L A C La bora tory for A dva nc ed C olla bora tion

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "L A C La bora tory for A dva nc ed C olla bora tion"

Transcrição

1 Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 5.1 Ferra m enta s pa ra public a ç ã o de da dos Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas 1 L A C La bora tory for A dva nc ed C olla bora tion

2 2 Triplify

3 R equerim entos S oftw a re Lic enç a GNU Lesser General Public License. R equis itos Web S erver Apache (recomendado) IIS P H P (ready), Ruby/Python (dev) B a nc o de D a dos MyS QL, S QLite, Oracle, DB2, MS S QL PostgreS QL 3

4 Triplify O bjetivo E xpor a semântica disponível em R DBMS de uma forma simples. O que é Um plugin para aplicações Web PHP, R uby/p ython (dev). O que fa z Disponibiliza os dados de BD s relacionais em triplas. 4 O que g era Arquivos R DF, JS ON e Linked Data

5 Triplify : C onfig ura ç ã o Consultas SQL selecionando a informação, que gostariam que seja disponível publicamente (Open Data) S E LE C T id, name AS foaf:name FR OM users 5

6 Triplify : E s trutura S Q L Q uery Primeira coluna dever conter identificadores para serem utilizados para gerar URI s das Instâncias Select id, name AS foaf:name FROM users Nome das colunas utilizados para gerar as propriedades renomeando as colunas da tabela 6 Select id, name AS foaf:name FROM users

7 Triplify : E s trutura S Q L Q uery Consultas devem retornar valores literais ou referencias para outras ins tancias 7

8 Triplify : E xem plo LO C A D O R A $triplify['objectproperties']=array ('customer'=> "select customer_id as id, concat(concat(first_name,' '),last_name) as 'foaf:name, first_name as 'foaf:firstname, last_name as 'foaf:surname, store_id as 'customerof, SHA( ) as 'foaf:mbox_sha1sum, address_id as 'liveat, create_date as 'dcterms:created from customer, ) 8 $triplify['objectproperties']=array ( 'sioc:address'=>'address, 'customerof'=>'store, 'liveat'=>'address ); $triplify['classmap']=array( 'customer'=>'foaf:person, 'store'=>'gr:locationofsales, 'address'=>'vcard:address' );

9 Triplify : Integ ra ç ã o em A pps. Web Acrescentar o diretório do Triplify a raiz da aplicação. Definir consultas SQL e ajustar o arquivo de configuração. Possibilitar o acesso direto ao banco de dados relacional através: Objeto PDO. Driver de conexão Mysql. Utilizar um outro framework para abstração de base de dados (ODBC). 9

10 10 D 2R Q e D 2R S erver

11 R equerim entos S oftw a re Licença GNU General Public License Requerimentos J a va 1.4 ou pos terior B a nc o de D a dos M ys QL, Oracle, MS S QL PostgreS QL e ODBC (não automática). 11

12 D 2R Q e D 2R S erver : Introduç ã o Objetivo Permitir que aplicações consigam ter uma RDF-view em um banco de dados non-rdf. O que é Plataforma desenvolvida em Java para publicação de dados de BD em grafo RDF (on-the-fly) O que gera RDF/XML (default), RDF/XML-ABBREV, N3, N-TRIPLE. Quais BD s Suporta Oracle, MySQL, PostgresSQL, Microsoft SQL Server, fontes de dados ODBC (sem geração automática). 12

13 D 2R Q e D 2R S erver : Introduç ã o O que P erm ite Mapeamento do BD para grafo virtual RDF Consultas: linguagem SPARQL RDF dumps Acessar a informação do BD como Linked Data sobre a Web. 13

14 D 2R Q 14 D 2R Q M a pping La ng ua g e Linguagem declarativa que descreve o mapeamento. D 2R S erver servidor HTTP que fornece uma visão Linked Data e permite consultas SPARQL. Tool que usa o D2RQ mapping para mapear o conteúdo do BD D 2R Q E ng ine plug-in para Jena e Sesame Semantic Web toolkits.

15 A rquitetura da pla ta form a D 2R Q 15

16 D 2R Q : Tipos de M a pea m ento [1] A utom á tic o Cria um arquivo de m apeam ento default analisando o esquem a do BD. Tabela = Classes; Colunas = Propriedades; generate-mapping [-u username] [-p password] [-d driverclass] [-o outfile.n3] [-b base uri] jdbcurl generate-mapping -o m a pping.n3 -d driver.class.name -u db-user -p db-password jdbc:url:... E x em plo 16

17 D 2R Q : Tipos de M a pea m ento [2] C us tom iza do M odificar o arquivo g erado pelo g erenate-m apping Utilizar v ocabulários conhecidos foaf, sioc, dc, goodrelations, etc. 17

18 D 2R Q : M a pea m ento C us tom iza do M odificando o arquivo m a pping.n3 2. D efinir c onexã o a o B D map:m yd atabase a d2rq:d atabase; d2rq:jdbcd S N "jdbc:mysql://localhost/mydb"; d2rq:jdbcd river "com.mysql.jdbc.d river"; d2rq:username "us er"; d2rq:password "pas sword". 3. D efinir a s entida des map:people a d2rq:condition User.deleted=0. 18

19 D 2R Q : M a pea m ento C us tom iza do 1. Adicionar propriedades para as entidades map:people a ; d2rq:condition User.deleted=0 ; d2rq:class foaf:p erson. S (ClassMap) map:people a d2rq:classmap. map:name a d2rq:p ropertyb ridge; d2rq:belongstoc lassm ap map:p eople; d2rq:property foaf:nick; d2rq:column User.name. P O 19 (D ata Properties)

20 D 2R Q : M a pea m ento C us tom iza do 1. Adicionar propriedades para as entidades map:people a ; d2rq:condition User.deleted=0 ; d2rq:class foaf:p erson. S (ClassMap) map:mbox_sha1 a d2rq:p ropertyb ridge; d2rq:belongstoc lassm ap map:p eople; d2rq:property foaf:mbox_sha1sum; d2rq:sqle xpression S HA1(CONCAT( mailto:, User. )). P O 20 (D ata Properties)

21 D 2R Q : M a pea m ento C us tom iza do 1. Link as entidades map:photos a ; d2rq:class foaf:image. map:photo a d2rq:p ropertyb ridge; d2rq:belongstoc lassm ap map:p eople; d2rq:property (Photo.UserID is a foreign key to User.ID) 21 map:photo a d2rq:p ropertyb ridge; d2rq:belongstoc lassm ap map:p eople; d2rq:property foaf:made; d2rq:join Us er.id = P hoto.userid ; d2rq:referstoc lassm ap map:p hotos. (Object Properties)

22 D 2R S erver : S ta rt the s erver Uma vez que temos o arquivo de mapeamento m a pping.n3 executamos o seguinte comando d2r-server mapping.n3 Agora podemos navegar sobre o grafo RDF, atraves do servidor D2R- Server 22

23 23

24 O penlink V irtuos o R D F V iew s General Public License e Proprietario 24

25 V irtuos o R D F V iew s : Introduç ã o O bjetivo Converter dinamicamente dados relacionais em R DF e expô-lo no Virtuoso-hosted S P AR Q L endpoint.. O que é Virtuoso R DF Views mapea dados relacionais em R DF e permite que a representação do R DF possa ser personalizada. O que g era R DF/XML. (Quad S torage) Qua is B D s S uporta Oracle, MS S erver, DB2, Informix, Progress, MyS QL, Ingres, Firebird, PostgreS QL e ODBC ou JDBC accesiveis R DBMS. 25

26 V irtuos o R D F V iew s : M a pea m ento [1] Definição de cada tabela em classes RDFS peo: <http://localhost:8890/rdfv_demo/schemas/peoplet#>. ClassMap peo:people a rdfs:class ; rdfs:label People" ; rdfs:comment "An OpenLink People". Properties 26 foa f:na m e a rdf:property ; rdfs:domain peo:people ; rdfs:range xsd:string; rdfs:label people name". Data Properties foa f:m a de a rdf:property ; rdfs:domain peo:people ; rdfs:range ; photo:photo rdfs:label photo id". Object Properties

27 V irtuos o R D F V iew s : M a pea m ento [2] Construir Subject IRI s para cada classe utilizando as chaves primarias de peo:us cada er_iri a tabela rdf:property ; rdfs:domain peo:people ; rdfs:range xsd:string; rdfs:label people id". sparql prefix peo: <http://localhost:8890/rdfv_demo/schemas/people#> create iri class peo:us er_iri "http://localhost:8890/rdfv_demo/testdata/people#%s" (in user_id varchar not null). 27

28 V irtuos o R D F V iew s : M a pea m ento [3] Construir Predicados IRI s para cada classe utilizando o resto de colunas sparql de cada tabela prefix qs: <http://localhost:8890/rdfv_demo/quad_storage/> prefix peo: <http://localhost:8890/rdfv_demo/schemas/people#> prefix pho: <http://localhost:8890/rdfv_demo/schemas/photos#> 28 c rea te qua d s tora g e qs:default from OPLWEB.DBA.PEOPLE as people_tbl from OPLWEB.DBA.PHOTOS as photos_tbl { create qs:people as graph <http://localhost:8890/rdfv_demo/testdata/people#> { peo:user_iri(people_tbl.u S E R _ID ) a peo:people as qs:people_people ; foaf:name people_tbl.n A M E as qs:people_peoplename ; }.

29 Triplify D 2R S erver V irtuos o R D F V iew s Tec nolog ia PHP Java M iddleware S olution S P A R QL E ndpoint Ling ua g em de M a pea m ento - S im S im S QL RD F based RD F based G era ç ã o de m a pea m ento M anual S em i- autom ático M anual E s c a la bilida de M edia Alta (Não S PARQL) M edia Alta Link: 29

30 P rinc ipa is R eferênc ia s 30 D2RQ, site Consultado 20/05/10 W3C Group, site Consultado 21/05/10 Triplify, site Consultado 21/05/10 Mapping Relational Data to RDF with Virtuoso's RDF Views, site Consultado 19/05/10

Como Publicar Dados Relacionais em RDF

Como Publicar Dados Relacionais em RDF Como Publicar Dados Relacionais em RDF Luís Eufrasio T. Neto Mestrado em Ciência da Computação Departamento de Computação Orientadora: Dra. Vânia Vidal Introdução Linked Data: padrão estabelecido como

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD Em sua versão inicial, o aplicativo RDB2LOD foi desenvolvido para instalação e execução em ambiente de máquina virtual Java, e oferece suporte aos SGBDs

Leia mais

Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data

Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 6.1 A c es s o a da dos Click to edit Master subtitle style Karin Breitman Jos é Viterbo E dgard Marx Percy S alas 1 09/06/10 LAC Laboratory for

Leia mais

3 Trabalhos Relacionados

3 Trabalhos Relacionados 38 3 Trabalhos Relacionados Existem várias ferramentas de conversão de diferentes fontes de dados em RDF [17]. As principais se concentram na conversão de informações de banco de dados relacionais. Outras

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica

Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica Ernesto F. Veiga, Márcio V. Oliveira Sena, Renato de F. Bulcão Neto ernestofonseca@inf.ufg.br marciovinicius@inf.ufg.br

Leia mais

Recursos avançados e Orientação a Objetos no PHP

Recursos avançados e Orientação a Objetos no PHP Recursos avançados e Orientação a Objetos no PHP Edgar Rodrigues Sandi edgar@season.com.br Gerente de projetos Desenvolvedor PHP e Java Ministra os treinamentos: Linguagens de Programação PHP I Fundamentos

Leia mais

Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software

Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software Coordenação Profa Carla Alessandra Lima Reis Prof Rodrigo Quites Reis http://www.processode Roteiro Introdução Elementos Motivadores

Leia mais

Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL

Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL Aluno(a): André Luiz Nunes Orientador: Roberto Heinzle Roteiro Introdução Objetivos Web semântica Tecnologias para web semântica Trabalhos

Leia mais

Edgard Luiz Marx. Babel. Um framework extensível para a publicação de RDF de várias fontes de dados utilizando templates. Dissertação de Mestrado

Edgard Luiz Marx. Babel. Um framework extensível para a publicação de RDF de várias fontes de dados utilizando templates. Dissertação de Mestrado 1 Edgard Luiz Marx Babel Um framework extensível para a publicação de RDF de várias fontes de dados utilizando templates Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Criação e Publicação de um Linked Dataset sobre o Simpósio Brasileiro de Banco de Dados

Criação e Publicação de um Linked Dataset sobre o Simpósio Brasileiro de Banco de Dados Universidade Federal de Pernambuco GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA Criação e Publicação de um Linked Dataset sobre o Simpósio Brasileiro de Banco de Dados Aluno: Mateus Gondim

Leia mais

L A C Laboratory for Advanced Collaboration

L A C Laboratory for Advanced Collaboration Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 3.1 Fundamentos de SPARQL Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas L A C Laboratory for Advanced Collaboration Objetivo deste módulo

Leia mais

PHP Profissional. Alexandre Altair de Melo / Mauricio G. F. Nascimento. Editora Novatec

PHP Profissional. Alexandre Altair de Melo / Mauricio G. F. Nascimento. Editora Novatec Introdução Como a idéia deste livro é ir direto ao ponto, vou fazer isso já na introdução. A idéia desse livro não é explicar a teoria e filosofia do PHP, da orientação a objetos, as maravilhas dos design

Leia mais

Introdução 17. 1 Introdução

Introdução 17. 1 Introdução Introdução 17 1 Introdução O volume de informações que gerenciamos tem crescido a cada dia. Realizamos milhões de pesquisas na Web, postamos mensagens em blogs, enviamos mensagens de correio eletrônico,

Leia mais

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias Semântica para Sharepoint Busca semântica utilizando ontologias Índice 1 Introdução... 2 2 Arquitetura... 3 3 Componentes do Produto... 4 3.1 OntoBroker... 4 3.2 OntoStudio... 4 3.3 SemanticCore para SharePoint...

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Consultas SQL por XML-RPC no WordPress José Antonio Meira da Rocha

Consultas SQL por XML-RPC no WordPress José Antonio Meira da Rocha Consultas SQL por XML-RPC no WordPress José Antonio Meira da Rocha XML-RPC Chamadas a procedimentos remotos Formato XML Dave Winer, 1998 Implementação: Servidor RPC, clientes RPC WordPress possui servidor

Leia mais

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE CONCEITOS Cliente x Servidor. Cliente É um programa (software) executado

Leia mais

JPA: Persistência padronizada em Java

JPA: Persistência padronizada em Java JPA: Persistência padronizada em Java FLÁVIO HENRIQUE CURTE Bacharel em Engenharia de Computação flaviocurte.java@gmail.com Programação Orientada a Objetos X Banco de Dados Relacionais = Paradigmas diferentes

Leia mais

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server SGBD SQL Server Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server Criação da Ligação ao SGBD Entrar no Microsoft SQL Server / Enterprise Manager Criar

Leia mais

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD ITB SGBD Aurélio Candido Jr 1 1.INTRODUÇÃO 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados Um SGBD é uma coleção de programas que permitem ao usuário definir, construir e manipular Bases de Dados

Leia mais

JAVA JDBC Java Database Connectivity

JAVA JDBC Java Database Connectivity JAVA JDBC Java Database Connectivity Permite o acesso a banco de dados Uma das formas de acesso é utilizando o driver JDBC-ODBC que permite a conexão através de um DRIVER ODBC O ODBC (Open Database Connectivity)

Leia mais

RDF (Resource Description Framework) RDFS (Resource Description Framework Schema)

RDF (Resource Description Framework) RDFS (Resource Description Framework Schema) RDF (Resource Description Framework) RDFS (Resource Description Framework Schema) Tópicos Especiais em Engenharia de Software I (Introdução à Engenharia de Ontologias) Curso: Engenharia de Computação Prof.

Leia mais

JDBC. Java DataBase Connectivity

JDBC. Java DataBase Connectivity JDBC Java DataBase Connectivity JDBC??? Uma API que permite o acesso a virtualmente qualquer fonte de dado tabular a partir de um programa escrito em Java O que é uma uma fonte de dados tabular? acesso

Leia mais

Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink

Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink Vinicius Teixeira Dallacqua Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFTO AE 310 Sul, Avenida

Leia mais

Semântica na Web RDF. Carlos Bazilio. Depto de Computação Instituto de Ciência e Tecnologia Universidade Federal Fluminense

Semântica na Web RDF. Carlos Bazilio. Depto de Computação Instituto de Ciência e Tecnologia Universidade Federal Fluminense Semântica na Web RDF Carlos Bazilio Depto de Computação Instituto de Ciência e Tecnologia Universidade Federal Fluminense 1 Contexto... 2 Contexto (2) 3 Problemas na Web Atual Pouca integração de informações

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Clayton Martins Pereira clayton.martins@inpe.br José Maria Parente de Oliveira parente@ita.br

Clayton Martins Pereira clayton.martins@inpe.br José Maria Parente de Oliveira parente@ita.br UMA ABORDAGEM PARA A PUBLICAÇÃO DE DADOS LIGADOS OBTIDOS A PARTIR DE BASES DE DADOS RELACIONAIS Clayton Martins Pereira clayton.martins@inpe.br José Maria Parente de Oliveira parente@ita.br Resumo Este

Leia mais

O padrão RDF na descrição de imagens

O padrão RDF na descrição de imagens O padrão RDF na descrição de imagens Edeilson Milhomem da Silva 1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Cx. Postal 160 77054-970

Leia mais

UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET. Programação para Internet I

UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET. Programação para Internet I UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Programação para Internet I Aula 10 PHP: Trabalhando com Banco de Dados leticia@cafw.ufsm.br Acessando

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

JDBC. Prof. Márcio Bueno (poonoite@marciobueno.com)

JDBC. Prof. Márcio Bueno (poonoite@marciobueno.com) JDBC Prof. Márcio Bueno (poonoite@marciobueno.com) JBDC Java Database Connectivity ou JDBC é um conjunto de classes e interfaces (API) escritas em Java que faz o envio de instruções SQL para qualquer banco

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados Ricardo Henrique Tassi - Departamento de Replicação Índice 1- Introdução... 03 2- Quais são os bancos de dados mais conhecidos hoje em dia...04 3- Quais são os tipos de banco...05

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2008 64 Bits. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2008 64 Bits. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096 TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2008 64 Bits Índice Geral Antes de Começar 2 Instalação do MS-IIS 7 4 Instalação do PHP 6 Instalação do ZEND Optimizer 7 Instalação do.net Framework 8 Instalação das

Leia mais

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados EXERCÍCIOS PRÁTICOS Banco de Dados Introdução ao uso do SQL Structured Query Language, considerando tanto DDL Data Definition Language quanto DML Data Manipulation Language. Banco de Dados selecionado:

Leia mais

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL Linguagem SQL Sub-linguagem DDL A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language para suas

Leia mais

Dados em Java. Introdução

Dados em Java. Introdução Interface Gráfica e Banco de Dados em Java Introdução Java and all Java-based marks are trademarks or registered trademarks of Sun Microsystems, Inc. in the U.S. and other countries. Licença para uso e

Leia mais

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Elaine Quintino da Silva Doutora em Ciência da Computação pelo ICMC-USP/São Carlos Analista de Sistemas UOL PagSeguro Instrutora Globalcode Agenda! Persistência de

Leia mais

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com Persistência de dados com JPA Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com O que é persistência? A persistência de dados é o fato de pegar um dado e torná-lo persistente, ou seja, salvar em algum banco

Leia mais

XML e Banco de Dados. Prof. Daniela Barreiro Claro DCC/IM/UFBA

XML e Banco de Dados. Prof. Daniela Barreiro Claro DCC/IM/UFBA XML e Banco de Dados DCC/IM/UFBA Banco de Dados na Web Armazenamento de dados na Web HTML muito utilizada para formatar e estruturar documentos na Web Não é adequada para especificar dados estruturados

Leia mais

Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com. Java API JDBC

Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com. Java API JDBC Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com Java API JDBC # Java vs bancos de dados relacionais # JDBC Java Database Connectivity # Arquitetura JDBC # Drivers JDBC # Pool de Conexões JDBC Java Database

Leia mais

Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados

Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados PROGRAMAÇÃO Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados Objetos PHP no banco A persistência de objetos PHP em bancos de dados não requer operações complicadas. Basta um mapeador

Leia mais

Python Acessando o Banco de Dados MySQL

Python Acessando o Banco de Dados MySQL Python Acessando o Banco de Dados MySQL ANTONIO SÉRGIO NOGUEIRA PRESIDENTE PRUDENTE SP 2009 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Interface MySQL...3 3.Instalando o MySQLdb...3 4.Verificando se o MySQL está instalado...4

Leia mais

LA C Laboratory for Advanced Collaboration

LA C Laboratory for Advanced Collaboration Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 1.4 Linked Data Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas LA C Laboratory for Advanced Collaboration Objetivo deste módulo 1.Apresentar

Leia mais

INTRODUÇÃO. No entanto, o que pode ser considerado um produto (resultado) da criação de BDs?

INTRODUÇÃO. No entanto, o que pode ser considerado um produto (resultado) da criação de BDs? BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br INTRODUÇÃO Um Banco

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. JDBC - Java Database Connectivity A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. JDBC - Java Database Connectivity A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 JDBC - Java Database Connectivity 2 1 JDBC conceito JDBC é uma API (Application Program Interface) para acesso a SGBD s (Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados) relacionais

Leia mais

Banco de Dados. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Banco de Dados. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Banco de Dados Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Roteiro Mapeamento de objetos para modelo relacional Estratégias de persistência Persistência JDBC Mapeando Objetos para o Modelo Relacional

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Bases de Dados 1º semestre

Bases de Dados 1º semestre DepartamentodeEngenhariaInformática 2008/2009 BasesdeDados1ºsemestre Lab1:Introduçãoaoambiente O ficheiro create bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dadosdeexemploilustradanafigura1.

Leia mais

Manipulação de Banco de Dados com Java. Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015

Manipulação de Banco de Dados com Java. Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015 Manipulação de Banco de Dados com Java Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015 Acesso a um SGBD Em sistemas mais simples o uso de arquivos pode ser usado mas para aplicações

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Energias Alternativas e Renováveis - CEAR Departamento de Eng. Elétrica DEE BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Isaac Maia Pessoa Introdução O que é um BD? Operações

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Banco de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Banco de Dados Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Banco de Dados Relacionais; SQL; MySQL; Manipulando Banco de Dados com o JDBC; Bibliografia; Prof. Leonardo Barreto Campos 2/25 Introdução

Leia mais

Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate

Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate August 7, 2013 Sumário I 1 Introdução 2 3 4 Sumário II 5 Contexto Mapeamento Objeto-Relacional (ORM) é uma técnica de programação para converter

Leia mais

Representação e Visualização de dados estatísticos: os desafios dos dados abertos ligados

Representação e Visualização de dados estatísticos: os desafios dos dados abertos ligados Representação e Visualização de dados estatísticos: os desafios dos dados abertos ligados Alan Tygel 1 1 Programa de Pós-Graduação em Informática Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Caixa Postal

Leia mais

Ferramentas de Administração. PostgreSQL

Ferramentas de Administração. PostgreSQL Ferramentas de Administração ao SGBD PostgreSQL Diego Rivera Tavares de Araújo diegoriverata@gmail.com Introdução Mas o que é PostgreSQL? Introdução as ferramentas O PostgreSQL pode ser acessado a partir

Leia mais

Análise e Concepção de Sistemas de Informação

Análise e Concepção de Sistemas de Informação Análise e Concepção de Sistemas de Informação UML Modelação de Dados Alberto Manuel Rodrigues da Silva Prof. DEI/IST/UTL Agenda Enquadramento e Problema Modelação de Dados em UML no Processo de Desenho

Leia mais

Java na Web. Aplicações Web

Java na Web. Aplicações Web Montando o ambiente com HSQLDB JSP com um conteúdo de banco de dados: JDBC Integre JSPs com servlets aplicando o Modelo-Visualização- Controle Montando o ambiente com HSQLDB Faça a transferênci da página

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2003 32 Bits. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2003 32 Bits. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096 TUTORIAL DE INSTALAÇÃO Windows Server 2003 32 Bits Índice Geral Antes de Começar 2 Instalação do MS-IIS 6 4 Instalação do MS-IIS 6 Resources Kit 6 Instalação do PHP 7 Instalação do ZEND Optimizer 8 Instalação

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD 2 1 Características dos SGBDs Natureza auto-contida de um sistema de banco de dados: metadados armazenados num catálogo ou dicionário de

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados 1) Introdução! Em algumas situações, pode ser necessário preservar os objetos

Leia mais

Manual Dashboard XD. (Versão 0.91 Beta)

Manual Dashboard XD. (Versão 0.91 Beta) Manual Dashboard XD (Versão 0.91 Beta) Conteúdo Introdução... 3 Registo e ativação... 4 Login... 5 Menu Principal... 6 Configuração de servidores... 7 Visualizar Gráficos... 8 Personalização dos gráficos

Leia mais

FER R AMENTAS DE G ER Ê NC IA DE PR OJETOS

FER R AMENTAS DE G ER Ê NC IA DE PR OJETOS FER R AMENTAS DE G ER Ê NC IA DE PR OJETOS Valéria lelli valerialelli@ lia.ufc.br O que é um projeto? Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo

Leia mais

SPARQL: Linguagem de Consulta em Ontologias. I Escola de Ontologias UFAL-USP

SPARQL: Linguagem de Consulta em Ontologias. I Escola de Ontologias UFAL-USP SPARQL: Linguagem de Consulta em Ontologias I Escola de Ontologias UFAL-USP Endhe Elias e Olavo Holanda Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais - NEES Universidade Federal de Alagoas UFAL 2 Por que

Leia mais

SuporteNativoa XML no

SuporteNativoa XML no SuporteNativoa XML no Gerenciamento de Dados e Informação Suporte Nativo a XML no Oracle Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo 2 Oracle & XML Habilita uma fonte confiável para XML Apresenta flexibilidade

Leia mais

Curso de Java. Acesso a banco de dados através do Hibernate. Todos os direitos reservados Klais

Curso de Java. Acesso a banco de dados através do Hibernate. Todos os direitos reservados Klais Curso de Java Acesso a banco de dados através do Hibernate Todos os direitos reservados Klais Motivação Java é uma linguagem orientada a objetos: Numa aplicação, o uso de objetos é um recurso importante

Leia mais

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados:

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados: Relatório do GPES Relatório referente à instalação dos programas e plugins que estarão sendo utilizados durante o desenvolvimento dos exemplos e exercícios, sendo esses demonstrados nos próximos relatórios.

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

ruirossi@ruirossi.pro.br

ruirossi@ruirossi.pro.br Persistência Com JPA & Hibernate Rui Rossi dos Santos ruirossi@ruirossi.pro.br Mediador: Rui Rossi dos Santos Slide 1 Mapeamento Objeto-Relacional Contexto: Linguagem de programação orientada a objetos

Leia mais

D2R EDITOR: HABILITANDO A PUBLICAÇÃO AUTOMÁTICA DE ANOTAÇÕES SEMÂNTICAS DE SITES DINÂMICOS

D2R EDITOR: HABILITANDO A PUBLICAÇÃO AUTOMÁTICA DE ANOTAÇÕES SEMÂNTICAS DE SITES DINÂMICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO André Guerreiro Cantarelli D2R EDITOR: HABILITANDO A PUBLICAÇÃO AUTOMÁTICA DE ANOTAÇÕES SEMÂNTICAS DE SITES DINÂMICOS

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC jdbc_response série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H. Plano de Ação

E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H. Plano de Ação E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H Plano de Ação 1 C O N T E X TO (R es ulta do s R E H U F) D es de s ua c o nc epç ã o o R E H U F tem a tua do : N a fo rm a de Fina nc ia m ento

Leia mais

MySQL. Transacções em MySQL

MySQL. Transacções em MySQL (QJHQKDULDGH6RIWZDUH MySQL 2001, 2004 (QJHQKDULD GH6RIWZDUH Departamento de Engenharia Informática Instituto Superior Técnico 1 Transacções em MySQL Criar um directório InnoDB, com os subdirectórios data

Leia mais

L A C Laboratory for Advanced Collaboration

L A C Laboratory for Advanced Collaboration Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 2.2 O Padrão RDF Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas L A C Laboratory for Advanced Collaboration Objetivo deste módulo 1.Apresentar

Leia mais

JDBC - Java Data Base Connectivity

JDBC - Java Data Base Connectivity JDBC - Java Data Base Connectivity JDBC API para Bases de Dados relacionais. Permite o desenvolvimento de aplicac~oes que interaem com BD relacionais de modo uniforme e independente dos diferentes SGBD.

Leia mais

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS O software EmiteCT-e, desenvolvido pela DF-e Tecnologia LTDA, é o produto destinado às empresas que emitem conhecimento de transporte eletrônico e processos relacionados. Operando

Leia mais

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente. Figura 1. Base de dados de exemplo

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente. Figura 1. Base de dados de exemplo Departamento de Engenharia Informática 2014/2015 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

OmniDB - Manual do Usuário

OmniDB - Manual do Usuário OmniDB - Manual do Usuário Rafael T. Castro, William Ivanski, eluis Felipe T. Castro 2016 Rafael T. Castro, William Ivanski, eluis Felipe T. Castro Conteúdo 1. Introdução............................................

Leia mais

Acesso a Bancos de Dados em Java (JDBC)

Acesso a Bancos de Dados em Java (JDBC) Acesso a Bancos de Dados em Java (JDBC) Jomi Fred Hübner Universidade Regional de Blumenau Departamento de Sistemas e Computação Roteiro Introdução Objetivo da JDBC Vantagens Visão geral do acesso a SGBDs

Leia mais

Curso de Java. Acesso a banco de dados através de JDBC. Todos os direitos reservados Klais

Curso de Java. Acesso a banco de dados através de JDBC. Todos os direitos reservados Klais Curso de Java Acesso a banco de dados através de JDBC Todos os direitos reservados Klais Java e SGBD s SQL é a linguagem padrão para acesso a banco de dados e se estabeleceu como tal no mercado. SQL no

Leia mais

Desenvolvendo com XML

Desenvolvendo com XML José Antônio da Cunha IFRN Disciplina:ADM Banco de Dados Desenvolvendo com XML Tópicos: O tipo de dados XML O suporte XQuery Os métodos Data Type XML Índices XML Usando a cláusula For XML OPENXML XML Bulk

Leia mais

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi Introdução ao PHP Prof. Késsia Marchi PHP Originalmente PHP era um assíncrono para Personal Home Page. De acordo com convenções para atribuições de nomes recursivas do GNU foi alterado para PHP Hypertext

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

SQL. Definição do Esquema da Base de Dados. Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática

SQL. Definição do Esquema da Base de Dados. Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática SQL Definição do Esquema da Base de Dados Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática SQL - Esquema da base de dados Definição das tabelas Definição das chaves primárias Definição

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Aula 1 Acesso a Banco de Dados. Prof. Josenildo Silva jcsilva@ifma.edu.br

Laboratório de Banco de Dados Aula 1 Acesso a Banco de Dados. Prof. Josenildo Silva jcsilva@ifma.edu.br Laboratório de Banco de Dados Aula 1 Acesso a Banco de Dados Prof. Josenildo Silva jcsilva@ifma.edu.br Introdução O JDBC (Java Database Connectivity) foi criado com o intuito de fornecer aos programadores

Leia mais

Triggers e mais... Instituto Militar de Engenharia IME 1o. Semestre/2005 Triggers Propósito mais amplo que restrições Restrições onde se explicita o evento Regras event-condition-action (ECA) Eventos:

Leia mais

Programação com Acesso a Banco de Dados

Programação com Acesso a Banco de Dados Campus Ipanguaçu Curso: Técnico em Informática Programação com Acesso a Banco de Dados AULA 17 ACESSO A BANCO DE DADOS COM JDBC PROF.: CLAYTON M. COSTA 2 011.2 Introdução Aplicação + Banco de Dados: Funcionalidade

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report Goiânia 2013 Esta obra está licenciada sob uma Licença

Leia mais

PHP Conference Brasil

PHP Conference Brasil CakePHP Elton Luís Minetto Agenda O que é o CakePHP Conceitos básicos Requisitos Instalação Configuração Aplicação de exemplo O que é o CakePHP Cake é um framework para PHP que usa padrões de desenvolvimento

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Aula Prática

Structured Query Language (SQL) Aula Prática Structured Query Language (SQL) Aula Prática Linguagens de SGBD Durante o desenvolvimento do sistema R, pesquisadores da IBM desenvolveram a linguagem SEQUEL, primeira linguagem de acesso para Sistemas

Leia mais

RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA

RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA Danilo de Abreu Noleto 1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais