BAHIANA MEDICINA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BAHIANA MEDICINA 2015.1"

Transcrição

1 BAHIANA MEDICINA Questão 01 Os movimentos sociais incluem os movimentos populares, sindicais e as ONG (Organizações não Governamentais), ou seja, formas de agrupamento social visando à conquista de direitos e ao atendimento de demandas de interesse coletivo. Entre os movimentos populares, os mais relevantes no país tratam questões como o acesso à terra para a lavoura, a construção de moradias, a proteção à infância e a segurança pública, nesse caso, especialmente, nas favelas e periferias. No terceiro setor, como são conhecidas as ONG, multiplicam-se os grupos voltados para a defesa dos direitos humanos, para a vigilância dos agentes políticos, para a questão ambiental e para a defesa da infância. ALMANAQUE BRASIL Política. São Paulo: Abril, p. 71. Adaptado. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema pode-se afirmar que Organizações do Terceiro Setor atuam, também, em defesa da saúde de povos indígenas que 01) são abandonados à sua própria sorte pelos órgãos públicos, o que tem resultado na drástica queda demográfica desses povos nas duas últimas décadas. 02) recusam o atendimento da medicina oferecida pelas ONG, preferindo permanecer no isolamento, valendo-se dos tratamentos de saúde recomendados pela medicina fitoterápica. 03) se tornam fragilizados em contato com populações não indígenas pelo consumo do álcool, pela contaminação de doenças e pela desorganização do sistema produtivo tradicional. 04) se deslocam dos antigos territórios em busca de atendimento nas periferias dos centros urbanos e nas proximidades de grandes propriedades rurais. 05) abandonam suas terras ancestrais e penetram nas áreas mais longínquas das grandes florestas ainda remanescentes no interior do país. Questão 02 Fazer previsões é sempre muito arriscado, mas os cientistas só podem usar os dados de que dispõem. Na verdade, a cada ano os estudos sobre a crise ecológica se acumulam, e os cenários se agravam. Se o Painel Intergovernamental sobre as Mudanças do Clima, IPCC, estiver certo, há chances de mudanças radicais, prejudiciais, abruptas e, potencialmente, irreversíveis, que deveriam ser evitadas. COHEN, Marleine.Um mundo é o bastante? Planeta, São Paulo: Três, a.40, e. 482, nov. 2012, p Adaptado. Entre as causas ou consequências dos fatos retratados, pode-se afirmar: 1) A Terra está entrando em uma nova era geológica, deixando o período Antropoceno e entrando no período Holoceno. 02) A explosão demográfica verificada na última década está promovendo a desagregação ambiental e aumentando, significativamente, as médias térmicas do planeta. 03) Os serviços ecossistêmicos estão em falência, e as mudanças geofísicas encontram-se em contínua expansão. 04) A concentração de dióxido de carbono aumentou em decorrência do uso de combustíveis fósseis e de mudanças no uso do solo. 05) A ação antrópica no Brasil superou a biocapacidade dos recursos naturais, tornando o país campeão do desmatamento. Questão 03 A extensa muralha verde que separa o mar das terras interiores, no Brasil, foi inicialmente denominada Mata Atlântica. Hoje é um nome genérico e, popularmente, é conhecido como uma grande variedade de matas tropicais úmidas que ocorrem, de forma azonal, nas regiões costeiras do Brasil. Sobre essas matas, pode-se afirmar: 01) O mecanismo da distribuição da umidade da Massa Polar Atlântica é responsável pela diversidade e pela exuberância da floresta. 02) A ausência de acidentes orográficos na zona costeira, facilita o deslocamento dos ventos alísios do nordeste carregados de umidade. 03) Aparentemente, a Floresta Atlântica é bastante diferente das matas amazônicas, porque ela não é estratificada. 04) Ecologicamente, a distribuição azonal da Mata Atlântica, com altitudes invariáveis, desfavorece a diversidade paisagística. 05) A fertilidade dos solos da Mata Atlântica é responsável pela sua perenidade. Questão 04 Ao contrário do que alguns estudiosos modernos esperavam, a aproximação das nações promovida pela tecnologia e a globalização, assim como a democratização induzida pela internet, são fatores bem menos influentes nas relações internacionais do que as disputas por territórios, dogmas ideológicos e religiosos, busca de recursos naturais, como água e petróleo e vantagens geográficas estratégicas. GOMIDE, Camilo. A velha desordem mundial. Planeta, São Paulo: Três, a.42, e.502, set. 2014, p Adaptado. Entre as causas e consequências dos fatos relatados, pode-se citar 01) a guerra entre a Ucrânia e a Rússia que, por motivação étnica, fragilizou a economia desses países. 02) a disputa pela posse dos mesmos poços de petróleo pelo Iraque, pela Síria e pelo Sudão. 03) o fundamentalismo religioso que, entre outros fatores, passou a ditar as normas no Oriente Médio. 04) a ampliação da área de influência da Rússia, na América Latina. 05) a Primavera Árabe, que saiu fortalecida no Norte da África, enquanto no Oriente Médio os regimes fundamentalistas se instalaram em todos os países. Questão 05 O Reino Unido, conhecido historicamente como Grã- Bretanha, formado geograficamente por Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales, 01) participa da União Europeia, embora mantenha a autonomia financeira, por conservar em circulação sua moeda original, a libra esterlina, sem prejuízo da circulação do euro.

2 02) teve seu raio de ação política reduzido a partir de 1989, com a independência de seus antigos protetorados Canadá, Austrália e Nova Zelândia. 03) tem sido atingido por frequentes movimentos que reivindicam a queda da monarquia e a proclamação da república. 04) mantém com a União Europeia uma relação de amizade, sem pertencer oficialmente àquele bloco europeu. 05) tem recusado o seu apoio à pressão internacional contra a República Islâmica, ISIS, cujos métodos cruéis e terroristas causam preocupações às nações ocidentais. Questão 06 A Coluna Prestes durou dois anos e três meses, percorrendo cerca de 25 mil quilômetros através de treze estados do Brasil. Jamais foi derrotada, embora tenha combatido forças muitas vezes superiores em número de homens, armamento e apoio logístico, tendo enfrentado ao todo 53 combates. Os principais comandantes do Exército nacional não só não puderam desbaratar o movimento, como sofreram pesadas perdas e sérios reveses impostos pelos rebeldes durante sua marcha. Seu périplo pelo Brasil derrotou 18 generais. Os soldados rebeldes foram desbravadores do caminho que minou os alicerces da Primeira República. as pessoas que dormiam demais passaram a ser consideradas fúteis e preguiçosas. CUMINALE, Natalia. O despertar das boas noites de sono. Veja. São Paulo: Abril, a. 47, e. 2388, n. 35, 27 ago. 2014, p Adaptado. A Revolução Industrial além de alterar as concepções de sono e lazer existentes entre as classes dominantes, como aludido no texto, atingiu também os hábitos cotidianos das classes trabalhadoras 01) por serem os horários noturnos destinados a atividades religiosas desenvolvidas pelas igrejas católicas e protestantes. 02) pela prática existente à época entre essas classes de copiar os hábitos cotidianos das classes dominantes. 03) em decorrência da proibição do acesso dessas classes à educação voltada para a prática de atividades de bemestar. 04) em razão das longas jornadas de trabalho, da precariedade das moradias e da exploração a que eram submetidas pelos patrões. 05) por serem obrigados pelo Estado a abandonarem as atividades intelectuais e se integrarem aos trabalhos manufatureiros que lhes garantiam a sobrevivência. PRESTES, Anita Leocádia. Uma epopeia brasileira. Revista de História. Rio de Janeiro, Ministério da Cultura, Governo Federal, a. 1, n. 6, dez. 2005, p Adaptado. O episódio da Coluna Prestes, embora ligado diretamente às lutas políticas da Primeira República ou República Velha, influiu na visão da sociedade brasileira sobre seu próprio povo, por ter 01) estabelecido relações de ajuda e apoio político aos grupos sobreviventes da Guerra de Canudos que tinham se refugiado em regiões do Centro-Oeste brasileiro. 02) revelado ao país, como um todo, a situação de abandono social e distanciamento cultural das populações do interior, face aos interesses oligárquicos estabelecidos nas áreas urbanas e litorâneas. 03) denunciado o extermínio de populações quilombolas refugiadas no interior da Amazônia desde a queda do ciclo da borracha. 04) demonstrado a existência de laços políticos e econômicos entre os rebeldes da Coluna e os guerrilheiros socialistas da Colômbia. 05) apoiado o movimento social e religioso do Contestado, área do sul do país que pretendia estabelecer um estado independente. Questão 07 Napoleão Bonaparte tinha o hábito de dormir pouco. Acordava no meio da noite para trabalhar. Ele afirmava: Seis horas de sono para um homem, sete para mulheres e oito para um tolo. No início da Revolução Industrial, o sono deixou de ser visto como uma atividade intelectual, e

3 BAHIANA MEDICINA BAHIANA Questão 01 LAVADO, Joaquín Salvador (QUINO). Toda Mafalda. Disponível em: <http://2bp.blogspot.com//_emh3ibfja48/tr3lli20aiaaaaaaaaaoy/k ECx7TfgHGg/s1600/ Mafalda%2BCharge%2B1.jpg>. Acesso em: 5 mar A tira de Mafalda traz, como principal eixo temático, 01) as contradições quanto aos valores humanos. 02) a busca de equidade social ao redor do mundo. 03) a procura da felicidade através do poder bélico. 04) a divergência ideológica em relação à paz mundial. 05) o mal-estar existencial dos adultos que engendram guerras. Questões de 02 a 05 A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCED) se juntou ao coro de pessoas que está reconhecendo que agora precisamos começar a medir o bem-estar, não podemos ficar medindo apenas a produção. Esse é um movimento crescente em que estão trabalhando os governos, as ONG e, até mesmo, o Fórum Econômico Mundial de Davos. Nos últimos 60 anos, estivemos correndo para cima e para baixo, construindo coisas, comprando coisas, maiores TV, melhores casas, carros maiores e, mesmo assim, não estamos mais felizes do que há 50 anos. E sob muitos aspectos parecemos mais infelizes. Passamos menos tempo com a família, com os amigos, não tiramos mais férias, perdemos de vista algumas das coisas que realmente importam, é uma crise que a sociedade ocidental está vivendo. Temos realmente que pensar para onde estamos indo e por que estamos indo para lá, e começar a medir se estamos indo na direção certa. Frequentemente, para países em desenvolvimento, não há uma conversação sobre o que significa o desenvolvimento, parece que deve se tornar semelhante aos EUA, ao Reino Unido ou à Austrália, e não deveria ser assim. Deveria se mapear um curso para o futuro que se identifique com aquele país, com aquela cultura, com o futuro que aquelas culturas almejam. Talvez isso signifique mais crescimento econômico, aumento da expectativa de vida, mas não significa sacrificar sua cultura e destruir seu meio ambiente. Nas últimas décadas, a expectativa de vida aumentou, mas, se as pessoas estão felizes, se estão sendo emitidos menos CO 2 na atmosfera e se a biodiversidade está sendo protegida, são aspectos que se precisa começar a mensurar melhor, pensando nos verdadeiros resultados. Cabe às nações fazer suas escolhas em relação ao progresso e ao bem-estar das pessoas. HALL, Jon. Se você não puder medir, você não pode administrar: pessoas, progresso, persuasão. Disponível em: <http://www.visaofuturo.org.br/se%20voce%20 Não%2Puder%Medir>. Acesso em: 24 fev Adaptado. Questão 02 O mundo é uma Aldeia Global e repensar as políticas públicas, a forma como a ação antrópica tem modificado o espaço natural, tornou-se inadiável. Nesse contexto, é correto concluir: 01) O Protocolo de Kyoto foi criado para impedir que gases do efeito estufa sejam lançados na atmosfera e quem lança esses gases paga pesadas multas. 02) O efeito estufa é um fenômeno natural, cujos gases que compõem a atmosfera retêm parte do calor recebido pelo sol. 03) O desmatamento só compromete a biodiversidade e a qualidade de vida da população nos ecossistemas onde os índices pluviométricos são baixos e a amplitude térmica é alta. 04) A ausência de instrumentos eficazes de combate ao consumismo, no Oriente, contribui para que essa região do planeta explore os recursos naturais de forma predatória e provoque menos impactos ambientais. 05) O Centro-Oeste é a região do Brasil que mais provoca impactos ambientais devido ao uso da técnica de jardinagem. Questão 03 Sobre o Fórum Econômico Mundial de Davos, pode-se afirmar: 01) Foi criado na década de 80 do século passado, visando soluções para os conflitos bélicos. 02) É financiado pelo governo da Suíça, não tendo participação do capital privado. 03) Caracteriza-se pela não divulgação dos temas debatidos. 04) Centraliza as ações no combate à crise econômica mundial, em especial, à crise da "Zona do Euro". 05) É um catalizador de ideias que focam questões essenciais de interesse global. Questão 04 A onda consumista dos últimos 60 anos relaciona-se 01) com a expansão industrial / imperialista dos últimos 150 anos que enriqueceu e beneficiou as classes dominantes dos países capitalistas em detrimento das populações dos territórios conquistados. 02) com a sociedade globalizada contemporânea que estabelece uma distribuição igualitária de bens materiais e culturais ao alcance de todos, promovendo a expansão de valores sociais subjetivos, de autoestima e de solidariedade entre os povos. 03) ao estabelecimento da concepção política neoliberal e do Estado do Bem-Estar Social que, partindo de países do leste europeu, estendeu-se por todo o mundo, facilitando o livre acesso das populações carentes aos bens e serviços das sociedades avançadas. 04) com a concepção bipolar do mundo pós II Guerra Mundial, no qual as sociedades dos países socialistas, orientadas por políticas públicas de caráter igualitário, superaram as desigualdades e ofereceram condições para a elevação do nível de renda e consumo de suas populações. 05) com realizações no plano de políticas educacionais que se aprimoram na orientação de uma cultura voltada ao consumo consciente para diferentes classes sociais e faixas etárias, independentemente das condições materiais a que estão relacionadas. Questão 05

4 A política de crescimento econômico estabelecida no Brasil durante o governo de Juscelino Kubitschek caracterizou-se por buscar 01) a concentração de projetos urbanísticos em capitais de estados litorâneos, considerando as facilidades de comunicação com o mercado internacional. 02) o progresso do país, mediante uma política de Estado que investisse na economia e planejasse o desenvolvimento, não atentando para os resultados negativos da concentração da renda e da elevação do custo de vida. 03) o apoio econômico do Fundo Monetário Internacional (FMI) que, através da Aliança para o Progresso, investiu pesadamente na indústria de base e de infra-estrutura do país. 04) a continuidade do modelo econômico da República Brasileira, da década de 40 do século XX, cujos fundamentos direcionavam o país para a valorização da exportação de produtos agrícolas e da importação de produtos industrializados. 05) o controle sistemático dos sindicatos e das organizações de trabalhadores rurais, neutralizando as pressões trabalhistas e garantindo o arrocho salarial. Questões de 06 a 07 O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) concedeu ao Instituto Visão Futuro, de São Paulo, a coordenação da implementação do Projeto FIB no Brasil e na América do Sul. O índice de Felicidade Interna Bruta (FIB) mostrou-se como um caminho viável para proporcionar o desenvolvimento sustentável no Brasil. As Nações Unidas desenvolveu o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) que tenta medir fatores sociais, como taxas de educação, longevidade e renda. Por meio do resultado obtido, determina o nível de desenvolvimento humano de cada país, estado e município. Portanto percebe-se um movimento mundial crescente em busca de novas alternativas de índice de desenvolvimento que retratam melhor o desempenho econômico no sentido de promover o bem-estar social e a sustentabilidade ambiental. LUSTOSA, Alberto Elias; MELO, Lucelena Fátima de. Felicidade Interna Bruta (FIB) Índice de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: <http:// sepin/pub/coj/conj14/ artigo05>. Acesso em: 24 fev Adaptado Questão 06 O Brasil ocupa a sétima posição entre as economias mundiais. Todavia, em relação ao IDH, ele está abaixo de alguns países da América Latina. Essa contradição tem gerado descontentamentos da população com relação aos rumos do país e, consequentemente, têm surgido movimentos na sociedade civil objetivando articular as comunidades, tornando-as menos vulneráveis às crises locais, regionais ou globais. O programa das Cidades em Transição, já em prática em alguns estados do país, tem como característica 01) a implantação de padrões de crescimento iguais aos da Austrália e dos Estados Unidos. 02) as alterações da hierarquia urbana devido à promoção da troca de recursos entre as pessoas da comunidade. 03) o envolvimento de profissionais como arquitetos, coletores de lixo e sociólogos, objetivando o descarte dos valores tradicionais das comunidades. 04) o fortalecimento das comunidades e a tentativa de implantação de um modelo de desenvolvimento sustentável. 05) a eliminação da divisão das classes sociais e das desigualdades econômicas. Questão 07 O IDH como indicador do nível de equilíbrio e bem-estar em uma determinada sociedade 01) tem nas taxas de matrículas escolares e atendimentos em postos de saúde os dados mais relevantes e seguros para sua aferição, visto ultrapassarem os dados puramente econômicos das realidades estudadas. 02) tem nos índices de longevidade, previstos para as sociedades ocidentais nos próximos 50 anos, um indicador seguro da elevação do grau de satisfação e felicidade a ser alcançado pelos componentes das faixas etárias mais avançadas. 03) deve considerar, sobretudo, os dados quantitativos, apurados em suas pesquisas, relativos a questões econômicas e materiais, visto que os componentes subjetivos alegria, felicidade, bem-estar carecem de requisitos estáveis. 04) tem no crescimento da população urbana, e sua concentração nas grandes cidades, um indicador positivo da elevação do padrão de vida e de satisfação social da maioria dessa população. 05) tem como um dos seus principais obstáculos a presença das desigualdades sociais, cujas discrepâncias ligadas ao bem-estar, à disponibilidade para o lazer e para a sustentabilidade ambiental são dificilmente avaliadas nos estudos realizados. Questão 08 A sociedade brasileira foi pautada por conflitos sociais, econômicos e históricos. Os colonizadores, quando aqui chegaram, promoveram um etnocídio vitimando indígenas e, posteriormente, com a escravidão dos negros, continuaram a exploração do país. Com a abolição da escravatura, os médicos que aqui existiam atendiam à elite dominante e a população de um modo geral ficava aos cuidados das instituições de caridade ou com a medicina popular. As epidemias se alastraram e quem chegava ao Brasil se negava a desembarcar no porto do Rio de Janeiro. Nesse contexto, ocorreu a 01) implantação de políticas antinatalistas. 02) criação de muitas escolas de medicina. 03) criação do SUS, em que a assistência médica passou a ser direito de todos. 04) introdução de práticas médicas, em que a higiene era inadequada devido ao grande número de doentes. 05) implantação de uma nova concepção da medicina que passou a compreender o fator de adoecimento, sendo o meio em que vivia o indivíduo um importante dado

5 Questão 04 BAHIANA MEDICINA ) V V F F F 03) F F F V V 05) F V V F V 02) F F V V F 04) V V F V F TEXTO: O desenvolvimento da tecnologia está intimamente relacionado à questão da saúde, o que se pode perceber com 01) o advento da Revolução Industrial, na medida em que a utilização das máquinas reduziu o tempo de trabalho, proporcionando um maior tempo de lazer para a classe trabalhadora e uma melhoria na qualidade de vida. 02) a introdução de novas tecnologias nos continentes africano e asiático, a partir da Segunda Revolução Industrial, possibilitando a integração desses continentes aos benefícios da civilização europeia, contribuindo para a superação do estágio de barbárie e de primitivismo. 03) a expansão das novas tecnologias após a Primeira Guerra Mundial, fato que reduziu o número de mortes relacionados às enfermidades viróticas, reforçando otimismo típico da Belle Époque no progresso infinito da humanidade. 04) a Terceira Revolução Industrial, visto que as novas tecnologias de comunicação encurtaram a distância entre as pessoas, contudo reforçaram o individualismo, a solidão, os processos depressivos e a dependência às novas tecnologias. 05) o surgimento da Guerra Fria, quando os esforços norte- -americanos e soviéticos para propagandear a superioridade de seus sistemas econômicos, impulsionou investi-mentos maciços na recuperação econômica do Terceiro Mundo, na redução de sua dependência externa e em investimentos na qualidade de vida da população. Questão 05 Considerando o texto e os conhecimentos sobre a atual fase da Revolução Industrial e suas consequências, marque com V as afirmativas verdadeiras e com F, as falsas. ( ) Diminuição do endividamento externo e das desigualdades sociais nos países periféricos, em função de uma considerável participação no comércio internacional. ( ) Inflexibilidade nos contratos de trabalho e fortalecimento dos sindicatos ligados ao setor secundário. ( ) Mudança na tradicional Divisão Internacional do Trabalho (DIT) e difusão do Toyotismo. ( ) Desconcentração industrial e expansão do desemprego estrutural. ( ) Redução do processo de terceirização e aumento do trabalho personalizado. A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a O referencial teórico herdado do modelo organizador da Educação Especial colocou, no passado, uma forte orientação nas tecnologias como suporte à ação médica e à reabilitação. A ação terapêutica colocava a ênfase 5 na doença e nas estratégias de minimização de problemas decorrentes da incapacidade. Encontramos um entendimento do papel inclusivo dessas tecnologias na síntese feita pelo Prof. António Nunes Barbosa Filho (NEAR/UFPE), que define a 10 Tecnologia Adaptada como aquela que é desenvolvida e orientada para buscar propiciar ao portador de deficiência plena autonomia às suas atividades quotidianas, sejam domésticas ou profissionais. A lista de discussão eletrônica da Oficina de 15 Educação Inclusiva proporcionou várias possibilidades de um novo entendimento do papel da tecnologia assistiva, remetendo-a para uma nova lógica : a da inclusão, da saúde, da possibilidade e da potencialidade. Segundo Rita Bersh, A reabilitação só tem sentido 20 se orientada à vida independente e à inclusão. Para os profissionais da saúde/reabilitação, a inclusão está exigindo uma revisão de conceitos e práticas, que parte da valorização do sujeito, que não é o paciente, e sim o ator de sua reabilitação e, além disso, parte de 25 seu potencial funcional e não de sua deficiência, explorando as potencialidades do indivíduo, de valorização de seus desejos e de suas habilidades, da saúde e da expectativa positiva. A nova nomenclatura de tecnologias assistivas 30 aposta em categorização baseada numa abordagem funcional. Descreve-se uma modalidade de recurso que parte da deficiência e não das dificuldades funcionais dela advindas. Algumas modalidades de tecnologias assistivas poderão ser, entre outras, os recursos de 35 comunicação suplementar e alternativa; de acessibilidade ao computador; de mobilidade; para adequação postural; para acessibilidade e para adaptação de veículos; órteses e próteses. PINTO, Pedro. Tecnologia assistiva no Brasil. Disponível em: <http://www.cnotinfor.pt/inclusiva/pdf/tecnologias_assistivas_br_pt.pdf> Acesso em: 19 set Adaptado Questão 06 A leitura do texto permite afirmar que a humanidade 01) dispõe de novas tecnologias de apoio, o que, de um lado, facilita a vida de uns e, de outro, inviabiliza qualquer tipo de atitude discriminatória dos demais. 02) tem a seu alcance os resultados de uma nova revolução tecnocientífica, que está voltada unicamente para o bem comum universal. 03) vive, hoje em dia, uma era marcada pela busca de inclusão, de igualdade de oportunidades e de uma melhor qualidade de vida. 04) demonstra, na atualidade, total aceitação dos usuários da tecnologia adaptada, em quaisquer situações em que eles se encontrem. 05) conta com uma aparelhagem altamente sofisticada e

6 capaz de solucionar todos os seus problemas. Questão 07 A lista de discussão eletrônica da Oficina de Educação Inclusiva proporcionou várias possibilidades de um novo entendimento do papel da tecnologia assistiva, remetendo-a para 'uma nova lógica : a da inclusão, da saúde, da possibilidade e da potencialidade." ( ) No período em destaque, 01) as expressões de discussão eletrônica e de Educação Inclusiva exercem diferentes funções sintáticas. 02) o vocábulo várias é um qualificador de possibilidades e exprime indefinição. 03) o termo de um novo entendimento do papel da tecnologia assistiva completa o sentido de proporcionou. 04) a partícula a, em remetendo-a e em a da inclusão, retoma o termo tecnologia assistiva, embora exerça diferentes funções sintáticas nos contextos citados. 05) as locuções da inclusão, da saúde, da possibilidade e da potencialidade. Se referem à nova lógica e possuem valor adjetivo

7 Questões de 26 a 45 Questão 26 UNEB 2014 Lembranças de Makoko, uma das mais famigeradas comunidades de posseiros em Lagos, na Nigéria metrópole presa entre a modernidade e a miséria. Com centenas de modos de transferência assíncronos (ATM, na sigla em inglês), recordes de centros de internet e milhões de telefones celulares, essa cidade agitada e congestionada com 8 milhões a 17 milhões de habitantes (dependendo de onde se traça a linha de contorno ou de quem faz a contagem) está conectada à grade global. Centro internacional de negócios empresariais e capital comercial do país mais populoso da África, Lagos atrai perto de 600 mil novos visitantes todos os anos. Mas a maioria dos bairros, mesmo alguns dos melhores, não dispõe de água encanada, saneamento básico e eletricidade. Makoko parte sobre terra firme, parte flutuando sobre lagoas é uma das comunidades mais carentes da megalópole. Bairros como esse existem no mundo todo. [...] Quando os governos negam a essas comunidades o direito de existir, as pessoas demoram mais para melhorar suas casas. Quando as autoridades do Rio de Janeiro decretaram guerra às favelas nos anos 60, por exemplo, as pessoas temiam ser expulsas de suas casas, ou que estas fossem incendiadas e por isso não tinham pressa em melhorá-las. A maioria das favelas permaneceu primitiva pouco diferentes das cabanas de barro e dos barracos de madeira de Mumbai e Nairóbi. Mas quando os políticos perceberam a reação e passaram a se comprometer com as comunidades, elas começaram a proliferar sem controle. Questão 26 (NEUWIRTH, p ). Considerando-se as informações contidas no texto e os conhecimentos sobre a organização do espaço mundial, é correto afirmar: 01) As regiões onde a urbanização ainda é incipiente se restringem ao Sudeste Asiático. 02) A economia subterrânea, nas favelas, movimenta grandes capitais sem a interferência do Estado. 03) A proliferação das favelas nos hemisférios Norte e Sul saiu do controle dos órgãos governamentais, porque a explosão demográfica impede ações que sejam capazes de inibir a ocupação desordenada do solo. 04) A formação de mutirões possibilitou aos favelados a urbanização de espaços onde os centros comerciais e o comércio informal compartilham os lucros. 05) A informalidade do submundo econômico, nas favelas, é responsável pelo tráfico de drogas, pela violência e por demais mazelas das grandes cidades, ameaçando, assim, o desenvolvimento global. Questão 27 As cidades, na história, tiveram seu desenvolvimento relacionado a diversos fatores socioeconômicos e geopolíticos, a exemplo das cidades 01) independentes, com governo próprio, surgidas na Mesopotâmia, cuja base escravocrata da produção possibilitou a constituição de impérios de longa duração. 02) gregas da Antiguidade Clássica, cuja unidade cultural foi determinante para o estabelecimento da centralização política e da democracia, regime que unificava politicamente a sociedade. 03) medievais, nas quais as feiras se tornaram o centro político e econômico local, enfraquecendo o poder dos senhores feudais e da Igreja Católica e determinando a fragmentação política feudal. 04) africanas, onde se verificou uma expansão urbana durante a dominação sarracena no norte do continente, resultante, entre outros, das atividades de extração de sal e de ouro. 05) pré-colombianas, onde a ausência de um poder centralizado e da acumulação de riquezas contribuiu para a sua rápida dominação pelos conquistadores espanhóis. Questão 28 A África é um continente marcado pelos contrastes e teve sua história intimamente relacionada ao desenvolvimento econômico da Europa, durante 01) a utilização, pelo europeu, do modelo de escravidão africano e de sua modalidade de tráfico, na implantação do sistema colonial americano. 02) a penetração do elemento europeu no interior do continente a partir da expansão imperialista do século XIX, interessada na ampliação dos mercados e na aplicação do excedente de capital industrial. 03) a Segunda Guerra Mundial, contribuindo para o desenvolvimento autônomo das sociedades africanas, em função de os conflitos armados terem sido restritos ao continente europeu. 04) a Guerra Fria, quando se estabeleceu uma política desinteressada dos europeus e dos norte-americanos em relação a esse continente, devido ao fato de estarem focados nas suas divergências com a União Soviética. 05) o processo de descolonização, que estabeleceu por princípio o pan-africanismo, conquistada pela Unidade Africana, por meio de negociações pacíficas e de retorno de vantagens econômicas com a Inglaterra e a França. Questão 29 A origem das favelas está relacionada à pobreza e à desigualdade social, contudo, no caso específico do Rio de Janeiro, as favelas surgiram em função da 01) transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro, consequência do desenvolvimento da economia cafeeira, o que provocou uma grande inflação e o empobrecimento da população em geral. 02) transmigração da Corte portuguesa para o Brasil, que expulsou a elite brasileira de suas propriedades urbanas, forçando a abrigar a nobreza portuguesa, e que desalojou centenas de cariocas de todos os níveis sociais para acomodar as necessidades físicas do novo governo.

8 03) Era Mauá, cujo desenvolvimento industrial atraiu a mão de obra de operários oriundos do campo, que, devido às péssimas condições salariais, se concentraram nas áreas mais miseráveis da cidade. 04) reforma urbana no centro do Rio de Janeiro, durante a Primeira República, que, inspirada no modelo urbanístico europeu, derrubou casarões coloniais, moradia da população de baixa renda, que passou a buscar abrigo nos morros cariocas. 05) política repressiva do regime ditatorial militar, nos anos 60 do século passado, que atuou incisivamente contra a população carente e dos bairros proletários, buscando conter as manifestações e os focos de resistência ao governo. Questão 30 Questão 31 Em relação ao processo de industrialização, mundial e no Brasil, é correto afirmar: 01) A descentralização das indústrias, nas últimas décadas, possibilitou uma significativa redução do desemprego estrutural, tanto nos países periféricos quanto nos centrais. 02) As indústrias germinativas se caracterizam por serem tradicionais e oriundas da Primeira Revolução Industrial. 03) Nos países centrais, as indústrias germinativas são tradicionais e estão concentradas nas metrópoles. 04) As indústrias de bens de capital são responsáveis por equipar outras indústrias, como a agricultura e os serviços de infraestrutura. 05) As indústrias de bens intermediários tendem a se localizar próximas aos centros consumidores, porém, no Brasil, elas são as mais dispersas. Questões de 32 a 36 Com base na análise da charge e nos conhecimentos sobre a organização do espaço mundial e brasileiro e a questão da cidadania, marque V nas afirmativas verdadeiras e F, nas falsas. ( ) O sistema econômico se manteve intacto, interferindo, desde o período colonial, na construção da cidadania e, consequentemente, a única solução para mudar esse quadro seria a adoção de um novo sistema econômico. ( ) A cidadania objetiva, entre outros, a priorização do homem na sociedade, enquanto o sistema econômico empurra o homem para a sua periferia. ( ) O sistema econômico adotado no país impede a participação estatal no processo produtivo, razão pela qual ocorre a excludência. ( ) As interferências do sistema econômico nos direitos do cidadão só ocorrem nas regiões periféricas do país, pois nas regiões centrais o positivo processo produtivo inibe as desigualdades sociais. ( ) O capitalismo contemporâneo promove a exclusão e a desigualdade, retardando o processo de consolidação da cidadania plena. A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a 01) F V F F V 02) F V V F V 03) V F V F F 04) F F V V V 05) V F F V F I. Antes que o país se abrisse, no fim dos anos 70 [século XX], o sistema de ciência e tecnologia da China empregava um modelo soviético: instituições especializadas conduziam a pesquisa e as universidades, com foco mais restrito, se encarregavam da educação e do treinamento. Esse modelo fracassou porque a pesquisa era separada do ensino, o trabalho interdisciplinar era impossível, os recursos eram escassos e os rígidos controles políticos e a ideologia dominavam. A revolução cultural de 1966 a 1976 fechou todo o ensino superior por uma década e destruiu muito do que havia sido construído anteriormente. Nos anos 90, a China expandiu e reestruturou o ensino superior de forma a atender suas ambições econômicas. (ALTBACH; WANG p ). II. Quem acha que o Brasil de hoje é um país pobre e é mesmo pode ter uma certeza com teor de verdade 100%: o Brasil de quarenta anos atrás era várias vezes pior. Por pior que fosse, porém, era melhor que a China no quesito pobreza. Questão 32 (SILÊNCIO..., p. 148). Sobre as semelhanças e diferenças entre o Brasil e a China, ontem e hoje, é correto afirmar que 01) ambos tiveram uma colonização de povoamento, o que explica seu subdesenvolvimento. 02) são países populosos, povoados, com a mesma estrutura etária e o mesmo crescimento demográfico. 03) e verifica a ausência de áreas anecúmenas, nos dois países. 04) a China, em relação ao espaço rural, na última década, implantou a maior distribuição de renda da Ásia, enquanto, no Brasil, houve uma concentração do agronegócio. 05) a China, na esfera política, possui um partido único enquanto o Brasil adota o pluripartidarismo.

9 Questão 33 O modelo soviético, adotado pela China, foi uma decorrência da adoção das ideias socialistas que 01) surgiram a partir do movimento iluminista, através de Jean-Jacques Rousseau, defensor da concepção de que o homem nasce bom e que é o capitalismo e a existência da propriedade privada que o corrompem. 02) se consolidaram na fase jacobina da Revolução Francesa, quando o líder político Robespierre aboliu a propriedade privada e estabeleceu a igualdade salarial e a ditadura do proletariado. 03) levaram o partido bolchevique a derrubar o governo menchevique, na URSS, e a impor a ditadura do Partido Comunista, que, através da expulsão de Leon Trotsky, consolidou o poder nas mãos de Josef Stálin. 04) foram adotadas no Leste Europeu, após a Primeira Guerra Mundial, como consequência do Pacto Nazi- -Soviético de Não Agressão, através do qual a URSS se expandiu na Europa Oriental, em troca da sua não interferência no processo de expansão territorial da Alemanha nazista. 05) foram substituídas pelo regime democrático, após a Primavera de Pequim quando, em decorrência da expansão da política neoliberal, a China se abriu para o capital estrangeiro e privatizou os meios de produção. Questão 34 As mudanças ocorridas na China se inserem em um contexto mais amplo de transformações ocorridas nas relações geopolíticas internacionais, a partir da segunda metade do século XX, a exemplo 01) do processo de descolonização afro-asiática, apoiado militarmente pelos Estados Unidos, que resultou o rompimento estadunidense com a Europa e a formação do bloco dos não alinhados, liderados pela França e pela Inglaterra. 02) da política de neutralidade chinesa, no processo da Segunda Guerra Mundial, visto que esse conflito ficou confinado à disputa entre os regimes capitalistas ocidentais e o modelo autoritário socialista soviético. 03) da deflagração da Revolução Cultural Chinesa, que democratizou o Partido Comunista chinês, abrindo caminho para a abertura econômica e a atração do capital estrangeiro, proporcionando o rápido crescimento econômico. 04) da Coexistência Pacífica, implantada pela Guerra Fria, que provocou o rompimento da China com a União Soviética e no apoio da China aos guerrilheiros talibãs contrários à invasão militar soviética no Afeganistão. 05) da crise do socialismo real, na União Soviética, para qual contribuíram a Perestroika reestruturação econômica, e a Glasnost transparência política. Questão 35 A história do Brasil sempre esteve vinculada aos desdobramentos do desenvolvimento econômico e à conjuntura política mundial. Dessa forma, pode-se afirmar que a influência dos ideais socialistas no país se fez sentir 01) na Guerrilha do Araguaia, quando os militantes do Partido Comunista do Brasil, inspirados na Revolução Chinesa, buscaram optar pela luta armada de base camponesa, para a derrubada do regime ditatorial militar. 02) nas ações terroristas contra o governo João Figueiredo, como o ataque ao Riocentro, em 1981, que minou as bases do governo autoritário e provocou a imediata adoção de eleições diretas para o Executivo e a redemocratização do país. 03) nas medidas adotadas pelo Plano Cruzado, no governo José Sarney, que adotou medidas de estatização da economia, como o congelamento dos preços e salários, conseguindo conter a inflação e permitindo uma equitativa distribuição de renda. 04) no governo Collor que, inspirado no modelo econômico chinês, mesclou medidas de caráter socialista, como o confisco da poupança, com medidas de caráter capitalista, como a privatização das empresas estatais. 05) no pragmatismo da política externa do governo de Luíz Inácio Lula da Silva, que, como os chineses, defendia a dissolução do Conselho de Segurança da ONU, instrumento defensor dos interesses dos Estados Unidos. Questão 36 Em relação às críticas à propriedade privada, ao capitalismo e aos direitos sociais, pode-se afirmar que, no Brasil, ao longo de sua história, 01) o fim da propriedade particular e a adoção de uma sociedade igualitária formaram a base das ideias defendidas pela Revolução Farroupilha. 02) encontraram respaldo nos primeiros movimentos operários, quando os trabalhadores nacionais criticavam a política de consenso defendida pelos operários imigrantes italianos e pelo governo. 03) os governos populistas buscaram conceder direitos sociais associados a mecanismos de controle e manipulação, temerosos de uma radicalização política operária. 04) a popularidade do presidente Juscelino Kubistchek ocorreu em consequência do acatamento das reivindicações da classe operária de romper com o capital estrangeiro, suspendendo o pagamento da dívida externa. 05) o Comício da Central do Brasil consolidou a opção socialista do governo João Goulart e sua aliança incondicional à União Soviética, contribuindo para o golpe militar de 1964.

10 Questão 37 Sobre os diversos planos econômicos implantados no Brasil, é correto afirmar que o 01) plano de Metas conseguiu eliminar as desigualdades regionais e promover a industrialização das regiões periféricas. 02) milagre econômico ocorreu na década de 80 do século passado e provocou uma grande mobilidade social. 03) Plano Collor fracassou porque se limitou a conter a inflação e a incentivar as indústrias de bens de consumo não duráveis. 04) Plano Verão criou uma nova moeda, o cruzeiro, tendo sido registrado, no período de sua implantação, o menor pico de inflação do país em toda sua história. 05) sucesso do Plano Real esteve relacionado, entre outros fatores, à criação de um indexador transitório da URV. Questão 38 A ligação entre a participação política da sociedade brasileira à determinada conjuntura econômica pode ser observada 01) na restrição da participação política, na época colonial, apenas aos homens bons, elementos portugueses desvinculados da produção agrícola escravocrata e considerados a elite intelectual e política da colônia. 02) na adoção do voto censitário, durante o Primeiro Reinado, que provocou um grande desgaste na imagem do Imperador entre a aristocracia rural nordestina, excluída do processo político, em função da crise da economia açucareira. 03) no Segundo Império, na medida em que o governo passou a incentivar o processo industrial, fazendo surgir uma massa operária, que pressionou o governo para a ampliação da sua participação política. 04) na criação de empresas estatais, na Primeira República, com o objetivo de modernização da produção cafeeira do Oeste Paulista, o que levou os jovens tenentes do Exército a criar a Coluna Prestes, como forma de pressão para a implantação de um modelo socialista no país. 05) na reação dos setores conservadores ligados ao capital estrangeiro contra a política nacionalista e social estabelecida a partir da proposta das Reformas de Base, do governo João Goulart, que provocou o apoio de diversos setores civis ao golpe militar de Questão 39 Os dados relativos a essa atividade [petrolífera] no Brasil apontam que ainda faltam ser explorados 90% das áreas com chance de descoberta do petróleo e gás natural. Até o fim desta década, a participação desse segmento no PIB nacional deve dobrar e chegar aos 20%. De fato, depois de quase seis décadas do início das atividades de exploração de gás e petróleo no Brasil, apenas 75% dos 7,5 milhões de km² de bacias sedimentares já foram pesquisados e, dessa área, só 4% estão submetidos à exploração. (GÁS E..., p. 15). A criação da Petrobras se insere no contexto da relação entre o Estado e economia, cuja discussão se baseava no governo 01) Getúlio Vargas, na ideia de que o Estado deveria atuar como principal elemento promotor do processo industrial, controlando os setores estratégicos da economia, como o petróleo e o gás natural. 02) Jânio Quadros, no princípio de que a iniciativa privada era incapaz de promover o desenvolvimento industrial, o que resultou na implantação de uma política externa independente, que atraísse investimentos de países socialistas na extração de riquezas minerais. 03) Médici, na defesa de uma política ultranacionalista, de rompimento com o capital estrangeiro, do controle estatal sobre as áreas fundamentais para o processo de modernização das forças armadas e de rompimento com a dependência externa. 04) Fernando Henrique Cardoso, na inserção do Brasil em um mercado globalizado, salvaguardando, contudo, o controle da infraestrutura e das indústrias de base sob o monopólio estatal. 05) Luíz Inácio Lula da Silva, na privatização da exploração do petróleo, buscando a rápida elevação dos royalties, a fim de gerar recursos para os investimentos na área de infraestrutura, como portos e estradas. Questão 40 Bilhões de pessoas devem a vida a uma única descoberta, feita há um século. Em 1909, o químico alemão Franz Haber, da Universidade de Karlsruhe, mostrou como transformar o gás nitrogênio abundante, e não reagente, na atmosfera, porém inacessível para a maioria dos organismos em amônia, o ingrediente ativo em adubos sintéticos. Vinte anos depois, quando outro cientista alemão, Carl Bosch, desenvolveu um meio para aplicar a ideia de Haber em escala industrial, a capacidade mundial de produzir alimentos disparou. Nas décadas seguintes, novas fábricas converteram tonelada após tonelada de amônia em fertilizante e hoje se considera a solução Haber-Bosch uma das maiores dádivas da história da saúde pública. (TOWNSEND; HOWARTH, p. 44). Com base na análise do texto e nos conhecimentos sobre o uso de fertilizantes na agricultura e suas implicações, marque V nas afirmativas verdadeiras e F, nas falsas. ( ) Um dos pilares da Revolução Verde é a utilização dos adubos químicos. ( ) O aumento da produtividade agrícola eliminou a fome endêmica na África e no Sudeste Asiático. ( ) O uso excessivo do nitrogênio tem contribuído para o aparecimento de zonas mortas, antes confinadas à América do Norte e à Europa, em outras regiões do Planeta. ( ) A utilização do nitrogênio em larga escala é aconselhável porque, quando as águas pluviais, carregadas de fertilizantes, chegam aos oceanos, ocorre o florescimento de plantas microscópicas, consumidoras de pouco oxigênio. ( ) O aumento da biodiversidade é uma das consequências do uso do nitrogênio, principalmente nos ecossistenas costeiros.

11 A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a 01) F V F V V 02) F V V F V 03) V F V F F 04) F F V F V 05) V F F V F Questão 41 O século XX passou para a História como um dos mais importantes no processo de desenvolvimento dos meios de comunicação e de informação. A revolução ocorrida foi extraordinária, sem precedentes, e mudou radicalmente o estilo de vida das pessoas. Em relação aos efeitos desse fenômeno, marque V nas afirmativas verdadeiras e F, nas falsas. ( ) O exercício da liberdade, as ações sociais e as atividades comerciais se modificaram de forma homogênea nos continentes. ( ) O sistema de comunicação se tornou um valioso instrumento político. ( ) O Estado, que, inicialmente, via a internet como um templo para amadores, passou a considerá-la um serviço de utilidade pública. ( ) A importância e a diversificação dos meios de comunicação impuseram uma única legislação, dirigida aos crimes virtuais, para todos os países. ( ) A banalização da violência, na sociedade atual, se constitui uma das consequências do mundo de fantasia criado pela televisão. A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a 01) F V F V V 02) F V V F V 03) V F V F F 04) F F V F V 05) V F F V F Questões de 42 e 43 Desde o início de 2011, revoluções jovens, modernas e seculares depuseram os ditadores da Tunísia e do Egito, causando uma onda de revoltas que avançou além de suas fronteiras. Esses movimentos de protesto ganharam o nome de Primavera Árabe. [...] No entanto, a Primavera Árabe, que, num primeiro momento, encheu de esperança a população árabe, tomou rumos complexos, com os choques de interesses entre grupos políticos e forças econômicas e militares. A repressão aos protestos provocou levantes armados de grupos com apoio estrangeiro, intervenções militares externas e multiplicou áreas de conflitos. (A PRIMAVERA..., p. 72). Questão 42 Os conflitos e tensões no mundo árabe tornaram-se motivo de grande preocupação mundial, neste início do século XXI, porém não são os únicos na história das sociedades. Em relação aos conflitos internacionais, pode-se afirmar: 01) O Império Napoleônico, ao tentar impedir o estabelecimento de regimes liberais e a abolição do Antigo Regime, na Europa, o que iria ameaçar a supremacia industrial francesa no continente europeu, deflagrou um conflito de dimensões continentais. 02) A corrida imperialista do século XIX, tendo como foco principal a África, relegou o Oriente Médio ao segundo plano, o que permitiu que essa região se desenvolvesse de forma autônoma e independente em relação aos interesses capitalistas europeus. 03) A disputa pelas áreas produtoras de petróleo, no Oriente Médio, opôs os interesses alemães e ingleses, no contexto da Primeira Guerra Mundial, fato agravado pela construção da Estrada de Ferro Berlim Bagdá. 04) A imposição de regimes democráticos no Oriente Médio e no norte da África, pelos Estados Unidos, durante a Guerra Fria, funcionou como um mecanismo de contenção à imposição de regimes autoritários apoiados pela União Soviética. 05) Os grupos terroristas Al Qaeda e Hamas, interessados na instabilidade política do Oriente Médio, têm fornecido armas e munições aos movimentos rebeldes, enquanto Israel, temeroso da instalação de regimes fundamentalistas islâmicos na região, apoia os governos autoritários sírio e iraniano. Questão 43 Sobre a Síria, marque V nas afirmativas verdadeiras e F, nas falsas. ( ) O clima do litoral sírio é do tipo subtropical, o que explica as elevadas densidades demográficas da porção ocidental do país. ( ) A Síria faz fronteira com a Turquia e o Iraque, na sua porção meridional. ( ) O apoio que o governo sírio presta ao grupo islâmico Hezbollah é um dos motivos da ocupação das Colinas de Golã, antigo território sírio, pelos israelenses. ( ) A economia síria é baseada nas atividades secundárias, com destaque para a indústria bélica e de precisão. ( ) A atual guerra civil na Síria abalou décadas de convivência pacífica entre os diversos grupos étnicos que habitam o país. A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a 01) F V F F V 02) F V F V V 03) V F V V F 04) F F V F V 05) V F V F F

12 Questão 44 A existência dos oceanos e dos mares é uma característica notável do planeta Terra. A abundância de água em zonas pouco profundas da crosta terrestre e sua dinâmica influenciam tanto em nível biológico quanto em nível mineral. Com base na afirmação e nos conhecimentos sobre os oceanos, pode-se afirmar: 01) O talude continental apresenta os maiores desníveis conhecidos da Terra. 02) O relevo submarino é menos acidentado que o continental, e a suavidade de seu contorno se deve à ausência de erosão nas camadas mais profundas, onde predomina o trabalho de acumulação. 03) A Dorsal Atlântica é uma cadeia de montanhas que se estende de leste para oeste, tem a forma de um quadrado e é uma formação geológica. 04) O talude possui a maior biodiversidade de vida marinha e a maior concentração de minerais. 05) A atividade vulcânica marinha é pouco expressiva, o que justifica a ausência de movimentos tectônicos em médias profundidades Questão 45 Sobre os aspectos geográficos do Estado da Bahia, é correto afirmar: 01) A Bahia se localiza na porção ocidental do Nordeste e limita-se a oeste com quatro estados situados em regiões distintas. 02) O estado é constituído por unidades morfológicas cujas formas de relevo são resultantes da interação dos diversos climas, hidrografia e outros fatores. 03) O litoral baiano é o mais extenso, o mais acidentado e o que apresenta a maior salinidade nas águas. 04) A bacia sedimentar do Recôncavo-Tucano limita-se a oeste com a falha de Salvador, cujo relevo é resultante de sedimentação fluviomarinha. 05) A Chapada Diamantina é uma superfície soerguida dobrada, falhada, constituída por rochas magmáticas, formada no período Cenozoico.

13 Questões de 26 a 45 Questão 26 UNEB 2013 A comunidade científica explica a origem da Terra através de um modelo baseado na ideia de origem por agregação. Sobre o planeta Terra, pode-se afirmar: 01) O material que forma o manto se move segundo as células de convecção. 02) O manto e o núcleo, no limite entre a crosta, possuem pequenas camadas denominadas de continuidade, devido à sua composição homogênea. 03) O espaço interior da Terra é o mais conhecido, porque a propagação de ondas sísmicas enviam para a superfície informações bastante precisas. 04) O assoalho oceânico e a Dorsal Meso-Atlântica encontram-se em constante regressão, devido à ação das correntes marítimas e à formação geológica antiga. 05) A Placa Americana é empurrada para o leste, devido ao estreitamento da bacia oceânica que, ao pressionar a Placa do Pacífico, dá origem às falhas geológicas. Questões de 27 a 29 I. Questão 27 O acesso à água tende a se tornar cada vez mais complicado nas próximas décadas, a medida que a população humana cresça, fique mais urbana e afluente. Além disso, outras variáveis, como a mudança climática, devem interferir com mais frequência na questão, aumentando o risco de escassez desse bem comum. (O DESAFIO..., 2012, p. 69). II. À medida que cresce a demanda por água, reservas planetárias se tornam imprevisíveis. As tecnologias disponíveis poderiam evitar uma crise global, mas precisam ser implantadas logo. (ROGERS, 2012, p. 54). A questão hídrica, muitas vezes, foi um dos fatores envolvidos no desenvolvimento das sociedades e nos conflitos ocorridos no decorrer da história humana, como se pode inferir 01) do surgimento das sociedades mesopotâmicas, cuja necessidade de controle sobre as cheias do rio Tigre e Eufrates contribuiu para o isolamento geográfico e cultural da região, para a estabilidade política e para a longevidade do império babilônico. 02) do desenvolvimento da sociedade egípcia antiga, cuja necessidade de construção de canais de drenagem e irrigação possibilitou um maior prestígio da camada camponesa e uma mobilidade social que permitia a sua ascensão a cargos de destaque, como o de escriba. 03) do Império Romano, que, graças ao seu controle sobre a região do rio Reno, alcançou um volume de produção agrícola que levou à autossuficiência na produção de alimentos e à rápida transição do trabalho escravo para o colonato, sem gerar conflitos sociais. 04) do controle dos estreitos de Bósforo e de Dardanelos pelos turcos otomanos, na Idade Média, que forçou as cidades italianas de Veneza e Gênova a buscarem uma nova rota de especiarias pelo oceano Atlântico, evitando o Mar Mediterrâneo, controlado pelos primeiros. 05) da ocupação da Península de Golã, por Israel, após sua formação como país independente, acirrando as tensões com a Jordânia, a Síria e o Líbano, em função da disputa pelo controle do manancial de água proveniente do rio Jordão, em uma região que, historicamente, sofre com escassez de água. Questão 28 A análise do texto e da ilustração e os conhecimentos sobre a questão da água no planeta permitem afirmar: 01) A causa principal da ameaça aos recursos globais de água é a mudança climática, que ocorreu rapidamente no século passado. 02) A explosão demográfica registrada nas últimas décadas e o processo de metropolização constituem fatos agravantes na gestão, consumo e escassez de água. 03) A escassez de água é determinada pela geografia e pela localização geográfica de um lugar, fatos que explicam o fato de esse fenômeno só ocorrer, no Brasil, no Maranhão, no Piauí, no Ceará e em Sergipe. 04) Uma das soluções para evitar a escassez de água está relacionada ao uso dos mananciais. 05) Os países que estão sujeitos à escassez de água estão localizados no hemisfério das terras imersas e são os que mais contribuem para o aquecimento global. Questão 29 Sobre a hidrografia da Bahia, é correto afirmar: 01) O Estado da Bahia, em função da geologia, está dividido em quatro compartimentos, que abrigam grandes bacias hidrográficas, no sentido norte-sul. 02) Os rios que formam as grandes bacias hidrográficas baianas são autóctones, seus leitos são profundos e sua drenagem é arreica. 03) A bacia do São Francisco, rio genuinamente nordestino, é a única que drena todos os municípios do oeste baiano. 04) Os rios de Contas, Paraguaçu e Itapicuru nascem na Chapada Diamantina, têm seus cursos em direção oeste e são os mais poluídos do Estado. 05) O rio Cobre, entre os rios que cortam Salvador, é o que tem mais vida, embora esteja ameaçado pela devastação da mata ciliar e pelos esgotos lançados por invasões, ao longo do seu curso.

14 Questão 30 Para, contempla, observa: não são miragens de um mundo perdido no tempo ou no sonho, em que a vida brincasse de fazer coisas imensas e pequenas coisas misteriosas. Não é uma terra fora da Terra e do presente, visão, alegoria, fábula. É o aqui e o agora de um Brasil que é teu e desconheces. São árvores, os bichos, as águas, os crepúsculos do Pantanal mato-grossense. Todo um mundo natural que pede para ser compreendido, amado, respeitado. Olha bem, olha mais. Cada imagem é uma história e cada história um aviso, um anúncio, uma anunciação... (ANDRADE, 2001, p. 157). A partir da análise do poema e dos conhecimentos sobre a Região Centro-Oeste brasileira, é correto afirmar: 01) O Pantanal tem sua origem relacionada ao assoreamento dos rios da região. 02) A vegetação é composta, principalmente, por dois estratos, que formam um mosaico constituido por campos limpos e por campos sujos. 03) A caatinga e os solos aluviais predominam ao longo dos cursos fluviais. 04) O ecossistema do Pantanal é peculiar, semelhante ao das florestas úmidas tropicais, com fauna e flora ainda preservadas da ação antrópica. 05) Os solos são aluviais, profundos, com horizontes pouco definidos, baixa acidez e elevada fertilidade natural. Questões 31 e 32 Um bilhão de pessoas são vítimas da fome. A produção da agricultura mundial é suficiente para alimentá-las, mas os produtos não são distribuídos adequadamente. Mesmo que fossem, muitos não teriam condições de comprar, e os preços não parariam de subir. [...] O sistema de alimentos do mundo enfrenta [...] desafios poderosos e interligados. Precisa garantir que os 7 bilhões de pessoas que vivem hoje estejam adequadamente alimentadas; é necessário duplicar a produção de alimentos nos próximos 40 anos; e essas duas metas devem ser perseguidas ao mesmo tempo e em condições ambientalmente sustentáveis. (FOLEY, 2012, p. 32). Questão 31 As crises de fome, em determinados momentos históricos, provocaram processos sociais que, em alguns casos, trouxeram modificações significativas na organização das sociedades. Entre essas modificações, pode-se apontar as resultantes 01) da escassez de alimentos para dar de comer aos peregrinos à cidade de Meca, em função da vocação comercial da tribo dos coraixitas que controlava a Caaba, o que provocou a revolta liderada por Maomé e a instalação de um império teocrático agrícola e autossuficiente. 02) da revolta dos servos medievais, que, apoiando a Reforma Protestante liderada por Lutero, contribuíram para a unificação política alemã e para o fortalecimento do absolutismo real, fundamental para o processo de colonização além-mar. 03) da crise de fome, ocorrida na Baixa Idade Média, na Europa Ocidental, que, associada às revoltas camponesas, às guerras feudais e à peste negra, contribuiu para a decadência do sistema feudal e a transição para o modo de produção capitalista. 04) do renascimento do comércio e das cidades, a partir do século XI, quando a crise agrícola forçou a organização das Cruzadas, cujo objetivo maior era a importação de alimentos produzidos no Oriente, contribuindo para a alta lucratividade da burguesia, cujo capital passou a ser reinvestido na indústria. 05) da introdução de novos cultivos na América, nas primeiras décadas da colonização, como a cana-de-açúcar e o café, que contribuiu para o crescimento da produtividade agrícola nas sociedades ameríndias e a diminuição das crises de fome crônica nessas sociedades. Questão 32 Entre as soluções para a questão da produção de alimentos e da alimentação mundial, encontra-se 01) mudar a política agrícola dos países subdesenvolvidos, ainda voltada para a exportação. 02) aumentar o uso de fertilizantes e de defensivos agrícolas. 03) expandir a atividade agrícola para as savanas e os cerrados. 04) proibir o cultivo de vegetais destinados à produção de biocombustíveis. 05) incentivar o consumo de carne bovina per capita e diminuir o consumo de grãos. Questões de 33 a 35

15 Questão 33 Em 2010, quase 85% da população brasileira morava na zona urbana. Os problemas que essa população enfrenta, em geral, são abundantes, em parte devido ao modo como se deu a urbanização no país. Enquanto a população urbana passou a ser majoritária no mundo apenas a partir de 2008, os brasileiros que moram em cidades são maioria desde 1965, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (BOMFIM, 2012, p. 114). A análise da charge e do texto e os conhecimentos sobre cidades e urbanização permitem afirmar: 01) O avanço de urbanização é irreversível e está relacionado a fatores estruturais, conjunturais e à organização do espaço. 02) O processo de metropolização, inerente a todas as metrópoles mundiais, caracteriza-se, sobretudo, por uma distribuição irregular da população, por uma urbanização completa, lenta, e pela ocupação vertical e homogênea do solo. 03) O colapso dos serviços públicos, na maioria das grandes cidades brasileiras tem sua origem relacionada ao aumento do índice pluviométrico registrado na década atual, em função da compactação do solo nas áreas urbanas. 04) Os problemas urbanos, no Brasil, limitam-se ao litoral, devido à concentração populacional nessa região e à ausência de cidades de grande porte no interior do país. 05) O déficit habitacional, a deficiência no sistema viário e os problemas de saneamento básico, no Brasil, só deverão ser resolvidos quando o êxodo rural for controlado e a agricultura passar a absorver a mão de obra ativa. Questão 34 O processo de urbanização do Brasil ocorreu intimamente ligado à estrutura econômica e à inserção do país no processo de divisão internacional do trabalho. Dessa maneira, pode-se afirmar: 01) A ocupação holandesa, no período colonial, acelerou o processo de crescimento das cidades nordestinas, em função do bloqueio do tráfico negreiro com o controle das zonas africanas fornecedoras de escravos, e do espírito capitalista inerente ao protestantismo flamengo. 02) A sociedade mineradora colonial, por ser urbana e manufatureira, possibilitou um processo de mobilidade social pautada na base da mão de obra assalariada. 03) O surto industrial da Era Mauá, ao possibilitar o crescimento das cidades e o surgimento de um operariado urbano, contribuiu para a redução da dependência econômica com o exterior e a alteração da estrutura socioeconômica do país. 04) O crescimento urbano e industrial ocorrido no período da Primeira República permitiu surgimento de um movimento operário anarquista, que conseguiu a criação da Consolidação das Leis Trabalhistas, diminuindo a dependência ao capital externo e acelerando a crise da República Velha. 05) A política deliberada de apoio estatal ao processo industrial contribuiu para a progressiva mudança da distribuição espacial da população brasileira, acelerada durante a República Liberal Populista, que consolidou uma sociedade urbana e industrial no Brasil. Questão 35 O processo industrial e de urbanização brasileiro, em muitos momentos, ficou caracterizado como sendo de uma modernização conservadora. Por esse processo, entende-se a dinâmica socioeconômica durante 01) a Era Vargas, quando a Lei de Remessa de Lucros foi aprovada, fortalecendo a indústria nacional, ao restringir a entrada do capital externo, apesar de provocar a obsolescência industrial, em função da falta de competitividade com as empresas estrangeiras. 02) o governo Juscelino Kubitschek, na medida em que a reforma agrária estabelecida pelo Plano de Metas deslocou o capital do setor industrial para o agrícola, fortalecendo a agricultura familiar em detrimento do agronegócio. 03) a gestão de Jânio Quadros, quando a Política Externa Independente de aproximação com o bloco socialista provocou o rompimento com o capital estadunidense, consolidando o capital nacional, mas atrasando o crescimento da indústria nacional. 04) o período do governo de João Goulart, na medida em que as Reformas de Base estabeleceram uma melhor distribuição de renda no país, provocando, contudo, uma queda na taxa de lucro do capital e uma redução dos investimentos na produção. 05) o regime ditatorial militar, quando a política de atração do capital estrangeiro modernizou o parque industrial nacional, mas manteve intacta a estrutura social, contribuindo para o processo de concentração de renda no país. Questões de 36 a 39 Questão 36 O momento não poderia ser mais favorável para a América Latina. Com as crises que frequentemente afetam os mercados internacionais (principalmente em relação aos Estados Unidos e à Europa), o caminho vai ficando aos poucos livre para que nós e nossos vizinhos mais próximos, possamos aperfeiçoar nossas economias e nos tornarmos o equivalente às nossas contrapartes mais tradicionais. (TURBIAN, s/d, p.52). A história das relações da América Latina com os países centrais da Europa e os Estados Unidos apresentou aspectos diferentes da realidade atual, a exemplo 01) da crise que resultou na independência do Brasil ter sido provocada pelo jacobinismo, oriundo da época do Terror, na Revolução Francesa, contribuindo para potencializar as revoltas escravistas, como a dos Malês, que desgastaram a relação com a metrópole, provocando a ruptura política. 02) do liberalismo político advindo do Iluminismo, fundamental na formação do pan-americanismo bolivarianista, concepção que norteou a independência latino-americana e constituiu um continente unido, democrático, estável politicamente e com amplas conquistas sociais. 03) da Revolução Gloriosa que estabeleceu os Direitos Universais do Homem e do Cidadão e norteou a adoção dos

16 regimes populistas latino-americanos, com ampla liberdade política e sindical e controle dos movimentos sociais pelo Estado. 04) do processo de dependência econômica da América Latina em relação ao capital britânico e do fracasso de ações de desenvolvimento autônomo, como o de Solano Lopez, no Paraguai, resultante da necessidade de ampliação do capital no processo da Revolução Industrial europeia. 05) do modelo democrático estabelecido nos Estados Unidos, após sua independência política, com igualdade de direitos para toda a sociedade e entre os imigrantes latino- -americanos e a população residente, independentemente do credo, do sexo e da etnia, oposto ao modelo excludente da sociedade inglesa da época. Questão 37 As intervenções dos Estados Unidos na América Latina ocorreram em diversos momentos da história, como se pode observar 01) durante a Crise dos Mísseis Cubanos, quando a ilha castrista pressionava os países democráticos do Caribe a adotar o modelo stalinista, contra a vocação liberal da sua população nativa. 02) na derrubada do governo anarquista de Daniel Ortega, na Nicarágua, processo que visava pôr fim ao Estado e criar uma situação de desordem social que minasse o poderio militar estadunidense. 03) no apoio aos golpes que estabeleceram regimes ditatoriais, como a derrubada do governo de Salvador Allende, no Chile, acusado de tentativa de implantação do socialismo nesse país. 04) no estremecimento das relações com o Brasil, durante o governo Médici, que, ao buscar estabelecer uma equidistância do conflito da Guerra Fria, apoiou os movimentos de descolonização africana. 05) na política de ocupação militar do Panamá e na derrubada do governo socialista de Manuel Noriega, com o estabelecimento, em caráter perpétuo, do controle do Canal pelos norte-americanos Questão 38 Em relação à América Latina, marque um V nas afirmativas verdadeiras e F, nas falsas. ( ) A violência urbana que se verifica na América Latina constitui-se uma herança do colonialismo. ( ) Os países insulares estão concentrados na América Central, região de instabilidade tectônica. ( ) Os projetos de integração da América Latina, na década de 90 do século passado, estavam em consonância com o modelo neoliberal adotado pelos países. ( ) O conceito da América latina se consolidou no século XIX, quando os Estados Unidos se tornaram a primeira potência mundial e adotaram uma política imperialista nessa região. ( ) O subdesenvolvimento da América Latina deverá acabar quando a ALCA se consolidar, integrando todos os mercados do continente americano. A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a 01) F V V F V 04) F F V V V 02) V F F F V 05) F V F V F 03) F V V F F Questão 39 A política externa norte-americana oscilou entre o isolacionismo político e a intervenção diplomática e/ou armada, nas questões mundiais, a exemplo 01) do desenrolar das guerras napoleônicas, na medida em que, temeroso das influências das ideias liberais sobre a estrutura escravocrata norte-americana, os Estados Unidos formularam a Doutrina Monroe, pregando o total isolamento das disputas políticas e econômicas mundiais, baseados no lema A América para os Americanos. 02) do processo colonialista do século XIX, quando, preocupados em fortalecer o mercado interno, os Estados Unidos se eximiram da corrida imperialista, possibilitando a dominação absoluta da América Latina, África e Ásia pela Europa. 03) da formulação e da participação na Tríplice Entente, objetivando a contenção do expansionismo alemão, cuja ação armada sobre os Estados Unidos provocou a intervenção norte-americana na Primeira Guerra Mundial e a concepção e imposição do Tratado de Versalhes sobre a Alemanha pelos norte-americanos. 04) do isolacionismo em relação ao processo de ascensão de Adolf Hitler na Alemanha, reforçando a Política do Apaziguamento franco-britânico, que, ao considerar inicialmente o nazismo um anteparo para o socialismo, contribuiu indiretamente para o expansionismo alemão e para a eclosão da Segunda Guerra Mundial. 05) da imposição da participação dos países europeus na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e do estabelecimento da censura e controle sobre os meios de comunicação na Europa Ocidental, através do macarthismo, como condição obrigatória para o recebimento da ajuda do Plano Marshall, no contexto da Guerra Fria. Questão 40 Os conhecimentos sobre globalização e a recente crise econômica mundial permitem afirmar: 01) As mudanças econômicas ocorridas no final do século passado, entre outros fatores, foram responsáveis pela integração mundial do mercado financeiro e pela eliminação do protecionismo no comércio mundial. 02) A crise econômica, iniciada em 2008, contribuiu para o despejo, pelo governo norte-americano, de bilhões de dólares em sua economia, o que reduziu o valor da moeda e barateou o preço de suas exportações. 03) As exportações brasileiras, com a desvalorização do dólar americano, sairam favorecidas e a balança comercial se tornou superavitária. 04) A forte interdependência das economias no mundo globalizado assegurou, aos países periféricos, uma maior competitividade e um lugar ao sol no comércio internacional. 05) A China, através de sua adesão à OMC, teve de adotar o sistema capitalista, se adaptar às regras do mercado e eliminar seu déficit público. Questões de 41 a 43 [...] era bastante comum às pessoas simplesmente pegarem o dinheiro de boas-vindas (100 marcos alemães, cerca de 60 dólares na época), dado pelo

17 Questão 41 governo da RFA, e gastarem no supermercado mais próximo apenas para satisfazerem o ímpeto consumista. [...] durante os finais de semana do pós-queda [do Muro], era comum famílias do lado Leste irem para Berlim Ocidental apenas para caminhar pelas ruas. No decorrer dos dias, [um escritor] realizou diversas entrevistas com os moradores dos dois lados. E ele notou que, no início, muitos alemães orientais não queriam a reunificação, mas, sim, poder absorver o que de bom havia no lado Oeste. Eles não queriam desigualdade, mas liberdade. A vontade de muitos era preservar parte [de] um revisionismo marxista, uma social-democracia em contrapartida à frieza do capita-lismo. Porém a questão não era assim tão simples. Havia as lideranças e organizações no lado Leste que defendiam a reunificação. Muitos sabiam que até certo ponto ela era, sim, inevitável. O problema era agora saber como ela se daria. (MOURA, 2012, p. 107). O processo de reunificação da Alemanha se deu em um contexto mais amplo de transformações que ocorreram a partir de meados das décadas finais do século XX. Em relação a esse processo, pode-se afirmar: 01) A imposição da Glasnost e da Perestroika, pelos Estados Unidos, ao governo soviético de Mikhail Gorbachev, provocou o colapso do sistema socialista, cujas repercussões contribuíram para as revoltas armadas que depuseram as ditaduras marxistas na Alemanha e no Leste Europeu. 02) O enfraquecimento das grandes potências, com a descolonização da África e da Ásia e a perda de áreas de influências, acelerou a crise soviética, que iria se desdobrar no colapso do socialismo real e no fim da Guerra Fria. 03) A queda do socialismo real ampliou as liberdades políticas e democráticas, contudo agravou o processo de desigualdades sociais, contribuindo para o surgimento de movimentos separatistas de caráter étnico-nacionalistas no Leste Europeu e na antiga União Soviética. 04) O surgimento dos processos de unificação econômica, com a criação da UE (União Europeia), ampliou a possibilidade de consumo e homogeneizou as diferenças culturais, reduzindo as desigualdades sociais regionais. 05) A unificação política alemã e a derrocada do socialismo real na Europa contribuíram para o processo de paz social e a estabilidade econômica no continente, restringindo as crises políticas e financeiras, atualmente, aos países periféricos. Questão 42 Os conhecimentos sobre a Alemanha, nos seus aspectos históricos, sociais, políticos e geográficos permitem afirmar que 01) é o país mais desenvolvido da Europa, localiza-se na porção central do continente europeu e possui um clima temperado oceânico, com grande amplitude térmica anual. 02) a sua divisão territorial, pós-segunda Guerra Mundial, foi motivada por questões ideológicas, e o Muro de Berlim tornou-se um dos símbolos da Guerra Fria. 03) a repartição do país isolou sua capital federal e possibilitou o desenvolvimento da indústria de bens de consumo duráveis na porção Oriental. 04) a Queda do Muro de Berlim unificou as duas Alemanhas, o marco alemão passou a ser a única moeda em circulação e a população da porção oriental foi perfeitamente integrada ao mercado de trabalho. 05) é o único país da Europa isento de movimentos xenofóbicos, pois qualquer tipo de preconceito é rejeitado pela sociedade, que mantém viva a lembrança dos horrores do nazismo. Questão 43 As transformações ocorridas no mundo ocidental, de certa maneira, refletem-se nas questões políticas e econômicas da sociedade brasileira. A crise do socialismo real e o estabelecimento do processo de globalização e do neoliberalismo se fizeram sentir, no Brasil, com 01) a adoção de atos de exceção, quando a crise do socialismo europeu reforçou os movimentos de esquerda latino-americanos, provocando o processo de abertura política, através de uma legislação de transição estabelecida pelo regime militar, como o AI-5. 02) o restabelecimento das eleições diretas para presidente, através do movimento das Diretas Já, organizado pela esquerda brasileira, que, devido ao respaldo popu-lar, ascendeu ao poder Tancredo Neves, promovendo uma ampla política de desconcentração de renda. 03) as medidas adotadas pelo Plano Collor, que iniciou o processo de redução da interferência do Estado na economia, pautado nas concepções neoliberais, através do processo de privatizações, de demissão voluntária e de facilitação da penetração do capital externo no país. 04) o estabelecimento do Plano Real, no governo FHC, que, ao congelar os preços e salários, conteve a espiral inflacionária, retomou o crescimento econômico e impediu que organizações socialistas aumentassem o poder de pressão, provocando o desaparecimento dessas vertentes ideológicas. 05) a ascensão de Luíz Inácio Lula da Silva à presidência da República, através de um discurso radical de defesa intransigente do socialismo, de crítica ao modelo neoliberal e ao processo de globalização econômica e da necessidade da união entre Cuba, Colômbia, Venezuela, países socialistas, e Brasil, contra o imperialismo norte--americano. Questões 44 e 45 I. Em meados de março de 2011, uma onda de protestos na Síria, contra o governo de Bashar al-assad se formou na cidade de Homs, que não tardou em se tornar um conflito armado, [...] Ao contrário dos outros países da primavera árabe que já estão em um sistema transitório de governo, ou que controlaram as manifestações, a Síria permanece com um futuro incerto. (ORTUNES, s/d, p. 28). II. Desde 2011, a Síria, país do Oriente Médio, vive um conflito interno crescente. A situação agravou-se de tal

18 forma que até o ditador Bashar al-assad admitiu, em junho de 2012, que o país vive em estado de guerra. A repressão das forças sírias ao levante armado contra o regime já matou, pelas estimativas, 14 mil pessoas, em 16 meses, 3 mil apenas em junho. Outras 30 mil encontramse refugiadas na Turquia. (VENTOS..., 2012, p. 44). Questão 44 Considerando-se as informações contidas nos textos e os conhecimentos sobre os países asiáticos e suas interrrelações, é correto afirmar: 01) A Síria está localizada no sudeste asiático e faz fronteira com o Líbano e o mar Mediterrâneo. 02) A escalada de violência síria mobilizou o governo da China, no sentido de pedir à ONU sua intervenção militar no país, objetivando solucionar o conflito. 03) A Síria e o Líbano são os dois países do Oriente Médio que apresentam maiores semelhanças culturais e o mais alto IDH. 04) O único país árabe que mantém laços políticos com a Rússia, desde os tempos da URSS, é a Síria. 05) Os Estados Unidos, com o intuito de resolver os conflitos nos países islâmicos e deter as ações terroristas, decorrentes da primavera árabe, proibiram a entrada em território norte-americano de pessoas originárias das regiões em conflito. Questão 45 O processo das migrações populacionais é reflexo de uma série de fatores que vão das guerras às perseguições religiosas, de catástrofes naturais a problemas econômicos. Em relção aos processos migratórios para o Brasil, pode-se inferir que a imigração 01) italiana, para as fazendas de café, ocorreu respaldada nas concepções da teoria do embranquecimento, na medida em que o trabalhador europeu era visto como superior aos asiáticos e aos afrodescendentes. 02) síria se estabeleceu desde o início do século XX, na medida em que a pressão norte-americana para o estabelecimento de um regime democrático na Síria, desencadeou um conflito armado, que perdura até os dias atuais. 03) norte-americana, fugindo dos efeitos da crise de 1929, criou uma comunidade extensa, que se espalhou de forma homogênea no país, provocando uma forte influênncia da cultura estadunidense nos hábitos e costumes brasileiros. 04) alemã se intensificou após a Segunda Guerra Mundial, quando milhares de alemãs migraram para a Região Sul, fugindo das perseguições estabelecidas pelo Tribunal de Nuremberg e da Mossad (polícia secreta de Israel), expulsando os descendentes de imigrantes asiáticos estabelecidos nessa região. 05) árabe ocorreu após a criação do estado de Israel, que expulsou palestinos da região, para dar início ao processo de industrialização nesses territórios, iniciando, assim, os conflitos armados no Oriente Médio, no século XX Questões de 26 a 45 UNEB 2012 Na Antiguidade grega, a loucura tinha um caráter mitológico que se misturava à normalidade. Num tempo em que a noção de passado era vaga, a escrita inexistia e os deuses decidiam tudo, o louco era uma espécie de ponte com o oculto. De sua boca, vinham informações quentinhas lá de cima, e não se tinha dúvida: eram eles, os deuses, que decidiam que tipo de loucura a pessoa teria. Isso até Hipócrates, o pai da medicina, estragar a festa do panteão, lá por volta do século 4 a.c. Se a voz dele (o doente) ficar mais intensa, comparam-no a um cavalo e então se afirma que Poseidon é o responsável, ironizava. Um absurdo, pensava ele, que finalmente separou doença mental de deuses e mitos. Hipócrates sistematizou então a teoria dos humores. Era a bílis que afetava o comportamento e causava a loucura, fosse melancolia ou mania ou seja, loucura calma ou agressiva. Confusão ainda maior estava em crer que o pânico era causado pelo deslocamento do cérebro, por sua vez aquecido pela bílis vinda pela corrente sanguínea. Platão também deu seu pitaco no século 5 a.c. e desde então, até o século 19, a filosofia foi a linha mestra para entender a loucura. Sua teoria das 3 mentes (a racional, a emotiva e a instintiva) pregava: se uma delas se desequilibrasse, surgia a desordem mental. Claro, o que para eles causava o desequilíbrio eram as glândulas, e não o cérebro. A coisa muda pouco com os romanos. Galeno (130 d.c.) incrementou a hipótese da boa e velha bílis: a amarela causaria a mania (alegre, furiosa ou homicida), e a negra, a melancolia. Assim, com poucas variações, a relação entre corpo e mente virou a base para compreender a loucura, o que seria retomado durante o Renascimento, após um longo intervalo em que Deus (dessa vez, um só) voltou com força total: a Idade Média. (VIEIRA, 2011, p. 6). A forma como a sociedade, na história do homem, se relacionava com a loucura, refletia a organização social dessa própria sociedade e seus sistemas de crenças e valores. Nesse contexto, pode-se inferir: 01) A Grécia Antiga via com normalidade a loucura, por considerá-la um atributo indispensável ao pensamento filosófico de conteúdo mítico e irracional, próprio daquela civilização. 02) O pragmatismo da sociedade romana impediu o desenvolvimento de um sistema de pensamentos e normas que regulassem a vida em sociedade. 03) As filosofias escolástica e tomista, na Idade Média, buscaram explicações para os fenômenos psíquicos, assim como para a vida social, a partir dos desígnios divinos. 04) O Renascimento retomou o desenvolvimento do racionalismo clássico, buscando imitar a sua produção e

19 criticar o atraso cultural e o obscurantismo da época medieval, momento em que as discussões filosóficas desapareceram. 05) A predominância da filosofia sobre outros saberes contribuiu para o atraso do pensamento científico, que se desenvolveu somente no século XIX, com a extinção das correntes filosóficas que direcionaram as sociedades nos séculos anteriores. Questões 27 e 28 Questão 27 A análise da charge e os conhecimentos sobre a organização política brasileira, ao longo da história do Brasil, permitem afirmar: 01) A presença da Corte portuguesa no país dificultou a liberdade comercial, a instalação de indústrias e a manutenção do latifúndio. 02) O governo de D. Pedro I, ao fechar o parlamento e extinguir o sistema eleitoral, estabeleceu o equilíbrio político preconizado pela Confederação do Equador. 03) O parlamentarismo, estabelecido no país no Segundo Reinado, esteve sob o controle do Poder Moderador e beneficiou a aristocracia rural, ao manter o voto censitário e a vitalicidade do Senado. 04) A redemocratização do país, pós-ditadura Vargas, contribuiu para o fortalecimento dos movimentos populares, que controlaram a política durante a vigência do populismo. 05) O parlamentarismo implantado durante o governo João Goulart assegurou ao Executivo poderes excepcionais, permitindo-lhe atuar como um autocrata. Questão 28 A adoção do parlamentarismo por nações europeias, no decorrer de sua história, foi um processo que se desenvolveu a partir de transformações ocorridas no continente, cujas repercussões se fizeram sentir na América. Em relação à adoção do parlamentarismo na Europa, pode-se afirmar que a 01) Revolução Gloriosa instituiu a monarquia parlamentar constitucional na Inglaterra e um governo burguês favorável à posterior eclosão da Revolução Industrial. 02) Revolução Francesa, na sua fase jacobina, conforme o regime parlamentar, aboliu os privilégios feudais e a limitação dos poderes burgueses, garantindo o controle político pelos partidos da elite econômica francesa. 03) Independência dos Estados Unidos ocorreu paralelamente à implantação de um regime parlamentar com amplas liberdades democráticas, contribuindo para a elevação do padrão de renda da sociedade, como um todo, e para a expansão econômica norte-americana sobre o continente europeu. 04) Revolução de Outubro de 1917, na Rússia, instituiu o pluripartidarismo, o regime parlamentar liberal e liberdades políticas partidárias, permitindo a ampla representação das forças políticas no parlamento. 05) Crise de 1929, ao enfraquecer o parlamentarismo alemão, contribuiu para a ascensão dos nazistas ao poder, que, aliados aos socialistas, buscaram estabelecer um pacto nacional para a superação da crise econômica. Questões 29 e 30 Questão 29 A escalada dos conflitos fundiários envolvendo indígenas e fazendeiros no Mato Grosso do Sul conta com um elemento adicional para jogar água na fervura: a valorização da terra por conta da mais nova febre agrícola na região, a cana-de-açúcar. Apesar da publicação, em setembro de 2009, do Zoneamento Agroecológico (ZAE) da Cana, que transformou parte do território do Estado Pantanal e Bacia do Alto Paraguai em zona de exclusão de cultura, o Estado é um dos que mais tem registrado investimentos no setor sucroalcooleiro. De acordo com o governo estadual, no final de 2009 o MS contava com 14 usinas implantadas e 28 em implantação, além de 48 pedidos de instalação de novas unidades. A expansão dos canaviais está se dando no Cone Sul do Estado. É nessa região que se concentra a maioria das 42 Terras Indígenas (TIs) já reconhecidas, por se tratar da região de ocupação tradicional dos Guarani-Kaiowá, o mais numeroso grupo indígena do Estado e do país. É também ali que a Fundação Nacional do Índio (Funai) retomou, em 2008, os estudos para demarcação de áreas em 26 municípios. Um dos problemas que já estão ocorrendo no MS, envolvendo usinas de açúcar e álcool, é o plantio de cana em áreas que incidem sobre territórios indígenas já reconhecidos como tal pelo governo, mas em processo de homologação. Atualmente, ao menos quatro usinas estão se abastecendo de cana proveniente de territórios reconhecidos ou reivindicados e em processo de estudo antropológico pela Funai. (O GOSTO AMARGO..., 2010, p. 8). A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre o sistema agrícola utilizado na cultura da cana-de-açúcar, no Brasil, é correto afirmar: 01) A expansão dos canaviais no Cone Sul do Estado determinou a desapropriação de grande parcela do território indígena pelo Governo Federal, com vistas a uma reforma agrária, que irá resolver definitivamente os conflitos fundiários nessa região. 02) A valorização das terras no Mato Grosso do Sul está relacionada à ocupação desordenada do espaço agrário, onde as comunidades indígenas detêm a posse de quase a totalidade desse espaço.

20 03) O cultivo da cana-de-açúcar, embora incipiente na Região Centro-Oeste, tem contribuído para uma melhoria conside-rável do IDH da população. 04) A expansão do cultivo da cana-de-açúcar em terras indígenas é decorrente da escassez de terras férteis na Região Centro-Oeste. 05) O cultivo da cana-de-açúcar adota o sistema monocultor, que não favorece a preservação dos solos. Questão 30 Tomando-se como referência o texto e com base nos conhecimentos sobre a história socioeconômica do Brasil, é correto afirmar: 01) A disputa de terras entre indígenas e colonos, no Período Colonial, provocou a intervenção do Estado português, que delimitou as reservas indígenas, objetivando regulamentar a utilização da mão de obra indígena na colônia. 02) A ocupação da região interiorana pelos colonos contribuiu para o acirramento do conflito entre estes e as comunidades indígenas, fator motivante do clima de tensão nas relações sociais do campo, que se mantêm ao longo da história. 03) A exploração da mineração, no Período Colonial, provocou a decadência da economia açucareira, agravada pela sangria da mão de obra da região nordestina para a região mineradora. 04) A valorização da cultura da cana-de-açúcar, nos dias atuais, tem ocorrido em função da crise agrícola mundial, provocada pelo aquecimento global e pelo crescimento descontrolado da população mundial. 05) O regime ditatorial militar extinguiu a grilagem no país, ao elevar o índio à categoria de símbolo nacional e ao reconhecer as Terras Indígenas (TI). Questão 31 A expansão do agronegócio vem sendo viabilizada com a atuação da tríplice aliança : latifúndio-estado-agronegócio. Nesse sentido, o agronegócio reúne o que há de mais moderno em termos tecnológicos com o que há de mais arcaico em termos de estrutura fundiária e de relações de trabalho. (CAMPOS. IN: FARIA, 2011, p. 7). Em relação à realidade do agronegócio, no Brasil atual, pode-se afirmar: 01) O perfil do emprego gerado pelo agronegócio, apesar de formal, mostra uma segregação ocupacional, em que os homens são maioria absoluta. 02) O agronegócio alterou as relações sociais e a agricultura familiar foi integrada ao processo produtivo, o que gerou uma grande mobilidade social no país. 03) A expansão do agronegócio ampliou o emprego permanente, diminuindo, por outro lado, o emprego temporário. 04) A estrutura fundiária foi democratizada, e o processo produtivo passou a beneficiar grande parte da população rural. 05) O agronegócio assegura o abastecimento interno de alimentos e tornou o país autossuficiente nesse setor. Questão 32 O relatório da FAO para 2010 traz [...] uma informação genuinamente boa: o percentual de subalimentados na população total das regiões em desenvolvimento, que chegava a quase 35% em 1970, atingiu 16% em 2010, depois de uma queda brusca em 2008 e O número ainda está longe, todavia, da meta de 10% que as Nações Unidas haviam estimado para o período entre 1990 e (ROSÁRIO, 2011, p. 13). Considerando-se as informações do texto e os conhecimentos sobre a questão da alimentação e seus desdobramentos, é correto afirmar o 01) mundo produz mais alimentos do que precisa, sendo a fome endêmica uma questão política e cultural. 02) aumento do poder aquisitivo das populações pobres, na última década, foi expressivo, o que permitiu um maior consumo de alimentos e eliminou a subnutrição. 03) balanço geral da oferta de alimentos, no mundo, aponta para um quadro tranquilizador, em que os preços dos alimentos certamente irão cair verticalmente, descartando-se, portanto, o desabastecimento. 04) uso da irrigação tem produzido uma espécie de bolha na produção de alimentos, que pode explodir, quando as reservas hídricas se esgotarem. 05) aquecimento global não afeta a produção de alimentos porque a disseminação do uso da biotecnologia impede sua queda, principalmente nos países agrários. Questão 33 O Brasil vem crescendo a uma taxa de 4,5%, em média, nos últimos sete anos ( ). Esse novo patamar, após longo período de baixo crescimento, tem renovado as expectativas da sociedade brasileira. As taxas de desemprego voltaram aos níveis de vinte anos atrás, e a criação de novos empregos a grande maioria com carteira assinada, nos setores privado e público tem superado o número de ingressantes no mercado de trabalho. Essa dinâmica, em que a demanda de trabalho tem ultrapassado a oferta, contribuiu para a redução do desemprego. Um conjunto de outras políticas públicas, como a valorização do salário mínimo, o Bolsa-Família e a política de crédito, impulsiona o crescimento da economia, criando um círculo virtuoso de expansão da renda e do emprego. (O BRASIL..., 2011, p. 4). Em relação à política econômica da república brasileira, desde o período do regime militar, pode-se afirmar: 01) O efêmero milagre econômico possibilitou altas taxas de crescimento econômico, em função do arrocho salarial, que contribuiu para a redução dos custos da produção, associado ao crédito abundante do Governo. 02) O Plano Cruzado, estabelecido no governo Sarney, contribuiu para um processo de redistribuição de renda, em função do fortalecimento do poder aquisitivo, que provocou a expansão do consumo e da produção. 03) O crescimento econômico, durante os anos 90 do século passado, foi provocado pela estabilidade financeira obtida com o Plano Collor, ao congelar os preços das mercadorias e dos salários, que controlou a inflação. 04) O Plano Real, adotado no governo Itamar Franco, ao fortalecer a indústria nacional e a produção da indústria de bens de consumo duráveis, reduziu o endividamento externo e garantiu a estabilidade econômica.

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes Africana: África como berço da humanidade Capítulo 1: Item 1 Européia Capítulo 1: Item 2 Asiática Capítulo 1: Item 2 Americana Capítulo 1: Item 3 Arqueologia Brasileira Capítulo 1: Item 4 A paisagem e

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada 1º ano Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada A origem da Terra; A origem dos continentes; A teoria da deriva dos continentes; A teoria das placas tectônicas; Tempo geológico; A estrutura

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO Unidade 7 1. (V) a maior parte do relevo africano é formada de planaltos elevados, sem variações significativas em seu modelado. (F) por ter formações

Leia mais

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. 2

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO: DISCIPLINA: Geografia PROFESSOR(A): Rodrigo/Saulo DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ªEM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO Demografia (Transição

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO

AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO 1. A TEORIA LIBERAL Os Países pobres são pobres porque não atingiram ainda a eficiência produtiva e o equilíbrio econômico necessário à manutenção de um ciclo de prosperidade

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

Gabarito oficial preliminar: História

Gabarito oficial preliminar: História 1) Questão 1 Segundo José Bonifácio, o fim do tráfico de escravos significaria uma ameaça à existência do governo porque Geraria uma crise econômica decorrente da diminuição da mão de obra disponível,

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CIÊNCIAS HUMANAS 3º ANO FILOSOFIA FILOSOFIA NA HISTÓRIA

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio.

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. 01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. Sobre essa questão, leia atentamente as afirmativas abaixo: I. Em 11 de setembro de 2001, os EUA sofreram um violento

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos ATIVIDADES ONLINE 9º 3 1) Leia atentamente. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos Deng Xiaoping, pai da reforma econômica da China, decidiu no começo dos anos 80 testar as regras

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Exercícios Reorganização Política Internacional

Exercícios Reorganização Política Internacional Exercícios Reorganização Política Internacional 1. (Ufg 2013) Analise a charge a seguir. A charge refere-se a dois temas: o papel do Estado na economia e as relações de trabalho. A respeito desses temas,

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder...

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder... Liberdade, propriedade e exploração. A revolução agrícola e as relações comerciais. Capítulo 1: Item 5 Relações de trabalho nas sociedades indígenas brasileiras e americanas. Escravidão e servidão. Divisão

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Causas da Hegemonia atual dos EUA Hegemonia dos EUA Influência Cultural: músicas, alimentações, vestuários e língua Poderio Econômico: 20% do PIB global Capacidade Militar sem

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 9º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA O QUE É GEOGRAFIA 01. (Ufpe) Vamos supor que um determinado pesquisador escreveu o seguinte texto sobre a Amazônia brasileira. "A Amazônia brasileira, uma das principais regiões do País, está fadada ao

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 1. População: - Crescimento populacional - O espaço urbano e o processo de urbanização - Teorias demográficas. 2. Mundo contemporâneo:

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

Aula 10.1. Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Aula 10.1. Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos Aula 10.1 Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos 1ª QUESTÃO (1,0) Em seu discurso de despedida do Senado, em dezembro de 1994, o presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou o fim da Era Vargas,

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade Origem dos povos ORIENTE MÉDIO: Conflitos árabes-israelenses: 1948 Independência de Israel 1949 Guerras da Independência 1956 Crise de Suez 1964 Criação da OLP` 1967

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 África: Colonização e Descolonização H40 2 Terrorismo H46 3 Economia da China H23 4 Privatizações

Leia mais

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável Este artigo é cópia fiel do publicado na revista Nu e va So c i e d a d especial em português, junho de 2012, ISSN: 0251-3552, . Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Leia mais

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente Prof. Claudimar Fontinele Em dois momentos a ONU reuniu nações para debater

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império Introdução aos estudos de História - fontes históricas - periodização Pré-história - geral - Brasil As Civilizações da Antiguidade 1º ano Introdução Capítulo 1: Todos os itens Capítulo 2: Todos os itens

Leia mais

Oriente Médio Oceania

Oriente Médio Oceania 1 Fonte: Para viver juntos: Geografia, 9º ano: ensino fundamental. São Paulo: Edições SM, 2008, p. 206. O mapa acima nos mostra uma região que tem sido motivo de disputas e conflitos entre os europeus

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano B Montanhas Rochosas

Leia mais

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II ORIENTE MÉDIO -Região marcada por vários conflitos étnicos, políticos e religiosos. -Costuma-se considerar 18 países como pertencentes ao Oriente

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O globo em jornal Nesta aula vamos aprender que existem muitas diferenças e semelhanças entre as nações que formam o mundo atual. Vamos verificar que a expansão

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

Trabalhar as regiões

Trabalhar as regiões A U A UL LA Trabalhar as regiões Nesta aula, vamos aprender como a organi- zação espacial das atividades econômicas contribui para diferenciar o espaço geográfico em regiões. Vamos verificar que a integração

Leia mais

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!!

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! 1.(UFABC 2009) Exibicionismo burguês. Verdadeiros espetáculos da evolução humana (as e xposições universais) traziam um pouco de tudo: de

Leia mais

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO Componente Curricular: Geografia Professor (a): Oberdan Araújo Ano: 6º Anos A e B. HABILIDADES 1º Bimestre Conceituar e caracterizar: espaço cultural (urbano e rural) e espaço natural. Identificar e caracterizar

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central.

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 2) Considere a tabela para responder à questão: TAXA DE CRESCIMENTO URBANO (em %) África 4,3 Ásia 3,2 América Lat./Caribe

Leia mais

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global (texto extraído da publicação IRVING, M.A.; BOTELHO, E.S.; SANCHO, A.; MORAES, E &

Leia mais

O mosaico americano. Na hora do almoço, Paulo reserva alguns minutos para ler o jornal. Naquele dia, Paulo leu uma notícia que o deixa preocupado.

O mosaico americano. Na hora do almoço, Paulo reserva alguns minutos para ler o jornal. Naquele dia, Paulo leu uma notícia que o deixa preocupado. A UU L AL A O mosaico americano Nesta aula estudaremos as tentativas de integração econômica entre países da América Latina. Vamos analisar as diferenças e semelhanças existentes entre esses países que

Leia mais

O Brasil no século XXI. Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022

O Brasil no século XXI. Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022 O Brasil no século XXI Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022 Construir o Brasil do século XXI Reduzir as Vulnerabilidades Externas; Enfrentar as desigualdades; Realizar as potencialidades; Construir

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano C Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

O Protocolo de Kyoto e o Mandato de Bali:

O Protocolo de Kyoto e o Mandato de Bali: Briefing A Caminho de Bali Brasília, 21 de Novembro 2007 O Protocolo de Kyoto e o Mandato de Bali: O que o mundo precisa fazer para combater as mudanças climáticas As mudanças climáticas são, sem dúvida,

Leia mais

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. OBS: EM NEGRITO OS ENUNCIADOS, EM AZUL AS

Leia mais

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo.

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo. HISTÓRIA 37 Associe as civilizações da Antigüidade Oriental, listadas na Coluna A, às características políticas que as identificam, indicadas na Coluna B. 1 2 3 4 COLUNA A Mesopotâmica Fenícia Egípcia

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: HISTÓRIA SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:. Compreender

Leia mais

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo A UA UL LA MÓDULO 7 Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo Nesta aula O café foi o principal produto de exportação durante a República Velha. Os cafeicultores detinham o controle da

Leia mais

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337.

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337. PROGRAMA TÉMATICO: 6229 EMANCIPAÇÃO DAS MULHERES OBJETIVO GERAL: Ampliar o acesso das mulheres aos seus direitos por meio do desenvolvimento de ações multissetoriais que visem contribuir para uma mudança

Leia mais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais 1. Observe o mapa a seguir. As partes destacadas no mapa indicam: a) Áreas de clima desértico. b) Áreas de conflito. c) Áreas

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Área de Conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Ementa Possibilitar a compreensão do conceito, do histórico e contextualização da Geografia.

Leia mais

DECLARAÇAO DE NYÉLÉNY FÓRUM MUNDIAL PELA SOBERANIA ALIMENTAR

DECLARAÇAO DE NYÉLÉNY FÓRUM MUNDIAL PELA SOBERANIA ALIMENTAR DECLARAÇAO DE NYÉLÉNY FÓRUM MUNDIAL PELA SOBERANIA ALIMENTAR Nyéléni, Selingue, Malí Quarta-feira 28 de fevereiro de 2007 Nós, mais de 500 representantes de mais de 80 paises, de organizações camponesas,

Leia mais

A ONU ESTIMA QUE, ATÉ 2050, DOIS TERÇOS DA POPULAÇÃO MUNDIAL ESTARÃO MORANDO EM ÁREAS URBANAS.

A ONU ESTIMA QUE, ATÉ 2050, DOIS TERÇOS DA POPULAÇÃO MUNDIAL ESTARÃO MORANDO EM ÁREAS URBANAS. A ONU ESTIMA QUE, ATÉ 2050, DOIS TERÇOS DA POPULAÇÃO MUNDIAL ESTARÃO MORANDO EM ÁREAS URBANAS. EM 1950, O NÚMERO CORRESPONDIA A APENAS UM TERÇO DA POPULAÇÃO TOTAL. CERCA DE 90% DO AVANÇO DA POPULAÇÃO URBANA

Leia mais

VOLUME 1o. VOLUME 2o.

VOLUME 1o. VOLUME 2o. Programação Anual 1 ạ Série 1 ọ 2 ọ 1. A ciência geográfica Lugar, território e espaço 2. Astronomia Assim teve início a Astronomia Qual a origem do Universo? 3. Fusos horários Resolução de problemas com

Leia mais

O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais

O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais O Mundo está fragmentado em centenas de países, mas ao mesmo tempo, os países se agrupam a partir de interesses em comum. Esses agrupamentos, embora não deixem de refletir

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS GEOGRAFIA 1 GRUPO CV 10/2009 RESOLUÇÕES E RESPOSTAS QUESTÃO 1: a) Os gráficos destacam que conforme ocorreu o aumento da população na grande São Paulo aumentaram também o número de viagens da população

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Observe a figura

Leia mais

Geografia (A) 1, 2, 4, 3 (D) 3, 1, 4, 2 (B) 2, 1, 3, 4 (E) 4, 3, 2, 1 (C) 2, 3, 1, 4

Geografia (A) 1, 2, 4, 3 (D) 3, 1, 4, 2 (B) 2, 1, 3, 4 (E) 4, 3, 2, 1 (C) 2, 3, 1, 4 46 As reformas neoliberais implementadas pelos dois últimos governos conferiram ao Brasil a imagem de um país conduzido segundo um determinado modelo econômico. O referido modelo busca um desenvolvimento:

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo)

REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo) REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo) 1. (Ufu) Na década de 1960, o geógrafo Aziz Nacib Ab'Saber reuniu as principais características do relevo e do clima das regiões brasileiras para formar, com os demais

Leia mais

Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Tratados internacionais sobre o meio ambiente Tratados internacionais sobre o meio ambiente Conferência de Estocolmo 1972 Preservação ambiental X Crescimento econômico Desencadeou outras conferências e tratados Criou o Programa das Nações Unidas para

Leia mais

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário Resposta: 01 + 02 = 03 01. Correta. 04. Incorreta. O número de trabalhadores no setor primário, principalmente na agropecuária, continuou diminuindo devido à automação. O aumento ocorreu no setor de serviço.

Leia mais

Fernanda de Paula Ramos Conte Lílian Santos Marques Severino RESUMO:

Fernanda de Paula Ramos Conte Lílian Santos Marques Severino RESUMO: O Brasil e suas políticas sociais: características e consequências para com o desenvolvimento do país e para os agrupamentos sociais de nível de renda mais baixo nas duas últimas décadas RESUMO: Fernanda

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude.

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude. A MULHER NA ATIVIDADE AGRÍCOLA A Constituição Federal brasileira estabelece no caput do art. 5º, I, que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações e reconhece no dispositivo 7º a igualdade de

Leia mais

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data:

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: REVISÃO FINAL PARA O SIMULADO 1ª Avaliação: Imperialismo na Ásia e na África 01. Podemos sempre

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006 PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Observe os

Leia mais

TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO

TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO [25] TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO Entendendo que: 1. O sistema sócio-econômico e político internacionalmente dominante, ao qual se articula o modelo industrial de produção agrícola e

Leia mais

Entrevista com Edgard Porto (Transcrição) (Tempo Total 26:33)

Entrevista com Edgard Porto (Transcrição) (Tempo Total 26:33) Entrevista com Edgard Porto (Transcrição) (Tempo Total 26:33) Edgard: A idéia [desta entrevista] é a gente comentar dez características da globalização e seus reflexos em Salvador. Meu nome é Edgard Porto,

Leia mais

CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA. Em cena: A realidade do sonho

CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA. Em cena: A realidade do sonho CAPÍTULO 11 CAMINHOS ABERTOS PELA SOCIOLOGIA Em cena: A realidade do sonho Uma mapa imaginário ( página 123) A sociologia foi uma criação da sociedade urbana. Com a advento da industrialização as grandes

Leia mais

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se:

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: + + = = = + = = = = = = 07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: (1) PP'A: 4 = cos60º = 1 = () PABC é regular P' é baricentro y = y = () ABC é equilátero + y =

Leia mais

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914 ESTUDO DE CASO MÓDULO XI Sistema Monetário Internacional Padrão Ouro 1870 1914 Durante muito tempo o ouro desempenhou o papel de moeda internacional, principalmente por sua aceitabilidade e confiança.

Leia mais

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial.

É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência. A) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial. PROVA DE GEOGRAFIA QUESTÃO 09 Parcela considerável do desemprego que se verifica, atualmente, no mundo, está associada a mudanças estruturais na economia é o denominado desemprego estrutural. É CORRETO

Leia mais

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL Autonomia econômica das mulheres Autonomia econômica das mulheres se refere à capacidade das mulheres de serem provedoras de seu próprio sustento,

Leia mais

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO A FORMAÇÃO DO CURRÍCULO DA REDE O solicitou-nos uma base para colocar em discussão com os professores de história da rede de São Roque. O ponto de partida foi a grade curricular formulada em 2008 pelos

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins Japão e Tigres Asiáticos Prof.º Acácio Martins Aspectos gerais: natureza e sociedade Arquipélago montanhoso localizado no hemisfério norte, no extremo leste da Ásia; Área de 377.488 km² um pouco maior

Leia mais

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL 1) (UDESC - 2012) São exemplos da indústria de bens de consumo (ou leve): a) Indústria de autopeças e de alumínio. b) Indústria de automóveis

Leia mais