Buscando a. Ovelha Perdida Abraçando o desafio de discipular novos membros. Jesus: Graça. Mentiroso, Lunático, na. Senhor? 11 O Câncer no Mundo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Buscando a. Ovelha Perdida Abraçando o desafio de discipular novos membros. Jesus: Graça. Mentiroso, Lunático, na. Senhor? 11 O Câncer no Mundo"

Transcrição

1 Órgão Internacional dos Adventistas do Sétimo Dia Dezembro 2012 Buscando a Ovelha Perdida Abraçando o desafio de discipular novos membros 11 O Câncer no Mundo Jesus: 22 Crescendo 27 Mentiroso, Lunático, na ou Graça Senhor?

2 Dezembro A R T I G O D E C A P A 16 Buscando a Ovelha Perdida Por Benjamin D. Schoun Ensinar e conservar faz parte da comissão evangélica. V I S Ã O M U N D I A L Chamados para o Ministério da Reconciliação Por Ted N. C. Wilson Ele começou com Cristo. S A Ú D E N O M U N D O O Câncer no Mundo Por Allan R. Handysides Como prevenir e lutar contra ele D E V O C I O N A L O Cachorro Perdido Por Martin G. Klingbeil Perdido e sozinho como sobreviveria? C R E N Ç A S F U N D A M E N T A I S Jesus: Mentiroso, Lunático ou Senhor? Por Oleg Kostyuk No centro de nossa fé está Alguém que é singular. D E S C O B R I N D O O E S P Í R I T O D E P R O F E C I A Nas Mãos das Pessoas Por Stefan Serena Os escritos de Ellen White estão disponíveis hoje em uma variedade de formatos como nunca antes. SEÇÕES 3 NOTÍCIAS DO MUNDO 3 Notícias Breves 6 Notícia Principal 10 Igreja de Um Dia 26 R ESPOSTAS A PERGUNTAS BÍBLICAS O Dilúvio Universal 27 ESTUDO BÍBLICO Crescendo na Graça 28 TROCA DE IDEIAS Online: disponível em 13 idiomas Tradução: Sonete Magalhães Costa Adventist World (ISSN ) é editada 12 vezes por ano, na primeira quinta-feira do mês, pela Review and Herald Publishing Association. Copyright (c) V. 8, Nº 12, Dezembro de Adventist World Dezembro 2012

3 Imagine Tente fazer esta experiência: Imagine, por um momento, que toda a amizade que você tem com seus irmãos adventistas de repente terminasse, não ficando nem um resíduo de memória ou de conforto. Imagine que não haja nenhum sorriso conhecido dando boas-vindas a você na igreja, ninguém falando o seu nome e tampouco colocando o braço carinhosamente ao redor do seu ombro. Imagine que ninguém o convide para uma refeição em sua casa, pergunte sobre sua família, ou dê risada com você das coisas engraçadas da vida. Você agora começa a ver a igreja como o recém-batizado às vezes a vê uma formidável estrutura de verdades vitais, mas de poucas amizades; uma comunhão organizada em torno de altos ideais e expectativas ainda mais altas, mas no coração certa dificuldade para amar. Não é de admirar, então, que infelizmente um grande número dos que decidem seguir a Jesus, esteja em menos de um ano, convencido da verdade, mas sentindo falta do calor humano que faz da igreja muito mais do que doutrinas. Agora, experimente isso: Imagine por um momento, estar em pé na entrada da sua igreja, ali onde Jesus estaria, abraçando a todos os que Deus tem chamado para sentir o calor do Seu abraço. Imagine-se dando o seu nome e o seu coração para estranhos, convidando-os para uma refeição na sua casa e ouvindo suas histórias de como a graça venceu a dor. Imagine apresentá-los aos seus amigos, abrir as portas que alguém, um dia, abriu para você, envolvê-los nos grupos tanto de oração como de recreação. O artigo de capa deste mês revela um dos maiores desafios do adventismo como acolher e manter tantas pessoas a quem o Espírito está trazendo para esta fé remanescente do tempo do fim. Como eu, provavelmente você fique um pouco assustado enquanto lê, pois esse é o ponto onde ainda estamos aquém das expectativas do Salvador para Seu povo. E se você é um dos que não encontraram a amizade que necessitava na primeira tentativa, permita-nos, ao menos, ter mais uma oportunidade de fazer o que é certo. Nós já imaginamos uma maneira mais calorosa de dar-lhe as boas-vindas da próxima vez que nos encontrarmos. Fotos: Ansel Oliver Notícias do Mundo Concílio Anual Vota Declaração sobre Procedimentos da Igreja Esquerda: LEITURA OFICIAL: Lowell Cooper, vice-presidente da Associação Geral, lê o documento. Direita: LENDO A DECLARAÇÃO: Os delegados do Concílio Anual leem a declaração sobre os regulamentos da Igreja, procedimentos e solução de divergências. Após três horas de estudo e discussão respeitosa, líderes mundiais da Igreja votaram aprovar a Declaração sobre os Regulamentos da Igreja, Procedimentos e Resolução de Divergências à Luz de Recentes Votos Tomados por Uniões, Referentes à Ordenação ao Ministério. A votação ocorreu no dia 16 de outubro durante o Concílio Anual da Associação Geral, realizado em Silver Spring, Maryland, Estados Unidos. O resultado da votação foi de 264 votos a favor e 25 contra. Tal ação foi necessária após três Uniões a União do Norte da Alemanha (Divisão Transeuropeia), a União de Columbia e a União do Pacífico (Divisão Norte-Americana) votarem recentemente a permissão para a ordenação ao ministério pastoral independente do sexo ; quebrando, assim, o voto de rejeição estabelecido oficialmente nas assembleias da Conferência Geral de 1990 e O documento votado expressa desaprovação às ações independentes tomadas pelas referidas Uniões, e apela para a unidade da Igreja considerar cuidadosamente o impacto e implicações da decisão tomada independentemente da comunidade da igreja mundial, e reafirma o papel da mulher na vida e no ministério da igreja. O documento também ressalta a continuidade dos estudos sobre a teologia da ordenação, cujos resultados serão analisados no concílio outonal da Associação Geral de 2014, portanto, antes da 60ª assembleia da Associação Geral, em junho Nenhuma sanção foi aplicada ou sugerida no documento. Dezembro 2012 Adventist World 3

4 Notícias do Mundo Esta declaração diz respeito à estrutura e procedimentos da Igreja. Ela não trata da questão da ordenação ministerial em si, diz o documento. A questão central é uma das praxes da Igreja como a Igreja define sua organização, administração e funcionamento. As decisões de seguir um curso de ação que não está em harmonia com as decisões das assembleias da Associação Geral de 1990 e 1995 (a respeito da ordenação ministerial) não representam apenas uma expressão de dissidência, mas também uma demonstração de autodeterminação sobre um assunto previamente decidido pela coletividade da igreja. A Comissão Diretiva da Associação Geral considera tais decisões como erros muito graves. O texto do documento continua: A igreja mundial não pode legitimar práticas que contradizem claramente o intento dos votos tomados na assembleia da Associação Geral. [...] A igreja mundial, em consenso, não reconhece os votos autorizando ou implementando a ordenação ministerial independente do sexo. O documento, no entanto, também é claro ao atestar a posição da Igreja Adventista do Sétimo Dia em relação às mulheres: A Comissão Diretiva da Associação Geral reconhece especificamente o importante papel que as mulheres desempenham na vida da igreja. Seu talento e compromisso é uma bênção para toda a igreja e uma parte necessária em sua obra e missão. A medida foi aprovada em uma cédula de papel, por voto secreto, após a discussão do dia, que começou com os comentários de Ted N. C. Wilson, presidente da Associação Geral. Wilson expressou sua esperança de que as instituições da Igreja continuem focadas na missão da igreja, unidas em Cristo, mesmo que tenham de enfrentar algumas diferenças e divergências. Durante um período extenso de comentários, Daniel Jackson, presidente da Divisão Norte-Americana (NAD), procurou tranquilizar os líderes da igreja mundial, afirmando que essa Divisão apoia a missão da igreja, a despeito do item da praxe discutido no documento. Queremos deixar bem claro que a NAD, sem qualquer hesitação, expressa sua unidade com a igreja mundial. Não somos apenas um suplemento da igreja mundial, somos irmãos e irmãs de todas as pessoas deste auditório. Falando para a Adventist World, no dia seguinte ao voto, Barry Oliver, presidente da Divisão do Sul do Pacífico, disse que muitas pessoas naquela região estão esperando e orando para que nossa Igreja, num futuro próximo, encontre uma maneira de reconhecer plenamente os dons especiais que Deus dá a todos. Em uma igreja mundial, entretanto, precisamos trabalhar juntos e encontrar uma maneira de satisfazer todas as nossas perspectivas. Audrey Andersson, secretário executivo da Divisão Transeuropeia, também falando sobre o voto, mencionou que sua Divisão tem um processo em andamento, e estamos comprometidos a apoiar o processo. reportagem de Mark A. Kellner, editor de notícias, e Edwin Manuel Garcia, Rede Adventista de Notícias Jonathan Duffy na Direção da ADRA Internacional Diretores da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) Internacional elegeram Jonathan Duffy, atual CEO da ADRA Austrália, para servir como presidente do braço humanitário da Igreja Adventista do Sétimo Dia. A eleição aconteceu no dia 10 de outubro, com unanimidade de votos. Duffy foi o quarto presidente eleito em 28 anos de existência da ADRA. Segundo Geoffrey Mbwana, Foto de arquivo NOVO PRESIDENTE DA ADRA: Jonathan Duffy, desde 2008 CEO da ADRA Austrália, foi eleito presidente da ADRA Internacional, departamento da Igreja Adventista que se dedica à obra humanitária global. membro do conselho executivo da ADRA Internacional e vice-presidente mundial da Igreja, a procura foi um processo bem transparente e objetivo, que reuniu informações em todos os níveis da organização. Isso nos deu uma visão global, levando-nos a escolher o melhor candidato, que acreditamos, levará essa organização avante. Duffy traz as qualidades de liderança que estávamos procurando. Ele também tem a experiência administrativa e uma visão muito clara, assim como experiência na organização. Duffy disse: Estou extremamente honrado por ter sido escolhido para essa função. A ADRA tem sido uma força tremendamente positiva no campo humanitário, levando esperança e cura a milhões de pessoas nos últimos 28 anos. Creio que temos grande potencial para fazer uma diferença ainda maior, especialmente com a equipe tão talentosa e dedicada que temos em todo o mundo. Estou ansioso para trabalhar com a equipe da ADRA Internacional, a Rede ADRA, nossa mesa administrativa, parceiros organizacionais e doadores. A nomeação de Duffy foi efetivada imediatamente. Antes de unir-se à ADRA Austrália em 2008, Duffy atuou como diretor do departamento de Saúde da Divisão do Sul do Pacífico, onde possuía extensa 4 Adventist World Dezembro 2012

5 experiência na promoção da saúde e em projetos de saúde comunitária. Ele é mestre em Saúde Pública pela Deakin University, Melbourne, Austrália. reportagem de Mark A. Kellner, com informações de Crister L. DelaCruz, ADRA Concílio de Editores da Divisão Sul-Americana Procurando integrar o ministério de publicações, mais de quarenta editores da Casa Publicadora Brasileira, localizada no estado de São Paulo, Brasil, e da Asociación Casa Editora Sudamericana, em Buenos Aires, Argentina, reuniram- -se na sede da Divisão Sul-Americana em Brasília, no mês de setembro, para o primeiro concílio de publicações em mais de duas décadas. O concílio reconheceu o trabalho dos editores, incentivou a colaboração entre as duas editoras e forneceu recursos e oportunidades para essa troca. Os editores sempre oferecem tanto às pessoas, mas nem sempre recebem de volta o apoio de que necessitam, disse Erton Köhler, presidente da Divisão Sul-Americana. REUNIÃO EDITORIAL: Dezenas de editores, das duas editoras da Igreja na América do Sul, se reúnem na sede da DSA em Brasília, para integrar esforços e trocar experiência. Foto: Cortesia da Casa Publicadora Brasileira Vários editores adventistas proeminentes fizeram apresentações durante o concílio. William Johnsson, pastor jubilado e ex-editor da Adventist Review e da Adventist World compartilhou lições, diretrizes e conselhos que aprendeu durante sua extensa carreira como escritor e editor. George Knight, historiador da Igreja, autor e editor, deu exemplos dos pioneiros que ajudaram a moldar o ministério adventista de comunicação. Alberto Timm, diretor associado do Patrimônio Literário de Ellen White, e Wilmar Hirle, diretor associado do Ministério de Publicações da Associação Geral, falaram dos principais desafios culturais e eclesiológicos enfrentados pela igreja atualmente, e como os editores podem ajudar oferecendo clareza e contexto. Para Almir Marroni, vice-presidente da Divisão Sul-Americana, a conferência serviu para motivar os editores, que, segundo ele, desempenham papel fundamental no preparo do mundo para a segunda vinda de Cristo. A Igreja Adventista do Sétimo Dia reconhece a importância do ministério daqueles que foram chamados por Deus para comunicar o evangelho através da palavra escrita nos últimos dias da história, disse Marroni. Notícias da Divisão Sul-Americana, pela Rede Adventista de Notícias Estudante Adventista é o Melhor na Nicarágua Jovem adventista foi homenageado como o melhor aluno da Nicarágua após obter o primeiro lugar em uma competição nacional que mede a proficiência em matemática, física, biologia e química. Nathon Leopold Hilton, 16, foi reconhecido pelo Ministério de Educação da Nicarágua como o aluno que alcançou maior número de pontos, foto: cortesia COVANIC HONRA ESTUDANTIL: Nathon Leopold Hilton (centro), aluno da Escola Adventista Vocacional da Nicarágua, é premiado pelo ministro da Educação por alcançar a maior média em competição acadêmica. A cerimônia foi realizada no Estádio Chiquilistagua, Manágua, Nicarágua, no dia 13 de setembro. durante cerimônia no Estádio Chiquilistagua, em Manágua, no dia 13 de setembro. Leopold, que cursa a 11ª série, é o primeiro aluno da Escola Adventista Vocacional da Nicarágua a receber tal reconhecimento, disse Felipe Cordero, diretor da escola. Estamos felizes por Nathon e porque esse reconhecimento destacou a escola, mencionou Cordero, acrescentando que os professores e funcionários da escola estão comprometidos a oferecer forte crescimento acadêmico e espiritual. A escola planeja realizar um programa em homenagem a todos os alunos que fizeram os exames distritais em várias áreas do saber. Mais de duzentos alunos do fundamental e ensino médio estão matriculados atualmente na Escola Adventista Vocacional da Nicarágua. A escola é administrada pela Missão da Nicarágua, localizada em Manágua. Cerca de três mil alunos frequentam 25 escolas adventistas de ensino fundamental e médio no país. Há aproximadamente 62 mil adventistas na Nicarágua, país com população aproximada de 3,2 milhões de habitantes. reportagem de Javier Castrellon, equipe da IAD Dezembro 2012 Adventist World 5

6 Notícias do Mundo Márcia Ebinger, Divisão Sul-Americana Cresce Evangelismo pela Web na América do Sul Espectadores interagem on-line com orador durante a programação. Durante oito noites, a juventude sul-americana participou da série Contagem Regressiva. O esforço evangelístico foi realizado a partir da sede da Divisão Sul-Americana (DSA) em Brasília, e aconteceu entre os dias 20 a 23 de setembro de 2012, em português, e de 27 a 30, em espanhol. Transmitido pelos sites (esperanca.com. br e esperanzaweb.com), o evento foi coordenado pelo departamento do Ministério Jovem da DSA em parceria com o departamento de Evangelismo, Rede Novo Tempo e outros departamentos. A iniciativa tornou possível, pela primeira vez, a interação entre os participantes e o orador oficial, pastor Luís Gonçalves. Temas Escolhidos pelo Público O coordenador geral do programa, pastor Areli Barbosa, explica que a proposta evangelística direcionada aos jovens requer linguagem e músicas específicas, além da oportunidade de interação entre os participantes e apresentadores. Estamos nos mantendo atualizados com a mídia moderna que atinge os jovens, mas a mensagem que apresentamos é profética e bíblica, ou seja, a mesma mensagem que [já] transformou muitas vidas, disse. Segundo Gonçalves, os temas sobre o tempo do fim foram apresentados por duas razões principais: As pessoas estão voltadas para o calendário Maya e para a possibilidade do mundo acabar este ano, portanto, é hora de esclarecer os fatos. Além disso, fizemos uma pesquisa pela internet oferecendo vários temas. Entre todas as opções, os temas proféticos foram os mais solicitados na preferência do público. Por isso, os que pensam que os jovens não têm interesse nos eventos finais estão muito enganados. Em uma pesquisa realizada pelo Departamento Jovem, os assuntos relacionados ao Apocalipse e o fim do mundo foram votados como os de maior interesse para as apresentações pela internet. Com os resultados em mãos, foram escolhidos quatro temas: Sinais dos Tempos ; Se Existe Só Um Deus, Por Que Tantas Religiões? ; O Selo de Deus e a Marca da Besta ; e, O Enigmático Número 666. Outro impacto importante da série de mensagens sobre profecia bíblica foi o fato de que o hashtag #Contagem Regressiva ficou, em vários momentos, no Trend Topics Brazil, lista em tempo real das frases mais publicadas pelo Twitter. Alcançamos quase 2 mil tuítes por hora no início do programa, o que significa que houve até 1,7 milhão de visualizações (número de vezes que esses tuítes aparecem no timeline do usuário) por hora, disse Rogério Ferraz, coordenador técnico do programa. Outros números também se destacaram. Durante as quatro noites da programação em português, 43 mil computadores estavam conectados a um público estimado de 84 mil usuários. Em espanhol, havia 23 mil computadores para cerca de 45 mil usuários. Esses números foram calculados a partir de uma mostra dos usuários da internet que responderam à pergunta Quantas pessoas estão assistindo ao programa com você? 52% assistiram à série acompanhados de uma ou mais pessoas, e 48% assistiram sozinhos. A média de idade do público que assistiu à Contagem Regressiva em português variou entre 25 e 34 anos e, em espanhol, os usuários mais frequentes estavam entre os 18 e 24 anos. Ferraz observou que foi necessária uma equipe de mais de quarenta profissionais, que trabalharam duro e não pouparam esforços até estarem certos de que todos os detalhes do programa fossem realizados corretamente. Além dos números, outra coisa que se destacou foi o interesse demonstrado por muitos para aprender mais sobre os assuntos apresentados pelo pastor Luís Gonçalves. Centenas de 6 Adventist World Dezembro 2012

7 Esquerda: EVANGELISMO ON-LINE: Luís Gonçalves (centro) foi o orador de Contagem Regressiva, um projeto evangelístico da igreja para todo o território da Divisão Sul-Americana. Direita: PARTICIPAÇÃO JOVEM: Jovens participam como voluntários. FOTOS: CORTESIA DA DIVISÃO SUL-AMERICANA usuários da internet na América do Sul e de todo o mundo enviaram perguntas sobre os sinais da volta de Jesus, o milênio, o número dos que serão salvos, etc. Mais de cinquenta países estavam conectados, entre eles, México, Estados Unidos, Espanha, Honduras, Costa Rica, El Salvador, Colômbia, Coreia do Sul, Fiji, Eslováquia e República Dominicana. Contagem Regressiva... para Iniciativas Futuras Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a América do Sul, comentou o novo formato de evangelismo: O público que usa a internet está crescendo. Como igreja temos que ir até onde as pessoas estão. Se elas estão em frente aos computadores, temos que ir até elas falando na linguagem que possam entender. O projeto terá uma sequência. Uma vez ao ano, teremos o evangelismo pela web nesse mesmo formato. Além disso, haverá conversas por vídeo e outras iniciativas. Ele ressaltou que esse primeiro programa continuará a ser aperfeiçoado, e crescendo, amadurecendo, chegaremos a uma melhor compreensão de como devemos ir em frente com o público da internet. Os líderes celebram o fato de que um total de pessoas responderam aos apelos realizados durante a série. Um exemplo da tecnologia sendo utilizada para converter corações a Cristo. n Membros Voluntários no Evangelismo pela Internet Em Mogi das Cruzes, São Paulo, Carolina Rodrigues do Prado, 17, espera que o programa tenha ajudado a promover os projetos de evangelismo voluntário como o que ela já coordena há dois anos, chamado Tweet KM. Esse é um grupo de 400 jovens, de várias partes do país, que se reúne virtualmente para orar por amigos e para postar vídeos e materiais sobre a Bíblia na linguagem usada pelos jovens. Esse projeto tem só uma missão: compartilhar o evangelho com todos. Para nós, o Contagem Regressiva foi muito importante porque nos motiva a usar nossos talentos para servir a Deus, diz Carolina. O Que As Pessoas Disseram Sobre o Contagem Regressiva Johnatan Elías Adarme Rodríguez Colômbia: Esse programa tem um potencial incrível, não apenas para a América do Sul, mas também para outras áreas. Aqui, tivemos jovens reunidos em suas casas, com grupos de amigos, para assistir à série Contagem Regressiva. Sugiro que outros países copiem a ideia. Fabiana Büchert Lerch Venezuela: Excelente iniciativa. Deveria haver mais programas como esse. Silvia Fulchignoni Brasil: O programa foi muito bom. Gostaria que tivéssemos estudos bíblicos online e ao vivo, todos os dias. Sou empresária e meu tempo é muito limitado. Viviane Souza Paz Brasil: Vocês merecem os parabéns pelo programa. Sou de outra denominação religiosa e nunca compreendi a Bíblia tão bem como compreendo agora. Dezembro 2012 Adventist World 7

8 V I S Ã O M U N D I A L Ao aproximar o fim de mais um ano, vivemos o período em que muitos cristãos, em todo o mundo, celebram o nascimento de Cristo. É bom relembrar o grande sacrifício feito por Jesus ao vir à Terra. Eu gostaria de convidá-lo a tomar uns minutos para juntos considerarmos o maior presente já ofertado Jesus Cristo. Lemos em 2 Coríntios 5:19 que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. Que promessa embalada para presente é esta? Deus estava em Cristo nos reconciliando consigo mesmo. Aqui temos uma imagem surpreendente do plano da salvação, a imagem de um Deus que toma a iniciativa de restaurar o relacionamento que fora rompido com os seres humanos, uma perda muito sentida quando a humanidade optou por separar-se do Criador. Imagine aquela noite, há tanto tempo, na cidade de Belém. Um bebê nasceu: não em uma cama confortável, mas em um celeiro, um estábulo, cercado por criaturas que Ele mesmo havia criado. Deitado ali na manjedoura, Ele aparenta ser apenas outro infante nascido para a vida humilde de uma pequena família judia. Embora surpreendente, Ele era completamente humano e completamente divino. Vemos Deus em Cristo, reconciliando o mundo consigo mesmo por meio de um bebê indefeso; por intermédio de uma criança inocente; pelo fiel e jovem carpinteiro; pela Chamados Por Ted N. C. Wilson Mınıstérıo para o reconciliação Nossa sagrada responsabilidade da 8 Adventist World Dezembro 2012 IMAGEM POR ALBIN EGGEN-LIENZ

9 compaixão do Grande médico; na sabedoria de um respeitado professor e pela humildade de um homem inocente oferecendo a outra face. Nós O vemos numa cruz, com os braços estendidos, procurando reconciliar o mundo consigo mesmo. Ele veio para um mundo que O desprezou e rejeitou; um mundo para o qual Veio para o que era Seu, e os Seus não O receberam (Jo 1:11). Que tipo de Deus é esse, que procura salvar o perdido, que ama Seus inimigos, que permanece em silêncio diante de terríveis ataques? Esse é o Deus que procura se reconciliar conosco. Isso é o que Ele deseja mais do que qualquer coisa. Ele almeja que estejamos com Ele, não apenas no futuro, mas agora. Reconciliação Agora Sua obra de reconciliação não terminou na cruz; ela ainda continua enquanto atua como nosso sumo sacerdote no santuário celestial, ministrando no Santo dos Santos, intercedendo em nosso favor com Seu próprio sangue. Cristo está participando ativamente desse importante ministério enquanto falamos. Quão maravilhoso é saber que o Deus do universo, que Se humilhou a Si mesmo e veio a este mundo, onde experimentou provações e tristezas, é o mesmo Jesus que agora é nosso advogado e sumo sacerdote que ministra por nós no verdadeiro santuário. Em Hebreus 4:15 diz: Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Quão maravilhoso é saber que nosso Salvador nos compreende completamente. Talvez seja por isso que, há dois mil anos, Ele orou não só por Seus discípulos, mas por nós também, quando pediu ao Pai: Guarda-os em teu nome, os que me deste, para que eles sejam um, assim como nós (Jo 17:11). Chaves para a Reconciliação Jesus percebeu que era necessário não apenas nos reconciliar com Ele, mas, sobretudo, que essa reconciliação não seria completa a menos que também nos reconciliássemos uns com os outros. É por isso que Ele nos deu o ministério da reconciliação (2Co 5:18). Somos todos chamados para esse ministério especial e Deus já nos capacitou por Sua Palavra, a palavra da reconciliação (verso 19), a Bíblia. É por meio de Sua Palavra que encontramos as chaves da reconciliação de uns para com os outros confissão, perdão, esperança e cura. Sejam quais forem as dificuldades, disputas e frustrações que enfrentamos agora, o Senhor já tem um caminho para a reconciliação pela unidade entre os Seus crentes. Sua humildade visa à vida. Seu ministério altruísta para com os outros e Seu imenso sacrifício são exemplos para nós, incentivando-nos a deixar de lado tudo o que nos impede de estar reconciliados com Ele e uns com os outros. Renovadas Todos os Dias Que imenso amor Cristo demonstrou por nós! Este é um período maravilhoso para relembrar Seu nascimento e o presente da reconciliação. Mas, embora o calor deste É por meio de Sua Palavra que encontramos as chaves da reconciliação de uns para com os outros. período nos abrace hoje, como serão as coisas em janeiro, após terminarem as comemorações? Jesus nos diz: Eis que faço novas todas as coisas (Ap 21:5). O milagre da recriação e reconciliação não está limitado a uma época do ano. Esse é um presente ofertado a nós todos os dias. As misericórdias do Senhor renovam-se cada manhã, escreveu o profeta Jeremias. Grande é Tua fidelidade (Lm 3:22, 23). Como podemos estar certos de que a reconciliação que Cristo oferece pode ser real para nós, sete dias por semana, durante o ano todo? Estando ligados a Ele por meio de Sua Palavra, a palavra de reconciliação, a Bíblia; e, construindo um relacionamento com Ele por intermédio da oração. Ao separarmos tempo para ler e estudar Sua Palavra nos tornamos mais familiarizados com Seus desígnios. E, ao seguirmos Seu exemplo, tornamo-nos mais semelhantes a Ele, assumindo o ministério da reconciliação. Assim como as profecias anunciaram a proximidade do tempo do primeiro advento de Cristo pela certeza da palavra profética encontrada nos livros de Daniel e Apocalipse, sabemos que o tempo de Sua segunda vinda está quase aqui. As profecias desses livros descreveram, com precisão, eventos que se cumprirão muito em breve. Olhando para o Futuro com Esperança Agora, ao findar 2012, ao olharmos para trás, para o modo como essas profecias se cumpriram no tempo exato, Dezembro 2012 Adventist World 9

10 V I S Ã O M U N D I A L podemos fitar o futuro com grande esperança e certeza de que as poucas profecias que ainda faltam se cumprir ocorrerão logo. Se você precisa dessa esperança e certeza, eu o incentivo a estudar essas profecias e a ler o livro O Grande Conflito, de Ellen White. Você ficará maravilhado e confortado. Para baixar gratuitamente pela internet o livro em inglês, espanhol, francês ou português, como também o guia de estudos, visite a página (thegreathope.org). Para outros idiomas, acesse (egwwritings.org) e procure pelo livro The Great Controversy. Unidos a Ele Mesmo que já tenham se passado mais de dois mil anos desde que Jesus caminhou pelas estradas empoeiradas da Palestina, nada realmente mudou na Terra. As nações ainda oprimem outras nações. Jovens e velhos ainda adoecem e morrem. O crime ainda assola o planeta. As pessoas ainda buscam posições vantajosas. Amigos, inimigos, nossos queridos, ainda brigam. Deus, no entanto, é o mesmo hoje como era no passado. Ele ainda está em Cristo, estendendo Sua mão reconciliatória, curando feridas, recuperando vidas quebradas, oferecendo a cada um de nós a oportunidade de estar unido a Ele. Algum dia, muito em breve, os anjos aparecerão no céu mais uma vez, como fizeram há muito tempo sobre as colinas de Belém desta vez não para anunciar o nascimento de um bebê, mas para acompanhar o Rei que está vindo em Sua glória para levar Seu povo ao lar celestial. n Ted N. C. Wilson é presidente da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Dick Duerksen Igreja de Um Dia DA ÁRVORE PARA A IGREJA: Da série evangelística dirigida por jovens, embaixo de uma árvore, os adventistas em Batoka têm agora um bonito templo para adorar. AJUDA DE LONGE: Jovens de outra vila ajudam na construção. PRONTAS PARA O TREINAMENTO: Mulheres da Sociedade de Dorcas se reúnem para planejar iniciativas de ajuda à comunidade, antes mesmo da igreja estar completamente construída. Batoka, Zâmbia Não há Igreja Adventista do Sétimo Dia em Batoka. Um grupo de jovens da principal igreja de Dambwa, 200 quilômetros ao sul da cidade de Livingstone, resolveu mudar esse quadro. Desafiados pelo seu diretor, Webster Silingwe, os jovens viajaram para Batoka e realizaram campanha evangelística, resultando numa igreja debaixo de uma árvore. O ministério Maranatha e a ASI (Federação dos Empresários Adventistas da América do Norte) fizeram uma parceria para transformar essas igrejas sob árvores, tantas quanto possível, em templos, na África. Batoka recebeu uma das primeiras Igrejas de Um Dia, na Zâmbia. A nova igreja de Batoka construída pelos jovens evangelistas, foi aberta para os cultos em fevereiro de No dia 29 de agosto deste ano, a equipe do Maranatha foi até lá para ver o que estava acontecendo. O que encontramos foi incrível. Na quarta-feira à tarde, a líder das Dorcas (Assistência Social) já estava lá, preparando-se para dirigir um curso oferecido pelo departamento, naquela noite. Outras quatro mulheres também estavam lá, ajudando a planejar a iniciativa de serviço para a comunidade. A igreja tem um novo piso de concreto, paredes de tijolinho à vista, janelas de catedral esperando por vidro e uma plataforma adicional preparada com telhado de painéis de aço. Os membros assumiram totalmente o cuidado do prédio e transformaram a Igreja de Um Dia em um centro de adoração a Deus. Quando chegamos, fomos recebidos por dois jovens derrubando os blocos que haviam colocado na entrada da igreja. Finalmente o chão está seco e pronto para a reunião desta noite, esta será a primeira reunião sobre o concreto!, disseram orgulhosamente. Os jovens construtores não são membros da congregação de Batoka, mas vieram do outro lado do grande mercado para ajudar os membros a assentar os tijolos e preparar o chão. A Igreja Adventista do Sétimo Dia em Batoka, Zâmbia, levanta-se como um farol na estrada Livingstone-Lusaka. Uma congregação dirigida por jovens, que está crescendo e brilhando mais e mais a cada dia. A Igreja de Um Dia é um programa de colaboração entre a Igreja Adventista do Sétimo Dia, Adventist-laymen s Services e Industries (ASI) [Federação de Empresários Adventistas] e Maranatha Volunteers International. Estas histórias chegam até você, todos os meses, por meio de Dick Duerksen, o Contador de Histórias do Maranatha. 10 Adventist World Dezembro 2012

11 ARTIGO ESPECIAL O Câncer no Por Allan R. Handysides Mundo Qual é a realidade na sua região? O câncer é uma das principais doenças em todo o mundo. Estima-se que só em 2008 houve cerca de 13 milhões de novos casos e 7,6 milhões de mortes. Esses índices estão muito acima dos de 2003, quando o Relatório sobre o Câncer da Organização Mundial de Saúde registrou cerca de de 10 milhões de novos casos e 6 milhões de mortes. 1 Nenhuma região do mundo está livre do câncer. Os índices padronizados por idade permitem a identificação de determinadas variações geográficas, mas nem todos os dados são da mesma qualidade. Generalizações, entretanto, muitas vezes podem ser feitas com algum grau de confiabilidade. As diferenças regionais nos índices de câncer são bastante distintas. Os índices nos Estados Unidos são altos, aproximadamente 334 casos de câncer para 100 mil pessoas. A Austrália e a Nova Zelândia com 356,8 para 100 mil pessoas possuem a pior estatística. O norte da Europa com 303,5 e a Europa Ocidental com 337,4 para cada 100 mil também apresentam altos índices. O risco de morrer em consequência de um câncer é ainda maior na Europa Central e Oriental. O índice de câncer nas mulheres dessas regiões também é alto, particularmente o câncer de mama. A menor incidência de câncer ocorre na região central e oriental da África, sul e centro da Ásia (homens), e centro e norte da África (mulheres). 2 Nas sociedades afluentes as mulheres sofrem com a alta incidência do câncer, geralmente relacionado ao fumo e a outros fatores associados ao estilo de vida ocidental. Nos países em desenvolvimento 25% dos tumores estão associados a infecções crônicas como a hepatite B (câncer de fígado), o vírus do papiloma humano (câncer cervical) e o Helicobacter pylori (câncer de estômago). Em alguns países ocidentais tem havido um declínio no índice de mortalidade pelo câncer, porque há menos fumantes. O câncer de pulmão é o mais comum em todo o mundo, seguido pelo câncer de mama e de cólon. As mortes por câncer são mais comumente relacionadas ao câncer de pulmão, estômago e fígado. O aumento da população mundial é o maior responsável pelos resultados estatísticos da doença. Devido alguns tipos de câncer serem mais sensíveis ao tratamento como por exemplo, o de mama, próstata e útero/cérvix causam a morte em apenas uma minoria de pacientes afetados. Causas do Câncer Muitos fatores influenciam a prevalência do câncer humano. Eles variam desde agentes indutores, ou cancerígenos, às infecções crônicas, fatores dietéticos e o estilo de vida, o consumo de álcool e susceptibilidade genética. Cerca de 20% dos cânceres estão associados a infecções crônicas. Os agentes cancerígenos mais perigosos para o ser humano são: o fumo, o amianto, as aflatoxinas e a luz ultravioleta. Fumo O hábito de fumar está irrefutavelmente associado ao câncer de pulmão. Menos reconhecida está a associação do fumo com o câncer de laringe, pâncreas, rins, bexiga e associado ao álcool de boca e esôfago. A idade em que a pessoa começa a fumar afeta a incidência do câncer. Adultos com idade de 55 e 64 anos que fumam entre 21 a 39 cigarros por dia e começaram a fumar antes dos 15 anos, são três vezes mais propensos a morrer de câncer de pulmão do que os que começaram após os 25 anos. Certas variedades de fumo (por exemplo, o fumo preto) podem ser mais perigosas do que outras, mas não existe fumo que não seja perigoso. 3 Álcool O Relatório Mundial sobre o Câncer de 2003 colocou o álcool como o segundo entre as causas da doença. O grande consumo de álcool causa câncer da cavidade oral, faringe, laringe, esôfago e fígado, e aumenta o risco do câncer de mama, cólon e reto. Uma relação casual entre o álcool e o câncer de cólon e reto também é fortemente sugerida, e o risco de câncer na cabeça e pescoço em Dezembro 2012 Adventist World 11

12 ARTIGO ESPECIAL grandes consumidores de álcool é cerca de cinco a dez vezes mais alto do que nos abstêmios. O risco é correlato à quantidade de consumo do álcool. Mudanças nos padrões de consumo sugerem aumento nos países menos desenvolvidos e diminuição nos países mais desenvolvidos. Entretanto, o efeito cancerígeno do hábito de beber é igualmente subestimado. 7,6 milhões de pessoas no mundo, morreram de câncer em 2008, comparados aos 6 milhões em Estima-se que o álcool cause 3% de todos os cânceres (4% em homens e 2% em mulheres). É certo que, além dos efeitos cancerígenos, o álcool está associado a uma abundância de outros problemas. Exposição Ocupacional Algumas indústrias expõem seus funcionários a uma variedade de produtos químicos. A primeira causa do câncer ocupacional foi identificada no século dezoito, entre os limpadores de chaminés, que desenvolviam câncer escrotal. 4 Atualmente, há cerca de 25 substâncias químicas, ou grupos de produtos químicos, cuja exposição ocupacional foi considerada como de risco cancerígeno. Nos países desenvolvidos tais riscos foram eliminados, especialmente por amianto, sílica cristalina e metais pesados, mas há materiais perigosos que provavelmente sejam cancerígenos e elevam o total para cerca de 50 produtos químicos potencialmente cancerígenos. A consciência de tais perigos é útil para assegurar a vigilância e regulamentação de tais indústrias. Alguns agentes ocorrem no meio ambiente geral, como o vírus da hepatite B e C crônicas, aflatoxinas, radônio e radiação solar. A fumaça do diesel tem sido associada ao câncer de pulmão e de bexiga. Poluição do Ambiente O meio ambiente com seu solo, água e ar poluídos é responsável por mais de 4% de todos os cânceres. 5 O ambiente que criamos fumando, consumindo álcool, fatores dietéticos, falta de exercício e excessiva exposição ao sol pode estar relacionado à maioria dos cânceres humanos. 6 As substâncias tóxicas e não ocupacionais às quais estamos expostos em nosso ambiente, são as seguintes: n Amiantos uma das causas de câncer melhor documentada, especificamente o mesotelioma. O pó de amianto pode contaminar não apenas o local de trabalho, mas ser transportado pela roupa do trabalhador e contaminar sua residência. n Poluição do Ar que inclui materiais de trabalho, não menos que a descarga dos veículos. Essas descargas podem conter produtos como o benzeno, tolueno, xileno e acetileno, todos cancerígenos conhecidos. As populações urbanas correm maior risco do que as rurais. Índices muito altos de câncer de pulmão foram registrados em trabalhadores não industriais morando em casas. Estudos mostraram que mulheres chinesas não fumantes, por exemplo, são expostas à poluição do ar dentro de casa devido às suas práticas de esquentar e cozinhar. O vapor do óleo quente pode provocar tais cânceres, bem como a fumaça do combustível de sua fonte de aquecimento. 7 n Poluição da Água que pode ser combatida com aplicação de cloro para reduzir os problemas virais e bacterianos. Contudo, o processo de cloração pode produzir subprodutos do cloro que são prejudiciais. Estudos sugerem uma relação casual entre a água clorada e o câncer de bexiga. 8 Água contaminada é fonte de exposição ao arsênico, que está relacionado ao câncer de pele, pulmão e de outros órgãos. Altos níveis de arsênico foram encontrados em água potável em várias áreas da Argentina, Bangladesh, Chile, Índia, México, Mongolia, Taiwan, Alasca e outras partes dos Estados Unidos. 9 Contaminação de Alimentos Não apenas o ambiente, mas também os alimentos podem ser contaminados. Até os alimentos naturais podem estar infectados com fungos naturais que podem produzir toxinas como as Número de casos de câncer em homens, em 2008: 356,8 337, ,5 Austrália/Nova Zelândia Europa Ocidental Estados Unidos Norte da Europa 12 Adventist World Dezembro 2012

13 aflatoxinas. Resíduos de pesticidas também podem ser problemáticos. Na África e Ásia, o crescimento de fungos e a produção de aflatoxinas são problemas reconhecidos. Animais que consomem tais alimentos, por sua vez, tornam-se problemáticos. Quando tal contaminação é por antibióticos, hormônios promotores de crescimento, pesticidas e metais pesados, podem ser concentrados na carne, leite ou ovos. Os organoclorados, como o DDT, foram associados com a elevação do risco de cânceres pancreático e de mama, linfoma e leucemia. Tentativas para correlacionar bifenilos policlorados (PCB) com o câncer de mama mostraram-se conclusivas. 10 Agentes Infecciosos e o Câncer Em 1896, Ellen White falou dos efeitos cancerígenos dos alimentos cárneos em testemunhos não publicados. Em 1905, ela falou que a carne estava cheia de germes de tuberculose e câncer. 11 Em 1911, quando Peyton Rous publicou Transmission of Malignant New Growth by Means of a Cell-free Filtrate [Transmissão de Novo Crescimento Maligno por Meio de um Filtrado Livre de Células] foi estabelecida uma ligação entre uma infecção e o câncer na literatura científica. 12 Somente nos anos 1980, os avanços na biologia molecular permitiram a detecção de ínfimas quantidades de um agente infeccioso em espécimes biológicos. Desde então, foram encontrados pelo menos oito vírus diferentes, quatro parasitas e uma bactéria que casualmente foram associados ao câncer. A hepatite B e C e o vírus do papiloma humano são transmitidos sexualmente e pela contaminação do sangue. O vírus de Epstein-Barr também é transmitido pelo contato entre humanos, assim como a infecção pelo HIV. O vírus T-linfotrópico causa linfoma/ leucemia, e é igualmente transmitido pelo contato humano. O herpesvirus humano 8 (HHV-8) tem sido associado ao sarcoma de Kaposi. A helicobacter pylori está associada com câncer de estômago. Parasitas do fígado das famílias Fluke, adquiridos pela ingestão de peixes crus ou mal cozidos, têm sido associados com câncer de fígado. Ainda não há evidência de que vírus de animais causem câncer em humanos, e o conceito de um germe câncer foi rejeitado pela literatura médica até o momento. Dieta e Nutrição É estimado que cerca de 30% dos cânceres humanos estão associados à dieta e à nutrição. A incidência de vários cânceres difere de acordo com a região do mundo. Há muitas causas potenciais de tais variações, mas o câncer de mama, cólon, reto, próstata, endométrio, ovário e pulmão são geralmente mais comuns nos países desenvolvidos. A descoberta mais consistente é a associação da redução de vários tipos de câncer ao consumo de frutas e vegetais. O Estudo Adventista de Saúde endossa tais descobertas, particularmente mostrando que pessoas que consomem carne têm seu risco de câncer de cólon elevado em três a quatro vezes. Há uma associação consistente entre a carne vermelha (porco, boi ou carneiro) e carne processada, com o aumento dos riscos observados em muitos estudos. O açúcar simples (mono e dissacarídeos) pode estar associado com o aumento do câncer de cólon/reto. O alto teor de carbo-hidratos da dieta vegetariana, com seus carbo-hidratos complexos, aparentemente oferece efeito de maior proteção. A gordura tem sido o foco da maioria das hipóteses entre os fatores dietéticos e o câncer. Estudos em relação às gorduras saturadas e poliinsaturadas ainda não produziram dados conclusivos, embora o óleo de oliva esteja associado à redução do risco. 30 % dos canceres estão relacionados à dieta e nutrição Um Presente de Deus A mensagem adventista de saúde sobre a alimentação saudável, exercício, ar puro, descanso e confiança em Deus é um presente que recebemos de nosso amoroso e misericordioso Criador, para nos ajudar a viver uma vida abundante e saudável enquanto esperamos Seu breve retorno. Vamos Lhe agradecer e O louvar por esse generoso presente. n 1 Organização Mundial da Saúde,World Cancer Report 2008, 2 International Journal of Cancer 127, n o 12 (15 de dezembro de 2010), p Organização Mundial da Saúde, World Cancer Report 2003, p P. Pott, ed., Chirurgical Observations (London: Hawes, Clark and Collins, 1775). 5 Harvard Report on Cancer Prevention, v. 1, Cancer Causes and Control, suppl. 7, S L. Tomatis, A. Aitio, N. E. Day, E. Heseltine, J. Kaldor, A. B. Miller, D. M. Parkin, E. Riboli, eds., Cancer: Causes, Occurrence, and Control, IARC Scientific Publication, n o 100 (Lyon: IARC Press,1990). 7 Carcinogens in Food: Priorities for Regulatory Action, Human Experimental Toxicology, 15: Chlorination, Chlorination By-products, and Cancer: A Meta-analysis, American Journal of Public Health, 82: ; Drinking Water and Cancer, 8: Drinking Water and Cancer. 10 Relevance to Human Cancer of N-Nitroso Compounds, Tobacco Smoke, and Mycotoxins, IARC Scientific Publications, no 105 (Lyon: IARC Press, 1991). 11 Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver (Tatuí: Casa Publicadora Brasileira), p Peyton Rous, in Journal of the American Medical Association, 56 (1911):198. Allan R. Handysides é médico ginecologista e diretor do Ministério de Saúde da Associação Geral. Dezembro 2012 Adventist World 13

14 D e v o c i o n a l Era o vigésimo quarto dia após a perda de Bella, nossa pequena e fiel dachshund. Nos últimos quinze meses, ela havia sido um alegre membro de nossa família, brincando com as crianças e bajulando minha esposa Thandi. Tínhamos planejado uma semana de férias com a família, e na noite anterior à viagem, uma irmã da igreja veio apanhá-la para cuidar dela durante nossa ausência. Ela já havia tomado conta da Bella antes, por isso ficamos surpresos ao ouvir o telefone tocar meia hora mais tarde e nossa amiga dizer que Bella havia fugido e, que não conseguia encontrá-la em lugar nenhum. Não tem problema, disse minha esposa. Vou aí para chamá-la; ela sempre me atende e vai voltar. Mal sabíamos que aquele seria o início de várias buscas sem sucesso, lágrimas, esperanças frustradas que testariam a fé coletiva da família. Por Martin G. Klingbeil A história sobre a fé de uma família Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! (Mc 9:24, ARA) Preciso esclarecer que moramos numa zona rural do Tennessee, EUA, perto da Universidade Adventista Southern (SAU). A área onde Bella desapareceu é cercada por infindáveis florestas, pontuada por pequenas casas, fazendas e propriedades roça. Três horas mais tarde, minha esposa retorna exausta, frustrada, ansiosa e picada por mosquitos. Ela perambulou pela floresta até depois do por do sol, livrando-se das heras venenosas e dos grandes cães hostis, chamando pela Bella que, aparentemente, entrou num espaço verde desconhecido, sem deixar rastro. O que havia acontecido? Tudo era muito estranho. Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! Na manhã seguinte, muito cedo, voltei com Jonathan, meu filho mais velho, ao local do desaparecimento de Bella. Caminhamos para cima e para baixo em busca do amado membro canino de nossa família. Retornando de mãos vazias, decidido a adiar nossa partida, telefonei para os abrigos de animais da área, imprimi cartazes de Cachorro Desaparecido, colei-os nos postes da rua e falei com os vizinhos da redondeza. Todos estavam alertas e orando, inclusive nossos três filhos, de 10, 8 e 4 anos. Como eu iria explicar para eles como Deus lida com nossas crises se Bella nunca mais aparecesse? A pergunta continuava a me importunar lá no fundo da mente quando, finalmente, 14 Adventist World Dezembro 2012

15 Começo a imaginar sobre como iremos lidar com a perda da Bella. saímos para a jornada de dez horas até o local de nossas férias. Todos estavam quietos no carro, o que não era comum. Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! Três semanas se passaram desde que Bella desapareceu. Voltamos de nossas férias e a casa parece vazia sem ela. Não mais orelhas compridas voando pelo quintal, não mais o latido amigo quando eu voltava do escritório, não mais o aspirador de pó permanentemente sob a mesa da sala de jantar, não mais o constante barulhinho seguindo Thandi ao redor da casa. A essa altura, os abrigos de animais já estão acostumados com nossas ligações e visitas; vamos repetidamente ao local onde ela desapareceu, nossa classe da escola sabatina está orando, mas até agora, nada. Quais são as chances de um cachorrinho doméstico de 3,4 kg sobreviver na grande floresta do Tennessee? A pergunta aparece repetidamente durante nossos cultos em família. Falamos dos pardais, dos cabelos contados de nossa cabeça, e do cuidado de Deus por todos (Mt 10:29, 30). Entretanto, após mais de três semanas, não sei se alguém em nosso círculo familiar conseguiria, agora, maior pontuação na escala da fé certamente não seria eu. Começo a imaginar sobre como iremos lidar com a perda da Bella. Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! Na manhã do vigésimo-quarto dia, Mathias, nosso caçula, faz uma oração simples e honesta: Senhor, por favor, ajuda-nos a encontrar a Bella. Quando minha esposa me contou isso, fiquei emocionado e preocupado com os efeitos que uma oração não respondida teria sobre sua tenra alma. Então, ao anoitecer o telefone tocou e minha esposa atendeu. Imediatamente a ouvimos dizer incredulamente: Vocês a encontraram? antes que fechasse a porta atrás de si para ouvir a ligação sem o barulho e interferência de quatro homens! Alguém, cerca de 1,5 km de onde ela fugiu, viu Bella procurando por comida ao redor de uma oficina no alto de uma colina na floresta. Em um segundo estávamos no carro, correndo para o local. A história foi, então, revelada: ela foi vista quase que diariamente ali, e, por acaso, um dos funcionários fez a ligação entre o cartaz feito à mão colado no poste em frente à sua garagem e o cachorrinho abandonado. Estamos tão felizes. Seria realmente ela? A descrição se encaixa e minha esposa saiu para a floresta mais uma vez chamando por ela enquanto fiquei com as crianças no carro. Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! Vigésimo-quinto dia de nossa procura por Bella, e ela ainda não está em casa. Após duas horas de procura naquela noite e de ficar encharcados com uma chuva forte, voltamos para casa. Um sentimento de deixa pra lá, me invadiu. Seria só uma miragem? Alguém sugeriu que deveríamos tentar prendê-la, assim um bom amigo e eu construímos uma armadilha improvisada. À tarde, ambas as famílias se dirigiram uma vez mais rumo à floresta. Enquanto tentamos montar a armadilha, Thandi e as crianças varreram o bosque atrás da oficina chamando por Bella. De repente, há um som diferente em sua voz, e ao chegar mais perto, ouvimos as tão esperadas palavras: Achei! Achei a Bella! Todo mundo se amontoou e ali está ela: uma pequena bola de pelo nos braços de Thandi, cheia de pulgas e carrapatos, só pele e osso, com uma crosta de sangue cobrindo seu peito, olhar de muita dor, mas é nossa Bella. Inequívoca e milagrosamente! Esse é um momento em que acontece tudo ao mesmo tempo: lágrimas e risadas, ansiedade e alívio, dúvidas e uma fé nova e fortalecida. Nosso cachorrinho está em casa. Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! A ênfase nesse verso conhecido mudou: Eu creio! Alegro-me com essa experiência de construção da fé em meus filhos, que estão começando a desenvolver seu relacionamento com Cristo. Mas isso não é em relação à pedagogia cristã, é em relação a mim. Meus pensamentos se desviam de cachorros perdidos para as ovelhas perdidas e, finalmente, para as filhas e filhos pródigos. Os elementos estão todos aí: a perambulação pelo mundo hostil, a procura do pai, a devastação do filho, a espera torturante, o tão esperado retorno, e, finalmente, a feliz celebração enquanto um abraça o outro. Talvez a escala seja de 1:10 quando falamos de cães versus pessoas. Mas, para mim, isso tem um novo significado e é em relação ao pai. Foram 25 dias ou anos que ele passou olhando para a estrada sinuosa que levava à sua propriedade? Contra todas as racionalizações realísticas e cuidadosas compensações de minha falta de fé, há ali a impecável imagem de um pai inclinado sobre a janela, ainda esperando pelo retorno de seus filhos e filhas: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé! n Martin G. Klingbeil, com sua família e a completamente restabelecida Bella, mora em Collegedale, Tennessee, EUA, onde leciona arqueologia e estudos bíblicos na Southern Adventist University. Dezembro 2012 Adventist World 15

16 Buscan Ove Eu estava O batismo é o ápice espiritual na experiência do converso e da grande comunidade da igreja. É o testemunho público da aceitação de Jesus Cristo como Salvador pessoal e do compromisso de seguir as verdades bíblicas. É, também, símbolo de uma nova direção na vida e, praticamente, significa que o batizando é agora membro do corpo de Cristo, que é Sua igreja (Ef 1:22, 23; 1Co 12:13). Nela, há ampla provisão de instrução, fortalecimento, proteção e organização dos seguidores de Jesus, de modo que estejam prontos a cumprir a Onde você esteve durante todos esses anos? Perguntou Patrícia, olhando firmemente nos olhos de Paulo. 1 Já fazia muito tempo quase três décadas. Paulo havia sido um recém-converso muito entusiasta, mergulhado na vida da igreja. Entretanto, por algum motivo, ele se afastou. Com o tempo se desligou e, mais tarde, a igreja não sabia de seu paradeiro. Algumas pessoas teriam se ofendido com essa pergunta, de certo modo indiscreta. Para outros, teria soado arrogante como que dizendo: Olha, eu me porto corretamente. O que há de errado com você? Porém, Por Glenn P. Hill O L ongo Caminho Casa para não foi assim que Paulo reagiu. De alguma forma, ele entendeu que Patrícia realmente se preocupava e queria que ele voltasse. Nos últimos cinco anos, tenho sido o pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Elmhurst, próximo a Chicago, EUA. Na vida pastoral já vi muita gente interagir com outras, fazer perguntas e ouvir pessoas descrevendo como era sua vida e por que estavam envolvidas ou não na vida da igreja. Algumas dessas pessoas não frequentam mais sua congregação. Outros estão voltando depois de estarem fora por algum tempo. Gostaria que todas as igrejas pudessem fazer algum tipo de pequenas mudanças que resultassem no retorno dos que saíram. Mas, não é muito fácil. É verdade que há coisas que podemos fazer para que nossas igrejas possam ser visitadas com segurança, especialmente para os que estão voltando. Mas essa é apenas parte da história. Cada pessoa é diferente. O que atrai um indivíduo afasta outro. Conversando com ex-membros fiquei assustado ao ouvir nomes específicos listados como motivo para permanecer fora da igreja. E, em seguida, encontrar outras pessoas que listam os mesmos nomes como razão para não retornar. Um fator em comum entre aqueles que voltam para a igreja, são pessoas que se interessam pessoalmente com eles. Chiquita menciona que um casal não a largava. Ela se lembrou de contatos específicos dessas pessoas: telefonemas, 16 Adventist World Dezembro 2012

17 Artigo de CAPA do a lha Perdida Por perdido e fui achado missão. Esse compromisso é para sempre. No entanto, como é desconcertante quando ouvimos que certo membro da igreja, o corpo de Cristo, a abandonou, tornou-se inativo ou desapareceu. Isso tem acontecido com um número significativo de nossos membros. Nos últimos anos, como igreja, estivemos envolvidos com auditoria dos membros, comparando o número nos registros com o número real de membros. Uma Divisão da Associação Geral teve que declinar 240 mil pessoas do número total de seus membros porque muitos haviam desaparecido e não puderam ser encontrados. 1 Louvamos a Deus quando encontramos novas pessoas que desejam se comprometer com Jesus Cristo e a verdade revelada nas Escrituras. Todavia, quando as pessoas se unem à igreja, necessitamos urgentemente de ministros para mantê-las no abrigo onde a família de Deus comunga com Jesus Cristo e uns com os outros. Crescimento Saudável A Igreja Adventista estruturou recentemente suas atividades em torno Benjamin D. Schoun do tema Diga ao Mundo, destacando três elementos diferentes: Primeiro, queremos priorizar o crescimento espiritual, o estudo bíblico e a oração ao nos achegarmos a Deus. Segundo, evidenciar nosso testemunho para o mundo, evangelizando-o. Finalmente, decidimos enfatizar o cuidado e a conservação ao nos relacionarmos como irmãos. Infelizmente, muitas vezes, somos culpados por negligenciar esse terceiro tipo de atividade. Esse não é um problema apenas da Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas da comunidade visitas à sua casa, cartões de aniversário. Provavelmente, nada disso teria sido suficiente para trazê-la de volta. Juntos, porém, tiveram um efeito cumulativo. É difícil para mim, dizer quando a pessoa voltou. Em minha igreja, isso acontece de forma muito variada. Algumas pessoas que nunca vieram à igreja passaram a vir ocasionalmente. Outras frequentam a igreja com certa regularidade, mas não estão muito envolvidas com a vida da igreja. Alguns estão ativamente fazendo a diferença na vida de pessoas necessitadas. Para eles, isso é curativo depois de anos de distância. Outros que voltaram, envolveram-se tão ativamente a ponto de tornarem-se líderes da igreja. Uma coisa está clara, não existe apenas um caminho de volta para a igreja. Também não é algo que acontece após alguns ajustes simples ou por um contato pessoal. Provavelmente, não haja programa específico que traga todas as pessoas de volta para nossa igreja. Há, no entanto, algumas realidades básicas que fazem grande diferença no resultado. Talvez a maior dessas realidades seja a preocupação genuína pelo indivíduo ou família que está fora. Isso é algo que não dá para fingir. Se eu finjo querer que você esteja aqui, você vai perceber que não é genuíno. Outra realidade é um contato significativo. Isso pode ser expresso de diversas maneiras nas diferentes culturas. Em nossa igreja inclui abraços, beijos, telefonemas, visitas pessoais, cartas, s ou mensagens de textos. E por trás de tudo isso está a arma secreta de Deus. Todos os dias eu oro por essas pessoas. O Espírito Santo pode ir onde eu não posso. Ele pode fazer verdadeiros os meus motivos, de modo que não preciso fingir. n 1 Alguns nomes foram mudados. Glenn P. Hill é pastor das igrejas de Elmhurst e Naperville, Illinois, EUA. Atualmente, está fazendo pesquisa para o curso de mestrado em divindade, com ênfase em conservação e recuperação de membros. Dezembro 2012 Adventist World 17

18 Artigo de CAPA Cristã em geral, como foi observado por Michael Green, renomado professor de teologia e líder de igreja: Há poucas áreas na igreja cristã onde falhamos tão catastroficamente como a de cuidar dos recém-conversos. 2 A necessidade de cuidar, ou de fazer discípulos fortemente comprometidos, começa no momento em que a pessoa é batizada. As pessoas, acrescenta Green, precisam de muita ajuda nesse divisor de águas de sua vida quando se entregam a Cristo, mas estão muito confusas com o que fizeram e incertas sobre o que vai significar viver como discípulo em um mundo que tem pouco tempo para Ele. Precisam de informação. Precisam de incentivo. Precisam ser guiados a uma comunidade de cristãos. Precisam conhecer pessoas da igreja. Precisam de ajuda para desenvolver uma vida devocional. Precisam construir o hábito de fazer culto e saber o que estão fazendo. Precisam aprender a razão da esperança que possuem. Precisam ser nutridos pela Palavra[...] Precisam de alguém que cuide deles e que os ajude a superar os primeiros obstáculos. Precisam de exemplos de vida cristã para que imitem. Precisam, acima de tudo, de ser amados. 3 Lyle Schaller, outro autor que pesquisa essa área tão importante, destaca que as igrejas tendem a ter dois círculos: o círculo dos membros e o da comunhão. Ao se unir à igreja, as pessoas automaticamente se tornam parte do círculo dos membros. Isso, porém, não significa que automaticamente também são parte do círculo da comunhão. No círculo da comunhão, as pessoas conhecem umas às outras e têm forte senso de ser parte de algo. A maioria dos líderes é resultado desse círculo. Eles se referem à igreja usando pronomes como nós e nosso. Infelizmente, há muitos membros que não se sentem parte do círculo da comunhão e, em alguns casos, nem do círculo dos membros. Eles tendem a usar pronomes como eles ou deles. A transição do círculo de membro para o da comunhão muitas vezes começa com um simples convite para participar em pequenos círculos nos quais as pessoas são mais diretamente envolvidas com as outras, estudando, partilhando nas tarefas do ministério ou em papeis de liderança. A pesquisa de Schaller sugere que é necessário ter seis ou sete grupos ou círculos para cada cem membros de 13 ou 14 anos de idade, ou mais velhos. 4 Esse é um modo importante de integrar novos membros na igreja, fortalecê-los e conservá-los. Alcançando Outros Às vezes, os membros mais antigos desanimam, pois ouvem uma palavra áspera de outro membro, têm um conflito com um líder, enfrentam uma profunda crise pessoal, ou são vencidos pela tentação. Já não frequentam mais os cultos, resoluta e lentamente começam a deixar de participar ativamente na igreja. Esse deveria ser motivo de Por Galina I. Stele Traga-os de Volta Pela Oração Após a queda da União Soviética, campanhas evangelísticas foram realizadas em todo o território da ex-união Soviética e pessoas foram batizadas aos milhares. No contexto dessas rápidas mudanças econômicas e políticas o número de membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em apenas cinco anos, cresceu tremendamente de em 1990 para em Infelizmente, com o passar do tempo, a taxa de crescimento diminuiu, mas não o número dos que saíam. O desafio da conservação se tornou parte da vida da Divisão Euro-Asiática (ESD). Por que Eles Saem? Muitos fatores podem contribuir para a apostasia, como também para a conservação. Associado a outros estudos, o Instituto de Missiologia da ESD realizou pesquisa em 2007 visando à conservação de membros. Baseado na opinião expressa por pastores e administradores, público alvo da pesquisa, o fator mais importante da evasão é a falta de amigos ou número limitado de amigos na igreja. O segundo e o terceiro fatores são a preparação inadequada para o batismo, especialmente durante as campanhas públicas e o não envolvimento no ministério e na vida da igreja. Os motivos a seguir também foram mencionados: influência ou perseguição de parentes e amigos; falta de cuidado pastoral; falta de igrejas com sedes próprias; frequente troca de locais alugados; dificuldades com a guarda do sábado; combinação de religião e tradições locais; crise econômica e instabilidade. Quando perguntado aos pesquisados qual seria a melhor maneira de manter os 18 Adventist World Dezembro 2012 fhoto: Adrian van Leen

19 alarme e deveria estimular atividades do ministério que visem recuperar tais membros da família. As Escrituras contêm exemplos e exortações sobre procurar e ajudar os que se desviaram da comunidade religiosa. Os livros dos profetas estão cheios de apelos para que o povo de Israel retorne a Deus. Voltem-se para mim de todo o coração, com jejum, lamento e pranto (Jl 2:12; cf. Os 12:6; 14:1; Nm 1:9; 2Cr 30:9). 5 Jeremias escreveu: Voltem, filhos rebeldes! Eu curarei a sua rebeldia (Jr 3:22). O livro todo de Hebreus é um apelo aos judeus cristãos para não cairem outra vez na incredulidade. Não endureçam o coração. Não abram mão da confiança de vocês. Nós, porém, não somos dos que retrocedem e são destruídos, mas dos que creem e são salvos (Hb 4:7; 10:35; 10:39). Jesus contou três histórias centralizadas no perdido: as parábolas da ovelha perdida, da moeda perdida e do filho perdido (Lc 15:1-32). As duas primeiras enfatizam a urgência de procurar o perdido e recuperá-lo. A terceira parábola, do filho pródigo, enfatiza o entusiasmo de receber de volta o filho perdido e os esforços realizados para tê-lo na família outra vez. O filho deliberadamente abandonou o abrigo espiritual da casa de seu pai. Mas, ele voltou e houve grande alegria quando isso aconteceu! Certamente, temos um mandado bíblico para procurar e receber os que já não estão na caminhada conosco. Eu sei o sentimento de perda que sinto quando ouço que ex-membros ou alunos para quem dei aulas no seminário já não fazem mais parte da família da igreja. Isso dói e tenho vontade de implorar para que retornem para Jesus. Embora reconheça sua liberdade de escolha concedida por Deus, sou desafiado a ter certeza de que não abandonaram a igreja por falta de amizade ou comunhão, ou por um mal-entendido ou porque foram feridos. Paul Tompkins, diretor do Ministério Jovem da Divisão Transeuropeia, fez uma pesquisa com jovens que se tornaram inativos em determinada igreja. 6 Ele descobriu que o período crítico para o jovem permanecer ou deixar a igreja é entre os 15 e 20 anos de idade. Os amigos são a principal razão de os jovens apreciarem frequentar a igreja. Alguns citaram que certas atitudes de alguns membros da igreja, mais idosos e com mente tacanha, fizeram com que decidissem abandoná-la. Ao interagir com esses jovens que não estavam mais envolvidos na igreja, Tompkins descobriu que 90% deles ainda se consideram cristãos. Cerca de 50% sentem que um dia poderão retornar à igreja de sua juventude. Apenas um terço desses jovens inativos havia sido batizado, sugerindo que não foram bem discipulados durante o período em que ainda estavam envolvidos com a igreja. Tompkins concluiu: É imperativo que os que estão inativos sejam acompanhados por alguém e não deixados que se desviem sem que sejam percebidos. membros recém-batizados, as respostas continham os seguintes elementos importantes: manter o espírito missionário, envolvimento na igreja e nas atividades evangelísticas e sistema bem organizado de pequenos grupos. Outros fatores importantes também citados são a preparação sólida para o batismo, desenvolvimento de amizades na igreja e a qualidade do culto. A visita pastoral foi citada por alguns como o fator que pode ajudar a desenvolver o discipulado dos novos membros. 2 E a Oração? Há vários anos, algumas igrejas na Sibéria (Omsk, Novokuznetsk e Tumen) tiveram uma experiência interessante. Seis meses antes do evento evangelístico via satélite, cada membro dessas congregações fez uma lista de oração. Antes da campanha, organizaram uma corrente de oração de 24 horas que funcionou por quase dois meses: um mês pelo evangelismo realizado por um evangelista local antes do evento, e outro pelo programa via satélite e reuniões de acompanhamento. Como resultado, 90% dos candidatos da lista de oração foram batizados. Em Tumen o resultado foi semelhantemente impressionante. Os membros da igreja começaram seu ministério de oração nove meses antes do evento. Quando terminaram as reuniões 46 pessoas foram batizadas, sendo que 42 eram da lista de oração. Um irmão ficou particularmente feliz: as três pessoas de sua lista seu filho, esposa e mãe foram batizados! Mas o que dizer da conservação? Curiosamente, meses depois, 90% das pessoas batizadas nessas congregações permaneceram na igreja. 3 Quando pensamos em recuperar aqueles que saíram ou manter os que acabaram de se unir a nós, não devemos ignorar o poder da oração. O mesmo poder que converte as pessoas, também as ajuda a ficar e ser ativas na igreja. Essa, realmente, é uma boa notícia. n 1 Galina I. Stele, An Analysis of the Growth in the Euro-Asia Division ( ) Leading to a Strategy for Developing Home Churches (projeto do D.Min., Andrews University, 1996), p Ibid., Разве я сторож брату моему?? [Sou Eu Guardador do Meu Irmão?], Alfa and Omega 2, n o 30 (2009), p. 21, Entrevista com B. G. Protasevich, Opit Vostochno-Sibirskoi Unionnoi Missii [Experiência da Missão do Este da Sibéria], Zhivaya Tzerkov 2 [Living Church 2], n o 5 (2008), p. 15. Galina I. Stele é natural da Rússia e chegou recentemente para trabalhar nos escritórios dos Arquivos Estatísticos da AG, onde exerce a função de assistente de pesquisa e avaliação de programa. Galina e seu esposo Artur serviram na Divisão Euro-Asiática por muitos anos. Dezembro 2012 Adventist World 19

20 Artigo de CAPA O Que Podemos Fazer? A Comissão de Cuidado e Conservação está trabalhando com ideias para ajudar os membros a alcançar mais efetivamente os que já se tornaram ou estão no processo de se tornar inativos. Uma das maneiras mais simples, porém, mais efetiva de alcançar alguém é visitar os que não frequentam mais a igreja. Essa era a estratégia básica de um dos maiores evangelistas de nossa denominação que visava a alcançar os pródigos. Fordyce Detamore visitou e visitou, e fez mais visitas àqueles que haviam deixado a igreja. Suas visitas trouxeram muitos de volta. Isso é algo que não necessita treinamento especial ou estudos avançados. Requer apenas grande dose de amor, paciência e a habilidade de ouvir. A comunhão em pequenos grupos é a maneira mais contemporânea de cultivar relacionamentos e amizades. Eles podem ser grupos de estudo, grupos de amigos ou grupos de vários tipos de atividades. Cada novo converso necessita de, no mínimo, sete amizades na igreja para que ele ou ela seja bem assimilado. O objetivo principal da comunhão dos pequenos grupos é desenvolver relacionamentos e a confiança nos recém-conversos ou nos que estão se tornando inativos. Além desses relacionamentos, as pessoas precisam se envolver na vida da igreja. Devem receber uma responsabilidade. Sua participação no ministério da igreja nutre seu comprometimento de identificação com ela. Há vários materiais auxiliares que estão disponíveis como ferramentas para cultivar o discipulado entre os novos membros. Um desses recursos se chama Growing Fruitful Disciples [Cultivando Discípulos Frutíferos], preparado pelo Departamento de Escola Sabatina da Associação Geral. 7 Outra iniciativa é Churches of Refuge [Igrejas de Refúgio], lançado pelo Centro para Evangelismo Jovem. Eles procuram nutrir com segurança, amor e aceitação espiritual comunidades que acolhem os jovens. 8 Um curso acadêmico: Discipulando, Cuidando e Recuperando, será oferecido em muitos de nossos colégios e seminários para ajudar futuros pastores, líderes de igreja e membros a estarem atentos às necessidades, estratégias e recursos para essa área. 9 Ao começarmos a anotar aqueles que deixaram a igreja, Ellen White tem as seguintes palavras de exortação e incentivo: Procure os [pródigos], os que um dia conheceram o que era a religião, e lhes ofereça uma mensagem de misericórdia. A história do amor de Cristo tocará o mais profundo de seu coração. Cristo atrai os seres humanos a Si mesmo com o sentimento de que Deus O deixou descer do Céu para salvar a raça humana. 10 Que privilégio ter um vislumbre da alegria que invade o Céu quando uma filha ou filho pródigo retorna. n 1 Parte desse número foi devido à falta de atualização dos registros das pessoas que morreram. Outros se mudaram e se uniram a outra igreja adventista por profissão de fé ou rebatismo, resultando em duplicação de dados. 2 Michael Green, Evangelism Through the Local Church: A Comprehensive Guide to All Aspects of Evangelism (Nashville: Thomas Nelson, 1992), p Ibid., p Lyle E. Schaller, Assimilating New Members (Nashville: Abingdon, 1978), p Todos os textos bíblicos foram extraídos da Nova Versão Internacional. Usado com permissão. Todos os direitos reservados. 6 Paul Tompkins, Never Give Up, Leadership Development Journal, Divisão Transeuropeia (maio de 2012), resumo das conclusões de sua pesquisa para o D.Min; Bringing Home Our Adventist Prodigals: A Strategic Plan to Reclaim Youth in the Trans-European Division, Ibid., (projeto do D.Min., Andrews University, 2009). 7 Visite a página para mais informação. 8 Visite os seguintes Web sites: Para Europa: Facebook page: 9 Recursos adicionais dedicados ao ministério da recuperação incluem os seguintes sites, que são mantidos independentes, mas compostos por membros da Igreja Adventista: www. creativeministry.org/article/67/store/reconnecting-ministries, parte do CreativeMinistry, refletindo o trabalho de Paul Richardson e outros. Operação Reconexão é um site operado por Mike Jones. O próprio Jones passou pela experiência de sair da igreja e voltar. O site lista livros, DVDs, um blog, e outras ideias e materiais, e pode ser encontrado em 10 Ellen G. White, em General Conference Bulletin, 12 de abril de Ellen White usou a palavra apóstatas comumente usada então. Hoje, evita-se essa palavra, por ser considerada ofensiva. Benjamin D. Schoun é vice-presidente da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia. Ele e sua esposa, Carol, moram em Laurel, Maryland, EUA. Revisão da Se Proce Bill Knott, editor chefe da Adventist World, entrevistou recentemente a G.T. Ng, secretário da Associação Geral, sobre a relação entre auditoria de membros e sua conservação na igreja. Para muitos, a lista de membros é apenas estatística, não ministério. Em sua visão, como o fato de manter os registros atualizados torna-se um ministério capaz de ajudar e servir melhor nossos membros? Em primeiro lugar, a auditoria dos membros e a conservação deles não são mutuamente excludentes. É muito importante ter isso em mente. A auditoria de membros é um exercício no qual usamos abordagem redentora para localizar os que estão desaparecidos. Existem três maneiras principais de perdemos membros: apostasia, falta de frequência à igreja e morte. Segundo, a auditoria de membros é um processo redentor. Precisamos localizar os membros ausentes. Nenhuma pedra deve ficar sem ser movida na busca para localizar aqueles que não vemos mais nos cultos. Isso pode significar publicar uma lista de nomes de membros desaparecidos e fazer com que circule pela igreja local, distrito e provavelmente em todo o território da Associação e da União. Devemos trabalhar diligentemente para averiguar seu paradeiro. Se mudaram para outras regiões, precisamos escrever para eles. Esse é um processo longo e tedioso, pois dependemos dos membros da igreja local. Terceiro, em relação aos que desanimaram, precisamos organizar nossos anciãos e 20 Adventist World Dezembro 2012

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Multiplicação de Células

Multiplicação de Células Multiplicação de Células O objetivo principal da Célula Sub-metas: 1. Definir uma Data 2. Aumentar a presença de Deus 3. Levantar um novo Líder 4. Firmar novos membros 5. Encontrar um novo Anfitrião Multiplicar

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Implantar o Seu Reino na Terra

Implantar o Seu Reino na Terra CHAMADOS PARA RESPLANDECER A LUZ DO SENHOR ENTRE TODOS OS POVOS Disse Jesus: Venham a mim todos que estão cansados e oprimidos e eu darei alivio para vocês Mat. 11.28 VISÃO DO MDA MÉTODO DE DISCIPULADO

Leia mais

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ANOTAÇÕES Como Planejar Um Culto Sensível Aos Não-crentes INTRODUÇÃO Uma das características do ministério de Jesus é que ele atraía muitas pessoas A Bíblia diz que "Numerosas

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

NO ABRIR DA MINHA BOCA (EFÉSIOS 6:19) modelo da mensagem

NO ABRIR DA MINHA BOCA (EFÉSIOS 6:19) modelo da mensagem NO ABRIR DA MINHA BOCA (EFÉSIOS 6:19) modelo da mensagem Tudo bem. Eu vou para casa! Foi o que uma moça disse a seu namorado, na República Central-Africana. Tudo começou porque ele ia fazer uma viagem

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós:

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós: Visão do MDa Na visão do MDA, é possível à Igreja Local ganhar multidões para Jesus sem deixar de cuidar bem de cada cristão é o modelo de discipulado um a um em ação. O MDA abrange diversos fatores desenvolvidos

Leia mais

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014 2014 Visão MDA [Digite o subtítulo do documento] VI [Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um resumo é um apanhado geral do conteúdo do documento. Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Dons Espirituais. A maior causa de nossa fraqueza espiritual como um povo é a falta de fé real nos dons espirituais. (Review and Herald 14/08/1868).

Dons Espirituais. A maior causa de nossa fraqueza espiritual como um povo é a falta de fé real nos dons espirituais. (Review and Herald 14/08/1868). Dons Espirituais Por que é importante conhecer o tema? Somos admoestados a conhecê-los. (I Corintios 12:1). Somos motivados a usá-los. (I Timóteo 4:10). Somos responsáveis pelo uso. (I Pedro 4:10). A maior

Leia mais

Orar é uma atividade regular na vida de Jesus, um hábito, uma disciplina, um vínculo. Essa passagem é pedagógica e ilustra uma vida de fé!

Orar é uma atividade regular na vida de Jesus, um hábito, uma disciplina, um vínculo. Essa passagem é pedagógica e ilustra uma vida de fé! Faculdades EST- Pastoral Universitária Culto de Abertura do Semestre 2013/2 Prédica sobre Lucas 11.1-13 Pastora Iára Müller Leitura de Lucas 11.1-13 O tema da oração e da persistência em orar sempre volta

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Recomendação Inicial

Recomendação Inicial Recomendação Inicial Este estudo tem a ver com a primeira família da Terra, e que lições nós podemos tirar disto. Todos nós temos uma relação familiar, e todos pertencemos a uma família. E isto é o ponto

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 1 1. Objetivos: Ensinar que quando Moisés aproximou-se de Deus, os israelitas estavam com medo. Ensinar que hoje em dia, por causa de Jesus, podemos nos sentir perto de Deus

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco!

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco! Paixão do Povo de Cristo x Paixão de Cristo Texto Base: provérbios 24.10 na Linguagem de Hoje: Quem é fraco numa crise, é realmente fraco. Na Bíblia A Mensagem : Quem Desiste num momento de crise é porque

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO Miss. Gustavo Lima Silva (Beréu) & Wanessa S. B. Santos Silva (Brasil) Recife, 2010. SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM

VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM Se espera de uma v i g í l i a jo v e m um bom planejamento, divulgação, objetivo e um tema definido acertando em cheio o objetivo proposto no planejamento da vigília. Em uma vigília

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME Toda família tem um nome, este nome é o identificador de que família pertence esta pessoa, o qual nos aqui no Brasil chamamos de Sobrenome. Então este nome além de identificar

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE?

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? Texto: Apocalipse 21:1-2 Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém,

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

Caros irmãos e amigos. A graça e a paz do Senhor Jesus. Grandes coisas tem feito o Senhor por nós por isso estamos alegres.

Caros irmãos e amigos. A graça e a paz do Senhor Jesus. Grandes coisas tem feito o Senhor por nós por isso estamos alegres. Caros irmãos e amigos A graça e a paz do Senhor Jesus. Grandes coisas tem feito o Senhor por nós por isso estamos alegres. Chegamos na metade do ano de 2015, graças a Deus, porque devido a tantas lutas,

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Prefácio CÂNCER DE MAMA 7

Prefácio CÂNCER DE MAMA 7 Prefácio Quantas vezes você já não ouviu alguém contar uma experiência difícil que viveu em seu ministério? Quantos já não passaram por situações em que não souberam o que dizer ou fazer? Pastores, líderes

Leia mais

APRESENTAÇÃO MBN. Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti E-mail: info@buenasnuevasbrasil.org http://buenasnuevasbrasil.org/

APRESENTAÇÃO MBN. Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti E-mail: info@buenasnuevasbrasil.org http://buenasnuevasbrasil.org/ APRESENTAÇÃO MBN Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti QUEM SOMOS? Somos um Ministério que tem a visão de equipar e treinar novos líderes, incentivar o surgimento do empreendedorismo e de profissionais

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos VERSÍCULOS a Bíblia na PARA Nova DECORAR Versão Internacional ESTA SEMANA NVI Usamos

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Mas isso irá requerer uma abordagem pessoal, persistente, muita oração e uma ferramenta poderosa para nos ajudar a fazer isso!

Mas isso irá requerer uma abordagem pessoal, persistente, muita oração e uma ferramenta poderosa para nos ajudar a fazer isso! 2015 NOSSO CONTEXTO GLOBAL: Quase 3 bilhões de pessoas online Quase 2 bilhões de smartphones 33% de toda a atividade online é assistindo a vídeos BRAZIL: Mais de 78% dos jovens (15-29) usam internet. São

Leia mais

Geração compaixão A Revolução do Amor!

Geração compaixão A Revolução do Amor! 1 Geração compaixão A Revolução do Amor! A velocidade com que o tempo passa, nos mostra claramente a fugacidade da vida. Já estamos em 2016! E este será um ano diferente para a juventude adventista no

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Minha lista de sonhos

Minha lista de sonhos Licença No: # 122314/LS Fone: +55-11 5539-4719 E mail: vagner@programavirandoojogo.com.br Web: www.programavirandoojogo.com.br 2015 Minha lista de sonhos Com visão 2025 PREPARADO POR VAGNER MOLINA Rua

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA

UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA UMA ESCOLA SABATINA MISSIONÁRIA Uma das principais funções da Escola Sabatina é levar os membros a cumprirem a missão. Desde o início, havia uma clara certeza de sua função missionária: Há, na Escola Sabatina,

Leia mais

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras)

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Mostre o "Homem em Pecado" separado de Deus Esta luz (aponte para o lado direito) representa

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Lição 1 Como Amar os Inimigos

Lição 1 Como Amar os Inimigos Lição 1 Como Amar os Inimigos A. Como seus pais resolviam as brigas entres você e seus irmãos? B. Em sua opinião qual a diferença entre amar o inimigo e ser amigo do inimigo? PROPÓSITO: Aprender como e

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

O NASCIMENTO DE JESUS

O NASCIMENTO DE JESUS Bíblia para crianças apresenta O NASCIMENTO DE JESUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:M. Maillot Adaptado por: E. Frischbutter; Sarah S. O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

sinal de tristeza. Sinal de morte!

sinal de tristeza. Sinal de morte! CULTO FAMÍLIA: Reflexão sobre a morte e o luto Acreditamos que todos nós já sofremos a perda de alguém, seja familiar, amigo, vizinho ou apenas conhecido. Nos sentimos impotentes, indefesos, medrosos diante

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

Preparando-se para a luta espiritual (O capacete da salvação e a espada do Espírito) Efésios 6.17,18 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus

Preparando-se para a luta espiritual (O capacete da salvação e a espada do Espírito) Efésios 6.17,18 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus Preparando-se para a luta espiritual (O capacete da salvação e a espada do Espírito) Efésios 6.17,18 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus Mensagem # 5 IBMC 03/11/12 INTRODUÇÃO Vídeo: Como ter a

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Semana 2: Estenda um Convite

Semana 2: Estenda um Convite Semana 2: Estenda um Convite Incluído: 1. Preparação do líder 2. Guia da lição 1. PREPARAÇÃO DO LÍDER VISÃO GERAL DA LIÇÃO Como podem adolescentes dar a conehcer à seus amigos que querem desesperadamente

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17)

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) Tivemos esta manhã a alegria de testemunhar vários baptismos bíblicos. Existem outras coisas e outras cerimónias às quais se dá o nome de baptismo. Existe até uma seita,

Leia mais

SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS

SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Bíblia para crianças apresenta SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Lyn Doerksen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

Etapas da maturidade de Eliseu

Etapas da maturidade de Eliseu Etapas da maturidade de Eliseu TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 2.5-11 5 - Então os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor

Leia mais

O NASCIMENTO DO SALVADOR

O NASCIMENTO DO SALVADOR Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz no culto de natal na Igreja Batista Novo Coração, em 20 de dezembro de 2015. Evangelho de Lucas 2.8-20: 8 Havia pastores que estavam nos campos próximos

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

PRÓLOGO. #21diasdeamor. DEUS É AMOR 1 João 4:8

PRÓLOGO. #21diasdeamor. DEUS É AMOR 1 João 4:8 PRÓLOGO DEUS É AMOR 1 João 4:8 Quando demonstramos amor, estamos seguindo os passos de Jesus. Ele veio para mostrar ao mundo quem Deus é. Da mesma maneira, temos a missão de mostrar ao mundo que Deus é

Leia mais

Oração por todos Kit de ferramentas cristão para redes sociais

Oração por todos Kit de ferramentas cristão para redes sociais Oração por todos Kit de ferramentas cristão para redes sociais As redes sociais são um componente importante na divulgação das Metas Globais para amigos e irmãos cristãos. Além de tornar a comunicação

Leia mais

Demonstração de Maturidade

Demonstração de Maturidade Demonstração de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 4.12-17 12 - Então disse ao seu servo Geazi: Chama esta sunamita. E chamando-a ele, ela se pôs diante dele. 13 - Porque ele tinha falado a Geazi:

Leia mais

Você é um zero à direita!

Você é um zero à direita! Você é um zero à direita! A igreja é um corpo. Uma pequena parte do corpo, é uma célula. Uma micro-célula, é o discipulado. Para o corpo crescer, tudo precisa estar bem. Quando uma criança não cresce,

Leia mais

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros O António estudou as razões por que os crentes da Igreja primitiva se reuniam. Observou que muitos tipos de necessidades reuniam os crentes a necessidade de ensino,

Leia mais

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus?

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? 2 Coríntios 5:18-20 Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber,

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

A LIÇÃO DAS GENEALOGIAS

A LIÇÃO DAS GENEALOGIAS A LIÇÃO DAS GENEALOGIAS Gn 5 1 Esta é a lista dos descendentes de Adão. Quando criou os seres humanos, Deus os fez parecidos com ele. 2 Deus os criou homem e mulher, e os abençoou, e lhes deu o nome de

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 1 Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 04/03/2001 N Jo 9 1 Jesus ia caminhando quando viu um homem que tinha nascido cego. 2 Os seus discípulos perguntaram:

Leia mais

Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano)

Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano) Discipulado Parte II Pastor Emanuel Adriano (Mano) Estruturas Para Formar Discípulos Célula Evangelística: Esta estrutura ajuda nas ações de ganhar e consolidar. Ela tem dois objetivos principais: 1 )Despertar

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o ADEUS 1À VIDA VELHA Discipulador: / / No Culto... APÓS O Culto... Agora você é um nascido

Leia mais

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM No dia 28 de Fevereiro de 1963 um estranho fenômeno aconteceu no estado do Arizona E.U.A que deixou os cientistas sem palavras. Antes do por do sol, no estado do Arizona um SINAL apareceu nas nuvens. Uma

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 20 Discurso na cerimónia "Jovens

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais