Manual de Instalação e Programação V 2.41

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Instalação e Programação V 2.41"

Transcrição

1 Manual de Instalação e Programação V 2.41 revisão S I Sistemas Inteligentes Eletrônicos Ltda. Rua Amadeu Piotto, CIC Curitiba Paraná Brasil outubro

2

3 Índice Apresentação... 3 Instalação...3 Operação...6 Programação... 6 Terminal...7 [000 a 006] Programação da PGM... 8 Função 000 [Eventos da PGM]... 8 Função 001 [Operação Lógica]... 9 Função 006 [Tempo de Acionamento da PGM] [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)...11 Função 007 [Modo de Funcionamento da Entrada]...11 [012] Programação de Recepção do Módulo Função 012 [Modo de Funcionamento da Receptora do Módulo] Função 013 [Evento de Auto-teste]...13 Função 014 [Horário do Primeiro Auto-teste] Função 015 [Intervalo de Auto-teste]...13 Função 016 [PIN] [017 e 018] Servidores DNS Função 017 [Servidor DNS Primário]...14 Função 018 [Servidor DNS Secundário]...14 Função 019 [APN GPRS]...15 Função 020 [Usuário GPRS]...15 Função 021 [Senha GPRS]...15 Função 022 [Evento de teste da linha] Função 063 (somente através do barramento ibus innovanet) [023 a 046] Canais de Comunicação Função 023 a 025 [Modo de Comunicação] Função 026 a 028 [Nível de Monitoramento] Função 032 a 034 [Telefone SMS] Função 035 a 037 [ID ISEP] Função 038 a 040 [IP do Servidor VIAWEB]...19 Função 041 a 043 [Porta TCP do Servidor] Função 044 a 046 [Endereço] Função [047 a 056] Configurações do Função 047 [Modo de Envio]...20 Função 048 [Tempo de Falha de Comunicação] Função 049 a 056 [Conta da Partição] Função 059 Periférico de Comunicação de Backup Função 057 [Senha] Funções 060,061,062 [Linha Telefônica] Guia Rápido Para Conexão Com IP Fixo Guia rápido Para Conexão Com IP Dinâmico...22 Backup por SMS Ethernet com Backup GPRS e Linha Telefônica

4 2

5 Apresentação Módulo para transmissão de eventos de alarme via INTERNET sem fio. Especificações Técnicas Tensão: Consumo: Dimensões: Buffer de eventos 12~14 Vdc 90mA (390mA durante a transmissão) 94mm X 132mm 740 Instalação A placa VIAWEBwireless é mostrada abaixo:. Ligar a alimentação 12Vdc nas entradas VM (positivo) e PR (negativo);. Se a central de alarme for com barramento S I utilize as entradas AM e VD;. Ligar a entrada da linha telefônica da central em LIN1 e LIN2 nos bornes marcados Central de alarme ;. Ligar o retorno da central em FON1 e FON2. Se desejar utilizar a linha telefônica, conectar a linha que vem da concessionária em LIN1 e LIN2 dos bornes marcados com Linha Telefônica ;. Conectar o telefone do usuário em FON1 e FON2. O VIAWEB wireless ainda possui uma saída programável marcada como PGM e uma entrada programável, marcada como SET. A seguir alguns exemplos de como ligar o VIAWEB wireless nas centrais de alarme. Caso o sistema não use linha telefônica como back-up o detector de linha telefônica da central de alarme deve ser desabilitado. 3

6 4

7 5

8 Operação Quando houver algum problema de conexão o led 4 começará a piscar. Nesse modo os outros três leds vermelhos mostram em que estado está a conexão: Estado Led 1 Led 2 Led 3 Inicializando módulo GPRS e SIM Card SIM Card OK, conectando a rede GPRS da operadora Aceso Conectado a Rede GPRS, resolvendo IP via DNS Aceso IP encontrado, abrindo conexão com Servidor VIAWEB Aceso Aceso Conexão aberta, aguardando comando inicial do Servidor VIAWEB Aceso Enviando ID para o Servidor VIAWEB Aceso Aceso Autenticando no Servidor VIAWEB Aceso Aceso Fechando conexão por falta de resposta ou falha na autenticação Aceso Aceso Aceso Em espera, aguardando antes de tentar conectar-se novamente Piscando Programação O Módulo VIAWEBwireless pode ser programado de 2 maneiras:. via PC pela entrada serial ou. via barramento entrada AM e VD, através de um teclado e uma central S I. Algumas funções, como o endereço do Servidor VIAWEB somente podem ser programadas via Terminal. O endereço da placa VIAWEBwireless no barramento é 048. Para entrar no modo de programação digite: ENT <SENHA PROGRAMAÇÃO> ENT INF 048 OU ENT <SENHA PROGRAMAÇÃO> ENT TBL 048 A partir daí, digite a função que deseja programar, seguida do valor de programação. DICA: Não é necessário programar todas as funções descritas neste manual. Progamando apenas três funções é possível conectar o módulo ao Servidor VIAWEB. Para facilitar a instalação do sistema VIAWEB leia o Guia de instalação passo a passo 6

9 que pode ser obtido no site Terminal Para iniciar uma sessão de terminal, é preciso conectar a placa do VIAWEBwireless a um computador, via interface serial com o cabo próprio do módulo. Utiliza-se o programa chamado Hiperterminal, que vem com o Windows. O Hiperterminal deve ser configurado para conectar com a porta serial (COM1, COM2, etc), com Baud Rate de 1200bps e controle de fluxo de hardware. Ao ligar o módulo, uma mensagem solicitando a senha aparecerá no terminal. Para iniciar uma sessão via terminal, deve-se digitar a senha programada. O valor de fábrica é Após o login, o usuário já pode executar os comandos listados abaixo, para gerenciamento e programação do dispositivo. Digitar os comandos com letra minúscula. >>prog fff vvv... - Programa a função fff, com o valor vvv. O tamanho em dígitos do valor vvv depende da função. >>load fff - Lê o valor da função fff. >>reset Reseta as programações com o valor de fábrica. >>logout Finaliza a sessão do terminal. >>time Mostra a hora e a data do módulo >>settime hh:mm dd/mm/aa Programa a hora e a data do módulo >>clear Limpa a tela. Exemplo 1: Programação básica para quem tem IP fixo. No exemplo o IP fixo é e o identificador do módulo VIAWEBwireless é VIAWEB Senha: ****** (digitar senha padrão ) >>prog >>prog (identificação do módulo(id_isep) no VIAWEB receiver) (endereço IP do servidor VIAWEB receiver) Exemplo 2: Programação básica para quem utiliza dynamic dns. No exemplo o endereço é viaweb.ath.cx e o identificador do módulo VIAWEBwireless é Senha: ****** (Digitar senha padrão ) >>prog >>prog (Resolvedor DNS da TIM SUL) (Resolvedor DNS da TIM BRASIL) 7

10 >>prog >>prog 044 viaweb.ath.cx (Identificação do módulo(id_isep) no VIAWEB receiver) (Endereço URL do servidor VIAWEB receiver) Funções de Programação [000 a 006] Programação da PGM Inicia-se com a programação dos eventos que resultarão no acionamento da PGM. Cada evento possui um complemento. Escolha os eventos conforme a necessidade e em seguida programe o complemento. Por exemplo: para o evento de zona aberta, programa-se no complemento qual zona será aberta. Se apenas um evento for necessário, programe o outro com a opção sempre verdadeiro 1. Programe os eventos conforme procedimento abaixo e em seguida os complementos conforme a tabela (note que nem todos os eventos necessitam complemento): Função 000 [Eventos da PGM] Padrão:00 Via terminal - prog 000 [1o. Evento][2o. Evento] [1o. Evento][2o. Evento] ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[000]+2 DíGITOS Valor PRIMEIRO EVENTO Para programar o complemento Atuação (0) 0 Nada Geral (1) 1 Sempre verdadeiro Geral (2) 2 Setor interno Geral (3) 3 Hora passada 002 (Horário) HH MM Geral (4) 4 Hora exata 002 (Horário) HH MM Geral (5) 5 Alguma falha interna 003 (Teclas referentes aos problemas*)ent Geral (6) 6 Algum problema (central) 003 (Teclas referentes aos problemas**)ent (7) 7 Esses problemas (central) 003 (Teclas referentes aos problemas**)ent (8) 8 Alguma partição ativada 003 (Teclas 1 a 8 referentes as partições)ent (9) 9 Essas partições ativadas 003 (Teclas 1 a 8 referentes as partições)ent (a) INF + 1 Sirene disparada (b) INF + 2 Zona do barramento disparou 002 (Qual zona, de 0001 a 9999) (c) INF + 3 Zona do barramento abriu 002 (Qual zona, de 0001 a 9999) (d) INF + 4 Tecla especial digitada 002 (Qual a tecla, de 0000 a 0009) (e) INF + 5 Senha digitada maior ou igual 002 (Qual senha, de 0001 a 9999) (f) INF + 6 Evento na receptora 002 (Qual o evento Contact ID e cliente, de a ) Receptora 8

11 Valor Para programar o complemento SEGUNDO EVENTO Atuação (0) 0 Nada Geral (1) 1 Sempre verdadeiro Geral (2) 2 Setor interno Geral (3) 3 Hora passada 004 (Horário) HH MM Geral (4) 4 Hora exata 004 (Horário) HH MM Geral (5) 5 Alguma falha interna 005 (Teclas referentes aos problemas*)ent Geral (6) 6 Algum problema (central) 005 (Teclas referentes aos problemas**)ent (7) 7 Esses problemas (central) 005 (Teclas referentes aos problemas**)ent (8) 8 Alguma partição ativada 005 (Teclas 1 a 8 referentes as partições)ent (9) 9 Essas partições ativadas 005 (Teclas 1 a 8 referentes as partições)ent (a) INF + 1 Sirene disparada (b) INF + 2 Zona do barramento disparou 004 (Qual zona, de 0001 a 9999) (c) INF + 3 Zona do barramento abriu 004 (Qual zona, de 0001 a 9999) (d) INF + 4 Tecla especial digitada 004 (Qual a tecla, de 0000 a 0009) (e) INF + 5 Senha digitada maior ou igual 004 (Qual senha, de 0001 a 9999) (f) INF + 6 Evento na receptora 004 (Qual o evento ContactID e cliente, de a ) Receptora OBS: para programar via computador os valores vão de '0' a 'f'. *Os problemas internos: 1 Eventos a Enviar 4 Falha no Módulo 7 Falha de Alimentação 2 Falha de SimCard 3 Falha de Com. 5 Falha de Receptora 6 Falha de Relógio 8 Usuário Logado ao terminal **Os problemas : 1 Falha de Bateria 4 Sobrecarga no 7 Falha de Periférico 2 Falha de Rede Elétrica 5 Falha de Comunicação 8 Falha de Linha Telefônica 3 Falha de Sirene 6 Falha de Tamper Em seguida deve-se programar como estes eventos deverão ocorrer para que a PGM acione. Da seguinte maneira: Função 001 [Operação Lógica] Determina de que forma os dois eventos da PGM serão combinados para decidir se a PGM será acionada ou não. Padrão:00 Forma de programação: Via terminal - prog 001 [Operação] [Operação] ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[001]+2 DíGITOS 9

12 00 Evento 1 E Evento 2: A PGM é acionada quando ambos os eventos estiverem ocorrendo. Por exemplo: se o evento 1 for Zona 1 aberta e o evento 2 for Zona 2 aberta, a PGM irá acionar somente se as duas zonas estiverem abertas. 01 Evento 1 OU Evento 2: A PGM é acionada quando qualquer um dos dois eventos estiver ocorrendo. No exemplo anterior, qualquer uma das zonas (1 ou 2) que estivesse aberta acionaria a PGM. Ela só não seria acionada se ambos estivessem fechados. 02 Não Evento 1 E Evento 2: A PGM é acionada quando o Evento 1 não estiver ocorrendo e o evento 2 estiver. No nosso exemplo, a PGM só seria acionada se a Zona 1 estivesse fechada e a Zona 2 aberta. 03 Não Evento 1 OU Evento 2: A PGM é acionada quando o Evento 1 não estiver ocorrendo ou quando o evento 2 estiver. No exemplo, para que a PGM seja acionada, basta que a Zona 1 fique fechada, ou então que a Zona 2 fique aberta. Para não acionar a PGM, é necessário que a Zona 1 fique aberta juntamente com a zona 2 fechada. 04 Não Evento 1 E Não Evento 2: Para acionar a PGM nenhum dos dois eventos pode ocorrer. No caso dos exemplos acima, para acionar a PGM é necessário que ambas as zonas (1 e 2) fechem. 05 Não Evento 1 OU Não Evento 2: Para acionar a PGM um dos dois eventos não pode ocorrer No caso dos exemplos acima, para acionar a PGM seria necessário manter fechada uma das duas zonas (ou ambas). Para não acionar a PGM, ambas as zonas devem ficar abertas. Função 006 [Tempo de Acionamento da PGM] Tempo que a PGM permanecerá acionada. Pode variar de 0000 a 9999 segundos. Padrão: 0000 Forma de programação: Via terminal - prog 006 tempo (4 dígitos) tempo (4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[006]+4 DíGITOS 10

13 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno) O VIAWEBwireless possui uma entrada programável que pode ser utilizada para:. teste de sinal celular;. controle de linha telefônica para o modo backup (libera a linha para a receptora);. botão de pânico;. botão de ronda; *O botão S1 na placa do VIAWEBwireless aciona essa entrada. No Teste de Sinal Celular, quando pressionado o botão S1, os 4 leds vermelhos mostrarão o nível de sinal de celular que o módulo está recebendo. Todos os leds acesos indicam que o sinal está no máximo. Nenhum led aceso indica que o sinal está muito baixo. Essa função é útil no momento da instalação, para que o instalador verifique se o local onde o módulo está sendo instalado apresenta bom nível de sinal. Controle de Linha Telefônica : a entrada seleciona o canal de transmissão que a central irá utilizar, se é o GSM ou a linha telefônica convencional. Quando a entrada é conectado ao negativo(nível baixo), o modo de funcionamento é invertido. Por exemplo, se o VIAWEBwireless estiver configurado como modo principal de transmissão de eventos e a entrada é acionada, o VIAWEBwireless muda para o modo secundário, passa a funcionar pela linha convencional. Essa função serve para utilizar o módulo como back up celular, onde a entrada é ligada a um DLC (detector de linha cortada), que pode ser da própria central de alarme ou externo. Botão de Pânico Silêncioso: a entrada funciona como um botão de pânico que quando acionado envia um evento programado de pânico (não dispara sirene). Botão de Ronda: a entrada funciona como um botão de ronda que pode ser acionado em intervalos de tempo (em minutos), geralmente por um vigia. Caso o botão não seja pressionado nos horários programados, será transmitido o evento de falha de ronda. Para utilizar este recurso, é preciso programar o evento de falha de ronda além de definir o horário de início e fim de ronda. *É importante acertar o relógio para o funcionamento desta facilidade. Função 007 [Modo de Funcionamento da Entrada] Padrão: 000 Via terminal - prog 007 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[007]+3 DíGITOS+ENT Valor Modo Para programar o complemento 000 Nível de sinal celular 001 Controle da receptora Conecta a linha telefônica na central de alarme. 002 Botão de pânico silêncioso 008 (Qual o evento ContactID e cliente, de a ) 003 Botão de ronda 008 (Qual o evento ContactID e cliente, de a ) 009 (Qual o intervalo de ronda em minutos, de 0000 a 9999) 010 (Qual o horário de inicio de ronda, de 00:00 a 23:59) 011 (Qual o horário de fim de ronda, de 00:00 a 23:59) 004 Nada OBS: Quando necessário programe o complemento. 11 Atuação

14 [012] Programação de Recepção do Módulo. Quando o VIAWEBwireless não estiver funcionado com barramento, a central deve ser ligada na entrada de linha telefônica do módulo. Essa programação controla a forma de funcionamento da receptora do VIAWEBwireless. O bit '1' Habilita ou Desabilita a receptora do módulo. O bit '2' Indica a forma de funcionamento da receptora do módulo, se irá funcionar como meio principal ou como meio secundário. Nos dois casos, quando a entrada estiver programada como Controle da Receptora, o modo de funcionamento da receptora irá depender da entrada. Quando acionada a entrada (em nível baixo), a receptora do módulo inverte a forma de funcionamento. Isso possibilita a utilização do módulo como back up, onde a central ou um DLC podem ser conectados à entrada para que indiquem alguma falha de comunicação. Quando o módulo está operando como principal, se o módulo detectar falha na comunicação no canal 1, ela muda o modo para o secundário. O bit '3' Habilita ou Desabilita a possibilidade de download externo vindo da linha telefônica. O bit '4' Modo Bufferizado: Habilitado: Recebe o evento da central de alarme, confirma o recebimento e depois transmite pela internet. Desabilitado:Recebe um evento da central, mas somente dá kiss-off quando a informação chega ao Servidor VIAWEB. Dessa forma, se não for possivel transmitir o evento, o viaweb comuta para a linha sem ter dado o kiss-off e a central, na próxima discagem, envia esse evento pela linha telefônica. Para um bom funcionamento desse modo, a central deve tentar discar para o envio de evento por no mínimo 5 vezes ou manter-se discando por mais de 3 minutos. O bit '5' Envio de falha no recebimento de eventos: Se habilitado, envia mensagem de falha de comunicação (E354) caso não consiga receber eventos da central de alarme. Função 012 [Modo de Funcionamento da Receptora do Módulo] Padrão: Via terminal - prog [Envio de evento][bufferizado][download][modo][receptora] (8 bits) tecla 1,2,3,4,5 ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[012]+(led 1 até 5 aceso ou apagado) LED 1 Aceso Receptora [0 Desabilitada, 1 Habilitada ] 2 Modo [0 Principal, 3 Aceso Download [0 Desabilitada, 1 Habilitada ] 4 Modo Bufferizado [0 Desabilitado, 1 Habilitado ] 5 Envio de falha no recebimento de eventos. [0 Desabilitado, 1 Habilitado ] 12 1 Secundário ]

15 [013 a 015] Programação da Teste Automático O teste automático é a transmissão de um evento, de tempos em tempos, para a empresa de monitoramento, que possibilita à empresa verificar se o canal de comunicação está funcionando para aquele cliente. No caso do VIAWEBwireless, o módulo pode ser programado para transmitir o evento de teste, através do canal celular GSM. É importante notar que essa transmissão de evento é independente da central de alarme, e que esse evento só é transmitido pela rede celular GSM, e não será transmitido pela linha telefônica em caso de falha de comunicação via rede celular GSM. É importante notar ainda, que a central de alarme também pode mandar um evento de teste automático, independente do VIAWEBwireless estar ou não programado para envio de teste automático. Função 013 [Evento de Auto-teste] Nessa função é programado o evento e o cliente para transmissão do teste automático. Padrão: Via terminal - prog 013 [EVENTO CONTACTID][CLIENTE CONTACTID](4+4 dígitos) [EVENTO CONTACTID][CLIENTE CONTACTID](4+4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[013]+ 8 dígitos Função 014 [Horário do Primeiro Auto-teste] Horário em que deve ocorrer a primeira transmissão do evento de teste automático no dia. Padrão: 0000 Via terminal - prog 014 [HH MM](4 dígitos) [HH MM](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[014]+ 4dígitos Função 015 [Intervalo de Auto-teste] Período de tempo para enviar novamente um teste, em horas e minutos. Por exemplo: para a transmissão de 24 testes por dia, programa-se o intevalo de 1 hora. Caso não se deseje transmitir testes automáticos, essa função deve ser programada com Padrão: 0000 A partir das versões 2.20 o VIAWEB possui gerenciamento aprimorado de ONLINE e OFFLINE. Com isso não é mais necessário programar intervalos de teste curtos para detectar quando o módulo fica OFFLINE. O Servidor VIAWEB detectará em até 6 minutos quando um módulo não estiver conseguindo comunicar. Via terminal - prog 015 [HH MM](4 dígitos) [HH MM](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[015]+4 dígitos 13

16 Função 016 [PIN] É uma senha de acesso programada no SIM CARD. Padrão: 1010 Via terminal - prog 016 [PIN](4 dígitos) [PIN](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[016] + 4 dígitos [017 e 018] Servidores DNS Somente deve-se programar o DNS (funções 017 e 018) quando NÃO estiver utilizando IP fixo. Os servidores DNS primário e secundário (resolvedores de nomes) servem para que o VIAWEBwireless possa encontrar o IP do receptor de eventos a partir do seu endereço. Atenção: somente são aceitos servidores DNS recursivos. Na dúvida, consulte seu provedor de INTERNET. Função 017 [Servidor DNS Primário] Padrão: Via terminal - prog 017 [IP DNS](3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos) [IP DNS](3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[017] + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT Função 018 [Servidor DNS Secundário] Padrão: Via terminal - prog 018 [IP DNS](3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos) [IP DNS](3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[018] + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT Exemplo de alguns servidores DNS: ns1.dyndns.org ns2.dyndns.org Speddy DNS 1 Speddy DNS 2 dns.timsul.com.br rjocpdne01.timbrasil.com.br rjocpdne02.timbrasil.com.br gaviao.brasiltelecom.com.br ns01-cta.brasiltelecom.net.br ns02-bsa.brasiltelecom.net.br ns1.oi.com.br ns2.oi.com.br DYNDNS.org DNS 1 DYNDNS.org DNS 2 Speedy DNS 1 Speedy DNS 2 Tim Sul (PR e SC) Tim Brasil DNS 1 Tim Brasil DNS 2 Brasil Telecom Brasil Telecom Curitiba Brasil Telecom Brasilia Oi Celular DNS 1 Oi Celular DNS 2

17 Função 019 [APN GPRS] Padrão: tim.com.br Via terminal - prog 019 [APN GPRS ](max 30 dígitos) Função 020 [Usuário GPRS] Padrão: tim Via terminal - prog 020 [ID GPRS ](max 30 dígitos) Função 021 [Senha GPRS] Padrão: tim Via terminal - prog 021 [senha GPRS ](max 30 dígitos) Função 022 [Evento de teste da linha] Padrão: 1602 (1=E 602=evento teste)( 0000=desabilitado) Quando o VIAWEB recebe um evento com código da central de alarme, ele comuta a central para a linha telefônica por 3 minutos, fazendo com que o evento seja enviado através da linha telefônica. Portanto é possivel programar para que a central de alarme envie seus eventos de teste periódico pela linha telefônica a fim de garantir o seu funcionamento. O intervalo entre testes periódicos da central pela linha telefônica deve ser no mínimo de uma hora. Para saber qual código deve ser programado, consulte o manual do fabricante da central de alarme.(normalmente é E602) Função 063 (somente através do barramento ibus innovanet) [operadora](um digito sendo: 0 - tim, 1 claro, 2 brt, 3 oi, 4 generica.claro.com.br) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[063] + um digito + ENT Quando a operadora é escolhida,automaticamente as funções 019,020,021 são programadas. Sendo: 0 tim, 1 claro, 2 brt, 3 oi, 4 generica.claro.com.br. As funções 019, 020 e 021 devem ser programadas conforme a operadora de celular escolhida, a tabela abaixo mostra os valores para as principais operadoras do país. Essas funções são programadas somente via computador. Atenção: esses valores são fornecidos pelas operadoras e de responsabilidade destas. Podem estar sujeitos a alteração sem aviso prévio. Para maiores informações entrar em contato com a sua operadora. 0 TIM APN: tim.br Usuário: tim Senha: tim 3 - Oi APN: gprs.oi.com.br Usuário: oi Senha: oi Sercomtel APN: sercomtel.com.br Usuário: sercomtel Senha: sercomtel 1 Claro APN: claro.com.br Usuário: claro Senha: claro 4 Generica APN: generica.claro.com.br Usuário: claro Senha: claro Telemig APN: wapgprs.telemigcelular.com.br Usuário: em branco Senha: em branco 2 - Brasil Telecom APN: brt.br Usuário: brt Senha: brt CTBC APN: ctbc.br Usuário: em branco Senha: em branco 15

18 [023 a 046] Canais de Comunicação O módulo VIAWEBwireless possibilita o envio dos eventos por 3 canais de comunicação. Isso significa que os eventos recebidos pelo VIAWEBwireless (tanto pela receptora quanto pelo ) podem ser transmitidos para 3 destinos diferentes. Cada canal de comunicação pode ser configurado separadamente. Função 023 a 025 [Modo de Comunicação] Nessas funções se programa a forma de transmissão dos eventos Canal 1 Padrão: 000 Via terminal - prog 023 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[023] + 3 dígitos+ent Canal 2 Padrão: 004 Via terminal - prog 024 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[024] + 3dígitos+ENT Canal 3 Padrão: 004 Via terminal - prog 025 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[025] + 3 dígitos+ent Valor Modo Para programar o complemento Atuação 000 GPRS/ISEP 035 a 037 (ID ISEP) 038 a 040 (IP do servidor ISEP)* 041 a 043 (Porta TCP de conexão no servidor ISEP) 044 a 046 (Endereço URL do servidor ISEP)* 001 SMS 032 a 034 (Telefone que receberá o SMS) A cada evento um SMS 002 SMS econômico 032 a 034 (Telefone que receberá o SMS) Aguarda 5 eventos para um SMS 003 Back-up 036 (ID ISEP) 039 (IP do servidor ISEPde back-up)* 042 (Porta TCP de conexão no servidor ISEP) 045 (Endereço URL do servidor ISEP)* Obs: somente o canal 2 será o back-up na falha do canal canal desabilitado *Se programado o IP, não precisa programar o endereço URL e vice-versa. *Somente via computador é possível programar URL. Função 026 a 028 [Nível de Monitoramento] Filtra quais eventos serão enviados através do canal. 16

19 026 - Canal 1 Padrão: 000 Via terminal - prog 026 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[026] + 3 dígitos+ent Canal 2 Padrão: 005 Via terminal - prog 027 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[027] + 3 dígitos+ent Canal 3 Padrão: 005 Via terminal - prog 028 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[028] + 3 dígitos+ent Valor Modo 000 Envia tudo 001 Envia tudo, menos os testes 002 Modo condominio 003 Envia alarmes, falhas, testes e desativados 004 Envia alarmes, falhas e testes 005 Envia apenas alarmes 006 Não envia 010 Envia tudo, apenas quando o canal 1 falhar 011 Envia tudo, menos os testes, apenas quando o canal 1 falhar 012 Modo condominio, apenas quando o canal 1 falhar 013 Envia alarmes, falhas, testes e desativados, apenas quando o canal 1 falhar 014 Envia alarmes, falhas e testes, apenas quando o canal 1 falhar 015 Envia apenas alarmes, apenas quando o canal 1 falhar 020 Envia tudo, apenas quando o canal 2 falhar 021 Envia tudo, menos os testes, apenas quando o canal 2 falhar 022 Modo condominio, apenas quando o canal 2 falhar 023 Envia alarmes, falhas, testes e desativados, apenas quando o canal 2 falhar 024 Envia alarmes, falhas e testes, apenas quando o canal 2 falhar 025 Envia apenas alarmes, apenas quando o canal 2 falhar 030 Envia tudo, apenas quando o canal 3 falhar 031 Envia tudo, menos os testes, apenas quando o canal 3 falhar 032 Modo condominio, apenas quando o canal 3 falhar 033 Envia alarmes, falhas, testes e desativados, apenas quando o canal 3 falhar 034 Envia alarmes, falhas e testes, apenas quando o canal 3 falhar 035 Envia apenas alarmes, apenas quando o canal 3 falhar 17

20 Função 032 a 034 [Telefone SMS] Nessa função programa-se o telefone celular que receberá o SMS, caso o canal esteja configurado para envio de SMS. Deve-se programar F (INF 6) para identificar o fim do número Canal 1 Padrão: FFFFFFFFFFFFFFFFFFFF Via terminal - prog 032 [Tel](20 dígitos) [Tel](20 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[032] + número telefônico + INF Canal 2 Padrão: FFFFFFFFFFFFFFFFFFFF Via terminal - prog 033 [Tel](20 dígitos) [Tel](20 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[033] + número telefônico + INF Canal 3 Padrão: FFFFFFFFFFFFFFFFFFFF Via terminal - prog 034 [Tel](20 dígitos) [Tel](20 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[034] + número telefônico + INF + 6 Função 035 a 037 [ID ISEP] ID_ISEP do cliente.(número identificador do módulo viaweb) Canal 1 Padrão: 0000 Via terminal - prog 035 [ID](4 dígitos) [ID](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[035] + 4 dígitos Canal 2 Padrão: 0000 Via terminal - prog 036 [ID](4 dígitos) [ID](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[036] + 4 dígitos Canal 3 Padrão: 0000 Via terminal - prog 037 [ID](4 dígitos) [ID](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[037] + 4 dígitos 18

21 Função 038 a 040 [IP do Servidor VIAWEB] IP do Servidor VIAWEB (servidor ISEP) que receberá os eventos, caso o canal esteja configurado para envio de GPRS/ISEP. Não programar o IP se estiver utilizando DNS (função 017 diferente de ) pois o DNS irá reprogramar automaticamente essa função Canal 1 Padrão: Via terminal - prog 038 [IP](3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos) [IP](3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[038] + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT Canal 2 Padrão: Via terminal - prog 039 [IP](3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos) [IP](3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[039] + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT Canal 3 Padrão: Via terminal - prog 040 [IP](3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos. 3 dígitos) [IP](12 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[040] + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT + 3 dígitos + ENT Função 041 a 043 [Porta TCP do Servidor] Nessa função programa-se a porta TCP do servidor ISEP que receberá o os eventos, caso o canal esteja configurado para envio de GPRS/ISEP Canal 1 Padrão: 1733 Via terminal - prog 041 [Porta](4 dígitos) [Porta](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[040] + 4 dígitos Canal 2 Padrão: 1733 Via terminal - prog 042 [Porta](4 dígitos) [Porta](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[042] + 4 dígitos Canal 3 Padrão: 1733 Via terminal - prog 043 [Porta](4 dígitos) [Porta](4 dígitos) ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[043] + 4 dígitos 19

22 Função 044 a 046 [Endereço] Endereço URL do servidor ISEP que receberá os eventos, caso o canal esteja configurado para envio de GPRS/ISEP Canal 1 Via terminal - prog 044 [Comp](max 30 dígitos) Canal 2 Via terminal - prog 045 [Comp](max 30 dígitos) Canal 3 Via terminal - prog 046 [Comp](max 30 dígitos) Função [047 a 056] Configurações do São configurações que devem ser feitas caso o VIAWEBwireless esteja conectado ao barramento, entradas AM e VD. Se não houver uma central compátivel com o barramento, não é preciso programar essas funções. Função 047 [Modo de Envio] Define o modo de envio do VIAWEBwireless: Padrão: 000 Via terminal - prog 047 [Modo](3 dígitos) [Modo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[047] + 3dígitos+ENT Valor Modo Descrição 000 Desabilitado Envia todos os eventos recebidos da central de alarme através da conexão da linha telefônica com o módulo; (Utilizando qualquer central de alarme.) 001 Back up 002 Habilitado 003 Controle de envio pela entrada Só envia os eventos quando falha a comunicação da central; (OBS: somente centrais com barramento S I ). Envia eventos do barramento. Se o envio de eventos é controlado pela entrada ( função 007, valor 001 ) então quando a entrada estiver fechada, não envia eventos vindo pelo barramento. Quando a entrada estiver aberta envia eventos vindo pelo barramento. Função 048 [Tempo de Falha de Comunicação] Define o tempo em segundos que a central de alarme deve permanecer com falha de comunicação para que o VIAWEBwireless comece a transmitir os eventos via GSM, quando configurado no modo de back up. Quando a central não consegue estabelecer comunicação, ela gera um problema no teclado, caso esse problema persista por um tempo igual ou superior ao programado nessa função, a placa VIAWEBwireless interpretará esse problema como um problema de linha telefônica. Este tempo é programado em segundos, pode ser de 000 até 255. Padrão: 000 Via terminal - prog 048 [Tempo](3 dígitos) [Tempo](3 dígitos) ENT ENT+SENHA PROG+ENT+INF+048+[048] + 3 dígitos+ent 20

Compatível com centrais innova net 558 e innova net 428 Manual de Instalação e Programação V 2.41

Compatível com centrais innova net 558 e innova net 428 Manual de Instalação e Programação V 2.41 Compatível com centrais innova net 558 e innova net 428 Manual de Instalação e Programação V 2.41 revisão 1.13 www.viawebsystem.com.br suporte@viawebsystem.com.br S I Sistemas Inteligentes Eletrônicos

Leia mais

Índice. VIAWEBsystem - 1

Índice. VIAWEBsystem - 1 V 3.20 Jul09 r2.0 Índice Apresentação...3 Instalação...3 Esquema de Ligação...4 Operação...5 Terminal...6 Funções de Programação...7 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)... 7 Função 007

Leia mais

V 3.50 Jun12 - R 2.31

V 3.50 Jun12 - R 2.31 V 3.50 Jun12 - R 2.31 Modelo: VIAWEB wireless (Produto descontinuado em Janeiro de 2011) Modelo: VIAWEB wireless TC63i (utiliza módulo TC63i) Estes produtos estão homologados pela ANATEL, de acordo com

Leia mais

Dedicado. V 3.20 Jul09 r2.00

Dedicado. V 3.20 Jul09 r2.00 Dedicado V 3.20 Jul09 r2.00 Índice Apresentação...2 Instalação...2 Esquema de Ligação...3 Operação...4 Terminal...5 Funções de Programação...6 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)...6 Função

Leia mais

VIAWEB ethernet Manual de Instalação e Programação V 2.42

VIAWEB ethernet Manual de Instalação e Programação V 2.42 VIAWEB ethernet Manual de Instalação e Programação V 2.42 revisão 1.3 www.viawebsystem.com.br suporte@viawebsystem.com.br S I Sistemas Inteligentes Eletrônicos Ltda. Rua Amadeu Piotto, 161 - CIC Curitiba

Leia mais

Apresentação Módulo para transmissão de eventos de alarme via INTERNET. Especificações Técnicas. 120 mm X 85 mm Saída: RJ45 (padrão)

Apresentação Módulo para transmissão de eventos de alarme via INTERNET. Especificações Técnicas. 120 mm X 85 mm Saída: RJ45 (padrão) V 3.00 Out11 r1.23 Índice Apresentação...2 Instalação...2 Instalação do VIAWEB ethernet em ADSL doméstico...5 Preparação da rede ADSL...5 Conexão do VIAWEB ethernet a rede...10 Programação...14 Funções

Leia mais

Manual de Programação e Instalação

Manual de Programação e Instalação Manual de Programação e Instalação VIAWEB gprs ip VIAWEB gprs VIAWEB ip V1.32 - R1.10 - Nov12 VIAWEB gprs ip - VIAWEB gprs - VIAWEB ip -1 2 - MANUAL DE PROGRAMAÇÃO Modelo: VIAWEB gprs ip g Modelo: VIAWEB

Leia mais

Manual de Programação e Instalação

Manual de Programação e Instalação Manual de Programação e Instalação VIAWEB gprs ip VIAWEB gprs VIAWEB ip V2.07 - R1.26 - MAI 2015 VIAWEB gprs ip - VIAWEB gprs - VIAWEB ip -1 2 - MANUAL DE PROGRAMAÇÃO Modelo: VIAWEB gprs b Modelo: (produzido

Leia mais

CARACTERISTICAS PRINCIPAIS - VW16Z

CARACTERISTICAS PRINCIPAIS - VW16Z Empresa: Grupo Setec. Data: 19/04/2013 Autor: Márcio Gomes da Silva. Prezados (as); Resumo de programação dos equipamentos da Viaweb V 3.0 Cada módulo possui a sua programação distinta, logo, deve-se programar

Leia mais

Manual Prático. VW16ZGPRS - VW16ZGPRS g - VW16ZETH - VW16Z. V3.30 - R1.04 - Ago 2013 VW16Z - 1

Manual Prático. VW16ZGPRS - VW16ZGPRS g - VW16ZETH - VW16Z. V3.30 - R1.04 - Ago 2013 VW16Z - 1 Manual Prático VW16ZGPRS - VW16ZGPRS g - VW16ZETH - VW16Z V3.30 - R1.04 - Ago 2013 VW16Z - 1 2 - Manual Prático Índice Formato de comunicação...4 Comunicador Internet...5 GPRS...5 Ethernet...5 Comunicador

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Guia de utilização do software. universal GPRS M-300.

Guia de utilização do software. universal GPRS M-300. Guia de utilização do software Programador do módulo universal GPRS M-300. JFL Equipamentos Eletrônicos Ind. e Com. Ltda. Rua: João Mota, 471 - Bairro: Jardim das Palmeiras Santa Rita do Sapucaí - MG CEP:

Leia mais

MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10

MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10 1 Apresentação. MÓDULO UNIVERSAL GPRS GVU10 1.1 Características. - Compatível com todos os softwares de monitoramento do mercado; - Programação simplificada inteiramente por USB via pendrive; - Comunica

Leia mais

A senha 001 de fábrica é 151515.

A senha 001 de fábrica é 151515. 1 2 Índice PROGRAMANDO USUÁRIOS...4 MODO DE PROGRAMAÇÃO DE SENHAS:...4 COMO CADASTRAR NOVOS USUÁRIOS:... 4 COMO DESABILITAR USUÁRIOS:... 4 ATIVANDO A CENTRAL...5 ATIVAR GERAL... 5 ATIVAÇÃO RÁPIDA...5 ATIVAR

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Especificações técnicas GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Características Alimentação AC 90 a 265 V Suporte a 2 chips (cartões SIM) de celular (somente AMT 2018 EG). Alimentação DC Bateria de

Leia mais

Manual de Instalação. GPRS Universal

Manual de Instalação. GPRS Universal Manual de Instalação GPRS Universal INTRODUÇÃO O módulo GPRS Universal Pináculo é um conversor de comunicação que se conecta a qualquer painel de alarme monitorado que utilize o protocolo de comunicação

Leia mais

Manual de Programação e Instalação

Manual de Programação e Instalação Manual de Programação e Instalação VWZGPRS VWZETH VWZ VW0Z V.00 R. Jan 0 VWZ E VW0Z MANUAL DE PROGRAMAÇÃO Modelo: VWZGPRS Modelo: VW0Z Modelo VWZETH Modelo: VWZ Este produto está homologado pela ANATEL,

Leia mais

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 20 GPRS Rev00 23/04/2009 1- CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes;

Leia mais

Manual de Operação ibus Teclado 32i Modelo: ibus - Teclado

Manual de Operação ibus Teclado 32i Modelo: ibus - Teclado ibus Manual de Operação ibus Teclado 32i Modelo: ibus - Teclado Este produto está homologado pela ANATEL, de acordo com os procedimentos regulamentados pela Resolução 242/2000, e atende aos requisitos

Leia mais

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS Manual de Instalação BC-2C Módulo GPRS INTRODUÇÃO O BC-2C Módulo GPRS Pináculo é um conversor de comunicação que se conecta a qualquer painel de alarme monitorado que utilize o protocolo de comunicação

Leia mais

TECLADO VIAWEB TOUCH

TECLADO VIAWEB TOUCH TECLADO VIAWEB TOUCH Manual de Programação e Instalação V1.0 R1.09 Dezembro 2013 1 - Manual de Programação Teclado Viaweb Touch - 2 Índice Características Técnicas...7 Conectando o Teclado Touch ao sistema

Leia mais

Manual de Instalação e Operação RECIP

Manual de Instalação e Operação RECIP Manual de Instalação e Operação RECIP AMNNIPC012.00 05/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...1 3. INSTALAÇÃO...1 4. CONFIGURAÇÃO O RECIP...3 4.1 JANELA PRINCIPAL...3 4.2

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS GPRS STUDIO V3.03 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO 3i Soluções Ind. Com. de Equip. Eletrônicos e Serviços em Materiais Elétricos Ltda. Rua Marcilio Dias, 65 Lapa CEP 05077-120 São Paulo - SP Brasil

Leia mais

SEÇÃO 06 TESTES E SUPERVISÃO...29 [ 013 ] - Modo de Teste...29 [ 028 ] - Primeiro Teste do Dia...29 [ 029 ] - Intervalo de Teste...

SEÇÃO 06 TESTES E SUPERVISÃO...29 [ 013 ] - Modo de Teste...29 [ 028 ] - Primeiro Teste do Dia...29 [ 029 ] - Intervalo de Teste... V3.5 R3.4 2 Índice INDICAÇÕES DO TECLADO...5 Escolha do local para fixação...6 Alimentação...6 Saídas programáveis (pgm e pgm2)...7 Teclado...8 Instalação das zonas...9 Linha telefônica... Modo de Programação...3

Leia mais

Carta de Programação Logix LOG-10 V 3.53

Carta de Programação Logix LOG-10 V 3.53 Carta de Programação Logix LOG-10 V 3.53 rev 3.00 22/04/10 ALARM A EQUIPAM ENTOS DE SEGURANÇA Site: w w w.a la rm a.c om.br E-mail: te c nic a @a la rm a.c om.br CARTA DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL LOGIX LOG

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

TECLADO - GRAPH. Teclado - GRAPH

TECLADO - GRAPH. Teclado - GRAPH TECLADO - GRAPH www.viawebsystem.com.br S I Sistemas Inteligentes Ltda. Rua Amadeu Piotto, 161 CIC Curitiba -Paraná Brasil Setembro 2007 R1.0 1 Índice Alterando as Telas...5 Menu...6 Programar...6 Cancelar

Leia mais

Características...3. Identificando a placa...4. Instalação do Software Programador Monicel Universal USB...5. Instalação do cabo programador...

Características...3. Identificando a placa...4. Instalação do Software Programador Monicel Universal USB...5. Instalação do cabo programador... P27248 - Rev. 0 Índice Características...3 Identificando a placa...4 Instalação do Software Programador Monicel Universal USB...5 Instalação do cabo programador...7 Aba Monitoramento...12 Aba Telefones...18

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Discador GSM

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Discador GSM MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO www.compatec.com.br Indice: 1. Caracterísitcas... 2 2. Leds... 3 3. Programando os números telefonicos... 4 3.1. Para apagar números individualmente... 4 3.2. Para apagar

Leia mais

Teclado VIAWEB LCD 128s. TECLADO VW 128s LCD. Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.06 - FEV 2014. Teclado 128s - 1

Teclado VIAWEB LCD 128s. TECLADO VW 128s LCD. Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.06 - FEV 2014. Teclado 128s - 1 Teclado VIAWEB LCD 128s TECLADO VW 128s LCD Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.06 - FEV 2014 Teclado 128s - 1 2 - Manual de Programação Teclado VIAWEB 128s LCD Índice Teclado VIAWEB LCD 128s

Leia mais

Central Monitorada CAM 816

Central Monitorada CAM 816 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central Monitorada CAM 816 www.compatec.com.br Índice 1.Apresentação... 2.Características Gerais....Características Técnicas... 4 4.Status de Bips... 4 5.Status de Bips

Leia mais

GVU20 Módulo GPRS Universal

GVU20 Módulo GPRS Universal MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO GVU20 Módulo GPRS Universal www.compatec.com.br 1. Apresentação... 3 2. Características Gerais... 3 3. Características Técnicas... 3 4. Requisitos para o Software... 3 5.

Leia mais

Ação do DLC (094)...26 Exclusão (071-080)... 27 Chime (031-040)... 27 Zona arrombada...28 Tempo de auto-ativa por inércia (092)... 28 PARTIÇÕES...

Ação do DLC (094)...26 Exclusão (071-080)... 27 Chime (031-040)... 27 Zona arrombada...28 Tempo de auto-ativa por inércia (092)... 28 PARTIÇÕES... Revisão.0 SI - Sistemas Inteligentes Eletrônicos Ltda. 2/05/2004 2 Índice MANUAL DE INSTALAÇÃO...5 Localização e montagem... 5 Terra...5 Alimentação...5 Rede elétrica... 5 Bateria... 5 Saida de alimentação

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D MANUAL DO USUÁRIO STK 728U, STK 738U e STK 748 Apostila elaborada pelo Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D Proibida a reprodução não autorizada 2014 1 OPERANDO O SISTEMA COMO USUÁRIO Teclado

Leia mais

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA 1- FUNCIONAMENTO: A discadora DiscCell5 Ultra é um aparelho eletrônico que disca para até 5 números, cada chamada dura aproximadamente 1 minuto. Uma vez discado o número uma

Leia mais

Teclado GRAPH TECLADO GRAPH. Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.12 - FEV 2014. Teclado GRAPH - 1

Teclado GRAPH TECLADO GRAPH. Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.12 - FEV 2014. Teclado GRAPH - 1 TECLADO GRAPH Manual de Programação e Instalação V2.10 - R1.12 - FEV 2014 Teclado GRAPH - 1 2 - Manual de Programação Teclado GRAPH Índice Teclado GRAPH Características Técnicas...05 Indicações do Teclado...06

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1004 RF

GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1004 RF GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1004 RF DESCRIÇÃO E APLICAÇÕES Parabéns, você acaba de adquirir um produto concebido com a tecnologia e a segurança Intelbras. A central de alarme AMT 1004

Leia mais

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes; 95 usuários, 3 usuários temporários, além

Leia mais

Manual de Instalação e Operação CONFIP

Manual de Instalação e Operação CONFIP Manual de Instalação e Operação CONFIP AMNNIPC012.00 05/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...1 3. INSTALAÇÃO...1 4. CONHECENDO OS CAMPOS DO CONFIP...2 1. Recomendações Importantes

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Ver 1.5

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Ver 1.5 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Ver 1.5 CENTRAL DE ALARME MONITORADA EX-10 Índice Características... 4 Instalação... 5 Rede AC... 5 Bateria... 5 Terminais Auxiliares... 6 Linha telefônica... 6 Sirene...

Leia mais

09:00 18/06 PART A:ARMADA

09:00 18/06 PART A:ARMADA 1 2 3 7 0 1 2 3 TEC200 CENTRAL DE ALARME MONITORÁVEL ACTIVE ULTRA 1. TECLADO DO ALARME Led ARMADO A indica partição A armada. Led STAY A indica partição A armada STAY. Led PRONTO A indica partição A pronta

Leia mais

DISCADORA DISC CELL 5

DISCADORA DISC CELL 5 DISCADORA DISC CELL 5 1- FUNCIONAMENTO: A discadora Disc Cell 5 é um aparelho eletrônico que disca para até 5 números, o intervalo entre cada discagem é de 5 segundos e cada chamada dura aproximadamente

Leia mais

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via GPRS 1.0

Data Autor Descrição Revisão Configuração HX600 via GPRS 1.0 Data Autor Descrição Revisão 06/05/2009 Barbarini Configuração HX600 via GPRS 1.0 Page 1 / 13 Procedimento de Instalação 1 O módulo deverá ser fixado próximo ao medidor. Para alimentá-lo é necessária uma

Leia mais

TREINAMENTO PRÀTICO TREINAMENTO TÉCNICO INTRUSÃO

TREINAMENTO PRÀTICO TREINAMENTO TÉCNICO INTRUSÃO TREINAMENTO PRÀTICO TREINAMENTO TÉCNICO TREINAMENTO PRÀTICO Modo de programação Para entrar no modo de programação digite a senha do Usuário Máster padrão de fábrica 1234 Para sair do modo de programação

Leia mais

CENTRAL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

CENTRAL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO CENTRAL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 32 Rev01 08/07/2013 Parabéns, você acaba de adquirir uma central de alarme modelo ACTIVE-32 Duo produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação.

Leia mais

i16 ALARME MONITORADO

i16 ALARME MONITORADO Manual de instruções i16 ALARME MONITORADO F: 0800 550 250 Posicione o leitor de código QR do seu smartphone e obtenha mais informações no site PPA 50 1 Por favor, leia este manual com atenção para uma

Leia mais

PAINEL DE ALARME MANUAL RESUMIDO

PAINEL DE ALARME MANUAL RESUMIDO PAINEL DE ALARME MANUAL RESUMIDO ACESSE O MANUAL COMPLETO EM http://www.jfl.com.br/ PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS VERSÃO 1.5 8 ZONAS DUPLAS PROGRAMÁVEIS MAIS UMA ZONA POR TECLADO 4 TECLADOS COM PROGRAMAÇÕES

Leia mais

VIAWEB LCD 128B TECLADO VW 128B LCD

VIAWEB LCD 128B TECLADO VW 128B LCD TECLADO VW B LCD Manual de Programação e Instalação V. - R. - FEV Teclado B - - Manual de Programação Índice Características Técnicas... Indicações do Teclado... OPÇÕES PARA USUÁRIO MASTER... OPÇÕES PARA

Leia mais

Intruções de instalação e programação: Antes de instalar e programar esta unidade por favor leia atentamente este manual e retenha-o para futura

Intruções de instalação e programação: Antes de instalar e programar esta unidade por favor leia atentamente este manual e retenha-o para futura MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Painel de alarme 10 zonas 2 PARTIÇÕES E10 Intruções de instalação e programação: Antes de instalar e programar esta unidade por favor leia atentamente este manual e retenha-o

Leia mais

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204 Versão: 00.2010 ou 00.2010T SUMÁRIO Introdução... 3 Instalação... 4 Configuração... 4 O software... 5 Número da Receptora... 6 Aviso Sonoro... 7 Hora... 8

Leia mais

SUMÁRIO PlugSec Guardian ST100 PlugSec Guardian ST100

SUMÁRIO PlugSec Guardian ST100 PlugSec Guardian ST100 SUMÁRIO 1. Introdução 3 2. Para sua Segurança 3 3. Conteúdo da Embalagem 3 4. Funcionamento Básico 4 5. Compatibilidade 4 6. Modelos 4 7. Conhecendo o PlugSec Guardian ST100 5 8. Instalando Passo a Passo

Leia mais

Características do painel INFINIT... 3. Especificações técnicas... 3. Conexões... 4

Características do painel INFINIT... 3. Especificações técnicas... 3. Conexões... 4 P27398 - Rev. 0 Índice Características do painel INFINIT... 3 Especificações técnicas... 3 Conexões... 4 Diagrama de ligação da placa INFINIT... 4 Ligação do transformador... 5 Ligação do barramento...

Leia mais

Características do painel de alarme Monitus 18

Características do painel de alarme Monitus 18 P26982 - Rev. 8 Índice Características do painel de alarme Monitus 18...3 Instalação do painel de alarme Monitus 18...10 Ajuste da bateria...18 Reset...19 Acessórios Monitus 18...20 Módulo PGM (Pulso de

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804 CENTRAL DE ALARME - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela rede AC. Led BATERIA: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela bateria. Led ARMADO: Aceso indica que

Leia mais

TECLADO VIAWEB TOUCH

TECLADO VIAWEB TOUCH TECLADO VIAWEB TOUCH GUIA DE USUÁRIO V1.0 R1.00 Julho 2013 Teclado Touch - 1 2 - Guia do Usuário Teclado VIAWEB TOUCH Sumário INDICAÇÕES DO TECLADO...3 MENU DE PROGRAMAÇÃO...4 ACESSAR MENU...5 OPÇÕES PARA

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware

Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware Manual de Uso e Configuração do Terminal Serial GPRS TSG Introdução O TSG (Terminal Serial GPRS) é uma solução para telemetria

Leia mais

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT Sua central de alarme SL AX4 - MT, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), com opções monitoráveis

Leia mais

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010 E e 2018 EG

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010 E e 2018 EG MANUAL DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010 E e 2018 EG Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. As centrais de alarme monitoradas AMT 2010

Leia mais

TERMO DE GARANTIA. Comprador: Endereço: Bairro: CEP: Revendedor: Fone: Data da Venda: Identificação do Produto: P26823 - Rev. 14

TERMO DE GARANTIA. Comprador: Endereço: Bairro: CEP: Revendedor: Fone: Data da Venda: Identificação do Produto: P26823 - Rev. 14 TERMO DE GARANTIA ELETROPPAR - Indústria Eletrônica Ltda., localizada na Rua Carlos Ferrari, nº 265, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 7.400-000, CNPJ 02.748.434/000-08, IE 35.026.34. garante este aparelho

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE PAINEL DE ALARME ACTIVE 0 E 0 LITE - FUNÇÕES BÁSICAS. VISUALIZAÇÃO DOS PROBLEMAS NO SISTEMA Para visualizar os problemas, pressione a tecla P por segundos. O led SISTEMA começa a piscar, continue pressionando

Leia mais

DISCADORA PHONE CELL

DISCADORA PHONE CELL DISCADORA PHONE CELL - Caro Usuário A interface celular Phone Cell foi desenvolvida com o objetivo de unir segurança e conectividade em um só aparelho. O produto realiza e recebe ligações telefônicas através

Leia mais

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 MANUAL DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. A central de alarme AMT 2010/2018 é compacta e de

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 AMT 1010 AMT 1018 GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 DESCRIÇÃO E APLICAÇÕES Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvimento com a tecnologia e segurança Intelbras.

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH-8RL/Exp

Manual de utilização do módulo NSE METH-8RL/Exp INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

Monicel Módulo Assinante GPRS.pmd CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA ÍNDICE

Monicel Módulo Assinante GPRS.pmd CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA ÍNDICE 1 2 ÍNDICE Introdução... 03 Supervisão Total... 03 Comunicação Segura... 04 Fácil instalação e programação... 04 1 - Instalação... 04 Aviso Importante... 06 2 - Medidor de Sinal... 08 3 - Programação...

Leia mais

Principais características

Principais características P00959 - Rev. 0 Parabéns, você acaba de adquirir um sistema de alarme i16, uma excelente ferramenta de apoio para você garantir a segurança do seu imóvel. O i16 é de fácil operação e conta com o padrão

Leia mais

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 MANUAL DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 2010/2018 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. A central de alarme AMT 2010/2018 é compacta e de

Leia mais

Guia de Instalação AMT 2018 E AMT 2018 EG

Guia de Instalação AMT 2018 E AMT 2018 EG Guia de Instalação AMT 2018 E AMT 2018 EG AMT 2018 E e 2018 EG Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. As centrais de alarme monitoradas AMT 2018 E e 2018

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO V1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET POCKET) STUDIO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO VIAWEBiBUS MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO V1.04 R1.20 Setembro/2012 Aplicável para as seguintes versões de produtos: Ponto de Acesso V1.04 Roteador V1.01 Sensor Magnético V1.13 Sensor IVP V1.02 Sensor

Leia mais

ZEUS SERVER STUDIO V2.07

ZEUS SERVER STUDIO V2.07 ZEUS SERVER STUDIO V2.07 FERRAMENTA DE CONFIGURAÇÃO DO ZEUS SERVER 3i Soluções Ind. Com. de Equip. Eletrônicos e Serviços em Materiais Elétricos Ltda. Rua Marcilio Dias, 65 Lapa CEP 05077-120 São Paulo

Leia mais

INFORMATIVO MONITUS REV. 1 20/01/03. 8 Setores Programáveis. Os setores podem ser: Entrada para receptores de RF ou chave com mola:

INFORMATIVO MONITUS REV. 1 20/01/03. 8 Setores Programáveis. Os setores podem ser: Entrada para receptores de RF ou chave com mola: INTRODUÇÃO A MONITUS 8 A Monitus 8 é um painel de alarme monitorado projetado para atender às necessidades de residências, comercio, indústria, etc. Pode ser programado localmente através de teclados,

Leia mais

Como configurar o aplicativo AMT MOBILE.

Como configurar o aplicativo AMT MOBILE. Como configurar o aplicativo AMT MOBILE. Santa Rita do Sapucaí, 18 de agosto de 2014. O aplicativo AMT MOBILE, é utilizado nas centrais AMT 2018 E ou AMT 2018 EG que se encontram na versão de firmware

Leia mais

Compacta e de fácil programação possuindo:

Compacta e de fácil programação possuindo: '(6&5,d (6*(5$,66/$; Sua central de alarme 6/ ± $;, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), controle remoto e discador telefônico,

Leia mais

MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO CARACTERÍSTICAS GERAIS CONECTOR DE ENTRADA SENHA DO USUÁRIO

MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO CARACTERÍSTICAS GERAIS CONECTOR DE ENTRADA SENHA DO USUÁRIO MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO Com esse equipamento você pode monitorar qualquer central de alarme convencional ou eletrificador. Ele possui 5 entradas e uma saída PGM que pode ser acionada por telefone

Leia mais

Global Security Network GSN Brasil. 1

Global Security Network GSN Brasil. 1 Global Security Network GSN Brasil. 1 Operação Básica O teclado Spectra 1689 e o Teclado 1641 (cristal liquido) funcionam da mesma maneira, Mas não oferecem a mesma visualização. Nesta seção veremos suas

Leia mais

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 3010

Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 3010 MANUAL DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras Modelo AMT 3010 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. A central de alarme AMT 3010 é compacta e de fácil programação,

Leia mais

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A central de alarme ANM 2004/2008 MF é compacta e de fácil programação, possui

Leia mais

Central de Alarme AMT 2008 RF Intelbras Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a qualidade e segurança Intelbras.

Central de Alarme AMT 2008 RF Intelbras Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a qualidade e segurança Intelbras. manual do usuário Central de Alarme AMT 2008 RF Intelbras Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a qualidade e segurança Intelbras. A central de alarme AMT 2008 RF é compacta e de

Leia mais

1 ANO de garantia. Westron ALW 803 I. MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO E DO INSTALADOR CERTIFICADO DE GARANTIA 1. APRESENTAÇÃO

1 ANO de garantia. Westron ALW 803 I. MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO E DO INSTALADOR CERTIFICADO DE GARANTIA 1. APRESENTAÇÃO A Central de Alarme inclui: Carregador de bateria integrado com controle de tensão e corrente. Eliminador de Bateria do celular com controle de tensão e corrente. Caixa de proteção com alojamento para

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 3000 LED

GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 3000 LED GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 3000 LED XAT 3000 LED Teclado de alarme O teclado XAT 3000 LED para Centrais de Alarmes Intelbras possui uma interface simples de usar com teclas e

Leia mais

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Copyright 2007 Projecta Anytek. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual poderá ser copiada, fotocopiada, traduzida ou reproduzida

Leia mais

Parabéns, você acaba de adquirir um produto com qualidade e tecnologia Identech.

Parabéns, você acaba de adquirir um produto com qualidade e tecnologia Identech. MANUAL Sumário 1 INTRODUÇÃO3 2 LIGANDO/CONECTANDO3 3 CONFIGURAÇÕES4 31 - INICIAL4 32 - REDE8 321-3G8 322 - WAN9 323 - LAN10 324 - Tipo de Reconexão13 325 - Redirecionar14 33 - WIRELESS16 34 - DHCP17 35

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10

GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10 GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10 RESET DA CENTRAL O Código do instalador deve estar destrancado (endereço 058: qualquer valor diferente de 147) Para Resetar Remova a bateria e desligue

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 2000 LCD

GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 2000 LCD GUIA PRÁTICO PARA TECLADOS DE CENTRAIS DE ALARMES XAT 2000 LCD XAT 2000 LCD Teclado de alarme O teclado XAT 2000 LCD para Centrais de Alarmes Intelbras possui uma interface simples de usar com teclas e

Leia mais

Manual. DSC510 Discador Celular GSM. Produzido por SMC Produtos Eletrônicos Ltda. www.fks.com.br PRODUTOS ELETRÔNICOS REV. A

Manual. DSC510 Discador Celular GSM. Produzido por SMC Produtos Eletrônicos Ltda. www.fks.com.br PRODUTOS ELETRÔNICOS REV. A Manual DSC510 Discador Celular GSM PRODUTOS ELETRÔNICOS Produzido por SMC Produtos Eletrônicos Ltda. www.fks.com.br REV. A PRODUTOS ELETRÔNICOS GARANTIA ÍNDICE 1 - A P R E S E N T A Ç Ã O.........................................................................

Leia mais

Índice. 1. Características técnicas

Índice. 1. Características técnicas Termo de garantia A ELETROPPAR - Indústria Eletrônica Ltda., localizada na rua Carlos Ferrari nº 2651, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 17400-000, CNPJ 02.748.434/0001-08, IE 315.026.341.111 garante

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2010 www.trackmaker.com ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo... 3 Descrição dos Pinos... 3,4 1.2 - Instalando o Chip

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 MANUAL DE PROGRAMAÇÃO DO MÓDULO GUARITA HCS 2005 - Versão 4.04 Bem vindo ao guia rápido

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais