucal, o componente GraduaCEO BRASIL SORRIDENTE e dá outras providências. NOTA TÉCNICA 38 /2013 Institui, no âmbito da Política Nacional de Saúde Bucal, o componente GraduaCEO BRASIL SORRIDENTE e dá outras providências. Brasília, 18 de setembro de 2013 1 INTRODUÇÃO O Ministério

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR Atuação e conceitos da Odontologia Hospitalar e Medicina Oral A Odontologia exercida pela grande maioria dos dentistas brasileiros enfoca

Leia mais

INSCRIÇÃO DE CLÍNICA, LABORATÓRIO DE PRÓTESE DENTÁRIA E ENTIDADES PRESTADORAS DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA ( EPAO) ( ) CLÍNICA ( ) MATRIZ

INSCRIÇÃO DE CLÍNICA, LABORATÓRIO DE PRÓTESE DENTÁRIA E ENTIDADES PRESTADORAS DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA ( EPAO) ( ) CLÍNICA ( ) MATRIZ INSCRIÇÃO DE CLÍNICA, LABORATÓRIO DE PRÓTESE DENTÁRIA E ENTIDADES PRESTADORAS DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA ( EPAO) ( ) CLÍNICA ( ) MATRIZ ( ) LABORATÓRIO ( ) FILIAL ( ) EPO (DENTAL) TIPO ( ) ISENTO ( )

Leia mais

SUMÁRIO. Resolução CFO-63/2005s...6 TÍTULO I...7 DO EXERCÍCIO LEGAL...7. CAPÍTULO I - Disposições Preliminares... 8

SUMÁRIO. Resolução CFO-63/2005s...6 TÍTULO I...7 DO EXERCÍCIO LEGAL...7. CAPÍTULO I - Disposições Preliminares... 8 1 SUMÁRIO Resolução CFO-63/2005s...6 TÍTULO I...7 DO EXERCÍCIO LEGAL...7 CAPÍTULO I - Disposições Preliminares... 8 CAPÍTULO II - Atividades Privativas do Cirurgião-Dentista... 8 CAPÍTULO III - Atividades

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº 099/CAEn/2013. Dispõe sobre Adequação da Descrição dos Estágios Curriculares na Matriz Curricular Curso de Retroativo ao ano de 2010. O Reitor da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai

Leia mais

Gestão da Qualidade da Banda Larga

Gestão da Qualidade da Banda Larga Gestão da Qualidade da Banda Larga Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 17 de maio de 2013 METODOLOGIA DE MEDIÇÃO INDICADORES DE BANDA LARGA FIXA Avaliações realizadas através de medidores instalados

Leia mais

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007.

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. VA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 4/10/2007, SEÇÃO 3, PÁG.. EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. Divulgar a distribuição de vagas do Concurso Público para provimento de cargos e formação

Leia mais

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD Patrícia Tiemi Cawahisa Consultora Técnica 2004 Política Nacional de Saúde Bucal Ações de promoção, prevenção,

Leia mais

Atualizado em 30/06/2005

Atualizado em 30/06/2005 Atualizado em 30/06/2005 1 CONSOLIDAÇÃO DAS NORMAS PARA PROCEDIMENTOS NOS CONSELHOS DE ODONTOLOGIA Aprovada pela Resolução CFO-63/2005 TÍTULO I DO EXERCÍCIO LEGAL CAPÍTULO I - Disposições Preliminares

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO CFO-33/2012

ANEXO DA DECISÃO CFO-33/2012 Fls. 1/16 No. PROCESSO CRO INTERESSADO ASSUNTO CONSELHEIRO-RELATOR DELIBERAÇÃO 1 31834/2010 SP Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic 2 14185/2011 SC -Mônica de Souza Netto Mello 3 7181/2012 SP -Fernanda

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2009

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2009 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a assistência odontológica na especialidade de Ortodontia. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE CARREIRA DE MAGISTÉRIO EDITAL

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE CARREIRA DE MAGISTÉRIO EDITAL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE CARREIRA DE MAGISTÉRIO EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO DE DOCENTES De ordem do Magnífico Reitor, faço saber aos interessados que, nos termos do Título VI, Capítulo I, Art. 56

Leia mais

SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6

SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6 1 SUMÁRIO RESOLUÇÃO CFO-63/2005 -------------------------------------------------------------------------------- 6 TÍTULO I--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Doutorado na área de saúde. Registro Profissional no Conselho de Classe.

Doutorado na área de saúde. Registro Profissional no Conselho de Classe. Doutorado na área de saúde. ODONTOLOGIA 1 Radiologia (4 h/a) Estágio Clínico B (4 h/a) Estágio de Estomatologia, Cirurgia e Radiologia (4 h/a) 1 Estágio Clínico F (12 h/a) Estágio Clínico D (8 h/a) Avaliação

Leia mais

I Encontro Nacional de Centros de Especialidades Odontológicas CEO e Equipes de Saúde Bucal da Estratégia Saúde da Família II Encontro Internacional dos Coordenadores de Saúde Bucal dos Países Latino-Americanos

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015 Carga Tributária dos Combustíveis por Estado Referência: Junho/2015 Pontos importantes da Lei 12.741/2012 para a revenda de combustíveis Art. 1º Emitidos por ocasião da venda ao consumidor de mercadorias

Leia mais

Alberto Fedeli Júnior

Alberto Fedeli Júnior Rita de Cássia Gabrielli Souza Lima Graduação em Odontologia (UMC) Especialização em Saúde Coletiva em Odontologia (UFMG) Especialização em Saúde da Família (UFSC) Mestrado em Saúde Pública (UFSC) Doutorado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior ASSUNTO: Aprecia Indicação CNE/CP nº 2/2002 sobre Diretrizes Curriculares

Leia mais

Resolução N 005/2005-ConEPE-UnP Natal, 30 de março de 2005.

Resolução N 005/2005-ConEPE-UnP Natal, 30 de março de 2005. CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - ConEPE Resolução N 005/2005-ConEPE-UnP Natal, 30 de março de 2005. Aprova o Edital do Processo Seletivo para candidatos ao Curso de Mestrado em Odontologia. O

Leia mais

MANUAL DO CRO-SC PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA E JURÍDICA

MANUAL DO CRO-SC PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA E JURÍDICA MANUAL DO CRO-SC PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA E JURÍDICA 2 APRESENTAÇÃO Foi pensando nos profissionais que entram em contato rotineiramente com este Regional, formulando diversos questionamentos referentes

Leia mais

CONSIDERANDO o deliberado em plenário;

CONSIDERANDO o deliberado em plenário; RESOLUÇÃO SESC 1296/2015 SENAC 1018/2015 Altera, modifica e consolida o Regulamento de Contratação de Empregados. Os Conselhos Nacionais do Serviço Social do Comércio - Sesc e do Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

ABO, ABENO, ACBO, CFO, FIO e FNO

ABO, ABENO, ACBO, CFO, FIO e FNO Pesquisa realizada para as entidades nacionais de Odontologia: ABO, ABENO, ACBO, CFO, FIO e FNO Abril/03 O Grupo Inbrape 273 Pesquisas Realizadas 266 Cursos de Pós- Graduação Ministrados 115 Consultorias

Leia mais

Diagnóstico da realidade médica no país

Diagnóstico da realidade médica no país Diagnóstico da realidade médica no país Médicos por mil habitantes Peru 0,9 Chile 1,0 Paraguai 1,1* Bolívia 1,2* Colômbia 1,4* Equador 1,7 Brasil 1,8 Venezuela 1,9* México 2,0 Canadá 2,0 Estados Unidos

Leia mais

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência.

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência. HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. SERVIÇO DE CIRURGIA ORAL E MAXILOFACIAL EDITAL PARA O CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA BUCO- MAXILO- FACIAL NA MODALIDADE DE

Leia mais

PARECER CEE/PE Nº 93/2006-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 15/08/2006 I RELATÓRIO:

PARECER CEE/PE Nº 93/2006-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 15/08/2006 I RELATÓRIO: INTERESSADA: UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO - FOP ASSUNTO: RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO CURSO DE ODONTOLOGIA RELATORA: CONSELHEIRA NELLY MEDEIROS DE CARVALHO PROCESSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. Dispõe sobre o capital mínimo requerido para autorização e funcionamento e sobre planos corretivo e de recuperação

Leia mais

Profissionais Amil Dental - Rede Credenciada. www.amildentalplanos.com.br UF CIDADE BAIRRO ESPECIALIDADE NOME DO CREDENCIADO

Profissionais Amil Dental - Rede Credenciada. www.amildentalplanos.com.br UF CIDADE BAIRRO ESPECIALIDADE NOME DO CREDENCIADO Profissionais Amil Dental - Rede Credenciada www.amildentalplanos.com.br UF CIDADE BAIRRO ESPECIALIDADE NOME DO CREDENCIADO MA BACABAL CENTRO CIRURGIA CLAUDIENO MONTEIRO DE OLIVEIRA MA BACABAL CENTRO ODONTOPEDIATRIA

Leia mais

FOLHA DE ROSTO. Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos. Estilo NBR 14724.

FOLHA DE ROSTO. Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos. Estilo NBR 14724. Guia prático para Normalização de Trabalhos Acadêmicos do ICT FOLHA DE ROSTO NBR 14724 Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos Nome do autor; Título e

Leia mais

Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais. Flávio Bitter

Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais. Flávio Bitter Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais Flávio Bitter outubro 2015 Destaques Presença Nacional Beneficiários (Mil) Operadora líder no mercado brasileiro de Saúde suplementar,

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA CURSO DE ATUALIZAÇÃO CLÍNICA 12/04/12 QUINTA FEIRA SALA : FEIRA 1 03hrs 09:00 ás 12:00 Higiene Oral: Mitos e Verdades Hugo Roberto Lewgoy (USP-SP) Especialista, Mestre e Doutor pela FOUSP; Professor Titular

Leia mais

RESIDÊNCIA DE MFC E O DESAFIO DAS VAGAS OCIOSAS

RESIDÊNCIA DE MFC E O DESAFIO DAS VAGAS OCIOSAS RESIDÊNCIA DE MFC E O DESAFIO DAS VAGAS OCIOSAS Felipe Proenço de Oliveira Diretor Adjunto do DEGES/SGTES/MS 12º Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade Belém/PA 31 de maio de 2013 Brasil:

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ODONTÓLOGO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ODONTÓLOGO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ODONTÓLOGO Dra. Thaissa Taques A responsabilidade civil tem o seu nascimento sempre que houver violação de um dever jurídico preexistente, e dessa violação resultar um certo dano

Leia mais

Por isso, neste e-book, descrevemos 7 critérios importantes para você escolher o melhor serviço odontológico.

Por isso, neste e-book, descrevemos 7 critérios importantes para você escolher o melhor serviço odontológico. Todos nós precisamos das clínicas odontológicas seja para fazer uma restauração, limpeza, clareamento de dentes e outros serviços, que em determinados momentos pode ser até uma cirurgia. Já sabemos também

Leia mais

Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 *****

Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 ***** Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 ***** Dispõe sobre o exercício profissional e os programas de pós-graduação no Brasil do médico estrangeiro e do médico

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO 1 1. PROPÓSITO Efetuar controle da Guias de Encaminhamentos Odontológicos em conformidade com a Circular 006/2007 da DSM e DGPM-401

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 048/2007-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 048/2007-CEPE RESOLUÇÃO Nº 048/2007-CEPE Aprova o Regulamento da Residência em Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Facial da Unioeste. Considerando o contido no Processo CR nº 19335/2006, de 03 de outubro de 2006,

Leia mais

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR EDITAL NÍVEL SUPERIOR Quantidade de empregos por ocupação Concurso 25 Fundasus Emprego Público de Nível Superior Médico 100h 200h Médico Acupuntura 02 - em Saúde Anestesiologia 02 - Angiologia 03 - Antroposofia

Leia mais

Manual do Credenciado ODONTOLOGIA

Manual do Credenciado ODONTOLOGIA Manual do Credenciado ODONTOLOGIA ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 4 1. Saúde CAIXA... 5 2. BENEFICIÁRIOS... 5 3. Convênio Pró-Saúde... 8 4. CREDENCIAMENTO... 8 Alteração de dados cadastrais... 8 Rescisão do Contrato

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 076, DE 08 DE JANEIRO DE 2013. Aprova a distribuição de cargos, por função e especialidade, do Quadro Permanente de Pessoal da Administração Direta

Leia mais

L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR

L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR L - ÁREA PROFISSIONAL ODONTOLOGIA HOSPITALAR L 31 - ODONTOLOGIA HOSPITALAR Pacientes com Necessidades Especiais em Psiquiatria Instituto de Psiquiatria Supervisor: Dr. José Tadeu Tesseroli de Siqueira

Leia mais

Currículo vitae. Flávia Cristina Rodrigues da Silva

Currículo vitae. Flávia Cristina Rodrigues da Silva 1 Currículo vitae Flávia Cristina Rodrigues da Silva 2 SUMÁRIO 01-DADOS PESSOAIS 02-DOCUMENTAÇÃO 03-ESCOLARIDADE 04-PARTICIPAÇÃO EM CURSOS E CONGRESSOS 05-APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS 06-APERFEIÇOAMENTO

Leia mais